SlideShare uma empresa Scribd logo
Proteínas Funções 
1)Estrutural ou plástica 
São aquelas que participam dos tecidos dando-lhes rigidez, consistência e elasticidade. São 
proteínas estruturais: colágeno (constituínte das cartilagens), actina e miosina (presentes na 
formação das fibras musculares), queratina (principal proteína do cabelo), fibrinogênio 
(presente no sangue), albumina (encontrada em ovos) e outras. 
2)Hormonal 
Exercem alguma função específica sobre algum órgão ou estrutura de um organismo como, 
por exemplo, a insulina que retira a glicose em excesso do sangue(embora tecnicamente a 
insulina seja considerada apenas um polipeptídeo, devido a seu pequeno tamanho). 
3)Defesa 
Os anticorpos são proteínas que realizam a defesa do organismo, especializados no 
reconhecimento e neutralização de vírus, bactérias e outras substâncias estranhas. 
O fibrinogênio e a trombina são outras proteínas responsáveis pela coagulação do sangue e 
prevenção de perda sanguínea em casos de cortes e machucados. 
4)Energética 
Obtenção de energia a partir dos aminoácidos que compõem as proteínas. 
5)Enzimática 
Enzimas são proteínas capazes de catalisar reações bioquímicas como, por exemplo, as 
lipases. As enzimas não reagem, são reutilizadas (sempre respeitando o sítio ativo) e são 
específicas. 
As enzimas reduzem a energia de ativação das reações químicas. A função da enzima 
depende diretamente de sua estrutura. Proteínas altamente especializadas e com atividade 
catalítica. Mais de 2000 enzimas são conhecidas, acreditava se que cada uma era capaz de 
catalisar apenas um tipo diferente de reação química, porém novas pesquisas provaram que 
algumas enzimas podem catalisar diferentes reações químicas. 
6)Condutoras de gases 
O transporte de gases (principalmente do oxigênio e um pouco do gás carbônico) é realizado 
por proteínas como a hemoglobina e hemocianina presentes nos glóbulos vermelhos ou 
hemácias . 
Fontes de Proteína Natural 
ALIMENTO_______GRADUAÇÃO 
Ovo (inteiro)__________100 
Leite de vaca __________91 
Clara de ovo (albumina) __88 
Peixe_________________83 
Bife magro_____________80 
Frango________________79 
Arroz_________________59 
Feijão________________49 
Fontes de Proteínas Sintéticas 
SUPLEMENTO________ GRADUAÇÃO 
Whey Protein Isolado______ 110 -159 
Whey Protein Concentrado __ 104 
Caseína _________________ 77 
Proteína da Soja __________ 74 
Carboidratos
Função 
Os carboidratos têm funções estruturais da membrana celular (construtora ou plástica), 
fornecimento de uma fração significativa de energia, armazenamento energético nos animais, 
sob a forma de glicogênio e principalmente nos vegetais, sob a forma de amido. 
Também tem função anticoagulante (heparina), lubrificante, estrutural (quitina) e antigênica 
(ativa o sistema imunológico, por exemplo, a alergia causada por crustáceos). 
Os carboidratos também são conhecidos como açúcares. 
Os nomes carboidratos e hidratos de carbono explicam-se pelo fato de serem substâncias 
constituídas, basicamente de carbono e água. Em alguns casos, podem também apresentar 
nitrogênio (N) ou enxofre (S) na sua composição. 
Quimicamente, os carboidratos são definidos como poli-hidroxi-aldeídos ou poli-hidroxi-cetonas. 
* Glicose (C6H12O6) - é um poli-hidroxi-aldeído porque possui muitos radicais hidroxila ( -OH) 
e um radical aldeído ( -CHO). 
* Frutose (C6H12O6) - é um poli-hidroxi-cetona porque possui muitos radicais hidroxila ( -OH) 
e um radical cetona ( -CO). 
Derivados de carboidratos 
Amidalina - Ácido glicônico - Ácido glicurônico - Ácido sacárico - Sorbitol - Trinitrato de celulose 
- Piroxilina - Acetato de celulose 
Caboidratos podem ser mono, oligo ou polissacarídeo 
Monossacarídeos 
Os monossacarídeos ou açúcares simples constituem as moléculas dos carboidratos, as quais 
são relativamente pequenas, solúveis em água e não hidrolisáveis. 
Em geral, eles obedecem à fórmula básica dos carboidratos: (CnH2nOn). Assim, de acordo 
com o valor de "n" que varia de 3 a 7, temos os seguintes tipos de monossacarídeos: 
* Triose: C3H6O3 
* Tetrose: C4H8O4 
* Pentose: C5H10O5 
* Hexoses: C6H12O6 
* Heptoses: C7H14O7 
Oligossacarídeos 
(Dissacarídeos). 
Os oligossacarídeos ou açúcares pequenos são carboidratos constituídos de duas a dez 
moléculas de monossacarídeos. Interessa-nos, aqui, apenas aqueles formados por duas 
unidades de monossacarídeos, também chamados dissacarídeos. 
Dissacarídeos são açúcares constituídos, por ligação glicossídica, de dois monossacarídeos 
