SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 121
PRINCÍPIOS DE LIDERANÇA
Toda vez que existe um grupo de pessoas se relacionando numa comunidade, empresa, governo, escola e empresa, haja ou não um líder oficial, sempre haverá um líder.
QUALIDADES BÁSICAS DO LÍDER CRISTÃO ,[object Object],1- O líder deve estar ligado a DEUS; 2- Deve ser um homem de oração; 3- Deve olhar para Jesus; 4- O líder cristão deve ser bondoso; 5- Mostrar lealdade; 6- Deve ser fiel; 7- Humilde; 8- Integridade; 9- Habilidade .
[object Object],1- Inspirar confiança nos subordinados; 2- Persistência e impulso em direção ao objetivo; 3- Habilidade para comunicar-se sem ser mal interpretado; 4- Disposição para ouvir com atenção;  5- Sincero interesse pelos outros; 6- Compreender as pessoas e as suas reações; 7- Objetividade; 8- Retidão e sinceridade.
[object Object],1.  Capacidade  - inteligência, facilidade verbal, originalidade e julgamento; 2.  Realizações  - escolaridade, conhecimento e realizações atléticas; 3.  Responsabilidade  - dependibilidade, iniciativa, persistência, agressividade, auto-confiança, desejo de fazer o melhor; 4.  Participação  - atividades, sociabilidade, cooperação, adaptabilidade e humor; 5.  Status  - posição sócio-econômica e popularidade.
DEFINIÇÕES DE “LIDERANÇA” “ Liderança é a arte de conseguir que uma pessoa faça o que você quer que seja feito, simplesmente por que a pessoa deseja fazê-lo”. Gal. Dwight D. Eisenhower, ex-Presidente Americano “ Liderança é insistir com as pessoas ao ponto de se auto-motivarem a colocar alvos que as incentive a levantar-se o mais alto possível”. Frederick R. Kappel “ Liderança é a influência que uma pessoa exerce sobre outra pessoa ou grupo”.
“ Liderança é exercer uma influência que inspire e mova as pessoas à ação, alcançando delas o máximo de cooperação e o mínimo de críticas”. “ Liderança é ir a algum lugar e levar o povo consigo”. “ Liderança é fazer algo importante na hora e de ótima qualidade, com a participação de voluntários dispostos e bem preparados”.
Por que há necessidade  de liderança? Todo grupo que se forma precisa de um líder. A própria natureza precisa de liderança. O verdadeiro líder consegue motivar apenas  20%  das pessoas que lidera. O princípio 80/20 diz que 80% dos resultados se conseguem com apenas 20% dos recursos ou de pessoal. O líder é alguém capaz de influenciar os liderados”.
Tipos e Estilos de Liderança ,[object Object],LÍDER, vem do inglês  Leader , que vem do alemão, e significa “fazer ir”. LIDERANÇA é um substantivo de líder, e a maneira como o líder se desenvolve. O tipo define a origem da autoridade do líder:
[object Object],[object Object]
Estilos de Liderança ,[object Object],[object Object]
[object Object]
[object Object]
Qual é o melhor estilo de Liderança?
Steward Tubbs apresenta 3 fatores que vão determinar qual é a postura que o líder deve assumir: ,[object Object],[object Object],[object Object]
Os líderes que se deram bem, evitaram as seguintes atitudes: ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
FUNÇÕES DO LÍDER ,[object Object]
[object Object]
Frases Construtivas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Frases Destrutivas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],Cont. das Funções do Líder.
[object Object]
Na delegação, a autoridade deve ser proporcional à responsabilidade.
Tipos de Responsabilidades Delegadas: ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Três tipos de líderes na delegação: ,[object Object],[object Object],[object Object]
LEIS BÁSICAS NA DELEGAÇÃO EFICIENTE:
1. Delegar no tempo certo ,[object Object]
2. Delegar Consistentemente ,[object Object]
3. A Ética na Delegação ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Benefícios da Delegação: ,[object Object],[object Object],[object Object]
Delegar abrange... ENCORAJAR  – É mais do que incentivar. É colocar-se à disposição na execução das tarefas. EXPRESSAR O SENTIMENTO DO GRUPO  – Isto envolve observar os sentimentos, os estados de ânimo entre os membros do grupo. Nunca permita que alguém ou um grupo pequeno imponha seus métodos sobre os demais. APRENDER A REFORMULAR OBJETIVOS  – Se o objetivo inicial não está sendo alcançado, ajude o grupo a se manter na meta.
Cobrar Resultados... Toda vez que existe um contrato entre os líderes e liderados em relação a uma tarefa e responsabilidades ambos devem concordar que deve existir uma avaliação no contrato. O liderado deve saber o que se espera dele, em termos de resultados. O sucesso da organização depende da habilidade de seus líderes em saber distinguir entre o sucesso e o fracasso, em termos de objetivos e alvos. Os alvos devem ser objetivos, claros e específicos.
6 perguntas que o Líder deve fazer-se antes de avaliar seus liderados, segundo o sociólogo Willard Claassem
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
QUANDO VOCÊ DIRIGE... "Tudo o que te vier a mão para fazer, faze-o segundo tuas forças" (Ec 9:10).  A utilização máxima de tempo é o fator que, em muitos casos, permite que uma pessoa realize mais que outra. Há certos ladrões do tempo contra os quais deve precaver-se o dirigente de êxito:
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
LÍDER, ATENTE PARA AS SEGUINTES OBSERVAÇÕES...
Aparência  ,[object Object],[object Object],[object Object]
Aspecto Higiênico ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Aspecto Físico ,[object Object],[object Object],[object Object]
Aspecto Moral ,[object Object],[object Object],[object Object]
