SlideShare uma empresa Scribd logo
HIGIENIZAÇÃO PESSOAL,
UTENSÍLIOS E ALIMENTOS NA
PREVENÇÃO DA CONTAMINAÇÃO.
      UMA ABORDAGEM GERAL
HIGIENE
   Alimento seguro é aquele que além de apresentar as propriedades
    nutricionais esperadas pelo consumidor, não lhe causa danos à saúde e
    nem lhe tira o prazer e a alegria de alimentar-se correta e seguramente.
HIGIENE
   O consumo de alimentos preparados sem os devidos cuidados de higiene propiciam
    a ocorrência de doenças transmitidas por alimentos (DTAs) e estas ocorrem quando
    microorganismos prejudiciais à saúde ou substâncias tóxicas são transmitidos ao
    homem através do alimento.
HIGIENE
   Para evitar essas doenças, é fundamental que regras de boas práticas de higiene
    durante a manipulação dos alimentos sejam seguidas, desde a escolha e compra
    dos produtos a serem utilizados no preparo do alimento até o momento de servir a
    refeição.
TIPOS DE CONTAMINAÇÃO
     FÍSICA: ocorre quando qualquer tipo de material ou partícula cai no
      alimento, e com isso torna-se possível visualizar ou sentir algum objeto
      estranho no alimento. Ex.: fio de cabelo, cacos de vidro, pedrinhas e outros.
TIPOS DE CONTAMINAÇÃO
   QUÍMICA: ocorre quando há contato entre produtos químicos e os alimentos,
    acidentalmente ou por falta de organização. Ex.: quando colocados em uma mesma
    sacola de supermercado ou armazenados em um mesmo armário alimentos e
    produtos de limpeza, uso indiscriminado de inseticidas, produtos tóxicos sem
    identificação.
Durante o preparo dos alimentos, evite lavar louça. O
detergente altera o aroma dos alimentos e ainda se tem o
risco de ocorrer uma contaminação química dos
alimentos.
TIPOS DE CONTAMINAÇÃO
   BIOLÓGICA: ocasionada pela contaminação do alimento por microorganismos.
    (vírus, fungos, bactérias, protozoários) ou parasitas. Sendo que a maioria das DTA s
    é causada pelas bactérias.
O MUNDO INVISÍVEL
   Os microorganismos são seres vivos tão pequenos que não conseguimos enxergá-
    los a olho nu. Eles estão presentes em todos os lugares, como na terra, na
    água, nos utensílios de cozinha, no nosso corpo e até mesmo no ar.


   Por incrível que pareça, a maioria dos microorganismos não são prejudiciais à nossa
    saúde, e são úteis a nós.
   Estes microorganismos são chamados de benéficos e são usados na fermentação
    da cerveja, no crescimento da massa de pães e nos antibióticos.
O MUNDO INVISÍVEL
   Os    microorganismos    deteriorantes   alteram   as    características   dos
    alimentos, causando lhes mau cheiro e gosto ruim. Já os microorganismos
    patogênicos são aqueles que causam doenças nas pessoas, porém não
    necessariamente estragam o alimento.



   Para causar uma doença, as bactérias patogênicas precisam se multiplicar em um
    grande número e para isso, necessitam de tempo, temperatura adequada, água e

   nutrientes.
HIGIENIZAÇÃO PESSOAL
As pessoas que estão em           O elemento humano é o
contato direto com os alimentos   manipulador de alimentos que,
devem seguir normas de            em suas atividades entra em
higiene, sendo educadas para      contato direto com os alimentos,
desempenhar as funções dentro     através das mãos.
dos padrões exigidos de higiene
e limpeza.
HIGIENE PESSOAL

