SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 138
WORKSHOP Euler Nogueira imvnet.com.br Gestão Estratégica de Vendas
ROTEIRO DO WORKSHOP    Estimativa do Potencial de Mercado    Previsão de Vendas    Zoneamento  de  Vendas    Estruturação da Força de Vendas    Remuneração  e   Política de Meta    Avaliação de Performance Planejamento de Vendas
DADOS NECESSÁRIOS    Dados históricos das vendas da empresa – últimos 5 anos, se possível segmentados    Dados do setor (Associações, Federação, Franqueadores, etc)    Dados de mercado (dados secundários) – (Demográficos, renda per-capita por cidade, bairro, ...) – (IBGE, Institutos, IBOPE, Fecomercio, etc) POTENCIAL DE MERCADO
Revisão – Slides Teóricos Estimativa do Potencial de Mercado
O que é potencial de mercado ? ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado
O que é potencial de mercado ? A  American Marketing Association  tem definido  Potencial de Mercado  como a oportunidade máxima de venda de todos os vendedores de determinado tipo de produto ou serviço. Ou em outras palavras, a capacidade máxima de segmentos de compradores de um mercado comprarem um tipo de produto ou serviço em tempo determinado (específico). Estimativa de Potencial de Mercado
Descomplicando os conceitos ,[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado
Descomplicando os conceitos ,[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado
Descomplicando os conceitos Se o Estado de São Paulo tem 40% de potencial de mercado do total do Brasil, para determinado produto, significa que, em relação a demanda estimada do mercado, por exemplo, de 1.000.000 de unidades, São Paulo tem um Potencial de Vendas de 400.000 para o ramo todo. Estimativa de Potencial de Mercado
Exemplo do uso do Potencial de Mercado >>> Estimativa de Potencial de Mercado 66%  (4)  :  (5) Números relativos Potencial venda empresa / vendas passadas Participação do mercado 5 ,[object Object],[object Object],Números absolutos Dados estatísticos de vendas Vendas  passadas da empresa 4 1.500.000 - Total - (1) x (2)  unidades Números absolutos Potencial de mercado do ramo  /  Demanda de mercado Potencial de vendas da empresa 3 6% Porto Alegre - parcial - Números relativos Dados secundários Potencial de mercado (do ramo todo) 2 250.000.000 (unidades) Números absolutos Dados setoriais da economia Demanda de mercado Ordem 1 Exemplo produto  X  em Porto Alegre É calculado em A partir de:
Encadeamento do uso do Potencial de Mercado ,[object Object],[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado
Encadeamento do uso do Potencial de Mercado ,[object Object],[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado
Encadeamento do uso do Potencial de Mercado ,[object Object],[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado
Encadeamento do uso do Potencial de Mercado ,[object Object],[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado
Determinação do Potencial de Mercado ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado
Método do uso do levantamento com base em mapeamento ,[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado
Método do uso do levantamento com base em mapeamento ,[object Object],[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado
Método dos registros estatísticos da empresa ,[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado
Exemplo: Método dos registros estatísticos da empresa Estimativa de Potencial de Mercado 1,8% $ 6.641.992 1.660.498 $ 4,00 30.000 $ 120.000 Equipamen-tos de Transportes 1,9% $ 3.674.598 1.275.902 $ 2,88 24.300 $ 70.000 Máquinas e Equipamen-tos 7 6 5 4 3 2 1 % Vendas Anuais do potencial de mercado nacional (coluna 2 x coluna 6) Potencial de mercado nacional (coluna 4 x coluna 5) Número nacional de empregados no ramo Desempenho anual de vendas por empregado (coluna 2 : coluna 3) Total de empregados (dados da empresa) Vendas totais a clientes Ramo de atividades
Método de dados setoriais e método de dados do censo (dados secundários) ,[object Object],[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado Disposição para gastos Renda População Município
Método de dados setoriais e método de dados do censo (dados secundários) ,[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado Disposição para gastos Renda População Município
Método de dados setoriais e método de dados do censo (dados secundários) ,[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado Disposição para gastos Renda População Município
Método de dados setoriais e método de dados do censo (dados secundários) ,[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado Disposição para gastos Renda População Município
As diversas configurações de potencial de mercado ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Estimativa de Potencial de Mercado
Estimativa de Potencial de Mercado As diversas configurações de potencial de mercado ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Previsão de Vendas MATRIZ DE BCG – Boston Consulting Group Taxa de Crescimento do Mercado Participação Relativa de Mercado ESTRELA DILEMA (?) VACA LEITEIRA ABACAXI ALTA BAIXA BAIXA ALTA
Estimativa de Potencial de Mercado
Revisão – Slides Teóricos Previsão de Vendas
Passos Básicos para uma Previsão Sistemática de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Previsão de Vendas
Passos Básicos para uma Previsão Sistemática de Vendas ,[object Object],Previsão de Vendas Recolher informações pertinentes, bem como analisar as fontes de dados e montar um banco de dados constituem o início da preparação de uma previsão de vendas, que dependerá da observação e da armazenagem no banco de dados das informações disponíveis, através das seguintes fontes externas: ,[object Object],[object Object]
Passos Básicos para uma Previsão Sistemática de Vendas Previsão de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],Um banco de dados deve armazenar, ainda, dados internos: ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Passos Básicos para uma Previsão Sistemática de Vendas ,[object Object],Previsão de Vendas Uma vez avaliadas as perspectivas que cercam a empresa, é importante elaborar um check-list de todas as informações pertinentes à realização da previsão de vendas: ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Passos Básicos para uma Previsão Sistemática de Vendas Previsão de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Passos Básicos para uma Previsão Sistemática de Vendas ,[object Object],Previsão de Vendas A organização de um banco de dados, a partir de dados internos de produção, da contabilidade e do departamento de administração de vendas e de marketing, de um lado, e, de outro, dados externos publicados por instituições que projetam números baseados em censos e análises setoriais, como IBGE e outros órgãos governamentais e privados, é fundamental.
Passos Básicos para uma Previsão Sistemática de Vendas ,[object Object],Previsão de Vendas A partir das informações básicas levantadas e analisadas, é interessante que se elabore uma síntese da previsão de vendas.
Métodos de Previsão de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Previsão de Vendas
Métodos de Previsão de Vendas ,[object Object],Previsão de Vendas São métodos que analisam os fatores ambientais e suas influências. É recomendável como trabalho que antecede a fixação dos números da previsão. ,[object Object],[object Object],[object Object],
Métodos não-científicos Previsão de Vendas Tal método faz uma análise dos fatores que afetam direta ou indiretamente uma previsão, permitindo que se estimem de forma simples as vendas futuras da empresa. O perigo deste método é que sua simplicidade pode induzir a previsões errôneas. ,[object Object],Métodos de Previsão de Vendas
Métodos não-científicos Previsão de Vendas A partir de dados passados de vendas, da análise das sazonalidades e dos ciclos de vendas projeta-se a previsão de vendas. Há aplicações até sofisticadas do método de extrapolação, mas é preciso ter cuidado com as séries históricas de dados a serem extrapolados, em face da flutuação e dos ciclos de vendas. ,[object Object],Métodos de Previsão de Vendas
Métodos não-científicos Previsão de Vendas Assemelha-se a um modelo de simulação, entretanto é um modelo totalmente distinto. Muitos autores e professores alegam que o modelo de cenários não é um modelo de previsão. Mas a construção de cenários pode ser perfeitamente utilizada em previsão de vendas e com uma vantagem: incorpora as incertezas futuras. Envolve: ,[object Object],Métodos de Previsão de Vendas ,[object Object],[object Object]
