SlideShare uma empresa Scribd logo
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE
SANTA CATARINA
Vista do Desterro, 1847. Museu Victor Meirelles.
Prof. Elton Zanoni
www.elton.pro.br
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
QUESTÃO 01 | 4. (UDESC 2015) A imagem
fotográfica abaixo foi feita durante a Guerra do
Contestado, movimento social ocorrido na fronteira do
Paraná com Santa Catarina, entre 1912-1916. Trata-se de
um registro de grupo de sertanejos que se renderam às
forças oficiais brasileiras no ano de 1914. Os rebeldes
estão sentados, enquanto representantes das forças
políticas e militares da época aparecem de pé.
Analise as proposições a partir da análise da imagem e
do conhecimento histórico sobre a Guerra do
Contestado.
I. A montagem do cenário demonstra que a imagem foi
montada e fotografada pelos representantes das forças
militares e políticas.
II. A luta pela pelo direito à terra, contra a exploração
dos políticos locais e contra a madeireira internacional
Lumber and Colonization Company, configura esse
movimento como uma experiência nacional e
internacional contra a exploração política e econômica,
projetando-a, dessa forma, além dos limites da história
regional catarinense.
III. O movimento do Contestado contou com a
participação de uma população miscigenada, incluindo
afrodescendentes, populações de origem indígena,
mulheres e imigrantes europeus, muitos deles assumindo
o comando político, militar e religioso das “comunidades
santas” ou dos “redutos”.
IV. Trata-se de um conflito de cunho messiânico sem
conotações políticas. Os fiéis desejavam apenas aguardar
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
o retorno do Exército Encantado de São Sebastião e dos
monges João e José Maria.
V. Trata-se de um conflito liderado por foragidos da
polícia e por latifundiários que tinham como interesse
principal derrubar os líderes políticos democraticamente
eleitos, para ganhar a posse das terras da região e vendê-
las para as grandes empresas de colonização.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I, II e V são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas III, IV e V são verdadeiras.
e) Todas afirmativas são verdadeiras.
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
QUESTÃO 02 | 5. (UDESC 2015) Leia os seguintes
textos:
TEXTO 1
“Os bugres adultos e jovens eram os principais alvos de
caçadas empreendidas por fazendeiros ou por bugreiros
(caboclos especializados em localizar, destruir
aldeamentos e capturar alguns sobreviventes). Só
conseguiam escapar da morte algumas mulheres jovens
que seriam transformadas em esposas e companheiras de
peões, pequenos sitiantes e tropeiros. (...) Segundo os
mais experientes bugreiros, das crianças, só as de colo
conseguiam “se salvar”, mas mesmo assim era para
serem criadas longe de suas mães.”
MACHADO, Paulo Pinheiro. Bugres, tropeiros e birivas: aspectos do povoamento do
planalto serrano. In: AREND, Silvia M. Fávero. BRANCHER, Ana. (org.) História de
Santa Catarina no século XIX. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2001.
TEXTO 2
“O que se percebe, então, é uma Desterro negra
transgressora, que existia sob o controle exercido pelos
senhores e administradores. Ela é ao mesmo tempo uma
‘cidade esconderijo’ porque o meio urbano escondia a
condição social do negro escravo, do liberto e pretos
livres, e uma ‘cidade solidária’ pois solidariedades
poderiam se estabelecer de formas diferentes e sobre os
mais várias objetivos. Dentro deste contexto, temos a
Irmandade Nossa Senhora do Rosário e de São Benedito
dos Homens Pretos, como uma espaço de expressão de
africanos e afrodescendentes escravos, livres, libertos de
Desterro.”
MORTARI, Claudia. CARDOSO, Paulino de Jesus. Territórios negros em Florianópolis no
século XX. In: BRANCHER, Ana (org.) História de Santa Catarina. Estudos
Contemporâneos. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 1999, p. 89.
Analise as proposições em relação aos textos.
I. As expressões “Desterro transgressora” e “Cidade
esconderijo” evidenciam as situações de improviso e
sobrevivência vivenciadas pelos povos afrodescendentes
na cidade de Desterro (atual Florianópolis).
II. O texto 2 fala das irmandades como “espaço de
expressão” de africanos e afrodescendentes. Neste
sentido, entende-se que naqueles lugares estes grupos
podiam celebrar suas práticas religiosas, suas
festividades e vivenciar suas sociabilidades.
III. O texto 1 relata a situação de violência empreendida
sobre os povos indígenas no planalto do Estado de Santa
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
Catarina, a única região em que ocorreram conflitos
entre colonos e povos nativos.
IV. As situações expressas, nos dois textos, são
localizadas apenas nos contextos em que foram
vivencias e não têm, portanto, relação com a atual
situação dos povos indígenas e afrodescendentes no
estado catarinense.
V. As situações apresentadas nos textos e que
evidenciam situações de violência e controle social para
povos indígenas e afrodescendentes são exceções no
espaço catarinense, onde a diversidade cultural não
ofereceu motivos para a existência de conflitos.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas II e V são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.
e) Todas as afirmativas são verdadeiras.
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
QUESTÃO 03 | 10. (UDESC 2014) Analise as
proposições referentes ao estado de Santa Catarina, e
assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa.
(__) Os principais grupos indígenas que habitavam a
região do atual estado de Santa Catarina eram os Carijós,
os Kaingáng e os Xokleng. Estes grupos estavam
distribuídos em diferentes áreas do estado e tiveram
contato com os europeus em distintos períodos
históricos.
(__) A passagem da Monarquia para a República
ocorrida no final do século XIX, no Brasil, não acarretou
maiores conflitos no estado, uma vez que os grupos
políticos que detinham o poder, no estado, não foram
destituídos de seus cargos.
(__) A segunda metade do século XIX, no Brasil, é
marcada pelo grande contingente de pessoas que
imigraram para o país, sendo que estas eram de origem
europeia e foram responsáveis pela fundação de cidades
como Joinville e Blumenau.
(__) Com a entrada do Brasil na II Guerra Mundial
ocorreram muitos problemas no país, como a
desconfiança e a prisão de pessoas que viviam em Santa
Catarina, principalmente aqueles que eram imigrantes e
descendentes de imigrantes de origem portuguesa e
espanhola, também identificados como “5ª coluna”.
Assinale a alternativa que contém a sequência correta,
de cima para baixo.
a) F – F – V – V
b) V – V – F – F
c) F – V – F – V
d) V – F – F – V
e) V – F – V – F
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
QUESTÃO 04 | 13. (UDESC 2014) Sobre a Guerra do
Contestado (1912-1916), assinale a alternativa
incorreta.
a) Iniciou-se como um fenômeno religioso de
características messiânicas, mas acabou também por
ganhar feições de lutas política e social ao integrar
diferentes grupos como posseiros e sitiantes expulsos
de suas terras, comunidades negras e caboclas, dentre
outros insatisfeitos com suas precárias condições de
vida.
b) A região, historicamente caracterizada por latifúndios
improdutivos, secas cíclicas e desemprego crônico,
passava por uma grave crise econômica e social. Esta
crise fez com que sertanejos, muitos deles ex-
escravos, passassem a seguir o monge Antonio
Conselheiro que pregava a criação de um mundo
novo, regido pelas leis de Deus, onde todos viveriam
em paz, com prosperidade justiça e teriam terras para
trabalhar.
c) Ganhou este nome em razão de os conflitos terem
ocorrido em uma área de disputa territorial entre os
Estados do Parará e Santa Catarina.
d) A construção da ferrovia na região, realizada pela
empresa concessionária Brazil Railway, contribuiu
fortemente para a instabilidade social e, assim, para os
conflitos que resultaram na Guerra do Contestado.
e) Os conflitos na região do Contestado podem ser lidos
como parte integrante de um movimento social que se
apresentou de forma bastante heterogênea.
Paralelamente ao discurso religioso da “guerra santa”
os sertanejos acabaram demonstrando por discursos e
ações que desenvolveram consciência das condições
sociais e políticas e de sua marginalização.
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
QUESTÃO 05 | 49. (UFSC 2011) Em relação à história
de Santa Catarina, é correto afirmar que:
01) durante a Revolução Federalista muitas lideranças
políticas foram executadas na Ilha de Anhatomirim.
02) durante o governo Vargas, as colônias alemãs e
italianas experimentaram expressiva consolidação em
função do apoio dado pelo Estado Novo.
04) as indústrias alimentícias e o agronegócio se
consolidaram em Santa Catarina, especialmente através
da contribuição do latifúndio.
08) na história da arte destaca-se Victor Meirelles, autor
do conhecido quadro “A Primeira Missa no Brasil”.
16) o político Nereu Ramos destacou-se no cenário
nacional, colocando-se abertamente ao lado dos
imigrantes alemães e seus descendentes.
32) considerando a sua pequena extensão territorial, a
economia extrativista da madeira e da erva-mate foi
inexpressiva para a economia catarinense.
64) a Oktoberfest de Blumenau tornou-se forte destino
turístico, especialmente após a grande enchente de 1983
no vale do Itajaí-Açu.
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
QUESTÃO 06 | 59. (UFSC 2009) "Além dos guaranis,
também viviam em Santa Catarina os kaingang.
Conhecidos como guayaná, cooroado, bugre, xokleng,
tupi e botocudo [...]. Sabe-se hoje que os açorianos
catarinenses do século XVIII, assessorados por escravos
ou parceiros livres, produziam gêneros alimentícios, não
apenas suficientes para abastecer a população local, mas
também para exportar [...]. Mais de três milhões de
imigrantes escolheriam o Brasil como nova pátria,
especialmente alemães e italianos".
MURARO, Valmir F. "História de Santa Catarina para ler e contar".
Florianópolis: Cuca Fresca, 2003. p. 17-51.
Com base nos fragmentos acima e nos seus
conhecimentos sobre a história de Santa Catarina,
assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).
01) Apesar do processo acelerado de urbanização
ocorrido em Santa Catarina durante o século XX, o
Estado ainda abriga comunidades indígenas
representadas por Guarani, Xokleng e Kaingang.
02) Na arquitetura, culinária e estilo de vida dos
catarinenses do século XXI, já não se percebem
influências das civilizações indígenas e dos
colonizadores europeus que se estabeleceram no Estado.
04) Joinville é considerada a maior cidade do Estado e
nela se destacam as atividades industriais, portuárias e
agrícolas.
08) Chapecó e São Miguel do Oeste, municípios
localizados na Região Oeste do Estado de Santa
Catarina, destacam-se no cenário nacional pelo
dinamismo de suas atividades agroindustriais.
16) Os vales dos rios Itajaí-Açu e Tijucas, habitados por
povos indígenas no passado, a partir do século XIX
receberam imigrantes italianos, alemães e poloneses
(polacos), que deram origem às cidades de Blumenau,
Nova Trento e Brusque.
32) Cruz e Sousa, Anita Garibaldi, Antônio Conselheiro,
Gustavo Kuerten e Santa Paulina são personagens
importantes de Santa Catarina.
64) No litoral de Santa Catarina, os escravos africanos
ocupavam-se de atividades mineradoras, agrícolas e
pesqueiras.
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
QUESTÃO 07 | 69. (UFSC 2008) "Os responsáveis
pela administração do reino de Portugal e de suas
colônias sabiam do excedente populacional em algumas
ilhas dos Açores. [...] Conheciam também as habilidades
dos açorianos em lidar com o campo, o oceano e a
criação de animais. Logo, foi fácil optar pela população
que viria povoar, não só o litoral de Santa Catarina, mas
boa parte do Brasil.
