SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
DOENÇAS TRANSMITIDAS
POR ALIMENTOS
O que são doenças transmitidas por
alimentos? E como ocorre?
• As Doenças transmitidas por
alimentos ou DTAs são causadas
pela ingestão de alimentos ou
bebidas contaminados, em
quantidades que afetam a saúde
do consumidor.
• A maioria são infecções causadas
por bactérias e suas toxinas, vírus
e parasitas. Outras doenças são
envenenamentos causados por
toxinas naturais ou por produtos
químicos prejudiciais que
contaminaram o alimento (ex:
agrotóxicos).
Quais os principais microrganismos que
são prejudiciais para os alimentos?
• Os microrganismos que causam
alterações químicas prejudiciais são
aqueles que causam a deterioração
do alimento.
• A deterioração resulta em
alterações de cor, odor, textura e
aspecto do alimento. Estas
alterações são consequências da
atividade metabólica natural dos
microrganismos, que estão apenas
tentando perpetuar a espécie,
utilizando o alimento como fonte de
energia.
Microrganismos deteriorantes mais comuns
• Pseudomonas: produção de pigmentos (cor azulada no leite),
rancidez (lipolítica), limosidade (carnes e derivados), pontos pretos
nos ovos.
• Proteus: deterioração de ovos, peixes(escombrotoxina), rancidez
(leite).
• Enterobacter: alteração na viscosidade, odor de estábulo no leite.
• Bolores e leveduras: rancidez.
• Mucor, Rhizopus, Thamnidium: produtoras de pigmentos (rosa,
creme, marrom), odores e sabores estranhos.
Quais as condições ideais para
multiplicação desses microrganismos?
• A capacidade de sobrevivência dos microrganismos que
estão presentes em um alimento depende de uma serie
de fatores.
• Entre esses fatores estão aqueles relacionados às
características própria do alimento (Fatores Intrínsecos)
e os relacionados com o ambiente em que o alimento se
encontra (Fatores Extrínsecos).
Fatores Intrínsecos
Os Fatores dos tecidos animais ou vegetais que são
uma parte inerentes desses tecidos são denominados
fatores intrínsecos. Os seguintes fatores são considerados
intrínsecos.
• pH
• umidade
• potencial de oxidação – redução (Eh)
• quantidade de nutrientes
• constituintes antimicrobianos
Fatores Extrínsecos
• Os Fatores extrínsecos dos alimentos são aquelas
propriedades do meio de armazenamento que afetam os
alimentos e os microrganismos. Os de maior importância
para o crescimento desses são:
• temperatura de armazenamento
• umidade relativa do meio
• presença e concentração de gases
• presença e atividade de outros microrganismos
Sintomas
• Os sintomas mais comumente encontrados são náuseas,
vômitos, falta de apetite, diarreia, dores abdominais e
febre, variando de acordo com o agente etiológico. As
doenças que causam diarreia e vômitos podem levar à
desidratação; a reposição destes fluidos e eletrólitos é
extremamente importante.
Prevenção
• Lavar as mãos regularmente;
• Desinfetar todas as superfícies, utensílios e equipamentos usados na
preparação de alimentos;
• Escolher alimentos frescos com boa aparência, e antes do consumo os mesmos
devem ser lavados;
• Evitar comer alimentos crus, com exceção das frutas e verduras que podem ser
descascadas, cujas cascas estejam íntegras;
• Comprar alimentos seguros verificando prazo de validade, acondicionamento e
suas condições físicas (aparência, consistência, odor);
• Comprar carne inspecionada pelo serviço de inspeção federal;
• Consumir leite pasteurizado e esterilizado (UHT);
• Evitar o consumo de alimentos crus, mal cozidos (saladas, carnes, dentre
outros);
• Evitar comidas vendidas por ambulantes, pois não se sabe se houve higiene na
preparação destes produtos e nem se estão sendo armazenados
adequadamente;
• Manter os alimentos fora do alcance de insetos, roedores e outros animais.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
• http://www.infoescola.com/doencas/doencas-transmitidas-por-
alimentos/
• http://www.zemoleza.com.br/trabalho-
academico/biologicas/farmacia/microrganismos-alimentares/
• https://revivanutri.wordpress.com/2012/09/04/fatores-extrinsecos-na-
multiplicacao-microbiana-nos-alimentos/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 2 controle de matérias primas
Aula 2 controle de matérias primasAula 2 controle de matérias primas
Aula 2 controle de matérias primasAlvaro Galdos
 