Aspecto Social ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Interesse pela organização ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Relacionamento harmonioso ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Interesse pelos Liderados ,[object Object],[object Object],[object Object]
Respeito às Normas ,[object Object],[object Object],[object Object]
Valorização do Trabalho da Organização ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Buscar Informações ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
RELAÇÕES INTERPESSOAIS Adaptado de W. C. Schutz
A teoria localiza os opostos de prazer e sofrimento como as áreas de necessidades interpessoais intituladas: ,[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object]
[object Object]
[object Object],Um método de evitar laços afetivos é mostrar-se igualmente amistoso com todos. A "popularidade", pode, portanto, não envolver qualquer afeição. É muitas vezes um comportamento inclusivo.
FEEDBACK
É um processo de ajuda para mudança de comportamento; é comunicação a uma pessoa, ou grupo, no sentido de fornecer-lhe informações sobre como sua atuação está afetando outras pessoas.
O  Feedback  precisa ser... ,[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
TRABALHO EM EQUIPE
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
HÁBITOS  EM ESCUTAR
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],1 Não faça excursões mentais enquanto a pessoa está falando - não divague os pensamentos.
2 Cuidado com o que você vai falar Por exemplo: “ Eu entendo, estou entendendo”  mas não demonstre nem com a expressão facial que você concorda ou discorda com o que está sendo dito.
3 Desenvolva a “surdez emocional” Procure não se emocionar com os sentimentos da pessoa, você ainda não ouviu o outro lado e não sabe quem está  com a razão.
4 Desenvolva seu ouvido sensitivo 5 Evite explicações difíceis. Não se comprometa. 6 Nunca mude a conversa prematuramente. Deixe a pessoa desabafar
7 Não pretenda estar atendo, quando na verdade você não está. 8 Evite distrações. 9 Nunca fique rabiscando na hora da conversa
10 Nunca se esquive de ouvir a pessoa que está precisando falar-lhe Lembre-se... Jesus dava atenção a todos.
PREPARANDO NOVOS LÍDERES “ Ninguém fica para semente”.
Em todo setor, existe a hora de transição. É quando o líder deixa o seu lugar para outro. Isso ocorre por duas maneiras: Livre Iniciativa Livre Pressão
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Temos que ter o cuidado para não colocarmos pessoas imaturas, sem capacidade e despreparadas para ocupar posições importantes na empresa. Deve-se observar as seguintes características:
Como treinar um novo líder?
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Você pode suportar críticas?
“ Nada é mais fácil do que criticar destrutivamente”,  disse um autor desconhecido.  “ Não se necessita talento, nem abnegação, nem inteligência, nem caráter para se dedicar aos negócios dos murmuradores”.
Lembremo-nos que um pouco de crítica é bom para nós. Você conhece que espécie de crítica pode ser benéfica. Por exemplo:  Quando uma esposa diz ao marido que ele conversa demais, ou em voz demasiado alta, ou muito baixa, ou a conversa não está muito adequada, ele faz bem em ouvir tais sugestões.
Sugestões às críticas,  por  Robert H. Pierson ,[object Object],“ Você será sábio se fizer com que seus críticos sejam guardadores de sua alma”.  Pregador desconhecido
[object Object],Jesus é o nosso exemplo. “Se Ele, que penetrava nos corações, suportava quem bem sabia que O havia de trair, com que paciência não deveríamos nós suportar os que estão em falta?!” ( A   Ciência do Bom Viver, 493 ). “ O homem mais forte é aquele que, embora sensível ao abuso, refreará a paixão e perdoará seus inimigos. Tais homens são verdadeiros heróis.” ( Testimonies, vol. 4, 656. ).
[object Object],Alguns anos atrás, um famoso educador pronunciou palavras duras contra um pastor que era célebre como ele. Os jornalistas, pressentindo uma boa notícia, correram para o escritório do pastor. Estavam certos de que sua língua inteligente daria réplica à altura. Ficaram desapontados. “ Professor Blank é um eminente homem”, declarou o pastor após ouvir o que o contemporâneo erudito havia dito acerca dele. “Respeito seu julgamento. Talvez eu devesse examinar a minha mensagem e meus métodos; e se encontrar algum erro, farei o melhor para corrigi-lo”.
A bondade, mais que qualquer outra coisa,  calará a língua do crítico Por que não tentar, na próxima vez que tiver oportunidade?
[object Object],Cultivai o hábito de falar bem do seu próximo. Detende-vos sobre as boas qualidades daqueles com quem estais associados, e olhai o menos possível para seus erros e fraquezas.” ( A Ciência do Bom Viver, 491 ).
[object Object],[object Object]
Um colunista de reputação nacional, escreveu: “ Aquele que deseja êxito, não deve temer a crítica. O medo à crítica é o beijo da morte no romance da realização”. “ Dear Abbey”, Asheville (NC) Citizen, Sept 11, 1964.
[object Object],Continue fazendo o seu melhor, então nada mais restará para fazer.
[object Object],“ Todo aquele que se tem sentido na liberdade de condenar ou levar outros ao desânimo será, em sua própria vida, levado a passar pela experiência por que fez outros passarem; sentirá aquilo que eles sofreram devido à sua falta de compassiva compreensão e ternura”  ( O Maior Discurso de Cristo, 117 ).
[object Object],“ Não vos queixeis uns dos outros” (Tg 5:9). Tiago diz mais: “Irmãos, não faleis mal uns dos outros” (Tg 4:11).
