SlideShare uma empresa Scribd logo
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Obter uma visão mais próxima do
doping em geral!
Nível MÉDIO

Obter mais informação: www.doping-prevention.com
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

O Código Mundial Antidoping
Definição dos regulamentos
antidoping

Tabela da Organização Global
Antidopagem

Estrutura para políticas
harmonizadas antidoping, regras
e regulamentos
Testes de harmonização,
laboratórios, isenções de
utilização terapêutica
(TUE) e a Lista de Substâncias e
Métodos Proibidos

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

2
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Violações de regras antidoping

...de acordo com o Código

Os atletas ou outras pessoas devem ser responsáveis por saber o que constitui uma violação das
regras antidoping e as substâncias e métodos que estão incluídos na Lista de Substâncias e
Métodos Proibidos.

2.1

A presença de uma Substância Proibida… .

2.2

Utilização ou Tentativa de Utilização de uma Substância ou Método
Proibidas… .

2.3

Recusar ou falhar … na recolha de Amostra … .

2.4

Violação … para Testes Fora de Competição … .

2.5

Falsificação, … de qualquer parte do Controlo de Doping.

2.6

Posse de Substâncias Proibidas … .

2.7

Tráfico de qualquer Substância Proibida … .

2.8

Administração … de uma Substância Proibida … .
Obter mais informação: www.doping-prevention.com

3
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

A "Lista Proibida" (2008)
Substâncias sempre proibidas
agentes anabolizantes, hormonas, beta-agonista 2,
antagonistas e moduladores de hormonas, diuréticos e
outros agentes dissimulantes

Métodos sempre proibidos
melhoria da transferência de oxigénio, manipulação
química e física, doping genético

Substâncias proibidas em competição
estimulantes, narcóticos, canabinóides,
glucocorticosteróides

Substâncias proibidas em desportos
específicos
álcool, betabloqueantes

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

4
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Procedimento de teste
em competição
Teste com aviso prévio
versus
Teste sem aviso prévio

fora de
competição

Federações internacionais de desporto:
conjunto de testes para atletas de nível internacional

Organização nacional antidoping:
conjunto de testes registados para atletas nacionais
Obter mais informação: www.doping-prevention.com

5
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Amostras de controlo de doping
Amostras de
urina

Rastreio de urina para
substâncias proibidas

Amostras de
sangue

Rastreio de sangue para
saúde dos atletas
(por ex. hematrócito
aumentado)
Rastreio de sangue para
substâncias proibidas
(além da amostra de urina)
Obter mais informação: www.doping-prevention.com

6
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Isenções de Utilização Terapêutica
"...autorização para tomar uma Substância Proibida..."
"...sob condições bem definidas e restritas."

Danos significantivos para a
saúde
Nenhuma melhoria adicional ao
desempenho
Nenhuma alternativa terapêutica
Necessidade para a utilização
Obter mais informação: www.doping-prevention.com

7
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Paradeiro do atleta
Controlo de doping fora de competição

Conjunto de Testes Registados

Atletas de Nível Internacional

Atletas de Nível Nacional

Informação sobre paradeiro
Federação internacional

Federação nacional
Obter mais informação: www.doping-prevention.com
8
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

O carácter duplo das drogas/substâncias de doping
Drogas

Fim
médico

Abuso
de drogas

Doses
terapêuticas

sobredosagem

Efeitos secundários biomédicos

temporários (danos agudos)

reversível / irreversível

longo prazo (efeito tardio)

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

9
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

O que são esteróides anabólicos?
Os esteróides anabólicos-androgénicos (AAS) são hormonas
Regulação de funções corporais específicas, por ex. criação de
músculo
– Anabólico significa "criar"
– Andro + génico significa
“homem” + "produzir”
– Os esteróides são uma espécie de
moléculas de lípidos

Esteróides endógenos versus exógenos
Exemplo: testosterona
Fim médico: distrofia muscular

Müller-Esterl: Biochemie, 2004
© Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg

Obter mais informação: www.doping-prevention.com
10
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

A indicação médica de esteróides anabólicos?

Müller-Esterl: Biochemie, 2004
© Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg

Falta de andrógenos
endógenos
Gigantismo masculino
Proliferação da mucosa
uterina
Falta de sangue
Obter mais informação: www.doping-prevention.com
11
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Abuso de esteróides anabólicos e desportos?
"Criação" de músculos e melhoria da regeneração

Mas: os esteróides não levam por si só ao crescimento de músculo!
Mas: fisiologicamente, os músculos não estão preparados para esse
Müller-Esterl: Biochemie, 2004
crescimento
© Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg
Obter mais informação: www.doping-prevention.com
12
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Que efeitos secundários surgem devidos a um abuso?

Registo de caso:
Rupturas de tendão
Jogador de futebol de 29 anos
3 anos de utilização de
esteróides
2x ruptura do tendão patelar
Ruptura em ambos os tendões
de Aquiles
Isenberg, Prokop & Skouras (2008): Successive ruptures of patellar and Achilles
tendons. Anabolic steroids in competitive sports (figure 1). Unfallchirurg 111: 46-49.
© cortesia de Springer Science and Business Media

Obter mais informação: www.doping-prevention.com
13
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Que efeitos secundários surgem devidos a um abuso?
Abusadores masculinos:
Abusadores femininos:

tornam-se mais femininos
tornam-se mais masculinos

Outros efeitos secundários:
Acne (a)
Quistos no fígado (b)
Encolhimento dos testículos (c)
Ginecomastia (d)
Degeneração do sistema esquelético
Perturbações cardiovasculares
A voz fica mais grave (mulheres)
Crescimento de barba (mulheres)
Calvície (homens)

a

b

c

d
(a)Melnik, Jansen & Grabbe (2007): J Dtsch Dermatol
Ges. 5 (2):110-117. © cortesia de Wiley-Blackwell
(b, c) Kistler (2006): Dissertação, LMU, München
(d) Prof. Dr. F. Beuker, Düsseldorf

Obter mais informação: www.doping-prevention.com
14
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Resumo & palavras-chave a saber
AAS são hormonas
AAS aumentam o metabolismo de proteínas
Anabólico significa "criar" proteínas musculares
O abuso de andrógenos significa masculinizar
(mulheres) ou feminizar (homens)
Podem ter graves efeitos secundários de saúde
Os esteróides não substituem qualquer sessão de
treino!

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

15
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

O que são hormonas e substâncias relacionadas?
Moléculas mensageiras endógenas ou exógenas
Regulação de funções corporais específicas
Eritropoietina
Hormona de crescimento
humano
Factor de crescimento
semelhante à insulina
Factor de crescimento mecânico
Gonadotrofina coriónica humana
Insulina
Corticotropina
Müller-Esterl: Biochemie, 2004
© Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

16
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

O que é a EPO?
A eritropoietina é uma hormona
Estimula a síntese de glóbulos vermelhos
Os glóbulos vermelhos transportam oxigénio para os tecidos

Fim médico: anemias

Müller-Esterl: Biochemie, 2004
© Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

17
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Porquê abusar de EPO no desporto?
Aumenta os glóbulos vermelhos
Aumenta a oxigenação dos tecidos
Assegura a resistência do desempenho

Esquiador nórdico Eero Mäntyranta

Alternativa legal: treinos a elevada altitude!

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

18
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

A indicação médica de EPO?
A eritropoietina é utilizada para anemias
associadas com...

Doença renal crónica
Tratamento de cancro
SIDA
Pessoas doentes em
estado crítico

Hipóxia nos
tecidos

Número de
eritrócitos

EPO

Medula óssea vermelha
Obter mais informação: www.doping-prevention.com

19
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Quais são os perigos para a saúde da EPO?
Aumenta a viscosidade do sangue
Aumenta o risco de hipertensão arterial
Aumenta o risco de eventos tromboembólicos, por ex. enfarte,
paragem cardíaca
Os vasos sanguíneos que
abastecem o músculo do
coração podem fechar-se,
devido a um trombo
que leva
a um enfarte
Sobotta: Atlas der Anatomie des Menschen
©Elsevier GmbH, Urban & Fischer Verlag München

Cuidado: O abuso de EPO pode ser uma grave ameaça à vida!
Obter mais informação: www.doping-prevention.com

20
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Resumo & palavras-chave a saber

A eritropoietina é uma hormona
Aumenta a síntese de eritrócitos transporte de O2
O oxigénio é necessário para garantir o desempenho em
resistência
As alternativas legais são treinos a elevada altitude
Os eventos tromboembólicos podem ocorrer nos
pulmões, no cérebro e no coração

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

21
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

O que são bloqueadores dos beta-receptores?
Beta-receptores

Bloqueador de
beta-receptor

...estão na superfície das células
inervadas pelo sistema nervoso
simpático
…medeiam determinadas respostas
fisiológicas para a adrenalina
Sistema
vascular

Bloqueadores dos betareceptores
...bloqueiam a actividade de um
beta-receptor
…diminuem o ritmo cardíaco e a
intensidade das contracções e
diminuem a pressão arterial

Beta-receptores
bloqueados
no coração
Müller-Esterl: Biochemie, 2004
© Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

22
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Porquê abusar de betabloqueantes no desporto?
Acalmam os batimentos cardíacos e a circulação
Evitam a excitação, medo do palco e tremor nas mãos
Aumento da tranquilidade
Situação de stress
Excitação do
coração

Batimento
cardíaco

Tomada do
betabloqueante
As glândulas suprarenais produzem
adrenalina

A adrenalina flui
para o coração

Batimento
cardíaco

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

23
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Quais são os perigos para a saúde dos betabloqueantes?
Baixo ritmo cardíaco (bradicardia)
bradicardia sinusal

Redução da pressão arterial
Acusma (alucinação auditiva)
Insónias
Espasmo brônquico
Depressão
Fadiga

De: Fotosearch Stock Fotografie,
Kari Lehr, Birch Design Studios

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

24
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Resumo & palavras-chave a saber

Os bloqueadores dos beta-receptores inibem a
actividade dos beta-receptores
O que leva a uma diminuição do ritmo cardíaco e da
intensidade das contracções e diminui a pressão arterial
Evitam a excitação, medo do palco e tremor nas mãos

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

25
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

O que são agonistas beta-2?
Simulam a acção do sistema
nervoso simpático sobre os betareceptores
Os agonistas beta-2 afectam os
receptores beta-2
(por ex. nos pulmões)

Músculo brônquico contraído

Beta-2-simpaticomimético

Fim médico: asma
Atenção:

Isenções deUtilizaçãoTerapêutica

Músculo brônquico relaxado
Müller-Esterl: Biochemie, 2004
© Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

26
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Por quê abusar de agonistas beta-2 no desporto?
Hipótese:
Melhoria do desempenho por dilatação brônquica

Mas:
Nenhuma verificação científica distinta até agora!

Alguns agonistas beta-2 (por ex. clenbuterol)
aumentam o crescimento ao estimular a síntese proteica

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

27
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Quais são os perigos para a saúde dos agonistas beta-2?
Aumento dos batimentos cardíacos e
pressão arterial
Ligeiro tremor nas mãos, inquietude
e dor de cabeça
Rubor e palpitações
Perturbações comportamentais em crianças
Cãibras musculares e reacções alérgicas
Irritação da garganta e vias respiratórias
superiores

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

28
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Resumo & palavras-chave a saber

Os agonistas beta-2 simulam a acção do sistema
nervoso simpático sobre os beta-receptores
A sua eficácia no desempenho físico ainda não foi
verificada cientificamente!
O seu efeito secundário mais grave é o aumento dos
batimentos cardíacos e da pressão arterial!

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

29
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

O que é o doping sanguíneo?
Método ilegal de manipulação
Aumento directo dos glóbulos vermelhos
e desse modo, da transferência de oxigénio

Dois métodos diferentes:
Recolher o próprio sangue
e voltar a injectar mais tarde
Retirar sangue de um dador
e voltar a injectar, caso necessário

Fim médico: tratamento de grandes perdas de sangue
Obter mais informação: www.doping-prevention.com

30
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Porquê abusar de doping sanguíneo no desporto?
Aumenta a relação resistência-desempenho
Efeitos semelhantes a eritropoietina, mas com efeito imediato
Efeito no tempo para uma corrida de 10 quilómetros
com nova perfusão (= doping sanguíneo) ou com
placebo

Tempo de corrida durante 10 km

1. perfusão

2. perfusão

Corrida com
1.placebo, 2. sangue

33 min
Corrida com
1.sangue, 2. placebo

= Placebo
32 min

= Sangue
1ª corrida
sem perfusão

2ª corrida
com perfusão 1

3ª corrida
com perfusão 2

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

31
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Quais são os perigos para a saúde do doping sanguíneo?

Aumenta a pressão arterial
Aumenta o risco de trombose

Risco de um acidente de
transfusão devido a alergias ou
incompatibilidades
Risco de infecções graves, como
hepatite ou vírus VIH

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

32
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Resumo & palavras-chave a saber

O doping sanguíneo aumenta a transferência de
oxigénio por perfusão de glóbulos vermelhos adicionais
Existem efeitos semelhantes ao abuso de eritropoietina,
mas com efeito imediato
Aumenta o risco de trombose e infecções

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

33
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

O que é um expansor plasmático?
Aumenta a concentração
de
líquido
Diminui o hematócrito

Sangue

100%

plasma

Fim médico:
Grandes perdas de sangue
Queimaduras extensas

água
proteínas
electrólitos

células

eritrócitos
leucócitos
trombócitos

hematócrito
42%

0%

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

34
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Porquê abusar do expansor plasmático no desporto?
Diminui o hematócrito

Viscosidade do sangue

Sangue

Sangue

100%

100%

plasma
plasma

Equilibra as perdas
de líquidos devido a
desempenhos em resistência

Volume de sangue

reduz
hematócrito

hematócrito
< 50%

hematócrito
> 50%

células
0%

células
0%

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

35
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Quais são os perigos para a saúde dos expansores
plasmáticos?
Reacção alérgica (prurido)
Tonturas / vertigens
Sintomas asmáticos
Colapso de circulação

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

36
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Resumo & palavras-chave a saber

O abuso de expansores plasmáticos resulta num
aumento da concentração do líquido sanguíneo e uma
diminuição do hematócrito
Os efeitos secundários biomédicos podem ser
reacções alérgicas como prurido, tonturas/vertigens,
sintomas asmáticos e, em casos graves, um colapso
de circulação

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

37
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

O que são diuréticos?
Substâncias que ajudam a eliminar
fluidos do corpo
Causam uma perda de água ao
paralisar parcialmente a reabsorção de
água
A quantidade de urina é elevada

retenção e eliminação
área dos rins

vasos sanguíneos
tubos
de recolha
(urina)

rim

Fim médico: Pressão arterial elevada, insuficiência cardíaca ou
cirrose hepática
Obter mais informação: www.doping-prevention.com

38
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Porquê abusar de diuréticos no desporto?
Perda rápida de peso corporal
Dilui amostras de urina para
esconder o abuso de outras
substâncias dopantes
Cenário de bodybuilding:

Registo de caso (I):
Insolação por esforço
Remador de 23 anos
a tentar perder 2 kg com
corrida e diuréticos
vestia várias camisolas,
um chapéu, luvas e um
colete de mergulho
Dunker et al. (2001): Anaesthesist, p500-505.

Melhoria da aparência
muscular

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

39
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Quais são os perigos para a saúde dos diuréticos?
Perturbação do equilíbrio entre água e
sais
Desidratação e desequilíbrio de
electrólitos
Perda de minerais
Aumento de cãibras musculares e
doenças renais
♂: impotência
♀: perturbações do ciclo
menstrual

Registo de caso (I):
Insolação por esforço
temperatura no interior do
corpo >43ºC
falha hepática
falha renal
coagulação intravascular
derrame pericárdico
falha pulmonar aguda
morte por falha de vários
orgãos
Dunker et al. (2001): Anaesthesist, p500-505.

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

40
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Resumo & palavras-chave a saber

Os efeitos dos diuréticos utilizados por indicação
médica são o aumento da eliminação, perda de água e
redução de peso
Os diuréticos não melhoram o desempenho!
Os efeitos secundários biomédicos são a perturbação
do equilíbrio entre água e sais, perda de minerais,
aumento de cãibras musculares e doenças renais

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

41
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Dendrite

O que são estimulantes?
Afectam o sistema nervoso central
Aumentam o batimento cardíaco, o ritmo
respiratório e o funcionamento do cérebro

Núcleo
da célula

Corpo da
célula

Dendrite

Vesículas
Axónio

Os estimulantes
levam a um aumento
da libertação de
transmissores

Sinapse

Transmissores

Receptor
muscular
Receptor

Fim médico: relaxamento brônquico e
medicamento para constipações

Interneurónio

Célula do músculo
esquelético

Müller-Esterl: Biochemie, 2004
© Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

42
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Porquê abusar de estimulantes no desporto?
Aumenta a vigilância, competitividade e agressão
Reduz o cansaço e diminui a sensibilidade à dor

desempenho

100%

exaustão total
limite de resistência

Recurso autónomo protegido:
alcançável apenas por situações
de raiva ou ansiedade intensas,
de ameaça à vida ou doping

desempenho básico

0%

Mas: nenhuma melhoria directa ao desempenho físico!
Obter mais informação: www.doping-prevention.com

43
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Quais são os perigos para a saúde dos estimulantes?
Perturbações psicológicas:
Dependência ou depressão

Efeitos fisiológicos:
Desregulação da temperatura corporal
Perda de apetite e do sono
I

Alucinações
Tremor corporal, inquietude,
agitação, tensão

I. Frequência e Ritmo Normais

Arritmia cardíaca
II. Arritmia Cardíaca

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

44
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Resumo & palavras-chave a saber

Os estimulantes afectam o sistema nervoso central
Levam a uma excitação do cérebro e do corpo
e a um aumento da competitividade e agressão
Causam menos sensibilidade à dor
Os efeitos secundários são bastante abrangentes,
desde sintomas de stress agudo a dependência
Os efeitos secundários surgem numa base psicológica
e/ou fisiológica
Obter mais informação: www.doping-prevention.com

45
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

O que são suplementos nutricionais?
São substâncias que existem naturalmente
no corpo e que são consumidas
adicionalmente à nutrição diária normal
Por ex. glucose, minerais, vitaminas ou
oligoelementos
Em parte são essenciais ao crescimento e
desenvolvimento

Fim médico: deficiências no corpo, devido a
subnutrição e doenças
Obter mais informação: www.doping-prevention.com

46
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Porquê utilizar suplementos nutricionais no desporto?
Para executar a intensidade e duração dos seus
desportos, alguns atletas de competição precisam
de tomar níveis de calorias extremamente elevados,
que não são cobertos pela nutrição diária normal
As substâncias críticas podem ser vitaminas do
complexo B e minerais

Mas: uma alimentação bem equilibrada é muito
melhor que um suplemento nutricional
Mas: os níveis tomados devem ser tidos em
consideração ('sobredosagem')

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

47
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Quais são os perigos de doping dos suplementos
nutricionais?
Os ingredientes "Não indicados“, que podem ser substâncias
dopantes
A maioria das substâncias não indicadas são esteróides
Análise de suplemento nutricional do COI
país

produtos

droga "não indicada"

percentagem

NL
RU
EUA
I
D

31
37
240
35
129

8
7
45
5
15

26%
19%
19%
14%
12%

Comissão Médica do Comité Olímpico Internacional, Lausana, Suiça (2002)

Os possíveis efeitos secundários dependem das substâncias
“não indicadas”
Obter mais informação: www.doping-prevention.com

48
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Resumo & palavras-chave a saber

Ao fazer uma alimentação adequada, raramente são
necessários suplementos
Risco enorme de teste de doping positivo, devido a
substâncias "não indicadas"
Os possíveis efeitos secundários baseiam-se na
respectiva substância "não indicada"

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

49
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

O que é terapia genética?
os genes codificam o plano de construção de proteínas:
as ferramentas e componentes do corpo
a terapia genética tenta alterar a informação dos genes

genes
modificados

transportador

síntese

proteínas
funcionais

Fim médico: a correcção de genes defeituosos responsáveis pelo
desenvolvimento de doenças, como doenças hereditárias
Mas: deve temer-se o abuso da ideia terapêutica para fins desportivos
De: Talking Glossary, The National
Human Genome Research Institute

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

50
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Porquê abusar de doping genético no desporto?
potenciais objectivos:
aumento da produção de eritropoietina
resistência do desempenho
estimulação do factor de crescimento muscular
potência , velocidade
Mutação de miostatina num bebé1

Mutação de aumento da miostatina do touro

O abuso no desporto não é actualmente conhecido!

1Schülke et al. (2004): N Engl J Med, p2682-2688.
Copyright © 2004 Massachusetts Medical Society.
Todos os direitos reservados.

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

51
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Quais são os potenciais perigos de saúde do doping
genético?
Os resultados de experiências clínicas para os métodos de terapia
genética registam que podem surgir os seguintes problemas:
cancro,
falhas de vários orgãos e
outros eventos que ameacem gravemente a vida
Outros riscos são totalmente desconhecidos…
…devido aos poucos estudos e publicações
…e assim os efeitos secundários biomédicos da terapia
genética não são controláveis!
Obter mais informação: www.doping-prevention.com

52
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Resumo & palavras-chave a saber
A terapia genética tem como objectivo alterar a
informação de genes selectivos defeituosos/mutados
As ideias de um abuso no desporto são dirigidas para
uma influência de uma transferência melhorada de
oxigénio ou um aumento do crescimento das fibras
musculares
Efeitos secundários biomédicos desconhecidos e
portanto incontroláveis da terapia genética

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

53
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

O que podemos fazer?

APRENDER a treinar correctamente o nosso corpo!
SABER os riscos para a saúde do doping!
SER honesto e um modelo a seguir!
RECUSAR ofertas de doping!
DEMONSTRAR um desporto livre de doping!

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

54
Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping

Parceiros do projecto
Universidade Médica de Plovdiv, Bulgária
Prof. Katerina Georgieva
Technische Universität München, Alemanha
Prof. Horst Michna
Universidade Aristóteles de Thessaloniki, Grécia
Prof. Asterios Deligiannis
Instituto de Desporto, Varsóvia, Polónia
Prof. Ryszard Grucza
Universidade da Extremadura, Espanha
Prof. Eduardo Ortega Rincon

Obter mais informação: www.doping-prevention.com

55

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividade fisica, aptidão física e saúde
Atividade fisica, aptidão física e saúdeAtividade fisica, aptidão física e saúde
Atividade fisica, aptidão física e saúde
washington carlos vieira
 
Psicologia Desportiva
Psicologia DesportivaPsicologia Desportiva
Psicologia Desportiva
matheusbelesa
 
Especialização precoce - educação fisica
Especialização precoce - educação fisicaEspecialização precoce - educação fisica
Especialização precoce - educação fisica
Daniela Costa
 
Treino desportivo
Treino desportivoTreino desportivo
Treino desportivo
Francisco Vitorino
 
Sermão Santo António aos Peixes Exórdio
Sermão Santo António aos Peixes ExórdioSermão Santo António aos Peixes Exórdio
Sermão Santo António aos Peixes Exórdio
Alexandra Madail
 
Basquetebol iniciação
Basquetebol iniciaçãoBasquetebol iniciação
Basquetebol iniciação
Rafael Mathias
 
Estoicismo e epicurismo
Estoicismo e epicurismoEstoicismo e epicurismo
Estoicismo e epicurismo
Helena Serrão
 
Corpo, cultura e movimento
Corpo, cultura e movimentoCorpo, cultura e movimento
Corpo, cultura e movimento
Silvia Arrelaro
 
Importância exercício físico
Importância exercício físicoImportância exercício físico
Importância exercício físico
Anastácio Martins Nepomuceno Júnior
 
Doping na Atividade Física e Desportiva
Doping na Atividade Física e DesportivaDoping na Atividade Física e Desportiva
Doping na Atividade Física e Desportiva
mmcoelho
 
Aula estafetas
Aula estafetasAula estafetas
Aula estafetas
Sérgio Santos
 
A dimensão cultural da actividade física na actualidade
A dimensão cultural da actividade física na actualidadeA dimensão cultural da actividade física na actualidade
A dimensão cultural da actividade física na actualidade
Nome Sobrenome
 
Ginastica localizada
Ginastica localizadaGinastica localizada
Ginastica localizada
washington carlos vieira
 
Aula ginásticas de academia
Aula ginásticas de academiaAula ginásticas de academia
Aula ginásticas de academia
Junior Oliveira
 
Atividade física e saúde escola
Atividade física e saúde  escolaAtividade física e saúde  escola
Atividade física e saúde escola
NetKids
 
Mídia e Marketing no Esporte
Mídia e Marketing no EsporteMídia e Marketing no Esporte
Mídia e Marketing no Esporte
Vinícius Lima
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
AMLDRP
 
Trabalho módulo 3 natação - sara campos
Trabalho módulo 3   natação - sara camposTrabalho módulo 3   natação - sara campos
Trabalho módulo 3 natação - sara campos
Vera Filipa Silva
 
Al2.2. bola saltitona
Al2.2. bola saltitonaAl2.2. bola saltitona
Al2.2. bola saltitona
Ana Garcez
 
Hereditariedade Humana
Hereditariedade HumanaHereditariedade Humana
Hereditariedade Humana
Isabel Lopes
 

Mais procurados (20)

Atividade fisica, aptidão física e saúde
Atividade fisica, aptidão física e saúdeAtividade fisica, aptidão física e saúde
Atividade fisica, aptidão física e saúde
 
Psicologia Desportiva
Psicologia DesportivaPsicologia Desportiva
Psicologia Desportiva
 
Especialização precoce - educação fisica
Especialização precoce - educação fisicaEspecialização precoce - educação fisica
Especialização precoce - educação fisica
 
Treino desportivo
Treino desportivoTreino desportivo
Treino desportivo
 
Sermão Santo António aos Peixes Exórdio
Sermão Santo António aos Peixes ExórdioSermão Santo António aos Peixes Exórdio
Sermão Santo António aos Peixes Exórdio
 
Basquetebol iniciação
Basquetebol iniciaçãoBasquetebol iniciação
Basquetebol iniciação
 
Estoicismo e epicurismo
Estoicismo e epicurismoEstoicismo e epicurismo
Estoicismo e epicurismo
 
Corpo, cultura e movimento
Corpo, cultura e movimentoCorpo, cultura e movimento
Corpo, cultura e movimento
 
Importância exercício físico
Importância exercício físicoImportância exercício físico
Importância exercício físico
 
Doping na Atividade Física e Desportiva
Doping na Atividade Física e DesportivaDoping na Atividade Física e Desportiva
Doping na Atividade Física e Desportiva
 
Aula estafetas
Aula estafetasAula estafetas
Aula estafetas
 
A dimensão cultural da actividade física na actualidade
A dimensão cultural da actividade física na actualidadeA dimensão cultural da actividade física na actualidade
A dimensão cultural da actividade física na actualidade
 
Ginastica localizada
Ginastica localizadaGinastica localizada
Ginastica localizada
 
Aula ginásticas de academia
Aula ginásticas de academiaAula ginásticas de academia
Aula ginásticas de academia
 
Atividade física e saúde escola
Atividade física e saúde  escolaAtividade física e saúde  escola
Atividade física e saúde escola
 
Mídia e Marketing no Esporte
Mídia e Marketing no EsporteMídia e Marketing no Esporte
Mídia e Marketing no Esporte
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Trabalho módulo 3 natação - sara campos
Trabalho módulo 3   natação - sara camposTrabalho módulo 3   natação - sara campos
Trabalho módulo 3 natação - sara campos
 
Al2.2. bola saltitona
Al2.2. bola saltitonaAl2.2. bola saltitona
Al2.2. bola saltitona
 
Hereditariedade Humana
Hereditariedade HumanaHereditariedade Humana
Hereditariedade Humana
 

Semelhante a Uma visão mais próxima do doping

Doping no desporto.pptx
Doping no desporto.pptxDoping no desporto.pptx
Doping no desporto.pptx
JoaoFrancisco Moreira
 
A Dopagem e os riscos de vida e saúde
A Dopagem e os riscos de vida e saúdeA Dopagem e os riscos de vida e saúde
A Dopagem e os riscos de vida e saúde
Diogo Silva
 
Doping 2010
Doping 2010Doping 2010
Doping 2010
Igor Pereira
 
Doping e Suas consquencias
Doping e Suas consquencias Doping e Suas consquencias
Doping e Suas consquencias
Daniel Nascimento
 
O.que.precisa.saber.sobre.doping
O.que.precisa.saber.sobre.dopingO.que.precisa.saber.sobre.doping
O.que.precisa.saber.sobre.doping
Maria João Vasconcelos
 
trabalho chato de educação fisicaaaaaaaaaaaaaaaaaa
trabalho chato de educação fisicaaaaaaaaaaaaaaaaaatrabalho chato de educação fisicaaaaaaaaaaaaaaaaaa
trabalho chato de educação fisicaaaaaaaaaaaaaaaaaa
Danilo Lima
 
Dopping sanguineo..legal
Dopping sanguineo..legalDopping sanguineo..legal
Dopping sanguineo..legal
Viviane Vasconcelos
 
Doping - De quem é a culpa?
Doping  -  De quem é a culpa? Doping  -  De quem é a culpa?
Doping - De quem é a culpa?
roullien
 
Rabdomiólise Ruptura do tecido muscular que libera uma proteína nociva no san...
Rabdomiólise Ruptura do tecido muscular que libera uma proteína nociva no san...Rabdomiólise Ruptura do tecido muscular que libera uma proteína nociva no san...
Rabdomiólise Ruptura do tecido muscular que libera uma proteína nociva no san...
Jmaviael Mava
 
Doping no esporte x qualidade de vida.
Doping no esporte x qualidade de vida.Doping no esporte x qualidade de vida.
Doping no esporte x qualidade de vida.
daragabrielly
 
Consumo De SubstâNcias Psicoactivas O Doping
Consumo De SubstâNcias Psicoactivas   O DopingConsumo De SubstâNcias Psicoactivas   O Doping
Consumo De SubstâNcias Psicoactivas O Doping
guest3540020
 
Doping1
Doping1Doping1
Anabolizantes.ppt
Anabolizantes.pptAnabolizantes.ppt
Anabolizantes.ppt
JooBatistaFerreiraCo
 
Ética e Fairplay.
Ética e Fairplay.Ética e Fairplay.
Ética e Fairplay.
Arita155
 
Anabolizantes
Anabolizantes Anabolizantes
Anabolizantes
joell07
 
Anabolizantes
AnabolizantesAnabolizantes
Anabolizantes
Ramom Rodrigues
 
Doping
DopingDoping
Doping
thaisa_bicca
 
Doping no esporte 8ª série
Doping no esporte   8ª sérieDoping no esporte   8ª série
Doping no esporte 8ª série
aluisiobraga
 
Doping
DopingDoping
Doping
monicatuka
 
doping.pptx
doping.pptxdoping.pptx
doping.pptx
GuilhermeBotelho28
 

Semelhante a Uma visão mais próxima do doping (20)

Doping no desporto.pptx
Doping no desporto.pptxDoping no desporto.pptx
Doping no desporto.pptx
 
A Dopagem e os riscos de vida e saúde
A Dopagem e os riscos de vida e saúdeA Dopagem e os riscos de vida e saúde
A Dopagem e os riscos de vida e saúde
 
Doping 2010
Doping 2010Doping 2010
Doping 2010
 
Doping e Suas consquencias
Doping e Suas consquencias Doping e Suas consquencias
Doping e Suas consquencias
 
O.que.precisa.saber.sobre.doping
O.que.precisa.saber.sobre.dopingO.que.precisa.saber.sobre.doping
O.que.precisa.saber.sobre.doping
 
trabalho chato de educação fisicaaaaaaaaaaaaaaaaaa
trabalho chato de educação fisicaaaaaaaaaaaaaaaaaatrabalho chato de educação fisicaaaaaaaaaaaaaaaaaa
trabalho chato de educação fisicaaaaaaaaaaaaaaaaaa
 
Dopping sanguineo..legal
Dopping sanguineo..legalDopping sanguineo..legal
Dopping sanguineo..legal
 
Doping - De quem é a culpa?
Doping  -  De quem é a culpa? Doping  -  De quem é a culpa?
Doping - De quem é a culpa?
 
Rabdomiólise Ruptura do tecido muscular que libera uma proteína nociva no san...
Rabdomiólise Ruptura do tecido muscular que libera uma proteína nociva no san...Rabdomiólise Ruptura do tecido muscular que libera uma proteína nociva no san...
Rabdomiólise Ruptura do tecido muscular que libera uma proteína nociva no san...
 
Doping no esporte x qualidade de vida.
Doping no esporte x qualidade de vida.Doping no esporte x qualidade de vida.
Doping no esporte x qualidade de vida.
 
Consumo De SubstâNcias Psicoactivas O Doping
Consumo De SubstâNcias Psicoactivas   O DopingConsumo De SubstâNcias Psicoactivas   O Doping
Consumo De SubstâNcias Psicoactivas O Doping
 
Doping1
Doping1Doping1
Doping1
 
Anabolizantes.ppt
Anabolizantes.pptAnabolizantes.ppt
Anabolizantes.ppt
 
Ética e Fairplay.
Ética e Fairplay.Ética e Fairplay.
Ética e Fairplay.
 
Anabolizantes
Anabolizantes Anabolizantes
Anabolizantes
 
Anabolizantes
AnabolizantesAnabolizantes
Anabolizantes
 
Doping
DopingDoping
Doping
 
Doping no esporte 8ª série
Doping no esporte   8ª sérieDoping no esporte   8ª série
Doping no esporte 8ª série
 
Doping
DopingDoping
Doping
 
doping.pptx
doping.pptxdoping.pptx
doping.pptx
 

Mais de Maria João Vasconcelos

Abordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdfAbordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdf
Maria João Vasconcelos
 
Abordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdfAbordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdf
Maria João Vasconcelos
 
Transição defesa/ataque no jogo de 3
Transição defesa/ataque no jogo de 3Transição defesa/ataque no jogo de 3
Transição defesa/ataque no jogo de 3
Maria João Vasconcelos
 
Bachata
BachataBachata
Sebenta modulo 16. cursos profissionais
Sebenta modulo 16. cursos profissionaisSebenta modulo 16. cursos profissionais
Sebenta modulo 16. cursos profissionais
Maria João Vasconcelos
 
Rfe tenis gi
Rfe tenis giRfe tenis gi
Manual hoquei
Manual hoqueiManual hoquei
Atletismo dossic3aa-do-prodessor
Atletismo dossic3aa-do-prodessorAtletismo dossic3aa-do-prodessor
Atletismo dossic3aa-do-prodessor
Maria João Vasconcelos
 
Manual ensino basico
Manual ensino basicoManual ensino basico
Manual ensino basico
Maria João Vasconcelos
 
Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015
Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015
Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015
Maria João Vasconcelos
 
Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
 Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Maria João Vasconcelos
 
Trave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Trave - Esquemas de Ginástica de AparelhosTrave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Trave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Maria João Vasconcelos
 
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UPDoping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
Maria João Vasconcelos
 
Plano de prevenção corrupção ipdj
Plano de prevenção corrupção   ipdjPlano de prevenção corrupção   ipdj
Plano de prevenção corrupção ipdj
Maria João Vasconcelos
 
Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823
Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823
Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823
Maria João Vasconcelos
 
Fadeup pré-requisitos - regulamento - 2012
Fadeup   pré-requisitos - regulamento - 2012Fadeup   pré-requisitos - regulamento - 2012
Fadeup pré-requisitos - regulamento - 2012
Maria João Vasconcelos
 
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
Maria João Vasconcelos
 
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
Maria João Vasconcelos
 
Natacao.paula romão.sílvinapais
Natacao.paula romão.sílvinapaisNatacao.paula romão.sílvinapais
Natacao.paula romão.sílvinapais
Maria João Vasconcelos
 
Sebenta.módulo1.corfebol
Sebenta.módulo1.corfebolSebenta.módulo1.corfebol
Sebenta.módulo1.corfebol
Maria João Vasconcelos
 

Mais de Maria João Vasconcelos (20)

Abordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdfAbordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdf
 
Abordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdfAbordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdf
 
Transição defesa/ataque no jogo de 3
Transição defesa/ataque no jogo de 3Transição defesa/ataque no jogo de 3
Transição defesa/ataque no jogo de 3
 
Bachata
BachataBachata
Bachata
 
Sebenta modulo 16. cursos profissionais
Sebenta modulo 16. cursos profissionaisSebenta modulo 16. cursos profissionais
Sebenta modulo 16. cursos profissionais
 
Rfe tenis gi
Rfe tenis giRfe tenis gi
Rfe tenis gi
 
Manual hoquei
Manual hoqueiManual hoquei
Manual hoquei
 
Atletismo dossic3aa-do-prodessor
Atletismo dossic3aa-do-prodessorAtletismo dossic3aa-do-prodessor
Atletismo dossic3aa-do-prodessor
 
Manual ensino basico
Manual ensino basicoManual ensino basico
Manual ensino basico
 
Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015
Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015
Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015
 
Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
 Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
 
Trave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Trave - Esquemas de Ginástica de AparelhosTrave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Trave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
 
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UPDoping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
 
Plano de prevenção corrupção ipdj
Plano de prevenção corrupção   ipdjPlano de prevenção corrupção   ipdj
Plano de prevenção corrupção ipdj
 
Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823
Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823
Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823
 
Fadeup pré-requisitos - regulamento - 2012
Fadeup   pré-requisitos - regulamento - 2012Fadeup   pré-requisitos - regulamento - 2012
Fadeup pré-requisitos - regulamento - 2012
 
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
 
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
 
Natacao.paula romão.sílvinapais
Natacao.paula romão.sílvinapaisNatacao.paula romão.sílvinapais
Natacao.paula romão.sílvinapais
 
Sebenta.módulo1.corfebol
Sebenta.módulo1.corfebolSebenta.módulo1.corfebol
Sebenta.módulo1.corfebol
 

Uma visão mais próxima do doping

  • 1. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Obter uma visão mais próxima do doping em geral! Nível MÉDIO Obter mais informação: www.doping-prevention.com
  • 2. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping O Código Mundial Antidoping Definição dos regulamentos antidoping Tabela da Organização Global Antidopagem Estrutura para políticas harmonizadas antidoping, regras e regulamentos Testes de harmonização, laboratórios, isenções de utilização terapêutica (TUE) e a Lista de Substâncias e Métodos Proibidos Obter mais informação: www.doping-prevention.com 2
  • 3. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Violações de regras antidoping ...de acordo com o Código Os atletas ou outras pessoas devem ser responsáveis por saber o que constitui uma violação das regras antidoping e as substâncias e métodos que estão incluídos na Lista de Substâncias e Métodos Proibidos. 2.1 A presença de uma Substância Proibida… . 2.2 Utilização ou Tentativa de Utilização de uma Substância ou Método Proibidas… . 2.3 Recusar ou falhar … na recolha de Amostra … . 2.4 Violação … para Testes Fora de Competição … . 2.5 Falsificação, … de qualquer parte do Controlo de Doping. 2.6 Posse de Substâncias Proibidas … . 2.7 Tráfico de qualquer Substância Proibida … . 2.8 Administração … de uma Substância Proibida … . Obter mais informação: www.doping-prevention.com 3
  • 4. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping A "Lista Proibida" (2008) Substâncias sempre proibidas agentes anabolizantes, hormonas, beta-agonista 2, antagonistas e moduladores de hormonas, diuréticos e outros agentes dissimulantes Métodos sempre proibidos melhoria da transferência de oxigénio, manipulação química e física, doping genético Substâncias proibidas em competição estimulantes, narcóticos, canabinóides, glucocorticosteróides Substâncias proibidas em desportos específicos álcool, betabloqueantes Obter mais informação: www.doping-prevention.com 4
  • 5. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Procedimento de teste em competição Teste com aviso prévio versus Teste sem aviso prévio fora de competição Federações internacionais de desporto: conjunto de testes para atletas de nível internacional Organização nacional antidoping: conjunto de testes registados para atletas nacionais Obter mais informação: www.doping-prevention.com 5
  • 6. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Amostras de controlo de doping Amostras de urina Rastreio de urina para substâncias proibidas Amostras de sangue Rastreio de sangue para saúde dos atletas (por ex. hematrócito aumentado) Rastreio de sangue para substâncias proibidas (além da amostra de urina) Obter mais informação: www.doping-prevention.com 6
  • 7. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Isenções de Utilização Terapêutica "...autorização para tomar uma Substância Proibida..." "...sob condições bem definidas e restritas." Danos significantivos para a saúde Nenhuma melhoria adicional ao desempenho Nenhuma alternativa terapêutica Necessidade para a utilização Obter mais informação: www.doping-prevention.com 7
  • 8. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Paradeiro do atleta Controlo de doping fora de competição Conjunto de Testes Registados Atletas de Nível Internacional Atletas de Nível Nacional Informação sobre paradeiro Federação internacional Federação nacional Obter mais informação: www.doping-prevention.com 8
  • 9. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping O carácter duplo das drogas/substâncias de doping Drogas Fim médico Abuso de drogas Doses terapêuticas sobredosagem Efeitos secundários biomédicos temporários (danos agudos) reversível / irreversível longo prazo (efeito tardio) Obter mais informação: www.doping-prevention.com 9
  • 10. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping O que são esteróides anabólicos? Os esteróides anabólicos-androgénicos (AAS) são hormonas Regulação de funções corporais específicas, por ex. criação de músculo – Anabólico significa "criar" – Andro + génico significa “homem” + "produzir” – Os esteróides são uma espécie de moléculas de lípidos Esteróides endógenos versus exógenos Exemplo: testosterona Fim médico: distrofia muscular Müller-Esterl: Biochemie, 2004 © Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg Obter mais informação: www.doping-prevention.com 10
  • 11. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping A indicação médica de esteróides anabólicos? Müller-Esterl: Biochemie, 2004 © Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg Falta de andrógenos endógenos Gigantismo masculino Proliferação da mucosa uterina Falta de sangue Obter mais informação: www.doping-prevention.com 11
  • 12. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Abuso de esteróides anabólicos e desportos? "Criação" de músculos e melhoria da regeneração Mas: os esteróides não levam por si só ao crescimento de músculo! Mas: fisiologicamente, os músculos não estão preparados para esse Müller-Esterl: Biochemie, 2004 crescimento © Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg Obter mais informação: www.doping-prevention.com 12
  • 13. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Que efeitos secundários surgem devidos a um abuso? Registo de caso: Rupturas de tendão Jogador de futebol de 29 anos 3 anos de utilização de esteróides 2x ruptura do tendão patelar Ruptura em ambos os tendões de Aquiles Isenberg, Prokop & Skouras (2008): Successive ruptures of patellar and Achilles tendons. Anabolic steroids in competitive sports (figure 1). Unfallchirurg 111: 46-49. © cortesia de Springer Science and Business Media Obter mais informação: www.doping-prevention.com 13
  • 14. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Que efeitos secundários surgem devidos a um abuso? Abusadores masculinos: Abusadores femininos: tornam-se mais femininos tornam-se mais masculinos Outros efeitos secundários: Acne (a) Quistos no fígado (b) Encolhimento dos testículos (c) Ginecomastia (d) Degeneração do sistema esquelético Perturbações cardiovasculares A voz fica mais grave (mulheres) Crescimento de barba (mulheres) Calvície (homens) a b c d (a)Melnik, Jansen & Grabbe (2007): J Dtsch Dermatol Ges. 5 (2):110-117. © cortesia de Wiley-Blackwell (b, c) Kistler (2006): Dissertação, LMU, München (d) Prof. Dr. F. Beuker, Düsseldorf Obter mais informação: www.doping-prevention.com 14
  • 15. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Resumo & palavras-chave a saber AAS são hormonas AAS aumentam o metabolismo de proteínas Anabólico significa "criar" proteínas musculares O abuso de andrógenos significa masculinizar (mulheres) ou feminizar (homens) Podem ter graves efeitos secundários de saúde Os esteróides não substituem qualquer sessão de treino! Obter mais informação: www.doping-prevention.com 15
  • 16. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping O que são hormonas e substâncias relacionadas? Moléculas mensageiras endógenas ou exógenas Regulação de funções corporais específicas Eritropoietina Hormona de crescimento humano Factor de crescimento semelhante à insulina Factor de crescimento mecânico Gonadotrofina coriónica humana Insulina Corticotropina Müller-Esterl: Biochemie, 2004 © Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg Obter mais informação: www.doping-prevention.com 16
  • 17. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping O que é a EPO? A eritropoietina é uma hormona Estimula a síntese de glóbulos vermelhos Os glóbulos vermelhos transportam oxigénio para os tecidos Fim médico: anemias Müller-Esterl: Biochemie, 2004 © Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg Obter mais informação: www.doping-prevention.com 17
  • 18. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Porquê abusar de EPO no desporto? Aumenta os glóbulos vermelhos Aumenta a oxigenação dos tecidos Assegura a resistência do desempenho Esquiador nórdico Eero Mäntyranta Alternativa legal: treinos a elevada altitude! Obter mais informação: www.doping-prevention.com 18
  • 19. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping A indicação médica de EPO? A eritropoietina é utilizada para anemias associadas com... Doença renal crónica Tratamento de cancro SIDA Pessoas doentes em estado crítico Hipóxia nos tecidos Número de eritrócitos EPO Medula óssea vermelha Obter mais informação: www.doping-prevention.com 19
  • 20. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Quais são os perigos para a saúde da EPO? Aumenta a viscosidade do sangue Aumenta o risco de hipertensão arterial Aumenta o risco de eventos tromboembólicos, por ex. enfarte, paragem cardíaca Os vasos sanguíneos que abastecem o músculo do coração podem fechar-se, devido a um trombo que leva a um enfarte Sobotta: Atlas der Anatomie des Menschen ©Elsevier GmbH, Urban & Fischer Verlag München Cuidado: O abuso de EPO pode ser uma grave ameaça à vida! Obter mais informação: www.doping-prevention.com 20
  • 21. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Resumo & palavras-chave a saber A eritropoietina é uma hormona Aumenta a síntese de eritrócitos transporte de O2 O oxigénio é necessário para garantir o desempenho em resistência As alternativas legais são treinos a elevada altitude Os eventos tromboembólicos podem ocorrer nos pulmões, no cérebro e no coração Obter mais informação: www.doping-prevention.com 21
  • 22. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping O que são bloqueadores dos beta-receptores? Beta-receptores Bloqueador de beta-receptor ...estão na superfície das células inervadas pelo sistema nervoso simpático …medeiam determinadas respostas fisiológicas para a adrenalina Sistema vascular Bloqueadores dos betareceptores ...bloqueiam a actividade de um beta-receptor …diminuem o ritmo cardíaco e a intensidade das contracções e diminuem a pressão arterial Beta-receptores bloqueados no coração Müller-Esterl: Biochemie, 2004 © Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg Obter mais informação: www.doping-prevention.com 22
  • 23. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Porquê abusar de betabloqueantes no desporto? Acalmam os batimentos cardíacos e a circulação Evitam a excitação, medo do palco e tremor nas mãos Aumento da tranquilidade Situação de stress Excitação do coração Batimento cardíaco Tomada do betabloqueante As glândulas suprarenais produzem adrenalina A adrenalina flui para o coração Batimento cardíaco Obter mais informação: www.doping-prevention.com 23
  • 24. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Quais são os perigos para a saúde dos betabloqueantes? Baixo ritmo cardíaco (bradicardia) bradicardia sinusal Redução da pressão arterial Acusma (alucinação auditiva) Insónias Espasmo brônquico Depressão Fadiga De: Fotosearch Stock Fotografie, Kari Lehr, Birch Design Studios Obter mais informação: www.doping-prevention.com 24
  • 25. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Resumo & palavras-chave a saber Os bloqueadores dos beta-receptores inibem a actividade dos beta-receptores O que leva a uma diminuição do ritmo cardíaco e da intensidade das contracções e diminui a pressão arterial Evitam a excitação, medo do palco e tremor nas mãos Obter mais informação: www.doping-prevention.com 25
  • 26. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping O que são agonistas beta-2? Simulam a acção do sistema nervoso simpático sobre os betareceptores Os agonistas beta-2 afectam os receptores beta-2 (por ex. nos pulmões) Músculo brônquico contraído Beta-2-simpaticomimético Fim médico: asma Atenção: Isenções deUtilizaçãoTerapêutica Músculo brônquico relaxado Müller-Esterl: Biochemie, 2004 © Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg Obter mais informação: www.doping-prevention.com 26
  • 27. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Por quê abusar de agonistas beta-2 no desporto? Hipótese: Melhoria do desempenho por dilatação brônquica Mas: Nenhuma verificação científica distinta até agora! Alguns agonistas beta-2 (por ex. clenbuterol) aumentam o crescimento ao estimular a síntese proteica Obter mais informação: www.doping-prevention.com 27
  • 28. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Quais são os perigos para a saúde dos agonistas beta-2? Aumento dos batimentos cardíacos e pressão arterial Ligeiro tremor nas mãos, inquietude e dor de cabeça Rubor e palpitações Perturbações comportamentais em crianças Cãibras musculares e reacções alérgicas Irritação da garganta e vias respiratórias superiores Obter mais informação: www.doping-prevention.com 28
  • 29. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Resumo & palavras-chave a saber Os agonistas beta-2 simulam a acção do sistema nervoso simpático sobre os beta-receptores A sua eficácia no desempenho físico ainda não foi verificada cientificamente! O seu efeito secundário mais grave é o aumento dos batimentos cardíacos e da pressão arterial! Obter mais informação: www.doping-prevention.com 29
  • 30. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping O que é o doping sanguíneo? Método ilegal de manipulação Aumento directo dos glóbulos vermelhos e desse modo, da transferência de oxigénio Dois métodos diferentes: Recolher o próprio sangue e voltar a injectar mais tarde Retirar sangue de um dador e voltar a injectar, caso necessário Fim médico: tratamento de grandes perdas de sangue Obter mais informação: www.doping-prevention.com 30
  • 31. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Porquê abusar de doping sanguíneo no desporto? Aumenta a relação resistência-desempenho Efeitos semelhantes a eritropoietina, mas com efeito imediato Efeito no tempo para uma corrida de 10 quilómetros com nova perfusão (= doping sanguíneo) ou com placebo Tempo de corrida durante 10 km 1. perfusão 2. perfusão Corrida com 1.placebo, 2. sangue 33 min Corrida com 1.sangue, 2. placebo = Placebo 32 min = Sangue 1ª corrida sem perfusão 2ª corrida com perfusão 1 3ª corrida com perfusão 2 Obter mais informação: www.doping-prevention.com 31
  • 32. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Quais são os perigos para a saúde do doping sanguíneo? Aumenta a pressão arterial Aumenta o risco de trombose Risco de um acidente de transfusão devido a alergias ou incompatibilidades Risco de infecções graves, como hepatite ou vírus VIH Obter mais informação: www.doping-prevention.com 32
  • 33. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Resumo & palavras-chave a saber O doping sanguíneo aumenta a transferência de oxigénio por perfusão de glóbulos vermelhos adicionais Existem efeitos semelhantes ao abuso de eritropoietina, mas com efeito imediato Aumenta o risco de trombose e infecções Obter mais informação: www.doping-prevention.com 33
  • 34. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping O que é um expansor plasmático? Aumenta a concentração de líquido Diminui o hematócrito Sangue 100% plasma Fim médico: Grandes perdas de sangue Queimaduras extensas água proteínas electrólitos células eritrócitos leucócitos trombócitos hematócrito 42% 0% Obter mais informação: www.doping-prevention.com 34
  • 35. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Porquê abusar do expansor plasmático no desporto? Diminui o hematócrito Viscosidade do sangue Sangue Sangue 100% 100% plasma plasma Equilibra as perdas de líquidos devido a desempenhos em resistência Volume de sangue reduz hematócrito hematócrito < 50% hematócrito > 50% células 0% células 0% Obter mais informação: www.doping-prevention.com 35
  • 36. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Quais são os perigos para a saúde dos expansores plasmáticos? Reacção alérgica (prurido) Tonturas / vertigens Sintomas asmáticos Colapso de circulação Obter mais informação: www.doping-prevention.com 36
  • 37. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Resumo & palavras-chave a saber O abuso de expansores plasmáticos resulta num aumento da concentração do líquido sanguíneo e uma diminuição do hematócrito Os efeitos secundários biomédicos podem ser reacções alérgicas como prurido, tonturas/vertigens, sintomas asmáticos e, em casos graves, um colapso de circulação Obter mais informação: www.doping-prevention.com 37
  • 38. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping O que são diuréticos? Substâncias que ajudam a eliminar fluidos do corpo Causam uma perda de água ao paralisar parcialmente a reabsorção de água A quantidade de urina é elevada retenção e eliminação área dos rins vasos sanguíneos tubos de recolha (urina) rim Fim médico: Pressão arterial elevada, insuficiência cardíaca ou cirrose hepática Obter mais informação: www.doping-prevention.com 38
  • 39. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Porquê abusar de diuréticos no desporto? Perda rápida de peso corporal Dilui amostras de urina para esconder o abuso de outras substâncias dopantes Cenário de bodybuilding: Registo de caso (I): Insolação por esforço Remador de 23 anos a tentar perder 2 kg com corrida e diuréticos vestia várias camisolas, um chapéu, luvas e um colete de mergulho Dunker et al. (2001): Anaesthesist, p500-505. Melhoria da aparência muscular Obter mais informação: www.doping-prevention.com 39
  • 40. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Quais são os perigos para a saúde dos diuréticos? Perturbação do equilíbrio entre água e sais Desidratação e desequilíbrio de electrólitos Perda de minerais Aumento de cãibras musculares e doenças renais ♂: impotência ♀: perturbações do ciclo menstrual Registo de caso (I): Insolação por esforço temperatura no interior do corpo >43ºC falha hepática falha renal coagulação intravascular derrame pericárdico falha pulmonar aguda morte por falha de vários orgãos Dunker et al. (2001): Anaesthesist, p500-505. Obter mais informação: www.doping-prevention.com 40
  • 41. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Resumo & palavras-chave a saber Os efeitos dos diuréticos utilizados por indicação médica são o aumento da eliminação, perda de água e redução de peso Os diuréticos não melhoram o desempenho! Os efeitos secundários biomédicos são a perturbação do equilíbrio entre água e sais, perda de minerais, aumento de cãibras musculares e doenças renais Obter mais informação: www.doping-prevention.com 41
  • 42. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Dendrite O que são estimulantes? Afectam o sistema nervoso central Aumentam o batimento cardíaco, o ritmo respiratório e o funcionamento do cérebro Núcleo da célula Corpo da célula Dendrite Vesículas Axónio Os estimulantes levam a um aumento da libertação de transmissores Sinapse Transmissores Receptor muscular Receptor Fim médico: relaxamento brônquico e medicamento para constipações Interneurónio Célula do músculo esquelético Müller-Esterl: Biochemie, 2004 © Spektrum Akademischer Verlag, Heidelberg Obter mais informação: www.doping-prevention.com 42
  • 43. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Porquê abusar de estimulantes no desporto? Aumenta a vigilância, competitividade e agressão Reduz o cansaço e diminui a sensibilidade à dor desempenho 100% exaustão total limite de resistência Recurso autónomo protegido: alcançável apenas por situações de raiva ou ansiedade intensas, de ameaça à vida ou doping desempenho básico 0% Mas: nenhuma melhoria directa ao desempenho físico! Obter mais informação: www.doping-prevention.com 43
  • 44. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Quais são os perigos para a saúde dos estimulantes? Perturbações psicológicas: Dependência ou depressão Efeitos fisiológicos: Desregulação da temperatura corporal Perda de apetite e do sono I Alucinações Tremor corporal, inquietude, agitação, tensão I. Frequência e Ritmo Normais Arritmia cardíaca II. Arritmia Cardíaca Obter mais informação: www.doping-prevention.com 44
  • 45. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Resumo & palavras-chave a saber Os estimulantes afectam o sistema nervoso central Levam a uma excitação do cérebro e do corpo e a um aumento da competitividade e agressão Causam menos sensibilidade à dor Os efeitos secundários são bastante abrangentes, desde sintomas de stress agudo a dependência Os efeitos secundários surgem numa base psicológica e/ou fisiológica Obter mais informação: www.doping-prevention.com 45
  • 46. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping O que são suplementos nutricionais? São substâncias que existem naturalmente no corpo e que são consumidas adicionalmente à nutrição diária normal Por ex. glucose, minerais, vitaminas ou oligoelementos Em parte são essenciais ao crescimento e desenvolvimento Fim médico: deficiências no corpo, devido a subnutrição e doenças Obter mais informação: www.doping-prevention.com 46
  • 47. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Porquê utilizar suplementos nutricionais no desporto? Para executar a intensidade e duração dos seus desportos, alguns atletas de competição precisam de tomar níveis de calorias extremamente elevados, que não são cobertos pela nutrição diária normal As substâncias críticas podem ser vitaminas do complexo B e minerais Mas: uma alimentação bem equilibrada é muito melhor que um suplemento nutricional Mas: os níveis tomados devem ser tidos em consideração ('sobredosagem') Obter mais informação: www.doping-prevention.com 47
  • 48. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Quais são os perigos de doping dos suplementos nutricionais? Os ingredientes "Não indicados“, que podem ser substâncias dopantes A maioria das substâncias não indicadas são esteróides Análise de suplemento nutricional do COI país produtos droga "não indicada" percentagem NL RU EUA I D 31 37 240 35 129 8 7 45 5 15 26% 19% 19% 14% 12% Comissão Médica do Comité Olímpico Internacional, Lausana, Suiça (2002) Os possíveis efeitos secundários dependem das substâncias “não indicadas” Obter mais informação: www.doping-prevention.com 48
  • 49. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Resumo & palavras-chave a saber Ao fazer uma alimentação adequada, raramente são necessários suplementos Risco enorme de teste de doping positivo, devido a substâncias "não indicadas" Os possíveis efeitos secundários baseiam-se na respectiva substância "não indicada" Obter mais informação: www.doping-prevention.com 49
  • 50. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping O que é terapia genética? os genes codificam o plano de construção de proteínas: as ferramentas e componentes do corpo a terapia genética tenta alterar a informação dos genes genes modificados transportador síntese proteínas funcionais Fim médico: a correcção de genes defeituosos responsáveis pelo desenvolvimento de doenças, como doenças hereditárias Mas: deve temer-se o abuso da ideia terapêutica para fins desportivos De: Talking Glossary, The National Human Genome Research Institute Obter mais informação: www.doping-prevention.com 50
  • 51. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Porquê abusar de doping genético no desporto? potenciais objectivos: aumento da produção de eritropoietina resistência do desempenho estimulação do factor de crescimento muscular potência , velocidade Mutação de miostatina num bebé1 Mutação de aumento da miostatina do touro O abuso no desporto não é actualmente conhecido! 1Schülke et al. (2004): N Engl J Med, p2682-2688. Copyright © 2004 Massachusetts Medical Society. Todos os direitos reservados. Obter mais informação: www.doping-prevention.com 51
  • 52. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Quais são os potenciais perigos de saúde do doping genético? Os resultados de experiências clínicas para os métodos de terapia genética registam que podem surgir os seguintes problemas: cancro, falhas de vários orgãos e outros eventos que ameacem gravemente a vida Outros riscos são totalmente desconhecidos… …devido aos poucos estudos e publicações …e assim os efeitos secundários biomédicos da terapia genética não são controláveis! Obter mais informação: www.doping-prevention.com 52
  • 53. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Resumo & palavras-chave a saber A terapia genética tem como objectivo alterar a informação de genes selectivos defeituosos/mutados As ideias de um abuso no desporto são dirigidas para uma influência de uma transferência melhorada de oxigénio ou um aumento do crescimento das fibras musculares Efeitos secundários biomédicos desconhecidos e portanto incontroláveis da terapia genética Obter mais informação: www.doping-prevention.com 53
  • 54. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping O que podemos fazer? APRENDER a treinar correctamente o nosso corpo! SABER os riscos para a saúde do doping! SER honesto e um modelo a seguir! RECUSAR ofertas de doping! DEMONSTRAR um desporto livre de doping! Obter mais informação: www.doping-prevention.com 54
  • 55. Harmonizar o Conhecimento sobre os Efeitos Secundários Biomédicos do Doping Parceiros do projecto Universidade Médica de Plovdiv, Bulgária Prof. Katerina Georgieva Technische Universität München, Alemanha Prof. Horst Michna Universidade Aristóteles de Thessaloniki, Grécia Prof. Asterios Deligiannis Instituto de Desporto, Varsóvia, Polónia Prof. Ryszard Grucza Universidade da Extremadura, Espanha Prof. Eduardo Ortega Rincon Obter mais informação: www.doping-prevention.com 55