SlideShare uma empresa Scribd logo
Acadêmicas: Laiz Cristina, Rafaela Gima
1. Placa neural - espessamento do
ectoderma na linha mediana dorsal
do embrião.
2. Sulco neural - um sulco
longitudinal
3. Goteira neural – invaginação do
sulco (se aprofunda)
4. Tubo e cristas neurais - os lábios
da goteira neural se fundem
formando o tubo neural e de cada
lado do tubo se desenvolvem (se
diferenciam) células que
formam as cristas neurais
   O Tubo Neural dá origem ao Sistema Nervoso Central e a
    Crista Neural dá origem ao Sistema Nervoso Periférico
   Gânglios sensitivos
   Gânglios do sistema nervoso autônomo
   Medula da supra renal
   Melanócitos
   Células de Schwann
   Células C da tireóide
O sistema nervoso central é
responsável    por    receber   e
processar informações. Ele é
constituído de encéfalo e medula
espinal, protegidos por crânio e
coluna vertebral,respectivamente.
Ambas       as    estruturas    são
reforçadas por três lâminas
conjuntivas,          denominadas
meninges. São elas a dura-máter,
aracnoide e pia-máter. Há, entre as
duas últimas, a presença de um
líquido: o líquor, responsável pela
nutrição do SNC (sistema nervoso
central) e pela minimização dos
possíveis traumas causados por
choques mecânicos.
O encéfalo centraliza o
controle do nosso corpo, e é
dividido em três partes
principais: cérebro, cerebelo
e tronco encefálico (bulbo,
ponte, mesencéfalo, etc.).
O cerebelo coordena os movimentos
e a postura corporal, mantendo
nosso equilíbrio e permitindo com
que façamos determinadas tarefas,
como andar de bicicleta. Isso só é
possível porque ele recebe diversas
informações do encéfalo e medula
espinal. Também possui substância
cinzenta externa e substância
branca, internamente. .
O cerebelo está localizado na parte
de trás de nossa cabeça, abaixo do
cérebro. É ele quem coordena e
constrola os músculos e o equilíbrio.
O tronco encefálico, formado
pelo bulbo, pela ponte e pelo
mesencéfalo,     controla     os
movimentos automáticos do
nosso corpo, relacionado à
sobrevivência:       respiração,
batimentos cardíacos, etc.
A medula espinal se localiza em nossas vértebras, na
região onde estas são perfuradas. Ao contrário do
cérebro e cerebelo, a camada cinzenta da medula
encontra-se mais interna que a camada branca.

Ela é quem recebe primeiramente as informações
transmitidas das mais diferentes regiões do corpo, para
depois encaminhá-las para o encéfalo. Da mesma
forma, as informações oriundas deste passam por ela,
para depois serem conduzidas às regiões específicas.

