SlideShare uma empresa Scribd logo
PROGRAMAS DO
MEC/SECADI PARA ED. DO
CAMPO
Profa. MSc. Waldileia S.
Cardoso Pereira
Pronacampo
Objetivo: Apoiar técnico e financeiramente os Estados,
Distrito Federal e Municípios para a implementação da
política de educação do campo, visando à ampliação do
acesso e a qualificação da oferta da educação básica e
superior, por meio de ações para a melhoria da infraestrutura
das redes públicas de ensino, a formação inicial e continuada
de professores, a produção e a disponibilização de material
específico aos estudantes do campo e quilombola, em todas
as etapas e modalidades de ensino.
Ações: Voltadas ao acesso e a permanência
na escola, à aprendizagem e à valorização do
universo cultural das populações do campo,
sendo estruturado em quatro eixos: Gestão e
Práticas Pedagógicas – Formação Inicial e
Continuada de Professores - Educação de
Jovens e Adultos e Educação Profissional -
Infraestrutura Física e Tecnológica.
I Eixo: Gestão e Práticas Pedagógicas Livros
didáticos específicos para os anos iniciais do
ensino fundamental, no âmbito do Programa
Nacional do Livro Didático – PNLD Campo.
Obras de referência com especificidades do
campo e das comunidades quilombolas no âmbito
do Programa Nacional de Biblioteca da Escola –
PNBE Temático para os anos finais do ensino
fundamental e ensino médio.
Educação integral com atividades estruturantes e
complementares a formação do estudante. Mais
Educação Campo
Apoio às escolas quilombolas e as escolas do
campo com turmas dos anos iniciais do ensino
fundamental compostas por estudantes de
variadas idades. Escola da Terra
Inclusão das Escolas dos Centros Familiares de
Formação por Alternância – CEFFAS no FUNDEB,
a partir de convênios com as redes públicas de
ensino, amparados pela Lei nº 12.695/2012.
II Eixo: Formação Inicial e Continuada de Professores
Oferta de cursos de Licenciatura em Educação do Campo -
Procampo
Expansão de polos da Universidade Aberta do Brasil.
Cursos de extensão, aperfeiçoamento e especialização.
PDE Interativo
Financiamento específico nas áreas de conhecimento
voltadas a educação do campo e quilombola, por meio do
Observatório da Educação e do Programa de Extensão
Universitária – PROEXT, conforme demanda apresentada.
III Eixo: Educação de Jovens e Adultos e Educação
Profissional
Expansão da oferta de cursos voltados ao
desenvolvimento do campo na Rede Federal e Redes
Estaduais de Formadores. PRONATEC
Expansão de cursos de qualificação profissional
específicos para o campo, por meio do e-Tec. PRONATEC
Bolsa-formação Pronatec para estudantes e trabalhadores
rurais. PRONATEC
Educação de Jovens e Adultos na proposta pedagógica
do Programa Saberes da Terra. EJA Saberes da Terra
Disponibilização de recursos para o 1º ano na implantação
de novas turmas de EJA.
Formação inicial e continuada nas áreas relacionadas à
atividade rural e serviços básicos – guia Pronatec de
cursos FIC e Técnico.
IV Eixo: Infraestrutura Física e Tecnológica
Disponibilização de projetos arquitetônicos de escolas,
com 2, 4 e 6 salas de aula, quadra esportiva coberta,
módulo terra, administrativo, de serviço, de educação
infantil e alojamentos de professores e estudantes.
Construção de Escolas
Disponibilização de laboratórios de informática. Inclusão
Digital
Disponibilização de laptop educacional, um computador
(servidor) com conteúdos pedagógicos e um roteador
wireless para conexão. Inclusão Digital
Disponibilização de computador interativo
(projetor) com lousa digital. Inclusão Digital
Disponibilização de recursos financeiros para
manutenção, conservação, aquisição e pequenos
reparos das instalações, equipamentos e para
abastecimento de água em condições apropriadas
para consumo e esgotamento sanitário. PDDE –
Campo; PDDE - Água.
Articulação para o fornecimento de energia
elétrica às escolas. Luz para Todos
Disponibilização de ônibus rural escolar, lancha
escolar, bicicletas e capacetes. Transporte Escola
Art. 2º Os objetivos da Escola da Terra são:
I - promover a formação continuada de
professores para que atendam às necessidades
específicas de funcionamento das escolas do
campo e daquelas localizadas em comunidades
quilombolas; e II - oferecer recursos didáticos e
pedagógicos que atendam às especificidades
formativas das populações do campo e
quilombolas.
Art. 3º Para implementação da Escola da Terra, os
estados, o Distrito Federal, os municípios e as
instituições públicas de ensino superior deverão
celebrar Termo de Adesão com o Ministério da
Educação, conforme modelo apresentado no Manual
de Gestão, a fim de receber o apoio técnico e
financeiro necessário aos respectivos sistemas de
ensino.
Parágrafo único. O apoio financeiro aos entes
federados e às instituições públicas de ensino
superior que aderirem à Escola da Terra será feito
sem necessidade de convênio, ajuste, acordo,
contrato ou instrumento congênere.
