SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
[CP_5_PRINCIPIOS ÉTICOS E DEONTOLOGIA] 19 de Outubro de 2009




                                         Reflexão



Este módulo fixa as ideias de argumentação, que nós como seres humanos somos capazes de
mediar. Assim, este módulo obriga-nos a avaliar a discussão sobre os princípios fundamentais
de Ética, Deontologia e os conflitos com a Consciência (moral).

Primeiramente, visualizámos diversos vídeos sobre as respectivas definições dos padrões
deontológicos e ética, confrontando a sua análise e a nossa ‘ignorância’ sobre estes temas. Os
códigos de ética, os códigos de deontologia foram identificados, dando a conhecer através de
pesquisas os diversos pontos de vista e controvérsias.

Estas controvérsias são extremamente importantes para a determinação da ética da sociedade
europeia e as consequências legais e sociais.

A nível de conteúdos, consegui, como formando, constituir, através de exemplo, um código
que rege a vida de formação.

É interessante verificar a importância dos valores próprios e da sociedade, misturar tudo e
analisar que sem estes códigos, sem ética, a sociedade seria uma confusão de argumentos
inválidos e impróprios de contextos. Aquilo que a História já fez, os momentos de guerra, a
sede de poder e a manipulação dos argumentos são os factores determinantes para a actual
criação de regras e regulamentos.

Hoje, em dia, a consciência moral e ética faz com que a responsabilidade social das
organizações: elaboração de programas sociais nas empresas.

Através de todos os debates e argumentações em turma, constitui um possível código de
Técnico de Organização de Eventos, de forma a abranger todos os que me irão rodear no meio
profissional.




TOE2 / DL-FAM / 2009_Sílvia Fernandes_n.º15                                         Página 1

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reflexao Dr2 CP CFE
Reflexao Dr2 CP CFEReflexao Dr2 CP CFE
Reflexao Dr2 CP CFEmega
 
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)joaokota
 
Ng1 dr1 (cp)
Ng1 dr1 (cp)Ng1 dr1 (cp)
Ng1 dr1 (cp)cattonia
 
Dr3 Id Al marco 2
Dr3 Id Al marco 2Dr3 Id Al marco 2
Dr3 Id Al marco 2mega
 
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]J P
 
Reflexao Dr3 CP Convicção e Firmeza Ética
Reflexao Dr3 CP Convicção e Firmeza ÉticaReflexao Dr3 CP Convicção e Firmeza Ética
Reflexao Dr3 CP Convicção e Firmeza Éticamega
 
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2I.Braz Slideshares
 
Stc 6 reflexão_silvia_fernandes
Stc 6 reflexão_silvia_fernandesStc 6 reflexão_silvia_fernandes
Stc 6 reflexão_silvia_fernandesSILVIA G. FERNANDES
 
1289687806 cp5 _dr4_globalização
1289687806 cp5 _dr4_globalização1289687806 cp5 _dr4_globalização
1289687806 cp5 _dr4_globalizaçãoPaulacapinha1962
 
Reflexão do percurso no curso
Reflexão do percurso no cursoReflexão do percurso no curso
Reflexão do percurso no cursojuliaoliveira1965
 
Cp 4 dr_2_funções dos códigos de conduta
Cp 4 dr_2_funções dos códigos de condutaCp 4 dr_2_funções dos códigos de conduta
Cp 4 dr_2_funções dos códigos de condutaSILVIA G. FERNANDES
 
Códigos de ética e padrões deontológicos
Códigos de ética e padrões deontológicosCódigos de ética e padrões deontológicos
Códigos de ética e padrões deontológicosElda Moleiro
 
ética e deontologia profissional
ética e deontologia profissionalética e deontologia profissional
ética e deontologia profissionalSérgio Rocha
 
Apresentação RVCC-Secundário (Diogo Santos)
Apresentação RVCC-Secundário (Diogo Santos)Apresentação RVCC-Secundário (Diogo Santos)
Apresentação RVCC-Secundário (Diogo Santos)Diogo Santos
 

Mais procurados (20)

Reflexao Dr2 CP CFE
Reflexao Dr2 CP CFEReflexao Dr2 CP CFE
Reflexao Dr2 CP CFE
 
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
 
Ng1 dr1 (cp)
Ng1 dr1 (cp)Ng1 dr1 (cp)
Ng1 dr1 (cp)
 
Dr3 Id Al marco 2
Dr3 Id Al marco 2Dr3 Id Al marco 2
Dr3 Id Al marco 2
 
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
 
Reflexao Dr3 CP Convicção e Firmeza Ética
Reflexao Dr3 CP Convicção e Firmeza ÉticaReflexao Dr3 CP Convicção e Firmeza Ética
Reflexao Dr3 CP Convicção e Firmeza Ética
 
