SlideShare uma empresa Scribd logo
Filosofia
Helenística
Informações:
Colégio estadual Edgar silva
Data: 04/11/2015
Disciplina: filosofia
Pro: Delma
Componentes: Samuel, Edno, Lucas, Micael, Emersom, Ismael e Victor
conceito
• É o período da história da Grécia Antiga e parte do Oriente
Médio que vai de 336 a.C.
• (do início do reinado de Alexandre, o Grande da Macedônia)
até 30 a.C.
• (anexação do Egito, último reino helenístico, por Roma).
Contexto histórico
• O Império Macedônico no período de Alexandre atingiu seu ponto máximo de conquistas
territoriais
• Abrangeu a Grécia, nordeste da África, Mesopotâmia e etc
• Alexandre, o Grande, foi criado dentro da cultura grega, pois havia sido educado por
Aristóteles
• Esta fusão de aspectos culturais gregos e orientais é conhecida como Helenismo.
Divisão escolar Helenística
• cinismo, o ceticismo, o
epicurismo e o estoicismo.
• Todas procuravam,
basicamente, estabelecer um
conjunto de preceitos
racionais
• chegar à felicidade e ao bem-
estar.
Helenismo
Escola
EPICURISMO
Escola
ESTOICISMO
Escola
CETICISMO
Escola
CINISMO
EPICURISMO: O PRAZER
• propunha a ideia de que o ser
humano deve buscar o prazer da
vida.
• entre os prazeres, aqueles que
são duradouros
• Para Epicuro, o supremo prazer
seria de natureza intelectual;
• Epicuro defendia dois grandes
grupos de prazeres.
ESTOICISMO: O DEVER
• defendiam uma atitude de completa
austeridade física e moral
• baseada na resistência do homem;
• Defendiam a noção;
• O que chamamos de Deus, nada mais é
quem rege a realidade.
CETICISMO: A SUSPENSÃO DO JUÍZO
• segundo suas teorias, nenhum conhecimento é
seguro, tudo é incerto.
• defendia que se deve contentar com as aparências
das coisas,
• o CETICISMO é considerado a impossibilidade do
conhecimento, da obtenção da verdade absoluta.
• nenhum conhecimento é seguro, qualquer argumento
pode ser contestado.
CINISMO: ALÉM DAS CONVENÇÕES
• O cinismo - o termo cinismo vem do grego
kynos, que significa "cão“.
• designa a corrente dos filósofos que se pro-
puseram a viver como os cães da cidade
• o homem deve procurar conhecer a si
mesmo e desprezar todos os bens materiais.
• Por isso Diógenes, é conhecido como o
“Sócrates demente”, ou o “Sócrates louco”.
• pois questionava os valores e as tradições
sociais

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
Juliana Corvino de Araújo
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade FilosóficaSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Turma Olímpica
 
Filosofia I - 3º ano
Filosofia I -   3º anoFilosofia I -   3º ano
Filosofia I - 3º ano
Euza Raquel
 
Cap 4 - Filosofia Helenística
Cap 4 - Filosofia HelenísticaCap 4 - Filosofia Helenística
Cap 4 - Filosofia Helenística
José Ferreira Júnior
 
Períodos da Filosofia
Períodos da FilosofiaPeríodos da Filosofia
Períodos da Filosofia
Robson Santos
 
Filosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slideFilosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slide
Daniel Filosofo
 
Filosofia Socrática
Filosofia SocráticaFilosofia Socrática
Filosofia Socrática
Juliana Corvino de Araújo
 
Aula 21 filosofia da ciência
Aula 21   filosofia da ciênciaAula 21   filosofia da ciência
Aula 21 filosofia da ciência
professorleo1989
 
Filósofos Pré socráticos
Filósofos Pré socráticosFilósofos Pré socráticos
Filósofos Pré socráticos
Juliana Corvino de Araújo
 
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
Rodrigo Cisco
 
Aula 1 filosofia no ENEM
Aula 1 filosofia no ENEMAula 1 filosofia no ENEM
Aula 1 filosofia no ENEM
Alexandre Banciella
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
José Aristides Silva Gamito
 
