NÚCLEOS DA
BASE
INTRODUÇÃO
Os núcleos da base, são um conjunto de corpos de
neurônios, situados em áreas subcorticais ( abaixo do
córtex)....
Recebe aferências do córtex motor e
eferências do mesmo via tálamo.
INPUTS córtex cerebral → Tálamo→ NB
↓
tálamo
↓
OUTPUTS...
PATOLOGIAS DOS NB
Quando tenho uma alteração nos núcleos da base, vou apresentar 3
tipos característicos de distúrbios mot...
SISTEMA PIRAMIDAL X SISTEMA EXTRAPIRAMIDAL
Sistema piramidal: tudo o que está ligado ao trato
córtico-espinal.
Uma lesão n...
Sistema Extrapiramidal: tudo que está fora do trato
córtico-espinal.
Uma lesão nessa área pode ocasionar: alteração na
reg...
SISTEMAS QUE AGEM NO ATO MOTOR
♣ Córtex cerebral: áreas 4, 6, 8, 3, 1, 2;
♣ Cerebelo;
♣ Núcleos basais motores;
♣ Tronco m...
ATO MOTOR
Quando queremos executar um ato motor →
a área 6 e 8 pensa como deve ser → manda
informação para o cerebelo e nú...
Com o córtex, eu penso no ato motor e realizo. Mas entre o
pensar e reagir, tenho a ação dos núcleos da base e
cerebelo.
A...
Antes de enviar a informação de volta para o córtex ele
compara a execução com o planejamento.
O planejamento ou sequencia...
NÚCLEOS BASAIS MOTORES
Localizados no telencéfalo:
♣ Núcleo caudado (próximo a parede do ventrículo lateral);
♣ Núcleo Put...
Existe um comando excitatório do córtex para os
núcleos basais motores. O ponto de entrada é a região
do núcleo neoestriat...
A substância negra através da dopamina consegue
modular a ativação do núcleo neoestriatum.
CORTÉX ← ← (+) ← TÁLAMO
↓ ↑ GAB...
CONEXÕES DOS NÚCLEOS DA
BASE
Conexões aferentes:
Tem dois caminhos para a informação partir do córtex aos
núcleos da base:...
♣ N. putamen: recebe aferências do controle motor;
♣ N. caudado: do movimento dos olhos e funções cognitivas;
♣ N. striatu...
Conexões eferentes:
N. Eferente (globo pálido e SN. parte reticular);
↓
Núcleos talâmicos: ventroanterior (VA), ventrolate...
CIRCUITOS ADJACENTES
Além do circuito motor dos NB, existem 3 outros circuitos
conectados aos NB, que vão do tálamo e córt...
NEUROTRANSMISSORES
As conexões dos NB são mediadas por
neurotransmissores e existem 2 circuitos: direto e indireto;
♣ Dire...
Nucleos da base
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nucleos da base

