SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 30
Influência dos Espíritos
em nossos pensamentos
e atos
“O Livro dos Espíritos”
Questões 459 a 472
Influência dos Espíritos
• Como os Espíritos influenciam os
nossos pensamentos e atos?
• A influência dos Espíritos é sempre
boa?
• E o nosso livre arbítrio diante desta
influência?
Influência dos Espíritos
• LE 459 - Os Espíritos influem sobre
os nossos pensamentos e as
nossas ações?
⇒ influência é maior do que
supomos;
⇒ frequentemente nos dirigem.
Influência dos Espíritos
• Como se processa esta influência?
⇒ estamos em um Universo que
vibra sob a ação do pensamento e
da vontade;
⇒ cada criatura é ao mesmo tempo
fonte geradora e receptora das
energias espalhadas no Universo.
Influência dos Espíritos
• Como se processa esta influência?
⇒ no encarnado, a absorção das
energias, fluídos, vibrações e
pensamentos ocorre
automaticamente;
⇒ o perispírito processa o material
absorvido e irradia parte dele ao
derredor do corpo físico (“aura”).
Influência dos Espíritos
• LE 460 - Temos pensamentos
próprios e outros que nos são
sugeridos?
⇒ há sempre os nossos e dos
Espíritos;
⇒ idéias contraditórias gera
incerteza quanto a origem das
idéias.
Influência dos Espíritos
• LE 461 - Como distinguir os nossos
próprios pensamentos dos que nos
são sugeridos?
Influência dos Espíritos
• LE 461 - Como distinguir os nossos
próprios pensamentos dos que nos
são sugeridos?
⇒ sugerido – soa como uma voz;
⇒ próprios – em geral, os do primeiro
impulso;
⇒ não é útil saber a origem – para nos
permitir agir com liberdade.
Influência dos Espíritos
• LE 462 - Os homens de inteligência
e de gênio tiram sempre suas
ideias de si mesmos?
Influência dos Espíritos
• LE 462 - Os homens de inteligência
e de gênio tiram sempre suas
ideias de si mesmos?
⇒ algumas vezes, noutras são
sugeridas por outros Espíritos;
⇒ se fosse útil distinguir, Deus nos
daria os meios de fazer.
Influência dos Espíritos
• LE 463 - Diz-se algumas vezes que
o primeiro impulso é sempre bom;
isto é exato?
⇒ pode ser bom ou mau, conforme
nossa natureza;
⇒ é sempre bom para quem ouve as
boas inspirações.
Influência dos Espíritos
• LE 464 - Como distinguir se um
pensamento sugerido vem de um
bom ou de um mau Espírito?
Influência dos Espíritos
• LE 464 - Como distinguir se um
pensamento sugerido vem de um
bom ou de um mau Espírito?
⇒ bons Espíritos sempre dão bons
conselhos;
⇒ devemos aprender a distinguir.
Influência dos Espíritos
• LE 465 - Com que fim os Espíritos
imperfeitos nos induzem ao mal?
⇒ para nos fazer sofrer como eles.
Influência dos Espíritos
• LE 465-a - Isso lhes diminui os
sofrimentos?
⇒ Não, fazem por inveja dos seres
mais felizes.
Influência dos Espíritos
• LE 465-b - Que espécie de
sofrimentos querem fazer-nos
provar?
⇒ Os que decorrem de pertencer a
uma ordem inferior.
Influência dos Espíritos
• LE 466 - Por que permite Deus que
os Espíritos nos incitem ao mal?
⇒ são os instrumentos para
experimentar nossa fé e constância
no bem;
⇒ Espíritos inferiores nos auxiliam
no mal, quando temos vontade de
cometer o mal;
Influência dos Espíritos
• LE 466 - Por que permite Deus que
