SlideShare uma empresa Scribd logo
CONSULTORIA EM GINÁSTICA LABORAL E QUALIDADE DE VIDA TIAGO GONÇALVES PEREIRA
INVESTIMENTO NA SAÚDE:GINÁSTICA LABORAL
GINÁSTICA LABORAL SEGUNDO MACIEL(2009)G.L : É A PRÁTICA  DE EXERCICIOS ESPECÍFICOS DE ACORDO COM AS CARACTERISTICAS DE CADA TAREFA LABORAL.				 VISA A PREVENÇÃO E/OU COMPENSAÇÃO DO DESGASTE OCUPACIONAL PROPORCIONADO PELAS POSTURAS INCORRETAS E /OU CANSATIVAS, PELOS MOVIMENTOS COM OU SEM REPETITIVIDADE E USO DE FORÇA.
BENEFÍCIOS PARA A EMPRESA Valorização dos colaboradores Novo paradigma Empresarial Garante a competitividade da Empresa Ginástica Laboral Aumento da Produtividade Promoção da Saúde Redução das despesas Medicas e afastamentos Melhoria das Relações humanas Melhoria de Qualidade de vida no Trabalho
CARACTERÍSTICAS DA GINÁSTICA 1-É ADAPTAVEL A REALIDADE DA EMPRESA 2- AS SÉRIES DE EXERCICIOS SÃO ESPECIFICAS PARA CADA SETOR 3-TEM DURAÇÃO MÉDIA DE 10 AÀ 15 MINUTOS 4-É FEITA CM A ROUPA DE TRABALHO 5- A ÊNFASE É ALONGAMENTO, MAS  A AULA NÃO PODE SER APENAS BASEADO NESTE.
Modalidades de Ginástica PREPARATÓRIA(GLP) PAUSA/COMPENSATÓRIA(GLC) RELAXANTE (GLR) CORRETIVA (GC) MANUTENÇÃO (GLM)
OBJETIVOS DO PROGRAMA  GERAIS Capacitar  e orientar  os alunos do cursos de Educação Física que são associados EFICAP Divulgar a Ginástica  Laboral dentre as Empresas de Viçosa como meio de promoção da Saúde e Qualidade de vida
OBJETIVOS DO PROGRAMA Implantar a Ginástica Laboral  nas Empresas de Viçosa e região a partir  da Consultoria. ESPECÍFICOS: Oferecer aos associados da EFICAP a oportunidade de prestar esse serviço dentro do meio empresarial viçosense.
OBJETIVOS DO PROGRAMA Oferecer a orientação aos estudantes e professores  na organização e planejamento de aulas de Ginástica Laboral Oferecer as empresas de Viçosa e  região a oportunidade de incluir nas atividades laborais a Ginástica dentro da empresa.
PANORAMA DA GINÁSTICA LABORAL NO BRASIL Para REIS/LIMA (2005,p 3), ’’’...A ginástica Laboral está em um crescimento evidente em todo país... No Brasil a implantação da GL acontece em indústrias dos mais diversos ramos...
Dentre elas podemos citar as indústrias de:  Extração de petróleo,  As metalúrgicas,  As indústrias têxteis, As madeireiras,  terminais portuários,  setor de extração mineral,
Alimentação,  Transporte,Hidrelétricas,  Papelaria, Indústria Cerâmica,  Agroindústrias, CallCenters  Setores de programação de computadores. (REIS/LIMA, 2005)
Ginástica na Empresa‘’Dê uma pausa na rotina’’ Parar dez minutos por dia para se exercitar contribui para um estilo de vida mais saudável e menos estressante. Esta é a proposta do SESI Ginástica na Empresa, realizado desde 1998 em âmbito nacional. Inspirado em um projeto do SESI no Rio Grande do Sul, iniciado em 1978, hoje o programa atende a cerca de 2 mil empresas e 600 mil trabalhadores. Exercícios de alongamento, postura e consciência corporal ajudam a evitar doenças ocupacionais, como as lesões por esforço repetitivo (LER) e os distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT). Além disso, aumentam a qualidade de vida do trabalhador e a produtividade da indústria. .
Mais do que prevenir doenças, o SESI Ginástica na Empresa apresenta, de forma lúdica e educativa, meios para se manter uma vida saudável. Os profissionais do SESI ensinam exercícios e orientam os alunos sobre a importância de fazer atividades físicas e de manter uma alimentação saudável. Segundo pesquisa realizada pelo SESI em 2005, 69% das empresas que aderiram ao programa registraram aumento na produtividade. Além disso, 83,6% dos trabalhadores que participam do SESI Ginástica na Empresa perceberam melhora em seu desempenho profissional. Fonte: http://www.sesi.org.br
FASES DE IMPLANTAÇÃO DA GINASTICA LABORAL DENTRO DAS EMPRESAS PRIMEIRA FASE: ESTRUTURAÇÃO SEGUNDA FASE: PLANEJAMENTO TERCEIRA FASE: EXECUÇÃO QUARTA FASE :AVALIAÇÃO
PLANEJAMENTO DAS AULAS DE GINÁSTICA LABORAL: Para Mendes(2005 , p.164) a Ginástica Laboral pode ser ministrada para diferentes tipos de trabalhadores, principalmente considerados nos grupos de risco de doenças ocupacionais. O Planejamento do programa da G.L pode ser dividido em quatro partes: 1)Planejamento Geral 2)Planejamento  Mensal  3) Planejamento Semanal 4) Plano de Aula
Plano de Aula de uma Sessão de Ginástica Laboral A) Aquecimento :Exercícios de Alongamento  e exercícios de mobilização para todo o corpo B)Parte Principal :Exercícios localizados e/ou atividades lúdico-recreativas; C)Volta à Calma:Alongamento seguido de massagem e /ou relaxamento.
ESTRATÉGIAS UTILIZADAS NAS AULAS DE GINÁSTICA LABORAL 1)ATIVIDADES EM DUPLAS 2)ATIVIDADES EM TRIOS 3)EM CÍRCULOS 4) ATIVIDADES COM GRANDES E PEQUENOS GRUPOS 5)EM COLUNAS OU FILEIRAS 6)COM OU SEM MATERIAIS 7)COM OU SEM MUSICA 8) COM OU SEM DINÂMICAS 9)ENTRE OUTRAS
1)BALÕES 2)BOLINHAS DE TÊNIS 3)BASTÕES 4) EXTENSORES 5)COLCHONETES 6)CDS 7)CORDAS/AQUATUBO 8)HALTERES 9)ARCOS MATERIAIS QUE DEVEM SER UTILIZADOS
PLANO DE AULA DE GINÁSTICA LABORAL: Duração da Aula: 15 minutos (Posição Sentados) Aquecimento: Pescoço alongamento 4 porções Pêndulo dos Olhos Ombro/Peitoral(2 a 2 sentado ) Coluna Vertebral(Queixo sobre o peito abdômen contraído) Parte Principal: ”Essa palavra me lembra’’...Pizza me lembra Ketchup... Volta à Calma: Agora 2 a 2 , a cada momento um individuo massageará o companheiro com as devidas orientações do professor.
QUALIDADE DE VIDA Segundo a Organização Mundial de Saúde(OMS):  [...] uma condição de bem-estar que inclui não apenas o bom funcionamento do corpo, mas também o vivenciar uma sensação de bem-estar espiritual(ou psicológico)  e social, entendido este último _o bem-estar social como uma boa qualidade nas relações que o individuo   mantém com as outras pessoas e com o meio ambiente.
O Desafio da Qualidade de Vida. O termo Qualidade de Vida tem sido utilizado em larga escala desde os anos 80 e tem sido considerado por alguns como chavões nos dias atuais.
Qualidade de Vida no Trabalho È inegável o papel exercido pelas empresas, na sociedade, e vários autores têm expressado essa opinião, como Reginato(1999), ao declarar que  a indústria tornou-se o eixo principal da relação do homem com o mundo, possibilitando a vida num ambiente criado e habitado pelas  mais diversas formas e usos da matéria.
’’O conjunto das transformações de forças políticas e econômicas  fez com que as empresas assumissem novos significados ampliando sua participação na construção de experiências nas áreas culturais, sociais ,educacionais e  de lazer dentro da sociedade’’.                                              GRECO(2005)
Para Madsen (1999) , as empresas estão cada vez mais conscientes de seu compromisso com o desenvolvimento social e de seu importante papel na melhoria da Qualidade de vida da população.
Essa  nova filosofia  adotada quanto à promoção da saúde de seus  funcionários  tem refletido numa postura de abandono  das velhas práticas  paliativas ou remediadores , como focado por Pegado(1990), em que se verificava somente a prática  do check-up médico, e a ausência de programas capazes de mudar o estilo de vida dessas pessoas.
Solução?Atividade Física, Empresarial...
Quem Lucra?  A EMPRESA * Aumenta a produtividade* Diminui o absenteísmo* Diminui o número de acidentes* Diminui o turn over* Reduzir as despesas médicas
O FUNCIONÁRIO  * Alivia o stress* Melhora a postura* Desperta o interesse pela prática de hábitos saudáveis* Estimula o interesse pela prática de atividade física* Melhora o relacionamento entre as pessoas* Diminui o risco de acidentes e alivia dores musculares
CONTRATE!
        OBRIGADO!
CONTATO: TIAGO GONÇALVES PEREIRA (031)8731-4322 ou 3299-3284 Tiagopereira1989@gmail.com http://bemestarrevolution.blogspot.com/ http://eficapufv.blogspot.com/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ler e dort
Ler e dortLer e dort
Ler e dort
Luana Diógenes
 