MURARO, V. F. "História de Santa Catarina para ler e contar".
Florianópolis: Cuca Fresca, 2003. p. 38-39.
Em relação à colonização açoriana em Santa Catarina, é
CORRETO afirmar que:
01) os primeiros imigrantes açorianos aportaram no
litoral catarinense em meados do século XVIII e
passaram logo a cultivar o trigo, porque já estavam
acostumados a fazê-lo em sua terra de origem.
02) entre as razões que levaram milhares de açorianos a
emigrar para Santa Catarina, pode-se destacar: abalos
sísmicos e erupções vulcânicas no Arquipelago dos
Açores; excedente populacional; pouca terra disponível
para a prática da agricultura.
04) os colonos açorianos que se estabeleceram em Santa
Catarina dedicaram-se às atividades da pesca e,
simultaneamente, à lavoura.
08) em Santa Catarina os açorianos se estabeleceram
primeiramente em Desterro, Laguna e na região dos
campos de Lages, onde iniciaram as atividades de
pecuária.
16) no litoral catarinense, os açorianos se adaptaram ao
plantio da mandioca. Em poucos anos a farinha de
mandioca passou a ser importante item na pauta de
exportação desta região.
32) dadas as rápidas transformações pelas quais passa a
sociedade contemporânea, especialmente em função da
influência da televisão e da internet, as manifestações da
cultura popular de origem açoriana desapareceram do
litoral catarinense.
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
QUESTÃO 08 | 71. (UFSC 2007) Leia com atenção o
texto transcrito a seguir.
"Não era brincadeira. Todo mundo andava assustado
depois do que aconteceu com o pessoal do hotel. Era
noitinha. O 32°
Batalhão de Caçadores, que foi
organizado em Valença, no Estado do Rio, no período da
ditadura do Getúlio, tinha chegado a 11 de abril.
Estávamos no ano de 1939. O terreno para a construção
do imponente quartel, que se edificaria no bairro do
Garcia, já fora escolhido. Getúlio tinha dado ordens
severas para a grande campanha de nacionalização nos
setores de maior concentração estrangeira. E Blumenau
foi um dos pontos que primeiro sofreram as exigências
do ditador. Tinham sido fechadas, imediatamente, as
escolas particulares e abriram-se escolas públicas, por
determinação municipal e estadual. A conhecida e
excelente escola, que foi a célula renovadora dos
métodos de ensino da escola nova no Brasil, a 'Neue-
Schule' transformou-se em Ginásio Estadual Pedro II.
Tudo que era sociedade de cultura e de recreação mudou
de nome, e os jornais também."
LAUS, Lausimar. "O Guarda-Roupa Alemão".
Florianópolis: Editora da UFSC, 2006, p. 88.
Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S) de acordo
com a transcrição anterior.
01) O texto se refere às consequências da implantação da
política de nacionalização em Blumenau, imposta por
Getúlio Vargas.
02) O texto evidencia uma ação concreta do Estado
Novo, cuja marca foi o autoritarismo e centralismo
político, com o fechamento do Congresso e a extinção
dos partidos políticos.
04) A "concentração estrangeira" à qual o texto faz
referência era composta por uma população de
descendentes de alemães frutos da primeira colônia
alemã, iniciada em SC por Hermann Blumenau em 1829.
08) Considerando que se tratava de uma população que
revelava dificuldades em falar a língua portuguesa, o
Estado Novo proporcionou uma nacionalização gradual,
através da implantação de uma rede de escolas públicas.
16) Em 1939, por ter uma considerável população de
origem alemã, Blumenau foi alvo da política de
nacionalização, enquanto as demais áreas de colonização
alemã e italiana do sul do Brasil não sofreram qualquer
intervenção na sua vida cotidiana.
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
32) Como em 1939 a população de origem alemã no
Brasil havia aderido maciçamente ao ideário do partido
Nacional-Socialista Alemão (Nazismo), justificava-se a
intervenção violenta do Estado Novo no cotidiano dessas
populações.
64) Desde sua fundação, a população dos núcleos de
colonização alemã e italiana no Brasil se recusou
sistematicamente a admitir escolas públicas, preferindo
as escolas privadas que ensinavam em alemão e italiano.
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
QUESTÃO 09 | 7. (IFSC 2014) O primeiro navio com
os casais chegou a Santa Catarina em começos de 1748.
O governador José da Silva Paes foi quem os recebeu.
Com data de 20 de fevereiro, escreveu uma carta ao rei,
lastimando as mortes e o estado de saúde dos que
desembarcaram. Certamente o governador ficou
impressionado com o que viu e com o que lhe contaram
sobre a viagem.
Fonte: FLORES, Maria Bernardete Ramos. Povoadores da Fronteira: os casais
açorianos rumo ao sul do Brasil. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2000. p. 50.
O texto acima aborda a questão das péssimas condições
de viagem que passavam os açorianos e madeirenses que
contribuíram no povoamento do sul do Brasil no século
XVIII. Sobre o povoamento açoriano e madeirense,
analise as seguintes proposições e assinale a soma da(s)
CORRETA(S).
01) Em função das péssimas condições de viagem, o
governador Silva Paes reduziu o povoamento açoriano à
ilha de Santa Catarina, impedindo que colonizassem
também outras cidades catarinenses.
02) Para o alistamento para a viagem foram priorizados
casais jovens.
04) Além de Santa Catarina, o Rio Grande do Sul
também recebeu imigrantes açorianos.
08) Os açorianos trouxeram para Santa Catarina a
farinha de mandioca, produto largamente utilizado no
arquipelago dos Açores.
16) O sucesso da imigração açoriana deveu-se às
promessas da Coroa Portuguesa, as quais foram
cumpridas em sua totalidade.
32) Os açorianos, ao chegarem ao Brasil no século
XVIII, entraram em conflitos com a comunidade
indígena, exterminando-a e não proporcionando nenhum
tipo de interação entre os grupos.
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
QUESTÃO 10 | 16. (ACAFE 2012) Um dos
acontecimentos importantes da história catarinense, o
Contestado, iniciou nos primeiros anos do século XX.
Acerca dos eventos que caracterizaram o Contestado é
correto afirmar, exceto:
a) Conflitos entre os latifundiários catarinenses e
empresas do Paraná e de São Paulo acerca da exploração
da madeira e da erva-mate na serra catarinense.
b) Construção do trecho catarinense da Estrada de Ferro
São Paulo – Rio Grande, pela Brazil Railway Co.
c) Disputas jurídicas entre Santa Catarina e Paraná sobre
limites territoriais entre os dois Estados.
d) Combates entre o exército brasileiro e os caboclos da
região do Contestado, estes últimos influenciados pela
liderança de “monges”.
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
QUESTÃO 11 | 81. (ENEM 2010) A serraria construía
ramais ferroviários que adentravam as grandes matas,
onde grandes locomotivas com guindastes e correntes
gigantescas de mais de 100 metros arrastavam, para as
composições de trem, as toras que jaziam abatidas por
equipes de trabalhadores que anteriormente passavam
pelo local. Quando o guindaste arrastava as grandes toras
em direção à composição de trem, os ervais nativos que
existiam em meio às matas eram destruídos por este
deslocamento.
MACHADO P. P. Lideranças do Contestado.
Campinas: Unicamp, 2004 (adaptado).
No início do século XX, uma série de empreendimentos
capitalistas chegou à região do meio-oeste de Santa
Catarina – ferrovias, serrarias e projetos de colonização.
Os impactos sociais gerados por esse processo estão na
origem da chamada Guerra do Contestado. Entre tais
impactos, encontrava-se
a) a absorção dos trabalhadores rurais como
trabalhadores da serraria, resultando em um processo
de êxodo rural.
b) o desemprego gerado pela introdução das novas
máquinas, que diminuíam a necessidade de mão de
obra.
c) a desorganização da economia tradicional, que
sustentava os posseiros e os trabalhadores rurais da
região.
d) a diminuição do poder dos grandes coronéis da região,
que passavam disputar o poder político com os novos
agentes.
e) o crescimento dos conflitos entre os operários
empregados nesses empreendimentos e os seus
proprietários, ligados ao capital internacional.
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
GABARITO:
QUESTÃO 01 | Resposta: [C]
Somente a proposição [C] está correta. A questão remete a Guerra do Contestado, 1912-1916, conflito entre os estados do Paraná e Santa
Catarina. Suas origens remontam ao isolamento e abandono em que vivia a população de um grande território localizado entre os dois
estados. As assertivas [IV] e [V] estão incorretas. O conflito teve um caráter messiânico (e neste caso se assemelha ao movimento de
Canudos) e político. Não se trata de uma guerra que visava derrubar líderes políticos eleitos democraticamente para adquirir terras na
região e depois vendê-las. O conflito não foi liderado por latifundiários e foragidos da polícia.
QUESTÃO 02 | Resposta: [D]
Somente a proposição [D] está correta. As assertivas [III], [IV] e [V] estão incorretas. A violência contra povos indígenas não ocorreu
apenas em Santa Catarina. Infelizmente, a violência contra índios e afrodescendentes não foi resolvida e ainda caracteriza a realidade do
Brasil. Em todo território brasileiro existiu e existe prática de violência contra índios e afrodescendentes.
QUESTÃO 03 | Resposta: [E]
Afirmativa [I]: os principais grupos indígenas que habitaram o território do atual Estado de Santa Catarina foram os Kaingang (ocupando
o meio-oeste e oeste), os Xokleng (ocupando a faixa central do território catarinense) e os Carijós (ocupando a faixa litorânea).
Afirmativa [III]: as cidades de Joinville e Blumenau foram fundadas por colonos alemães, sendo, portanto, redutos de tradições
europeias.
QUESTÃO 04 | Resposta: [B]
A descrição feita na alternativa [B] corresponde à Guerra de Canudos, ocorrida na Bahia, e não à Guerra do Contestado.
QUESTÃO 05 | Resposta: 01 + 08 + 64 = 73
QUESTÃO 06 | Resposta: 01 + 08 + 16 = 25
QUESTÃO 07 | Resposta: 02 + 04 + 16 = 22
QUESTÃO 08 | Resposta: 01 + 02 = 03
QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR
QUESTÃO 09 | Resposta: 02 + 04 = 06
A afirmativa [01] é incorreta porque o povoamento açoriano não ficou restrito à ilha de Santa Catarina. Outros lugares também
receberam esses imigrantes, como o Rio Grande do Sul;
A afirmativa [08] é incorreta porque a farinha de mandioca não chegou ao Brasil pelas mãos africanas, pois já era um produto de
consumo indígena;
A afirmativa [16] é incorreta porque as promessas feitas pela Coroa Portuguesa aos imigrantes não foram cumpridas em sua totalidade;
A afirmativa [32] é incorreta porque não houve conflitos entre açorianos e indígenas, havendo, sim, uma grande interação entre esses
grupos.
QUESTÃO 10 | Resposta: [A]
A Guerra do Contestado (1912-16) é considerada um movimento messiânico, dada a presença marcante de líderes religiosos, como o
monge João Maria. A Disputa envolveu a definição de fronteiras entre Santa Catarina e Paraná e, ao mesmo tempo, foi um movimento
contra a concessão de terras à empresa Brazil Railway para a construção ferroviária.
QUESTÃO 11 | Resposta: [C]
A Guerra do Contestado ocorreu no interior de Paraná e Santa Catarina e envolveu pequenos proprietários e principalmente a população
sertaneja. Do ponto de vista econômico, a situação de pobreza da grande massa camponesa levou-os a contestar a política do governo
federal de construir uma ferrovia na região, uma vez que todo o processo de derrubada da mata para a construção afetou a economia
local, conforme descreve o texto, “os ervais nativos (...) eram destruídos”. Normalmente a Guerra do Contestado é apresentada apenas do
ponto de vista ideológico, destacando-se a religiosidade da população local.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividade sobre as grandes navegaçoes
Atividade sobre as grandes navegaçoesAtividade sobre as grandes navegaçoes
Atividade sobre as grandes navegaçoes
Atividades Diversas Cláudia
 