os Espíritos nos incitem ao mal?
⇒ Espíritos bons nos influenciam no
bem;
⇒ Deus deixa à nossa consciência a
escolha da rota a seguir e a
liberdade de ceder a uma outra
influência.
Influência dos Espíritos
• LE 467 - Pode o homem se afastar
da influência dos Espíritos que o
incitam ao mal?
⇒ Sim, só se ligam aos que os
solicitam por seus desejos ou os
atraem por seus pensamentos
Influência dos Espíritos
• LE 468 - Os Espíritos cuja
influência é repelida pela vontade
do homem renunciam às suas
tentativas?
Influência dos Espíritos
• LE 468 - Os Espíritos cuja influência
é repelida pela vontade do homem
renunciam às suas tentativas?
⇒ nos abandonam se nada tiver a
fazer;
⇒ Mas ficam a espreita, aguardando
uma nova oportunidade para agir.
Influência dos Espíritos
• LE 469 - Por que meio se pode
neutralizar a influência dos maus
Espíritos?
⇒ fazendo o bem e manter a
confiança em Deus;
⇒ Não ouvir as más sugestões –
pois trazem maus pensamentos,
discórdia e más paixões.
Influência dos Espíritos
• LE 469 - Por que meio se pode
neutralizar a influência dos maus
Espíritos?
⇒ desconfiar dos que exaltam nosso
orgulho – porque eles atacam na
nossa maior fraqueza.
Influência dos Espíritos
• LE 470 - Os Espíritos que procuram
induzir- nos ao mal, e que assim põem
à prova a nossa firmeza no bem,
receberam a missão de o fazer, e se é
uma missão que eles cumprem, terão
responsabilidade nisso?
⇒ nenhum espírito recebe como missão
fazer o mal;
⇒ Deus permite para nos testar.
Influência dos Espíritos
• LE 471 - Quando experimentamos
um sentimento de angústia, de
ansiedade indefinível, ou de
satisfação interior sem causa
conhecida, isso decorre unicamente
de uma disposição física?
⇒ efeito da comunicação com os
Espíritos, sem que saibamos;
⇒ encontros durante o sono.
Influência dos Espíritos
• LE 472 - Os Espíritos que desejam
incitar-nos ao mal limitam-se a
aproveitar as circunstâncias?
⇒ aproveitam mas frequentemente a
provocam;
⇒ exemplo: encontrar dinheiro pelo
caminho, uns sugerem ficar com ele,
outros devolver ao dono.
Influência dos Espíritos
• Os Espíritos exercem sobre os
homens uma influência salutar ou
perniciosa; não é preciso, para isto,
ser médium. Não havendo a
faculdade, eles agem de diversas
maneiras.
• A influência dos Espíritos sobre nós
é constante, e todos se acham
expostos a ela, quer acreditem ou
não.
Influência dos Espíritos
• Kardec afirma que três quartas partes
de nossas ações más e de nossos
maus pensamentos são frutos dessa
sugestão oculta.
• A prece fervorosa e os esforços
sérios por se melhorar são os
únicos meios de afastar os maus
Espíritos, que reconhecem como
senhores aqueles que praticam o
bem.
Influência dos Espíritos
• Resumo final:
• Temos a liberdade de seguir os
Espíritos Bons ou Espíritos
Imperfeitos;
• Nossa conduta moral determina o tipo
de influência em nossas vidas.
Influência dos Espíritos
"Senhor, não nos deixeis cair em
tentação, mas livrai-nos do mal!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Origem e natureza do Espirito parte 1
Origem e natureza do Espirito parte 1Origem e natureza do Espirito parte 1
Origem e natureza do Espirito parte 1Denise Aguiar
 
