SlideShare uma empresa Scribd logo
Filosofia φ– 10.º Ano
• 1ª Abordagem Filosófica – O que é a Filosofia?
2021-2022
CST
2021-2022
Contoso Ltd.
Sentido
Etimológico
Origem da
Filosofia
Questões Disciplinas Síntese do
Programa do 10.º
Ano
Adicione um rodapé
2
Contoso Ltd.
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur
adipiscing elit. Etiam aliquet eu mi quis
lacinia. Ut fermentum a magna ut.
3
Philos Sophia Filosofia
Amigo/
Amor/
Amante
Sabedoria/
Conhecimento/
Saber
+ =
Amor pela
Sabedoria/Amigo
do Saber
• O que é a Filosofia?
Sentido Etimológico
▪ Provém do do grego Φιλοσοφία,
philosophia.
▪ Philo deriva de Philia (amor ou
amizade) e Sophia (sabedoria).
▪ O filósofo é alguém que ama a
sabedoria, que a persegue, sem,
contudo, a deter ou possuir em termos
absolutos.
A filosofia pressupõe, como o texto indica, uma
atitude humilde, incansável e aberta no que se refere ao
conhecimento.
«As perguntas filosóficas incluem algumas das
perguntas mais emocionantes, intrigantes e importantes
jamais colocadas. Conseguem pôr em causa as nossas
crenças mais básicas.»
Stephen Law, Filosofia
Contoso Ltd.
• Quem é o Filósofo?
Filosofia, 10.º Ano - I
• A palavra Filósofo foi utilizada pela primeira vez pelo filósofo e
matemático Pitágoras (570 a.C – 497 a.C.).
• O filósofo é aquele que reconhece a sua ignorância e tomando
essa atitude humilde, procura ativamente encontrar respostas
para as suas dúvidas. O filósofo é um ser curioso, ambicioso,
preocupado e amante do conhecimento.
• Encontra no pensamento, no autoquestionamento radical
(autonomia), o instrumento essencial para questionar o seu lugar
no mundo e a sua relação com os outros.
• O filósofo gosta de discutir e debater a partir de argumentos
sólidos e válidos de forma a derrubar preconceitos, crenças e o
dogmatismo. A discussão permite alargar o nosso horizonte.
Sócrates
(469 a.C – 499 a.C)
Contoso Ltd.
5
Adicione um rodapé
• Os filósofos não são deuses (pois estes tudo sabem, são
“sábios”, não desejam saber);
• Os filósofos não são ignorantes dado que estes ou nada
sabem, pelo que nem sabem o que há para saber, ou,
julgando, erradamente, que sabem, não procuram saber, não
sabendo, por último, que nada sabem;
• Os filósofos, por sua vez, não têm saber mas têm consciência
disso (autoconhecimento). Sabem que não sabem pelo que
procuram (amando) o saber. São humildes e dotados de
espírito crítico (ao contrário dos supostos sábios que ignoram
que são ignorantes). A condição humana, estando ligada à
ignorância, deve assim reconhecer essa limitação.
Contoso Ltd.
Filosofia, 10.º Ano - I
• A frase "Conhece-te a ti mesmo" estava
inscrita na porta de entrada do Templo de
Delfos a fim de estimular a reflexão dos gregos
antigos.
• Localizado na Grécia, na cidade de Delfos, o
templo originalmente era dedicado a Apolo,
deus da luz, da razão e do conhecimento
verdadeiro, o patrono da sabedoria.
• Não se sabe com precisão quem foi
exatamente o autor da frase, há suposições de
que ela tenha sido proferida por Sócrates,
Pitágoras, Heráclito ou até mesmo Tales de
Mileto.
«Só sei que nada sei.»
«Conhece-te a ti mesmo.»
Contoso Ltd.
Separador de
Secção
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur
adipiscing elit. Etiam aliquet eu mi ipsum
dolor quis lacinia.
Breve Aproximação Histórica 7
A Escola de Atenas, Rafaello
Sanzio - 1508-1511
Contoso Ltd.
A origem histórica da
Filosofia
• A filosofia ocidental nasceu na
Grécia, mais precisamente entre o
sul de Itália e o atual território
turco, no séc. VI a.C.
• Os gregos, mais precisamente, os
filósofos influenciram decisivamente
todo o pensamento ocidental;
• Tales é referido como o primeiro
filósofo (filósofos pré-socráticos).
8
Contoso Ltd.
Linhado Tempo–Históriada Filosofia
Pré-Socráticos Pós-Socráticos
1º Nascimento da Filosofia 2º Nascimento da Filosofia
Contoso Ltd.
Os Pré-Socráticos
-1º Nascimento da Filosofia-
• Os primeiros filósofos tinham por objetivo procurar
compreender racionalmente o Universo – as suas causas, o
seu princípio (a arqué ou arché);
• Passagem do mito à razão;
• Os filósofos pré-socráticos foram os primeiros sábios gregos
a formular uma explicação racional para o mundo sem recorrer
ao sobrenatural, isto é, à mitologia.
Características deste 1º nascimento:
Contoso Ltd.
Passagem do Mito à Razão
• Os mitos surgiram como histórias narradas pelos deuses aos homens em tempos longínquos. Eram
transmitidas de geração em geração. Eram verdadeiras porque tinham como origem os deuses. Eram assim
únicas e estáveis. Uma boa parte dos mitos, entretanto, narrava a origem das coisas e das causas do
universo.
• Porém, muitos gregos procuravam vender os seus produtos fora das suas terras. Estes comerciantes,
longe de casa, encontraram outras explicações, outros mitos. Surgiram contradições e a ideia que os mitos
narravam elementos que não estavam de acordo com as novas descobertas. Havia limitações. A dúvida
instalou-se.
• Assim, se eu quero compreender, já não basta o saber dos deuses. Tem de ser cada homem a procurar
(filósofo). A filosofia surge assim, de certa forma, por confronto face aos mitos. Surge da dúvida e da
crítica.
• Afirma-se como atividade racional. Caracteriza-se, em termos gerais, por problematizar e procurar
fundamentar e sistematizar as questões e as soluções. O saber antes era dado, único e não criticado.
Agora, resultado do próprio homem, torna-se procurado, múltiplo e criticado.
Contoso Ltd.
Tales de Mileto (cerca de 624-545 a.C.)
✓É considero o 1º Filósofo;
✓A origem do Universo é a agua.
Anaximandro de Mileto (cerca de 610-546 a.C.)
Pitágoras de Samos (cerca de 570-495 a.C.)
✓O que une todos os seres do universo é a matemática;
✓ O trabalho intelectual descobre a estrutura numérica de todas as coisas e, assim, vê sua
relação com o cosmo, a harmonia, a proporção e a beleza = a alma das coisas.
✓Introduziu e aperfeiçoou o relógio de sol (gnomon) na Grécia;
✓Foi também o primeiro a traçar um mapa do mundo habitado;
✓O universo teria resultado de modificações ocorridas num princípio originário (arché) –
esse princípio seria o ápeiron, que se pode traduzir por infinito e/ou ilimitado.
Contoso Ltd.
Parménides de Eleia (cerca de 515-445 a.C.)
Heráclito de Efeso (cerca de 535-475 a.C.)
✓ É o primeiro filósofo a tomar consciência de que os sentidos podem enganar, induzindo-
nos ao erro e tentam manter-nos numa ilusão.
✓ A identificar a distinção entre realidade e aparência/ilusão e a combater, a partir disto, o
senso comum.
✓Segundo este pensador, o universo não é senão um contínuo devir.
✓Todas as coisas encontram-se submetidas a uma contínua transformação.
✓Defendia a ideia de que o movimento e o conflito não existiam somente
como era a própria essência das coisas. Heráclito diz: “Tudo flui, nada
persiste, nem permanece o mesmo”, “a essência é a mudança” e “o
verdadeiro é apenas como a unidade dos opostos”.
Contoso Ltd.
Empédocles de Agrigento (495-435)
✓ Defende que os elementos originários, substrato e
todas as coisas, são quatro: o fogo, a terra, o ar e a
água. Para além destes elementos, Empédocles
admitiu a existência de duas forças responsáveis
pelo movimento mecânico dos quatro elementos e
pelas suas combinações: o amor que impele à união
e o ódio que conduz à separação.
Contoso Ltd.
Linhado Tempo–Históriada Filosofia
Pré-Socráticos Pós-Socráticos
1º Nascimento da Filosofia 2º Nascimento da Filosofia
Contoso Ltd.
Adicione um rodapé
16
• Sócrates (aprox.469/70 a.C – 399 a.C) foi o marco mais importante na
história da Filosofia; Foi o primeiro dos três grandes filósofos gregos que
estabeleceram as bases do pensamento ocidental (os outros dois foram
Platão e Aristóteles - discípulos);
• Divide o 1º nascimento da Filosofia do 2º nascimento;
• Conduziu a transição do pensamento dos antigos cosmologistas gregos,
que refletiam sobre a origem do universo, para um pensamento da razão,
mais precisamente para questões morais;
• O filósofo não deixou nada escrito para a posteridade e quase tudo que se
sabe sobre suas ideias e sua personalidade vem das obras de Platão, seu
principal discípulo;
• O filósofo acabou condenado a cometer suicídio (por corromper com a
juventude) bebendo uma mistura com a erva venenosa - cicuta. Uma forma
de evitar a execução chegou a ser sugerida, mas Sócrates recusou,
alegando que a sentença, embora injusta, havia sido pronunciada por um
tribunal legítimo e assim deveria ser cumprida – o que aconteceu em
Atenas naquele mesmo ano de 399 a.C, com 70 anos.
• Quem foi Sócrates?
Contoso Ltd.
• Características do 2.º nascimento da Filosofia
Sócrates oferece um caminho para a atitude crítica e racional que se caracteriza, essencialmente, por problematizar e
procurar fundamentar e sistematizar as questões e as soluções.
Antes de Sócrates o saber antes era dado, único e não criticado. Agora, resultado do próprio homem, torna-se
procurado, múltiplo e criticado.
Contoso Ltd.
20