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade culturalHistória do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
Edenilson Morais
 
Para que estudar História
Para que estudar HistóriaPara que estudar História
Para que estudar História
Liz Prates
 
Brasil Colônia Módulo I
Brasil Colônia    Módulo IBrasil Colônia    Módulo I
Brasil Colônia Módulo I
Lucio Oliveira
 
3 ano história de santa catarina -parte 01
3 ano   história de santa catarina -parte 013 ano   história de santa catarina -parte 01
3 ano história de santa catarina -parte 01
Daniel Alves Bronstrup
 
04 de julho Independência dos Estados Unidos blog
04 de julho Independência dos Estados Unidos    blog04 de julho Independência dos Estados Unidos    blog
04 de julho Independência dos Estados Unidos blog
Nathamy Fernanda Santos
 
Índios brasileiros
Índios brasileirosÍndios brasileiros
Índios brasileiros
Paulo Alexandre
 
Astecas, maias e incas
Astecas, maias e incasAstecas, maias e incas
Astecas, maias e incas
Maria Gomes
 
Independência dos Estados Unidos - Texto e atividade
Independência dos Estados Unidos  -  Texto e atividade Independência dos Estados Unidos  -  Texto e atividade
Independência dos Estados Unidos - Texto e atividade
Mary Alvarenga
 
Quilombos orig.
Quilombos  orig.Quilombos  orig.
Quilombos orig.
Felipe Weizenmann
 
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAvaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Acrópole - História & Educação
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
1 a chegada do homem na america
1 a chegada do homem na america1 a chegada do homem na america
1 a chegada do homem na america
Paulo Alexandre
 
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no BrasilCapítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Atividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdf
Atividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdfAtividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdf
Atividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdf
Wenderson Santos Couto
 
Prova de História 7º Ano - Renascimento Cultural
Prova de História 7º Ano  - Renascimento CulturalProva de História 7º Ano  - Renascimento Cultural
Prova de História 7º Ano - Renascimento Cultural
Acrópole - História & Educação
 
Avaliação História - Grécia Antiga
Avaliação História - Grécia Antiga Avaliação História - Grécia Antiga
Avaliação História - Grécia Antiga
Frederico Marques Sodré
 
Povos indigenas no Brasil.
Povos indigenas no Brasil.Povos indigenas no Brasil.
Povos indigenas no Brasil.
Jose Ribamar Santos
 