Atributos da divindade
Atributos da divindadeAtributos da divindade
Atributos da divindadeDenise Aguiar
 
2.9.4 Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos
2.9.4   Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos2.9.4   Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos
2.9.4 Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticosMarta Gomes
 
Curso ESDE cap3 separação da alma e do corpo 20160801 v2
Curso ESDE cap3 separação da alma e do corpo 20160801 v2Curso ESDE cap3 separação da alma e do corpo 20160801 v2
Curso ESDE cap3 separação da alma e do corpo 20160801 v2Tiburcio Santos
 
Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispiritoduadv
 
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan KardecSonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardecmarjoriestavismeyer
 
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteProgressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteDenise Aguiar
 
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com JesusEvangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com JesusAntonino Silva
 
O compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefaO compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefaumecamaqua
 
Conhecimento do Futuro (Palestra Espírita)
Conhecimento do Futuro (Palestra Espírita)Conhecimento do Futuro (Palestra Espírita)
Conhecimento do Futuro (Palestra Espírita)Marcos Antônio Alves
 
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.Denise Aguiar
 
Nos dominios da Mediunidade Cap13
Nos dominios da Mediunidade   Cap13Nos dominios da Mediunidade   Cap13
Nos dominios da Mediunidade Cap13Patricia Farias
 
Provas da existência deus
Provas da existência deusProvas da existência deus
Provas da existência deusDenise Aguiar
 

Mais procurados (20)

Origem e natureza do Espirito parte 1
Origem e natureza do Espirito parte 1Origem e natureza do Espirito parte 1
Origem e natureza do Espirito parte 1
 
Atributos da divindade
Atributos da divindadeAtributos da divindade
Atributos da divindade
 
2.9.4 Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos
2.9.4   Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos2.9.4   Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos
2.9.4 Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos
 
Curso ESDE cap3 separação da alma e do corpo 20160801 v2
Curso ESDE cap3 separação da alma e do corpo 20160801 v2Curso ESDE cap3 separação da alma e do corpo 20160801 v2
Curso ESDE cap3 separação da alma e do corpo 20160801 v2
 
Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispirito
 
1.3 da criacao
1.3   da criacao1.3   da criacao
1.3 da criacao
 
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan KardecSonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
 
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão EspíritaAFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
 
O Passe
O PasseO Passe
O Passe
 
providência divina
providência divinaprovidência divina
providência divina
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
 
A cura espirita
A cura espiritaA cura espirita
A cura espirita
 
Perispírito
PerispíritoPerispírito
Perispírito
 
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteProgressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
 
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com JesusEvangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
 
O compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefaO compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefa
 
Conhecimento do Futuro (Palestra Espírita)
Conhecimento do Futuro (Palestra Espírita)Conhecimento do Futuro (Palestra Espírita)
Conhecimento do Futuro (Palestra Espírita)
 
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
 
Nos dominios da Mediunidade Cap13
Nos dominios da Mediunidade   Cap13Nos dominios da Mediunidade   Cap13
Nos dominios da Mediunidade Cap13
 
Provas da existência deus
Provas da existência deusProvas da existência deus
Provas da existência deus
 

Semelhante a Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)

INFLUENCIA DOS ESPIRITOS.pptx
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS.pptxINFLUENCIA DOS ESPIRITOS.pptx
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS.pptxfrancisco celio
 
Attachment 2608819178 (3)
Attachment 2608819178 (3)Attachment 2608819178 (3)
Attachment 2608819178 (3)Alice Lirio
 
Roteiro 1 influência dos espíritos
Roteiro 1   influência dos espíritosRoteiro 1   influência dos espíritos
Roteiro 1 influência dos espíritosBruno Cechinel Filho
 
090624 faculdade, que têm os espíritos, de ver nossos pensamentos–livro ii, c...
090624 faculdade, que têm os espíritos, de ver nossos pensamentos–livro ii, c...090624 faculdade, que têm os espíritos, de ver nossos pensamentos–livro ii, c...
090624 faculdade, que têm os espíritos, de ver nossos pensamentos–livro ii, c...Carlos Alberto Freire De Souza
 
A Influência dos Espíritos
A Influência dos EspíritosA Influência dos Espíritos
A Influência dos EspíritosFórum Espírita
 
