SlideShare uma empresa Scribd logo
Minicurso de Myers-Briggs
Type Indicator (MBTI)
Por: Anderson Pinheiro de Araújo Chaves
Qual a fórmula do
sucesso?
Qual a fórmula do sucesso?

Sucesso = Talento + Trabalho Árduo
Qual a fórmula do sucesso?

Sucesso = Talento + Trabalho Árduo + (?)
Qual a fórmula do sucesso?

(?) = Fatores menos mensuráveis e menos visíveis
que explicassem o porquê de mesmo tanta
pessoas tendo talento e sendo determinadas e
trabalhadoras, o sucesso nunca bate à sua porta.
Qual a fórmula do sucesso?
Após estudos e comprovações empíricas:

- Ser bem sucedido é uma necessidade inerente a todos os
seres vivos, e não unicamente às pessoas.
- Entre os humanos, o sucesso não é compreendido,
desejado e perseguido do mesmo modo e com a mesma
intensidade por todos.
- O fator que impele as pessoas a projetarem-se em direção
à diferentes trajetórias de realização se chama
temperamento.
Qual a fórmula do sucesso?
TEMPERAMENTO
Temperamento é uma predisposição inata da
mente, ou seja, um conjunto de inclinações
naturais, relacionadas sobretudo com os
processos mentais de percepção (visão de
mundo) e de análise e tomada de decisão, em que
inteligências, interesses (aspirações) e valores são
determinantes para apontar a direção.
O temperamento
influencia nas
escolhas?
Em 27 de maio de 2006, nas tomadas de tempo para o Grande Prêmio de
Mônaco, o competitivo Michael Schumacher, percebendo que perderia a pole
para outro piloto que conseguira diminuir parcialmente o tempo, estacionou
deliberadamente seu carro na pista, como se tivesse sofrido uma pane.
Dificilmente um tipo cooperador como Rubens Barrichelo pensaria em recorrer a
tal estratagema, o que talvez explique o fato de ele nunca ter sido campeão
mundial de fórmula 1.
Em 27 de maio de 2006, nas tomadas de tempo para o Grande Prêmio de
Mônaco, o competitivo Michael Schumacher, percebendo que perderia a pole
para outro piloto que conseguira diminuir parcialmente o tempo, estacionou
deliberadamente seu carro na pista, como se tivesse sofrido uma pane.
Dificilmente um tipo cooperador como Rubens Barrichelo pensaria em recorrer a
tal estratagema, o que talvez explique o fato de ele nunca ter sido campeão
mundial de fórmula 1.
Derrota da seleção de canarinho em 1982 na Espanha. Pressionado a alijar do
jogo o atacante italiano Paolo Rossi, por meio de uma falta grave, o técnico Telê
Santana preferiu manter-se fiel às suas convicções e perder o jogo. Mais tarde, o
idealista Telê diria que o futebol-arte, sob seu comando, jamais faria concessões à
violência ou a manobras desleais. Para ele, ética e estética eram faces da mesma
moeda.
Sucesso na Pós-modernidade:

O que é ter sucesso?
O que é ter sucesso?
Atualmente para a maioria das pessoas:
O que é ter sucesso?
Atualmente para a maioria das pessoas:

- Aparecer na mídia.
- Ser famoso.

- Ter poder.
- Ganhar muito dinheiro.
O que é ter sucesso?
Atualmente para a maioria das pessoas:

Mundo dos “Artistas”
Músicos, cantores, atores e astros de
televisão, showbiz, modelos, atletas e
políticos.
O que é ter sucesso?
O que é ter sucesso?
Uma cantora performática, um presidente carismático, um empresário dos
cassinos, uma aristocrata que flertava com a mídia, um jogador de futebol que
aprecia os holofotes e uma top model mundialmente admirada.
O que é ter sucesso?
Uma cantora performática, um presidente carismático, um empresário dos
cassinos, uma aristocrata que flertava com a mídia, um jogador de futebol que
aprecia os holofotes e uma top model mundialmente admirada.
Mandonna, John Kennedy, Donald Trump, Diana Spencer, David Beckham e
Gisele Bündchen
O que é ter sucesso?
Uma cantora performática, um presidente carismático, um empresário dos
cassinos, uma aristocrata que flertava com a mídia, um jogador de futebol que
aprecia os holofotes e uma top model mundialmente admirada.
Mandonna, John Kennedy, Donald Trump, Diana Spencer, David Beckham e
Gisele Bündchen
O que é ter sucesso?
Uma cantora performática, um presidente carismático, um empresário dos
cassinos, uma aristocrata que flertava com a mídia, um jogador de futebol que
aprecia os holofotes e uma top model mundialmente admirada.
Mandonna, John Kennedy, Donald Trump, Diana Spencer, David Beckham e
Gisele Bündchen
O que é ter sucesso?
Uma cantora performática, um presidente carismático, um empresário dos
cassinos, uma aristocrata que flertava com a mídia, um jogador de futebol que
aprecia os holofotes e uma top model mundialmente admirada.
Mandonna, John Kennedy, Donald Trump, Diana Spencer, David Beckham e
Gisele Bündchen
O que é ter sucesso?
O que é ter sucesso?

