SlideShare uma empresa Scribd logo
Períodos da história da Filosofia
Períodos da Filosofia   1-  Pré-socrático  (séc. VII a V a.C): De Tales de Mileto a Sócrates. A filosofia se ocupa da natureza e da origem das coisas.
Períodos da Filosofia   2- Período  socrático ou clássico  (séc. V a IV a.C): A Filosofia reflete sobre as questões humanas, sobretudo a ética e a política.
3- Período  alexandrino ou helenístico  (fim do séc. IV a III a.C): A filosofia busca sistematizar o conhecimento alcançado. Disseminação da cultura clássica no mundo mediterrâneo. Surgem novas escolas como a dos estóicos, dos epicuristas e dos céticos. Períodos da Filosofia
4- Período  greco-romano   (séc. III a.C a VI d.C): Marcado pela assimilação da cultura grega pela cultua romana e a dissolução do pensamento grego diante do cristianismo. Períodos da Filosofia
Destaca-se nos primeiros filósofos a construção de uma COSMOLOGIA (explicação racional e sistemática das características do universo) que substituísse a antiga COSMOGONIA (explicação sobre a origem do mundo baseada nos mitos).
Querem descobrir, com base na razão e não na mitologia, a substância primordial (arché, em grego) existente nos seres materiais, ou seja, a matéria-prima de que são feitas as coisas.
Tales de Mileto Considerado o primeiro pensador grego: “pai da filosofia”. Foi astrônomo. Chegou a prever um eclipse total do Sol. Demonstrou que a soma interna dos ângulos do triângulo é 180º .  623-546 a.C
Tales de Mileto: tudo é água Na busca de fugir das antigas explicações mitológicas sobre a criação do mundo, Tales queria descobrir um elemento físico constante em todas as coisas.
Tales de Mileto: tudo é água Concluiu que a água é a substância primordial, a origem única de todas as coisas. Para ele, a água permanece a mesma, em todas as transformações dos corpos, apesar dos diferentes estados: sólido, líquido e gasoso.
Anaximandro de Mileto  –  610-547 a.C
Anaximandro de Mileto “ Nem água nem algum dos elementos, mas alguma substância diferente, ilimitada, e que dela nascem os céus e os mundos neles contidos”. Para ele não era possível pensar uma única substância (ou o fogo ou a água...).
Anaximandro de Mileto Designou esta substância como  ápeiron  (em grego = o “indeterminado”, “infinito”). Tal realidade não é acessível aos sentidos como a água, por exemplo.
Anaxímenes de Mileto “E assim como nossa alma que é ar, nos mantém unidos, da mesma maneira o vento  envolve todo o mundo. Tentando conciliar Tales e Anaximandro,  concluiu ser o  ar  o princípio de todas as coisas.  –  588-524 a.C
Pitágoras de Samos “ Todas as coisas são números”. Para Pitágoras os números representam ordem e harmonia. Fundou uma sociedade de caráter filosófico e religioso. Introduziu um aspecto  mais formal na explicação da realidade:  a ordem e a constância.  –  570-490 a.C
Heráclito de Éfeso “Tudo flui, nada persiste, nem permanece o mesmo”. Realidade do mundo em constante transformação. A vida é um fluxo constante impulsionada pelos opostos: bem e mal, ordem e desordem... A luta é a mãe de todas as coisas.  –  500 a. C - ?
Heráclito de Éfeso Pela luta de forças opostas é que o mundo se modifica e evolui. “Não podemos entrar duas vezes no mesmo rio” –  500 a. C - ?
Parmênides de Eléia “O ente é; pois é ser e nada não é”. Opõe-se a Heráclito. Existe o ser e o não ser não é. Os contrários não podem coexistir. Princípio lógico da não contradição. Não podemos confiar nas aparências das coisas. Devemos buscar a essência e a verdade. –  510- 470 a.C
RESUMÃO FILOSOFIA Antiga
Qual a origem da filosofia?
A filosofia vem de origem grega, sendo que philos – amizade, amor, e  sophia – Sabedoria. A mesma nasceu da curiosidade humana, em compreender e questionar os valores e interpretações da sociedade , da realidade e complementar ao mito. Sendo a filosofia Antiga dividida em: Pré-socráticas, sofista, socrática e pós-socrática.
