SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
A educação não pode
ser delegada à escola.
Aluno é transitório.
Filho é para sempre
Dr. Içami Tiba
Lev Vygotsky
• É entendido por vigotsk pelo processo de
internalizarão por modos culturais de agir e pensar,
esse processo de internalizarão se inicia nas
relaçoes sociais , aprendizado e desenvolvimento
processos caminham juntos.
• O aprendizado sucita o segundo que é o
desenvolvimento, tudo que a criança aprende com o
adulto , vai sendo incorporado na criança e vai
transformando seus modos de agir e pensar.
A proposta de Vygotsky
• Trabalhar com os indicadores de desenvolvimento
proximal , e não apenas desenvolvimento real .
• Os indicadores do desenvolvimento proximal seriam as
soluções que a criança consegue atingir coma
orientação e a colaboração de um adulto ou de outra
criança mais velha.
• Portanto é no como do desenvolvimento em
elaboração que a participação do adulto como pai ,
professor , parceiro social se faz necessária .
Diferença entre o conhecimento do
cotidiano e da escola
Conhecimento cotidiano :
• Acontece nas brincadeiras , nas tarefas de casa nas compras que faz pra mãe,
imitando os velhos , compara , compara , seria entrelaçados a emoções , as
necessidades e a interesses imediatos.
Conhecimento da escola
• As relações de conhecimentos são intencionais e planejadas , a criança sabe que
esta ali para apropriar se de tal conhecimento , tipos de conhecimentos e de
modos de pensar e de explicar o mundo organizados sobre uma lógica que ela
devera aprender
Nesse sentido a educação escolarizada tem um forte papel singular no
desenvolvimento dos indivíduos .
Fazendo junto , dando pistas, o professor também interfere no desenvolvimento
proximal de seus alunos .
O que distingue o homem de outras
espécies origina-se de sua vida em
sociedade. Seus modos de perceber
representar, de explicar e de atuar
sobre o meio. Seus sentimentos em
relação ao mundo, ao outro e a si
mesmo, enfim, seu funcionamento
psicológico, vão se constituindo nas
relações sociais.
Lev Vygotsky
LEI Nº 9.394, DE 20 DE DEZEMBRO DE 1996.
Dos Princípios e Fins da Educação Nacional
Art. 2º A educação, dever da família e do
Estado, inspirada nos princípios de liberdade
e nos ideais de solidariedade humana, tem
por finalidade o pleno desenvolvimento do
educando, seu preparo para o exercício da
cidadania e sua qualificação para o trabalho.
A sociedade tem um papal fundamental no
desenvolvimento do ser humano , não tem
como fazer educação de uma forma isolada,
da sociedade, família, saúde...
SOCIEDADE
ESCOLA
FAMÍLI
A
CIDADÃO
ALUNO
A família tem responsabilidade de formar pessoas
de personalidade, caráter .
A escola tem a responsabilidade de formar
cidadãos com as características exigidas pela
sociedade, e a sociedade exige a formação de
cidadãos plenos ou seja críticos e conscientes de
suas responsabilidades.
A sociedade tem um papal fundamental no
desenvolvimento do ser humano , não tem
como fazer educação de uma forma isolada, da
sociedade, família, saúde...

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O papel da família na educação dos filhos
O papel da família na educação dos filhosO papel da família na educação dos filhos
O papel da família na educação dos filhosMarta Lemos
 
Slide lara relação família escola
Slide lara relação família escolaSlide lara relação família escola
Slide lara relação família escolaRosana Leite
 
Família e escola: A união como solução da educação no mundo.
Família e escola: A união como solução da educação no mundo.Família e escola: A união como solução da educação no mundo.
Família e escola: A união como solução da educação no mundo.Kássia Quadros Ferreira
 
A relação família escola
A relação família escolaA relação família escola
A relação família escolaMartileny Vieira
 
A importancia familia
A importancia familia A importancia familia
A importancia familia Elsa Cristina
 
Rotina para quê
Rotina para quêRotina para quê
Rotina para quêAnaí Peña
 
Palestra EC46 - Limites em casa e na escola
Palestra   EC46 - Limites em casa e na escolaPalestra   EC46 - Limites em casa e na escola
Palestra EC46 - Limites em casa e na escolaAnaí Peña
 
A família e a escola na formação integral
A família e a escola na formação integralA família e a escola na formação integral
A família e a escola na formação integralDianaricardo28
 
