SlideShare uma empresa Scribd logo
Plano de Comunicação
ECOS TURISMO
SUMÁRIO
Introdução 4
Apresentação 5
1. Análise do Ambiente 6
1.1 Ambiente Sócio Cultural 6
1.2 Ambiente Econômico 7
Análise de Comunicação 8
Análise de Mercado 8
Análise de Demanda 9
1. Análise do Consumidor 9
2. Análise do Publico Alvo 10
2.1 Análise Demográfica 11
2.2 Análise Psicográfica 11
Análise da Concorrência 12
1. Concorrentes Diretos 12
2. Concorrentes Indiretos 14
Análise SWOT 16
Posicionamento de Marca 19
Objetivo do Marketing 19
Problemas de Comunicação 19
Objetivo de Comunicação 19
Plano de Campanha 20
1. Objetivo da Campanha 20
2. Público da Campanha 20
3. Posicionamento da Campanha 20
4.Tema da Campanha 20
5. Estratégia da Campanha 20
Plano de Ações 21
Cronograma de Ações 21
Tática de Mídia 24
Cronograma de Veiculação 24
Orçamento de Produção 38
INTRODUÇÃO
O plano de comunicação é um documento desenvolvido a fim de definir
ações pertinentes às reais necessidades da empresa, baseando-se em estudos
e análise de ambiente interno e externo da instituição. Através desse estudo
pode-se definir o que irá influenciar positivamente ou negativamente a
comunicação da empresa, e assim traçar os objetivos a serem atingidos.
APRESENTAÇÃO
A empresa ECOS e uma agência de viagem que está no mercado a 9
anos conta atualmente com 11 empregados e trabalha com os segmentos de
turismo de lazer, empresarial, pedagógico e universitário. Tem sua sede
situada no Guará, e uma extensão dentro da Universidade Católica de Brasília.
ANÁLISE DO AMBIENTE
A análise do ambiente consiste em estudos de ambiente externos a
empresa, que não estão dentro do controle da mesma mas poderá afetar a o
negócio, a partir de então pode-se definir quais ameaças e oportunidades
podem influenciar a o produto ou serviço.
SOCIOCULTURAL
O turismo também vem sendo impactado de forma significativa pelas
melhorias sociais registradas nos últimos anos. Cerca de 60 milhões de
brasileiro ascenderam da classe social entre os anos de 2005 a 2010 sendo
que 45 milhões deixaram as classes D e E, 15 milhões migraram da classe C
paras as classes superiores. Com isso, nesse período, ocorreu um aumento
acumulado de 62% na classe média (classe C), e a classe AB (grupo com
renda domiciliar mais elevada, superior a R$ 4.807,00) aumentou 60%
totalizando 42,2 milhões em 2010. A classe C passou a ser dominante pelo
percentual populacional, passando a construir 53% da população.
As pessoas sempre tiveram, e sempre terão um motivo para viajar,
independente qual seja. Para Vaz (1999, p. 38), “a motivação no turismo pode
ser representada por um campo que se abre em três áreas principais: o turista
(Quem?), as motivações (Por Quê? e Quê?) e as opções para atendimento às
motivações (Como?, Onde?, Quando? e Quanto?)”. Em geral as pessoas
viajam em busca de 'Educação e Cultura' (visita de monumentos, feiras de arte,
assistir eventos especiais, estudo, etc.). Descanso, aventura e lazer ('Visita' a
família, amigos, cidade de origem, etc. Além de casos como, reunião de
serviço, tratamento de doenças, entre outros.
Há pessoas que optam por viajar sozinhas, mas a maioria sempre viaja
em grupos, seja de familiares, amigos próximos, estudantes, entre outros. Com
a evolução da classe 'C', que hoje constituem 53% da população brasileira, a
viagem em grupo ficou ainda mais habitual. Esse contingente não abre mão
das férias e movimenta R$ 1 trilhão por ano. "O turista da classe C tem um
diferencial. Ele tem uma visão específica de passeios, de viagens, das
excursões e do turismo em si. Costuma viajar em grupo e percebe a viagem
como uma forma de se sociabilizar", afirma o secretário de Turismo e
Desenvolvimento Econômico de Balneário Camboriú, Ademar Schneider. Essa
classe, embora tenha começado a viajar para fora do país, ainda viajam
principalmente nacionalmente, enquanto as classes 'A e B' dominam as
viagens internacionais.
Mesmo com os turistas brasileiros fazendo mais viagens internacionais,
o território nacional ainda é o mais escolhido. 68,7% das pessoas até julho de
2013 pretendiam viajar para cidades brasileiras. Com o novo poder aquisitivo
da classe 'C', o transporte escolhido para as viagens, por 53% das pessoas foi
o avião, seguido pelo automóvel, 26,8%. Em levantamento, realizado pela
Fundação Getúlio Vargas (FGV), mostra também que os estados da Região
Nordeste continuam sendo os preferidos, com 49% das indicações. Em
seguida, estão os destinos do Sudeste, com 23,3% das preferências, e do Sul,
com 18%.
Quando as pessoas pretendem viajar, enfrentam um dilema, escolher
entre, viajar com o auxílio de uma agência de viagens ou por conta própria.
ECONÔMICO
A participação do turismo na economia brasileira já representa 3,7% do
produto interno Bruto (PIB). De 2003 a 2009 o setor cresceu 32,4% enquanto a
economia brasileira apresentou expansão de 24,6%(MTUR, 2012). Para o
Word Travel & Tourism Council, no ano de 2011, cerca de 2,74 milhões de
empregos diretos foram gerados pelo turismo e com estimativa de crescimento
de 7,7% para o ano de 2012, totalizando 2,95 milhões de empregos. Estima
ainda que para o ano de 2022 o turismo seja responsável por 3,63 milhões de
empregos.
De acordo com o cenário econômico mundial, a indefinição da zona do
euro e a lenta recuperação da economia dos Estados Unidos, ainda em
consequência da crise econômica de 2008, tem impactado a economia
internacional. Os países com economias emergentes ganham um papel
relevante neste momento, pois sofrem perdas relativamente menores do que
as economias mais desenvolvidas e podem aproveitar a oportunidade para
ocupar novos espaços nos negócios internacionais. Os resultados do PIB nas
principais economias mundiais em 2012, e as previsões para o setor de turismo
brasileiro, que possui relação direta com o crescimento da economia.
Neste contexto, o Fundo Monetário Internacional – FMI publicou, em
janeiro de 2013, projeção para os anos de 2013 a 2014. Para o ano de 2013 a
previsão e de instabilidade na zona do euro com redução de 1% e 1,5% no
PIB, respectivamente para a Itália e Espanha. Mas o destaque principal está
com os países do bloco denominado BRIC – Brasil, Rússia, Índia e China. Para
o Brasil a previsão de crescimento é de 3,5%, a Rússia 3,7%, a Índia 5,9% e a
China 8,2%.
Há também um crescimento no mercado de turismo doméstico vive um
momento de aquecimento, sobretudo em função do incremento da renda média
e do consumo das famílias brasileiras, o que constitui uma oportunidade ímpar
para seu fortalecimento e o respectivo reconhecimento da atividade turística
como importante fator de desenvolvimento econômico e social, Pela estimativa
do Ministério da Fazenda o Brasil tinha no ano de 2011 aproximadamente 22,5
milhões de habitantes na classe A e B (11,7%), 105,5 milhões na classe C
(representando 55,1%) e 63,6 milhões na classe D e E (33,2%) estes números
tornam-se mais expressivos ao se comparar com o ano de 2003 no qual a
classe A e B representavam 7,5%, classe C 37,6% e a classe D e E
54,9%(BRASIL, 2012).
DIAGNÓSTICO
O mercado turístico no Brasil, assim como a economia Brasileira, vem
crescendo muito, e devido à instabilidade da zona do Euro isso faz com que os
produtos de consumo tenham uma baixa no seu preço os tornando o assim
mais acessível. Devido à série de eventos que o ocorrerão no país, como a
Copa das confederações, Jornada da Juventude Mundial (JMJ) contará com a
Copa do mundo em 2014 e as Olimpíadas no Rio em 2016 o Brasil está visado
internacionalmente e nacionalmente pelos turistas e com o crescimento e maior
poder aquisitivo da classe “C”, que passa a ser 55% de toda população
Brasileira, o número de viagens nacionais e internacionais tem aumentado
muito.
ANÁLISE DE COMUNICAÇÃO
Essa análise tem como objetivo identificar o que já foi realizado em
comunicação no segmento de mercado em que a empresa está inserida. Ações
tomadas não só pela empresa, mas também por concorrentes diretos e
indiretos, e não concorrentes. A partir disso, é feita a análise que pontuam
quais são as vantagens e desvantagens para o cliente e quais são as
oportunidades e ameaças, para que assim sejam traçadas estratégias de
comunicação para a empresa.
O mercado de agências de viagens costumam investir bastante em
divulgação nos mais diversos meios de comunicação, contudo em comparação
com o mercado externos a ECOS Turismo quer investir no público interno da
UCB. Anteriormente foram-se utilizados os meios off-line aonde a empresa vem
investindo em participar de eventos proporcionados pelos cursos, montando
stands onde são explicados seus pacotes, percebe que não houve
investimento em mídias internas. E os métodos utilizados para divulgação trás
benefícios pontuais.
Como método de fidelização a agência conta também com o recurso de
E-mail marketing onde divulga seus pacotes promocionais, por se tratar de
ambiente universitário suas promoções no geral trazem um preço mais
acessível para grupo com uma maior quantidade de pessoas.
Tendo como base os pontos de mídia dentro da Universidade temos um
vasto espaço para divulgar, e podemos aproveitar os eventos para gerar
interação entre as pessoas e a Ecos Turismo, e assim tornando a marca mais
conhecida.
ANÁLISE DE MERCADO
A análise de mercado constitui em um estudo do mercado em que a
empresa está inserida e seus segmentos. São observados pontos relevantes
para o estabelecimento e desenvolvimento da organização nas áreas
mercadológicas onde atua. Tal analise é importante para situar a marca
perante seu segmento e entender a sua função para os consumidores.
Na nova cesta de consumo dos brasileiros, já se observa o
aparecimento de viagens de lazer, tendência incentivada pelo Ministério do
Turismo por meio da criação de programas e campanhas de incentivo ao
turismo interno. De 2005 a 2011, registrou- se expansão de 37,0% no numero
de viagens, considerando inter e intraestaduais.
Em relação ao transporte aéreo, o ano de 2012 encerrou com
aproximadamente 191 milhões de passageiros transportados (doméstico e
internacional), um aumento de 6,48% em relação ao ano anterior (11,6 milhões
a mais de passageiros). O mercado doméstico transportou 11,1 milhões a mais
de passageiros (aumentando de 6,9%) e o mercado internacional 500 mil
passageiros (aumento de 2,77%) em relação ao ano de 2011. A região Sudeste
representa 53,05% do movimento de passageiros no Brasil, seguido da região
Nordeste com 15,92%, região Centro-Oeste com 12,40%, região Sul com
12,09% e a região Norte com 6,53% (ABEAR, 2013).
Em relação às viagens organizadas por Operadoras, dados da
Associação de Operadoras de Turismo – BRAZTOA mostra que no ano de
2012 foram transportados 6,3 milhões de turistas. Em viagem doméstica foram
4,3 milhões, com valor médio de R$ 1.148,00 por turista. Em viagem
internacional foram 1,7 milhões, com valor médio de R$ 2.677,00. Isso
proporcionou um faturamento de R$ 9,84 bilhões no ano de 2011. No ano de
2012, o faturamento foi de R$10,3 bilhões, o que representa um crescimento
de 8% em relação a 2011.
No segmento corporativo, dados da Associação Brasileira de Agências
de Viagens Corporativas – ABRACORP (2012) evidenciem crescimento no
mercado doméstico nos três principais produtos comercializados: aéreo,
hospedagem e locação de veículos. Em passagens aéreas houve crescimento
de 13,3 nas vendas em relação ao ano de 2011, totalizando R$ 4,92 bilhões
em vendas. Em hospedagem houve aumento de 20,1%, com vendas no valor
de R$ 2,02 bilhões, sendo que 40,2% foram para hotéis independentes.
ANÁLISE DE DEMANDA
A análise de demanda consiste em estudos sobre o consumidor e o
publico alvo da empresa. Nesta parte serão analisadas as características como
renda, classe, níveis de instrução, comportamento, valores desse publico. Esse
