SlideShare uma empresa Scribd logo
1
INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ (IFCE) – CAMPUS IGUATU
CURSO: LICENCIATURA EM QUÍMICA
DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO II
PROFESSORA: CÉLIA MARIA FREITAS GUEDES AMORIM
ESTÁGIO SUPERVISIONADO II - RELATÓRIO DO
DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE EXTENSÃO - ENSINO
FUNDAMENTAL.
FRANCISCO KARISSON CHAGAS LIMA
WELLIDA MIRLA DE SOUZA
ADALCIELY ARAUJO TAVARES
GESSICA LEONARDA FIDELIS DO NASCIMENTO
IGUATU / CE - JANEIRO 2016
2
ESTÁGIO SUPERVISIONADO II - NÍVEL FUNDAMENTAL
Relatório de Estágio Supervisionado II – relato do
desenvolvimento do projeto de extensão - ensino
fundamental.
IGUATU / CE – JANEIRO 2016
3
SUMÁRIO
1. INTRODUÇÃO .................................................................................................................4
2. PROJETO DE EXTENSÃO.............................................................................................4
Justificativa............................................................................................................................4
Problemática..........................................................................................................................5
Objetivo..................................................................................................................................5
Desenvolvimento....................................................................................................................5
3. ATIVIDADES PRÁTICAS – SHOW DA QUÍMCA .....................................................7
4. CONCLUSÃO....................................................................................................................7
5. ANEXO I (Plano de aula) .................................................................................................9
4
1. INTRODUÇÃO
Como parte dos critérios avaliativos do estágio supervisionado II os alunos tiveram
que desenvolver um projeto de extensão na área de reforço escolar que buscasse desenvolver
em alunos com deficiência de aprendizagem na disciplina de matemática as habilidades e
competências necessárias para superar essas dificuldades e ao mesmo tempo melhorar o
rendimento desses alunos nas avaliações.
Ainda com atividades relativas ao projeto de extensão, os alunos atendidos realizaram
visita a campus do IFCE Iguatu. Na oportunidade conheceram a estrutura da instituição e
especificamente a estrutura do curso de licenciatura em química. Assistiram a um conjunto de
experiências denominadas “Show da química”, aqui o intuito era despertar nos alunos o
interesse pelo curso.
O projeto de extensão também teve papel importante na construção da experiência
docente proposta no estágio, uma vez que os graduandos tiveram que elaborar e executar as
atividades desenvolvidas, e para isso fazendo usando de ferramentas didáticas e pedagógicas
necessárias para o sucesso do projeto.
2. PROJETO DE EXTENSÃO
Reforço escolar para alunos do 9° ano na área de matemática, visando rendimento
satisfatório nas avaliações externas.
Justificativa
O projeto de reforço escolar que será executado em algumas escola da rede municipal
de ensino de Iguatu-Ce, primeiramente tem o intuito de trabalhar com alunos com
dificuldades na área das exatas, desenvolvendo um trabalho de reforço diversificado e no
contra turno de suas aulas, em seguida desenvolver nesses educandos habilidades e
competências para conseguirem êxitos nas avaliações de rendimento escolar.
Nesse projeto o argumento central é promover através dos conteúdos que os
educandos têm déficit, uma aprendizagem que supere essa defasagem. Para tanto, os
estagiários do curso de licenciatura em química do IFCE campus Iguatu, aplicaram aulas de
reforço, abordando esses conteúdos de forma diferente da sala de aula, mostrando aos alunos
que eles são capazes de superar essas dificuldades.
5
O conteúdo trabalhado será baseado nos descritores da avaliação externa SPAECE,
que são as mesmas competências que a disciplina busca desenvolver no dia a dia em sala com
os alunos. O projeto terá a supervisão dos responsáveis pela área das exatas junto a secretaria
municipal de educação e também a professora titular do estágio supervisionado Celia Freitas.
Problemática
A deficiência de aprendizagem dos alunos do 9° ano na disciplina de matemática.
Objetivo
Através de aulas extra curriculares desenvolver um projeto de reforço que busca
proporcionar aos alunos com deficiência na disciplina de matemática a superação desse
problema e o desenvolvimento de habilidades nessa área.
Desenvolvimento
O projeto de extensão foi desenvolvido com alunos do 9º ano, que apresentavam
deficiência na aprendizagem de matemática das Escolas Maria Pacífico Guedes, CAIC, e
Adahil Barreto todas pertencentes a rede municipal de ensino. O desenvolvimento do projeto
foi realizado pelos alunos de 7º semestre do curso de Licenciatura em Química do IFCE
campus Iguatu e om o apoio da secretária municipal de educação.
Os conteúdos abordados no projeto foram baseados nas dificuldades dos alunos e
visando desenvolver neles habilidades para realização das avaliações externas. A aplicação