Pré-Socráticos Buscavam a entender a origem e o funcionamento do universo , Identificando seus princípios fundamentais
São filósofos anteriores a Sócrates  Investigam o mundo material, físico. Buscam (arché) seria o principio a origem. Filósofos importantes:  Tales de Mileto (624-548 a.C.)  Pitágoras (571-70 a.C)
Tales  Pitágoras
Tales: Faz parte da escola jônica Previu o eclipse em 585 a. C Sua doutrina baseia-se na água como o elemento primordial de todas as coisas  Afirmava  que: "todas as coisas estão cheias de deuses” Para Tales arqué (principio) seria a Água
Pitágoras: Faz parte das escolas italianas. Defendia uma doutrina mais religiosa do que filosófica. Criou o teorema que enunciava : Num triângulo retângulo , o quadrado da hipotenusa é igual à soma dos quadrados dos catetos. a²=b²+c² Fundador de Crotona, colônia grega, uma associação científico-ético-política.
Sofistas  Negavam a existência a verdade absoluta e buscavam conhecimento úteis para a vida por meio da retórica (linguagem, discursos).
Realizam raciocínios aparentemente validos  (sem conclusão). São sofismas raciocínios aparentemente verídicos, porém não possuem forma admissível. No senso comum sofisma e qualquer raciocínio, que apresenta coerência  Persuadiam  pelo efeito psicológico  A principa l  doutrina  sofística consiste, em uma visão relativa de mundo  S ofista   - Alguém cujo objetivo numa discussão não é atingir a verdade, mas vencer a discussão.
Protágoras: Foi acusado de ateísmo Amigo pessoal de Péricles (líder democrático de Atenas) Cunhou a frase: O homem é a medida de todas as coisas “. No qual essa frase expressa que não é o ser humano que tem a função de moldar os externos de si, que seja imposto por  qualquer coisa que não seja o próprio ser, e sim o ser humano deve moldar-se  segundo a liberdade
Platão: Discípulo de Sócrates e mestre de Aristóteles Enunciava que o homem estava em contato com a realidade inteligível (razão)e a sensível. O mundo concreto é uma reprodução do mundo das idéias . Em sua obras sempre discutia os jogos do opostos. Atuante  na estética( forma ideal da beleza)  Ex: Ser e o não ser (obra:SOFISTA)
Socráticos: Focavam o homem em todos os aspectos da sua existência social: política, ética, ciência, arte, religião.
Período de Sócrates, criador da  maiêutica:Processo dialético e pedagógico  socrático, em que se multiplicam as  perguntas a fim de obter, por indução dos casos particulares e concretos, um conceito geral do objeto em questão. Estudaram- se a ética profundamente, assim como a política. Sendo que Aristóteles estudava e lecionava ambas.
Aristóteles: Discípulo de Platão. Sobre a ética, Aristóteles pregava a moderação para que se pudesse ter uma vida equilibrada e harmônica. Achava que a felicidade real era a integração de três fatores:  prazer ,  ser cidadão livre e responsável  e  viver como pesquisador e filósofo.  Criticava Platão por suas idéias Sofistas. Considerado o Pai da Lógica. Afirmava que a realidade existe independente do mundos dos conhecimentos.
Pós - Socráticos Situam- se no período helenístico, sendo que as escolas gregas caíram e tomaram direções opostas
Resumindo: Pré-socráticos: anteriores a Sócrates, Chamados de  physis e buscam Arché.(Pitágoras) Sofistas: objetivo numa discussão não é atingir a verdade, mas vencer a discussão, Persuadiam  pelo efeito psicológico .(Platão) Socráticos: Período de Sócrates,estudam os 5 campos da filosofia.(Sócrates). Pós-socráticos:  O mundo físico e o Helenismos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula de filosofia antiga, tema: Sócrates
Aula de filosofia antiga, tema: SócratesAula de filosofia antiga, tema: Sócrates
Aula de filosofia antiga, tema: Sócrates
Leandro Nazareth Souto
 