Ginastica Laboral
Ginastica LaboralGinastica Laboral
Ginastica Laboral
Gustavo de Melo
 
Ginástica laboral
Ginástica laboralGinástica laboral
Ginástica laboral
Junior Cesar Santiago
 
Ginástica laboral
Ginástica laboralGinástica laboral
Ginástica laboral
Jaqueline de Paulo
 
Ergonomia ginástica laboral
Ergonomia  ginástica laboralErgonomia  ginástica laboral
Ergonomia ginástica laboral
elaine123fisio
 
Proposta ginastica laboral com valor
Proposta ginastica laboral com valorProposta ginastica laboral com valor
Proposta ginastica laboral com valor
juniorbarnabe
 
Doença Profissional e Doença do Trabalho
Doença Profissional e Doença do TrabalhoDoença Profissional e Doença do Trabalho
Doença Profissional e Doença do Trabalho
Day Vasconcellos
 
Aula 5 ler e dort
Aula 5   ler e dortAula 5   ler e dort
Aula 5 ler e dort
Lobeto Rodrigues
 
Ergonomia -aula
Ergonomia  -aulaErgonomia  -aula
Ergonomia -aula
pamcolbano
 
Aula 4 riscos ocupacionais
Aula 4   riscos ocupacionaisAula 4   riscos ocupacionais
Aula 4 riscos ocupacionais
Daniel Moura
 
Ginástica laboral
Ginástica laboralGinástica laboral
Ginástica laboral
Luana Dias
 
Ler dort
Ler dortLer dort
Ler dort
karol_ribeiro
 
Ergonomia Slide.pptx
Ergonomia Slide.pptxErgonomia Slide.pptx
Ergonomia Slide.pptx
carlaguimaraes20
 
Eng.introdução
Eng.introduçãoEng.introdução
Eng.introdução
Eliane Blen
 
Slide ler/dort
Slide ler/dortSlide ler/dort
Slide ler/dort
Fabio Ferreira
 
Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
EvandroPFonseca
 
Doenças ocupacionais
Doenças ocupacionaisDoenças ocupacionais
Doenças ocupacionais
Tiago Malta
 
Ler dort
Ler dort Ler dort
Ler dort
Ana Hollanders
 
CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...
CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...
CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...
marcelosilveirazero1
 
POWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.ppt
POWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.pptPOWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.ppt
POWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.ppt
Márcio da Silva
 

Mais procurados (20)

Ler e dort
Ler e dortLer e dort
Ler e dort
 
Ginastica Laboral
Ginastica LaboralGinastica Laboral
Ginastica Laboral
 
Ginástica laboral
Ginástica laboralGinástica laboral
Ginástica laboral
 
Ginástica laboral
Ginástica laboralGinástica laboral
Ginástica laboral
 
Ergonomia ginástica laboral
Ergonomia  ginástica laboralErgonomia  ginástica laboral
Ergonomia ginástica laboral
 