Filósofo e sociólogo brasileiro, alto comissário da ONU que morreu em agosto de 2003 tentando
pacificar o Iraque; Sertanista, “advogado” e conselheiro das populações indígenas brasileiras;
Advogado indiano que orientou o seu povo a libertar-se do jugo inglês mantendo uma atitude
pacífica; Jornalista e escritora norte-americana, líder do movimento feminista mundial;
Advogado e ativista dos direitos civis nos Estados Unidos; Poeta espanhol e revolucionário
antifranquista.
O que é ter sucesso?
Filósofo e sociólogo brasileiro, alto comissário da ONU que morreu em agosto de 2003 tentando
pacificar o Iraque; Sertanista, “advogado” e conselheiro das populações indígenas brasileiras;
Advogado indiano que orientou o seu povo a libertar-se do jugo inglês mantendo uma atitude
pacífica; Jornalista e escritora norte-americana, líder do movimento feminista mundial;
Advogado e ativista dos direitos civis nos Estados Unidos; Poeta espanhol e revolucionário
antifranquista.
Sérgio Vieira de Mello, Orlando Villas Boas, Mahatma (Mohandas Karamchand)
Gandhi, Gloria Steinem, Martin Luther King, e Federico García Lorca
O que é ter sucesso?
Filósofo e sociólogo brasileiro, alto comissário da ONU que morreu em agosto de 2003 tentando
pacificar o Iraque; Sertanista, “advogado” e conselheiro das populações indígenas brasileiras;
Advogado indiano que orientou o seu povo a libertar-se do jugo inglês mantendo uma atitude
pacífica; Jornalista e escritora norte-americana, líder do movimento feminista mundial;
Advogado e ativista dos direitos civis nos Estados Unidos; Poeta espanhol e revolucionário
antifranquista.
Sérgio Vieira de Mello, Orlando Villas Boas, Mahatma (Mohandas Karamchand)
Gandhi, Gloria Steinem, Martin Luther King, e Federico García Lorca
O que é ter sucesso?
Filósofo e sociólogo brasileiro, alto comissário da ONU que morreu em agosto de 2003 tentando
pacificar o Iraque; Sertanista, “advogado” e conselheiro das populações indígenas brasileiras;
Advogado indiano que orientou o seu povo a libertar-se do jugo inglês mantendo uma atitude
pacífica; Jornalista e escritora norte-americana, líder do movimento feminista mundial;
Advogado e ativista dos direitos civis nos Estados Unidos; Poeta espanhol e revolucionário
antifranquista.
Sérgio Vieira de Mello, Orlando Villas Boas, Mahatma (Mohandas Karamchand)
Gandhi, Gloria Steinem, Martin Luther King, e Federico García Lorca
Parte I:
Teoria dos
Temperamentos
Teoria dos Temperamentos
Teoria dos Temperamentos
• Teoria dos Elementos (Pré-Socráticos)
Teoria dos Temperamentos
• Teoria dos Elementos (Pré-Socráticos)

• Teoria Humoral (Hipócrates e Galeno)
Teoria dos Temperamentos
• Teoria dos Elementos (Pré-Socráticos)

• Teoria Humoral (Hipócrates e Galeno)
• Teoria Moderna (Jung, Myers e Briggs, David Keirsey)
Teoria dos Temperamentos
• Teoria dos Elementos (Pré-Socráticos)

• Teoria Humoral (Hipócrates e Galeno)
• Teoria Moderna (Jung, Myers e Briggs, David Keirsey)
• Teoria Pós-Moderna (Dario Nardi)
Teoria dos Temperamentos
•Teoria dos Elementos (Pré-Socráticos)

•Terra
•Água
•Ar
•Fogo
Teoria dos Temperamentos
•Teoria Humoral (Hipócrates e Galeno)

•Fleumático (Fleuma)
•Sanguíneo (Sangue)
•Colérico (Bílis Amarela)
•Melancólico (Bílis Negra)
Teoria dos Temperamentos
•Teoria Moderna (Jung)
“O comportamento humano não é fruto do
acaso.”
Ele é preditível e, portanto, classificável.
Diferenças de comportamento, conforme
escreveu na obra Tipos psicológicos, de
1921, são resultado de preferências
relativas aos processos mentais, exercitados
ao longo da vida. Tais preferências
emergem cedo, constituindo as fundações
da personalidade.
Teoria dos Temperamentos
•Teoria Moderna (Jung)

Arquétipo
Inconsciente Coletivo
Teoria dos Temperamentos
ARQUÉTIPO != PERSONALIDADE
Teoria dos Temperamentos
ARQUÉTIPO != PERSONALIDADE

ARQUÉTIPO
Teoria dos Temperamentos
ARQUÉTIPO != PERSONALIDADE

ARQUÉTIPO

EXPERIÊNCIAS DE
VIDA
Teoria dos Temperamentos
ARQUÉTIPO != PERSONALIDADE
PERSONALIDADE
ARQUÉTIPO

EXPERIÊNCIAS DE
VIDA
Teoria dos Temperamentos
•Teoria Moderna (Myers e Briggs)
Segunda Guerra Mundial
Desenvolvimento do Indicador MBTI
baseado na obra Tipos psicológicos
de Jung.
Seleção para a fábrica onde
trabalhavam.
Teoria dos Temperamentos
•Teoria Moderna (David Keirsey)
Estudo o Indicador MBTI e notou
semelhanças em determinado
grupos de arquétipos.

