SlideShare uma empresa Scribd logo
Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia




                                       Sistema nervoso


Introdução
       O sistema nervoso é um grupo de tecidos compostos por células altamente
especializadas que possuem características de excitabilidade e condutividade.



Divisões do sistema nervoso
       Sistema nervoso central: Inclui o encéfalo e a medula espinhal
localizados no crânio e no canal vertebral respectivamente.




      Sistema nervoso periférico: Inclui 12 pares de nervos cranianos e seus
ramos e 31 pares de nervos espinhais e seus ramos. Este sistema faz a ligação entre
músculos e glândulas e o sistema nervoso central.
       As fibras nervosas periféricas distribuídas aos músculos lisos, músculo cardíaco
e glândulas (efetores) compõem o sistema nervoso autônomo.




                                                                                   Página 1 de 13
Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia




Tipos de células nervosas
        O sistema nervoso é composto de um tecido especial que contém 2 tipos de
células: Os Neurônios elementos ativos da condução e a Neuróglia os elementos de
suporte.



Os Neurônios
        O neurônio ou célula nervosa é a unidade básica do sistema nervoso
responsável por conduzir o impulso elétrico de uma parte do corpo a outra e consiste em
um Corpo, com apenas 1 núcleo e processos que transmitem impulsos para o corpo e
dele recebem.
       Existem 2 tipos de processos: Os Dendritos e os Axônios. Os Axônios levam o
impulso para longe do corpo celular enquanto que os Dendritos levam o impulso na
direção do corpo celular.




A fibra nervosa
       Fibra nervosa é qualquer processo neuronal como o axônio ou o dendrito.
       Todas as fibras do sistema nervoso periférico possuem um envoltório composto
por células denominadas Células de schwann.
       Fibras menores possuem um envoltório fino (neurilema), já em fibras com maior
diâmetro este envoltório é espesso formando uma bainha chamada Bainha de mielina.
        A mielina recobre a fibra nervosa inteira exceto nas terminações e nas
constrições periódicas chamadas Nodos de Ranvier.

                                                                                   Página 2 de 13
Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia



      As fibras envoltas por bainha de mielina são denominadas Fibras mielínicas,
enquanto que as que não são envoltas por esta bainha são denominadas Fibras
Amielínicas.
       No sistema nervoso central, onde não há as células de Schwann, a bainha de
mielina é formada pelas células acessórias chamadas Oligodendróglias.



Função da bainha de mielina
       A mielina é composta 80% de lipídios, sendo um eficiente isolante evitando a
dispersão dos impulsos elétricos. Também aumenta a velocidade de transmissão dos
impulsos ao longo da fibra nervosa em um tipo de condução chamada Condução
saltatória.




Classificação dos neurônios quanto a sua função
    Sensitivos (aferentes): São neurônios que trazem impulsos da pele ou outros
     órgãos sensoriais para o sistema nervoso central.
    Motores (eferentes): São neurônios que levam impulsos do sistema nervoso
     central para os músculos e glândulas.
    Interneurônios: São neurônios que se situam inteiramente dentro do sistema
     nervoso central. Recebem impulsos dos neurônios sensitivos e se comunicam
     entre si ou com neurônios motores.

                                                                                   Página 3 de 13
Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia




Células acessórias
       São os elementos não nervosos do sistema nervoso e consistem de vasos
sanguíneos, tecido conjuntivo, células de sustentação (neuróglia), células de schwann,
oligodendróglia, astrócitos, micróglia e células ependimárias.
    Astrócitos: São assim chamados por possuírem forma de estrela e fazem o
     controle do transporte de substâncias entre a corrente sanguínea e os neurônios.
    Micróglia: São células que tem a função de células fagocitárias. A fagocitose é
     o processo no qual a membrana de uma célula envolve uma partícula livre que
     pode ser uma fonte de nutrição ou um agente nocivo.
    Células ependimárias: São células que revestem os ventrículos (cavidades) do
     encéfalo e o canal central da medula espinhal.




                                                                                   Página 4 de 13
Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia




Transmissão sináptica
       Os sinais são levados de um neurônio ao outro em junções especializadas
denominadas Sinapses. Esta transmissão é mais freqüente do axônio de um neurônio
aos dendritos de outro, mas também ocorrem outros tipos de sinapses.
      Os axônios possuem várias ramificações cada uma delas terminando em uma
expansão denominada botão sináptico.

       Receptores sensoriais
        Um receptor é uma terminação periférica de um neurônio sensorial, ou uma
estrutura ou órgão inervado por um neurônio sensorial que é sensível a um determinado
estímulo.
       Há 2 tipos de receptores: Receptores para sentidos gerais, distribuídos pelo
corpo (dor, frio calor, tato, pressão e sentido cinestésico), e receptores especiais na
cabeça (visão, audição, olfato, gosto e equilíbrio).