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
 
CP 4
CP 4CP 4
CP 4
 
STC 5
STC 5STC 5
STC 5
 
Stc 6 reflexão_silvia_fernandes
Stc 6 reflexão_silvia_fernandesStc 6 reflexão_silvia_fernandes
Stc 6 reflexão_silvia_fernandes
 
Reflexão - STC-7
Reflexão - STC-7 Reflexão - STC-7
Reflexão - STC-7
 
1289687806 cp5 _dr4_globalização
1289687806 cp5 _dr4_globalização1289687806 cp5 _dr4_globalização
1289687806 cp5 _dr4_globalização
 
Reflexão do percurso no curso
Reflexão do percurso no cursoReflexão do percurso no curso
Reflexão do percurso no curso
 
STC 6
STC 6STC 6
STC 6
 
Cp 4 dr_2_funções dos códigos de conduta
Cp 4 dr_2_funções dos códigos de condutaCp 4 dr_2_funções dos códigos de conduta
Cp 4 dr_2_funções dos códigos de conduta
 
Códigos de ética e padrões deontológicos
Códigos de ética e padrões deontológicosCódigos de ética e padrões deontológicos
Códigos de ética e padrões deontológicos
 
Reflexão - STC-6
Reflexão - STC-6Reflexão - STC-6
Reflexão - STC-6
 
Reflexão - STC-5
Reflexão - STC-5Reflexão - STC-5
Reflexão - STC-5
 
ética e deontologia profissional
ética e deontologia profissionalética e deontologia profissional
ética e deontologia profissional
 
Apresentação RVCC-Secundário (Diogo Santos)
Apresentação RVCC-Secundário (Diogo Santos)Apresentação RVCC-Secundário (Diogo Santos)
Apresentação RVCC-Secundário (Diogo Santos)
 

Semelhante a Cp 5 ética_deontologia_reflexão_sílvia_f[1]

éTica das-relacões-públicas
éTica das-relacões-públicaséTica das-relacões-públicas
éTica das-relacões-públicasDragodragons
 
Etica informatica MENO SILVA UNTL
Etica informatica MENO SILVA UNTLEtica informatica MENO SILVA UNTL
Etica informatica MENO SILVA UNTLBua-Nurak Gimata
 
Aula 1 definio e.c.o
Aula 1   definio e.c.oAula 1   definio e.c.o
Aula 1 definio e.c.oLucas Dalben
 
Ética, Inclusão e diversidadeeeeeeee.pdf
Ética, Inclusão e diversidadeeeeeeee.pdfÉtica, Inclusão e diversidadeeeeeeee.pdf
Ética, Inclusão e diversidadeeeeeeee.pdfFinneJack
 
Produção de textos dos professores da formação educação do diálogo usando red...
Produção de textos dos professores da formação educação do diálogo usando red...Produção de textos dos professores da formação educação do diálogo usando red...
Produção de textos dos professores da formação educação do diálogo usando red...GEMFILOSOFIA
 
Artigo de estágio de desenvolvimento moral (1) (1)
Artigo de estágio de desenvolvimento moral (1) (1)Artigo de estágio de desenvolvimento moral (1) (1)
Artigo de estágio de desenvolvimento moral (1) (1)edimilsones2013
 
Ètica das profissões.pdf
Ètica das profissões.pdfÈtica das profissões.pdf
Ètica das profissões.pdfMarilia Pac
 
Ue 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticos
Ue 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticosUe 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticos
Ue 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticosDi Bilizario
 
Etica sob o_aspecto_empresa_clientela20062008-114122
Etica sob o_aspecto_empresa_clientela20062008-114122Etica sob o_aspecto_empresa_clientela20062008-114122
Etica sob o_aspecto_empresa_clientela20062008-114122Marcia Araújo
 
Apresentação 8 1.pptx
Apresentação 8 1.pptxApresentação 8 1.pptx
Apresentação 8 1.pptxTauanaSilva6
 
Ética nas Organizações
Ética nas OrganizaçõesÉtica nas Organizações
Ética nas OrganizaçõesJailson Maria
 
éTica o jornalista como profissional e o jornalista como pessoa
éTica   o jornalista como profissional e o jornalista como pessoaéTica   o jornalista como profissional e o jornalista como pessoa
éTica o jornalista como profissional e o jornalista como pessoaMaikon Hensel
 
Conduta Profissional.pdf
Conduta Profissional.pdfConduta Profissional.pdf
Conduta Profissional.pdfJoseAssis9
 