O tempo
O tempoO tempo
Atividades 6º ano
Atividades 6º anoAtividades 6º ano

Mais procurados (20)

Atividade sobre as grandes navegaçoes
Atividade sobre as grandes navegaçoesAtividade sobre as grandes navegaçoes
Atividade sobre as grandes navegaçoes
 
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade culturalHistória do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
 
Para que estudar História
Para que estudar HistóriaPara que estudar História
Para que estudar História
 
Brasil Colônia Módulo I
Brasil Colônia    Módulo IBrasil Colônia    Módulo I
Brasil Colônia Módulo I
 
3 ano história de santa catarina -parte 01
3 ano   história de santa catarina -parte 013 ano   história de santa catarina -parte 01
3 ano história de santa catarina -parte 01
 
04 de julho Independência dos Estados Unidos blog
04 de julho Independência dos Estados Unidos    blog04 de julho Independência dos Estados Unidos    blog
04 de julho Independência dos Estados Unidos blog
 
Índios brasileiros
Índios brasileirosÍndios brasileiros
Índios brasileiros
 
Astecas, maias e incas
Astecas, maias e incasAstecas, maias e incas
Astecas, maias e incas
 
Independência dos Estados Unidos - Texto e atividade
Independência dos Estados Unidos  -  Texto e atividade Independência dos Estados Unidos  -  Texto e atividade
Independência dos Estados Unidos - Texto e atividade
 
Quilombos orig.
Quilombos  orig.Quilombos  orig.
Quilombos orig.
 
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAvaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)
 
1 a chegada do homem na america
1 a chegada do homem na america1 a chegada do homem na america
1 a chegada do homem na america
 
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no BrasilCapítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
 
Atividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdf
Atividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdfAtividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdf
Atividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdf
 
Prova de História 7º Ano - Renascimento Cultural
Prova de História 7º Ano  - Renascimento CulturalProva de História 7º Ano  - Renascimento Cultural
Prova de História 7º Ano - Renascimento Cultural
 
Avaliação História - Grécia Antiga
Avaliação História - Grécia Antiga Avaliação História - Grécia Antiga
Avaliação História - Grécia Antiga
 
Povos indigenas no Brasil.
Povos indigenas no Brasil.Povos indigenas no Brasil.
Povos indigenas no Brasil.
 
O tempo
O tempoO tempo
O tempo
 
Atividades 6º ano
Atividades 6º anoAtividades 6º ano
Atividades 6º ano
 

Destaque

História e Geografia de Santa Catarina
História e Geografia de Santa Catarina História e Geografia de Santa Catarina
História e Geografia de Santa Catarina
Rose vargas
 
História de Santa Catarina
História de Santa CatarinaHistória de Santa Catarina
História de Santa Catarina
Elton Zanoni
 
Geografia de santa catarina
Geografia de santa catarinaGeografia de santa catarina
Geografia de santa catarina
lucianeg02blog1
 
História de Santa Catarina - parte 1 de 3
História de Santa Catarina - parte 1 de 3História de Santa Catarina - parte 1 de 3
História de Santa Catarina - parte 1 de 3
Elton Zanoni
 
História pré-colonial de Santa Catarina (com foco no patrimônio arqueológico ...
História pré-colonial de Santa Catarina (com foco no patrimônio arqueológico ...História pré-colonial de Santa Catarina (com foco no patrimônio arqueológico ...
História pré-colonial de Santa Catarina (com foco no patrimônio arqueológico ...
Viegas Fernandes da Costa
 
Apostila - História no Vestibular da UDESC
Apostila - História no Vestibular da UDESCApostila - História no Vestibular da UDESC
Apostila - História no Vestibular da UDESC
Elton Zanoni
 
Pré história de santa catarina: sambaquianos e carijós
Pré história de santa catarina: sambaquianos e carijósPré história de santa catarina: sambaquianos e carijós
Pré história de santa catarina: sambaquianos e carijós
Viegas Fernandes da Costa
 
Ii atividade avaliatíva de geo 4º e 5º ano pdf
Ii atividade avaliatíva de geo 4º e 5º ano pdfIi atividade avaliatíva de geo 4º e 5º ano pdf
Ii atividade avaliatíva de geo 4º e 5º ano pdf
André Moraes
 
História de Santa Catarina - parte 2 de 3
História de Santa Catarina - parte 2 de 3História de Santa Catarina - parte 2 de 3
História de Santa Catarina - parte 2 de 3
Elton Zanoni
 
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAtividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
André Moraes
 
Dia de Santa Catarina - versão digital
Dia de Santa Catarina - versão digitalDia de Santa Catarina - versão digital
Dia de Santa Catarina - versão digital
Governo de Santa Catarina
 
Portos de Santa Catarina
Portos de Santa CatarinaPortos de Santa Catarina
Portos de Santa Catarina
Governo de Santa Catarina
 
Aula polos industriais sc
Aula polos industriais scAula polos industriais sc
Aula polos industriais sc
Gabriel de Oliveira
 
Historia de santa catarina
Historia de santa catarinaHistoria de santa catarina
Historia de santa catarina
Carlos Glufke
 
Povoamento do Município de Ermo, SC
Povoamento do Município de Ermo, SCPovoamento do Município de Ermo, SC
Povoamento do Município de Ermo, SC
Brenner Cardoso
 
SC em Dados 2012
SC em Dados 2012SC em Dados 2012
SC em Dados 2012
FIESC
 
TURISMO ARQUEOLÓGICO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: A possibilidade de aprov...
 TURISMO ARQUEOLÓGICO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: A possibilidade de aprov... TURISMO ARQUEOLÓGICO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: A possibilidade de aprov...
TURISMO ARQUEOLÓGICO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: A possibilidade de aprov...
Viegas Fernandes da Costa
 
Dados do Ensino Médio de Santa Catarina
Dados do Ensino Médio de Santa CatarinaDados do Ensino Médio de Santa Catarina
Dados do Ensino Médio de Santa Catarina
patriciapastre
 
Santa catarina
Santa catarinaSanta catarina
Santa catarina
Rosely Pinto Padilha
 
População sc
População scPopulação sc
População sc
edsonluz
 

Destaque (20)

História e Geografia de Santa Catarina
História e Geografia de Santa Catarina História e Geografia de Santa Catarina
História e Geografia de Santa Catarina
 
História de Santa Catarina
História de Santa CatarinaHistória de Santa Catarina
História de Santa Catarina
 
Geografia de santa catarina
Geografia de santa catarinaGeografia de santa catarina
Geografia de santa catarina
 
História de Santa Catarina - parte 1 de 3
História de Santa Catarina - parte 1 de 3História de Santa Catarina - parte 1 de 3
História de Santa Catarina - parte 1 de 3
 
História pré-colonial de Santa Catarina (com foco no patrimônio arqueológico ...
História pré-colonial de Santa Catarina (com foco no patrimônio arqueológico ...História pré-colonial de Santa Catarina (com foco no patrimônio arqueológico ...
História pré-colonial de Santa Catarina (com foco no patrimônio arqueológico ...
 
Apostila - História no Vestibular da UDESC
Apostila - História no Vestibular da UDESCApostila - História no Vestibular da UDESC
Apostila - História no Vestibular da UDESC
 
Pré história de santa catarina: sambaquianos e carijós
Pré história de santa catarina: sambaquianos e carijósPré história de santa catarina: sambaquianos e carijós
Pré história de santa catarina: sambaquianos e carijós
 
Ii atividade avaliatíva de geo 4º e 5º ano pdf
Ii atividade avaliatíva de geo 4º e 5º ano pdfIi atividade avaliatíva de geo 4º e 5º ano pdf
Ii atividade avaliatíva de geo 4º e 5º ano pdf
 
História de Santa Catarina - parte 2 de 3
História de Santa Catarina - parte 2 de 3História de Santa Catarina - parte 2 de 3
História de Santa Catarina - parte 2 de 3
 
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAtividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
 
Dia de Santa Catarina - versão digital
Dia de Santa Catarina - versão digitalDia de Santa Catarina - versão digital
Dia de Santa Catarina - versão digital
 
Portos de Santa Catarina
Portos de Santa CatarinaPortos de Santa Catarina
Portos de Santa Catarina
 
Aula polos industriais sc
Aula polos industriais scAula polos industriais sc
Aula polos industriais sc
 
Historia de santa catarina
Historia de santa catarinaHistoria de santa catarina
Historia de santa catarina
 
Povoamento do Município de Ermo, SC
Povoamento do Município de Ermo, SCPovoamento do Município de Ermo, SC
Povoamento do Município de Ermo, SC
 
SC em Dados 2012
SC em Dados 2012SC em Dados 2012
SC em Dados 2012
 
TURISMO ARQUEOLÓGICO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: A possibilidade de aprov...
 TURISMO ARQUEOLÓGICO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: A possibilidade de aprov... TURISMO ARQUEOLÓGICO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: A possibilidade de aprov...
TURISMO ARQUEOLÓGICO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: A possibilidade de aprov...
 