Métodos não-científicos Previsão de Vendas Métodos de Previsão de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Métodos de Previsão de Vendas ,[object Object],Previsão de Vendas São métodos que permitem o uso do rigor matemático. São recomendáveis quando as séries históricas são fidedignas e o passado tem muito a ver com o futuro. ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],
Métodos matemáticos Previsão de Vendas No cálculo da demanda nas últimas cinco semanas, considerando-se os respectivos valores: 104, 115, 101, 120, 115 O cálculo da média:  Supondo que as vendas reais da próxima semana sejam 119, troca-se o valor mais antigo (104) pelo novo valor (119): ,[object Object],Métodos de Previsão de Vendas
Métodos matemáticos Previsão de Vendas Atribuem-se pesos às semanas:  Dessa maneira, a semana 1 tem peso 1, a semana 2 tem peso 2 e assim por diante. Através dessa ponderação calcula-se o novo valor da previsão. ,[object Object],Métodos de Previsão de Vendas
Métodos de Previsão de Vendas ,[object Object],Previsão de Vendas São métodos úteis para o mapeamento do negócio da empresa. É recomendável que sejam utilizados juntamente com os métodos não-científicos, matemáticos e eventualmente com o de zona-piloto. ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],
Métodos de Levantamentos Previsão de Vendas O júri de opiniões de executivos ou julgamento dos gerentes de produto, onde as previsões individuais de cada executivo-chave ou gerente de produto são avaliadas e discutidas em grupo até se chegar a um consenso comum. Este método é simples e usado com freqüência, mas pode induzir a erros, decorrentes da subjetividade da análise. Vantagens do método: ,[object Object],Métodos de Previsão de Vendas ,[object Object]
Métodos de Levantamentos Previsão de Vendas Métodos de Previsão de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],Inconvenientes: ,[object Object],[object Object]
Métodos de Levantamentos Previsão de Vendas Com base em suas experiências de vendas, os vendedores são convidados a estimar as vendas para o próximo ano. A somatória das previsões dos vários territórios de vendas fornece a estimativa global para a empresa. Os vendedores são os elementos da empresa que maior contato têm com o mercado. Inconvenientes: ,[object Object],Métodos de Previsão de Vendas ,[object Object]
Métodos de Levantamentos Previsão de Vendas Métodos de Previsão de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],
Métodos de Levantamentos Previsão de Vendas Métodos de Previsão de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],Vantagens:
Métodos de Levantamentos Previsão de Vendas Expectativa que se tem das necessidades de compra dos consumidores. Este método leva em conta as previsões de negócios estimados por órgãos de pesquisa ou mesmo por meio de pesquisas conduzidas pela própria empresa, através de seus vendedores.  Desvantagens do método: ,[object Object],Métodos de Previsão de Vendas ,[object Object],Vantagens do método: ,[object Object]
Métodos de Previsão de Vendas ,[object Object],Previsão de Vendas A previsão de vendas, por meio de zona-piloto, utiliza uma área determinada para estimar e projetar através dela as vendas globais da empresa. O método pode ser usado para calcular as vendas de um novo produto ou para estimar as vendas de um produto já existente, com base nas vendas realizadas anteriormente. O conceito de zona-piloto é mais conhecido como área-teste de mercado. A dificuldade maior reside no critério para a escolha dessa área.  (Como se pode obter uma área que guarde as características gerais de outras áreas maiores?)   
Métodos de Previsão de Vendas Previsão de Vendas São úteis para analisar as vendas setorialmente e servem de base para estimativa de vendas de novos produtos. ,[object Object],[object Object],[object Object],Métodos de Zona-Piloto
Estimativa de Potencial de Mercado
Revisão – Slides Teóricos Previsão de Vendas
PLANEJAMENTO DE VENDAS Segmentação de Clientes
Importância para a Administração da Força de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Segmentação de Clientes
Critérios (variáveis)   ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Segmentação de Clientes
Requisitos para a segmentação ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Segmentação de Clientes 
Método do Cluster Analysis ,[object Object],[object Object],Segmentação de Clientes
Segmentação com base no benefício do produto/serviço ,[object Object],[object Object],[object Object],Segmentação de Clientes
ROTEIRO DO MÓDULO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
PLANEJAMENTO DE VENDAS Segmentação de Clientes ZONEAMENTO DE VENDAS
Critérios mais utilizados Zoneamento de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Os fatores geográficos que devem ser considerados ajudam:
Passos para o zoneamento Zoneamento de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Agrupamento de clientes Zoneamento de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Agrupamento de clientes Zoneamento de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Limites geográficos: bases para o zoneamento Zoneamento de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Zoneamento com base na análise das cargas de visitação Zoneamento de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],
Zoneamento de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Tendem a determinar Territórios pequenos Territórios pequenos Territórios medianos Territórios amplos ,[object Object],[object Object],[object Object],Em função da capacidade de financiamento: Áreas restritas Cobertura nacional Zonear: ,[object Object],[object Object],Se a empresa deseja obter rápida participação de mercado Deve reduzir o tamanho dos territórios
Segunda análise de cargas de visitação Zoneamento de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],
Segunda análise de cargas de visitação Zoneamento de Vendas  Determinação da freqüência de visitas por classe de cliente 1.650 80 720 50 30 5 60 10 0,5 C 180 15 300 25 1 B 1.440 60 360 15 2 A N o . Visitas por ano N o . Clientes N o . Visitas por ano N o .  Clientes Freqüência visitação mensal Classe de clientes Zona Y Zona X
Segunda análise de cargas de visitação Zoneamento de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Estabelecimento do território Zoneamento de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Tamanho do território Zoneamento de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object]
Forma dos territórios Zoneamento de Vendas Formados pela aglutinação de unidades menores, que são aglutinadas com referência à situação de barreiras naturais, à compatibilidade de áreas adjacentes, à adequação de transportes e assim por diante. Pode influenciar o custo, a facilidade de cobertura e a satisfação do vendedor.
Cinco formas comuns de territórios Zoneamento de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ROTEIRO DE VISITAS Zoneamento de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ROTEIRO DE VISITAS Zoneamento de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
PLANEJAMENTO DE VENDAS Administração   de Vendas
Documentos ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Administração de Vendas
Curva  ABC de  clientes ,[object Object],Administração de Vendas
Curva ABC de clientes  (percentagens de vendas por cliente) Administração de Vendas 20 0 50 100 89,9 97,5 36 50 100 % Clientes % $ C A B
ROTEIRO DO MÓDULO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
PLANEJAMENTO DE VENDAS Administração de Vendas Estruturação da Força de Vendas
[object Object],Estruturação da Força de Vendas A empresa utiliza com exclusividade os vendedores próprios que deverão visitar diretamente os clientes da empresa. ,[object Object],A empresa utiliza os vendedores dos seus representantes ou distribuidores ou, ainda, os chamados vendedores autônomos, isto é, vendedores sem vínculo trabalhista com a empresa.
Classificação dos tipos de força de vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Estruturação da Força de Vendas
Tamanho da força de vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],Estruturação da Força de Vendas
Método da carga de visitação ,[object Object],[object Object],[object Object],Estruturação da Força de Vendas Métodos de Cálculo do Número Ótimo de Vendedores
Método da carga de visitação ,[object Object],[object Object],Estruturação da Força de Vendas Métodos de Cálculo do Número Ótimo de Vendedores
Método do tempo de duração de uma visita ,[object Object],[object Object],Estruturação da Força de Vendas Métodos de Cálculo do Número Ótimo de Vendedores  No. de Vendedores = No. de Clientes atuais + No. de Clientes potenciais x Freqüência Mensal ideal de visitação x Tempo de duração de uma visita Avaliação do tempo real de venda de um vendedor