Etica na educacao formatacao atualizada
Etica na educacao   formatacao atualizadaEtica na educacao   formatacao atualizada
Etica na educacao formatacao atualizadaJuliana Pena
 

Semelhante a Cp 5 ética_deontologia_reflexão_sílvia_f[1] (20)

3 etica-profissional
3 etica-profissional3 etica-profissional
3 etica-profissional
 
éTica das-relacões-públicas
éTica das-relacões-públicaséTica das-relacões-públicas
éTica das-relacões-públicas
 
Etica informatica MENO SILVA UNTL
Etica informatica MENO SILVA UNTLEtica informatica MENO SILVA UNTL
Etica informatica MENO SILVA UNTL
 
Aula 1 definio e.c.o
Aula 1   definio e.c.oAula 1   definio e.c.o
Aula 1 definio e.c.o
 
Etica Pro[1]..
Etica Pro[1]..Etica Pro[1]..
Etica Pro[1]..
 
Ética, Inclusão e diversidadeeeeeeee.pdf
Ética, Inclusão e diversidadeeeeeeee.pdfÉtica, Inclusão e diversidadeeeeeeee.pdf
Ética, Inclusão e diversidadeeeeeeee.pdf
 
Produção de textos dos professores da formação educação do diálogo usando red...
Produção de textos dos professores da formação educação do diálogo usando red...Produção de textos dos professores da formação educação do diálogo usando red...
Produção de textos dos professores da formação educação do diálogo usando red...
 
Artigo de estágio de desenvolvimento moral (1) (1)
Artigo de estágio de desenvolvimento moral (1) (1)Artigo de estágio de desenvolvimento moral (1) (1)
Artigo de estágio de desenvolvimento moral (1) (1)
 
Ètica das profissões.pdf
Ètica das profissões.pdfÈtica das profissões.pdf
Ètica das profissões.pdf
 
Ue 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticos
Ue 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticosUe 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticos
Ue 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticos
 
Etica sob o_aspecto_empresa_clientela20062008-114122
Etica sob o_aspecto_empresa_clientela20062008-114122Etica sob o_aspecto_empresa_clientela20062008-114122
Etica sob o_aspecto_empresa_clientela20062008-114122
 
Aula 7 article 1035
Aula 7 article 1035Aula 7 article 1035
Aula 7 article 1035
 
Apresentação 8 1.pptx
Apresentação 8 1.pptxApresentação 8 1.pptx
Apresentação 8 1.pptx
 
Etica nas organizações
Etica nas organizaçõesEtica nas organizações
Etica nas organizações
 
Eticanasorganiz
EticanasorganizEticanasorganiz
Eticanasorganiz
 
Ética nas Organizações
Ética nas OrganizaçõesÉtica nas Organizações
Ética nas Organizações
 
A ética nas relações
A ética nas relaçõesA ética nas relações
A ética nas relações
 
éTica o jornalista como profissional e o jornalista como pessoa
éTica   o jornalista como profissional e o jornalista como pessoaéTica   o jornalista como profissional e o jornalista como pessoa
éTica o jornalista como profissional e o jornalista como pessoa
 
Conduta Profissional.pdf
Conduta Profissional.pdfConduta Profissional.pdf
Conduta Profissional.pdf
 
Etica na educacao formatacao atualizada
Etica na educacao   formatacao atualizadaEtica na educacao   formatacao atualizada
Etica na educacao formatacao atualizada
 

Mais de SILVIA G. FERNANDES

Uc 11 pp_trabalho practico_12_março
Uc 11 pp_trabalho practico_12_marçoUc 11 pp_trabalho practico_12_março
Uc 11 pp_trabalho practico_12_marçoSILVIA G. FERNANDES
 
Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6
Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6
Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6SILVIA G. FERNANDES
 
Uc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimário
Uc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimárioUc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimário
Uc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimárioSILVIA G. FERNANDES
 
Uc 1 esquema_planeamento_fundamental
Uc 1 esquema_planeamento_fundamentalUc 1 esquema_planeamento_fundamental
Uc 1 esquema_planeamento_fundamentalSILVIA G. FERNANDES
 
Uc 1 planeamento_fundamental_2_silviaf
Uc 1 planeamento_fundamental_2_silviafUc 1 planeamento_fundamental_2_silviaf
Uc 1 planeamento_fundamental_2_silviafSILVIA G. FERNANDES
 
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_epptClc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_epptSILVIA G. FERNANDES
 
Clc 5 tecnologias de informação e comunicação
Clc 5 tecnologias de informação e comunicaçãoClc 5 tecnologias de informação e comunicação
Clc 5 tecnologias de informação e comunicaçãoSILVIA G. FERNANDES
 

Mais de SILVIA G. FERNANDES (20)