Platão (427-347 a.C.) foi um filósofo grego da antiguidade,
considerado um dos principais pensadores da história da
filosofia.
• Era discípulo do filósofo Sócrates.
Platão foi ainda o introdutor do método de diálogo em
filosofia e com sua obra A República fundou a filosofia
política ocidental.
Os personagens dos diálogos de Platão tratam de diversos
temas em praticamente todas as áreas da vida, privada ou
pública, entre os principais temas encontramos, a política,
arte, religião, justiça, medicina, vício e virtude, crime e
castigo, sofrimento e prazer, etc.
A Platão frequentemente se atribui uma posição filosófica
denominada de racionalista. É o autor da Teoria do Mundo
das Ideias (dualismo entre sensibilidade e inteligibilidade).
Contoso Ltd.
Adicione um rodapé
21
• Fédon
• O Banquete
• A República
• Teeteto
• O Sofista
• (…)
Contoso Ltd.
Contoso Ltd.
Adicione um rodapé
23
Aristóteles (384-322 a.C.) foi um importante filósofo grego.
Um dos pensadores com maior influência na cultura
ocidental.
• Foi discípulo do filósofo Platão.
Com 17 anos, Aristóteles partiu para Atenas, foi estudar na
"Academia” de Platão. Com sua prodigiosa inteligência, logo
se tornou o discípulo predileto do mestre.
Platão dizia: “A minha Academia é composta por duas partes:
o corpo dos alunos e o cérebro de Aristóteles".
Aristóteles foi suficientemente crítico para ir além do mestre.
Demonstrou sua grande capacidade de pensador
escrevendo uma série de obras nas quais aprofundava, e
muitas vezes, modificava as doutrinas de Platão.
• A teoria de Aristóteles, de forma geral, é uma
refutação/crítica ao seu mestre.
Contoso Ltd.
Algumas das suas obras
são:
• A Retórica
• Poética
• Política
• Ética a Nicómaco
• (…)
Contoso Ltd.
Períodos da Filosofia
Adicione um rodapé
25
Contoso Ltd.
Especificidade da
disciplina de Filosofia
26
• Na medida em que os filósofos fazem
um uso próprio da razão,
independentemente de preconceitos,
dogmas e ideias feitas.
Autonomia
• Na medida em que procura os
fundamentos ou a origem e o fim
último de todas as coisas.
Radicalidade
• Os filósofos respondem a problemas
marcantes da sua época, ainda que as
suas respostas possam perdurar para
além do seu tempo. Ex: Eutanásia
Historicidade
• Na medida em que, apesar da
historicidade, as reflexões dos
pensadores abordam problemas que
dizem respeito a toda a humanidade.
Universalidade
• A filosofia baseia-se na uso da razão,
isto é do pensamento racional.
Racionalidade
Contoso Ltd.
Especificidade da
disciplina de Filosofia
27
• É através de conceitos que o filósofo
pensa o mundo.
• Os conceitos são o lar mental do
pensamento porque é através deles que
se vê, interpreta, conhece e compreende
o mundo.
• Refletir sobre os conceitos mais básicos e
questioná-los é uma das tarefas
fundamentais da filosofia. Ex: Justiça, o
Bem, a Liberdade, o Belo, o
Conhecimento, entre outros.
Conceptual
Dogmático Cético
Contoso Ltd.
○ Acredita que tem a posse sobre o
conhecimento – que tudo sabe, o
dono da verdade;
○ É aquele que afirma ou nega sobre
coisas que não consegue provar;
○ Não aceita a opinião contrária dos
outros.
○ Exemplos: A existência de Deus,
Santíssima Trindade, a Terra é plana,
etc.
Ensino da Filosofia no Ensino Secundário
28
DOGMÁTICO - DOGMAS CETICISMO – CÉTICO
A filosofia não é…
○ O cético é aquele que reconhece que não
podemos afirmar algo que não temos a
certeza a 100%;
○ Nunca consegue ter a certeza sobre nada,
atitude radical que nos conduz para a
incerteza, vazio e zero conhecimento;
○ A mente humana pode não atingir certeza
alguma a respeito da verdade;
○ Não tem uma atitude de procura de
conhecimento porque considera que a
possibilidade de conhecimento é impossível.
Contoso Ltd.
Aanálisedopensamentoedaaçãodohomempressupõeumaatitudee
umaatividade crítica.
Criticar significa:
▪ Analisar com cuidado todos os conhecimentos transmitidos;
▪ Ter uma atitude antidogmática;
▪ Exercer pessoalmente a capacidade de refletir racionalmente;
▪ Construir racionalmente o nosso próprio pensamento.
Ensino da Filosofia no Ensino Secundário
29
Contoso Ltd.
O trabalho filosófico é, por natureza, um exercício
crítico. Neste sentido, a filosofia começa no – e com
um – problema, ou seja, com a problematização. Na
filosofia importa as questões e a capacidade de as
enunciar. As questões que importa enunciar são
aquelas cuja raiz é a dúvida, a perplexidade ou a
insatisfação;
- Qual o valor ou utilidade da Filosofia?
▪ Sermos autónomos e agir de forma responsável;
▪ O saber intervir a nível social e político;
▪ O saber argumentar a favor das nossas ideias e
avaliar criticamente as dos outros.
Adicione um rodapé
30
Contoso Ltd.
Adicione um rodapé
31
• A filosofia promove uma atitude crítica, isto é, de não-aceitação passiva das ideias/crenças,
qualquer ideia/crença tem de ser sempre bem avaliada nos seus fundamentos (razões) para
verificar se é verdadeira ou falsa.
• A filosofia promove a nossa autonomia/independência mental, isto é, exige que ao criticarmos
as ideias exige que pensemos por nós mesmos sobre os assuntos, e que tomemos uma
posição fundamentada (apoiada em razões) sobre os mesmos.
• A filosofia promove nossa autoconfiança/responsabilidade, na medida em que após o exame
crítico e autónomo das ideias/crenças estaremos mais confiantes em que as ideias, as nossas
ou as alheias, são verdadeiras ou falsas e que merecem ser aceites ou não.
• Por último a filosofia desenvolve as capacidades argumentativas e comunicativas: em filosofia
aprende-se a avaliar e a discutir com rigor e coerência os problemas e argumentos, e a
formular os nossos próprios argumentos e a comunicá-los
Em suma,
Contoso Ltd.
Quetipodeproblemasestudamosfilósofos?Oquesãoproblemasfilosóficos?
Adicione um rodapé
32
• Será a Eutanásia uma prática aceitável?
• O mundo é um obstáculo ou um veículo da nossa
liberdade?
• Devo obedecer sempre aos meus pais?
• O que é o sentido da vida?
• Podemos ter a certeza que existimos?
• Podemos conhecer tudo o que há?
• Podemos violar todas as leis?
• Há beleza sem seres humanos?
Contoso Ltd.
OsproblemasdaFilosofianãosãocientíficos,nemempíricos…
Adicione um rodapé
33
Enquanto a Ciência procura explicar o funcionamento da realidade utilizando uma metodologia
própria, a Filosofia procura compreender os princípios que devem orientar a existência e desvendar
os fins para que tudo supostamente caminha, é a luz desta procura que a vida humana ganha
sentido.
OsproblemasdaFilosofianãosãocientíficos,nemempíricos…
Semelhanças Diferenças
• Exigem ambas uma metodologia
adequada, justificação e rigor de
conceitos;
• Nenhuma teoria, científica ou
filosófica, pode ser considerada
como solução definitiva e completa
para um problema, pois exige
revisão e correção.
• Enquanto que as teorias filosóficas não exigem
reconhecimento e aceitação universais, as teorias
científicas exigem o reconhecimento de toda a
comunidade;
• Enquanto que a validação do conhecimento filosófico
depende da qualidade da argumentação usada para a
justificar, exigindo o uso de conceitos rigorosamente
definidos e de argumentos válidos, a validação do
conhecimento científico nas ciências naturais exige a
sua demonstração experimental.
Contoso Ltd.
Osproblemasfilosóficoseasuanatureza
Adicione um rodapé
▪ Não são empíricos
Não podem ser obtidas respostas filosóficas
através de instrumentos específicos das
ciências, nem recorrer à experiência. “Será que
Deus existe?” – Não pode ser resolvida
através da observação, da experimentação ou
do raciocínio matemático.
▪ São problemas muito gerais
Embora existam questões mais gerais que
outras, as da filosofia têm bastantes respostas
(múltiplas), diferentes conceções/perspetivas.
«O universo físico é tudo o que existe?»
Osproblemas
▪São problemas sem solução científica ou
que nunca a terão
Os problemas filosóficos não podem ser resolvidos
mediante os métodos de investigação e de
demonstração das ciências, como se verifica na
questão «É correto afirmar que os animais têm
direitos?»
▪São problemas abertos
Não é fechada, pois tal é uma questão cuja resposta
obtém o acordo e o consenso racional da maioria
das pessoas. Nos problemas filosóficas as respostas
não são consensuais para todos. «Há normas morais
objetivas e universais ou é tudo relativo?»
Contoso Ltd.
Adicione um rodapé
35
Exercíciosdeconsolidação
1. Das questões abaixo enunciadas, assinale as que são filosóficas e não podem ser resolvidas
mediante o recurso à experimentação.
I. Qual a idade da Terra?
II. Como circula o sangue pelo corpo humano?
III. A morte é o fim de tudo?
IV. O que é a justiça?
V. Fui criado por Deus?
VI. É correto matar animais para comermos?
VII. Somos livres ou a liberdade é uma ilusão?
VIII. Há vida extraterrestre?
IX. As lesões cerebrais provocam alterações de personalidade?
X. Se há Deus, então por que existem doenças, guerras, fome e miséria?
XI. A pena de morte é moralmente correta?
XII. O que faz da Mona Lisa de Leonardo da Vinci uma obra de arte?