Aula sobre Livro dos Espíritos - Segunda parte - Cap. 9
Aula sobre Livro dos Espíritos - Segunda parte - Cap. 9Aula sobre Livro dos Espíritos - Segunda parte - Cap. 9
Aula sobre Livro dos Espíritos - Segunda parte - Cap. 9contatodoutrina2013
 
Curso Básico de Espiritismo FEESP 1º ano
Curso Básico de Espiritismo FEESP 1º anoCurso Básico de Espiritismo FEESP 1º ano
Curso Básico de Espiritismo FEESP 1º anoRoseli Lemes
 
Procrastinação e Obsessão Espiritual
Procrastinação e Obsessão EspiritualProcrastinação e Obsessão Espiritual
Procrastinação e Obsessão EspiritualRicardo Azevedo
 
Como os espã ritos podem penetrar nossos pensamentos
Como os espã ritos podem penetrar nossos pensamentosComo os espã ritos podem penetrar nossos pensamentos
Como os espã ritos podem penetrar nossos pensamentosGrupo Espírita Mensageiros
 
Infllência dos espiritos
Infllência dos espiritosInfllência dos espiritos
Infllência dos espiritosGraça Maciel
 
2.9.1 penetração de nosso pensamento pelos espiritos
2.9.1   penetração de nosso pensamento pelos espiritos2.9.1   penetração de nosso pensamento pelos espiritos
2.9.1 penetração de nosso pensamento pelos espiritosMarta Gomes
 
Intervencao dos espiritos I
Intervencao dos espiritos IIntervencao dos espiritos I
Intervencao dos espiritos IAngelo Baptista
 
Como os espíritos influenciam nossas vidas
Como os espíritos influenciam nossas vidasComo os espíritos influenciam nossas vidas
Como os espíritos influenciam nossas vidasLuciane Belchior
 
Comoosespritospodempenetrarnossospensamentos
ComoosespritospodempenetrarnossospensamentosComoosespritospodempenetrarnossospensamentos
ComoosespritospodempenetrarnossospensamentosDeborahARodolfo
 
Como Os EspíRitos Podem Penetrar Nossos Pensamentos
Como Os EspíRitos Podem Penetrar Nossos PensamentosComo Os EspíRitos Podem Penetrar Nossos Pensamentos
Como Os EspíRitos Podem Penetrar Nossos PensamentosSergio Menezes
 
Influência do Pensamento Positivo- Espiritismo
Influência do Pensamento Positivo- EspiritismoInfluência do Pensamento Positivo- Espiritismo
Influência do Pensamento Positivo- EspiritismoValéria Domingues
 

Semelhante a Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita) (20)

INFLUENCIA DOS ESPIRITOS.pptx
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS.pptxINFLUENCIA DOS ESPIRITOS.pptx
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS.pptx
 
ESPERANÇA.pptx
ESPERANÇA.pptxESPERANÇA.pptx
ESPERANÇA.pptx
 
Attachment 2608819178 (3)
Attachment 2608819178 (3)Attachment 2608819178 (3)
Attachment 2608819178 (3)
 
Influencia dos espíritos
Influencia dos espíritosInfluencia dos espíritos
Influencia dos espíritos
 
Roteiro 1 influência dos espíritos
Roteiro 1   influência dos espíritosRoteiro 1   influência dos espíritos
Roteiro 1 influência dos espíritos
 
090624 faculdade, que têm os espíritos, de ver nossos pensamentos–livro ii, c...
090624 faculdade, que têm os espíritos, de ver nossos pensamentos–livro ii, c...090624 faculdade, que têm os espíritos, de ver nossos pensamentos–livro ii, c...
090624 faculdade, que têm os espíritos, de ver nossos pensamentos–livro ii, c...
 
