SlideShare uma empresa Scribd logo
Pedi e Obtereis
Desejo e Intenção
2
Hora do Balanço!
Como foi 2014?
3
Quais os seus Desejos e Intenções
para 2015?
01/01/2015
Dia Internacional da Mudança
4
- Vou emagrecer...
- Vou me reconciliar
com meu irmão(ã)...
- Vou parar de fumar...
- Vou ser menos
ansioso(a)...
- Vou orar mais e melhorar a minha sintonia...
- Vou parar de beber...
- Vou entrar em um grupo de estudos do Centro
- Vou falar menos mal dos meu semelhantes...
- Vou ter uma vida mais saudável...
- Vou assistir menos televisão...
- Vou praticar mais a caridade...
- Finalmente, vou atrás do meu sonho...
5
Para quem devemos divulgar nossos
desejos e intenções?
"Deus é a inteligência suprema,
causa primária de todas as
coisas".
“Deus é eterno, infinito, imutável,
imaterial, único, todo-poderoso,
soberanamente justo e bom...”
Questão 1 e 13 de O Livro dos Espíritos
6
Deus é Potencialidade Pura!
"As leis físicas do universo, na
verdade, representam este
processo da divindade em
movimento, ou a consciência
em movimento...".
Deepak Chopra, As Sete Leis Espirituais do Sucesso
7
Deus é Potencialidade Pura!
"… Quando compreendemos essas leis
em nossas vidas, qualquer coisa que
desejamos pode ser criada, porque as
mesmas leis que a natureza utiliza para
criar uma floresta, uma galaxia, uma
estrela, um corpo humano podem realizar
os desejos mais profundos ".
Deepak Chopra, As Sete Leis Espirituais do Sucesso
8
Estamos Todos Imersos no
Amor de Deus!
9
Como entrar em contato com o
Amor de Deus?
1) Reservar um tempo do dia para ficar
em silêncio. Ficar sozinho, em meditação
e prece
2) Comungar com a natureza e observar a
inteligência que existe em todas as
coisas vivas
3) Praticar o não-julgamento para
eliminar a turbulência dos nossos
pensamentos
10
Ter a Fé necessário para transportar
as montanhas da vida!
Quando ele veio ao encontro do povo, um homem
se lhe aproximou e, lançando-se de joelhos a seus
pés, disse: Senhor, tem piedade do meu filho, que
é lunático e sofre muito, pois cai muitas vezes no
fogo e muitas vezes na água. Apresentei-o aos
teus discípulos, mas eles não o puderam curar.
Jesus respondeu. dizendo: Ó raça incrédula e
depravada! Até quando vos sofrerei? Até quando
estarei convosco? Trazei-me aqui esse menino.
O Evangelho Segundo o Espiritismo, Capitulo XIX
11
A Fé que transporta montanhas
- E tendo Jesus ameaçado o demônio, este saiu
do menino, que no mesmo instante ficou são. Os
discípulos vieram então ter com Jesus em
particular e lhe perguntaram: Por que não
pudemos nós outros expulsar esse demônio?
- Respondeu-lhes Jesus: Por causa da vossa
incredulidade. Pois em verdade vos digo, se
tivésseis a fé do tamanho de um grão de
mostarda, diríeis a esta montanha: Transporta-te
daí para ali e ela se transportaria, e nada vos
seria impossível.
S. MATEUS, cap. XVII, vs. 14 a 19
12
Fé Sincera e Fé Vacilante
A fé sincera e verdadeira é sempre calma, dá a
paciência que sabe esperar, porque, apoiando-se
na inteligência e na compreensão das coisas tem
a certeza de atingir o seu objetivo.
A fé vacilante sente sua própria fraqueza; quando
é estimulada pelo interesse, torna-se enfurecida e
acredita que aliando-se a violência, obterá o que
não tem.
O Evangelho Segundo o Espiritismo, Capitulo XIX
13
A Fé que transporta montanhas
Que tal quebrarmos a pedra para levá-la
aos poucos, todos os dias?
14
Qualidade da Prece
1. Quando orardes, não
vos assemelheis aos
hipócritas, que,
afetadamente, oram de pé
nas sinagogas e nos cantos
das ruas para serem
vistos pelos homens. -
Digo-vos, em verdade, que
eles já receberam sua
recompensa.
15
Qualidade da Prece
Não cuideis de pedir muito nas vossas
preces, como fazem os pagãos, os quais
imaginam que pela multiplicidade das
palavras é que serão atendidos. Não vos
torneis semelhantes a eles, porque vosso
Pai sabe do que é que tendes necessidade,
antes que lho peçais.
S. MATEUS, cap. VI, v., 5 a 8.
16
Qualidade da Prece
2. Quando vos aprestardes para orar, se
tiverdes qualquer coisa contra alguém,
perdoai-lhe, a fim de que vosso Pai, que
está nos céus, também vos perdoe os
vossos pecados. - Se não perdoardes,
vosso Pai, que está nos céus, também
não vos perdoará os pecados.
(S. MARCOS, cap. XI, v. 25 e 26.)
17
Qualidade da Prece - Exemplo
“Dois homens subiram ao templo para
orar; um era fariseu, publicano o outro. -O
fariseu, conservando-se de pé, orava
assim, consigo mesmo: Meu Deus, rendo-
vos graças por não ser como os outros
homens, que são ladrões, injustos e
adúlteros, nem mesmo como esse
publicano. Jejuo duas vezes na semana;
dou o dízimo de tudo o que possuo. ...”
18
Qualidade da Prece - Exemplo
“...O publicano, ao contrário, conservando-
se afastado, não ousava, sequer, erguer
os olhos ao céu; mas, batia no peito,
dizendo: Meu Deus, tem piedade de
mim, que sou um pecador.
Declaro-vos que este voltou para a sua
casa, justificado, e o outro não; porquanto,
aquele que se eleva será rebaixado e
aquele que se humilha será elevado.”
(S. LUCAS, cap. XVIII, vv. 9 a 14.)
19
Eficácia da Prece
“Seja o que for que peçais na prece,
crede que o obtereis e concedido vos
será o que pedirdes. (S. MARCOS, cap. XI, v. 24.)”
20
Eficácia da Prece
Fatalidade
Há pessoas contestam a eficácia da
prece, com fundamento no princípio de
que, conhecendo Deus as nossas
necessidades, inútil se torna expor-lhas
E acrescentam os que assim pensam
que, achando-se tudo no Universo
encadeado por leis eternas, não podem
as nossas súplicas mudar os decretos
de Deus.Evangelho Segundo o Espiritismo, Capitulo XXVII,
Pedi e Obtereis
21
Eficácia da Prece
Todos os pedidos serão atendidos?
22
Eficácia da Prece
Todos os pedidos serão atendidos?
Desta máxima: "Concedido vos será o que quer que
pedirdes pela prece", fora ilógico deduzir que basta pedir
para obter e fora injusto acusar a Providência se não
acede a toda súplica que se lhe faça, uma vez que ela
sabe, melhor do que nós, o que é para nosso bem.
É como procede um pai criterioso que recusa ao filho o
que seja contrário aos seus interesses. Em geral, o homem
apenas vê o presente; ora, se o sofrimento é de utilidade
para a sua felicidade futura, Deus o deixará sofrer, como
o cirurgião deixa que o doente sofra as dores de uma
operação que lhe trará a cura.
Evangelho Segundo o Espiritismo, Capitulo XXVII,
Pedi e Obtereis
23
Eficácia da Prece - Exemplo
Um homem se acha perdido no deserto. A sede o
martiriza horrivelmente. Desfalecido, cai por terra.
Pede a Deus que o assista, e espera. Nenhum
anjo lhe virá dar de beber. Contudo, um bom
Espírito lhe sugere a ideia de levantar-se e tomar
um dos caminhos que tem
diante de si. Por um
movimento maquinal,
reunindo todas as forças
que lhe restam, ele se
ergue, caminha e descobre
ao longe um regato.
24
Eficácia da Prece - Exemplo
Ao divisá-lo, ganha coragem.
Se tem fé, exclamará: "Obrigado,
meu Deus, pela ideia que me
inspiraste e pela força que me
deste."
Se lhe falta a fé, exclamará: "Que
boa ideia tive! Que sorte a minha
de tomar o caminho da direita, em
vez do da esquerda; o acaso, às
vezes, nos serve admiravelmente!
Quanto me felicito pela minha
coragem e por não me ter deixado
abater!"
25
“A oração nem sempre nos
retira do sofrimento, mas
sempre nos reveste de forças
para suportá-lo”
Meimei
26
Se você não sabe para onde quer ir,
como você pode pedir para chegar lá?
27

