SlideShare uma empresa Scribd logo
Iluminismo e liberalismo
Iluminismo e liberalismo
 Auge do Estado absolutista: séculos XVII e XVIII;
 Teorias de Maquiavel e Bossuet justificavam o Estado
no Antigo Regime;
 Dinamismo capitalista exigia outro modelo,
condizente com o progresso econômico, científico e
cultural em andamento;
 Surgiram novos valores, que seriam as bases da:
 Revolução Industrial
 Independência dos EUA
 Revolução Francesa
 Iluminismo: movimento que criou as ideias que
derrubaram o Antigo Regime.www.elton.pro.br
Bases teóricas da filosofia iluminista
 Séc. XVIII: época das maiores mudanças na
Europa, em termos ideológicos e culturais;
 Crença no uso da RAZÃO para chegar à
VERDADE  base para o entendimento da
natureza e da sociedade;
 “Iluminar o pensamento humano com a razão”:
 Filósofos iluminados / iluministas
 Séculos das Luzes (século XVIII)
 Iluminismo
www.elton.pro.br
Bases teóricas da filosofia iluminista
 Doutrina política burguesa:
 Laicização do Estado (separação Igreja/Estado)
 Laicização do ensino (orientá-lo para a ciência)
 Combate à escravidão:
 Liberdade vista como direito natural
 Burguesia queria que todos pudessem comprar e
produzir
www.elton.pro.br
Bases teóricas da filosofia iluminista
 Igualdade jurídica: combate às ordens sociais
do Antigo Regime;
 Princípios do Iluminismo:
 Autonomia – liberdade de pensamento, sem
controle (Igreja/Estado).
 Individualidade – todos são únicos, não apenas
partes do coletivo.
 Universalidade – condenação às discriminações;
valorização por mérito, não por condição de
nascimento.
www.elton.pro.br
Teóricos do Iluminismo
 Filósofos: política, sociedade, religião;
 Economistas: crítica ao mercantilismo; proposição
de um modelo com base na liberdade individual.
www.elton.pro.br
Precursores do Iluminismo
www.elton.pro.br
Francis Bacon (1561-1626)
 Filósofo inglês;
 Método experimental
 conhecimento;
 “Conhecer a natureza
para manipulá-la em
prol do homem”.
www.elton.pro.br
René Descartes (1596-1650)
 Filósofo e matemático
francês;
 Razão como único
caminho para o
conhecimento;
 Frase: “Penso, logo
existo”;
 Raciocínio lógico-
científico para comprovar
a existência de Deus.
www.elton.pro.br
John Locke (1632-1704)
 Filósofo inglês;
 “Pai do Iluminismo” e do “liberalismo
político”;
 Mente humana  “tábula rasa”
(todo conhecimento vem da
experiência);
 Participação na Revolução Gloriosa
(1688) na Inglaterra;
 Contra a concentração de poderes
pelos reis;
 Legislativo deveria representar o
poder do Estado.
www.elton.pro.br
Isaac Newton (1642-1727)
 Princípio da gravidade
universal;
 Universo regido por leis
físicas invariáveis e não por
interferências divinas.
www.elton.pro.br
Montesquieu (1689-1775)
 Jurista francês de origem
aristocrática;
 Limitação do poder dos reis;
 Divisão dos poderes do
Estado: executivo, legislativo
e judiciário.
www.elton.pro.br
Voltaire (1694-1778)
 Filósofo francês;
 Nome verdadeiro: François Marie Arouet;
 Defensor da liberdade de expressão;
 Preso por criticar a Igreja Católica;
 Exilou-se na Inglaterra;
 Era contra manifestações populares em prol de