Além disso, a medula é responsável por reflexos rápidos
em resposta a situações de emergência, como retirar
imediatamente a mão da tomada ao receber choque.
Tudo isso acontece nesta região graças aos trinta e um
nervos espinhais que contém.
A medula espinhal conduz os impulsos
nervosos aos nervos, que levam essa ordem
para o restante do corpo.
Esses NERVOS fomam o Sistema Nervoso
Periférico
Os nervos são como uma rede de fios que
transporta as informações entre a medula e o
restante do corpo (ida e volta). Eles se espalham e
se ramificam pelo corpo inteiro.
Os nervos podem ser:
Sensitivos: levam informação dos órgãos
   para os centros de comando.
Motores: Transportam mensagens do
   encéfalo e da medula para os órgãos e
   músculos.
Mistos: Leva e traz as mensagens.
Os neurônios são as células do
Sistema Nervoso que conduzem os
impulsos elétricos. Eles possuem um
corpo celular (com núcleo), os
dendritos (que recebem a informação
do neurônio anterior) e o axônio (que
leva a informação recebida até o
próximo neurônio).
Sinapse é o lugar em que os
neurônios se encontram um com o
outro, e transmitem a informação.
   Anencefalia
   Espinha bífida
   Hidrocefalia
A anencefalia é uma malformação rara do tubo neural,
caracterizada pela ausência parcial do encéfalo e da calota
craniana, proveniente de defeito de fechamento do tubo
neural nas primeiras semanas da formação embrionária.
 A Espinha Bífida, uma grave anormalidade congénita do
  sistema nervoso, desenvolve-se nos dois primeiros meses de
  gestação e representa um defeito na formação do tubo
  neural. Uma das lesões congénitas mais comuns da medula
  espinhal é causada pelo fechamento incompleto da coluna
  vertebral.
 Quando isso acontece, o tecido nervoso sai através do
  orifício, formando uma protuberância mole, na qual a medula
  espinhal fica sem protecção. Isto é denominado espinha
  bífida posterior e, embora possa ocorrer em qualquer nível
  da coluna vertebral, é mais comum na região lombosagrada.
  Quando as raízes dos nervos lombo sagrais estão envolvidos,
  ocorrem graus variáveis de paralisia abaixo do nível
  envolvido.
Mal formação congênita onde o sistema
ventricular falha em se comunicar com os
demais ventrículos ou espaço subaracnoídeo,
como consequência há um acúmulo de fluido
cérebro-espinhal no sistema ventricular e
aumento significativo do perímetro cefálico.
   http://www.auladeanatomia.com/site/pagina.php?i
    dp=161
   http://www.infoescola.com/biologia/neurulacao/
   http://www.afh.bio.br/nervoso/nervoso3.asp
   http://www.guia.heu.nom.br/tronco_encefalico.htm
   http://www.webciencia.com/11_29snp.htm

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistema nervoso periférico
Sistema nervoso periféricoSistema nervoso periférico
Sistema nervoso periférico
Ewerton Marinho
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
Solange Ferreira de Paula
 
Nervos e terminações nervosas cp 11
Nervos e terminações nervosas cp 11Nervos e terminações nervosas cp 11
Nervos e terminações nervosas cp 11
Williams Pinto Williamsc.Pinto
 
Neuronio
NeuronioNeuronio
Neuronio
Rita Pereira
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
GabriellaFicher
 
Cérebro
CérebroCérebro
Cérebro
norberto faria
 
Nucleos da base
Nucleos da baseNucleos da base
Nucleos da base
Natha Fisioterapia
 
Princípios da neuropsicologia
Princípios da neuropsicologiaPrincípios da neuropsicologia
Princípios da neuropsicologia
Gisele Cortoni Calia
 
Neurotransmissores e receptores sensitivos
Neurotransmissores e receptores sensitivos Neurotransmissores e receptores sensitivos
Neurotransmissores e receptores sensitivos
Thiago Rhangel Gomes Teixeira
 
Fisiologia - Sistema Nervoso Central
Fisiologia - Sistema Nervoso CentralFisiologia - Sistema Nervoso Central
Fisiologia - Sistema Nervoso Central
Pedro Miguel
 
Sistema nervoso slides
Sistema nervoso slidesSistema nervoso slides
Sistema nervoso slides
Fabiano Reis
 
Aula de Revisão - Neuroanatomia
Aula de Revisão - NeuroanatomiaAula de Revisão - Neuroanatomia
Est.mov. m3 - sistema nervoso
Est.mov.   m3 - sistema nervosoEst.mov.   m3 - sistema nervoso
Est.mov. m3 - sistema nervoso
Filipe Matos
 
Introdução a Neuroanatomia e Neurofisiologia
Introdução a Neuroanatomia e NeurofisiologiaIntrodução a Neuroanatomia e Neurofisiologia
Introdução a Neuroanatomia e Neurofisiologia
Alisson Vasconcelos Dos Anjos
 
Sistema nervoso - anatomia humana
Sistema nervoso - anatomia humanaSistema nervoso - anatomia humana
Sistema nervoso - anatomia humana
Marília Gomes
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Patricia Ruiz
 
Princípios de neuroanatomia
Princípios de neuroanatomiaPrincípios de neuroanatomia
Princípios de neuroanatomia
Carlos Frederico Almeida Rodrigues
 
