SlideShare uma empresa Scribd logo
ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL “PEDRITA”
PORTIFÓLIO VIRTUAL
GRUPO 3 MANHÃ
PROJETO
“Conhecendo a Natureza”
Profª - Janaína de Lima Nogueira
Profa. Paula Penna
Nosso Grupo...
Cada Um...
Cada Um...
Nosso espaço
Nosso espaço é muito especial, pois além
de conter materiais e aparelhos que
contribuem para nosso aprendizado, é um
ambiente que modificamos o tempo todo
com nossas atividades.
Nossa Rotina
Na Educação Infantil a criança
tem sua noção de espaço e
tempo, ainda em formação,
sendo assim, é através das
rotinas estabelecidas a sua volta,
que farão com que ela consiga
antecipar, o que irá acontecer e
adaptar-se da melhor maneira
possível para as tarefas
seguintes.
Como é bom fazer amigos!
Na escola, o convívio com o outro
aproxima diferentes realidades, permite a
construção de valores, tais como;
autoconhecimento, cultura, diálogo, respeito,
estudo, tolerância e solidariedade, valores
estes, de suma importância para a formação
integral das crianças. Portanto, brincando
com meu amigo, aprendo sobre mim e
aprendo sobre ele, cresço e amadureço com
as diferenças, me permito ser transformado
enquanto pessoa, e coloco em prática meus
direitos e deveres como cidadão!
Um pouquinho do nosso grupo...
O grupo 3 é composto por 14 crianças, 7 meninos e 7 meninas.
É um grupo animado, carinhoso e muito participativo. As crianças estão
se adaptando bem a nova rotina de Grupo 3. Aos poucos estamos
criando um laço afetivo, muito significativo para nossa evolução deste
ano. Ativos, adoram brincar do que já conhecem e principalmente,
conhecer brincadeiras novas. Nossa turma é praticamente uma turma de
“detetives”, adoram perguntar e descobrir coisas, o que é maravilhoso,
pois juntos, iremos desvendar muitos mistérios da natureza com nosso
projeto “Conhecendo a Natureza”. O Grupo tem suas particularidades, o
que é muito importante para o desenvolvimento de todos como Ser
individual e coletivo. Temos um longo caminho a percorrer, tenho certeza
que será um ano de muita aprendizagem, onde dividiremos ricas
vivências, e juntos acrescentaremos inúmeros significados aos passos,
de cada um, rumo a próxima fase da vida.
Nosso Projeto
Nosso projeto Objetivos Gerais:
• A partir do estudo da Natureza promover à criança um maior conhecimento do meio em que está
inserida e de si mesma, contribuindo assim para a formação da personalidade e da subjetividade das
crianças do G3.
•Apropriar-se dos conteúdos propostos nas diferentes áreas de conhecimento, bem como de uma
postura investigativa e curiosa em relação à natureza e seus fenômenos percebendo-se como parte
integrante da mesma.
• Assumir uma postura de respeito e cuidado em relação à Natureza.
Objetivos específicos:
• Promover a observação e exploração do meio natural oferecido pela escola.
• Estimular as crianças a assumirem alguns cuidados em relação às arvore, plantas e demais
estruturas naturais presentes na escola e fora dela.
• Desenvolver habilidades de observação e atenção.
• Possibilitar comparações entre os meios naturais e os recursos criados pelo homem.
• Estimular a percepção das diferenças e do quanto é importante respeitá-las.
• Promover que identifiquem sensações e sentimentos em relação ao manuseio e exploração de
diferentes elementos da natureza.
• Assumir uma postura curiosa e investigativa em relação ao meio natural que os envolve.
• Desenvolver atitudes éticas e respeitosas em relação aos colegas, a partir da consciência de
respeito à natureza e a tudo que dela faz parte.
• Estimular a aquisição de autonomia.
CARNAVAL
Você sabia, que uma das primeiras
manifestações carnavalescas chamava-
se Entrudo?
O Entrudo era uma festa de
origem portuguesa, que na colônia, era
praticada pelos escravos. Eles pintavam
os rostos e saiam pelas ruas jogando
farinha e bolinhas de água de cheiro nas
pessoas, mas o pior, era que estas
bolinhas de água, nem sempre eram
cheirosas.
Como tudo começou...
Nossos “Detetives da Natureza”,
começaram sua saga em busca do
conhecimento, através de uma
conversa sobre como seria nosso
ano de descobertas. Levantamos
questões e opiniões e percorremos
a escola para começar uma
observação prévia.
Seres vivo e não vivos
Tudo o que pertence a natureza,
tem vida? Não, e foi isso que
descobrimos com a nossa
pesquisa de campo.
Nosso Feijão
Como as plantas nascem? De
onde elas vêm? Muitas perguntas
e a melhor maneira de respondê-
las é observando seu ciclo de vida.
A cada dia uma surpresa e junto
delas a compreensão do
surgimento da vida.
Brincando de ser semente
Nada melhor do que compreender as
coisas, através de brincadeiras. Brincando
de sementinha, as crianças puderam
vivenciar com o corpo o desenvolvimento