Aula02 - Metafísica
Aula02 - MetafísicaAula02 - Metafísica
Aula02 - Metafísica
William Ananias
 
Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1
iranildespm
 
Aulas de filosofia platão
Aulas de filosofia platãoAulas de filosofia platão
Aulas de filosofia platão
Péricles Penuel
 
Schopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracionalSchopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracional
Colégio Nova Geração COC
 
Filosofia Socrática
Filosofia SocráticaFilosofia Socrática
Filosofia Socrática
Juliana Corvino de Araújo
 
Platão
PlatãoPlatão
Sócrates
SócratesSócrates
Sócrates
SócratesSócrates
Sócrates
Péricles Penuel
 
Racionalismo x Empirismo
Racionalismo x EmpirismoRacionalismo x Empirismo
Racionalismo x Empirismo
Leonardo Leitão
 
Aula 03 - Sócrates e o Nascimento da Filosofia
Aula 03 - Sócrates e o Nascimento da FilosofiaAula 03 - Sócrates e o Nascimento da Filosofia
Aula 03 - Sócrates e o Nascimento da Filosofia
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Renascimento - Filosofia
Renascimento - FilosofiaRenascimento - Filosofia
Renascimento - Filosofia
Carson Souza
 
O nascimento da filosofia
O nascimento da filosofiaO nascimento da filosofia
O nascimento da filosofia
Raniery Braga
 
Filosofia Política
Filosofia PolíticaFilosofia Política
Filosofia Política
José Ferreira Júnior
 
Mitologia e Filosofia - diferenças
Mitologia e Filosofia - diferençasMitologia e Filosofia - diferenças
Mitologia e Filosofia - diferenças
Bruno Carrasco
 
Sócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e AristótelesSócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e Aristóteles
Bruno Carrasco
 
Aristóteles
AristótelesAristóteles
Aristóteles
julia marcondes
 
1 introdução à reflexão filosofica
1 introdução à reflexão filosofica1 introdução à reflexão filosofica
1 introdução à reflexão filosofica
Daniele Rubim
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
Janimara
 
Existencialismo
ExistencialismoExistencialismo
Existencialismo
Portal do Vestibulando
 

Mais procurados (20)

Aula de filosofia antiga, tema: Sócrates
Aula de filosofia antiga, tema: SócratesAula de filosofia antiga, tema: Sócrates
Aula de filosofia antiga, tema: Sócrates
 
Aula02 - Metafísica
Aula02 - MetafísicaAula02 - Metafísica
Aula02 - Metafísica
 
Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1
 
Aulas de filosofia platão
Aulas de filosofia platãoAulas de filosofia platão
Aulas de filosofia platão
 
Schopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracionalSchopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracional
 
Filosofia Socrática
Filosofia SocráticaFilosofia Socrática
Filosofia Socrática
 
Platão
PlatãoPlatão
Platão
 
Sócrates
SócratesSócrates
Sócrates
 
Sócrates
SócratesSócrates
Sócrates
 
Racionalismo x Empirismo
Racionalismo x EmpirismoRacionalismo x Empirismo
Racionalismo x Empirismo
 
Aula 03 - Sócrates e o Nascimento da Filosofia
Aula 03 - Sócrates e o Nascimento da FilosofiaAula 03 - Sócrates e o Nascimento da Filosofia
Aula 03 - Sócrates e o Nascimento da Filosofia
 
Renascimento - Filosofia
Renascimento - FilosofiaRenascimento - Filosofia
Renascimento - Filosofia
 
O nascimento da filosofia
O nascimento da filosofiaO nascimento da filosofia
O nascimento da filosofia
 
Filosofia Política
Filosofia PolíticaFilosofia Política
Filosofia Política
 
Mitologia e Filosofia - diferenças
Mitologia e Filosofia - diferençasMitologia e Filosofia - diferenças
Mitologia e Filosofia - diferenças
 
Sócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e AristótelesSócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e Aristóteles
 
Aristóteles
AristótelesAristóteles
Aristóteles
 
1 introdução à reflexão filosofica
1 introdução à reflexão filosofica1 introdução à reflexão filosofica
1 introdução à reflexão filosofica
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
 
Existencialismo
ExistencialismoExistencialismo
Existencialismo
 

Destaque

Períodos da Filosofia
Períodos da FilosofiaPeríodos da Filosofia
Períodos da Filosofia
Robson Santos
 
