SlideShare uma empresa Scribd logo
Condicionamento Clássico
Pavlov
Ivan Pavlov
Condicionamento de Ivan Pavlov
 Ivan Pavlov, ao estudar as glândulas salivares dos cães, deparou-se com
o efeito condicionado quando concluiu que os cães começavam a salivar
assim que Pavlov chegava ao laboratório.
 Iniciou-se uma série de estudos com cães e constatou-se que alguns
comportamentos são reflexos incondicionados e outros são reflexos
condicionados.
Relembrando a experiencia de Pavlov, vamos caracterizar os estímulos e as respostas:
Estímulo neutro

Estímulo não
condicionado, incondicionado
Resposta incondicionada

Estímulo condicionado

Resposta condicionada

Estímulo que antes do condicionamento
não produz a resposta desejada. Ex: o
som da campainha.
Estímulo que desencadeia uma resposta
não aprendida. Ex: a carne
Resposta inata, não aprendida. Ex:
salivar com o cheiro da carne
Estímulo neutro que, associado ao
estímulo incondicionado, passa a
provocar uma resposta semelhante à
desencadeada pelo estímulo
incondicionado. Ex: o som, depois de
associado à carne, passa a provocar uma
resposta semelhante à desencadeada
pelo estímulo incondicionado.

Resposta que, depois do
condicionamento, se segue ao estímulo a
que antes era neutro. Ex: salivar quando
ouve o som.
Processos

Generalização
condicionada

Discriminação
• http://www.youtube.com/watch?v=mD1tROHD-P8

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Skinner
SkinnerSkinner
Aula introducao a psicologia comportamental fabiana
Aula introducao a psicologia comportamental   fabianaAula introducao a psicologia comportamental   fabiana
Aula introducao a psicologia comportamental fabiana
Lidiane Oliveira Costa
 
Watson e o Behaviorismo
Watson e o BehaviorismoWatson e o Behaviorismo
Watson e o Behaviorismo
Universidade Católica Portuguesa
 
Comportamento social-v1
Comportamento social-v1Comportamento social-v1
Comportamento social-v1
Nilson Dias Castelano
 
Sensação e Percepção
Sensação e PercepçãoSensação e Percepção
Sensação e Percepção
Nilson Dias Castelano
 
Aprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento OperanteAprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento Operante
CatarinaNeivas
 
John watson.
John watson.John watson.
John watson.
inesaalexandra
 
Skinner slides
Skinner   slidesSkinner   slides
Skinner slides
Felipe Mago
 
Teorias Behavioristas
Teorias BehavioristasTeorias Behavioristas
Teoria de Albert Bandura
Teoria de Albert BanduraTeoria de Albert Bandura
Teoria de Albert Bandura
Amália Beims
 
Definições e conceitos básicos em análise do comportamento
Definições e conceitos básicos em análise do comportamentoDefinições e conceitos básicos em análise do comportamento
Definições e conceitos básicos em análise do comportamento
Nilson Dias Castelano
 
O comportamento humano e a aprendizagem - v1
O comportamento humano e a aprendizagem - v1O comportamento humano e a aprendizagem - v1
O comportamento humano e a aprendizagem - v1
Nilson Dias Castelano
 
Teoria do Behaviorismo de Skinner
Teoria do Behaviorismo de SkinnerTeoria do Behaviorismo de Skinner
Teoria do Behaviorismo de Skinner
Eduardo Petrucci
 
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUDA TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
Dandara Cunha
 
AS EMOÇÕES
AS EMOÇÕESAS EMOÇÕES
Lei do efeito
Lei do efeitoLei do efeito
Lei do efeito
Tiago Malta
 
O reflexo inato
O reflexo inato O reflexo inato
O reflexo inato
Wildson Nunes
 
Psic 10º ano m1 - evolução da psicologia
Psic 10º ano   m1 - evolução da psicologiaPsic 10º ano   m1 - evolução da psicologia
Psic 10º ano m1 - evolução da psicologia
Jorge Machado
 
O behaviorismo 2
O  behaviorismo 2O  behaviorismo 2
O behaviorismo 2
Lucas Lorran
 
Comportamento Respondente - Ivan Pavlov
Comportamento Respondente - Ivan PavlovComportamento Respondente - Ivan Pavlov
Comportamento Respondente - Ivan Pavlov
Eduardo Manfré
 

Mais procurados (20)

Skinner
SkinnerSkinner
Skinner
 
Aula introducao a psicologia comportamental fabiana
Aula introducao a psicologia comportamental   fabianaAula introducao a psicologia comportamental   fabiana
Aula introducao a psicologia comportamental fabiana
 
Watson e o Behaviorismo
Watson e o BehaviorismoWatson e o Behaviorismo
Watson e o Behaviorismo
 
Comportamento social-v1
Comportamento social-v1Comportamento social-v1
Comportamento social-v1
 
Sensação e Percepção
Sensação e PercepçãoSensação e Percepção
Sensação e Percepção
 
Aprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento OperanteAprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento Operante
 
John watson.
John watson.John watson.
John watson.
 
