SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
Agrupamento de Escolas n.º 1 de Serpa
ESCOLA BÁSICA DE PIAS

HISTÓRIA DA LÍNGUA PORTUGUESA (2)
9.º Ano de Escolaridade

Português
Ano Letivo 2012/2013 | janeiro de 2013
9.º A|9.º B

Vamos rever…
 A maior parte dos vocábulos de origem latina entrou na Língua Portuguesa por via popular, ou seja, as
transformações, a partir do latim vulgar – foram acontecendo lenta e gradualmente, à medida que as
populações se iam apropriando das novas palavras.
 Existem, no entanto, as palavras que foram adotadas diretamente do latim clássico – por via erudita – sem que
tivessem sido sujeitas a quaisquer transformações.
 De acordo com o étimo de onde provêm, as palavras dizem-se:
 divergentes, quando um mesmo étimo deu origem a várias palavras; ou
 convergentes, se vários étimos resultaram em palavras homónimas.

Vamos praticar…
1. Escolhe, de entre os étimos latinos que te são dados, os correspondentes a cada grupo de palavras.

Étimos latinos: oculu(m); matre(m); integru(m); macula(m); planun(m); solitariu(m).
(a) ________________: chão, plano, porão.
(b) ________________: malha, mágoa, mancha.
(c) ________________: solteiro, solitário.

(d) ________________: olho, óculo(s).
(e) ________________: mãe, madre.
(f) ________________: inteiro, íntegro.

1.1. Completa a afirmação apresentada.
As palavras do item 1 dizem-se ________________, porque cada ________________ latino deu
origem a ________________ ou mais vocábulos diferentes.
2. Completa as colunas, colocando as palavras de cada grupo nos espaços adequados.

GRUPO DE PALAVRAS
mediu(m) / meio / médio
superar / superare / sobrar
frio / frígido / frigidu(m)
catedra(m)/ cadeira / cátedra
cogitar / cogitare / cuidar
adro / átrio / atriu(m)

ÉTIMO

VIA ERUDITA

VIA POPULAR

3. Completa com os vocábulos atuais correspondentes.

(a) rideo > ____________ (forma do verbo rir).
rivu(m) > ___________ (curso de água)

(b) libru(m) > ____________ (nome)
libero > ____________ (forma do verbo livrar)

3.1. Completa a afirmação.
As palavras do item 3 chamam-se __________________, porque, embora provenientes de
________________ diferentes, deram origem a palavras ________________.
Fonte adaptada: Gomes, P. (2008). 10 minutos por dia – Língua Portuguesa: 9.º ano. Lisboa: Texto Editores.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tempos verbais simples e compostos
Tempos verbais simples e compostosTempos verbais simples e compostos
Tempos verbais simples e compostos
Lurdes Augusto
 
Oração subordinada adjetiva relativa
Oração subordinada adjetiva relativaOração subordinada adjetiva relativa
Oração subordinada adjetiva relativa
António Fernandes
 
A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os LusíadasA Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
sin3stesia
 
24725899 teste-de-avaliacao-de-literatura-portuguesa
24725899 teste-de-avaliacao-de-literatura-portuguesa24725899 teste-de-avaliacao-de-literatura-portuguesa
24725899 teste-de-avaliacao-de-literatura-portuguesa
Claudia Moreira
 
Orações coordenadas e subordinadas esquema
Orações coordenadas e subordinadas   esquemaOrações coordenadas e subordinadas   esquema
Orações coordenadas e subordinadas esquema
Paulo Portelada
 
Análise do episódio "Inês de Castro"
Análise do episódio "Inês de Castro"Análise do episódio "Inês de Castro"
Análise do episódio "Inês de Castro"
Inês Moreira
 

Mais procurados (20)

Gigante Adamastor, d'Os Lusíadas
Gigante Adamastor, d'Os LusíadasGigante Adamastor, d'Os Lusíadas
Gigante Adamastor, d'Os Lusíadas
 
Tempos verbais simples e compostos
Tempos verbais simples e compostosTempos verbais simples e compostos
Tempos verbais simples e compostos
 