Art. 4º A Escola da Terra compreende os seguintes
componentes:
I - formação continuada e acompanhada dos
professores que atuam em escolas do campo, nas
turmas dos anos iniciais do ensino fundamental
compostas por estudantes de variadas idades, e em
escolas de comunidades quilombolas, bem como
daqueles professores responsáveis pela assessoria
pedagógica a essas escolas, doravante chamados
tutores;
II - materiais didáticos e pedagógicos;
III - monitoramento e avaliação; e
IV - gestão, controle e mobilização social.
Art. 5º A formação continuada de professores da
Escola da Terra caracteriza-se por:
I - Curso de aperfeiçoamento
Para todos os professores e tutores
Carga horária mínimo 180 horas, divididas em dois períodos
formativos:
Aquele de frequência ao curso, denominado tempo-
universidade
Aquele dedicado a atividades realizadas em serviço, com o
acompanhamento dos tutores, denominado tempo escola-
comunidade;
II - acompanhamento pedagógico e gestão, por
intermédio de uma equipe constituída de
coordenadores estaduais e distrital, e de tutores
estaduais e municipais das redes de ensino,
escolhidos por seleção pública.
Parágrafo único. Para o acompanhamento pedagógico e a
gestão, o Ministério da Educação, por intermédio
SECADI/MEC e nos termos da Lei nº 11.273, de 6 de
fevereiro de 2006, concederá bolsas de estudo para o
coordenador estadual ou distrital das ações e para os
tutores, que acompanham e orientam os demais
professores no tempo escola-comunidade, a serem pagas
pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação -
FNDE.
Art. 6º O material didático e pedagógico será
oferecido pelo MEC, por intermédio do Fundo
Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE,
consiste em kits compostos por jogos, mapas,
recursos para alfabetização/letramento e
matemática, para uso nas turmas dos anos iniciais
do ensino fundamental compostas por estudantes
de variadas idades nas escolas do campo e em
escolas de comunidades quilombolas.
Art. 7º O monitoramento e a avaliação se caracterizam por:
I - visitas de acompanhamento pedagógico às escolas do
campo e quilombolas participantes, realizadas pelo menos
uma vez ao mês pelos tutores responsáveis pela assessoria
pedagógica,
Para acompanhar o desenvolvimento do trabalho
dos professores junto às turmas, a evolução da
aprendizagem dos estudantes, o uso dos materiais,
bem como para contribuir para o aperfeiçoamento
das estratégias de ensino com base nos
conhecimentos adquiridos no tempo universidade; e
II - produção de relatório mensal de acompanhamento
pedagógico a cada uma das turmas da Escola da Terra,
elaborado pelo tutor responsável pela Assessoria
Pedagógica à Escola do Campo ou Escola Quilombola de
acordo com modelo oferecido pelo Ministério da Educação,
que deverá ser encaminhado ao coordenador estadual ou
distrital, a quem caberá fazer a sistematização e
consolidação e envia-lo à SECADI/MEC.
Parágrafo único. O relatório a que faz referência o inciso II
deste artigo deverá ser encaminhado mensalmente à
Coordenação Geral de Políticas de Educação do Campo
(CGPEC) da SECADI/ MEC, sem o que não serão
autorizados os pagamentos relativos às bolsas de estudo dos
tutores e do respectivo coordenador estadual ou distrital.
Art. 8º A gestão, o controle e a mobilização social se
caracterizam pela constituição de um arranjo institucional para
gestão das ações, articulando a Comissão Nacional de
Educação do Campo e a Coordenação Nacional das
Comunidades Negras Rurais Quilombolas, com as instâncias
colegiadas dos estados, do Distrito Federal e dos municípios
para o acompanhamento e o monitoramento das ações
vinculadas à Escola da Terra.
§ 1º A gestão ocorrerá em nível local, em parceria com os
estados, o Distrito Federal e os municípios, sendo que:
I - ao município cabe a gestão dos professores ligados
diretamente às turmas dos anos iniciais do ensino
fundamental compostas por estudantes de variadas idades,
em escolas do campo e em escolas de comunidades
quilombolas;
II - ao estado cabe a gestão da ação Escola da Terra em sua
base territorial, no âmbito das redes municipais e da própria
rede estadual, visando à construção de estratégias que atinjam
de forma consistente todos os municípios que assinaram o
termo de adesão e:
III - ao Distrito Federal cabem as responsabilidades de gestão
correspondentes aos estados e municípios.
§ 2º O controle social e a mobilização compreendem o
monitoramento e a avaliação do conjunto de ações e devem
ser realizados sob a coordenação da secretaria estadual ou
distrital, por instâncias colegiadas das quais participem
representantes das secretarias municipais, das organizações
sociais do campo, das instituições públicas federais e outras
instituições afins, com vistas a colaborar com a implementação
e o acompanhamento da Escola da Terra, conforme
estabelecido no Decreto nº 7.352, de 2010.
O PRONACAMPO NO MEC