com desprendimento de uma molécula de água (síntese de desidratação). Dissacarídeos têm 
moléculas relativamente pequenas, solúveis em água, razão por que interferem, assim como 
os monossacarídeos, no equilíbrio osmótico das células. São também a principal forma de 
transporte dos carboidratos. 
A sacarose, o "açúcar de cana" ou de beterraba, é constituído por uma molécula de glicose 
ligada a uma frutose. A maltose é um dissacarídeo, pois é formada por duas moléculas de 
glicose. A lactose é encontrada somente no leite. Resulta da união de uma glicose com uma
galactose. No Brasil, o açúcar de mesa é oriundo da cana-de-açúcar, enquanto na Rússia vem 
da beterraba roxa. 
Polissacarídeos 
Os polissacarídeos ou açúcares múltiplos são carboidratos formadas pela união de mais de 
dez moléculas monossacarídeas, constituindo, assim, um polímero de monossacarídeos, 
geralmente de hexoses. 
Ao contrário dos mono e dos dissacarídeos, os polissacarídeos são insolúveis em água; não 
alteram, pois, o equilíbrio osmótico das células e se prestam muito bem à função de 
armazenamento ou reserva nutritiva. 
De acordo com a função que exercem os polissacarídeos classificam-se em energéticos e 
estruturais. 
Polissacarídeos energéticos têm função de reserva nutritiva. Os mais importantes são o amido 
e o glicogênio. 
* Amido - principal produto de reserva nutritiva vegetal , o amido é geralmente encontrado em 
órgão de reserva nutritiva, como raízes do tipo tuberosa (mandioca, batata doce, cará), caules 
do tipo tubérculo (batatinha), frutos e sementes. Constitui um polímero de glicose (mais ou 
menos 1.400 unidades de glicose) com ligação glicossídica. 
O amido constitui-se de dois tipos diferentes de polissacarídeos: a amilose com cerca de 1.000 
unidades de glicose numa longa cadeia não ramificada enrolada em hélice e a amilopectina 
com cerca de 48 a 60 unidades de glicose dispostas em cadeias mais curtas e ramificadas. 
Espiral helicoidal da amilose 
* Glicogênio - polissacarídeo de reserva nutritiva dos animais, o glicogênio é encontrado, 
principalmente, nos músculos. Também é produto de reserva dos fungos. Constitui um 
polímero de glicose (mais ou menos 30.000 resíduos de glicose) com ligação glicossídica e 
várias ramificações. 
Polissacarídeos estruturais entram na formação de algumas estruturas do corpo dos seres 
vivos. Os mais importantes são a celulose e a quitina. 
* Quitina - é um polissacarídeo que possui nitrogênio em suas unidades de acetilglicosamina. 
Constitui o exoesqueleto dos artrópodes e é também encontrada na parede celular dos fungos. 
A quitina é um polímero de acetilglicosamina com ligações β. 
Observação: existem outros tipos de polissacarídeos denominados hetropolissacarídeos que 
originam, por hidrólise, vários tipos diferentes de monossacarídeos. Como por exemplo o ácido 
hialurônico, condroitinsulfato e a heparina. 
Algumas fontes 
Em geral, o grupo dos carboidratos simples é formado pelos açúcares. Ao contrário do que 
muitos acreditam, ele não está presente somente em doces, mas também nas massas, arroz, 
etc. 
No caso dos carboidratos complexos, estes são compostos em sua maior parte por fibras 
solúveis (podem ser dissolvidas em água) e insolúveis (não podem ser dissolvidas em água). 
Função 
De forma geral, os carboidratos desempenham um papel extremamente importante em nosso 
organismo, pois é através deles que nossas células obtêm energia para realizar suas funções 
metabólicas. 
Lipídio
Funções 
1) Fonte energética 
Fornecem mais energia que os carboidratos, porém, não são preferencialmente utilizáveis pela 
célula. Toda vez que a célula eucarionte necessita de uma substância energética, ela vai optar 
pelo uso imediato de uma glicose, para depois consumir os lipídeos. 
2) Estrutural 
Certos lipídios fazem parte da composição das membranas celulares, que são formadas pela 
associação de lipídios e proteínas.Os mais importantes são: os fosfolipídios e o colesterol. 
3) Isolante térmico 
Auxiliam na manutenção da temperatura dos animais endotérmicos, por meios de uma camada 
de tecido denominado hipoderme, a qual protege o individuo contra as variações de 
temperatura. 
4) Proteçao mecânica 
A gordura age como suporte mecânico para certos orgãos internos e sob a pele de aves e 
mamiferos, protegendo-os contra choques e traumatismos. 
Fontes 
ÁC.estearico:Gordura de boi 
ÁC.oleico:Oleo de oliva 
AC.Linoleico:Soja 
ÁC.Linolenico:Linhaça