das aulas do projeto foram divididas entre os estagiários da turma em 5 encontros. O primeiro
contato dos alunos com o projeto foi no dia 10 de novembro de 2015 com a abertura do
projeto, na oportunidade aconteceu a fala de autoridades das instituições envolvidas. (Foto 01)
Figura 01- Abertura do projeto de extensão. Fonte: o autor(2015)
6
O nosso grupo ficou responsável pelas atividades do terceiro encontro, no qual foi
realizado a abordagem dos conteúdos envolvendo operações com frações e porcentagem, o
plano de aula utilizado está descrito no anexo I. O conteúdo foi abordado e os alunos no
decorrer da aula interagiam e esclareciam as dúvidas. Na foto 02 os alunos que compareceram
ao encontro.
Figura 02- Alunos presentes no 3º encontro. Fonte: o autor(2015)
A avaliação dos conteúdos foi feita através da resolução de questões problemas e da
aplicação de um jogo pedagógico(Foto 03), a sala foi separa em grupos e nesse momento foi
possível perceber o envolvimento dos alunos e empenho em aplicar os conteúdos estudados
para concluir o desafio.
Figura 03- Alunos presentes no 3º encontro. Fonte: o autor(2015)
7
3. ATIVIDADES PRÁTICAS – SHOW DA QUÍMCA
O Show da química foi denominado por um conjunto de experiências realizadas pelos
estagiários do curso de Licenciatura em Química do Instituto Federal, Campus Iguatu, com o
objetivo de despertar a curiosidade e o interesse pelo curso.
O nosso grupo apresentou a experiência do dindim sobre Propriedade Coligativas e da
vela de laranja abordando a Crioscópia. As mesmas foram apresentadas aos alunos do 9º ano
das Escolas Maria Pacífico Guedes, CAIC, e Adahil Barreto, e para os diretores das mesmas.
Depois do show da química aconteceu a entrega dos certificados dos alunos e o
encerramento do projeto de Extensão. Com a participação da coordenadora do Curso de
Licenciatura em Química, os diretores das escolas participantes, os representantes dos alunos
e dos estagiários, a professora de estágio e o Prefeito Municipal de Iguatu.
Figura 04- Show da Química.Fonte: o autor(2015)
4. CONCLUSÃO
O Projeto nos deu a oportunidade de estar frente à sala de aula e percebemos a
dificuldade que os alunos do 9º têm com Matemática.
O processo de ensino e aprendizagem em nenhuma circunstância é perfeito, mas é
possível haver um maior ou menor engajamento dos professores e alunos nesse processo. Esse
engajamento é o fator-chave que propicia a aprendizagem nos alunos. Para que esta aconteça,
é preciso que o professor tenha vontade de ensinar, pois, do contrário, não haveria quem
motivasse os alunos a gostarem de aprender e busca novos conhecimentos para sua formação
8
como cidadão. Por isso é necessário que o Professor traga aulas dinamizadas e que chame a
atenção dos alunos. Foi desta forma que este grupo trabalho obtendo resultados positivos e
instigando a curiosidade dos alunos com o conteúdo trabalhado.
As atividades trouxeram-nos a experiência de vivencia em sala de aula, ajudando-nos a
perceber as reais dificuldades e satisfações de ser professor. No decorrer do Projeto
observamos a importância de um profissional bem preparado para receber uma clientela com
dificuldades diversificadas, no entanto, percebemos que a educação do nosso país necessita de
mudanças, pois com o grande avanço tecnológico e a influência dos meios de comunicação a
forma de educar se torna cada vez mais complicada.
Através deste Projeto percebemos que educar não é fácil e a teoria é totalmente diferente
da prática, pois nem tudo ocorre como o planejado. Somos professores, e mesmo assim somos
conscientes que temos muito que aprender. A busca por novos conhecimentos nunca é demais
e no mundo que está se modernizando a cada dia, se não estivermos preparados, como
poderemos ministrar um ensino de qualidade? Somos aprendizes e, buscamos cada vez mais
adquirir conhecimentos que possam ser repassados adiante para que um dia possamos ser
lembrados não como meros transmissores de conhecimentos e sim “educadores”.
9
5. ANEXO I (Plano de aula)
OBJETIVOS CONTEÚDOS ESTRATEGIAS OU
PROCEDIMENTOS
RECURSOS AVALIAÇÃO
-Desenvolver no aluno a
habilidade de resolver
problema que envolvam
cálculo de porcentagem.
- Estimular no aluno o
desenvolvimento da
competência de resolução
de problemas utilizando a
adição ou subtração com
números na forma
fracionaria
- Calculo de porcentagem;
- Calculo de regra de três.
- Calculo de adição e
subtração na forma
fracionaria.
- Resolver com os alunos
questões de porcentagem,
regra de três e operações
com números fracionários,
- Reproduzir material
multimídia com conteúdos
relacionados a aula.
-Aplicar jogos e atividades
diferenciadas.
- Jogos educativos.
-Data show
-Computador
-Através de aplicação de
questões relacionadas aos
assuntos abordados na
aula, em seguida correção
junto com os alunos.
CURSO: Licenciatura em Química
DATA:17 de Novembro de 2015
ASSUNTO: Adição e subtração de números fracionais e resolução de
situação-problema envolvendo porcentagem.
ABORDAGEM:Francisco Karisson Chagas Lima, Wellida Mirla de Souza,
Adalciely Araujo Tavares e Gessica Leonarda Fidelis do Nascimento