56.667 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Nucleos da base

  1. 1. NÚCLEOS DA BASE
  2. 2. INTRODUÇÃO Os núcleos da base, são um conjunto de corpos de neurônios, situados em áreas subcorticais ( abaixo do córtex). Participam no controle do movimento. No planejamento do movimento e não na execução do mesmo. Estão envolvidos em comportamentos motores e cognitivos Não conecta-se diretamente com a medula.
  3. 3. Recebe aferências do córtex motor e eferências do mesmo via tálamo. INPUTS córtex cerebral → Tálamo→ NB ↓ tálamo ↓ OUTPUTS NB ← tálamo ← córtex O Tálamo é um rele sensitivo-motor!!!!
  4. 4. PATOLOGIAS DOS NB Quando tenho uma alteração nos núcleos da base, vou apresentar 3 tipos característicos de distúrbios motores: ♣ Hipertonia plástica (+ comum) ou hipotonia em alguns casos; ♣ Flutuação de tônus; ♣ Movimentos incordenados → coreicos → atáxicos → distônicos Outras características: tremor de repouso, e ascinesia.
  5. 5. SISTEMA PIRAMIDAL X SISTEMA EXTRAPIRAMIDAL Sistema piramidal: tudo o que está ligado ao trato córtico-espinal. Uma lesão nessa área leva a uma síndrome piramidal: paralisia ou plegia, paresia, hipertonia elástica, hiperrreflexia (hiperatividade reflexa medular), sinal de Babinski, clônus, sinal de Hoffman. Sinal de Hoffman: quando faço pinçamento do 3º dedo, tenho um pinçamento dos outros dedos
  6. 6. Sistema Extrapiramidal: tudo que está fora do trato córtico-espinal. Uma lesão nessa área pode ocasionar: alteração na regulação do movimento, alteração no tônus (hipertonia plástica = ParKinson) ou hipotonia, alteração na postura, alteração no gatilho do ato motor, alteração no controle e cessação de movimentos automáticos. Principais acometimentos: discinesias (presença de movimentos incordenados) e ascinesias (lentidão no ato motor). Hipercinesias + hipotonia; Ascinesias + hipertonia plástica;
  7. 7. SISTEMAS QUE AGEM NO ATO MOTOR ♣ Córtex cerebral: áreas 4, 6, 8, 3, 1, 2; ♣ Cerebelo; ♣ Núcleos basais motores; ♣ Tronco medular; ♣ Tálamo; Organização do ato motor: ♣ Preparação ou identificação; ♣ Elaboração do programa motor; ♣ Execução (exige mecanismos de ajustes e correções pelo cerebelo)
  8. 8. ATO MOTOR Quando queremos executar um ato motor → a área 6 e 8 pensa como deve ser → manda informação para o cerebelo e núcleos da base, para elaborar e planejar a seqüência do ato motor → a informação volta para a área 6 e 8 (dá o gatilho para a execução do ato motor) → manda a informação para a área 4 , onde tem- se a execução do movimento.
  9. 9. Com o córtex, eu penso no ato motor e realizo. Mas entre o pensar e reagir, tenho a ação dos núcleos da base e cerebelo. A cada segundo, há informação da posição do sistema somático (sistema muscular) para o cerebelo através das vias espino- cerebelares anterior e posterior. A partir das áreas 6 e 8 do córtex passam vias eferentes (fibras córtico-cerebelares) para que o córtex pergunte: “ como está o meu músculo para executar o ato motor?” Assim o cerebelo vai comparar como estão os músculos e corrigir alguns desequilíbrios.
  10. 10. Antes de enviar a informação de volta para o córtex ele compara a execução com o planejamento. O planejamento ou sequenciamento do ato motor é por conta dos núcleos da base. Depois que o ato motor foi ajustado pelo cerebelo,e comparado com o dos núcleos basais, a informação volta para a área 6 e 8, e depois passa para a área 4 e assim tenho a execução do ato motor.
  11. 11. NÚCLEOS BASAIS MOTORES Localizados no telencéfalo: ♣ Núcleo caudado (próximo a parede do ventrículo lateral); ♣ Núcleo Puttamen (+ caudado = neoestriatum); ♣ Núcleo globo pálido (+ interno); Localizados no diencéfalo: ♣ Núcleos subtalâmico de Luys; Localizados no tronco-encefálico: ♣substância negra
  12. 12. Existe um comando excitatório do córtex para os núcleos basais motores. O ponto de entrada é a região do núcleo neoestriatum. A área de saída das informações é a região do globo pálido + substância negra (parte reticular) = CIRCUITO BÁSICO O tálamo é uma ponte que se interpões entre o córtex e os núcleos basais motores. CIRCUITO SUBSIDIÁRIO: substância negra (parte compacta) + núcleo subtalâmico de Luys. A substância negra tem uma função modulatória sobre o núcleo caudado e putamen (neoestriatum).
  13. 13. A substância negra através da dopamina consegue modular a ativação do núcleo neoestriatum. CORTÉX ← ← (+) ← TÁLAMO ↓ ↑ GABA (-) ↓ GABA (-) ↑ ACH( +) neoestriatum → → → Globo Pálido ↑ + subst.negra ↑ (reticular) DOPAMINA (-) ↑ ÁCIDO GLUTÂMICO(+) ↓ ↑ GABA (-) subst. negra N. subtalâmico (compacta) de Luys
  14. 14. CONEXÕES DOS NÚCLEOS DA BASE Conexões aferentes: Tem dois caminhos para a informação partir do córtex aos núcleos da base: diretamente ou indiretamente Córtex cerebral → núcleos da base Córtex cerebral → tálamo → núcleos da base Do córtex partem aferências motoras, sensoriais (fase da identificação motora), associativas (áreas temporoparietocipatal), áreas límbicas.
  15. 15. ♣ N. putamen: recebe aferências do controle motor; ♣ N. caudado: do movimento dos olhos e funções cognitivas; ♣ N. striatum ventral: funções límbicas; Conexões internucleares: n. Neoestriatum → globo pálido ↓ SN parte reticular Globo pálido externo ↓ N. Subtalâmico → globo pálido ↓ SN. Parte reticular
  16. 16. Conexões eferentes: N. Eferente (globo pálido e SN. parte reticular); ↓ Núcleos talâmicos: ventroanterior (VA), ventrolateral (VL) e dorsomedial (DM); ↓ Córtex cerebral: pré-frontal ( área pré-motora, córtex cerebral, área motora suplementar) Através dessas eferências influenciam-se outros sistemas descendentes: córtico-espinal e córtico-bulbar. Além de influenciar movimentos do corpo e membros, influencia movimentos oculares – via projeções da SN parte reticular para os colículos superiores.
  17. 17. CIRCUITOS ADJACENTES Além do circuito motor dos NB, existem 3 outros circuitos conectados aos NB, que vão do tálamo e córtex e não estão relacionados ao movimento: ♣ Circuito oculomotor: controle dos movimentos oculares (SN parte reticular); ♣ Circuito pré-frontal dorsolateral: aspectos da memória relacionados com a orientação espacial; ♣ Circuito órbito-fronto lateral: habilidade de mudança de posição comportamental.
  18. 18. NEUROTRANSMISSORES As conexões dos NB são mediadas por neurotransmissores e existem 2 circuitos: direto e indireto; ♣ Direto: movimentos ocorrem quando as células talâmicas estão livres da inibição. Não há a excitação do Gaba inibindo a ativação dos núcleos talâmicos; ♣ Indireta: Há a excitação do Gaba, pela diminuição do ácido glutamânico nos n. subtalâmicos. Consequentemente há a diminuição da excitação na porta de saída do circuito básico e assim diminuição da ação do tálamo.

×