mudanças políticas;
 Transformações deveriam vir de um monarca
ilustrado (déspota esclarecido).
www.elton.pro.br
www.elton.pro.br
Denis Diderot (1713-1784) e
Jean D’Alembert (1717-1783)
 Diderot dirigiu a Encyclopédie (1751-1772);
 D’Alembert (matemático) foi seu colaborador;
 Ideia de juntar todo o conhecimento da época em
33 volumes;
 Mais de 130 colaboradores;
 Proibida pelo governo francês e Igreja Católica
(Index).
www.elton.pro.br
Diderot
D’Alembert
www.elton.pro.br
www.elton.pro.br
"Sistema figurativo do
conhecimento humano", a
estrutura pela qual a
Encyclopédie estava
organizada.
Eram três grandes ramos:
memória, razão e
imaginação.
www.elton.pro.br
Jean-Jacques Rousseau (1712-1778)
 Filósofo suíço/francês;
 “Pai da democracia moderna”;
 O homem é naturalmente bom; é a sociedade que o
corrompe;
 Desavenças e desigualdades se iniciaram com a
propriedade privada;
 Nenhum homem tem autoridade sobre seu
semelhante; só os contratos/pactos legitimam a
autoridade.
www.elton.pro.br
Rousseauwww.elton.pro.br
Fisiocratas
 Defendiam o fim do mercantilismo e do controle do Estado
sobre a economia;
 Propunham que a economia funcionasse por si
mesma, segundo suas próprias leis;
 A terra é a fonte de toda a riqueza;
 Indústria e comércio apenas transformam ou fazem
circular a riqueza natural;
 “Laissez faire, laissez passer, le monde va de lui
même” (Deixai fazer, deixai passar, que o
mundo anda por si mesmo”);
 Expoentes: Quesnay, Turgot, Gournay.
www.elton.pro.br
Adam Smith (1723-1790)
 Escocês;
 Cria a economia moderna,
como ciência;
 Elaboração de leis; análise
econômica;
 Condenava o mercantilismo;
 Considerava o trabalho, e
não a terra, como fonte de
riqueza;
www.elton.pro.br
Adam Smith (1723-1790)
 Concorrência, divisão do trabalho
(especialização) e livre comércio: com isso seriam
alcançadas a harmonia e a justiça social;
 Liberalismo econômico;
 Obra A riqueza das nações;
 Leis naturais: livre concorrência, livre câmbio, lei
da oferta e da procura;
 Neoliberalismo: versão moderna (Estado mínimo).
www.elton.pro.br
Despotismo esclarecido
 Política de reformas visando à modernização;
 Segunda metade do XVIII;
 Quem?
 Soberanos absolutistas ou seus ministros;
 Objetivo: racionalizar a administração, os
impostos e incentivar a educação;
www.elton.pro.br
Despotismo esclarecido
 Contradição:
 O Estado absolutista tentava se compatibilizar
com o Iluminismo
 O Iluminismo, em essência, era antiabsolutista
 Expoentes:
 Marquês de Pombal (Portugal)
 Frederico II (Prússia)
 José II (Áustria)
 Catarina II (Rússia)
www.elton.pro.br
Amigo de Voltaire, de Diderot e
de D'Alembert, Frederico II,
imbuído do Século das Luzes,
procurou modernizar a Prússia.
Decretou a abolição da
servidão, mas não conseguiu
forçar a nobreza a aceitá-la.
Deu certa liberdade à imprensa,
proclamou a liberdade religiosa
e procurou fazer reformas
administrativas e judiciárias.
www.elton.pro.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
Marilia Pimentel
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquica
Portal do Vestibulando
 