das plantas. Começamos bem pequenos
como a semente e com a ajuda da chuva e
da luz do sol, fomos crescendo até
virarmos uma enorme árvore.
Natureza também é Arte
O Grupo 3 conheceu um tipo de Arte
diferente, a Arte Efêmera. Efêmero é tudo
aquilo que é passageiro, transitório, que
dura pouco e a Arte Efêmera é justamente
isso, algo bonito que tem curta duração.
Nosso feijão cresceu e agora?
Que tal trocarmos de recipiente? Foi o que
fizemos, passamos nosso pé de feijão
para um vaso e, aproveitando todas as
fases desta troca, aprendemos a plantar,
cuidar e principalmente o que fazer para
manter o mosquitinho da Dengue bem
longe. O Grupo 3 está adorando cuidar e
ver como nosso feijão está crescendo.
As plantas da nossa escola
Hoje os detetives do Grupo 3 saíram para
investigar, as diferenças entre as plantas
existentes na escola. Antes de sair
pesquisando, conversamos sobre as
partes que compõem as plantas,
separamos algumas partes do nosso pé de
feijão para poder melhor visualizar.
O ciclo da àgua
CHUVA
Experiência do ciclo da água
Como é bom poder tornar possível a visualização de
como as coisas acontecem. Os detetives da
Natureza puderam através de uma experiência,
compreender como a água da chuva chega até o
céu e retorna para a Terra.
Releitura da Obra “Praça dos Cristais”
A turma do G3 descobriu que existem pessoas que
fazem arte com a a Natureza. Conhecemos um
pouco sobre o artista plástico e arquiteto-paisagista
Roberto Burle Marx, vimos seus lindos jardins
desenhados com as cores das plantas e muitos
outros trabalhos realizados com diferentes materiais.
Realizamos a releitura da Obra “Praça dos Cristais”
situada em Brasília, as crianças escolheram os
materiais e juntos decidimos trazer mais cor para a
nossa composição. Foi uma aula bem diferente e as
crianças adoraram decorar a escola.
A páscoa e eu!
Assistindo vídeo sobre a páscoa e fazendo algumas reflexões
Aproveitamos a páscoa para desenvolver no
grupo reflexões importantes: despertando a
vontade de ajudarem uns aos outros e buscarem
ser mais generosos e solidários.
CULTURA INDÍGENA
Dentro do nosso projeto pudemos conhecer um pouco mais sobre a cultura indígena: perceber a relação
do índio com a natureza, compará-la com a nossa; utilizar recursos da natureza para confeccionar
objetos; conhecer mais sobre a alimentação dos índios.
Nossa cumbuca pronta
Confeccionando nossa cumbuca
VIVÊNCIA INDÍGENADepois de conhecermos muito sobre a cultura indígena e descobrirmos como o índio adora a natureza e
a preserva,colocamos em prática tudo que aprendemos e descobrimos : Pintar-se para as grandes
celebrações com recursos da natureza; colher e plantar; cantar e dançar; construir sua própria moradia;
cultivar o trabalho em equipe ;preparar seu próprio alimento...
Uso de ferramentas de caça/pesca
Cavar o buraco para assar o peixe
Construindo a oca
Acendendo o fogo!
Trabalho em equipe!
Em meados de maio a professora Janaína
teve que deixar o grupo e então eu a
substitui.
As crianças me acolheram com alegria e
curiosidade. Já nos conhecíamos um
pouco então tudo ficou mais fácil e
tranquilo.
Demos continuidade ao projeto e seguirei
com eles até o final!
Adiante, estão as atividades que
realizamos após a minha chegada.
Com carinho, Prô Paula
A nova professora
PARTES
DAS
PLANTAS
ALIMENTOS
QUE A
NATUREZA
NOS OFERECE
Vida no interior:
simplicidade e
alimentação
orgânica
TOUR PELAS
PARTES DA
PLANTA
Vida no interior:
troca de
produtos
PERCEPÇÃO:
NÓS E AS
PLANTAS
Vida no interior:
colheita
NECESSIDADES
DAS PLANTAS
CUIDADO E
ZELO COM A
HORTA
HIPÓTESES
SOBRE A
“MORTE” DO
PÉ DE FEIJÃO
COMO ESTÁ A
HORTA?
COMO
QUEREMOS
QUE ELA
FIQUE?
ADQUIRINDO EXPERIÊNCIA COM A TERRA
LEVANTANDO HIPÓTESES SOBRE AS PLANTAS
Vida no
interior
Festa
junina
Conhecendo a
cultura rural
Colheita e
experimentação da
cana
Experimentando
a vida no
interior
Pesquisa sobre o
espantalho e
confecção do
mesmo -
Pescaria e
modos de
pescar
Vivenciando a
colheita
Decorando nossa
festa usando a
cultura interiorana
Colocando a roupa
no varal –
experiências
motoras
HUMM!!!! Chegou o momento contextualizar a Festa junina e conhecer seu real significado. Pesquisamos
sobre a origem das Festas Juninas e Aproveitei para levá-los a vivenciar a vida no interior! Muitas
descobertas foram possíveis! Nosso projeto é muito amplo e com isso conseguimos inserir ricas vivências
dentro desse contexto!
“VIDA NO INTERIOR” Festa junina a festa da colheita!
“VIDA NO INTERIOR” Festa junina a festa da colheita!
“VIDA NO INTERIOR” Festa junina a festa da colheita!
Colheita e experimentação de cana
Celebração da colheita
Enfeitando nossa festa
Construindo bandeirinhas para a festa
“VIDA NO INTERIOR” Festa junina a festa da colheita!
Os caipiras montam à cavalo!