   Tomar banho diariamente;
    Manter os cabelos protegidos;
   Unhas curtas, limpas, sem esmaltes para
    unhas;
    Higienizar corretamente e constantemente as
    mãos.
HIGIENIZAÇÃO DE UTENSÍLIOS
DOMÉSTICOS
       Os utensílios utilizados usados na cozinha para o
       apoio e armazenamento de alimentos devem
       sempre ser de materiais fáceis de lavar e
       higienizar, como por exemplo, plástico ou inox.
A madeira não é um material apropriado para uso em cozinha, pois
com o desgaste acaba criando vincos que impossibilitam uma correta
limpeza, sendo assim propiciam o acúmulo de sujeira e
microorganismos em sua superfície.
SECANDO LOUÇAS
   Lembre-se: Louças devem secar
    naturalmente.
                                             Importante:
   Os panos de algodão são feitos de        Mantenha os panos sempre limpos;
                                             Lave-os sempre com água sanitária;
    fibras naturais e acumulam muita         Preferência por panos micro-
                                             perfurados.
    sujeira      estão   quase     sempre
    úmidos,      dando    as     condições
    adequadas para a multiplicação de
    bactérias.
HIGIENIZAÇÃO DE ESPONJAS
              As esponjas de lavar louça podem ser
               um ótimo local para as bactérias se
               multiplicarem, pois ficam úmidas e com
               restos de alimentos entre as fibras.
               Essas     esponjas      devem     ser
               substituídas toda semana e devem ser
               desinfetadas todas as noites.
HIGIENIZAÇÃO DE ESPONJAS
   Ao final do uso, lave e enxágüe a esponja muito bem. Mergulhe-a
    por 05 minutos em uma solução de duas colheres de sopa de água
    sanitária por um litro de água. Torça bem e deixe-a em local
    seco, nunca sobre o sabão.
ACONDICIONAMENTO DO LIXO
   O lixo deve ser mantido em sacos plásticos dispostos em
    recipientes com tampa. As lixeiras com pedal facilitam o
    manuseio do lixo e impede que a pessoa toque uma área
    contaminada durante o preparo dos alimentos. Nunca deixe
    “lixeirinhas”sobre a pia, pois estas também são um foco de
    contaminação para a comida.
LEMBREM-SE:



               Teste da Taxa
               de Proporção
               (Deve aparecer em
                formato circular)




       4x3


16x9
FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS-FTC
ARACELI NOLASCO & MÍRIAN DE MOURA
NUTRIÇÃO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Doenças transmitidas por alimentos
Doenças transmitidas por alimentosDoenças transmitidas por alimentos
Doenças transmitidas por alimentos
Nome Sobrenome
 
Aula boas praticas fabricação
Aula boas praticas fabricaçãoAula boas praticas fabricação
Aula boas praticas fabricação
Beatriz Dantas Oliveira
 
GUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOS
GUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOSGUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOS
GUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOS
merendaescolar
 
Higienização das instalações equipamentos e utensílios
Higienização das instalações equipamentos e utensíliosHigienização das instalações equipamentos e utensílios
Higienização das instalações equipamentos e utensílios
KetlenBatista
 
Noções+do..
Noções+do..Noções+do..
Noções+do..
darmia lemos
 
Treinamento imprimir (1)
Treinamento imprimir (1)Treinamento imprimir (1)
Treinamento imprimir (1)
Bull Marketing
 
Boas Práticas de Fabricação.ppt
Boas Práticas de Fabricação.pptBoas Práticas de Fabricação.ppt
Boas Práticas de Fabricação.ppt
JaquelineSantosBasto
 
Cartilha Sobre Boa Práticas para serviços de alimentação
Cartilha Sobre Boa Práticas para serviços de alimentaçãoCartilha Sobre Boa Práticas para serviços de alimentação
Cartilha Sobre Boa Práticas para serviços de alimentação
Priscilla Meira
 
Manual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentosManual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentos
Deisi Colombo
 
Higiene na manipulação de alimentos
Higiene na manipulação de alimentosHigiene na manipulação de alimentos
Higiene na manipulação de alimentos
Geraldo Neves
 
Guia prático para os manipuladores
Guia prático para os manipuladoresGuia prático para os manipuladores
Guia prático para os manipuladores
Meryellen Moliterno
 
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipuladorManipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
KetlenBatista
 
Manual manipulacao
Manual manipulacaoManual manipulacao
Manual manipulacao
Flavio Chaves
 
E book: Como acontece uma contaminação cruzada?
E book: Como acontece uma contaminação cruzada?E book: Como acontece uma contaminação cruzada?
E book: Como acontece uma contaminação cruzada?
Neoprospecta
 
Boas Praticas e Procedimentos Operacionais Padrão para Alimentos
Boas Praticas e Procedimentos Operacionais Padrão para AlimentosBoas Praticas e Procedimentos Operacionais Padrão para Alimentos
Boas Praticas e Procedimentos Operacionais Padrão para Alimentos
Safia Naser
 