O Encéfalo: Divisões e subdivisões
    Existem 3 áreas que surgem durante o desenvolvimento embrionário:
   1. Encéfalo anterior (Prosencéfalo)
   2. Encéfalo médio (Mesencéfalo)
   3. Encéfalo posterior (Rombencéfalo)

O Encéfalo: Divisões e subdivisões




                                                                                   Página 5 de 13
Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia




O Cérebro (telencéfalo)
       O Cérebro é a porção mais larga do encéfalo e representa 7/8 do seu peso total.
       Os centros nervosos que governam as atividades sensitivas e motoras e as áreas
que determinam a razão, a memória e a inteligência estão localizadas no cérebro.
        Durante o desenvolvimento embrionário do cérebro, a substância cinzenta
cortical se expande desproporcionalmente a substância branca. Como resultado a
superfície enrola-se e dobra-se sobre si mesma formando os giros.




                                                                                   Página 6 de 13
Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia




O Diencéfalo
       O Diencéfalo é composto pelo tálamo e pelo hipotálamo e encontra-se no
encéfalo anterior.
       O Tálamo é uma estrutura par e consiste de grandes massas de substância
cinzenta. Ele é o centro de ligação para todos os impulsos sensitivos.
       O Hipotálamo está relacionado ao sistema nervoso autônomo que acompanham
a expressão emocional e de comportamento. Além disso, ele controla a água, a
temperatura do corpo e as atividades alimentares. Também produz hormônios que
regulam funções endócrinas e mantém normal o comportamento sexual e a reprodução.

O Mesencéfalo
       O Mesencéfalo é encontrado entre o Prosencéfalo e o Rombencéfalo e está
relacionado com os reflexos visuais e a audição.
       Ele também é uma importante conecção motora entre os encéfalos anterior e
posterior.

O Cerebelo
     O Cerebelo ocupa a fossa craniana posterior e está relacionado com a função do
movimento e equilíbrio.
     Ele também auxilia o córtex motor dos hemisférios cerebrais na integração dos
movimentos voluntários.

A Ponte e o Bulbo
       A ponte está localizada entre o Mesencéfalo e o Bulbo.
       Sua função é ligar as várias partes do cérebro e o Bulbo com os centros corticais
superiores.
        O Bulbo continua-se com a medula espinhal em uma extremidade e com a ponte
na outra. Ele possui um número de centros reguladores e reflexos vitais, incluindo os
que controlam o sistema circulatório, a respiração, a deglutição, o vômito, a tosse e o
espirro.

As meninges
       As meninges são membranas que protegem o encéfalo e a medula espinhal.
       Da parte externa para interna são elas: Dura-máter; Aracnóide; Pia-máter.
       O espaço entre a dura-máter e a aracnóide é chamado Subdural. O espaço entre
a aracnóide e a pia-máter é chamado Subaracnóideo, que é onde se encontra o Líquor.
E o espaço entre a dura-máter e o periósteo é chamado Epidural ou Extra-dural.



                                                                                   Página 7 de 13
Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia




Líquor ou líquido cerebroespinhal
       O Líquor circula dentro dos ventrículos cerebrais, no canal da medula espinhal e
no espaço subaracnóideo e serve para proteger o encéfalo e a medula de agressões.
Fornece também um suporte flutuante, tendo em vista que um encéfalo de
aproximadamente 1500g quando flutuando neste líquido passa a pesar apenas 50g.




                                                                                   Página 8 de 13
Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia




A medula espinhal
        A medula espinhal está localizada dentro do canal vertebral e é contínua ao
Bulbo superiormente. Ela se inicia na altura do forame magno e no seu crescimento
embrionário se desenvolve mais lentamente que a coluna vertebral. Como resultado, a
medula no adulto termina na altura da 2ª vértebra lombar.     Sua       extremidade
inferior é denominada Cone medular. Após o cone medular a medula se ramifica dando
origem a Cauda Eqüina.




                                                                                   Página 9 de 13
Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia




SNP - Nervos espinhais
       Um nervo é um feixe de fibras nervosas fora do encéfalo ou da medula espinhal.
31 pares de nervos espinhais se originam da medula saindo do canal vertebral através
dos forames intervertebrais.
       Estes 31 pares são denominados de acordo com a região ao qual emergem.
Existem 8 pares de nervos cervicais, 12 torácicos, 5 lombares, 5 sacrais e 1 coccígeo.
       O conjunto de nervos denomina-se Plexo. Existem os seguintes plexos: Cervical;
Braquial; Lombar; Sacral.