Um líder é forte, somente quando pode aceitar a crítica sabiamente; e quando, através da graça de Deus, exerce domínio de si mesmo e resiste a toda tentação para criticar.
“ Os trabalhadores ativos não têm tempo de se ocupar com as faltas do próximo. As cascas das faltas e fraquezas dos outros não fornecem alimento para a nossa vida.”  ( A Ciência do Bom Viver, 492 ) “ [Líderes cristãos] não podem debilitar sua própria influência e posição mais do que quando tentam enfraquecer um ao outro.”  ( EGW, Carta 16, 1886 )
Falhas na Administração e Como Corrigi-las
Princípio Básico As empresas se desenvolvem sobre as pessoas. Nunca são maiores nem mais firmes do que as pessoas que as administram.
4 Falhas Básicas na Administração Organização do Tempo “ Hoje eu tenho tanta coisa para fazer, que eu não sei nem por onde começar”. “ O dia precisaria ter 48 horas”. “ Eu trabalhei feito um condenado hoje, e não fiz nada”. De todas as formas para administrar o tempo, a mais simples é saber separar o URGENTE do IMPORTANTE.
Exemplo de agenda diária... IMPORTANTE URGENTE
[object Object],[object Object]
Logo de manhã cedo, coloque em cima da sua mesa o formulário “URGENTE ou IMPORTANTE”
Não Saber Elogiar Muitos afirmam: “Não adianta a gente se esforçar; não adianta a gente dar duro; nós nunca somos reconhecidos”. O segredo? ELOGIAR E DESAFIAR
Não Saber Corrigir  ou Repreender Quando necessário, repreenda os seus liderados imediatamente após o erro, para que esse não se enraíze; mas só o faça em particular e através da fórmula  PNP P  ositivo N  egativo P  ositivo
Primeiro, você começa  POSITIVO , falando do desempenho positivo anterior do seu liderado; porque na vida nós acertamos muitas vezes. Em 100, acertamos 99, e ninguém fala nada. Depois, o lado  NEGATIVO . Procure inteirar-se do fato e esclarecer o porquê do erro cometido, e buscando no liderado o desejo de corrigir-se. Então, encerre a converse com outro ponto  POSITIVO , mostrando o quanto você confia na capacidade dele, no seu desempenho futuro.
O “Achismo” É quando o líder não tem as informações necessárias e precisas, e isso impede-o de tomar decisões acertadas. ,[object Object],[object Object],[object Object]
Ética  Empresarial
Ética para com os colegas... ,[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Ética para com a Organização... ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Ética para com a empresa... ,[object Object],[object Object],[object Object]
Ética para com a esposa... ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Princípios de Sucesso
Fazer mais do que aquilo que é exigido “ Dobre uma curva” a mais em busca dos seus objetivos. Faça um pouquinho melhor o seu trabalho e você constatará, com surpresa, que oportunidades jamais lhe faltarão.
Fazer as coisas difíceis de serem feitas É difícil para você organizar a sua mesa de trabalho, principalmente aquela segunda gaveta cheia de pendências? Pois faça isso ainda hoje. É difícil para você manter a calma, quando o seu oficial ou membro de empresa, pela terceira vez, já cometeu o mesmo erro? Pois então, relaxe. Chame-o e converse pacientemente com ele. É difícil para você reconhecer seus próprio erros? Pela a alguém de confiança que faça críticas sobre sua atuação.
O princípio dos dois preguinhos O segredo é simples: Não gaste mais do que você ganha, e evitará grandes problemas na sua vida.
Praticar saltos curtos Depois que você estabeleceu o planejamento global a longo prazo, a pergunta importante é: o que você tem que fazer hoje?  Estabeleça planos diários, e alcance as suas metas “passo a passo”.
O princípio da pequena diferença O homem é grande não porque faça grandes coisas mas porque faz coisas pequeninas extraordinariamente bem feitas, exemplificando: a diferença entre dois líderes, um eficaz, outro medíocre, não está no fato deles fazerem coisas muito diferentes. O líder eficaz tem o controle de pequenos detalhes, pequenas falhas que passam despercebidas ao outro, medíocre, por negligenciá-las. O homem não tropeça em montanhas, mas são naquelas que ele não dá importância, que ele se arrebenta. Portanto, o controle do detalhe constitui a grande diferença nos resultados finais.
O Sucesso Administrativo Depende da Flexibilidade
ANTEVISÃO Prever necessidades, e prover soluções.
ADAPTAÇÃO Saber enfrentar mudanças.
PARTICIPAÇÃO Não agir sozinho em nenhuma etapa.
O HOMEM MAIS PROCURADO
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Funções do Líder
1 Respeitar o ser humano e crer nas suas possibilidades, que são imensas. 2 Confiar no grupo, mais que em si mesmo. 3 Evitar críticas a qualquer pessoa em público, procurando sempre destacar diante do grupo os aspectos positivos de cada um.
4 Estar sempre dando o exemplo, em vez de ficar criticando todo o tempo. 5 Evitar dar ordens, procurando a cooperação de cada um. 6 Dar a cada um o seu lugar, levando em consideração os seus gostos, interesses e aptidões pessoais.
7 Evitar tomar, mesmo de maneira provisória, a iniciativa de uma responsabilidade que pertence a outrem, mesmo pensando que faria melhor. 8 Consultar os membros do grupo antes de tomar uma resolução importante que envolva o grupo. 9 Antes de agir, explicar aos membros o que vai fazer e por quê. 10 Evitar tomar parte nas discussões quando presidir uma reunião. Guardar neutralidade, fazendo registrar imparcialmente as decisões do grupo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Liderança e motivação
Liderança e motivaçãoLiderança e motivação
Liderança e motivação
Rodneync
 