XIII. Temos direito à vida antes de nascer?
XIV. Será que graves deficiência de nutrição na infância impedem um desenvolvimento
adequado da inteligência?
Problema/Questão Filosófica
Problema/Questão Filosófica
Problema/Questão Filosófica
Problema/Questão Filosófica
Problema/Questão Filosófica
Prob./Questão Filosófica
Problema/Questão Filosófica
Problema/Questão Filosófica
Problema/Questão Filosófica
Contoso Ltd.
• As questões podem ser agrupadas por
domínios, a que correspondem a
diferentes disciplinas filosóficas, cada qual
com os seus problemas. Vejamos quais
são essas disciplinas.
Adicione um rodapé
36
• Os problemas filosóficos, independentemente da área a que se reportem, são sempre de
ordem existencial. É a própria existência humana, o sentido das suas ações e os seus
valores que são postos em causa no momento em que as questões se colocam. E,
também por isso, interessam e dizem respeito a todos os seres humanos, pois, nos
momentos em que estes se questionam, descobrem os mesmos problemas
fundamentais.
Contoso Ltd.
o Lógica e Argumentação
o Axiologia
o Ética e Moral
o Filosofia Social e Política
o Gnosiologia
o Epistemologia
o Estética ou Filosofia da Arte
o Filosofia da Religião
o Ontologia
o Antropologia
o Fenomenologia
o (…)
• Quais os Problemas e as Questões da
Filosofia?
Contoso Ltd.
- Disciplina filosófica na qual se reflete sobre as regras para
uma argumentação válida, sobre os erros formais e informais
argumentativos.
• Lógica e Argumentação
O que é um
conceito?
O que é um
argumento
válido?
Há uma forma
correta de
pensar?
A que regras
obedece um
argumento válido?
Que erros de
raciocínio podem
ocorrer?
(…)
Contoso Ltd.
- Disciplina filosófica na qual se reflete sobre a ação
humana. Tem como objetivo a análise e compreensão do
agir humano. Estuda os problemas relacionados com a
natureza e racionalidade da ação, como os seguintes:
• Filosofia da Ação
Como explicar os
comportamentos
humanos irracionais?
O que são
ações?
Será o homem
livre?
É o livre-arbítrio
compatível com o
determinismo?
Que relação existe
entre ação,
liberdade e
responsabilidade?
Quais os tipos de
ações?
Contoso Ltd.
- Disciplina filosófica na qual se reflete a natureza dos
valores, isto é, tem como objetivo a análise e
compreensão da experiência valorativa.
• Filosofia dos Valores ou Axiologia
Há valores objetivos
ou são os valores
subjetivos?
Pode conciliar-se a
existência de
culturas diferentes
com a possibilidade
de valores
universais?
O que são
valores?
Qual a
importância da
diversidade
cultural?
O que é a
cultura?
Em que medida a
socialização molda
o ser humano?
Contoso Ltd.
- Disciplina filosófica na qual se reflete sobre determinado
tipo de normas e valores que deve orientar a ação humana,
isto é, o modo como o ser humano se deve comportar no
meio social.
• Ética e/ou Moral
Como devemos
agir?
Porque razão
devemos agir de
forma moral?
Qual a distinção
entre Ética e
Moral?
Termo grego: Ethos = Ética, Modos do Ser
Termo latim: Mores = Costumes
O que é o Bem?
Quais os
princípios
morais?
O aborto e a
eutanásia serão
justificáveis?
Contoso Ltd.
- Disciplina filosófica na qual se reflete o modo como
podemos viver em sociedade, debruça-se sobre questões
como os princípios de justificação do poder e do governo - a
sua origem, natureza e os seus fins. Reflete também sobre as
obrigações dos membros constituintes de uma sociedade.
• Filosofia Política e Social
Será o Estado
necessário?
Haverá limites para a
liberdade individual?
Como deveremos
viver em sociedade?
Termo grego: Ethos = Ética, Modos do Ser
Termo latim: Mores = Costumes
Uma sociedade
igualitária é mais justa
que uma sociedade
desigual?
Como se deve
distribuir a
riqueza?
Em que consiste
uma sociedade
justa?
Contoso Ltd.
- Disciplina filosófica na qual se reflete sobre a relação entre
sujeito e o objeto implicados no ato do conhecimento
humano.
• Filosofia do Conhecimento ou Gnosiologia
Qual a origem dos
nossos
conhecimentos?
Quais os limites do
nosso
conhecimento?
O que é o
Conhecimento?
Termo grego: Gnosio/Gnosis = conhecimento
Logia/Logos = Discurso/palavra/razão/reflexão
Teoria do Conhecimento
.
Contoso Ltd.
- Disciplina filosófica na qual se reflete sobre aspetos
epistemológicos, metafísicos e lógicos das ciências em geral,
incluindo as ciências da natureza e as ciências humanas. A
epistemologia é a doutrina dos fundamentos e dos métodos
do conhecimento científico.
• Epistemologia ou Filosofia da Ciência
Qual é o método
científico ideal?
Como justificar a
nossa crença na
indução?
Como demarcar a
fronteira entre a ciência e
a pseudociência?
Termo grego: Episteme = conhecimento científico
Logia/logos = Discurso/Estudo/Razão
Teoria do conhecimento científico
Contoso Ltd.
- Disciplina filosófica na qual se reflete a natureza da beleza,
dos fundamentos e os critérios que permitem distinguir o
que é do que não pode ser considerado obra de arte.
• Filosofia da Arte ou Estética
O que distingue
uma obra de arte?
Por que razão damos
valor à arte?
O que é a arte?
Termo grego: Aisthésis = perceção, sensação e
sensibilidade;
Em que consiste a
experiência estética?
Como se deve
avaliar uma obra de
arte?
A arte pode ser
objetivada ou é um
conceito em
aberto?
Contoso Ltd.
- Disciplina filosófica na qual se reflete sobre a dimensão
religiosa da experiência humana. Tem como objetivo
compreender de que forma a experiência religiosa é
significativa na ação humana.
• Filosofia da Religião
Será que Deus
existe?
É possível justificar
racionalmente a
existência de Deus?
Serão as crenças religiosas
passíveis de discussão
racional?
Termo latim: Religio = é um conjunto de sistemas
culturais e de crenças.
Contoso Ltd.
- Disciplina filosófica na qual se reflete sobre aspetos
epistemológicos, metafísicos e lógicos das ciências em geral,
incluindo as ciências da natureza e as ciências humanas. A
epistemologia é a doutrina dos fundamentos e dos métodos
do conhecimento científico.
• Metafísica ou Ontologia
Porque existe o Ser
e o não o Nada? A vida tem sentido?
O que é o Ser?
Termo grego: Ontos = Ser
Logos = Discurso/Estudo/Razão
Estudo da natureza do Ser, da Existência e da
Realidade
Contoso Ltd.
Adicione um rodapé
49
Exercíciosdeconsolidação
1. Indique as disciplinas filosóficas que tratam os seguintes problemas.
I. Será que é justo o Estado sobrar impostos tirando aos mais ricos para socorrer os
mais pobres?
II. Como compatibilizar a crença num Deus bom e omnipotente com a existência de
mal e sofrimento no mundo?
III. Os problemas morais são uma questão de opinião pessoal?
IV. Que características deve um conhecimento possuir para ser considerado científico?
V. As ações são boas em si mesmas (independentemente das consequências) ou o seu
valor depende dos resultados?
VI. Temos uma alma que sobreviverá à morte do corpo ou que deixará de existir assim
que o corpo morrer?
VII.Temos o dever de ajudar os outros ou a nossa única obrigação moral é não nos
prejudicar?
VIII.Temos o direito de antecipar a nossa morte ou de morrer por nossa vontade?
Ética e Filosofia Política
Filosofia da Religião
Ética
Fil da
Ciência
Ética
Filosofia da Religião
Ética
Ética
Contoso Ltd.
50
É essencial estudar Filosofia.
Contoso Ltd.
I. Dá-nos a possibilidade de questionar sobre o sentido da nossa existência;
II. Examinar, refletir e debater criticamente as questões essenciais sobre o
mundo e sobre nós próprios.
III. Recusar dogmas, ideias formatadas e fixas;
IV. A filosofia não pode ser apenas entendida num domínio teórico, mas sim na
sua concretização prática.
V. Filosofia porque só ela é capaz de nos conceder nosso desejo – o desejo de
saber sempre mais – conhecer.
VI. A Filosofia tem como função a destruição do óbvio, do senso comum
(evidente) e só assim conseguimos ver as coisas de uma perspetiva
diferente e examinando o que está ao nosso redor sem sermos
influenciados. Para a Filosofia não há uma verdade absoluta.
51
Contoso Ltd.
René Descartes
René Descartes (1596-1650)
foi um filósofo e matemático
francês. Criador do
pensamento cartesiano,
sistema filosófico que deu
origem à Filosofia Moderna.
Autor da obra “O Discurso
sobre o Método”, um tratado
filosófico e matemático
publicado na França em
1637. Uma das mais
famosas frases do seu
Discurso é “Penso, logo
existo”.
"Viver sem filosofar é o que se chama ter
os olhos fechados sem nunca os haver
tentado abrir.”
Contoso Ltd.
IgnoraraFilosofiaémesmoque….
I. Ser incapaz de pensar sobre a nossa própria vida, a nossa existência e
significação;
II. Ignorar os problemas atuais (éticos, político e sociais);
III. Viver sem se questionar é passar ao lado da própria vida;
IV. Não possuir filtro, isto é, receber todo o saber/conhecimento como
dado e certo;
V. Não saber discutir e defender as nossas posições e ideais;
53
Filosofia φ– 10.º Ano
• 1ª Abordagem Filosófica – O que é a Filosofia?
Prof. Kelly-Elizabeth, 2020-2021
Colégio Dom Diogo de Sousa
2020-2021