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2
Superestagio
 
Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011
Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011
Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011
Gabriela Rocha
 
Pasta de estágio educação infantil
Pasta de estágio educação infantilPasta de estágio educação infantil
Pasta de estágio educação infantil
Luccia Roccha
 
Relato memorial sobre a minha educação
Relato memorial sobre a minha educaçãoRelato memorial sobre a minha educação
Relato memorial sobre a minha educação
Célia Tavares
 
Relatorio de estágio do ensino médio
Relatorio de estágio do ensino médio Relatorio de estágio do ensino médio
Relatorio de estágio do ensino médio
Giselle Coutinho
 
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIPPLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
www.estagiosupervisionadofip.blogspot.com
 
Projeto estágio séries iniciais set-2014
Projeto estágio séries iniciais  set-2014Projeto estágio séries iniciais  set-2014
Projeto estágio séries iniciais set-2014
Solange Coutinho
 
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries IniciaisRelatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
pedagogianh
 
Relatorio de estagio supervisionado administrativo
Relatorio de estagio supervisionado administrativoRelatorio de estagio supervisionado administrativo
Relatorio de estagio supervisionado administrativo
Alessandra Alves
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERA
RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERARELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERA
RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERA
UFMA e UEMA
 
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos HumanosRelatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
AlessandraLoureiro
 
Estudo de caso
Estudo de casoEstudo de caso
Estudo de caso
Danielle Lobato
 
Estagio de observação
Estagio de observaçãoEstagio de observação
Estagio de observação
Bárbara Marcelly
 
Resumo de Estágio
Resumo de EstágioResumo de Estágio
Resumo de Estágio
evertonangeloandreassa
 
Relatorio final estágio_não escolar e gestão
Relatorio final estágio_não escolar e gestãoRelatorio final estágio_não escolar e gestão
Relatorio final estágio_não escolar e gestão
mkbariotto
 
Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...
Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...
Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...
LOCIMAR MASSALAI
 
Estágio em Educação Infantil
Estágio em Educação InfantilEstágio em Educação Infantil
Estágio em Educação Infantil
Rosinara Azeredo
 