Liberalismo
LiberalismoLiberalismo
Liberalismo
Tamires Santos
 
A revolução haitiana
A revolução haitiana A revolução haitiana
A revolução haitiana
DeaaSouza
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
Janayna Lira
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
Daniel Alves Bronstrup
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
Portal do Vestibulando
 
O brasil na primeira republica
O brasil na primeira republicaO brasil na primeira republica
O brasil na primeira republica
Simone P Baldissera
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo, O Século das Luzes
O Iluminismo, O Século das LuzesO Iluminismo, O Século das Luzes
O Iluminismo, O Século das Luzes
Samara Coimbra
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
Douglas Barraqui
 
Brasil Período Joanino
Brasil Período JoaninoBrasil Período Joanino
Brasil Período Joanino
dmflores21
 
Regimes totalitarios
Regimes totalitariosRegimes totalitarios
Regimes totalitarios
Creusa Lima
 
Slide educação da ditadura militar
Slide educação da ditadura militarSlide educação da ditadura militar
Slide educação da ditadura militar
estudosacademicospedag
 
O Estado Moderno
O Estado ModernoO Estado Moderno
O Estado Moderno
Aulas de História
 
3º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 19173º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 1917
Daniel Alves Bronstrup
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
Elaine Bogo Pavani
 
Historia Iluminismo 8ano
Historia Iluminismo 8anoHistoria Iluminismo 8ano
Historia Iluminismo 8ano
Leonardo Caputo
 
A contrarreforma
A contrarreformaA contrarreforma
A contrarreforma
Fatima Freitas
 

Mais procurados (20)

Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquica
 
Liberalismo
LiberalismoLiberalismo
Liberalismo
 
A revolução haitiana
A revolução haitiana A revolução haitiana
A revolução haitiana
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Etnocentrismo
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
 
O brasil na primeira republica
O brasil na primeira republicaO brasil na primeira republica
O brasil na primeira republica
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
O Iluminismo, O Século das Luzes
O Iluminismo, O Século das LuzesO Iluminismo, O Século das Luzes
O Iluminismo, O Século das Luzes
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
 
Brasil Período Joanino
Brasil Período JoaninoBrasil Período Joanino
Brasil Período Joanino
 
Regimes totalitarios
Regimes totalitariosRegimes totalitarios
Regimes totalitarios
 
Slide educação da ditadura militar
Slide educação da ditadura militarSlide educação da ditadura militar
Slide educação da ditadura militar
 
O Estado Moderno
O Estado ModernoO Estado Moderno
O Estado Moderno
 
3º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 19173º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 1917
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 
Historia Iluminismo 8ano
Historia Iluminismo 8anoHistoria Iluminismo 8ano
Historia Iluminismo 8ano
 
A contrarreforma
A contrarreformaA contrarreforma
A contrarreforma
 

Destaque

Liberalismo e iluminismo
Liberalismo e iluminismoLiberalismo e iluminismo
Liberalismo e iluminismo
Marcos Goulart
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
Rui Neto
 
Revolução inglesa
Revolução inglesaRevolução inglesa
Revolução inglesa
Ewerton Anacleto de Souza
 
Revolucao francesa (1)
Revolucao francesa (1)Revolucao francesa (1)
Revolucao francesa (1)
Érica Alegre
 
Aula liberalismo
Aula liberalismoAula liberalismo
Aula liberalismo
Over Lane
 
Iluminismo power point
Iluminismo power pointIluminismo power point
Iluminismo power point
Odairdesouza
 
Racionalismo, empirismo e iluminismo roberta elisa vicari 22 mp
Racionalismo, empirismo e iluminismo roberta elisa vicari 22 mpRacionalismo, empirismo e iluminismo roberta elisa vicari 22 mp
Racionalismo, empirismo e iluminismo roberta elisa vicari 22 mp
alemisturini
 
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
deividyalves
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Admin pública
Admin públicaAdmin pública
Admin pública
José Carlos Oliveira
 
www.CentroApoio.com - História - Independência dos EUA
www.CentroApoio.com - História - Independência dos EUAwww.CentroApoio.com - História - Independência dos EUA
www.CentroApoio.com - História - Independência dos EUA
Vídeo Aulas Apoio
 
4 inf m_2015_ua
4 inf m_2015_ua4 inf m_2015_ua
4 inf m_2015_ua
bookin777
 
O pensamento da Hayek - Escola Austríaca
O pensamento da Hayek - Escola AustríacaO pensamento da Hayek - Escola Austríaca
O pensamento da Hayek - Escola Austríaca
Carlos Nepomuceno (Nepô)
 