Aula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimento
Aula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimentoAula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimento
Aula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimento
Alvaro Galdos
 
Palestra higiene e alimentação
Palestra higiene e alimentaçãoPalestra higiene e alimentação
Palestra higiene e alimentação
Prefeitura de São Paulo
 
Projeto de Segurança Alimentar
Projeto de Segurança AlimentarProjeto de Segurança Alimentar
Projeto de Segurança Alimentar
tammygerbasi
 
Treinamento em Vigilância das doenças transmitidas por alimentos (VDTA)
Treinamento em Vigilância das doenças transmitidas por alimentos (VDTA)Treinamento em Vigilância das doenças transmitidas por alimentos (VDTA)
Treinamento em Vigilância das doenças transmitidas por alimentos (VDTA)
Fábio Baía
 
Boas Práticas Treinamento de Merendeiras
Boas Práticas Treinamento de MerendeirasBoas Práticas Treinamento de Merendeiras
Boas Práticas Treinamento de Merendeiras
GabrielaDias344264
 

Mais procurados (20)

Doenças transmitidas por alimentos
Doenças transmitidas por alimentosDoenças transmitidas por alimentos
Doenças transmitidas por alimentos
 
Aula boas praticas fabricação
Aula boas praticas fabricaçãoAula boas praticas fabricação
Aula boas praticas fabricação
 
GUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOS
GUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOSGUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOS
GUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOS
 
Higienização das instalações equipamentos e utensílios
Higienização das instalações equipamentos e utensíliosHigienização das instalações equipamentos e utensílios
Higienização das instalações equipamentos e utensílios
 
Noções+do..
Noções+do..Noções+do..
Noções+do..
 
Treinamento imprimir (1)
Treinamento imprimir (1)Treinamento imprimir (1)
Treinamento imprimir (1)
 
Boas Práticas de Fabricação.ppt
Boas Práticas de Fabricação.pptBoas Práticas de Fabricação.ppt
Boas Práticas de Fabricação.ppt
 
Cartilha Sobre Boa Práticas para serviços de alimentação
Cartilha Sobre Boa Práticas para serviços de alimentaçãoCartilha Sobre Boa Práticas para serviços de alimentação
Cartilha Sobre Boa Práticas para serviços de alimentação
 
Manual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentosManual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentos
 
Higiene na manipulação de alimentos
Higiene na manipulação de alimentosHigiene na manipulação de alimentos
Higiene na manipulação de alimentos
 
Guia prático para os manipuladores
Guia prático para os manipuladoresGuia prático para os manipuladores
Guia prático para os manipuladores
 
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipuladorManipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
 
Manual manipulacao
Manual manipulacaoManual manipulacao
Manual manipulacao
 
E book: Como acontece uma contaminação cruzada?
E book: Como acontece uma contaminação cruzada?E book: Como acontece uma contaminação cruzada?
E book: Como acontece uma contaminação cruzada?
 
Boas Praticas e Procedimentos Operacionais Padrão para Alimentos
Boas Praticas e Procedimentos Operacionais Padrão para AlimentosBoas Praticas e Procedimentos Operacionais Padrão para Alimentos
Boas Praticas e Procedimentos Operacionais Padrão para Alimentos
 
Aula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimento
Aula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimentoAula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimento
Aula 3 fatores intrínsecos e extrínsecos que controlam o desenvolvimento
 
Palestra higiene e alimentação
Palestra higiene e alimentaçãoPalestra higiene e alimentação
Palestra higiene e alimentação
 
Projeto de Segurança Alimentar
Projeto de Segurança AlimentarProjeto de Segurança Alimentar
Projeto de Segurança Alimentar
 
Treinamento em Vigilância das doenças transmitidas por alimentos (VDTA)
Treinamento em Vigilância das doenças transmitidas por alimentos (VDTA)Treinamento em Vigilância das doenças transmitidas por alimentos (VDTA)
Treinamento em Vigilância das doenças transmitidas por alimentos (VDTA)
 
Boas Práticas Treinamento de Merendeiras
Boas Práticas Treinamento de MerendeirasBoas Práticas Treinamento de Merendeiras
Boas Práticas Treinamento de Merendeiras
 

Destaque

Higiene alimentar tiago
Higiene alimentar tiagoHigiene alimentar tiago
Higiene alimentar tiago
Bruno Reimão
 
