SlideShare uma empresa Scribd logo
Estruturas
Organizacionais
Agenda














Introdução
Objectivos da Organização
Estrutura Organizacional
Estrutura Mecanicista
Estrutura Orgânica
Estrutura Simples
Estrutura Funcional
Estrutura Diviosionária
Estrutura por Projectos
Estrutura Matricial
Estrutura em Rede
Estrutura Mintsberg
Hierarquia Administrativa













Divisão do Trabalho
Cadeia de Comando
Autoridade, Responsabilidade e
Delegação
Autoridade de Linha e Staff
Amplitude Administrativa
Organizações Altas e Organizações
Achatadas
Centralização/Descentralização
Exemplo
Downsizing
Caso para discussão – A Pirelli
Referências
Introdução



Organização é uma das principais funções da gestão, que
engloba : o planeamento, organização, direcção e controlo.
Em primeiro lugar há que considerar os objectivos da
organização, e determinar o tipo de estrutura organizacional
que melhor se lhes adapta, depois há que definir o tipo de
funções.
Lembram-se?
Funções dos executivos:
O executivo tem a função de organizar toda a empresa
para o seu perfeito funcionamento, além disso, três
outras funções básicas fazem parte da sua vida. São
elas:
 planeamento da empresa – objectivos esperados.
 Direcção da empresa – orientação, coordenação,
motivação, liderança das actividades.
 Controle da empresa – acompanhamento, controle,
avaliação dos resultados.
 Organização – ordem nas coisas.
Organização






A organização é uma das principais funções da gestão, ou seja a forma
como o gestor inter-relaciona as pessoas e os recursos disponíveis da
empresa, tendo em vista os objectivos que a empresa como um todo se
propõe atingir.
A organização é uma função administrativa importante, por servir de base
para a estratégia organizacional. A estratégia define o que fazer, enquanto
a organização define o como fazer.
A organização é uma função administrativa que se distribui entre todos os
níveis de organizacionais.
Nível Institucional
Nível intermediário
Nível operacional
Execução

Presidente/Directores
Gerentes
Supervisores

Funcionários/

operários
Conceito de estrutura
organizacional EO:







Organização da empresa é a ordenação e o agrupamento de
actividades e recursos, visando ao alcance de objectivos e
resultados estabelecidos. Djalma, 2002, p. 84.
Estrutura organizacional: Forma pela qual as actividades de
uma organização são divididas, organizadas e coordenadas.
Stoner, 1992, p.230.
A estrutura organizacional é o conjunto de relações formais
entre todas as pessoas que constituem uma organização.
Define as funções de cada unidade da organização e os modos
de colaboração entre as diversas unidades (organograma).
O que é uma estrutura
organizacional?
É

o conjunto de meios e recursos através dos
quais uma organização se adapta às suas
actividades e à envolvente, resolvendo os
conflitos que surgem entre a especialização e a
coordenação, entre a diferenciação e a integração.


A estrutura adoptada tem uma influência muito grande no
comportamento e nas atitudes dos trabalhadores. Pois permite
responder a perguntas como:







“o que esperam de mim ?”,
“de quem dependo?”,
“com quem vou ter se tiver um problema?”.

Deve ser delineado de acordo com os objectivos e estratégias
estabelecidos pela empresa.
É uma ferramenta básica para alcançar as situações almejadas
pela empresa.
Estrutura Organizacional EO



A estrutura organizacional é a forma como as actividades da
organização são divididas, organizadas e coordenadas.
A estrutura organizacional funciona como a espinha dorsal da
organização, o esqueleto que sustenta e articula todas as suas
partes integrantes. Refere-se à configuração dos órgãos e equipes
da organização. Constitui uma ferramenta que o administrador
pode utilizar com a finalidade de harmonizar os recursos para
que as coisas sejam feitas através da estratégia estabelecida.

Entradas

Saídas
Divisão do Trabalho organizacional

Fornecedores

para transformar os em resultados

Clientes
Benefícios de uma estrutura
adequada.
 Identificação

das tarefas necessárias;
 Organização das funções e responsabilidades;
 Informações, recursos, e feedback aos
empregados;
 Medidas de desempenho compatíveis com os
objectivos;
 Condições motivadoras.
Estrutura:
Toda empresa possui dois tipos de estrutura: Formal e
informal.
Formal: Deliberadamente planejada e formalmente
representada, em alguns aspectos pelo seu organograma.
 Ênfase a posições em termos de autoridades e
responsabilidades.
 É estável.
 Está sujeita a controle.
 Está na estrutura.
 Líder formal.
Informal: Surge da interacção social das pessoas, o
que significa que se desenvolve espontaneamente
quando as pessoas se reúnem. Representa relações
que usualmente não aparecem no organograma.
 São relacionamentos não-documentados e nãoreconhecidos oficialmente entre os membros de uma
organização que surgem inevitavelmente em
decorrência das necessidades pessoais e grupais dos
empregados.









Está nas pessoas.
Sempre existirão.
A autoridade flui na maioria das vezes na horizontal.
É instável.
Não está sujeita a controle.
Está sujeita aos sentimentos.
Líder informal.
Desenvolve sistemas e canais de comunicação.
 Vantagens





da estrutura informal.

Proporciona maior rapidez no processo.
Complementa e estrutura formal.
Reduz a carga de comunicação dos chefes.
Motiva e integra as pessoas na empresa.

 Desvantagens:




Desconhecimento das chefias.
Dificuldade de controle.
Possibilidade de atritos entre pessoas


Factores que condicionam o aparecimento da
estrutura informal.









Interesses comuns
Interacção provocada pela própria estrutura formal.
Defeitos na estrutura formal.
Flutuação do pessoal dentro da empresa.
Períodos de lazer.
Disputa do poder.

A estrutura informal será bem utilizada quando:



Os objectivos da empresa forem idênticos aos objectivos dos
indivíduos.
Existir habilidade das pessoas em lidar com a estrutura informal.
14
ESTRUTURA FORMAL





É representada pelo organograma da empresa e seus
aspectos básicos.
Reconhecida juridicamente de fato e de direito.
É estruturada e organizada.
Elaboração da EO









É o conjunto ordenado de responsabilidades,
autoridades, comunicações e decisões das unidades
organizacionais de uma empresa.