Método do tempo de duração de uma visita ,[object Object],Estruturação da Força de Vendas Métodos de Cálculo do Número Ótimo de Vendedores ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],No. de Vendedores = 250 + 50 x 2,5 x 2 75 = 20
Método derivado da carga de visitação ,[object Object],Estruturação da Força de Vendas Métodos de Cálculo do Número Ótimo de Vendedores  N o  de clientes atuais e potenciais x Freqüência de visitas N o  diário de visitas por vendedor x n o  de dias de trabalho efetivo por ano
Método derivado da carga de visitação Estruturação da Força de Vendas Métodos de Cálculo do Número Ótimo de Vendedores  2  =  14.000 x 6  =  30.000 x 9  =  18.000 x 12  =  6.000 x =  68.000 Carga anual de visitação 7.000 Categoria D (compras anuais abaixo de 500.000) 5.000 Categoria C (compras anuais entre 500.000 e 1 milhão) 2.000 Categoria B (compras anuais entre 1 e 3 milhões) 500 Categoria A (compras anuais acima de 3 milhões) N o  Visitas anuais N o  Clientes Categoria de clientes e freqüência de visitas:
Método derivado da carga de visitação Estruturação da Força de Vendas Métodos de Cálculo do Número Ótimo de Vendedores 11 5 10 5 15 104 = 68.000 / 1.720 = 40 vendedores Número de vendedores necessários = 215 x 8 = 1.720 Número total de visitas por vendedor = 215 Número de dias trabalhados    = 150 ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],= 365 ,[object Object],Número de dias trabalhados: Número médio de visitas diária = 8
Método do potencial de vendas N = n o  ótimo de vendedores V = previsão de venda, com base no potencial de vendas da empresa P = produtividade mínima desejável por vendedor T = turnover anual de vendedores Ou seja: Estruturação da Força de Vendas Métodos de Cálculo do Número Ótimo de Vendedores ou Por exemplo, se: V = $ 1.000.000 P = $ 100.000 T = 10% = 0,10 N = 11 vendedores
ROTEIRO DO MÓDULO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
PLANEJAMENTO DE VENDAS Administração de Vendas Remuneração e política de metas
Objetivos ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Remuneração e Política de Metas Sistema de remuneração de vendedores
Tipos ,[object Object],Remuneração e Política de Metas Sistema de remuneração de vendedores ,[object Object],[object Object],[object Object]
Salário Fixo Remuneração e Política de Metas Sistema de remuneração de vendedores ,[object Object],[object Object],[object Object],
Salário Fixo Remuneração e Política de Metas Sistema de remuneração de vendedores ,[object Object],[object Object]
Comissão Remuneração e Política de Metas Sistema de remuneração de vendedores ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Sistemas Mistos ,[object Object],[object Object],Remuneração e Política de Metas Sistema de remuneração de vendedores ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Sistemas Mistos Remuneração e Política de Metas Sistema de remuneração de vendedores ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Remuneração e Política de Metas Sistema de remuneração de vendedores Avaliação das Vantagens e desvantagens de alguns sistemas de remuneração 
A ótica dos vendedores acerca do sistema ideal de remuneração De acordo com pesquisa realizada pelo professor Marcos Cobra  (O sistema de remuneração da força de vendas como um vetor de marketing – São Paulo: EAESP/FGV, 1980)  junto aos vendedores, foi feita a seguinte pergunta: “Qual é, no entender dos vendedores entrevistados, o sistema mais motivador no seu trabalho?”; e “O que eles esperam de um sistema de remuneração?”. Vejam na tabela seguinte o resultado: Remuneração e Política de Metas Sistema de remuneração de vendedores 
A ótica dos vendedores acerca do sistema ideal de remuneração Remuneração e Política de Metas Sistema de remuneração de vendedores 100,0 TOTAL 0,7 Fixo + prêmios 8 o 0,7 Fixo + comissão + participação 8 o 0,7 Comissão + prêmios 8 o 1,2 Outros 7 o 1,2 Fixo 7 o 1,2 Fixo + prêmios + ajuda de custo 7 o 2,6 Fixo + comissão + prêmios + ajuda de custo 6 o 5,2 Fixo + comissão + ajuda de custo 5 o 5,8 Comissão + prêmios + ajuda de custo 4 o 5,8 Comissão sobre vendas 4 o 16,7 Não responderam 3 o 28,4 Fixo + comissão 2 o 29,7 Fixo + comissão + prêmios 1 o % citações do total Sistema ideal Citação em ordem de importância
Remuneração e Política de Metas Sistema de remuneração de vendedores ,[object Object],[object Object],[object Object],A ótica dos vendedores acerca do sistema ideal de remuneração
Formulação do Plano de Incentivos Análise básica para montagem de um sistema de remuneração ,[object Object],[object Object],Análise das condições internas e externas da empresa 
Formulação do Plano de Incentivos Análise básica para montagem de um sistema de remuneração ,[object Object],[object Object],Análise das condições internas e externas da empresa
Formulação do Plano de Incentivos Análise básica para montagem de um sistema de remuneração ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Determinação clara dos objetivos da empresa
Formulação do Plano de Incentivos ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Passos Básicos para estabelecimento de um sistema de incentivos 
Formulação do Plano de Incentivos ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Passos Básicos para estabelecimento de um sistema de incentivos 
Formulação do Plano de Incentivos ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Passos Básicos para estabelecimento de um sistema de incentivos
Formulação do Plano de Incentivos ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],O plano constitui-se sempre de quatro fases básicas:
Desenvolvimento do Plano de Remuneração ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],Avaliação das oportunidades de mercado e seleção dos tipos de estratégias Desenvolvimento do Plano de Remuneração Tabela/quadro: Exemplo de formulação de metas para remuneração a partir dos objetivos e estratégias de marketing. Escolha da melhor estratégia 
[object Object],Metas estratégicas na remuneração de vendedores Desenvolvimento do Plano de Remuneração ,[object Object],[object Object],[object Object],Ver tabela  
Metas estratégicas na remuneração de vendedores Desenvolvimento do Plano de Remuneração Número de pontos em relação à comissão percentual   w T Z Y X 161,5 : 2 = 80,75 2 50.000 TOTAL 20 0,25 80% 4.000 5.000 46,5 0,5 93% 14.000 15.000 40 0,5 80% 12.000 15.000 15 0,25 60% 3.000 5.000 40 0,5 80% 8.000 10.000 Vendas por linha de produto Unidades físicas Unidades físicas N o  de pontos (ponderação multiplicada pela % de realização da meta) Ponderação % de realização da meta Realizado Quantificação da meta Tipo de meta
Metas estratégicas na remuneração de vendedores Desenvolvimento do Plano de Remuneração  3,5 130 ou mais 3,0 120 – 129 2,5 110 – 119 2,0 100 – 109 1,5 90 – 99 1,0 80 – 89 0,5 70 – 79 - 50 – 69 % de comissão sobre vendas N o  de pontos
ROTEIRO DO MÓDULO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
PLANEJAMENTO DE VENDAS Administração de Vendas Avaliação de performance
Considerações Gerais ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Avaliação de Performance 
Considerações Gerais ,[object Object],[object Object],Avaliação de Performance 
Tipos de Análise de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Avaliação de Performance
Análise do Volume de Vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Avaliação de Performance
Análise de desempenho quantitativo de vendas ,[object Object],[object Object],[object Object],Avaliação de Performance ,[object Object],[object Object],[object Object]
Controle da performance de vendedores ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Avaliação de Performance
Sistema de informações para avaliar a performance ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Avaliação de Performance 
Sistema de informações para avaliar a performance ,[object Object],[object Object],[object Object],Avaliação de Performance
Indicadores da eficácia em vendas Avaliação de Performance 
Indicadores da eficácia em vendas Avaliação de Performance 
Indicadores da eficácia em vendas Avaliação de Performance 
Indicadores da eficácia em vendas Avaliação de Performance
ROTEIRO DO MÓDULO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Gestão Estratégica de Vendas DEBATE Estratégias para vender mais e melhor
OBRIGADO !!! Euler Nogueira [email_address]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Negociação e Vendas
Negociação e VendasNegociação e Vendas
Negociação e VendasAnielle8
 