Agrupou-os em 4 famílias de
temperamentos.
Ressuscitou a nomenclatura de
Platão.
Teoria dos Temperamentos
•Teoria Pós-Moderna (Dario Nardi)
Realizou experimentos laboratoriais
com EEG com pessoas encontrando
padrões cerebrais específicos para
determinados grupos de pessoas.
Associou os aspectos cerebrais do
comportamento com os arquétipos
previstos na teoria do MBTI,
detalhando os métodos cognitivos.
Parte II:
Indicador
MBTI
Indicador MBTI
Indicador MBTI
Indicador MBTI
Indicador MBTI
Indicador MBTI
Indicador MBTI
Indicador MBTI
Indicador MBTI
Indicador MBTI
Indicador MBTI
Indicador MBTI
Indicador MBTI
Indicador MBTI
Indicador MBTI
Indicador MBTI
Os Guardiões (xSxJ): Pessoas que estão preocupadas e ligadas às
regras da sociedade, sejam oficiais, ou em forma de tradições ou
costumes. Guardiões acreditam que existe um porquê de as coisas
funcionarem da forma que funcionam, e são muito ligadas ao passado,
e é por isso que elas tentam levar a vida seguindo os padrões e espera
que os outros façam o mesmo. O foco dos SJs são a logística e as áreas
que exijam responsabilidade (gostam de saber que estão fazendo a
coisa certa), que funcionam com um "manual de instruções". Depois
de ouvir os passos, o guardião tenta reproduzir de forma prática, e não
gosta de ficar só na teoria, e isso faz deles intimamente ligados às
empresas, negócios e carreiras tradicionais.
Indicador MBTI
Os Artesãos (xSxP): Para os Artesãos existem uma
dinâmica constante, como se o mundo fosse atualizado a cada
momento. Eles não estão interessados em lembrar do passado nem
supor o futuro, eles querem e vivem o aqui e o agora com seus cinco
sentidos captando tudo. As descobertas são feitas por suas mãos, tato,
olfato, paladar e audição, e dificilmente vão sentir prazer ou estar
interessados em discutir os "porquês", é bem mais interessante para
eles a experimentação e ação. São muito mais precisos que os outros
Tipos quando se exige reações corporais, e eles são os mais hedonistas
de todos, sentindo uma intensa necessidade de prazer e variedade nas
coisas que fazem.
Indicador MBTI
Os Idealistas (xNFx): A teoria é muito importante para os NFs, mesmo
que sem objetivos de eficiência e funcionamento, é pela pura harmonia
das coisas. Para eles o mais importante são as pessoas, e por isso vão ser
mais altruístas que os outros tipos (não que os outros tipos não ajudem o
próximo, mas para os NFs o farol aponta para as pessoas, suas
necessidades e individualidade). Os idealistas valorizam romances e
estudam mentalmente cada sentimento, procurando complexidades e
profundidade, não só para eles como para os outros. Seus pensamentos
são geralmente voltados para todo o mundo, e é comum ouvir discursos
de melhorias globais e gerais deles. Eles querem mudar o Mundo todo, e
este é o Ideal mais comum.
Indicador MBTI
Os Racionais (xNTx): Racionais são pessoas focadas nos sistemas e
engenhosidades. Possuem um pensamento objetivo, ligado ao conteúdo
teórico de reações naturais sob varias perspectivas. Eles querem entender
e analisar os funcionamentos, e valorizam a linguagem matemática e
racional. Eles são os grandes estudiosos baseados na intuição e razão
(valorizados na Grécia Antiga). Gostam de entender tudo através da lógica
e criam suas teorias e sistemas de forma visionária. NTs são também os os
engenheiros, estrategistas, designers, cientistas e pesquisadores, que
querem entender de maneira independente e utilizam a estratégia, a
lógica e a razão como aliados.
Indicador MBTI
Funções Cognitivas
Funções Cognitivas
Funções Cognitivas
Parte III:
Aplicando na
prática
Exercício I
Fim do exercício I
Exercício II
Fim do exercício II
Exercício III
Fim do exercício III
Exercício IV
Fim do exercício IV

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resiliência: a competência que nos leva a excelência!
Resiliência:  a competência que nos leva a excelência!Resiliência:  a competência que nos leva a excelência!
Resiliência: a competência que nos leva a excelência!
Annelise Gripp
 
PALESTRA : A energia transformadora do autoconhecimento e da auto estima -fai
PALESTRA : A energia transformadora do autoconhecimento e da auto estima -faiPALESTRA : A energia transformadora do autoconhecimento e da auto estima -fai
PALESTRA : A energia transformadora do autoconhecimento e da auto estima -fai
Edson Salgado Ávella
 
Motivação, Criatividade e Sucesso!
Motivação, Criatividade e Sucesso!Motivação, Criatividade e Sucesso!
Motivação, Criatividade e Sucesso!
Grupo E. Fabris
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
Camila Prada
 
Crenças Limitantes: ideias fixas que levam ao fracasso! - Agile Brazil 2014
Crenças Limitantes: ideias fixas que levam ao fracasso! - Agile Brazil 2014Crenças Limitantes: ideias fixas que levam ao fracasso! - Agile Brazil 2014
Crenças Limitantes: ideias fixas que levam ao fracasso! - Agile Brazil 2014
Annelise Gripp
 
Inteligência emocional
Inteligência emocionalInteligência emocional
Inteligência emocional
Viviane Gonçalves
 
Motivação e inteligência emocional
Motivação e inteligência emocionalMotivação e inteligência emocional
Motivação e inteligência emocional
Cintia Meneghini
 
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional   as 5 chaves fundamentaisInteligência emocional   as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
Manuela Selas
 
Liderança e a Inteligência Emocional
Liderança e a Inteligência EmocionalLiderança e a Inteligência Emocional
Liderança e a Inteligência Emocional
Rafael Taguchi
 
Inteligência emocional e o perfil do empreendedor
Inteligência emocional e o perfil do empreendedorInteligência emocional e o perfil do empreendedor
Inteligência emocional e o perfil do empreendedor
Yonara Mateus
 
Resiliência
ResiliênciaResiliência
Resiliência
adilsonmatheus
 
Auto confiança e auto estima
Auto confiança e auto estimaAuto confiança e auto estima
Auto confiança e auto estima
MBIANCHINI CONSULTING
 
Inteligencia Emocional | Eagles Vision
Inteligencia Emocional | Eagles VisionInteligencia Emocional | Eagles Vision
Inteligencia Emocional | Eagles Vision
Eduardo De Souza
 
Palestra: ATITUDE é o que precisamos!
Palestra: ATITUDE é o que precisamos!Palestra: ATITUDE é o que precisamos!
Palestra: ATITUDE é o que precisamos!
Fabrício Ottoni
 
MARKETING PESSOAL
MARKETING PESSOALMARKETING PESSOAL
MARKETING PESSOAL
shakazulu
 
Atitudes Vencedoras
Atitudes VencedorasAtitudes Vencedoras
Atitudes Vencedoras
Milton Henrique do Couto Neto
 
FOCO
FOCOFOCO
Inteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na LiderançaInteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na Liderança
Ismael
 
Motivação Escolar
Motivação EscolarMotivação Escolar
Motivação Escolar
Ana Sofia Costa
 
FOCO
FOCOFOCO

Mais procurados (20)

Resiliência: a competência que nos leva a excelência!
Resiliência:  a competência que nos leva a excelência!Resiliência:  a competência que nos leva a excelência!
Resiliência: a competência que nos leva a excelência!
 