Mais procurados (20)

Aula chefia e liderança - 24.04.2010
Aula   chefia e liderança - 24.04.2010Aula   chefia e liderança - 24.04.2010
Aula chefia e liderança - 24.04.2010
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Liderança e motivação
Liderança e motivaçãoLiderança e motivação
Liderança e motivação
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Treinamento de liderança desenvolvido por Jorge Antonio Pereira
Treinamento de liderança desenvolvido por Jorge Antonio PereiraTreinamento de liderança desenvolvido por Jorge Antonio Pereira
Treinamento de liderança desenvolvido por Jorge Antonio Pereira
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Liderança e Relacionamento
Liderança e RelacionamentoLiderança e Relacionamento
Liderança e Relacionamento
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Liderança e Motivação
Liderança e  MotivaçãoLiderança e  Motivação
Liderança e Motivação
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Liderança de Alta Performance - Siga o Rastro
Liderança de Alta Performance - Siga o RastroLiderança de Alta Performance - Siga o Rastro
Liderança de Alta Performance - Siga o Rastro
 
As leis da lideranca
As leis da liderancaAs leis da lideranca
As leis da lideranca
 
Desenvolvimento de liderança amcham
Desenvolvimento de liderança   amchamDesenvolvimento de liderança   amcham
Desenvolvimento de liderança amcham
 
Treinamento sobre liderança
Treinamento sobre liderançaTreinamento sobre liderança
Treinamento sobre liderança
 
Competencia lideranca pessoas prof. farah
Competencia lideranca pessoas prof. farahCompetencia lideranca pessoas prof. farah
Competencia lideranca pessoas prof. farah
 
O que é liderança
O que é liderançaO que é liderança
O que é liderança
 
Como tornar-se um lider
Como tornar-se um liderComo tornar-se um lider
Como tornar-se um lider
 
Lideranca
LiderancaLideranca
Lideranca
 
Liderança e Comunicação
Liderança e ComunicaçãoLiderança e Comunicação
Liderança e Comunicação
 

Destaque

estudo sobre Liderança cristã
estudo sobre Liderança cristãestudo sobre Liderança cristã
estudo sobre Liderança cristã
Reginaldo Pacheco
 
RecepçãO Ao Aluno 3ºAno 2008 09
RecepçãO Ao Aluno 3ºAno 2008 09RecepçãO Ao Aluno 3ºAno 2008 09
RecepçãO Ao Aluno 3ºAno 2008 09
Pedro Bonjardim
 
O Sonho Dos Ratos
O Sonho Dos RatosO Sonho Dos Ratos
O Sonho Dos Ratos
Rita Steter
 
Você s.a. delegar tarefas com segurança
Você s.a.   delegar tarefas com segurançaVocê s.a.   delegar tarefas com segurança
Você s.a. delegar tarefas com segurança
tioheraclito
 
Palestra Inovacoes na Arte de Liderar Pessoas PNL E Coaching Sonia Regina
Palestra Inovacoes na Arte de Liderar Pessoas PNL E Coaching  Sonia ReginaPalestra Inovacoes na Arte de Liderar Pessoas PNL E Coaching  Sonia Regina
Palestra Inovacoes na Arte de Liderar Pessoas PNL E Coaching Sonia Regina
Brazil
 

Destaque (20)

Sete lições sobre liderança cristã
Sete lições sobre liderança cristãSete lições sobre liderança cristã
Sete lições sobre liderança cristã
 
Liderança cristã apresentação
Liderança cristã apresentaçãoLiderança cristã apresentação
Liderança cristã apresentação
 
Liderança e Liderança Cristã
Liderança e Liderança CristãLiderança e Liderança Cristã
Liderança e Liderança Cristã
 
