SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
Baixar para ler offline
Filosofia

Psicologia, JB - 2010   Jorge Barbosa, 2010
                                     1
Filosofia, JB - 2010   2
Tipos
de conhecimentos

Podemos dividir as representações cognitivas
da realidade em dois grandes tipos



      Senso                          Ciência
      comum
Senso comum
Características gerais

O senso comum resulta da organização
espontânea da razão e:


     1
                                      apoia-­‐se	
  na	
  tradição	
  	
  
          é	
  crença	
  	
  
          não	
  justificada	
     3   e	
  na	
  experiência	
  colectiva	
  	
  
                                      da	
  comunidade	
  	
  
                                      e	
  não	
  na	
  investigação	
  	
  


          aceita	
  uma	
  
      2   explicação	
  sem	
  
          a	
  questionar	
       4
                                       nasce	
  da	
  actividade	
  
                                       sensível	
  e	
  da	
  experiência	
  
                                       pessoal	
  acumulada	
  
Senso comum
Características gerais

O senso comum é um conhecimento mais baseado
na percepção do que na razão. Por isso,

                                                                    permite	
  criar	
  representações	
  
    1   é	
  o	
  modo	
  mais	
  elementar	
  
        de	
  conhecer	
  o	
  mundo	
                    2         do	
  mundo	
  ligadas	
  a	
  um	
  
                                                                    significado	
  subjectivo	
  




                     3
                                é	
  acrítico,	
  pois,	
  não	
  sendo	
  justificado,	
  
                                identifica	
  as	
  representações	
  	
  
                                com	
  a	
  realidade	
  
Ciência
Características gerais

A Ciência é um conhecimento mais baseado na
razão do que na percepção. Por isso,

              é	
  um	
  conhecimento	
                                   duvida	
  e	
  procura	
  
        1     racional	
  	
  
              (crença	
  justificada)	
  	
  
                                                           2              justificar	
  as	
  crenças	
  
                                                                          (atitude	
  crítica)	
  




    3
          usa	
  
                                      4
                                               sujeita	
  	
  
                                                                                   5
          metodologias	
                                                                     aperfeiçoa	
  	
  
          rigorosas	
  	
                      as	
  hipóteses	
  	
                         os	
  métodos	
  	
  
          e	
  formula	
                       a	
  observação,	
  	
                        e	
  corrige	
  	
  
          hipóteses	
                          sob	
  condições	
                            as	
  próprias	
  
          testáveis	
                          controladas	
                                 teorias	
  	
  
Ciência
Características gerais

                                 92
                  manual, p. 1
  A Ciência é…
Ciência
Características gerais

  A Ciência é…
                         man
                               ual,
                                      p. 19
                                              2
Senso         Conhecimento	
  espontâneo,	
  baseado	
  em	
  dados	
  
              sensoriais,	
  na	
  transmissão	
  social	
  dos	
  princípios,	
  
comum         crenças	
  e	
  preconceitos	
  que	
  expressam	
  	
  
              a	
  experiência	
  de	
  uma	
  comunidade	
  


             Serve	
  para	
  resolver	
  os	
  problemas	
  práticos	
  	
  
             do	
  dia	
  a	
  dia,	
  para	
  integrar	
  os	
  indivíduos	
  	
  
             nos	
  comportamentos	
  e	
  valores	
  estabelecidos	
  	
  
             pela	
  sociedade	
  e	
  para	
  orientarmos	
  a	
  nossa	
  vida	
  


              Não	
  fornece	
  a	
  explicação	
  nem	
  permite	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  
              a	
  compreensão	
  da	
  verdadeira	
  natureza	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  
        Filosofia, JB - 2010
              da	
  realidade	
                                                                                      9
Conhecimento,	
  sistematizado	
  e	
  metódico,	
  	
  
                   que	
  utiliza	
  raciocínios,	
  provas	
  e	
  demonstrações	
  
Ciência	
          para	
  obter	
  conclusões	
  rigorosas	
  acerca	
  	
  
                   do	
  funcionamento	
  da	
  Natureza	
  

                    Usa	
  processos	
  metodológicos	
  próprios	
  para	
  
                    explicar	
  os	
  fenómenos	
  (naturais	
  ou	
  sociais)	
  