Características:
Não é estática.
É representada graficamente pelo organograma.
É dinâmica.
Deve ser delineada de forma a alcançar os objectivos
institucionais.
(Delinear = Criar, aprimorar).
Deve ser planejada.
O planeamento deve estar voltado para os seguintes objectivos:
 Identificar as tarefas físicas e mentais que precisam ser
desempenhadas.
 Agrupar as tarefas em funções que possam ser bem
desempenhadas e atribuir sua responsabilidade a pessoas ou
grupos.
 Proporcionar aos empregados de todos os níveis:
 Informação.
 Recursos para o trabalho.
 Medidas de desempenho compatíveis com objectivos e
metas.
 Motivação.
Estruturas organizacionais
Sistema de responsabilidade - Obrigação que uma
pessoa tem de fazer alguma coisa
 Está relacionado a prestação de contas a quem
atribuiu responsabilidade.
 Os aspectos básicos do sistema de
responsabilidade são:
 Departamentação, linha e assessoria, atribuições
das unidades
Sistema de autoridade - Direito de fazer, tomar
decisões, dar ordens, dirigir
São dois os tipos de autoridade:
 Hierárquica: Segue as linhas de comando
estabelecidas pela estrutura hierárquica da
empresa.
 Funcional: Correspondente à autoridade
estabelecida pela função exercida pelas unidades
organizacionais
Sistema de Comunicações
 Deve-se verificar até que ponto a forma estrutural atende às
necessidades de comunicação da empresa.
 O sistema de comunicação é a rede por meio da qual as
informações que permitem o funcionamento da estrutura de
forma integrada e eficaz.
Deve ser considerado:
 O que deve ser comunicado
 Como deve ser comunicado
 Quando
 De quem deve vir a comunicação
 Para quem deve ir a comunicação
 Por que deve ser comunicado
 Quando deve ser comunicado
Para Drucker pode-se considerar mais um
sistema da estrutura organizacional. O sistema
de decisão – o resultado da acção sobre as
informações. Segundo Drucker são necessários
três análises para determinar a estrutura
organizacional necessária:
1. Análise das actividades.
2. Análise das decisões e
3. Análise das relações.
Estruturas organizacionais
Condicionantes da EO.
Factor humano
 A empresa funciona por meio de pessoas, a eficiência depende
da qualidade intrínseca e do valor e da integração dos homens
que ela organiza.
 Ao desenvolver uma estrutura organizacional deve-se levar em
consideração o comportamento e o conhecimento das pessoas
que irão desempenhar funções.
 Não podemos esquecer da MOTIVAÇÃO.
Factor ambiente externo
 Avaliação das mudanças e suas influências.
Factor sistema de objectivos e estratégias
 Quando os objectivos e estratégias estão bem definidos e
claros, é mais fácil organizar. Sabe-se o que se espera de cada
um.
Factor tecnologia – Conhecimentos - Equipamentos
 NÍVEIS

DE INFLUÊNCIA DA ESTRUTURA
ORGANIZACIONAL. São três:


Nível estratégico, Nível táctico, Nível operacional.

 NÍVEIS

DE ABRANGENCIA DA
ESTRUTURA ORGANIZACIONAL. Três
níveis podem ser considerados quando do
desenvolvimento e implantação da estrutura
organizacional:




Nível da empresa,
Nível da UEN – Unidade Estratégica de Negócio
Nível da Corporação.- Considerações básicas dos
componentes da estrutura organizacional.
IMPLANTAÇÃO DA EO
Três aspectos devem ser considerados:
1. A mudança na estrutura organizacional.
2. O processo de implantação; e
3. As resistências que podem ocorrer.
AVALIAÇÃO DA EO





Levantamento
Análise
Avaliação
Políticas de avaliação de estruturas
O organograma constitui a representação gráfica da estrutura.
Tipos principais de estruturas
organizacionais EO
 Não

existe uma EO acabada e nem perfeita; existe
uma EO que se adapta adequadamente às
mudanças
 A EO depende das circunstâncias de cada
Organização em determinado momento.
 Conceito de Departamentalização
Tipos principais de estruturas
organizativas
Existência de diferentes tipos de Estruturas
Organizacionais consoante o tipo de
departamentalização:
 Estrutura Hierárquica Simples- são agrupadas
numa mesma unidade o número máximo de
pessoas que o superior consegue supervisionar
Ex: unidade de corte
 Estrutura Funcional Classica–são agrupados na
mesma unidade pessoas que realizam actividades
dentro de uma mesma área técnica ou de
conhecimento. Ex: Financeira, Produção









Estrutura Divisional Geográfica–são agrupados na mesma unidade
pessoas que realizam actividades relacionadas com a mesma área
geográfica. Ex: Sector Comercial Centro
Estrutura Divisional por Projectos–são agrupadas numa mesma
unidade pessoas que realizam tarefas associadas a um projecto,
equipas diferentes, organizadas por projectos, Ex, empresas de
engenharia, unidades militares
Estrutura Divisional por Processo - são agrupadas numa mesma
unidade pessoas que realizam actividades relacionadas com a mesma
fase do processo produtivo Ex: Secção de Pintura
Estrutura Divisional por Produto ou Serviço - são agrupadas numa
mesma unidade pessoas que lidam com o mesmo produto.
Estrutura Divisonal por Grupos de Clientes - São agrupadas numa
mesma unidade pessoas que estão relacionadas com o mesmo tipo de
cliente. Ex: Departamento comercial por tipo de cliente (um para
grandes empresas, outro para pequenas e médias empresas e um outro
para entidades públicas)
 Estruturas

profissionais – grupos de especialistas,
grande autonomia, p ex hospital, universidade
 Adocracia ou estrutura por projectos – equipas
diferentes, organizadas por projectos, p ex,
empresas de engenharia, unidades militares
Estrutura Mecanicista


Estruturas mecanicistas: modelo organizacional clássico;
mecanismos “bem oleados”; coerentes, eficientes, complexos,
centralizados; funções divididas em tarefas elementares,
facilmente reprodutíveis; comportamentos e processos
normalizados; relações e canais de comunicação formais;
normas e regulamentos extremamente influentes; controles
hierárquicos; à vontade em ambientes estáveis e seguros. É
caracterizada por um elevado grau de diferenciação horizontal.
Estrutura Orgânica
Estruturas orgânicas: adaptáveis, eficientes, flexíveis,
descentralizadas; avaliação permanente das competências, da
envolvente, da capacidade inovadora, da velocidade de
adaptação; à vontade em ambientes instáveis, incertos. Se o
ambiente se consolida, a capacidade de adaptação das
estruturas orgânicas pode tornar-se dispendiosa e mesmo
supérflua.
É caracterizada por reduzida diferenciação horizontal.

Estrutura Simples


A estrutura simples é uma organização muito simples, sendo
comum na maior parte das empresas familiares e de pequena
dimensão, normalmente é constituída por apenas dois níveis
hierárquicos: o gestor (patrão) e os empregados.
Gestor

Empregados
Estrutura Funcional


As insuficiências da estrutura simples, à medida que a empresa
cresce, conduzem geralmente à adopção de uma nova
estrutura organizacional.
Director

Chefe do Dep.
De Electricidade

Chefe do Dep. De
Concreto

Chefe do Dep.de
Hidráulica

Especialistas em
Electricidade

Especialistas em
concreto

Especialistas em
hidraulica
Estrutura Divisionária


Cada divisão tem os seus próprios especialistas funcionais que
estão organizados em departamentos.