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O nascimento da filosofia
O nascimento da filosofiaO nascimento da filosofia
O nascimento da filosofia
Elizabet Lautert
 
Senso comum x conhecimento científico
Senso comum x conhecimento científicoSenso comum x conhecimento científico
Senso comum x conhecimento científico
José Antonio Ferreira da Silva
 
Patristica e escolastica
Patristica e escolasticaPatristica e escolastica
Patristica e escolastica
Over Lane
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
José Aristides Silva Gamito
 
Racionalismo x Empirismo
Racionalismo x EmpirismoRacionalismo x Empirismo
Racionalismo x Empirismo
Leonardo Leitão
 
A natureza humana.
A natureza humana. A natureza humana.
A natureza humana.
Douglas Gregorio
 
Período helenístico
Período helenísticoPeríodo helenístico
Período helenístico
Juliana Corvino de Araújo
 
AULA PARANÁ - 3 SÉRIE - INTRODUÇÃO À FILOSOFIA DA CIÊNCIA I (1).pptx
AULA PARANÁ - 3 SÉRIE - INTRODUÇÃO À FILOSOFIA DA CIÊNCIA I (1).pptxAULA PARANÁ - 3 SÉRIE - INTRODUÇÃO À FILOSOFIA DA CIÊNCIA I (1).pptx
AULA PARANÁ - 3 SÉRIE - INTRODUÇÃO À FILOSOFIA DA CIÊNCIA I (1).pptx
PabloHenrique366615
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Filosofia - helenistica
Filosofia - helenistica Filosofia - helenistica
Filosofia - helenistica
Samuel Araújo
 
Fundamentos da filosofia da educação
Fundamentos da filosofia da educação  Fundamentos da filosofia da educação
Fundamentos da filosofia da educação
Keila Cuzzuol Pimentel
 
Filosofia medieval e cristianismo
Filosofia medieval e cristianismoFilosofia medieval e cristianismo
Filosofia medieval e cristianismo
Keiler Vasconcelos
 
Principais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofiaPrincipais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofia
Aldenei Barros
 
Filosofia 9º ano 1º bimestre
Filosofia 9º ano 1º bimestreFilosofia 9º ano 1º bimestre
Filosofia 9º ano 1º bimestre
Tiago Machado
 
Trabalho de filosofia ensino médio
Trabalho de filosofia ensino médioTrabalho de filosofia ensino médio
Trabalho de filosofia ensino médio
WANDERSON JONER
 
Aula 21 filosofia da ciência
Aula 21   filosofia da ciênciaAula 21   filosofia da ciência
Aula 21 filosofia da ciência
professorleo1989
 
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano   3º e 4º bimestreApostila do 1º ano   3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestre
Duzg
 
Questoes de filosofia com descritores ensino médio (1)
Questoes de filosofia  com descritores   ensino médio (1)Questoes de filosofia  com descritores   ensino médio (1)
Questoes de filosofia com descritores ensino médio (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
A Experiência Filosófica - Capítulo 1 - Filosofando
A Experiência Filosófica - Capítulo 1 - FilosofandoA Experiência Filosófica - Capítulo 1 - Filosofando
A Experiência Filosófica - Capítulo 1 - Filosofando
Abraão Carvalho
 
1 teoria do conhecimento
1 teoria do conhecimento1 teoria do conhecimento
1 teoria do conhecimento
Erica Frau
 

Mais procurados (20)

O nascimento da filosofia
O nascimento da filosofiaO nascimento da filosofia
O nascimento da filosofia
 
Senso comum x conhecimento científico
Senso comum x conhecimento científicoSenso comum x conhecimento científico
Senso comum x conhecimento científico
 
Patristica e escolastica
Patristica e escolasticaPatristica e escolastica
Patristica e escolastica
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
Racionalismo x Empirismo
Racionalismo x EmpirismoRacionalismo x Empirismo
Racionalismo x Empirismo
 
A natureza humana.
A natureza humana. A natureza humana.
A natureza humana.
 
Período helenístico
Período helenísticoPeríodo helenístico
Período helenístico
 
AULA PARANÁ - 3 SÉRIE - INTRODUÇÃO À FILOSOFIA DA CIÊNCIA I (1).pptx
AULA PARANÁ - 3 SÉRIE - INTRODUÇÃO À FILOSOFIA DA CIÊNCIA I (1).pptxAULA PARANÁ - 3 SÉRIE - INTRODUÇÃO À FILOSOFIA DA CIÊNCIA I (1).pptx
AULA PARANÁ - 3 SÉRIE - INTRODUÇÃO À FILOSOFIA DA CIÊNCIA I (1).pptx
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
 
Filosofia - helenistica
Filosofia - helenistica Filosofia - helenistica
Filosofia - helenistica
 
Fundamentos da filosofia da educação
Fundamentos da filosofia da educação  Fundamentos da filosofia da educação
Fundamentos da filosofia da educação
 
Filosofia medieval e cristianismo
Filosofia medieval e cristianismoFilosofia medieval e cristianismo
Filosofia medieval e cristianismo
 
Principais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofiaPrincipais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofia
 
Filosofia 9º ano 1º bimestre
Filosofia 9º ano 1º bimestreFilosofia 9º ano 1º bimestre
Filosofia 9º ano 1º bimestre
 
Trabalho de filosofia ensino médio
Trabalho de filosofia ensino médioTrabalho de filosofia ensino médio
Trabalho de filosofia ensino médio
 
Aula 21 filosofia da ciência
Aula 21   filosofia da ciênciaAula 21   filosofia da ciência
Aula 21 filosofia da ciência
 
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano   3º e 4º bimestreApostila do 1º ano   3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestre
 
Questoes de filosofia com descritores ensino médio (1)
Questoes de filosofia  com descritores   ensino médio (1)Questoes de filosofia  com descritores   ensino médio (1)
Questoes de filosofia com descritores ensino médio (1)
 
A Experiência Filosófica - Capítulo 1 - Filosofando
A Experiência Filosófica - Capítulo 1 - FilosofandoA Experiência Filosófica - Capítulo 1 - Filosofando
A Experiência Filosófica - Capítulo 1 - Filosofando
 
1 teoria do conhecimento
1 teoria do conhecimento1 teoria do conhecimento
1 teoria do conhecimento
 

Semelhante a I definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)

5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
Silvio Gomes
 
Filosofia antiga
Filosofia antigaFilosofia antiga
Filosofia antiga
superuzer
 
VisãO Geral da Filosofia
VisãO Geral da FilosofiaVisãO Geral da Filosofia
VisãO Geral da Filosofia
ProfMario De Mori
 
AULAS FILOSOFIA.pdf SOCRATES E PLATAO E ARISTOTELES
AULAS FILOSOFIA.pdf SOCRATES E PLATAO E ARISTOTELESAULAS FILOSOFIA.pdf SOCRATES E PLATAO E ARISTOTELES
AULAS FILOSOFIA.pdf SOCRATES E PLATAO E ARISTOTELES
luluzivania
 