Questões sobre a rev francesa
Questões sobre a rev francesaQuestões sobre a rev francesa
Questões sobre a rev francesa
Funvic - Fundação de Ensino de Mococa
 
www.CentroApoio.com - História - Revoltas Coloniais - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - História - Revoltas Coloniais - Vídeo Aulawww.CentroApoio.com - História - Revoltas Coloniais - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - História - Revoltas Coloniais - Vídeo Aula
Vídeo Aulas Apoio
 
Agaroz Jel Elektroforezi & İki Boyutlu Jel Elektroforez
Agaroz Jel Elektroforezi & İki Boyutlu Jel ElektroforezAgaroz Jel Elektroforezi & İki Boyutlu Jel Elektroforez
Agaroz Jel Elektroforezi & İki Boyutlu Jel Elektroforez
06AYDIN
 
Política 3
Política 3Política 3
Política 3
Jorge Barbosa
 
Biomas Brasileiros
Biomas BrasileirosBiomas Brasileiros
Biomas Brasileiros
Escola Adventista de Amaralina
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
2⪠guerra mundial
2⪠guerra mundial2⪠guerra mundial
2⪠guerra mundial
Escola Adventista de Amaralina
 

Destaque (20)

Liberalismo e iluminismo
Liberalismo e iluminismoLiberalismo e iluminismo
Liberalismo e iluminismo
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
Revolução inglesa
Revolução inglesaRevolução inglesa
Revolução inglesa
 
Revolucao francesa (1)
Revolucao francesa (1)Revolucao francesa (1)
Revolucao francesa (1)
 
Aula liberalismo
Aula liberalismoAula liberalismo
Aula liberalismo
 
Iluminismo power point
Iluminismo power pointIluminismo power point
Iluminismo power point
 
Racionalismo, empirismo e iluminismo roberta elisa vicari 22 mp
Racionalismo, empirismo e iluminismo roberta elisa vicari 22 mpRacionalismo, empirismo e iluminismo roberta elisa vicari 22 mp
Racionalismo, empirismo e iluminismo roberta elisa vicari 22 mp
 
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Admin pública
Admin públicaAdmin pública
Admin pública
 
www.CentroApoio.com - História - Independência dos EUA
www.CentroApoio.com - História - Independência dos EUAwww.CentroApoio.com - História - Independência dos EUA
www.CentroApoio.com - História - Independência dos EUA
 
4 inf m_2015_ua
4 inf m_2015_ua4 inf m_2015_ua
4 inf m_2015_ua
 
O pensamento da Hayek - Escola Austríaca
O pensamento da Hayek - Escola AustríacaO pensamento da Hayek - Escola Austríaca
O pensamento da Hayek - Escola Austríaca
 
Questões sobre a rev francesa
Questões sobre a rev francesaQuestões sobre a rev francesa
Questões sobre a rev francesa
 
www.CentroApoio.com - História - Revoltas Coloniais - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - História - Revoltas Coloniais - Vídeo Aulawww.CentroApoio.com - História - Revoltas Coloniais - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - História - Revoltas Coloniais - Vídeo Aula
 
Agaroz Jel Elektroforezi & İki Boyutlu Jel Elektroforez
Agaroz Jel Elektroforezi & İki Boyutlu Jel ElektroforezAgaroz Jel Elektroforezi & İki Boyutlu Jel Elektroforez
Agaroz Jel Elektroforezi & İki Boyutlu Jel Elektroforez
 
Política 3
Política 3Política 3
Política 3
 
Biomas Brasileiros
Biomas BrasileirosBiomas Brasileiros
Biomas Brasileiros
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
2⪠guerra mundial
2⪠guerra mundial2⪠guerra mundial
2⪠guerra mundial
 