Nietzsche
NietzscheNietzsche
Hannah arendt
Hannah arendtHannah arendt
Hannah arendt
Felipe M
 
Pré socráticos
Pré socráticosPré socráticos
Pré socráticos
rafaforte
 
Filosofia moderna
Filosofia modernaFilosofia moderna
Filosofia moderna
Alexandre Misturini
 
Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1
iranildespm
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Schopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracionalSchopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracional
Colégio Nova Geração COC
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
Paula Meyer Piagentini
 

Mais procurados (20)

Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade FilosóficaSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
 
Filosofia I - 3º ano
Filosofia I -   3º anoFilosofia I -   3º ano
Filosofia I - 3º ano
 
Cap 4 - Filosofia Helenística
Cap 4 - Filosofia HelenísticaCap 4 - Filosofia Helenística
Cap 4 - Filosofia Helenística
 
Períodos da Filosofia
Períodos da FilosofiaPeríodos da Filosofia
Períodos da Filosofia
 
Filosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slideFilosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slide
 
Filosofia Socrática
Filosofia SocráticaFilosofia Socrática
Filosofia Socrática
 
Aula 21 filosofia da ciência
Aula 21   filosofia da ciênciaAula 21   filosofia da ciência
Aula 21 filosofia da ciência
 
Filósofos Pré socráticos
Filósofos Pré socráticosFilósofos Pré socráticos
Filósofos Pré socráticos
 
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
 
Aula 1 filosofia no ENEM
Aula 1 filosofia no ENEMAula 1 filosofia no ENEM
Aula 1 filosofia no ENEM
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
Nietzsche
NietzscheNietzsche
Nietzsche
 
Hannah arendt
Hannah arendtHannah arendt
Hannah arendt
 
Pré socráticos
Pré socráticosPré socráticos
Pré socráticos
 
Filosofia moderna
Filosofia modernaFilosofia moderna
Filosofia moderna
 
Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
 
Schopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracionalSchopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracional
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
 

Destaque

Apresentação2.
Apresentação2.Apresentação2.
Apresentação2.
sbvkaneda
 
A Filosofia no Período Clássico
A Filosofia no Período ClássicoA Filosofia no Período Clássico
A Filosofia no Período Clássico
poxalivs
 
Grécia4 helenismo e cultura
Grécia4 helenismo e culturaGrécia4 helenismo e cultura
Grécia4 helenismo e cultura
dmflores21
 
Principais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofiaPrincipais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofia
Aldenei Barros
 
Escolas Helenísticas
Escolas HelenísticasEscolas Helenísticas
Escolas Helenísticas
filoscar
 
Filosofia medieval slide
Filosofia medieval slideFilosofia medieval slide
Filosofia medieval slide
Alexandre Misturini
 
Períodos filosóficos
Períodos filosóficosPeríodos filosóficos
Períodos filosóficos
Ronaldo Assis
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
Janimara
 
Periodos da filosofia
Periodos da filosofiaPeriodos da filosofia
Periodos da filosofia
Raquel Carvalheiro
 
Patristica e escolastica
Patristica e escolasticaPatristica e escolastica
Patristica e escolastica
Over Lane
 

Destaque (10)

Apresentação2.
Apresentação2.Apresentação2.
Apresentação2.
 
A Filosofia no Período Clássico
A Filosofia no Período ClássicoA Filosofia no Período Clássico
A Filosofia no Período Clássico
 
Grécia4 helenismo e cultura
Grécia4 helenismo e culturaGrécia4 helenismo e cultura
Grécia4 helenismo e cultura
 
Principais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofiaPrincipais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofia
 
Escolas Helenísticas
Escolas HelenísticasEscolas Helenísticas
Escolas Helenísticas
 
Filosofia medieval slide
Filosofia medieval slideFilosofia medieval slide
Filosofia medieval slide
 
Períodos filosóficos
Períodos filosóficosPeríodos filosóficos
Períodos filosóficos
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
 
Periodos da filosofia
Periodos da filosofiaPeriodos da filosofia
Periodos da filosofia
 
Patristica e escolastica
Patristica e escolasticaPatristica e escolastica
Patristica e escolastica
 