Desenvolvimento de competências socioemocionais
Desenvolvimento de competências socioemocionaisDesenvolvimento de competências socioemocionais
Desenvolvimento de competências socioemocionaisGrasiela Dourado
 
1 apresentação reunião de pais
1 apresentação reunião de pais1 apresentação reunião de pais
1 apresentação reunião de paisColmanetti
 
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...Anaí Peña
 
A importância da família para o processo da aprendizagem escolar por flávia...
A importância da família para o processo da aprendizagem escolar   por flávia...A importância da família para o processo da aprendizagem escolar   por flávia...
A importância da família para o processo da aprendizagem escolar por flávia...Psicanalista Santos
 
Escola e família em parceria palestra norma
Escola e família em parceria palestra normaEscola e família em parceria palestra norma
Escola e família em parceria palestra normaveraelaine
 
Reunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantilReunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantilJeovany Anjos
 

Mais procurados (20)

O papel da família na educação dos filhos
O papel da família na educação dos filhosO papel da família na educação dos filhos
O papel da família na educação dos filhos
 
Slide lara relação família escola
Slide lara relação família escolaSlide lara relação família escola
Slide lara relação família escola
 
Família e escola: A união como solução da educação no mundo.
Família e escola: A união como solução da educação no mundo.Família e escola: A união como solução da educação no mundo.
Família e escola: A união como solução da educação no mundo.
 
A relação família escola
A relação família escolaA relação família escola
A relação família escola
 
A importancia familia
A importancia familia A importancia familia
A importancia familia
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Rotina para quê
Rotina para quêRotina para quê
Rotina para quê
 
Palestra EC46 - Limites em casa e na escola
Palestra   EC46 - Limites em casa e na escolaPalestra   EC46 - Limites em casa e na escola
Palestra EC46 - Limites em casa e na escola
 
A família e a escola na formação integral
A família e a escola na formação integralA família e a escola na formação integral
A família e a escola na formação integral
 
Desenvolvimento de competências socioemocionais
Desenvolvimento de competências socioemocionaisDesenvolvimento de competências socioemocionais
Desenvolvimento de competências socioemocionais
 
As práticas educativas
As práticas educativasAs práticas educativas
As práticas educativas
 
Família, Escola, Sociedade
Família, Escola, SociedadeFamília, Escola, Sociedade
Família, Escola, Sociedade
 
1 apresentação reunião de pais
1 apresentação reunião de pais1 apresentação reunião de pais
1 apresentação reunião de pais
 
Família e escola
Família e escolaFamília e escola
Família e escola
 
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
 
A importância da família para o processo da aprendizagem escolar por flávia...
A importância da família para o processo da aprendizagem escolar   por flávia...A importância da família para o processo da aprendizagem escolar   por flávia...
A importância da família para o processo da aprendizagem escolar por flávia...
 
A Família e a Escola
A Família e a EscolaA Família e a Escola
A Família e a Escola
 
Escola e família em parceria palestra norma
Escola e família em parceria palestra normaEscola e família em parceria palestra norma
Escola e família em parceria palestra norma
 
Gestão escolar
Gestão escolarGestão escolar
Gestão escolar
 
Reunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantilReunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantil
 

Destaque

Comunidade Escolar e Pais, parceiros na aprendizagem
Comunidade Escolar e Pais, parceiros na aprendizagemComunidade Escolar e Pais, parceiros na aprendizagem
Comunidade Escolar e Pais, parceiros na aprendizagemceliaregiane
 
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012Diana Mendes Crespo
 
Apresentação escola aberta
Apresentação escola abertaApresentação escola aberta
Apresentação escola abertaMirian Espindula
 
Educação, Família, Comunidade: A inclusão Escolar.
Educação, Família, Comunidade: A inclusão Escolar.Educação, Família, Comunidade: A inclusão Escolar.
Educação, Família, Comunidade: A inclusão Escolar.Juliana Madna
 
Slides conselho escolar
Slides conselho escolarSlides conselho escolar
Slides conselho escolarcezarjeri
 
Psicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacionalPsicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacionalThiago de Almeida
 
Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...
Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...
Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...SimoneHelenDrumond
 
Multirão 2011
Multirão 2011Multirão 2011
Multirão 2011franciete
 
GESTÃO DEMOCRÁTICA: O TRABALHO DOS GESTORES
GESTÃO DEMOCRÁTICA: O TRABALHO DOS GESTORESGESTÃO DEMOCRÁTICA: O TRABALHO DOS GESTORES
GESTÃO DEMOCRÁTICA: O TRABALHO DOS GESTORESAline Zugel
 