Confecção da nossa espantalha Deixando nossa festa bonita!
“DEPOIS DE TANTAS EXPERIÊNCIAS,
HORA DE DESCANSAR”
Ultimo dia de aula! Brincamos, dançamos e
pensamos em muitas coisas que poderemos fazer nas
férias. Ricos momentos, trocas de experiências...
Agora vamos descansar um pouco e na volta
resgataremos esse momento especial!
VOLTA ÀS AULAS
Momentos de readaptação e alegria. Todos voltaram
querendo contar as novidades do período em que
ficaram em casa. Aproveitamos para reforçar o
trabalho em equipe, refazer combinados, desenvolver
novas virtudes e compartilhar nossas experiências!
Caule
conhecendo
o caule Colheita da
cana
“bóias frias”
Tipos de
caule
Brinquedos
de madeira
Texturas dos
troncos
Tipos de
açúcar
Receita com
açúcar
mascavo
Ida à feira
Conhecendo
a garapa
Faz de
conta:
Garapa
Extração do
açúcar
Outras
utilidades da
cana –de
açúcar
As experiências e descobertas sobre o
caule estão sendo muito importantes e
ricas para as crianças! Experimentar a
textura dos troncos e ainda poder
vivenciar um dia de bóias frias
cortadores de canas é algo muito
especial para nossos pequenos!
EXPLORANDO AS PARTES DAS PLANTAS
CAULE
CAULE: CANA DE AÇÚCAR
Conhecendo tipos de açúcar
Receita: banana ao forno com açúcar mascavo
CAULE: CALDO-DE-CANA/ GARAPA
Fomos à feira para observar o moer da cana que faz a “garapa”. Nas usinas essa garapa é fervida e é o inicio da
transformação fabricação de açúcar. As crianças ficaram maravilhadas com a máquina de moer cana e perceberam
a facilidade com que moe. Diziam o tempo todo que também temos um moedor de cana “nossos dentes”. Em outro
momento, aqui na escola, “brincamos” de ser cana isso possibilitou a exploração de ricos movimentos corporais.
Brincando de ser
cana- de- açúcar e
se transformando
em garapa!
Durante as nossas investigações sobre
a cana de açúcar levei as crianças a
refletirem o que podemos fazer com a
cana de açúcar além de “sugá-la”
A primeira hipótese que tiveram foi a
de que deve ser que possamos fazer
açúcar. Mas como? Todos levantaram
suas hipóteses e posteriormente
trouxe o vídeo “De onde vem o
açúcar”, depois investigamos os tipos
de açúcar e porque são diferentes.
CAULE: EXTRAÇÃO DE AÇÚCAR
CAULE: CANA-DE-AÇÚCAR X ÁLCOOL
Para continuarmos nosso trabalho envolvi as
pesquisas sobre a cana-de-açúcar na preparação do
presente do papai. Iniciamos nosso semestre
resgatando um pouco do que aprendemos e
descobrimos sobre a Cana e também inseri a
reflexão sobre a importância do Papai em nossa
vida. Trabalharmos muitas atitudes importantes de
convívio com a família em especial com o Papai tais
como: colocar-se no lugar do Papai em diversas
situações , refletir em como podemos ajudá-lo no
dia a dia, etc. Preparamos uma linda lembrança para
esse momento especial. Durante a confecção
pudemos explorar um pouco mais da utilidade do
caule, principalmente do caule da cana de açúcar
que além de nos fornecer açúcar também podemos
extrair álcool que foi a base do presente do papai.
(Loção pós-barba)
Confeccionando o
presente do papai!
Colocando a essência!
Papai seu
presente
vem da
cana!
DESCOBRINDO TIPOS DE CAULE
Iniciamos a Investigação de outros caules na escola. Pesquisamos seus nomes e
características na internet e fomos explorar no nosso vasto campo de pesquisa:
Nossa escola!
A
natureza e
o folclore
Brincadeiras
folclóricas
O grande sítio
do pica pau
amarelo
Roda Folclórica
Uso da
natureza na
culinária
folclórica
Observação e
pesquisa dos
materiais que
são feitos os
brinquedos
Construção do
pé de pote
Compartilhar
brinquedos
Pesquisa dos
brinquedos e
brincadeiras
que os pais e
avós brincavam
quando criança
Brinquedos
feitos a partir
do caule
Oficina de
pipas
Escrita de
Cantigas e
parlendas
folclóricas
Brincando com
carrinho de rolimã
Observando o caule nos
brinquedos do parque
DESCOBRINDO A NATUREZA NO FOLCLORE
Aproveitando o nosso trabalho com o caule fomos pesquisar objetos que foram fabricados com
madeira e, durante nossas pesquisas descobrimos quantas coisas folclóricas foram confeccionados
usando elementos da natureza!
A valorização das brincadeiras e brinquedos folclóricos foi uma ótima oportunidade para desenvolver habilidades e pesquisar sobre
os materiais que nossos avós e pais usavam antigamente para construir os seus brinquedos ( a maioria retirada da natureza). Hoje
também podemos usar os mesmos recursos. Isso é folclore!
DESCOBRINDO A NATUREZA NO FOLCLORE
A riqueza está em pequenos momentos feitos com amor! Nossa vivência do sítio do Pica-pau-amarelo e
semana folclórica. Contextualizamos todo o trabalho em que envolvemos o folclore dentro do nosso projeto e
dar maior significado a todas as pesquisas e vivências realizadas anteriormente.
DESCOBRINDO A NATUREZA NO FOLCLORE