Principais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofiaPrincipais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofia
Aldenei Barros
 
Marxismo
MarxismoMarxismo
Karl marx (materialismo histórico)
Karl marx (materialismo histórico)Karl marx (materialismo histórico)
Karl marx (materialismo histórico)
MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
Karl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialéticoKarl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialético
Marcela Marangon Ribeiro
 
7 positivismo comte slide
7 positivismo comte slide7 positivismo comte slide
7 positivismo comte slide
Erica Frau
 
Augusto comte
Augusto comteAugusto comte
Augusto comte
Marinez Alcides
 
Materialismo Hitórico Dialético
Materialismo Hitórico DialéticoMaterialismo Hitórico Dialético
Materialismo Hitórico Dialético
Alef Sartorato
 
Tópicos capítulo 6
Tópicos capítulo 6  Tópicos capítulo 6
Tópicos capítulo 6
Sandra Pereira
 
Positivismo de Augusto Comte
Positivismo de Augusto ComtePositivismo de Augusto Comte
Positivismo de Augusto Comte
Roger Pimentel
 

Destaque (10)

Períodos da Filosofia
Períodos da FilosofiaPeríodos da Filosofia
Períodos da Filosofia
 
Principais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofiaPrincipais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofia
 
Marxismo
MarxismoMarxismo
Marxismo
 
Karl marx (materialismo histórico)
Karl marx (materialismo histórico)Karl marx (materialismo histórico)
Karl marx (materialismo histórico)
 
Karl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialéticoKarl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialético
 
7 positivismo comte slide
7 positivismo comte slide7 positivismo comte slide
7 positivismo comte slide
 
Augusto comte
Augusto comteAugusto comte
Augusto comte
 
Materialismo Hitórico Dialético
Materialismo Hitórico DialéticoMaterialismo Hitórico Dialético
Materialismo Hitórico Dialético
 
Tópicos capítulo 6
Tópicos capítulo 6  Tópicos capítulo 6
Tópicos capítulo 6
 
Positivismo de Augusto Comte
Positivismo de Augusto ComtePositivismo de Augusto Comte
Positivismo de Augusto Comte
 

Semelhante a Periodos da filosofia

Origem e divisão da filosofia
Origem e divisão da filosofiaOrigem e divisão da filosofia
Origem e divisão da filosofia
Colégio Tiradentes III
 
Aula 1 fls em
Aula 1 fls emAula 1 fls em
Aula 1 fls em
Walney M.F
 
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
Silvio Gomes
 
VisãO Geral da Filosofia
VisãO Geral da FilosofiaVisãO Geral da Filosofia
VisãO Geral da Filosofia
ProfMario De Mori
 
Trabalho de Filosofia (2° Ano)
Trabalho de Filosofia (2° Ano)Trabalho de Filosofia (2° Ano)
Trabalho de Filosofia (2° Ano)
Pedro Freitas
 
Trabalho de história filosofia grega
Trabalho de história  filosofia gregaTrabalho de história  filosofia grega
Trabalho de história filosofia grega
Carolina Alves
 
Trabalho de antropologia
Trabalho de antropologiaTrabalho de antropologia
Trabalho de antropologia
PSIFCA
 
Filosofia antiga
Filosofia antigaFilosofia antiga
Filosofia antiga
superuzer
 
Filosofia grega
Filosofia gregaFilosofia grega
Filosofia grega
Tuh Caldas
 
1 aula - fil. impressão.pptx
1 aula - fil. impressão.pptx1 aula - fil. impressão.pptx
1 aula - fil. impressão.pptx
josuelsilva19
 
2a. apostila-de-filosofia
2a. apostila-de-filosofia2a. apostila-de-filosofia
Filosofia i
Filosofia iFilosofia i
Filosofia i
Felipe Hiago
 
1 aula - INICIO DA FILOSOFIA (1).ppPPPtx
1 aula - INICIO DA FILOSOFIA (1).ppPPPtx1 aula - INICIO DA FILOSOFIA (1).ppPPPtx
1 aula - INICIO DA FILOSOFIA (1).ppPPPtx
PabloGabrielKdabra
 