tipo de análise é importante para servir como guia para que sejam criadas
ações as mais efetivas possíveis.
ANÁLISE DO CONSUMIDOR
Após o ingresso de 40 milhões de pessoas na classe C, no período
entre 2003 e 2011, outros 13 milhões de brasileiros devem fazer parte da
classe média brasileira até 2014, de acordo com estimativa do diretor
do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Já a classe
AB, que ganhou 9,2 milhões de pessoas entre 2003 e 2011, deve ter um
aumento de mais 7,7 milhões de brasileiros entre 2012 e 2014. Agora, a
classe que mais vai crescer é a classe AB. Até 2014, essa expansão será
29,3%, enquanto a classe C crescerá 11,9%", segundo a classificação da
FGV, a classe A é aquela com renda superior a R$ 9.745. A classe B, por sua
vez, tem renda familiar entre R$ 7.475 e R$ 9.745. Já a classe C é
representada por famílias com renda entre R$ 1.734 e R$ 7. 475. A classe DE
tem renda familiar inferior a R$ 1.734.
De acordo com dados fornecidos pela ECOS Turismo o publico em
potencial são alunos e funcionários da universidade católica de Brasilia, tendo
como a media das mensalidades que vão entorno de R$ 411,91 até R$
4.147,30 em geral e um publico que esta sempre em busca de se desenvolver
profissionalmente, e vê que uma boa formação acadêmica e essencial para
isso, estão sempre ligados a cultura e ao movimentos de tendências,
geralmente estão sempre conectados a internet.
PÚBLICO ALVO
O público alvo foi definido através de estudos que possibilitam a
delimitação de uma parcela da população que representam potenciais
consumidores da marca. Para essa delimitação foram utilizadas critérios
demográficos e psicográficos , como classe, renda, comportamento e cultura.
O serviço oferecido pela Agência ECOS Turismo e destinado a três
tipos de públicos são eles, as pessoas que buscam o turismo de lazer tanto
para viagens nacionais quanto internacionais onde o cliente pode montar o
seu próprio pacote, o turismo educativo que contribui para o processo
acadêmico e o turismo empresarial destinado a pessoas que precisam viajar
por um curto período de tempo para fechar negócios, estabelecer contatos,
vender produtos e etc. Contudo visto que a demanda e atender a
Universidade Católica de Brasília e de acordo com a faixa salarial e o custo
das mensalidades pode-se definir que o publico tem idade em 18 á 40 anos e
pertence às classes sócias A, B e C.
De acordo com dados da Universidade Católica de Brasília segue a
baixo o numero de alunos matriculados.
INTEGRAL 1114
MATUTINO 6708
NOTURNO 5384
VESPERTINO 430
TOTAL GRADUAÇÃO PRESENCIAL: 13636
ANÁLISE DEMOGRÁFICA
Após o ingresso de 40 milhões de pessoas na classe C, no período
entre 2003 e 2011, outros 13 milhões de brasileiros devem fazer parte da
classe média brasileira até 2014, de acordo com estimativa do diretor
do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Já a classe
AB, que ganhou 9,2 milhões de pessoas entre 2003 e 2011, deve ter um
aumento de mais 7,7 milhões de brasileiros entre 2012 e 2014. Agora, a
classe que mais vai crescer é a classe AB. Até 2014, essa expansão será
29,3%, enquanto a classe C crescerá 11,9%", segundo a classificação da
FGV, a classe A é aquela com renda superior a R$ 9.745. A classe B, por sua
vez, tem renda familiar entre R$ 7.475 e R$ 9.745. Já a classe C é
representada por famílias com renda entre R$ 1.734 e R$ 7. 475. A classe DE
tem renda familiar inferior a R$ 1.734.
ANÁLISE PSICOGRÁFICA
O jovem Brasileiro, a chamada geração Y, nasceu em meio a toda
globalização, cresceu junto com esse desenvolvimento tecnológico. Não
enfrentou ditadura, inflação, ou qualquer grave crise. Vivem em mundo
totalmente conectado, aonde as coisas e as informações acontecem e chegam
de forma super-rápida. Uma geração totalmente globalizada. Jovens que tem
um “espírito” empreendedor, artístico, educacional, ambiental. É uma geração
preocupada com o futuro, uma geração altamente conectada com todo o
mundo.
O maior sonho do jovem Brasileiro atualmente é ter sua formação
profissional e emprego, 77% tem a intenção de cursar o ensino superior,
seguido por possuir a casa própria, dinheiro, família e bens materiais,
respectivamente. São jovens que anseiam um país melhor, com menos
violência, menos corrupção e um país mais igualitário com mais empregos e
educação. É uma geração que acredita no futuro do país, e recentemente tem
saído a ruas em busca disso, cantando o orgulho de ser Brasileiro.
Esses jovens tem uma nova forma de se relacionar, a agir com o mundo.
71% dos jovens Brasileiros acreditam que usar a internet para mobilizar as
pessoas, é uma forma de fazer política, 81% gostariam de trocas experiências
com jovens de outros países.
http://pesquisa.osonhobrasileiro.com.br/indexn.php
http://ffw.com.br/noticias/cultura-pop/wgsn-o-comportamento-da-nova-geracao-de-jovens-brasileiros/
ANÁLISE DA CONCORRÊNCIA
A análise da concorrência é essencial para que a empresa saiba como
deve se posicionar no mercado. A partir de estudos sobre preço, praça, produto
e promoção dos seus concorrentes é possível que a empresa crie estratégias
para se diferencias dos mesmos e assim alcançar seus objetivo no mercado.
Esses podem ser separados em Diretos e Indiretos.
CONCORRENTES DIRETOS
A concorrência direta da ECOS Turismo foi definida de acordo com a
compatibilidade de produtos oferecidos e o publico a qual se destina.
UniTour Turismo Universitário
A empresa atua diretamente com o Turismo acadêmico, surgiu de um
projeto acadêmico em 2004. Trabalha com turismo de lazer, de eventos além
do acadêmico. Tentam aliar o conhecimento ao lazer com a confecção e venda
de pacotes de viagens acadêmicas.
Produto​: Em suas viagens a Unitour oferece transporte, translado,
hospedagem, entre outros. No turismo acadêmico eles têm o objetivo de levar
o conhecimento da sala de aula para a realidade, em visitas a locais históricos,
congressos, seminários, feiras e exposições. Mas além do turismo acadêmico,
também fazem turismo de lazer.
Preço​: O preço varia de acordo com o local e dias que vão passar no local. O
preço se encaixando na faixa de consumo dos universitários que já são seus
clientes (UCB, Projeção, IESB, Unieuro, Upis, etc.).
Praça​: A Unitour fica localizada na SHCGN 706/707 (W3 norte), mas tem como
seu ponto forte a saída nas faculdades para anunciar seus pacotes de viagem,
principalmente nas que já realizou outros eventos.
Promoção​: A Unitour possui um site com bastantes informações, porém um
layout ultrapassado. Sua página no facebook, não é uma fan page oficial, é a
conta de um usuário comum, com uma certa atualização. As atualizações são
principalmente para entreter o público, com informações, curiosidades, fotos de
locais turísticos. O ponto forte está que a Unitour sai nas faculdades
oferecendo seus serviços, inclusive na UCB.
A Unitour é a principal concorrente, pois é uma agência que já está dentro da
UCB, já realizou algumas parcerias, e possui um preço acessível aos alunos e
professores.
http://www.vandatur.com.br/home/index.php
https://www.facebook.com/unitour.universitario?fref=ts
RELP turismo
Estão no mercado de Brasília a mais de vinte anos, e suas viagens são
pedagógicas, de lazer e de formatura. Mas, além disso, também oferecem
pacotes personalizados, com pacotes individuais, lua de mel, férias, e
excursões. Tem um foco muito grande no atendimento feito pelos seus
promotores.
Produto​: Procuram integrar recreação, educação, liderança e proteção em
seus pacotes. Oferece transporte (aéreo e terrestre), hospedagem, seguro de
vida, a ser escolhido pelo cliente, entre outros. Além de profissionais que são
capacitados em várias áreas como, Educação Física, Turismo, Fisioterapia,
Pedagogia, Comunicação e outras áreas, sempre se atualizando e trocando
experiências para acompanhar as mudanças e educar da forma mais divertida.
Preço​: Seus pacotes são para diversos locais do Brasil e do mundo. Europa,
America do Norte, México, América do Sul, África, Ásia, Oceania, Oriente
Médio, entre outros. Os preços para viagens nacionais podem chegar até mais
de R$ 3,000.00 e os pacotes internacionais mais de R$ 11,000.00.
Praça​: A RELP Turismo fica na SCRN 702/703 bloco H, próxima ao colégio
Militar de Brasília, Marista e outros. Uma localização bastante privilegiada, já
que está próxima a locais de grande movimentação como o estádio nacional,
torre de TV, centro de convenções, e ao centro de Brasília.
Promoção​: Possuem um site bem dinâmico, organizado e de fácil manuseio,
que possui a possibilidade de efetuar a compra online. No site também possui
uma área destinado a promoções (última realizada envolvia suas redes sociais,
e valia um par de ingressos para o cinemark). Suas redes sociais (Facebook e
Twitter) são bastantes organizadas, constantemente atualizadas, como fotos e
informações e vídeos de suas viagens. Possuem um blog constantemente
atualizado no decorrer de cada viagem.
Forte concorrente, devido a sua organização, atendimento diferenciado e ser
forte no meio online, que uma das mídias mais usadas para agências de
turismo. Suas redes sociais (principalmente o Facebook, que tem 7.753 likes)
mostram essa força.
https://www.facebook.com/relpturismo?fref=ts
https://twitter.com/relptur
http://www.relp.com.br/
CONCORRENTES INDIRETOS
Ouro Brasil turismo e expedições
A empresa foi fundada em 2006 tendo como foco principal o turismo
pedagógico, realizando viagens para cidades históricas principalmente em
Mina Gerais, Goáis. Além do turismo pedagógico, a ouro turismo faz viagens
de formatura, visitas a programas (como 'Altas Horas') e viagens de lazer
(férias).
Produto​: Oferecem todo o pacote de viagem completo, com transporte, roteiro,
hospedagem além de possuir parceria de assistência médica com a MIC
BRASIL, que possui uma das maiores redes internacionais de atendimento de
assistência de viagens - a rede CORIS. Sempre procuram viajar com os
melhores transportes e mais completos que puderem.
Preço​: Seus preços variam de acordo com a viagem e o pacote escolhido,
pode variar entre R$ 250,00 e R$ 1,300.00. Seus preços são mais modelados a
pessoas de classe média, visto que seus clientes estudam em colégio como
Alub, Fajesu, Certo, Reação, entre outros.
Praça​: Fica localizada em um local muito bom e próximo de escolas e algumas
faculdades, como Anhaguera, LS Enfermagem, Colégio JK, Marista, Alub, na
QSA 25 em Taguatinga Sul. Estar próxima desses locais facilita sua relação
com o consumidor, assim como a prospecção dos mesmos.
Promoção​: A empresa possui perfis em redes sociais (Facebook e Twitter),
mas ambas estão desatualizadas e seus designs deixam a desejar. A sua
conta no Facebook, não atualizada a cerca de 4 meses e a conta do twitter a
mais de 5 meses. Além das redes sociais eles possuem um site, com bastante
informação e de fácil manuseio, porém de layout e design desagradáveis, e
também há muito tempo sem ser atualizado.
A Ouro Brasil turismo e expedições é uma forte concorrente, pois fica
localizada na mesma "cidade" porém em um local estratégico, que é próximo
as instituições de ensino. Porém, o seus clientes principais são escolas de
ensino fundamental e médio.
https://www.facebook.com/ourobrasil
https://twitter.com/OuroBrasil
http://www.ourobrasilturismo.com.br/site/
MS tour
A MS tour (ou MS turismo) possui 36 anos, e sua principal especialidade são
viagens internacionais, de lazer, sendo o principal local, a Disney. O seu
público principal são crianças e adolescentes. Com isso eles também
trabalham com o turismo educacional, levando as escolas a cidades históricas
de Goiás, São Paulo e Minas Gerais. Trabalham também com viagens de lazer
para vários locais do Brasil e do mundo.
Produto​: A MS oferece serviço de viagem completa, que contam com