Pense nos talentos que possui, nas
suas qualidades e em como colocá-las
à serviço da Grande Obra

Imagine como você estará daqui a 20 anos, 10 anos, 5
anos e 1 ano...

Detalhe ainda mais a imagem dos próximos 12 meses

Seja específico o suficiente nos seus desejos e
intenções para que eles possam se materializar

Crie metas e objetivos para todos os aspectos de sua
vida, buscando o equilíbrio necessário nas suas
realizações

Compartilhe suas metas com alguém próximo

Escreva uma carta descrevendo como você daqui um
ano e mande alguém postar daqui um ano.
20/12/14 Your footer here
O que nos impede?
Zona Morta
Zona de Conforto
Zona de Expansão
Risco
Risco
E mais Risco...
Receio
Temor
Dúvida
Desesperança
20/12/14 Your footer here
Como definir metas para buscar o
equilíbrio?
30
A Manifestação dos Desejos
“A atenção energiza;
a intenção transforma”
Deepak Chopra
31
A Manifestação dos Desejos

Entre em contato com o Criador pela prece, oração e
meditação;

Nesta sintonia, afirme sua intenção de atingir uma
meta preestabelecida;

Desligue-se completamente do seu objetivo,
desapegue;

Deixe o universo cuidar dos
detalhes da realização e

Agradeça e seja generoso pelo
resultado recebido, seja ele qual for.
Criando Prosperidade, Deepak Chopra
32
“As mãos que ajudam são mais
sagradas que os lábios que rezam”
33
Ajuda-te e o Céu te ajudará
Pedi, e dar-se-vos-á, buscai, e achareis; batei, e
abrir-se-vos-á.
Porque todo o que pede, recebe; e o que busca,
acha; e a quem bate, abrir-se-á. Ou qual de vós,
porventura, é o homem que, se seu filho lhe pedir
pão, lhe dará uma pedra? Ou, porventura, se lhe
pedir um peixe, lhe dará uma serpente? Pois se
vós outros, sendo maus, sabeis dar boas dádivas a
vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está
nos Céus, dará boas dádivas aos que lhas
pedirem. (Mateus, VII: 7-11).
34
Lei do Trabalho – Lei do Progresso
Se Deus tivesse liberado o homem do trabalho
físico, seus membros seriam atrofiados; se o
livrasse do trabalho intelectual, seu espírito
permaneceria na infância, nas condições instintivas
do animal.
Eis porque Ele fez do trabalho uma necessidade,
e lhe disse: Busca e acharás; trabalha e
produzirás; e dessa maneira serás filho das tuas
obras, terás o mérito da sua realização, e serás
recompensado segundo o que tiveres feito.
Evangelho Segundo o Espiritismo, Capitulo XXV, Buscai e Achareis
35
Buscai e Achareis

Pedi à luz que deve clarear o vosso caminho, e ela vos
será dada;

Pedi a força de resistir ao mal, e a tereis;

Pedi a assistência dos Bons Espíritos, e eles virão
ajudar-vos, e como o anjo de Tobias, vos servirão de
guias;

Pedi bons conselhos, e jamais vos serão recusados;
batei à nossa porta, e ela vos será aberta;

Pedi sinceramente, com fé, fervor e confiança;
apresentai-vos com humildade e não com arrogância,
sem o que sereis abandonados às vossas próprias
forças, e as próprias quedas que sofrerdes constituirão
a punição do vosso orgulho.
Evangelho Segundo o
Espiritismo,
Capitulo XXV, Buscai e Achareis
36
Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Oração de São Francisco de Assis
37
Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois, é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna.
Oração de São Francisco de Assis
38
Em 2015 receba estas flores da
Espiritualidade Maior
39
A Pergunta que fica (maiêutica)....
Para continuar caminhando
rumo a perfeição o que
realizarei até 15/12/2015?
40
Referências

O Evangelho Segundo o Espiritísmo – Allan
Kardec

O Livro dos Espíritos – Allan Kardec

Criando Prosperidade - Deepack Chopra

Oração de São Francisco de Assis -
http://www.bahai.org.br/oracao/Hassis.htm

Pedi e Obtereis
http://www.espirito.org.br/index.html

Ajuda-te e o Céu te Ajudará
http://evangelhoespirita.wordpress.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cristo Consolador
Cristo ConsoladorCristo Consolador
Cristo Consolador
Sergio Menezes
 
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Fernando Pinto
 
Pedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Pedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEMPedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Pedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Marcelo do Nascimento Rodrigues
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
paikachambi
 
Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudará
Lisete B.
 
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetasPalestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
Tiburcio Santos
 
A piedade
A piedadeA piedade
A piedade
Dalila Melo
 
O Poder da Prece
O Poder da PreceO Poder da Prece
O Poder da Prece
Izabel Cristina Fonseca
 
Palestra mágoa
Palestra mágoaPalestra mágoa
Palestra mágoa
Leonardo Pereira
 
Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"
Leonardo Pereira
 
Buscai e achareis 1 a 5
Buscai e achareis 1 a  5Buscai e achareis 1 a  5
Buscai e achareis 1 a 5
Angela Ewerling
 
Esperança (Palestra Espirita)
Esperança (Palestra Espirita)Esperança (Palestra Espirita)
Esperança (Palestra Espirita)
Marcos Antônio Alves
 
Falsos Profetas da Erraticidade
Falsos Profetas da ErraticidadeFalsos Profetas da Erraticidade
Falsos Profetas da Erraticidade
igmateus
 
A força do pensamento
A força do pensamentoA força do pensamento
A força do pensamento
Erik Gabriel Thomazi
 
Bem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiososBem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiosos
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Indulgencia
IndulgenciaIndulgencia
Conhece se uma árvore pelos frutos! Palestrante Danilo Galvão - SAJ/BA
Conhece se uma árvore pelos frutos! Palestrante Danilo Galvão - SAJ/BAConhece se uma árvore pelos frutos! Palestrante Danilo Galvão - SAJ/BA
Conhece se uma árvore pelos frutos! Palestrante Danilo Galvão - SAJ/BA
Danilo Galvão
 
O sacrificio mais agradável a Deus
O sacrificio mais agradável a DeusO sacrificio mais agradável a Deus
O sacrificio mais agradável a Deus
Izabel Cristina Fonseca
 
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Izabel Cristina Fonseca
 
Bezerra de-menezes
Bezerra de-menezesBezerra de-menezes
Bezerra de-menezes
Euzebio Raimundo da Silva
 

Mais procurados (20)

Cristo Consolador
Cristo ConsoladorCristo Consolador
Cristo Consolador
 
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
 
Pedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Pedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEMPedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Pedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
 
Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudará
 
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetasPalestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
 
A piedade
A piedadeA piedade
A piedade
 
O Poder da Prece
O Poder da PreceO Poder da Prece
O Poder da Prece
 
Palestra mágoa
Palestra mágoaPalestra mágoa
Palestra mágoa
 
Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"
 
Buscai e achareis 1 a 5
Buscai e achareis 1 a  5Buscai e achareis 1 a  5
Buscai e achareis 1 a 5
 
Esperança (Palestra Espirita)
Esperança (Palestra Espirita)Esperança (Palestra Espirita)
Esperança (Palestra Espirita)
 
Falsos Profetas da Erraticidade
Falsos Profetas da ErraticidadeFalsos Profetas da Erraticidade
Falsos Profetas da Erraticidade
 
A força do pensamento
A força do pensamentoA força do pensamento
A força do pensamento
 
Bem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiososBem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiosos
 
Indulgencia
IndulgenciaIndulgencia
Indulgencia
 
Conhece se uma árvore pelos frutos! Palestrante Danilo Galvão - SAJ/BA
Conhece se uma árvore pelos frutos! Palestrante Danilo Galvão - SAJ/BAConhece se uma árvore pelos frutos! Palestrante Danilo Galvão - SAJ/BA
Conhece se uma árvore pelos frutos! Palestrante Danilo Galvão - SAJ/BA
 
O sacrificio mais agradável a Deus
O sacrificio mais agradável a DeusO sacrificio mais agradável a Deus
O sacrificio mais agradável a Deus
 