Proposta ginastica laboral com valor
Proposta ginastica laboral com valorProposta ginastica laboral com valor
Proposta ginastica laboral com valor
 
Doença Profissional e Doença do Trabalho
Doença Profissional e Doença do TrabalhoDoença Profissional e Doença do Trabalho
Doença Profissional e Doença do Trabalho
 
Aula 5 ler e dort
Aula 5   ler e dortAula 5   ler e dort
Aula 5 ler e dort
 
Ergonomia -aula
Ergonomia  -aulaErgonomia  -aula
Ergonomia -aula
 
Aula 4 riscos ocupacionais
Aula 4   riscos ocupacionaisAula 4   riscos ocupacionais
Aula 4 riscos ocupacionais
 
Ginástica laboral
Ginástica laboralGinástica laboral
Ginástica laboral
 
Ler dort
Ler dortLer dort
Ler dort
 
Ergonomia Slide.pptx
Ergonomia Slide.pptxErgonomia Slide.pptx
Ergonomia Slide.pptx
 
Eng.introdução
Eng.introduçãoEng.introdução
Eng.introdução
 
Slide ler/dort
Slide ler/dortSlide ler/dort
Slide ler/dort
 
Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
 
Doenças ocupacionais
Doenças ocupacionaisDoenças ocupacionais
Doenças ocupacionais
 
Ler dort
Ler dort Ler dort
Ler dort
 
CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...
CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...
CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...
 
POWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.ppt
POWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.pptPOWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.ppt
POWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.ppt
 

Destaque

Ginástica laboralapresentação
Ginástica laboralapresentaçãoGinástica laboralapresentação
Ginástica laboralapresentação
Alanna Alexandre
 
Ginastica laboral conclusão
Ginastica laboral conclusãoGinastica laboral conclusão
Ginastica laboral conclusão
Bruna Aparecida Oliveira Silva
 
10 plano-de-aula-ginastica
10 plano-de-aula-ginastica10 plano-de-aula-ginastica
10 plano-de-aula-ginastica
elaine gomes
 
FISIOTERAPIA PREVENTIVA
FISIOTERAPIA PREVENTIVAFISIOTERAPIA PREVENTIVA
FISIOTERAPIA PREVENTIVA
julianaaraujorosa
 
Palestra de ergonomia Nr -17
Palestra de ergonomia Nr -17Palestra de ergonomia Nr -17
Palestra de ergonomia Nr -17
Josiel Leite
 
Capacitação Ginastica Laboral Cedro Cachoeira Textil
Capacitação Ginastica Laboral  Cedro Cachoeira TextilCapacitação Ginastica Laboral  Cedro Cachoeira Textil
Capacitação Ginastica Laboral Cedro Cachoeira Textil
Tiago Pereiras
 
Riscos Ergonômicos
Riscos Ergonômicos Riscos Ergonômicos
Riscos Ergonômicos
Niela Tuani
 
Ergonomia e Fisiologia do Trabalho
Ergonomia e Fisiologia do TrabalhoErgonomia e Fisiologia do Trabalho
Ergonomia e Fisiologia do Trabalho
Instituto Consciência GO
 
Fisioterapia do trabalho e ergonomia
Fisioterapia do trabalho e ergonomiaFisioterapia do trabalho e ergonomia
Fisioterapia do trabalho e ergonomia
Verbo Educacional
 
Bruno Franklin- Trabalho ginastica laboral interativa
Bruno Franklin- Trabalho ginastica laboral interativa Bruno Franklin- Trabalho ginastica laboral interativa
Bruno Franklin- Trabalho ginastica laboral interativa
Brunofranklin
 
Ginástica laboral - mexa-se
Ginástica laboral - mexa-seGinástica laboral - mexa-se
Ginástica laboral - mexa-se
Roberval Remigio Mendes
 
Slideshre cinesioterapia fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013
 Slideshre cinesioterapia   fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013 Slideshre cinesioterapia   fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013
Slideshre cinesioterapia fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013
Fabio Mazzola
 
Ginastica localizada
Ginastica localizadaGinastica localizada
Ginastica localizada
washington carlos vieira
 
Ergonomia no Trabalho, em Casa e na Vida!
Ergonomia no Trabalho, em Casa e na Vida!Ergonomia no Trabalho, em Casa e na Vida!
Ergonomia no Trabalho, em Casa e na Vida!
EMS Indústria Farmacêutica
 
Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
Marcelo Vieira
 
Growing great schools: what has the most impact?
Growing great schools: what has the most impact?Growing great schools: what has the most impact?
Growing great schools: what has the most impact?
Ofsted
 
Endocarditis
EndocarditisEndocarditis
Endocarditis
Juan Meléndez
 
Projeto gelo
Projeto geloProjeto gelo
Projeto gelo
patronatobonanca
 
BigWeatherGear Group and Corporate Services Brochure 2013
BigWeatherGear Group and Corporate Services Brochure 2013BigWeatherGear Group and Corporate Services Brochure 2013
BigWeatherGear Group and Corporate Services Brochure 2013
Kristin Matson
 
The Next Tsunami AI Blockchain IOT and Our Swarm Evolutionary Singularity
The Next Tsunami AI Blockchain IOT and Our Swarm Evolutionary SingularityThe Next Tsunami AI Blockchain IOT and Our Swarm Evolutionary Singularity
The Next Tsunami AI Blockchain IOT and Our Swarm Evolutionary Singularity
Dinis Guarda
 

Destaque (20)

Ginástica laboralapresentação
Ginástica laboralapresentaçãoGinástica laboralapresentação
Ginástica laboralapresentação
 
Ginastica laboral conclusão
Ginastica laboral conclusãoGinastica laboral conclusão
Ginastica laboral conclusão
 
10 plano-de-aula-ginastica
10 plano-de-aula-ginastica10 plano-de-aula-ginastica
10 plano-de-aula-ginastica
 
FISIOTERAPIA PREVENTIVA
FISIOTERAPIA PREVENTIVAFISIOTERAPIA PREVENTIVA
FISIOTERAPIA PREVENTIVA
 
Palestra de ergonomia Nr -17
Palestra de ergonomia Nr -17Palestra de ergonomia Nr -17
Palestra de ergonomia Nr -17
 