Transporte (aéreo e terrestre), Hospedagem, Ingressos para os locais a serem
visitados, acompanhamento de guias, Seguro de viagem, acompanhamento de
médicos, entre outros. Há pacotes de viagens internacionais para toda América
do Sul, Estados Unidos, Canadá, México, Caribe, Tahiti, Europa, África do Sul,
Oriente Médio, Ásia, entre outros.
Preço​: O preço vai varia de acordo com o local, pacote e dias escolhido pelo
cliente. Uma viagem internacional pode chegar a custar até R$ 22,000.00
(devido ao local e dias) e uma viagem nacional até R$ 5,000.00 (devido ao
local e dias). Há todo o tipo de valor, dos mais baratos até os mais caros.
Praça​: A MS fica localizada em um local privilegiado, bem próximo ao centro
de Brasília, setor comercial e o setor bancário sul, em uma das vias mais
movimentadas de Brasília. Fica no EQS 102/103. Além de ser possível fazer
reservas através do próprio site da empresa.
Promoção​: Possui um blog que é bastante atualizado. Esse blog traz vídeos
das viagens que eles realizam. Em cada vídeo são filmados grupos que eles
dividem durante a viagem, esses grupos são selecionados antes da viagem
para facilitar o controle durante a viagem e todos os dias eles divulgam o
roteiro do dia, de cada grupo na página do facebook. A página no facebook é
sempre atualizada (muito, devido eles divulgarem, a programação do dia dos
grupos) e eles têm 2.552 fãs. O twitter é pouco atualizado, é mais usado para
anunciar as próximas viagens.
Eles já fizeram algumas propagandas para televisão, mas a cerca de dois
anos.
A MS tour é um grande concorrente, devido a ser conhecido, e também estar
em um local estratégico. Porém, seus consumidores são na maioria crianças e
adolescentes dos ensinos fundamental e médio, e geralmente com um bom
poder aquisitivo.
https://twitter.com/ms_turismo
https://www.facebook.com/msturismo?fref=ts
http://msturismo2011.blogspot.com.br/
http://webagente.msturismo.com.br/
http://www.msturismo.com.br/index.php
ANÁLISE SWOT
A SWOT é uma análise mais objetiva dos ambientes internos e externos
de uma empresa. A partir desses estudos é possível pontuar forças e
fraquezas relacionadas ao seu ambiente interno, e assim ver como tais
aspectos podem influenciar no seu desenvolvimento no mercado. Da mesma
forma é possível pontuar as ameaças e oportunidades relacionadas ao
ambiente externo à empresa, sendo esses aspectos incontroláveis, e a partir
dessas previsões fazer com que essa se adapte da melhor forma a tais
variáveis. Portanto essa análise é muito importante, pois consegue mostrar de
forma sucinta do cenário interno e externo de uma empresa que poderão
influenciá-la.
1- Ambiente Interno
1.1- Pontos Fortes
Interação com professores, alunos e
funcionários;
Devido ao fato de estar dentro da UCB, a
Ecos possui um relacionamento maior, e
mais próximo.
Trabalha com turismo corporativo; Segundo a análise de concorrentes, a Ecos
é a única que trabalha especificamente
com esse setor.
Parcerias (CVC, Hot Park, Spring Break); Possuir parcerias é um grande diferencial
para a marca, pelo fato de ter exclusividade
para fechar pacotes, com as empresas.
Planos econômicos; Como está lidando diretamente com um
público, que sua maioria está entre a classe
“C”, os preços são nivelados a esse grupo.
Diversidade de pacotes (Exclusividade,
preço);
Oferecem diversos pacotes, para atender
melhor a necessidade do cliente.
Agência fixa na Universidade; Ter um ponto fixo no local aonde seu
publico está, é ter contato direto como
mesmo.
1.2- Pontos Fracos
Desconhecimento dos alunos e
professores;
A Ecos possui muito clientes, devido sua
outra loja (Guará), porém em sua unidade
na UCB, ela é praticamente desconhecida
dos alunos.
Estrutura, PDV (local, fachada); O exterior (fachada) da loja não chama a
atenção de quem passa por perto, devido
ao fato de estar bagunçado, e pouco
visível.
Pouca frequência Online (Redes Sociais); Tem utilizado pouco o meio online (redes)
que PE um grande caminho para agências
de turismos, vide que seus concorrentes,
investem nessa área.
Pouca divulgação dentro da UCB; A Ecos pode fazer muito mais do que vem
fazendo, como simplesmente aproveitar
algum poucos eventos que ocorrem para
anunciar seus serviços
2-Ambiente Externo
2.1-Oportunidades
Investimento do governo em turismo; A previsão de crescimento para o país
nesse setor, entre os anos de 2013 e 2014
é de ​3,5%.
Eventos que ocorrerão no Brasil; O país vem recebendo, e ainda vai receber
diversos eventos internacionais.
Eventos internos na UCB; Programações dentro da Universidade,
como, acolhida, formaturas, congressos,
palestras, etc.
Parceria com direções de curso; Formar parcerias com as direções dos
cursos, para eventos que cada área venha
querer participar.
Formandos a cada semestre; Realizar viagens de formatura, ao final de
cada semestre.
Semana do saco cheio Semana em que os alunos estão de
recesso, e procuram viagens.
2.2- Ameaças
Concorrente possui parceria dentro da
UCB;
Possui um concorrente (Ouro Brasil) que já
realizou algumas viagens com grupos da
UCB.
Ser confundida com um centro acadêmico; Devida a falta de conhecimento do público,
às vezes é confundida com um centro
acadêmico de curso.
POSICIONAMENTO DE MARCA
O posicionamento da marca é a definição da imagem que a empresa
deseja ocupar na mente dos seus consumidores.
PROBLEMAS DE COMUNICAÇÃO
● Baixo investimento em comunicação, o que faz com que a empresa não
tenha visibilidade dentro da UCB.
● Pouca participação nos eventos dentro da UCB.
Objetivo da Comunicação
● Informar o público alvo sobre a existência e os benefícios da empresa
● Participar dos eventos internos da UCB
● Criar interação entre o publico alvo e a marca
PLANO DE CAMPANHA
Após todos os estudos do ambiente interno e externo, análise de publico
alvo e concorrentes, e também a definição dos objetivos e metas de
comunicação será feito então o plano de campanha da empresa. Nele serão
definidos o posicionamento, o tema, as estratégias e tipos de campanha, e o
plano de ação, sendo todos esses processos responsáveis por guiar a etapa de
criação.
OBJETIVO DA CAMPANHA
O propósito da campanha será aumentar a visibilidade da ECOS
Turismo e Desenvolvimento dentro da Universidade Católica de Brasília.
Portanto, por não ser um objetivo imediato foi-se então traçada uma estratégia
de seis meses a começar a partir da assinatura do contrato, onde cada mês
aborda uma parte específica do trabalho da comunicação mas sempre havendo
uma ligação entre toda a comunicação.
PÚBLICO ALVO DA CAMPANHA
De acordo com todas as análises feitas anteriormente e visto que o de
acordo com os dados fornecidos pela UBEC, sobre os alunos da Universidade
ficou definido que a campanha irá abordar os jovens de 18 à 28 anos de visto
que é a maior parte do público dentro da UCB.
POSICIONAMENTO DA CAMPANHA
O Posicionamento da campanha e definido através do que o cliente
preciso para alcançar seu objetivo através de ações de comunicação. O
posicionamento foi baseado naquilo que a empresa tem de mais forte que
acaba sendo seu grande diferencial que é a proximidade com seus clientes, e o
fato de está ligado à comunidade que é a Universidade.
TEMA DA CAMPANHA
O tema é a ideia central que irá guiar o processo de criação e execução
da campanha sem limitá-lo, além de ser usado para manter uma identidade
entre as campanhas.
A proposta definida foi: “A ECOS Turismo sabe que proximidade
proporciona confiança” Esse tema foi estabelecido de tal forma visto que a
partir de todas as análises feitas foi possível perceber que por fazer parte da
Universidade a ECOS faz parte de uma comunidade, e dentro deste local ela
passa a ser vista como se fosse um “Vizinho”.
ESTRATÉGIA DA CAMPANHA
A estratégia foi definida devido ao fato da ECOS Turismo e
Desenvolvimento ainda não ter uma grande visibilidade ainda pela campus, e
com a mesma procuramos destacar na mente do consumidor a marca como
algo presente no seu convívio, sendo associada com um conceito.
Para guiar a campanha foi feita a seguinte pergunta: Quem é a ECOS
dentro desta comunidade?
R: É a vizinho que você não conhece ainda, mas sabe que ele está ali.
PLANO DE AÇÃO
No plano de ação são delimitadas as ações que serão feitas a fim de
atingir os objetivos de comunicação.
O plano de ação foi dividido em seis partes consecutivas da campanha,
sendo que no começamos a produzir em agosto a primeira campanha será
veiculada em Setembro até Novembro e voltando em Fevereiro até Março.
PRIMEIRA ETAPA
(Setembro)
BOM DIA / BOA NOITE
Sendo a ECOS personificada como um “vizinho” o primeiro passo e
através de ações de boa vizinhança mostrar que ela está ali.
Objetivo: ​Mostrar a comunidade que ela tem um vizinho que está que
está disposto a ajudar quando você precisa, e aumentar a interação entre os
estudantes e a marca.
Ação de guerrilha
Será montado um púlpito com a identidade visual da empresa que
transitará entre os blocos da UCB, essa proposta fará com que a marca possa
dar à possibilidade dos alunos se expressarem com um grito de bom dia / boa
noite, além disso, no púlpito terá pequenas tarefas a serem realizadas por
alguns dos estudantes promovendo a boa vizinhança ao mesmo tempo os
alunos serão filmados, e suas gravações servirão para a produção de um vídeo
que será lançado no Spotted UCB uma FanPage com cerca de 3100
universitário da Católica, além de gerar conteúdo para sua página do facebook.
Justificativa: ​Trazer a interação entre o público e a marca, com isso será
gerado conteúdo para ser postados nas redes sociais como Facebook com
maior movimento da UCB como o exemplo abaixo.
SEGUNDA ETAPA
(Outubro)
VENHA TOMAR UM CAFÉ
Objetivo: ​Fazer um reforço de marca nos blocos da UCB
Ação de guerrilha
A ação consiste em montar um PDV da Ecos Turismo nos espaços
comunitários dentro da UCB onde no mesmo ao entrar no os alunos receberão
um copo com a marca da agência, e com esse copo os alunos poderão tomar
um Café da manhã fornecido pela Ecos, no espaço terá banner da empresa.
Justificativa: ​Essa ação procura fazer com que a marca posso esta
visível para os alunos de uma forma menos agressiva, fazendo com isso que a
marca seja lembrada por fornecer momentos especiais assim como e vista uma
viagem.
TERCEIRA ETAPA
(Novembro)
DIVULGAÇÃO DE PACOTES
Ação de guerrilha
A ação consiste na criação do espaço Ecos, onde será montado um
cenário de praia com uma barraquinha de água de coco personalizada, terão
espreguiçadeiras guarda sol e um carrinho de picolé, todos devidamente
identificados com a marca da agência de viagens.
Justificativa: ​Quebrar com o cotidiano dos alunos e funcionários da
UCB, assim como as férias fazem e a Ecos como uma agência de viagem pode
trazer essa sensação.
QUARTA ETAPA
(Fevereiro)
BOAS VINDAS
Objetivo: Mostrar desde o início do curso que a Ecos Turismo é uma
agência de turismo dentro da UCB.
Ação de guerrilha:
Será montado um estúdio fotográfico no bloco central na da acolhida dos
novos universitários, nesse espaço serão tiradas fotos dos alunos com as
devidas placas dos seus cursos, e no mesmo momento serão entregues as
fotos aos alunos em um porta retrato personalizado da Ecos, onde no mesmo
levará informações sobre a agência.
Justificativa: ​No início de cada semestre os novos alunos se reúnem no
auditório do bloco central, e como de costume o que todos os alunos querem e
mostrar que acabaram de ingressar na faculdade então será montado um
estúdio fotográfico com as placas de cada curso, a foto além de digital teria
uma versão impressa na hora que seria entregue em um porta retrato da Ecos,
no mesmo teriam panfletos informativos sobre a agência.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Dinâmica do quebra cabeça
Dinâmica do quebra cabeçaDinâmica do quebra cabeça
Dinâmica do quebra cabeça
Governo do Estado do Ceará
 