Filosofia e Matrix: Temet Nosce
Filosofia e Matrix: Temet NosceFilosofia e Matrix: Temet Nosce
Filosofia e Matrix: Temet Nosce
Polyanna Camelo
 
1 aula - fil. impressão.pptx
1 aula - fil. impressão.pptx1 aula - fil. impressão.pptx
1 aula - fil. impressão.pptx
josuelsilva19
 
História da Filosofia
História da FilosofiaHistória da Filosofia
História da Filosofia
O Camaleão
 
História da Filosofia dos Pré Socráticos ao Helenismo
História da Filosofia   dos Pré Socráticos ao HelenismoHistória da Filosofia   dos Pré Socráticos ao Helenismo
História da Filosofia dos Pré Socráticos ao Helenismo
Lucio Oliveira
 
Periodos da filosofia
Periodos da filosofiaPeriodos da filosofia
Periodos da filosofia
Raquel Carvalheiro
 
Aula 1 fls em
Aula 1 fls emAula 1 fls em
Aula 1 fls em
Walney M.F
 
Filosofia Grécia
Filosofia GréciaFilosofia Grécia
Filosofia Grécia
Luci Bonini
 
Captulo13 Em busca da Verdade
Captulo13 Em busca da VerdadeCaptulo13 Em busca da Verdade
Captulo13 Em busca da Verdade
Marcos Mororó
 
Filosofia grega 22
Filosofia grega 22Filosofia grega 22
Filosofia grega 22
Gabriela Charello
 
Capítulo 13 em busca da verdade
Capítulo 13   em busca da verdadeCapítulo 13   em busca da verdade
Capítulo 13 em busca da verdade
Edirlene Fraga
 
Evolução Histórica da Reflexão sobre a Condição Humana
Evolução Histórica da Reflexão sobre a Condição HumanaEvolução Histórica da Reflexão sobre a Condição Humana
Evolução Histórica da Reflexão sobre a Condição Humana
Iuri Guedes
 
A filosofia antiga clássica greco_romana
A filosofia antiga clássica greco_romanaA filosofia antiga clássica greco_romana
A filosofia antiga clássica greco_romana
Aldenei Barros
 
O surgimento da filosofia
O surgimento da filosofiaO surgimento da filosofia
O surgimento da filosofia
Mary Alvarenga
 
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
Filosofia: trajetórias
Filosofia: trajetóriasFilosofia: trajetórias
Filosofia: trajetórias
Roney Gusmão
 
Filosofia clássica 1
Filosofia clássica 1Filosofia clássica 1
Filosofia clássica 1
Douglas Gregorio
 

Semelhante a I definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3) (20)

5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
 
Filosofia antiga
Filosofia antigaFilosofia antiga
Filosofia antiga
 
VisãO Geral da Filosofia
VisãO Geral da FilosofiaVisãO Geral da Filosofia
VisãO Geral da Filosofia
 
AULAS FILOSOFIA.pdf SOCRATES E PLATAO E ARISTOTELES
AULAS FILOSOFIA.pdf SOCRATES E PLATAO E ARISTOTELESAULAS FILOSOFIA.pdf SOCRATES E PLATAO E ARISTOTELES
AULAS FILOSOFIA.pdf SOCRATES E PLATAO E ARISTOTELES
 
Filosofia e Matrix: Temet Nosce
Filosofia e Matrix: Temet NosceFilosofia e Matrix: Temet Nosce
Filosofia e Matrix: Temet Nosce
 
1 aula - fil. impressão.pptx
1 aula - fil. impressão.pptx1 aula - fil. impressão.pptx
1 aula - fil. impressão.pptx
 
História da Filosofia
História da FilosofiaHistória da Filosofia
História da Filosofia
 
História da Filosofia dos Pré Socráticos ao Helenismo
História da Filosofia   dos Pré Socráticos ao HelenismoHistória da Filosofia   dos Pré Socráticos ao Helenismo
História da Filosofia dos Pré Socráticos ao Helenismo
 
Periodos da filosofia
Periodos da filosofiaPeriodos da filosofia
Periodos da filosofia
 
Aula 1 fls em
Aula 1 fls emAula 1 fls em
Aula 1 fls em
 
Filosofia Grécia
Filosofia GréciaFilosofia Grécia
Filosofia Grécia
 
Captulo13 Em busca da Verdade
Captulo13 Em busca da VerdadeCaptulo13 Em busca da Verdade
Captulo13 Em busca da Verdade
 
Filosofia grega 22
Filosofia grega 22Filosofia grega 22
Filosofia grega 22
 
Capítulo 13 em busca da verdade
Capítulo 13   em busca da verdadeCapítulo 13   em busca da verdade
Capítulo 13 em busca da verdade
 
Evolução Histórica da Reflexão sobre a Condição Humana
Evolução Histórica da Reflexão sobre a Condição HumanaEvolução Histórica da Reflexão sobre a Condição Humana
Evolução Histórica da Reflexão sobre a Condição Humana
 
A filosofia antiga clássica greco_romana
A filosofia antiga clássica greco_romanaA filosofia antiga clássica greco_romana
A filosofia antiga clássica greco_romana
 
O surgimento da filosofia
O surgimento da filosofiaO surgimento da filosofia
O surgimento da filosofia
 
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
 
Filosofia: trajetórias
Filosofia: trajetóriasFilosofia: trajetórias
Filosofia: trajetórias
 
Filosofia clássica 1
Filosofia clássica 1Filosofia clássica 1
Filosofia clássica 1
 

Mais de AidaCunha73

Liberdade na ação humana
Liberdade na ação humanaLiberdade na ação humana
Liberdade na ação humana
AidaCunha73
 
Teacher's workbook
Teacher's workbookTeacher's workbook
Teacher's workbook
AidaCunha73
 
Livro prep economia a
Livro prep economia aLivro prep economia a
Livro prep economia a
AidaCunha73
 
Livro de preparação para os testes completo
Livro de preparação para os testes completoLivro de preparação para os testes completo
Livro de preparação para os testes completo
AidaCunha73
 
Livro prep economia a
Livro prep economia aLivro prep economia a
Livro prep economia a
AidaCunha73
 
Resumos valores e_valoração
Resumos valores e_valoraçãoResumos valores e_valoração
Resumos valores e_valoração
AidaCunha73
 
I. valores, teorias axiológicas e cultura (1)
I. valores, teorias axiológicas e cultura (1)I. valores, teorias axiológicas e cultura (1)
I. valores, teorias axiológicas e cultura (1)
AidaCunha73
 
371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores
371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores
371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores
AidaCunha73
 
Ii lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)
Ii   lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)Ii   lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)
Ii lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)
AidaCunha73
 
Testes geografia a
Testes geografia aTestes geografia a
Testes geografia a
AidaCunha73
 
Resumos 10ano
Resumos 10anoResumos 10ano
Resumos 10ano
AidaCunha73
 

Mais de AidaCunha73 (11)

Liberdade na ação humana
Liberdade na ação humanaLiberdade na ação humana
Liberdade na ação humana
 
Teacher's workbook
Teacher's workbookTeacher's workbook
Teacher's workbook
 
Livro prep economia a
Livro prep economia aLivro prep economia a
Livro prep economia a
 
Livro de preparação para os testes completo
Livro de preparação para os testes completoLivro de preparação para os testes completo
Livro de preparação para os testes completo
 
Livro prep economia a
Livro prep economia aLivro prep economia a
Livro prep economia a
 
Resumos valores e_valoração
Resumos valores e_valoraçãoResumos valores e_valoração
Resumos valores e_valoração
 
I. valores, teorias axiológicas e cultura (1)
I. valores, teorias axiológicas e cultura (1)I. valores, teorias axiológicas e cultura (1)
I. valores, teorias axiológicas e cultura (1)
 
371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores
371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores
371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores
 
Ii lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)
Ii   lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)Ii   lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)
Ii lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)
 
Testes geografia a
Testes geografia aTestes geografia a
Testes geografia a
 
Resumos 10ano
Resumos 10anoResumos 10ano
Resumos 10ano
 

I definição de filosofia, breve contextualização e disciplinas (3)