Projeto reforço escolar - Aulas Diferenciadas
Projeto reforço escolar - Aulas DiferenciadasProjeto reforço escolar - Aulas Diferenciadas
Projeto reforço escolar - Aulas Diferenciadas
marquinhos1511
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
Arte Tecnologia
 
3 - Relatório Final - projeto extensão - Karina Sakamoto
3 - Relatório Final - projeto extensão - Karina Sakamoto3 - Relatório Final - projeto extensão - Karina Sakamoto
3 - Relatório Final - projeto extensão - Karina Sakamoto
KarinaSakamoto1
 

Mais procurados (20)

Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2
 
Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011
Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011
Relatório de estágio supervisionado técnico em administração 2011
 
Pasta de estágio educação infantil
Pasta de estágio educação infantilPasta de estágio educação infantil
Pasta de estágio educação infantil
 
Relato memorial sobre a minha educação
Relato memorial sobre a minha educaçãoRelato memorial sobre a minha educação
Relato memorial sobre a minha educação
 
Relatorio de estágio do ensino médio
Relatorio de estágio do ensino médio Relatorio de estágio do ensino médio
Relatorio de estágio do ensino médio
 
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIPPLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
 
Projeto estágio séries iniciais set-2014
Projeto estágio séries iniciais  set-2014Projeto estágio séries iniciais  set-2014
Projeto estágio séries iniciais set-2014
 
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries IniciaisRelatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
 
Relatorio de estagio supervisionado administrativo
Relatorio de estagio supervisionado administrativoRelatorio de estagio supervisionado administrativo
Relatorio de estagio supervisionado administrativo
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERA
RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERARELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERA
RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERA
 
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos HumanosRelatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
 
Estudo de caso
Estudo de casoEstudo de caso
Estudo de caso
 
Estagio de observação
Estagio de observaçãoEstagio de observação
Estagio de observação
 
Resumo de Estágio
Resumo de EstágioResumo de Estágio
Resumo de Estágio
 
Relatorio final estágio_não escolar e gestão
Relatorio final estágio_não escolar e gestãoRelatorio final estágio_não escolar e gestão
Relatorio final estágio_não escolar e gestão
 
Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...
Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...
Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...
 
Estágio em Educação Infantil
Estágio em Educação InfantilEstágio em Educação Infantil
Estágio em Educação Infantil
 
Projeto reforço escolar - Aulas Diferenciadas
Projeto reforço escolar - Aulas DiferenciadasProjeto reforço escolar - Aulas Diferenciadas
Projeto reforço escolar - Aulas Diferenciadas
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
 
3 - Relatório Final - projeto extensão - Karina Sakamoto
3 - Relatório Final - projeto extensão - Karina Sakamoto3 - Relatório Final - projeto extensão - Karina Sakamoto
3 - Relatório Final - projeto extensão - Karina Sakamoto
 

Semelhante a Relatório projeto de extenção estágio

A sala deaulaemfocomoduloi
A sala deaulaemfocomoduloiA sala deaulaemfocomoduloi
A sala deaulaemfocomoduloi
daliarafaela
 
Sala aula foco
Sala aula focoSala aula foco
Sala aula foco
Escola do Amanhã
 
Desemparedando a Educação Infantil: um processo formativo no estágio curricular
Desemparedando a Educação Infantil: um processo formativo no estágio curricular Desemparedando a Educação Infantil: um processo formativo no estágio curricular
Desemparedando a Educação Infantil: um processo formativo no estágio curricular
revistas - UEPG
 
Projeto Matemática Fácil
Projeto Matemática FácilProjeto Matemática Fácil
Projeto Matemática Fácil
Lucas Feracini Rosa
 
letrameto digitaç.pdf
letrameto digitaç.pdfletrameto digitaç.pdf
letrameto digitaç.pdf
MARIODOSSANTOS14
 
Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03
Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03
Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03
Kelly Christine
 
Tarefa 5 Aprendizagem Significativa
Tarefa 5   Aprendizagem SignificativaTarefa 5   Aprendizagem Significativa
Tarefa 5 Aprendizagem Significativa
RFBH2910
 