Guia completo - Planejamento de Comunicação Integrada
Guia completo - Planejamento de Comunicação IntegradaGuia completo - Planejamento de Comunicação Integrada
Guia completo - Planejamento de Comunicação Integrada
Comunicação Integrada - Cursos e Soluções (Isabela Pimentel)
 
Entrevista cantada - Momento CJC
Entrevista cantada - Momento CJCEntrevista cantada - Momento CJC
Entrevista cantada - Momento CJC
movimentocjc
 
Os 4 Rs das RPs Corporativas
Os 4 Rs das RPs CorporativasOs 4 Rs das RPs Corporativas
Os 4 Rs das RPs Corporativas
Universidade Estadual de Londrina, PR
 
Planejamento publicitario aula cadeia de comunicação
Planejamento publicitario  aula cadeia de comunicaçãoPlanejamento publicitario  aula cadeia de comunicação
Planejamento publicitario aula cadeia de comunicação
Romuleque Rômulo Rangel
 
Lenda da Matinta Perera
Lenda da Matinta PereraLenda da Matinta Perera
Lenda da Matinta Perera
Sheyla Tasso
 
Textos reflexivos trabalho em equipe
Textos reflexivos   trabalho em equipeTextos reflexivos   trabalho em equipe
Textos reflexivos trabalho em equipe
Alekson Morais
 
Planejamento saúde bucal por simone helen drumond
Planejamento saúde bucal por simone helen drumondPlanejamento saúde bucal por simone helen drumond
Planejamento saúde bucal por simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
CNAEF - Classificação Nacional de Áreas de Educação e Formação.pdf
CNAEF - Classificação Nacional de Áreas de Educação e Formação.pdfCNAEF - Classificação Nacional de Áreas de Educação e Formação.pdf
CNAEF - Classificação Nacional de Áreas de Educação e Formação.pdf
Jaba12
 
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aulaProjeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Maria Cecilia Silva
 
A importância da comunicação integrada externa e interna para o sucesso da ...
A importância da comunicação integrada   externa e interna para o sucesso da ...A importância da comunicação integrada   externa e interna para o sucesso da ...
A importância da comunicação integrada externa e interna para o sucesso da ...
Luiz Carlos de Almeida
 
Plano de Marketing - passo a passo
Plano de Marketing - passo a passoPlano de Marketing - passo a passo
Plano de Marketing - passo a passo
Samantha Col Debella
 
Cledson minhas ferias
Cledson minhas feriasCledson minhas ferias
Cledson minhas ferias
Claudia Valério
 
Projeto generosidade em sala de aula 2014_Autora: Andreia Pessoa
Projeto generosidade em sala de aula 2014_Autora: Andreia PessoaProjeto generosidade em sala de aula 2014_Autora: Andreia Pessoa
Projeto generosidade em sala de aula 2014_Autora: Andreia Pessoa
Andreia Pessôa de Oliveira
 
Parte 1 - plano de markerting
Parte 1 -  plano de markertingParte 1 -  plano de markerting
Parte 1 - plano de markerting
Rogerio Campos
 
Consciência fonológica - livro de atividades.pdf
  Consciência fonológica - livro de atividades.pdf  Consciência fonológica - livro de atividades.pdf
Consciência fonológica - livro de atividades.pdf
Adriana Motta
 
Plano de marketing lual eventos
Plano de marketing lual eventosPlano de marketing lual eventos
Plano de marketing lual eventos
Rafael Pozzobon
 
Atividades educação infantil z
Atividades educação infantil zAtividades educação infantil z
Atividades educação infantil z
Andreia DupisStar
 
Pesquisa de satisfação escola ativa módulo ii
Pesquisa de satisfação escola ativa módulo iiPesquisa de satisfação escola ativa módulo ii
Pesquisa de satisfação escola ativa módulo ii
Adriana Melo
 
Apostila de atividades projeto dente limpo por simone helen drumond
Apostila de atividades projeto dente limpo por simone helen drumondApostila de atividades projeto dente limpo por simone helen drumond
Apostila de atividades projeto dente limpo por simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 

Mais procurados (20)

Dinâmica do quebra cabeça
Dinâmica do quebra cabeçaDinâmica do quebra cabeça
Dinâmica do quebra cabeça
 
Guia completo - Planejamento de Comunicação Integrada
Guia completo - Planejamento de Comunicação IntegradaGuia completo - Planejamento de Comunicação Integrada
Guia completo - Planejamento de Comunicação Integrada
 
Entrevista cantada - Momento CJC
Entrevista cantada - Momento CJCEntrevista cantada - Momento CJC
Entrevista cantada - Momento CJC
 
Os 4 Rs das RPs Corporativas
Os 4 Rs das RPs CorporativasOs 4 Rs das RPs Corporativas
Os 4 Rs das RPs Corporativas
 
Planejamento publicitario aula cadeia de comunicação
Planejamento publicitario  aula cadeia de comunicaçãoPlanejamento publicitario  aula cadeia de comunicação
Planejamento publicitario aula cadeia de comunicação
 
Lenda da Matinta Perera
Lenda da Matinta PereraLenda da Matinta Perera
Lenda da Matinta Perera
 
Textos reflexivos trabalho em equipe
Textos reflexivos   trabalho em equipeTextos reflexivos   trabalho em equipe
Textos reflexivos trabalho em equipe
 
Planejamento saúde bucal por simone helen drumond
Planejamento saúde bucal por simone helen drumondPlanejamento saúde bucal por simone helen drumond
Planejamento saúde bucal por simone helen drumond
 
CNAEF - Classificação Nacional de Áreas de Educação e Formação.pdf
CNAEF - Classificação Nacional de Áreas de Educação e Formação.pdfCNAEF - Classificação Nacional de Áreas de Educação e Formação.pdf
CNAEF - Classificação Nacional de Áreas de Educação e Formação.pdf
 
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aulaProjeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
 
A importância da comunicação integrada externa e interna para o sucesso da ...
A importância da comunicação integrada   externa e interna para o sucesso da ...A importância da comunicação integrada   externa e interna para o sucesso da ...
A importância da comunicação integrada externa e interna para o sucesso da ...
 
Plano de Marketing - passo a passo
Plano de Marketing - passo a passoPlano de Marketing - passo a passo
Plano de Marketing - passo a passo
 
Cledson minhas ferias
Cledson minhas feriasCledson minhas ferias
Cledson minhas ferias
 
Projeto generosidade em sala de aula 2014_Autora: Andreia Pessoa
Projeto generosidade em sala de aula 2014_Autora: Andreia PessoaProjeto generosidade em sala de aula 2014_Autora: Andreia Pessoa
Projeto generosidade em sala de aula 2014_Autora: Andreia Pessoa
 
Parte 1 - plano de markerting
Parte 1 -  plano de markertingParte 1 -  plano de markerting
Parte 1 - plano de markerting
 
Consciência fonológica - livro de atividades.pdf
  Consciência fonológica - livro de atividades.pdf  Consciência fonológica - livro de atividades.pdf
Consciência fonológica - livro de atividades.pdf
 
Plano de marketing lual eventos
Plano de marketing lual eventosPlano de marketing lual eventos
Plano de marketing lual eventos
 
Atividades educação infantil z
Atividades educação infantil zAtividades educação infantil z
Atividades educação infantil z
 
Pesquisa de satisfação escola ativa módulo ii
Pesquisa de satisfação escola ativa módulo iiPesquisa de satisfação escola ativa módulo ii
Pesquisa de satisfação escola ativa módulo ii
 
Apostila de atividades projeto dente limpo por simone helen drumond
Apostila de atividades projeto dente limpo por simone helen drumondApostila de atividades projeto dente limpo por simone helen drumond
Apostila de atividades projeto dente limpo por simone helen drumond
 

Destaque

Análise da Comunicação do Mercado de Água Mineral
Análise da Comunicação do Mercado de Água MineralAnálise da Comunicação do Mercado de Água Mineral
Análise da Comunicação do Mercado de Água Mineral
Guilherme Françolin
 
FALANDO DE ÁGUA - O RISCO DAS GARRAFAS PETs
FALANDO DE ÁGUA -  O RISCO DAS GARRAFAS PETsFALANDO DE ÁGUA -  O RISCO DAS GARRAFAS PETs
FALANDO DE ÁGUA - O RISCO DAS GARRAFAS PETs
J Oliveira Andrade
 
Indutrialização da água
Indutrialização da águaIndutrialização da água
Indutrialização da água
IFMT - Pontes e Lacerda
 
Planejamento de Comunicação - Água São Lourenço - final
Planejamento de Comunicação - Água São Lourenço - finalPlanejamento de Comunicação - Água São Lourenço - final
Planejamento de Comunicação - Água São Lourenço - final
Julia Travaglini
 
Apresentação Água Mineral Purylev
Apresentação Água Mineral PurylevApresentação Água Mineral Purylev
Apresentação Água Mineral Purylev
Ricardo Castro
 
Agua mineral
Agua mineralAgua mineral
Agua mineral
queleescomenius
 
Trabalho de Mineralogia - Água Mineral
Trabalho de Mineralogia - Água MineralTrabalho de Mineralogia - Água Mineral
Trabalho de Mineralogia - Água Mineral
Thiago Meira
 
Análise de Comunicação e Concorrência Canon
Análise de Comunicação e Concorrência CanonAnálise de Comunicação e Concorrência Canon
Análise de Comunicação e Concorrência Canon
Thierry Rudiger
 
Análise de Mercado, Comportamento e Concorrência - Caso Dafra Motos
Análise de Mercado, Comportamento e Concorrência - Caso Dafra MotosAnálise de Mercado, Comportamento e Concorrência - Caso Dafra Motos
Análise de Mercado, Comportamento e Concorrência - Caso Dafra Motos
Jean Michel Gallo Soldatelli
 
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃOTCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
professsorcarlinho
 

Destaque (10)

Análise da Comunicação do Mercado de Água Mineral
Análise da Comunicação do Mercado de Água MineralAnálise da Comunicação do Mercado de Água Mineral
Análise da Comunicação do Mercado de Água Mineral
 
FALANDO DE ÁGUA - O RISCO DAS GARRAFAS PETs
FALANDO DE ÁGUA -  O RISCO DAS GARRAFAS PETsFALANDO DE ÁGUA -  O RISCO DAS GARRAFAS PETs
FALANDO DE ÁGUA - O RISCO DAS GARRAFAS PETs
 