Gestão da qualidade e segurança alimentar
Gestão da qualidade e segurança alimentar Gestão da qualidade e segurança alimentar
Gestão da qualidade e segurança alimentar José Luís Franco
 
Higiene dos-alimentos
Higiene dos-alimentosHigiene dos-alimentos
Higiene dos-alimentosMaria Lima
 
Microbiologia dos alimentos aula 1
Microbiologia dos alimentos aula 1Microbiologia dos alimentos aula 1
Microbiologia dos alimentos aula 1Clelia Picinin
 
Treinamento manipuladores slideshare
Treinamento manipuladores slideshareTreinamento manipuladores slideshare
Treinamento manipuladores slideshareAutônoma
 
Aula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimento
Aula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimentoAula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimento
Aula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimentoAlvaro Galdos
 
Introdução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptx
Introdução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptxIntrodução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptx
Introdução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptxMikaelleNunes2
 
Segurança alimentar
Segurança alimentarSegurança alimentar
Segurança alimentarUERGS
 
Doenças transmitidas por alimentos
Doenças transmitidas por alimentosDoenças transmitidas por alimentos
Doenças transmitidas por alimentosKetlenBatista
 
MAPAS MENTAIS - UAN.pdf
MAPAS MENTAIS - UAN.pdfMAPAS MENTAIS - UAN.pdf
MAPAS MENTAIS - UAN.pdfBiancaWainer1
 
Treinamento Manipuladores de Alimentos
Treinamento Manipuladores de AlimentosTreinamento Manipuladores de Alimentos
Treinamento Manipuladores de AlimentosLetícia Gonzaga
 
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos netMicrobiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos netAna Paula Alves
 
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipuladorManipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipuladorKetlenBatista
 
Guia prático para os manipuladores
Guia prático para os manipuladoresGuia prático para os manipuladores
Guia prático para os manipuladoresMeryellen Moliterno
 
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos Alimentos
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos AlimentosAula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos Alimentos
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos AlimentosJaqueline Almeida
 
Microbiologia de Alimentos
Microbiologia de AlimentosMicrobiologia de Alimentos
Microbiologia de AlimentosLORRANE BRANDÃO
 
Manual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentosManual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentosDeisi Colombo
 
Cartilha Manipulador Alimentos I
Cartilha Manipulador Alimentos ICartilha Manipulador Alimentos I
Cartilha Manipulador Alimentos Iguest50b681
 

Mais procurados (20)

Aula 2 controle de matérias primas
Aula 2 controle de matérias primasAula 2 controle de matérias primas
Aula 2 controle de matérias primas
 
Gestão da qualidade e segurança alimentar
Gestão da qualidade e segurança alimentar Gestão da qualidade e segurança alimentar
Gestão da qualidade e segurança alimentar
 
Higiene dos-alimentos
Higiene dos-alimentosHigiene dos-alimentos
Higiene dos-alimentos
 
Microbiologia dos alimentos aula 1
Microbiologia dos alimentos aula 1Microbiologia dos alimentos aula 1
Microbiologia dos alimentos aula 1
 
Treinamento manipuladores slideshare
Treinamento manipuladores slideshareTreinamento manipuladores slideshare
Treinamento manipuladores slideshare
 
Aula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimento
Aula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimentoAula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimento
Aula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimento
 
Introdução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptx
Introdução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptxIntrodução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptx
Introdução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptx
 
