SlideShare uma empresa Scribd logo
Lendas
CONCEITO
Lendas são narrativas transmitidas oralmente pelas pessoas com o
objetivo de explicar acontecimentos misteriosos ou sobrenaturais.
Para isso há uma mistura de fatos reais com imaginários. Misturam a
história e a fantasia. As lendas vão sendo contadas ao longo do tempo
e modificadas através da imaginação do povo. Ao se tornarem
conhecidas, são registradas na linguagem escrita. Do latim legenda
(aquilo que deve ser lido), as lendas inicialmente contavam histórias
de santos, mas ao longo do tempo o conceito se transformou em
histórias que falam sobre a tradição de um povo e que fazem parte de
sua cultura.
CARACTERÍSTICAS DE UMA LENDA
• - SE UTILIZA DA FANTASIA OU FICÇÃO, MISTURANDO-AS COM A
REALIDADE DOS FATOS.
• - FAZ PARTE DA TRADIÇÃO ORAL, E VEM SENDO CONTADA ATRAVÉS DOS
TEMPOS.
• - USAM FATOS REAIS E HISTÓRICOS PARA DAR SUPORTE ÀS HISTÓRIAS,
MAS JUNTO COM ELES ENVOLVEM A IMAGINAÇÃO PARA “AUMENTAR UM
PONTO” NA REALIDADE.
• - FAZEM PARTE DA REALIDADE CULTURAL DE TODOS OS POVOS.
• - ASSIM COMO OS MITOS, FORNECEM EXPLICAÇÕES AOS FATOS QUE NÃO
SÃO EXPLICÁVEIS PELA CIÊNCIA OU PELA LÓGICA. ESSAS EXPLICAÇÕES,
PORÉM, SÃO MAIS FACILMENTE ACEITAS, POIS APESAR DE SEREM FRUTO
DA IMAGINAÇÃO NÃO SÃO NECESSARIAMENTE SOBRENATURAIS OU
FANTÁSTICAS.
ALGUMAS LENDAS:
BOITATÁ MULA SEM CABEÇA SACI
CURUPIRA
SALAMANCA DO JARAU
NEGRINHO DO PASTOREIRO
LOBISOMEN
CORPO SECO
MATINTA PERERA VITÓRIA RÉGIA
COBRA NORATO
LOIRA DO
BANHEIRO
ESTA HISTÓRIA É MUITO CONTADA EM ESCOLAS DA REDE PÚBLICA
NA CIDADE DE SÃO PAULO. SUA FAMA É MUITO GRANDE ENTRE OS
ALUNOS.
UMA GAROTA MUITO BONITA DE CABELOS LOIROS COM
APROXIMADAMENTE 15 ANOS SEMPRE PLANEJAVA MANEIRAS DE
MATAR AULA. UMA DELAS ERA FICAR AO BANHEIRO DA ESCOLA
ESPERANDO O TEMPO PASSAR.
PORÉM UM DIA, UM ACIDENTE TERRÍVEL ACONTECEU. A LOIRA
ESCORREGOU NO PISO MOLHADO DO BANHEIRO E BATEU SUA
CABEÇA NO CHÃO. FICOU EM COMA E POUCO TEMPO DEPOIS VEIO
A MORRER.
MESMO SEM A PERMISSÃO DOS PAIS, OS MÉDICOS FIZERAM
AUTÓPSIA NA MENINA PARA SABER A CAUSA DE SUA MORTE.
A MENINA NÃO SE CONFORMOU COM SEU FIM TRÁGICO E
PREMATURO. SUA ALMA NÃO QUIS DESCANSAR EM PAZ E PASSOU
A ASSOMBRAR OS BANHEIROS DAS ESCOLAS. MUITOS ALUNOS
JURAM TER VISTO A FAMOSA LOIRA DO BANHEIRO, PÁLIDA E COM
ALGODÃO NO NARIZ PARA EVITAR QUE O SANGUE ESCORRA.
GRUPO
• COLÉGIO ESTADUAL EDGAR SILVA
• DATA: 27/08/2015
• DISCIPLINA: ARTES
• PRO: EDMEIA
• ALUNOS: SAMUEL, ISMAEL, EDNO, MICAEL, LUCAS, ADRIEL E
EMERSON

