SlideShare uma empresa Scribd logo
1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf
Contexto e características
§ Expansão da Revolução Industrial pelo mundo
ØPrimeira Revolução Industrial (1750): restringiu-
se à Inglaterra - utilização do carvão e do ferro
ØSegunda Revolução Industrial: Europa, EUA e o
Japão: exploração do aço, eletricidade e petróleo
ØAumento do ritmo de produção: novas técnicas,
tecnologias e metodologias
ØAdoção da linha de montagem: Henry Ford
Contexto e características
§ Aumento da concorrência: formação de grandes
monopólios
ØCartéis: associações entre empresas visando
dominar o mercado através de acordo de preços e
pressão sobre os fornecedores
ØTrustes: fusão de duas ou mais empresas
consolidadas no mercado
ØHoldings: controle acionário por empresas
financeiras de várias outras empresas. Ex. os bancos
üSurgimento do conceito de capitalismo financeiro
Contexto e características
§ Fatores que levaram as potências industriais à
buscarem por mais matérias-primas e lucros em
outros continentes:
ØExcedente demográfico: disponibilidade de
milhares de trabalhadores, diminuição da taxa de
mortalidade e aumento da expectativa de vida
ØExcedentes de capitais: necessidade de aplicá-los
ØBases militares: interesse em obtê-las em
territórios estratégicos visando assegurar o
comércio marítimo
Contexto e características
§ Legitimação ideológica do imperialismo:
darwinismo social
ØMito da superioridade racial
ØA “missão sagrada” dos europeus: levar a
civilização aos “bárbaros e selvagens”, povos
“inferiores”
ØBaseado nesses ideais, a Europa, os EUA e o
Japão, passaram a disputar acirradamente
áreas de influência e de exploração na África e
na Ásia
O neocolonialismo do século XIX
§ Novas formas de dominação
ØBusca pela ampliação do mercado consumidor e
matérias-primas
ØEmpréstimos com altos juros e investimentos em
setores como o de transporte e serviços públicos
ØA corrida desenfreada por territórios e áreas de
influência, envolveu tecnologia, capitais e poderio
militar
ØNem sempre a ocupação e a disputa por colônias
tiveram caráter pacífico
Partilha da África
§ A divisão: França e a Inglaterra
ØA África francesa: a França foi a
primeira a possuir domínios nesse
continente (1830) - África Ocidental
(Argélia, Tunísia, Marrocos, Mada-
gascar e Somália)
ØA África inglesa: A Inglaterra
controlou o continente desde o mar
Mediterrâneo até o cabo da Boa
Esperança - Egito, Costa do Ouro,
Nigéria, Rodésia, Serra Leoa, África
Oriental e África do Sul
Partilha da África
§ Conferência de Berlim (1884- 1885)
ØReunião de 14 países europeus e os
EUA sob a presidência do chanceler
Bismarck
ØObjetivo: organizar e estabelecer
normas de ocupação do continente
africano para as grandes potências
ØA partilha e os descontentamentos:
üItália (Líbia, a Somália italiana e a
Eritreia) e Alemanha (Camarões,
África Oriental e sudoeste africano)
Gravura de E. A. Tilly
representando a
Conferência de Berlim
sobre a África (1884)
Partilha da África
§ Conferência de Berlim (1884- 1885)
ØA partilha e os descontentamentos:
üBélgica (Congo) e Espanha (Marrocos
espanhol, Rio de Ouro e Rio Muni)
üPortugal (Angola, Moçambique e
Guiné portuguesa, desde o séc. XVI)
ØÁreas independentes: Etiópia e Libéria
ØEssa divisão persistiu até 1914, com a
Primeira Guerra Mundial.
Gravura de E. A. Tilly
representando a
Conferência de Berlim
sobre a África (1884)
A partilha da Ásia
§ CONTEXTO
ØTerra das especiarias, visitado por europeus, desde
a Idade Média: histórias de Marco Polo
ØSéculo XVI - chegada dos primeiros europeus:
portugueses, espanhóis, holandeses, ingleses e
franceses
ØCom o desenvolvimento capitalista, a disputa pela
Ásia tornou- se maior
A partilha da Ásia - CHINA
§ Contexto: “Império do Centro” - dinastia manchu
ØDominação inglesa: derrota nas Guerras do Ópio
(1839-1842/1856-1860), ou Guerras Anglo-Chinesas
ØDerrota na Guerra dos Boxers (1900): opôs a China
a vários países que a exploravam (Inglaterra,