Valor modal das frases
Valor modal das frasesValor modal das frases
Valor modal das frases
 
Atos ilocutórios
Atos ilocutóriosAtos ilocutórios
Atos ilocutórios
 
Lírica camoniana
Lírica camonianaLírica camoniana
Lírica camoniana
 
Subclasses de verbos
Subclasses de verbosSubclasses de verbos
Subclasses de verbos
 
Classificação de orações
Classificação de oraçõesClassificação de orações
Classificação de orações
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
 
Recursos expressivos com exercícios
Recursos expressivos com exercíciosRecursos expressivos com exercícios
Recursos expressivos com exercícios
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
Oração subordinada adjetiva relativa
Oração subordinada adjetiva relativaOração subordinada adjetiva relativa
Oração subordinada adjetiva relativa
 
Pronominalização
Pronominalização Pronominalização
Pronominalização
 
Ilha dos Amores
Ilha dos AmoresIlha dos Amores
Ilha dos Amores
 
A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os LusíadasA Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
 
Fenómenos fonéticos português 9º
Fenómenos fonéticos português 9ºFenómenos fonéticos português 9º
Fenómenos fonéticos português 9º
 
A formosura desta fresca serra
A formosura desta fresca serraA formosura desta fresca serra
A formosura desta fresca serra
 
24725899 teste-de-avaliacao-de-literatura-portuguesa
24725899 teste-de-avaliacao-de-literatura-portuguesa24725899 teste-de-avaliacao-de-literatura-portuguesa
24725899 teste-de-avaliacao-de-literatura-portuguesa
 
Orações coordenadas e subordinadas esquema
Orações coordenadas e subordinadas   esquemaOrações coordenadas e subordinadas   esquema
Orações coordenadas e subordinadas esquema
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
Análise do episódio "Inês de Castro"
Análise do episódio "Inês de Castro"Análise do episódio "Inês de Castro"
Análise do episódio "Inês de Castro"
 

Semelhante a Palavras divergentes e convergentes

Apostila preparatória concurso see 2ª semana
Apostila preparatória concurso see 2ª semanaApostila preparatória concurso see 2ª semana
Apostila preparatória concurso see 2ª semana
Antônio Fernandes
 
Apostila de português
Apostila de portuguêsApostila de português
Apostila de português
Leila Pryjma
 
Substantivos: exercícios diversos
Substantivos: exercícios diversosSubstantivos: exercícios diversos
Substantivos: exercícios diversos
Madalena Joaninho
 
Vamos praticar - HLP - Origem da Língua Portuguesa
Vamos praticar - HLP - Origem da Língua PortuguesaVamos praticar - HLP - Origem da Língua Portuguesa
Vamos praticar - HLP - Origem da Língua Portuguesa
Susana Sobrenome
 
Exercicio variacao linguistica_1
Exercicio variacao linguistica_1Exercicio variacao linguistica_1
Exercicio variacao linguistica_1
Isabella Silva
 
Curso de latim_gloria_tv
Curso de latim_gloria_tvCurso de latim_gloria_tv
Curso de latim_gloria_tv
Maluco Rafael
 
Literatura oral e tradicional
Literatura oral e tradicionalLiteratura oral e tradicional
Literatura oral e tradicional
Célia Gonçalves
 

Semelhante a Palavras divergentes e convergentes (20)

Apostila preparatória concurso see 2ª semana
Apostila preparatória concurso see 2ª semanaApostila preparatória concurso see 2ª semana
Apostila preparatória concurso see 2ª semana
 
1º ano 1º bimestre
1º ano   1º bimestre1º ano   1º bimestre
1º ano 1º bimestre
 
Teoria 2011 1 parte 1
Teoria 2011 1  parte 1Teoria 2011 1  parte 1
Teoria 2011 1 parte 1
 
Apostila de português
Apostila de portuguêsApostila de português
Apostila de português
 
Apostila portugues concurseiro bb
Apostila portugues concurseiro bbApostila portugues concurseiro bb
Apostila portugues concurseiro bb
 
F1eee
F1eeeF1eee
F1eee
 
Substantivos: exercícios diversos
Substantivos: exercícios diversosSubstantivos: exercícios diversos
Substantivos: exercícios diversos
 