Semelhante a Iluminismo e liberalismo

Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Professor Marcelo
 
Resumo iluminismo
Resumo iluminismoResumo iluminismo
Resumo iluminismo
barbara martins
 
Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecidoIluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido
Mozão Fraga
 
Iluminismo 2021
Iluminismo 2021Iluminismo 2021
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Janayna Lira
 
O iiLUMINISMO
O iiLUMINISMOO iiLUMINISMO
ILUMINISMO
ILUMINISMOILUMINISMO
ILUMINISMO
Nívia Sales
 
iluminismo, seus pensadores e influências
iluminismo, seus pensadores e influênciasiluminismo, seus pensadores e influências
iluminismo, seus pensadores e influências
KleginaldoPaz2
 
Absolutismo e Iluminismo
Absolutismo e Iluminismo   Absolutismo e Iluminismo
Absolutismo e Iluminismo
pdcebs
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Catedral Curso
 
ILUMINISMO
ILUMINISMOILUMINISMO
Iluminismo01
Iluminismo01Iluminismo01
Iluminismo01
dmflores21
 
2 ilum, indep amer, rev franc, imp nap cópia
2 ilum, indep amer, rev franc, imp nap   cópia2 ilum, indep amer, rev franc, imp nap   cópia
2 ilum, indep amer, rev franc, imp nap cópia
Péricles Penuel
 
Capitulo 10
Capitulo 10Capitulo 10
Capitulo 10
Lídia Barreto
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Valeria Kosicki
 
Antigo Regime
Antigo RegimeAntigo Regime
Antigo Regime
Laerciolns12
 
Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido  Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido
Fatima Freitas
 
Iluminismo, Revolução Francesa e Período Napoleônico
Iluminismo, Revolução Francesa e Período NapoleônicoIluminismo, Revolução Francesa e Período Napoleônico
Iluminismo, Revolução Francesa e Período Napoleônico
Paulo Alexandre
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
maida marciano
 
Iluminismo!
Iluminismo!Iluminismo!
Iluminismo!
Francisco Barão
 

Semelhante a Iluminismo e liberalismo (20)

Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Resumo iluminismo
Resumo iluminismoResumo iluminismo
Resumo iluminismo
 
Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecidoIluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido
 
Iluminismo 2021
Iluminismo 2021Iluminismo 2021
Iluminismo 2021
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
O iiLUMINISMO
O iiLUMINISMOO iiLUMINISMO
O iiLUMINISMO
 
ILUMINISMO
ILUMINISMOILUMINISMO
ILUMINISMO
 
iluminismo, seus pensadores e influências
iluminismo, seus pensadores e influênciasiluminismo, seus pensadores e influências
iluminismo, seus pensadores e influências
 
Absolutismo e Iluminismo
Absolutismo e Iluminismo   Absolutismo e Iluminismo
Absolutismo e Iluminismo
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
ILUMINISMO
ILUMINISMOILUMINISMO
ILUMINISMO
 
Iluminismo01
Iluminismo01Iluminismo01
Iluminismo01
 
2 ilum, indep amer, rev franc, imp nap cópia
2 ilum, indep amer, rev franc, imp nap   cópia2 ilum, indep amer, rev franc, imp nap   cópia
2 ilum, indep amer, rev franc, imp nap cópia
 
Capitulo 10
Capitulo 10Capitulo 10
Capitulo 10
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Antigo Regime
Antigo RegimeAntigo Regime
Antigo Regime
 
Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido  Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido
 
Iluminismo, Revolução Francesa e Período Napoleônico
Iluminismo, Revolução Francesa e Período NapoleônicoIluminismo, Revolução Francesa e Período Napoleônico
Iluminismo, Revolução Francesa e Período Napoleônico
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Iluminismo!
Iluminismo!Iluminismo!
Iluminismo!
 