Planejamento estratégico de vendas em 6 passos simples
Planejamento estratégico de vendas em 6 passos simples Planejamento estratégico de vendas em 6 passos simples
Planejamento estratégico de vendas em 6 passos simples Agendor
 
Treinamento Técnicas de Vendas Básico
Treinamento Técnicas de Vendas BásicoTreinamento Técnicas de Vendas Básico
Treinamento Técnicas de Vendas BásicoDiego Isaac
 
7 treinamento gestão de vendas
7 treinamento gestão de vendas7 treinamento gestão de vendas
7 treinamento gestão de vendasAfins Cosméticos
 
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendasAgendor
 
Ppt técnicas de vendas prof. randes 19.03.13
Ppt técnicas de vendas prof. randes 19.03.13Ppt técnicas de vendas prof. randes 19.03.13
Ppt técnicas de vendas prof. randes 19.03.13Prof. Randes Enes, M.Sc.
 
Gestao Estrategica Vendas
Gestao Estrategica VendasGestao Estrategica Vendas
Gestao Estrategica VendasEuler Nogueira
 
Gestão de Equipes de Alta Performance
Gestão de Equipes de Alta PerformanceGestão de Equipes de Alta Performance
Gestão de Equipes de Alta PerformanceThiago Villaça
 
Palestra "Inbound e Outbound Marketing"
Palestra "Inbound e Outbound Marketing"Palestra "Inbound e Outbound Marketing"
Palestra "Inbound e Outbound Marketing"Renato Gosling
 
Marketing pessoal e a arte do encantamento
Marketing pessoal e a arte do encantamentoMarketing pessoal e a arte do encantamento
Marketing pessoal e a arte do encantamentoDiego Andreasi
 
7 Segredos dos campeões de vendas
7 Segredos dos campeões de vendas7 Segredos dos campeões de vendas
7 Segredos dos campeões de vendasAgendor
 
Estratégia de vendas
Estratégia de vendas Estratégia de vendas
Estratégia de vendas Carlos Rocha
 
Marketing pessoal apresentação
Marketing pessoal   apresentaçãoMarketing pessoal   apresentação
Marketing pessoal apresentaçãoLuis Mazziotti
 

Mais procurados (20)

Técnicas de Vendas
Técnicas de VendasTécnicas de Vendas
Técnicas de Vendas
 
Negociação e Vendas
Negociação e VendasNegociação e Vendas
Negociação e Vendas
 
Palestra motivação em vendas
Palestra motivação em vendasPalestra motivação em vendas
Palestra motivação em vendas
 
Planejamento estratégico de vendas em 6 passos simples
Planejamento estratégico de vendas em 6 passos simples Planejamento estratégico de vendas em 6 passos simples
Planejamento estratégico de vendas em 6 passos simples
 
Treinamento Técnicas de Vendas Básico
Treinamento Técnicas de Vendas BásicoTreinamento Técnicas de Vendas Básico
Treinamento Técnicas de Vendas Básico
 
7 treinamento gestão de vendas
7 treinamento gestão de vendas7 treinamento gestão de vendas
7 treinamento gestão de vendas
 
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas
 
Ppt técnicas de vendas prof. randes 19.03.13
Ppt técnicas de vendas prof. randes 19.03.13Ppt técnicas de vendas prof. randes 19.03.13
Ppt técnicas de vendas prof. randes 19.03.13
 
Gestao Estrategica Vendas
Gestao Estrategica VendasGestao Estrategica Vendas
Gestao Estrategica Vendas
 