Capacitação Ginastica Laboral Cedro Cachoeira Textil
Capacitação Ginastica Laboral  Cedro Cachoeira TextilCapacitação Ginastica Laboral  Cedro Cachoeira Textil
Capacitação Ginastica Laboral Cedro Cachoeira Textil
 
Riscos Ergonômicos
Riscos Ergonômicos Riscos Ergonômicos
Riscos Ergonômicos
 
Ergonomia e Fisiologia do Trabalho
Ergonomia e Fisiologia do TrabalhoErgonomia e Fisiologia do Trabalho
Ergonomia e Fisiologia do Trabalho
 
Fisioterapia do trabalho e ergonomia
Fisioterapia do trabalho e ergonomiaFisioterapia do trabalho e ergonomia
Fisioterapia do trabalho e ergonomia
 
Bruno Franklin- Trabalho ginastica laboral interativa
Bruno Franklin- Trabalho ginastica laboral interativa Bruno Franklin- Trabalho ginastica laboral interativa
Bruno Franklin- Trabalho ginastica laboral interativa
 
Ginástica laboral - mexa-se
Ginástica laboral - mexa-seGinástica laboral - mexa-se
Ginástica laboral - mexa-se
 
Slideshre cinesioterapia fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013
 Slideshre cinesioterapia   fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013 Slideshre cinesioterapia   fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013
Slideshre cinesioterapia fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013
 
Ginastica localizada
Ginastica localizadaGinastica localizada
Ginastica localizada
 
Ergonomia no Trabalho, em Casa e na Vida!
Ergonomia no Trabalho, em Casa e na Vida!Ergonomia no Trabalho, em Casa e na Vida!
Ergonomia no Trabalho, em Casa e na Vida!
 
Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
 
Growing great schools: what has the most impact?
Growing great schools: what has the most impact?Growing great schools: what has the most impact?
Growing great schools: what has the most impact?
 
Endocarditis
EndocarditisEndocarditis
Endocarditis
 
Projeto gelo
Projeto geloProjeto gelo
Projeto gelo
 
BigWeatherGear Group and Corporate Services Brochure 2013
BigWeatherGear Group and Corporate Services Brochure 2013BigWeatherGear Group and Corporate Services Brochure 2013
BigWeatherGear Group and Corporate Services Brochure 2013
 
The Next Tsunami AI Blockchain IOT and Our Swarm Evolutionary Singularity
The Next Tsunami AI Blockchain IOT and Our Swarm Evolutionary SingularityThe Next Tsunami AI Blockchain IOT and Our Swarm Evolutionary Singularity
The Next Tsunami AI Blockchain IOT and Our Swarm Evolutionary Singularity
 

Semelhante a Ginastica Laboral Qualidade de Vida - Consultoria - EFICAP

A ginastica laboral_os_contrastes
A ginastica laboral_os_contrastesA ginastica laboral_os_contrastes
A ginastica laboral_os_contrastes
herafanu
 
02 ginastica labora
02 ginastica labora02 ginastica labora
02 ginastica labora
Juliana Leonardo Dos Santos
 
Aula 11 texto gina¦üstica laboral
Aula 11   texto gina¦üstica laboralAula 11   texto gina¦üstica laboral
Aula 11 texto gina¦üstica laboral
Diego Alexandre da Silva
 
GINÁSTICA LABORAL E QUALIDADE DE VIDA
GINÁSTICA LABORAL E QUALIDADE DE VIDAGINÁSTICA LABORAL E QUALIDADE DE VIDA
GINÁSTICA LABORAL E QUALIDADE DE VIDA
ACEM Treinamentos - Assessoria em Segurança do Trabalho
 
Atividade Física - Um Instrumento De Melhoria Da Produtividade Nas Empresas D...
Atividade Física - Um Instrumento De Melhoria Da Produtividade Nas Empresas D...Atividade Física - Um Instrumento De Melhoria Da Produtividade Nas Empresas D...
Atividade Física - Um Instrumento De Melhoria Da Produtividade Nas Empresas D...
inventionjournals
 
Recruit module 6 inclus online
Recruit module 6 inclus onlineRecruit module 6 inclus online
Recruit module 6 inclus online
caniceconsulting
 
Pt recruit module 6-inclusiveness in workplace_online
Pt   recruit module 6-inclusiveness in workplace_onlinePt   recruit module 6-inclusiveness in workplace_online
Pt recruit module 6-inclusiveness in workplace_online
caniceconsulting
 
A influência de projeto kaizen na saúde do operador
A influência de projeto kaizen na saúde  do operadorA influência de projeto kaizen na saúde  do operador
A influência de projeto kaizen na saúde do operador
Jackson Adriano Scholze
 
Guia de orientação da ginástica laboral.pdf
Guia de orientação da ginástica laboral.pdfGuia de orientação da ginástica laboral.pdf
Guia de orientação da ginástica laboral.pdf
Radio Jamaica Brasileira™
 
Serviços Health Care 2011
Serviços Health Care 2011Serviços Health Care 2011
Serviços Health Care 2011
Thiago Lorenzi
 
Adoecimento no Trabalho Slides
Adoecimento no Trabalho SlidesAdoecimento no Trabalho Slides
Adoecimento no Trabalho Slides
adrim.silva
 
Slide share 1 contato
Slide share 1 contatoSlide share 1 contato
Slide share 1 contato
ConsultoriaContato
 
Como viver com qualidade parte 2/3
Como viver com qualidade   parte 2/3Como viver com qualidade   parte 2/3
Como viver com qualidade parte 2/3
ABCursos OnLine
 
ginastica labora
ginastica laboraginastica labora
ginastica labora
leodias98
 
Qualidade de viva do trabalhador
Qualidade de viva do trabalhadorQualidade de viva do trabalhador
Qualidade de viva do trabalhador
isisdeca
 
Qualidade de Vida no Trabalho
Qualidade de Vida no Trabalho Qualidade de Vida no Trabalho
Qualidade de Vida no Trabalho
Mariany Moura
 
Livro ginastica laboral
Livro ginastica laboralLivro ginastica laboral
Livro ginastica laboral
marcelosilveirazero1
 
