SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 40
Baixar para ler offline
MITO
www.slideshare.net/firminosociologiafilosofia
1. Mito:
o Forma simbólica, não científica, de explicar
todas as coisas: origem do homem, vida,
morte, verdade, mentira, terra, sol, lua.
o Apelo ao divino, sobrenatural e místico.
“O mito pode ser o contrário da verdade, mas
também algo muito próximo a ela.”
Aristóteles
2. Origens:
o Os antigos utilizavam os mitos para explicar:
noite, chuva, fogo, homem, sentimentos,
emoções, guerras, pestes, fome, ódio, amor.
o Sem senso crítico desenvolvido, o homem
satisfazia – se com explicações mágicas.
o Os mitos davam sentidos a tudo que rodeava
o homem, sem devida comprovação científica.
Mito – definições
Mythos (mytheyo)
o Contar, narrar, anunciar, designar.
o Seres fantásticos eram criados a fim de
ajudar os homens na compreensão de si, do
mundo e de tudo que os rodeavam.
o Produtos da cultura dos povos.
Mitologia – características:
o Seres fantásticos e poderosos, responsáveis
pela criação e pelo destino dos homens.
o A narrativa mítica é atemporal e eterna.
o A reprodução se dá pela narrativa oral e
transmitida às gerações.
o Conta com o senso comum para perpetuar – se.
O mito procura ser a primeira forma de explicação do
homem para tudo o que existe e para o que ele considera
existir, ainda que seja etéreo. No caso da narrativa mítica,
o que é etéreo assume a forma de seres fantásticos que
interferem na existência da humanidade.
Teogonia: origem dos deuses
o O mito é uma revelação divina, incontestável,
inquestionável.
o O mito não é inferior ou superior.
o Na Grécia o mundo tinha origem mítica,
forças divinas mantinham relações sexuais
com humanos e geravam mitos e heróis.
Titãs:
o seres semidivinos, deram origem aos deuses
gregos.
o Híbridos, nasceram da união de Urano (Céu)
e Gaia (Terra).
Heróis:
o Nascidos da união entre deuses e humanos:
Hércules, Perseu.
Segundo Hesíodo, os titãs eram os 12 filhos dos
primitivos senhores do universo, Gaia (a Terra) e Urano
(o Céu). Seis eram do sexo masculino - Oceano, Ceo
(pai de Leto), Crio, Hipérion, Jápeto (pai de Prometeu)
e Cronos - e seis do feminino - Téia, Réia (mãe dos
deuses), Têmis (a justiça), Mnemósine (a memória),
Febe (a Lua) e Tétis (deusa do mar).
Seres fantásticos:
Ninfas : seres femininos que habitavam os campos e bosques,
levando alegria e felicidade.
Sátiros : figura com corpo de homem, chifres e patas de bode.
Centauros : corpo formado por uma metade de homem e
outra de cavalo.
Sereias : mulheres com metade do corpo de peixe, atraíam os
marinheiros com seus cantos atraentes.
Górgonas : mulheres, espécies de monstros, com cabelos de
serpentes. Exemplo: Medusa
Quimera : mistura de leão e cabra, soltava fogo pelas ventas
Ninfas
Centauros
Sereias
2. Mitologia Grega:
Zeus: Deus dos Deuses.
Afrodite: Deusa do amor.
Apolo: Deus da música e poesia.
Ares: Deus da guerra.
Atena: Deusa da sabedoria.
Caos: Deus do vazio e indefinido.
Eros: Deus do amor inquieto.
ZEUS
AFRODITE
Os mitos gregos afirmavam que todas as habilidades e
talentos humanos, poesia, construção de casas,
sedução amorosa e estratégias tinham origens
divinas. Os deuses gregos eram antropomórficos,
imortais e poderosos mas também nasciam,
apaixonavam –se, tinham relações sexuais, cultivavam
amizade, ódio, alegria, fúria, faziam intrigas e se
relacionavam com os seres humanos.
Grécia: poesia e mitologia
Homero: Ilíada e Odisseia:
Hesíodo: Teogonia:
o Compilação de narrativas orais (histórias e mitos).
o Deram significados à história dos gregos com versos
e seres fantásticos, semelhantes aos mortais.
o Trabalharam temas como justiça, ética, beleza,
sabedoria e liberdade.
Orfismo (culto a Orfeu):
o Os homens incorporaram a centelha divina.
o O existir humano com caráter divino e sobrenatural.
o No homem habita uma alma, um demônio ou um
espírito em regime de prisão, daí ser obrigado a
reencarnações para libertar – se.
o Esse espiritualismo influenciou Pitágoras e Platão na
superação do naturalismo para a metafísica.
EXEMPLOS DE MITOS:
EROS (CUPIDO):
Houve uma grande festa entre os Deuses. Todos foram
convidados, menos Penúria, sempre faminta e miserável.
Penúria veio e comeu os restos, dormindo com Poros, o
astuto. Dessa relação nasceu Eros que, como sua mãe,
está sempre faminto e sedento de amor e vive
armando astúcias para ser amado.
EROS
PROMETEU E PANDORA:
“Um Titã, Prometeu, mais amigo dos homens que dos
deuses, roubou uma centelha de fogo, criado por
Zeus, e a deu de presente aos homens. Castigado,
Prometeu foi amarrado num rochedo para que as
aves de rapina comessem, eternamente, seu fígado.
E como Zeus castigou os homens?
PROMETEU
Os deuses fizeram uma mulher encantadora,
Pandora, a quem foi entregue uma caixa
com coisas maravilhosas, que nunca
deveria ser aberta. Pandora a levou
aos humanos e abriu a caixa para
dar – lhes as maravilhas.
Só que dela saíram as desgraças,
doenças, pestes, guerras e a morte.
Antes que tudo saísse da caixa, Pandora ainda
conseguiu prender a esperança.
PANDORA
Os mitos contemporâneos
são ícones, celebridades, missionários,
apóstolos, considerados guias, modelos,
quase sempre perfeitos,
dignos de ser seguidos.
Mito pdf
Mito pdf
Mito pdf
Mito pdf
Mito pdf
Mito pdf
Mito pdf
Mito pdf
Mito pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