Alemanha, EUA, França, Rússia e Japão)
ØEntre 1840-1940 esteve subjugada à condição de
“quintal do mundo”, até 1949, com a revolução
comunista liderada por Mao Tsé-tung
A partilha da Ásia - INDIA
§ CONTEXTO: cobiçada pelas suas especiarias desde
os tempos medievais
ØInvasão europeia (1498): chegada de Vasco da
Gama a Calicute
ØDomínio da Inglaterra (séc. XVIII)
ØGuerra dos Sipaios (1857-1858): Interferência
direta dos ingleses na região
A partilha da Ásia - INDOCHINA
§ CONTEXTO
ØOcupação francesa na região onde atualmente se
situam o Vietnã, o Laos e o Camboja
ØA partir da Segunda Guerra (1939-1945), lutou pela
independência
ØFoi palco da Guerra do Vietnã nas décadas de 1960
e 1970
Conflitos gerados pelo imperialismo
vGUERRA DOS BÔERES (1899-1902)
ØDescendentes dos holandeses, fazendeiros
conservadores convencidos de serem a “raça eleita”
ØCaracterizavam-se pelo fanatismo religioso e pelo
nacionalismo exacerbado
§ Contexto e fatores:
ØDescoberta de ouro e diamante nas regiões do
Transvaal e do Orange: cobiça da Inglaterra
Conflitos gerados pelo imperialismo
vGUERRA DOS BÔERES (1899-1902)
§ Causas
ØDisputa pelas regiões mineradoras: ingleses X
“bôeres”
ØDesfecho: vitória inglesa
ØAssinatura do tratado de Vereening: os bôeres
ficaram com suas terras, mas as minas foram
ocupadas pelos ingleses
Conflitos gerados pelo imperialismo
vGUERRA DOS ÓPIO (1839-1842/1856-1860)
ØSobre o ópio: seu tráfico era controlado pelos
ingleses
üSeu consumo alastrou-se pela sociedade chinesa
ØProibição do governo chinês do uso e o comércio do
ópio
ØAumento do comércio ilegal com apoio da
Inglaterra, que cultivava a planta na Índia
Conflitos gerados pelo imperialismo
vGUERRA DOS ÓPIO (1839-1842/1856-1860)
§ Primeira Guerra do Ópio (1839-1842)
ØCausa: em 1839, a China confiscou e queimou cerca
de 20 mil caixas de ópio, apoiando os nacionalistas
ØInterferência militar da Inglaterra
ØDerrota chinesa - Tratado de Nanquim
üOs chineses foram obrigados a pagar pesada
indenização, abrir vários de seus portos e a ceder a
ilha de Hong Kong à Inglaterra, devolvida em 1997
Conflitos gerados pelo imperialismo
vGUERRA DOS ÓPIO (1839-1842/1856-1860)
§ Segunda Guerra do Ópio (1856-1860)
ØCausas: intervenção da Marinha chinesa sobre um
navio britânico (1856)
ØDerrota chinesa: Tratado de Tianjin
üOnze portos chineses foram abertos ao comércio de
ópio com o Ocidente, garantindo liberdade aos
traficantes europeus e aos missionários cristãos
Conflitos gerados pelo imperialismo
vGuerra dos Boxers (1900)
ØMembros da “Sociedade Punhos Fechados”:
representavam os chineses nacionalistas fanáticos
ØSe opunham à dominação estrangeira e exigiam a
expulsão de estrangeiros
ØA rebelião provocou a morte de estrangeiros,
dentre os quais o embaixador alemão
ØA reação internacional: um exército internacional
invadiu a China a fim de lhe dar uma violenta lição
Conflitos gerados pelo imperialismo
vGuerra dos Cipaios (1857) - Índia
Soldados das tropas nativas
§ Causas: conflito nacionalista contra a presença dos
ingleses
ØPretexto da guerra: uso de cartuchos revestidos de
graxa animal, considerada impura pelas crenças
religiosas
ØRepressão britânica: a Índia foi submetida a seu
completo domínio
Conflitos gerados pelo imperialismo
vGuerra dos Cipaios (1857) – Índia
§ Consequências:
ØA partir de 1859, o governo indiano passou a um
membro nomeado pelo Parlamento
ØA tradicional estrutura fabril da produção têxtil local
foi desarticulada
ØOs nativos leais à Inglaterra (sikhs e gurkas)
integraram as tropas indianas
ØEm 1876, Benjamin Disraeli (primeiro-ministro)
transformou a Índia em parte do Império Britânico e
a rainha Vitória foi coroada imperatriz da Índia
O imperialismo japonês
§ Contexto - Japão: o “Império do Sol Nascente”
ØPrimeiros ocidentais na região: jesuítas portugueses
e espanhóis
ØExpulsão dos missionários católicos: fechou-se ao
contato ocidental até o século XIX
ØEm 1853, uma esquadra estadunidense comandada
por comodoro Perry, chegou ao Japão ameaçando