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguisticaResumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
 
Denotação x conotação fwae3
Denotação x conotação fwae3Denotação x conotação fwae3
Denotação x conotação fwae3
 
Acordo ortográfico
Acordo ortográficoAcordo ortográfico
Acordo ortográfico
 
Vamos praticar - HLP - Origem da Língua Portuguesa
Vamos praticar - HLP - Origem da Língua PortuguesaVamos praticar - HLP - Origem da Língua Portuguesa
Vamos praticar - HLP - Origem da Língua Portuguesa
 
Exercicio variacao linguistica_1
Exercicio variacao linguistica_1Exercicio variacao linguistica_1
Exercicio variacao linguistica_1
 
O alfabeto grego_
O alfabeto grego_O alfabeto grego_
O alfabeto grego_
 
Alfabeto grego classico - M. J. Cenatti
Alfabeto grego classico - M. J. CenattiAlfabeto grego classico - M. J. Cenatti
Alfabeto grego classico - M. J. Cenatti
 
Portugues 1EM 1BIM
Portugues 1EM 1BIM Portugues 1EM 1BIM
Portugues 1EM 1BIM
 
Texto informativo
Texto informativoTexto informativo
Texto informativo
 
Curso de latim_gloria_tv
Curso de latim_gloria_tvCurso de latim_gloria_tv
Curso de latim_gloria_tv
 
Ficha alpha 6 em língua 1ª série gabarito
Ficha alpha 6 em  língua 1ª série gabaritoFicha alpha 6 em  língua 1ª série gabarito
Ficha alpha 6 em língua 1ª série gabarito
 
Literatura oral e tradicional
Literatura oral e tradicionalLiteratura oral e tradicional
Literatura oral e tradicional
 
Curso-de-latim-completo
 Curso-de-latim-completo Curso-de-latim-completo
Curso-de-latim-completo
 

Mais de Susana Sobrenome

Texto poético - Noções de versificação
Texto poético - Noções de versificaçãoTexto poético - Noções de versificação
Texto poético - Noções de versificação
Susana Sobrenome
 
FT - Despedida em Belém - Item de construção
FT - Despedida em Belém - Item de construçãoFT - Despedida em Belém - Item de construção
FT - Despedida em Belém - Item de construção
Susana Sobrenome
 
FT - Despedidas em Belém - adaptação em prosa
FT - Despedidas em Belém - adaptação em prosaFT - Despedidas em Belém - adaptação em prosa
FT - Despedidas em Belém - adaptação em prosa
Susana Sobrenome
 
Ficha de Trabalho - Episódio de Inês de Castro - Paráfrase
Ficha de Trabalho - Episódio de Inês de Castro - ParáfraseFicha de Trabalho - Episódio de Inês de Castro - Paráfrase
Ficha de Trabalho - Episódio de Inês de Castro - Paráfrase
Susana Sobrenome
 
Ficha de trabalho - Despedidas em Belém (Paráfrase)
Ficha de trabalho - Despedidas em Belém (Paráfrase)Ficha de trabalho - Despedidas em Belém (Paráfrase)
Ficha de trabalho - Despedidas em Belém (Paráfrase)
Susana Sobrenome
 
Ficha informativa - Episódio de Inês de Castro
Ficha informativa - Episódio de Inês de CastroFicha informativa - Episódio de Inês de Castro
Ficha informativa - Episódio de Inês de Castro
Susana Sobrenome
 
Ficha informativa - Tempestade e chegada à Índia
Ficha informativa - Tempestade e chegada à ÍndiaFicha informativa - Tempestade e chegada à Índia
Ficha informativa - Tempestade e chegada à Índia
Susana Sobrenome
 
"Que" integrante ou relativo?
"Que" integrante ou relativo?"Que" integrante ou relativo?
"Que" integrante ou relativo?
Susana Sobrenome
 
Ficha de trabalho - episódio da Tempestade
Ficha de trabalho - episódio da TempestadeFicha de trabalho - episódio da Tempestade
Ficha de trabalho - episódio da Tempestade
Susana Sobrenome
 