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividade de português: Orações coordenadas sindéticas – 8º ou 9º ano ...
   Atividade de português: Orações coordenadas sindéticas – 8º ou 9º ano     ...   Atividade de português: Orações coordenadas sindéticas – 8º ou 9º ano     ...
Atividade de português: Orações coordenadas sindéticas – 8º ou 9º ano ...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Avaliação frase oração periodo oitavo ano
Avaliação frase oração periodo  oitavo anoAvaliação frase oração periodo  oitavo ano
Avaliação frase oração periodo oitavo ano
Cris Hoffmann
 
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANOCOLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
Mara Sueli
 
Atividades lendas variadas
Atividades lendas variadasAtividades lendas variadas
Atividades lendas variadas
Josianne Lacerda
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
Edson Alves
 
Lista de exercicios_ Classes gramaticais
Lista de exercicios_ Classes gramaticaisLista de exercicios_ Classes gramaticais
Lista de exercicios_ Classes gramaticais
Rose Tavares
 
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º anoGuia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
Paulo Alves de Araujo
 
Texto instrucional
Texto instrucionalTexto instrucional
Texto instrucional
Ana Carlão
 
Leitura e interpretação de texto
Leitura e interpretação de textoLeitura e interpretação de texto
Leitura e interpretação de texto
Augusto Bertotto
 
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docxJOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
Paula Meyer Piagentini
 
D7 (5º ano l.p.)
D7 (5º ano   l.p.)D7 (5º ano   l.p.)
D7 (5º ano l.p.)
Cidinha Paulo
 
Aquarela de Toquinho - Análise e entendimento da música
Aquarela  de Toquinho - Análise e entendimento da música Aquarela  de Toquinho - Análise e entendimento da música
Aquarela de Toquinho - Análise e entendimento da música
Mary Alvarenga
 
Relato
RelatoRelato
Relato
Scheyla Lima
 
SLIDES – TIRINHAS.
SLIDES – TIRINHAS.SLIDES – TIRINHAS.
SLIDES – TIRINHAS.
Tissiane Gomes
 
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdfFICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
Natália Moura
 
A origem das lendas ppt
A origem das lendas pptA origem das lendas ppt
A origem das lendas ppt
Ana Lúcia Silva
 
Piadas atividades de paragrafação
Piadas atividades de paragrafaçãoPiadas atividades de paragrafação
Piadas atividades de paragrafação
Roseli Aparecida Tavares
 
Gênero textual - anúncio
Gênero textual - anúncio Gênero textual - anúncio
Gênero textual - anúncio
Mary Alvarenga
 
Polissemia
PolissemiaPolissemia
Polissemia
whybells
 
1.conto, características
1.conto, características1.conto, características
1.conto, características
Helena Coutinho
 

Mais procurados (20)

Atividade de português: Orações coordenadas sindéticas – 8º ou 9º ano ...
   Atividade de português: Orações coordenadas sindéticas – 8º ou 9º ano     ...   Atividade de português: Orações coordenadas sindéticas – 8º ou 9º ano     ...
Atividade de português: Orações coordenadas sindéticas – 8º ou 9º ano ...
 
Avaliação frase oração periodo oitavo ano
Avaliação frase oração periodo  oitavo anoAvaliação frase oração periodo  oitavo ano
Avaliação frase oração periodo oitavo ano
 
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANOCOLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
 
Atividades lendas variadas
Atividades lendas variadasAtividades lendas variadas
Atividades lendas variadas
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
 
Lista de exercicios_ Classes gramaticais
Lista de exercicios_ Classes gramaticaisLista de exercicios_ Classes gramaticais
Lista de exercicios_ Classes gramaticais
 
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º anoGuia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
 
Texto instrucional
Texto instrucionalTexto instrucional
Texto instrucional
 
Leitura e interpretação de texto
Leitura e interpretação de textoLeitura e interpretação de texto
Leitura e interpretação de texto
 
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docxJOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
 
D7 (5º ano l.p.)
D7 (5º ano   l.p.)D7 (5º ano   l.p.)
D7 (5º ano l.p.)
 
Aquarela de Toquinho - Análise e entendimento da música
Aquarela  de Toquinho - Análise e entendimento da música Aquarela  de Toquinho - Análise e entendimento da música
Aquarela de Toquinho - Análise e entendimento da música
 
Relato
RelatoRelato
Relato
 
SLIDES – TIRINHAS.
SLIDES – TIRINHAS.SLIDES – TIRINHAS.
SLIDES – TIRINHAS.
 