Lição 1 O perfil bíblico de um líder
Lição 1 O perfil bíblico de um líderLição 1 O perfil bíblico de um líder
Lição 1 O perfil bíblico de um líder
 
estudo sobre Liderança cristã
estudo sobre Liderança cristãestudo sobre Liderança cristã
estudo sobre Liderança cristã
 
Estudo para a Liderança da Igreja
Estudo para a Liderança da IgrejaEstudo para a Liderança da Igreja
Estudo para a Liderança da Igreja
 
Ponto Kom Gestão de Mídias
Ponto Kom Gestão de MídiasPonto Kom Gestão de Mídias
Ponto Kom Gestão de Mídias
 
Apresentação VetoRH
Apresentação VetoRH Apresentação VetoRH
Apresentação VetoRH
 
Ponto eletrônico
Ponto eletrônicoPonto eletrônico
Ponto eletrônico
 
RecepçãO Ao Aluno 3ºAno 2008 09
RecepçãO Ao Aluno 3ºAno 2008 09RecepçãO Ao Aluno 3ºAno 2008 09
RecepçãO Ao Aluno 3ºAno 2008 09
 
O Sonho Dos Ratos
O Sonho Dos RatosO Sonho Dos Ratos
O Sonho Dos Ratos
 
Lição 4 As características de um autêntico líder
Lição 4   As características de um autêntico líderLição 4   As características de um autêntico líder
Lição 4 As características de um autêntico líder
 
Você s.a. delegar tarefas com segurança
Você s.a.   delegar tarefas com segurançaVocê s.a.   delegar tarefas com segurança
Você s.a. delegar tarefas com segurança
 
Palestra Inovacoes na Arte de Liderar Pessoas PNL E Coaching Sonia Regina
Palestra Inovacoes na Arte de Liderar Pessoas PNL E Coaching  Sonia ReginaPalestra Inovacoes na Arte de Liderar Pessoas PNL E Coaching  Sonia Regina
Palestra Inovacoes na Arte de Liderar Pessoas PNL E Coaching Sonia Regina
 
Guerra Dos Sexos Nunca Mais
Guerra Dos Sexos Nunca MaisGuerra Dos Sexos Nunca Mais
Guerra Dos Sexos Nunca Mais
 
Liderança e gestão
Liderança e gestãoLiderança e gestão
Liderança e gestão
 
Liderana o-caminho-para-o-sucesso-1222751372562725-8
Liderana o-caminho-para-o-sucesso-1222751372562725-8Liderana o-caminho-para-o-sucesso-1222751372562725-8
Liderana o-caminho-para-o-sucesso-1222751372562725-8
 
Aula de 13. modulo I. a célula de evangelismo e sua estrutura. parte i
Aula de 13. modulo I. a célula de evangelismo e sua estrutura. parte iAula de 13. modulo I. a célula de evangelismo e sua estrutura. parte i
Aula de 13. modulo I. a célula de evangelismo e sua estrutura. parte i
 
Aula de 05. modulo i. o objetivo da célula de evangelismo parte i
Aula de 05. modulo i. o objetivo da célula de evangelismo   parte iAula de 05. modulo i. o objetivo da célula de evangelismo   parte i
Aula de 05. modulo i. o objetivo da célula de evangelismo parte i
 
Aula de 04. modulo i. o perfil do líder de célula de evangelismo
Aula de 04. modulo i. o perfil do líder de célula de evangelismoAula de 04. modulo i. o perfil do líder de célula de evangelismo
Aula de 04. modulo i. o perfil do líder de célula de evangelismo
 

Semelhante a PrincíPios De LiderançA

princípios de liderança
princípios de liderançaprincípios de liderança
princípios de liderança
SamuelWesley31
 
2009 3- aula estilos-de_lideranca
2009 3- aula estilos-de_lideranca2009 3- aula estilos-de_lideranca
2009 3- aula estilos-de_lideranca
mlisboa75
 
Estilo de liderança
Estilo de liderançaEstilo de liderança
Estilo de liderança
MkrH Uniesp
 
Apostilacompleta.doc
Apostilacompleta.docApostilacompleta.doc
Apostilacompleta.doc
Keke Gomes
 

Semelhante a PrincíPios De LiderançA (20)

princípios de liderança
princípios de liderançaprincípios de liderança
princípios de liderança
 
Apostila 04 -_2011
Apostila 04 -_2011Apostila 04 -_2011
Apostila 04 -_2011
 
2009 3- aula estilos-de_lideranca
2009 3- aula estilos-de_lideranca2009 3- aula estilos-de_lideranca
2009 3- aula estilos-de_lideranca
 
Curso online liderança
Curso online  liderançaCurso online  liderança
Curso online liderança
 
Liderança para equipes de projetos
Liderança para equipes de projetosLiderança para equipes de projetos
Liderança para equipes de projetos
 
Liderança - Jovem Candango
Liderança - Jovem CandangoLiderança - Jovem Candango
Liderança - Jovem Candango
 
Liderança cristã o lider e seus conflitos - Prof Abdias Barreto
Liderança cristã   o lider e seus conflitos - Prof Abdias BarretoLiderança cristã   o lider e seus conflitos - Prof Abdias Barreto
Liderança cristã o lider e seus conflitos - Prof Abdias Barreto
 