éTica, moral e valores
éTica, moral e valoreséTica, moral e valores
éTica, moral e valores
Over Lane
 
O ser humano para os sofistas e sócrates
O ser humano para os sofistas e sócratesO ser humano para os sofistas e sócrates
O ser humano para os sofistas e sócrates
marta soraia santana
 

Mais procurados (20)

Os mitos
Os mitosOs mitos
Os mitos
 
Filosofia - helenistica
Filosofia - helenistica Filosofia - helenistica
Filosofia - helenistica
 
A origem da reflexão filosófica eo significado de filosofia.
A origem da reflexão filosófica eo significado de filosofia.A origem da reflexão filosófica eo significado de filosofia.
A origem da reflexão filosófica eo significado de filosofia.
 
1 tragédia
1 tragédia1 tragédia
1 tragédia
 
A Odisséia de Homero
A Odisséia de Homero A Odisséia de Homero
A Odisséia de Homero
 
Filosofia antiga
Filosofia antigaFilosofia antiga
Filosofia antiga
 
éTica, moral e valores
éTica, moral e valoreséTica, moral e valores
éTica, moral e valores
 
Homossexualidade
HomossexualidadeHomossexualidade
Homossexualidade
 
Hedonismo
HedonismoHedonismo
Hedonismo
 
Teogonia - Orígem dos deuses
Teogonia - Orígem dos deusesTeogonia - Orígem dos deuses
Teogonia - Orígem dos deuses
 
Mitologia Grega - Deuses e Seres Mitológicos
Mitologia Grega - Deuses e Seres MitológicosMitologia Grega - Deuses e Seres Mitológicos
Mitologia Grega - Deuses e Seres Mitológicos
 
Avaliação sobre mito- Prof. Noe Assunção
Avaliação  sobre mito- Prof. Noe AssunçãoAvaliação  sobre mito- Prof. Noe Assunção
Avaliação sobre mito- Prof. Noe Assunção
 