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdfFICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
 
A origem das lendas ppt
A origem das lendas pptA origem das lendas ppt
A origem das lendas ppt
 
Piadas atividades de paragrafação
Piadas atividades de paragrafaçãoPiadas atividades de paragrafação
Piadas atividades de paragrafação
 
Gênero textual - anúncio
Gênero textual - anúncio Gênero textual - anúncio
Gênero textual - anúncio
 
Polissemia
PolissemiaPolissemia
Polissemia
 
1.conto, características
1.conto, características1.conto, características
1.conto, características
 

Destaque

Lenda da Matinta Perera
Lenda da Matinta PereraLenda da Matinta Perera
Lenda da Matinta Perera
Sheyla Tasso
 
Jacundá - Uma história e várias culturas.
Jacundá - Uma história e várias culturas.Jacundá - Uma história e várias culturas.
Jacundá - Uma história e várias culturas.
André Moraes
 
Lenda
LendaLenda
Lendas de alguns distritos de Portugal
Lendas de alguns distritos de PortugalLendas de alguns distritos de Portugal
Lendas de alguns distritos de Portugal
guest1b247a
 
Lendas 9o ano D 2013
Lendas 9o ano D 2013Lendas 9o ano D 2013
Lendas 9o ano D 2013
Marcia Facelli
 
Livro eletrônico
Livro eletrônicoLivro eletrônico
Livro eletrônico
Claudia Lotufo
 
Lendas
LendasLendas
lendas urbanas
lendas urbanaslendas urbanas
lendas urbanas
guest2c154a
 
Lenda característica e classificação
Lenda  característica e classificaçãoLenda  característica e classificação
Lenda característica e classificação
7aeb23dalousa
 
Lendas de-portugal
Lendas de-portugalLendas de-portugal
Lendas de-portugal
Ana Arminda Moreira
 
Lendas, Contos E FáBulas
Lendas, Contos E FáBulasLendas, Contos E FáBulas
Lendas, Contos E FáBulas
ancyrainfo2009
 
Lendas folclóricas
Lendas folclóricasLendas folclóricas
Lendas folclóricas
zoesantos
 
Mito e Lenda
Mito e LendaMito e Lenda
Mito e Lenda
Daniel Mota
 
conto tradicional-popular
 conto tradicional-popular conto tradicional-popular
conto tradicional-popular
sesal
 
Fábulas
FábulasFábulas
Apresentação lendas
Apresentação lendasApresentação lendas
Apresentação lendas
Vdunder
 
Slides mitos e lendas
Slides mitos e lendasSlides mitos e lendas
Slides mitos e lendas
Solangecss
 

Destaque (17)

Lenda da Matinta Perera
Lenda da Matinta PereraLenda da Matinta Perera
Lenda da Matinta Perera
 
Jacundá - Uma história e várias culturas.
Jacundá - Uma história e várias culturas.Jacundá - Uma história e várias culturas.
Jacundá - Uma história e várias culturas.
 
Lenda
LendaLenda
Lenda
 
Lendas de alguns distritos de Portugal
Lendas de alguns distritos de PortugalLendas de alguns distritos de Portugal
Lendas de alguns distritos de Portugal
 
Lendas 9o ano D 2013
Lendas 9o ano D 2013Lendas 9o ano D 2013
Lendas 9o ano D 2013
 
Livro eletrônico
Livro eletrônicoLivro eletrônico
Livro eletrônico
 
Lendas
LendasLendas
Lendas
 
lendas urbanas
lendas urbanaslendas urbanas
lendas urbanas
 
Lenda característica e classificação
Lenda  característica e classificaçãoLenda  característica e classificação
Lenda característica e classificação
 
Lendas de-portugal
Lendas de-portugalLendas de-portugal
Lendas de-portugal
 
Lendas, Contos E FáBulas
Lendas, Contos E FáBulasLendas, Contos E FáBulas
Lendas, Contos E FáBulas
 
Lendas folclóricas
Lendas folclóricasLendas folclóricas
Lendas folclóricas
 
Mito e Lenda
Mito e LendaMito e Lenda
Mito e Lenda
 
conto tradicional-popular
 conto tradicional-popular conto tradicional-popular
conto tradicional-popular
 