                                                                                  Página 10 de 13
Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia




 SNP- Nervos Cranianos
       Os nervos cranianos são 12 pares ligados ao encéfalo simetricamente dispostos.
 Cada um deixa o crânio através de um forame na sua base.
   I.    Nervo Olfatório (sensitivo), função: Olfato.
  II.    Nervo Óptico (sensitivo), função: Visão.
 III.    Nervo Oculomotor (motor), função: Mov. Olhos.
 IV.     Nervo Troclear (motor), função: Mov. Olhos.
  V.     Nervo Trigêmeo (misto), funções: mm. da mastigação, pele da face e couro
         cabeludo.
 VI.     Nervo Abducente (motor), função: Mov. Olhos.
VII.     Nervo Facial (Misto), funções: mm da expressão facial e gosto.
VIII.    Nervo Vestibulococlear (sensitivo), função: Equilíbrio e audição.
 IX.     Nervo Glossofaríngeo (misto), função: mm. da faringe e gosto.
  X.     Nervo Vago (misto), funções: Faringe, laringe, vísceras torácicas e abdominais.
 XI.     Nervo Acessório (motor), função: m. Trapézio, m. Esternocleido, mm. Da
         faringe e laringe.
XII.     Nervo Hipoglosso (motor), função: mm. Da língua.




                                                                                    Página 11 de 13
Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia




Sistema Nervoso Autônomo
       As fibras nervosas periféricas eferentes distribuídas à musculatura lisa, músculo
cardíaco e glândulas pertencem ao SNA.
      O SNA auxilia no controle da pressão arterial, na secreção gastrintestinal, na
produção de urina, na sudorese, na temperatura corporal e várias outras funções.
       Todas as funções do SNA relacionam-se com a manutenção da Homeostase.



Subdivisões do SNA
       S.N. Simpático ou toracolombar está relacionado com a mobilização das
energias do corpo (ação estimulatória), para lidar com o aumento de atividade. Já o S.N.
       Parassimpático ou craniosacral conserva as energias do corpo (ação inibitória).
Por exemplo, a ação no coração é aumentada pelo estímulo simpático e diminuída pelo
parassimpático.

                                                                                  Página 12 de 13
Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia




Referências

  1. Jacob, Stanley W. Francone, Clarice A. Lossow, Walter J. Anatomia
     e fisiologia humana. 5ª edição. São Paulo. Guanabara Koogan, 1990.

  2. Netter, Frank. Atlas de anatomia humana. 4ª edição. São Paulo.
     Elsevier, 2008.


                                                                                Página 13 de 13

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Neurodegenerativas
 
Anatomia aula ii
Anatomia aula iiAnatomia aula ii
Anatomia aula ii
Antonio Domingos Agostinho
 
02 SN Neuronio Tc 0809
02 SN Neuronio Tc 080902 SN Neuronio Tc 0809
02 SN Neuronio Tc 0809
Teresa Monteiro
 
Anatomia - Sistema nervoso
Anatomia - Sistema nervosoAnatomia - Sistema nervoso
Anatomia - Sistema nervoso
Luis Antonio Cezar Junior
 
11 ¬ aula slides sistema nervoso
11 ¬ aula slides sistema nervoso11 ¬ aula slides sistema nervoso
11 ¬ aula slides sistema nervoso
Simone Alvarenga
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Felipe Haeberlin
 
SNP E SNC
SNP E SNCSNP E SNC
SNP E SNC
grazy luz
 
06 sistema nervoso central-snc
06 sistema nervoso central-snc06 sistema nervoso central-snc
06 sistema nervoso central-snc
Andrezza Belota Lopes Machado
 
Sistema Nervoso - Aula
Sistema Nervoso - AulaSistema Nervoso - Aula
Sistema Nervoso - Aula
Juliana Gomes
 
Neuroanatomia
NeuroanatomiaNeuroanatomia
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power PointSistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Bio
 
Introdução a Neuroanatomia e Neurofisiologia
Introdução a Neuroanatomia e NeurofisiologiaIntrodução a Neuroanatomia e Neurofisiologia
Introdução a Neuroanatomia e Neurofisiologia
Alisson Vasconcelos Dos Anjos
 
01 SN Constituição do sistema Nervoso Tc 0809
01 SN Constituição do sistema Nervoso Tc 080901 SN Constituição do sistema Nervoso Tc 0809
01 SN Constituição do sistema Nervoso Tc 0809
Teresa Monteiro
 
Aula 03 sitema nervoso
Aula 03 sitema nervosoAula 03 sitema nervoso
Aula 03 sitema nervoso
Glorinha E David
 
sistema nervoso
sistema nervoso sistema nervoso
sistema nervoso
naranutri
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Aula Anatomia
Aula AnatomiaAula Anatomia
Aula Anatomia
Elyane Oliveira
 
Aula 08 sistema nervoso
Aula 08   sistema nervosoAula 08   sistema nervoso
Aula 08 sistema nervoso
Felipe Beijamini
 
10 sistema nervoso.
10 sistema nervoso.10 sistema nervoso.
10 sistema nervoso.
Jamile Vitória
 
Sn sistema nervoso central
Sn sistema nervoso centralSn sistema nervoso central
Sn sistema nervoso central
Ana Conceição
 

Mais procurados (20)

Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Anatomia aula ii
Anatomia aula iiAnatomia aula ii
Anatomia aula ii
 