Treinamento vendas
Treinamento vendasTreinamento vendas
Treinamento vendas
 
Técnica de vendas
Técnica de vendasTécnica de vendas
Técnica de vendas
 
Gestão de Equipes de Alta Performance
Gestão de Equipes de Alta PerformanceGestão de Equipes de Alta Performance
Gestão de Equipes de Alta Performance
 
Prospecção
ProspecçãoProspecção
Prospecção
 
Vender é algo que se aprende
Vender é algo que se aprendeVender é algo que se aprende
Vender é algo que se aprende
 
Palestra "Inbound e Outbound Marketing"
Palestra "Inbound e Outbound Marketing"Palestra "Inbound e Outbound Marketing"
Palestra "Inbound e Outbound Marketing"
 
Marketing pessoal e a arte do encantamento
Marketing pessoal e a arte do encantamentoMarketing pessoal e a arte do encantamento
Marketing pessoal e a arte do encantamento
 
7 Segredos dos campeões de vendas
7 Segredos dos campeões de vendas7 Segredos dos campeões de vendas
7 Segredos dos campeões de vendas
 
Estratégia de vendas
Estratégia de vendas Estratégia de vendas
Estratégia de vendas
 
Marketing pessoal apresentação
Marketing pessoal   apresentaçãoMarketing pessoal   apresentação
Marketing pessoal apresentação
 
promotor de vendas
promotor de vendaspromotor de vendas
promotor de vendas
 

Destaque

9 dicas para ser um expert em vendas difíceis
9 dicas para ser um expert em vendas difíceis9 dicas para ser um expert em vendas difíceis
9 dicas para ser um expert em vendas difíceisAgendor
 
5 técnicas de abordagens de vendas externas
5 técnicas de abordagens de vendas externas 5 técnicas de abordagens de vendas externas
5 técnicas de abordagens de vendas externas Agendor
 
Marketing de Relacionamento - Treinamento Técnicas de Vendas
Marketing de Relacionamento - Treinamento Técnicas de VendasMarketing de Relacionamento - Treinamento Técnicas de Vendas
Marketing de Relacionamento - Treinamento Técnicas de VendasCursos Profissionalizantes
 
Administração de Vendas - Parte 1
Administração de Vendas - Parte 1Administração de Vendas - Parte 1
Administração de Vendas - Parte 1Euler Nogueira
 
Você acredita no poder de seu discurso de vendas
Você acredita no poder de seu discurso de vendasVocê acredita no poder de seu discurso de vendas
Você acredita no poder de seu discurso de vendasAgendor
 
Administração de Vendas - Parte 3
Administração de Vendas - Parte 3Administração de Vendas - Parte 3
Administração de Vendas - Parte 3Euler Nogueira
 
Slides gestão da força de vendas
Slides gestão da força de vendasSlides gestão da força de vendas
Slides gestão da força de vendasLiana Teixeira
 
A terapia cognitiva e o mindfulness
A terapia cognitiva e o mindfulnessA terapia cognitiva e o mindfulness
A terapia cognitiva e o mindfulnessMarta Elini Borges
 
Mindfulness cultivar a atenção plena 2016
Mindfulness   cultivar a atenção plena 2016Mindfulness   cultivar a atenção plena 2016
Mindfulness cultivar a atenção plena 2016Vasco Gaspar
 
Administração de vendas e marketing modulo 1
Administração de vendas e marketing   modulo 1Administração de vendas e marketing   modulo 1
Administração de vendas e marketing modulo 1Paulo Bastos
 
Vendedor B2B visto pelos clientes
Vendedor B2B visto pelos clientesVendedor B2B visto pelos clientes
Vendedor B2B visto pelos clientesBeHave Marketing
 
INTRODUÇÃO A TECNICAS DE VENDAS
INTRODUÇÃO A TECNICAS DE VENDASINTRODUÇÃO A TECNICAS DE VENDAS
INTRODUÇÃO A TECNICAS DE VENDASCid Nunes Ferreira
 
Força de Vendas - Apresentação (Marketing)
Força de Vendas - Apresentação (Marketing)Força de Vendas - Apresentação (Marketing)
Força de Vendas - Apresentação (Marketing)David Quintino
 
Treinamento operador de telemarketing
Treinamento operador de telemarketingTreinamento operador de telemarketing
Treinamento operador de telemarketingRonaldobv
 

Destaque (20)

Tecnicas de Vendas
Tecnicas de VendasTecnicas de Vendas
Tecnicas de Vendas
 
9 dicas para ser um expert em vendas difíceis
9 dicas para ser um expert em vendas difíceis9 dicas para ser um expert em vendas difíceis
9 dicas para ser um expert em vendas difíceis
 
Apostila de Treinamento de Vendas
Apostila de Treinamento de Vendas  Apostila de Treinamento de Vendas
Apostila de Treinamento de Vendas
 
5 técnicas de abordagens de vendas externas
5 técnicas de abordagens de vendas externas 5 técnicas de abordagens de vendas externas
5 técnicas de abordagens de vendas externas
 
Marketing de Relacionamento - Treinamento Técnicas de Vendas
Marketing de Relacionamento - Treinamento Técnicas de VendasMarketing de Relacionamento - Treinamento Técnicas de Vendas
Marketing de Relacionamento - Treinamento Técnicas de Vendas
 
Administração de Vendas - Parte 1
Administração de Vendas - Parte 1Administração de Vendas - Parte 1
Administração de Vendas - Parte 1
 
Você acredita no poder de seu discurso de vendas
Você acredita no poder de seu discurso de vendasVocê acredita no poder de seu discurso de vendas
Você acredita no poder de seu discurso de vendas
 
Administração de Vendas - Parte 3
Administração de Vendas - Parte 3Administração de Vendas - Parte 3
Administração de Vendas - Parte 3
 
Slides gestão da força de vendas
Slides gestão da força de vendasSlides gestão da força de vendas
Slides gestão da força de vendas
 
A terapia cognitiva e o mindfulness
A terapia cognitiva e o mindfulnessA terapia cognitiva e o mindfulness
A terapia cognitiva e o mindfulness
 
Mindfulness na Psinove: esteja no aqui e agora!
Mindfulness na Psinove: esteja no aqui e agora!Mindfulness na Psinove: esteja no aqui e agora!
Mindfulness na Psinove: esteja no aqui e agora!
 
O que acontece ao seu rosto, quando começa a meditar?
O que acontece ao seu rosto, quando começa a meditar?O que acontece ao seu rosto, quando começa a meditar?
O que acontece ao seu rosto, quando começa a meditar?
 