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lipídios - Geral
Lipídios - Geral Lipídios - Geral
Lipídios - Geral
Rodolfo Pimentel Oliveira
 
metabolismo de Lipideos
metabolismo de Lipideosmetabolismo de Lipideos
metabolismo de Lipideos
Luan Moura
 
Proteãnas
ProteãnasProteãnas
Proteãnas
Murilo Oscar
 
Macronutrientes
MacronutrientesMacronutrientes
Macronutrientes
Prof. Saulo Bezerra
 
Ne aula 2. proteínas
Ne   aula 2. proteínasNe   aula 2. proteínas
Ne aula 2. proteínas
Eric Liberato
 
Nh aula 4 - metabolismo integrado fisiopatológico
Nh   aula 4 - metabolismo integrado fisiopatológicoNh   aula 4 - metabolismo integrado fisiopatológico
Nh aula 4 - metabolismo integrado fisiopatológico
Eric Liberato
 
Nh 2.3 - lipídeos
Nh   2.3 - lipídeosNh   2.3 - lipídeos
Nh 2.3 - lipídeos
Eric Liberato
 
Plano aula 3
Plano aula 3Plano aula 3
Plano aula 3
naymarques
 
Açúcar
AçúcarAçúcar
Açúcar
Josiele Walter
 
Suplementos
SuplementosSuplementos
Suplementos
LariRi
 
Bio01
Bio01Bio01
Bio01
jfquirino
 
Proteínas
ProteínasProteínas
Proteínas
Fatima Comiotto
 
Proteínas
Proteínas   Proteínas
Proteínas
Mariana Lopes
 
Proteínas
ProteínasProteínas
Proteínas
Matheus Víctor
 
Digestão e absorção de lipídios
Digestão e absorção de lipídiosDigestão e absorção de lipídios
Digestão e absorção de lipídios
Emmanuel Souza
 
Compostos Orgânicos - Carboidratos, Aminoácidos e Proteínas
Compostos Orgânicos - Carboidratos, Aminoácidos e ProteínasCompostos Orgânicos - Carboidratos, Aminoácidos e Proteínas
Compostos Orgânicos - Carboidratos, Aminoácidos e Proteínas
Camila Oliveira
 
Proteinas
ProteinasProteinas
Proteinas
merciavaz
 
Algumas funções das proteínas
Algumas funções das proteínasAlgumas funções das proteínas
Algumas funções das proteínas
Manujolibie
 
Macronutrientes
MacronutrientesMacronutrientes
Macronutrientes
marcossage
 
Glicídios e lipídios
Glicídios e lipídiosGlicídios e lipídios
Glicídios e lipídios
Glayson Sombra
 

Mais procurados (20)

Lipídios - Geral
Lipídios - Geral Lipídios - Geral
Lipídios - Geral
 
metabolismo de Lipideos
metabolismo de Lipideosmetabolismo de Lipideos
metabolismo de Lipideos
 
Proteãnas
ProteãnasProteãnas
Proteãnas
 
Macronutrientes
MacronutrientesMacronutrientes
Macronutrientes
 
Ne aula 2. proteínas
Ne   aula 2. proteínasNe   aula 2. proteínas
Ne aula 2. proteínas
 
Nh aula 4 - metabolismo integrado fisiopatológico
Nh   aula 4 - metabolismo integrado fisiopatológicoNh   aula 4 - metabolismo integrado fisiopatológico
Nh aula 4 - metabolismo integrado fisiopatológico
 