bombardeio, e obrigando-o a abrir seus portos
ØO exemplo foi seguido por outras potências
europeias
O imperialismo japonês
§ A reação japonesa
ØManifestações nacionalistas
e x i g i n d o a e x p u l s ã o d o s
estrangeiros
Ø Pobre em recursos naturais e
militarmente bem equipado,
passou a invadir e a anexar
territórios vizinhos em busca
m a t é r i a s - p r i m a s p a r a d a r
continuidade à sua Revolução
Industrial
O imperialismo japonês
§ Ambicionando a Manchúria, declarou guerra à China
§ Em 1900, participou da repressão da Guerra dos Boxers
ao lado das potências europeias
§ Em 1904-1905, envolveu-se na guerra contra a Rússia
ØOs russos foram derrotados e obrigados a ceder
territórios aos japoneses
ØA Coreia foi anexada em seguida
§ No século XX, o Japão era uma nação que se rivalizava
com as potências ocidentais pelo controle da Ásia
ØAo final da II Guerra Mundial, foi derrotado e suas
colônias foram entregues aos Aliados
Os Estados Unidos e a América Latina
§ Contexto
ØSéculo XIX - predominância inglesa no continente
üMediação britânica no processo de emancipação
üAliança dos ingleses com os grupos oligárquicos
internos: dependência econômica dos novos países
ØDoutrina Monroe: substituição da influência
britânica pela estadunidense
ØDestino Manifesto: os EUA se colocavam como os
guardiães mundiais da democracia
Os Estados Unidos e a América Latina
§ Contexto
ØConquista e ampliação do território em direção ao
Pacífico: compra, guerra ou indenização
üChegada ao Pacífico: acesso aos mercados asiáticos
üCompra da Flórida: abertura para as Antilhas e a
América Latina
§ Guerra do México (1848): tomada de uma extensa
faixa territorial do México
ØO rio Grande foi imposto como limite fronteiriço
após o confronto militar 1846-1848
Os Estados Unidos e a América Latina
§ Guerra de Secessão (1861-1865)
ØGuerra civil que envolveu os Estados da União: Norte X
Sul
Ø A vitória nortista consolidou o capitalismo e acelerou o
desenvolvimento industrial
ØA burguesia nortista assumiu o controle da política
econômica
ØNo final do século XIX, os EUA já disputava pelo mundo
com as potências tradicionais
“A América para os americanos”
imperialismo estadunidense
§ Cuba
ØApoio dos EUA na luta contra a
Espanha (1898):
üEm troca, os EUA garantiram o
direito de intervir militarmente em
Cuba e a instalação da base militar
em Guantánamo
ØA vitória sobre a Espanha garantiu-
lhes as Filipinas, na Ásia, como
indenização de guerra
Governo de Theodore
Roosevelt: política do
Big Stick - “política do
grande porrete”:
preservar seus
interesses na América,
por meio da intimidação
“A América para os americanos”
imperialismo estadunidense
§ Panamá
ØApoio dos EUA a grupos rebeldes
s e p a r a t i s t a s q u e e x i g i a m a
independência da Colômbia
ØEm troca, conquistaram o controle do
canal do Panamá, construído com
capital estadunidense, que liga o
oceano Atlântico ao Pacífico
üO canal facilitou o acesso entre a
costa leste e a costa oeste dos EUA
O navio estadunidense
SS Kroonland
atravessando o canal
do Panamá, em 1915
“A América para os americanos”
imperialismo estadunidense
§ Nicarágua
ØOcupação militar dos EUA na
região(1909) em apoio às oligarquias
locais contra os camponeses que
reivindicavam a reforma agrária
ØEm 1933, os EUA retiraram suas
tropas, mas manteve a região sob
controle, apoiando governantes fiéis
aos seus interesses
Augusto César
Sandino: símbolo da
luta contra a opressão
A diplomacia do dólar
§ Grandes investimentos em países
latino-americanos
§ Controle de setores vitais do
desenvolvimento interno
§ Imperialismo cultural estadunidense:
imposição ao mundo do american
way of life.
Conclusão
§ A penetração imperialista resultou em grandes
conflitos
§ Esse processo acirrou as contradições entre as
potências, preparando-se para a I Guerra Mundial
§ Contradição britânica: sua postura em relação à
escravidão
§ O Brasil também demonstrou pretensões
imperialistas: Campanhas do Prata (1850-1870)