Mais de Elton Zanoni

Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
Depoimento de Anselmo Duarte (1991)
Depoimento de Anselmo Duarte (1991)Depoimento de Anselmo Duarte (1991)
Depoimento de Anselmo Duarte (1991)
Elton Zanoni
 
Painel - Italianos em Salto
Painel - Italianos em SaltoPainel - Italianos em Salto
Painel - Italianos em Salto
Elton Zanoni
 
Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)
Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)
Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)
Elton Zanoni
 
Memória em postais - Salto/SP
Memória em postais - Salto/SPMemória em postais - Salto/SP
Memória em postais - Salto/SP
Elton Zanoni
 
Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)
Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)
Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)
Elton Zanoni
 
Salto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de Tavares
Salto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de TavaresSalto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de Tavares
Salto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de Tavares
Elton Zanoni
 
O fim do Antigo Regime
O fim do Antigo RegimeO fim do Antigo Regime
O fim do Antigo Regime
Elton Zanoni
 
O Segundo Reinado
O Segundo ReinadoO Segundo Reinado
O Segundo Reinado
Elton Zanoni
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
Elton Zanoni
 
O século XVIII
O século XVIIIO século XVIII
O século XVIII
Elton Zanoni
 
Aspectos políticos da colonização
Aspectos políticos da colonizaçãoAspectos políticos da colonização
Aspectos políticos da colonização
Elton Zanoni
 
Mecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVII
Mecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVIIMecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVII
Mecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVII
Elton Zanoni
 
A Antiguidade Oriental
A Antiguidade OrientalA Antiguidade Oriental
A Antiguidade Oriental
Elton Zanoni
 
Introdução ao estudo da História
Introdução ao estudo da HistóriaIntrodução ao estudo da História
Introdução ao estudo da História
Elton Zanoni
 
As origens da presença europeia no Brasil
As origens da presença europeia no BrasilAs origens da presença europeia no Brasil
As origens da presença europeia no Brasil
Elton Zanoni
 
Revolução Francesa e Império Napoleônico
Revolução Francesa e Império NapoleônicoRevolução Francesa e Império Napoleônico
Revolução Francesa e Império Napoleônico
Elton Zanoni
 
República dos Militares (1964-1985)
República dos Militares (1964-1985)República dos Militares (1964-1985)
República dos Militares (1964-1985)
Elton Zanoni
 
Apostila - História no Vestibular da UDESC
Apostila - História no Vestibular da UDESCApostila - História no Vestibular da UDESC
Apostila - História no Vestibular da UDESC
Elton Zanoni
 
Questões de História de Santa Catarina
Questões de História de Santa CatarinaQuestões de História de Santa Catarina
Questões de História de Santa Catarina
Elton Zanoni
 

Mais de Elton Zanoni (20)

Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
Depoimento de Anselmo Duarte (1991)
Depoimento de Anselmo Duarte (1991)Depoimento de Anselmo Duarte (1991)
Depoimento de Anselmo Duarte (1991)
 
Painel - Italianos em Salto
Painel - Italianos em SaltoPainel - Italianos em Salto
Painel - Italianos em Salto
 
Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)
Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)
Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)
 
Memória em postais - Salto/SP
Memória em postais - Salto/SPMemória em postais - Salto/SP
Memória em postais - Salto/SP
 
Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)
Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)
Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)
 
Salto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de Tavares
Salto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de TavaresSalto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de Tavares
Salto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de Tavares
 
O fim do Antigo Regime
O fim do Antigo RegimeO fim do Antigo Regime
O fim do Antigo Regime
 
O Segundo Reinado
O Segundo ReinadoO Segundo Reinado
O Segundo Reinado
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
 
O século XVIII
O século XVIIIO século XVIII
O século XVIII
 
Aspectos políticos da colonização
Aspectos políticos da colonizaçãoAspectos políticos da colonização
Aspectos políticos da colonização
 
Mecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVII
Mecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVIIMecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVII
Mecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVII
 