Segurança alimentar
Segurança alimentarSegurança alimentar
Segurança alimentar
 
Doenças transmitidas por alimentos
Doenças transmitidas por alimentosDoenças transmitidas por alimentos
Doenças transmitidas por alimentos
 
Manual manipulacao
Manual manipulacaoManual manipulacao
Manual manipulacao
 
MAPAS MENTAIS - UAN.pdf
MAPAS MENTAIS - UAN.pdfMAPAS MENTAIS - UAN.pdf
MAPAS MENTAIS - UAN.pdf
 
Treinamento Manipuladores de Alimentos
Treinamento Manipuladores de AlimentosTreinamento Manipuladores de Alimentos
Treinamento Manipuladores de Alimentos
 
tecnologia alimentos
tecnologia alimentostecnologia alimentos
tecnologia alimentos
 
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos netMicrobiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
 
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipuladorManipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
 
Guia prático para os manipuladores
Guia prático para os manipuladoresGuia prático para os manipuladores
Guia prático para os manipuladores
 
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos Alimentos
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos AlimentosAula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos Alimentos
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos Alimentos
 
Microbiologia de Alimentos
Microbiologia de AlimentosMicrobiologia de Alimentos
Microbiologia de Alimentos
 
Manual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentosManual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentos
 
Cartilha Manipulador Alimentos I
Cartilha Manipulador Alimentos ICartilha Manipulador Alimentos I
Cartilha Manipulador Alimentos I
 

Semelhante a Doenças transmitidas por alimentos

Higiene e Manipulação de Alimentos .pptx
Higiene e Manipulação de Alimentos .pptxHigiene e Manipulação de Alimentos .pptx
Higiene e Manipulação de Alimentos .pptxMariaLuizaRolimBezer
 
Seguranaalimentar 121018101954-phpapp01
Seguranaalimentar 121018101954-phpapp01Seguranaalimentar 121018101954-phpapp01
Seguranaalimentar 121018101954-phpapp01Pelo Siro
 
E book: Como acontece uma contaminação cruzada?
E book: Como acontece uma contaminação cruzada?E book: Como acontece uma contaminação cruzada?
E book: Como acontece uma contaminação cruzada?Neoprospecta
 
Apostila bolos e tortas senac-sp
Apostila bolos e tortas senac-sp Apostila bolos e tortas senac-sp
Apostila bolos e tortas senac-sp Tamires Ramos
 
28.02.11 matinal de segurança sobre dta
28.02.11   matinal de segurança sobre dta28.02.11   matinal de segurança sobre dta
28.02.11 matinal de segurança sobre dtaAlessandraAndrade
 
Apostila anvisa01
Apostila anvisa01Apostila anvisa01
Apostila anvisa01UFRPE
 
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02Claudia Bohrer
 
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)Nutricionista Cláudia Gomes
 
CMOMO EVITAR A CONTAMINACAO DE ALIMENTOS NO PROCESSO DE FABRICACAO
CMOMO EVITAR A CONTAMINACAO DE ALIMENTOS NO PROCESSO DE FABRICACAOCMOMO EVITAR A CONTAMINACAO DE ALIMENTOS NO PROCESSO DE FABRICACAO
CMOMO EVITAR A CONTAMINACAO DE ALIMENTOS NO PROCESSO DE FABRICACAOqualisildep
 
Cartilha covid19 final
Cartilha covid19 finalCartilha covid19 final
Cartilha covid19 finalgisa_legal
 
Química dos alimentos 9º A_CNEC
Química dos alimentos 9º A_CNECQuímica dos alimentos 9º A_CNEC
Química dos alimentos 9º A_CNECFabiano Araujo
 

Semelhante a Doenças transmitidas por alimentos (20)

Higiene e Manipulação de Alimentos .pptx
Higiene e Manipulação de Alimentos .pptxHigiene e Manipulação de Alimentos .pptx
Higiene e Manipulação de Alimentos .pptx
 
Seguranaalimentar 121018101954-phpapp01
Seguranaalimentar 121018101954-phpapp01Seguranaalimentar 121018101954-phpapp01
Seguranaalimentar 121018101954-phpapp01
 
HSAR.pptx
HSAR.pptxHSAR.pptx
HSAR.pptx
 
435
435435
435
 
E book: Como acontece uma contaminação cruzada?
E book: Como acontece uma contaminação cruzada?E book: Como acontece uma contaminação cruzada?
E book: Como acontece uma contaminação cruzada?
 