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf

Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
Josué Ramos
 
Aula sobre imperialismo def
Aula sobre imperialismo defAula sobre imperialismo def
Aula sobre imperialismo def
CarlosNazar1
 
Aula sobre imperialismo
Aula sobre imperialismoAula sobre imperialismo
Aula sobre imperialismo
CarlosNazar1
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
Thiago Souza
 
Imperialismo Módulo
Imperialismo Módulo Imperialismo Módulo
Imperialismo Módulo
CarlosNazar1
 
Primeira guerra mundial e imperialismo
Primeira guerra mundial e imperialismoPrimeira guerra mundial e imperialismo
Primeira guerra mundial e imperialismo
maria brito
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
Marcos Mamute
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
KellyCarvalho2011
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
Marcelo Ferreira Boia
 
3ºão - resumão - imperialismos
3ºão - resumão - imperialismos3ºão - resumão - imperialismos
3ºão - resumão - imperialismos
Daniel Alves Bronstrup
 
Descolonização da África
Descolonização da ÁfricaDescolonização da África
Descolonização da África
carlosbidu
 
Imperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e NeocolonialismoImperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e Neocolonialismo
isameucci
 
História 9º ano - A Europa e o Mundo no limiar do século XX
História 9º ano - A Europa e o Mundo no limiar do século XXHistória 9º ano - A Europa e o Mundo no limiar do século XX
História 9º ano - A Europa e o Mundo no limiar do século XX
Leandro Leitão
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
Edenilson Morais
 
Imperialismo e Neocolonialismo (parte1e2)
Imperialismo e Neocolonialismo (parte1e2)Imperialismo e Neocolonialismo (parte1e2)
Imperialismo e Neocolonialismo (parte1e2)
isameucci
 
Imperialismo e Primeira Guerra
Imperialismo e Primeira GuerraImperialismo e Primeira Guerra
Imperialismo e Primeira Guerra
Alan
 
Imperialismo do seculo XIX - Neocolonialismo
Imperialismo do seculo XIX - NeocolonialismoImperialismo do seculo XIX - Neocolonialismo
Imperialismo do seculo XIX - Neocolonialismo
Alexandre Protásio
 