História das neurociências
História das neurociênciasHistória das neurociências
História das neurociências
Caio Maximino
 
Anatomia - Sistema nervoso
Anatomia - Sistema nervosoAnatomia - Sistema nervoso
Anatomia - Sistema nervoso
Luis Antonio Cezar Junior
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
isabelourenco
 

Mais procurados (20)

Sistema nervoso periférico
Sistema nervoso periféricoSistema nervoso periférico
Sistema nervoso periférico
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Nervos e terminações nervosas cp 11
Nervos e terminações nervosas cp 11Nervos e terminações nervosas cp 11
Nervos e terminações nervosas cp 11
 
Neuronio
NeuronioNeuronio
Neuronio
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Cérebro
CérebroCérebro
Cérebro
 
Nucleos da base
Nucleos da baseNucleos da base
Nucleos da base
 
Princípios da neuropsicologia
Princípios da neuropsicologiaPrincípios da neuropsicologia
Princípios da neuropsicologia
 
Neurotransmissores e receptores sensitivos
Neurotransmissores e receptores sensitivos Neurotransmissores e receptores sensitivos
Neurotransmissores e receptores sensitivos
 
Fisiologia - Sistema Nervoso Central
Fisiologia - Sistema Nervoso CentralFisiologia - Sistema Nervoso Central
Fisiologia - Sistema Nervoso Central
 
Sistema nervoso slides
Sistema nervoso slidesSistema nervoso slides
Sistema nervoso slides
 
Aula de Revisão - Neuroanatomia
Aula de Revisão - NeuroanatomiaAula de Revisão - Neuroanatomia
Aula de Revisão - Neuroanatomia
 
Est.mov. m3 - sistema nervoso
Est.mov.   m3 - sistema nervosoEst.mov.   m3 - sistema nervoso
Est.mov. m3 - sistema nervoso
 
Introdução a Neuroanatomia e Neurofisiologia
Introdução a Neuroanatomia e NeurofisiologiaIntrodução a Neuroanatomia e Neurofisiologia
Introdução a Neuroanatomia e Neurofisiologia
 
Sistema nervoso - anatomia humana
Sistema nervoso - anatomia humanaSistema nervoso - anatomia humana
Sistema nervoso - anatomia humana
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Princípios de neuroanatomia
Princípios de neuroanatomiaPrincípios de neuroanatomia
Princípios de neuroanatomia
 
História das neurociências
História das neurociênciasHistória das neurociências
História das neurociências
 
Anatomia - Sistema nervoso
Anatomia - Sistema nervosoAnatomia - Sistema nervoso
Anatomia - Sistema nervoso
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 

Destaque

Desenvolvimento do sistema nervoso (1)
Desenvolvimento do sistema nervoso (1)Desenvolvimento do sistema nervoso (1)
Desenvolvimento do sistema nervoso (1)
Natha Fisioterapia
 
Filogenese do Sistema Nervoso
Filogenese do Sistema NervosoFilogenese do Sistema Nervoso
Filogenese do Sistema Nervoso
Liga de neurociências
 
âNgelo machado neuroanatomia - alguns aspectos da filogênese do sistema ner...
âNgelo machado   neuroanatomia - alguns aspectos da filogênese do sistema ner...âNgelo machado   neuroanatomia - alguns aspectos da filogênese do sistema ner...
âNgelo machado neuroanatomia - alguns aspectos da filogênese do sistema ner...
minete
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Catir
 
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power PointSistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Bio
 
SISTEMA NERVOSO: NOÇÕES DE NEUROANATOMIA
SISTEMA NERVOSO: NOÇÕES DE NEUROANATOMIASISTEMA NERVOSO: NOÇÕES DE NEUROANATOMIA
SISTEMA NERVOSO: NOÇÕES DE NEUROANATOMIA
Cristiano Quintão
 
Morfofisiologia (sistema nervoso)
Morfofisiologia (sistema nervoso)Morfofisiologia (sistema nervoso)
Morfofisiologia (sistema nervoso)
bioalvarenga
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
Roberto Bagatini
 