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides corretoProjeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
joicesovernigo
 
Brinquedos brincadeiras creches
Brinquedos brincadeiras crechesBrinquedos brincadeiras creches
Brinquedos brincadeiras creches
Gleice Cristina Santos
 
Projeto alimentação saudável
Projeto alimentação saudávelProjeto alimentação saudável
Projeto alimentação saudável
Nome Sobrenome
 
Plano de aula dia das mães
Plano de aula dia das mãesPlano de aula dia das mães
Plano de aula dia das mães
André Moraes
 
Projeto artes as crianças e o pintor Joan Miró
Projeto artes as crianças e o pintor Joan MiróProjeto artes as crianças e o pintor Joan Miró
Projeto artes as crianças e o pintor Joan Miró
PedagogaLuanaBatista
 
Projeto sobre cores
Projeto sobre coresProjeto sobre cores
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação InfantilProjeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
janainasantosborba
 
Artes na educação infantil
Artes na educação infantil Artes na educação infantil
Artes na educação infantil
Michelle Rosa
 
Projeto cantando e aprendendo
Projeto cantando e aprendendoProjeto cantando e aprendendo
Projeto cantando e aprendendo
cibelefernoli
 
A abelha chocolateira
A abelha chocolateira A abelha chocolateira
A abelha chocolateira
Leonarda Macedo
 
Slide planejamento rei leão
Slide planejamento rei leãoSlide planejamento rei leão
Slide planejamento rei leão
Shirleianne_Nunes
 
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação InfantilProjeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Flávia Rahal
 
Planejamento Educação Infantil fase I
 Planejamento Educação Infantil fase I Planejamento Educação Infantil fase I
Planejamento Educação Infantil fase I
lucianoproenca21
 
Brinquedos antigos
Brinquedos antigosBrinquedos antigos
Brinquedos antigos
IsauradeCarli
 
Atividade 4 a importância da tecnologia da educaçao
Atividade 4 a importância da tecnologia da educaçaoAtividade 4 a importância da tecnologia da educaçao
Atividade 4 a importância da tecnologia da educaçao
Damiana Bonifácio
 
Portfolio Virtual G2-Manhã
Portfolio Virtual G2-ManhãPortfolio Virtual G2-Manhã
Portfolio Virtual G2-Manhã
EscolaPedrita
 
Texto para reflexão colcha de retalhos
Texto para reflexão colcha de retalhosTexto para reflexão colcha de retalhos
Texto para reflexão colcha de retalhos
sitedcoeste
 
Planificacao Maio
Planificacao MaioPlanificacao Maio
Planificacao Maio
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Projeto animais
Projeto animaisProjeto animais
Projeto animais
Kelly Vilasso
 
Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."
Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."
Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."
Tatiane Gomes
 

Mais procurados (20)

Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides corretoProjeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
 
Brinquedos brincadeiras creches
Brinquedos brincadeiras crechesBrinquedos brincadeiras creches
Brinquedos brincadeiras creches
 
Projeto alimentação saudável
Projeto alimentação saudávelProjeto alimentação saudável
Projeto alimentação saudável
 
Plano de aula dia das mães
Plano de aula dia das mãesPlano de aula dia das mães
Plano de aula dia das mães
 
Projeto artes as crianças e o pintor Joan Miró
Projeto artes as crianças e o pintor Joan MiróProjeto artes as crianças e o pintor Joan Miró
Projeto artes as crianças e o pintor Joan Miró
 
Projeto sobre cores
Projeto sobre coresProjeto sobre cores
Projeto sobre cores
 
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação InfantilProjeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
 
Artes na educação infantil
Artes na educação infantil Artes na educação infantil
Artes na educação infantil
 
Projeto cantando e aprendendo
Projeto cantando e aprendendoProjeto cantando e aprendendo
Projeto cantando e aprendendo
 
A abelha chocolateira
A abelha chocolateira A abelha chocolateira
A abelha chocolateira
 
Slide planejamento rei leão
Slide planejamento rei leãoSlide planejamento rei leão
Slide planejamento rei leão
 
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação InfantilProjeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
 
Planejamento Educação Infantil fase I
 Planejamento Educação Infantil fase I Planejamento Educação Infantil fase I
Planejamento Educação Infantil fase I
 
Brinquedos antigos
Brinquedos antigosBrinquedos antigos
Brinquedos antigos
 
Atividade 4 a importância da tecnologia da educaçao
Atividade 4 a importância da tecnologia da educaçaoAtividade 4 a importância da tecnologia da educaçao
Atividade 4 a importância da tecnologia da educaçao
 
Portfolio Virtual G2-Manhã
Portfolio Virtual G2-ManhãPortfolio Virtual G2-Manhã
Portfolio Virtual G2-Manhã
 
Texto para reflexão colcha de retalhos
Texto para reflexão colcha de retalhosTexto para reflexão colcha de retalhos
Texto para reflexão colcha de retalhos
 
Planificacao Maio
Planificacao MaioPlanificacao Maio
Planificacao Maio
 
Projeto animais
Projeto animaisProjeto animais
Projeto animais
 
Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."
Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."
Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."
 

Semelhante a Portfolio g3 manhã

Portifólio virtual g3 manhã
Portifólio virtual g3 manhãPortifólio virtual g3 manhã
Portifólio virtual g3 manhã
EscolaPedrita
 
Portifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tardePortifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tarde
EscolaPedrita
 
Portifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tardePortifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tarde
EscolaPedrita
 
Portfolio Virtual G3-Tarde
Portfolio Virtual G3-TardePortfolio Virtual G3-Tarde
Portfolio Virtual G3-Tarde
EscolaPedrita
 
Portfolio Virtual Mini-Grupo Manhã
Portfolio Virtual Mini-Grupo ManhãPortfolio Virtual Mini-Grupo Manhã
Portfolio Virtual Mini-Grupo Manhã
EscolaPedrita
 
Portifólio virtual g3 manhã
Portifólio virtual g3 manhãPortifólio virtual g3 manhã
Portifólio virtual g3 manhã
EscolaPedrita
 
Portifólio virtual g3 manhã
Portifólio virtual g3 manhãPortifólio virtual g3 manhã
Portifólio virtual g3 manhã
EscolaPedrita
 
Portifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tardePortifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tarde
EscolaPedrita
 
Portfolio Virtual G3-Manhã
Portfolio Virtual G3-ManhãPortfolio Virtual G3-Manhã
Portfolio Virtual G3-Manhã
EscolaPedrita
 
Portfolio g3 tarde
Portfolio g3 tardePortfolio g3 tarde
Portfolio g3 tarde
EscolaPedrita
 
G3tarde
G3tardeG3tarde
G3tarde
EscolaPedrita
 
Portifólio virtual g1 manhã
Portifólio virtual g1 manhãPortifólio virtual g1 manhã
Portifólio virtual g1 manhã
EscolaPedrita
 