Estilo de liderança
Estilo de liderançaEstilo de liderança
Estilo de liderança
 
250820171102171.pdf
250820171102171.pdf250820171102171.pdf
250820171102171.pdf
 
Gestão de equipes e sistema de Liderança
Gestão de equipes e sistema de LiderançaGestão de equipes e sistema de Liderança
Gestão de equipes e sistema de Liderança
 
Estilos lideranca
Estilos liderancaEstilos lideranca
Estilos lideranca
 
O Papel do Líder no Comportamento Organizacional
O Papel do Líder no Comportamento OrganizacionalO Papel do Líder no Comportamento Organizacional
O Papel do Líder no Comportamento Organizacional
 
1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie
1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie
1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie
 
1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie
1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie
1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie
 
1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie
1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie
1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie
 
1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie
1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie
1572544318 e book--_aprenda_a_pensar_e_agir_como_um_grande_lder_-_dale_carnegie
 
campanha liderança
campanha   liderançacampanha   liderança
campanha liderança
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Liderança cristã o Líder e seus conflitos
Liderança cristã   o Líder e seus conflitosLiderança cristã   o Líder e seus conflitos
Liderança cristã o Líder e seus conflitos
 
Apostilacompleta.doc
Apostilacompleta.docApostilacompleta.doc
Apostilacompleta.doc
 

Mais de Messias Matusse

Ea D E O Construcionismo2
Ea D E O Construcionismo2Ea D E O Construcionismo2
Ea D E O Construcionismo2
Messias Matusse
 
TéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãO
TéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãOTéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãO
TéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãO
Messias Matusse
 
A Indisciplina E A FormaçãO De Professor Competente
A Indisciplina E A FormaçãO De Professor CompetenteA Indisciplina E A FormaçãO De Professor Competente
A Indisciplina E A FormaçãO De Professor Competente
Messias Matusse
 
Monografia Daniel V28 D B
Monografia  Daniel  V28 D BMonografia  Daniel  V28 D B
Monografia Daniel V28 D B
Messias Matusse
 
Docente Independente Empreendedor
Docente Independente EmpreendedorDocente Independente Empreendedor
Docente Independente Empreendedor
Messias Matusse
 
Apresentaã§ã£O Objetos 2
Apresentaã§ã£O Objetos 2Apresentaã§ã£O Objetos 2
Apresentaã§ã£O Objetos 2
Messias Matusse
 

Mais de Messias Matusse (8)

Ea D E O Construcionismo2
Ea D E O Construcionismo2Ea D E O Construcionismo2
Ea D E O Construcionismo2
 
TéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãO
TéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãOTéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãO
TéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãO
 
A Indisciplina E A FormaçãO De Professor Competente
A Indisciplina E A FormaçãO De Professor CompetenteA Indisciplina E A FormaçãO De Professor Competente
A Indisciplina E A FormaçãO De Professor Competente
 
Ead Teoria P P T
Ead Teoria  P P TEad Teoria  P P T
Ead Teoria P P T
 
Monografia Daniel V28 D B
Monografia  Daniel  V28 D BMonografia  Daniel  V28 D B
Monografia Daniel V28 D B
 
Docente Independente Empreendedor
Docente Independente EmpreendedorDocente Independente Empreendedor
Docente Independente Empreendedor
 
Apresentaã§ã£O Objetos 2
Apresentaã§ã£O Objetos 2Apresentaã§ã£O Objetos 2
Apresentaã§ã£O Objetos 2
 