A Antiguidade Oriental
A Antiguidade OrientalA Antiguidade Oriental
A Antiguidade Oriental
 
Introdução ao estudo da História
Introdução ao estudo da HistóriaIntrodução ao estudo da História
Introdução ao estudo da História
 
As origens da presença europeia no Brasil
As origens da presença europeia no BrasilAs origens da presença europeia no Brasil
As origens da presença europeia no Brasil
 
Revolução Francesa e Império Napoleônico
Revolução Francesa e Império NapoleônicoRevolução Francesa e Império Napoleônico
Revolução Francesa e Império Napoleônico
 
República dos Militares (1964-1985)
República dos Militares (1964-1985)República dos Militares (1964-1985)
República dos Militares (1964-1985)
 
Apostila - História no Vestibular da UDESC
Apostila - História no Vestibular da UDESCApostila - História no Vestibular da UDESC
Apostila - História no Vestibular da UDESC
 
Questões de História de Santa Catarina
Questões de História de Santa CatarinaQuestões de História de Santa Catarina
Questões de História de Santa Catarina
 

Último

Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
marcos oliveira
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 

Iluminismo e liberalismo

  • 2. Iluminismo e liberalismo  Auge do Estado absolutista: séculos XVII e XVIII;  Teorias de Maquiavel e Bossuet justificavam o Estado no Antigo Regime;  Dinamismo capitalista exigia outro modelo, condizente com o progresso econômico, científico e cultural em andamento;  Surgiram novos valores, que seriam as bases da:  Revolução Industrial  Independência dos EUA  Revolução Francesa  Iluminismo: movimento que criou as ideias que derrubaram o Antigo Regime.www.elton.pro.br
  • 3. Bases teóricas da filosofia iluminista  Séc. XVIII: época das maiores mudanças na Europa, em termos ideológicos e culturais;  Crença no uso da RAZÃO para chegar à VERDADE  base para o entendimento da natureza e da sociedade;  “Iluminar o pensamento humano com a razão”:  Filósofos iluminados / iluministas  Séculos das Luzes (século XVIII)  Iluminismo www.elton.pro.br
  • 4. Bases teóricas da filosofia iluminista  Doutrina política burguesa:  Laicização do Estado (separação Igreja/Estado)  Laicização do ensino (orientá-lo para a ciência)  Combate à escravidão:  Liberdade vista como direito natural  Burguesia queria que todos pudessem comprar e produzir www.elton.pro.br
  • 5. Bases teóricas da filosofia iluminista  Igualdade jurídica: combate às ordens sociais do Antigo Regime;  Princípios do Iluminismo:  Autonomia – liberdade de pensamento, sem controle (Igreja/Estado).  Individualidade – todos são únicos, não apenas partes do coletivo.  Universalidade – condenação às discriminações; valorização por mérito, não por condição de nascimento. www.elton.pro.br
  • 6. Teóricos do Iluminismo  Filósofos: política, sociedade, religião;  Economistas: crítica ao mercantilismo; proposição de um modelo com base na liberdade individual. www.elton.pro.br
  • 8. Francis Bacon (1561-1626)  Filósofo inglês;  Método experimental  conhecimento;  “Conhecer a natureza para manipulá-la em prol do homem”. www.elton.pro.br
  • 9. René Descartes (1596-1650)  Filósofo e matemático francês;  Razão como único caminho para o conhecimento;  Frase: “Penso, logo existo”;  Raciocínio lógico- científico para comprovar a existência de Deus. www.elton.pro.br
  • 10. John Locke (1632-1704)  Filósofo inglês;  “Pai do Iluminismo” e do “liberalismo político”;  Mente humana  “tábula rasa” (todo conhecimento vem da experiência);  Participação na Revolução Gloriosa (1688) na Inglaterra;  Contra a concentração de poderes pelos reis;  Legislativo deveria representar o poder do Estado. www.elton.pro.br