Primeira guerra mundial e imperialismo
Primeira guerra mundial e imperialismoPrimeira guerra mundial e imperialismo
Primeira guerra mundial e imperialismo
ide2011
 
1ª GUERRA E CRISE DE 1929.
1ª GUERRA E CRISE DE 1929.1ª GUERRA E CRISE DE 1929.
1ª GUERRA E CRISE DE 1929.
Grazi Oliveira
 
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialImperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Marcelo Ferreira Boia
 

Semelhante a 1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf (20)

Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Aula sobre imperialismo def
Aula sobre imperialismo defAula sobre imperialismo def
Aula sobre imperialismo def
 
Aula sobre imperialismo
Aula sobre imperialismoAula sobre imperialismo
Aula sobre imperialismo
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Imperialismo Módulo
Imperialismo Módulo Imperialismo Módulo
Imperialismo Módulo
 
Primeira guerra mundial e imperialismo
Primeira guerra mundial e imperialismoPrimeira guerra mundial e imperialismo
Primeira guerra mundial e imperialismo
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
3ºão - resumão - imperialismos
3ºão - resumão - imperialismos3ºão - resumão - imperialismos
3ºão - resumão - imperialismos
 
Descolonização da África
Descolonização da ÁfricaDescolonização da África
Descolonização da África
 
Imperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e NeocolonialismoImperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e Neocolonialismo
 
História 9º ano - A Europa e o Mundo no limiar do século XX
História 9º ano - A Europa e o Mundo no limiar do século XXHistória 9º ano - A Europa e o Mundo no limiar do século XX
História 9º ano - A Europa e o Mundo no limiar do século XX
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
 
Imperialismo e Neocolonialismo (parte1e2)
Imperialismo e Neocolonialismo (parte1e2)Imperialismo e Neocolonialismo (parte1e2)
Imperialismo e Neocolonialismo (parte1e2)
 
Imperialismo e Primeira Guerra
Imperialismo e Primeira GuerraImperialismo e Primeira Guerra
Imperialismo e Primeira Guerra
 
Imperialismo do seculo XIX - Neocolonialismo
Imperialismo do seculo XIX - NeocolonialismoImperialismo do seculo XIX - Neocolonialismo
Imperialismo do seculo XIX - Neocolonialismo
 
Primeira guerra mundial e imperialismo
Primeira guerra mundial e imperialismoPrimeira guerra mundial e imperialismo
Primeira guerra mundial e imperialismo
 
1ª GUERRA E CRISE DE 1929.
1ª GUERRA E CRISE DE 1929.1ª GUERRA E CRISE DE 1929.
1ª GUERRA E CRISE DE 1929.
 
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialImperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
 

Último

IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
Geagra UFG
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 

Último (20)

IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 

1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf

  • 2. Contexto e características § Expansão da Revolução Industrial pelo mundo ØPrimeira Revolução Industrial (1750): restringiu- se à Inglaterra - utilização do carvão e do ferro ØSegunda Revolução Industrial: Europa, EUA e o Japão: exploração do aço, eletricidade e petróleo ØAumento do ritmo de produção: novas técnicas, tecnologias e metodologias ØAdoção da linha de montagem: Henry Ford
  • 3. Contexto e características § Aumento da concorrência: formação de grandes monopólios ØCartéis: associações entre empresas visando dominar o mercado através de acordo de preços e pressão sobre os fornecedores ØTrustes: fusão de duas ou mais empresas consolidadas no mercado ØHoldings: controle acionário por empresas financeiras de várias outras empresas. Ex. os bancos üSurgimento do conceito de capitalismo financeiro
  • 4. Contexto e características § Fatores que levaram as potências industriais à buscarem por mais matérias-primas e lucros em outros continentes: ØExcedente demográfico: disponibilidade de milhares de trabalhadores, diminuição da taxa de mortalidade e aumento da expectativa de vida ØExcedentes de capitais: necessidade de aplicá-los ØBases militares: interesse em obtê-las em territórios estratégicos visando assegurar o comércio marítimo
  • 5. Contexto e características § Legitimação ideológica do imperialismo: darwinismo social ØMito da superioridade racial ØA “missão sagrada” dos europeus: levar a civilização aos “bárbaros e selvagens”, povos “inferiores” ØBaseado nesses ideais, a Europa, os EUA e o Japão, passaram a disputar acirradamente áreas de influência e de exploração na África e na Ásia
  • 6. O neocolonialismo do século XIX § Novas formas de dominação ØBusca pela ampliação do mercado consumidor e matérias-primas ØEmpréstimos com altos juros e investimentos em setores como o de transporte e serviços públicos ØA corrida desenfreada por territórios e áreas de influência, envolveu tecnologia, capitais e poderio militar ØNem sempre a ocupação e a disputa por colônias tiveram caráter pacífico
  • 7. Partilha da África § A divisão: França e a Inglaterra ØA África francesa: a França foi a primeira a possuir domínios nesse continente (1830) - África Ocidental (Argélia, Tunísia, Marrocos, Mada- gascar e Somália) ØA África inglesa: A Inglaterra controlou o continente desde o mar Mediterrâneo até o cabo da Boa Esperança - Egito, Costa do Ouro, Nigéria, Rodésia, Serra Leoa, África Oriental e África do Sul
  • 8. Partilha da África § Conferência de Berlim (1884- 1885) ØReunião de 14 países europeus e os EUA sob a presidência do chanceler Bismarck ØObjetivo: organizar e estabelecer normas de ocupação do continente africano para as grandes potências ØA partilha e os descontentamentos: üItália (Líbia, a Somália italiana e a Eritreia) e Alemanha (Camarões, África Oriental e sudoeste africano) Gravura de E. A. Tilly representando a Conferência de Berlim sobre a África (1884)
  • 9. Partilha da África § Conferência de Berlim (1884- 1885) ØA partilha e os descontentamentos: üBélgica (Congo) e Espanha (Marrocos espanhol, Rio de Ouro e Rio Muni) üPortugal (Angola, Moçambique e Guiné portuguesa, desde o séc. XVI) ØÁreas independentes: Etiópia e Libéria ØEssa divisão persistiu até 1914, com a Primeira Guerra Mundial. Gravura de E. A. Tilly representando a Conferência de Berlim sobre a África (1884)
  • 10. A partilha da Ásia § CONTEXTO ØTerra das especiarias, visitado por europeus, desde a Idade Média: histórias de Marco Polo ØSéculo XVI - chegada dos primeiros europeus: portugueses, espanhóis, holandeses, ingleses e franceses ØCom o desenvolvimento capitalista, a disputa pela Ásia tornou- se maior
  • 11. A partilha da Ásia - CHINA § Contexto: “Império do Centro” - dinastia manchu ØDominação inglesa: derrota nas Guerras do Ópio (1839-1842/1856-1860), ou Guerras Anglo-Chinesas ØDerrota na Guerra dos Boxers (1900): opôs a China a vários países que a exploravam (Inglaterra, Alemanha, EUA, França, Rússia e Japão) ØEntre 1840-1940 esteve subjugada à condição de “quintal do mundo”, até 1949, com a revolução comunista liderada por Mao Tsé-tung