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis
28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis
28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis
Eduardo Lopes
 
Miniprojeto para trabalho escolar
Miniprojeto para trabalho escolarMiniprojeto para trabalho escolar
Miniprojeto para trabalho escolar
Vitrine Trabalhos
 
Planejamento semanal Educação Física
Planejamento semanal Educação FísicaPlanejamento semanal Educação Física
Planejamento semanal Educação Física
jonasaandre
 
Ed. física 1º ano
Ed. física 1º anoEd. física 1º ano
Ed. física 1º ano
GERALDOGOMESDEBARROS
 
Projeto Político Pedagógico - PPP
Projeto Político Pedagógico - PPPProjeto Político Pedagógico - PPP
Projeto Político Pedagógico - PPP
Hebert Arcanjo
 
Pei slides programa de acao
Pei slides programa de acaoPei slides programa de acao
Pei slides programa de acao
E.E. Mario Martins Pereira
 
Orientaes colegiado escolar
Orientaes   colegiado escolarOrientaes   colegiado escolar
Orientaes colegiado escolar
Najara Nascimento
 
CURRÍCULO ESCOLAR - SIMULADO COM 50 QUESTÕES
CURRÍCULO ESCOLAR - SIMULADO COM 50 QUESTÕESCURRÍCULO ESCOLAR - SIMULADO COM 50 QUESTÕES
CURRÍCULO ESCOLAR - SIMULADO COM 50 QUESTÕES
Valdeci Correia
 
Conselho de Classe - Participativo
Conselho de Classe  - ParticipativoConselho de Classe  - Participativo
Conselho de Classe - Participativo
CÉSAR TAVARES
 
MPEMC AULA 2: Matemática na BNCC
MPEMC AULA 2: Matemática na BNCCMPEMC AULA 2: Matemática na BNCC
MPEMC AULA 2: Matemática na BNCC
profamiriamnavarro
 
GINCANA EDUCATIVA-MATEMÁTICA ESPACIAL
GINCANA EDUCATIVA-MATEMÁTICA ESPACIALGINCANA EDUCATIVA-MATEMÁTICA ESPACIAL
GINCANA EDUCATIVA-MATEMÁTICA ESPACIAL
Edimar Santos
 
Geografia 1º ano
Geografia 1º anoGeografia 1º ano
Geografia 1º ano
GERALDOGOMESDEBARROS
 
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
QUEDMA SILVA
 
Organização do sistema de educação brasileiro
Organização do sistema de educação brasileiroOrganização do sistema de educação brasileiro
Organização do sistema de educação brasileiro
Jaqueline Lira
 
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática. (20...
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.  (20...Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.  (20...
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática. (20...
Mary Alvarenga
 
ECA - ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - SIMULADO COM 50 QUESTÕES
ECA - ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - SIMULADO COM 50 QUESTÕESECA - ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - SIMULADO COM 50 QUESTÕES
ECA - ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - SIMULADO COM 50 QUESTÕES
Valdeci Correia
 
Atestado de vaga
Atestado de vagaAtestado de vaga
Atestado de vaga
AnneJaqueeline
 
Juro simples e compostos - definições e exercícios - AP 09
Juro simples e compostos - definições e exercícios - AP 09Juro simples e compostos - definições e exercícios - AP 09
Juro simples e compostos - definições e exercícios - AP 09
Secretaria de Estado de Educação do Pará
 
Modelo de relatório de alunos em recuperação em Cada Bimestre (6º aio 9º ano)...
Modelo de relatório de alunos em recuperação em Cada Bimestre (6º aio 9º ano)...Modelo de relatório de alunos em recuperação em Cada Bimestre (6º aio 9º ano)...
Modelo de relatório de alunos em recuperação em Cada Bimestre (6º aio 9º ano)...
Adilson P Motta Motta
 
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
Fábio de Oliveira Matos
 

Mais procurados (20)

28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis
28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis
28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis
 
Miniprojeto para trabalho escolar
Miniprojeto para trabalho escolarMiniprojeto para trabalho escolar
Miniprojeto para trabalho escolar
 
Planejamento semanal Educação Física
Planejamento semanal Educação FísicaPlanejamento semanal Educação Física
Planejamento semanal Educação Física
 
Ed. física 1º ano
Ed. física 1º anoEd. física 1º ano
Ed. física 1º ano
 
Projeto Político Pedagógico - PPP
Projeto Político Pedagógico - PPPProjeto Político Pedagógico - PPP
Projeto Político Pedagógico - PPP
 
Pei slides programa de acao
Pei slides programa de acaoPei slides programa de acao
Pei slides programa de acao
 
Orientaes colegiado escolar
Orientaes   colegiado escolarOrientaes   colegiado escolar
Orientaes colegiado escolar
 
CURRÍCULO ESCOLAR - SIMULADO COM 50 QUESTÕES
CURRÍCULO ESCOLAR - SIMULADO COM 50 QUESTÕESCURRÍCULO ESCOLAR - SIMULADO COM 50 QUESTÕES
CURRÍCULO ESCOLAR - SIMULADO COM 50 QUESTÕES
 
Conselho de Classe - Participativo
Conselho de Classe  - ParticipativoConselho de Classe  - Participativo
Conselho de Classe - Participativo
 
MPEMC AULA 2: Matemática na BNCC
MPEMC AULA 2: Matemática na BNCCMPEMC AULA 2: Matemática na BNCC
MPEMC AULA 2: Matemática na BNCC
 
GINCANA EDUCATIVA-MATEMÁTICA ESPACIAL
GINCANA EDUCATIVA-MATEMÁTICA ESPACIALGINCANA EDUCATIVA-MATEMÁTICA ESPACIAL
GINCANA EDUCATIVA-MATEMÁTICA ESPACIAL
 
Geografia 1º ano
Geografia 1º anoGeografia 1º ano
Geografia 1º ano
 
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
 
Organização do sistema de educação brasileiro
Organização do sistema de educação brasileiroOrganização do sistema de educação brasileiro
Organização do sistema de educação brasileiro
 
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática. (20...
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.  (20...Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.  (20...
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática. (20...
 