Administração

Gestor 1º
Divisão

Gestor 2º
Divisão
Estrutura por Projectos




A estrutura por projectos é uma forma diferente de organizar uma empresa.
Cada empreendimento é considerado um projecto e o seu responsável será
o gerente do projecto.
Acabado o projecto a equipa dissolve-se.
Director

Gerente do
projecto A

Gerente do
Projecto B

Gerente do
Projecto C

Gerente do
Projecto D

Equipes de especialistas formados de acordo com as necessidades
dos vários projectos
Estrutura Matricial




A estrutura matricial é a utilização simultânea de duas ou mais formas de
estrutura sobre os mesmos membros de uma organização.
Um aspecto particular da estrutura matricial é a dupla ou múltipla
subordinação. É particularmente aconselhável em organizações complexas
ou orientadas por projectos como é o caso das organizações aeroespaciais
(NASA) ou nas empresas de construção civil de empreitadas de grande
dimensão (auto-estradas, pontes, etc).
Administração

Direcção

Direcção

Marketing

Pessoal

Actividade A

Actividade B

Direcção
Aprovisio-namentos

Direcção
Financeira
Estrutura em Rede


Fundamentalmente consta de um único departamento central
actuando sobre um brocker eletrónicamente conectado com as
outras empresas subsidiárias e independentes e outras
empresas independentes.
Empresas de
embalagem
Designers

Fornecedores
Sede
(Empresa
)

Produtores

Distribuidores

Agentes de
promoção e
publicidade
Estrutura Mintsberg
Para Mintzberg as organizações são constituídas por seis
componentes básicas que desempenham diferentes funções e
cuja coordenação se pode processar de seis maneiras diferentes:
 O vértice estratégico- constituído pelos gestores de topo e
pessoal de apoio “Staff”.
 O núcleo operacional- constituído pelos operacionais
 A linha hierárquica média- constituída pelos gestores
intermédios, directores funcionais, etc...
 A tecnoestructura- constituída pelos analistas, engenheiros,
contabilistas.
 A logística- constituída pelo pessoal que tem a seu cargo as
funções de apoio “Serviços Jurídicos”, “Relações Públicas”.
 A ideologia- que aqui significa cultura forte, engloba os valores,
as crenças e as tradições.
Hierarquia Administrativa
 A principal função da hierarquia administrativa é assegurar
que as pessoas executem as suas tarefas e deveres de maneira
eficiente e eficaz. Refere-se ao número de níveis de
administração que uma organização adopta para assegurar a
realização das tarefas e o alcance dos seus objectivos.
 A hierarquia administrativa é uma consequência da divisão do
trabalho.
Divisão do Trabalho
 É o grau em que as tarefas organizacionais são divididas e
fragmentadas em actividades separadas.
 A divisão do trabalho segue a tradição cartesiana sobre
técnicas de resolução de problemas.
 A divisão do trabalho assegura que o trabalho distribuído entre
os diversos componentes da organização seja devidamente
executado. É predominantemente um esquema de controle.
Cadeia de comando


A cadeia de comando é uma linha de autoridade que liga todas
as pessoas de uma organização, e, que indica quem se
subordina a quem.

Administração
Autoridade, Responsabilidade e Delegação
Autoridade é o direito formal e legítimo de tomar
decisões, dar ordens e alocar recursos para alcançar os
objectivos organizacionais desejados.
 A autoridade apresenta três características principais:
 A autoridade é decorrente de uma posição organizacional
e não de pessoas, os administradores possuem a
autoridade em função da posição ocupada.
 A autoridade deve ser aceite pelos subordinados.
 As posições do topo de hierarquia têm mais autoridade
formal do que as posições abaixo delas.

Autoridade de Linha e Staff
Dá- se o nome de linha aos orgãos que têm por objectivo
realizar a missão primária da organização.
 Um departamento de linha é o responsável pelo
cumprimento dos objectivos principais da organização.
 Os orgãos de Staff têm a função de apoiar os órgãos de
linha para que eles trabalhem melhor.
 Um departamento Staff é o responsável pela assessoria
interna dentro da organização.

Amplitude Administrativa




A amplitude administrativa ou amplitude de controle significa
o número de empregados que deve estar adstrito a um
administrador.
Quanto maior a amplitude de controle tanto maior é o número
de subordinados para cada administrador.
Amplitude administrativa
Estreita

1Trabalho criativo e inovador
2Tarefas diversificadas
3Dispersão fisica das pessoas
4Necessidade de orientação
5Ausência de regras e procedimentos
6Poucos sistemas de suporte
7Muitas actividades não administrativas
8Preferências pessoais
9Custo administrativo maior

Ampla
1Trabalho rotineiro e previsível
2Tarefas similares
3Concentração física das pessoas
4Pessoal treinado e preparado
5Regras e procedimentos
6Sistemas de apoio e suporte
7Poucas actividades não
administrativas
8Preferências pessoais
9Custo administrativo menor
Organizações Altas e Achatadas





A amplitude de controle utilizada por uma organização,
determina a sua estrutura organizacional: alta ou achatada.
Uma estrutura alta tem uma amplitude geral estreita e muitos
níveis hierárquicos apresentando uma conformação
verticalizada.
Uma estrutura achatada tem uma amplitude ampla e dispersa e
poucos níveis hierárquicos apresentando uma conformação
horizontalizada.
Organização Alta

Organização Achatada
Centralização/Descentralização


Centralização significa que a autoridade para decidir está
localizada no topo da organização. Assegura que a
administração de cúpula saiba como vai o negócio e seja
influenciada pelos acontecimentos dentro da organização. As
três principais vantagens são:




Controle
Custos
Novas tecnologias

Descentralização significa que a autoridade para decidir está
dispersa nos níveis organizacionais mais baixos.
As três principais vantagens são:






Agilidade
Independência
Novas tecnologia

Descentralizam-se as decisões de operação e centraliza-se o
controle de resultados. Exemplo
O downsizing






O downsizing representa uma combinação óptima de sistemas
de tecnologia de informação centralizados e descentralizados.
Na prática o downsizing ultrapassou a tecnologia de
informação e passou a significar duas coisas distintas:
Um processo de descentralização no processo decisorial
delegando maior responsabilidade a gerentes e funcionários de
níveis mais baixos da organização acompanhado de uma forte
redução de níveis hierárquicos.
O downsizing é a procura de maior eficiência: obter os
mesmos resultados com a redução de custos administrativos
utilizando a racionalização e a reestruturação com vista a
alcançar maior produtividade.








As empresas para diminuir as suas estruturas demasiado
grandes, utilizam como estratégia a aposentação antecipada e a
transferência de pessoal para eliminar níveis administrativos.
As empresas têm uma série de objectivos definidos para o
downsizing, mas aquele ao qual dedicam maior atenção é a
redução do quadro de pessoal.
A redução do número de pessoas sem modificar a estrutura
organizacional pode reduzir os custos administrativos a curto
prazo, mas não necessariamente melhorar a eficiência de uma
empresa.
Ou seja o downsizing veio provocar uma redução do pessoal
nas organizações, com vista à redução de custos.
Conclusão








A função administrativa de organizar conduz necessariamente
à criação da Estrutura organizacional.
Estrutura Organizacional é a forma como as actividades da
organização devem ser divididas , organizadas e coordenadas.
A estrutura assume uma importância fundamental , pois
define as relações de subordinação, de responsabilidade, os
níveis hierárquicos e amplitude de controle administrativo.
Há diversas formas de estruturar as organizações, importa
portanto analisar, no caso concreto de cada organização, quais
são os factores que devem intervir na concepção da sua
estrutura. Podemos considerar fundamentalmente cinco
factores:
A estratégia da empresa, a sua idade e dimensão, a tecnologia
utilizada , o ambiente em que se movimenta ,e o controlo do
poder no seu seio.
Referências