Nh 2.3 - lipídeos
Nh   2.3 - lipídeosNh   2.3 - lipídeos
Nh 2.3 - lipídeos
 
Plano aula 3
Plano aula 3Plano aula 3
Plano aula 3
 
Açúcar
AçúcarAçúcar
Açúcar
 
Suplementos
SuplementosSuplementos
Suplementos
 
Bio01
Bio01Bio01
Bio01
 
Proteínas
ProteínasProteínas
Proteínas
 
Proteínas
Proteínas   Proteínas
Proteínas
 
Proteínas
ProteínasProteínas
Proteínas
 
Digestão e absorção de lipídios
Digestão e absorção de lipídiosDigestão e absorção de lipídios
Digestão e absorção de lipídios
 
Compostos Orgânicos - Carboidratos, Aminoácidos e Proteínas
Compostos Orgânicos - Carboidratos, Aminoácidos e ProteínasCompostos Orgânicos - Carboidratos, Aminoácidos e Proteínas
Compostos Orgânicos - Carboidratos, Aminoácidos e Proteínas
 
Proteinas
ProteinasProteinas
Proteinas
 
Algumas funções das proteínas
Algumas funções das proteínasAlgumas funções das proteínas
Algumas funções das proteínas
 
Macronutrientes
MacronutrientesMacronutrientes
Macronutrientes
 
Glicídios e lipídios
Glicídios e lipídiosGlicídios e lipídios
Glicídios e lipídios
 

Semelhante a Proteínas funções.

Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
Iuri Fretta Wiggers
 
A química da célula - Agua e sais minerais
A química da célula - Agua e sais mineraisA química da célula - Agua e sais minerais
A química da célula - Agua e sais minerais
Matheus de Paula Medeiros
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Quimica da vida
Quimica da vida   Quimica da vida
Quimica da vida
Marina Machado
 
Nutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagem (1)
Nutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagem (1)Nutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagem (1)
Nutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagem (1)
Cíntia Ribeiro
 
Nutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagem
Nutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagemNutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagem
Nutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagem
Ivone Reges
 
Carboidratos. lipídios
Carboidratos. lipídiosCarboidratos. lipídios
Carboidratos. lipídios
Jesrayne Nascimento
 
Biologia molecular 1
Biologia molecular 1Biologia molecular 1
Biologia molecular 1
César Milani
 
Componentes orgânicos: Carboidratos
Componentes orgânicos: CarboidratosComponentes orgânicos: Carboidratos
Componentes orgânicos: Carboidratos
Werner Mendoza Blanco
 
Compostos inorgânicos e orgânicos [modo de compatibilidade]
Compostos inorgânicos e orgânicos  [modo de compatibilidade]Compostos inorgânicos e orgânicos  [modo de compatibilidade]
Compostos inorgânicos e orgânicos [modo de compatibilidade]
César Milani
 
Fundamentos da bioquímica - carboidratos.pdf
Fundamentos da bioquímica - carboidratos.pdfFundamentos da bioquímica - carboidratos.pdf
Fundamentos da bioquímica - carboidratos.pdf
Jorgepedro38
 
81m raissa catossi
81m raissa catossi81m raissa catossi
81m raissa catossi
Andrea Bruzaca
 
Aula Fisiologia Humana
Aula Fisiologia HumanaAula Fisiologia Humana
Aula Fisiologia Humana
edu.biologia
 
Aula Fisiologia_Sistema Digestório
Aula Fisiologia_Sistema DigestórioAula Fisiologia_Sistema Digestório
Aula Fisiologia_Sistema Digestório
edu.biologia
 
Composição química da célula.
Composição química da célula.Composição química da célula.
Composição química da célula.
Anauhe Gabriel
 
Carboidratos e Lipídios
Carboidratos e LipídiosCarboidratos e Lipídios
Carboidratos e Lipídios
acessoriaem21ma
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
Gleyson Costa
 
Composição química da célula - Biologia
Composição química da célula - BiologiaComposição química da célula - Biologia
Composição química da célula - Biologia
Anauhe Gabriel
 
003 compostos orgânicos parte 01
003   compostos orgânicos parte 01003   compostos orgânicos parte 01
003 compostos orgânicos parte 01
CIN
 
ENFERMAGEM - MÓDULO I - NUTRIÇÃO E DIETÉTICA.pptx
ENFERMAGEM - MÓDULO I - NUTRIÇÃO E DIETÉTICA.pptxENFERMAGEM - MÓDULO I - NUTRIÇÃO E DIETÉTICA.pptx
ENFERMAGEM - MÓDULO I - NUTRIÇÃO E DIETÉTICA.pptx
LarissaMorais89
 