A Influência dos Espíritos
A Influência dos EspíritosA Influência dos Espíritos
A Influência dos Espíritos
 
Aula sobre Livro dos Espíritos - Segunda parte - Cap. 9
Aula sobre Livro dos Espíritos - Segunda parte - Cap. 9Aula sobre Livro dos Espíritos - Segunda parte - Cap. 9
Aula sobre Livro dos Espíritos - Segunda parte - Cap. 9
 
Curso Básico de Espiritismo FEESP 1º ano
Curso Básico de Espiritismo FEESP 1º anoCurso Básico de Espiritismo FEESP 1º ano
Curso Básico de Espiritismo FEESP 1º ano
 
Procrastinação e Obsessão Espiritual
Procrastinação e Obsessão EspiritualProcrastinação e Obsessão Espiritual
Procrastinação e Obsessão Espiritual
 
Obsessão do ponto de vista espírita
Obsessão do ponto de vista espíritaObsessão do ponto de vista espírita
Obsessão do ponto de vista espírita
 
Como os espã ritos podem penetrar nossos pensamentos
Como os espã ritos podem penetrar nossos pensamentosComo os espã ritos podem penetrar nossos pensamentos
Como os espã ritos podem penetrar nossos pensamentos
 
Infllência dos espiritos
Infllência dos espiritosInfllência dos espiritos
Infllência dos espiritos
 
Aula M2 - Os espiritos em nossa vida
Aula M2 - Os espiritos em nossa vida Aula M2 - Os espiritos em nossa vida
Aula M2 - Os espiritos em nossa vida
 
2.9.1 penetração de nosso pensamento pelos espiritos
2.9.1   penetração de nosso pensamento pelos espiritos2.9.1   penetração de nosso pensamento pelos espiritos
2.9.1 penetração de nosso pensamento pelos espiritos
 
Intervencao dos espiritos I
Intervencao dos espiritos IIntervencao dos espiritos I
Intervencao dos espiritos I
 
Como os espíritos influenciam nossas vidas
Como os espíritos influenciam nossas vidasComo os espíritos influenciam nossas vidas
Como os espíritos influenciam nossas vidas
 
Comoosespritospodempenetrarnossospensamentos
ComoosespritospodempenetrarnossospensamentosComoosespritospodempenetrarnossospensamentos
Comoosespritospodempenetrarnossospensamentos
 
Como Os EspíRitos Podem Penetrar Nossos Pensamentos
Como Os EspíRitos Podem Penetrar Nossos PensamentosComo Os EspíRitos Podem Penetrar Nossos Pensamentos
Como Os EspíRitos Podem Penetrar Nossos Pensamentos
 
Influência do Pensamento Positivo- Espiritismo
Influência do Pensamento Positivo- EspiritismoInfluência do Pensamento Positivo- Espiritismo
Influência do Pensamento Positivo- Espiritismo
 

Mais de Marcos Antônio Alves

Mais de Marcos Antônio Alves (14)

Esperança (Palestra Espirita)
Esperança (Palestra Espirita)Esperança (Palestra Espirita)
Esperança (Palestra Espirita)
 
A crise dos valores na sociedade atual (Palestra Espírita)
A crise dos valores na sociedade atual (Palestra Espírita)A crise dos valores na sociedade atual (Palestra Espírita)
A crise dos valores na sociedade atual (Palestra Espírita)
 
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
 
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
 
A Porta Estreita (Palestra Espírita)
A Porta Estreita (Palestra Espírita)A Porta Estreita (Palestra Espírita)
A Porta Estreita (Palestra Espírita)
 
Se alguem te ferir a face direita
Se alguem te ferir a face direitaSe alguem te ferir a face direita
Se alguem te ferir a face direita
 
Os sofrimentos voluntarios
Os sofrimentos voluntariosOs sofrimentos voluntarios
Os sofrimentos voluntarios
 
Causas anteriores das aflições
Causas anteriores das afliçõesCausas anteriores das aflições
Causas anteriores das aflições
 