Skinner slides
Skinner   slidesSkinner   slides
Skinner slides
 
Teorias Behavioristas
Teorias BehavioristasTeorias Behavioristas
Teorias Behavioristas
 
Teoria de Albert Bandura
Teoria de Albert BanduraTeoria de Albert Bandura
Teoria de Albert Bandura
 
Definições e conceitos básicos em análise do comportamento
Definições e conceitos básicos em análise do comportamentoDefinições e conceitos básicos em análise do comportamento
Definições e conceitos básicos em análise do comportamento
 
O comportamento humano e a aprendizagem - v1
O comportamento humano e a aprendizagem - v1O comportamento humano e a aprendizagem - v1
O comportamento humano e a aprendizagem - v1
 
Teoria do Behaviorismo de Skinner
Teoria do Behaviorismo de SkinnerTeoria do Behaviorismo de Skinner
Teoria do Behaviorismo de Skinner
 
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUDA TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
 
AS EMOÇÕES
AS EMOÇÕESAS EMOÇÕES
AS EMOÇÕES
 
Lei do efeito
Lei do efeitoLei do efeito
Lei do efeito
 
O reflexo inato
O reflexo inato O reflexo inato
O reflexo inato
 
Psic 10º ano m1 - evolução da psicologia
Psic 10º ano   m1 - evolução da psicologiaPsic 10º ano   m1 - evolução da psicologia
Psic 10º ano m1 - evolução da psicologia
 
O behaviorismo 2
O  behaviorismo 2O  behaviorismo 2
O behaviorismo 2
 
Comportamento Respondente - Ivan Pavlov
Comportamento Respondente - Ivan PavlovComportamento Respondente - Ivan Pavlov
Comportamento Respondente - Ivan Pavlov
 

Destaque

Ivan Pavlov
Ivan PavlovIvan Pavlov
Ivan Pavlov
Valéria
 
Condicionamiento Clásico
Condicionamiento ClásicoCondicionamiento Clásico
Condicionamiento Clásico
Laurabrp
 
teoría de pavlov
teoría de pavlovteoría de pavlov
teoría de pavlov
guestecc2b5
 
Apresentacao
ApresentacaoApresentacao
Apresentacao
Analeticiaa
 
Primórdios do behaviorismo Pavlov
Primórdios do behaviorismo PavlovPrimórdios do behaviorismo Pavlov
Primórdios do behaviorismo Pavlov
Débora Prado
 
Condicionamiento operante
Condicionamiento operanteCondicionamiento operante
Condicionamiento operante
Octavio Villacrez Olascoaga
 
O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]
O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]
O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]
Universidade Federal de Roraima
 
Condicionamiento operante según B.F Skinner
Condicionamiento operante según B.F Skinner Condicionamiento operante según B.F Skinner
Condicionamiento operante según B.F Skinner
Daniela Gutiérrez G
 
Múltiplas Inteligências
Múltiplas InteligênciasMúltiplas Inteligências
Múltiplas Inteligências
WAK Editora
 
Insight - convite à reflexão
Insight - convite à reflexãoInsight - convite à reflexão
Insight - convite à reflexão
Daniel de Carvalho Luz
 
Inteligencias multiplas
Inteligencias multiplasInteligencias multiplas
Inteligencias multiplas
PBGold Soluções Internet
 
Teoría de Ivan Pavlov
Teoría de Ivan PavlovTeoría de Ivan Pavlov
Teoría de Ivan Pavlov
Jesushdzc
 
Ivan Pavlov (Condicionamiento clásico)
Ivan Pavlov (Condicionamiento clásico)Ivan Pavlov (Condicionamiento clásico)
Ivan Pavlov (Condicionamiento clásico)
Victoriiah Ruiz
 
Tipos De Aprendizagem
Tipos De AprendizagemTipos De Aprendizagem
Tipos De Aprendizagem
Eliane Almeida
 

Destaque (14)

Ivan Pavlov
Ivan PavlovIvan Pavlov
Ivan Pavlov
 
Condicionamiento Clásico
Condicionamiento ClásicoCondicionamiento Clásico
Condicionamiento Clásico
 
teoría de pavlov
teoría de pavlovteoría de pavlov
teoría de pavlov
 
Apresentacao
ApresentacaoApresentacao
Apresentacao
 
Primórdios do behaviorismo Pavlov
Primórdios do behaviorismo PavlovPrimórdios do behaviorismo Pavlov
Primórdios do behaviorismo Pavlov
 