  • 12. A partilha da Ásia - INDIA § CONTEXTO: cobiçada pelas suas especiarias desde os tempos medievais ØInvasão europeia (1498): chegada de Vasco da Gama a Calicute ØDomínio da Inglaterra (séc. XVIII) ØGuerra dos Sipaios (1857-1858): Interferência direta dos ingleses na região
  • 13. A partilha da Ásia - INDOCHINA § CONTEXTO ØOcupação francesa na região onde atualmente se situam o Vietnã, o Laos e o Camboja ØA partir da Segunda Guerra (1939-1945), lutou pela independência ØFoi palco da Guerra do Vietnã nas décadas de 1960 e 1970
  • 14. Conflitos gerados pelo imperialismo vGUERRA DOS BÔERES (1899-1902) ØDescendentes dos holandeses, fazendeiros conservadores convencidos de serem a “raça eleita” ØCaracterizavam-se pelo fanatismo religioso e pelo nacionalismo exacerbado § Contexto e fatores: ØDescoberta de ouro e diamante nas regiões do Transvaal e do Orange: cobiça da Inglaterra
  • 15. Conflitos gerados pelo imperialismo vGUERRA DOS BÔERES (1899-1902) § Causas ØDisputa pelas regiões mineradoras: ingleses X “bôeres” ØDesfecho: vitória inglesa ØAssinatura do tratado de Vereening: os bôeres ficaram com suas terras, mas as minas foram ocupadas pelos ingleses
  • 16. Conflitos gerados pelo imperialismo vGUERRA DOS ÓPIO (1839-1842/1856-1860) ØSobre o ópio: seu tráfico era controlado pelos ingleses üSeu consumo alastrou-se pela sociedade chinesa ØProibição do governo chinês do uso e o comércio do ópio ØAumento do comércio ilegal com apoio da Inglaterra, que cultivava a planta na Índia
  • 17. Conflitos gerados pelo imperialismo vGUERRA DOS ÓPIO (1839-1842/1856-1860) § Primeira Guerra do Ópio (1839-1842) ØCausa: em 1839, a China confiscou e queimou cerca de 20 mil caixas de ópio, apoiando os nacionalistas ØInterferência militar da Inglaterra ØDerrota chinesa - Tratado de Nanquim üOs chineses foram obrigados a pagar pesada indenização, abrir vários de seus portos e a ceder a ilha de Hong Kong à Inglaterra, devolvida em 1997
  • 18. Conflitos gerados pelo imperialismo vGUERRA DOS ÓPIO (1839-1842/1856-1860) § Segunda Guerra do Ópio (1856-1860) ØCausas: intervenção da Marinha chinesa sobre um navio britânico (1856) ØDerrota chinesa: Tratado de Tianjin üOnze portos chineses foram abertos ao comércio de ópio com o Ocidente, garantindo liberdade aos traficantes europeus e aos missionários cristãos
  • 19. Conflitos gerados pelo imperialismo vGuerra dos Boxers (1900) ØMembros da “Sociedade Punhos Fechados”: representavam os chineses nacionalistas fanáticos ØSe opunham à dominação estrangeira e exigiam a expulsão de estrangeiros ØA rebelião provocou a morte de estrangeiros, dentre os quais o embaixador alemão ØA reação internacional: um exército internacional invadiu a China a fim de lhe dar uma violenta lição
  • 20. Conflitos gerados pelo imperialismo vGuerra dos Cipaios (1857) - Índia Soldados das tropas nativas § Causas: conflito nacionalista contra a presença dos ingleses ØPretexto da guerra: uso de cartuchos revestidos de graxa animal, considerada impura pelas crenças religiosas ØRepressão britânica: a Índia foi submetida a seu completo domínio
  • 21. Conflitos gerados pelo imperialismo vGuerra dos Cipaios (1857) – Índia § Consequências: ØA partir de 1859, o governo indiano passou a um membro nomeado pelo Parlamento ØA tradicional estrutura fabril da produção têxtil local foi desarticulada ØOs nativos leais à Inglaterra (sikhs e gurkas) integraram as tropas indianas ØEm 1876, Benjamin Disraeli (primeiro-ministro) transformou a Índia em parte do Império Britânico e a rainha Vitória foi coroada imperatriz da Índia
  • 22. O imperialismo japonês § Contexto - Japão: o “Império do Sol Nascente” ØPrimeiros ocidentais na região: jesuítas portugueses e espanhóis ØExpulsão dos missionários católicos: fechou-se ao contato ocidental até o século XIX ØEm 1853, uma esquadra estadunidense comandada por comodoro Perry, chegou ao Japão ameaçando bombardeio, e obrigando-o a abrir seus portos ØO exemplo foi seguido por outras potências europeias