PROMOÇÃO DA SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO Aula 1.pptx
PROMOÇÃO DA SAÚDE  E SEGURANÇA NO TRABALHO Aula 1.pptxPROMOÇÃO DA SAÚDE  E SEGURANÇA NO TRABALHO Aula 1.pptx
PROMOÇÃO DA SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO Aula 1.pptx
sergiopatucci
 
1563 4632-1-pb (1)
1563 4632-1-pb (1)1563 4632-1-pb (1)
1563 4632-1-pb (1)
Dri Alcantara
 
Projeto ginástico laboral (nadieli) (2)
Projeto ginástico laboral (nadieli) (2)Projeto ginástico laboral (nadieli) (2)
Projeto ginástico laboral (nadieli) (2)
herafanu
 

Semelhante a Ginastica Laboral Qualidade de Vida - Consultoria - EFICAP (20)

A ginastica laboral_os_contrastes
A ginastica laboral_os_contrastesA ginastica laboral_os_contrastes
A ginastica laboral_os_contrastes
 
02 ginastica labora
02 ginastica labora02 ginastica labora
02 ginastica labora
 
Aula 11 texto gina¦üstica laboral
Aula 11   texto gina¦üstica laboralAula 11   texto gina¦üstica laboral
Aula 11 texto gina¦üstica laboral
 
GINÁSTICA LABORAL E QUALIDADE DE VIDA
GINÁSTICA LABORAL E QUALIDADE DE VIDAGINÁSTICA LABORAL E QUALIDADE DE VIDA
GINÁSTICA LABORAL E QUALIDADE DE VIDA
 
Atividade Física - Um Instrumento De Melhoria Da Produtividade Nas Empresas D...
Atividade Física - Um Instrumento De Melhoria Da Produtividade Nas Empresas D...Atividade Física - Um Instrumento De Melhoria Da Produtividade Nas Empresas D...
Atividade Física - Um Instrumento De Melhoria Da Produtividade Nas Empresas D...
 
Recruit module 6 inclus online
Recruit module 6 inclus onlineRecruit module 6 inclus online
Recruit module 6 inclus online
 
Pt recruit module 6-inclusiveness in workplace_online
Pt   recruit module 6-inclusiveness in workplace_onlinePt   recruit module 6-inclusiveness in workplace_online
Pt recruit module 6-inclusiveness in workplace_online
 
A influência de projeto kaizen na saúde do operador
A influência de projeto kaizen na saúde  do operadorA influência de projeto kaizen na saúde  do operador
A influência de projeto kaizen na saúde do operador
 
Guia de orientação da ginástica laboral.pdf
Guia de orientação da ginástica laboral.pdfGuia de orientação da ginástica laboral.pdf
Guia de orientação da ginástica laboral.pdf
 
Serviços Health Care 2011
Serviços Health Care 2011Serviços Health Care 2011
Serviços Health Care 2011
 
Adoecimento no Trabalho Slides
Adoecimento no Trabalho SlidesAdoecimento no Trabalho Slides
Adoecimento no Trabalho Slides
 
Slide share 1 contato
Slide share 1 contatoSlide share 1 contato
Slide share 1 contato
 
Como viver com qualidade parte 2/3
Como viver com qualidade   parte 2/3Como viver com qualidade   parte 2/3
Como viver com qualidade parte 2/3
 
ginastica labora
ginastica laboraginastica labora
ginastica labora
 
Qualidade de viva do trabalhador
Qualidade de viva do trabalhadorQualidade de viva do trabalhador
Qualidade de viva do trabalhador
 
Qualidade de Vida no Trabalho
Qualidade de Vida no Trabalho Qualidade de Vida no Trabalho
Qualidade de Vida no Trabalho
 
Livro ginastica laboral
Livro ginastica laboralLivro ginastica laboral
Livro ginastica laboral
 
PROMOÇÃO DA SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO Aula 1.pptx
PROMOÇÃO DA SAÚDE  E SEGURANÇA NO TRABALHO Aula 1.pptxPROMOÇÃO DA SAÚDE  E SEGURANÇA NO TRABALHO Aula 1.pptx
PROMOÇÃO DA SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO Aula 1.pptx
 
1563 4632-1-pb (1)
1563 4632-1-pb (1)1563 4632-1-pb (1)
1563 4632-1-pb (1)
 
Projeto ginástico laboral (nadieli) (2)
Projeto ginástico laboral (nadieli) (2)Projeto ginástico laboral (nadieli) (2)
Projeto ginástico laboral (nadieli) (2)
 

Mais de CEEMPRE

Edital p/ seleção de Gerentes CEEMPRE 2011
Edital p/ seleção de Gerentes CEEMPRE 2011Edital p/ seleção de Gerentes CEEMPRE 2011
Edital p/ seleção de Gerentes CEEMPRE 2011
CEEMPRE
 
Apresentação Prêmio CEEMPRE 2010
Apresentação Prêmio CEEMPRE 2010Apresentação Prêmio CEEMPRE 2010
Apresentação Prêmio CEEMPRE 2010
CEEMPRE
 
Programação V InternEJ - CEEMPRE Jr - 2010
Programação V InternEJ - CEEMPRE Jr - 2010Programação V InternEJ - CEEMPRE Jr - 2010
Programação V InternEJ - CEEMPRE Jr - 2010
CEEMPRE
 
Cronograma de Jogos da I Copa Junior de Futsal MEJ UFV
Cronograma de Jogos da I Copa Junior de Futsal MEJ UFVCronograma de Jogos da I Copa Junior de Futsal MEJ UFV
Cronograma de Jogos da I Copa Junior de Futsal MEJ UFV
CEEMPRE
 
Cases selecionados para apresentação no V InternEJ
Cases selecionados para apresentação no V InternEJCases selecionados para apresentação no V InternEJ
Cases selecionados para apresentação no V InternEJ
CEEMPRE
 
Apresentação Plano de Ação - Diretoria Presidência CEEMPRE Jr 2010 - Felipe G...
Apresentação Plano de Ação - Diretoria Presidência CEEMPRE Jr 2010 - Felipe G...Apresentação Plano de Ação - Diretoria Presidência CEEMPRE Jr 2010 - Felipe G...
Apresentação Plano de Ação - Diretoria Presidência CEEMPRE Jr 2010 - Felipe G...
CEEMPRE
 