CURY, Antonio. Organização e métodos: uma visão holística.
7º ed. São Paulo: Atlas, 2000.
OLIVEIRA, Djalma de Pinto Rebouças de. Sistemas,
organização & métodos: uma abordagem gerencial. 13º ed.
São Paulo: Atlas, 2002.
STONER, James A. F., FREEMAN, R. Edward.
Administração. 5º ed. Rio de Janeiro: PHB, 1992.
Estruturas Organizacionais – Eduardo Vasconcelos, James R.
Hemsley – 3 edição
Gestão das Organizações – Sebastião Teixeira – Mc Graw Hill
Fundamentos da Organização – Makron Books
Site : www.geocities.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura OrganizacionalAula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Prof. Leonardo Rocha
 
Teorias da Gestão
Teorias da GestãoTeorias da Gestão
Teorias da Gestão
Maria Simões
 
Estruturas organizacionais
Estruturas organizacionaisEstruturas organizacionais
Estruturas organizacionais
Luis Cunha
 
Teoria comportamental slide
Teoria comportamental  slideTeoria comportamental  slide
Teoria comportamental slide
Sabrina Suellen
 
Aula 1 planejamento estratégico
Aula 1   planejamento estratégicoAula 1   planejamento estratégico
Aula 1 planejamento estratégico
Kesia Rozzett Oliveira
 
Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
Prof. Leonardo Rocha
 
Teoria da Burocracia
Teoria da BurocraciaTeoria da Burocracia
Teoria da Burocracia
Eliseu Fortolan
 
Estrutura organizacional e funções administrativas
Estrutura organizacional e funções administrativasEstrutura organizacional e funções administrativas
Estrutura organizacional e funções administrativas
Pedro Kangombe
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
Rosario Cação
 
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICAAula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Silva Jorge R Gonçalves
 
ADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizaçõesADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizações
Gabriel Faustino
 
estruturas organizacionais mintzberg
estruturas organizacionais mintzbergestruturas organizacionais mintzberg
estruturas organizacionais mintzberg
Ismael Cassamo
 
Aula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento OrganizacionalAula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
Balanced Scorecard
Balanced ScorecardBalanced Scorecard
Balanced Scorecard
Marco Antonio Maciel
 
Gestão de Pessoas
 Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
Celso Alfaia Barbosa
 
Teorias da Administração
Teorias da AdministraçãoTeorias da Administração
Teorias da Administração
Alex Eduardo Ribeiro
 
04. Teoria Clássica
04. Teoria Clássica04. Teoria Clássica
04. Teoria Clássica
Debora Miceli
 
Fundamentos da Administração
Fundamentos da AdministraçãoFundamentos da Administração
Fundamentos da Administração
alemartins10
 
Abordagem humanística da administração
Abordagem humanística da administraçãoAbordagem humanística da administração
Abordagem humanística da administração
Hélia
 
Aula 8 - Arquivos e Tecnicas de Arquivamento
Aula 8  - Arquivos e Tecnicas de ArquivamentoAula 8  - Arquivos e Tecnicas de Arquivamento
Aula 8 - Arquivos e Tecnicas de Arquivamento
Charles Lima
 

Mais procurados (20)

Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura OrganizacionalAula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
 
Teorias da Gestão
Teorias da GestãoTeorias da Gestão
Teorias da Gestão
 
Estruturas organizacionais
Estruturas organizacionaisEstruturas organizacionais
Estruturas organizacionais
 
Teoria comportamental slide
Teoria comportamental  slideTeoria comportamental  slide
Teoria comportamental slide
 
Aula 1 planejamento estratégico
Aula 1   planejamento estratégicoAula 1   planejamento estratégico
Aula 1 planejamento estratégico
 
Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
 
Teoria da Burocracia
Teoria da BurocraciaTeoria da Burocracia
Teoria da Burocracia
 
Estrutura organizacional e funções administrativas
Estrutura organizacional e funções administrativasEstrutura organizacional e funções administrativas
Estrutura organizacional e funções administrativas
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICAAula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
 
ADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizaçõesADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizações
 
estruturas organizacionais mintzberg
estruturas organizacionais mintzbergestruturas organizacionais mintzberg
estruturas organizacionais mintzberg
 
Aula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento OrganizacionalAula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
 
Balanced Scorecard
Balanced ScorecardBalanced Scorecard
Balanced Scorecard
 
Gestão de Pessoas
 Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Teorias da Administração
Teorias da AdministraçãoTeorias da Administração
Teorias da Administração
 
04. Teoria Clássica
04. Teoria Clássica04. Teoria Clássica
04. Teoria Clássica
 
Fundamentos da Administração
Fundamentos da AdministraçãoFundamentos da Administração
Fundamentos da Administração
 
Abordagem humanística da administração
Abordagem humanística da administraçãoAbordagem humanística da administração
Abordagem humanística da administração
 
Aula 8 - Arquivos e Tecnicas de Arquivamento
Aula 8  - Arquivos e Tecnicas de ArquivamentoAula 8  - Arquivos e Tecnicas de Arquivamento
Aula 8 - Arquivos e Tecnicas de Arquivamento
 

Destaque

Estrutura organizacional 2012_01
Estrutura organizacional 2012_01Estrutura organizacional 2012_01
Estrutura organizacional 2012_01
Milton Henrique do Couto Neto
 
ADM - Modelos organizacionais
ADM - Modelos organizacionaisADM - Modelos organizacionais
ADM - Modelos organizacionais
Gabriel Faustino
 
Estrutura organizacional
Estrutura organizacionalEstrutura organizacional
Estrutura organizacional
Claudio Parra
 
Vantagem Competitiva
Vantagem CompetitivaVantagem Competitiva
Vantagem Competitiva
Martinica Digital
 
Mercado e Concorrência
Mercado e ConcorrênciaMercado e Concorrência
Mercado e Concorrência
Doisnovemeia Publicidade
 
Analise do Ambiente
Analise do AmbienteAnalise do Ambiente
Analise do Ambiente
neodo
 
Gestão participação
Gestão participaçãoGestão participação
Gestão participação
Karla Lopes
 
ADM - O ambiente organizacional
ADM - O ambiente organizacionalADM - O ambiente organizacional
ADM - O ambiente organizacional
Gabriel Faustino
 
Aula 5 estrutura organizacional
Aula 5   estrutura organizacionalAula 5   estrutura organizacional
Aula 5 estrutura organizacional
Correios
 
Análise Ambiental Externa e Interna
Análise Ambiental   Externa e InternaAnálise Ambiental   Externa e Interna
Análise Ambiental Externa e Interna
guest4dea83
 
Previsao de Vendas
Previsao de VendasPrevisao de Vendas
Previsao de Vendas
Euler Nogueira
 
Gestão participativa
Gestão participativaGestão participativa
Gestão participativa
NEAGERED
 
Administração participativa
Administração participativaAdministração participativa
Administração participativa
Alexei Sousa Rabello
 

Destaque (13)

Estrutura organizacional 2012_01
Estrutura organizacional 2012_01Estrutura organizacional 2012_01
Estrutura organizacional 2012_01
 
ADM - Modelos organizacionais
ADM - Modelos organizacionaisADM - Modelos organizacionais
ADM - Modelos organizacionais
 