PALESTRA : A energia transformadora do autoconhecimento e da auto estima -fai
PALESTRA : A energia transformadora do autoconhecimento e da auto estima -faiPALESTRA : A energia transformadora do autoconhecimento e da auto estima -fai
PALESTRA : A energia transformadora do autoconhecimento e da auto estima -fai
 
Motivação, Criatividade e Sucesso!
Motivação, Criatividade e Sucesso!Motivação, Criatividade e Sucesso!
Motivação, Criatividade e Sucesso!
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Crenças Limitantes: ideias fixas que levam ao fracasso! - Agile Brazil 2014
Crenças Limitantes: ideias fixas que levam ao fracasso! - Agile Brazil 2014Crenças Limitantes: ideias fixas que levam ao fracasso! - Agile Brazil 2014
Crenças Limitantes: ideias fixas que levam ao fracasso! - Agile Brazil 2014
 
Inteligência emocional
Inteligência emocionalInteligência emocional
Inteligência emocional
 
Motivação e inteligência emocional
Motivação e inteligência emocionalMotivação e inteligência emocional
Motivação e inteligência emocional
 
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional   as 5 chaves fundamentaisInteligência emocional   as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
 
Liderança e a Inteligência Emocional
Liderança e a Inteligência EmocionalLiderança e a Inteligência Emocional
Liderança e a Inteligência Emocional
 
Inteligência emocional e o perfil do empreendedor
Inteligência emocional e o perfil do empreendedorInteligência emocional e o perfil do empreendedor
Inteligência emocional e o perfil do empreendedor
 
Resiliência
ResiliênciaResiliência
Resiliência
 
Auto confiança e auto estima
Auto confiança e auto estimaAuto confiança e auto estima
Auto confiança e auto estima
 
Inteligencia Emocional | Eagles Vision
Inteligencia Emocional | Eagles VisionInteligencia Emocional | Eagles Vision
Inteligencia Emocional | Eagles Vision
 
Palestra: ATITUDE é o que precisamos!
Palestra: ATITUDE é o que precisamos!Palestra: ATITUDE é o que precisamos!
Palestra: ATITUDE é o que precisamos!
 
MARKETING PESSOAL
MARKETING PESSOALMARKETING PESSOAL
MARKETING PESSOAL
 
Atitudes Vencedoras
Atitudes VencedorasAtitudes Vencedoras
Atitudes Vencedoras
 
FOCO
FOCOFOCO
FOCO
 
Inteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na LiderançaInteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na Liderança
 
Motivação Escolar
Motivação EscolarMotivação Escolar
Motivação Escolar
 
FOCO
FOCOFOCO
FOCO
 

Destaque

C:\users\paulo campos\desktop\idéias para uma devolutiva do mbti [modo de com...
C:\users\paulo campos\desktop\idéias para uma devolutiva do mbti [modo de com...C:\users\paulo campos\desktop\idéias para uma devolutiva do mbti [modo de com...
C:\users\paulo campos\desktop\idéias para uma devolutiva do mbti [modo de com...
Paulo Vieira de Campos
 
MBTI - A avaliação de personalidade mais amplamente utilizada no mundo
MBTI - A avaliação de personalidade mais amplamente utilizada no mundoMBTI - A avaliação de personalidade mais amplamente utilizada no mundo
MBTI - A avaliação de personalidade mais amplamente utilizada no mundo
Andre Medeiros
 
Avaliação de Perfil com MBTI -Marcelo Pedrosa (Fellipelli - 20
Avaliação de Perfil  com MBTI -Marcelo Pedrosa (Fellipelli - 20Avaliação de Perfil  com MBTI -Marcelo Pedrosa (Fellipelli - 20
Avaliação de Perfil com MBTI -Marcelo Pedrosa (Fellipelli - 20Marcelo Pedrosa
 
Escuela hipocratica
Escuela hipocraticaEscuela hipocratica
Escuela hipocratica
Diana Alvarado
 
Tecnologia da gestao ava
Tecnologia da gestao avaTecnologia da gestao ava
Tecnologia da gestao ava
Cristiano Gatto Carraro
 
Siap 2009 2 It Governance 8 Papeis Perfis Psicologicos
Siap 2009 2 It Governance 8 Papeis Perfis PsicologicosSiap 2009 2 It Governance 8 Papeis Perfis Psicologicos
Siap 2009 2 It Governance 8 Papeis Perfis Psicologicos
Luis Vidigal
 
Alimentação em éguas em gestação e lactação
Alimentação em éguas em gestação e lactaçãoAlimentação em éguas em gestação e lactação
Alimentação em éguas em gestação e lactação
Maira Veruska
 
Metro Ethernet - MBTI-e
Metro Ethernet - MBTI-eMetro Ethernet - MBTI-e
Metro Ethernet - MBTI-e
Felipe Plattek
 
OS Estilos de aprendizagem de Felder e Silvermen
OS Estilos de aprendizagem de Felder e SilvermenOS Estilos de aprendizagem de Felder e Silvermen
OS Estilos de aprendizagem de Felder e Silvermen
Admar Cardoso
 
Ciclo PDCA e Tipos Psicologicos no Ser Empresa
Ciclo PDCA e Tipos Psicologicos no Ser EmpresaCiclo PDCA e Tipos Psicologicos no Ser Empresa
Ciclo PDCA e Tipos Psicologicos no Ser Empresa
Henrique V. Mäder
 
Apresentação personalidade e valores
Apresentação personalidade e valoresApresentação personalidade e valores
Apresentação personalidade e valores
Mariana Rezende
 
Segmentação de mercado
Segmentação de mercadoSegmentação de mercado
Segmentação de mercado
Mauro Couto de Paiva
 
Dia Internacional da Mulher
Dia Internacional da MulherDia Internacional da Mulher
Dia Internacional da Mulher
Produções HUMORDATRETA
 
Myers Briggs Type Indicator (MBTI)
Myers Briggs Type Indicator (MBTI)Myers Briggs Type Indicator (MBTI)
Myers Briggs Type Indicator (MBTI)
Payel Ghosh
 
Marketing - Segmentação
Marketing - SegmentaçãoMarketing - Segmentação
Marketing - Segmentação
zbam
 
Grecia Medicina Antigua
Grecia Medicina AntiguaGrecia Medicina Antigua
Grecia Medicina Antigua
Nery Martir
 
Understanding Team Dynamics using MBTI
Understanding Team Dynamics using MBTIUnderstanding Team Dynamics using MBTI
Understanding Team Dynamics using MBTI
malpascoe
 

Destaque (17)

C:\users\paulo campos\desktop\idéias para uma devolutiva do mbti [modo de com...
C:\users\paulo campos\desktop\idéias para uma devolutiva do mbti [modo de com...C:\users\paulo campos\desktop\idéias para uma devolutiva do mbti [modo de com...
C:\users\paulo campos\desktop\idéias para uma devolutiva do mbti [modo de com...
 