02 SN Neuronio Tc 0809
02 SN Neuronio Tc 080902 SN Neuronio Tc 0809
02 SN Neuronio Tc 0809
 
Anatomia - Sistema nervoso
Anatomia - Sistema nervosoAnatomia - Sistema nervoso
Anatomia - Sistema nervoso
 
11 ¬ aula slides sistema nervoso
11 ¬ aula slides sistema nervoso11 ¬ aula slides sistema nervoso
11 ¬ aula slides sistema nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
SNP E SNC
SNP E SNCSNP E SNC
SNP E SNC
 
06 sistema nervoso central-snc
06 sistema nervoso central-snc06 sistema nervoso central-snc
06 sistema nervoso central-snc
 
Sistema Nervoso - Aula
Sistema Nervoso - AulaSistema Nervoso - Aula
Sistema Nervoso - Aula
 
Neuroanatomia
NeuroanatomiaNeuroanatomia
Neuroanatomia
 
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power PointSistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
 
Introdução a Neuroanatomia e Neurofisiologia
Introdução a Neuroanatomia e NeurofisiologiaIntrodução a Neuroanatomia e Neurofisiologia
Introdução a Neuroanatomia e Neurofisiologia
 
01 SN Constituição do sistema Nervoso Tc 0809
01 SN Constituição do sistema Nervoso Tc 080901 SN Constituição do sistema Nervoso Tc 0809
01 SN Constituição do sistema Nervoso Tc 0809
 
Aula 03 sitema nervoso
Aula 03 sitema nervosoAula 03 sitema nervoso
Aula 03 sitema nervoso
 
sistema nervoso
sistema nervoso sistema nervoso
sistema nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Aula Anatomia
Aula AnatomiaAula Anatomia
Aula Anatomia
 
Aula 08 sistema nervoso
Aula 08   sistema nervosoAula 08   sistema nervoso
Aula 08 sistema nervoso
 
10 sistema nervoso.
10 sistema nervoso.10 sistema nervoso.
10 sistema nervoso.
 
Sn sistema nervoso central
Sn sistema nervoso centralSn sistema nervoso central
Sn sistema nervoso central
 

Destaque

Exerccios sistema nervoso
Exerccios sistema nervosoExerccios sistema nervoso
Exerccios sistema nervoso
Ana Clara
 
apostila-anatomia-sistema-nervoso
apostila-anatomia-sistema-nervosoapostila-anatomia-sistema-nervoso
apostila-anatomia-sistema-nervoso
Ana Clara
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
isabelourenco
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Catir
 
Quiz do sistema nervoso
Quiz do sistema nervosoQuiz do sistema nervoso
Quiz do sistema nervoso
Geo
 
Perguntas Malária
Perguntas MaláriaPerguntas Malária
Perguntas Malária
Nathy Oliveira
 
questionário sistema nervoso
questionário sistema nervosoquestionário sistema nervoso
questionário sistema nervoso
Marcos Valadares
 
Snc
SncSnc
Fisiologia - Organização do Sistema Nervoso
Fisiologia - Organização do Sistema NervosoFisiologia - Organização do Sistema Nervoso
Fisiologia - Organização do Sistema Nervoso
Pedro Miguel
 
Neuroanatomofisiologia
Neuroanatomofisiologia Neuroanatomofisiologia
Neuroanatomofisiologia
laura machacon
 
Disturbio do sistema digestorio parte 1
Disturbio do sistema digestorio parte 1Disturbio do sistema digestorio parte 1
Disturbio do sistema digestorio parte 1
ReginaReiniger
 
Encefalopatias espongiformes transmissíveis
Encefalopatias espongiformes transmissíveisEncefalopatias espongiformes transmissíveis
Encefalopatias espongiformes transmissíveis
Emily Edwards
 
Marketing Sensorial
Marketing SensorialMarketing Sensorial
Marketing Sensorial
José Barros
 
Órgãos dos sentidos
Órgãos dos sentidosÓrgãos dos sentidos
Órgãos dos sentidos
robioprof
 
Coordenações Globais
Coordenações GlobaisCoordenações Globais
Coordenações Globais
Kellison Lima
 
óRgãos dos sentidos
óRgãos dos sentidosóRgãos dos sentidos
óRgãos dos sentidos
Regina de Castro
 
Ergonomia e processos de produção
Ergonomia e processos de produçãoErgonomia e processos de produção
Ergonomia e processos de produção
Giovani Rocha Rodrigues
 
Mal de alzheimer
Mal de alzheimerMal de alzheimer
Mal de alzheimer
Aline Lima
 
Anatomia corpo humano parte 2
Anatomia corpo humano parte 2Anatomia corpo humano parte 2
Anatomia corpo humano parte 2
Alexandre Donha
 
Depressão e demência no idoso 1
Depressão e demência no idoso 1Depressão e demência no idoso 1
Depressão e demência no idoso 1
Ana Lopes
 

Destaque (20)