Parceria família escola
Parceria família escola Parceria família escola
Parceria família escola Luciene Vales
 
Power Point FamíLia Na Escola
Power Point FamíLia Na EscolaPower Point FamíLia Na Escola
Power Point FamíLia Na Escolarosemere eman
 

Destaque (20)

Comunidade Escolar e Pais, parceiros na aprendizagem
Comunidade Escolar e Pais, parceiros na aprendizagemComunidade Escolar e Pais, parceiros na aprendizagem
Comunidade Escolar e Pais, parceiros na aprendizagem
 
Projeto familia na escola
Projeto familia na escolaProjeto familia na escola
Projeto familia na escola
 
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
 
Apresentação escola aberta
Apresentação escola abertaApresentação escola aberta
Apresentação escola aberta
 
Educação, Família, Comunidade: A inclusão Escolar.
Educação, Família, Comunidade: A inclusão Escolar.Educação, Família, Comunidade: A inclusão Escolar.
Educação, Família, Comunidade: A inclusão Escolar.
 
Slides conselho escolar
Slides conselho escolarSlides conselho escolar
Slides conselho escolar
 
Psicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacionalPsicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacional
 
Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...
Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...
Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...
 
Parceria família escola
Parceria família escolaParceria família escola
Parceria família escola
 
Multirão 2011
Multirão 2011Multirão 2011
Multirão 2011
 
Programa Escola Aberta
Programa Escola AbertaPrograma Escola Aberta
Programa Escola Aberta
 
Programa Escola Aberta - EMTIPSA
Programa Escola Aberta - EMTIPSAPrograma Escola Aberta - EMTIPSA
Programa Escola Aberta - EMTIPSA
 
Escola e família
Escola e famíliaEscola e família
Escola e família
 
GESTÃO DEMOCRÁTICA: O TRABALHO DOS GESTORES
GESTÃO DEMOCRÁTICA: O TRABALHO DOS GESTORESGESTÃO DEMOCRÁTICA: O TRABALHO DOS GESTORES
GESTÃO DEMOCRÁTICA: O TRABALHO DOS GESTORES
 
Parceria família escola
Parceria família escola Parceria família escola
Parceria família escola
 
Escola e comunidade
Escola e comunidadeEscola e comunidade
Escola e comunidade
 
A Escola tem Futuro?
A Escola tem Futuro?A Escola tem Futuro?
A Escola tem Futuro?
 
Power Point FamíLia Na Escola
Power Point FamíLia Na EscolaPower Point FamíLia Na Escola
Power Point FamíLia Na Escola
 
Pais Filhos Escola
Pais Filhos EscolaPais Filhos Escola
Pais Filhos Escola
 
gestão democrática
gestão democráticagestão democrática
gestão democrática
 

Semelhante a Família, Escola e Comunidade

FATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.ppt
FATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.pptFATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.ppt
FATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.pptCRISTINA380470
 
Referencial teorico--_vygostsky
Referencial  teorico--_vygostskyReferencial  teorico--_vygostsky
Referencial teorico--_vygostskyangelafreire
 
Adaptação e socialização através da ludicidade
Adaptação e socialização através da ludicidadeAdaptação e socialização através da ludicidade
Adaptação e socialização através da ludicidadecefaprodematupa
 
Artigo o desenvolvimento infantil simone helen drumond
Artigo o desenvolvimento infantil simone helen drumondArtigo o desenvolvimento infantil simone helen drumond
Artigo o desenvolvimento infantil simone helen drumondSimoneHelenDrumond
 
TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptx
TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptxTEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptx
TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptxclaydemar20
 
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdfSlides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdfSheilaKalkmann
 
PRÁTICA PEDAGÓGICA III
PRÁTICA PEDAGÓGICA IIIPRÁTICA PEDAGÓGICA III
PRÁTICA PEDAGÓGICA IIIUFMA e UEMA
 
Tecendo caminhos na relação entre as atividades Lúdicas e as praticas educativas
Tecendo caminhos na relação entre as atividades Lúdicas e as praticas educativasTecendo caminhos na relação entre as atividades Lúdicas e as praticas educativas
Tecendo caminhos na relação entre as atividades Lúdicas e as praticas educativaschristianceapcursos
 
Piaget x Vygotsky
Piaget x VygotskyPiaget x Vygotsky
Piaget x VygotskyElcielle .
 