  • 1. Filosofia φ– 10.º Ano • 1ª Abordagem Filosófica – O que é a Filosofia? 2021-2022 CST 2021-2022
  • 2. Contoso Ltd. Sentido Etimológico Origem da Filosofia Questões Disciplinas Síntese do Programa do 10.º Ano Adicione um rodapé 2
  • 3. Contoso Ltd. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam aliquet eu mi quis lacinia. Ut fermentum a magna ut. 3 Philos Sophia Filosofia Amigo/ Amor/ Amante Sabedoria/ Conhecimento/ Saber + = Amor pela Sabedoria/Amigo do Saber • O que é a Filosofia? Sentido Etimológico ▪ Provém do do grego Φιλοσοφία, philosophia. ▪ Philo deriva de Philia (amor ou amizade) e Sophia (sabedoria). ▪ O filósofo é alguém que ama a sabedoria, que a persegue, sem, contudo, a deter ou possuir em termos absolutos. A filosofia pressupõe, como o texto indica, uma atitude humilde, incansável e aberta no que se refere ao conhecimento. «As perguntas filosóficas incluem algumas das perguntas mais emocionantes, intrigantes e importantes jamais colocadas. Conseguem pôr em causa as nossas crenças mais básicas.» Stephen Law, Filosofia
  • 4. Contoso Ltd. • Quem é o Filósofo? Filosofia, 10.º Ano - I • A palavra Filósofo foi utilizada pela primeira vez pelo filósofo e matemático Pitágoras (570 a.C – 497 a.C.). • O filósofo é aquele que reconhece a sua ignorância e tomando essa atitude humilde, procura ativamente encontrar respostas para as suas dúvidas. O filósofo é um ser curioso, ambicioso, preocupado e amante do conhecimento. • Encontra no pensamento, no autoquestionamento radical (autonomia), o instrumento essencial para questionar o seu lugar no mundo e a sua relação com os outros. • O filósofo gosta de discutir e debater a partir de argumentos sólidos e válidos de forma a derrubar preconceitos, crenças e o dogmatismo. A discussão permite alargar o nosso horizonte. Sócrates (469 a.C – 499 a.C)
  • 5. Contoso Ltd. 5 Adicione um rodapé • Os filósofos não são deuses (pois estes tudo sabem, são “sábios”, não desejam saber); • Os filósofos não são ignorantes dado que estes ou nada sabem, pelo que nem sabem o que há para saber, ou, julgando, erradamente, que sabem, não procuram saber, não sabendo, por último, que nada sabem; • Os filósofos, por sua vez, não têm saber mas têm consciência disso (autoconhecimento). Sabem que não sabem pelo que procuram (amando) o saber. São humildes e dotados de espírito crítico (ao contrário dos supostos sábios que ignoram que são ignorantes). A condição humana, estando ligada à ignorância, deve assim reconhecer essa limitação.
  • 6. Contoso Ltd. Filosofia, 10.º Ano - I • A frase "Conhece-te a ti mesmo" estava inscrita na porta de entrada do Templo de Delfos a fim de estimular a reflexão dos gregos antigos. • Localizado na Grécia, na cidade de Delfos, o templo originalmente era dedicado a Apolo, deus da luz, da razão e do conhecimento verdadeiro, o patrono da sabedoria. • Não se sabe com precisão quem foi exatamente o autor da frase, há suposições de que ela tenha sido proferida por Sócrates, Pitágoras, Heráclito ou até mesmo Tales de Mileto. «Só sei que nada sei.» «Conhece-te a ti mesmo.»
  • 7. Contoso Ltd. Separador de Secção Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam aliquet eu mi ipsum dolor quis lacinia. Breve Aproximação Histórica 7 A Escola de Atenas, Rafaello Sanzio - 1508-1511
  • 8. Contoso Ltd. A origem histórica da Filosofia • A filosofia ocidental nasceu na Grécia, mais precisamente entre o sul de Itália e o atual território turco, no séc. VI a.C. • Os gregos, mais precisamente, os filósofos influenciram decisivamente todo o pensamento ocidental; • Tales é referido como o primeiro filósofo (filósofos pré-socráticos). 8
  • 9. Contoso Ltd. Linhado Tempo–Históriada Filosofia Pré-Socráticos Pós-Socráticos 1º Nascimento da Filosofia 2º Nascimento da Filosofia
  • 10. Contoso Ltd. Os Pré-Socráticos -1º Nascimento da Filosofia- • Os primeiros filósofos tinham por objetivo procurar compreender racionalmente o Universo – as suas causas, o seu princípio (a arqué ou arché); • Passagem do mito à razão; • Os filósofos pré-socráticos foram os primeiros sábios gregos a formular uma explicação racional para o mundo sem recorrer ao sobrenatural, isto é, à mitologia. Características deste 1º nascimento:
  • 11. Contoso Ltd. Passagem do Mito à Razão • Os mitos surgiram como histórias narradas pelos deuses aos homens em tempos longínquos. Eram transmitidas de geração em geração. Eram verdadeiras porque tinham como origem os deuses. Eram assim únicas e estáveis. Uma boa parte dos mitos, entretanto, narrava a origem das coisas e das causas do universo. • Porém, muitos gregos procuravam vender os seus produtos fora das suas terras. Estes comerciantes, longe de casa, encontraram outras explicações, outros mitos. Surgiram contradições e a ideia que os mitos narravam elementos que não estavam de acordo com as novas descobertas. Havia limitações. A dúvida instalou-se. • Assim, se eu quero compreender, já não basta o saber dos deuses. Tem de ser cada homem a procurar (filósofo). A filosofia surge assim, de certa forma, por confronto face aos mitos. Surge da dúvida e da crítica. • Afirma-se como atividade racional. Caracteriza-se, em termos gerais, por problematizar e procurar fundamentar e sistematizar as questões e as soluções. O saber antes era dado, único e não criticado. Agora, resultado do próprio homem, torna-se procurado, múltiplo e criticado.
  • 12. Contoso Ltd. Tales de Mileto (cerca de 624-545 a.C.) ✓É considero o 1º Filósofo; ✓A origem do Universo é a agua. Anaximandro de Mileto (cerca de 610-546 a.C.) Pitágoras de Samos (cerca de 570-495 a.C.) ✓O que une todos os seres do universo é a matemática; ✓ O trabalho intelectual descobre a estrutura numérica de todas as coisas e, assim, vê sua relação com o cosmo, a harmonia, a proporção e a beleza = a alma das coisas. ✓Introduziu e aperfeiçoou o relógio de sol (gnomon) na Grécia; ✓Foi também o primeiro a traçar um mapa do mundo habitado; ✓O universo teria resultado de modificações ocorridas num princípio originário (arché) – esse princípio seria o ápeiron, que se pode traduzir por infinito e/ou ilimitado.
  • 13. Contoso Ltd. Parménides de Eleia (cerca de 515-445 a.C.) Heráclito de Efeso (cerca de 535-475 a.C.) ✓ É o primeiro filósofo a tomar consciência de que os sentidos podem enganar, induzindo- nos ao erro e tentam manter-nos numa ilusão. ✓ A identificar a distinção entre realidade e aparência/ilusão e a combater, a partir disto, o senso comum. ✓Segundo este pensador, o universo não é senão um contínuo devir. ✓Todas as coisas encontram-se submetidas a uma contínua transformação. ✓Defendia a ideia de que o movimento e o conflito não existiam somente como era a própria essência das coisas. Heráclito diz: “Tudo flui, nada persiste, nem permanece o mesmo”, “a essência é a mudança” e “o verdadeiro é apenas como a unidade dos opostos”.
  • 14. Contoso Ltd. Empédocles de Agrigento (495-435) ✓ Defende que os elementos originários, substrato e todas as coisas, são quatro: o fogo, a terra, o ar e a água. Para além destes elementos, Empédocles admitiu a existência de duas forças responsáveis pelo movimento mecânico dos quatro elementos e pelas suas combinações: o amor que impele à união e o ódio que conduz à separação.
  • 15. Contoso Ltd. Linhado Tempo–Históriada Filosofia Pré-Socráticos Pós-Socráticos 1º Nascimento da Filosofia 2º Nascimento da Filosofia
  • 16. Contoso Ltd. Adicione um rodapé 16 • Sócrates (aprox.469/70 a.C – 399 a.C) foi o marco mais importante na história da Filosofia; Foi o primeiro dos três grandes filósofos gregos que estabeleceram as bases do pensamento ocidental (os outros dois foram Platão e Aristóteles - discípulos); • Divide o 1º nascimento da Filosofia do 2º nascimento; • Conduziu a transição do pensamento dos antigos cosmologistas gregos, que refletiam sobre a origem do universo, para um pensamento da razão, mais precisamente para questões morais; • O filósofo não deixou nada escrito para a posteridade e quase tudo que se sabe sobre suas ideias e sua personalidade vem das obras de Platão, seu principal discípulo; • O filósofo acabou condenado a cometer suicídio (por corromper com a juventude) bebendo uma mistura com a erva venenosa - cicuta. Uma forma de evitar a execução chegou a ser sugerida, mas Sócrates recusou, alegando que a sentença, embora injusta, havia sido pronunciada por um tribunal legítimo e assim deveria ser cumprida – o que aconteceu em Atenas naquele mesmo ano de 399 a.C, com 70 anos. • Quem foi Sócrates?
  • 17. Contoso Ltd. • Características do 2.º nascimento da Filosofia Sócrates oferece um caminho para a atitude crítica e racional que se caracteriza, essencialmente, por problematizar e procurar fundamentar e sistematizar as questões e as soluções. Antes de Sócrates o saber antes era dado, único e não criticado. Agora, resultado do próprio homem, torna-se procurado, múltiplo e criticado.