Projeto Consultores - Ambiental Jr - apresentação reunião geral CEEMPRE Jr
Projeto Consultores - Ambiental Jr - apresentação reunião geral CEEMPRE JrProjeto Consultores - Ambiental Jr - apresentação reunião geral CEEMPRE Jr
Projeto Consultores - Ambiental Jr - apresentação reunião geral CEEMPRE Jr
CEEMPRE
 
Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...
Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...
Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...
CEEMPRE
 
Reunião CEEMPRE Jr 20.10.2010
Reunião CEEMPRE Jr 20.10.2010Reunião CEEMPRE Jr 20.10.2010
Reunião CEEMPRE Jr 20.10.2010
CEEMPRE
 
Orgulho de ser empresario junior ufv
Orgulho de ser empresario junior ufvOrgulho de ser empresario junior ufv
Orgulho de ser empresario junior ufv
CEEMPRE
 
Projeto CEMP Jr - 1998 - CEEMPRE Jr
Projeto CEMP Jr - 1998 - CEEMPRE JrProjeto CEMP Jr - 1998 - CEEMPRE Jr
Projeto CEMP Jr - 1998 - CEEMPRE Jr
CEEMPRE
 
Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011
Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011
Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011
CEEMPRE
 
Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011
Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011
Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011
CEEMPRE
 
Edital de Cases V InternEJ CEEMPRE Jr
Edital de Cases V InternEJ CEEMPRE JrEdital de Cases V InternEJ CEEMPRE Jr
Edital de Cases V InternEJ CEEMPRE Jr
CEEMPRE
 
Estrutura organizacional ceempre jr 2010 núcleo de empresas juniores da ufv
Estrutura organizacional ceempre jr 2010   núcleo de empresas juniores da ufvEstrutura organizacional ceempre jr 2010   núcleo de empresas juniores da ufv
Estrutura organizacional ceempre jr 2010 núcleo de empresas juniores da ufv
CEEMPRE
 
Apresentação Empresa Junior Sinergia - reunião geral CEEMPRE Jr
Apresentação Empresa Junior Sinergia - reunião geral CEEMPRE JrApresentação Empresa Junior Sinergia - reunião geral CEEMPRE Jr
Apresentação Empresa Junior Sinergia - reunião geral CEEMPRE Jr
CEEMPRE
 
Apresentação sobre a área de Gestão de Pessoas - Soluções Consultoria - CEEMP...
Apresentação sobre a área de Gestão de Pessoas - Soluções Consultoria - CEEMP...Apresentação sobre a área de Gestão de Pessoas - Soluções Consultoria - CEEMP...
Apresentação sobre a área de Gestão de Pessoas - Soluções Consultoria - CEEMP...
CEEMPRE
 
Projeto - Co-gestão CEEMPRE Jr 2009/2010
Projeto - Co-gestão CEEMPRE Jr 2009/2010Projeto - Co-gestão CEEMPRE Jr 2009/2010
Projeto - Co-gestão CEEMPRE Jr 2009/2010
CEEMPRE
 
Movimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucesso
Movimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucessoMovimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucesso
Movimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucesso
CEEMPRE
 
Selo CEEMPRE Jr
Selo CEEMPRE JrSelo CEEMPRE Jr
Selo CEEMPRE Jr
CEEMPRE
 

Mais de CEEMPRE (20)

Edital p/ seleção de Gerentes CEEMPRE 2011
Edital p/ seleção de Gerentes CEEMPRE 2011Edital p/ seleção de Gerentes CEEMPRE 2011
Edital p/ seleção de Gerentes CEEMPRE 2011
 
Apresentação Prêmio CEEMPRE 2010
Apresentação Prêmio CEEMPRE 2010Apresentação Prêmio CEEMPRE 2010
Apresentação Prêmio CEEMPRE 2010
 
Programação V InternEJ - CEEMPRE Jr - 2010
Programação V InternEJ - CEEMPRE Jr - 2010Programação V InternEJ - CEEMPRE Jr - 2010
Programação V InternEJ - CEEMPRE Jr - 2010
 
Cronograma de Jogos da I Copa Junior de Futsal MEJ UFV
Cronograma de Jogos da I Copa Junior de Futsal MEJ UFVCronograma de Jogos da I Copa Junior de Futsal MEJ UFV
Cronograma de Jogos da I Copa Junior de Futsal MEJ UFV
 
Cases selecionados para apresentação no V InternEJ
Cases selecionados para apresentação no V InternEJCases selecionados para apresentação no V InternEJ
Cases selecionados para apresentação no V InternEJ
 
Apresentação Plano de Ação - Diretoria Presidência CEEMPRE Jr 2010 - Felipe G...
Apresentação Plano de Ação - Diretoria Presidência CEEMPRE Jr 2010 - Felipe G...Apresentação Plano de Ação - Diretoria Presidência CEEMPRE Jr 2010 - Felipe G...
Apresentação Plano de Ação - Diretoria Presidência CEEMPRE Jr 2010 - Felipe G...
 
Projeto Consultores - Ambiental Jr - apresentação reunião geral CEEMPRE Jr
Projeto Consultores - Ambiental Jr - apresentação reunião geral CEEMPRE JrProjeto Consultores - Ambiental Jr - apresentação reunião geral CEEMPRE Jr
Projeto Consultores - Ambiental Jr - apresentação reunião geral CEEMPRE Jr
 
Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...
Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...
Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...
 