Exerccios sistema nervoso
Exerccios sistema nervosoExerccios sistema nervoso
Exerccios sistema nervoso
 
apostila-anatomia-sistema-nervoso
apostila-anatomia-sistema-nervosoapostila-anatomia-sistema-nervoso
apostila-anatomia-sistema-nervoso
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Quiz do sistema nervoso
Quiz do sistema nervosoQuiz do sistema nervoso
Quiz do sistema nervoso
 
Perguntas Malária
Perguntas MaláriaPerguntas Malária
Perguntas Malária
 
questionário sistema nervoso
questionário sistema nervosoquestionário sistema nervoso
questionário sistema nervoso
 
Snc
SncSnc
Snc
 
Fisiologia - Organização do Sistema Nervoso
Fisiologia - Organização do Sistema NervosoFisiologia - Organização do Sistema Nervoso
Fisiologia - Organização do Sistema Nervoso
 
Neuroanatomofisiologia
Neuroanatomofisiologia Neuroanatomofisiologia
Neuroanatomofisiologia
 
Disturbio do sistema digestorio parte 1
Disturbio do sistema digestorio parte 1Disturbio do sistema digestorio parte 1
Disturbio do sistema digestorio parte 1
 
Encefalopatias espongiformes transmissíveis
Encefalopatias espongiformes transmissíveisEncefalopatias espongiformes transmissíveis
Encefalopatias espongiformes transmissíveis
 
Marketing Sensorial
Marketing SensorialMarketing Sensorial
Marketing Sensorial
 
Órgãos dos sentidos
Órgãos dos sentidosÓrgãos dos sentidos
Órgãos dos sentidos
 
Coordenações Globais
Coordenações GlobaisCoordenações Globais
Coordenações Globais
 
óRgãos dos sentidos
óRgãos dos sentidosóRgãos dos sentidos
óRgãos dos sentidos
 
Ergonomia e processos de produção
Ergonomia e processos de produçãoErgonomia e processos de produção
Ergonomia e processos de produção
 
Mal de alzheimer
Mal de alzheimerMal de alzheimer
Mal de alzheimer
 
Anatomia corpo humano parte 2
Anatomia corpo humano parte 2Anatomia corpo humano parte 2
Anatomia corpo humano parte 2
 
Depressão e demência no idoso 1
Depressão e demência no idoso 1Depressão e demência no idoso 1
Depressão e demência no idoso 1
 

Semelhante a Anatomia do Sistema Nervoso Humano

Sistema neuro hormonal
Sistema neuro hormonalSistema neuro hormonal
Sistema neuro hormonal
Leonardo Alves
 
Trabalho de neuronatomia funcional
Trabalho de neuronatomia funcionalTrabalho de neuronatomia funcional
Trabalho de neuronatomia funcional
Patricia Costa
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Rodrigo Sama
 
AULA SISTEMA NERVOSO slide sha.pptx
AULA SISTEMA NERVOSO  slide sha.pptxAULA SISTEMA NERVOSO  slide sha.pptx
AULA SISTEMA NERVOSO slide sha.pptx
FabianoDoVale
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
SamuelXavier27
 
Sistema Neuro Hormonal
Sistema Neuro HormonalSistema Neuro Hormonal
Sistema Neuro Hormonal
leonorsm
 
Sistemanervoso1 (2)
Sistemanervoso1 (2)Sistemanervoso1 (2)
Sistemanervoso1 (2)
AnailtOn Silva Jr.
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
AnailtOn Silva Jr.
 
Filogenese do Sistema Nervoso
Filogenese do Sistema NervosoFilogenese do Sistema Nervoso
Filogenese do Sistema Nervoso
Liga de neurociências
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Luis Silio
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Luis Silio
 
O sistema nervoso
O sistema nervoso O sistema nervoso
O sistema nervoso
Nubia Karla
 
(7) 2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal
(7)   2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal(7)   2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal
(7) 2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal
Hugo Martins
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Darsoni da Silva
 
Sistema nervoso biologia 1 ano texto.pdf
Sistema nervoso biologia 1  ano texto.pdfSistema nervoso biologia 1  ano texto.pdf
Sistema nervoso biologia 1 ano texto.pdf
itamirvieira1
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
GabriellaFicher
 
Sistema Nervoso.
Sistema Nervoso.Sistema Nervoso.
Sistema Nervoso.
Paulocosta510
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
gueste74a91
 
Sist Neurohormonal
Sist NeurohormonalSist Neurohormonal
Sist Neurohormonal
marco :)
 
Aula 20 sistema nervoso
Aula 20   sistema nervosoAula 20   sistema nervoso
Aula 20 sistema nervoso
Jonatas Carlos
 

Semelhante a Anatomia do Sistema Nervoso Humano (20)

Sistema neuro hormonal
Sistema neuro hormonalSistema neuro hormonal
Sistema neuro hormonal
 