                     Pretende formular leis e teorias explicativas
                     que permitam conhecer e controlar a Natureza


                     É	
  uma	
  construção	
  racional	
  com	
  base	
  na	
  análise	
  
                     metódica	
  e	
  objectiva	
  dos	
  fenómenos	
  


                    Faz	
  uma	
  aproximação	
  sucessiva.	
  Explica	
  precisa,	
  
                    rigorosa	
  e	
  operativamente	
  os	
  fenómenos	
   10
              Filosofia, JB - 2010
, p. 211
manual
                                     	
  Influenciado	
  pela	
  tradição	
  e	
  pela	
  experiência	
  
  Conhecimento	
                   quotidiana	
  
  sensorial,	
  	
                   	
  Espontâneo	
  e	
  assistemático	
  
  de	
  senso	
  comum,	
  	
  
                                     	
  Acrítico	
  
  ou	
  opinião	
  
                                     	
  Adaptação	
  ao	
  meio	
  

                                      	
  Procura	
  justificar	
  as	
  crenças	
  
 Conhecimento	
                       	
  Usa	
  procedimentos	
  metodológicos	
  rigorosos	
  
 científico	
                          	
  Confronto	
  das	
  hipóteses	
  com	
  os	
  factos	
  
                                      	
  Formula	
  e	
  corrige	
  as	
  próprias	
  teorias	
  (revisibilidade)	
  




                                  Filosofia, JB - 2010                                                              11
EXERCÍCIOS
EXERCÍCIOS
Identifique	
  as	
  características	
  pertencentes	
  à	
  Ciência	
  e	
  ao	
  senso	
  comum.


  É	
  crença	
  não	
  justificada	
  

  É	
  uma	
  interpretação	
  lógico-­‐racional	
  dos	
  dados	
  

  Aceita	
  uma	
  explicação	
  sem	
  a	
  questionar	
  

  Apoia-­‐se	
  na	
  tradição	
  e	
  na	
  experiência	
  colectiva	
  da	
  comunidade	
  e	
  não	
  na	
  investigação	
  	
  



       Senso	
  comum	
                                                                         Ciência	
  
     É	
  crença	
  não	
  justificada	
                                                       É	
  uma	
  interpretação	
  lógico-­‐
                                                                                              racional	
  dos	
  dados	
  
     Aceita	
  uma	
  explicação	
  sem	
  a	
  questionar	
  
     Apoia-­‐se	
  na	
  tradição	
  e	
  na	
  experiência	
  colectiva	
  da	
  
     comunidade	
  e	
  não	
  na	
  investigação	
  	
  
EXERCÍCIOS
Identifique	
  as	
  características	
  pertencentes	
  à	
  Ciência	
  e	
  ao	
  senso	
  comum.


  Nasce	
  da	
  actividade	
  sensível	
  e	
  da	
  experiência	
  pessoal	
  acumulada	
  

  Combina	
  invenção,	
  lógica	
  e	
  experimentação	
  

  É	
  um	
  conjunto	
  de	
  procedimentos	
  lógico-­‐matemáticos	
  e	
  experimentais	
  repetíveis	
  

  É	
  uma	
  construção	
  racional	
  com	
  base	
  na	
  análise	
  metódica	
  e	
  objectiva	
  dos	
  fenómenos	
  



       Senso	
  comum	
                                        Ciência	
  
                                                             Combina	
  invenção,	
  lógica	
  e	
  experimentação	
  
     Nasce	
  da	
  actividade	
                             É	
  um	
  conjunto	
  de	
  procedimentos	
  lógico-­‐	
  
     sensível	
  e	
  da	
  experiência	
                    -­‐matemáticos	
  e	
  experimentais	
  repetíveis	
  
     pessoal	
  acumulada	
  
                                                             É	
  uma	
  construção	
  racional	
  com	
  base	
  na	
  análise	
  
                                                             metódica	
  e	
  objectiva	
  dos	
  fenómenos	
  
Conhecimento
    Científico



Filosofia, JB - 2010   Jorge Barbosa, 2010   15

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Conhecimento Científico - Kuhn
Conhecimento Científico - KuhnConhecimento Científico - Kuhn
Conhecimento Científico - Kuhn
Jorge Barbosa
 