ECA - ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - SIMULADO COM 50 QUESTÕES
ECA - ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - SIMULADO COM 50 QUESTÕESECA - ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - SIMULADO COM 50 QUESTÕES
ECA - ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - SIMULADO COM 50 QUESTÕES
 
Atestado de vaga
Atestado de vagaAtestado de vaga
Atestado de vaga
 
Juro simples e compostos - definições e exercícios - AP 09
Juro simples e compostos - definições e exercícios - AP 09Juro simples e compostos - definições e exercícios - AP 09
Juro simples e compostos - definições e exercícios - AP 09
 
Modelo de relatório de alunos em recuperação em Cada Bimestre (6º aio 9º ano)...
Modelo de relatório de alunos em recuperação em Cada Bimestre (6º aio 9º ano)...Modelo de relatório de alunos em recuperação em Cada Bimestre (6º aio 9º ano)...
Modelo de relatório de alunos em recuperação em Cada Bimestre (6º aio 9º ano)...
 
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
 

Destaque

67765852 orunmila-ifa-para-reza-os-256-odus-130208085155-phpapp01
67765852 orunmila-ifa-para-reza-os-256-odus-130208085155-phpapp0167765852 orunmila-ifa-para-reza-os-256-odus-130208085155-phpapp01
67765852 orunmila-ifa-para-reza-os-256-odus-130208085155-phpapp01
Asogun Sebastian
 
try if you are intelligent
try if you are intelligenttry if you are intelligent
try if you are intelligent
SUSHILRAILWAY
 
Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...
Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...
Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...
Marco Santos
 
O lugar e a paisagem 6º ano 2015
O lugar e a paisagem 6º ano 2015O lugar e a paisagem 6º ano 2015
O lugar e a paisagem 6º ano 2015
Jaciane Anizio
 
A educação no campo (2)
A educação no campo (2)A educação no campo (2)
A educação no campo (2)
Pri Pri
 
Categorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografiaCategorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografia
Roberta Sumar
 

Destaque (6)

67765852 orunmila-ifa-para-reza-os-256-odus-130208085155-phpapp01
67765852 orunmila-ifa-para-reza-os-256-odus-130208085155-phpapp0167765852 orunmila-ifa-para-reza-os-256-odus-130208085155-phpapp01
67765852 orunmila-ifa-para-reza-os-256-odus-130208085155-phpapp01
 
try if you are intelligent
try if you are intelligenttry if you are intelligent
try if you are intelligent
 
Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...
Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...
Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...
 
O lugar e a paisagem 6º ano 2015
O lugar e a paisagem 6º ano 2015O lugar e a paisagem 6º ano 2015
O lugar e a paisagem 6º ano 2015
 
A educação no campo (2)
A educação no campo (2)A educação no campo (2)
A educação no campo (2)
 
Categorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografiaCategorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografia
 

Semelhante a O PRONACAMPO NO MEC

PNE - Projeto de lei
PNE - Projeto de leiPNE - Projeto de lei
PNE - Projeto de lei
sinteimp
 
Pl 8035 2010 plano nacional de educação
Pl 8035 2010  plano nacional de educaçãoPl 8035 2010  plano nacional de educação
Pl 8035 2010 plano nacional de educação
José Ripardo
 
Projeto de Lei PNE
Projeto de Lei PNEProjeto de Lei PNE
Projeto de Lei PNE
sinteimp
 
Decreto 7.352/2010
Decreto 7.352/2010Decreto 7.352/2010
Decreto 7.352/2010
Wanessa de Castro
 
Pde
PdePde
Pl 8035 2010 (1)
Pl 8035 2010 (1)Pl 8035 2010 (1)
Pl 8035 2010 (1)
Jornal do Commercio
 
Plano Estadual de Educação de Pernambuco
Plano Estadual de Educação de PernambucoPlano Estadual de Educação de Pernambuco
Plano Estadual de Educação de Pernambuco
Paulo Veras
 
atendimento_educacional_especializado_pg29mar2019.ppt
atendimento_educacional_especializado_pg29mar2019.pptatendimento_educacional_especializado_pg29mar2019.ppt
atendimento_educacional_especializado_pg29mar2019.ppt
ericaesilina
 
Palestra ilma ftima de jesus
Palestra ilma ftima de jesusPalestra ilma ftima de jesus
Palestra ilma ftima de jesus
Elina Fernandes
 
05 brasil. programa nacional de educação do campo (pronacampo) ok
05 brasil. programa nacional de educação do campo (pronacampo) ok05 brasil. programa nacional de educação do campo (pronacampo) ok
05 brasil. programa nacional de educação do campo (pronacampo) ok
Albano Goes Souza
 
Resolução cee nº103, de 28 Educação do Campo
Resolução cee nº103, de 28 Educação do CampoResolução cee nº103, de 28 Educação do Campo
Resolução cee nº103, de 28 Educação do Campo
Flavia Amâncio Carneiro
 
Carta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinha
Carta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinhaCarta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinha
Carta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinha
institutopeabiru
 
Carta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinha
Carta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinhaCarta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinha
Carta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinha
institutopeabiru
 
Plano estadual pdf
Plano estadual pdfPlano estadual pdf
Plano estadual pdf
Eden Carlos de Souza
 