Comparação_Adamastor e Mostrengo
Comparação_Adamastor e MostrengoComparação_Adamastor e Mostrengo
Comparação_Adamastor e Mostrengo
Susana Sobrenome
 
A reportagem - estrutura e características
A reportagem - estrutura e característicasA reportagem - estrutura e características
A reportagem - estrutura e características
Susana Sobrenome
 
2009/2010_5ª ficha de avaliação9a
2009/2010_5ª ficha de avaliação9a2009/2010_5ª ficha de avaliação9a
2009/2010_5ª ficha de avaliação9a
Susana Sobrenome
 
2009/2010_6ª ficha de avaliação9a
2009/2010_6ª ficha de avaliação9a2009/2010_6ª ficha de avaliação9a
2009/2010_6ª ficha de avaliação9a
Susana Sobrenome
 
2009/2010_5ª ficha de avaliação9a
2009/2010_5ª ficha de avaliação9a2009/2010_5ª ficha de avaliação9a
2009/2010_5ª ficha de avaliação9a
Susana Sobrenome
 
2009/2010_4ª ficha de avaliação_9
2009/2010_4ª ficha de avaliação_92009/2010_4ª ficha de avaliação_9
2009/2010_4ª ficha de avaliação_9
Susana Sobrenome
 
2009/2010_3ª ficha de avaliação_9ano
2009/2010_3ª ficha de avaliação_9ano2009/2010_3ª ficha de avaliação_9ano
2009/2010_3ª ficha de avaliação_9ano
Susana Sobrenome
 
FT_Auto da Barca do Inferno_Cena introdutória
FT_Auto da Barca do Inferno_Cena introdutóriaFT_Auto da Barca do Inferno_Cena introdutória
FT_Auto da Barca do Inferno_Cena introdutória
Susana Sobrenome
 

Mais de Susana Sobrenome (20)

Ilha dos amores
Ilha dos amoresIlha dos amores
Ilha dos amores
 
Texto poético - Noções de versificação
Texto poético - Noções de versificaçãoTexto poético - Noções de versificação
Texto poético - Noções de versificação
 
FT - Despedida em Belém - Item de construção
FT - Despedida em Belém - Item de construçãoFT - Despedida em Belém - Item de construção
FT - Despedida em Belém - Item de construção
 
FT - Despedidas em Belém - adaptação em prosa
FT - Despedidas em Belém - adaptação em prosaFT - Despedidas em Belém - adaptação em prosa
FT - Despedidas em Belém - adaptação em prosa
 
Ficha de Trabalho - Episódio de Inês de Castro - Paráfrase
Ficha de Trabalho - Episódio de Inês de Castro - ParáfraseFicha de Trabalho - Episódio de Inês de Castro - Paráfrase
Ficha de Trabalho - Episódio de Inês de Castro - Paráfrase
 
Ficha de trabalho - Despedidas em Belém (Paráfrase)
Ficha de trabalho - Despedidas em Belém (Paráfrase)Ficha de trabalho - Despedidas em Belém (Paráfrase)
Ficha de trabalho - Despedidas em Belém (Paráfrase)
 
Ficha informativa - Episódio de Inês de Castro
Ficha informativa - Episódio de Inês de CastroFicha informativa - Episódio de Inês de Castro
Ficha informativa - Episódio de Inês de Castro
 
Ficha informativa - Tempestade e chegada à Índia
Ficha informativa - Tempestade e chegada à ÍndiaFicha informativa - Tempestade e chegada à Índia
Ficha informativa - Tempestade e chegada à Índia
 
"Que" integrante ou relativo?
"Que" integrante ou relativo?"Que" integrante ou relativo?
"Que" integrante ou relativo?
 