Receptores Sensoriais
Receptores SensoriaisReceptores Sensoriais
Receptores Sensoriais
lafunirg
 
Embriologia - Malformações Congênitas (Fatores Genéticos)
Embriologia - Malformações Congênitas (Fatores Genéticos)Embriologia - Malformações Congênitas (Fatores Genéticos)
Embriologia - Malformações Congênitas (Fatores Genéticos)
Igor Maurer
 
Aula sistema nervoso
Aula sistema nervosoAula sistema nervoso
Aula sistema nervoso
krisleiscienza
 
Desenvolvimento Embrionário!
Desenvolvimento Embrionário!Desenvolvimento Embrionário!
Desenvolvimento Embrionário!
Rosalia Azambuja
 
SISTEMA NERVOSO HUMANO
SISTEMA NERVOSO HUMANOSISTEMA NERVOSO HUMANO
SISTEMA NERVOSO HUMANO
carreiralopes
 
Formção marliz
Formção marlizFormção marliz
Formção marliz
PESC Semed
 
12 café aula 03 - dr. antonio carlos lopes - prevenção de defeitos abertos ...
12 café   aula 03 - dr. antonio carlos lopes - prevenção de defeitos abertos ...12 café   aula 03 - dr. antonio carlos lopes - prevenção de defeitos abertos ...
12 café aula 03 - dr. antonio carlos lopes - prevenção de defeitos abertos ...
itgfiles
 
Aula 1 cérebro e comportamento
Aula 1 cérebro e comportamentoAula 1 cérebro e comportamento
Aula 1 cérebro e comportamento
Fernanda Carvalho
 
Abordagem neurocirúrgica em pacientes com defeitos de fechamento do tubo neur...
Abordagem neurocirúrgica em pacientes com defeitos de fechamento do tubo neur...Abordagem neurocirúrgica em pacientes com defeitos de fechamento do tubo neur...
Abordagem neurocirúrgica em pacientes com defeitos de fechamento do tubo neur...
rjleme
 
Neuroanatomia Inicial
Neuroanatomia Inicial Neuroanatomia Inicial
Neuroanatomia Inicial
Janderson Physios
 
Anencefalia
AnencefaliaAnencefalia
Anencefalia
Nidalys
 
Desenvolvimento Embrionário de anfíbio
Desenvolvimento Embrionário de anfíbioDesenvolvimento Embrionário de anfíbio
Desenvolvimento Embrionário de anfíbio
Linique Logan
 

Destaque (20)

Desenvolvimento do sistema nervoso (1)
Desenvolvimento do sistema nervoso (1)Desenvolvimento do sistema nervoso (1)
Desenvolvimento do sistema nervoso (1)
 
Filogenese do Sistema Nervoso
Filogenese do Sistema NervosoFilogenese do Sistema Nervoso
Filogenese do Sistema Nervoso
 
âNgelo machado neuroanatomia - alguns aspectos da filogênese do sistema ner...
âNgelo machado   neuroanatomia - alguns aspectos da filogênese do sistema ner...âNgelo machado   neuroanatomia - alguns aspectos da filogênese do sistema ner...
âNgelo machado neuroanatomia - alguns aspectos da filogênese do sistema ner...
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power PointSistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
 
SISTEMA NERVOSO: NOÇÕES DE NEUROANATOMIA
SISTEMA NERVOSO: NOÇÕES DE NEUROANATOMIASISTEMA NERVOSO: NOÇÕES DE NEUROANATOMIA
SISTEMA NERVOSO: NOÇÕES DE NEUROANATOMIA
 
Morfofisiologia (sistema nervoso)
Morfofisiologia (sistema nervoso)Morfofisiologia (sistema nervoso)
Morfofisiologia (sistema nervoso)
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
Receptores Sensoriais
Receptores SensoriaisReceptores Sensoriais
Receptores Sensoriais
 
Embriologia - Malformações Congênitas (Fatores Genéticos)
Embriologia - Malformações Congênitas (Fatores Genéticos)Embriologia - Malformações Congênitas (Fatores Genéticos)
Embriologia - Malformações Congênitas (Fatores Genéticos)
 
Aula sistema nervoso
Aula sistema nervosoAula sistema nervoso
Aula sistema nervoso
 
Desenvolvimento Embrionário!
Desenvolvimento Embrionário!Desenvolvimento Embrionário!
Desenvolvimento Embrionário!
 