Higiene alimentar
Higiene alimentarHigiene alimentar
Higiene alimentar
louzeira
 
Aula+higiene+e+educacao+nutricional+acs
Aula+higiene+e+educacao+nutricional+acsAula+higiene+e+educacao+nutricional+acs
Aula+higiene+e+educacao+nutricional+acs
Luis Carlos Silva
 
A higiene alimentar
A higiene alimentarA higiene alimentar
A higiene alimentar
Jvicente Garrett Dos Santos
 
Projeto higiene e saúde
Projeto higiene e saúde Projeto higiene e saúde
Projeto higiene e saúde
Clenice Matheus
 
Higiene e Saúde
Higiene e SaúdeHigiene e Saúde
Higiene e Saúde
Paulo Coelho
 

Destaque (6)

Higiene alimentar tiago
Higiene alimentar tiagoHigiene alimentar tiago
Higiene alimentar tiago
 
Higiene alimentar
Higiene alimentarHigiene alimentar
Higiene alimentar
 
Aula+higiene+e+educacao+nutricional+acs
Aula+higiene+e+educacao+nutricional+acsAula+higiene+e+educacao+nutricional+acs
Aula+higiene+e+educacao+nutricional+acs
 
A higiene alimentar
A higiene alimentarA higiene alimentar
A higiene alimentar
 
Projeto higiene e saúde
Projeto higiene e saúde Projeto higiene e saúde
Projeto higiene e saúde
 
Higiene e Saúde
Higiene e SaúdeHigiene e Saúde
Higiene e Saúde
 

Semelhante a Slide higienização e manipulação dos alimentos

Slidehigienizaoemanipulaodosalimentos 121109074825-phpapp02
Slidehigienizaoemanipulaodosalimentos 121109074825-phpapp02Slidehigienizaoemanipulaodosalimentos 121109074825-phpapp02
Slidehigienizaoemanipulaodosalimentos 121109074825-phpapp02
Pelo Siro
 
Cartilha treinamento.pdf
Cartilha treinamento.pdfCartilha treinamento.pdf
Cartilha treinamento.pdf
CarolyneAssisEigenhe
 
Técnicas de manipulação de alimentos
Técnicas de manipulação de alimentosTécnicas de manipulação de alimentos
Técnicas de manipulação de alimentos
CinciasdaSadePrItine
 
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORESTreinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADORES
cagsiqueira
 
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DE HIGIENE.pdf
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DE HIGIENE.pdfMANUAL DE BOAS PRÁTICAS DE HIGIENE.pdf
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DE HIGIENE.pdf
saidenacuala
 
Resumo boas praticas
Resumo boas praticasResumo boas praticas
Resumo boas praticas
Aline Chaves
 
Aula boas praticas acres
Aula boas praticas acresAula boas praticas acres
Aula boas praticas acres
Agnaldo Silva
 
Alimentos
Alimentos   Alimentos
Alimentos
NESSUBVISA
 
Conservacao alimentos 2015
Conservacao alimentos 2015Conservacao alimentos 2015
Conservacao alimentos 2015
Ana Paula F
 
noções de higienização.doc
noções de higienização.docnoções de higienização.doc
noções de higienização.doc
Maria Conceição Balhico
 
Apostila bolos e tortas senac-sp
Apostila bolos e tortas senac-sp Apostila bolos e tortas senac-sp
Apostila bolos e tortas senac-sp
Tamires Ramos
 
Cartilha higiene dos alimentos e higiene das maos
Cartilha higiene dos alimentos e higiene das maosCartilha higiene dos alimentos e higiene das maos
Cartilha higiene dos alimentos e higiene das maos
Leonardo Welliton
 
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)
Nutricionista Cláudia Gomes
 
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02
Claudia Bohrer
 
Alimentos: higienização X contaminação
Alimentos: higienização X contaminaçãoAlimentos: higienização X contaminação
Alimentos: higienização X contaminação
Marta Magalhães
 
APOSTILA BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
APOSTILA  BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.pptAPOSTILA  BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
APOSTILA BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
wellingtoncaminhasve
 
Higiene saude
Higiene saudeHigiene saude
Higiene saude
elisabatista7
 
Higiene saude
Higiene saudeHigiene saude
Higiene saude
Ana Soares
 
Cartilha gicra
Cartilha gicraCartilha gicra
Cartilha gicra
Ernane Souza
 
Cartilha gicra rdc 216
Cartilha gicra rdc 216Cartilha gicra rdc 216
Cartilha gicra rdc 216
visacamacan
 