Semelhante a Filosofia - helenistica

Helenismo
HelenismoHelenismo
Helenismo
Robson Costa
 
2017322 71528 helenismo+
2017322 71528 helenismo+2017322 71528 helenismo+
2017322 71528 helenismo+
Netosaimon Silva
 
Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25
Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25
Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25
Alexandre Misturini
 
1 aula - fil. impressão.pptx
1 aula - fil. impressão.pptx1 aula - fil. impressão.pptx
1 aula - fil. impressão.pptx
josuelsilva19
 
Filosofia 03 - Helenismo
Filosofia 03 - HelenismoFilosofia 03 - Helenismo
Filosofia 03 - Helenismo
Diego Bian Filo Moreira
 
Apostila ENEM Filosofia 1 - Período Helenístico
Apostila ENEM Filosofia 1 - Período HelenísticoApostila ENEM Filosofia 1 - Período Helenístico
Apostila ENEM Filosofia 1 - Período Helenístico
Já Entendi
 
FILOSOFIA - ESTOICISMO (A Arte de Viver em Paz Sob Qualquer Circunstância)..pdf
FILOSOFIA - ESTOICISMO (A Arte de Viver em Paz Sob Qualquer Circunstância)..pdfFILOSOFIA - ESTOICISMO (A Arte de Viver em Paz Sob Qualquer Circunstância)..pdf
FILOSOFIA - ESTOICISMO (A Arte de Viver em Paz Sob Qualquer Circunstância)..pdf
Wilker Simões
 
Asescolashelenistas 140504182703-phpapp01
Asescolashelenistas 140504182703-phpapp01Asescolashelenistas 140504182703-phpapp01
Asescolashelenistas 140504182703-phpapp01
rayg3
 
As escolas helenistas - Epicurismo e Estoicismo
As escolas helenistas - Epicurismo e EstoicismoAs escolas helenistas - Epicurismo e Estoicismo
As escolas helenistas - Epicurismo e Estoicismo
João Paulo Rodrigues
 
A filosofia antiga clássica greco_romana
A filosofia antiga clássica greco_romanaA filosofia antiga clássica greco_romana
A filosofia antiga clássica greco_romana
Aldenei Barros
 
helenismo
helenismohelenismo
helenismo
Miuria Goes
 
Filosofia 23m fff
Filosofia 23m fffFilosofia 23m fff
Filosofia 23m fff
Alexandre Misturini
 
Colégio estadual visconde de bom retiro 21mp
Colégio  estadual visconde de bom retiro 21mpColégio  estadual visconde de bom retiro 21mp
Colégio estadual visconde de bom retiro 21mp
Alexandre Misturini
 
22 mp
22 mp22 mp
I definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)
I   definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)I   definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)
I definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)
Aida Cunha
 
I definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)
I   definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)I   definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)
I definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)
AidaCunha73
 
filosofia helenica
filosofia helenicafilosofia helenica
filosofia helenica
Zelia Martins
 
FILOSOFIA E ÉTICA- caderno de slides
FILOSOFIA E ÉTICA- caderno de slidesFILOSOFIA E ÉTICA- caderno de slides
FILOSOFIA E ÉTICA- caderno de slides
ssuser3471ba1
 
2 helenismo
2   helenismo2   helenismo
Antropologia (Slide)[1][1][1]
Antropologia (Slide)[1][1][1]Antropologia (Slide)[1][1][1]
Antropologia (Slide)[1][1][1]
Dell Sales
 

Semelhante a Filosofia - helenistica (20)

Helenismo
HelenismoHelenismo
Helenismo
 
2017322 71528 helenismo+
2017322 71528 helenismo+2017322 71528 helenismo+
2017322 71528 helenismo+
 
Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25
Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25
Trabalho de filosofia 25tp 25 25 25
 
1 aula - fil. impressão.pptx
1 aula - fil. impressão.pptx1 aula - fil. impressão.pptx
1 aula - fil. impressão.pptx
 
Filosofia 03 - Helenismo
Filosofia 03 - HelenismoFilosofia 03 - Helenismo
Filosofia 03 - Helenismo
 
Apostila ENEM Filosofia 1 - Período Helenístico
Apostila ENEM Filosofia 1 - Período HelenísticoApostila ENEM Filosofia 1 - Período Helenístico
Apostila ENEM Filosofia 1 - Período Helenístico
 