História da Filosofia dos Pré Socráticos ao Helenismo
História da Filosofia   dos Pré Socráticos ao HelenismoHistória da Filosofia   dos Pré Socráticos ao Helenismo
História da Filosofia dos Pré Socráticos ao Helenismo
Lucio Oliveira
 
Aula de filosofia
Aula de filosofia Aula de filosofia
Aula de filosofia
Ricardogomes123
 
Aula de filosofia
Aula de filosofia Aula de filosofia
Aula de filosofia
Ricardogomes123
 
Evolução histórica da reflexão sobre a condição humana
Evolução histórica da reflexão sobre a condição humanaEvolução histórica da reflexão sobre a condição humana
Evolução histórica da reflexão sobre a condição humana
19121992
 
Aula de filosofia
Aula de filosofiaAula de filosofia
Aula de filosofia
Gutt1848
 
Captulo13 Em busca da Verdade
Captulo13 Em busca da VerdadeCaptulo13 Em busca da Verdade
Captulo13 Em busca da Verdade
Marcos Mororó
 
Evolução Histórica da Reflexão sobre a Condição Humana
Evolução Histórica da Reflexão sobre a Condição HumanaEvolução Histórica da Reflexão sobre a Condição Humana
Evolução Histórica da Reflexão sobre a Condição Humana
Iuri Guedes
 

Semelhante a Periodos da filosofia (20)

Origem e divisão da filosofia
Origem e divisão da filosofiaOrigem e divisão da filosofia
Origem e divisão da filosofia
 
Aula 1 fls em
Aula 1 fls emAula 1 fls em
Aula 1 fls em
 
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
5.0 PERÍODOS E CAMPOS DA INVESTIGAÇÃO GREGA.ppt
 
VisãO Geral da Filosofia
VisãO Geral da FilosofiaVisãO Geral da Filosofia
VisãO Geral da Filosofia
 
Trabalho de Filosofia (2° Ano)
Trabalho de Filosofia (2° Ano)Trabalho de Filosofia (2° Ano)
Trabalho de Filosofia (2° Ano)
 
Trabalho de história filosofia grega
Trabalho de história  filosofia gregaTrabalho de história  filosofia grega
Trabalho de história filosofia grega
 
Trabalho de antropologia
Trabalho de antropologiaTrabalho de antropologia
Trabalho de antropologia
 
Filosofia antiga
Filosofia antigaFilosofia antiga
Filosofia antiga
 
Filosofia grega
Filosofia gregaFilosofia grega
Filosofia grega
 
1 aula - fil. impressão.pptx
1 aula - fil. impressão.pptx1 aula - fil. impressão.pptx
1 aula - fil. impressão.pptx
 
2a. apostila-de-filosofia
2a. apostila-de-filosofia2a. apostila-de-filosofia
2a. apostila-de-filosofia
 
Filosofia i
Filosofia iFilosofia i
Filosofia i
 
1 aula - INICIO DA FILOSOFIA (1).ppPPPtx
1 aula - INICIO DA FILOSOFIA (1).ppPPPtx1 aula - INICIO DA FILOSOFIA (1).ppPPPtx
1 aula - INICIO DA FILOSOFIA (1).ppPPPtx
 
História da Filosofia dos Pré Socráticos ao Helenismo
História da Filosofia   dos Pré Socráticos ao HelenismoHistória da Filosofia   dos Pré Socráticos ao Helenismo
História da Filosofia dos Pré Socráticos ao Helenismo
 
Aula de filosofia
Aula de filosofia Aula de filosofia
Aula de filosofia
 
Aula de filosofia
Aula de filosofia Aula de filosofia
Aula de filosofia
 
Evolução histórica da reflexão sobre a condição humana
Evolução histórica da reflexão sobre a condição humanaEvolução histórica da reflexão sobre a condição humana
Evolução histórica da reflexão sobre a condição humana
 
Aula de filosofia
Aula de filosofiaAula de filosofia
Aula de filosofia
 
Captulo13 Em busca da Verdade
Captulo13 Em busca da VerdadeCaptulo13 Em busca da Verdade
Captulo13 Em busca da Verdade
 