Fábulas
FábulasFábulas
Fábulas
 
Apresentação lendas
Apresentação lendasApresentação lendas
Apresentação lendas
 
Slides mitos e lendas
Slides mitos e lendasSlides mitos e lendas
Slides mitos e lendas
 

Semelhante a Lendas

Mitos e lendas
Mitos e lendasMitos e lendas
Mitos e lendas
Marcia Facelli
 
6 ano - Gênero textual: Lendas
6 ano - Gênero textual: Lendas6 ano - Gênero textual: Lendas
6 ano - Gênero textual: Lendas
Clarice Lima
 
Mitos e lendas
Mitos e lendasMitos e lendas
Mitos e lendas
Marcia Facelli
 
Folclore
FolcloreFolclore
Folclore
julialp
 
A lenda e o mito
A lenda e o mitoA lenda e o mito
A lenda e o mito
7f14_15
 
Lendas de portugal 2
Lendas de portugal 2Lendas de portugal 2
Lendas de portugal 2
Pedro Miguel Neto
 
Lendas urbanas
Lendas urbanasLendas urbanas
Lendas urbanas
jessica_wisni
 
O que é folclore por simone helen drumond
O que é folclore por simone helen drumondO que é folclore por simone helen drumond
O que é folclore por simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
Contos de fadas
Contos de fadasContos de fadas
Contos de fadas
rafaelladiasfernandez
 
Trabalho de didática - Fábulas by Doug.Albert
Trabalho de didática - Fábulas by Doug.AlbertTrabalho de didática - Fábulas by Doug.Albert
Trabalho de didática - Fábulas by Doug.Albert
Doug Petrova
 
Contos de fadas
Contos de fadas Contos de fadas
Contos de fadas
rafaelladiasfernandez
 
Folcore 8ºano
Folcore 8ºanoFolcore 8ºano
Folcore 8ºano
Escola Municipal
 
Contos de fadas
Contos de fadasContos de fadas
Contos de fadas
rafaelladiasfernandez
 
Folclore
Folclore Folclore
Folclore brasileiro
Folclore brasileiroFolclore brasileiro
Folclore brasileiro
home
 
Vinte Contos e Lendas Adolescentes.pdf
Vinte Contos e Lendas Adolescentes.pdfVinte Contos e Lendas Adolescentes.pdf
Vinte Contos e Lendas Adolescentes.pdf
Roosevelt F. Abrantes
 
Contos de fadas apresentação
Contos de fadas apresentaçãoContos de fadas apresentação
Contos de fadas apresentação
rafaelladiasfernandez
 
Folclore brasileiro trabalho de filosofia (apresentação 10-04-13)
Folclore brasileiro   trabalho de filosofia (apresentação 10-04-13)Folclore brasileiro   trabalho de filosofia (apresentação 10-04-13)
Folclore brasileiro trabalho de filosofia (apresentação 10-04-13)
Keila Feltran
 
Artigo de grego
Artigo de gregoArtigo de grego
Artigo de grego
Marta Matos
 
Sexta cultural
Sexta culturalSexta cultural
Sexta cultural
angelalbres
 

Semelhante a Lendas (20)

Mitos e lendas
Mitos e lendasMitos e lendas
Mitos e lendas
 
6 ano - Gênero textual: Lendas
6 ano - Gênero textual: Lendas6 ano - Gênero textual: Lendas
6 ano - Gênero textual: Lendas
 
Mitos e lendas
Mitos e lendasMitos e lendas
Mitos e lendas
 
Folclore
FolcloreFolclore
Folclore
 
A lenda e o mito
A lenda e o mitoA lenda e o mito
A lenda e o mito
 
Lendas de portugal 2
Lendas de portugal 2Lendas de portugal 2
Lendas de portugal 2
 
Lendas urbanas
Lendas urbanasLendas urbanas
Lendas urbanas
 
O que é folclore por simone helen drumond
O que é folclore por simone helen drumondO que é folclore por simone helen drumond
O que é folclore por simone helen drumond
 
Contos de fadas
Contos de fadasContos de fadas
Contos de fadas
 
Trabalho de didática - Fábulas by Doug.Albert
Trabalho de didática - Fábulas by Doug.AlbertTrabalho de didática - Fábulas by Doug.Albert
Trabalho de didática - Fábulas by Doug.Albert
 