Estrutura organizacional
Estrutura organizacionalEstrutura organizacional
Estrutura organizacional
 
Vantagem Competitiva
Vantagem CompetitivaVantagem Competitiva
Vantagem Competitiva
 
Mercado e Concorrência
Mercado e ConcorrênciaMercado e Concorrência
Mercado e Concorrência
 
Analise do Ambiente
Analise do AmbienteAnalise do Ambiente
Analise do Ambiente
 
Gestão participação
Gestão participaçãoGestão participação
Gestão participação
 
ADM - O ambiente organizacional
ADM - O ambiente organizacionalADM - O ambiente organizacional
ADM - O ambiente organizacional
 
Aula 5 estrutura organizacional
Aula 5   estrutura organizacionalAula 5   estrutura organizacional
Aula 5 estrutura organizacional
 
Análise Ambiental Externa e Interna
Análise Ambiental   Externa e InternaAnálise Ambiental   Externa e Interna
Análise Ambiental Externa e Interna
 
Previsao de Vendas
Previsao de VendasPrevisao de Vendas
Previsao de Vendas
 
Gestão participativa
Gestão participativaGestão participativa
Gestão participativa
 
Administração participativa
Administração participativaAdministração participativa
Administração participativa
 

Semelhante a Estruturas organizacionais

Estruturasorganizacionais 131022044328-phpapp02 (1)
Estruturasorganizacionais 131022044328-phpapp02 (1)Estruturasorganizacionais 131022044328-phpapp02 (1)
Estruturasorganizacionais 131022044328-phpapp02 (1)
Ana Ferraz
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
A. Rui Teixeira Santos
 
Aula 03 estrutura-organizacional1
Aula 03 estrutura-organizacional1Aula 03 estrutura-organizacional1
Aula 03 estrutura-organizacional1
adrianorosas27
 
Aula funções da administração
Aula   funções da administraçãoAula   funções da administração
Aula funções da administração
Niloar Bissani
 
Funções da Administração
Funções da AdministraçãoFunções da Administração
Funções da Administração
Divino Fredson
 
UFCD 0594 Administração das organizações
UFCD 0594 Administração das organizaçõesUFCD 0594 Administração das organizações
UFCD 0594 Administração das organizações
Alexandra Roldão
 
Características básicas das organizações formais modernas apostila
Características básicas das organizações formais modernas   apostilaCaracterísticas básicas das organizações formais modernas   apostila
Características básicas das organizações formais modernas apostila
Débora Soares Teodoro
 
Organização e estruturação
Organização e estruturaçãoOrganização e estruturação
Organização e estruturação
marcusfalmeida
 
Administração
AdministraçãoAdministração
Administração
Patrícia Ventura
 
Resumos introdução à gestão
Resumos introdução à gestãoResumos introdução à gestão
Resumos introdução à gestão
Daniel Vieira
 
Aula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdf
Aula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdfAula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdf
Aula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdf
XavierLeiteManjate
 
Eorg
EorgEorg
Slides estrutura organizacional_v200
Slides estrutura organizacional_v200Slides estrutura organizacional_v200
Slides estrutura organizacional_v200
Cesar Ventura
 
Conceitos Centrais de Gestão Organizacional
Conceitos Centrais de Gestão OrganizacionalConceitos Centrais de Gestão Organizacional
Conceitos Centrais de Gestão Organizacional
Gustavo Pereira
 
aula5-estruturaorganizacional-100828153250-phpapp01.pptx
aula5-estruturaorganizacional-100828153250-phpapp01.pptxaula5-estruturaorganizacional-100828153250-phpapp01.pptx
aula5-estruturaorganizacional-100828153250-phpapp01.pptx
MENTORAMONIZEALMEIDA
 
OraganizaçãO E AministraçãO
OraganizaçãO E AministraçãOOraganizaçãO E AministraçãO
OraganizaçãO E AministraçãO
lupajero
 
Manual de gestão de empresas - Leonel Boano
Manual de gestão de empresas - Leonel BoanoManual de gestão de empresas - Leonel Boano
Manual de gestão de empresas - Leonel Boano
Leonel Boano
 
ADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTE
ADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTEADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTE
ADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTE
ADM ETEC
 
ADM ETEC
ADM ETECADM ETEC
ADM ETEC
ADM ETEC
 
Giovanna administracaopublica-modulo01-001
Giovanna administracaopublica-modulo01-001Giovanna administracaopublica-modulo01-001
Giovanna administracaopublica-modulo01-001
MGS High School
 

Semelhante a Estruturas organizacionais (20)

Estruturasorganizacionais 131022044328-phpapp02 (1)
Estruturasorganizacionais 131022044328-phpapp02 (1)Estruturasorganizacionais 131022044328-phpapp02 (1)
Estruturasorganizacionais 131022044328-phpapp02 (1)
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 
Aula 03 estrutura-organizacional1
Aula 03 estrutura-organizacional1Aula 03 estrutura-organizacional1
Aula 03 estrutura-organizacional1
 
Aula funções da administração
Aula   funções da administraçãoAula   funções da administração
Aula funções da administração
 
Funções da Administração
Funções da AdministraçãoFunções da Administração
Funções da Administração
 
UFCD 0594 Administração das organizações
UFCD 0594 Administração das organizaçõesUFCD 0594 Administração das organizações
UFCD 0594 Administração das organizações
 
Características básicas das organizações formais modernas apostila
Características básicas das organizações formais modernas   apostilaCaracterísticas básicas das organizações formais modernas   apostila
Características básicas das organizações formais modernas apostila
 
Organização e estruturação
Organização e estruturaçãoOrganização e estruturação
Organização e estruturação
 
Administração
AdministraçãoAdministração
Administração
 
Resumos introdução à gestão
Resumos introdução à gestãoResumos introdução à gestão
Resumos introdução à gestão
 
Aula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdf
Aula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdfAula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdf
Aula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdf
 
Eorg
EorgEorg
Eorg
 
Slides estrutura organizacional_v200
Slides estrutura organizacional_v200Slides estrutura organizacional_v200
Slides estrutura organizacional_v200
 
Conceitos Centrais de Gestão Organizacional
Conceitos Centrais de Gestão OrganizacionalConceitos Centrais de Gestão Organizacional
Conceitos Centrais de Gestão Organizacional
 
aula5-estruturaorganizacional-100828153250-phpapp01.pptx
aula5-estruturaorganizacional-100828153250-phpapp01.pptxaula5-estruturaorganizacional-100828153250-phpapp01.pptx
aula5-estruturaorganizacional-100828153250-phpapp01.pptx
 
OraganizaçãO E AministraçãO
OraganizaçãO E AministraçãOOraganizaçãO E AministraçãO
OraganizaçãO E AministraçãO
 
Manual de gestão de empresas - Leonel Boano
Manual de gestão de empresas - Leonel BoanoManual de gestão de empresas - Leonel Boano
Manual de gestão de empresas - Leonel Boano
 
ADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTE
ADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTEADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTE
ADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTE
 
ADM ETEC
ADM ETECADM ETEC
ADM ETEC
 
Giovanna administracaopublica-modulo01-001
Giovanna administracaopublica-modulo01-001Giovanna administracaopublica-modulo01-001
Giovanna administracaopublica-modulo01-001
 