Instrução normativa nº 06.2011 publicada no d.o.e em 16 de fevereiro de 2011 ...
Instrução normativa nº 06.2011 publicada no d.o.e em 16 de fevereiro de 2011 ...Instrução normativa nº 06.2011 publicada no d.o.e em 16 de fevereiro de 2011 ...
Instrução normativa nº 06.2011 publicada no d.o.e em 16 de fevereiro de 2011 ...
elannialins
 
Politicas Públicas Educação do Campo MEC-SECADI_13
Politicas Públicas Educação do Campo  MEC-SECADI_13Politicas Públicas Educação do Campo  MEC-SECADI_13
Politicas Públicas Educação do Campo MEC-SECADI_13
elaine azevedo
 
Seduc2013
Seduc2013Seduc2013
Seduc2013
Seduc Nioaque
 
Resolução nº 2 conselho nacional de educação câmara de educação superior
Resolução nº 2 conselho nacional de educação câmara de educação superiorResolução nº 2 conselho nacional de educação câmara de educação superior
Resolução nº 2 conselho nacional de educação câmara de educação superior
Celi Jandy Moraes Gomes
 
Pee pe. lei estadual nº 15.533 de 23.6.2015
Pee pe. lei estadual nº 15.533 de 23.6.2015Pee pe. lei estadual nº 15.533 de 23.6.2015
Pee pe. lei estadual nº 15.533 de 23.6.2015
EMBcae consultoria e assessoria educacional
 
decreto-6755-2009-pdf.pdf
decreto-6755-2009-pdf.pdfdecreto-6755-2009-pdf.pdf
decreto-6755-2009-pdf.pdf
MrciaRocha48
 

Semelhante a O PRONACAMPO NO MEC (20)

PNE - Projeto de lei
PNE - Projeto de leiPNE - Projeto de lei
PNE - Projeto de lei
 
Pl 8035 2010 plano nacional de educação
Pl 8035 2010  plano nacional de educaçãoPl 8035 2010  plano nacional de educação
Pl 8035 2010 plano nacional de educação
 
Projeto de Lei PNE
Projeto de Lei PNEProjeto de Lei PNE
Projeto de Lei PNE
 
Decreto 7.352/2010
Decreto 7.352/2010Decreto 7.352/2010
Decreto 7.352/2010
 
Pde
PdePde
Pde
 
Pl 8035 2010 (1)
Pl 8035 2010 (1)Pl 8035 2010 (1)
Pl 8035 2010 (1)
 
Plano Estadual de Educação de Pernambuco
Plano Estadual de Educação de PernambucoPlano Estadual de Educação de Pernambuco
Plano Estadual de Educação de Pernambuco
 
atendimento_educacional_especializado_pg29mar2019.ppt
atendimento_educacional_especializado_pg29mar2019.pptatendimento_educacional_especializado_pg29mar2019.ppt
atendimento_educacional_especializado_pg29mar2019.ppt
 
Palestra ilma ftima de jesus
Palestra ilma ftima de jesusPalestra ilma ftima de jesus
Palestra ilma ftima de jesus
 
05 brasil. programa nacional de educação do campo (pronacampo) ok
05 brasil. programa nacional de educação do campo (pronacampo) ok05 brasil. programa nacional de educação do campo (pronacampo) ok
05 brasil. programa nacional de educação do campo (pronacampo) ok
 
Resolução cee nº103, de 28 Educação do Campo
Resolução cee nº103, de 28 Educação do CampoResolução cee nº103, de 28 Educação do Campo
Resolução cee nº103, de 28 Educação do Campo
 
Carta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinha
Carta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinhaCarta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinha
Carta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinha
 
Carta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinha
Carta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinhaCarta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinha
Carta do território da cidadania do marajó sobre a educação ribeirinha
 
Plano estadual pdf
Plano estadual pdfPlano estadual pdf
Plano estadual pdf
 
Instrução normativa nº 06.2011 publicada no d.o.e em 16 de fevereiro de 2011 ...
Instrução normativa nº 06.2011 publicada no d.o.e em 16 de fevereiro de 2011 ...Instrução normativa nº 06.2011 publicada no d.o.e em 16 de fevereiro de 2011 ...
Instrução normativa nº 06.2011 publicada no d.o.e em 16 de fevereiro de 2011 ...
 
Politicas Públicas Educação do Campo MEC-SECADI_13
Politicas Públicas Educação do Campo  MEC-SECADI_13Politicas Públicas Educação do Campo  MEC-SECADI_13
Politicas Públicas Educação do Campo MEC-SECADI_13
 
Seduc2013
Seduc2013Seduc2013
Seduc2013
 
Resolução nº 2 conselho nacional de educação câmara de educação superior
Resolução nº 2 conselho nacional de educação câmara de educação superiorResolução nº 2 conselho nacional de educação câmara de educação superior
Resolução nº 2 conselho nacional de educação câmara de educação superior
 
Pee pe. lei estadual nº 15.533 de 23.6.2015
Pee pe. lei estadual nº 15.533 de 23.6.2015Pee pe. lei estadual nº 15.533 de 23.6.2015
Pee pe. lei estadual nº 15.533 de 23.6.2015
 
decreto-6755-2009-pdf.pdf
decreto-6755-2009-pdf.pdfdecreto-6755-2009-pdf.pdf
decreto-6755-2009-pdf.pdf
 

Mais de waldileia do socorro pereira

A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...
A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...
A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...
waldileia do socorro pereira
 