Reunião CEEMPRE Jr 20.10.2010
Reunião CEEMPRE Jr 20.10.2010Reunião CEEMPRE Jr 20.10.2010
Reunião CEEMPRE Jr 20.10.2010
 
Orgulho de ser empresario junior ufv
Orgulho de ser empresario junior ufvOrgulho de ser empresario junior ufv
Orgulho de ser empresario junior ufv
 
Projeto CEMP Jr - 1998 - CEEMPRE Jr
Projeto CEMP Jr - 1998 - CEEMPRE JrProjeto CEMP Jr - 1998 - CEEMPRE Jr
Projeto CEMP Jr - 1998 - CEEMPRE Jr
 
Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011
Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011
Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011
 
Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011
Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011
Edital de Eleição - Diretoria Executiva e Conselho Consultivo CEEMPRE Jr 2011
 
Edital de Cases V InternEJ CEEMPRE Jr
Edital de Cases V InternEJ CEEMPRE JrEdital de Cases V InternEJ CEEMPRE Jr
Edital de Cases V InternEJ CEEMPRE Jr
 
Estrutura organizacional ceempre jr 2010 núcleo de empresas juniores da ufv
Estrutura organizacional ceempre jr 2010   núcleo de empresas juniores da ufvEstrutura organizacional ceempre jr 2010   núcleo de empresas juniores da ufv
Estrutura organizacional ceempre jr 2010 núcleo de empresas juniores da ufv
 
Apresentação Empresa Junior Sinergia - reunião geral CEEMPRE Jr
Apresentação Empresa Junior Sinergia - reunião geral CEEMPRE JrApresentação Empresa Junior Sinergia - reunião geral CEEMPRE Jr
Apresentação Empresa Junior Sinergia - reunião geral CEEMPRE Jr
 
Apresentação sobre a área de Gestão de Pessoas - Soluções Consultoria - CEEMP...
Apresentação sobre a área de Gestão de Pessoas - Soluções Consultoria - CEEMP...Apresentação sobre a área de Gestão de Pessoas - Soluções Consultoria - CEEMP...
Apresentação sobre a área de Gestão de Pessoas - Soluções Consultoria - CEEMP...
 
Projeto - Co-gestão CEEMPRE Jr 2009/2010
Projeto - Co-gestão CEEMPRE Jr 2009/2010Projeto - Co-gestão CEEMPRE Jr 2009/2010
Projeto - Co-gestão CEEMPRE Jr 2009/2010
 
Movimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucesso
Movimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucessoMovimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucesso
Movimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucesso
 
Selo CEEMPRE Jr
Selo CEEMPRE JrSelo CEEMPRE Jr
Selo CEEMPRE Jr
 

Último

aula sobre metodologia 5s, excelente opc
aula sobre metodologia 5s, excelente opcaula sobre metodologia 5s, excelente opc
aula sobre metodologia 5s, excelente opc
polianasenaces
 
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
E-Commerce Brasil
 
Pequena apostila de contabilidade tributária.pdf
Pequena apostila de contabilidade tributária.pdfPequena apostila de contabilidade tributária.pdf
Pequena apostila de contabilidade tributária.pdf
MartesonCasteloBranc1
 

Último (6)

aula sobre metodologia 5s, excelente opc
aula sobre metodologia 5s, excelente opcaula sobre metodologia 5s, excelente opc
aula sobre metodologia 5s, excelente opc
 
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
 
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
 
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
 
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
 
Pequena apostila de contabilidade tributária.pdf
Pequena apostila de contabilidade tributária.pdfPequena apostila de contabilidade tributária.pdf
Pequena apostila de contabilidade tributária.pdf
 