Estruturas organizacionais

  • 2. Agenda              Introdução Objectivos da Organização Estrutura Organizacional Estrutura Mecanicista Estrutura Orgânica Estrutura Simples Estrutura Funcional Estrutura Diviosionária Estrutura por Projectos Estrutura Matricial Estrutura em Rede Estrutura Mintsberg Hierarquia Administrativa            Divisão do Trabalho Cadeia de Comando Autoridade, Responsabilidade e Delegação Autoridade de Linha e Staff Amplitude Administrativa Organizações Altas e Organizações Achatadas Centralização/Descentralização Exemplo Downsizing Caso para discussão – A Pirelli Referências
  • 3. Introdução   Organização é uma das principais funções da gestão, que engloba : o planeamento, organização, direcção e controlo. Em primeiro lugar há que considerar os objectivos da organização, e determinar o tipo de estrutura organizacional que melhor se lhes adapta, depois há que definir o tipo de funções.
  • 4. Lembram-se? Funções dos executivos: O executivo tem a função de organizar toda a empresa para o seu perfeito funcionamento, além disso, três outras funções básicas fazem parte da sua vida. São elas:  planeamento da empresa – objectivos esperados.  Direcção da empresa – orientação, coordenação, motivação, liderança das actividades.  Controle da empresa – acompanhamento, controle, avaliação dos resultados.  Organização – ordem nas coisas.
  • 5. Organização    A organização é uma das principais funções da gestão, ou seja a forma como o gestor inter-relaciona as pessoas e os recursos disponíveis da empresa, tendo em vista os objectivos que a empresa como um todo se propõe atingir. A organização é uma função administrativa importante, por servir de base para a estratégia organizacional. A estratégia define o que fazer, enquanto a organização define o como fazer. A organização é uma função administrativa que se distribui entre todos os níveis de organizacionais. Nível Institucional Nível intermediário Nível operacional Execução Presidente/Directores Gerentes Supervisores Funcionários/ operários
  • 6. Conceito de estrutura organizacional EO:     Organização da empresa é a ordenação e o agrupamento de actividades e recursos, visando ao alcance de objectivos e resultados estabelecidos. Djalma, 2002, p. 84. Estrutura organizacional: Forma pela qual as actividades de uma organização são divididas, organizadas e coordenadas. Stoner, 1992, p.230. A estrutura organizacional é o conjunto de relações formais entre todas as pessoas que constituem uma organização. Define as funções de cada unidade da organização e os modos de colaboração entre as diversas unidades (organograma).
  • 7. O que é uma estrutura organizacional? É o conjunto de meios e recursos através dos quais uma organização se adapta às suas actividades e à envolvente, resolvendo os conflitos que surgem entre a especialização e a coordenação, entre a diferenciação e a integração.
  • 8.  A estrutura adoptada tem uma influência muito grande no comportamento e nas atitudes dos trabalhadores. Pois permite responder a perguntas como:      “o que esperam de mim ?”, “de quem dependo?”, “com quem vou ter se tiver um problema?”. Deve ser delineado de acordo com os objectivos e estratégias estabelecidos pela empresa. É uma ferramenta básica para alcançar as situações almejadas pela empresa.
  • 9. Estrutura Organizacional EO   A estrutura organizacional é a forma como as actividades da organização são divididas, organizadas e coordenadas. A estrutura organizacional funciona como a espinha dorsal da organização, o esqueleto que sustenta e articula todas as suas partes integrantes. Refere-se à configuração dos órgãos e equipes da organização. Constitui uma ferramenta que o administrador pode utilizar com a finalidade de harmonizar os recursos para que as coisas sejam feitas através da estratégia estabelecida. Entradas Saídas Divisão do Trabalho organizacional Fornecedores para transformar os em resultados Clientes
  • 10. Benefícios de uma estrutura adequada.  Identificação das tarefas necessárias;  Organização das funções e responsabilidades;  Informações, recursos, e feedback aos empregados;  Medidas de desempenho compatíveis com os objectivos;  Condições motivadoras.
  • 11. Estrutura: Toda empresa possui dois tipos de estrutura: Formal e informal. Formal: Deliberadamente planejada e formalmente representada, em alguns aspectos pelo seu organograma.  Ênfase a posições em termos de autoridades e responsabilidades.  É estável.  Está sujeita a controle.  Está na estrutura.  Líder formal.
  • 12. Informal: Surge da interacção social das pessoas, o que significa que se desenvolve espontaneamente quando as pessoas se reúnem. Representa relações que usualmente não aparecem no organograma.  São relacionamentos não-documentados e nãoreconhecidos oficialmente entre os membros de uma organização que surgem inevitavelmente em decorrência das necessidades pessoais e grupais dos empregados.         Está nas pessoas. Sempre existirão. A autoridade flui na maioria das vezes na horizontal. É instável. Não está sujeita a controle. Está sujeita aos sentimentos. Líder informal. Desenvolve sistemas e canais de comunicação.
  • 13.  Vantagens     da estrutura informal. Proporciona maior rapidez no processo. Complementa e estrutura formal. Reduz a carga de comunicação dos chefes. Motiva e integra as pessoas na empresa.  Desvantagens:    Desconhecimento das chefias. Dificuldade de controle. Possibilidade de atritos entre pessoas
  • 14.  Factores que condicionam o aparecimento da estrutura informal.        Interesses comuns Interacção provocada pela própria estrutura formal. Defeitos na estrutura formal. Flutuação do pessoal dentro da empresa. Períodos de lazer. Disputa do poder. A estrutura informal será bem utilizada quando:   Os objectivos da empresa forem idênticos aos objectivos dos indivíduos. Existir habilidade das pessoas em lidar com a estrutura informal. 14
  • 15. ESTRUTURA FORMAL    É representada pelo organograma da empresa e seus aspectos básicos. Reconhecida juridicamente de fato e de direito. É estruturada e organizada.
  • 16. Elaboração da EO        É o conjunto ordenado de responsabilidades, autoridades, comunicações e decisões das unidades organizacionais de uma empresa. Características: Não é estática. É representada graficamente pelo organograma. É dinâmica. Deve ser delineada de forma a alcançar os objectivos institucionais. (Delinear = Criar, aprimorar). Deve ser planejada.
  • 17. O planeamento deve estar voltado para os seguintes objectivos:  Identificar as tarefas físicas e mentais que precisam ser desempenhadas.  Agrupar as tarefas em funções que possam ser bem desempenhadas e atribuir sua responsabilidade a pessoas ou grupos.  Proporcionar aos empregados de todos os níveis:  Informação.  Recursos para o trabalho.  Medidas de desempenho compatíveis com objectivos e metas.  Motivação.
  • 19. Sistema de responsabilidade - Obrigação que uma pessoa tem de fazer alguma coisa  Está relacionado a prestação de contas a quem atribuiu responsabilidade.  Os aspectos básicos do sistema de responsabilidade são:  Departamentação, linha e assessoria, atribuições das unidades
  • 20. Sistema de autoridade - Direito de fazer, tomar decisões, dar ordens, dirigir São dois os tipos de autoridade:  Hierárquica: Segue as linhas de comando estabelecidas pela estrutura hierárquica da empresa.  Funcional: Correspondente à autoridade estabelecida pela função exercida pelas unidades organizacionais