Ficha de trabalho - episódio da Tempestade
Ficha de trabalho - episódio da TempestadeFicha de trabalho - episódio da Tempestade
Ficha de trabalho - episódio da Tempestade
 
Comparação_Adamastor e Mostrengo
Comparação_Adamastor e MostrengoComparação_Adamastor e Mostrengo
Comparação_Adamastor e Mostrengo
 
A reportagem - estrutura e características
A reportagem - estrutura e característicasA reportagem - estrutura e características
A reportagem - estrutura e características
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 
2009/2010_5ª ficha de avaliação9a
2009/2010_5ª ficha de avaliação9a2009/2010_5ª ficha de avaliação9a
2009/2010_5ª ficha de avaliação9a
 
2009/2010_6ª ficha de avaliação9a
2009/2010_6ª ficha de avaliação9a2009/2010_6ª ficha de avaliação9a
2009/2010_6ª ficha de avaliação9a
 
2009/2010_5ª ficha de avaliação9a
2009/2010_5ª ficha de avaliação9a2009/2010_5ª ficha de avaliação9a
2009/2010_5ª ficha de avaliação9a
 
2009/2010_4ª ficha de avaliação_9
2009/2010_4ª ficha de avaliação_92009/2010_4ª ficha de avaliação_9
2009/2010_4ª ficha de avaliação_9
 
2009/2010_3ª ficha de avaliação_9ano
2009/2010_3ª ficha de avaliação_9ano2009/2010_3ª ficha de avaliação_9ano
2009/2010_3ª ficha de avaliação_9ano
 
9ano_HLP
9ano_HLP9ano_HLP
9ano_HLP
 
FT_Auto da Barca do Inferno_Cena introdutória
FT_Auto da Barca do Inferno_Cena introdutóriaFT_Auto da Barca do Inferno_Cena introdutória
FT_Auto da Barca do Inferno_Cena introdutória
 

Último

Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 

Último (20)

Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 

Palavras divergentes e convergentes

  • 1. Agrupamento de Escolas n.º 1 de Serpa ESCOLA BÁSICA DE PIAS HISTÓRIA DA LÍNGUA PORTUGUESA (2) 9.º Ano de Escolaridade Português Ano Letivo 2012/2013 | janeiro de 2013 9.º A|9.º B Vamos rever…  A maior parte dos vocábulos de origem latina entrou na Língua Portuguesa por via popular, ou seja, as transformações, a partir do latim vulgar – foram acontecendo lenta e gradualmente, à medida que as populações se iam apropriando das novas palavras.  Existem, no entanto, as palavras que foram adotadas diretamente do latim clássico – por via erudita – sem que tivessem sido sujeitas a quaisquer transformações.  De acordo com o étimo de onde provêm, as palavras dizem-se:  divergentes, quando um mesmo étimo deu origem a várias palavras; ou  convergentes, se vários étimos resultaram em palavras homónimas. Vamos praticar… 1. Escolhe, de entre os étimos latinos que te são dados, os correspondentes a cada grupo de palavras. Étimos latinos: oculu(m); matre(m); integru(m); macula(m); planun(m); solitariu(m). (a) ________________: chão, plano, porão. (b) ________________: malha, mágoa, mancha. (c) ________________: solteiro, solitário. (d) ________________: olho, óculo(s). (e) ________________: mãe, madre. (f) ________________: inteiro, íntegro. 1.1. Completa a afirmação apresentada. As palavras do item 1 dizem-se ________________, porque cada ________________ latino deu origem a ________________ ou mais vocábulos diferentes. 2. Completa as colunas, colocando as palavras de cada grupo nos espaços adequados. GRUPO DE PALAVRAS mediu(m) / meio / médio superar / superare / sobrar frio / frígido / frigidu(m) catedra(m)/ cadeira / cátedra cogitar / cogitare / cuidar adro / átrio / atriu(m) ÉTIMO VIA ERUDITA VIA POPULAR 3. Completa com os vocábulos atuais correspondentes. (a) rideo > ____________ (forma do verbo rir). rivu(m) > ___________ (curso de água) (b) libru(m) > ____________ (nome) libero > ____________ (forma do verbo livrar) 3.1. Completa a afirmação. As palavras do item 3 chamam-se __________________, porque, embora provenientes de ________________ diferentes, deram origem a palavras ________________. Fonte adaptada: Gomes, P. (2008). 10 minutos por dia – Língua Portuguesa: 9.º ano. Lisboa: Texto Editores.