Semelhante a Proteínas funções. (20)

Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
 
A química da célula - Agua e sais minerais
A química da célula - Agua e sais mineraisA química da célula - Agua e sais minerais
A química da célula - Agua e sais minerais
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
 
Quimica da vida
Quimica da vida   Quimica da vida
Quimica da vida
 
Nutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagem (1)
Nutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagem (1)Nutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagem (1)
Nutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagem (1)
 
Nutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagem
Nutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagemNutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagem
Nutricao saude-1-capitulo-1-ano-de-enfermagem
 
Carboidratos. lipídios
Carboidratos. lipídiosCarboidratos. lipídios
Carboidratos. lipídios
 
Biologia molecular 1
Biologia molecular 1Biologia molecular 1
Biologia molecular 1
 
Componentes orgânicos: Carboidratos
Componentes orgânicos: CarboidratosComponentes orgânicos: Carboidratos
Componentes orgânicos: Carboidratos
 
Compostos inorgânicos e orgânicos [modo de compatibilidade]
Compostos inorgânicos e orgânicos  [modo de compatibilidade]Compostos inorgânicos e orgânicos  [modo de compatibilidade]
Compostos inorgânicos e orgânicos [modo de compatibilidade]
 
Fundamentos da bioquímica - carboidratos.pdf
Fundamentos da bioquímica - carboidratos.pdfFundamentos da bioquímica - carboidratos.pdf
Fundamentos da bioquímica - carboidratos.pdf
 
81m raissa catossi
81m raissa catossi81m raissa catossi
81m raissa catossi
 
Aula Fisiologia Humana
Aula Fisiologia HumanaAula Fisiologia Humana
Aula Fisiologia Humana
 
Aula Fisiologia_Sistema Digestório
Aula Fisiologia_Sistema DigestórioAula Fisiologia_Sistema Digestório
Aula Fisiologia_Sistema Digestório
 
Composição química da célula.
Composição química da célula.Composição química da célula.
Composição química da célula.
 
Carboidratos e Lipídios
Carboidratos e LipídiosCarboidratos e Lipídios
Carboidratos e Lipídios
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
 
Composição química da célula - Biologia
Composição química da célula - BiologiaComposição química da célula - Biologia
Composição química da célula - Biologia
 
003 compostos orgânicos parte 01
003   compostos orgânicos parte 01003   compostos orgânicos parte 01
003 compostos orgânicos parte 01
 
ENFERMAGEM - MÓDULO I - NUTRIÇÃO E DIETÉTICA.pptx
ENFERMAGEM - MÓDULO I - NUTRIÇÃO E DIETÉTICA.pptxENFERMAGEM - MÓDULO I - NUTRIÇÃO E DIETÉTICA.pptx
ENFERMAGEM - MÓDULO I - NUTRIÇÃO E DIETÉTICA.pptx
 

Mais de Ajudar Pessoas

Tabela f 95% unilateral
Tabela f 95% unilateralTabela f 95% unilateral
Tabela f 95% unilateral
Ajudar Pessoas
 
Tabela f 95% bilateral
Tabela f 95% bilateralTabela f 95% bilateral
Tabela f 95% bilateral
Ajudar Pessoas
 
Educação e Capitalismo uma Certa Economia Política
Educação e Capitalismo uma Certa Economia PolíticaEducação e Capitalismo uma Certa Economia Política
Educação e Capitalismo uma Certa Economia Política
Ajudar Pessoas
 
Posicionamento Filosofico e Base de Aprendizagem
Posicionamento Filosofico e Base de AprendizagemPosicionamento Filosofico e Base de Aprendizagem
Posicionamento Filosofico e Base de Aprendizagem
Ajudar Pessoas
 
Evolucao historica da avaliacao em geracões
Evolucao historica da avaliacao em geracõesEvolucao historica da avaliacao em geracões
Evolucao historica da avaliacao em geracões
Ajudar Pessoas
 
Exercícios do Teorema de Pitágoras
Exercícios do Teorema de PitágorasExercícios do Teorema de Pitágoras
Exercícios do Teorema de Pitágoras
Ajudar Pessoas
 
Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015
Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015
Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015
Ajudar Pessoas
 
Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Funções Orgânicas Nitrogenadas.Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Ajudar Pessoas
 
Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.
Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.
Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.
Ajudar Pessoas
 
formulas de fisica
formulas de fisicaformulas de fisica
formulas de fisica
Ajudar Pessoas
 
Biologia.
Biologia.Biologia.
Biologia.
Ajudar Pessoas
 
Saude pública.
Saude pública.Saude pública.
Saude pública.
Ajudar Pessoas
 
Exerc carboidratos.
Exerc   carboidratos.Exerc   carboidratos.
Exerc carboidratos.
Ajudar Pessoas
 
Biologia compostos organicos_exercícios.
Biologia compostos organicos_exercícios.Biologia compostos organicos_exercícios.
Biologia compostos organicos_exercícios.
Ajudar Pessoas
 
Concordância.
Concordância.Concordância.
Concordância.
Ajudar Pessoas
 
.Biologia.
.Biologia..Biologia.
.Biologia.
Ajudar Pessoas
 
Avaliação diagnóstica de matemática.
Avaliação diagnóstica de matemática.Avaliação diagnóstica de matemática.
Avaliação diagnóstica de matemática.
Ajudar Pessoas
 
Aulão prevupe história.
Aulão prevupe   história.Aulão prevupe   história.
Aulão prevupe história.
Ajudar Pessoas
 
Aulão prevupe geografia.
Aulão prevupe   geografia.Aulão prevupe   geografia.
Aulão prevupe geografia.
Ajudar Pessoas
 
Aulão prevupe biologia.
Aulão prevupe   biologia.Aulão prevupe   biologia.
Aulão prevupe biologia.
Ajudar Pessoas
 

Mais de Ajudar Pessoas (20)

Tabela f 95% unilateral
Tabela f 95% unilateralTabela f 95% unilateral
Tabela f 95% unilateral
 
Tabela f 95% bilateral
Tabela f 95% bilateralTabela f 95% bilateral
Tabela f 95% bilateral
 
Educação e Capitalismo uma Certa Economia Política
Educação e Capitalismo uma Certa Economia PolíticaEducação e Capitalismo uma Certa Economia Política
Educação e Capitalismo uma Certa Economia Política
 
Posicionamento Filosofico e Base de Aprendizagem
Posicionamento Filosofico e Base de AprendizagemPosicionamento Filosofico e Base de Aprendizagem
Posicionamento Filosofico e Base de Aprendizagem
 
Evolucao historica da avaliacao em geracões
Evolucao historica da avaliacao em geracõesEvolucao historica da avaliacao em geracões
Evolucao historica da avaliacao em geracões
 
Exercícios do Teorema de Pitágoras
Exercícios do Teorema de PitágorasExercícios do Teorema de Pitágoras
Exercícios do Teorema de Pitágoras
 
Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015
Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015
Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015
 
Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Funções Orgânicas Nitrogenadas.Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Funções Orgânicas Nitrogenadas.
 
Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.
Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.
Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.
 
formulas de fisica
formulas de fisicaformulas de fisica
formulas de fisica
 
Biologia.
Biologia.Biologia.
Biologia.
 
Saude pública.
Saude pública.Saude pública.
Saude pública.
 
Exerc carboidratos.
Exerc   carboidratos.Exerc   carboidratos.
Exerc carboidratos.
 
Biologia compostos organicos_exercícios.
Biologia compostos organicos_exercícios.Biologia compostos organicos_exercícios.
Biologia compostos organicos_exercícios.
 
Concordância.
Concordância.Concordância.
Concordância.
 
.Biologia.
.Biologia..Biologia.
.Biologia.
 
Avaliação diagnóstica de matemática.
Avaliação diagnóstica de matemática.Avaliação diagnóstica de matemática.
Avaliação diagnóstica de matemática.
 
Aulão prevupe história.
Aulão prevupe   história.Aulão prevupe   história.
Aulão prevupe história.
 
Aulão prevupe geografia.
Aulão prevupe   geografia.Aulão prevupe   geografia.
Aulão prevupe geografia.
 
Aulão prevupe biologia.
Aulão prevupe   biologia.Aulão prevupe   biologia.
Aulão prevupe biologia.
 

Último

Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Danielle Fernandes Amaro dos Santos
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
AntonioVieira539017
 

Último (20)

Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
 

Proteínas funções.