Indutrialização da água
Indutrialização da águaIndutrialização da água
Indutrialização da água
 
Planejamento de Comunicação - Água São Lourenço - final
Planejamento de Comunicação - Água São Lourenço - finalPlanejamento de Comunicação - Água São Lourenço - final
Planejamento de Comunicação - Água São Lourenço - final
 
Apresentação Água Mineral Purylev
Apresentação Água Mineral PurylevApresentação Água Mineral Purylev
Apresentação Água Mineral Purylev
 
Agua mineral
Agua mineralAgua mineral
Agua mineral
 
Trabalho de Mineralogia - Água Mineral
Trabalho de Mineralogia - Água MineralTrabalho de Mineralogia - Água Mineral
Trabalho de Mineralogia - Água Mineral
 
Análise de Comunicação e Concorrência Canon
Análise de Comunicação e Concorrência CanonAnálise de Comunicação e Concorrência Canon
Análise de Comunicação e Concorrência Canon
 
Análise de Mercado, Comportamento e Concorrência - Caso Dafra Motos
Análise de Mercado, Comportamento e Concorrência - Caso Dafra MotosAnálise de Mercado, Comportamento e Concorrência - Caso Dafra Motos
Análise de Mercado, Comportamento e Concorrência - Caso Dafra Motos
 
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃOTCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
 

Semelhante a Plano de Comunicação Ecos Turismo

Plano de comunicação Ecos
Plano de comunicação Ecos Plano de comunicação Ecos
Plano de comunicação Ecos
Alan Alves
 
Comportamento do consumidor
Comportamento do consumidorComportamento do consumidor
Comportamento do consumidor
Natalia Lazarini
 
Analise de marketing
Analise de marketingAnalise de marketing
Analise de marketing
Eveline do Rosário Santos
 
Seminário 03 plano aquarela-2020
Seminário 03   plano aquarela-2020Seminário 03   plano aquarela-2020
Seminário 03 plano aquarela-2020
Bruno Muniz de Brito
 
Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192
Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192
Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192
Thais Mendes Pinheiro
 
E commerce desafios e oportunidade do mercado on-line na cadeia produtiva de ...
E commerce desafios e oportunidade do mercado on-line na cadeia produtiva de ...E commerce desafios e oportunidade do mercado on-line na cadeia produtiva de ...
E commerce desafios e oportunidade do mercado on-line na cadeia produtiva de ...
Tulio Pinheiro
 
Tendências do turismo 2017
Tendências do turismo 2017Tendências do turismo 2017
Tendências do turismo 2017
Daniella Barbosa
 
Midia jornal impresso
Midia   jornal impressoMidia   jornal impresso
Midia jornal impresso
Earle Martins
 
Salão baiano do turismo
Salão baiano do turismoSalão baiano do turismo
Salão baiano do turismo
Gabriela Otto
 
Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018
Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018
Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018
Edelman
 
Dissertação - Roberto Pessoa de Queiroz Falcao_Motivações da Classe C Brasile...
Dissertação - Roberto Pessoa de Queiroz Falcao_Motivações da Classe C Brasile...Dissertação - Roberto Pessoa de Queiroz Falcao_Motivações da Classe C Brasile...
Dissertação - Roberto Pessoa de Queiroz Falcao_Motivações da Classe C Brasile...
Roberto Falcao, MSc
 
httpswelcome.expediagroup.comtvi-2023reportPT_BR_TVI-2023_Main-Report.pdf.pdf
httpswelcome.expediagroup.comtvi-2023reportPT_BR_TVI-2023_Main-Report.pdf.pdfhttpswelcome.expediagroup.comtvi-2023reportPT_BR_TVI-2023_Main-Report.pdf.pdf
httpswelcome.expediagroup.comtvi-2023reportPT_BR_TVI-2023_Main-Report.pdf.pdf
carolinastolf2
 
GMSC - Florianópolis - Aula introdução e cenário de mídia
GMSC -   Florianópolis - Aula introdução e cenário de mídiaGMSC -   Florianópolis - Aula introdução e cenário de mídia
GMSC - Florianópolis - Aula introdução e cenário de mídia
grupodemidiasc
 
Captação de Recursos para o Turismo
Captação de Recursos para o TurismoCaptação de Recursos para o Turismo
Captação de Recursos para o Turismo
PFC Internacional
 
Plano nacional Turismo 2013
Plano nacional Turismo 2013Plano nacional Turismo 2013
Plano nacional Turismo 2013
Marcelo Felipozzi
 
Seminário 02 pnt 2013-2016
Seminário 02   pnt 2013-2016Seminário 02   pnt 2013-2016
Seminário 02 pnt 2013-2016
Bruno Muniz de Brito
 
Tcc club20 impresso
Tcc club20 impressoTcc club20 impresso
Tcc club20 impresso
Lais de Luna
 
SEBRAE RJ | ATRAÇÃO DE TURISTAS SUL-AMERICANOS: Oportunidades e Estratégias
SEBRAE  RJ | ATRAÇÃO DE TURISTAS SUL-AMERICANOS: Oportunidades e EstratégiasSEBRAE  RJ | ATRAÇÃO DE TURISTAS SUL-AMERICANOS: Oportunidades e Estratégias
SEBRAE RJ | ATRAÇÃO DE TURISTAS SUL-AMERICANOS: Oportunidades e Estratégias
Alinesilva.in
 
Brasil sedia 6ª conferência internacional sobre turismo responsável
Brasil sedia 6ª conferência internacional sobre turismo responsávelBrasil sedia 6ª conferência internacional sobre turismo responsável
Brasil sedia 6ª conferência internacional sobre turismo responsável
Marilia Ramachoti
 
Plano promocao brasil
Plano promocao brasilPlano promocao brasil
Plano promocao brasil
Diógenes "Dhonas" Cordeiro
 

Semelhante a Plano de Comunicação Ecos Turismo (20)

Plano de comunicação Ecos
Plano de comunicação Ecos Plano de comunicação Ecos
Plano de comunicação Ecos
 
Comportamento do consumidor
Comportamento do consumidorComportamento do consumidor
Comportamento do consumidor
 
Analise de marketing
Analise de marketingAnalise de marketing
Analise de marketing
 
Seminário 03 plano aquarela-2020
Seminário 03   plano aquarela-2020Seminário 03   plano aquarela-2020
Seminário 03 plano aquarela-2020
 
Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192
Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192
Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192
 
E commerce desafios e oportunidade do mercado on-line na cadeia produtiva de ...
E commerce desafios e oportunidade do mercado on-line na cadeia produtiva de ...E commerce desafios e oportunidade do mercado on-line na cadeia produtiva de ...
E commerce desafios e oportunidade do mercado on-line na cadeia produtiva de ...
 
Tendências do turismo 2017
Tendências do turismo 2017Tendências do turismo 2017
Tendências do turismo 2017
 
Midia jornal impresso
Midia   jornal impressoMidia   jornal impresso
Midia jornal impresso
 
Salão baiano do turismo
Salão baiano do turismoSalão baiano do turismo
Salão baiano do turismo
 
Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018
Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018
Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018
 
Dissertação - Roberto Pessoa de Queiroz Falcao_Motivações da Classe C Brasile...
Dissertação - Roberto Pessoa de Queiroz Falcao_Motivações da Classe C Brasile...Dissertação - Roberto Pessoa de Queiroz Falcao_Motivações da Classe C Brasile...
Dissertação - Roberto Pessoa de Queiroz Falcao_Motivações da Classe C Brasile...
 
httpswelcome.expediagroup.comtvi-2023reportPT_BR_TVI-2023_Main-Report.pdf.pdf
httpswelcome.expediagroup.comtvi-2023reportPT_BR_TVI-2023_Main-Report.pdf.pdfhttpswelcome.expediagroup.comtvi-2023reportPT_BR_TVI-2023_Main-Report.pdf.pdf
httpswelcome.expediagroup.comtvi-2023reportPT_BR_TVI-2023_Main-Report.pdf.pdf
 
GMSC - Florianópolis - Aula introdução e cenário de mídia
GMSC -   Florianópolis - Aula introdução e cenário de mídiaGMSC -   Florianópolis - Aula introdução e cenário de mídia
GMSC - Florianópolis - Aula introdução e cenário de mídia
 
Captação de Recursos para o Turismo
Captação de Recursos para o TurismoCaptação de Recursos para o Turismo
Captação de Recursos para o Turismo
 
Plano nacional Turismo 2013
Plano nacional Turismo 2013Plano nacional Turismo 2013
Plano nacional Turismo 2013
 
Seminário 02 pnt 2013-2016
Seminário 02   pnt 2013-2016Seminário 02   pnt 2013-2016
Seminário 02 pnt 2013-2016
 
Tcc club20 impresso
Tcc club20 impressoTcc club20 impresso
Tcc club20 impresso
 
SEBRAE RJ | ATRAÇÃO DE TURISTAS SUL-AMERICANOS: Oportunidades e Estratégias
SEBRAE  RJ | ATRAÇÃO DE TURISTAS SUL-AMERICANOS: Oportunidades e EstratégiasSEBRAE  RJ | ATRAÇÃO DE TURISTAS SUL-AMERICANOS: Oportunidades e Estratégias
SEBRAE RJ | ATRAÇÃO DE TURISTAS SUL-AMERICANOS: Oportunidades e Estratégias
 
Brasil sedia 6ª conferência internacional sobre turismo responsável
Brasil sedia 6ª conferência internacional sobre turismo responsávelBrasil sedia 6ª conferência internacional sobre turismo responsável
Brasil sedia 6ª conferência internacional sobre turismo responsável
 
Plano promocao brasil
Plano promocao brasilPlano promocao brasil
Plano promocao brasil
 

Mais de Alan Alves

Ourocard
OurocardOurocard
Ourocard
Alan Alves
 
INOVA
INOVAINOVA
INOVA
Alan Alves
 
Construção de marca
Construção de marcaConstrução de marca
Construção de marca
Alan Alves
 
Vithaus
VithausVithaus
Vithaus
Alan Alves
 
Ecos Turismo
Ecos TurismoEcos Turismo
Ecos Turismo
Alan Alves
 
Portfólio de Planejamento - Alan Alves de Sousa
Portfólio de Planejamento - Alan Alves de SousaPortfólio de Planejamento - Alan Alves de Sousa
Portfólio de Planejamento - Alan Alves de Sousa
Alan Alves
 
Caça fermentos prova II
Caça fermentos prova IICaça fermentos prova II
Caça fermentos prova II
Alan Alves
 

Mais de Alan Alves (8)

Ourocard
OurocardOurocard
Ourocard
 
INOVA
INOVAINOVA
INOVA
 
Construção de marca
Construção de marcaConstrução de marca
Construção de marca
 
Vithaus
VithausVithaus
Vithaus
 
Ecos Turismo
Ecos TurismoEcos Turismo
Ecos Turismo
 
Portfólio de Planejamento - Alan Alves de Sousa
Portfólio de Planejamento - Alan Alves de SousaPortfólio de Planejamento - Alan Alves de Sousa
Portfólio de Planejamento - Alan Alves de Sousa
 
Empada brasil
Empada brasilEmpada brasil
Empada brasil
 
Caça fermentos prova II
Caça fermentos prova IICaça fermentos prova II
Caça fermentos prova II
 

Último

Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
E-Commerce Brasil
 
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamentoGuia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Leonardo Espírito Santo
 
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
E-Commerce Brasil
 
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊMANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
EMERSON BRITO
 

Último (13)

Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
 
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
 
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamentoGuia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
 
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
 
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
 
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
 
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
 
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
 
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
 
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
 
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
 
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
 
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊMANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
 