  • 18. Contoso Ltd. 20 Platão (427-347 a.C.) foi um filósofo grego da antiguidade, considerado um dos principais pensadores da história da filosofia. • Era discípulo do filósofo Sócrates. Platão foi ainda o introdutor do método de diálogo em filosofia e com sua obra A República fundou a filosofia política ocidental. Os personagens dos diálogos de Platão tratam de diversos temas em praticamente todas as áreas da vida, privada ou pública, entre os principais temas encontramos, a política, arte, religião, justiça, medicina, vício e virtude, crime e castigo, sofrimento e prazer, etc. A Platão frequentemente se atribui uma posição filosófica denominada de racionalista. É o autor da Teoria do Mundo das Ideias (dualismo entre sensibilidade e inteligibilidade).
  • 19. Contoso Ltd. Adicione um rodapé 21 • Fédon • O Banquete • A República • Teeteto • O Sofista • (…)
  • 21. Contoso Ltd. Adicione um rodapé 23 Aristóteles (384-322 a.C.) foi um importante filósofo grego. Um dos pensadores com maior influência na cultura ocidental. • Foi discípulo do filósofo Platão. Com 17 anos, Aristóteles partiu para Atenas, foi estudar na "Academia” de Platão. Com sua prodigiosa inteligência, logo se tornou o discípulo predileto do mestre. Platão dizia: “A minha Academia é composta por duas partes: o corpo dos alunos e o cérebro de Aristóteles". Aristóteles foi suficientemente crítico para ir além do mestre. Demonstrou sua grande capacidade de pensador escrevendo uma série de obras nas quais aprofundava, e muitas vezes, modificava as doutrinas de Platão. • A teoria de Aristóteles, de forma geral, é uma refutação/crítica ao seu mestre.
  • 22. Contoso Ltd. Algumas das suas obras são: • A Retórica • Poética • Política • Ética a Nicómaco • (…)
  • 23. Contoso Ltd. Períodos da Filosofia Adicione um rodapé 25
  • 24. Contoso Ltd. Especificidade da disciplina de Filosofia 26 • Na medida em que os filósofos fazem um uso próprio da razão, independentemente de preconceitos, dogmas e ideias feitas. Autonomia • Na medida em que procura os fundamentos ou a origem e o fim último de todas as coisas. Radicalidade • Os filósofos respondem a problemas marcantes da sua época, ainda que as suas respostas possam perdurar para além do seu tempo. Ex: Eutanásia Historicidade • Na medida em que, apesar da historicidade, as reflexões dos pensadores abordam problemas que dizem respeito a toda a humanidade. Universalidade • A filosofia baseia-se na uso da razão, isto é do pensamento racional. Racionalidade
  • 25. Contoso Ltd. Especificidade da disciplina de Filosofia 27 • É através de conceitos que o filósofo pensa o mundo. • Os conceitos são o lar mental do pensamento porque é através deles que se vê, interpreta, conhece e compreende o mundo. • Refletir sobre os conceitos mais básicos e questioná-los é uma das tarefas fundamentais da filosofia. Ex: Justiça, o Bem, a Liberdade, o Belo, o Conhecimento, entre outros. Conceptual Dogmático Cético
  • 26. Contoso Ltd. ○ Acredita que tem a posse sobre o conhecimento – que tudo sabe, o dono da verdade; ○ É aquele que afirma ou nega sobre coisas que não consegue provar; ○ Não aceita a opinião contrária dos outros. ○ Exemplos: A existência de Deus, Santíssima Trindade, a Terra é plana, etc. Ensino da Filosofia no Ensino Secundário 28 DOGMÁTICO - DOGMAS CETICISMO – CÉTICO A filosofia não é… ○ O cético é aquele que reconhece que não podemos afirmar algo que não temos a certeza a 100%; ○ Nunca consegue ter a certeza sobre nada, atitude radical que nos conduz para a incerteza, vazio e zero conhecimento; ○ A mente humana pode não atingir certeza alguma a respeito da verdade; ○ Não tem uma atitude de procura de conhecimento porque considera que a possibilidade de conhecimento é impossível.
  • 27. Contoso Ltd. Aanálisedopensamentoedaaçãodohomempressupõeumaatitudee umaatividade crítica. Criticar significa: ▪ Analisar com cuidado todos os conhecimentos transmitidos; ▪ Ter uma atitude antidogmática; ▪ Exercer pessoalmente a capacidade de refletir racionalmente; ▪ Construir racionalmente o nosso próprio pensamento. Ensino da Filosofia no Ensino Secundário 29
  • 28. Contoso Ltd. O trabalho filosófico é, por natureza, um exercício crítico. Neste sentido, a filosofia começa no – e com um – problema, ou seja, com a problematização. Na filosofia importa as questões e a capacidade de as enunciar. As questões que importa enunciar são aquelas cuja raiz é a dúvida, a perplexidade ou a insatisfação; - Qual o valor ou utilidade da Filosofia? ▪ Sermos autónomos e agir de forma responsável; ▪ O saber intervir a nível social e político; ▪ O saber argumentar a favor das nossas ideias e avaliar criticamente as dos outros. Adicione um rodapé 30
  • 29. Contoso Ltd. Adicione um rodapé 31 • A filosofia promove uma atitude crítica, isto é, de não-aceitação passiva das ideias/crenças, qualquer ideia/crença tem de ser sempre bem avaliada nos seus fundamentos (razões) para verificar se é verdadeira ou falsa. • A filosofia promove a nossa autonomia/independência mental, isto é, exige que ao criticarmos as ideias exige que pensemos por nós mesmos sobre os assuntos, e que tomemos uma posição fundamentada (apoiada em razões) sobre os mesmos. • A filosofia promove nossa autoconfiança/responsabilidade, na medida em que após o exame crítico e autónomo das ideias/crenças estaremos mais confiantes em que as ideias, as nossas ou as alheias, são verdadeiras ou falsas e que merecem ser aceites ou não. • Por último a filosofia desenvolve as capacidades argumentativas e comunicativas: em filosofia aprende-se a avaliar e a discutir com rigor e coerência os problemas e argumentos, e a formular os nossos próprios argumentos e a comunicá-los Em suma,
  • 30. Contoso Ltd. Quetipodeproblemasestudamosfilósofos?Oquesãoproblemasfilosóficos? Adicione um rodapé 32 • Será a Eutanásia uma prática aceitável? • O mundo é um obstáculo ou um veículo da nossa liberdade? • Devo obedecer sempre aos meus pais? • O que é o sentido da vida? • Podemos ter a certeza que existimos? • Podemos conhecer tudo o que há? • Podemos violar todas as leis? • Há beleza sem seres humanos?
  • 31. Contoso Ltd. OsproblemasdaFilosofianãosãocientíficos,nemempíricos… Adicione um rodapé 33 Enquanto a Ciência procura explicar o funcionamento da realidade utilizando uma metodologia própria, a Filosofia procura compreender os princípios que devem orientar a existência e desvendar os fins para que tudo supostamente caminha, é a luz desta procura que a vida humana ganha sentido. OsproblemasdaFilosofianãosãocientíficos,nemempíricos… Semelhanças Diferenças • Exigem ambas uma metodologia adequada, justificação e rigor de conceitos; • Nenhuma teoria, científica ou filosófica, pode ser considerada como solução definitiva e completa para um problema, pois exige revisão e correção. • Enquanto que as teorias filosóficas não exigem reconhecimento e aceitação universais, as teorias científicas exigem o reconhecimento de toda a comunidade; • Enquanto que a validação do conhecimento filosófico depende da qualidade da argumentação usada para a justificar, exigindo o uso de conceitos rigorosamente definidos e de argumentos válidos, a validação do conhecimento científico nas ciências naturais exige a sua demonstração experimental.
  • 32. Contoso Ltd. Osproblemasfilosóficoseasuanatureza Adicione um rodapé ▪ Não são empíricos Não podem ser obtidas respostas filosóficas através de instrumentos específicos das ciências, nem recorrer à experiência. “Será que Deus existe?” – Não pode ser resolvida através da observação, da experimentação ou do raciocínio matemático. ▪ São problemas muito gerais Embora existam questões mais gerais que outras, as da filosofia têm bastantes respostas (múltiplas), diferentes conceções/perspetivas. «O universo físico é tudo o que existe?» Osproblemas ▪São problemas sem solução científica ou que nunca a terão Os problemas filosóficos não podem ser resolvidos mediante os métodos de investigação e de demonstração das ciências, como se verifica na questão «É correto afirmar que os animais têm direitos?» ▪São problemas abertos Não é fechada, pois tal é uma questão cuja resposta obtém o acordo e o consenso racional da maioria das pessoas. Nos problemas filosóficas as respostas não são consensuais para todos. «Há normas morais objetivas e universais ou é tudo relativo?»
  • 33. Contoso Ltd. Adicione um rodapé 35 Exercíciosdeconsolidação 1. Das questões abaixo enunciadas, assinale as que são filosóficas e não podem ser resolvidas mediante o recurso à experimentação. I. Qual a idade da Terra? II. Como circula o sangue pelo corpo humano? III. A morte é o fim de tudo? IV. O que é a justiça? V. Fui criado por Deus? VI. É correto matar animais para comermos? VII. Somos livres ou a liberdade é uma ilusão? VIII. Há vida extraterrestre? IX. As lesões cerebrais provocam alterações de personalidade? X. Se há Deus, então por que existem doenças, guerras, fome e miséria? XI. A pena de morte é moralmente correta? XII. O que faz da Mona Lisa de Leonardo da Vinci uma obra de arte? XIII. Temos direito à vida antes de nascer? XIV. Será que graves deficiência de nutrição na infância impedem um desenvolvimento adequado da inteligência? Problema/Questão Filosófica Problema/Questão Filosófica Problema/Questão Filosófica Problema/Questão Filosófica Problema/Questão Filosófica Prob./Questão Filosófica Problema/Questão Filosófica Problema/Questão Filosófica Problema/Questão Filosófica