MBTI - A avaliação de personalidade mais amplamente utilizada no mundo
MBTI - A avaliação de personalidade mais amplamente utilizada no mundoMBTI - A avaliação de personalidade mais amplamente utilizada no mundo
MBTI - A avaliação de personalidade mais amplamente utilizada no mundo
 
Avaliação de Perfil com MBTI -Marcelo Pedrosa (Fellipelli - 20
Avaliação de Perfil  com MBTI -Marcelo Pedrosa (Fellipelli - 20Avaliação de Perfil  com MBTI -Marcelo Pedrosa (Fellipelli - 20
Avaliação de Perfil com MBTI -Marcelo Pedrosa (Fellipelli - 20
 
Escuela hipocratica
Escuela hipocraticaEscuela hipocratica
Escuela hipocratica
 
Tecnologia da gestao ava
Tecnologia da gestao avaTecnologia da gestao ava
Tecnologia da gestao ava
 
Siap 2009 2 It Governance 8 Papeis Perfis Psicologicos
Siap 2009 2 It Governance 8 Papeis Perfis PsicologicosSiap 2009 2 It Governance 8 Papeis Perfis Psicologicos
Siap 2009 2 It Governance 8 Papeis Perfis Psicologicos
 
Alimentação em éguas em gestação e lactação
Alimentação em éguas em gestação e lactaçãoAlimentação em éguas em gestação e lactação
Alimentação em éguas em gestação e lactação
 
Metro Ethernet - MBTI-e
Metro Ethernet - MBTI-eMetro Ethernet - MBTI-e
Metro Ethernet - MBTI-e
 
OS Estilos de aprendizagem de Felder e Silvermen
OS Estilos de aprendizagem de Felder e SilvermenOS Estilos de aprendizagem de Felder e Silvermen
OS Estilos de aprendizagem de Felder e Silvermen
 
Ciclo PDCA e Tipos Psicologicos no Ser Empresa
Ciclo PDCA e Tipos Psicologicos no Ser EmpresaCiclo PDCA e Tipos Psicologicos no Ser Empresa
Ciclo PDCA e Tipos Psicologicos no Ser Empresa
 
Apresentação personalidade e valores
Apresentação personalidade e valoresApresentação personalidade e valores
Apresentação personalidade e valores
 
Segmentação de mercado
Segmentação de mercadoSegmentação de mercado
Segmentação de mercado
 
Dia Internacional da Mulher
Dia Internacional da MulherDia Internacional da Mulher
Dia Internacional da Mulher
 
Myers Briggs Type Indicator (MBTI)
Myers Briggs Type Indicator (MBTI)Myers Briggs Type Indicator (MBTI)
Myers Briggs Type Indicator (MBTI)
 
Marketing - Segmentação
Marketing - SegmentaçãoMarketing - Segmentação
Marketing - Segmentação
 
Grecia Medicina Antigua
Grecia Medicina AntiguaGrecia Medicina Antigua
Grecia Medicina Antigua
 
Understanding Team Dynamics using MBTI
Understanding Team Dynamics using MBTIUnderstanding Team Dynamics using MBTI
Understanding Team Dynamics using MBTI
 

Semelhante a Minicurso de myers-briggs type indicator (mbti) - IFCE 2013 TelecomWeek

#somostodostextão: reflexos do ativismo de sofá
#somostodostextão: reflexos do ativismo de sofá#somostodostextão: reflexos do ativismo de sofá
#somostodostextão: reflexos do ativismo de sofá
MaiaFerrari
 
Napoleon hill
Napoleon hillNapoleon hill
Napoleon hill
wagner queiros
 
Mitos Modernos na Publicidade para Mulheres
Mitos Modernos na Publicidade para MulheresMitos Modernos na Publicidade para Mulheres
Mitos Modernos na Publicidade para Mulheres
Camila De Freitas Nogueira
 
Netweaver Howto
Netweaver HowtoNetweaver Howto
Netweaver Howto
augustodefranco .
 
Do Brexit a Trump: por que os especialistas erraram tanto?
Do Brexit a Trump: por que os especialistas erraram tanto?Do Brexit a Trump: por que os especialistas erraram tanto?
Do Brexit a Trump: por que os especialistas erraram tanto?
Andre Assi Barreto
 
Sociologia 3º ano EM
Sociologia 3º ano EM Sociologia 3º ano EM
Sociologia 3º ano EM
Mayron Picolo
 
Série FLUZZ Volume 8 NETWEAVER HOWTO
Série FLUZZ Volume 8 NETWEAVER HOWTOSérie FLUZZ Volume 8 NETWEAVER HOWTO
Série FLUZZ Volume 8 NETWEAVER HOWTO
augustodefranco .
 
Palestra Sebrae Dez 2008
Palestra Sebrae Dez 2008Palestra Sebrae Dez 2008
Palestra Sebrae Dez 2008
Desenvolvimento Organizacional
 
O mundo da prática exigências da atualidade
O mundo da prática exigências da atualidadeO mundo da prática exigências da atualidade
O mundo da prática exigências da atualidade
Itamar Faria
 
Reconstrução
ReconstruçãoReconstrução
Reconstrução
Marcelo Ronald B Souza
 
MARKETING POLÍTICO
MARKETING POLÍTICOMARKETING POLÍTICO
MARKETING POLÍTICO
RICARDO GOMES
 
aula etica 2.ppt
aula etica 2.pptaula etica 2.ppt
aula etica 2.ppt
gizaraposo
 
SOCIOLOGIA - UNIDADE 2.pptx
SOCIOLOGIA - UNIDADE 2.pptxSOCIOLOGIA - UNIDADE 2.pptx
SOCIOLOGIA - UNIDADE 2.pptx
SuellenFagundes2
 
Utopia Real - Celso Afonso Brum Sagastume
Utopia Real - Celso Afonso Brum SagastumeUtopia Real - Celso Afonso Brum Sagastume
Utopia Real - Celso Afonso Brum Sagastume
Bernadetecebs .
 