SISTEMA NERVOSO HUMANO
SISTEMA NERVOSO HUMANOSISTEMA NERVOSO HUMANO
SISTEMA NERVOSO HUMANO
 
Formção marliz
Formção marlizFormção marliz
Formção marliz
 
12 café aula 03 - dr. antonio carlos lopes - prevenção de defeitos abertos ...
12 café   aula 03 - dr. antonio carlos lopes - prevenção de defeitos abertos ...12 café   aula 03 - dr. antonio carlos lopes - prevenção de defeitos abertos ...
12 café aula 03 - dr. antonio carlos lopes - prevenção de defeitos abertos ...
 
Aula 1 cérebro e comportamento
Aula 1 cérebro e comportamentoAula 1 cérebro e comportamento
Aula 1 cérebro e comportamento
 
Abordagem neurocirúrgica em pacientes com defeitos de fechamento do tubo neur...
Abordagem neurocirúrgica em pacientes com defeitos de fechamento do tubo neur...Abordagem neurocirúrgica em pacientes com defeitos de fechamento do tubo neur...
Abordagem neurocirúrgica em pacientes com defeitos de fechamento do tubo neur...
 
Neuroanatomia Inicial
Neuroanatomia Inicial Neuroanatomia Inicial
Neuroanatomia Inicial
 
Anencefalia
AnencefaliaAnencefalia
Anencefalia
 
Desenvolvimento Embrionário de anfíbio
Desenvolvimento Embrionário de anfíbioDesenvolvimento Embrionário de anfíbio
Desenvolvimento Embrionário de anfíbio
 

Semelhante a FORMAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO

introd a neuro, filogenese, embriologia e divisão do Sistema Nervosos
 introd a neuro, filogenese, embriologia e divisão do Sistema Nervosos introd a neuro, filogenese, embriologia e divisão do Sistema Nervosos
introd a neuro, filogenese, embriologia e divisão do Sistema Nervosos
MarliaSousa8
 
Anatomia do Sistema Nervoso Humano
Anatomia do Sistema Nervoso HumanoAnatomia do Sistema Nervoso Humano
Anatomia do Sistema Nervoso Humano
Egberto Neto
 
04 EMBRIOLOGIA SN.ppt
04 EMBRIOLOGIA SN.ppt04 EMBRIOLOGIA SN.ppt
04 EMBRIOLOGIA SN.ppt
Joao Luiz Macedo
 
Sistema nervoso2
Sistema nervoso2Sistema nervoso2
Sistema nervoso2
mariabraz
 
AULA SISTEMA NERVOSO slide sha.pptx
AULA SISTEMA NERVOSO  slide sha.pptxAULA SISTEMA NERVOSO  slide sha.pptx
AULA SISTEMA NERVOSO slide sha.pptx
FabianoDoVale
 
Aula Anatomia
Aula AnatomiaAula Anatomia
Aula Anatomia
Elyane Oliveira
 
Sistema Nervoso - Prof Maria de Fátima
Sistema  Nervoso - Prof Maria de FátimaSistema  Nervoso - Prof Maria de Fátima
Sistema Nervoso - Prof Maria de Fátima
Tia Fátima Assis Lepesqueur
 
Anatomia do Sistema Nervoso
Anatomia do Sistema NervosoAnatomia do Sistema Nervoso
Anatomia do Sistema Nervoso
Ana Carolina Andrade
 
Sistema nervoso prof Ivanise Meyer
Sistema nervoso prof Ivanise MeyerSistema nervoso prof Ivanise Meyer
Sistema nervoso prof Ivanise Meyer
Ivanise Meyer
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Ana Xavier
 