Contos de fadas
Contos de fadas Contos de fadas
Contos de fadas
 
Folcore 8ºano
Folcore 8ºanoFolcore 8ºano
Folcore 8ºano
 
Contos de fadas
Contos de fadasContos de fadas
Contos de fadas
 
Folclore
Folclore Folclore
Folclore
 
Folclore brasileiro
Folclore brasileiroFolclore brasileiro
Folclore brasileiro
 
Vinte Contos e Lendas Adolescentes.pdf
Vinte Contos e Lendas Adolescentes.pdfVinte Contos e Lendas Adolescentes.pdf
Vinte Contos e Lendas Adolescentes.pdf
 
Contos de fadas apresentação
Contos de fadas apresentaçãoContos de fadas apresentação
Contos de fadas apresentação
 
Folclore brasileiro trabalho de filosofia (apresentação 10-04-13)
Folclore brasileiro   trabalho de filosofia (apresentação 10-04-13)Folclore brasileiro   trabalho de filosofia (apresentação 10-04-13)
Folclore brasileiro trabalho de filosofia (apresentação 10-04-13)
 
Artigo de grego
Artigo de gregoArtigo de grego
Artigo de grego
 
Sexta cultural
Sexta culturalSexta cultural
Sexta cultural
 

Mais de Samuel Araújo

Um novo tempo - marcos aurelio
Um novo tempo - marcos aurelioUm novo tempo - marcos aurelio
Um novo tempo - marcos aurelio
Samuel Araújo
 
Dia de sol - Gerson Rufino
Dia de sol - Gerson RufinoDia de sol - Gerson Rufino
Dia de sol - Gerson Rufino
Samuel Araújo
 
Lá vem ele - Gerson Rufino
Lá vem ele - Gerson RufinoLá vem ele - Gerson Rufino
Lá vem ele - Gerson Rufino
Samuel Araújo
 
Filosofia - helenistica
Filosofia - helenistica Filosofia - helenistica
Filosofia - helenistica
Samuel Araújo
 
Bate coração - shirley carvalhaes
Bate coração - shirley carvalhaesBate coração - shirley carvalhaes
Bate coração - shirley carvalhaes
Samuel Araújo
 
Diante do trono - te agradeço
Diante do trono - te agradeçoDiante do trono - te agradeço
Diante do trono - te agradeço
Samuel Araújo
 
As províncias Geológicas
As províncias Geológicas As províncias Geológicas
As províncias Geológicas
Samuel Araújo
 
Filosófos vida e obra
Filosófos vida e obraFilosófos vida e obra
Filosófos vida e obra
Samuel Araújo
 
dança - cururu - centro - oeste
dança - cururu - centro - oestedança - cururu - centro - oeste
dança - cururu - centro - oeste
Samuel Araújo
 
Trabalho de-filosofia- mito e mitologia
Trabalho de-filosofia- mito e mitologiaTrabalho de-filosofia- mito e mitologia
Trabalho de-filosofia- mito e mitologia
Samuel Araújo
 
o povoamento da américa
o povoamento da américao povoamento da américa
o povoamento da américa
Samuel Araújo
 

Mais de Samuel Araújo (11)

Um novo tempo - marcos aurelio
Um novo tempo - marcos aurelioUm novo tempo - marcos aurelio
Um novo tempo - marcos aurelio
 
Dia de sol - Gerson Rufino
Dia de sol - Gerson RufinoDia de sol - Gerson Rufino
Dia de sol - Gerson Rufino
 
Lá vem ele - Gerson Rufino
Lá vem ele - Gerson RufinoLá vem ele - Gerson Rufino
Lá vem ele - Gerson Rufino
 
Filosofia - helenistica
Filosofia - helenistica Filosofia - helenistica
Filosofia - helenistica
 
Bate coração - shirley carvalhaes
Bate coração - shirley carvalhaesBate coração - shirley carvalhaes
Bate coração - shirley carvalhaes
 
Diante do trono - te agradeço
Diante do trono - te agradeçoDiante do trono - te agradeço
Diante do trono - te agradeço
 
As províncias Geológicas
As províncias Geológicas As províncias Geológicas
As províncias Geológicas
 
Filosófos vida e obra
Filosófos vida e obraFilosófos vida e obra
Filosófos vida e obra
 
dança - cururu - centro - oeste
dança - cururu - centro - oestedança - cururu - centro - oeste
dança - cururu - centro - oeste
 