A Questão dos Valores.ppt
A Questão dos Valores.pptA Questão dos Valores.ppt
A Questão dos Valores.ppt
IvesRanieriAUXHOMEOF
 
As sociedades ocidentais
As sociedades ocidentaisAs sociedades ocidentais
As sociedades ocidentais
Carla Teixeira
 
O mais importante pa... de Howard Marks .pdf
O mais importante pa... de Howard Marks .pdfO mais importante pa... de Howard Marks .pdf
O mais importante pa... de Howard Marks .pdf
AlbertoFrazoTreinado
 
Forca de vontade roy f. baumeister
Forca de vontade   roy f. baumeisterForca de vontade   roy f. baumeister
Forca de vontade roy f. baumeister
Valber Teixeira
 
Marketing 3.0
Marketing 3.0Marketing 3.0
Marketing 3.0
Luiz Agner
 
Devem os adventistas se envolverem nessas Manifestações?
Devem os adventistas se envolverem nessas Manifestações?Devem os adventistas se envolverem nessas Manifestações?
Devem os adventistas se envolverem nessas Manifestações?
William Fernandes
 

Semelhante a Minicurso de myers-briggs type indicator (mbti) - IFCE 2013 TelecomWeek (20)

#somostodostextão: reflexos do ativismo de sofá
#somostodostextão: reflexos do ativismo de sofá#somostodostextão: reflexos do ativismo de sofá
#somostodostextão: reflexos do ativismo de sofá
 
Napoleon hill
Napoleon hillNapoleon hill
Napoleon hill
 
Mitos Modernos na Publicidade para Mulheres
Mitos Modernos na Publicidade para MulheresMitos Modernos na Publicidade para Mulheres
Mitos Modernos na Publicidade para Mulheres
 
Netweaver Howto
Netweaver HowtoNetweaver Howto
Netweaver Howto
 
Do Brexit a Trump: por que os especialistas erraram tanto?
Do Brexit a Trump: por que os especialistas erraram tanto?Do Brexit a Trump: por que os especialistas erraram tanto?
Do Brexit a Trump: por que os especialistas erraram tanto?
 
Sociologia 3º ano EM
Sociologia 3º ano EM Sociologia 3º ano EM
Sociologia 3º ano EM
 
Série FLUZZ Volume 8 NETWEAVER HOWTO
Série FLUZZ Volume 8 NETWEAVER HOWTOSérie FLUZZ Volume 8 NETWEAVER HOWTO
Série FLUZZ Volume 8 NETWEAVER HOWTO
 
Palestra Sebrae Dez 2008
Palestra Sebrae Dez 2008Palestra Sebrae Dez 2008
Palestra Sebrae Dez 2008
 
O mundo da prática exigências da atualidade
O mundo da prática exigências da atualidadeO mundo da prática exigências da atualidade
O mundo da prática exigências da atualidade
 
Reconstrução
ReconstruçãoReconstrução
Reconstrução
 
MARKETING POLÍTICO
MARKETING POLÍTICOMARKETING POLÍTICO
MARKETING POLÍTICO
 
aula etica 2.ppt
aula etica 2.pptaula etica 2.ppt
aula etica 2.ppt
 
SOCIOLOGIA - UNIDADE 2.pptx
SOCIOLOGIA - UNIDADE 2.pptxSOCIOLOGIA - UNIDADE 2.pptx
SOCIOLOGIA - UNIDADE 2.pptx
 
Utopia Real - Celso Afonso Brum Sagastume
Utopia Real - Celso Afonso Brum SagastumeUtopia Real - Celso Afonso Brum Sagastume
Utopia Real - Celso Afonso Brum Sagastume
 
A Questão dos Valores.ppt
A Questão dos Valores.pptA Questão dos Valores.ppt
A Questão dos Valores.ppt
 
As sociedades ocidentais
As sociedades ocidentaisAs sociedades ocidentais
As sociedades ocidentais
 
O mais importante pa... de Howard Marks .pdf
O mais importante pa... de Howard Marks .pdfO mais importante pa... de Howard Marks .pdf
O mais importante pa... de Howard Marks .pdf
 
Forca de vontade roy f. baumeister
Forca de vontade   roy f. baumeisterForca de vontade   roy f. baumeister
Forca de vontade roy f. baumeister
 
Marketing 3.0
Marketing 3.0Marketing 3.0
Marketing 3.0
 
Devem os adventistas se envolverem nessas Manifestações?
Devem os adventistas se envolverem nessas Manifestações?Devem os adventistas se envolverem nessas Manifestações?
Devem os adventistas se envolverem nessas Manifestações?
 

Último

Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 

Último (20)

Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 

Minicurso de myers-briggs type indicator (mbti) - IFCE 2013 TelecomWeek

  • 1. Minicurso de Myers-Briggs Type Indicator (MBTI) Por: Anderson Pinheiro de Araújo Chaves
  • 2. Qual a fórmula do sucesso?
  • 3. Qual a fórmula do sucesso? Sucesso = Talento + Trabalho Árduo
  • 4. Qual a fórmula do sucesso? Sucesso = Talento + Trabalho Árduo + (?)
  • 5. Qual a fórmula do sucesso? (?) = Fatores menos mensuráveis e menos visíveis que explicassem o porquê de mesmo tanta pessoas tendo talento e sendo determinadas e trabalhadoras, o sucesso nunca bate à sua porta.
  • 6. Qual a fórmula do sucesso? Após estudos e comprovações empíricas: - Ser bem sucedido é uma necessidade inerente a todos os seres vivos, e não unicamente às pessoas. - Entre os humanos, o sucesso não é compreendido, desejado e perseguido do mesmo modo e com a mesma intensidade por todos. - O fator que impele as pessoas a projetarem-se em direção à diferentes trajetórias de realização se chama temperamento.
  • 7. Qual a fórmula do sucesso? TEMPERAMENTO Temperamento é uma predisposição inata da mente, ou seja, um conjunto de inclinações naturais, relacionadas sobretudo com os processos mentais de percepção (visão de mundo) e de análise e tomada de decisão, em que inteligências, interesses (aspirações) e valores são determinantes para apontar a direção.
  • 9. Em 27 de maio de 2006, nas tomadas de tempo para o Grande Prêmio de Mônaco, o competitivo Michael Schumacher, percebendo que perderia a pole para outro piloto que conseguira diminuir parcialmente o tempo, estacionou deliberadamente seu carro na pista, como se tivesse sofrido uma pane. Dificilmente um tipo cooperador como Rubens Barrichelo pensaria em recorrer a tal estratagema, o que talvez explique o fato de ele nunca ter sido campeão mundial de fórmula 1.
  • 10. Em 27 de maio de 2006, nas tomadas de tempo para o Grande Prêmio de Mônaco, o competitivo Michael Schumacher, percebendo que perderia a pole para outro piloto que conseguira diminuir parcialmente o tempo, estacionou deliberadamente seu carro na pista, como se tivesse sofrido uma pane. Dificilmente um tipo cooperador como Rubens Barrichelo pensaria em recorrer a tal estratagema, o que talvez explique o fato de ele nunca ter sido campeão mundial de fórmula 1.
  • 11. Derrota da seleção de canarinho em 1982 na Espanha. Pressionado a alijar do jogo o atacante italiano Paolo Rossi, por meio de uma falta grave, o técnico Telê Santana preferiu manter-se fiel às suas convicções e perder o jogo. Mais tarde, o idealista Telê diria que o futebol-arte, sob seu comando, jamais faria concessões à violência ou a manobras desleais. Para ele, ética e estética eram faces da mesma moeda.
  • 12. Sucesso na Pós-modernidade: O que é ter sucesso?
  • 13. O que é ter sucesso? Atualmente para a maioria das pessoas:
  • 14. O que é ter sucesso? Atualmente para a maioria das pessoas: - Aparecer na mídia. - Ser famoso. - Ter poder. - Ganhar muito dinheiro.
  • 15. O que é ter sucesso? Atualmente para a maioria das pessoas: Mundo dos “Artistas” Músicos, cantores, atores e astros de televisão, showbiz, modelos, atletas e políticos.
  • 16. O que é ter sucesso?
  • 17. O que é ter sucesso? Uma cantora performática, um presidente carismático, um empresário dos cassinos, uma aristocrata que flertava com a mídia, um jogador de futebol que aprecia os holofotes e uma top model mundialmente admirada.
  • 18. O que é ter sucesso? Uma cantora performática, um presidente carismático, um empresário dos cassinos, uma aristocrata que flertava com a mídia, um jogador de futebol que aprecia os holofotes e uma top model mundialmente admirada. Mandonna, John Kennedy, Donald Trump, Diana Spencer, David Beckham e Gisele Bündchen
  • 19. O que é ter sucesso? Uma cantora performática, um presidente carismático, um empresário dos cassinos, uma aristocrata que flertava com a mídia, um jogador de futebol que aprecia os holofotes e uma top model mundialmente admirada. Mandonna, John Kennedy, Donald Trump, Diana Spencer, David Beckham e Gisele Bündchen
  • 20. O que é ter sucesso? Uma cantora performática, um presidente carismático, um empresário dos cassinos, uma aristocrata que flertava com a mídia, um jogador de futebol que aprecia os holofotes e uma top model mundialmente admirada. Mandonna, John Kennedy, Donald Trump, Diana Spencer, David Beckham e Gisele Bündchen
  • 21. O que é ter sucesso? Uma cantora performática, um presidente carismático, um empresário dos cassinos, uma aristocrata que flertava com a mídia, um jogador de futebol que aprecia os holofotes e uma top model mundialmente admirada. Mandonna, John Kennedy, Donald Trump, Diana Spencer, David Beckham e Gisele Bündchen
  • 22. O que é ter sucesso?
  • 23. O que é ter sucesso? Filósofo e sociólogo brasileiro, alto comissário da ONU que morreu em agosto de 2003 tentando pacificar o Iraque; Sertanista, “advogado” e conselheiro das populações indígenas brasileiras; Advogado indiano que orientou o seu povo a libertar-se do jugo inglês mantendo uma atitude pacífica; Jornalista e escritora norte-americana, líder do movimento feminista mundial; Advogado e ativista dos direitos civis nos Estados Unidos; Poeta espanhol e revolucionário antifranquista.
  • 24. O que é ter sucesso? Filósofo e sociólogo brasileiro, alto comissário da ONU que morreu em agosto de 2003 tentando pacificar o Iraque; Sertanista, “advogado” e conselheiro das populações indígenas brasileiras; Advogado indiano que orientou o seu povo a libertar-se do jugo inglês mantendo uma atitude pacífica; Jornalista e escritora norte-americana, líder do movimento feminista mundial; Advogado e ativista dos direitos civis nos Estados Unidos; Poeta espanhol e revolucionário antifranquista. Sérgio Vieira de Mello, Orlando Villas Boas, Mahatma (Mohandas Karamchand) Gandhi, Gloria Steinem, Martin Luther King, e Federico García Lorca
  • 25. O que é ter sucesso? Filósofo e sociólogo brasileiro, alto comissário da ONU que morreu em agosto de 2003 tentando pacificar o Iraque; Sertanista, “advogado” e conselheiro das populações indígenas brasileiras; Advogado indiano que orientou o seu povo a libertar-se do jugo inglês mantendo uma atitude pacífica; Jornalista e escritora norte-americana, líder do movimento feminista mundial; Advogado e ativista dos direitos civis nos Estados Unidos; Poeta espanhol e revolucionário antifranquista. Sérgio Vieira de Mello, Orlando Villas Boas, Mahatma (Mohandas Karamchand) Gandhi, Gloria Steinem, Martin Luther King, e Federico García Lorca