O Mindfulness em Psicoterapia
O Mindfulness em PsicoterapiaO Mindfulness em Psicoterapia
O Mindfulness em Psicoterapia
 
Mindfulness cultivar a atenção plena 2016
Mindfulness   cultivar a atenção plena 2016Mindfulness   cultivar a atenção plena 2016
Mindfulness cultivar a atenção plena 2016
 
Administração de vendas e marketing modulo 1
Administração de vendas e marketing   modulo 1Administração de vendas e marketing   modulo 1
Administração de vendas e marketing modulo 1
 
Vendedor B2B visto pelos clientes
Vendedor B2B visto pelos clientesVendedor B2B visto pelos clientes
Vendedor B2B visto pelos clientes
 
INTRODUÇÃO A TECNICAS DE VENDAS
INTRODUÇÃO A TECNICAS DE VENDASINTRODUÇÃO A TECNICAS DE VENDAS
INTRODUÇÃO A TECNICAS DE VENDAS
 
Força de Vendas - Apresentação (Marketing)
Força de Vendas - Apresentação (Marketing)Força de Vendas - Apresentação (Marketing)
Força de Vendas - Apresentação (Marketing)
 
Como agir no mercado que entrou em crise.
Como agir no mercado que entrou em crise. Como agir no mercado que entrou em crise.
Como agir no mercado que entrou em crise.
 
Treinamento operador de telemarketing
Treinamento operador de telemarketingTreinamento operador de telemarketing
Treinamento operador de telemarketing
 

Semelhante a Workshop Gestao Estrategica Vendas

2886330 gestaoestrategicavendas616
2886330 gestaoestrategicavendas6162886330 gestaoestrategicavendas616
2886330 gestaoestrategicavendas616Veronica Sobrenome
 
Slides gestão da força de vendas
Slides gestão da força de vendasSlides gestão da força de vendas
Slides gestão da força de vendasLiana Teixeira
 
Gestao estrategica vendas
Gestao estrategica vendasGestao estrategica vendas
Gestao estrategica vendasAlfredo Martins
 
Marketing de Varejo - Localização - Aula 3
Marketing de Varejo  - Localização - Aula 3Marketing de Varejo  - Localização - Aula 3
Marketing de Varejo - Localização - Aula 3Ueliton da Costa Leonidio
 
GFS - Tamanho de Mercado
GFS - Tamanho de MercadoGFS - Tamanho de Mercado
GFS - Tamanho de MercadoACE Startups
 
Apresentação inteligência geográfica de mercado
Apresentação  inteligência geográfica de mercadoApresentação  inteligência geográfica de mercado
Apresentação inteligência geográfica de mercadoJulio Cezar Pinto
 
Estatística aplicada à Inteligência de Mercado
Estatística aplicada à Inteligência de MercadoEstatística aplicada à Inteligência de Mercado
Estatística aplicada à Inteligência de Mercadokrikacz
 
Sim Linkedin
Sim LinkedinSim Linkedin
Sim LinkedinGeoASK
 
Slides #04 - Análise Fundamentalista
Slides #04 - Análise FundamentalistaSlides #04 - Análise Fundamentalista
Slides #04 - Análise FundamentalistaLink Trade
 
Mercado e Concorrência - Roberta Pinheiro e Nathália Martins
Mercado e Concorrência -  Roberta Pinheiro e Nathália MartinsMercado e Concorrência -  Roberta Pinheiro e Nathália Martins
Mercado e Concorrência - Roberta Pinheiro e Nathália MartinsDoisnovemeia Publicidade
 
Análise painel de gerencimento de vendas
Análise painel de gerencimento de vendasAnálise painel de gerencimento de vendas
Análise painel de gerencimento de vendasDiogo Zamana
 
Apresentação Projeto Autoshopping 2.0
Apresentação Projeto Autoshopping 2.0Apresentação Projeto Autoshopping 2.0
Apresentação Projeto Autoshopping 2.0Homero Fischer
 
Estudo de caso: Planejamento de Expansão para o Pequeno e Médio Varejo utiliz...
Estudo de caso: Planejamento de Expansão para o Pequeno e Médio Varejo utiliz...Estudo de caso: Planejamento de Expansão para o Pequeno e Médio Varejo utiliz...
Estudo de caso: Planejamento de Expansão para o Pequeno e Médio Varejo utiliz...Diego José Pessôa
 
PRODUÇÃO TEXTUAL MARKETING VLR 60,00 (92) 994683158
PRODUÇÃO TEXTUAL MARKETING VLR 60,00 (92) 994683158PRODUÇÃO TEXTUAL MARKETING VLR 60,00 (92) 994683158
PRODUÇÃO TEXTUAL MARKETING VLR 60,00 (92) 994683158Acade Consultoria
 

Semelhante a Workshop Gestao Estrategica Vendas (20)

Demanda de Mercado
Demanda de MercadoDemanda de Mercado
Demanda de Mercado
 
2886330 gestaoestrategicavendas616
2886330 gestaoestrategicavendas6162886330 gestaoestrategicavendas616
2886330 gestaoestrategicavendas616
 
Slides gestão da força de vendas
Slides gestão da força de vendasSlides gestão da força de vendas
Slides gestão da força de vendas
 
Gestao estrategica vendas
Gestao estrategica vendasGestao estrategica vendas
Gestao estrategica vendas
 
Gestao estrategica vendas
Gestao estrategica vendasGestao estrategica vendas
Gestao estrategica vendas
 
Marketing de Varejo - Localização - Aula 3
Marketing de Varejo  - Localização - Aula 3Marketing de Varejo  - Localização - Aula 3
Marketing de Varejo - Localização - Aula 3
 
GFS - Tamanho de Mercado
GFS - Tamanho de MercadoGFS - Tamanho de Mercado
GFS - Tamanho de Mercado
 
Apresentação inteligência geográfica de mercado
Apresentação  inteligência geográfica de mercadoApresentação  inteligência geográfica de mercado
Apresentação inteligência geográfica de mercado
 
Estatística aplicada à Inteligência de Mercado
Estatística aplicada à Inteligência de MercadoEstatística aplicada à Inteligência de Mercado
Estatística aplicada à Inteligência de Mercado
 
Planejestrmkt2
Planejestrmkt2Planejestrmkt2
Planejestrmkt2
 
Sim Linkedin
Sim LinkedinSim Linkedin
Sim Linkedin
 
Slides #04 - Análise Fundamentalista
Slides #04 - Análise FundamentalistaSlides #04 - Análise Fundamentalista
Slides #04 - Análise Fundamentalista
 
Mercado e Concorrência - Roberta Pinheiro e Nathália Martins
Mercado e Concorrência -  Roberta Pinheiro e Nathália MartinsMercado e Concorrência -  Roberta Pinheiro e Nathália Martins
Mercado e Concorrência - Roberta Pinheiro e Nathália Martins
 
Análise painel de gerencimento de vendas
Análise painel de gerencimento de vendasAnálise painel de gerencimento de vendas
Análise painel de gerencimento de vendas
 
Apresentação APIMEC-SP - Dez/11
Apresentação APIMEC-SP - Dez/11Apresentação APIMEC-SP - Dez/11
Apresentação APIMEC-SP - Dez/11
 
Apresentação 4T07 PT
Apresentação 4T07 PTApresentação 4T07 PT
Apresentação 4T07 PT
 
Apresentação Projeto Autoshopping 2.0
Apresentação Projeto Autoshopping 2.0Apresentação Projeto Autoshopping 2.0
Apresentação Projeto Autoshopping 2.0
 
Power point Factta G.P.N Gestão de Plano de Negócio
Power point Factta G.P.N Gestão de Plano de NegócioPower point Factta G.P.N Gestão de Plano de Negócio
Power point Factta G.P.N Gestão de Plano de Negócio
 
Estudo de caso: Planejamento de Expansão para o Pequeno e Médio Varejo utiliz...
Estudo de caso: Planejamento de Expansão para o Pequeno e Médio Varejo utiliz...Estudo de caso: Planejamento de Expansão para o Pequeno e Médio Varejo utiliz...
Estudo de caso: Planejamento de Expansão para o Pequeno e Médio Varejo utiliz...
 