  • 34. Contoso Ltd. • As questões podem ser agrupadas por domínios, a que correspondem a diferentes disciplinas filosóficas, cada qual com os seus problemas. Vejamos quais são essas disciplinas. Adicione um rodapé 36 • Os problemas filosóficos, independentemente da área a que se reportem, são sempre de ordem existencial. É a própria existência humana, o sentido das suas ações e os seus valores que são postos em causa no momento em que as questões se colocam. E, também por isso, interessam e dizem respeito a todos os seres humanos, pois, nos momentos em que estes se questionam, descobrem os mesmos problemas fundamentais.
  • 35. Contoso Ltd. o Lógica e Argumentação o Axiologia o Ética e Moral o Filosofia Social e Política o Gnosiologia o Epistemologia o Estética ou Filosofia da Arte o Filosofia da Religião o Ontologia o Antropologia o Fenomenologia o (…) • Quais os Problemas e as Questões da Filosofia?
  • 36. Contoso Ltd. - Disciplina filosófica na qual se reflete sobre as regras para uma argumentação válida, sobre os erros formais e informais argumentativos. • Lógica e Argumentação O que é um conceito? O que é um argumento válido? Há uma forma correta de pensar? A que regras obedece um argumento válido? Que erros de raciocínio podem ocorrer? (…)
  • 37. Contoso Ltd. - Disciplina filosófica na qual se reflete sobre a ação humana. Tem como objetivo a análise e compreensão do agir humano. Estuda os problemas relacionados com a natureza e racionalidade da ação, como os seguintes: • Filosofia da Ação Como explicar os comportamentos humanos irracionais? O que são ações? Será o homem livre? É o livre-arbítrio compatível com o determinismo? Que relação existe entre ação, liberdade e responsabilidade? Quais os tipos de ações?
  • 38. Contoso Ltd. - Disciplina filosófica na qual se reflete a natureza dos valores, isto é, tem como objetivo a análise e compreensão da experiência valorativa. • Filosofia dos Valores ou Axiologia Há valores objetivos ou são os valores subjetivos? Pode conciliar-se a existência de culturas diferentes com a possibilidade de valores universais? O que são valores? Qual a importância da diversidade cultural? O que é a cultura? Em que medida a socialização molda o ser humano?
  • 39. Contoso Ltd. - Disciplina filosófica na qual se reflete sobre determinado tipo de normas e valores que deve orientar a ação humana, isto é, o modo como o ser humano se deve comportar no meio social. • Ética e/ou Moral Como devemos agir? Porque razão devemos agir de forma moral? Qual a distinção entre Ética e Moral? Termo grego: Ethos = Ética, Modos do Ser Termo latim: Mores = Costumes O que é o Bem? Quais os princípios morais? O aborto e a eutanásia serão justificáveis?
  • 40. Contoso Ltd. - Disciplina filosófica na qual se reflete o modo como podemos viver em sociedade, debruça-se sobre questões como os princípios de justificação do poder e do governo - a sua origem, natureza e os seus fins. Reflete também sobre as obrigações dos membros constituintes de uma sociedade. • Filosofia Política e Social Será o Estado necessário? Haverá limites para a liberdade individual? Como deveremos viver em sociedade? Termo grego: Ethos = Ética, Modos do Ser Termo latim: Mores = Costumes Uma sociedade igualitária é mais justa que uma sociedade desigual? Como se deve distribuir a riqueza? Em que consiste uma sociedade justa?
  • 41. Contoso Ltd. - Disciplina filosófica na qual se reflete sobre a relação entre sujeito e o objeto implicados no ato do conhecimento humano. • Filosofia do Conhecimento ou Gnosiologia Qual a origem dos nossos conhecimentos? Quais os limites do nosso conhecimento? O que é o Conhecimento? Termo grego: Gnosio/Gnosis = conhecimento Logia/Logos = Discurso/palavra/razão/reflexão Teoria do Conhecimento .
  • 42. Contoso Ltd. - Disciplina filosófica na qual se reflete sobre aspetos epistemológicos, metafísicos e lógicos das ciências em geral, incluindo as ciências da natureza e as ciências humanas. A epistemologia é a doutrina dos fundamentos e dos métodos do conhecimento científico. • Epistemologia ou Filosofia da Ciência Qual é o método científico ideal? Como justificar a nossa crença na indução? Como demarcar a fronteira entre a ciência e a pseudociência? Termo grego: Episteme = conhecimento científico Logia/logos = Discurso/Estudo/Razão Teoria do conhecimento científico
  • 43. Contoso Ltd. - Disciplina filosófica na qual se reflete a natureza da beleza, dos fundamentos e os critérios que permitem distinguir o que é do que não pode ser considerado obra de arte. • Filosofia da Arte ou Estética O que distingue uma obra de arte? Por que razão damos valor à arte? O que é a arte? Termo grego: Aisthésis = perceção, sensação e sensibilidade; Em que consiste a experiência estética? Como se deve avaliar uma obra de arte? A arte pode ser objetivada ou é um conceito em aberto?
  • 44. Contoso Ltd. - Disciplina filosófica na qual se reflete sobre a dimensão religiosa da experiência humana. Tem como objetivo compreender de que forma a experiência religiosa é significativa na ação humana. • Filosofia da Religião Será que Deus existe? É possível justificar racionalmente a existência de Deus? Serão as crenças religiosas passíveis de discussão racional? Termo latim: Religio = é um conjunto de sistemas culturais e de crenças.
  • 45. Contoso Ltd. - Disciplina filosófica na qual se reflete sobre aspetos epistemológicos, metafísicos e lógicos das ciências em geral, incluindo as ciências da natureza e as ciências humanas. A epistemologia é a doutrina dos fundamentos e dos métodos do conhecimento científico. • Metafísica ou Ontologia Porque existe o Ser e o não o Nada? A vida tem sentido? O que é o Ser? Termo grego: Ontos = Ser Logos = Discurso/Estudo/Razão Estudo da natureza do Ser, da Existência e da Realidade
  • 46. Contoso Ltd. Adicione um rodapé 49 Exercíciosdeconsolidação 1. Indique as disciplinas filosóficas que tratam os seguintes problemas. I. Será que é justo o Estado sobrar impostos tirando aos mais ricos para socorrer os mais pobres? II. Como compatibilizar a crença num Deus bom e omnipotente com a existência de mal e sofrimento no mundo? III. Os problemas morais são uma questão de opinião pessoal? IV. Que características deve um conhecimento possuir para ser considerado científico? V. As ações são boas em si mesmas (independentemente das consequências) ou o seu valor depende dos resultados? VI. Temos uma alma que sobreviverá à morte do corpo ou que deixará de existir assim que o corpo morrer? VII.Temos o dever de ajudar os outros ou a nossa única obrigação moral é não nos prejudicar? VIII.Temos o direito de antecipar a nossa morte ou de morrer por nossa vontade? Ética e Filosofia Política Filosofia da Religião Ética Fil da Ciência Ética Filosofia da Religião Ética Ética
  • 47. Contoso Ltd. 50 É essencial estudar Filosofia.
  • 48. Contoso Ltd. I. Dá-nos a possibilidade de questionar sobre o sentido da nossa existência; II. Examinar, refletir e debater criticamente as questões essenciais sobre o mundo e sobre nós próprios. III. Recusar dogmas, ideias formatadas e fixas; IV. A filosofia não pode ser apenas entendida num domínio teórico, mas sim na sua concretização prática. V. Filosofia porque só ela é capaz de nos conceder nosso desejo – o desejo de saber sempre mais – conhecer. VI. A Filosofia tem como função a destruição do óbvio, do senso comum (evidente) e só assim conseguimos ver as coisas de uma perspetiva diferente e examinando o que está ao nosso redor sem sermos influenciados. Para a Filosofia não há uma verdade absoluta. 51
  • 49. Contoso Ltd. René Descartes René Descartes (1596-1650) foi um filósofo e matemático francês. Criador do pensamento cartesiano, sistema filosófico que deu origem à Filosofia Moderna. Autor da obra “O Discurso sobre o Método”, um tratado filosófico e matemático publicado na França em 1637. Uma das mais famosas frases do seu Discurso é “Penso, logo existo”. "Viver sem filosofar é o que se chama ter os olhos fechados sem nunca os haver tentado abrir.”
  • 50. Contoso Ltd. IgnoraraFilosofiaémesmoque…. I. Ser incapaz de pensar sobre a nossa própria vida, a nossa existência e significação; II. Ignorar os problemas atuais (éticos, político e sociais); III. Viver sem se questionar é passar ao lado da própria vida; IV. Não possuir filtro, isto é, receber todo o saber/conhecimento como dado e certo; V. Não saber discutir e defender as nossas posições e ideais; 53
  • 51. Filosofia φ– 10.º Ano • 1ª Abordagem Filosófica – O que é a Filosofia? Prof. Kelly-Elizabeth, 2020-2021 Colégio Dom Diogo de Sousa 2020-2021