Existencialismo
ExistencialismoExistencialismo
Existencialismo
 
Mito da caverna de Platão - versão Maurício de Souza (em quadrinhos)
Mito da caverna de Platão - versão Maurício de Souza (em quadrinhos)Mito da caverna de Platão - versão Maurício de Souza (em quadrinhos)
Mito da caverna de Platão - versão Maurício de Souza (em quadrinhos)
 
Mitologia grega
Mitologia gregaMitologia grega
Mitologia grega
 
Aula O nascimento da filosofia 2015
Aula  O nascimento da filosofia 2015Aula  O nascimento da filosofia 2015
Aula O nascimento da filosofia 2015
 
Os deuses gregos
Os deuses gregosOs deuses gregos
Os deuses gregos
 
O ser humano para os sofistas e sócrates
O ser humano para os sofistas e sócratesO ser humano para os sofistas e sócrates
O ser humano para os sofistas e sócrates
 
Deuses Gregos
Deuses Gregos Deuses Gregos
Deuses Gregos
 
Mitos e lendas
Mitos e lendasMitos e lendas
Mitos e lendas
 

Semelhante a Mito pdf

Aula 04 mito e filosofia 20130329114826 (1)
Aula  04 mito e filosofia 20130329114826 (1)Aula  04 mito e filosofia 20130329114826 (1)
Aula 04 mito e filosofia 20130329114826 (1)
samuel2312
 
A origem da mitologia grega
A origem da mitologia gregaA origem da mitologia grega
A origem da mitologia grega
João Amorim
 

Semelhante a Mito pdf (20)

Apostila de filosofia
Apostila de filosofiaApostila de filosofia
Apostila de filosofia
 
Mitologia greco-romana
Mitologia greco-romanaMitologia greco-romana
Mitologia greco-romana
 
A consciência mítica (aula 1ano)
A consciência mítica (aula 1ano)A consciência mítica (aula 1ano)
A consciência mítica (aula 1ano)
 
Mitologia(2)
Mitologia(2)Mitologia(2)
Mitologia(2)
 
Aula 04 mito e filosofia 20130329114826 (1)
Aula  04 mito e filosofia 20130329114826 (1)Aula  04 mito e filosofia 20130329114826 (1)
Aula 04 mito e filosofia 20130329114826 (1)
 
Os mitos
Os mitos Os mitos
Os mitos
 
Mitos
Mitos   Mitos
Mitos
 
Aula sobre mito
Aula sobre mitoAula sobre mito
Aula sobre mito
 
Mitologia grega
Mitologia gregaMitologia grega
Mitologia grega
 
Do mito ao logos
Do mito ao logosDo mito ao logos
Do mito ao logos
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
 
Mitos
MitosMitos
Mitos
 
Mitologia Eduardo
Mitologia EduardoMitologia Eduardo
Mitologia Eduardo
 
A origem da mitologia grega
A origem da mitologia gregaA origem da mitologia grega
A origem da mitologia grega
 
Filosofia mitologia
Filosofia mitologiaFilosofia mitologia
Filosofia mitologia
 
Mito e filosofia
Mito e filosofiaMito e filosofia
Mito e filosofia
 
Arte grega: história da escultura
Arte grega: história da esculturaArte grega: história da escultura
Arte grega: história da escultura
 
Religião e mitologia grega
 Religião e mitologia grega Religião e mitologia grega
Religião e mitologia grega
 
Mitologia
MitologiaMitologia
Mitologia
 
Mitologia
MitologiaMitologia
Mitologia
 

Mais de firminomaissociologiafilosofia2019

Mais de firminomaissociologiafilosofia2019 (20)

Ética e Moral
Ética e MoralÉtica e Moral
Ética e Moral
 
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
 
INSTITUIÇÕES SOCIAIS: RELIGIÃO
INSTITUIÇÕES SOCIAIS: RELIGIÃOINSTITUIÇÕES SOCIAIS: RELIGIÃO
INSTITUIÇÕES SOCIAIS: RELIGIÃO
 
Neoliberalismo e desigualdades sociais
Neoliberalismo e desigualdades sociaisNeoliberalismo e desigualdades sociais
Neoliberalismo e desigualdades sociais
 
Sociologia brasileira
Sociologia brasileiraSociologia brasileira
Sociologia brasileira
 
Instituições sociais família
Instituições sociais famíliaInstituições sociais família
Instituições sociais família
 
Trabalho: conceito, tipos, características, importãncia, globalização.
Trabalho: conceito, tipos, características, importãncia, globalização.Trabalho: conceito, tipos, características, importãncia, globalização.
Trabalho: conceito, tipos, características, importãncia, globalização.
 