Semelhante a Slide higienização e manipulação dos alimentos (20)

Slidehigienizaoemanipulaodosalimentos 121109074825-phpapp02
Slidehigienizaoemanipulaodosalimentos 121109074825-phpapp02Slidehigienizaoemanipulaodosalimentos 121109074825-phpapp02
Slidehigienizaoemanipulaodosalimentos 121109074825-phpapp02
 
Cartilha treinamento.pdf
Cartilha treinamento.pdfCartilha treinamento.pdf
Cartilha treinamento.pdf
 
Técnicas de manipulação de alimentos
Técnicas de manipulação de alimentosTécnicas de manipulação de alimentos
Técnicas de manipulação de alimentos
 
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORESTreinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADORES
 
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DE HIGIENE.pdf
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DE HIGIENE.pdfMANUAL DE BOAS PRÁTICAS DE HIGIENE.pdf
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DE HIGIENE.pdf
 
Resumo boas praticas
Resumo boas praticasResumo boas praticas
Resumo boas praticas
 
Aula boas praticas acres
Aula boas praticas acresAula boas praticas acres
Aula boas praticas acres
 
Alimentos
Alimentos   Alimentos
Alimentos
 
Conservacao alimentos 2015
Conservacao alimentos 2015Conservacao alimentos 2015
Conservacao alimentos 2015
 
noções de higienização.doc
noções de higienização.docnoções de higienização.doc
noções de higienização.doc
 
Apostila bolos e tortas senac-sp
Apostila bolos e tortas senac-sp Apostila bolos e tortas senac-sp
Apostila bolos e tortas senac-sp
 
Cartilha higiene dos alimentos e higiene das maos
Cartilha higiene dos alimentos e higiene das maosCartilha higiene dos alimentos e higiene das maos
Cartilha higiene dos alimentos e higiene das maos
 
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02 (1)
 
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02
Apostilabolosetortas senacsp-140924114241-phpapp02
 
Alimentos: higienização X contaminação
Alimentos: higienização X contaminaçãoAlimentos: higienização X contaminação
Alimentos: higienização X contaminação
 
APOSTILA BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
APOSTILA  BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.pptAPOSTILA  BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
APOSTILA BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
 
Higiene saude
Higiene saudeHigiene saude
Higiene saude
 
Higiene saude
Higiene saudeHigiene saude
Higiene saude
 
Cartilha gicra
Cartilha gicraCartilha gicra
Cartilha gicra
 
Cartilha gicra rdc 216
Cartilha gicra rdc 216Cartilha gicra rdc 216
Cartilha gicra rdc 216
 