Planejamento 2012
Planejamento 2012Planejamento 2012
Planejamento 2012
Pet Esef
 
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
jeffcezanne
 
2º Encontro de Professores de Matemática da SRE de Caxambu - 2013
2º Encontro de Professores de Matemática da SRE de Caxambu - 20132º Encontro de Professores de Matemática da SRE de Caxambu - 2013
2º Encontro de Professores de Matemática da SRE de Caxambu - 2013
Ruanna Guido
 
Ativ03
Ativ03Ativ03
Projeto de apoio a leitura
Projeto de apoio a leituraProjeto de apoio a leitura
Projeto de apoio a leitura
Miguel Dias
 
Relato de experiencia ana paula e janaína corrigido
Relato de experiencia ana paula e janaína corrigidoRelato de experiencia ana paula e janaína corrigido
Relato de experiencia ana paula e janaína corrigido
Ana Paula Brizola
 
Apresentacao congresso
Apresentacao congressoApresentacao congresso
Apresentacao congresso
Adilene Hensel Matias
 
Apresentacao congresso
Apresentacao congressoApresentacao congresso
Apresentacao congresso
Adilene Hensel Matias
 
Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012
Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012
Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012
Victor Hugo Azevedo Carneiro
 
Projeto para Formação continuada na escola 2016
Projeto para Formação continuada na escola 2016 Projeto para Formação continuada na escola 2016
Projeto para Formação continuada na escola 2016
Maria Cecilia Silva
 
Cartilha Ged
Cartilha GedCartilha Ged
Cartilha Ged
Terc Cre
 
Anexo 035 relatório história
Anexo 035    relatório históriaAnexo 035    relatório história
Anexo 035 relatório história
Regina Helena Souza Ferreira
 
Pub 1291082475
Pub 1291082475Pub 1291082475
Pub 1291082475
José Roberto Saldanha
 

Semelhante a Relatório projeto de extenção estágio (20)

A sala deaulaemfocomoduloi
A sala deaulaemfocomoduloiA sala deaulaemfocomoduloi
A sala deaulaemfocomoduloi
 
Sala aula foco
Sala aula focoSala aula foco
Sala aula foco
 
Desemparedando a Educação Infantil: um processo formativo no estágio curricular
Desemparedando a Educação Infantil: um processo formativo no estágio curricular Desemparedando a Educação Infantil: um processo formativo no estágio curricular
Desemparedando a Educação Infantil: um processo formativo no estágio curricular
 
Projeto Matemática Fácil
Projeto Matemática FácilProjeto Matemática Fácil
Projeto Matemática Fácil
 
letrameto digitaç.pdf
letrameto digitaç.pdfletrameto digitaç.pdf
letrameto digitaç.pdf
 
Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03
Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03
Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03
 
Tarefa 5 Aprendizagem Significativa
Tarefa 5   Aprendizagem SignificativaTarefa 5   Aprendizagem Significativa
Tarefa 5 Aprendizagem Significativa
 
Planejamento 2012
Planejamento 2012Planejamento 2012
Planejamento 2012
 
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
 
2º Encontro de Professores de Matemática da SRE de Caxambu - 2013
2º Encontro de Professores de Matemática da SRE de Caxambu - 20132º Encontro de Professores de Matemática da SRE de Caxambu - 2013
2º Encontro de Professores de Matemática da SRE de Caxambu - 2013
 
Ativ03
Ativ03Ativ03
Ativ03
 
Projeto de apoio a leitura
Projeto de apoio a leituraProjeto de apoio a leitura
Projeto de apoio a leitura
 
Relato de experiencia ana paula e janaína corrigido
Relato de experiencia ana paula e janaína corrigidoRelato de experiencia ana paula e janaína corrigido
Relato de experiencia ana paula e janaína corrigido
 
Apresentacao congresso
Apresentacao congressoApresentacao congresso
Apresentacao congresso
 
Apresentacao congresso
Apresentacao congressoApresentacao congresso
Apresentacao congresso
 
Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012
Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012
Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012
 
Projeto para Formação continuada na escola 2016
Projeto para Formação continuada na escola 2016 Projeto para Formação continuada na escola 2016
Projeto para Formação continuada na escola 2016
 