Trabalho de neuronatomia funcional
Trabalho de neuronatomia funcionalTrabalho de neuronatomia funcional
Trabalho de neuronatomia funcional
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
AULA SISTEMA NERVOSO slide sha.pptx
AULA SISTEMA NERVOSO  slide sha.pptxAULA SISTEMA NERVOSO  slide sha.pptx
AULA SISTEMA NERVOSO slide sha.pptx
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Sistema Neuro Hormonal
Sistema Neuro HormonalSistema Neuro Hormonal
Sistema Neuro Hormonal
 
Sistemanervoso1 (2)
Sistemanervoso1 (2)Sistemanervoso1 (2)
Sistemanervoso1 (2)
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Filogenese do Sistema Nervoso
Filogenese do Sistema NervosoFilogenese do Sistema Nervoso
Filogenese do Sistema Nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
O sistema nervoso
O sistema nervoso O sistema nervoso
O sistema nervoso
 
(7) 2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal
(7)   2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal(7)   2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal
(7) 2008-2009 - 9º ano - sistema neuro-hormonal
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema nervoso biologia 1 ano texto.pdf
Sistema nervoso biologia 1  ano texto.pdfSistema nervoso biologia 1  ano texto.pdf
Sistema nervoso biologia 1 ano texto.pdf
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema Nervoso.
Sistema Nervoso.Sistema Nervoso.
Sistema Nervoso.
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Sist Neurohormonal
Sist NeurohormonalSist Neurohormonal
Sist Neurohormonal
 
Aula 20 sistema nervoso
Aula 20   sistema nervosoAula 20   sistema nervoso
Aula 20 sistema nervoso
 

Mais de Egberto Neto

Massagem para alívio da dor
Massagem para alívio da dor Massagem para alívio da dor
Massagem para alívio da dor
Egberto Neto
 
Anatomia do Sistema Urinário
Anatomia do Sistema Urinário Anatomia do Sistema Urinário
Anatomia do Sistema Urinário
Egberto Neto
 
Anatomia do Sistema Digestório Humano
Anatomia do Sistema Digestório HumanoAnatomia do Sistema Digestório Humano
Anatomia do Sistema Digestório Humano
Egberto Neto
 
Sistema circulatrio Humano
Sistema circulatrio HumanoSistema circulatrio Humano
Sistema circulatrio Humano
Egberto Neto
 
Apostila de anatomia humana
Apostila de anatomia humana Apostila de anatomia humana
Apostila de anatomia humana
Egberto Neto
 
Sindrome da rabdomiolise por esforço em equinos
Sindrome da rabdomiolise por esforço em  equinosSindrome da rabdomiolise por esforço em  equinos
Sindrome da rabdomiolise por esforço em equinos
Egberto Neto
 

Mais de Egberto Neto (6)

Massagem para alívio da dor
Massagem para alívio da dor Massagem para alívio da dor
Massagem para alívio da dor
 
Anatomia do Sistema Urinário
Anatomia do Sistema Urinário Anatomia do Sistema Urinário
Anatomia do Sistema Urinário
 
Anatomia do Sistema Digestório Humano
Anatomia do Sistema Digestório HumanoAnatomia do Sistema Digestório Humano
Anatomia do Sistema Digestório Humano
 
Sistema circulatrio Humano
Sistema circulatrio HumanoSistema circulatrio Humano
Sistema circulatrio Humano
 
Apostila de anatomia humana
Apostila de anatomia humana Apostila de anatomia humana
Apostila de anatomia humana
 
Sindrome da rabdomiolise por esforço em equinos
Sindrome da rabdomiolise por esforço em  equinosSindrome da rabdomiolise por esforço em  equinos
Sindrome da rabdomiolise por esforço em equinos
 