A moral evangelica do espiritismo
A moral evangelica do espiritismoA moral evangelica do espiritismo
A moral evangelica do espiritismo
 
Indulgencia
IndulgenciaIndulgencia
Indulgencia
 
Anjos e demonios
Anjos e demoniosAnjos e demonios
Anjos e demonios
 
Parábola do semeador
Parábola do semeadorParábola do semeador
Parábola do semeador
 
Da encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritosDa encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritos
 
Relações de além tumulo
Relações de além tumuloRelações de além tumulo
Relações de além tumulo
 

Último

Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaNilson Almeida
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024LeonardoQuintanilha4
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentaçãoantonio211075
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Priscilatrigodecamar
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoFabioLofrano
 

Último (14)

Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 

Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)

  • 1. Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos “O Livro dos Espíritos” Questões 459 a 472
  • 2. Influência dos Espíritos • Como os Espíritos influenciam os nossos pensamentos e atos? • A influência dos Espíritos é sempre boa? • E o nosso livre arbítrio diante desta influência?
  • 3. Influência dos Espíritos • LE 459 - Os Espíritos influem sobre os nossos pensamentos e as nossas ações? ⇒ influência é maior do que supomos; ⇒ frequentemente nos dirigem.
  • 4. Influência dos Espíritos • Como se processa esta influência? ⇒ estamos em um Universo que vibra sob a ação do pensamento e da vontade; ⇒ cada criatura é ao mesmo tempo fonte geradora e receptora das energias espalhadas no Universo.
  • 5. Influência dos Espíritos • Como se processa esta influência? ⇒ no encarnado, a absorção das energias, fluídos, vibrações e pensamentos ocorre automaticamente; ⇒ o perispírito processa o material absorvido e irradia parte dele ao derredor do corpo físico (“aura”).
  • 6. Influência dos Espíritos • LE 460 - Temos pensamentos próprios e outros que nos são sugeridos? ⇒ há sempre os nossos e dos Espíritos; ⇒ idéias contraditórias gera incerteza quanto a origem das idéias.
  • 7. Influência dos Espíritos • LE 461 - Como distinguir os nossos próprios pensamentos dos que nos são sugeridos?
  • 8. Influência dos Espíritos • LE 461 - Como distinguir os nossos próprios pensamentos dos que nos são sugeridos? ⇒ sugerido – soa como uma voz; ⇒ próprios – em geral, os do primeiro impulso; ⇒ não é útil saber a origem – para nos permitir agir com liberdade.
  • 9. Influência dos Espíritos • LE 462 - Os homens de inteligência e de gênio tiram sempre suas ideias de si mesmos?
  • 10. Influência dos Espíritos • LE 462 - Os homens de inteligência e de gênio tiram sempre suas ideias de si mesmos? ⇒ algumas vezes, noutras são sugeridas por outros Espíritos; ⇒ se fosse útil distinguir, Deus nos daria os meios de fazer.
  • 11. Influência dos Espíritos • LE 463 - Diz-se algumas vezes que o primeiro impulso é sempre bom; isto é exato? ⇒ pode ser bom ou mau, conforme nossa natureza; ⇒ é sempre bom para quem ouve as boas inspirações.
  • 12. Influência dos Espíritos • LE 464 - Como distinguir se um pensamento sugerido vem de um bom ou de um mau Espírito?
  • 13. Influência dos Espíritos • LE 464 - Como distinguir se um pensamento sugerido vem de um bom ou de um mau Espírito? ⇒ bons Espíritos sempre dão bons conselhos; ⇒ devemos aprender a distinguir.
  • 14. Influência dos Espíritos • LE 465 - Com que fim os Espíritos imperfeitos nos induzem ao mal? ⇒ para nos fazer sofrer como eles.