Trabalho de-filosofia- mito e mitologia
Trabalho de-filosofia- mito e mitologiaTrabalho de-filosofia- mito e mitologia
Trabalho de-filosofia- mito e mitologia
 
o povoamento da américa
o povoamento da américao povoamento da américa
o povoamento da américa
 

Último

Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
helenawaya9
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
 

Lendas

  • 2. CONCEITO Lendas são narrativas transmitidas oralmente pelas pessoas com o objetivo de explicar acontecimentos misteriosos ou sobrenaturais. Para isso há uma mistura de fatos reais com imaginários. Misturam a história e a fantasia. As lendas vão sendo contadas ao longo do tempo e modificadas através da imaginação do povo. Ao se tornarem conhecidas, são registradas na linguagem escrita. Do latim legenda (aquilo que deve ser lido), as lendas inicialmente contavam histórias de santos, mas ao longo do tempo o conceito se transformou em histórias que falam sobre a tradição de um povo e que fazem parte de sua cultura.
  • 3. CARACTERÍSTICAS DE UMA LENDA • - SE UTILIZA DA FANTASIA OU FICÇÃO, MISTURANDO-AS COM A REALIDADE DOS FATOS. • - FAZ PARTE DA TRADIÇÃO ORAL, E VEM SENDO CONTADA ATRAVÉS DOS TEMPOS. • - USAM FATOS REAIS E HISTÓRICOS PARA DAR SUPORTE ÀS HISTÓRIAS, MAS JUNTO COM ELES ENVOLVEM A IMAGINAÇÃO PARA “AUMENTAR UM PONTO” NA REALIDADE. • - FAZEM PARTE DA REALIDADE CULTURAL DE TODOS OS POVOS. • - ASSIM COMO OS MITOS, FORNECEM EXPLICAÇÕES AOS FATOS QUE NÃO SÃO EXPLICÁVEIS PELA CIÊNCIA OU PELA LÓGICA. ESSAS EXPLICAÇÕES, PORÉM, SÃO MAIS FACILMENTE ACEITAS, POIS APESAR DE SEREM FRUTO DA IMAGINAÇÃO NÃO SÃO NECESSARIAMENTE SOBRENATURAIS OU FANTÁSTICAS.
  • 4. ALGUMAS LENDAS: BOITATÁ MULA SEM CABEÇA SACI
  • 5. CURUPIRA SALAMANCA DO JARAU NEGRINHO DO PASTOREIRO LOBISOMEN CORPO SECO
  • 6. MATINTA PERERA VITÓRIA RÉGIA COBRA NORATO
  • 7. LOIRA DO BANHEIRO ESTA HISTÓRIA É MUITO CONTADA EM ESCOLAS DA REDE PÚBLICA NA CIDADE DE SÃO PAULO. SUA FAMA É MUITO GRANDE ENTRE OS ALUNOS. UMA GAROTA MUITO BONITA DE CABELOS LOIROS COM APROXIMADAMENTE 15 ANOS SEMPRE PLANEJAVA MANEIRAS DE MATAR AULA. UMA DELAS ERA FICAR AO BANHEIRO DA ESCOLA ESPERANDO O TEMPO PASSAR. PORÉM UM DIA, UM ACIDENTE TERRÍVEL ACONTECEU. A LOIRA ESCORREGOU NO PISO MOLHADO DO BANHEIRO E BATEU SUA CABEÇA NO CHÃO. FICOU EM COMA E POUCO TEMPO DEPOIS VEIO A MORRER. MESMO SEM A PERMISSÃO DOS PAIS, OS MÉDICOS FIZERAM AUTÓPSIA NA MENINA PARA SABER A CAUSA DE SUA MORTE. A MENINA NÃO SE CONFORMOU COM SEU FIM TRÁGICO E PREMATURO. SUA ALMA NÃO QUIS DESCANSAR EM PAZ E PASSOU A ASSOMBRAR OS BANHEIROS DAS ESCOLAS. MUITOS ALUNOS JURAM TER VISTO A FAMOSA LOIRA DO BANHEIRO, PÁLIDA E COM ALGODÃO NO NARIZ PARA EVITAR QUE O SANGUE ESCORRA.
  • 8. GRUPO • COLÉGIO ESTADUAL EDGAR SILVA • DATA: 27/08/2015 • DISCIPLINA: ARTES • PRO: EDMEIA • ALUNOS: SAMUEL, ISMAEL, EDNO, MICAEL, LUCAS, ADRIEL E EMERSON