PRODUÇÃO TEXTUAL MARKETING VLR 60,00 (92) 994683158
PRODUÇÃO TEXTUAL MARKETING VLR 60,00 (92) 994683158PRODUÇÃO TEXTUAL MARKETING VLR 60,00 (92) 994683158
PRODUÇÃO TEXTUAL MARKETING VLR 60,00 (92) 994683158
 

Mais de Euler Nogueira

Você Pode! Você existe para criar valor.
Você Pode! Você existe para criar valor.Você Pode! Você existe para criar valor.
Você Pode! Você existe para criar valor.Euler Nogueira
 
Administração de Vendas - Parte 2
Administração de Vendas - Parte 2Administração de Vendas - Parte 2
Administração de Vendas - Parte 2Euler Nogueira
 
Aula Pesquisa Euler Parte IIII
Aula Pesquisa Euler Parte IIIIAula Pesquisa Euler Parte IIII
Aula Pesquisa Euler Parte IIIIEuler Nogueira
 
Aula Pesquisa Euler Parte II
Aula Pesquisa Euler Parte IIAula Pesquisa Euler Parte II
Aula Pesquisa Euler Parte IIEuler Nogueira
 
Aula Pesquisa Euler Parte I
Aula Pesquisa Euler Parte IAula Pesquisa Euler Parte I
Aula Pesquisa Euler Parte IEuler Nogueira
 
Marketing Pessoal - Principios para o Sucesso
Marketing Pessoal - Principios para o SucessoMarketing Pessoal - Principios para o Sucesso
Marketing Pessoal - Principios para o SucessoEuler Nogueira
 

Mais de Euler Nogueira (9)

Portfolio Geral IMVCE
Portfolio Geral IMVCEPortfolio Geral IMVCE
Portfolio Geral IMVCE
 
Você Pode! Você existe para criar valor.
Você Pode! Você existe para criar valor.Você Pode! Você existe para criar valor.
Você Pode! Você existe para criar valor.
 
Zoneamento de Vendas
Zoneamento de VendasZoneamento de Vendas
Zoneamento de Vendas
 
Previsao de Vendas
Previsao de VendasPrevisao de Vendas
Previsao de Vendas
 
Administração de Vendas - Parte 2
Administração de Vendas - Parte 2Administração de Vendas - Parte 2
Administração de Vendas - Parte 2
 
Aula Pesquisa Euler Parte IIII
Aula Pesquisa Euler Parte IIIIAula Pesquisa Euler Parte IIII
Aula Pesquisa Euler Parte IIII
 
Aula Pesquisa Euler Parte II
Aula Pesquisa Euler Parte IIAula Pesquisa Euler Parte II
Aula Pesquisa Euler Parte II
 
Aula Pesquisa Euler Parte I
Aula Pesquisa Euler Parte IAula Pesquisa Euler Parte I
Aula Pesquisa Euler Parte I
 
Marketing Pessoal - Principios para o Sucesso
Marketing Pessoal - Principios para o SucessoMarketing Pessoal - Principios para o Sucesso
Marketing Pessoal - Principios para o Sucesso
 