  • 15. Influência dos Espíritos • LE 465-a - Isso lhes diminui os sofrimentos? ⇒ Não, fazem por inveja dos seres mais felizes.
  • 16. Influência dos Espíritos • LE 465-b - Que espécie de sofrimentos querem fazer-nos provar? ⇒ Os que decorrem de pertencer a uma ordem inferior.
  • 17. Influência dos Espíritos • LE 466 - Por que permite Deus que os Espíritos nos incitem ao mal? ⇒ são os instrumentos para experimentar nossa fé e constância no bem; ⇒ Espíritos inferiores nos auxiliam no mal, quando temos vontade de cometer o mal;
  • 18. Influência dos Espíritos • LE 466 - Por que permite Deus que os Espíritos nos incitem ao mal? ⇒ Espíritos bons nos influenciam no bem; ⇒ Deus deixa à nossa consciência a escolha da rota a seguir e a liberdade de ceder a uma outra influência.
  • 19. Influência dos Espíritos • LE 467 - Pode o homem se afastar da influência dos Espíritos que o incitam ao mal? ⇒ Sim, só se ligam aos que os solicitam por seus desejos ou os atraem por seus pensamentos
  • 20. Influência dos Espíritos • LE 468 - Os Espíritos cuja influência é repelida pela vontade do homem renunciam às suas tentativas?
  • 21. Influência dos Espíritos • LE 468 - Os Espíritos cuja influência é repelida pela vontade do homem renunciam às suas tentativas? ⇒ nos abandonam se nada tiver a fazer; ⇒ Mas ficam a espreita, aguardando uma nova oportunidade para agir.
  • 22. Influência dos Espíritos • LE 469 - Por que meio se pode neutralizar a influência dos maus Espíritos? ⇒ fazendo o bem e manter a confiança em Deus; ⇒ Não ouvir as más sugestões – pois trazem maus pensamentos, discórdia e más paixões.
  • 23. Influência dos Espíritos • LE 469 - Por que meio se pode neutralizar a influência dos maus Espíritos? ⇒ desconfiar dos que exaltam nosso orgulho – porque eles atacam na nossa maior fraqueza.
  • 24. Influência dos Espíritos • LE 470 - Os Espíritos que procuram induzir- nos ao mal, e que assim põem à prova a nossa firmeza no bem, receberam a missão de o fazer, e se é uma missão que eles cumprem, terão responsabilidade nisso? ⇒ nenhum espírito recebe como missão fazer o mal; ⇒ Deus permite para nos testar.
  • 25. Influência dos Espíritos • LE 471 - Quando experimentamos um sentimento de angústia, de ansiedade indefinível, ou de satisfação interior sem causa conhecida, isso decorre unicamente de uma disposição física? ⇒ efeito da comunicação com os Espíritos, sem que saibamos; ⇒ encontros durante o sono.
  • 26. Influência dos Espíritos • LE 472 - Os Espíritos que desejam incitar-nos ao mal limitam-se a aproveitar as circunstâncias? ⇒ aproveitam mas frequentemente a provocam; ⇒ exemplo: encontrar dinheiro pelo caminho, uns sugerem ficar com ele, outros devolver ao dono.
  • 27. Influência dos Espíritos • Os Espíritos exercem sobre os homens uma influência salutar ou perniciosa; não é preciso, para isto, ser médium. Não havendo a faculdade, eles agem de diversas maneiras. • A influência dos Espíritos sobre nós é constante, e todos se acham expostos a ela, quer acreditem ou não.
  • 28. Influência dos Espíritos • Kardec afirma que três quartas partes de nossas ações más e de nossos maus pensamentos são frutos dessa sugestão oculta. • A prece fervorosa e os esforços sérios por se melhorar são os únicos meios de afastar os maus Espíritos, que reconhecem como senhores aqueles que praticam o bem.
  • 29. Influência dos Espíritos • Resumo final: • Temos a liberdade de seguir os Espíritos Bons ou Espíritos Imperfeitos; • Nossa conduta moral determina o tipo de influência em nossas vidas.
  • 30. Influência dos Espíritos "Senhor, não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal!