SlideShare uma empresa Scribd logo
ETEC. Coronel Fernando Febeliano da Costa.




            Matemática,
      Área das Figuras Planas.




                                             Caroline Soares Nº04
                                          Débora Scanagatta Nº06
                                             Leonardo Pratti Nº20
                                             Marcos Munhoz Nº24
                                              Stefano Duarte Nº27
                                Série: 2ºD - Abril e maio de 2010.




Trabalho da disciplina de Matemática – Professora: Márcia.
Introdução

        Geometria. Como ver a vida sem mencioná-la? Sendo um corpo
extremamente abrangente, diante deste tentaremos expor ao mínimo o
razoável de um de seus braços, as figuras planas.
        Essas, de grande importância, como se poderá notar a seguir, vêm
perseguindo os homens desde que se fora necessário evoluir, e uma de
nossas metas, é introduzir conhecimento diante delas, uma vez, não apenas
apontando formulas, mas com palavras, demonstrando situações problemas,
como poderá ver em tópicos como “Para Medir Superfície”, para que se possa
identificar e compreender os passos dados, trazendo isso de forma mais
pessoal e não mecânica, como muitos livros didáticos efetuam ao não mostrar,
não interagir, com quem deve passar conhecimento.
        Esperamos então, a partir destes e da apresentação que se fará
atingirmos tais expressos e outros que serão percebidos ao decorrer dos
conceitos.




           Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia.
                                                                          pág. 2- 13
História da Geometria

                            Uma medida para a vida

       A busca do homem pelo conforto e resolução de seus problemas
originados de necessidades sempre existiu e, diante desses, seus intelectos
foram postos a prova para criar as soluções, e a história da geometria não é
diferente.
       Para medir terras as margens de rios, construir casas, prever
movimentos dos astros, entre outros, é que a geometria fora conceitualizada,
desde muito tempo, com os egípcios, gregos e babilônicos, tendo como
pensadores, Euclides, Arquimedes, Apolônio, Pitágoras e outros.

                            O corpo como unidade

     Por volta de 3500 a.C. as unidades de medida se baseavam no corpo
humano, palmo, pés, passos, geralmente de um único homem, o rei.

                               Ângulos e Figuras

        Tanto entre sumérios ou egípcios as bases de suas construções tinham
forma retangular, desta forma, deveriam desenvolver bastante os ângulos
retos, forma de encontrá-los e colocá-los em prática.
        Não muito distante do que era hoje, os desenhistas tinham seus meios,
mas o problema era traçar; utilizavam de estacas e três cordas, geralmente,
tendo uns dois metros, outra três e cinco metros, onde entra o teorema de
Pitágoras, cateto² + cateto² = hipotenusa², ou simplesmente utilizavam de
estacas e cordas na intenção de desenhar um círculo e encontrar assim, os
ângulos retos para satisfazer suas necessidades.

                            Para medir Superfícies

       Provavelmente os primeiros cálculos de ares vieram de simples golpes
de vista dos sacerdotes ao verem os trabalhadores preencherem a extensão
dos campos com mosaicos quadrados. Uma vez para encontrar o numero total
de quadrados, bastava multiplicar um lado pela altura, e assim, nasceu à área
do retângulo.
       Os triângulos foram à base dos retângulos ou quadrados, supondo que
encontre a área de um retângulo e um quadrado, esses divididos pelo meio,
nas diagonais, dão origens á dois triângulos iguais.
       Em terrenos irregulares, quando se desejava medir, dividiam-no em
vários triângulos quaisquer e, com margem bem pequena de erro, devido ao
terreno ou próprias limitações da época, encontravam a área.
       Os círculos precisavam de atenção especial, pois os convencionais
deixavam muitos cálculos erradios. Pensaram então, em uma estaca e uma
corda, a mesma, de qualquer comprimento, uma vez virando diante da estaca
que seria o centro, tinha relação com a área da figura, hoje a chamamos de



           Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia.
                                                                          pág. 3- 13
raio. Então concluíram que, a área era 6,28 vezes maior que o raio, portanto,
bastava ter a medida da corda e multiplicá-la.
        Já Ahmes quando se deparou com esse problema, pensou diferente,
pensou em dividir o circulo em quadrados com lados iguais ao raio, encontrou o
valor 3,14, que há duzentos anos tem o nome de “PI”, vindo de peripheria, que
significa circulo; esse número hoje é conceito óbvio e simples na matemática.

                                  Novas Figuras

        As primeiras universidades fundadas na Grécia, por volta de 500 a.C.,
contavam com Tales e Pitágoras que, pouco a pouco, foram desenvolvendo
ferramentas que auxiliavam na medição das áreas como o próprio compasso e
facilitando nas funções.
        Figuras novas surgiram, entre essas os polígonos, que do grego polygon
significa “muitos ângulos”. Hoje em dia a geometria é usada na prática em
radares e outros aparelhos que ajudam aviões e navios, antigamente, se
faziam o mesmo, com altura de prédios entre outros.
        Para medir a distancia de um navio a margem, antigamente, deixavam-
no a 90º de algum observador, melhor dizendo a linha da costa e sob outro de
45º, assim, um cateto seria igual ao outro, para completar 180º. Bastava medir
o espaço entre o ângulo reto e o outro e se encontrava a área.
        O calculo da altura de uma construção ou de uma árvore, também é
simples, crava uma estaca no chão e espera que sua sombra seja
correspondente a sua altura; basta medir a projeção.

                              Calculando as áreas:

 Quadrado
       Área: l ⋅ l = l ²
       Propriedades: 4 lados iguais, 4                ângulos    retos,   diagonais
       perpendiculares, 4 eixos de simetria.


 Retângulo

             Área: b ⋅ h
             Propriedades: lados opostos iguais, 4 ângulos retos, diagonais
             iguais que se bissetam, 2 eixos de simetria.

 Paralelogramo
           Área: b ⋅ h
           Propriedades: as diagonais possuem segmentos perpendiculares e
          que se bissetam. Ele pode ser dividido em 4 triângulos congruentes
         que realinhados formam triângulos.

 Losango:
                     D⋅d
             Área:
                      2

            Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia.
                                                                           pág. 4- 13
Propriedades: 4 lados iguais, ângulo opostos                    iguais,   diagonais
perpendiculares que se bissetam; dois eixos de simetria.

Trapézio:
                  h ⋅ ( B + b)
             Área:
                        2
           Propriedades: possui duas bases, sendo uma menor e outra maior,
          possuindo uma altura.

Hexágono:
                      3
            Área: 3a²
                     2
            Propriedade: possui 6 lados iguais.


Círculo
        Área: π ⋅ r ²
        Propriedades: qualquer segmento que une o centro a qualquer
        ponto da circunferência chama-se raio (r). Qualquer segmento que
        une dois pontos quaisquer e distintos de uma circunferência chama-
       se corda. A corda que passa pelo centro da circunferência.
denomina-se diâmetro.

Triângulos:




Em relação aos lados:

Triângulo eqüilátero
          3
Área: a²
         4
Propriedades: todos os lados são iguais.

Triângulo isósceles
       b⋅h
Área:
        2
Propriedades: 2 lados iguais. O ângulo do vértice é diferente dos outros dois,
possui um eixo de simetria. Existem duas alturas iguais e duas medianas
iguais, a bissetriz do ângulo do vértice, a mediana, a mediatriz e a altura
relativa à base coincidem. O incentro, o circuncentro, o baricentro e o
ortocentro estão situados sobre o eixo de simetria.




            Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia.
                                                                           pág. 5- 13
Triângulo escaleno
      b⋅h
Área:
       2
Propriedades: todos os lados diferentes.

Triangulo acutângulo
      b⋅h
Área:
       2
Propriedades: possui um ângulo agudo, que é menor que 90º.

Triângulo obtusângulo
      b⋅h
Área:
       2
Propriedades: possui um ângulo obtuso, que é maior que 90º.

Triângulo Reto:
      b⋅h
Área:
       2
Propriedades: possui um ângulo reto, de 90º e os outros dois com 45º cada.

Polígonos


           Polígono       N.ºde lados       Polígono        N.ºde lados
           Triângulo           3           Quadrilátero          4
          Pentágono            5            Hexágono             6
          Heptágono            7            Octógono             8
          Eneágono             9            Decágono            10
         Undecágono           11           Dodecágono           12



                          Símbolos Representação
                             A          Área
                             B       Base Maior
                             b      Base Menor
                             D        Diagonal
                             d        Diagonal
                             pi        ~3,14
                             r          Raio
                             h         Altura
                             *      Multiplicação




          Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia.
                                                                         pág. 6- 13
Para melhor se estabelecer o conceito propomos os seguintes exercícios
abaixo:

 Exercícios:

 1)   Determine a área das seguintes figuras (em cm):




 a)                                      b)




                                         d)
 c)




 e)


 2) Temos um triângulo equilátero de lado 6cm. Qual é o perímetro e qual é a
 área deste triângulo?

 3) Um trapézio tem a base menor igual a 2, a base maior igual a 3 e a altura
 igual a 10. Qual a área deste trapézio?

 4) Sabendo que a área de um quadrado é 36cm², qual é seu perímetro?

 5) Calcule a área e o perímetro (em metros) dos retângulos descritos:
      a) a = 25 e b = 12
      b) a = 14 e b = 10

           Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia.
                                                                          pág. 7- 13
6) Uma garota apóia uma escada de comprimento 3 m nos pontos A, no solo,
e B, na extremidade de uma pilha de tijolos. A altura h dessa pilha é de:


     a) 2 m
     b) 2 cm
     c) 3 m
     d) 2 cm
     e) 5m




7) Calcule o valor de x e de y, respectivamente:

     a)   9 cm e 12 cm
     b)   12 cm e 9 cm
     c)   8 cm e 15 cm
     d)   40 cm e 12 cm
     e)   12 cm e 40 cm




8) A figura abaixo mostra uma folha circular de zinco, da qual foi recortada a
região triangular eqüilátera colorida. Calcule a área dessa região colorida.




                     r
 l 3 = r 3 − e − a3 = 
                     2

9) (FAAP-SP) Uma praça está inscrita em uma área retangular cujos lados
medem 300 m e 500 m, conforme a figura abaixo:




           Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia.
                                                                          pág. 8- 13
Calculando a área da praça, obtemos:

     a) 100000m²
     b) 110500m²
     c) 128750m²
     d) 133750m²

10)(PUC-SP) A área do quadrado sombreado é:

     a) 36
     b) 40
     c) 48
     d) 50




11) Calcular a área de um retângulo com diagonal “D” e base “S”




12) A área da figura abaixo é (em cm²):

     a) 160
     b) 180
     c) 200
     d) 220
     e) 240




          Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia.
                                                                         pág. 9- 13
13) A frente de uma casa tem a forma de um quadrado com um triângulo
retângulo isósceles em cima. Se um dos catetos do triângulo mede 7 metros,
qual é a área frontal desta casa?




14) Um fazendeiro possuía um terreno no formato de um triângulo equilátero
com lado medindo 6 Km e comprou do vizinho mais uma área triangular
isósceles cuja base mede 4 Km, de acordo com a figura, em anexo. Qual era
a área que o fazendeiro possuía e qual é a nova área?




Respostas:

1)   a) Retângulo: 2x3 = 6
     Retângulo: 2x6 = 12
     Retângulo: 10x3 = 30
     A soma de todos eles: 6 + 12 + 30 = 48cm²

     b) Área do triângulo: (3x3)/2 = 4,5
     Retângulo: 4(3+3) = 24
     Retângulo: 2x5 = 10
     A soma de todas figuras: 4,5 + 24 + 10 = 38,5cm²

     c) Área do trapézio: (15 + 10)6/2
     25x6/2 = 150/2 = 75
     Área do retângulo: 8x2 = 16
     75 + 16 = 91cm²

     d) (20x15)/2 = 300/2 = 150cm²

     e) Figura: 4 cm
     Se observarmos bem, vemos que a parte de baixo da figura roxa se
     encaixa na parte branca de cima da figura. Logo, temos um retângulo
     4x2 = 8
     4 + 8 = 12cm²


         Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia.
                                                                       pág. 10- 13
2)   Perímetro: 6x3 = 18cm


     Área:


3)

4)   Vamos descobrir o lado do quadrado:
     x*x = 36
     x=
     x=6
Então seu perímetro é 6*4 = 24cm.

5)   a) Área: 25*12 = 300m²
     Perímetro: 25+25+12+12 = 74m
     b) Área: 14*10 = 140m²
     Perímetro: 14+14+10+10 = 48m

6) Alternativa B

7) Alternativa A

8) 5m

9) Alternativa C

10) Alternativa D

11) a = S ⋅ D − S

12) d) 220
13) Área:

14) Ele possuía:
    A nova área é: (




            Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia.
                                                                          pág. 11- 13
Conclusão

       A partir deste trabalho nós viemos a dar preenchimento ao antigo
conceito que já nos pertencia diante de nossa carga escolar e nossas próprias
vidas sobre geometria e, portanto também as áreas de figuras planas, sendo
assim, o mesmo contribuíram muito para que aprimorássemos nosso
conhecimento geométrico, permitindo para que possuímos nova ciência da
importância, da pratica e da utilização de tais conceitos.
       Sendo o homem evoluindo, suas necessidades o seguem, adaptando-se
a seus novos cenários, quando se era necessário saber o espaço contido em
determinada plantação, pensadores viram figuras nas mesmas e descobriram
os quadrados, retângulos, e estes conceitos, essas porque não doutrinas,
delimitam nossos atuais dias, sendo as mesmas, bases para muitas variadas
equações que, por exemplo, nos deixam conhecer, ou ilustrar, qualquer parte
desse planeta e logo todo o espaço.
       De findo, não é necessário analisar grandes feitos para encontrar tais
menções, o próprio caminhar nos prende as mesmas dando importância e
então, sendo imperiosa nossa atenção e, combater a erradia idéia de decorar
fórmulas, mas sim entender o porquê e, os métodos de analise surgirão como
naturais. Figuras planas suas propriedades e áreas, sim, termos bastante
cogentes.




           Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia.
                                                                         pág. 12- 13
Bibliografia:

                                     Sites:

http://www.linhadetransmissao.com.br/tecnica/areas1.htm
(Acessado em 22/04/2010 às 16h04min)

http://www.vestibular1.com.br
(Acessado em 22/04/2010 às 16h22min)

http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/area-de-figuras-planas/area-de-
figuras-planas.php
(Acessado em 23/04/2010 às 12h52min)

http://www.mundoeducacao.com.br/matematica/areas-figuras-planas.htm
(Acessado em 23/04/2010 às 13h23min)

http://www.curso-
objetivo.br/vestibular/roteiro_estudos/areas_figuras_planas.aspx
(Acessado em 23/04/2010 as 15h45min)

http://www.infoescola.com/matematica/calculando-areas-de-figuras-planas/
(Acessado em 23/04/2010 as 15h59min)

http://www.interaula.com/matweb/gplana/209/exe209a.htm
(Acessado em 23/04/2010 as 18h03min)

http://pessoal.sercomtel.com.br/matematica/geometria/geom-areas/geom-
areas-poli-a.htm
(Acessado em 23/04/2010 às 15h43min)

http://www.supletivounicanto.com.br/docs/cd/Matem%E1tica/2%B0%20ano/05
-area%20das%20figuras%20planas.pdf
(Acessado em 23/04/2010 ás 15h57min)

http://www.somatematica.com.br/soexercicios/geoplana.php
(Acessado em 23/04/2010 às 15h32min)

http://www.colegioinovacao.com.br/cms/documentos/denise_matematica_8a_
serie_areas_de_figuras_geometricas_planas.pdf
(Acessado em 23/04/2010 às 16h11min)

                                     Livro:

Apostilas Gabarito – Apostilas para os Vestibulinhos das Escolas Técnicas.
Editora Gráfica: Léo Galvão. Editoração Gráfica, Capa e CD: Steferson
Siqueira. Projeto e Organização: Celso Pessanha Júnior e Aélida Francelino
Siqueira. Página: 111.


          Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia.
                                                                        pág. 13- 13

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Circunferencia circulo 2012
Circunferencia circulo 2012Circunferencia circulo 2012
Circunferencia circulo 2012
tioheraclito
 
Prova 8º ano b e c
Prova 8º ano b e cProva 8º ano b e c
Prova 8º ano b e c
francisco de assis henrique
 
Soma dos ângulos internos de um triângulo
Soma dos ângulos internos de um triânguloSoma dos ângulos internos de um triângulo
Soma dos ângulos internos de um triângulo
CIEP 456 - E.M. Milcah de Sousa
 
Proeb Matemática 5º Ano
Proeb Matemática 5º AnoProeb Matemática 5º Ano
Proeb Matemática 5º Ano
CristhianeGuimaraes
 
Prova de matematica volume-e-area-
Prova de matematica volume-e-area-Prova de matematica volume-e-area-
Prova de matematica volume-e-area-
Atividades Diversas Cláudia
 
SONDAGEM DE MATEMÁTICA/ 7º ANO
SONDAGEM DE MATEMÁTICA/ 7º ANOSONDAGEM DE MATEMÁTICA/ 7º ANO
SONDAGEM DE MATEMÁTICA/ 7º ANO
Etiene Isaias da Silva
 
1ª lista de exercícios 8º ano (numeros reais) ilton bruno
1ª lista de exercícios 8º ano (numeros reais) ilton bruno1ª lista de exercícios 8º ano (numeros reais) ilton bruno
1ª lista de exercícios 8º ano (numeros reais) ilton bruno
Ilton Bruno
 
Avaliacao diagnostica 8° ano com matriz de referencia
Avaliacao diagnostica 8° ano com matriz de referenciaAvaliacao diagnostica 8° ano com matriz de referencia
Avaliacao diagnostica 8° ano com matriz de referencia
Atividades Diversas Cláudia
 
TEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOS
TEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOSTEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOS
TEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOS
P Valter De Almeida Gomes
 
Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...
Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...
Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...
Secretaria de Estado de Educação do Pará
 
Exercícios de equações de 1º grau
Exercícios de equações de 1º grauExercícios de equações de 1º grau
Exercícios de equações de 1º grau
Aluizio Santos
 
Atividades sobre grau - minutos - segundos
Atividades sobre   grau - minutos - segundosAtividades sobre   grau - minutos - segundos
Atividades sobre grau - minutos - segundos
Claudiana Watanabe Vargas
 
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
Josie Michelle Soares
 
1ª avaliação matemática_2ºbime_6ºano
1ª avaliação matemática_2ºbime_6ºano1ª avaliação matemática_2ºbime_6ºano
1ª avaliação matemática_2ºbime_6ºano
Makistenio Kirlian
 
Lista sobre radicais
Lista sobre radicaisLista sobre radicais
Lista sobre radicais
Uyara Teixeira
 
Lista de Exercícios - Sistema de Numeração
Lista de Exercícios - Sistema de NumeraçãoLista de Exercícios - Sistema de Numeração
Lista de Exercícios - Sistema de Numeração
Everton Moraes
 
Relações Métricas no Triângulo Retângulo - Teorema de Pitágoras)
Relações Métricas no Triângulo Retângulo - Teorema de Pitágoras)Relações Métricas no Triângulo Retângulo - Teorema de Pitágoras)
Relações Métricas no Triângulo Retângulo - Teorema de Pitágoras)
Robson S
 
Atividade resolvida teorema de tales
Atividade resolvida teorema de talesAtividade resolvida teorema de tales
Atividade resolvida teorema de tales
Karen Paz
 
Mat utfrs 04. potencias de base 10 exercicios
Mat utfrs 04. potencias de base 10 exerciciosMat utfrs 04. potencias de base 10 exercicios
Mat utfrs 04. potencias de base 10 exercicios
trigono_metria
 
D17 (9º ano mat.) - identificar a localização de números racionais na reta...
D17 (9º ano   mat.)  - identificar a localização de números racionais na reta...D17 (9º ano   mat.)  - identificar a localização de números racionais na reta...
D17 (9º ano mat.) - identificar a localização de números racionais na reta...
clenyo
 

Mais procurados (20)

Circunferencia circulo 2012
Circunferencia circulo 2012Circunferencia circulo 2012
Circunferencia circulo 2012
 
Prova 8º ano b e c
Prova 8º ano b e cProva 8º ano b e c
Prova 8º ano b e c
 
Soma dos ângulos internos de um triângulo
Soma dos ângulos internos de um triânguloSoma dos ângulos internos de um triângulo
Soma dos ângulos internos de um triângulo
 
Proeb Matemática 5º Ano
Proeb Matemática 5º AnoProeb Matemática 5º Ano
Proeb Matemática 5º Ano
 
Prova de matematica volume-e-area-
Prova de matematica volume-e-area-Prova de matematica volume-e-area-
Prova de matematica volume-e-area-
 
SONDAGEM DE MATEMÁTICA/ 7º ANO
SONDAGEM DE MATEMÁTICA/ 7º ANOSONDAGEM DE MATEMÁTICA/ 7º ANO
SONDAGEM DE MATEMÁTICA/ 7º ANO
 
1ª lista de exercícios 8º ano (numeros reais) ilton bruno
1ª lista de exercícios 8º ano (numeros reais) ilton bruno1ª lista de exercícios 8º ano (numeros reais) ilton bruno
1ª lista de exercícios 8º ano (numeros reais) ilton bruno
 
Avaliacao diagnostica 8° ano com matriz de referencia
Avaliacao diagnostica 8° ano com matriz de referenciaAvaliacao diagnostica 8° ano com matriz de referencia
Avaliacao diagnostica 8° ano com matriz de referencia
 
TEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOS
TEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOSTEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOS
TEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOS
 
Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...
Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...
Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...
 
Exercícios de equações de 1º grau
Exercícios de equações de 1º grauExercícios de equações de 1º grau
Exercícios de equações de 1º grau
 
Atividades sobre grau - minutos - segundos
Atividades sobre   grau - minutos - segundosAtividades sobre   grau - minutos - segundos
Atividades sobre grau - minutos - segundos
 
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
 
1ª avaliação matemática_2ºbime_6ºano
1ª avaliação matemática_2ºbime_6ºano1ª avaliação matemática_2ºbime_6ºano
1ª avaliação matemática_2ºbime_6ºano
 
Lista sobre radicais
Lista sobre radicaisLista sobre radicais
Lista sobre radicais
 
Lista de Exercícios - Sistema de Numeração
Lista de Exercícios - Sistema de NumeraçãoLista de Exercícios - Sistema de Numeração
Lista de Exercícios - Sistema de Numeração
 
Relações Métricas no Triângulo Retângulo - Teorema de Pitágoras)
Relações Métricas no Triângulo Retângulo - Teorema de Pitágoras)Relações Métricas no Triângulo Retângulo - Teorema de Pitágoras)
Relações Métricas no Triângulo Retângulo - Teorema de Pitágoras)
 
Atividade resolvida teorema de tales
Atividade resolvida teorema de talesAtividade resolvida teorema de tales
Atividade resolvida teorema de tales
 
Mat utfrs 04. potencias de base 10 exercicios
Mat utfrs 04. potencias de base 10 exerciciosMat utfrs 04. potencias de base 10 exercicios
Mat utfrs 04. potencias de base 10 exercicios
 
D17 (9º ano mat.) - identificar a localização de números racionais na reta...
D17 (9º ano   mat.)  - identificar a localização de números racionais na reta...D17 (9º ano   mat.)  - identificar a localização de números racionais na reta...
D17 (9º ano mat.) - identificar a localização de números racionais na reta...
 

Destaque

Mat areas de figuras geometricas planas
Mat areas de figuras geometricas planasMat areas de figuras geometricas planas
Mat areas de figuras geometricas planas
trigono_metria
 
Banco de Questões PJF
Banco de Questões PJFBanco de Questões PJF
Banco de Questões PJF
francielidaiane
 
Atividade copa 2014 matematica 8
Atividade copa 2014 matematica 8Atividade copa 2014 matematica 8
Atividade copa 2014 matematica 8
Atividades Diversas Cláudia
 
622 apostila01 mb
622 apostila01 mb622 apostila01 mb
622 apostila01 mb
Rone carvalho
 
Lista geometria
Lista geometriaLista geometria
Lista geometria
Salomão Santos
 
Ft 24 25 relatorio andre quendera pdf
Ft 24 25 relatorio andre quendera pdfFt 24 25 relatorio andre quendera pdf
Ft 24 25 relatorio andre quendera pdf
Andre Quendera
 
Mma alterosa
Mma alterosaMma alterosa
Mma alterosa
Denielson Gonçalves
 
Valter 1c.
Valter 1c.Valter 1c.
Valter 1c.
manastaciocalabria
 
Historia equação
Historia equaçãoHistoria equação
Historia equação
Marcia Roberto
 
Classificação de nuvens: Identificando as nuvens (Prof. Rachel I. Albrecht)
Classificação de nuvens: Identificando as nuvens (Prof. Rachel I. Albrecht)Classificação de nuvens: Identificando as nuvens (Prof. Rachel I. Albrecht)
Classificação de nuvens: Identificando as nuvens (Prof. Rachel I. Albrecht)
Samantha Martins
 
Relatório final tam 3054
Relatório final tam 3054Relatório final tam 3054
Relatório final tam 3054
Carlos Carvalho
 
Palestra sobre meteorologia da Semana Estendida de Ciência e Tecnologia
Palestra sobre meteorologia da Semana Estendida de Ciência e TecnologiaPalestra sobre meteorologia da Semana Estendida de Ciência e Tecnologia
Palestra sobre meteorologia da Semana Estendida de Ciência e Tecnologia
Samantha Martins
 
TAM - Acidente do voo 402
TAM - Acidente do voo 402TAM - Acidente do voo 402
TAM - Acidente do voo 402
Denielson Gonçalves
 
Pampulha a ilha da modernidade - TIDIR 3
Pampulha a ilha da modernidade - TIDIR 3Pampulha a ilha da modernidade - TIDIR 3
Pampulha a ilha da modernidade - TIDIR 3
Denielson Gonçalves
 
Acidente Gol legacy
Acidente Gol legacyAcidente Gol legacy
Acidente Gol legacy
Karine Drumond
 
História do cristo redentor
História do cristo redentorHistória do cristo redentor
História do cristo redentor
flaviopantalena
 
Palestra de Introdução a Meteorologia
Palestra de Introdução a MeteorologiaPalestra de Introdução a Meteorologia
Palestra de Introdução a Meteorologia
Samantha Martins
 
Eduardo Campos: piloto e o co-piloto não possuíam habilitação específica para...
Eduardo Campos: piloto e o co-piloto não possuíam habilitação específica para...Eduardo Campos: piloto e o co-piloto não possuíam habilitação específica para...
Eduardo Campos: piloto e o co-piloto não possuíam habilitação específica para...
Maria Santos
 
Albergue e hostel
Albergue e hostelAlbergue e hostel
Albergue e hostel
lourflores
 
Acidentes Aéreos - Prof.Dr. Nilo Antonio de Souza Sampaio
Acidentes Aéreos - Prof.Dr. Nilo Antonio de Souza SampaioAcidentes Aéreos - Prof.Dr. Nilo Antonio de Souza Sampaio
Acidentes Aéreos - Prof.Dr. Nilo Antonio de Souza Sampaio
Nilo Sampaio
 

Destaque (20)

Mat areas de figuras geometricas planas
Mat areas de figuras geometricas planasMat areas de figuras geometricas planas
Mat areas de figuras geometricas planas
 
Banco de Questões PJF
Banco de Questões PJFBanco de Questões PJF
Banco de Questões PJF
 
Atividade copa 2014 matematica 8
Atividade copa 2014 matematica 8Atividade copa 2014 matematica 8
Atividade copa 2014 matematica 8
 
622 apostila01 mb
622 apostila01 mb622 apostila01 mb
622 apostila01 mb
 
Lista geometria
Lista geometriaLista geometria
Lista geometria
 
Ft 24 25 relatorio andre quendera pdf
Ft 24 25 relatorio andre quendera pdfFt 24 25 relatorio andre quendera pdf
Ft 24 25 relatorio andre quendera pdf
 
Mma alterosa
Mma alterosaMma alterosa
Mma alterosa
 
Valter 1c.
Valter 1c.Valter 1c.
Valter 1c.
 
Historia equação
Historia equaçãoHistoria equação
Historia equação
 
Classificação de nuvens: Identificando as nuvens (Prof. Rachel I. Albrecht)
Classificação de nuvens: Identificando as nuvens (Prof. Rachel I. Albrecht)Classificação de nuvens: Identificando as nuvens (Prof. Rachel I. Albrecht)
Classificação de nuvens: Identificando as nuvens (Prof. Rachel I. Albrecht)
 
Relatório final tam 3054
Relatório final tam 3054Relatório final tam 3054
Relatório final tam 3054
 
Palestra sobre meteorologia da Semana Estendida de Ciência e Tecnologia
Palestra sobre meteorologia da Semana Estendida de Ciência e TecnologiaPalestra sobre meteorologia da Semana Estendida de Ciência e Tecnologia
Palestra sobre meteorologia da Semana Estendida de Ciência e Tecnologia
 
TAM - Acidente do voo 402
TAM - Acidente do voo 402TAM - Acidente do voo 402
TAM - Acidente do voo 402
 
Pampulha a ilha da modernidade - TIDIR 3
Pampulha a ilha da modernidade - TIDIR 3Pampulha a ilha da modernidade - TIDIR 3
Pampulha a ilha da modernidade - TIDIR 3
 
Acidente Gol legacy
Acidente Gol legacyAcidente Gol legacy
Acidente Gol legacy
 
História do cristo redentor
História do cristo redentorHistória do cristo redentor
História do cristo redentor
 
Palestra de Introdução a Meteorologia
Palestra de Introdução a MeteorologiaPalestra de Introdução a Meteorologia
Palestra de Introdução a Meteorologia
 
Eduardo Campos: piloto e o co-piloto não possuíam habilitação específica para...
Eduardo Campos: piloto e o co-piloto não possuíam habilitação específica para...Eduardo Campos: piloto e o co-piloto não possuíam habilitação específica para...
Eduardo Campos: piloto e o co-piloto não possuíam habilitação específica para...
 
Albergue e hostel
Albergue e hostelAlbergue e hostel
Albergue e hostel
 
Acidentes Aéreos - Prof.Dr. Nilo Antonio de Souza Sampaio
Acidentes Aéreos - Prof.Dr. Nilo Antonio de Souza SampaioAcidentes Aéreos - Prof.Dr. Nilo Antonio de Souza Sampaio
Acidentes Aéreos - Prof.Dr. Nilo Antonio de Souza Sampaio
 

Semelhante a Matematica af planas

Mat geometria figuras geometricas
Mat geometria figuras geometricasMat geometria figuras geometricas
Mat geometria figuras geometricas
trigono_metrico
 
Geometria caderno 5
Geometria caderno 5Geometria caderno 5
Geometria caderno 5
Aprender com prazer
 
História da Geometria
História da GeometriaHistória da Geometria
História da Geometria
Maria Campos
 
Trabalho de teorema de pitágora
Trabalho de teorema de pitágoraTrabalho de teorema de pitágora
Trabalho de teorema de pitágora
WALLACEMARQUES
 
Objeto De Aprendizagem Construindo Conhecimentos(Quebra Cabeça)
Objeto De  Aprendizagem    Construindo Conhecimentos(Quebra Cabeça)Objeto De  Aprendizagem    Construindo Conhecimentos(Quebra Cabeça)
Objeto De Aprendizagem Construindo Conhecimentos(Quebra Cabeça)
heliopinho
 
ÁREAS E PERÍMETROS
ÁREAS E PERÍMETROS ÁREAS E PERÍMETROS
ÁREAS E PERÍMETROS
fabianamaia1
 
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Marcos Azevedo
 
Poesia matemática mat
Poesia matemática matPoesia matemática mat
Poesia matemática mat
Idelma
 
Matematica rm triangulo retangulo
Matematica rm triangulo retanguloMatematica rm triangulo retangulo
Matematica rm triangulo retangulo
simuladocontabil
 
Oficina de matemática
Oficina de matemáticaOficina de matemática
Oficina de matemática
Ana Lúcia Costa
 
Oficina de matemática
Oficina de matemáticaOficina de matemática
Oficina de matemática
Ana Lúcia Costa
 
Geometria
GeometriaGeometria
Geometria
Daniela Menezes
 
Projeto de matemática geometria i unidade
Projeto de matemática geometria    i unidadeProjeto de matemática geometria    i unidade
Projeto de matemática geometria i unidade
Cyz Olegário
 
TRIGONOMETRIA DIVERTIDA
TRIGONOMETRIA DIVERTIDATRIGONOMETRIA DIVERTIDA
TRIGONOMETRIA DIVERTIDA
vulcabelinho
 
53977175 area-e-perimetro-de-figuras-planas-1
53977175 area-e-perimetro-de-figuras-planas-153977175 area-e-perimetro-de-figuras-planas-1
53977175 area-e-perimetro-de-figuras-planas-1
afpinto
 
Cruzadinha Matemática - 03
Cruzadinha Matemática - 03Cruzadinha Matemática - 03
Cruzadinha Matemática - 03
Prof. Materaldo
 
RecuperaçãO 9o. Ano 2009
RecuperaçãO   9o. Ano   2009RecuperaçãO   9o. Ano   2009
RecuperaçãO 9o. Ano 2009
Andréa Thees
 
Grécia e a geometria
Grécia e a geometriaGrécia e a geometria
Grécia e a geometria
Leonardo Mannini
 
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologiasAula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
Homero Alves de Lima
 
Aula 2 introdução geometria descritiva
Aula 2   introdução geometria descritivaAula 2   introdução geometria descritiva

Semelhante a Matematica af planas (20)

Mat geometria figuras geometricas
Mat geometria figuras geometricasMat geometria figuras geometricas
Mat geometria figuras geometricas
 
Geometria caderno 5
Geometria caderno 5Geometria caderno 5
Geometria caderno 5
 
História da Geometria
História da GeometriaHistória da Geometria
História da Geometria
 
Trabalho de teorema de pitágora
Trabalho de teorema de pitágoraTrabalho de teorema de pitágora
Trabalho de teorema de pitágora
 
Objeto De Aprendizagem Construindo Conhecimentos(Quebra Cabeça)
Objeto De  Aprendizagem    Construindo Conhecimentos(Quebra Cabeça)Objeto De  Aprendizagem    Construindo Conhecimentos(Quebra Cabeça)
Objeto De Aprendizagem Construindo Conhecimentos(Quebra Cabeça)
 
ÁREAS E PERÍMETROS
ÁREAS E PERÍMETROS ÁREAS E PERÍMETROS
ÁREAS E PERÍMETROS
 
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
 
Poesia matemática mat
Poesia matemática matPoesia matemática mat
Poesia matemática mat
 
Matematica rm triangulo retangulo
Matematica rm triangulo retanguloMatematica rm triangulo retangulo
Matematica rm triangulo retangulo
 
Oficina de matemática
Oficina de matemáticaOficina de matemática
Oficina de matemática
 
Oficina de matemática
Oficina de matemáticaOficina de matemática
Oficina de matemática
 
Geometria
GeometriaGeometria
Geometria
 
Projeto de matemática geometria i unidade
Projeto de matemática geometria    i unidadeProjeto de matemática geometria    i unidade
Projeto de matemática geometria i unidade
 
TRIGONOMETRIA DIVERTIDA
TRIGONOMETRIA DIVERTIDATRIGONOMETRIA DIVERTIDA
TRIGONOMETRIA DIVERTIDA
 
53977175 area-e-perimetro-de-figuras-planas-1
53977175 area-e-perimetro-de-figuras-planas-153977175 area-e-perimetro-de-figuras-planas-1
53977175 area-e-perimetro-de-figuras-planas-1
 
Cruzadinha Matemática - 03
Cruzadinha Matemática - 03Cruzadinha Matemática - 03
Cruzadinha Matemática - 03
 
RecuperaçãO 9o. Ano 2009
RecuperaçãO   9o. Ano   2009RecuperaçãO   9o. Ano   2009
RecuperaçãO 9o. Ano 2009
 
Grécia e a geometria
Grécia e a geometriaGrécia e a geometria
Grécia e a geometria
 
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologiasAula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 2 introdução geometria descritiva
Aula 2   introdução geometria descritivaAula 2   introdução geometria descritiva
Aula 2 introdução geometria descritiva
 

Mais de simuladocontabil

Contabilidade decifrada 10
Contabilidade decifrada 10Contabilidade decifrada 10
Contabilidade decifrada 10
simuladocontabil
 
Cb atividade1
Cb atividade1Cb atividade1
Cb atividade1
simuladocontabil
 
Dos produtos vendidos (cpv)
Dos produtos vendidos (cpv)Dos produtos vendidos (cpv)
Dos produtos vendidos (cpv)
simuladocontabil
 
Gp impactos
Gp impactosGp impactos
Gp impactos
simuladocontabil
 
Contabilidade decifrada 05
Contabilidade decifrada 05Contabilidade decifrada 05
Contabilidade decifrada 05
simuladocontabil
 
Contabilidade basica peps ueps
Contabilidade basica peps uepsContabilidade basica peps ueps
Contabilidade basica peps ueps
simuladocontabil
 
Cetec ensino médio
Cetec ensino médioCetec ensino médio
Cetec ensino médio
simuladocontabil
 
Pfc tabela comparativa
Pfc tabela comparativaPfc tabela comparativa
Pfc tabela comparativa
simuladocontabil
 
Avaliação do ativo e passivo estoques
Avaliação do ativo e passivo estoquesAvaliação do ativo e passivo estoques
Avaliação do ativo e passivo estoques
simuladocontabil
 
Indices
IndicesIndices
Resumo ativo
Resumo ativoResumo ativo
Resumo ativo
simuladocontabil
 
Principios de contabilidade
Principios de contabilidadePrincipios de contabilidade
Principios de contabilidade
simuladocontabil
 
Patrimonio
PatrimonioPatrimonio
Patrimonio
simuladocontabil
 
Contabilidade decifrada 15
Contabilidade decifrada 15Contabilidade decifrada 15
Contabilidade decifrada 15
simuladocontabil
 
Ganhos e perdas
Ganhos e perdasGanhos e perdas
Ganhos e perdas
simuladocontabil
 
Apostila etec pfo
Apostila etec   pfoApostila etec   pfo
Apostila etec pfo
simuladocontabil
 
Contabilidade decifrada 09
Contabilidade decifrada 09Contabilidade decifrada 09
Contabilidade decifrada 09
simuladocontabil
 
Custo das mercadoria vendidas
Custo das mercadoria vendidasCusto das mercadoria vendidas
Custo das mercadoria vendidas
simuladocontabil
 
Encerramento do exercicio
Encerramento do exercicioEncerramento do exercicio
Encerramento do exercicio
simuladocontabil
 
Questoes respondidas custos
Questoes respondidas custosQuestoes respondidas custos
Questoes respondidas custos
simuladocontabil
 

Mais de simuladocontabil (20)

Contabilidade decifrada 10
Contabilidade decifrada 10Contabilidade decifrada 10
Contabilidade decifrada 10
 
Cb atividade1
Cb atividade1Cb atividade1
Cb atividade1
 
Dos produtos vendidos (cpv)
Dos produtos vendidos (cpv)Dos produtos vendidos (cpv)
Dos produtos vendidos (cpv)
 
Gp impactos
Gp impactosGp impactos
Gp impactos
 
Contabilidade decifrada 05
Contabilidade decifrada 05Contabilidade decifrada 05
Contabilidade decifrada 05
 
Contabilidade basica peps ueps
Contabilidade basica peps uepsContabilidade basica peps ueps
Contabilidade basica peps ueps
 
Cetec ensino médio
Cetec ensino médioCetec ensino médio
Cetec ensino médio
 
Pfc tabela comparativa
Pfc tabela comparativaPfc tabela comparativa
Pfc tabela comparativa
 
Avaliação do ativo e passivo estoques
Avaliação do ativo e passivo estoquesAvaliação do ativo e passivo estoques
Avaliação do ativo e passivo estoques
 
Indices
IndicesIndices
Indices
 
Resumo ativo
Resumo ativoResumo ativo
Resumo ativo
 
Principios de contabilidade
Principios de contabilidadePrincipios de contabilidade
Principios de contabilidade
 
Patrimonio
PatrimonioPatrimonio
Patrimonio
 
Contabilidade decifrada 15
Contabilidade decifrada 15Contabilidade decifrada 15
Contabilidade decifrada 15
 
Ganhos e perdas
Ganhos e perdasGanhos e perdas
Ganhos e perdas
 
Apostila etec pfo
Apostila etec   pfoApostila etec   pfo
Apostila etec pfo
 
Contabilidade decifrada 09
Contabilidade decifrada 09Contabilidade decifrada 09
Contabilidade decifrada 09
 
Custo das mercadoria vendidas
Custo das mercadoria vendidasCusto das mercadoria vendidas
Custo das mercadoria vendidas
 
Encerramento do exercicio
Encerramento do exercicioEncerramento do exercicio
Encerramento do exercicio
 
Questoes respondidas custos
Questoes respondidas custosQuestoes respondidas custos
Questoes respondidas custos
 

Matematica af planas

  • 1. ETEC. Coronel Fernando Febeliano da Costa. Matemática, Área das Figuras Planas. Caroline Soares Nº04 Débora Scanagatta Nº06 Leonardo Pratti Nº20 Marcos Munhoz Nº24 Stefano Duarte Nº27 Série: 2ºD - Abril e maio de 2010. Trabalho da disciplina de Matemática – Professora: Márcia.
  • 2. Introdução Geometria. Como ver a vida sem mencioná-la? Sendo um corpo extremamente abrangente, diante deste tentaremos expor ao mínimo o razoável de um de seus braços, as figuras planas. Essas, de grande importância, como se poderá notar a seguir, vêm perseguindo os homens desde que se fora necessário evoluir, e uma de nossas metas, é introduzir conhecimento diante delas, uma vez, não apenas apontando formulas, mas com palavras, demonstrando situações problemas, como poderá ver em tópicos como “Para Medir Superfície”, para que se possa identificar e compreender os passos dados, trazendo isso de forma mais pessoal e não mecânica, como muitos livros didáticos efetuam ao não mostrar, não interagir, com quem deve passar conhecimento. Esperamos então, a partir destes e da apresentação que se fará atingirmos tais expressos e outros que serão percebidos ao decorrer dos conceitos. Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia. pág. 2- 13
  • 3. História da Geometria Uma medida para a vida A busca do homem pelo conforto e resolução de seus problemas originados de necessidades sempre existiu e, diante desses, seus intelectos foram postos a prova para criar as soluções, e a história da geometria não é diferente. Para medir terras as margens de rios, construir casas, prever movimentos dos astros, entre outros, é que a geometria fora conceitualizada, desde muito tempo, com os egípcios, gregos e babilônicos, tendo como pensadores, Euclides, Arquimedes, Apolônio, Pitágoras e outros. O corpo como unidade Por volta de 3500 a.C. as unidades de medida se baseavam no corpo humano, palmo, pés, passos, geralmente de um único homem, o rei. Ângulos e Figuras Tanto entre sumérios ou egípcios as bases de suas construções tinham forma retangular, desta forma, deveriam desenvolver bastante os ângulos retos, forma de encontrá-los e colocá-los em prática. Não muito distante do que era hoje, os desenhistas tinham seus meios, mas o problema era traçar; utilizavam de estacas e três cordas, geralmente, tendo uns dois metros, outra três e cinco metros, onde entra o teorema de Pitágoras, cateto² + cateto² = hipotenusa², ou simplesmente utilizavam de estacas e cordas na intenção de desenhar um círculo e encontrar assim, os ângulos retos para satisfazer suas necessidades. Para medir Superfícies Provavelmente os primeiros cálculos de ares vieram de simples golpes de vista dos sacerdotes ao verem os trabalhadores preencherem a extensão dos campos com mosaicos quadrados. Uma vez para encontrar o numero total de quadrados, bastava multiplicar um lado pela altura, e assim, nasceu à área do retângulo. Os triângulos foram à base dos retângulos ou quadrados, supondo que encontre a área de um retângulo e um quadrado, esses divididos pelo meio, nas diagonais, dão origens á dois triângulos iguais. Em terrenos irregulares, quando se desejava medir, dividiam-no em vários triângulos quaisquer e, com margem bem pequena de erro, devido ao terreno ou próprias limitações da época, encontravam a área. Os círculos precisavam de atenção especial, pois os convencionais deixavam muitos cálculos erradios. Pensaram então, em uma estaca e uma corda, a mesma, de qualquer comprimento, uma vez virando diante da estaca que seria o centro, tinha relação com a área da figura, hoje a chamamos de Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia. pág. 3- 13
  • 4. raio. Então concluíram que, a área era 6,28 vezes maior que o raio, portanto, bastava ter a medida da corda e multiplicá-la. Já Ahmes quando se deparou com esse problema, pensou diferente, pensou em dividir o circulo em quadrados com lados iguais ao raio, encontrou o valor 3,14, que há duzentos anos tem o nome de “PI”, vindo de peripheria, que significa circulo; esse número hoje é conceito óbvio e simples na matemática. Novas Figuras As primeiras universidades fundadas na Grécia, por volta de 500 a.C., contavam com Tales e Pitágoras que, pouco a pouco, foram desenvolvendo ferramentas que auxiliavam na medição das áreas como o próprio compasso e facilitando nas funções. Figuras novas surgiram, entre essas os polígonos, que do grego polygon significa “muitos ângulos”. Hoje em dia a geometria é usada na prática em radares e outros aparelhos que ajudam aviões e navios, antigamente, se faziam o mesmo, com altura de prédios entre outros. Para medir a distancia de um navio a margem, antigamente, deixavam- no a 90º de algum observador, melhor dizendo a linha da costa e sob outro de 45º, assim, um cateto seria igual ao outro, para completar 180º. Bastava medir o espaço entre o ângulo reto e o outro e se encontrava a área. O calculo da altura de uma construção ou de uma árvore, também é simples, crava uma estaca no chão e espera que sua sombra seja correspondente a sua altura; basta medir a projeção. Calculando as áreas: Quadrado Área: l ⋅ l = l ² Propriedades: 4 lados iguais, 4 ângulos retos, diagonais perpendiculares, 4 eixos de simetria. Retângulo Área: b ⋅ h Propriedades: lados opostos iguais, 4 ângulos retos, diagonais iguais que se bissetam, 2 eixos de simetria. Paralelogramo Área: b ⋅ h Propriedades: as diagonais possuem segmentos perpendiculares e que se bissetam. Ele pode ser dividido em 4 triângulos congruentes que realinhados formam triângulos. Losango: D⋅d Área: 2 Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia. pág. 4- 13
  • 5. Propriedades: 4 lados iguais, ângulo opostos iguais, diagonais perpendiculares que se bissetam; dois eixos de simetria. Trapézio: h ⋅ ( B + b) Área: 2 Propriedades: possui duas bases, sendo uma menor e outra maior, possuindo uma altura. Hexágono: 3 Área: 3a² 2 Propriedade: possui 6 lados iguais. Círculo Área: π ⋅ r ² Propriedades: qualquer segmento que une o centro a qualquer ponto da circunferência chama-se raio (r). Qualquer segmento que une dois pontos quaisquer e distintos de uma circunferência chama- se corda. A corda que passa pelo centro da circunferência. denomina-se diâmetro. Triângulos: Em relação aos lados: Triângulo eqüilátero 3 Área: a² 4 Propriedades: todos os lados são iguais. Triângulo isósceles b⋅h Área: 2 Propriedades: 2 lados iguais. O ângulo do vértice é diferente dos outros dois, possui um eixo de simetria. Existem duas alturas iguais e duas medianas iguais, a bissetriz do ângulo do vértice, a mediana, a mediatriz e a altura relativa à base coincidem. O incentro, o circuncentro, o baricentro e o ortocentro estão situados sobre o eixo de simetria. Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia. pág. 5- 13
  • 6. Triângulo escaleno b⋅h Área: 2 Propriedades: todos os lados diferentes. Triangulo acutângulo b⋅h Área: 2 Propriedades: possui um ângulo agudo, que é menor que 90º. Triângulo obtusângulo b⋅h Área: 2 Propriedades: possui um ângulo obtuso, que é maior que 90º. Triângulo Reto: b⋅h Área: 2 Propriedades: possui um ângulo reto, de 90º e os outros dois com 45º cada. Polígonos Polígono N.ºde lados Polígono N.ºde lados Triângulo 3 Quadrilátero 4 Pentágono 5 Hexágono 6 Heptágono 7 Octógono 8 Eneágono 9 Decágono 10 Undecágono 11 Dodecágono 12 Símbolos Representação A Área B Base Maior b Base Menor D Diagonal d Diagonal pi ~3,14 r Raio h Altura * Multiplicação Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia. pág. 6- 13
  • 7. Para melhor se estabelecer o conceito propomos os seguintes exercícios abaixo: Exercícios: 1) Determine a área das seguintes figuras (em cm): a) b) d) c) e) 2) Temos um triângulo equilátero de lado 6cm. Qual é o perímetro e qual é a área deste triângulo? 3) Um trapézio tem a base menor igual a 2, a base maior igual a 3 e a altura igual a 10. Qual a área deste trapézio? 4) Sabendo que a área de um quadrado é 36cm², qual é seu perímetro? 5) Calcule a área e o perímetro (em metros) dos retângulos descritos: a) a = 25 e b = 12 b) a = 14 e b = 10 Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia. pág. 7- 13
  • 8. 6) Uma garota apóia uma escada de comprimento 3 m nos pontos A, no solo, e B, na extremidade de uma pilha de tijolos. A altura h dessa pilha é de: a) 2 m b) 2 cm c) 3 m d) 2 cm e) 5m 7) Calcule o valor de x e de y, respectivamente: a) 9 cm e 12 cm b) 12 cm e 9 cm c) 8 cm e 15 cm d) 40 cm e 12 cm e) 12 cm e 40 cm 8) A figura abaixo mostra uma folha circular de zinco, da qual foi recortada a região triangular eqüilátera colorida. Calcule a área dessa região colorida.  r  l 3 = r 3 − e − a3 =   2 9) (FAAP-SP) Uma praça está inscrita em uma área retangular cujos lados medem 300 m e 500 m, conforme a figura abaixo: Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia. pág. 8- 13
  • 9. Calculando a área da praça, obtemos: a) 100000m² b) 110500m² c) 128750m² d) 133750m² 10)(PUC-SP) A área do quadrado sombreado é: a) 36 b) 40 c) 48 d) 50 11) Calcular a área de um retângulo com diagonal “D” e base “S” 12) A área da figura abaixo é (em cm²): a) 160 b) 180 c) 200 d) 220 e) 240 Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia. pág. 9- 13
  • 10. 13) A frente de uma casa tem a forma de um quadrado com um triângulo retângulo isósceles em cima. Se um dos catetos do triângulo mede 7 metros, qual é a área frontal desta casa? 14) Um fazendeiro possuía um terreno no formato de um triângulo equilátero com lado medindo 6 Km e comprou do vizinho mais uma área triangular isósceles cuja base mede 4 Km, de acordo com a figura, em anexo. Qual era a área que o fazendeiro possuía e qual é a nova área? Respostas: 1) a) Retângulo: 2x3 = 6 Retângulo: 2x6 = 12 Retângulo: 10x3 = 30 A soma de todos eles: 6 + 12 + 30 = 48cm² b) Área do triângulo: (3x3)/2 = 4,5 Retângulo: 4(3+3) = 24 Retângulo: 2x5 = 10 A soma de todas figuras: 4,5 + 24 + 10 = 38,5cm² c) Área do trapézio: (15 + 10)6/2 25x6/2 = 150/2 = 75 Área do retângulo: 8x2 = 16 75 + 16 = 91cm² d) (20x15)/2 = 300/2 = 150cm² e) Figura: 4 cm Se observarmos bem, vemos que a parte de baixo da figura roxa se encaixa na parte branca de cima da figura. Logo, temos um retângulo 4x2 = 8 4 + 8 = 12cm² Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia. pág. 10- 13
  • 11. 2) Perímetro: 6x3 = 18cm Área: 3) 4) Vamos descobrir o lado do quadrado: x*x = 36 x= x=6 Então seu perímetro é 6*4 = 24cm. 5) a) Área: 25*12 = 300m² Perímetro: 25+25+12+12 = 74m b) Área: 14*10 = 140m² Perímetro: 14+14+10+10 = 48m 6) Alternativa B 7) Alternativa A 8) 5m 9) Alternativa C 10) Alternativa D 11) a = S ⋅ D − S 12) d) 220 13) Área: 14) Ele possuía: A nova área é: ( Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia. pág. 11- 13
  • 12. Conclusão A partir deste trabalho nós viemos a dar preenchimento ao antigo conceito que já nos pertencia diante de nossa carga escolar e nossas próprias vidas sobre geometria e, portanto também as áreas de figuras planas, sendo assim, o mesmo contribuíram muito para que aprimorássemos nosso conhecimento geométrico, permitindo para que possuímos nova ciência da importância, da pratica e da utilização de tais conceitos. Sendo o homem evoluindo, suas necessidades o seguem, adaptando-se a seus novos cenários, quando se era necessário saber o espaço contido em determinada plantação, pensadores viram figuras nas mesmas e descobriram os quadrados, retângulos, e estes conceitos, essas porque não doutrinas, delimitam nossos atuais dias, sendo as mesmas, bases para muitas variadas equações que, por exemplo, nos deixam conhecer, ou ilustrar, qualquer parte desse planeta e logo todo o espaço. De findo, não é necessário analisar grandes feitos para encontrar tais menções, o próprio caminhar nos prende as mesmas dando importância e então, sendo imperiosa nossa atenção e, combater a erradia idéia de decorar fórmulas, mas sim entender o porquê e, os métodos de analise surgirão como naturais. Figuras planas suas propriedades e áreas, sim, termos bastante cogentes. Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia. pág. 12- 13
  • 13. Bibliografia: Sites: http://www.linhadetransmissao.com.br/tecnica/areas1.htm (Acessado em 22/04/2010 às 16h04min) http://www.vestibular1.com.br (Acessado em 22/04/2010 às 16h22min) http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/area-de-figuras-planas/area-de- figuras-planas.php (Acessado em 23/04/2010 às 12h52min) http://www.mundoeducacao.com.br/matematica/areas-figuras-planas.htm (Acessado em 23/04/2010 às 13h23min) http://www.curso- objetivo.br/vestibular/roteiro_estudos/areas_figuras_planas.aspx (Acessado em 23/04/2010 as 15h45min) http://www.infoescola.com/matematica/calculando-areas-de-figuras-planas/ (Acessado em 23/04/2010 as 15h59min) http://www.interaula.com/matweb/gplana/209/exe209a.htm (Acessado em 23/04/2010 as 18h03min) http://pessoal.sercomtel.com.br/matematica/geometria/geom-areas/geom- areas-poli-a.htm (Acessado em 23/04/2010 às 15h43min) http://www.supletivounicanto.com.br/docs/cd/Matem%E1tica/2%B0%20ano/05 -area%20das%20figuras%20planas.pdf (Acessado em 23/04/2010 ás 15h57min) http://www.somatematica.com.br/soexercicios/geoplana.php (Acessado em 23/04/2010 às 15h32min) http://www.colegioinovacao.com.br/cms/documentos/denise_matematica_8a_ serie_areas_de_figuras_geometricas_planas.pdf (Acessado em 23/04/2010 às 16h11min) Livro: Apostilas Gabarito – Apostilas para os Vestibulinhos das Escolas Técnicas. Editora Gráfica: Léo Galvão. Editoração Gráfica, Capa e CD: Steferson Siqueira. Projeto e Organização: Celso Pessanha Júnior e Aélida Francelino Siqueira. Página: 111. Geometrias, Figuras Planas – Disciplina de Matemática, Professora Márcia. pág. 13- 13