Dados do Ensino Médio de Santa Catarina
Dados do Ensino Médio de Santa CatarinaDados do Ensino Médio de Santa Catarina
Dados do Ensino Médio de Santa Catarina
 
Santa catarina
Santa catarinaSanta catarina
Santa catarina
 
População sc
População scPopulação sc
População sc
 

Semelhante a Questões de História de Santa Catarina

Questoeshist3
Questoeshist3Questoeshist3
História e geografia encceja - ef - ii
História e geografia   encceja - ef - iiHistória e geografia   encceja - ef - ii
História e geografia encceja - ef - ii
Atividades Diversas Cláudia
 
UFSC 2010 objetiva
UFSC 2010 objetivaUFSC 2010 objetiva
UFSC 2010 objetiva
cursohistoria
 
Exercícios da guerra do contestado
Exercícios da guerra do contestadoExercícios da guerra do contestado
Exercícios da guerra do contestado
Gabriel Domingues
 
Questões Brasil imperio
Questões Brasil imperioQuestões Brasil imperio
Questões Brasil imperio
Rakel Galdino
 
aula-enem-2014-historia.pptx
aula-enem-2014-historia.pptxaula-enem-2014-historia.pptx
aula-enem-2014-historia.pptx
profninciateixeira
 
Ciências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdf
Ciências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdfCiências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdf
Ciências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdf
BrunoCosta364836
 
2 prova das turmas de 2 ano gabarito
2 prova das turmas de 2 ano  gabarito2 prova das turmas de 2 ano  gabarito
2 prova das turmas de 2 ano gabarito
KellyCarvalho2011
 
revolução haitiana. Apresentação em powerpoint
revolução haitiana. Apresentação em powerpointrevolução haitiana. Apresentação em powerpoint
revolução haitiana. Apresentação em powerpoint
EdmarVictorGuaraniKa
 
H brasil primeiroreinado
H brasil primeiroreinadoH brasil primeiroreinado
H brasil primeiroreinado
AndrCosta320
 
LIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptx
LIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptxLIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptx
LIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptx
RejaneConceiodeArajo
 
Revista eletrônica- Caminhos da América
Revista eletrônica- Caminhos da AméricaRevista eletrônica- Caminhos da América
Revista eletrônica- Caminhos da América
Udison Brito Oliveira
 
A igualdade que não veio
A igualdade que não veioA igualdade que não veio
A igualdade que não veio
primeiraopcao
 
Prova vestibular terceiro dia da UPE
Prova vestibular terceiro dia da UPEProva vestibular terceiro dia da UPE
Prova vestibular terceiro dia da UPE
Portal NE10
 
Prova vestibular terceiro dia
Prova vestibular terceiro diaProva vestibular terceiro dia
Prova vestibular terceiro dia
pepontocom
 
UPE - Prova vestibular terceiro dia
UPE - Prova vestibular terceiro diaUPE - Prova vestibular terceiro dia
UPE - Prova vestibular terceiro dia
Jornal do Commercio
 
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º diaCobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
Isaquel Silva
 
ENEM OTO Simulado de ciências humanas
ENEM OTO Simulado de ciências humanasENEM OTO Simulado de ciências humanas
ENEM OTO Simulado de ciências humanas
wagnervaneli
 
Revisão 8º ano - Família Real até Independência
Revisão 8º ano - Família Real até Independência Revisão 8º ano - Família Real até Independência
Revisão 8º ano - Família Real até Independência
Janaína Bindá
 
AngelaGomes_A_pequena Italia em Niterói.pdf
AngelaGomes_A_pequena Italia em Niterói.pdfAngelaGomes_A_pequena Italia em Niterói.pdf
AngelaGomes_A_pequena Italia em Niterói.pdf
cchinelli
 

Semelhante a Questões de História de Santa Catarina (20)

Questoeshist3
Questoeshist3Questoeshist3
Questoeshist3
 
História e geografia encceja - ef - ii
História e geografia   encceja - ef - iiHistória e geografia   encceja - ef - ii
História e geografia encceja - ef - ii
 
UFSC 2010 objetiva
UFSC 2010 objetivaUFSC 2010 objetiva
UFSC 2010 objetiva
 
Exercícios da guerra do contestado
Exercícios da guerra do contestadoExercícios da guerra do contestado
Exercícios da guerra do contestado
 
Questões Brasil imperio
Questões Brasil imperioQuestões Brasil imperio
Questões Brasil imperio
 
aula-enem-2014-historia.pptx
aula-enem-2014-historia.pptxaula-enem-2014-historia.pptx
aula-enem-2014-historia.pptx
 
Ciências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdf
Ciências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdfCiências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdf
Ciências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdf
 
2 prova das turmas de 2 ano gabarito
2 prova das turmas de 2 ano  gabarito2 prova das turmas de 2 ano  gabarito
2 prova das turmas de 2 ano gabarito
 
revolução haitiana. Apresentação em powerpoint
revolução haitiana. Apresentação em powerpointrevolução haitiana. Apresentação em powerpoint
revolução haitiana. Apresentação em powerpoint
 
H brasil primeiroreinado
H brasil primeiroreinadoH brasil primeiroreinado
H brasil primeiroreinado
 
LIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptx
LIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptxLIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptx
LIBERTADORES DA AMÉRICA COLONIAL.pptx
 
Revista eletrônica- Caminhos da América
Revista eletrônica- Caminhos da AméricaRevista eletrônica- Caminhos da América
Revista eletrônica- Caminhos da América
 
A igualdade que não veio
A igualdade que não veioA igualdade que não veio
A igualdade que não veio
 
Prova vestibular terceiro dia da UPE
Prova vestibular terceiro dia da UPEProva vestibular terceiro dia da UPE
Prova vestibular terceiro dia da UPE
 
Prova vestibular terceiro dia
Prova vestibular terceiro diaProva vestibular terceiro dia
Prova vestibular terceiro dia
 
UPE - Prova vestibular terceiro dia
UPE - Prova vestibular terceiro diaUPE - Prova vestibular terceiro dia
UPE - Prova vestibular terceiro dia
 
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º diaCobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
Cobertura Total - Vestibular UPE 2013 - Provas do 3º dia
 
ENEM OTO Simulado de ciências humanas
ENEM OTO Simulado de ciências humanasENEM OTO Simulado de ciências humanas
ENEM OTO Simulado de ciências humanas
 
Revisão 8º ano - Família Real até Independência
Revisão 8º ano - Família Real até Independência Revisão 8º ano - Família Real até Independência
Revisão 8º ano - Família Real até Independência
 
AngelaGomes_A_pequena Italia em Niterói.pdf
AngelaGomes_A_pequena Italia em Niterói.pdfAngelaGomes_A_pequena Italia em Niterói.pdf
AngelaGomes_A_pequena Italia em Niterói.pdf
 

Mais de Elton Zanoni

Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
Depoimento de Anselmo Duarte (1991)
Depoimento de Anselmo Duarte (1991)Depoimento de Anselmo Duarte (1991)
Depoimento de Anselmo Duarte (1991)
Elton Zanoni
 
Painel - Italianos em Salto
Painel - Italianos em SaltoPainel - Italianos em Salto
Painel - Italianos em Salto
Elton Zanoni
 
Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)
Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)
Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)
Elton Zanoni
 
Memória em postais - Salto/SP
Memória em postais - Salto/SPMemória em postais - Salto/SP
Memória em postais - Salto/SP
Elton Zanoni
 
Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)
Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)
Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)
Elton Zanoni
 
Salto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de Tavares
Salto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de TavaresSalto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de Tavares
Salto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de Tavares
Elton Zanoni
 
O fim do Antigo Regime
O fim do Antigo RegimeO fim do Antigo Regime
O fim do Antigo Regime
Elton Zanoni
 
O Segundo Reinado
O Segundo ReinadoO Segundo Reinado
O Segundo Reinado
Elton Zanoni
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
Elton Zanoni
 
O século XVIII
O século XVIIIO século XVIII
O século XVIII
Elton Zanoni
 
Aspectos políticos da colonização
Aspectos políticos da colonizaçãoAspectos políticos da colonização
Aspectos políticos da colonização
Elton Zanoni
 
Mecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVII
Mecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVIIMecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVII
Mecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVII
Elton Zanoni
 
A Antiguidade Oriental
A Antiguidade OrientalA Antiguidade Oriental
A Antiguidade Oriental
Elton Zanoni
 