Plano de Comunicação Ecos Turismo

  • 2. SUMÁRIO Introdução 4 Apresentação 5 1. Análise do Ambiente 6 1.1 Ambiente Sócio Cultural 6 1.2 Ambiente Econômico 7 Análise de Comunicação 8 Análise de Mercado 8 Análise de Demanda 9 1. Análise do Consumidor 9 2. Análise do Publico Alvo 10 2.1 Análise Demográfica 11 2.2 Análise Psicográfica 11 Análise da Concorrência 12 1. Concorrentes Diretos 12 2. Concorrentes Indiretos 14 Análise SWOT 16 Posicionamento de Marca 19 Objetivo do Marketing 19 Problemas de Comunicação 19 Objetivo de Comunicação 19 Plano de Campanha 20 1. Objetivo da Campanha 20 2. Público da Campanha 20 3. Posicionamento da Campanha 20 4.Tema da Campanha 20 5. Estratégia da Campanha 20 Plano de Ações 21 Cronograma de Ações 21 Tática de Mídia 24 Cronograma de Veiculação 24 Orçamento de Produção 38
  • 3. INTRODUÇÃO O plano de comunicação é um documento desenvolvido a fim de definir ações pertinentes às reais necessidades da empresa, baseando-se em estudos e análise de ambiente interno e externo da instituição. Através desse estudo pode-se definir o que irá influenciar positivamente ou negativamente a comunicação da empresa, e assim traçar os objetivos a serem atingidos.
  • 4. APRESENTAÇÃO A empresa ECOS e uma agência de viagem que está no mercado a 9 anos conta atualmente com 11 empregados e trabalha com os segmentos de turismo de lazer, empresarial, pedagógico e universitário. Tem sua sede situada no Guará, e uma extensão dentro da Universidade Católica de Brasília.
  • 5. ANÁLISE DO AMBIENTE A análise do ambiente consiste em estudos de ambiente externos a empresa, que não estão dentro do controle da mesma mas poderá afetar a o negócio, a partir de então pode-se definir quais ameaças e oportunidades podem influenciar a o produto ou serviço. SOCIOCULTURAL O turismo também vem sendo impactado de forma significativa pelas melhorias sociais registradas nos últimos anos. Cerca de 60 milhões de brasileiro ascenderam da classe social entre os anos de 2005 a 2010 sendo que 45 milhões deixaram as classes D e E, 15 milhões migraram da classe C paras as classes superiores. Com isso, nesse período, ocorreu um aumento acumulado de 62% na classe média (classe C), e a classe AB (grupo com renda domiciliar mais elevada, superior a R$ 4.807,00) aumentou 60% totalizando 42,2 milhões em 2010. A classe C passou a ser dominante pelo percentual populacional, passando a construir 53% da população. As pessoas sempre tiveram, e sempre terão um motivo para viajar, independente qual seja. Para Vaz (1999, p. 38), “a motivação no turismo pode ser representada por um campo que se abre em três áreas principais: o turista (Quem?), as motivações (Por Quê? e Quê?) e as opções para atendimento às motivações (Como?, Onde?, Quando? e Quanto?)”. Em geral as pessoas viajam em busca de 'Educação e Cultura' (visita de monumentos, feiras de arte, assistir eventos especiais, estudo, etc.). Descanso, aventura e lazer ('Visita' a família, amigos, cidade de origem, etc. Além de casos como, reunião de serviço, tratamento de doenças, entre outros. Há pessoas que optam por viajar sozinhas, mas a maioria sempre viaja em grupos, seja de familiares, amigos próximos, estudantes, entre outros. Com a evolução da classe 'C', que hoje constituem 53% da população brasileira, a viagem em grupo ficou ainda mais habitual. Esse contingente não abre mão das férias e movimenta R$ 1 trilhão por ano. "O turista da classe C tem um diferencial. Ele tem uma visão específica de passeios, de viagens, das excursões e do turismo em si. Costuma viajar em grupo e percebe a viagem como uma forma de se sociabilizar", afirma o secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico de Balneário Camboriú, Ademar Schneider. Essa classe, embora tenha começado a viajar para fora do país, ainda viajam
  • 6. principalmente nacionalmente, enquanto as classes 'A e B' dominam as viagens internacionais. Mesmo com os turistas brasileiros fazendo mais viagens internacionais, o território nacional ainda é o mais escolhido. 68,7% das pessoas até julho de 2013 pretendiam viajar para cidades brasileiras. Com o novo poder aquisitivo da classe 'C', o transporte escolhido para as viagens, por 53% das pessoas foi o avião, seguido pelo automóvel, 26,8%. Em levantamento, realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), mostra também que os estados da Região Nordeste continuam sendo os preferidos, com 49% das indicações. Em seguida, estão os destinos do Sudeste, com 23,3% das preferências, e do Sul, com 18%. Quando as pessoas pretendem viajar, enfrentam um dilema, escolher entre, viajar com o auxílio de uma agência de viagens ou por conta própria. ECONÔMICO A participação do turismo na economia brasileira já representa 3,7% do produto interno Bruto (PIB). De 2003 a 2009 o setor cresceu 32,4% enquanto a economia brasileira apresentou expansão de 24,6%(MTUR, 2012). Para o Word Travel & Tourism Council, no ano de 2011, cerca de 2,74 milhões de empregos diretos foram gerados pelo turismo e com estimativa de crescimento de 7,7% para o ano de 2012, totalizando 2,95 milhões de empregos. Estima ainda que para o ano de 2022 o turismo seja responsável por 3,63 milhões de empregos. De acordo com o cenário econômico mundial, a indefinição da zona do euro e a lenta recuperação da economia dos Estados Unidos, ainda em consequência da crise econômica de 2008, tem impactado a economia internacional. Os países com economias emergentes ganham um papel relevante neste momento, pois sofrem perdas relativamente menores do que as economias mais desenvolvidas e podem aproveitar a oportunidade para ocupar novos espaços nos negócios internacionais. Os resultados do PIB nas principais economias mundiais em 2012, e as previsões para o setor de turismo brasileiro, que possui relação direta com o crescimento da economia. Neste contexto, o Fundo Monetário Internacional – FMI publicou, em janeiro de 2013, projeção para os anos de 2013 a 2014. Para o ano de 2013 a previsão e de instabilidade na zona do euro com redução de 1% e 1,5% no PIB, respectivamente para a Itália e Espanha. Mas o destaque principal está com os países do bloco denominado BRIC – Brasil, Rússia, Índia e China. Para o Brasil a previsão de crescimento é de 3,5%, a Rússia 3,7%, a Índia 5,9% e a China 8,2%. Há também um crescimento no mercado de turismo doméstico vive um momento de aquecimento, sobretudo em função do incremento da renda média e do consumo das famílias brasileiras, o que constitui uma oportunidade ímpar para seu fortalecimento e o respectivo reconhecimento da atividade turística como importante fator de desenvolvimento econômico e social, Pela estimativa do Ministério da Fazenda o Brasil tinha no ano de 2011 aproximadamente 22,5
  • 7. milhões de habitantes na classe A e B (11,7%), 105,5 milhões na classe C (representando 55,1%) e 63,6 milhões na classe D e E (33,2%) estes números tornam-se mais expressivos ao se comparar com o ano de 2003 no qual a classe A e B representavam 7,5%, classe C 37,6% e a classe D e E 54,9%(BRASIL, 2012). DIAGNÓSTICO O mercado turístico no Brasil, assim como a economia Brasileira, vem crescendo muito, e devido à instabilidade da zona do Euro isso faz com que os produtos de consumo tenham uma baixa no seu preço os tornando o assim mais acessível. Devido à série de eventos que o ocorrerão no país, como a Copa das confederações, Jornada da Juventude Mundial (JMJ) contará com a Copa do mundo em 2014 e as Olimpíadas no Rio em 2016 o Brasil está visado internacionalmente e nacionalmente pelos turistas e com o crescimento e maior poder aquisitivo da classe “C”, que passa a ser 55% de toda população Brasileira, o número de viagens nacionais e internacionais tem aumentado muito. ANÁLISE DE COMUNICAÇÃO Essa análise tem como objetivo identificar o que já foi realizado em comunicação no segmento de mercado em que a empresa está inserida. Ações tomadas não só pela empresa, mas também por concorrentes diretos e indiretos, e não concorrentes. A partir disso, é feita a análise que pontuam quais são as vantagens e desvantagens para o cliente e quais são as oportunidades e ameaças, para que assim sejam traçadas estratégias de comunicação para a empresa. O mercado de agências de viagens costumam investir bastante em divulgação nos mais diversos meios de comunicação, contudo em comparação com o mercado externos a ECOS Turismo quer investir no público interno da UCB. Anteriormente foram-se utilizados os meios off-line aonde a empresa vem investindo em participar de eventos proporcionados pelos cursos, montando stands onde são explicados seus pacotes, percebe que não houve investimento em mídias internas. E os métodos utilizados para divulgação trás benefícios pontuais. Como método de fidelização a agência conta também com o recurso de E-mail marketing onde divulga seus pacotes promocionais, por se tratar de ambiente universitário suas promoções no geral trazem um preço mais acessível para grupo com uma maior quantidade de pessoas. Tendo como base os pontos de mídia dentro da Universidade temos um vasto espaço para divulgar, e podemos aproveitar os eventos para gerar interação entre as pessoas e a Ecos Turismo, e assim tornando a marca mais conhecida.
  • 8. ANÁLISE DE MERCADO A análise de mercado constitui em um estudo do mercado em que a empresa está inserida e seus segmentos. São observados pontos relevantes para o estabelecimento e desenvolvimento da organização nas áreas mercadológicas onde atua. Tal analise é importante para situar a marca perante seu segmento e entender a sua função para os consumidores. Na nova cesta de consumo dos brasileiros, já se observa o aparecimento de viagens de lazer, tendência incentivada pelo Ministério do Turismo por meio da criação de programas e campanhas de incentivo ao turismo interno. De 2005 a 2011, registrou- se expansão de 37,0% no numero de viagens, considerando inter e intraestaduais. Em relação ao transporte aéreo, o ano de 2012 encerrou com aproximadamente 191 milhões de passageiros transportados (doméstico e internacional), um aumento de 6,48% em relação ao ano anterior (11,6 milhões a mais de passageiros). O mercado doméstico transportou 11,1 milhões a mais de passageiros (aumentando de 6,9%) e o mercado internacional 500 mil passageiros (aumento de 2,77%) em relação ao ano de 2011. A região Sudeste representa 53,05% do movimento de passageiros no Brasil, seguido da região Nordeste com 15,92%, região Centro-Oeste com 12,40%, região Sul com 12,09% e a região Norte com 6,53% (ABEAR, 2013). Em relação às viagens organizadas por Operadoras, dados da Associação de Operadoras de Turismo – BRAZTOA mostra que no ano de 2012 foram transportados 6,3 milhões de turistas. Em viagem doméstica foram 4,3 milhões, com valor médio de R$ 1.148,00 por turista. Em viagem internacional foram 1,7 milhões, com valor médio de R$ 2.677,00. Isso proporcionou um faturamento de R$ 9,84 bilhões no ano de 2011. No ano de 2012, o faturamento foi de R$10,3 bilhões, o que representa um crescimento de 8% em relação a 2011. No segmento corporativo, dados da Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas – ABRACORP (2012) evidenciem crescimento no mercado doméstico nos três principais produtos comercializados: aéreo, hospedagem e locação de veículos. Em passagens aéreas houve crescimento de 13,3 nas vendas em relação ao ano de 2011, totalizando R$ 4,92 bilhões em vendas. Em hospedagem houve aumento de 20,1%, com vendas no valor de R$ 2,02 bilhões, sendo que 40,2% foram para hotéis independentes. ANÁLISE DE DEMANDA A análise de demanda consiste em estudos sobre o consumidor e o publico alvo da empresa. Nesta parte serão analisadas as características como renda, classe, níveis de instrução, comportamento, valores desse publico. Esse tipo de análise é importante para servir como guia para que sejam criadas ações as mais efetivas possíveis. ANÁLISE DO CONSUMIDOR