Apresentação projeto 2013 wal
Apresentação projeto 2013 walApresentação projeto 2013 wal
Apresentação projeto 2013 wal
waldileia do socorro pereira
 
Avaliação ética como processo de inclusão social
Avaliação ética como processo de inclusão socialAvaliação ética como processo de inclusão social
Avaliação ética como processo de inclusão social
waldileia do socorro pereira
 
Biologia e educação.curva spptx
Biologia e educação.curva spptxBiologia e educação.curva spptx
Biologia e educação.curva spptx
waldileia do socorro pereira
 
Disci. biologia e ed. aula celula (2)
Disci. biologia e ed. aula celula (2)Disci. biologia e ed. aula celula (2)
Disci. biologia e ed. aula celula (2)
waldileia do socorro pereira
 
Biologia e educação.curva spptx
Biologia e educação.curva spptxBiologia e educação.curva spptx
Biologia e educação.curva spptx
waldileia do socorro pereira
 
O bhagavad gita como elel é
O bhagavad gita como elel éO bhagavad gita como elel é
O bhagavad gita como elel é
waldileia do socorro pereira
 
Aula teoria gaia ppt
Aula teoria gaia pptAula teoria gaia ppt
Aula teoria gaia ppt
waldileia do socorro pereira
 
Agenda 21 escolar
Agenda 21 escolarAgenda 21 escolar
Agenda 21 escolar
waldileia do socorro pereira
 
Estágio docente na formação
Estágio docente na formaçãoEstágio docente na formação
Estágio docente na formação
waldileia do socorro pereira
 
Constituição do campo da educação ambiental
Constituição do campo da educação ambientalConstituição do campo da educação ambiental
Constituição do campo da educação ambiental
waldileia do socorro pereira
 
Passo a passo da agenda ambiental
Passo a passo da agenda ambientalPasso a passo da agenda ambiental
Passo a passo da agenda ambiental
waldileia do socorro pereira
 
Pre projeto pesquisa (2)
Pre projeto pesquisa (2)Pre projeto pesquisa (2)
Pre projeto pesquisa (2)
waldileia do socorro pereira
 
Apresentação seminário pedagogia do oprimido 02
Apresentação seminário pedagogia do oprimido 02Apresentação seminário pedagogia do oprimido 02
Apresentação seminário pedagogia do oprimido 02
waldileia do socorro pereira
 
Constituição do campo da educação ambiental copy
Constituição do campo da educação ambiental   copyConstituição do campo da educação ambiental   copy
Constituição do campo da educação ambiental copy
waldileia do socorro pereira
 
Apresentação wal modulo 3
Apresentação wal modulo 3Apresentação wal modulo 3
Apresentação wal modulo 3
waldileia do socorro pereira
 
Ddpm formaçao ed. amniental mod. 1
Ddpm formaçao ed. amniental mod. 1Ddpm formaçao ed. amniental mod. 1
Ddpm formaçao ed. amniental mod. 1
waldileia do socorro pereira
 
Apresentacão ed. ambiental
Apresentacão ed. ambientalApresentacão ed. ambiental
Apresentacão ed. ambiental
waldileia do socorro pereira
 
Apresentação seminario etica e letramento 01
Apresentação seminario etica e letramento 01Apresentação seminario etica e letramento 01
Apresentação seminario etica e letramento 01
waldileia do socorro pereira
 

Mais de waldileia do socorro pereira (19)

A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...
A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...
A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...
 
Apresentação projeto 2013 wal
Apresentação projeto 2013 walApresentação projeto 2013 wal
Apresentação projeto 2013 wal
 
Avaliação ética como processo de inclusão social
Avaliação ética como processo de inclusão socialAvaliação ética como processo de inclusão social
Avaliação ética como processo de inclusão social
 
Biologia e educação.curva spptx
Biologia e educação.curva spptxBiologia e educação.curva spptx
Biologia e educação.curva spptx
 
Disci. biologia e ed. aula celula (2)
Disci. biologia e ed. aula celula (2)Disci. biologia e ed. aula celula (2)
Disci. biologia e ed. aula celula (2)
 
Biologia e educação.curva spptx
Biologia e educação.curva spptxBiologia e educação.curva spptx
Biologia e educação.curva spptx
 
O bhagavad gita como elel é
O bhagavad gita como elel éO bhagavad gita como elel é
O bhagavad gita como elel é
 
Aula teoria gaia ppt
Aula teoria gaia pptAula teoria gaia ppt
Aula teoria gaia ppt
 
Agenda 21 escolar
Agenda 21 escolarAgenda 21 escolar
Agenda 21 escolar
 
Estágio docente na formação
Estágio docente na formaçãoEstágio docente na formação
Estágio docente na formação
 
Constituição do campo da educação ambiental
Constituição do campo da educação ambientalConstituição do campo da educação ambiental
Constituição do campo da educação ambiental
 
Passo a passo da agenda ambiental
Passo a passo da agenda ambientalPasso a passo da agenda ambiental
Passo a passo da agenda ambiental
 
Pre projeto pesquisa (2)
Pre projeto pesquisa (2)Pre projeto pesquisa (2)
Pre projeto pesquisa (2)
 
Apresentação seminário pedagogia do oprimido 02
Apresentação seminário pedagogia do oprimido 02Apresentação seminário pedagogia do oprimido 02
Apresentação seminário pedagogia do oprimido 02
 