Apostila bolos e tortas senac-sp
Apostila bolos e tortas senac-sp Apostila bolos e tortas senac-sp
Apostila bolos e tortas senac-sp
 
Microbiologia dos alimentos
Microbiologia dos alimentosMicrobiologia dos alimentos
Microbiologia dos alimentos
 
Hsa
HsaHsa
Hsa
 
28.02.11 matinal de segurança sobre dta
28.02.11   matinal de segurança sobre dta28.02.11   matinal de segurança sobre dta
28.02.11 matinal de segurança sobre dta
 
Hsa
HsaHsa
Hsa
 
Apostila anvisa01
Apostila anvisa01Apostila anvisa01
Apostila anvisa01
 
Apostila anvisa01
Apostila anvisa01Apostila anvisa01
Apostila anvisa01
 
Apostila anvisa01
Apostila anvisa01Apostila anvisa01
Apostila anvisa01
 
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02
 
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentação
 
CMOMO EVITAR A CONTAMINACAO DE ALIMENTOS NO PROCESSO DE FABRICACAO
CMOMO EVITAR A CONTAMINACAO DE ALIMENTOS NO PROCESSO DE FABRICACAOCMOMO EVITAR A CONTAMINACAO DE ALIMENTOS NO PROCESSO DE FABRICACAO
CMOMO EVITAR A CONTAMINACAO DE ALIMENTOS NO PROCESSO DE FABRICACAO
 
Cartilha covid19 final
Cartilha covid19 finalCartilha covid19 final
Cartilha covid19 final
 
TOXICOLOGIA ALIMENTAR
TOXICOLOGIA ALIMENTARTOXICOLOGIA ALIMENTAR
TOXICOLOGIA ALIMENTAR
 
Química dos alimentos 9º A_CNEC
Química dos alimentos 9º A_CNECQuímica dos alimentos 9º A_CNEC
Química dos alimentos 9º A_CNEC
 

Mais de Nome Sobrenome

Globalização e desemprego
Globalização e desempregoGlobalização e desemprego
Globalização e desempregoNome Sobrenome
 
Tecnologia Brasileira Reduz Tempo em Combate a Incêndios
Tecnologia Brasileira Reduz Tempo em Combate a IncêndiosTecnologia Brasileira Reduz Tempo em Combate a Incêndios
Tecnologia Brasileira Reduz Tempo em Combate a IncêndiosNome Sobrenome
 
Glúten: Slide informativo
Glúten: Slide informativoGlúten: Slide informativo
Glúten: Slide informativoNome Sobrenome
 
Questionário de Informática básica
Questionário de Informática básicaQuestionário de Informática básica
Questionário de Informática básicaNome Sobrenome
 
Paródia Redes de Computadores
Paródia Redes de ComputadoresParódia Redes de Computadores
Paródia Redes de ComputadoresNome Sobrenome
 
Incontinência Urinária e Fecal
Incontinência Urinária e FecalIncontinência Urinária e Fecal
Incontinência Urinária e FecalNome Sobrenome
 
Desejando a palavra de deus
Desejando a palavra de deusDesejando a palavra de deus
Desejando a palavra de deusNome Sobrenome
 
Causas e consequências de quedas de idosos
Causas e consequências de  quedas de idososCausas e consequências de  quedas de idosos
Causas e consequências de quedas de idososNome Sobrenome
 

Mais de Nome Sobrenome (11)