  • 9. Após o ingresso de 40 milhões de pessoas na classe C, no período entre 2003 e 2011, outros 13 milhões de brasileiros devem fazer parte da classe média brasileira até 2014, de acordo com estimativa do diretor do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Já a classe AB, que ganhou 9,2 milhões de pessoas entre 2003 e 2011, deve ter um aumento de mais 7,7 milhões de brasileiros entre 2012 e 2014. Agora, a classe que mais vai crescer é a classe AB. Até 2014, essa expansão será 29,3%, enquanto a classe C crescerá 11,9%", segundo a classificação da FGV, a classe A é aquela com renda superior a R$ 9.745. A classe B, por sua vez, tem renda familiar entre R$ 7.475 e R$ 9.745. Já a classe C é representada por famílias com renda entre R$ 1.734 e R$ 7. 475. A classe DE tem renda familiar inferior a R$ 1.734. De acordo com dados fornecidos pela ECOS Turismo o publico em potencial são alunos e funcionários da universidade católica de Brasilia, tendo como a media das mensalidades que vão entorno de R$ 411,91 até R$ 4.147,30 em geral e um publico que esta sempre em busca de se desenvolver profissionalmente, e vê que uma boa formação acadêmica e essencial para isso, estão sempre ligados a cultura e ao movimentos de tendências, geralmente estão sempre conectados a internet. PÚBLICO ALVO O público alvo foi definido através de estudos que possibilitam a delimitação de uma parcela da população que representam potenciais consumidores da marca. Para essa delimitação foram utilizadas critérios demográficos e psicográficos , como classe, renda, comportamento e cultura. O serviço oferecido pela Agência ECOS Turismo e destinado a três tipos de públicos são eles, as pessoas que buscam o turismo de lazer tanto para viagens nacionais quanto internacionais onde o cliente pode montar o seu próprio pacote, o turismo educativo que contribui para o processo acadêmico e o turismo empresarial destinado a pessoas que precisam viajar por um curto período de tempo para fechar negócios, estabelecer contatos, vender produtos e etc. Contudo visto que a demanda e atender a Universidade Católica de Brasília e de acordo com a faixa salarial e o custo das mensalidades pode-se definir que o publico tem idade em 18 á 40 anos e pertence às classes sócias A, B e C. De acordo com dados da Universidade Católica de Brasília segue a baixo o numero de alunos matriculados. INTEGRAL 1114 MATUTINO 6708 NOTURNO 5384
  • 10. VESPERTINO 430 TOTAL GRADUAÇÃO PRESENCIAL: 13636 ANÁLISE DEMOGRÁFICA Após o ingresso de 40 milhões de pessoas na classe C, no período entre 2003 e 2011, outros 13 milhões de brasileiros devem fazer parte da classe média brasileira até 2014, de acordo com estimativa do diretor do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Já a classe AB, que ganhou 9,2 milhões de pessoas entre 2003 e 2011, deve ter um aumento de mais 7,7 milhões de brasileiros entre 2012 e 2014. Agora, a classe que mais vai crescer é a classe AB. Até 2014, essa expansão será 29,3%, enquanto a classe C crescerá 11,9%", segundo a classificação da FGV, a classe A é aquela com renda superior a R$ 9.745. A classe B, por sua vez, tem renda familiar entre R$ 7.475 e R$ 9.745. Já a classe C é representada por famílias com renda entre R$ 1.734 e R$ 7. 475. A classe DE tem renda familiar inferior a R$ 1.734. ANÁLISE PSICOGRÁFICA O jovem Brasileiro, a chamada geração Y, nasceu em meio a toda globalização, cresceu junto com esse desenvolvimento tecnológico. Não enfrentou ditadura, inflação, ou qualquer grave crise. Vivem em mundo totalmente conectado, aonde as coisas e as informações acontecem e chegam de forma super-rápida. Uma geração totalmente globalizada. Jovens que tem um “espírito” empreendedor, artístico, educacional, ambiental. É uma geração preocupada com o futuro, uma geração altamente conectada com todo o mundo. O maior sonho do jovem Brasileiro atualmente é ter sua formação profissional e emprego, 77% tem a intenção de cursar o ensino superior,
  • 11. seguido por possuir a casa própria, dinheiro, família e bens materiais, respectivamente. São jovens que anseiam um país melhor, com menos violência, menos corrupção e um país mais igualitário com mais empregos e educação. É uma geração que acredita no futuro do país, e recentemente tem saído a ruas em busca disso, cantando o orgulho de ser Brasileiro. Esses jovens tem uma nova forma de se relacionar, a agir com o mundo. 71% dos jovens Brasileiros acreditam que usar a internet para mobilizar as pessoas, é uma forma de fazer política, 81% gostariam de trocas experiências com jovens de outros países.
  • 12. http://pesquisa.osonhobrasileiro.com.br/indexn.php http://ffw.com.br/noticias/cultura-pop/wgsn-o-comportamento-da-nova-geracao-de-jovens-brasileiros/ ANÁLISE DA CONCORRÊNCIA A análise da concorrência é essencial para que a empresa saiba como deve se posicionar no mercado. A partir de estudos sobre preço, praça, produto e promoção dos seus concorrentes é possível que a empresa crie estratégias para se diferencias dos mesmos e assim alcançar seus objetivo no mercado. Esses podem ser separados em Diretos e Indiretos. CONCORRENTES DIRETOS A concorrência direta da ECOS Turismo foi definida de acordo com a compatibilidade de produtos oferecidos e o publico a qual se destina. UniTour Turismo Universitário A empresa atua diretamente com o Turismo acadêmico, surgiu de um projeto acadêmico em 2004. Trabalha com turismo de lazer, de eventos além do acadêmico. Tentam aliar o conhecimento ao lazer com a confecção e venda de pacotes de viagens acadêmicas.
  • 13. Produto​: Em suas viagens a Unitour oferece transporte, translado, hospedagem, entre outros. No turismo acadêmico eles têm o objetivo de levar o conhecimento da sala de aula para a realidade, em visitas a locais históricos, congressos, seminários, feiras e exposições. Mas além do turismo acadêmico, também fazem turismo de lazer. Preço​: O preço varia de acordo com o local e dias que vão passar no local. O preço se encaixando na faixa de consumo dos universitários que já são seus clientes (UCB, Projeção, IESB, Unieuro, Upis, etc.). Praça​: A Unitour fica localizada na SHCGN 706/707 (W3 norte), mas tem como seu ponto forte a saída nas faculdades para anunciar seus pacotes de viagem, principalmente nas que já realizou outros eventos. Promoção​: A Unitour possui um site com bastantes informações, porém um layout ultrapassado. Sua página no facebook, não é uma fan page oficial, é a conta de um usuário comum, com uma certa atualização. As atualizações são principalmente para entreter o público, com informações, curiosidades, fotos de locais turísticos. O ponto forte está que a Unitour sai nas faculdades oferecendo seus serviços, inclusive na UCB. A Unitour é a principal concorrente, pois é uma agência que já está dentro da UCB, já realizou algumas parcerias, e possui um preço acessível aos alunos e professores. http://www.vandatur.com.br/home/index.php https://www.facebook.com/unitour.universitario?fref=ts RELP turismo Estão no mercado de Brasília a mais de vinte anos, e suas viagens são pedagógicas, de lazer e de formatura. Mas, além disso, também oferecem pacotes personalizados, com pacotes individuais, lua de mel, férias, e excursões. Tem um foco muito grande no atendimento feito pelos seus promotores. Produto​: Procuram integrar recreação, educação, liderança e proteção em seus pacotes. Oferece transporte (aéreo e terrestre), hospedagem, seguro de vida, a ser escolhido pelo cliente, entre outros. Além de profissionais que são capacitados em várias áreas como, Educação Física, Turismo, Fisioterapia, Pedagogia, Comunicação e outras áreas, sempre se atualizando e trocando experiências para acompanhar as mudanças e educar da forma mais divertida. Preço​: Seus pacotes são para diversos locais do Brasil e do mundo. Europa, America do Norte, México, América do Sul, África, Ásia, Oceania, Oriente Médio, entre outros. Os preços para viagens nacionais podem chegar até mais de R$ 3,000.00 e os pacotes internacionais mais de R$ 11,000.00.
  • 14. Praça​: A RELP Turismo fica na SCRN 702/703 bloco H, próxima ao colégio Militar de Brasília, Marista e outros. Uma localização bastante privilegiada, já que está próxima a locais de grande movimentação como o estádio nacional, torre de TV, centro de convenções, e ao centro de Brasília. Promoção​: Possuem um site bem dinâmico, organizado e de fácil manuseio, que possui a possibilidade de efetuar a compra online. No site também possui uma área destinado a promoções (última realizada envolvia suas redes sociais, e valia um par de ingressos para o cinemark). Suas redes sociais (Facebook e Twitter) são bastantes organizadas, constantemente atualizadas, como fotos e informações e vídeos de suas viagens. Possuem um blog constantemente atualizado no decorrer de cada viagem. Forte concorrente, devido a sua organização, atendimento diferenciado e ser forte no meio online, que uma das mídias mais usadas para agências de turismo. Suas redes sociais (principalmente o Facebook, que tem 7.753 likes) mostram essa força. https://www.facebook.com/relpturismo?fref=ts https://twitter.com/relptur http://www.relp.com.br/ CONCORRENTES INDIRETOS Ouro Brasil turismo e expedições A empresa foi fundada em 2006 tendo como foco principal o turismo pedagógico, realizando viagens para cidades históricas principalmente em Mina Gerais, Goáis. Além do turismo pedagógico, a ouro turismo faz viagens de formatura, visitas a programas (como 'Altas Horas') e viagens de lazer (férias). Produto​: Oferecem todo o pacote de viagem completo, com transporte, roteiro, hospedagem além de possuir parceria de assistência médica com a MIC BRASIL, que possui uma das maiores redes internacionais de atendimento de assistência de viagens - a rede CORIS. Sempre procuram viajar com os melhores transportes e mais completos que puderem. Preço​: Seus preços variam de acordo com a viagem e o pacote escolhido, pode variar entre R$ 250,00 e R$ 1,300.00. Seus preços são mais modelados a pessoas de classe média, visto que seus clientes estudam em colégio como Alub, Fajesu, Certo, Reação, entre outros. Praça​: Fica localizada em um local muito bom e próximo de escolas e algumas faculdades, como Anhaguera, LS Enfermagem, Colégio JK, Marista, Alub, na
  • 15. QSA 25 em Taguatinga Sul. Estar próxima desses locais facilita sua relação com o consumidor, assim como a prospecção dos mesmos. Promoção​: A empresa possui perfis em redes sociais (Facebook e Twitter), mas ambas estão desatualizadas e seus designs deixam a desejar. A sua conta no Facebook, não atualizada a cerca de 4 meses e a conta do twitter a mais de 5 meses. Além das redes sociais eles possuem um site, com bastante informação e de fácil manuseio, porém de layout e design desagradáveis, e também há muito tempo sem ser atualizado. A Ouro Brasil turismo e expedições é uma forte concorrente, pois fica localizada na mesma "cidade" porém em um local estratégico, que é próximo as instituições de ensino. Porém, o seus clientes principais são escolas de ensino fundamental e médio. https://www.facebook.com/ourobrasil https://twitter.com/OuroBrasil http://www.ourobrasilturismo.com.br/site/ MS tour A MS tour (ou MS turismo) possui 36 anos, e sua principal especialidade são viagens internacionais, de lazer, sendo o principal local, a Disney. O seu público principal são crianças e adolescentes. Com isso eles também trabalham com o turismo educacional, levando as escolas a cidades históricas de Goiás, São Paulo e Minas Gerais. Trabalham também com viagens de lazer para vários locais do Brasil e do mundo. Produto​: A MS oferece serviço de viagem completa, que contam com Transporte (aéreo e terrestre), Hospedagem, Ingressos para os locais a serem visitados, acompanhamento de guias, Seguro de viagem, acompanhamento de médicos, entre outros. Há pacotes de viagens internacionais para toda América do Sul, Estados Unidos, Canadá, México, Caribe, Tahiti, Europa, África do Sul, Oriente Médio, Ásia, entre outros. Preço​: O preço vai varia de acordo com o local, pacote e dias escolhido pelo cliente. Uma viagem internacional pode chegar a custar até R$ 22,000.00 (devido ao local e dias) e uma viagem nacional até R$ 5,000.00 (devido ao local e dias). Há todo o tipo de valor, dos mais baratos até os mais caros. Praça​: A MS fica localizada em um local privilegiado, bem próximo ao centro de Brasília, setor comercial e o setor bancário sul, em uma das vias mais movimentadas de Brasília. Fica no EQS 102/103. Além de ser possível fazer reservas através do próprio site da empresa. Promoção​: Possui um blog que é bastante atualizado. Esse blog traz vídeos das viagens que eles realizam. Em cada vídeo são filmados grupos que eles