Cartilha Ged
Cartilha GedCartilha Ged
Cartilha Ged
 
Anexo 035 relatório história
Anexo 035    relatório históriaAnexo 035    relatório história
Anexo 035 relatório história
 
Pub 1291082475
Pub 1291082475Pub 1291082475
Pub 1291082475
 

Último

EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...
EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...
EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...
jenneferbarbosa21
 
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
jenneferbarbosa21
 
MÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptx
MÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptxMÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptx
MÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptx
MnicaPereira739219
 
10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - ONDAS ELETROMAGNÉTICAS - APLICAÇÕES TECNOLÓGICAS.pdf
10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - ONDAS ELETROMAGNÉTICAS - APLICAÇÕES TECNOLÓGICAS.pdf10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - ONDAS ELETROMAGNÉTICAS - APLICAÇÕES TECNOLÓGICAS.pdf
10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - ONDAS ELETROMAGNÉTICAS - APLICAÇÕES TECNOLÓGICAS.pdf
FlorAzaleia1
 
anatomia e fisiologia de peixes CRMVCP.
anatomia e fisiologia de peixes  CRMVCP.anatomia e fisiologia de peixes  CRMVCP.
anatomia e fisiologia de peixes CRMVCP.
FERNANDACAROLINEPONT
 
2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf
2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf
2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf
FlorAzaleia1
 
Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...
Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...
Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...
jenneferbarbosa21
 
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.pptAula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
cleidianevieira7
 

Último (8)

EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...
EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...
EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...
 
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
 
MÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptx
MÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptxMÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptx
MÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptx
 
10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - ONDAS ELETROMAGNÉTICAS - APLICAÇÕES TECNOLÓGICAS.pdf
10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - ONDAS ELETROMAGNÉTICAS - APLICAÇÕES TECNOLÓGICAS.pdf10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - ONDAS ELETROMAGNÉTICAS - APLICAÇÕES TECNOLÓGICAS.pdf
10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - ONDAS ELETROMAGNÉTICAS - APLICAÇÕES TECNOLÓGICAS.pdf
 
anatomia e fisiologia de peixes CRMVCP.
anatomia e fisiologia de peixes  CRMVCP.anatomia e fisiologia de peixes  CRMVCP.
anatomia e fisiologia de peixes CRMVCP.
 
2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf
2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf
2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf
 
Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...
Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...
Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...
 
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.pptAula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
 