Globalização e desemprego
Globalização e desempregoGlobalização e desemprego
Globalização e desemprego
 
Tecnologia Brasileira Reduz Tempo em Combate a Incêndios
Tecnologia Brasileira Reduz Tempo em Combate a IncêndiosTecnologia Brasileira Reduz Tempo em Combate a Incêndios
Tecnologia Brasileira Reduz Tempo em Combate a Incêndios
 
Glúten: Slide informativo
Glúten: Slide informativoGlúten: Slide informativo
Glúten: Slide informativo
 
Questionário de Informática básica
Questionário de Informática básicaQuestionário de Informática básica
Questionário de Informática básica
 
Paródia Redes de Computadores
Paródia Redes de ComputadoresParódia Redes de Computadores
Paródia Redes de Computadores
 
Hipertensão
Hipertensão Hipertensão
Hipertensão
 
Campos tropicais
Campos tropicaisCampos tropicais
Campos tropicais
 
Região sul do Brasil
Região sul do BrasilRegião sul do Brasil
Região sul do Brasil
 
Incontinência Urinária e Fecal
Incontinência Urinária e FecalIncontinência Urinária e Fecal
Incontinência Urinária e Fecal
 
Desejando a palavra de deus
Desejando a palavra de deusDesejando a palavra de deus
Desejando a palavra de deus
 
Causas e consequências de quedas de idosos
Causas e consequências de  quedas de idososCausas e consequências de  quedas de idosos
Causas e consequências de quedas de idosos
 

Último

TEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptx
TEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptxTEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptx
TEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptxjhordana1
 
Atividade sistema muscular.pdfatividfades
Atividade sistema muscular.pdfatividfadesAtividade sistema muscular.pdfatividfades
Atividade sistema muscular.pdfatividfadesIANAHAAS
 
Puerpério normal e patológico em obstetrícia
Puerpério normal e patológico em obstetríciaPuerpério normal e patológico em obstetrícia
Puerpério normal e patológico em obstetríciaJoyceDamasio2
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdfIANAHAAS
 
Tecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuronios
Tecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuroniosTecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuronios
Tecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuroniosIANAHAAS
 
Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.
Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.
Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.FabioCorreia46
 
Apresentação Saúde Mental para Adolescentes
Apresentação Saúde Mental para AdolescentesApresentação Saúde Mental para Adolescentes
Apresentação Saúde Mental para AdolescentesVanessaXLncolis
 
SISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemas
SISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemasSISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemas
SISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemasIANAHAAS
 
fratura e imobilização de membros superior e inferior
fratura e imobilização de membros superior e inferiorfratura e imobilização de membros superior e inferior
fratura e imobilização de membros superior e inferiorIvaneSales
 

Último (9)

TEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptx
TEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptxTEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptx
TEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptx
 
Atividade sistema muscular.pdfatividfades
Atividade sistema muscular.pdfatividfadesAtividade sistema muscular.pdfatividfades
Atividade sistema muscular.pdfatividfades
 
Puerpério normal e patológico em obstetrícia
Puerpério normal e patológico em obstetríciaPuerpério normal e patológico em obstetrícia
Puerpério normal e patológico em obstetrícia
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
 
Tecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuronios
Tecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuroniosTecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuronios
Tecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuronios
 
Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.
Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.
Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.
 
Apresentação Saúde Mental para Adolescentes
Apresentação Saúde Mental para AdolescentesApresentação Saúde Mental para Adolescentes
Apresentação Saúde Mental para Adolescentes
 
SISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemas
SISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemasSISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemas
SISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemas
 
fratura e imobilização de membros superior e inferior
fratura e imobilização de membros superior e inferiorfratura e imobilização de membros superior e inferior
fratura e imobilização de membros superior e inferior
 