Workshop Gestao Estrategica Vendas

  • 1. WORKSHOP Euler Nogueira imvnet.com.br Gestão Estratégica de Vendas
  • 2. ROTEIRO DO WORKSHOP  Estimativa do Potencial de Mercado  Previsão de Vendas  Zoneamento de Vendas  Estruturação da Força de Vendas  Remuneração e Política de Meta  Avaliação de Performance Planejamento de Vendas
  • 3. DADOS NECESSÁRIOS  Dados históricos das vendas da empresa – últimos 5 anos, se possível segmentados  Dados do setor (Associações, Federação, Franqueadores, etc)  Dados de mercado (dados secundários) – (Demográficos, renda per-capita por cidade, bairro, ...) – (IBGE, Institutos, IBOPE, Fecomercio, etc) POTENCIAL DE MERCADO
  • 4. Revisão – Slides Teóricos Estimativa do Potencial de Mercado
  • 5.
  • 6. O que é potencial de mercado ? A American Marketing Association tem definido Potencial de Mercado como a oportunidade máxima de venda de todos os vendedores de determinado tipo de produto ou serviço. Ou em outras palavras, a capacidade máxima de segmentos de compradores de um mercado comprarem um tipo de produto ou serviço em tempo determinado (específico). Estimativa de Potencial de Mercado
  • 7.
  • 8.
  • 9. Descomplicando os conceitos Se o Estado de São Paulo tem 40% de potencial de mercado do total do Brasil, para determinado produto, significa que, em relação a demanda estimada do mercado, por exemplo, de 1.000.000 de unidades, São Paulo tem um Potencial de Vendas de 400.000 para o ramo todo. Estimativa de Potencial de Mercado
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19. Exemplo: Método dos registros estatísticos da empresa Estimativa de Potencial de Mercado 1,8% $ 6.641.992 1.660.498 $ 4,00 30.000 $ 120.000 Equipamen-tos de Transportes 1,9% $ 3.674.598 1.275.902 $ 2,88 24.300 $ 70.000 Máquinas e Equipamen-tos 7 6 5 4 3 2 1 % Vendas Anuais do potencial de mercado nacional (coluna 2 x coluna 6) Potencial de mercado nacional (coluna 4 x coluna 5) Número nacional de empregados no ramo Desempenho anual de vendas por empregado (coluna 2 : coluna 3) Total de empregados (dados da empresa) Vendas totais a clientes Ramo de atividades
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26. Previsão de Vendas MATRIZ DE BCG – Boston Consulting Group Taxa de Crescimento do Mercado Participação Relativa de Mercado ESTRELA DILEMA (?) VACA LEITEIRA ABACAXI ALTA BAIXA BAIXA ALTA
  • 28. Revisão – Slides Teóricos Previsão de Vendas
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38.
  • 39.
  • 40.
  • 41.
  • 42.
  • 43.
  • 44.
  • 45.
  • 46.
  • 47.
  • 48.
  • 49.
  • 50.
  • 51.
  • 52.
  • 53.
  • 55. Revisão – Slides Teóricos Previsão de Vendas
  • 56. PLANEJAMENTO DE VENDAS Segmentação de Clientes
  • 57.
  • 58.
  • 59.
  • 60.
  • 61.
  • 62.
  • 63. PLANEJAMENTO DE VENDAS Segmentação de Clientes ZONEAMENTO DE VENDAS
  • 64.
  • 65.
  • 66.
  • 67.
  • 68.
  • 69.
  • 70.
  • 71.
  • 72. Segunda análise de cargas de visitação Zoneamento de Vendas  Determinação da freqüência de visitas por classe de cliente 1.650 80 720 50 30 5 60 10 0,5 C 180 15 300 25 1 B 1.440 60 360 15 2 A N o . Visitas por ano N o . Clientes N o . Visitas por ano N o . Clientes Freqüência visitação mensal Classe de clientes Zona Y Zona X
  • 73.
  • 74.
  • 75.
  • 76. Forma dos territórios Zoneamento de Vendas Formados pela aglutinação de unidades menores, que são aglutinadas com referência à situação de barreiras naturais, à compatibilidade de áreas adjacentes, à adequação de transportes e assim por diante. Pode influenciar o custo, a facilidade de cobertura e a satisfação do vendedor.
  • 77.
  • 78.
  • 79.
  • 80. PLANEJAMENTO DE VENDAS Administração de Vendas
  • 81.
  • 82.
  • 83. Curva ABC de clientes (percentagens de vendas por cliente) Administração de Vendas 20 0 50 100 89,9 97,5 36 50 100 % Clientes % $ C A B
  • 84.
  • 85. PLANEJAMENTO DE VENDAS Administração de Vendas Estruturação da Força de Vendas
  • 86.
  • 87.
  • 88.
  • 89.
  • 90.
  • 91.
  • 92.
  • 93.
  • 94. Método derivado da carga de visitação Estruturação da Força de Vendas Métodos de Cálculo do Número Ótimo de Vendedores  2 = 14.000 x 6 = 30.000 x 9 = 18.000 x 12 = 6.000 x = 68.000 Carga anual de visitação 7.000 Categoria D (compras anuais abaixo de 500.000) 5.000 Categoria C (compras anuais entre 500.000 e 1 milhão) 2.000 Categoria B (compras anuais entre 1 e 3 milhões) 500 Categoria A (compras anuais acima de 3 milhões) N o Visitas anuais N o Clientes Categoria de clientes e freqüência de visitas:
  • 95.
  • 96. Método do potencial de vendas N = n o ótimo de vendedores V = previsão de venda, com base no potencial de vendas da empresa P = produtividade mínima desejável por vendedor T = turnover anual de vendedores Ou seja: Estruturação da Força de Vendas Métodos de Cálculo do Número Ótimo de Vendedores ou Por exemplo, se: V = $ 1.000.000 P = $ 100.000 T = 10% = 0,10 N = 11 vendedores
  • 97.
  • 98. PLANEJAMENTO DE VENDAS Administração de Vendas Remuneração e política de metas
  • 99.
  • 100.
  • 101.
  • 102.
  • 103.
  • 104.
  • 105.
  • 106. Remuneração e Política de Metas Sistema de remuneração de vendedores Avaliação das Vantagens e desvantagens de alguns sistemas de remuneração 
  • 107. A ótica dos vendedores acerca do sistema ideal de remuneração De acordo com pesquisa realizada pelo professor Marcos Cobra (O sistema de remuneração da força de vendas como um vetor de marketing – São Paulo: EAESP/FGV, 1980) junto aos vendedores, foi feita a seguinte pergunta: “Qual é, no entender dos vendedores entrevistados, o sistema mais motivador no seu trabalho?”; e “O que eles esperam de um sistema de remuneração?”. Vejam na tabela seguinte o resultado: Remuneração e Política de Metas Sistema de remuneração de vendedores 
  • 108. A ótica dos vendedores acerca do sistema ideal de remuneração Remuneração e Política de Metas Sistema de remuneração de vendedores 100,0 TOTAL 0,7 Fixo + prêmios 8 o 0,7 Fixo + comissão + participação 8 o 0,7 Comissão + prêmios 8 o 1,2 Outros 7 o 1,2 Fixo 7 o 1,2 Fixo + prêmios + ajuda de custo 7 o 2,6 Fixo + comissão + prêmios + ajuda de custo 6 o 5,2 Fixo + comissão + ajuda de custo 5 o 5,8 Comissão + prêmios + ajuda de custo 4 o 5,8 Comissão sobre vendas 4 o 16,7 Não responderam 3 o 28,4 Fixo + comissão 2 o 29,7 Fixo + comissão + prêmios 1 o % citações do total Sistema ideal Citação em ordem de importância
  • 109.
  • 110.
  • 111.
  • 112.
  • 113.
  • 114.
  • 115.
  • 116.
  • 117.
  • 118.
  • 119.
  • 120. Metas estratégicas na remuneração de vendedores Desenvolvimento do Plano de Remuneração Número de pontos em relação à comissão percentual  w T Z Y X 161,5 : 2 = 80,75 2 50.000 TOTAL 20 0,25 80% 4.000 5.000 46,5 0,5 93% 14.000 15.000 40 0,5 80% 12.000 15.000 15 0,25 60% 3.000 5.000 40 0,5 80% 8.000 10.000 Vendas por linha de produto Unidades físicas Unidades físicas N o de pontos (ponderação multiplicada pela % de realização da meta) Ponderação % de realização da meta Realizado Quantificação da meta Tipo de meta
  • 121. Metas estratégicas na remuneração de vendedores Desenvolvimento do Plano de Remuneração  3,5 130 ou mais 3,0 120 – 129 2,5 110 – 119 2,0 100 – 109 1,5 90 – 99 1,0 80 – 89 0,5 70 – 79 - 50 – 69 % de comissão sobre vendas N o de pontos
  • 122.
  • 123. PLANEJAMENTO DE VENDAS Administração de Vendas Avaliação de performance
  • 124.
  • 125.
  • 126.
  • 127.
  • 128.
  • 129.
  • 130.
  • 131.
  • 132. Indicadores da eficácia em vendas Avaliação de Performance 
  • 133. Indicadores da eficácia em vendas Avaliação de Performance 
  • 134. Indicadores da eficácia em vendas Avaliação de Performance 
  • 135. Indicadores da eficácia em vendas Avaliação de Performance
  • 136.
  • 137. Gestão Estratégica de Vendas DEBATE Estratégias para vender mais e melhor
  • 138. OBRIGADO !!! Euler Nogueira [email_address]