Relatório projeto de extenção estágio

  • 1. 1 INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ (IFCE) – CAMPUS IGUATU CURSO: LICENCIATURA EM QUÍMICA DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO II PROFESSORA: CÉLIA MARIA FREITAS GUEDES AMORIM ESTÁGIO SUPERVISIONADO II - RELATÓRIO DO DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE EXTENSÃO - ENSINO FUNDAMENTAL. FRANCISCO KARISSON CHAGAS LIMA WELLIDA MIRLA DE SOUZA ADALCIELY ARAUJO TAVARES GESSICA LEONARDA FIDELIS DO NASCIMENTO IGUATU / CE - JANEIRO 2016
  • 2. 2 ESTÁGIO SUPERVISIONADO II - NÍVEL FUNDAMENTAL Relatório de Estágio Supervisionado II – relato do desenvolvimento do projeto de extensão - ensino fundamental. IGUATU / CE – JANEIRO 2016
  • 3. 3 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO .................................................................................................................4 2. PROJETO DE EXTENSÃO.............................................................................................4 Justificativa............................................................................................................................4 Problemática..........................................................................................................................5 Objetivo..................................................................................................................................5 Desenvolvimento....................................................................................................................5 3. ATIVIDADES PRÁTICAS – SHOW DA QUÍMCA .....................................................7 4. CONCLUSÃO....................................................................................................................7 5. ANEXO I (Plano de aula) .................................................................................................9
  • 4. 4 1. INTRODUÇÃO Como parte dos critérios avaliativos do estágio supervisionado II os alunos tiveram que desenvolver um projeto de extensão na área de reforço escolar que buscasse desenvolver em alunos com deficiência de aprendizagem na disciplina de matemática as habilidades e competências necessárias para superar essas dificuldades e ao mesmo tempo melhorar o rendimento desses alunos nas avaliações. Ainda com atividades relativas ao projeto de extensão, os alunos atendidos realizaram visita a campus do IFCE Iguatu. Na oportunidade conheceram a estrutura da instituição e especificamente a estrutura do curso de licenciatura em química. Assistiram a um conjunto de experiências denominadas “Show da química”, aqui o intuito era despertar nos alunos o interesse pelo curso. O projeto de extensão também teve papel importante na construção da experiência docente proposta no estágio, uma vez que os graduandos tiveram que elaborar e executar as atividades desenvolvidas, e para isso fazendo usando de ferramentas didáticas e pedagógicas necessárias para o sucesso do projeto. 2. PROJETO DE EXTENSÃO Reforço escolar para alunos do 9° ano na área de matemática, visando rendimento satisfatório nas avaliações externas. Justificativa O projeto de reforço escolar que será executado em algumas escola da rede municipal de ensino de Iguatu-Ce, primeiramente tem o intuito de trabalhar com alunos com dificuldades na área das exatas, desenvolvendo um trabalho de reforço diversificado e no contra turno de suas aulas, em seguida desenvolver nesses educandos habilidades e competências para conseguirem êxitos nas avaliações de rendimento escolar. Nesse projeto o argumento central é promover através dos conteúdos que os educandos têm déficit, uma aprendizagem que supere essa defasagem. Para tanto, os estagiários do curso de licenciatura em química do IFCE campus Iguatu, aplicaram aulas de reforço, abordando esses conteúdos de forma diferente da sala de aula, mostrando aos alunos que eles são capazes de superar essas dificuldades.
  • 5. 5 O conteúdo trabalhado será baseado nos descritores da avaliação externa SPAECE, que são as mesmas competências que a disciplina busca desenvolver no dia a dia em sala com os alunos. O projeto terá a supervisão dos responsáveis pela área das exatas junto a secretaria municipal de educação e também a professora titular do estágio supervisionado Celia Freitas. Problemática A deficiência de aprendizagem dos alunos do 9° ano na disciplina de matemática. Objetivo Através de aulas extra curriculares desenvolver um projeto de reforço que busca proporcionar aos alunos com deficiência na disciplina de matemática a superação desse problema e o desenvolvimento de habilidades nessa área. Desenvolvimento O projeto de extensão foi desenvolvido com alunos do 9º ano, que apresentavam deficiência na aprendizagem de matemática das Escolas Maria Pacífico Guedes, CAIC, e Adahil Barreto todas pertencentes a rede municipal de ensino. O desenvolvimento do projeto foi realizado pelos alunos de 7º semestre do curso de Licenciatura em Química do IFCE campus Iguatu e om o apoio da secretária municipal de educação. Os conteúdos abordados no projeto foram baseados nas dificuldades dos alunos e visando desenvolver neles habilidades para realização das avaliações externas. A aplicação das aulas do projeto foram divididas entre os estagiários da turma em 5 encontros. O primeiro contato dos alunos com o projeto foi no dia 10 de novembro de 2015 com a abertura do projeto, na oportunidade aconteceu a fala de autoridades das instituições envolvidas. (Foto 01) Figura 01- Abertura do projeto de extensão. Fonte: o autor(2015)