Evolução Histórica da Reflexão sobre a Condição Humana
Evolução Histórica da Reflexão sobre a Condição HumanaEvolução Histórica da Reflexão sobre a Condição Humana
Evolução Histórica da Reflexão sobre a Condição Humana
 

Periodos da filosofia

  • 1. Períodos da história da Filosofia
  • 2. Períodos da Filosofia 1- Pré-socrático (séc. VII a V a.C): De Tales de Mileto a Sócrates. A filosofia se ocupa da natureza e da origem das coisas.
  • 3. Períodos da Filosofia 2- Período socrático ou clássico (séc. V a IV a.C): A Filosofia reflete sobre as questões humanas, sobretudo a ética e a política.
  • 4. 3- Período alexandrino ou helenístico (fim do séc. IV a III a.C): A filosofia busca sistematizar o conhecimento alcançado. Disseminação da cultura clássica no mundo mediterrâneo. Surgem novas escolas como a dos estóicos, dos epicuristas e dos céticos. Períodos da Filosofia
  • 5. 4- Período greco-romano (séc. III a.C a VI d.C): Marcado pela assimilação da cultura grega pela cultua romana e a dissolução do pensamento grego diante do cristianismo. Períodos da Filosofia
  • 6. Destaca-se nos primeiros filósofos a construção de uma COSMOLOGIA (explicação racional e sistemática das características do universo) que substituísse a antiga COSMOGONIA (explicação sobre a origem do mundo baseada nos mitos).
  • 7. Querem descobrir, com base na razão e não na mitologia, a substância primordial (arché, em grego) existente nos seres materiais, ou seja, a matéria-prima de que são feitas as coisas.
  • 8. Tales de Mileto Considerado o primeiro pensador grego: “pai da filosofia”. Foi astrônomo. Chegou a prever um eclipse total do Sol. Demonstrou que a soma interna dos ângulos do triângulo é 180º . 623-546 a.C
  • 9. Tales de Mileto: tudo é água Na busca de fugir das antigas explicações mitológicas sobre a criação do mundo, Tales queria descobrir um elemento físico constante em todas as coisas.
  • 10. Tales de Mileto: tudo é água Concluiu que a água é a substância primordial, a origem única de todas as coisas. Para ele, a água permanece a mesma, em todas as transformações dos corpos, apesar dos diferentes estados: sólido, líquido e gasoso.
  • 11. Anaximandro de Mileto – 610-547 a.C
  • 12. Anaximandro de Mileto “ Nem água nem algum dos elementos, mas alguma substância diferente, ilimitada, e que dela nascem os céus e os mundos neles contidos”. Para ele não era possível pensar uma única substância (ou o fogo ou a água...).
  • 13. Anaximandro de Mileto Designou esta substância como ápeiron (em grego = o “indeterminado”, “infinito”). Tal realidade não é acessível aos sentidos como a água, por exemplo.
  • 14. Anaxímenes de Mileto “E assim como nossa alma que é ar, nos mantém unidos, da mesma maneira o vento envolve todo o mundo. Tentando conciliar Tales e Anaximandro, concluiu ser o ar o princípio de todas as coisas. – 588-524 a.C
  • 15. Pitágoras de Samos “ Todas as coisas são números”. Para Pitágoras os números representam ordem e harmonia. Fundou uma sociedade de caráter filosófico e religioso. Introduziu um aspecto mais formal na explicação da realidade: a ordem e a constância. – 570-490 a.C
  • 16. Heráclito de Éfeso “Tudo flui, nada persiste, nem permanece o mesmo”. Realidade do mundo em constante transformação. A vida é um fluxo constante impulsionada pelos opostos: bem e mal, ordem e desordem... A luta é a mãe de todas as coisas. – 500 a. C - ?
  • 17. Heráclito de Éfeso Pela luta de forças opostas é que o mundo se modifica e evolui. “Não podemos entrar duas vezes no mesmo rio” – 500 a. C - ?
  • 18. Parmênides de Eléia “O ente é; pois é ser e nada não é”. Opõe-se a Heráclito. Existe o ser e o não ser não é. Os contrários não podem coexistir. Princípio lógico da não contradição. Não podemos confiar nas aparências das coisas. Devemos buscar a essência e a verdade. – 510- 470 a.C
  • 20. Qual a origem da filosofia?