Anatomia do Sistema Nervoso Humano

  • 1. Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia Sistema nervoso Introdução O sistema nervoso é um grupo de tecidos compostos por células altamente especializadas que possuem características de excitabilidade e condutividade. Divisões do sistema nervoso Sistema nervoso central: Inclui o encéfalo e a medula espinhal localizados no crânio e no canal vertebral respectivamente. Sistema nervoso periférico: Inclui 12 pares de nervos cranianos e seus ramos e 31 pares de nervos espinhais e seus ramos. Este sistema faz a ligação entre músculos e glândulas e o sistema nervoso central. As fibras nervosas periféricas distribuídas aos músculos lisos, músculo cardíaco e glândulas (efetores) compõem o sistema nervoso autônomo. Página 1 de 13
  • 2. Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia Tipos de células nervosas O sistema nervoso é composto de um tecido especial que contém 2 tipos de células: Os Neurônios elementos ativos da condução e a Neuróglia os elementos de suporte. Os Neurônios O neurônio ou célula nervosa é a unidade básica do sistema nervoso responsável por conduzir o impulso elétrico de uma parte do corpo a outra e consiste em um Corpo, com apenas 1 núcleo e processos que transmitem impulsos para o corpo e dele recebem. Existem 2 tipos de processos: Os Dendritos e os Axônios. Os Axônios levam o impulso para longe do corpo celular enquanto que os Dendritos levam o impulso na direção do corpo celular. A fibra nervosa Fibra nervosa é qualquer processo neuronal como o axônio ou o dendrito. Todas as fibras do sistema nervoso periférico possuem um envoltório composto por células denominadas Células de schwann. Fibras menores possuem um envoltório fino (neurilema), já em fibras com maior diâmetro este envoltório é espesso formando uma bainha chamada Bainha de mielina. A mielina recobre a fibra nervosa inteira exceto nas terminações e nas constrições periódicas chamadas Nodos de Ranvier. Página 2 de 13
  • 3. Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia As fibras envoltas por bainha de mielina são denominadas Fibras mielínicas, enquanto que as que não são envoltas por esta bainha são denominadas Fibras Amielínicas. No sistema nervoso central, onde não há as células de Schwann, a bainha de mielina é formada pelas células acessórias chamadas Oligodendróglias. Função da bainha de mielina A mielina é composta 80% de lipídios, sendo um eficiente isolante evitando a dispersão dos impulsos elétricos. Também aumenta a velocidade de transmissão dos impulsos ao longo da fibra nervosa em um tipo de condução chamada Condução saltatória. Classificação dos neurônios quanto a sua função  Sensitivos (aferentes): São neurônios que trazem impulsos da pele ou outros órgãos sensoriais para o sistema nervoso central.  Motores (eferentes): São neurônios que levam impulsos do sistema nervoso central para os músculos e glândulas.  Interneurônios: São neurônios que se situam inteiramente dentro do sistema nervoso central. Recebem impulsos dos neurônios sensitivos e se comunicam entre si ou com neurônios motores. Página 3 de 13
  • 4. Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia Células acessórias São os elementos não nervosos do sistema nervoso e consistem de vasos sanguíneos, tecido conjuntivo, células de sustentação (neuróglia), células de schwann, oligodendróglia, astrócitos, micróglia e células ependimárias.  Astrócitos: São assim chamados por possuírem forma de estrela e fazem o controle do transporte de substâncias entre a corrente sanguínea e os neurônios.  Micróglia: São células que tem a função de células fagocitárias. A fagocitose é o processo no qual a membrana de uma célula envolve uma partícula livre que pode ser uma fonte de nutrição ou um agente nocivo.  Células ependimárias: São células que revestem os ventrículos (cavidades) do encéfalo e o canal central da medula espinhal. Página 4 de 13
  • 5. Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia Transmissão sináptica Os sinais são levados de um neurônio ao outro em junções especializadas denominadas Sinapses. Esta transmissão é mais freqüente do axônio de um neurônio aos dendritos de outro, mas também ocorrem outros tipos de sinapses. Os axônios possuem várias ramificações cada uma delas terminando em uma expansão denominada botão sináptico. Receptores sensoriais Um receptor é uma terminação periférica de um neurônio sensorial, ou uma estrutura ou órgão inervado por um neurônio sensorial que é sensível a um determinado estímulo. Há 2 tipos de receptores: Receptores para sentidos gerais, distribuídos pelo corpo (dor, frio calor, tato, pressão e sentido cinestésico), e receptores especiais na cabeça (visão, audição, olfato, gosto e equilíbrio). O Encéfalo: Divisões e subdivisões  Existem 3 áreas que surgem durante o desenvolvimento embrionário: 1. Encéfalo anterior (Prosencéfalo) 2. Encéfalo médio (Mesencéfalo) 3. Encéfalo posterior (Rombencéfalo) O Encéfalo: Divisões e subdivisões Página 5 de 13
  • 6. Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia O Cérebro (telencéfalo) O Cérebro é a porção mais larga do encéfalo e representa 7/8 do seu peso total. Os centros nervosos que governam as atividades sensitivas e motoras e as áreas que determinam a razão, a memória e a inteligência estão localizadas no cérebro. Durante o desenvolvimento embrionário do cérebro, a substância cinzenta cortical se expande desproporcionalmente a substância branca. Como resultado a superfície enrola-se e dobra-se sobre si mesma formando os giros. Página 6 de 13