Vs Distribuicao
Vs DistribuicaoVs Distribuicao
Vs Distribuicao
 

PrincíPios De LiderançA

  • 2. Toda vez que existe um grupo de pessoas se relacionando numa comunidade, empresa, governo, escola e empresa, haja ou não um líder oficial, sempre haverá um líder.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6. DEFINIÇÕES DE “LIDERANÇA” “ Liderança é a arte de conseguir que uma pessoa faça o que você quer que seja feito, simplesmente por que a pessoa deseja fazê-lo”. Gal. Dwight D. Eisenhower, ex-Presidente Americano “ Liderança é insistir com as pessoas ao ponto de se auto-motivarem a colocar alvos que as incentive a levantar-se o mais alto possível”. Frederick R. Kappel “ Liderança é a influência que uma pessoa exerce sobre outra pessoa ou grupo”.
  • 7. “ Liderança é exercer uma influência que inspire e mova as pessoas à ação, alcançando delas o máximo de cooperação e o mínimo de críticas”. “ Liderança é ir a algum lugar e levar o povo consigo”. “ Liderança é fazer algo importante na hora e de ótima qualidade, com a participação de voluntários dispostos e bem preparados”.
  • 8. Por que há necessidade de liderança? Todo grupo que se forma precisa de um líder. A própria natureza precisa de liderança. O verdadeiro líder consegue motivar apenas 20% das pessoas que lidera. O princípio 80/20 diz que 80% dos resultados se conseguem com apenas 20% dos recursos ou de pessoal. O líder é alguém capaz de influenciar os liderados”.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14. Qual é o melhor estilo de Liderança?
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23. Na delegação, a autoridade deve ser proporcional à responsabilidade.
  • 24.
  • 25.
  • 26. LEIS BÁSICAS NA DELEGAÇÃO EFICIENTE:
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31. Delegar abrange... ENCORAJAR – É mais do que incentivar. É colocar-se à disposição na execução das tarefas. EXPRESSAR O SENTIMENTO DO GRUPO – Isto envolve observar os sentimentos, os estados de ânimo entre os membros do grupo. Nunca permita que alguém ou um grupo pequeno imponha seus métodos sobre os demais. APRENDER A REFORMULAR OBJETIVOS – Se o objetivo inicial não está sendo alcançado, ajude o grupo a se manter na meta.
  • 32. Cobrar Resultados... Toda vez que existe um contrato entre os líderes e liderados em relação a uma tarefa e responsabilidades ambos devem concordar que deve existir uma avaliação no contrato. O liderado deve saber o que se espera dele, em termos de resultados. O sucesso da organização depende da habilidade de seus líderes em saber distinguir entre o sucesso e o fracasso, em termos de objetivos e alvos. Os alvos devem ser objetivos, claros e específicos.
  • 33. 6 perguntas que o Líder deve fazer-se antes de avaliar seus liderados, segundo o sociólogo Willard Claassem
  • 34.
  • 35. QUANDO VOCÊ DIRIGE... "Tudo o que te vier a mão para fazer, faze-o segundo tuas forças" (Ec 9:10). A utilização máxima de tempo é o fator que, em muitos casos, permite que uma pessoa realize mais que outra. Há certos ladrões do tempo contra os quais deve precaver-se o dirigente de êxito:
  • 36.
  • 37. LÍDER, ATENTE PARA AS SEGUINTES OBSERVAÇÕES...
  • 38.
  • 39.
  • 40.
  • 41.
  • 42.
  • 43.
  • 44.
  • 45.
  • 46.
  • 47.
  • 48.
  • 50.
  • 51.
  • 52.
  • 53.
  • 55. É um processo de ajuda para mudança de comportamento; é comunicação a uma pessoa, ou grupo, no sentido de fornecer-lhe informações sobre como sua atuação está afetando outras pessoas.
  • 56.
  • 57.
  • 59.
  • 60.
  • 61. HÁBITOS EM ESCUTAR
  • 62.
  • 63. 2 Cuidado com o que você vai falar Por exemplo: “ Eu entendo, estou entendendo” mas não demonstre nem com a expressão facial que você concorda ou discorda com o que está sendo dito.
  • 64. 3 Desenvolva a “surdez emocional” Procure não se emocionar com os sentimentos da pessoa, você ainda não ouviu o outro lado e não sabe quem está com a razão.
  • 65. 4 Desenvolva seu ouvido sensitivo 5 Evite explicações difíceis. Não se comprometa. 6 Nunca mude a conversa prematuramente. Deixe a pessoa desabafar
  • 66. 7 Não pretenda estar atendo, quando na verdade você não está. 8 Evite distrações. 9 Nunca fique rabiscando na hora da conversa
  • 67. 10 Nunca se esquive de ouvir a pessoa que está precisando falar-lhe Lembre-se... Jesus dava atenção a todos.
  • 68. PREPARANDO NOVOS LÍDERES “ Ninguém fica para semente”.
  • 69. Em todo setor, existe a hora de transição. É quando o líder deixa o seu lugar para outro. Isso ocorre por duas maneiras: Livre Iniciativa Livre Pressão
  • 70.
  • 71. Como treinar um novo líder?
  • 72.
  • 73. Você pode suportar críticas?
  • 74. “ Nada é mais fácil do que criticar destrutivamente”, disse um autor desconhecido. “ Não se necessita talento, nem abnegação, nem inteligência, nem caráter para se dedicar aos negócios dos murmuradores”.
  • 75. Lembremo-nos que um pouco de crítica é bom para nós. Você conhece que espécie de crítica pode ser benéfica. Por exemplo: Quando uma esposa diz ao marido que ele conversa demais, ou em voz demasiado alta, ou muito baixa, ou a conversa não está muito adequada, ele faz bem em ouvir tais sugestões.
  • 76.
  • 77.
  • 78.
  • 79. A bondade, mais que qualquer outra coisa, calará a língua do crítico Por que não tentar, na próxima vez que tiver oportunidade?