Conhecimento vulgar e conhecimento cientifico
Conhecimento vulgar e conhecimento cientificoConhecimento vulgar e conhecimento cientifico
Conhecimento vulgar e conhecimento cientifico
anabelamatosanjos
 
Conhecimento Científico - Popper
Conhecimento Científico - PopperConhecimento Científico - Popper
Conhecimento Científico - Popper
Jorge Barbosa
 
Quadro_hume vs descartes
Quadro_hume vs descartesQuadro_hume vs descartes
Quadro_hume vs descartes
Isabel Moura
 
Método_conjeturas_refutações_Popper
Método_conjeturas_refutações_PopperMétodo_conjeturas_refutações_Popper
Método_conjeturas_refutações_Popper
Isabel Moura
 

Mais procurados (20)

O indutivismo
O indutivismoO indutivismo
O indutivismo
 
Comparação entre popper e kuhn
Comparação entre popper e kuhnComparação entre popper e kuhn
Comparação entre popper e kuhn
 
Os Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoOs Tipos de Conhecimento
Os Tipos de Conhecimento
 
A teoria ética de kant
A teoria ética de kantA teoria ética de kant
A teoria ética de kant
 
Conhecimento Científico - Kuhn
Conhecimento Científico - KuhnConhecimento Científico - Kuhn
Conhecimento Científico - Kuhn
 
Teorias do conhecimento
Teorias do conhecimentoTeorias do conhecimento
Teorias do conhecimento
 
Conhecimento vulgar e conhecimento cientifico
Conhecimento vulgar e conhecimento cientificoConhecimento vulgar e conhecimento cientifico
Conhecimento vulgar e conhecimento cientifico
 
Conhecimento Científico - Popper
Conhecimento Científico - PopperConhecimento Científico - Popper
Conhecimento Científico - Popper
 
Dogmatismo, Ceticismo e Criticismo
Dogmatismo, Ceticismo e CriticismoDogmatismo, Ceticismo e Criticismo
Dogmatismo, Ceticismo e Criticismo
 
O que é paradigma segundo thomas kuhn
O que é paradigma segundo thomas kuhnO que é paradigma segundo thomas kuhn
O que é paradigma segundo thomas kuhn
 
Quadro_hume vs descartes
Quadro_hume vs descartesQuadro_hume vs descartes
Quadro_hume vs descartes
 
Hume
HumeHume
Hume
 
11º b final
11º b   final11º b   final
11º b final
 
Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
 
O que é conhecimento
O que é conhecimentoO que é conhecimento
O que é conhecimento
 
A ciência normal e a extraordinária
A ciência normal e a extraordináriaA ciência normal e a extraordinária
A ciência normal e a extraordinária
 
Revoluções Científicas - Kuhn
Revoluções Científicas - KuhnRevoluções Científicas - Kuhn
Revoluções Científicas - Kuhn
 
Método_conjeturas_refutações_Popper
Método_conjeturas_refutações_PopperMétodo_conjeturas_refutações_Popper
Método_conjeturas_refutações_Popper
 
Resumo por Capítulos Amor de Perdição
Resumo por Capítulos Amor de PerdiçãoResumo por Capítulos Amor de Perdição
Resumo por Capítulos Amor de Perdição
 
Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio
Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio
Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio
 

Semelhante a Senso Comum e Ciência

Conhecimentovulgarconhecimentocientifico
ConhecimentovulgarconhecimentocientificoConhecimentovulgarconhecimentocientifico
Conhecimentovulgarconhecimentocientifico
elvira.sequeira
 
Metodologia de pesquisa i 2015
Metodologia de pesquisa i 2015Metodologia de pesquisa i 2015
Metodologia de pesquisa i 2015
Alexandre Felipe
 
Conhecimento cientifico
Conhecimento cientifico    Conhecimento cientifico
Conhecimento cientifico
Jarimbaa
 
[22985 109171]filosofiaeconhecimento
[22985 109171]filosofiaeconhecimento[22985 109171]filosofiaeconhecimento
[22985 109171]filosofiaeconhecimento
Suelen Piccinin
 
Curso de Epistemologia 4/6
Curso de Epistemologia 4/6Curso de Epistemologia 4/6
Curso de Epistemologia 4/6
Luiz Miranda-Sá
 