Ginastica Laboral Qualidade de Vida - Consultoria - EFICAP

  • 1. CONSULTORIA EM GINÁSTICA LABORAL E QUALIDADE DE VIDA TIAGO GONÇALVES PEREIRA
  • 3. GINÁSTICA LABORAL SEGUNDO MACIEL(2009)G.L : É A PRÁTICA DE EXERCICIOS ESPECÍFICOS DE ACORDO COM AS CARACTERISTICAS DE CADA TAREFA LABORAL. VISA A PREVENÇÃO E/OU COMPENSAÇÃO DO DESGASTE OCUPACIONAL PROPORCIONADO PELAS POSTURAS INCORRETAS E /OU CANSATIVAS, PELOS MOVIMENTOS COM OU SEM REPETITIVIDADE E USO DE FORÇA.
  • 4. BENEFÍCIOS PARA A EMPRESA Valorização dos colaboradores Novo paradigma Empresarial Garante a competitividade da Empresa Ginástica Laboral Aumento da Produtividade Promoção da Saúde Redução das despesas Medicas e afastamentos Melhoria das Relações humanas Melhoria de Qualidade de vida no Trabalho
  • 5. CARACTERÍSTICAS DA GINÁSTICA 1-É ADAPTAVEL A REALIDADE DA EMPRESA 2- AS SÉRIES DE EXERCICIOS SÃO ESPECIFICAS PARA CADA SETOR 3-TEM DURAÇÃO MÉDIA DE 10 AÀ 15 MINUTOS 4-É FEITA CM A ROUPA DE TRABALHO 5- A ÊNFASE É ALONGAMENTO, MAS A AULA NÃO PODE SER APENAS BASEADO NESTE.
  • 6. Modalidades de Ginástica PREPARATÓRIA(GLP) PAUSA/COMPENSATÓRIA(GLC) RELAXANTE (GLR) CORRETIVA (GC) MANUTENÇÃO (GLM)
  • 7. OBJETIVOS DO PROGRAMA GERAIS Capacitar e orientar os alunos do cursos de Educação Física que são associados EFICAP Divulgar a Ginástica Laboral dentre as Empresas de Viçosa como meio de promoção da Saúde e Qualidade de vida
  • 8. OBJETIVOS DO PROGRAMA Implantar a Ginástica Laboral nas Empresas de Viçosa e região a partir da Consultoria. ESPECÍFICOS: Oferecer aos associados da EFICAP a oportunidade de prestar esse serviço dentro do meio empresarial viçosense.
  • 9. OBJETIVOS DO PROGRAMA Oferecer a orientação aos estudantes e professores na organização e planejamento de aulas de Ginástica Laboral Oferecer as empresas de Viçosa e região a oportunidade de incluir nas atividades laborais a Ginástica dentro da empresa.
  • 10. PANORAMA DA GINÁSTICA LABORAL NO BRASIL Para REIS/LIMA (2005,p 3), ’’’...A ginástica Laboral está em um crescimento evidente em todo país... No Brasil a implantação da GL acontece em indústrias dos mais diversos ramos...
  • 11. Dentre elas podemos citar as indústrias de: Extração de petróleo, As metalúrgicas, As indústrias têxteis, As madeireiras, terminais portuários, setor de extração mineral,
  • 12. Alimentação, Transporte,Hidrelétricas, Papelaria, Indústria Cerâmica, Agroindústrias, CallCenters Setores de programação de computadores. (REIS/LIMA, 2005)
  • 13.
  • 14. Ginástica na Empresa‘’Dê uma pausa na rotina’’ Parar dez minutos por dia para se exercitar contribui para um estilo de vida mais saudável e menos estressante. Esta é a proposta do SESI Ginástica na Empresa, realizado desde 1998 em âmbito nacional. Inspirado em um projeto do SESI no Rio Grande do Sul, iniciado em 1978, hoje o programa atende a cerca de 2 mil empresas e 600 mil trabalhadores. Exercícios de alongamento, postura e consciência corporal ajudam a evitar doenças ocupacionais, como as lesões por esforço repetitivo (LER) e os distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT). Além disso, aumentam a qualidade de vida do trabalhador e a produtividade da indústria. .
  • 15. Mais do que prevenir doenças, o SESI Ginástica na Empresa apresenta, de forma lúdica e educativa, meios para se manter uma vida saudável. Os profissionais do SESI ensinam exercícios e orientam os alunos sobre a importância de fazer atividades físicas e de manter uma alimentação saudável. Segundo pesquisa realizada pelo SESI em 2005, 69% das empresas que aderiram ao programa registraram aumento na produtividade. Além disso, 83,6% dos trabalhadores que participam do SESI Ginástica na Empresa perceberam melhora em seu desempenho profissional. Fonte: http://www.sesi.org.br
  • 16. FASES DE IMPLANTAÇÃO DA GINASTICA LABORAL DENTRO DAS EMPRESAS PRIMEIRA FASE: ESTRUTURAÇÃO SEGUNDA FASE: PLANEJAMENTO TERCEIRA FASE: EXECUÇÃO QUARTA FASE :AVALIAÇÃO
  • 17. PLANEJAMENTO DAS AULAS DE GINÁSTICA LABORAL: Para Mendes(2005 , p.164) a Ginástica Laboral pode ser ministrada para diferentes tipos de trabalhadores, principalmente considerados nos grupos de risco de doenças ocupacionais. O Planejamento do programa da G.L pode ser dividido em quatro partes: 1)Planejamento Geral 2)Planejamento Mensal 3) Planejamento Semanal 4) Plano de Aula
  • 18. Plano de Aula de uma Sessão de Ginástica Laboral A) Aquecimento :Exercícios de Alongamento e exercícios de mobilização para todo o corpo B)Parte Principal :Exercícios localizados e/ou atividades lúdico-recreativas; C)Volta à Calma:Alongamento seguido de massagem e /ou relaxamento.
  • 19. ESTRATÉGIAS UTILIZADAS NAS AULAS DE GINÁSTICA LABORAL 1)ATIVIDADES EM DUPLAS 2)ATIVIDADES EM TRIOS 3)EM CÍRCULOS 4) ATIVIDADES COM GRANDES E PEQUENOS GRUPOS 5)EM COLUNAS OU FILEIRAS 6)COM OU SEM MATERIAIS 7)COM OU SEM MUSICA 8) COM OU SEM DINÂMICAS 9)ENTRE OUTRAS
  • 20. 1)BALÕES 2)BOLINHAS DE TÊNIS 3)BASTÕES 4) EXTENSORES 5)COLCHONETES 6)CDS 7)CORDAS/AQUATUBO 8)HALTERES 9)ARCOS MATERIAIS QUE DEVEM SER UTILIZADOS
  • 21. PLANO DE AULA DE GINÁSTICA LABORAL: Duração da Aula: 15 minutos (Posição Sentados) Aquecimento: Pescoço alongamento 4 porções Pêndulo dos Olhos Ombro/Peitoral(2 a 2 sentado ) Coluna Vertebral(Queixo sobre o peito abdômen contraído) Parte Principal: ”Essa palavra me lembra’’...Pizza me lembra Ketchup... Volta à Calma: Agora 2 a 2 , a cada momento um individuo massageará o companheiro com as devidas orientações do professor.
  • 22. QUALIDADE DE VIDA Segundo a Organização Mundial de Saúde(OMS): [...] uma condição de bem-estar que inclui não apenas o bom funcionamento do corpo, mas também o vivenciar uma sensação de bem-estar espiritual(ou psicológico) e social, entendido este último _o bem-estar social como uma boa qualidade nas relações que o individuo mantém com as outras pessoas e com o meio ambiente.
  • 23. O Desafio da Qualidade de Vida. O termo Qualidade de Vida tem sido utilizado em larga escala desde os anos 80 e tem sido considerado por alguns como chavões nos dias atuais.
  • 24. Qualidade de Vida no Trabalho È inegável o papel exercido pelas empresas, na sociedade, e vários autores têm expressado essa opinião, como Reginato(1999), ao declarar que a indústria tornou-se o eixo principal da relação do homem com o mundo, possibilitando a vida num ambiente criado e habitado pelas mais diversas formas e usos da matéria.
  • 25. ’’O conjunto das transformações de forças políticas e econômicas fez com que as empresas assumissem novos significados ampliando sua participação na construção de experiências nas áreas culturais, sociais ,educacionais e de lazer dentro da sociedade’’. GRECO(2005)
  • 26. Para Madsen (1999) , as empresas estão cada vez mais conscientes de seu compromisso com o desenvolvimento social e de seu importante papel na melhoria da Qualidade de vida da população.
  • 27. Essa nova filosofia adotada quanto à promoção da saúde de seus funcionários tem refletido numa postura de abandono das velhas práticas paliativas ou remediadores , como focado por Pegado(1990), em que se verificava somente a prática do check-up médico, e a ausência de programas capazes de mudar o estilo de vida dessas pessoas.
  • 29. Quem Lucra? A EMPRESA * Aumenta a produtividade* Diminui o absenteísmo* Diminui o número de acidentes* Diminui o turn over* Reduzir as despesas médicas
  • 30. O FUNCIONÁRIO * Alivia o stress* Melhora a postura* Desperta o interesse pela prática de hábitos saudáveis* Estimula o interesse pela prática de atividade física* Melhora o relacionamento entre as pessoas* Diminui o risco de acidentes e alivia dores musculares
  • 32. OBRIGADO!
  • 33. CONTATO: TIAGO GONÇALVES PEREIRA (031)8731-4322 ou 3299-3284 Tiagopereira1989@gmail.com http://bemestarrevolution.blogspot.com/ http://eficapufv.blogspot.com/