  • 11. Isaac Newton (1642-1727)  Princípio da gravidade universal;  Universo regido por leis físicas invariáveis e não por interferências divinas. www.elton.pro.br
  • 12. Montesquieu (1689-1775)  Jurista francês de origem aristocrática;  Limitação do poder dos reis;  Divisão dos poderes do Estado: executivo, legislativo e judiciário. www.elton.pro.br
  • 13. Voltaire (1694-1778)  Filósofo francês;  Nome verdadeiro: François Marie Arouet;  Defensor da liberdade de expressão;  Preso por criticar a Igreja Católica;  Exilou-se na Inglaterra;  Era contra manifestações populares em prol de mudanças políticas;  Transformações deveriam vir de um monarca ilustrado (déspota esclarecido). www.elton.pro.br
  • 15. Denis Diderot (1713-1784) e Jean D’Alembert (1717-1783)  Diderot dirigiu a Encyclopédie (1751-1772);  D’Alembert (matemático) foi seu colaborador;  Ideia de juntar todo o conhecimento da época em 33 volumes;  Mais de 130 colaboradores;  Proibida pelo governo francês e Igreja Católica (Index). www.elton.pro.br
  • 18. "Sistema figurativo do conhecimento humano", a estrutura pela qual a Encyclopédie estava organizada. Eram três grandes ramos: memória, razão e imaginação. www.elton.pro.br
  • 19. Jean-Jacques Rousseau (1712-1778)  Filósofo suíço/francês;  “Pai da democracia moderna”;  O homem é naturalmente bom; é a sociedade que o corrompe;  Desavenças e desigualdades se iniciaram com a propriedade privada;  Nenhum homem tem autoridade sobre seu semelhante; só os contratos/pactos legitimam a autoridade. www.elton.pro.br
  • 21. Fisiocratas  Defendiam o fim do mercantilismo e do controle do Estado sobre a economia;  Propunham que a economia funcionasse por si mesma, segundo suas próprias leis;  A terra é a fonte de toda a riqueza;  Indústria e comércio apenas transformam ou fazem circular a riqueza natural;  “Laissez faire, laissez passer, le monde va de lui même” (Deixai fazer, deixai passar, que o mundo anda por si mesmo”);  Expoentes: Quesnay, Turgot, Gournay. www.elton.pro.br
  • 22. Adam Smith (1723-1790)  Escocês;  Cria a economia moderna, como ciência;  Elaboração de leis; análise econômica;  Condenava o mercantilismo;  Considerava o trabalho, e não a terra, como fonte de riqueza; www.elton.pro.br
  • 23. Adam Smith (1723-1790)  Concorrência, divisão do trabalho (especialização) e livre comércio: com isso seriam alcançadas a harmonia e a justiça social;  Liberalismo econômico;  Obra A riqueza das nações;  Leis naturais: livre concorrência, livre câmbio, lei da oferta e da procura;  Neoliberalismo: versão moderna (Estado mínimo). www.elton.pro.br
  • 24. Despotismo esclarecido  Política de reformas visando à modernização;  Segunda metade do XVIII;  Quem?  Soberanos absolutistas ou seus ministros;  Objetivo: racionalizar a administração, os impostos e incentivar a educação; www.elton.pro.br
  • 25. Despotismo esclarecido  Contradição:  O Estado absolutista tentava se compatibilizar com o Iluminismo  O Iluminismo, em essência, era antiabsolutista  Expoentes:  Marquês de Pombal (Portugal)  Frederico II (Prússia)  José II (Áustria)  Catarina II (Rússia) www.elton.pro.br
  • 26. Amigo de Voltaire, de Diderot e de D'Alembert, Frederico II, imbuído do Século das Luzes, procurou modernizar a Prússia. Decretou a abolição da servidão, mas não conseguiu forçar a nobreza a aceitá-la. Deu certa liberdade à imprensa, proclamou a liberdade religiosa e procurou fazer reformas administrativas e judiciárias. www.elton.pro.br