  • 7. Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia O Diencéfalo O Diencéfalo é composto pelo tálamo e pelo hipotálamo e encontra-se no encéfalo anterior. O Tálamo é uma estrutura par e consiste de grandes massas de substância cinzenta. Ele é o centro de ligação para todos os impulsos sensitivos. O Hipotálamo está relacionado ao sistema nervoso autônomo que acompanham a expressão emocional e de comportamento. Além disso, ele controla a água, a temperatura do corpo e as atividades alimentares. Também produz hormônios que regulam funções endócrinas e mantém normal o comportamento sexual e a reprodução. O Mesencéfalo O Mesencéfalo é encontrado entre o Prosencéfalo e o Rombencéfalo e está relacionado com os reflexos visuais e a audição. Ele também é uma importante conecção motora entre os encéfalos anterior e posterior. O Cerebelo O Cerebelo ocupa a fossa craniana posterior e está relacionado com a função do movimento e equilíbrio. Ele também auxilia o córtex motor dos hemisférios cerebrais na integração dos movimentos voluntários. A Ponte e o Bulbo A ponte está localizada entre o Mesencéfalo e o Bulbo. Sua função é ligar as várias partes do cérebro e o Bulbo com os centros corticais superiores. O Bulbo continua-se com a medula espinhal em uma extremidade e com a ponte na outra. Ele possui um número de centros reguladores e reflexos vitais, incluindo os que controlam o sistema circulatório, a respiração, a deglutição, o vômito, a tosse e o espirro. As meninges As meninges são membranas que protegem o encéfalo e a medula espinhal. Da parte externa para interna são elas: Dura-máter; Aracnóide; Pia-máter. O espaço entre a dura-máter e a aracnóide é chamado Subdural. O espaço entre a aracnóide e a pia-máter é chamado Subaracnóideo, que é onde se encontra o Líquor. E o espaço entre a dura-máter e o periósteo é chamado Epidural ou Extra-dural. Página 7 de 13
  • 8. Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia Líquor ou líquido cerebroespinhal O Líquor circula dentro dos ventrículos cerebrais, no canal da medula espinhal e no espaço subaracnóideo e serve para proteger o encéfalo e a medula de agressões. Fornece também um suporte flutuante, tendo em vista que um encéfalo de aproximadamente 1500g quando flutuando neste líquido passa a pesar apenas 50g. Página 8 de 13
  • 9. Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia A medula espinhal A medula espinhal está localizada dentro do canal vertebral e é contínua ao Bulbo superiormente. Ela se inicia na altura do forame magno e no seu crescimento embrionário se desenvolve mais lentamente que a coluna vertebral. Como resultado, a medula no adulto termina na altura da 2ª vértebra lombar. Sua extremidade inferior é denominada Cone medular. Após o cone medular a medula se ramifica dando origem a Cauda Eqüina. Página 9 de 13
  • 10. Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia SNP - Nervos espinhais Um nervo é um feixe de fibras nervosas fora do encéfalo ou da medula espinhal. 31 pares de nervos espinhais se originam da medula saindo do canal vertebral através dos forames intervertebrais. Estes 31 pares são denominados de acordo com a região ao qual emergem. Existem 8 pares de nervos cervicais, 12 torácicos, 5 lombares, 5 sacrais e 1 coccígeo. O conjunto de nervos denomina-se Plexo. Existem os seguintes plexos: Cervical; Braquial; Lombar; Sacral. Página 10 de 13
  • 11. Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia SNP- Nervos Cranianos Os nervos cranianos são 12 pares ligados ao encéfalo simetricamente dispostos. Cada um deixa o crânio através de um forame na sua base. I. Nervo Olfatório (sensitivo), função: Olfato. II. Nervo Óptico (sensitivo), função: Visão. III. Nervo Oculomotor (motor), função: Mov. Olhos. IV. Nervo Troclear (motor), função: Mov. Olhos. V. Nervo Trigêmeo (misto), funções: mm. da mastigação, pele da face e couro cabeludo. VI. Nervo Abducente (motor), função: Mov. Olhos. VII. Nervo Facial (Misto), funções: mm da expressão facial e gosto. VIII. Nervo Vestibulococlear (sensitivo), função: Equilíbrio e audição. IX. Nervo Glossofaríngeo (misto), função: mm. da faringe e gosto. X. Nervo Vago (misto), funções: Faringe, laringe, vísceras torácicas e abdominais. XI. Nervo Acessório (motor), função: m. Trapézio, m. Esternocleido, mm. Da faringe e laringe. XII. Nervo Hipoglosso (motor), função: mm. Da língua. Página 11 de 13
  • 12. Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia Sistema Nervoso Autônomo As fibras nervosas periféricas eferentes distribuídas à musculatura lisa, músculo cardíaco e glândulas pertencem ao SNA. O SNA auxilia no controle da pressão arterial, na secreção gastrintestinal, na produção de urina, na sudorese, na temperatura corporal e várias outras funções. Todas as funções do SNA relacionam-se com a manutenção da Homeostase. Subdivisões do SNA S.N. Simpático ou toracolombar está relacionado com a mobilização das energias do corpo (ação estimulatória), para lidar com o aumento de atividade. Já o S.N. Parassimpático ou craniosacral conserva as energias do corpo (ação inibitória). Por exemplo, a ação no coração é aumentada pelo estímulo simpático e diminuída pelo parassimpático. Página 12 de 13
  • 13. Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia Referências 1. Jacob, Stanley W. Francone, Clarice A. Lossow, Walter J. Anatomia e fisiologia humana. 5ª edição. São Paulo. Guanabara Koogan, 1990. 2. Netter, Frank. Atlas de anatomia humana. 4ª edição. São Paulo. Elsevier, 2008. Página 13 de 13