ANTROPOLOGIA: CIÊNCIA DA ALTERIDADE.
ANTROPOLOGIA: CIÊNCIA DA ALTERIDADE.ANTROPOLOGIA: CIÊNCIA DA ALTERIDADE.
ANTROPOLOGIA: CIÊNCIA DA ALTERIDADE.
 
Cultura 2021
Cultura 2021Cultura 2021
Cultura 2021
 
Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.
 
Émile Durkheim- 2021
Émile Durkheim- 2021Émile Durkheim- 2021
Émile Durkheim- 2021
 
Augusto Comte e o Positivismo 2021
Augusto Comte e o Positivismo 2021Augusto Comte e o Positivismo 2021
Augusto Comte e o Positivismo 2021
 
Estado, poder, política, cidadania 2020
Estado, poder, política, cidadania 2020Estado, poder, política, cidadania 2020
Estado, poder, política, cidadania 2020
 
Indústria Cultural e Cultura de Massa-2020
Indústria Cultural e Cultura de Massa-2020Indústria Cultural e Cultura de Massa-2020
Indústria Cultural e Cultura de Massa-2020
 
Capitalismo e trabalho 2020
Capitalismo e trabalho   2020Capitalismo e trabalho   2020
Capitalismo e trabalho 2020
 
Ética e moral 2020
Ética e moral 2020Ética e moral 2020
Ética e moral 2020
 
Determinismo e diversidade cultural 2020
Determinismo e diversidade cultural 2020Determinismo e diversidade cultural 2020
Determinismo e diversidade cultural 2020
 
Etnia, gênero, minorias 2020
Etnia, gênero, minorias 2020Etnia, gênero, minorias 2020
Etnia, gênero, minorias 2020
 
Cultura erudita e cultura popular 2020
Cultura erudita e cultura popular 2020Cultura erudita e cultura popular 2020
Cultura erudita e cultura popular 2020
 
Indivíduo e Socialização 2020
Indivíduo e Socialização 2020Indivíduo e Socialização 2020
Indivíduo e Socialização 2020
 

Último

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 

Último (20)