Constituição do campo da educação ambiental copy
Constituição do campo da educação ambiental   copyConstituição do campo da educação ambiental   copy
Constituição do campo da educação ambiental copy
 
Apresentação wal modulo 3
Apresentação wal modulo 3Apresentação wal modulo 3
Apresentação wal modulo 3
 
Ddpm formaçao ed. amniental mod. 1
Ddpm formaçao ed. amniental mod. 1Ddpm formaçao ed. amniental mod. 1
Ddpm formaçao ed. amniental mod. 1
 
Apresentacão ed. ambiental
Apresentacão ed. ambientalApresentacão ed. ambiental
Apresentacão ed. ambiental
 
Apresentação seminario etica e letramento 01
Apresentação seminario etica e letramento 01Apresentação seminario etica e letramento 01
Apresentação seminario etica e letramento 01
 

Último

Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
sesiomzezao
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 

Último (20)

FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 

O PRONACAMPO NO MEC

  • 1. PROGRAMAS DO MEC/SECADI PARA ED. DO CAMPO Profa. MSc. Waldileia S. Cardoso Pereira
  • 2. Pronacampo Objetivo: Apoiar técnico e financeiramente os Estados, Distrito Federal e Municípios para a implementação da política de educação do campo, visando à ampliação do acesso e a qualificação da oferta da educação básica e superior, por meio de ações para a melhoria da infraestrutura das redes públicas de ensino, a formação inicial e continuada de professores, a produção e a disponibilização de material específico aos estudantes do campo e quilombola, em todas as etapas e modalidades de ensino.
  • 3. Ações: Voltadas ao acesso e a permanência na escola, à aprendizagem e à valorização do universo cultural das populações do campo, sendo estruturado em quatro eixos: Gestão e Práticas Pedagógicas – Formação Inicial e Continuada de Professores - Educação de Jovens e Adultos e Educação Profissional - Infraestrutura Física e Tecnológica.
  • 4. I Eixo: Gestão e Práticas Pedagógicas Livros didáticos específicos para os anos iniciais do ensino fundamental, no âmbito do Programa Nacional do Livro Didático – PNLD Campo. Obras de referência com especificidades do campo e das comunidades quilombolas no âmbito do Programa Nacional de Biblioteca da Escola – PNBE Temático para os anos finais do ensino fundamental e ensino médio.
  • 5. Educação integral com atividades estruturantes e complementares a formação do estudante. Mais Educação Campo Apoio às escolas quilombolas e as escolas do campo com turmas dos anos iniciais do ensino fundamental compostas por estudantes de variadas idades. Escola da Terra Inclusão das Escolas dos Centros Familiares de Formação por Alternância – CEFFAS no FUNDEB, a partir de convênios com as redes públicas de ensino, amparados pela Lei nº 12.695/2012.
  • 6. II Eixo: Formação Inicial e Continuada de Professores Oferta de cursos de Licenciatura em Educação do Campo - Procampo Expansão de polos da Universidade Aberta do Brasil. Cursos de extensão, aperfeiçoamento e especialização. PDE Interativo Financiamento específico nas áreas de conhecimento voltadas a educação do campo e quilombola, por meio do Observatório da Educação e do Programa de Extensão Universitária – PROEXT, conforme demanda apresentada.
  • 7. III Eixo: Educação de Jovens e Adultos e Educação Profissional Expansão da oferta de cursos voltados ao desenvolvimento do campo na Rede Federal e Redes Estaduais de Formadores. PRONATEC Expansão de cursos de qualificação profissional específicos para o campo, por meio do e-Tec. PRONATEC Bolsa-formação Pronatec para estudantes e trabalhadores rurais. PRONATEC Educação de Jovens e Adultos na proposta pedagógica do Programa Saberes da Terra. EJA Saberes da Terra Disponibilização de recursos para o 1º ano na implantação de novas turmas de EJA. Formação inicial e continuada nas áreas relacionadas à atividade rural e serviços básicos – guia Pronatec de cursos FIC e Técnico.
  • 8. IV Eixo: Infraestrutura Física e Tecnológica Disponibilização de projetos arquitetônicos de escolas, com 2, 4 e 6 salas de aula, quadra esportiva coberta, módulo terra, administrativo, de serviço, de educação infantil e alojamentos de professores e estudantes. Construção de Escolas Disponibilização de laboratórios de informática. Inclusão Digital Disponibilização de laptop educacional, um computador (servidor) com conteúdos pedagógicos e um roteador wireless para conexão. Inclusão Digital
  • 9. Disponibilização de computador interativo (projetor) com lousa digital. Inclusão Digital Disponibilização de recursos financeiros para manutenção, conservação, aquisição e pequenos reparos das instalações, equipamentos e para abastecimento de água em condições apropriadas para consumo e esgotamento sanitário. PDDE – Campo; PDDE - Água. Articulação para o fornecimento de energia elétrica às escolas. Luz para Todos Disponibilização de ônibus rural escolar, lancha escolar, bicicletas e capacetes. Transporte Escola
  • 10. Art. 2º Os objetivos da Escola da Terra são: I - promover a formação continuada de professores para que atendam às necessidades específicas de funcionamento das escolas do campo e daquelas localizadas em comunidades quilombolas; e II - oferecer recursos didáticos e pedagógicos que atendam às especificidades formativas das populações do campo e quilombolas.