  • 1. Proteínas Funções 1)Estrutural ou plástica São aquelas que participam dos tecidos dando-lhes rigidez, consistência e elasticidade. São proteínas estruturais: colágeno (constituínte das cartilagens), actina e miosina (presentes na formação das fibras musculares), queratina (principal proteína do cabelo), fibrinogênio (presente no sangue), albumina (encontrada em ovos) e outras. 2)Hormonal Exercem alguma função específica sobre algum órgão ou estrutura de um organismo como, por exemplo, a insulina que retira a glicose em excesso do sangue(embora tecnicamente a insulina seja considerada apenas um polipeptídeo, devido a seu pequeno tamanho). 3)Defesa Os anticorpos são proteínas que realizam a defesa do organismo, especializados no reconhecimento e neutralização de vírus, bactérias e outras substâncias estranhas. O fibrinogênio e a trombina são outras proteínas responsáveis pela coagulação do sangue e prevenção de perda sanguínea em casos de cortes e machucados. 4)Energética Obtenção de energia a partir dos aminoácidos que compõem as proteínas. 5)Enzimática Enzimas são proteínas capazes de catalisar reações bioquímicas como, por exemplo, as lipases. As enzimas não reagem, são reutilizadas (sempre respeitando o sítio ativo) e são específicas. As enzimas reduzem a energia de ativação das reações químicas. A função da enzima depende diretamente de sua estrutura. Proteínas altamente especializadas e com atividade catalítica. Mais de 2000 enzimas são conhecidas, acreditava se que cada uma era capaz de catalisar apenas um tipo diferente de reação química, porém novas pesquisas provaram que algumas enzimas podem catalisar diferentes reações químicas. 6)Condutoras de gases O transporte de gases (principalmente do oxigênio e um pouco do gás carbônico) é realizado por proteínas como a hemoglobina e hemocianina presentes nos glóbulos vermelhos ou hemácias . Fontes de Proteína Natural ALIMENTO_______GRADUAÇÃO Ovo (inteiro)__________100 Leite de vaca __________91 Clara de ovo (albumina) __88 Peixe_________________83 Bife magro_____________80 Frango________________79 Arroz_________________59 Feijão________________49 Fontes de Proteínas Sintéticas SUPLEMENTO________ GRADUAÇÃO Whey Protein Isolado______ 110 -159 Whey Protein Concentrado __ 104 Caseína _________________ 77 Proteína da Soja __________ 74 Carboidratos
  • 2. Função Os carboidratos têm funções estruturais da membrana celular (construtora ou plástica), fornecimento de uma fração significativa de energia, armazenamento energético nos animais, sob a forma de glicogênio e principalmente nos vegetais, sob a forma de amido. Também tem função anticoagulante (heparina), lubrificante, estrutural (quitina) e antigênica (ativa o sistema imunológico, por exemplo, a alergia causada por crustáceos). Os carboidratos também são conhecidos como açúcares. Os nomes carboidratos e hidratos de carbono explicam-se pelo fato de serem substâncias constituídas, basicamente de carbono e água. Em alguns casos, podem também apresentar nitrogênio (N) ou enxofre (S) na sua composição. Quimicamente, os carboidratos são definidos como poli-hidroxi-aldeídos ou poli-hidroxi-cetonas. * Glicose (C6H12O6) - é um poli-hidroxi-aldeído porque possui muitos radicais hidroxila ( -OH) e um radical aldeído ( -CHO). * Frutose (C6H12O6) - é um poli-hidroxi-cetona porque possui muitos radicais hidroxila ( -OH) e um radical cetona ( -CO). Derivados de carboidratos Amidalina - Ácido glicônico - Ácido glicurônico - Ácido sacárico - Sorbitol - Trinitrato de celulose - Piroxilina - Acetato de celulose Caboidratos podem ser mono, oligo ou polissacarídeo Monossacarídeos Os monossacarídeos ou açúcares simples constituem as moléculas dos carboidratos, as quais são relativamente pequenas, solúveis em água e não hidrolisáveis. Em geral, eles obedecem à fórmula básica dos carboidratos: (CnH2nOn). Assim, de acordo com o valor de "n" que varia de 3 a 7, temos os seguintes tipos de monossacarídeos: * Triose: C3H6O3 * Tetrose: C4H8O4 * Pentose: C5H10O5 * Hexoses: C6H12O6 * Heptoses: C7H14O7 Oligossacarídeos (Dissacarídeos). Os oligossacarídeos ou açúcares pequenos são carboidratos constituídos de duas a dez moléculas de monossacarídeos. Interessa-nos, aqui, apenas aqueles formados por duas unidades de monossacarídeos, também chamados dissacarídeos. Dissacarídeos são açúcares constituídos, por ligação glicossídica, de dois monossacarídeos com desprendimento de uma molécula de água (síntese de desidratação). Dissacarídeos têm moléculas relativamente pequenas, solúveis em água, razão por que interferem, assim como os monossacarídeos, no equilíbrio osmótico das células. São também a principal forma de transporte dos carboidratos. A sacarose, o "açúcar de cana" ou de beterraba, é constituído por uma molécula de glicose ligada a uma frutose. A maltose é um dissacarídeo, pois é formada por duas moléculas de glicose. A lactose é encontrada somente no leite. Resulta da união de uma glicose com uma