Introdução ao estudo da História
Introdução ao estudo da HistóriaIntrodução ao estudo da História
Introdução ao estudo da História
Elton Zanoni
 
As origens da presença europeia no Brasil
As origens da presença europeia no BrasilAs origens da presença europeia no Brasil
As origens da presença europeia no Brasil
Elton Zanoni
 
Revolução Francesa e Império Napoleônico
Revolução Francesa e Império NapoleônicoRevolução Francesa e Império Napoleônico
Revolução Francesa e Império Napoleônico
Elton Zanoni
 
República dos Militares (1964-1985)
República dos Militares (1964-1985)República dos Militares (1964-1985)
República dos Militares (1964-1985)
Elton Zanoni
 
República Populista
República PopulistaRepública Populista
República Populista
Elton Zanoni
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
Elton Zanoni
 

Mais de Elton Zanoni (20)

Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
Depoimento de Anselmo Duarte (1991)
Depoimento de Anselmo Duarte (1991)Depoimento de Anselmo Duarte (1991)
Depoimento de Anselmo Duarte (1991)
 
Painel - Italianos em Salto
Painel - Italianos em SaltoPainel - Italianos em Salto
Painel - Italianos em Salto
 
Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)
Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)
Salto: história de suas ruas e praças (Ettore Liberalesso, 1998)
 
Memória em postais - Salto/SP
Memória em postais - Salto/SPMemória em postais - Salto/SP
Memória em postais - Salto/SP
 
Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)
Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)
Histórico da Capela e Irmandade de Nossa Senhora das Neves (1992)
 
Salto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de Tavares
Salto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de TavaresSalto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de Tavares
Salto, por que me encanta? Histórias imperdíveis sobre a terra de Tavares
 
O fim do Antigo Regime
O fim do Antigo RegimeO fim do Antigo Regime
O fim do Antigo Regime
 
O Segundo Reinado
O Segundo ReinadoO Segundo Reinado
O Segundo Reinado
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
 
O século XVIII
O século XVIIIO século XVIII
O século XVIII
 
Aspectos políticos da colonização
Aspectos políticos da colonizaçãoAspectos políticos da colonização
Aspectos políticos da colonização
 
Mecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVII
Mecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVIIMecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVII
Mecanismos econômicos da colonização portuguesa no Brasil - séculos XVI e XVII
 
A Antiguidade Oriental
A Antiguidade OrientalA Antiguidade Oriental
A Antiguidade Oriental
 
Introdução ao estudo da História
Introdução ao estudo da HistóriaIntrodução ao estudo da História
Introdução ao estudo da História
 
As origens da presença europeia no Brasil
As origens da presença europeia no BrasilAs origens da presença europeia no Brasil
As origens da presença europeia no Brasil
 
Revolução Francesa e Império Napoleônico
Revolução Francesa e Império NapoleônicoRevolução Francesa e Império Napoleônico
Revolução Francesa e Império Napoleônico
 
República dos Militares (1964-1985)
República dos Militares (1964-1985)República dos Militares (1964-1985)
República dos Militares (1964-1985)
 
República Populista
República PopulistaRepública Populista
República Populista
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
 

Último

Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
GrazielaTorrezan
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
menesabi
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 

Último (20)

Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 

Questões de História de Santa Catarina

  • 1. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA Vista do Desterro, 1847. Museu Victor Meirelles. Prof. Elton Zanoni www.elton.pro.br
  • 2. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR QUESTÃO 01 | 4. (UDESC 2015) A imagem fotográfica abaixo foi feita durante a Guerra do Contestado, movimento social ocorrido na fronteira do Paraná com Santa Catarina, entre 1912-1916. Trata-se de um registro de grupo de sertanejos que se renderam às forças oficiais brasileiras no ano de 1914. Os rebeldes estão sentados, enquanto representantes das forças políticas e militares da época aparecem de pé. Analise as proposições a partir da análise da imagem e do conhecimento histórico sobre a Guerra do Contestado. I. A montagem do cenário demonstra que a imagem foi montada e fotografada pelos representantes das forças militares e políticas. II. A luta pela pelo direito à terra, contra a exploração dos políticos locais e contra a madeireira internacional Lumber and Colonization Company, configura esse movimento como uma experiência nacional e internacional contra a exploração política e econômica, projetando-a, dessa forma, além dos limites da história regional catarinense. III. O movimento do Contestado contou com a participação de uma população miscigenada, incluindo afrodescendentes, populações de origem indígena, mulheres e imigrantes europeus, muitos deles assumindo o comando político, militar e religioso das “comunidades santas” ou dos “redutos”. IV. Trata-se de um conflito de cunho messiânico sem conotações políticas. Os fiéis desejavam apenas aguardar
  • 3. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR o retorno do Exército Encantado de São Sebastião e dos monges João e José Maria. V. Trata-se de um conflito liderado por foragidos da polícia e por latifundiários que tinham como interesse principal derrubar os líderes políticos democraticamente eleitos, para ganhar a posse das terras da região e vendê- las para as grandes empresas de colonização. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I, II e V são verdadeiras. b) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras. d) Somente as afirmativas III, IV e V são verdadeiras. e) Todas afirmativas são verdadeiras.
  • 4. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR QUESTÃO 02 | 5. (UDESC 2015) Leia os seguintes textos: TEXTO 1 “Os bugres adultos e jovens eram os principais alvos de caçadas empreendidas por fazendeiros ou por bugreiros (caboclos especializados em localizar, destruir aldeamentos e capturar alguns sobreviventes). Só conseguiam escapar da morte algumas mulheres jovens que seriam transformadas em esposas e companheiras de peões, pequenos sitiantes e tropeiros. (...) Segundo os mais experientes bugreiros, das crianças, só as de colo conseguiam “se salvar”, mas mesmo assim era para serem criadas longe de suas mães.” MACHADO, Paulo Pinheiro. Bugres, tropeiros e birivas: aspectos do povoamento do planalto serrano. In: AREND, Silvia M. Fávero. BRANCHER, Ana. (org.) História de Santa Catarina no século XIX. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2001. TEXTO 2 “O que se percebe, então, é uma Desterro negra transgressora, que existia sob o controle exercido pelos senhores e administradores. Ela é ao mesmo tempo uma ‘cidade esconderijo’ porque o meio urbano escondia a condição social do negro escravo, do liberto e pretos livres, e uma ‘cidade solidária’ pois solidariedades poderiam se estabelecer de formas diferentes e sobre os mais várias objetivos. Dentro deste contexto, temos a Irmandade Nossa Senhora do Rosário e de São Benedito dos Homens Pretos, como uma espaço de expressão de africanos e afrodescendentes escravos, livres, libertos de Desterro.” MORTARI, Claudia. CARDOSO, Paulino de Jesus. Territórios negros em Florianópolis no século XX. In: BRANCHER, Ana (org.) História de Santa Catarina. Estudos Contemporâneos. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 1999, p. 89. Analise as proposições em relação aos textos. I. As expressões “Desterro transgressora” e “Cidade esconderijo” evidenciam as situações de improviso e sobrevivência vivenciadas pelos povos afrodescendentes na cidade de Desterro (atual Florianópolis). II. O texto 2 fala das irmandades como “espaço de expressão” de africanos e afrodescendentes. Neste sentido, entende-se que naqueles lugares estes grupos podiam celebrar suas práticas religiosas, suas festividades e vivenciar suas sociabilidades. III. O texto 1 relata a situação de violência empreendida sobre os povos indígenas no planalto do Estado de Santa
  • 5. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR Catarina, a única região em que ocorreram conflitos entre colonos e povos nativos. IV. As situações expressas, nos dois textos, são localizadas apenas nos contextos em que foram vivencias e não têm, portanto, relação com a atual situação dos povos indígenas e afrodescendentes no estado catarinense. V. As situações apresentadas nos textos e que evidenciam situações de violência e controle social para povos indígenas e afrodescendentes são exceções no espaço catarinense, onde a diversidade cultural não ofereceu motivos para a existência de conflitos. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas II e V são verdadeiras. b) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras. d) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras. e) Todas as afirmativas são verdadeiras.
  • 6. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR QUESTÃO 03 | 10. (UDESC 2014) Analise as proposições referentes ao estado de Santa Catarina, e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa. (__) Os principais grupos indígenas que habitavam a região do atual estado de Santa Catarina eram os Carijós, os Kaingáng e os Xokleng. Estes grupos estavam distribuídos em diferentes áreas do estado e tiveram contato com os europeus em distintos períodos históricos. (__) A passagem da Monarquia para a República ocorrida no final do século XIX, no Brasil, não acarretou maiores conflitos no estado, uma vez que os grupos políticos que detinham o poder, no estado, não foram destituídos de seus cargos. (__) A segunda metade do século XIX, no Brasil, é marcada pelo grande contingente de pessoas que imigraram para o país, sendo que estas eram de origem europeia e foram responsáveis pela fundação de cidades como Joinville e Blumenau. (__) Com a entrada do Brasil na II Guerra Mundial ocorreram muitos problemas no país, como a desconfiança e a prisão de pessoas que viviam em Santa Catarina, principalmente aqueles que eram imigrantes e descendentes de imigrantes de origem portuguesa e espanhola, também identificados como “5ª coluna”. Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo. a) F – F – V – V b) V – V – F – F c) F – V – F – V d) V – F – F – V e) V – F – V – F
  • 7. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR QUESTÃO 04 | 13. (UDESC 2014) Sobre a Guerra do Contestado (1912-1916), assinale a alternativa incorreta. a) Iniciou-se como um fenômeno religioso de características messiânicas, mas acabou também por ganhar feições de lutas política e social ao integrar diferentes grupos como posseiros e sitiantes expulsos de suas terras, comunidades negras e caboclas, dentre outros insatisfeitos com suas precárias condições de vida. b) A região, historicamente caracterizada por latifúndios improdutivos, secas cíclicas e desemprego crônico, passava por uma grave crise econômica e social. Esta crise fez com que sertanejos, muitos deles ex- escravos, passassem a seguir o monge Antonio Conselheiro que pregava a criação de um mundo novo, regido pelas leis de Deus, onde todos viveriam em paz, com prosperidade justiça e teriam terras para trabalhar. c) Ganhou este nome em razão de os conflitos terem ocorrido em uma área de disputa territorial entre os Estados do Parará e Santa Catarina. d) A construção da ferrovia na região, realizada pela empresa concessionária Brazil Railway, contribuiu fortemente para a instabilidade social e, assim, para os conflitos que resultaram na Guerra do Contestado. e) Os conflitos na região do Contestado podem ser lidos como parte integrante de um movimento social que se apresentou de forma bastante heterogênea. Paralelamente ao discurso religioso da “guerra santa” os sertanejos acabaram demonstrando por discursos e ações que desenvolveram consciência das condições sociais e políticas e de sua marginalização.
  • 8. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR QUESTÃO 05 | 49. (UFSC 2011) Em relação à história de Santa Catarina, é correto afirmar que: 01) durante a Revolução Federalista muitas lideranças políticas foram executadas na Ilha de Anhatomirim. 02) durante o governo Vargas, as colônias alemãs e italianas experimentaram expressiva consolidação em função do apoio dado pelo Estado Novo. 04) as indústrias alimentícias e o agronegócio se consolidaram em Santa Catarina, especialmente através da contribuição do latifúndio. 08) na história da arte destaca-se Victor Meirelles, autor do conhecido quadro “A Primeira Missa no Brasil”. 16) o político Nereu Ramos destacou-se no cenário nacional, colocando-se abertamente ao lado dos imigrantes alemães e seus descendentes. 32) considerando a sua pequena extensão territorial, a economia extrativista da madeira e da erva-mate foi inexpressiva para a economia catarinense. 64) a Oktoberfest de Blumenau tornou-se forte destino turístico, especialmente após a grande enchente de 1983 no vale do Itajaí-Açu.
  • 9. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR QUESTÃO 06 | 59. (UFSC 2009) "Além dos guaranis, também viviam em Santa Catarina os kaingang. Conhecidos como guayaná, cooroado, bugre, xokleng, tupi e botocudo [...]. Sabe-se hoje que os açorianos catarinenses do século XVIII, assessorados por escravos ou parceiros livres, produziam gêneros alimentícios, não apenas suficientes para abastecer a população local, mas também para exportar [...]. Mais de três milhões de imigrantes escolheriam o Brasil como nova pátria, especialmente alemães e italianos". MURARO, Valmir F. "História de Santa Catarina para ler e contar". Florianópolis: Cuca Fresca, 2003. p. 17-51. Com base nos fragmentos acima e nos seus conhecimentos sobre a história de Santa Catarina, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S). 01) Apesar do processo acelerado de urbanização ocorrido em Santa Catarina durante o século XX, o Estado ainda abriga comunidades indígenas representadas por Guarani, Xokleng e Kaingang. 02) Na arquitetura, culinária e estilo de vida dos catarinenses do século XXI, já não se percebem influências das civilizações indígenas e dos colonizadores europeus que se estabeleceram no Estado. 04) Joinville é considerada a maior cidade do Estado e nela se destacam as atividades industriais, portuárias e agrícolas. 08) Chapecó e São Miguel do Oeste, municípios localizados na Região Oeste do Estado de Santa Catarina, destacam-se no cenário nacional pelo dinamismo de suas atividades agroindustriais. 16) Os vales dos rios Itajaí-Açu e Tijucas, habitados por povos indígenas no passado, a partir do século XIX receberam imigrantes italianos, alemães e poloneses (polacos), que deram origem às cidades de Blumenau, Nova Trento e Brusque. 32) Cruz e Sousa, Anita Garibaldi, Antônio Conselheiro, Gustavo Kuerten e Santa Paulina são personagens importantes de Santa Catarina. 64) No litoral de Santa Catarina, os escravos africanos ocupavam-se de atividades mineradoras, agrícolas e pesqueiras.