Didática..................................
Didática..................................Didática..................................
Didática..................................chaianelemos2022
 
São vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênio
São vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênioSão vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênio
São vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênioTania Braga
 

Semelhante a Família, Escola e Comunidade (20)

Família
FamíliaFamília
Família
 
FATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.ppt
FATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.pptFATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.ppt
FATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.ppt
 
Referencial teorico--_vygostsky
Referencial  teorico--_vygostskyReferencial  teorico--_vygostsky
Referencial teorico--_vygostsky
 
Adaptação e socialização através da ludicidade
Adaptação e socialização através da ludicidadeAdaptação e socialização através da ludicidade
Adaptação e socialização através da ludicidade
 
Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
 
Projeto pibid 1º semestre
Projeto pibid 1º semestreProjeto pibid 1º semestre
Projeto pibid 1º semestre
 
Artigo o desenvolvimento infantil simone helen drumond
Artigo o desenvolvimento infantil simone helen drumondArtigo o desenvolvimento infantil simone helen drumond
Artigo o desenvolvimento infantil simone helen drumond
 
Vygotskyy
VygotskyyVygotskyy
Vygotskyy
 
Ad1 didática
Ad1 didáticaAd1 didática
Ad1 didática
 
Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.
 
TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptx
TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptxTEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptx
TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptx
 
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdfSlides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
 
Matemática p! v! equipe veteranos
Matemática p! v! equipe veteranosMatemática p! v! equipe veteranos
Matemática p! v! equipe veteranos
 
PRÁTICA PEDAGÓGICA III
PRÁTICA PEDAGÓGICA IIIPRÁTICA PEDAGÓGICA III
PRÁTICA PEDAGÓGICA III
 
Tecendo caminhos na relação entre as atividades Lúdicas e as praticas educativas
Tecendo caminhos na relação entre as atividades Lúdicas e as praticas educativasTecendo caminhos na relação entre as atividades Lúdicas e as praticas educativas
Tecendo caminhos na relação entre as atividades Lúdicas e as praticas educativas
 
Piaget x Vygotsky
Piaget x VygotskyPiaget x Vygotsky
Piaget x Vygotsky
 
Didática..................................
Didática..................................Didática..................................
Didática..................................
 
São vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênio
São vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênioSão vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênio
São vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênio
 
Aula sobre vygotsky
Aula sobre vygotskyAula sobre vygotsky
Aula sobre vygotsky
 
Desenvolvimento infantil 2
Desenvolvimento infantil 2Desenvolvimento infantil 2
Desenvolvimento infantil 2
 

Mais de Luúh Reis

Linguagem Digital (Ana Flávia Colen Castelo Borges)
Linguagem Digital  (Ana Flávia Colen Castelo Borges)Linguagem Digital  (Ana Flávia Colen Castelo Borges)
Linguagem Digital (Ana Flávia Colen Castelo Borges)Luúh Reis
 
Avaliação de Games para Educação Infantil
Avaliação de Games para Educação InfantilAvaliação de Games para Educação Infantil
Avaliação de Games para Educação InfantilLuúh Reis
 
Pontifícia universidade católica de minas gerais sequencia pronta
Pontifícia universidade católica de minas gerais  sequencia prontaPontifícia universidade católica de minas gerais  sequencia pronta
Pontifícia universidade católica de minas gerais sequencia prontaLuúh Reis
 
SEQUENCIA PRONTA
SEQUENCIA PRONTASEQUENCIA PRONTA
SEQUENCIA PRONTALuúh Reis
 
Livro escolhido pelo grupo o livro da avó
Livro escolhido pelo grupo o livro da avóLivro escolhido pelo grupo o livro da avó
Livro escolhido pelo grupo o livro da avóLuúh Reis
 
Livro que não sera usado
Livro que não sera usadoLivro que não sera usado
Livro que não sera usadoLuúh Reis
 
Estágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilEstágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilLuúh Reis
 
Trabalho matematica
Trabalho matematicaTrabalho matematica
Trabalho matematicaLuúh Reis
 
Apresentação brincadeiras nilza
Apresentação brincadeiras nilzaApresentação brincadeiras nilza
Apresentação brincadeiras nilzaLuúh Reis
 

Mais de Luúh Reis (11)