Doenças transmitidas por alimentos

  • 2. O que são doenças transmitidas por alimentos? E como ocorre? • As Doenças transmitidas por alimentos ou DTAs são causadas pela ingestão de alimentos ou bebidas contaminados, em quantidades que afetam a saúde do consumidor. • A maioria são infecções causadas por bactérias e suas toxinas, vírus e parasitas. Outras doenças são envenenamentos causados por toxinas naturais ou por produtos químicos prejudiciais que contaminaram o alimento (ex: agrotóxicos).
  • 3. Quais os principais microrganismos que são prejudiciais para os alimentos? • Os microrganismos que causam alterações químicas prejudiciais são aqueles que causam a deterioração do alimento. • A deterioração resulta em alterações de cor, odor, textura e aspecto do alimento. Estas alterações são consequências da atividade metabólica natural dos microrganismos, que estão apenas tentando perpetuar a espécie, utilizando o alimento como fonte de energia.
  • 4. Microrganismos deteriorantes mais comuns • Pseudomonas: produção de pigmentos (cor azulada no leite), rancidez (lipolítica), limosidade (carnes e derivados), pontos pretos nos ovos. • Proteus: deterioração de ovos, peixes(escombrotoxina), rancidez (leite). • Enterobacter: alteração na viscosidade, odor de estábulo no leite. • Bolores e leveduras: rancidez. • Mucor, Rhizopus, Thamnidium: produtoras de pigmentos (rosa, creme, marrom), odores e sabores estranhos.
  • 5. Quais as condições ideais para multiplicação desses microrganismos? • A capacidade de sobrevivência dos microrganismos que estão presentes em um alimento depende de uma serie de fatores. • Entre esses fatores estão aqueles relacionados às características própria do alimento (Fatores Intrínsecos) e os relacionados com o ambiente em que o alimento se encontra (Fatores Extrínsecos).
  • 6. Fatores Intrínsecos Os Fatores dos tecidos animais ou vegetais que são uma parte inerentes desses tecidos são denominados fatores intrínsecos. Os seguintes fatores são considerados intrínsecos. • pH • umidade • potencial de oxidação – redução (Eh) • quantidade de nutrientes • constituintes antimicrobianos
  • 7. Fatores Extrínsecos • Os Fatores extrínsecos dos alimentos são aquelas propriedades do meio de armazenamento que afetam os alimentos e os microrganismos. Os de maior importância para o crescimento desses são: • temperatura de armazenamento • umidade relativa do meio • presença e concentração de gases • presença e atividade de outros microrganismos
  • 8. Sintomas • Os sintomas mais comumente encontrados são náuseas, vômitos, falta de apetite, diarreia, dores abdominais e febre, variando de acordo com o agente etiológico. As doenças que causam diarreia e vômitos podem levar à desidratação; a reposição destes fluidos e eletrólitos é extremamente importante.
  • 9. Prevenção • Lavar as mãos regularmente; • Desinfetar todas as superfícies, utensílios e equipamentos usados na preparação de alimentos; • Escolher alimentos frescos com boa aparência, e antes do consumo os mesmos devem ser lavados; • Evitar comer alimentos crus, com exceção das frutas e verduras que podem ser descascadas, cujas cascas estejam íntegras; • Comprar alimentos seguros verificando prazo de validade, acondicionamento e suas condições físicas (aparência, consistência, odor); • Comprar carne inspecionada pelo serviço de inspeção federal; • Consumir leite pasteurizado e esterilizado (UHT); • Evitar o consumo de alimentos crus, mal cozidos (saladas, carnes, dentre outros); • Evitar comidas vendidas por ambulantes, pois não se sabe se houve higiene na preparação destes produtos e nem se estão sendo armazenados adequadamente; • Manter os alimentos fora do alcance de insetos, roedores e outros animais.
  • 10. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS • http://www.infoescola.com/doencas/doencas-transmitidas-por- alimentos/ • http://www.zemoleza.com.br/trabalho- academico/biologicas/farmacia/microrganismos-alimentares/ • https://revivanutri.wordpress.com/2012/09/04/fatores-extrinsecos-na- multiplicacao-microbiana-nos-alimentos/