FILOSOFIA - ESTOICISMO (A Arte de Viver em Paz Sob Qualquer Circunstância)..pdf
FILOSOFIA - ESTOICISMO (A Arte de Viver em Paz Sob Qualquer Circunstância)..pdfFILOSOFIA - ESTOICISMO (A Arte de Viver em Paz Sob Qualquer Circunstância)..pdf
FILOSOFIA - ESTOICISMO (A Arte de Viver em Paz Sob Qualquer Circunstância)..pdf
 
Asescolashelenistas 140504182703-phpapp01
Asescolashelenistas 140504182703-phpapp01Asescolashelenistas 140504182703-phpapp01
Asescolashelenistas 140504182703-phpapp01
 
As escolas helenistas - Epicurismo e Estoicismo
As escolas helenistas - Epicurismo e EstoicismoAs escolas helenistas - Epicurismo e Estoicismo
As escolas helenistas - Epicurismo e Estoicismo
 
A filosofia antiga clássica greco_romana
A filosofia antiga clássica greco_romanaA filosofia antiga clássica greco_romana
A filosofia antiga clássica greco_romana
 
helenismo
helenismohelenismo
helenismo
 
Filosofia 23m fff
Filosofia 23m fffFilosofia 23m fff
Filosofia 23m fff
 
Colégio estadual visconde de bom retiro 21mp
Colégio  estadual visconde de bom retiro 21mpColégio  estadual visconde de bom retiro 21mp
Colégio estadual visconde de bom retiro 21mp
 
22 mp
22 mp22 mp
22 mp
 
I definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)
I   definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)I   definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)
I definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)
 
I definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)
I   definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)I   definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)
I definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)
 
filosofia helenica
filosofia helenicafilosofia helenica
filosofia helenica
 
FILOSOFIA E ÉTICA- caderno de slides
FILOSOFIA E ÉTICA- caderno de slidesFILOSOFIA E ÉTICA- caderno de slides
FILOSOFIA E ÉTICA- caderno de slides
 
2 helenismo
2   helenismo2   helenismo
2 helenismo
 
Antropologia (Slide)[1][1][1]
Antropologia (Slide)[1][1][1]Antropologia (Slide)[1][1][1]
Antropologia (Slide)[1][1][1]
 

Mais de Samuel Araújo

Um novo tempo - marcos aurelio
Um novo tempo - marcos aurelioUm novo tempo - marcos aurelio
Um novo tempo - marcos aurelio
Samuel Araújo
 
Dia de sol - Gerson Rufino
Dia de sol - Gerson RufinoDia de sol - Gerson Rufino
Dia de sol - Gerson Rufino
Samuel Araújo
 
Lá vem ele - Gerson Rufino
Lá vem ele - Gerson RufinoLá vem ele - Gerson Rufino
Lá vem ele - Gerson Rufino
Samuel Araújo
 
Bate coração - shirley carvalhaes
Bate coração - shirley carvalhaesBate coração - shirley carvalhaes
Bate coração - shirley carvalhaes
Samuel Araújo
 
Diante do trono - te agradeço
Diante do trono - te agradeçoDiante do trono - te agradeço
Diante do trono - te agradeço
Samuel Araújo
 
As províncias Geológicas
As províncias Geológicas As províncias Geológicas
As províncias Geológicas
Samuel Araújo
 
Filosófos vida e obra
Filosófos vida e obraFilosófos vida e obra
Filosófos vida e obra
Samuel Araújo
 
Lendas
LendasLendas
dança - cururu - centro - oeste
dança - cururu - centro - oestedança - cururu - centro - oeste
dança - cururu - centro - oeste
Samuel Araújo
 
Trabalho de-filosofia- mito e mitologia
Trabalho de-filosofia- mito e mitologiaTrabalho de-filosofia- mito e mitologia
Trabalho de-filosofia- mito e mitologia
Samuel Araújo
 
o povoamento da américa
o povoamento da américao povoamento da américa
o povoamento da américa
Samuel Araújo
 

Mais de Samuel Araújo (11)