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
 
Bezerra de-menezes
Bezerra de-menezesBezerra de-menezes
Bezerra de-menezes
 

Destaque

Pedi e obtereis item 18 e 19
Pedi e obtereis item 18 e 19Pedi e obtereis item 18 e 19
Pedi e obtereis item 18 e 19
virginiacarisioscalia
 
Buscai e Achareis
Buscai e AchareisBuscai e Achareis
Buscai e Achareis
virginiacarisioscalia
 
Buscai e Achareis - ESE Cap 25
Buscai e Achareis - ESE Cap 25Buscai e Achareis - ESE Cap 25
Buscai e Achareis - ESE Cap 25
Fábio Paiva
 
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Divulgador do Espiritismo
 
A eficácia da Prece
A eficácia da PreceA eficácia da Prece
A eficácia da Prece
Izabel Cristina Fonseca
 
A Prece
A PreceA Prece
A prece
A prece A prece
A prece
Graça Maciel
 
O poder da intenção firme
O poder da intenção firmeO poder da intenção firme
O poder da intenção firme
Adriano Tundú
 
Desejo do meu coração
Desejo do meu coraçãoDesejo do meu coração
Desejo do meu coração
César Detinha Nunes
 
A prece
A preceA prece
Ética das emoções e do desejo
Ética das emoções e do desejoÉtica das emoções e do desejo
Ética das emoções e do desejo
Ewerton Gindri
 
A PRECE
A PRECEA PRECE
Mediunidade gratuita
Mediunidade gratuitaMediunidade gratuita
Mediunidade gratuita
Ceile Bernardo
 
Palestra Prece
Palestra PrecePalestra Prece
Palestra Prece
Grupo Espírita Cristão
 
Razao
RazaoRazao
O Poder da Confiança
O Poder da ConfiançaO Poder da Confiança
O Poder da Confiança
kirejian
 
Cap26 - Dê de graça que de graça receberá fim e Cap 27-Pedis e dar-se-vos-ás ...
Cap26 - Dê de graça que de graça receberá fim e Cap 27-Pedis e dar-se-vos-ás ...Cap26 - Dê de graça que de graça receberá fim e Cap 27-Pedis e dar-se-vos-ás ...
Cap26 - Dê de graça que de graça receberá fim e Cap 27-Pedis e dar-se-vos-ás ...
Roberta Andrade
 
A ação da prece e transmissão do pensamento
A ação da prece e transmissão do pensamentoA ação da prece e transmissão do pensamento
A ação da prece e transmissão do pensamento
ceakitajai
 
Aula 3 - A Razão
Aula 3 - A RazãoAula 3 - A Razão
A Eficácia da Prece
A Eficácia da PreceA Eficácia da Prece
A Eficácia da Prece
igmateus
 

Destaque (20)

Pedi e obtereis item 18 e 19
Pedi e obtereis item 18 e 19Pedi e obtereis item 18 e 19
Pedi e obtereis item 18 e 19
 
Buscai e Achareis
Buscai e AchareisBuscai e Achareis
Buscai e Achareis
 
Buscai e Achareis - ESE Cap 25
Buscai e Achareis - ESE Cap 25Buscai e Achareis - ESE Cap 25
Buscai e Achareis - ESE Cap 25
 
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
 
A eficácia da Prece
A eficácia da PreceA eficácia da Prece
A eficácia da Prece
 
A Prece
A PreceA Prece
A Prece
 
A prece
A prece A prece
A prece
 
O poder da intenção firme
O poder da intenção firmeO poder da intenção firme
O poder da intenção firme
 
Desejo do meu coração
Desejo do meu coraçãoDesejo do meu coração
Desejo do meu coração
 
A prece
A preceA prece
A prece
 
Ética das emoções e do desejo
Ética das emoções e do desejoÉtica das emoções e do desejo
Ética das emoções e do desejo
 
A PRECE
A PRECEA PRECE
A PRECE
 
Mediunidade gratuita
Mediunidade gratuitaMediunidade gratuita
Mediunidade gratuita
 
Palestra Prece
Palestra PrecePalestra Prece
Palestra Prece
 
Razao
RazaoRazao
Razao
 
O Poder da Confiança
O Poder da ConfiançaO Poder da Confiança
O Poder da Confiança
 
Cap26 - Dê de graça que de graça receberá fim e Cap 27-Pedis e dar-se-vos-ás ...
Cap26 - Dê de graça que de graça receberá fim e Cap 27-Pedis e dar-se-vos-ás ...Cap26 - Dê de graça que de graça receberá fim e Cap 27-Pedis e dar-se-vos-ás ...
Cap26 - Dê de graça que de graça receberá fim e Cap 27-Pedis e dar-se-vos-ás ...
 
A ação da prece e transmissão do pensamento
A ação da prece e transmissão do pensamentoA ação da prece e transmissão do pensamento
A ação da prece e transmissão do pensamento
 
Aula 3 - A Razão
Aula 3 - A RazãoAula 3 - A Razão
Aula 3 - A Razão
 
A Eficácia da Prece
A Eficácia da PreceA Eficácia da Prece
A Eficácia da Prece
 

Semelhante a Pedi e obtereis - Desejo e Intenção

D 13 Preçe e Culto
D 13  Preçe e CultoD 13  Preçe e Culto
D 13 Preçe e Culto
JPS Junior
 
Pedi e Obtereis 2016
Pedi e Obtereis 2016Pedi e Obtereis 2016
Pedi e Obtereis 2016
Ricardo Azevedo
 
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2019
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2019Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2019
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2019
Ricardo Azevedo
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
 [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração... [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
José Carlos Polozi
 
Oração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismo
Oração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismoOração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismo
Oração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismo
Eduardo Ottonelli Pithan
 
3.2 - Lei de Adoracao.pptx
3.2 - Lei de Adoracao.pptx3.2 - Lei de Adoracao.pptx
3.2 - Lei de Adoracao.pptx
Marta Gomes
 
Interpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai NossoInterpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai Nosso
Helio Cruz
 
LE Q662 a 664 e ESE cap.6_item7
LE Q662 a 664 e ESE cap.6_item7LE Q662 a 664 e ESE cap.6_item7
LE Q662 a 664 e ESE cap.6_item7
Patricia Farias
 
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018
Ricardo Azevedo
 
17 Buscai e Achareis
17  Buscai e Achareis17  Buscai e Achareis
17 Buscai e Achareis
JPS Junior
 
Pedi e Obtereis.pptx
Pedi e Obtereis.pptxPedi e Obtereis.pptx
Pedi e Obtereis.pptx
Rivaldo Guedes Corrêa. Jr
 
É possível ser santo
É possível ser santoÉ possível ser santo
É possível ser santo
jb1955
 
(Livro Boa nova) Cap.19 Comunhão com Deus
(Livro Boa nova) Cap.19   Comunhão com Deus(Livro Boa nova) Cap.19   Comunhão com Deus
(Livro Boa nova) Cap.19 Comunhão com Deus
Patricia Farias
 
Anexo infancia3
Anexo infancia3Anexo infancia3
Anexo infancia3
Ana Cristina Freitas
 
opoderdaoração.ppt
opoderdaoração.pptopoderdaoração.ppt
opoderdaoração.ppt
erlanemuniz
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e Resposta
Série Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e RespostaSérie Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e Resposta
Série Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e Resposta
Ricardo Azevedo
 
A Prece é agradável a Deus?
A Prece é agradável a Deus?A Prece é agradável a Deus?
A Prece é agradável a Deus?
Graça Maciel
 
(BOA NOVA) 19 - Comunhao com Deus
(BOA NOVA) 19 - Comunhao com Deus(BOA NOVA) 19 - Comunhao com Deus
(BOA NOVA) 19 - Comunhao com Deus
Antonio Braga
 
Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê!
Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê!Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê!
Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê!
Sementes de Fé Uma Vida na Palavra
 
Disciplinas Espirituais - Oração
Disciplinas Espirituais - OraçãoDisciplinas Espirituais - Oração
Disciplinas Espirituais - Oração
Tiago de Souza
 

Semelhante a Pedi e obtereis - Desejo e Intenção (20)

D 13 Preçe e Culto
D 13  Preçe e CultoD 13  Preçe e Culto
D 13 Preçe e Culto
 
Pedi e Obtereis 2016
Pedi e Obtereis 2016Pedi e Obtereis 2016
Pedi e Obtereis 2016
 
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2019
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2019Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2019
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2019
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
 [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração... [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
 
Oração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismo
Oração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismoOração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismo
Oração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismo
 
3.2 - Lei de Adoracao.pptx
3.2 - Lei de Adoracao.pptx3.2 - Lei de Adoracao.pptx
3.2 - Lei de Adoracao.pptx
 
Interpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai NossoInterpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai Nosso
 
LE Q662 a 664 e ESE cap.6_item7
LE Q662 a 664 e ESE cap.6_item7LE Q662 a 664 e ESE cap.6_item7
LE Q662 a 664 e ESE cap.6_item7
 
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018
Pedi e Obtereis - Desejo e Intenção para 2018
 
17 Buscai e Achareis
17  Buscai e Achareis17  Buscai e Achareis
17 Buscai e Achareis
 
Pedi e Obtereis.pptx
Pedi e Obtereis.pptxPedi e Obtereis.pptx
Pedi e Obtereis.pptx
 
É possível ser santo
É possível ser santoÉ possível ser santo
É possível ser santo
 
(Livro Boa nova) Cap.19 Comunhão com Deus
(Livro Boa nova) Cap.19   Comunhão com Deus(Livro Boa nova) Cap.19   Comunhão com Deus
(Livro Boa nova) Cap.19 Comunhão com Deus
 
Anexo infancia3
Anexo infancia3Anexo infancia3
Anexo infancia3
 
opoderdaoração.ppt
opoderdaoração.pptopoderdaoração.ppt
opoderdaoração.ppt
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e Resposta
Série Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e RespostaSérie Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e Resposta
Série Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e Resposta
 
A Prece é agradável a Deus?
A Prece é agradável a Deus?A Prece é agradável a Deus?
A Prece é agradável a Deus?
 
(BOA NOVA) 19 - Comunhao com Deus
(BOA NOVA) 19 - Comunhao com Deus(BOA NOVA) 19 - Comunhao com Deus
(BOA NOVA) 19 - Comunhao com Deus
 
Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê!
Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê!Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê!
Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê!
 