Sistema nervoso central
Sistema nervoso centralSistema nervoso central
Sistema nervoso central
Sebastiao Margarida
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
SamuelXavier27
 
06 sistema nervoso central-snc
06 sistema nervoso central-snc06 sistema nervoso central-snc
06 sistema nervoso central-snc
Andrezza Belota Lopes Machado
 
Sistemanervoso 120618081852-phpapp01
Sistemanervoso 120618081852-phpapp01Sistemanervoso 120618081852-phpapp01
Sistemanervoso 120618081852-phpapp01
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
MONITORIA-SISTEMA-NERVOSO.pptx
MONITORIA-SISTEMA-NERVOSO.pptxMONITORIA-SISTEMA-NERVOSO.pptx
MONITORIA-SISTEMA-NERVOSO.pptx
ValriaLima93
 
Sist nervoso
Sist nervosoSist nervoso
Sist nervoso
Carla Patrícia Lima
 
Sistema nervoso2
Sistema nervoso2Sistema nervoso2
Sistema nervoso2
Ana Xavier
 
11 ¬ aula slides sistema nervoso
11 ¬ aula slides sistema nervoso11 ¬ aula slides sistema nervoso
11 ¬ aula slides sistema nervoso
Simone Alvarenga
 
Neuroanatomia medula espinhal
Neuroanatomia   medula espinhalNeuroanatomia   medula espinhal
Neuroanatomia medula espinhal
neuroliga-nortemineira
 
Sistema nervoso biologia 1 ano texto.pdf
Sistema nervoso biologia 1  ano texto.pdfSistema nervoso biologia 1  ano texto.pdf
Sistema nervoso biologia 1 ano texto.pdf
itamirvieira1
 

Semelhante a FORMAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO (20)

introd a neuro, filogenese, embriologia e divisão do Sistema Nervosos
 introd a neuro, filogenese, embriologia e divisão do Sistema Nervosos introd a neuro, filogenese, embriologia e divisão do Sistema Nervosos
introd a neuro, filogenese, embriologia e divisão do Sistema Nervosos
 
Anatomia do Sistema Nervoso Humano
Anatomia do Sistema Nervoso HumanoAnatomia do Sistema Nervoso Humano
Anatomia do Sistema Nervoso Humano
 
04 EMBRIOLOGIA SN.ppt
04 EMBRIOLOGIA SN.ppt04 EMBRIOLOGIA SN.ppt
04 EMBRIOLOGIA SN.ppt
 
Sistema nervoso2
Sistema nervoso2Sistema nervoso2
Sistema nervoso2
 
AULA SISTEMA NERVOSO slide sha.pptx
AULA SISTEMA NERVOSO  slide sha.pptxAULA SISTEMA NERVOSO  slide sha.pptx
AULA SISTEMA NERVOSO slide sha.pptx
 
Aula Anatomia
Aula AnatomiaAula Anatomia
Aula Anatomia
 
Sistema Nervoso - Prof Maria de Fátima
Sistema  Nervoso - Prof Maria de FátimaSistema  Nervoso - Prof Maria de Fátima
Sistema Nervoso - Prof Maria de Fátima
 
Anatomia do Sistema Nervoso
Anatomia do Sistema NervosoAnatomia do Sistema Nervoso
Anatomia do Sistema Nervoso
 
Sistema nervoso prof Ivanise Meyer
Sistema nervoso prof Ivanise MeyerSistema nervoso prof Ivanise Meyer
Sistema nervoso prof Ivanise Meyer
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema nervoso central
Sistema nervoso centralSistema nervoso central
Sistema nervoso central
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
06 sistema nervoso central-snc
06 sistema nervoso central-snc06 sistema nervoso central-snc
06 sistema nervoso central-snc
 
Sistemanervoso 120618081852-phpapp01
Sistemanervoso 120618081852-phpapp01Sistemanervoso 120618081852-phpapp01
Sistemanervoso 120618081852-phpapp01
 