Portifólio virtual mgt
Portifólio virtual mgtPortifólio virtual mgt
Portifólio virtual mgt
EscolaPedrita
 
Portifólio virtual g4 manhã
Portifólio virtual g4 manhãPortifólio virtual g4 manhã
Portifólio virtual g4 manhã
EscolaPedrita
 
Portifólio virtual g2 manhã
Portifólio virtual g2 manhãPortifólio virtual g2 manhã
Portifólio virtual g2 manhã
EscolaPedrita
 
Portifólio virtual g1 manhã
Portifólio virtual g1 manhãPortifólio virtual g1 manhã
Portifólio virtual g1 manhã
EscolaPedrita
 
Portifolio Virtual G1-Tarde
Portifolio Virtual G1-TardePortifolio Virtual G1-Tarde
Portifolio Virtual G1-Tarde
EscolaPedrita
 
G4 manha
G4 manhaG4 manha
G4 manha
EscolaPedrita
 
G2manha
G2manhaG2manha
G2manha
EscolaPedrita
 
Portfolio g2 manhã
Portfolio g2  manhãPortfolio g2  manhã
Portfolio g2 manhã
EscolaPedrita
 

Semelhante a Portfolio g3 manhã (20)

Portifólio virtual g3 manhã
Portifólio virtual g3 manhãPortifólio virtual g3 manhã
Portifólio virtual g3 manhã
 
Portifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tardePortifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tarde
 
Portifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tardePortifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tarde
 
Portfolio Virtual G3-Tarde
Portfolio Virtual G3-TardePortfolio Virtual G3-Tarde
Portfolio Virtual G3-Tarde
 
Portfolio Virtual Mini-Grupo Manhã
Portfolio Virtual Mini-Grupo ManhãPortfolio Virtual Mini-Grupo Manhã
Portfolio Virtual Mini-Grupo Manhã
 
Portifólio virtual g3 manhã
Portifólio virtual g3 manhãPortifólio virtual g3 manhã
Portifólio virtual g3 manhã
 
Portifólio virtual g3 manhã
Portifólio virtual g3 manhãPortifólio virtual g3 manhã
Portifólio virtual g3 manhã
 
Portifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tardePortifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tarde
 
Portfolio Virtual G3-Manhã
Portfolio Virtual G3-ManhãPortfolio Virtual G3-Manhã
Portfolio Virtual G3-Manhã
 
Portfolio g3 tarde
Portfolio g3 tardePortfolio g3 tarde
Portfolio g3 tarde
 
G3tarde
G3tardeG3tarde
G3tarde
 
Portifólio virtual g1 manhã
Portifólio virtual g1 manhãPortifólio virtual g1 manhã
Portifólio virtual g1 manhã
 
Portifólio virtual mgt
Portifólio virtual mgtPortifólio virtual mgt
Portifólio virtual mgt
 
Portifólio virtual g4 manhã
Portifólio virtual g4 manhãPortifólio virtual g4 manhã
Portifólio virtual g4 manhã
 
Portifólio virtual g2 manhã
Portifólio virtual g2 manhãPortifólio virtual g2 manhã
Portifólio virtual g2 manhã
 
Portifólio virtual g1 manhã
Portifólio virtual g1 manhãPortifólio virtual g1 manhã
Portifólio virtual g1 manhã
 
Portifolio Virtual G1-Tarde
Portifolio Virtual G1-TardePortifolio Virtual G1-Tarde
Portifolio Virtual G1-Tarde
 
G4 manha
G4 manhaG4 manha
G4 manha
 
G2manha
G2manhaG2manha
G2manha
 
Portfolio g2 manhã
Portfolio g2  manhãPortfolio g2  manhã
Portfolio g2 manhã
 

Mais de EscolaPedrita

Mini e g1 t dança
Mini e g1 t dançaMini e g1 t dança
Mini e g1 t dança
EscolaPedrita
 
G4 t música
G4 t músicaG4 t música
G4 t música
EscolaPedrita
 
G4 t dança
G4 t dançaG4 t dança
G4 t dança
EscolaPedrita
 
G4 m música
G4 m músicaG4 m música
G4 m música
EscolaPedrita
 
G4 m dança
G4 m dança G4 m dança
G4 m dança
EscolaPedrita
 
G3 t música
G3 t músicaG3 t música
G3 t música
EscolaPedrita
 
G3 t dança
G3 t dançaG3 t dança
G3 t dança
EscolaPedrita
 
G3 m música
G3 m músicaG3 m música
G3 m música
EscolaPedrita
 
G3 m dança
G3 m dança G3 m dança
G3 m dança
EscolaPedrita
 
G2 t música
G2 t músicaG2 t música
G2 t música
EscolaPedrita
 
G2 t dança
G2 t dança G2 t dança
G2 t dança
EscolaPedrita
 
G2 m música
G2 m músicaG2 m música
G2 m música
EscolaPedrita
 
G2 m dança
G2 m dançaG2 m dança
G2 m dança
EscolaPedrita
 
Mini e g1 m dança
Mini e g1 m dançaMini e g1 m dança
Mini e g1 m dança
EscolaPedrita
 
Mg e g1 t música
Mg e g1 t músicaMg e g1 t música
Mg e g1 t música
EscolaPedrita
 
Mg e g1 M música
Mg e g1 M músicaMg e g1 M música
Mg e g1 M música
EscolaPedrita
 
Mg manha
Mg manhaMg manha
Mg manha
EscolaPedrita
 
MG tarde
MG tardeMG tarde
MG tarde
EscolaPedrita
 
G4 tarde
G4 tardeG4 tarde
G4 tarde
EscolaPedrita
 
G3manha
G3manhaG3manha
G3manha
EscolaPedrita
 

Mais de EscolaPedrita (20)