  • 80.
  • 81.
  • 82. Um colunista de reputação nacional, escreveu: “ Aquele que deseja êxito, não deve temer a crítica. O medo à crítica é o beijo da morte no romance da realização”. “ Dear Abbey”, Asheville (NC) Citizen, Sept 11, 1964.
  • 83.
  • 84.
  • 85.
  • 86. Um líder é forte, somente quando pode aceitar a crítica sabiamente; e quando, através da graça de Deus, exerce domínio de si mesmo e resiste a toda tentação para criticar.
  • 87. “ Os trabalhadores ativos não têm tempo de se ocupar com as faltas do próximo. As cascas das faltas e fraquezas dos outros não fornecem alimento para a nossa vida.” ( A Ciência do Bom Viver, 492 ) “ [Líderes cristãos] não podem debilitar sua própria influência e posição mais do que quando tentam enfraquecer um ao outro.” ( EGW, Carta 16, 1886 )
  • 88. Falhas na Administração e Como Corrigi-las
  • 89. Princípio Básico As empresas se desenvolvem sobre as pessoas. Nunca são maiores nem mais firmes do que as pessoas que as administram.
  • 90. 4 Falhas Básicas na Administração Organização do Tempo “ Hoje eu tenho tanta coisa para fazer, que eu não sei nem por onde começar”. “ O dia precisaria ter 48 horas”. “ Eu trabalhei feito um condenado hoje, e não fiz nada”. De todas as formas para administrar o tempo, a mais simples é saber separar o URGENTE do IMPORTANTE.
  • 91. Exemplo de agenda diária... IMPORTANTE URGENTE
  • 92.
  • 93. Logo de manhã cedo, coloque em cima da sua mesa o formulário “URGENTE ou IMPORTANTE”
  • 94. Não Saber Elogiar Muitos afirmam: “Não adianta a gente se esforçar; não adianta a gente dar duro; nós nunca somos reconhecidos”. O segredo? ELOGIAR E DESAFIAR
  • 95. Não Saber Corrigir ou Repreender Quando necessário, repreenda os seus liderados imediatamente após o erro, para que esse não se enraíze; mas só o faça em particular e através da fórmula PNP P ositivo N egativo P ositivo
  • 96. Primeiro, você começa POSITIVO , falando do desempenho positivo anterior do seu liderado; porque na vida nós acertamos muitas vezes. Em 100, acertamos 99, e ninguém fala nada. Depois, o lado NEGATIVO . Procure inteirar-se do fato e esclarecer o porquê do erro cometido, e buscando no liderado o desejo de corrigir-se. Então, encerre a converse com outro ponto POSITIVO , mostrando o quanto você confia na capacidade dele, no seu desempenho futuro.
  • 97.
  • 99.
  • 100.
  • 101.
  • 102.
  • 103.
  • 104.
  • 106. Fazer mais do que aquilo que é exigido “ Dobre uma curva” a mais em busca dos seus objetivos. Faça um pouquinho melhor o seu trabalho e você constatará, com surpresa, que oportunidades jamais lhe faltarão.
  • 107. Fazer as coisas difíceis de serem feitas É difícil para você organizar a sua mesa de trabalho, principalmente aquela segunda gaveta cheia de pendências? Pois faça isso ainda hoje. É difícil para você manter a calma, quando o seu oficial ou membro de empresa, pela terceira vez, já cometeu o mesmo erro? Pois então, relaxe. Chame-o e converse pacientemente com ele. É difícil para você reconhecer seus próprio erros? Pela a alguém de confiança que faça críticas sobre sua atuação.
  • 108. O princípio dos dois preguinhos O segredo é simples: Não gaste mais do que você ganha, e evitará grandes problemas na sua vida.
  • 109. Praticar saltos curtos Depois que você estabeleceu o planejamento global a longo prazo, a pergunta importante é: o que você tem que fazer hoje? Estabeleça planos diários, e alcance as suas metas “passo a passo”.
  • 110. O princípio da pequena diferença O homem é grande não porque faça grandes coisas mas porque faz coisas pequeninas extraordinariamente bem feitas, exemplificando: a diferença entre dois líderes, um eficaz, outro medíocre, não está no fato deles fazerem coisas muito diferentes. O líder eficaz tem o controle de pequenos detalhes, pequenas falhas que passam despercebidas ao outro, medíocre, por negligenciá-las. O homem não tropeça em montanhas, mas são naquelas que ele não dá importância, que ele se arrebenta. Portanto, o controle do detalhe constitui a grande diferença nos resultados finais.
  • 111. O Sucesso Administrativo Depende da Flexibilidade
  • 112. ANTEVISÃO Prever necessidades, e prover soluções.
  • 114. PARTICIPAÇÃO Não agir sozinho em nenhuma etapa.
  • 115. O HOMEM MAIS PROCURADO
  • 116.
  • 117.
  • 119. 1 Respeitar o ser humano e crer nas suas possibilidades, que são imensas. 2 Confiar no grupo, mais que em si mesmo. 3 Evitar críticas a qualquer pessoa em público, procurando sempre destacar diante do grupo os aspectos positivos de cada um.
  • 120. 4 Estar sempre dando o exemplo, em vez de ficar criticando todo o tempo. 5 Evitar dar ordens, procurando a cooperação de cada um. 6 Dar a cada um o seu lugar, levando em consideração os seus gostos, interesses e aptidões pessoais.
  • 121. 7 Evitar tomar, mesmo de maneira provisória, a iniciativa de uma responsabilidade que pertence a outrem, mesmo pensando que faria melhor. 8 Consultar os membros do grupo antes de tomar uma resolução importante que envolva o grupo. 9 Antes de agir, explicar aos membros o que vai fazer e por quê. 10 Evitar tomar parte nas discussões quando presidir uma reunião. Guardar neutralidade, fazendo registrar imparcialmente as decisões do grupo.