  • 6. 6 O nosso grupo ficou responsável pelas atividades do terceiro encontro, no qual foi realizado a abordagem dos conteúdos envolvendo operações com frações e porcentagem, o plano de aula utilizado está descrito no anexo I. O conteúdo foi abordado e os alunos no decorrer da aula interagiam e esclareciam as dúvidas. Na foto 02 os alunos que compareceram ao encontro. Figura 02- Alunos presentes no 3º encontro. Fonte: o autor(2015) A avaliação dos conteúdos foi feita através da resolução de questões problemas e da aplicação de um jogo pedagógico(Foto 03), a sala foi separa em grupos e nesse momento foi possível perceber o envolvimento dos alunos e empenho em aplicar os conteúdos estudados para concluir o desafio. Figura 03- Alunos presentes no 3º encontro. Fonte: o autor(2015)
  • 7. 7 3. ATIVIDADES PRÁTICAS – SHOW DA QUÍMCA O Show da química foi denominado por um conjunto de experiências realizadas pelos estagiários do curso de Licenciatura em Química do Instituto Federal, Campus Iguatu, com o objetivo de despertar a curiosidade e o interesse pelo curso. O nosso grupo apresentou a experiência do dindim sobre Propriedade Coligativas e da vela de laranja abordando a Crioscópia. As mesmas foram apresentadas aos alunos do 9º ano das Escolas Maria Pacífico Guedes, CAIC, e Adahil Barreto, e para os diretores das mesmas. Depois do show da química aconteceu a entrega dos certificados dos alunos e o encerramento do projeto de Extensão. Com a participação da coordenadora do Curso de Licenciatura em Química, os diretores das escolas participantes, os representantes dos alunos e dos estagiários, a professora de estágio e o Prefeito Municipal de Iguatu. Figura 04- Show da Química.Fonte: o autor(2015) 4. CONCLUSÃO O Projeto nos deu a oportunidade de estar frente à sala de aula e percebemos a dificuldade que os alunos do 9º têm com Matemática. O processo de ensino e aprendizagem em nenhuma circunstância é perfeito, mas é possível haver um maior ou menor engajamento dos professores e alunos nesse processo. Esse engajamento é o fator-chave que propicia a aprendizagem nos alunos. Para que esta aconteça, é preciso que o professor tenha vontade de ensinar, pois, do contrário, não haveria quem motivasse os alunos a gostarem de aprender e busca novos conhecimentos para sua formação
  • 8. 8 como cidadão. Por isso é necessário que o Professor traga aulas dinamizadas e que chame a atenção dos alunos. Foi desta forma que este grupo trabalho obtendo resultados positivos e instigando a curiosidade dos alunos com o conteúdo trabalhado. As atividades trouxeram-nos a experiência de vivencia em sala de aula, ajudando-nos a perceber as reais dificuldades e satisfações de ser professor. No decorrer do Projeto observamos a importância de um profissional bem preparado para receber uma clientela com dificuldades diversificadas, no entanto, percebemos que a educação do nosso país necessita de mudanças, pois com o grande avanço tecnológico e a influência dos meios de comunicação a forma de educar se torna cada vez mais complicada. Através deste Projeto percebemos que educar não é fácil e a teoria é totalmente diferente da prática, pois nem tudo ocorre como o planejado. Somos professores, e mesmo assim somos conscientes que temos muito que aprender. A busca por novos conhecimentos nunca é demais e no mundo que está se modernizando a cada dia, se não estivermos preparados, como poderemos ministrar um ensino de qualidade? Somos aprendizes e, buscamos cada vez mais adquirir conhecimentos que possam ser repassados adiante para que um dia possamos ser lembrados não como meros transmissores de conhecimentos e sim “educadores”.
  • 9. 9 5. ANEXO I (Plano de aula) OBJETIVOS CONTEÚDOS ESTRATEGIAS OU PROCEDIMENTOS RECURSOS AVALIAÇÃO -Desenvolver no aluno a habilidade de resolver problema que envolvam cálculo de porcentagem. - Estimular no aluno o desenvolvimento da competência de resolução de problemas utilizando a adição ou subtração com números na forma fracionaria - Calculo de porcentagem; - Calculo de regra de três. - Calculo de adição e subtração na forma fracionaria. - Resolver com os alunos questões de porcentagem, regra de três e operações com números fracionários, - Reproduzir material multimídia com conteúdos relacionados a aula. -Aplicar jogos e atividades diferenciadas. - Jogos educativos. -Data show -Computador -Através de aplicação de questões relacionadas aos assuntos abordados na aula, em seguida correção junto com os alunos. CURSO: Licenciatura em Química DATA:17 de Novembro de 2015 ASSUNTO: Adição e subtração de números fracionais e resolução de situação-problema envolvendo porcentagem. ABORDAGEM:Francisco Karisson Chagas Lima, Wellida Mirla de Souza, Adalciely Araujo Tavares e Gessica Leonarda Fidelis do Nascimento