Disciplinas Espirituais - Oração
Disciplinas Espirituais - OraçãoDisciplinas Espirituais - Oração
Disciplinas Espirituais - Oração
 

Mais de Ricardo Azevedo

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 139 - Oferendas
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 139 - OferendasSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 139 - Oferendas
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 139 - Oferendas
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 140 - Vejamos Isso
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 140 - Vejamos IssoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 140 - Vejamos Isso
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 140 - Vejamos Isso
Ricardo Azevedo
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - Inimigos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - InimigosEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - Inimigos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - Inimigos
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 136 - Conflito
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 136 - ConflitoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 136 - Conflito
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 136 - Conflito
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 134 - Nutrição Espiritual
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 134 - Nutrição EspiritualSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 134 - Nutrição Espiritual
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 134 - Nutrição Espiritual
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 132 - Em tudo
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 132 - Em tudoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 132 - Em tudo
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 132 - Em tudo
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 131 - O Mundo e a Crença
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 131 - O Mundo e a CrençaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 131 - O Mundo e a Crença
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 131 - O Mundo e a Crença
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 130 - Onde estão?
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 130 - Onde estão?Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 130 - Onde estão?
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 130 - Onde estão?
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 128 - É porque ignoram
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 128 - É porque ignoramSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 128 - É porque ignoram
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 128 - É porque ignoram
Ricardo Azevedo
 
Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)
Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)
Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 127 - Lei de Retorno
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 127 - Lei de RetornoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 127 - Lei de Retorno
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 127 - Lei de Retorno
Ricardo Azevedo
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 126 - Espinhos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 126 - EspinhosEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 126 - Espinhos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 126 - Espinhos
Ricardo Azevedo
 
Sintonia - Escolha, Pensamento e Elevação
Sintonia - Escolha, Pensamento e ElevaçãoSintonia - Escolha, Pensamento e Elevação
Sintonia - Escolha, Pensamento e Elevação
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 125 - Separação
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 125 - SeparaçãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 125 - Separação
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 125 - Separação
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 124 - Não Falta
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 124 - Não FaltaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 124 - Não Falta
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 124 - Não Falta
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição Comum
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição ComumSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição Comum
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição Comum
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e Pecador
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e PecadorSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e Pecador
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e Pecador
Ricardo Azevedo
 

Mais de Ricardo Azevedo (20)

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 139 - Oferendas
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 139 - OferendasSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 139 - Oferendas
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 139 - Oferendas
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 140 - Vejamos Isso
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 140 - Vejamos IssoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 140 - Vejamos Isso
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 140 - Vejamos Isso
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - Inimigos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - InimigosEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - Inimigos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - Inimigos
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 136 - Conflito
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 136 - ConflitoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 136 - Conflito
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 136 - Conflito
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 134 - Nutrição Espiritual
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 134 - Nutrição EspiritualSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 134 - Nutrição Espiritual
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 134 - Nutrição Espiritual
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 132 - Em tudo
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 132 - Em tudoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 132 - Em tudo
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 132 - Em tudo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 131 - O Mundo e a Crença
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 131 - O Mundo e a CrençaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 131 - O Mundo e a Crença
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 131 - O Mundo e a Crença
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 130 - Onde estão?
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 130 - Onde estão?Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 130 - Onde estão?
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 130 - Onde estão?
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 128 - É porque ignoram
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 128 - É porque ignoramSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 128 - É porque ignoram
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 128 - É porque ignoram
 
Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)
Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)
Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 127 - Lei de Retorno
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 127 - Lei de RetornoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 127 - Lei de Retorno
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 127 - Lei de Retorno
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 126 - Espinhos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 126 - EspinhosEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 126 - Espinhos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 126 - Espinhos
 
Sintonia - Escolha, Pensamento e Elevação
Sintonia - Escolha, Pensamento e ElevaçãoSintonia - Escolha, Pensamento e Elevação
Sintonia - Escolha, Pensamento e Elevação
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 125 - Separação
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 125 - SeparaçãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 125 - Separação
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 125 - Separação
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 124 - Não Falta
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 124 - Não FaltaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 124 - Não Falta
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 124 - Não Falta
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição Comum
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição ComumSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição Comum
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição Comum
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e Pecador
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e PecadorSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e Pecador
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e Pecador
 

Último

PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docxPONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
ElijainaVelozoGonalv
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
SrgioLinsPessoa
 

Último (18)

PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docxPONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
 