  • 23. O imperialismo japonês § A reação japonesa ØManifestações nacionalistas e x i g i n d o a e x p u l s ã o d o s estrangeiros Ø Pobre em recursos naturais e militarmente bem equipado, passou a invadir e a anexar territórios vizinhos em busca m a t é r i a s - p r i m a s p a r a d a r continuidade à sua Revolução Industrial
  • 24. O imperialismo japonês § Ambicionando a Manchúria, declarou guerra à China § Em 1900, participou da repressão da Guerra dos Boxers ao lado das potências europeias § Em 1904-1905, envolveu-se na guerra contra a Rússia ØOs russos foram derrotados e obrigados a ceder territórios aos japoneses ØA Coreia foi anexada em seguida § No século XX, o Japão era uma nação que se rivalizava com as potências ocidentais pelo controle da Ásia ØAo final da II Guerra Mundial, foi derrotado e suas colônias foram entregues aos Aliados
  • 25. Os Estados Unidos e a América Latina § Contexto ØSéculo XIX - predominância inglesa no continente üMediação britânica no processo de emancipação üAliança dos ingleses com os grupos oligárquicos internos: dependência econômica dos novos países ØDoutrina Monroe: substituição da influência britânica pela estadunidense ØDestino Manifesto: os EUA se colocavam como os guardiães mundiais da democracia
  • 26. Os Estados Unidos e a América Latina § Contexto ØConquista e ampliação do território em direção ao Pacífico: compra, guerra ou indenização üChegada ao Pacífico: acesso aos mercados asiáticos üCompra da Flórida: abertura para as Antilhas e a América Latina § Guerra do México (1848): tomada de uma extensa faixa territorial do México ØO rio Grande foi imposto como limite fronteiriço após o confronto militar 1846-1848
  • 27. Os Estados Unidos e a América Latina § Guerra de Secessão (1861-1865) ØGuerra civil que envolveu os Estados da União: Norte X Sul Ø A vitória nortista consolidou o capitalismo e acelerou o desenvolvimento industrial ØA burguesia nortista assumiu o controle da política econômica ØNo final do século XIX, os EUA já disputava pelo mundo com as potências tradicionais
  • 28. “A América para os americanos” imperialismo estadunidense § Cuba ØApoio dos EUA na luta contra a Espanha (1898): üEm troca, os EUA garantiram o direito de intervir militarmente em Cuba e a instalação da base militar em Guantánamo ØA vitória sobre a Espanha garantiu- lhes as Filipinas, na Ásia, como indenização de guerra Governo de Theodore Roosevelt: política do Big Stick - “política do grande porrete”: preservar seus interesses na América, por meio da intimidação
  • 29. “A América para os americanos” imperialismo estadunidense § Panamá ØApoio dos EUA a grupos rebeldes s e p a r a t i s t a s q u e e x i g i a m a independência da Colômbia ØEm troca, conquistaram o controle do canal do Panamá, construído com capital estadunidense, que liga o oceano Atlântico ao Pacífico üO canal facilitou o acesso entre a costa leste e a costa oeste dos EUA O navio estadunidense SS Kroonland atravessando o canal do Panamá, em 1915
  • 30. “A América para os americanos” imperialismo estadunidense § Nicarágua ØOcupação militar dos EUA na região(1909) em apoio às oligarquias locais contra os camponeses que reivindicavam a reforma agrária ØEm 1933, os EUA retiraram suas tropas, mas manteve a região sob controle, apoiando governantes fiéis aos seus interesses Augusto César Sandino: símbolo da luta contra a opressão
  • 31. A diplomacia do dólar § Grandes investimentos em países latino-americanos § Controle de setores vitais do desenvolvimento interno § Imperialismo cultural estadunidense: imposição ao mundo do american way of life.
  • 32. Conclusão § A penetração imperialista resultou em grandes conflitos § Esse processo acirrou as contradições entre as potências, preparando-se para a I Guerra Mundial § Contradição britânica: sua postura em relação à escravidão § O Brasil também demonstrou pretensões imperialistas: Campanhas do Prata (1850-1870)