  • 21. Sistema de Comunicações  Deve-se verificar até que ponto a forma estrutural atende às necessidades de comunicação da empresa.  O sistema de comunicação é a rede por meio da qual as informações que permitem o funcionamento da estrutura de forma integrada e eficaz. Deve ser considerado:  O que deve ser comunicado  Como deve ser comunicado  Quando  De quem deve vir a comunicação  Para quem deve ir a comunicação  Por que deve ser comunicado  Quando deve ser comunicado
  • 22. Para Drucker pode-se considerar mais um sistema da estrutura organizacional. O sistema de decisão – o resultado da acção sobre as informações. Segundo Drucker são necessários três análises para determinar a estrutura organizacional necessária: 1. Análise das actividades. 2. Análise das decisões e 3. Análise das relações.
  • 24. Condicionantes da EO. Factor humano  A empresa funciona por meio de pessoas, a eficiência depende da qualidade intrínseca e do valor e da integração dos homens que ela organiza.  Ao desenvolver uma estrutura organizacional deve-se levar em consideração o comportamento e o conhecimento das pessoas que irão desempenhar funções.  Não podemos esquecer da MOTIVAÇÃO. Factor ambiente externo  Avaliação das mudanças e suas influências. Factor sistema de objectivos e estratégias  Quando os objectivos e estratégias estão bem definidos e claros, é mais fácil organizar. Sabe-se o que se espera de cada um. Factor tecnologia – Conhecimentos - Equipamentos
  • 25.  NÍVEIS DE INFLUÊNCIA DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL. São três:  Nível estratégico, Nível táctico, Nível operacional.  NÍVEIS DE ABRANGENCIA DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL. Três níveis podem ser considerados quando do desenvolvimento e implantação da estrutura organizacional:    Nível da empresa, Nível da UEN – Unidade Estratégica de Negócio Nível da Corporação.- Considerações básicas dos componentes da estrutura organizacional.
  • 26. IMPLANTAÇÃO DA EO Três aspectos devem ser considerados: 1. A mudança na estrutura organizacional. 2. O processo de implantação; e 3. As resistências que podem ocorrer. AVALIAÇÃO DA EO     Levantamento Análise Avaliação Políticas de avaliação de estruturas
  • 27. O organograma constitui a representação gráfica da estrutura.
  • 28. Tipos principais de estruturas organizacionais EO  Não existe uma EO acabada e nem perfeita; existe uma EO que se adapta adequadamente às mudanças  A EO depende das circunstâncias de cada Organização em determinado momento.  Conceito de Departamentalização
  • 29. Tipos principais de estruturas organizativas Existência de diferentes tipos de Estruturas Organizacionais consoante o tipo de departamentalização:  Estrutura Hierárquica Simples- são agrupadas numa mesma unidade o número máximo de pessoas que o superior consegue supervisionar Ex: unidade de corte  Estrutura Funcional Classica–são agrupados na mesma unidade pessoas que realizam actividades dentro de uma mesma área técnica ou de conhecimento. Ex: Financeira, Produção
  • 30.      Estrutura Divisional Geográfica–são agrupados na mesma unidade pessoas que realizam actividades relacionadas com a mesma área geográfica. Ex: Sector Comercial Centro Estrutura Divisional por Projectos–são agrupadas numa mesma unidade pessoas que realizam tarefas associadas a um projecto, equipas diferentes, organizadas por projectos, Ex, empresas de engenharia, unidades militares Estrutura Divisional por Processo - são agrupadas numa mesma unidade pessoas que realizam actividades relacionadas com a mesma fase do processo produtivo Ex: Secção de Pintura Estrutura Divisional por Produto ou Serviço - são agrupadas numa mesma unidade pessoas que lidam com o mesmo produto. Estrutura Divisonal por Grupos de Clientes - São agrupadas numa mesma unidade pessoas que estão relacionadas com o mesmo tipo de cliente. Ex: Departamento comercial por tipo de cliente (um para grandes empresas, outro para pequenas e médias empresas e um outro para entidades públicas)
  • 31.  Estruturas profissionais – grupos de especialistas, grande autonomia, p ex hospital, universidade  Adocracia ou estrutura por projectos – equipas diferentes, organizadas por projectos, p ex, empresas de engenharia, unidades militares
  • 32. Estrutura Mecanicista  Estruturas mecanicistas: modelo organizacional clássico; mecanismos “bem oleados”; coerentes, eficientes, complexos, centralizados; funções divididas em tarefas elementares, facilmente reprodutíveis; comportamentos e processos normalizados; relações e canais de comunicação formais; normas e regulamentos extremamente influentes; controles hierárquicos; à vontade em ambientes estáveis e seguros. É caracterizada por um elevado grau de diferenciação horizontal.
  • 33. Estrutura Orgânica Estruturas orgânicas: adaptáveis, eficientes, flexíveis, descentralizadas; avaliação permanente das competências, da envolvente, da capacidade inovadora, da velocidade de adaptação; à vontade em ambientes instáveis, incertos. Se o ambiente se consolida, a capacidade de adaptação das estruturas orgânicas pode tornar-se dispendiosa e mesmo supérflua. É caracterizada por reduzida diferenciação horizontal. 
  • 34. Estrutura Simples  A estrutura simples é uma organização muito simples, sendo comum na maior parte das empresas familiares e de pequena dimensão, normalmente é constituída por apenas dois níveis hierárquicos: o gestor (patrão) e os empregados. Gestor Empregados
  • 35. Estrutura Funcional  As insuficiências da estrutura simples, à medida que a empresa cresce, conduzem geralmente à adopção de uma nova estrutura organizacional. Director Chefe do Dep. De Electricidade Chefe do Dep. De Concreto Chefe do Dep.de Hidráulica Especialistas em Electricidade Especialistas em concreto Especialistas em hidraulica
  • 36. Estrutura Divisionária  Cada divisão tem os seus próprios especialistas funcionais que estão organizados em departamentos. Administração Gestor 1º Divisão Gestor 2º Divisão
  • 37. Estrutura por Projectos   A estrutura por projectos é uma forma diferente de organizar uma empresa. Cada empreendimento é considerado um projecto e o seu responsável será o gerente do projecto. Acabado o projecto a equipa dissolve-se. Director Gerente do projecto A Gerente do Projecto B Gerente do Projecto C Gerente do Projecto D Equipes de especialistas formados de acordo com as necessidades dos vários projectos
  • 38. Estrutura Matricial   A estrutura matricial é a utilização simultânea de duas ou mais formas de estrutura sobre os mesmos membros de uma organização. Um aspecto particular da estrutura matricial é a dupla ou múltipla subordinação. É particularmente aconselhável em organizações complexas ou orientadas por projectos como é o caso das organizações aeroespaciais (NASA) ou nas empresas de construção civil de empreitadas de grande dimensão (auto-estradas, pontes, etc). Administração Direcção Direcção Marketing Pessoal Actividade A Actividade B Direcção Aprovisio-namentos Direcção Financeira
  • 39. Estrutura em Rede  Fundamentalmente consta de um único departamento central actuando sobre um brocker eletrónicamente conectado com as outras empresas subsidiárias e independentes e outras empresas independentes. Empresas de embalagem Designers Fornecedores Sede (Empresa ) Produtores Distribuidores Agentes de promoção e publicidade