  • 11. Art. 3º Para implementação da Escola da Terra, os estados, o Distrito Federal, os municípios e as instituições públicas de ensino superior deverão celebrar Termo de Adesão com o Ministério da Educação, conforme modelo apresentado no Manual de Gestão, a fim de receber o apoio técnico e financeiro necessário aos respectivos sistemas de ensino.
  • 12. Parágrafo único. O apoio financeiro aos entes federados e às instituições públicas de ensino superior que aderirem à Escola da Terra será feito sem necessidade de convênio, ajuste, acordo, contrato ou instrumento congênere.
  • 13. Art. 4º A Escola da Terra compreende os seguintes componentes: I - formação continuada e acompanhada dos professores que atuam em escolas do campo, nas turmas dos anos iniciais do ensino fundamental compostas por estudantes de variadas idades, e em escolas de comunidades quilombolas, bem como daqueles professores responsáveis pela assessoria pedagógica a essas escolas, doravante chamados tutores;
  • 14. II - materiais didáticos e pedagógicos; III - monitoramento e avaliação; e IV - gestão, controle e mobilização social. Art. 5º A formação continuada de professores da Escola da Terra caracteriza-se por: I - Curso de aperfeiçoamento
  • 15. Para todos os professores e tutores Carga horária mínimo 180 horas, divididas em dois períodos formativos: Aquele de frequência ao curso, denominado tempo- universidade Aquele dedicado a atividades realizadas em serviço, com o acompanhamento dos tutores, denominado tempo escola- comunidade;
  • 16. II - acompanhamento pedagógico e gestão, por intermédio de uma equipe constituída de coordenadores estaduais e distrital, e de tutores estaduais e municipais das redes de ensino, escolhidos por seleção pública.
  • 17. Parágrafo único. Para o acompanhamento pedagógico e a gestão, o Ministério da Educação, por intermédio SECADI/MEC e nos termos da Lei nº 11.273, de 6 de fevereiro de 2006, concederá bolsas de estudo para o coordenador estadual ou distrital das ações e para os tutores, que acompanham e orientam os demais professores no tempo escola-comunidade, a serem pagas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE.
  • 18. Art. 6º O material didático e pedagógico será oferecido pelo MEC, por intermédio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE, consiste em kits compostos por jogos, mapas, recursos para alfabetização/letramento e matemática, para uso nas turmas dos anos iniciais do ensino fundamental compostas por estudantes de variadas idades nas escolas do campo e em escolas de comunidades quilombolas.
  • 19. Art. 7º O monitoramento e a avaliação se caracterizam por: I - visitas de acompanhamento pedagógico às escolas do campo e quilombolas participantes, realizadas pelo menos uma vez ao mês pelos tutores responsáveis pela assessoria pedagógica,
  • 20. Para acompanhar o desenvolvimento do trabalho dos professores junto às turmas, a evolução da aprendizagem dos estudantes, o uso dos materiais, bem como para contribuir para o aperfeiçoamento das estratégias de ensino com base nos conhecimentos adquiridos no tempo universidade; e
  • 21. II - produção de relatório mensal de acompanhamento pedagógico a cada uma das turmas da Escola da Terra, elaborado pelo tutor responsável pela Assessoria Pedagógica à Escola do Campo ou Escola Quilombola de acordo com modelo oferecido pelo Ministério da Educação, que deverá ser encaminhado ao coordenador estadual ou distrital, a quem caberá fazer a sistematização e consolidação e envia-lo à SECADI/MEC.
  • 22. Parágrafo único. O relatório a que faz referência o inciso II deste artigo deverá ser encaminhado mensalmente à Coordenação Geral de Políticas de Educação do Campo (CGPEC) da SECADI/ MEC, sem o que não serão autorizados os pagamentos relativos às bolsas de estudo dos tutores e do respectivo coordenador estadual ou distrital.
  • 23. Art. 8º A gestão, o controle e a mobilização social se caracterizam pela constituição de um arranjo institucional para gestão das ações, articulando a Comissão Nacional de Educação do Campo e a Coordenação Nacional das Comunidades Negras Rurais Quilombolas, com as instâncias colegiadas dos estados, do Distrito Federal e dos municípios para o acompanhamento e o monitoramento das ações vinculadas à Escola da Terra.
  • 24. § 1º A gestão ocorrerá em nível local, em parceria com os estados, o Distrito Federal e os municípios, sendo que: I - ao município cabe a gestão dos professores ligados diretamente às turmas dos anos iniciais do ensino fundamental compostas por estudantes de variadas idades, em escolas do campo e em escolas de comunidades quilombolas;
  • 25. II - ao estado cabe a gestão da ação Escola da Terra em sua base territorial, no âmbito das redes municipais e da própria rede estadual, visando à construção de estratégias que atinjam de forma consistente todos os municípios que assinaram o termo de adesão e: III - ao Distrito Federal cabem as responsabilidades de gestão correspondentes aos estados e municípios.
  • 26. § 2º O controle social e a mobilização compreendem o monitoramento e a avaliação do conjunto de ações e devem ser realizados sob a coordenação da secretaria estadual ou distrital, por instâncias colegiadas das quais participem representantes das secretarias municipais, das organizações sociais do campo, das instituições públicas federais e outras instituições afins, com vistas a colaborar com a implementação e o acompanhamento da Escola da Terra, conforme estabelecido no Decreto nº 7.352, de 2010.