Auto biografia
Auto biografiaAuto biografia
Auto biografia
 
Uc 11 pp_trabalho practico_12_março
Uc 11 pp_trabalho practico_12_marçoUc 11 pp_trabalho practico_12_março
Uc 11 pp_trabalho practico_12_março
 
Uc 31 projecto-cliente_uc_31
Uc 31 projecto-cliente_uc_31Uc 31 projecto-cliente_uc_31
Uc 31 projecto-cliente_uc_31
 
Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6
Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6
Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6
 
Uc 6 mecenato
Uc 6 mecenatoUc 6 mecenato
Uc 6 mecenato
 
Uc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimário
Uc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimárioUc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimário
Uc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimário
 
Uc 4 work_planeamento_24_6[1]
Uc 4 work_planeamento_24_6[1]Uc 4 work_planeamento_24_6[1]
Uc 4 work_planeamento_24_6[1]
 
Uc 4 wodaabe photos
Uc 4 wodaabe photosUc 4 wodaabe photos
Uc 4 wodaabe photos
 
Uc 4 os wodaabe_finale
Uc 4 os wodaabe_finaleUc 4 os wodaabe_finale
Uc 4 os wodaabe_finale
 
Uc 1 esquema_planeamento_fundamental
Uc 1 esquema_planeamento_fundamentalUc 1 esquema_planeamento_fundamental
Uc 1 esquema_planeamento_fundamental
 
Uc 4 a tribo wodaabe[finale]
Uc 4 a tribo wodaabe[finale]Uc 4 a tribo wodaabe[finale]
Uc 4 a tribo wodaabe[finale]
 
Uc 1 planeamento_fundamental_2_silviaf
Uc 1 planeamento_fundamental_2_silviafUc 1 planeamento_fundamental_2_silviaf
Uc 1 planeamento_fundamental_2_silviaf
 
Stc 6 são joão das lampas
Stc 6 são joão das lampasStc 6 são joão das lampas
Stc 6 são joão das lampas
 
Stc 5 pp_final
Stc 5 pp_finalStc 5 pp_final
Stc 5 pp_final
 
Stc 5 benchmarking
Stc 5 benchmarkingStc 5 benchmarking
Stc 5 benchmarking
 
Cp 5 deontologia_26_5
Cp 5 deontologia_26_5Cp 5 deontologia_26_5
Cp 5 deontologia_26_5
 
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_epptClc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
 
Clc 6 10_12
Clc 6 10_12Clc 6 10_12
Clc 6 10_12
 
Clc 5 tipos de texto
Clc 5 tipos de textoClc 5 tipos de texto
Clc 5 tipos de texto
 
Clc 5 tecnologias de informação e comunicação
Clc 5 tecnologias de informação e comunicaçãoClc 5 tecnologias de informação e comunicação
Clc 5 tecnologias de informação e comunicação
 

Último

FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasBibliotecaViatodos
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdflbgsouza
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................mariagrave
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 

Último (20)

FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 

Cp 5 ética_deontologia_reflexão_sílvia_f[1]

  • 1. [CP_5_PRINCIPIOS ÉTICOS E DEONTOLOGIA] 19 de Outubro de 2009 Reflexão Este módulo fixa as ideias de argumentação, que nós como seres humanos somos capazes de mediar. Assim, este módulo obriga-nos a avaliar a discussão sobre os princípios fundamentais de Ética, Deontologia e os conflitos com a Consciência (moral). Primeiramente, visualizámos diversos vídeos sobre as respectivas definições dos padrões deontológicos e ética, confrontando a sua análise e a nossa ‘ignorância’ sobre estes temas. Os códigos de ética, os códigos de deontologia foram identificados, dando a conhecer através de pesquisas os diversos pontos de vista e controvérsias. Estas controvérsias são extremamente importantes para a determinação da ética da sociedade europeia e as consequências legais e sociais. A nível de conteúdos, consegui, como formando, constituir, através de exemplo, um código que rege a vida de formação. É interessante verificar a importância dos valores próprios e da sociedade, misturar tudo e analisar que sem estes códigos, sem ética, a sociedade seria uma confusão de argumentos inválidos e impróprios de contextos. Aquilo que a História já fez, os momentos de guerra, a sede de poder e a manipulação dos argumentos são os factores determinantes para a actual criação de regras e regulamentos. Hoje, em dia, a consciência moral e ética faz com que a responsabilidade social das organizações: elaboração de programas sociais nas empresas. Através de todos os debates e argumentações em turma, constitui um possível código de Técnico de Organização de Eventos, de forma a abranger todos os que me irão rodear no meio profissional. TOE2 / DL-FAM / 2009_Sílvia Fernandes_n.º15 Página 1