Linguagem Digital (Ana Flávia Colen Castelo Borges)
Linguagem Digital  (Ana Flávia Colen Castelo Borges)Linguagem Digital  (Ana Flávia Colen Castelo Borges)
Linguagem Digital (Ana Flávia Colen Castelo Borges)
 
Avaliação de Games para Educação Infantil
Avaliação de Games para Educação InfantilAvaliação de Games para Educação Infantil
Avaliação de Games para Educação Infantil
 
Pontifícia universidade católica de minas gerais sequencia pronta
Pontifícia universidade católica de minas gerais  sequencia prontaPontifícia universidade católica de minas gerais  sequencia pronta
Pontifícia universidade católica de minas gerais sequencia pronta
 
SEQUENCIA PRONTA
SEQUENCIA PRONTASEQUENCIA PRONTA
SEQUENCIA PRONTA
 
Livro escolhido pelo grupo o livro da avó
Livro escolhido pelo grupo o livro da avóLivro escolhido pelo grupo o livro da avó
Livro escolhido pelo grupo o livro da avó
 
Livro que não sera usado
Livro que não sera usadoLivro que não sera usado
Livro que não sera usado
 
Estágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilEstágio Educação Infantil
Estágio Educação Infantil
 
matematica
matematicamatematica
matematica
 
Trabalho matematica
Trabalho matematicaTrabalho matematica
Trabalho matematica
 
Apresentação brincadeiras nilza
Apresentação brincadeiras nilzaApresentação brincadeiras nilza
Apresentação brincadeiras nilza
 
Atividade 06
Atividade 06Atividade 06
Atividade 06
 

Último

Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoSilvaDias3
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 

Último (20)

Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 

Família, Escola e Comunidade

  • 1.
  • 2. A educação não pode ser delegada à escola. Aluno é transitório. Filho é para sempre Dr. Içami Tiba
  • 3. Lev Vygotsky • É entendido por vigotsk pelo processo de internalizarão por modos culturais de agir e pensar, esse processo de internalizarão se inicia nas relaçoes sociais , aprendizado e desenvolvimento processos caminham juntos. • O aprendizado sucita o segundo que é o desenvolvimento, tudo que a criança aprende com o adulto , vai sendo incorporado na criança e vai transformando seus modos de agir e pensar.
  • 4. A proposta de Vygotsky • Trabalhar com os indicadores de desenvolvimento proximal , e não apenas desenvolvimento real . • Os indicadores do desenvolvimento proximal seriam as soluções que a criança consegue atingir coma orientação e a colaboração de um adulto ou de outra criança mais velha. • Portanto é no como do desenvolvimento em elaboração que a participação do adulto como pai , professor , parceiro social se faz necessária .
  • 5. Diferença entre o conhecimento do cotidiano e da escola Conhecimento cotidiano : • Acontece nas brincadeiras , nas tarefas de casa nas compras que faz pra mãe, imitando os velhos , compara , compara , seria entrelaçados a emoções , as necessidades e a interesses imediatos. Conhecimento da escola • As relações de conhecimentos são intencionais e planejadas , a criança sabe que esta ali para apropriar se de tal conhecimento , tipos de conhecimentos e de modos de pensar e de explicar o mundo organizados sobre uma lógica que ela devera aprender Nesse sentido a educação escolarizada tem um forte papel singular no desenvolvimento dos indivíduos . Fazendo junto , dando pistas, o professor também interfere no desenvolvimento proximal de seus alunos .
  • 6. O que distingue o homem de outras espécies origina-se de sua vida em sociedade. Seus modos de perceber representar, de explicar e de atuar sobre o meio. Seus sentimentos em relação ao mundo, ao outro e a si mesmo, enfim, seu funcionamento psicológico, vão se constituindo nas relações sociais. Lev Vygotsky
  • 7. LEI Nº 9.394, DE 20 DE DEZEMBRO DE 1996. Dos Princípios e Fins da Educação Nacional Art. 2º A educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.
  • 8. A sociedade tem um papal fundamental no desenvolvimento do ser humano , não tem como fazer educação de uma forma isolada, da sociedade, família, saúde...
  • 10. A família tem responsabilidade de formar pessoas de personalidade, caráter . A escola tem a responsabilidade de formar cidadãos com as características exigidas pela sociedade, e a sociedade exige a formação de cidadãos plenos ou seja críticos e conscientes de suas responsabilidades.
  • 11. A sociedade tem um papal fundamental no desenvolvimento do ser humano , não tem como fazer educação de uma forma isolada, da sociedade, família, saúde...