  • 16. dividem durante a viagem, esses grupos são selecionados antes da viagem para facilitar o controle durante a viagem e todos os dias eles divulgam o roteiro do dia, de cada grupo na página do facebook. A página no facebook é sempre atualizada (muito, devido eles divulgarem, a programação do dia dos grupos) e eles têm 2.552 fãs. O twitter é pouco atualizado, é mais usado para anunciar as próximas viagens. Eles já fizeram algumas propagandas para televisão, mas a cerca de dois anos. A MS tour é um grande concorrente, devido a ser conhecido, e também estar em um local estratégico. Porém, seus consumidores são na maioria crianças e adolescentes dos ensinos fundamental e médio, e geralmente com um bom poder aquisitivo. https://twitter.com/ms_turismo https://www.facebook.com/msturismo?fref=ts http://msturismo2011.blogspot.com.br/ http://webagente.msturismo.com.br/ http://www.msturismo.com.br/index.php ANÁLISE SWOT A SWOT é uma análise mais objetiva dos ambientes internos e externos de uma empresa. A partir desses estudos é possível pontuar forças e fraquezas relacionadas ao seu ambiente interno, e assim ver como tais aspectos podem influenciar no seu desenvolvimento no mercado. Da mesma forma é possível pontuar as ameaças e oportunidades relacionadas ao ambiente externo à empresa, sendo esses aspectos incontroláveis, e a partir dessas previsões fazer com que essa se adapte da melhor forma a tais variáveis. Portanto essa análise é muito importante, pois consegue mostrar de forma sucinta do cenário interno e externo de uma empresa que poderão influenciá-la. 1- Ambiente Interno 1.1- Pontos Fortes Interação com professores, alunos e funcionários; Devido ao fato de estar dentro da UCB, a Ecos possui um relacionamento maior, e mais próximo. Trabalha com turismo corporativo; Segundo a análise de concorrentes, a Ecos é a única que trabalha especificamente com esse setor.
  • 17. Parcerias (CVC, Hot Park, Spring Break); Possuir parcerias é um grande diferencial para a marca, pelo fato de ter exclusividade para fechar pacotes, com as empresas. Planos econômicos; Como está lidando diretamente com um público, que sua maioria está entre a classe “C”, os preços são nivelados a esse grupo. Diversidade de pacotes (Exclusividade, preço); Oferecem diversos pacotes, para atender melhor a necessidade do cliente. Agência fixa na Universidade; Ter um ponto fixo no local aonde seu publico está, é ter contato direto como mesmo. 1.2- Pontos Fracos Desconhecimento dos alunos e professores; A Ecos possui muito clientes, devido sua outra loja (Guará), porém em sua unidade na UCB, ela é praticamente desconhecida dos alunos. Estrutura, PDV (local, fachada); O exterior (fachada) da loja não chama a atenção de quem passa por perto, devido ao fato de estar bagunçado, e pouco visível. Pouca frequência Online (Redes Sociais); Tem utilizado pouco o meio online (redes) que PE um grande caminho para agências de turismos, vide que seus concorrentes, investem nessa área. Pouca divulgação dentro da UCB; A Ecos pode fazer muito mais do que vem fazendo, como simplesmente aproveitar algum poucos eventos que ocorrem para anunciar seus serviços
  • 18. 2-Ambiente Externo 2.1-Oportunidades Investimento do governo em turismo; A previsão de crescimento para o país nesse setor, entre os anos de 2013 e 2014 é de ​3,5%. Eventos que ocorrerão no Brasil; O país vem recebendo, e ainda vai receber diversos eventos internacionais. Eventos internos na UCB; Programações dentro da Universidade, como, acolhida, formaturas, congressos, palestras, etc. Parceria com direções de curso; Formar parcerias com as direções dos cursos, para eventos que cada área venha querer participar. Formandos a cada semestre; Realizar viagens de formatura, ao final de cada semestre. Semana do saco cheio Semana em que os alunos estão de recesso, e procuram viagens. 2.2- Ameaças Concorrente possui parceria dentro da UCB; Possui um concorrente (Ouro Brasil) que já realizou algumas viagens com grupos da UCB. Ser confundida com um centro acadêmico; Devida a falta de conhecimento do público, às vezes é confundida com um centro acadêmico de curso. POSICIONAMENTO DE MARCA O posicionamento da marca é a definição da imagem que a empresa
  • 19. deseja ocupar na mente dos seus consumidores. PROBLEMAS DE COMUNICAÇÃO ● Baixo investimento em comunicação, o que faz com que a empresa não tenha visibilidade dentro da UCB. ● Pouca participação nos eventos dentro da UCB. Objetivo da Comunicação ● Informar o público alvo sobre a existência e os benefícios da empresa ● Participar dos eventos internos da UCB ● Criar interação entre o publico alvo e a marca PLANO DE CAMPANHA Após todos os estudos do ambiente interno e externo, análise de publico alvo e concorrentes, e também a definição dos objetivos e metas de comunicação será feito então o plano de campanha da empresa. Nele serão definidos o posicionamento, o tema, as estratégias e tipos de campanha, e o plano de ação, sendo todos esses processos responsáveis por guiar a etapa de criação. OBJETIVO DA CAMPANHA O propósito da campanha será aumentar a visibilidade da ECOS Turismo e Desenvolvimento dentro da Universidade Católica de Brasília. Portanto, por não ser um objetivo imediato foi-se então traçada uma estratégia de seis meses a começar a partir da assinatura do contrato, onde cada mês aborda uma parte específica do trabalho da comunicação mas sempre havendo uma ligação entre toda a comunicação. PÚBLICO ALVO DA CAMPANHA De acordo com todas as análises feitas anteriormente e visto que o de acordo com os dados fornecidos pela UBEC, sobre os alunos da Universidade ficou definido que a campanha irá abordar os jovens de 18 à 28 anos de visto que é a maior parte do público dentro da UCB. POSICIONAMENTO DA CAMPANHA O Posicionamento da campanha e definido através do que o cliente preciso para alcançar seu objetivo através de ações de comunicação. O posicionamento foi baseado naquilo que a empresa tem de mais forte que
  • 20. acaba sendo seu grande diferencial que é a proximidade com seus clientes, e o fato de está ligado à comunidade que é a Universidade. TEMA DA CAMPANHA O tema é a ideia central que irá guiar o processo de criação e execução da campanha sem limitá-lo, além de ser usado para manter uma identidade entre as campanhas. A proposta definida foi: “A ECOS Turismo sabe que proximidade proporciona confiança” Esse tema foi estabelecido de tal forma visto que a partir de todas as análises feitas foi possível perceber que por fazer parte da Universidade a ECOS faz parte de uma comunidade, e dentro deste local ela passa a ser vista como se fosse um “Vizinho”. ESTRATÉGIA DA CAMPANHA A estratégia foi definida devido ao fato da ECOS Turismo e Desenvolvimento ainda não ter uma grande visibilidade ainda pela campus, e com a mesma procuramos destacar na mente do consumidor a marca como algo presente no seu convívio, sendo associada com um conceito. Para guiar a campanha foi feita a seguinte pergunta: Quem é a ECOS dentro desta comunidade? R: É a vizinho que você não conhece ainda, mas sabe que ele está ali. PLANO DE AÇÃO No plano de ação são delimitadas as ações que serão feitas a fim de atingir os objetivos de comunicação. O plano de ação foi dividido em seis partes consecutivas da campanha, sendo que no começamos a produzir em agosto a primeira campanha será veiculada em Setembro até Novembro e voltando em Fevereiro até Março. PRIMEIRA ETAPA (Setembro) BOM DIA / BOA NOITE Sendo a ECOS personificada como um “vizinho” o primeiro passo e através de ações de boa vizinhança mostrar que ela está ali. Objetivo: ​Mostrar a comunidade que ela tem um vizinho que está que
  • 21. está disposto a ajudar quando você precisa, e aumentar a interação entre os estudantes e a marca. Ação de guerrilha Será montado um púlpito com a identidade visual da empresa que transitará entre os blocos da UCB, essa proposta fará com que a marca possa dar à possibilidade dos alunos se expressarem com um grito de bom dia / boa noite, além disso, no púlpito terá pequenas tarefas a serem realizadas por alguns dos estudantes promovendo a boa vizinhança ao mesmo tempo os alunos serão filmados, e suas gravações servirão para a produção de um vídeo que será lançado no Spotted UCB uma FanPage com cerca de 3100 universitário da Católica, além de gerar conteúdo para sua página do facebook. Justificativa: ​Trazer a interação entre o público e a marca, com isso será gerado conteúdo para ser postados nas redes sociais como Facebook com maior movimento da UCB como o exemplo abaixo. SEGUNDA ETAPA (Outubro) VENHA TOMAR UM CAFÉ Objetivo: ​Fazer um reforço de marca nos blocos da UCB Ação de guerrilha A ação consiste em montar um PDV da Ecos Turismo nos espaços comunitários dentro da UCB onde no mesmo ao entrar no os alunos receberão
  • 22. um copo com a marca da agência, e com esse copo os alunos poderão tomar um Café da manhã fornecido pela Ecos, no espaço terá banner da empresa. Justificativa: ​Essa ação procura fazer com que a marca posso esta visível para os alunos de uma forma menos agressiva, fazendo com isso que a marca seja lembrada por fornecer momentos especiais assim como e vista uma viagem. TERCEIRA ETAPA (Novembro) DIVULGAÇÃO DE PACOTES Ação de guerrilha A ação consiste na criação do espaço Ecos, onde será montado um cenário de praia com uma barraquinha de água de coco personalizada, terão espreguiçadeiras guarda sol e um carrinho de picolé, todos devidamente identificados com a marca da agência de viagens. Justificativa: ​Quebrar com o cotidiano dos alunos e funcionários da UCB, assim como as férias fazem e a Ecos como uma agência de viagem pode trazer essa sensação. QUARTA ETAPA (Fevereiro) BOAS VINDAS Objetivo: Mostrar desde o início do curso que a Ecos Turismo é uma agência de turismo dentro da UCB. Ação de guerrilha: Será montado um estúdio fotográfico no bloco central na da acolhida dos novos universitários, nesse espaço serão tiradas fotos dos alunos com as devidas placas dos seus cursos, e no mesmo momento serão entregues as fotos aos alunos em um porta retrato personalizado da Ecos, onde no mesmo levará informações sobre a agência. Justificativa: ​No início de cada semestre os novos alunos se reúnem no auditório do bloco central, e como de costume o que todos os alunos querem e mostrar que acabaram de ingressar na faculdade então será montado um estúdio fotográfico com as placas de cada curso, a foto além de digital teria uma versão impressa na hora que seria entregue em um porta retrato da Ecos, no mesmo teriam panfletos informativos sobre a agência.