Pedi e obtereis - Desejo e Intenção

  • 1. Pedi e Obtereis Desejo e Intenção
  • 3. 3 Quais os seus Desejos e Intenções para 2015? 01/01/2015 Dia Internacional da Mudança
  • 4. 4 - Vou emagrecer... - Vou me reconciliar com meu irmão(ã)... - Vou parar de fumar... - Vou ser menos ansioso(a)... - Vou orar mais e melhorar a minha sintonia... - Vou parar de beber... - Vou entrar em um grupo de estudos do Centro - Vou falar menos mal dos meu semelhantes... - Vou ter uma vida mais saudável... - Vou assistir menos televisão... - Vou praticar mais a caridade... - Finalmente, vou atrás do meu sonho...
  • 5. 5 Para quem devemos divulgar nossos desejos e intenções? "Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas". “Deus é eterno, infinito, imutável, imaterial, único, todo-poderoso, soberanamente justo e bom...” Questão 1 e 13 de O Livro dos Espíritos
  • 6. 6 Deus é Potencialidade Pura! "As leis físicas do universo, na verdade, representam este processo da divindade em movimento, ou a consciência em movimento...". Deepak Chopra, As Sete Leis Espirituais do Sucesso
  • 7. 7 Deus é Potencialidade Pura! "… Quando compreendemos essas leis em nossas vidas, qualquer coisa que desejamos pode ser criada, porque as mesmas leis que a natureza utiliza para criar uma floresta, uma galaxia, uma estrela, um corpo humano podem realizar os desejos mais profundos ". Deepak Chopra, As Sete Leis Espirituais do Sucesso
  • 8. 8 Estamos Todos Imersos no Amor de Deus!
  • 9. 9 Como entrar em contato com o Amor de Deus? 1) Reservar um tempo do dia para ficar em silêncio. Ficar sozinho, em meditação e prece 2) Comungar com a natureza e observar a inteligência que existe em todas as coisas vivas 3) Praticar o não-julgamento para eliminar a turbulência dos nossos pensamentos
  • 10. 10 Ter a Fé necessário para transportar as montanhas da vida! Quando ele veio ao encontro do povo, um homem se lhe aproximou e, lançando-se de joelhos a seus pés, disse: Senhor, tem piedade do meu filho, que é lunático e sofre muito, pois cai muitas vezes no fogo e muitas vezes na água. Apresentei-o aos teus discípulos, mas eles não o puderam curar. Jesus respondeu. dizendo: Ó raça incrédula e depravada! Até quando vos sofrerei? Até quando estarei convosco? Trazei-me aqui esse menino. O Evangelho Segundo o Espiritismo, Capitulo XIX
  • 11. 11 A Fé que transporta montanhas - E tendo Jesus ameaçado o demônio, este saiu do menino, que no mesmo instante ficou são. Os discípulos vieram então ter com Jesus em particular e lhe perguntaram: Por que não pudemos nós outros expulsar esse demônio? - Respondeu-lhes Jesus: Por causa da vossa incredulidade. Pois em verdade vos digo, se tivésseis a fé do tamanho de um grão de mostarda, diríeis a esta montanha: Transporta-te daí para ali e ela se transportaria, e nada vos seria impossível. S. MATEUS, cap. XVII, vs. 14 a 19
  • 12. 12 Fé Sincera e Fé Vacilante A fé sincera e verdadeira é sempre calma, dá a paciência que sabe esperar, porque, apoiando-se na inteligência e na compreensão das coisas tem a certeza de atingir o seu objetivo. A fé vacilante sente sua própria fraqueza; quando é estimulada pelo interesse, torna-se enfurecida e acredita que aliando-se a violência, obterá o que não tem. O Evangelho Segundo o Espiritismo, Capitulo XIX
  • 13. 13 A Fé que transporta montanhas Que tal quebrarmos a pedra para levá-la aos poucos, todos os dias?
  • 14. 14 Qualidade da Prece 1. Quando orardes, não vos assemelheis aos hipócritas, que, afetadamente, oram de pé nas sinagogas e nos cantos das ruas para serem vistos pelos homens. - Digo-vos, em verdade, que eles já receberam sua recompensa.
  • 15. 15 Qualidade da Prece Não cuideis de pedir muito nas vossas preces, como fazem os pagãos, os quais imaginam que pela multiplicidade das palavras é que serão atendidos. Não vos torneis semelhantes a eles, porque vosso Pai sabe do que é que tendes necessidade, antes que lho peçais. S. MATEUS, cap. VI, v., 5 a 8.
  • 16. 16 Qualidade da Prece 2. Quando vos aprestardes para orar, se tiverdes qualquer coisa contra alguém, perdoai-lhe, a fim de que vosso Pai, que está nos céus, também vos perdoe os vossos pecados. - Se não perdoardes, vosso Pai, que está nos céus, também não vos perdoará os pecados. (S. MARCOS, cap. XI, v. 25 e 26.)
  • 17. 17 Qualidade da Prece - Exemplo “Dois homens subiram ao templo para orar; um era fariseu, publicano o outro. -O fariseu, conservando-se de pé, orava assim, consigo mesmo: Meu Deus, rendo- vos graças por não ser como os outros homens, que são ladrões, injustos e adúlteros, nem mesmo como esse publicano. Jejuo duas vezes na semana; dou o dízimo de tudo o que possuo. ...”
  • 18. 18 Qualidade da Prece - Exemplo “...O publicano, ao contrário, conservando- se afastado, não ousava, sequer, erguer os olhos ao céu; mas, batia no peito, dizendo: Meu Deus, tem piedade de mim, que sou um pecador. Declaro-vos que este voltou para a sua casa, justificado, e o outro não; porquanto, aquele que se eleva será rebaixado e aquele que se humilha será elevado.” (S. LUCAS, cap. XVIII, vv. 9 a 14.)
  • 19. 19 Eficácia da Prece “Seja o que for que peçais na prece, crede que o obtereis e concedido vos será o que pedirdes. (S. MARCOS, cap. XI, v. 24.)”
  • 20. 20 Eficácia da Prece Fatalidade Há pessoas contestam a eficácia da prece, com fundamento no princípio de que, conhecendo Deus as nossas necessidades, inútil se torna expor-lhas E acrescentam os que assim pensam que, achando-se tudo no Universo encadeado por leis eternas, não podem as nossas súplicas mudar os decretos de Deus.Evangelho Segundo o Espiritismo, Capitulo XXVII, Pedi e Obtereis
  • 21. 21 Eficácia da Prece Todos os pedidos serão atendidos?