Slide higienização e manipulação dos alimentos

  • 1. HIGIENIZAÇÃO PESSOAL, UTENSÍLIOS E ALIMENTOS NA PREVENÇÃO DA CONTAMINAÇÃO. UMA ABORDAGEM GERAL
  • 2. HIGIENE  Alimento seguro é aquele que além de apresentar as propriedades nutricionais esperadas pelo consumidor, não lhe causa danos à saúde e nem lhe tira o prazer e a alegria de alimentar-se correta e seguramente.
  • 3. HIGIENE  O consumo de alimentos preparados sem os devidos cuidados de higiene propiciam a ocorrência de doenças transmitidas por alimentos (DTAs) e estas ocorrem quando microorganismos prejudiciais à saúde ou substâncias tóxicas são transmitidos ao homem através do alimento.
  • 4. HIGIENE  Para evitar essas doenças, é fundamental que regras de boas práticas de higiene durante a manipulação dos alimentos sejam seguidas, desde a escolha e compra dos produtos a serem utilizados no preparo do alimento até o momento de servir a refeição.
  • 5. TIPOS DE CONTAMINAÇÃO  FÍSICA: ocorre quando qualquer tipo de material ou partícula cai no alimento, e com isso torna-se possível visualizar ou sentir algum objeto estranho no alimento. Ex.: fio de cabelo, cacos de vidro, pedrinhas e outros.
  • 6. TIPOS DE CONTAMINAÇÃO  QUÍMICA: ocorre quando há contato entre produtos químicos e os alimentos, acidentalmente ou por falta de organização. Ex.: quando colocados em uma mesma sacola de supermercado ou armazenados em um mesmo armário alimentos e produtos de limpeza, uso indiscriminado de inseticidas, produtos tóxicos sem identificação.
  • 7. Durante o preparo dos alimentos, evite lavar louça. O detergente altera o aroma dos alimentos e ainda se tem o risco de ocorrer uma contaminação química dos alimentos.
  • 8. TIPOS DE CONTAMINAÇÃO  BIOLÓGICA: ocasionada pela contaminação do alimento por microorganismos. (vírus, fungos, bactérias, protozoários) ou parasitas. Sendo que a maioria das DTA s é causada pelas bactérias.
  • 9. O MUNDO INVISÍVEL  Os microorganismos são seres vivos tão pequenos que não conseguimos enxergá- los a olho nu. Eles estão presentes em todos os lugares, como na terra, na água, nos utensílios de cozinha, no nosso corpo e até mesmo no ar.  Por incrível que pareça, a maioria dos microorganismos não são prejudiciais à nossa saúde, e são úteis a nós.  Estes microorganismos são chamados de benéficos e são usados na fermentação da cerveja, no crescimento da massa de pães e nos antibióticos.
  • 10. O MUNDO INVISÍVEL  Os microorganismos deteriorantes alteram as características dos alimentos, causando lhes mau cheiro e gosto ruim. Já os microorganismos patogênicos são aqueles que causam doenças nas pessoas, porém não necessariamente estragam o alimento.  Para causar uma doença, as bactérias patogênicas precisam se multiplicar em um grande número e para isso, necessitam de tempo, temperatura adequada, água e  nutrientes.
  • 11.
  • 12. HIGIENIZAÇÃO PESSOAL As pessoas que estão em O elemento humano é o contato direto com os alimentos manipulador de alimentos que, devem seguir normas de em suas atividades entra em higiene, sendo educadas para contato direto com os alimentos, desempenhar as funções dentro através das mãos. dos padrões exigidos de higiene e limpeza.
  • 13. HIGIENE PESSOAL  Tomar banho diariamente;  Manter os cabelos protegidos;  Unhas curtas, limpas, sem esmaltes para unhas;  Higienizar corretamente e constantemente as mãos.
  • 14. HIGIENIZAÇÃO DE UTENSÍLIOS DOMÉSTICOS Os utensílios utilizados usados na cozinha para o apoio e armazenamento de alimentos devem sempre ser de materiais fáceis de lavar e higienizar, como por exemplo, plástico ou inox.
  • 15. A madeira não é um material apropriado para uso em cozinha, pois com o desgaste acaba criando vincos que impossibilitam uma correta limpeza, sendo assim propiciam o acúmulo de sujeira e microorganismos em sua superfície.
  • 16. SECANDO LOUÇAS  Lembre-se: Louças devem secar naturalmente. Importante:  Os panos de algodão são feitos de Mantenha os panos sempre limpos; Lave-os sempre com água sanitária; fibras naturais e acumulam muita Preferência por panos micro- perfurados. sujeira estão quase sempre úmidos, dando as condições adequadas para a multiplicação de bactérias.
  • 17. HIGIENIZAÇÃO DE ESPONJAS  As esponjas de lavar louça podem ser um ótimo local para as bactérias se multiplicarem, pois ficam úmidas e com restos de alimentos entre as fibras. Essas esponjas devem ser substituídas toda semana e devem ser desinfetadas todas as noites.
  • 18. HIGIENIZAÇÃO DE ESPONJAS  Ao final do uso, lave e enxágüe a esponja muito bem. Mergulhe-a por 05 minutos em uma solução de duas colheres de sopa de água sanitária por um litro de água. Torça bem e deixe-a em local seco, nunca sobre o sabão.
  • 19. ACONDICIONAMENTO DO LIXO  O lixo deve ser mantido em sacos plásticos dispostos em recipientes com tampa. As lixeiras com pedal facilitam o manuseio do lixo e impede que a pessoa toque uma área contaminada durante o preparo dos alimentos. Nunca deixe “lixeirinhas”sobre a pia, pois estas também são um foco de contaminação para a comida.
  • 20. LEMBREM-SE: Teste da Taxa de Proporção (Deve aparecer em formato circular) 4x3 16x9
  • 21. FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS-FTC ARACELI NOLASCO & MÍRIAN DE MOURA NUTRIÇÃO