Mini e g1 t dança
Mini e g1 t dançaMini e g1 t dança
Mini e g1 t dança
 
G4 t música
G4 t músicaG4 t música
G4 t música
 
G4 t dança
G4 t dançaG4 t dança
G4 t dança
 
G4 m música
G4 m músicaG4 m música
G4 m música
 
G4 m dança
G4 m dança G4 m dança
G4 m dança
 
G3 t música
G3 t músicaG3 t música
G3 t música
 
G3 t dança
G3 t dançaG3 t dança
G3 t dança
 
G3 m música
G3 m músicaG3 m música
G3 m música
 
G3 m dança
G3 m dança G3 m dança
G3 m dança
 
G2 t música
G2 t músicaG2 t música
G2 t música
 
G2 t dança
G2 t dança G2 t dança
G2 t dança
 
G2 m música
G2 m músicaG2 m música
G2 m música
 
G2 m dança
G2 m dançaG2 m dança
G2 m dança
 
Mini e g1 m dança
Mini e g1 m dançaMini e g1 m dança
Mini e g1 m dança
 
Mg e g1 t música
Mg e g1 t músicaMg e g1 t música
Mg e g1 t música
 
Mg e g1 M música
Mg e g1 M músicaMg e g1 M música
Mg e g1 M música
 
Mg manha
Mg manhaMg manha
Mg manha
 
MG tarde
MG tardeMG tarde
MG tarde
 
G4 tarde
G4 tardeG4 tarde
G4 tarde
 
G3manha
G3manhaG3manha
G3manha
 

Último

Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 

Portfolio g3 manhã

  • 1. ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL “PEDRITA” PORTIFÓLIO VIRTUAL GRUPO 3 MANHÃ PROJETO “Conhecendo a Natureza” Profª - Janaína de Lima Nogueira Profa. Paula Penna
  • 5. Nosso espaço Nosso espaço é muito especial, pois além de conter materiais e aparelhos que contribuem para nosso aprendizado, é um ambiente que modificamos o tempo todo com nossas atividades.
  • 6. Nossa Rotina Na Educação Infantil a criança tem sua noção de espaço e tempo, ainda em formação, sendo assim, é através das rotinas estabelecidas a sua volta, que farão com que ela consiga antecipar, o que irá acontecer e adaptar-se da melhor maneira possível para as tarefas seguintes.
  • 7. Como é bom fazer amigos! Na escola, o convívio com o outro aproxima diferentes realidades, permite a construção de valores, tais como; autoconhecimento, cultura, diálogo, respeito, estudo, tolerância e solidariedade, valores estes, de suma importância para a formação integral das crianças. Portanto, brincando com meu amigo, aprendo sobre mim e aprendo sobre ele, cresço e amadureço com as diferenças, me permito ser transformado enquanto pessoa, e coloco em prática meus direitos e deveres como cidadão!
  • 8. Um pouquinho do nosso grupo... O grupo 3 é composto por 14 crianças, 7 meninos e 7 meninas. É um grupo animado, carinhoso e muito participativo. As crianças estão se adaptando bem a nova rotina de Grupo 3. Aos poucos estamos criando um laço afetivo, muito significativo para nossa evolução deste ano. Ativos, adoram brincar do que já conhecem e principalmente, conhecer brincadeiras novas. Nossa turma é praticamente uma turma de “detetives”, adoram perguntar e descobrir coisas, o que é maravilhoso, pois juntos, iremos desvendar muitos mistérios da natureza com nosso projeto “Conhecendo a Natureza”. O Grupo tem suas particularidades, o que é muito importante para o desenvolvimento de todos como Ser individual e coletivo. Temos um longo caminho a percorrer, tenho certeza que será um ano de muita aprendizagem, onde dividiremos ricas vivências, e juntos acrescentaremos inúmeros significados aos passos, de cada um, rumo a próxima fase da vida.
  • 9. Nosso Projeto Nosso projeto Objetivos Gerais: • A partir do estudo da Natureza promover à criança um maior conhecimento do meio em que está inserida e de si mesma, contribuindo assim para a formação da personalidade e da subjetividade das crianças do G3. •Apropriar-se dos conteúdos propostos nas diferentes áreas de conhecimento, bem como de uma postura investigativa e curiosa em relação à natureza e seus fenômenos percebendo-se como parte integrante da mesma. • Assumir uma postura de respeito e cuidado em relação à Natureza. Objetivos específicos: • Promover a observação e exploração do meio natural oferecido pela escola. • Estimular as crianças a assumirem alguns cuidados em relação às arvore, plantas e demais estruturas naturais presentes na escola e fora dela. • Desenvolver habilidades de observação e atenção. • Possibilitar comparações entre os meios naturais e os recursos criados pelo homem. • Estimular a percepção das diferenças e do quanto é importante respeitá-las. • Promover que identifiquem sensações e sentimentos em relação ao manuseio e exploração de diferentes elementos da natureza. • Assumir uma postura curiosa e investigativa em relação ao meio natural que os envolve. • Desenvolver atitudes éticas e respeitosas em relação aos colegas, a partir da consciência de respeito à natureza e a tudo que dela faz parte. • Estimular a aquisição de autonomia.
  • 10. CARNAVAL Você sabia, que uma das primeiras manifestações carnavalescas chamava- se Entrudo? O Entrudo era uma festa de origem portuguesa, que na colônia, era praticada pelos escravos. Eles pintavam os rostos e saiam pelas ruas jogando farinha e bolinhas de água de cheiro nas pessoas, mas o pior, era que estas bolinhas de água, nem sempre eram cheirosas.
  • 11. Como tudo começou... Nossos “Detetives da Natureza”, começaram sua saga em busca do conhecimento, através de uma conversa sobre como seria nosso ano de descobertas. Levantamos questões e opiniões e percorremos a escola para começar uma observação prévia.