  • 22. 22 Eficácia da Prece Todos os pedidos serão atendidos? Desta máxima: "Concedido vos será o que quer que pedirdes pela prece", fora ilógico deduzir que basta pedir para obter e fora injusto acusar a Providência se não acede a toda súplica que se lhe faça, uma vez que ela sabe, melhor do que nós, o que é para nosso bem. É como procede um pai criterioso que recusa ao filho o que seja contrário aos seus interesses. Em geral, o homem apenas vê o presente; ora, se o sofrimento é de utilidade para a sua felicidade futura, Deus o deixará sofrer, como o cirurgião deixa que o doente sofra as dores de uma operação que lhe trará a cura. Evangelho Segundo o Espiritismo, Capitulo XXVII, Pedi e Obtereis
  • 23. 23 Eficácia da Prece - Exemplo Um homem se acha perdido no deserto. A sede o martiriza horrivelmente. Desfalecido, cai por terra. Pede a Deus que o assista, e espera. Nenhum anjo lhe virá dar de beber. Contudo, um bom Espírito lhe sugere a ideia de levantar-se e tomar um dos caminhos que tem diante de si. Por um movimento maquinal, reunindo todas as forças que lhe restam, ele se ergue, caminha e descobre ao longe um regato.
  • 24. 24 Eficácia da Prece - Exemplo Ao divisá-lo, ganha coragem. Se tem fé, exclamará: "Obrigado, meu Deus, pela ideia que me inspiraste e pela força que me deste." Se lhe falta a fé, exclamará: "Que boa ideia tive! Que sorte a minha de tomar o caminho da direita, em vez do da esquerda; o acaso, às vezes, nos serve admiravelmente! Quanto me felicito pela minha coragem e por não me ter deixado abater!"
  • 25. 25 “A oração nem sempre nos retira do sofrimento, mas sempre nos reveste de forças para suportá-lo” Meimei
  • 26. 26 Se você não sabe para onde quer ir, como você pode pedir para chegar lá?
  • 27. 27  Pense nos talentos que possui, nas suas qualidades e em como colocá-las à serviço da Grande Obra  Imagine como você estará daqui a 20 anos, 10 anos, 5 anos e 1 ano...  Detalhe ainda mais a imagem dos próximos 12 meses  Seja específico o suficiente nos seus desejos e intenções para que eles possam se materializar  Crie metas e objetivos para todos os aspectos de sua vida, buscando o equilíbrio necessário nas suas realizações  Compartilhe suas metas com alguém próximo  Escreva uma carta descrevendo como você daqui um ano e mande alguém postar daqui um ano.
  • 28. 20/12/14 Your footer here O que nos impede? Zona Morta Zona de Conforto Zona de Expansão Risco Risco E mais Risco... Receio Temor Dúvida Desesperança
  • 29. 20/12/14 Your footer here Como definir metas para buscar o equilíbrio?
  • 30. 30 A Manifestação dos Desejos “A atenção energiza; a intenção transforma” Deepak Chopra
  • 31. 31 A Manifestação dos Desejos  Entre em contato com o Criador pela prece, oração e meditação;  Nesta sintonia, afirme sua intenção de atingir uma meta preestabelecida;  Desligue-se completamente do seu objetivo, desapegue;  Deixe o universo cuidar dos detalhes da realização e  Agradeça e seja generoso pelo resultado recebido, seja ele qual for. Criando Prosperidade, Deepak Chopra
  • 32. 32 “As mãos que ajudam são mais sagradas que os lábios que rezam”
  • 33. 33 Ajuda-te e o Céu te ajudará Pedi, e dar-se-vos-á, buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque todo o que pede, recebe; e o que busca, acha; e a quem bate, abrir-se-á. Ou qual de vós, porventura, é o homem que, se seu filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, porventura, se lhe pedir um peixe, lhe dará uma serpente? Pois se vós outros, sendo maus, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos Céus, dará boas dádivas aos que lhas pedirem. (Mateus, VII: 7-11).
  • 34. 34 Lei do Trabalho – Lei do Progresso Se Deus tivesse liberado o homem do trabalho físico, seus membros seriam atrofiados; se o livrasse do trabalho intelectual, seu espírito permaneceria na infância, nas condições instintivas do animal. Eis porque Ele fez do trabalho uma necessidade, e lhe disse: Busca e acharás; trabalha e produzirás; e dessa maneira serás filho das tuas obras, terás o mérito da sua realização, e serás recompensado segundo o que tiveres feito. Evangelho Segundo o Espiritismo, Capitulo XXV, Buscai e Achareis
  • 35. 35 Buscai e Achareis  Pedi à luz que deve clarear o vosso caminho, e ela vos será dada;  Pedi a força de resistir ao mal, e a tereis;  Pedi a assistência dos Bons Espíritos, e eles virão ajudar-vos, e como o anjo de Tobias, vos servirão de guias;  Pedi bons conselhos, e jamais vos serão recusados; batei à nossa porta, e ela vos será aberta;  Pedi sinceramente, com fé, fervor e confiança; apresentai-vos com humildade e não com arrogância, sem o que sereis abandonados às vossas próprias forças, e as próprias quedas que sofrerdes constituirão a punição do vosso orgulho. Evangelho Segundo o Espiritismo, Capitulo XXV, Buscai e Achareis
  • 36. 36 Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz. Onde houver ódio, que eu leve o amor; Onde houver ofensa, que eu leve o perdão; Onde houver discórdia, que eu leve a união; Onde houver dúvida, que eu leve a fé; Onde houver erro, que eu leve a verdade; Onde houver desespero, que eu leve a esperança; Onde houver tristeza, que eu leve a alegria; Onde houver trevas, que eu leve a luz. Oração de São Francisco de Assis
  • 37. 37 Ó Mestre, Fazei que eu procure mais Consolar, que ser consolado; compreender, que ser compreendido; amar, que ser amado. Pois, é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado, e é morrendo que se vive para a vida eterna. Oração de São Francisco de Assis
  • 38. 38 Em 2015 receba estas flores da Espiritualidade Maior
  • 39. 39 A Pergunta que fica (maiêutica).... Para continuar caminhando rumo a perfeição o que realizarei até 15/12/2015?
  • 40. 40 Referências  O Evangelho Segundo o Espiritísmo – Allan Kardec  O Livro dos Espíritos – Allan Kardec  Criando Prosperidade - Deepack Chopra  Oração de São Francisco de Assis - http://www.bahai.org.br/oracao/Hassis.htm  Pedi e Obtereis http://www.espirito.org.br/index.html  Ajuda-te e o Céu te Ajudará http://evangelhoespirita.wordpress.com