  • 10. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR QUESTÃO 07 | 69. (UFSC 2008) "Os responsáveis pela administração do reino de Portugal e de suas colônias sabiam do excedente populacional em algumas ilhas dos Açores. [...] Conheciam também as habilidades dos açorianos em lidar com o campo, o oceano e a criação de animais. Logo, foi fácil optar pela população que viria povoar, não só o litoral de Santa Catarina, mas boa parte do Brasil. MURARO, V. F. "História de Santa Catarina para ler e contar". Florianópolis: Cuca Fresca, 2003. p. 38-39. Em relação à colonização açoriana em Santa Catarina, é CORRETO afirmar que: 01) os primeiros imigrantes açorianos aportaram no litoral catarinense em meados do século XVIII e passaram logo a cultivar o trigo, porque já estavam acostumados a fazê-lo em sua terra de origem. 02) entre as razões que levaram milhares de açorianos a emigrar para Santa Catarina, pode-se destacar: abalos sísmicos e erupções vulcânicas no Arquipelago dos Açores; excedente populacional; pouca terra disponível para a prática da agricultura. 04) os colonos açorianos que se estabeleceram em Santa Catarina dedicaram-se às atividades da pesca e, simultaneamente, à lavoura. 08) em Santa Catarina os açorianos se estabeleceram primeiramente em Desterro, Laguna e na região dos campos de Lages, onde iniciaram as atividades de pecuária. 16) no litoral catarinense, os açorianos se adaptaram ao plantio da mandioca. Em poucos anos a farinha de mandioca passou a ser importante item na pauta de exportação desta região. 32) dadas as rápidas transformações pelas quais passa a sociedade contemporânea, especialmente em função da influência da televisão e da internet, as manifestações da cultura popular de origem açoriana desapareceram do litoral catarinense.
  • 11. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR QUESTÃO 08 | 71. (UFSC 2007) Leia com atenção o texto transcrito a seguir. "Não era brincadeira. Todo mundo andava assustado depois do que aconteceu com o pessoal do hotel. Era noitinha. O 32° Batalhão de Caçadores, que foi organizado em Valença, no Estado do Rio, no período da ditadura do Getúlio, tinha chegado a 11 de abril. Estávamos no ano de 1939. O terreno para a construção do imponente quartel, que se edificaria no bairro do Garcia, já fora escolhido. Getúlio tinha dado ordens severas para a grande campanha de nacionalização nos setores de maior concentração estrangeira. E Blumenau foi um dos pontos que primeiro sofreram as exigências do ditador. Tinham sido fechadas, imediatamente, as escolas particulares e abriram-se escolas públicas, por determinação municipal e estadual. A conhecida e excelente escola, que foi a célula renovadora dos métodos de ensino da escola nova no Brasil, a 'Neue- Schule' transformou-se em Ginásio Estadual Pedro II. Tudo que era sociedade de cultura e de recreação mudou de nome, e os jornais também." LAUS, Lausimar. "O Guarda-Roupa Alemão". Florianópolis: Editora da UFSC, 2006, p. 88. Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S) de acordo com a transcrição anterior. 01) O texto se refere às consequências da implantação da política de nacionalização em Blumenau, imposta por Getúlio Vargas. 02) O texto evidencia uma ação concreta do Estado Novo, cuja marca foi o autoritarismo e centralismo político, com o fechamento do Congresso e a extinção dos partidos políticos. 04) A "concentração estrangeira" à qual o texto faz referência era composta por uma população de descendentes de alemães frutos da primeira colônia alemã, iniciada em SC por Hermann Blumenau em 1829. 08) Considerando que se tratava de uma população que revelava dificuldades em falar a língua portuguesa, o Estado Novo proporcionou uma nacionalização gradual, através da implantação de uma rede de escolas públicas. 16) Em 1939, por ter uma considerável população de origem alemã, Blumenau foi alvo da política de nacionalização, enquanto as demais áreas de colonização alemã e italiana do sul do Brasil não sofreram qualquer intervenção na sua vida cotidiana.
  • 12. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR 32) Como em 1939 a população de origem alemã no Brasil havia aderido maciçamente ao ideário do partido Nacional-Socialista Alemão (Nazismo), justificava-se a intervenção violenta do Estado Novo no cotidiano dessas populações. 64) Desde sua fundação, a população dos núcleos de colonização alemã e italiana no Brasil se recusou sistematicamente a admitir escolas públicas, preferindo as escolas privadas que ensinavam em alemão e italiano.
  • 13. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR QUESTÃO 09 | 7. (IFSC 2014) O primeiro navio com os casais chegou a Santa Catarina em começos de 1748. O governador José da Silva Paes foi quem os recebeu. Com data de 20 de fevereiro, escreveu uma carta ao rei, lastimando as mortes e o estado de saúde dos que desembarcaram. Certamente o governador ficou impressionado com o que viu e com o que lhe contaram sobre a viagem. Fonte: FLORES, Maria Bernardete Ramos. Povoadores da Fronteira: os casais açorianos rumo ao sul do Brasil. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2000. p. 50. O texto acima aborda a questão das péssimas condições de viagem que passavam os açorianos e madeirenses que contribuíram no povoamento do sul do Brasil no século XVIII. Sobre o povoamento açoriano e madeirense, analise as seguintes proposições e assinale a soma da(s) CORRETA(S). 01) Em função das péssimas condições de viagem, o governador Silva Paes reduziu o povoamento açoriano à ilha de Santa Catarina, impedindo que colonizassem também outras cidades catarinenses. 02) Para o alistamento para a viagem foram priorizados casais jovens. 04) Além de Santa Catarina, o Rio Grande do Sul também recebeu imigrantes açorianos. 08) Os açorianos trouxeram para Santa Catarina a farinha de mandioca, produto largamente utilizado no arquipelago dos Açores. 16) O sucesso da imigração açoriana deveu-se às promessas da Coroa Portuguesa, as quais foram cumpridas em sua totalidade. 32) Os açorianos, ao chegarem ao Brasil no século XVIII, entraram em conflitos com a comunidade indígena, exterminando-a e não proporcionando nenhum tipo de interação entre os grupos.
  • 14. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR QUESTÃO 10 | 16. (ACAFE 2012) Um dos acontecimentos importantes da história catarinense, o Contestado, iniciou nos primeiros anos do século XX. Acerca dos eventos que caracterizaram o Contestado é correto afirmar, exceto: a) Conflitos entre os latifundiários catarinenses e empresas do Paraná e de São Paulo acerca da exploração da madeira e da erva-mate na serra catarinense. b) Construção do trecho catarinense da Estrada de Ferro São Paulo – Rio Grande, pela Brazil Railway Co. c) Disputas jurídicas entre Santa Catarina e Paraná sobre limites territoriais entre os dois Estados. d) Combates entre o exército brasileiro e os caboclos da região do Contestado, estes últimos influenciados pela liderança de “monges”.
  • 15. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR QUESTÃO 11 | 81. (ENEM 2010) A serraria construía ramais ferroviários que adentravam as grandes matas, onde grandes locomotivas com guindastes e correntes gigantescas de mais de 100 metros arrastavam, para as composições de trem, as toras que jaziam abatidas por equipes de trabalhadores que anteriormente passavam pelo local. Quando o guindaste arrastava as grandes toras em direção à composição de trem, os ervais nativos que existiam em meio às matas eram destruídos por este deslocamento. MACHADO P. P. Lideranças do Contestado. Campinas: Unicamp, 2004 (adaptado). No início do século XX, uma série de empreendimentos capitalistas chegou à região do meio-oeste de Santa Catarina – ferrovias, serrarias e projetos de colonização. Os impactos sociais gerados por esse processo estão na origem da chamada Guerra do Contestado. Entre tais impactos, encontrava-se a) a absorção dos trabalhadores rurais como trabalhadores da serraria, resultando em um processo de êxodo rural. b) o desemprego gerado pela introdução das novas máquinas, que diminuíam a necessidade de mão de obra. c) a desorganização da economia tradicional, que sustentava os posseiros e os trabalhadores rurais da região. d) a diminuição do poder dos grandes coronéis da região, que passavam disputar o poder político com os novos agentes. e) o crescimento dos conflitos entre os operários empregados nesses empreendimentos e os seus proprietários, ligados ao capital internacional.
  • 16. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR GABARITO: QUESTÃO 01 | Resposta: [C] Somente a proposição [C] está correta. A questão remete a Guerra do Contestado, 1912-1916, conflito entre os estados do Paraná e Santa Catarina. Suas origens remontam ao isolamento e abandono em que vivia a população de um grande território localizado entre os dois estados. As assertivas [IV] e [V] estão incorretas. O conflito teve um caráter messiânico (e neste caso se assemelha ao movimento de Canudos) e político. Não se trata de uma guerra que visava derrubar líderes políticos eleitos democraticamente para adquirir terras na região e depois vendê-las. O conflito não foi liderado por latifundiários e foragidos da polícia. QUESTÃO 02 | Resposta: [D] Somente a proposição [D] está correta. As assertivas [III], [IV] e [V] estão incorretas. A violência contra povos indígenas não ocorreu apenas em Santa Catarina. Infelizmente, a violência contra índios e afrodescendentes não foi resolvida e ainda caracteriza a realidade do Brasil. Em todo território brasileiro existiu e existe prática de violência contra índios e afrodescendentes. QUESTÃO 03 | Resposta: [E] Afirmativa [I]: os principais grupos indígenas que habitaram o território do atual Estado de Santa Catarina foram os Kaingang (ocupando o meio-oeste e oeste), os Xokleng (ocupando a faixa central do território catarinense) e os Carijós (ocupando a faixa litorânea). Afirmativa [III]: as cidades de Joinville e Blumenau foram fundadas por colonos alemães, sendo, portanto, redutos de tradições europeias. QUESTÃO 04 | Resposta: [B] A descrição feita na alternativa [B] corresponde à Guerra de Canudos, ocorrida na Bahia, e não à Guerra do Contestado. QUESTÃO 05 | Resposta: 01 + 08 + 64 = 73 QUESTÃO 06 | Resposta: 01 + 08 + 16 = 25 QUESTÃO 07 | Resposta: 02 + 04 + 16 = 22 QUESTÃO 08 | Resposta: 01 + 02 = 03
  • 17. QUESTÕES DE HISTÓRIA DE SANTA CATARINA NOS VESTIBULARES – PROF. ELTON ZANONI – WWW.ELTON.PRO.BR QUESTÃO 09 | Resposta: 02 + 04 = 06 A afirmativa [01] é incorreta porque o povoamento açoriano não ficou restrito à ilha de Santa Catarina. Outros lugares também receberam esses imigrantes, como o Rio Grande do Sul; A afirmativa [08] é incorreta porque a farinha de mandioca não chegou ao Brasil pelas mãos africanas, pois já era um produto de consumo indígena; A afirmativa [16] é incorreta porque as promessas feitas pela Coroa Portuguesa aos imigrantes não foram cumpridas em sua totalidade; A afirmativa [32] é incorreta porque não houve conflitos entre açorianos e indígenas, havendo, sim, uma grande interação entre esses grupos. QUESTÃO 10 | Resposta: [A] A Guerra do Contestado (1912-16) é considerada um movimento messiânico, dada a presença marcante de líderes religiosos, como o monge João Maria. A Disputa envolveu a definição de fronteiras entre Santa Catarina e Paraná e, ao mesmo tempo, foi um movimento contra a concessão de terras à empresa Brazil Railway para a construção ferroviária. QUESTÃO 11 | Resposta: [C] A Guerra do Contestado ocorreu no interior de Paraná e Santa Catarina e envolveu pequenos proprietários e principalmente a população sertaneja. Do ponto de vista econômico, a situação de pobreza da grande massa camponesa levou-os a contestar a política do governo federal de construir uma ferrovia na região, uma vez que todo o processo de derrubada da mata para a construção afetou a economia local, conforme descreve o texto, “os ervais nativos (...) eram destruídos”. Normalmente a Guerra do Contestado é apresentada apenas do ponto de vista ideológico, destacando-se a religiosidade da população local.