Um novo tempo - marcos aurelio
Um novo tempo - marcos aurelioUm novo tempo - marcos aurelio
Um novo tempo - marcos aurelio
 
Dia de sol - Gerson Rufino
Dia de sol - Gerson RufinoDia de sol - Gerson Rufino
Dia de sol - Gerson Rufino
 
Lá vem ele - Gerson Rufino
Lá vem ele - Gerson RufinoLá vem ele - Gerson Rufino
Lá vem ele - Gerson Rufino
 
Bate coração - shirley carvalhaes
Bate coração - shirley carvalhaesBate coração - shirley carvalhaes
Bate coração - shirley carvalhaes
 
Diante do trono - te agradeço
Diante do trono - te agradeçoDiante do trono - te agradeço
Diante do trono - te agradeço
 
As províncias Geológicas
As províncias Geológicas As províncias Geológicas
As províncias Geológicas
 
Filosófos vida e obra
Filosófos vida e obraFilosófos vida e obra
Filosófos vida e obra
 
Lendas
LendasLendas
Lendas
 
dança - cururu - centro - oeste
dança - cururu - centro - oestedança - cururu - centro - oeste
dança - cururu - centro - oeste
 
Trabalho de-filosofia- mito e mitologia
Trabalho de-filosofia- mito e mitologiaTrabalho de-filosofia- mito e mitologia
Trabalho de-filosofia- mito e mitologia
 
o povoamento da américa
o povoamento da américao povoamento da américa
o povoamento da américa
 

Último

347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
IslanderAndrade
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 

Último (20)

347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 

Filosofia - helenistica

  • 2. Informações: Colégio estadual Edgar silva Data: 04/11/2015 Disciplina: filosofia Pro: Delma Componentes: Samuel, Edno, Lucas, Micael, Emersom, Ismael e Victor
  • 3. conceito • É o período da história da Grécia Antiga e parte do Oriente Médio que vai de 336 a.C. • (do início do reinado de Alexandre, o Grande da Macedônia) até 30 a.C. • (anexação do Egito, último reino helenístico, por Roma).
  • 4. Contexto histórico • O Império Macedônico no período de Alexandre atingiu seu ponto máximo de conquistas territoriais • Abrangeu a Grécia, nordeste da África, Mesopotâmia e etc • Alexandre, o Grande, foi criado dentro da cultura grega, pois havia sido educado por Aristóteles • Esta fusão de aspectos culturais gregos e orientais é conhecida como Helenismo.
  • 5. Divisão escolar Helenística • cinismo, o ceticismo, o epicurismo e o estoicismo. • Todas procuravam, basicamente, estabelecer um conjunto de preceitos racionais • chegar à felicidade e ao bem- estar. Helenismo Escola EPICURISMO Escola ESTOICISMO Escola CETICISMO Escola CINISMO
  • 6. EPICURISMO: O PRAZER • propunha a ideia de que o ser humano deve buscar o prazer da vida. • entre os prazeres, aqueles que são duradouros • Para Epicuro, o supremo prazer seria de natureza intelectual; • Epicuro defendia dois grandes grupos de prazeres.
  • 7. ESTOICISMO: O DEVER • defendiam uma atitude de completa austeridade física e moral • baseada na resistência do homem; • Defendiam a noção; • O que chamamos de Deus, nada mais é quem rege a realidade.
  • 8. CETICISMO: A SUSPENSÃO DO JUÍZO • segundo suas teorias, nenhum conhecimento é seguro, tudo é incerto. • defendia que se deve contentar com as aparências das coisas, • o CETICISMO é considerado a impossibilidade do conhecimento, da obtenção da verdade absoluta. • nenhum conhecimento é seguro, qualquer argumento pode ser contestado.
  • 9. CINISMO: ALÉM DAS CONVENÇÕES • O cinismo - o termo cinismo vem do grego kynos, que significa "cão“. • designa a corrente dos filósofos que se pro- puseram a viver como os cães da cidade • o homem deve procurar conhecer a si mesmo e desprezar todos os bens materiais. • Por isso Diógenes, é conhecido como o “Sócrates demente”, ou o “Sócrates louco”. • pois questionava os valores e as tradições sociais