  • 40. Estrutura Mintsberg Para Mintzberg as organizações são constituídas por seis componentes básicas que desempenham diferentes funções e cuja coordenação se pode processar de seis maneiras diferentes:  O vértice estratégico- constituído pelos gestores de topo e pessoal de apoio “Staff”.  O núcleo operacional- constituído pelos operacionais  A linha hierárquica média- constituída pelos gestores intermédios, directores funcionais, etc...  A tecnoestructura- constituída pelos analistas, engenheiros, contabilistas.  A logística- constituída pelo pessoal que tem a seu cargo as funções de apoio “Serviços Jurídicos”, “Relações Públicas”.  A ideologia- que aqui significa cultura forte, engloba os valores, as crenças e as tradições.
  • 41. Hierarquia Administrativa  A principal função da hierarquia administrativa é assegurar que as pessoas executem as suas tarefas e deveres de maneira eficiente e eficaz. Refere-se ao número de níveis de administração que uma organização adopta para assegurar a realização das tarefas e o alcance dos seus objectivos.  A hierarquia administrativa é uma consequência da divisão do trabalho. Divisão do Trabalho  É o grau em que as tarefas organizacionais são divididas e fragmentadas em actividades separadas.  A divisão do trabalho segue a tradição cartesiana sobre técnicas de resolução de problemas.  A divisão do trabalho assegura que o trabalho distribuído entre os diversos componentes da organização seja devidamente executado. É predominantemente um esquema de controle.
  • 42. Cadeia de comando  A cadeia de comando é uma linha de autoridade que liga todas as pessoas de uma organização, e, que indica quem se subordina a quem. Administração
  • 43. Autoridade, Responsabilidade e Delegação Autoridade é o direito formal e legítimo de tomar decisões, dar ordens e alocar recursos para alcançar os objectivos organizacionais desejados.  A autoridade apresenta três características principais:  A autoridade é decorrente de uma posição organizacional e não de pessoas, os administradores possuem a autoridade em função da posição ocupada.  A autoridade deve ser aceite pelos subordinados.  As posições do topo de hierarquia têm mais autoridade formal do que as posições abaixo delas. 
  • 44. Autoridade de Linha e Staff Dá- se o nome de linha aos orgãos que têm por objectivo realizar a missão primária da organização.  Um departamento de linha é o responsável pelo cumprimento dos objectivos principais da organização.  Os orgãos de Staff têm a função de apoiar os órgãos de linha para que eles trabalhem melhor.  Um departamento Staff é o responsável pela assessoria interna dentro da organização. 
  • 45. Amplitude Administrativa   A amplitude administrativa ou amplitude de controle significa o número de empregados que deve estar adstrito a um administrador. Quanto maior a amplitude de controle tanto maior é o número de subordinados para cada administrador. Amplitude administrativa Estreita 1Trabalho criativo e inovador 2Tarefas diversificadas 3Dispersão fisica das pessoas 4Necessidade de orientação 5Ausência de regras e procedimentos 6Poucos sistemas de suporte 7Muitas actividades não administrativas 8Preferências pessoais 9Custo administrativo maior Ampla 1Trabalho rotineiro e previsível 2Tarefas similares 3Concentração física das pessoas 4Pessoal treinado e preparado 5Regras e procedimentos 6Sistemas de apoio e suporte 7Poucas actividades não administrativas 8Preferências pessoais 9Custo administrativo menor
  • 46. Organizações Altas e Achatadas    A amplitude de controle utilizada por uma organização, determina a sua estrutura organizacional: alta ou achatada. Uma estrutura alta tem uma amplitude geral estreita e muitos níveis hierárquicos apresentando uma conformação verticalizada. Uma estrutura achatada tem uma amplitude ampla e dispersa e poucos níveis hierárquicos apresentando uma conformação horizontalizada. Organização Alta Organização Achatada
  • 47. Centralização/Descentralização  Centralização significa que a autoridade para decidir está localizada no topo da organização. Assegura que a administração de cúpula saiba como vai o negócio e seja influenciada pelos acontecimentos dentro da organização. As três principais vantagens são:    Controle Custos Novas tecnologias Descentralização significa que a autoridade para decidir está dispersa nos níveis organizacionais mais baixos. As três principais vantagens são:     Agilidade Independência Novas tecnologia Descentralizam-se as decisões de operação e centraliza-se o controle de resultados. Exemplo
  • 48. O downsizing     O downsizing representa uma combinação óptima de sistemas de tecnologia de informação centralizados e descentralizados. Na prática o downsizing ultrapassou a tecnologia de informação e passou a significar duas coisas distintas: Um processo de descentralização no processo decisorial delegando maior responsabilidade a gerentes e funcionários de níveis mais baixos da organização acompanhado de uma forte redução de níveis hierárquicos. O downsizing é a procura de maior eficiência: obter os mesmos resultados com a redução de custos administrativos utilizando a racionalização e a reestruturação com vista a alcançar maior produtividade.
  • 49.     As empresas para diminuir as suas estruturas demasiado grandes, utilizam como estratégia a aposentação antecipada e a transferência de pessoal para eliminar níveis administrativos. As empresas têm uma série de objectivos definidos para o downsizing, mas aquele ao qual dedicam maior atenção é a redução do quadro de pessoal. A redução do número de pessoas sem modificar a estrutura organizacional pode reduzir os custos administrativos a curto prazo, mas não necessariamente melhorar a eficiência de uma empresa. Ou seja o downsizing veio provocar uma redução do pessoal nas organizações, com vista à redução de custos.
  • 50. Conclusão      A função administrativa de organizar conduz necessariamente à criação da Estrutura organizacional. Estrutura Organizacional é a forma como as actividades da organização devem ser divididas , organizadas e coordenadas. A estrutura assume uma importância fundamental , pois define as relações de subordinação, de responsabilidade, os níveis hierárquicos e amplitude de controle administrativo. Há diversas formas de estruturar as organizações, importa portanto analisar, no caso concreto de cada organização, quais são os factores que devem intervir na concepção da sua estrutura. Podemos considerar fundamentalmente cinco factores: A estratégia da empresa, a sua idade e dimensão, a tecnologia utilizada , o ambiente em que se movimenta ,e o controlo do poder no seu seio.
  • 51. Referências        CURY, Antonio. Organização e métodos: uma visão holística. 7º ed. São Paulo: Atlas, 2000. OLIVEIRA, Djalma de Pinto Rebouças de. Sistemas, organização & métodos: uma abordagem gerencial. 13º ed. São Paulo: Atlas, 2002. STONER, James A. F., FREEMAN, R. Edward. Administração. 5º ed. Rio de Janeiro: PHB, 1992. Estruturas Organizacionais – Eduardo Vasconcelos, James R. Hemsley – 3 edição Gestão das Organizações – Sebastião Teixeira – Mc Graw Hill Fundamentos da Organização – Makron Books Site : www.geocities.com