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 

Mito pdf

  • 2.
  • 3. 1. Mito: o Forma simbólica, não científica, de explicar todas as coisas: origem do homem, vida, morte, verdade, mentira, terra, sol, lua. o Apelo ao divino, sobrenatural e místico. “O mito pode ser o contrário da verdade, mas também algo muito próximo a ela.” Aristóteles
  • 4. 2. Origens: o Os antigos utilizavam os mitos para explicar: noite, chuva, fogo, homem, sentimentos, emoções, guerras, pestes, fome, ódio, amor. o Sem senso crítico desenvolvido, o homem satisfazia – se com explicações mágicas. o Os mitos davam sentidos a tudo que rodeava o homem, sem devida comprovação científica.
  • 5. Mito – definições Mythos (mytheyo) o Contar, narrar, anunciar, designar. o Seres fantásticos eram criados a fim de ajudar os homens na compreensão de si, do mundo e de tudo que os rodeavam. o Produtos da cultura dos povos.
  • 6. Mitologia – características: o Seres fantásticos e poderosos, responsáveis pela criação e pelo destino dos homens. o A narrativa mítica é atemporal e eterna. o A reprodução se dá pela narrativa oral e transmitida às gerações. o Conta com o senso comum para perpetuar – se.
  • 7. O mito procura ser a primeira forma de explicação do homem para tudo o que existe e para o que ele considera existir, ainda que seja etéreo. No caso da narrativa mítica, o que é etéreo assume a forma de seres fantásticos que interferem na existência da humanidade.
  • 8.
  • 9. Teogonia: origem dos deuses o O mito é uma revelação divina, incontestável, inquestionável. o O mito não é inferior ou superior. o Na Grécia o mundo tinha origem mítica, forças divinas mantinham relações sexuais com humanos e geravam mitos e heróis.
  • 10.
  • 11. Titãs: o seres semidivinos, deram origem aos deuses gregos. o Híbridos, nasceram da união de Urano (Céu) e Gaia (Terra). Heróis: o Nascidos da união entre deuses e humanos: Hércules, Perseu.
  • 12. Segundo Hesíodo, os titãs eram os 12 filhos dos primitivos senhores do universo, Gaia (a Terra) e Urano (o Céu). Seis eram do sexo masculino - Oceano, Ceo (pai de Leto), Crio, Hipérion, Jápeto (pai de Prometeu) e Cronos - e seis do feminino - Téia, Réia (mãe dos deuses), Têmis (a justiça), Mnemósine (a memória), Febe (a Lua) e Tétis (deusa do mar).
  • 13.
  • 14. Seres fantásticos: Ninfas : seres femininos que habitavam os campos e bosques, levando alegria e felicidade. Sátiros : figura com corpo de homem, chifres e patas de bode. Centauros : corpo formado por uma metade de homem e outra de cavalo. Sereias : mulheres com metade do corpo de peixe, atraíam os marinheiros com seus cantos atraentes. Górgonas : mulheres, espécies de monstros, com cabelos de serpentes. Exemplo: Medusa Quimera : mistura de leão e cabra, soltava fogo pelas ventas
  • 17. 2. Mitologia Grega: Zeus: Deus dos Deuses. Afrodite: Deusa do amor. Apolo: Deus da música e poesia. Ares: Deus da guerra. Atena: Deusa da sabedoria. Caos: Deus do vazio e indefinido. Eros: Deus do amor inquieto.
  • 18. ZEUS
  • 20. Os mitos gregos afirmavam que todas as habilidades e talentos humanos, poesia, construção de casas, sedução amorosa e estratégias tinham origens divinas. Os deuses gregos eram antropomórficos, imortais e poderosos mas também nasciam, apaixonavam –se, tinham relações sexuais, cultivavam amizade, ódio, alegria, fúria, faziam intrigas e se relacionavam com os seres humanos.
  • 21. Grécia: poesia e mitologia Homero: Ilíada e Odisseia: Hesíodo: Teogonia: o Compilação de narrativas orais (histórias e mitos). o Deram significados à história dos gregos com versos e seres fantásticos, semelhantes aos mortais. o Trabalharam temas como justiça, ética, beleza, sabedoria e liberdade.
  • 22.
  • 23. Orfismo (culto a Orfeu): o Os homens incorporaram a centelha divina. o O existir humano com caráter divino e sobrenatural. o No homem habita uma alma, um demônio ou um espírito em regime de prisão, daí ser obrigado a reencarnações para libertar – se. o Esse espiritualismo influenciou Pitágoras e Platão na superação do naturalismo para a metafísica.
  • 24.
  • 25. EXEMPLOS DE MITOS: EROS (CUPIDO): Houve uma grande festa entre os Deuses. Todos foram convidados, menos Penúria, sempre faminta e miserável. Penúria veio e comeu os restos, dormindo com Poros, o astuto. Dessa relação nasceu Eros que, como sua mãe, está sempre faminto e sedento de amor e vive armando astúcias para ser amado.
  • 26. EROS
  • 27. PROMETEU E PANDORA: “Um Titã, Prometeu, mais amigo dos homens que dos deuses, roubou uma centelha de fogo, criado por Zeus, e a deu de presente aos homens. Castigado, Prometeu foi amarrado num rochedo para que as aves de rapina comessem, eternamente, seu fígado. E como Zeus castigou os homens?
  • 29. Os deuses fizeram uma mulher encantadora, Pandora, a quem foi entregue uma caixa com coisas maravilhosas, que nunca deveria ser aberta. Pandora a levou aos humanos e abriu a caixa para dar – lhes as maravilhas. Só que dela saíram as desgraças, doenças, pestes, guerras e a morte. Antes que tudo saísse da caixa, Pandora ainda conseguiu prender a esperança.
  • 31. Os mitos contemporâneos são ícones, celebridades, missionários, apóstolos, considerados guias, modelos, quase sempre perfeitos, dignos de ser seguidos.