  • 21. A filosofia vem de origem grega, sendo que philos – amizade, amor, e sophia – Sabedoria. A mesma nasceu da curiosidade humana, em compreender e questionar os valores e interpretações da sociedade , da realidade e complementar ao mito. Sendo a filosofia Antiga dividida em: Pré-socráticas, sofista, socrática e pós-socrática.
  • 22. Pré-Socráticos Buscavam a entender a origem e o funcionamento do universo , Identificando seus princípios fundamentais
  • 23. São filósofos anteriores a Sócrates Investigam o mundo material, físico. Buscam (arché) seria o principio a origem. Filósofos importantes: Tales de Mileto (624-548 a.C.) Pitágoras (571-70 a.C)
  • 25. Tales: Faz parte da escola jônica Previu o eclipse em 585 a. C Sua doutrina baseia-se na água como o elemento primordial de todas as coisas Afirmava que: "todas as coisas estão cheias de deuses” Para Tales arqué (principio) seria a Água
  • 26. Pitágoras: Faz parte das escolas italianas. Defendia uma doutrina mais religiosa do que filosófica. Criou o teorema que enunciava : Num triângulo retângulo , o quadrado da hipotenusa é igual à soma dos quadrados dos catetos. a²=b²+c² Fundador de Crotona, colônia grega, uma associação científico-ético-política.
  • 27. Sofistas Negavam a existência a verdade absoluta e buscavam conhecimento úteis para a vida por meio da retórica (linguagem, discursos).
  • 28. Realizam raciocínios aparentemente validos (sem conclusão). São sofismas raciocínios aparentemente verídicos, porém não possuem forma admissível. No senso comum sofisma e qualquer raciocínio, que apresenta coerência Persuadiam pelo efeito psicológico A principa l doutrina sofística consiste, em uma visão relativa de mundo S ofista - Alguém cujo objetivo numa discussão não é atingir a verdade, mas vencer a discussão.
  • 29. Protágoras: Foi acusado de ateísmo Amigo pessoal de Péricles (líder democrático de Atenas) Cunhou a frase: O homem é a medida de todas as coisas “. No qual essa frase expressa que não é o ser humano que tem a função de moldar os externos de si, que seja imposto por qualquer coisa que não seja o próprio ser, e sim o ser humano deve moldar-se segundo a liberdade
  • 30. Platão: Discípulo de Sócrates e mestre de Aristóteles Enunciava que o homem estava em contato com a realidade inteligível (razão)e a sensível. O mundo concreto é uma reprodução do mundo das idéias . Em sua obras sempre discutia os jogos do opostos. Atuante na estética( forma ideal da beleza) Ex: Ser e o não ser (obra:SOFISTA)
  • 31. Socráticos: Focavam o homem em todos os aspectos da sua existência social: política, ética, ciência, arte, religião.
  • 32. Período de Sócrates, criador da maiêutica:Processo dialético e pedagógico socrático, em que se multiplicam as perguntas a fim de obter, por indução dos casos particulares e concretos, um conceito geral do objeto em questão. Estudaram- se a ética profundamente, assim como a política. Sendo que Aristóteles estudava e lecionava ambas.
  • 33. Aristóteles: Discípulo de Platão. Sobre a ética, Aristóteles pregava a moderação para que se pudesse ter uma vida equilibrada e harmônica. Achava que a felicidade real era a integração de três fatores: prazer , ser cidadão livre e responsável e viver como pesquisador e filósofo. Criticava Platão por suas idéias Sofistas. Considerado o Pai da Lógica. Afirmava que a realidade existe independente do mundos dos conhecimentos.
  • 34. Pós - Socráticos Situam- se no período helenístico, sendo que as escolas gregas caíram e tomaram direções opostas
  • 35. Resumindo: Pré-socráticos: anteriores a Sócrates, Chamados de physis e buscam Arché.(Pitágoras) Sofistas: objetivo numa discussão não é atingir a verdade, mas vencer a discussão, Persuadiam pelo efeito psicológico .(Platão) Socráticos: Período de Sócrates,estudam os 5 campos da filosofia.(Sócrates). Pós-socráticos: O mundo físico e o Helenismos