  • 12. Seres vivo e não vivos Tudo o que pertence a natureza, tem vida? Não, e foi isso que descobrimos com a nossa pesquisa de campo.
  • 13. Nosso Feijão Como as plantas nascem? De onde elas vêm? Muitas perguntas e a melhor maneira de respondê- las é observando seu ciclo de vida. A cada dia uma surpresa e junto delas a compreensão do surgimento da vida.
  • 14. Brincando de ser semente Nada melhor do que compreender as coisas, através de brincadeiras. Brincando de sementinha, as crianças puderam vivenciar com o corpo o desenvolvimento das plantas. Começamos bem pequenos como a semente e com a ajuda da chuva e da luz do sol, fomos crescendo até virarmos uma enorme árvore.
  • 15. Natureza também é Arte O Grupo 3 conheceu um tipo de Arte diferente, a Arte Efêmera. Efêmero é tudo aquilo que é passageiro, transitório, que dura pouco e a Arte Efêmera é justamente isso, algo bonito que tem curta duração.
  • 16. Nosso feijão cresceu e agora? Que tal trocarmos de recipiente? Foi o que fizemos, passamos nosso pé de feijão para um vaso e, aproveitando todas as fases desta troca, aprendemos a plantar, cuidar e principalmente o que fazer para manter o mosquitinho da Dengue bem longe. O Grupo 3 está adorando cuidar e ver como nosso feijão está crescendo.
  • 17. As plantas da nossa escola Hoje os detetives do Grupo 3 saíram para investigar, as diferenças entre as plantas existentes na escola. Antes de sair pesquisando, conversamos sobre as partes que compõem as plantas, separamos algumas partes do nosso pé de feijão para poder melhor visualizar.
  • 18. O ciclo da àgua CHUVA
  • 19. Experiência do ciclo da água Como é bom poder tornar possível a visualização de como as coisas acontecem. Os detetives da Natureza puderam através de uma experiência, compreender como a água da chuva chega até o céu e retorna para a Terra.
  • 20. Releitura da Obra “Praça dos Cristais” A turma do G3 descobriu que existem pessoas que fazem arte com a a Natureza. Conhecemos um pouco sobre o artista plástico e arquiteto-paisagista Roberto Burle Marx, vimos seus lindos jardins desenhados com as cores das plantas e muitos outros trabalhos realizados com diferentes materiais. Realizamos a releitura da Obra “Praça dos Cristais” situada em Brasília, as crianças escolheram os materiais e juntos decidimos trazer mais cor para a nossa composição. Foi uma aula bem diferente e as crianças adoraram decorar a escola.
  • 21. A páscoa e eu! Assistindo vídeo sobre a páscoa e fazendo algumas reflexões Aproveitamos a páscoa para desenvolver no grupo reflexões importantes: despertando a vontade de ajudarem uns aos outros e buscarem ser mais generosos e solidários.
  • 22. CULTURA INDÍGENA Dentro do nosso projeto pudemos conhecer um pouco mais sobre a cultura indígena: perceber a relação do índio com a natureza, compará-la com a nossa; utilizar recursos da natureza para confeccionar objetos; conhecer mais sobre a alimentação dos índios. Nossa cumbuca pronta Confeccionando nossa cumbuca
  • 23. VIVÊNCIA INDÍGENADepois de conhecermos muito sobre a cultura indígena e descobrirmos como o índio adora a natureza e a preserva,colocamos em prática tudo que aprendemos e descobrimos : Pintar-se para as grandes celebrações com recursos da natureza; colher e plantar; cantar e dançar; construir sua própria moradia; cultivar o trabalho em equipe ;preparar seu próprio alimento... Uso de ferramentas de caça/pesca Cavar o buraco para assar o peixe Construindo a oca Acendendo o fogo! Trabalho em equipe!
  • 24. Em meados de maio a professora Janaína teve que deixar o grupo e então eu a substitui. As crianças me acolheram com alegria e curiosidade. Já nos conhecíamos um pouco então tudo ficou mais fácil e tranquilo. Demos continuidade ao projeto e seguirei com eles até o final! Adiante, estão as atividades que realizamos após a minha chegada. Com carinho, Prô Paula A nova professora
  • 25. PARTES DAS PLANTAS ALIMENTOS QUE A NATUREZA NOS OFERECE Vida no interior: simplicidade e alimentação orgânica TOUR PELAS PARTES DA PLANTA Vida no interior: troca de produtos PERCEPÇÃO: NÓS E AS PLANTAS Vida no interior: colheita NECESSIDADES DAS PLANTAS CUIDADO E ZELO COM A HORTA HIPÓTESES SOBRE A “MORTE” DO PÉ DE FEIJÃO COMO ESTÁ A HORTA? COMO QUEREMOS QUE ELA FIQUE?
  • 26. ADQUIRINDO EXPERIÊNCIA COM A TERRA LEVANTANDO HIPÓTESES SOBRE AS PLANTAS
  • 27. Vida no interior Festa junina Conhecendo a cultura rural Colheita e experimentação da cana Experimentando a vida no interior Pesquisa sobre o espantalho e confecção do mesmo - Pescaria e modos de pescar Vivenciando a colheita Decorando nossa festa usando a cultura interiorana Colocando a roupa no varal – experiências motoras
  • 28. HUMM!!!! Chegou o momento contextualizar a Festa junina e conhecer seu real significado. Pesquisamos sobre a origem das Festas Juninas e Aproveitei para levá-los a vivenciar a vida no interior! Muitas descobertas foram possíveis! Nosso projeto é muito amplo e com isso conseguimos inserir ricas vivências dentro desse contexto! “VIDA NO INTERIOR” Festa junina a festa da colheita!