Texto14 P7
Texto14 P7Texto14 P7
Texto14 P7
renatotf
 
Ateliê de pesquisa i slides
Ateliê de pesquisa i slidesAteliê de pesquisa i slides
Ateliê de pesquisa i slides
gadelhabrito
 
Produção do conhecimento
Produção do conhecimentoProdução do conhecimento
Produção do conhecimento
Kaires Braga
 

Semelhante a Senso Comum e Ciência (20)

Conhecimentovulgarconhecimentocientifico
ConhecimentovulgarconhecimentocientificoConhecimentovulgarconhecimentocientifico
Conhecimentovulgarconhecimentocientifico
 
Percepcao e Razao
Percepcao e RazaoPercepcao e Razao
Percepcao e Razao
 
00
0000
00
 
Aula de conhecimento 2010.2
Aula de conhecimento 2010.2Aula de conhecimento 2010.2
Aula de conhecimento 2010.2
 
Metodologia de pesquisa i 2015
Metodologia de pesquisa i 2015Metodologia de pesquisa i 2015
Metodologia de pesquisa i 2015
 
Senso comum e conhecimento científico.pptx
Senso comum e conhecimento científico.pptxSenso comum e conhecimento científico.pptx
Senso comum e conhecimento científico.pptx
 
Conhecimento cientifico
Conhecimento cientifico    Conhecimento cientifico
Conhecimento cientifico
 
Resumo
ResumoResumo
Resumo
 
Epistemologia
EpistemologiaEpistemologia
Epistemologia
 
Unidade I – evolução do conhecimento
Unidade I – evolução do conhecimentoUnidade I – evolução do conhecimento
Unidade I – evolução do conhecimento
 
[22985 109171]filosofiaeconhecimento
[22985 109171]filosofiaeconhecimento[22985 109171]filosofiaeconhecimento
[22985 109171]filosofiaeconhecimento
 
Curso de Epistemologia 4/6
Curso de Epistemologia 4/6Curso de Epistemologia 4/6
Curso de Epistemologia 4/6
 
Texto14 P7
Texto14 P7Texto14 P7
Texto14 P7
 
Filosofia, filosofias
Filosofia, filosofias Filosofia, filosofias
Filosofia, filosofias
 
AULA 2 - OS TIPOS DE CONHECIMENTO - EMPÍRICO, RELIGIOSO, FILOSÓFICO E CIENTÍF...
AULA 2 - OS TIPOS DE CONHECIMENTO - EMPÍRICO, RELIGIOSO, FILOSÓFICO E CIENTÍF...AULA 2 - OS TIPOS DE CONHECIMENTO - EMPÍRICO, RELIGIOSO, FILOSÓFICO E CIENTÍF...
AULA 2 - OS TIPOS DE CONHECIMENTO - EMPÍRICO, RELIGIOSO, FILOSÓFICO E CIENTÍF...
 
Alberto antonio nhatirre, turma r9, numero 01
Alberto antonio nhatirre, turma r9, numero 01Alberto antonio nhatirre, turma r9, numero 01
Alberto antonio nhatirre, turma r9, numero 01
 
Aula-Sobre-Os-Diferentes-Tipos-de-Conhecimento (1) - Copia.ppt
Aula-Sobre-Os-Diferentes-Tipos-de-Conhecimento (1) - Copia.pptAula-Sobre-Os-Diferentes-Tipos-de-Conhecimento (1) - Copia.ppt
Aula-Sobre-Os-Diferentes-Tipos-de-Conhecimento (1) - Copia.ppt
 
Ateliê de pesquisa i slides
Ateliê de pesquisa i slidesAteliê de pesquisa i slides
Ateliê de pesquisa i slides
 
Produção do conhecimento
Produção do conhecimentoProdução do conhecimento
Produção do conhecimento
 
1. metodologia
1. metodologia1. metodologia
1. metodologia
 

Mais de Jorge Barbosa

Organização do Ano Letivo 2014/2015
Organização do Ano Letivo 2014/2015Organização do Ano Letivo 2014/2015
Organização do Ano Letivo 2014/2015
Jorge Barbosa
 
Sentimentos Acráticos, Empatia e Autoconsciência
Sentimentos Acráticos, Empatia e AutoconsciênciaSentimentos Acráticos, Empatia e Autoconsciência
Sentimentos Acráticos, Empatia e Autoconsciência
Jorge Barbosa
 
regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...
regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...
regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...
Jorge Barbosa
 