MONITORIA-SISTEMA-NERVOSO.pptx
MONITORIA-SISTEMA-NERVOSO.pptxMONITORIA-SISTEMA-NERVOSO.pptx
MONITORIA-SISTEMA-NERVOSO.pptx
 
Sist nervoso
Sist nervosoSist nervoso
Sist nervoso
 
Sistema nervoso2
Sistema nervoso2Sistema nervoso2
Sistema nervoso2
 
11 ¬ aula slides sistema nervoso
11 ¬ aula slides sistema nervoso11 ¬ aula slides sistema nervoso
11 ¬ aula slides sistema nervoso
 
Neuroanatomia medula espinhal
Neuroanatomia   medula espinhalNeuroanatomia   medula espinhal
Neuroanatomia medula espinhal
 
Sistema nervoso biologia 1 ano texto.pdf
Sistema nervoso biologia 1  ano texto.pdfSistema nervoso biologia 1  ano texto.pdf
Sistema nervoso biologia 1 ano texto.pdf
 

Mais de Laiz Cristina

Autismo
AutismoAutismo
Autismo
Laiz Cristina
 
Vôlei
VôleiVôlei
Valvulopatia
ValvulopatiaValvulopatia
Valvulopatia
Laiz Cristina
 
Abordagens Obstétricas
Abordagens ObstétricasAbordagens Obstétricas
Abordagens Obstétricas
Laiz Cristina
 
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
Laiz Cristina
 
Doenças causadas por linfócitos T citotóxicos
Doenças causadas por linfócitos T citotóxicos  Doenças causadas por linfócitos T citotóxicos
Doenças causadas por linfócitos T citotóxicos
Laiz Cristina
 
Síndrome do x frágil
Síndrome do x frágilSíndrome do x frágil
Síndrome do x frágil
Laiz Cristina
 

Mais de Laiz Cristina (7)

Autismo
AutismoAutismo
Autismo
 
Vôlei
VôleiVôlei
Vôlei
 
Valvulopatia
ValvulopatiaValvulopatia
Valvulopatia
 
Abordagens Obstétricas
Abordagens ObstétricasAbordagens Obstétricas
Abordagens Obstétricas
 
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
 
Doenças causadas por linfócitos T citotóxicos
Doenças causadas por linfócitos T citotóxicos  Doenças causadas por linfócitos T citotóxicos
Doenças causadas por linfócitos T citotóxicos
 
Síndrome do x frágil
Síndrome do x frágilSíndrome do x frágil
Síndrome do x frágil
 

Último

Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FredFringeFringeDola
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
Deiciane Chaves
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 

FORMAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO

  • 2.
  • 3. 1. Placa neural - espessamento do ectoderma na linha mediana dorsal do embrião. 2. Sulco neural - um sulco longitudinal 3. Goteira neural – invaginação do sulco (se aprofunda) 4. Tubo e cristas neurais - os lábios da goteira neural se fundem formando o tubo neural e de cada lado do tubo se desenvolvem (se diferenciam) células que formam as cristas neurais
  • 4. O Tubo Neural dá origem ao Sistema Nervoso Central e a Crista Neural dá origem ao Sistema Nervoso Periférico
  • 5.
  • 6.
  • 7. Gânglios sensitivos  Gânglios do sistema nervoso autônomo  Medula da supra renal  Melanócitos  Células de Schwann  Células C da tireóide
  • 8.
  • 9. O sistema nervoso central é responsável por receber e processar informações. Ele é constituído de encéfalo e medula espinal, protegidos por crânio e coluna vertebral,respectivamente. Ambas as estruturas são reforçadas por três lâminas conjuntivas, denominadas meninges. São elas a dura-máter, aracnoide e pia-máter. Há, entre as duas últimas, a presença de um líquido: o líquor, responsável pela nutrição do SNC (sistema nervoso central) e pela minimização dos possíveis traumas causados por choques mecânicos.
  • 10. O encéfalo centraliza o controle do nosso corpo, e é dividido em três partes principais: cérebro, cerebelo e tronco encefálico (bulbo, ponte, mesencéfalo, etc.).
  • 11. O cerebelo coordena os movimentos e a postura corporal, mantendo nosso equilíbrio e permitindo com que façamos determinadas tarefas, como andar de bicicleta. Isso só é possível porque ele recebe diversas informações do encéfalo e medula espinal. Também possui substância cinzenta externa e substância branca, internamente. .
  • 12.
  • 13. O cerebelo está localizado na parte de trás de nossa cabeça, abaixo do cérebro. É ele quem coordena e constrola os músculos e o equilíbrio.
  • 14. O tronco encefálico, formado pelo bulbo, pela ponte e pelo mesencéfalo, controla os movimentos automáticos do nosso corpo, relacionado à sobrevivência: respiração, batimentos cardíacos, etc.
  • 15. A medula espinal se localiza em nossas vértebras, na região onde estas são perfuradas. Ao contrário do cérebro e cerebelo, a camada cinzenta da medula encontra-se mais interna que a camada branca. Ela é quem recebe primeiramente as informações transmitidas das mais diferentes regiões do corpo, para depois encaminhá-las para o encéfalo. Da mesma forma, as informações oriundas deste passam por ela, para depois serem conduzidas às regiões específicas. Além disso, a medula é responsável por reflexos rápidos em resposta a situações de emergência, como retirar imediatamente a mão da tomada ao receber choque. Tudo isso acontece nesta região graças aos trinta e um nervos espinhais que contém.
  • 16. A medula espinhal conduz os impulsos nervosos aos nervos, que levam essa ordem para o restante do corpo. Esses NERVOS fomam o Sistema Nervoso Periférico
  • 17. Os nervos são como uma rede de fios que transporta as informações entre a medula e o restante do corpo (ida e volta). Eles se espalham e se ramificam pelo corpo inteiro.
  • 18. Os nervos podem ser: Sensitivos: levam informação dos órgãos para os centros de comando. Motores: Transportam mensagens do encéfalo e da medula para os órgãos e músculos. Mistos: Leva e traz as mensagens.
  • 19. Os neurônios são as células do Sistema Nervoso que conduzem os impulsos elétricos. Eles possuem um corpo celular (com núcleo), os dendritos (que recebem a informação do neurônio anterior) e o axônio (que leva a informação recebida até o próximo neurônio).
  • 20. Sinapse é o lugar em que os neurônios se encontram um com o outro, e transmitem a informação.
  • 21.
  • 22. Anencefalia  Espinha bífida  Hidrocefalia
  • 23. A anencefalia é uma malformação rara do tubo neural, caracterizada pela ausência parcial do encéfalo e da calota craniana, proveniente de defeito de fechamento do tubo neural nas primeiras semanas da formação embrionária.
  • 24.  A Espinha Bífida, uma grave anormalidade congénita do sistema nervoso, desenvolve-se nos dois primeiros meses de gestação e representa um defeito na formação do tubo neural. Uma das lesões congénitas mais comuns da medula espinhal é causada pelo fechamento incompleto da coluna vertebral.  Quando isso acontece, o tecido nervoso sai através do orifício, formando uma protuberância mole, na qual a medula espinhal fica sem protecção. Isto é denominado espinha bífida posterior e, embora possa ocorrer em qualquer nível da coluna vertebral, é mais comum na região lombosagrada. Quando as raízes dos nervos lombo sagrais estão envolvidos, ocorrem graus variáveis de paralisia abaixo do nível envolvido.
  • 25.
  • 26. Mal formação congênita onde o sistema ventricular falha em se comunicar com os demais ventrículos ou espaço subaracnoídeo, como consequência há um acúmulo de fluido cérebro-espinhal no sistema ventricular e aumento significativo do perímetro cefálico.
  • 27.
  • 28. http://www.auladeanatomia.com/site/pagina.php?i dp=161  http://www.infoescola.com/biologia/neurulacao/  http://www.afh.bio.br/nervoso/nervoso3.asp  http://www.guia.heu.nom.br/tronco_encefalico.htm  http://www.webciencia.com/11_29snp.htm