  • 29. “VIDA NO INTERIOR” Festa junina a festa da colheita!
  • 30. “VIDA NO INTERIOR” Festa junina a festa da colheita! Colheita e experimentação de cana Celebração da colheita Enfeitando nossa festa
  • 31. Construindo bandeirinhas para a festa “VIDA NO INTERIOR” Festa junina a festa da colheita! Os caipiras montam à cavalo! Confecção da nossa espantalha Deixando nossa festa bonita!
  • 32. “DEPOIS DE TANTAS EXPERIÊNCIAS, HORA DE DESCANSAR” Ultimo dia de aula! Brincamos, dançamos e pensamos em muitas coisas que poderemos fazer nas férias. Ricos momentos, trocas de experiências... Agora vamos descansar um pouco e na volta resgataremos esse momento especial!
  • 33. VOLTA ÀS AULAS Momentos de readaptação e alegria. Todos voltaram querendo contar as novidades do período em que ficaram em casa. Aproveitamos para reforçar o trabalho em equipe, refazer combinados, desenvolver novas virtudes e compartilhar nossas experiências!
  • 34. Caule conhecendo o caule Colheita da cana “bóias frias” Tipos de caule Brinquedos de madeira Texturas dos troncos Tipos de açúcar Receita com açúcar mascavo Ida à feira Conhecendo a garapa Faz de conta: Garapa Extração do açúcar Outras utilidades da cana –de açúcar
  • 35. As experiências e descobertas sobre o caule estão sendo muito importantes e ricas para as crianças! Experimentar a textura dos troncos e ainda poder vivenciar um dia de bóias frias cortadores de canas é algo muito especial para nossos pequenos! EXPLORANDO AS PARTES DAS PLANTAS CAULE
  • 36. CAULE: CANA DE AÇÚCAR Conhecendo tipos de açúcar Receita: banana ao forno com açúcar mascavo
  • 37. CAULE: CALDO-DE-CANA/ GARAPA Fomos à feira para observar o moer da cana que faz a “garapa”. Nas usinas essa garapa é fervida e é o inicio da transformação fabricação de açúcar. As crianças ficaram maravilhadas com a máquina de moer cana e perceberam a facilidade com que moe. Diziam o tempo todo que também temos um moedor de cana “nossos dentes”. Em outro momento, aqui na escola, “brincamos” de ser cana isso possibilitou a exploração de ricos movimentos corporais. Brincando de ser cana- de- açúcar e se transformando em garapa!
  • 38. Durante as nossas investigações sobre a cana de açúcar levei as crianças a refletirem o que podemos fazer com a cana de açúcar além de “sugá-la” A primeira hipótese que tiveram foi a de que deve ser que possamos fazer açúcar. Mas como? Todos levantaram suas hipóteses e posteriormente trouxe o vídeo “De onde vem o açúcar”, depois investigamos os tipos de açúcar e porque são diferentes. CAULE: EXTRAÇÃO DE AÇÚCAR
  • 39. CAULE: CANA-DE-AÇÚCAR X ÁLCOOL Para continuarmos nosso trabalho envolvi as pesquisas sobre a cana-de-açúcar na preparação do presente do papai. Iniciamos nosso semestre resgatando um pouco do que aprendemos e descobrimos sobre a Cana e também inseri a reflexão sobre a importância do Papai em nossa vida. Trabalharmos muitas atitudes importantes de convívio com a família em especial com o Papai tais como: colocar-se no lugar do Papai em diversas situações , refletir em como podemos ajudá-lo no dia a dia, etc. Preparamos uma linda lembrança para esse momento especial. Durante a confecção pudemos explorar um pouco mais da utilidade do caule, principalmente do caule da cana de açúcar que além de nos fornecer açúcar também podemos extrair álcool que foi a base do presente do papai. (Loção pós-barba) Confeccionando o presente do papai! Colocando a essência! Papai seu presente vem da cana!
  • 40. DESCOBRINDO TIPOS DE CAULE Iniciamos a Investigação de outros caules na escola. Pesquisamos seus nomes e características na internet e fomos explorar no nosso vasto campo de pesquisa: Nossa escola!
  • 41. A natureza e o folclore Brincadeiras folclóricas O grande sítio do pica pau amarelo Roda Folclórica Uso da natureza na culinária folclórica Observação e pesquisa dos materiais que são feitos os brinquedos Construção do pé de pote Compartilhar brinquedos Pesquisa dos brinquedos e brincadeiras que os pais e avós brincavam quando criança Brinquedos feitos a partir do caule Oficina de pipas Escrita de Cantigas e parlendas folclóricas
  • 42. Brincando com carrinho de rolimã Observando o caule nos brinquedos do parque DESCOBRINDO A NATUREZA NO FOLCLORE Aproveitando o nosso trabalho com o caule fomos pesquisar objetos que foram fabricados com madeira e, durante nossas pesquisas descobrimos quantas coisas folclóricas foram confeccionados usando elementos da natureza!
  • 43. A valorização das brincadeiras e brinquedos folclóricos foi uma ótima oportunidade para desenvolver habilidades e pesquisar sobre os materiais que nossos avós e pais usavam antigamente para construir os seus brinquedos ( a maioria retirada da natureza). Hoje também podemos usar os mesmos recursos. Isso é folclore! DESCOBRINDO A NATUREZA NO FOLCLORE
  • 44. A riqueza está em pequenos momentos feitos com amor! Nossa vivência do sítio do Pica-pau-amarelo e semana folclórica. Contextualizamos todo o trabalho em que envolvemos o folclore dentro do nosso projeto e dar maior significado a todas as pesquisas e vivências realizadas anteriormente. DESCOBRINDO A NATUREZA NO FOLCLORE