  • 26. O que é ter sucesso? Filósofo e sociólogo brasileiro, alto comissário da ONU que morreu em agosto de 2003 tentando pacificar o Iraque; Sertanista, “advogado” e conselheiro das populações indígenas brasileiras; Advogado indiano que orientou o seu povo a libertar-se do jugo inglês mantendo uma atitude pacífica; Jornalista e escritora norte-americana, líder do movimento feminista mundial; Advogado e ativista dos direitos civis nos Estados Unidos; Poeta espanhol e revolucionário antifranquista. Sérgio Vieira de Mello, Orlando Villas Boas, Mahatma (Mohandas Karamchand) Gandhi, Gloria Steinem, Martin Luther King, e Federico García Lorca
  • 29. Teoria dos Temperamentos • Teoria dos Elementos (Pré-Socráticos)
  • 30. Teoria dos Temperamentos • Teoria dos Elementos (Pré-Socráticos) • Teoria Humoral (Hipócrates e Galeno)
  • 31. Teoria dos Temperamentos • Teoria dos Elementos (Pré-Socráticos) • Teoria Humoral (Hipócrates e Galeno) • Teoria Moderna (Jung, Myers e Briggs, David Keirsey)
  • 32. Teoria dos Temperamentos • Teoria dos Elementos (Pré-Socráticos) • Teoria Humoral (Hipócrates e Galeno) • Teoria Moderna (Jung, Myers e Briggs, David Keirsey) • Teoria Pós-Moderna (Dario Nardi)
  • 33. Teoria dos Temperamentos •Teoria dos Elementos (Pré-Socráticos) •Terra •Água •Ar •Fogo
  • 34. Teoria dos Temperamentos •Teoria Humoral (Hipócrates e Galeno) •Fleumático (Fleuma) •Sanguíneo (Sangue) •Colérico (Bílis Amarela) •Melancólico (Bílis Negra)
  • 35. Teoria dos Temperamentos •Teoria Moderna (Jung) “O comportamento humano não é fruto do acaso.” Ele é preditível e, portanto, classificável. Diferenças de comportamento, conforme escreveu na obra Tipos psicológicos, de 1921, são resultado de preferências relativas aos processos mentais, exercitados ao longo da vida. Tais preferências emergem cedo, constituindo as fundações da personalidade.
  • 36. Teoria dos Temperamentos •Teoria Moderna (Jung) Arquétipo Inconsciente Coletivo
  • 38. Teoria dos Temperamentos ARQUÉTIPO != PERSONALIDADE ARQUÉTIPO
  • 39. Teoria dos Temperamentos ARQUÉTIPO != PERSONALIDADE ARQUÉTIPO EXPERIÊNCIAS DE VIDA
  • 40. Teoria dos Temperamentos ARQUÉTIPO != PERSONALIDADE PERSONALIDADE ARQUÉTIPO EXPERIÊNCIAS DE VIDA
  • 41. Teoria dos Temperamentos •Teoria Moderna (Myers e Briggs) Segunda Guerra Mundial Desenvolvimento do Indicador MBTI baseado na obra Tipos psicológicos de Jung. Seleção para a fábrica onde trabalhavam.
  • 42. Teoria dos Temperamentos •Teoria Moderna (David Keirsey) Estudo o Indicador MBTI e notou semelhanças em determinado grupos de arquétipos. Agrupou-os em 4 famílias de temperamentos. Ressuscitou a nomenclatura de Platão.
  • 43. Teoria dos Temperamentos •Teoria Pós-Moderna (Dario Nardi) Realizou experimentos laboratoriais com EEG com pessoas encontrando padrões cerebrais específicos para determinados grupos de pessoas. Associou os aspectos cerebrais do comportamento com os arquétipos previstos na teoria do MBTI, detalhando os métodos cognitivos.
  • 48.
  • 60. Indicador MBTI Os Guardiões (xSxJ): Pessoas que estão preocupadas e ligadas às regras da sociedade, sejam oficiais, ou em forma de tradições ou costumes. Guardiões acreditam que existe um porquê de as coisas funcionarem da forma que funcionam, e são muito ligadas ao passado, e é por isso que elas tentam levar a vida seguindo os padrões e espera que os outros façam o mesmo. O foco dos SJs são a logística e as áreas que exijam responsabilidade (gostam de saber que estão fazendo a coisa certa), que funcionam com um "manual de instruções". Depois de ouvir os passos, o guardião tenta reproduzir de forma prática, e não gosta de ficar só na teoria, e isso faz deles intimamente ligados às empresas, negócios e carreiras tradicionais.
  • 61. Indicador MBTI Os Artesãos (xSxP): Para os Artesãos existem uma dinâmica constante, como se o mundo fosse atualizado a cada momento. Eles não estão interessados em lembrar do passado nem supor o futuro, eles querem e vivem o aqui e o agora com seus cinco sentidos captando tudo. As descobertas são feitas por suas mãos, tato, olfato, paladar e audição, e dificilmente vão sentir prazer ou estar interessados em discutir os "porquês", é bem mais interessante para eles a experimentação e ação. São muito mais precisos que os outros Tipos quando se exige reações corporais, e eles são os mais hedonistas de todos, sentindo uma intensa necessidade de prazer e variedade nas coisas que fazem.
  • 62. Indicador MBTI Os Idealistas (xNFx): A teoria é muito importante para os NFs, mesmo que sem objetivos de eficiência e funcionamento, é pela pura harmonia das coisas. Para eles o mais importante são as pessoas, e por isso vão ser mais altruístas que os outros tipos (não que os outros tipos não ajudem o próximo, mas para os NFs o farol aponta para as pessoas, suas necessidades e individualidade). Os idealistas valorizam romances e estudam mentalmente cada sentimento, procurando complexidades e profundidade, não só para eles como para os outros. Seus pensamentos são geralmente voltados para todo o mundo, e é comum ouvir discursos de melhorias globais e gerais deles. Eles querem mudar o Mundo todo, e este é o Ideal mais comum.
  • 63. Indicador MBTI Os Racionais (xNTx): Racionais são pessoas focadas nos sistemas e engenhosidades. Possuem um pensamento objetivo, ligado ao conteúdo teórico de reações naturais sob varias perspectivas. Eles querem entender e analisar os funcionamentos, e valorizam a linguagem matemática e racional. Eles são os grandes estudiosos baseados na intuição e razão (valorizados na Grécia Antiga). Gostam de entender tudo através da lógica e criam suas teorias e sistemas de forma visionária. NTs são também os os engenheiros, estrategistas, designers, cientistas e pesquisadores, que querem entender de maneira independente e utilizam a estratégia, a lógica e a razão como aliados.
  • 65.
  • 66.
  • 67.
  • 68.
  • 72.
  • 73.
  • 75.
  • 76.
  • 77.
  • 78.
  • 79.
  • 80.
  • 81.
  • 82.
  • 83.
  • 85.
  • 86.
  • 89.
  • 92.
  • 93.
  • 94.
  • 97.