  • 3. galactose. No Brasil, o açúcar de mesa é oriundo da cana-de-açúcar, enquanto na Rússia vem da beterraba roxa. Polissacarídeos Os polissacarídeos ou açúcares múltiplos são carboidratos formadas pela união de mais de dez moléculas monossacarídeas, constituindo, assim, um polímero de monossacarídeos, geralmente de hexoses. Ao contrário dos mono e dos dissacarídeos, os polissacarídeos são insolúveis em água; não alteram, pois, o equilíbrio osmótico das células e se prestam muito bem à função de armazenamento ou reserva nutritiva. De acordo com a função que exercem os polissacarídeos classificam-se em energéticos e estruturais. Polissacarídeos energéticos têm função de reserva nutritiva. Os mais importantes são o amido e o glicogênio. * Amido - principal produto de reserva nutritiva vegetal , o amido é geralmente encontrado em órgão de reserva nutritiva, como raízes do tipo tuberosa (mandioca, batata doce, cará), caules do tipo tubérculo (batatinha), frutos e sementes. Constitui um polímero de glicose (mais ou menos 1.400 unidades de glicose) com ligação glicossídica. O amido constitui-se de dois tipos diferentes de polissacarídeos: a amilose com cerca de 1.000 unidades de glicose numa longa cadeia não ramificada enrolada em hélice e a amilopectina com cerca de 48 a 60 unidades de glicose dispostas em cadeias mais curtas e ramificadas. Espiral helicoidal da amilose * Glicogênio - polissacarídeo de reserva nutritiva dos animais, o glicogênio é encontrado, principalmente, nos músculos. Também é produto de reserva dos fungos. Constitui um polímero de glicose (mais ou menos 30.000 resíduos de glicose) com ligação glicossídica e várias ramificações. Polissacarídeos estruturais entram na formação de algumas estruturas do corpo dos seres vivos. Os mais importantes são a celulose e a quitina. * Quitina - é um polissacarídeo que possui nitrogênio em suas unidades de acetilglicosamina. Constitui o exoesqueleto dos artrópodes e é também encontrada na parede celular dos fungos. A quitina é um polímero de acetilglicosamina com ligações β. Observação: existem outros tipos de polissacarídeos denominados hetropolissacarídeos que originam, por hidrólise, vários tipos diferentes de monossacarídeos. Como por exemplo o ácido hialurônico, condroitinsulfato e a heparina. Algumas fontes Em geral, o grupo dos carboidratos simples é formado pelos açúcares. Ao contrário do que muitos acreditam, ele não está presente somente em doces, mas também nas massas, arroz, etc. No caso dos carboidratos complexos, estes são compostos em sua maior parte por fibras solúveis (podem ser dissolvidas em água) e insolúveis (não podem ser dissolvidas em água). Função De forma geral, os carboidratos desempenham um papel extremamente importante em nosso organismo, pois é através deles que nossas células obtêm energia para realizar suas funções metabólicas. Lipídio
  • 4. Funções 1) Fonte energética Fornecem mais energia que os carboidratos, porém, não são preferencialmente utilizáveis pela célula. Toda vez que a célula eucarionte necessita de uma substância energética, ela vai optar pelo uso imediato de uma glicose, para depois consumir os lipídeos. 2) Estrutural Certos lipídios fazem parte da composição das membranas celulares, que são formadas pela associação de lipídios e proteínas.Os mais importantes são: os fosfolipídios e o colesterol. 3) Isolante térmico Auxiliam na manutenção da temperatura dos animais endotérmicos, por meios de uma camada de tecido denominado hipoderme, a qual protege o individuo contra as variações de temperatura. 4) Proteçao mecânica A gordura age como suporte mecânico para certos orgãos internos e sob a pele de aves e mamiferos, protegendo-os contra choques e traumatismos. Fontes ÁC.estearico:Gordura de boi ÁC.oleico:Oleo de oliva AC.Linoleico:Soja ÁC.Linolenico:Linhaça