Mais de Jorge Barbosa (20)

Ideias em Debate sobre Educação Prioritária
Ideias em Debate sobre Educação PrioritáriaIdeias em Debate sobre Educação Prioritária
Ideias em Debate sobre Educação Prioritária
 
Assuntos para Debate na Educação
Assuntos para Debate na EducaçãoAssuntos para Debate na Educação
Assuntos para Debate na Educação
 
Rapport cn num_education_oct14
Rapport cn num_education_oct14Rapport cn num_education_oct14
Rapport cn num_education_oct14
 
Proposta Honesta e Concreta de Reestruturação da Dívida Portuguesa
Proposta Honesta e Concreta de Reestruturação da Dívida PortuguesaProposta Honesta e Concreta de Reestruturação da Dívida Portuguesa
Proposta Honesta e Concreta de Reestruturação da Dívida Portuguesa
 
Organização do Ano Letivo 2014/2015
Organização do Ano Letivo 2014/2015Organização do Ano Letivo 2014/2015
Organização do Ano Letivo 2014/2015
 
Relatorio Educacao Especial
Relatorio Educacao EspecialRelatorio Educacao Especial
Relatorio Educacao Especial
 
Sentimentos Acráticos, Empatia e Autoconsciência
Sentimentos Acráticos, Empatia e AutoconsciênciaSentimentos Acráticos, Empatia e Autoconsciência
Sentimentos Acráticos, Empatia e Autoconsciência
 
Afetos, Emoções e Conceitos Aparentados
Afetos, Emoções e Conceitos AparentadosAfetos, Emoções e Conceitos Aparentados
Afetos, Emoções e Conceitos Aparentados
 
regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...
regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...
regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...
 
Despacho Normativo 6/2014
Despacho Normativo 6/2014Despacho Normativo 6/2014
Despacho Normativo 6/2014
 
guião reforma estado
guião reforma estadoguião reforma estado
guião reforma estado
 
A Ética - Espinosa
A Ética - EspinosaA Ética - Espinosa
A Ética - Espinosa
 
A Cidade
A CidadeA Cidade
A Cidade
 
Velha do Postigo
Velha do PostigoVelha do Postigo
Velha do Postigo
 
Revolução kantiana
Revolução kantianaRevolução kantiana
Revolução kantiana
 
O Teeteto de Platão e a Apologia de Sócrates
O Teeteto de Platão e a Apologia de SócratesO Teeteto de Platão e a Apologia de Sócrates
O Teeteto de Platão e a Apologia de Sócrates
 
Estado Crítico da Democracia - Publicação recente
Estado Crítico da Democracia - Publicação recenteEstado Crítico da Democracia - Publicação recente
Estado Crítico da Democracia - Publicação recente
 
Comunicacão associacões CSH ao MEC
Comunicacão associacões CSH ao MECComunicacão associacões CSH ao MEC
Comunicacão associacões CSH ao MEC
 
Introdução a Espinosa
Introdução a EspinosaIntrodução a Espinosa
Introdução a Espinosa
 
Comunicacão do Presidente
Comunicacão do PresidenteComunicacão do Presidente
Comunicacão do Presidente
 

Último

ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 

Último (20)

Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 

Senso Comum e Ciência

  • 1. Filosofia Psicologia, JB - 2010 Jorge Barbosa, 2010 1
  • 3. Tipos de conhecimentos Podemos dividir as representações cognitivas da realidade em dois grandes tipos Senso Ciência comum
  • 4. Senso comum Características gerais O senso comum resulta da organização espontânea da razão e: 1 apoia-­‐se  na  tradição     é  crença     não  justificada   3 e  na  experiência  colectiva     da  comunidade     e  não  na  investigação     aceita  uma   2 explicação  sem   a  questionar   4 nasce  da  actividade   sensível  e  da  experiência   pessoal  acumulada  
  • 5. Senso comum Características gerais O senso comum é um conhecimento mais baseado na percepção do que na razão. Por isso, permite  criar  representações   1 é  o  modo  mais  elementar   de  conhecer  o  mundo   2 do  mundo  ligadas  a  um   significado  subjectivo   3 é  acrítico,  pois,  não  sendo  justificado,   identifica  as  representações     com  a  realidade  
  • 6. Ciência Características gerais A Ciência é um conhecimento mais baseado na razão do que na percepção. Por isso, é  um  conhecimento   duvida  e  procura   1 racional     (crença  justificada)     2 justificar  as  crenças   (atitude  crítica)   3 usa   4 sujeita     5 metodologias   aperfeiçoa     rigorosas     as  hipóteses     os  métodos     e  formula   a  observação,     e  corrige     hipóteses   sob  condições   as  próprias   testáveis   controladas   teorias    
  • 7. Ciência Características gerais 92 manual, p. 1 A Ciência é…
  • 8. Ciência Características gerais A Ciência é… man ual, p. 19 2
  • 9. Senso Conhecimento  espontâneo,  baseado  em  dados   sensoriais,  na  transmissão  social  dos  princípios,   comum crenças  e  preconceitos  que  expressam     a  experiência  de  uma  comunidade   Serve  para  resolver  os  problemas  práticos     do  dia  a  dia,  para  integrar  os  indivíduos     nos  comportamentos  e  valores  estabelecidos     pela  sociedade  e  para  orientarmos  a  nossa  vida   Não  fornece  a  explicação  nem  permite                                                                 a  compreensão  da  verdadeira  natureza                                                         Filosofia, JB - 2010 da  realidade   9
  • 10. Conhecimento,  sistematizado  e  metódico,     que  utiliza  raciocínios,  provas  e  demonstrações   Ciência   para  obter  conclusões  rigorosas  acerca     do  funcionamento  da  Natureza   Usa  processos  metodológicos  próprios  para   explicar  os  fenómenos  (naturais  ou  sociais)   Pretende formular leis e teorias explicativas que permitam conhecer e controlar a Natureza É  uma  construção  racional  com  base  na  análise   metódica  e  objectiva  dos  fenómenos   Faz  uma  aproximação  sucessiva.  Explica  precisa,   rigorosa  e  operativamente  os  fenómenos   10 Filosofia, JB - 2010
  • 11. , p. 211 manual  Influenciado  pela  tradição  e  pela  experiência   Conhecimento   quotidiana   sensorial,      Espontâneo  e  assistemático   de  senso  comum,      Acrítico   ou  opinião    Adaptação  ao  meio    Procura  justificar  as  crenças   Conhecimento    Usa  procedimentos  metodológicos  rigorosos   científico    Confronto  das  hipóteses  com  os  factos    Formula  e  corrige  as  próprias  teorias  (revisibilidade)   Filosofia, JB - 2010 11
  • 13. EXERCÍCIOS Identifique  as  características  pertencentes  à  Ciência  e  ao  senso  comum. É  crença  não  justificada   É  uma  interpretação  lógico-­‐racional  dos  dados   Aceita  uma  explicação  sem  a  questionar   Apoia-­‐se  na  tradição  e  na  experiência  colectiva  da  comunidade  e  não  na  investigação     Senso  comum   Ciência   É  crença  não  justificada   É  uma  interpretação  lógico-­‐ racional  dos  dados   Aceita  uma  explicação  sem  a  questionar   Apoia-­‐se  na  tradição  e  na  experiência  colectiva  da   comunidade  e  não  na  investigação    
  • 14. EXERCÍCIOS Identifique  as  características  pertencentes  à  Ciência  e  ao  senso  comum. Nasce  da  actividade  sensível  e  da  experiência  pessoal  acumulada   Combina  invenção,  lógica  e  experimentação   É  um  conjunto  de  procedimentos  lógico-­‐matemáticos  e  experimentais  repetíveis   É  uma  construção  racional  com  base  na  análise  metódica  e  objectiva  dos  fenómenos   Senso  comum   Ciência   Combina  invenção,  lógica  e  experimentação   Nasce  da  actividade   É  um  conjunto  de  procedimentos  lógico-­‐   sensível  e  da  experiência   -­‐matemáticos  e  experimentais  repetíveis   pessoal  acumulada   É  uma  construção  racional  com  base  na  análise   metódica  e  objectiva  dos  fenómenos  
  • 15. Conhecimento Científico Filosofia, JB - 2010 Jorge Barbosa, 2010 15