Condicionamiento operante
Condicionamiento operanteCondicionamiento operante
Condicionamiento operante
 
O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]
O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]
O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]
 
Condicionamiento operante según B.F Skinner
Condicionamiento operante según B.F Skinner Condicionamiento operante según B.F Skinner
Condicionamiento operante según B.F Skinner
 
Múltiplas Inteligências
Múltiplas InteligênciasMúltiplas Inteligências
Múltiplas Inteligências
 
Insight - convite à reflexão
Insight - convite à reflexãoInsight - convite à reflexão
Insight - convite à reflexão
 
Inteligencias multiplas
Inteligencias multiplasInteligencias multiplas
Inteligencias multiplas
 
Teoría de Ivan Pavlov
Teoría de Ivan PavlovTeoría de Ivan Pavlov
Teoría de Ivan Pavlov
 
Ivan Pavlov (Condicionamiento clásico)
Ivan Pavlov (Condicionamiento clásico)Ivan Pavlov (Condicionamiento clásico)
Ivan Pavlov (Condicionamiento clásico)
 
Tipos De Aprendizagem
Tipos De AprendizagemTipos De Aprendizagem
Tipos De Aprendizagem
 

Mais de inesaalexandra

Apresentação (1)
Apresentação (1)Apresentação (1)
Apresentação (1)
inesaalexandra
 
Comissão de proteção de crianças e jovens (2)
Comissão de proteção de crianças e jovens (2)Comissão de proteção de crianças e jovens (2)
Comissão de proteção de crianças e jovens (2)
inesaalexandra
 
Jardim de infância
Jardim de infância  Jardim de infância
Jardim de infância
inesaalexandra
 
Condicionamento de ivan pavlov
Condicionamento de ivan pavlov Condicionamento de ivan pavlov
Condicionamento de ivan pavlov
inesaalexandra
 
Declaração universal dos direitos humanos
Declaração universal dos direitos humanosDeclaração universal dos direitos humanos
Declaração universal dos direitos humanos
inesaalexandra
 
Normalização e conflito
Normalização e conflitoNormalização e conflito
Normalização e conflito
inesaalexandra
 
Barroco
BarrocoBarroco
Currículo de orientação cognitiva
Currículo de orientação cognitivaCurrículo de orientação cognitiva
Currículo de orientação cognitiva
inesaalexandra
 
Currículo de orientação cognitiva
Currículo de orientação cognitivaCurrículo de orientação cognitiva
Currículo de orientação cognitiva
inesaalexandra
 
Revolução industrial e francesa
Revolução industrial e francesaRevolução industrial e francesa
Revolução industrial e francesa
inesaalexandra
 
Revolução industrial e francesa ines e ion
Revolução industrial e francesa   ines e ionRevolução industrial e francesa   ines e ion
Revolução industrial e francesa ines e ion
inesaalexandra
 
Fatores de satisfação no trabalho
Fatores de satisfação no trabalhoFatores de satisfação no trabalho
Fatores de satisfação no trabalho
inesaalexandra
 
Fatores de satisfação no trabalho
Fatores de satisfação no trabalhoFatores de satisfação no trabalho
Fatores de satisfação no trabalho
inesaalexandra
 
Violência no namoro
Violência no namoroViolência no namoro
Violência no namoro
inesaalexandra
 
Violência no namoro
Violência no namoroViolência no namoro
Violência no namoro
inesaalexandra
 
Power point importância do brincar
Power point   importância do brincarPower point   importância do brincar
Power point importância do brincar
inesaalexandra
 
Se eu fosse um brinquedo
Se eu fosse um brinquedoSe eu fosse um brinquedo
Se eu fosse um brinquedo
inesaalexandra
 
Genograma familiar
Genograma familiarGenograma familiar
Genograma familiar
inesaalexandra
 
Síndrome de patauuyf
Síndrome de patauuyfSíndrome de patauuyf
Síndrome de patauuyf
inesaalexandra
 

Mais de inesaalexandra (20)

Apresentação (1)
Apresentação (1)Apresentação (1)
Apresentação (1)
 
Comissão de proteção de crianças e jovens (2)
Comissão de proteção de crianças e jovens (2)Comissão de proteção de crianças e jovens (2)
Comissão de proteção de crianças e jovens (2)
 
Jardim de infância
Jardim de infância  Jardim de infância
Jardim de infância
 
Condicionamento de ivan pavlov
Condicionamento de ivan pavlov Condicionamento de ivan pavlov
Condicionamento de ivan pavlov
 
áRvore de natal
áRvore de nataláRvore de natal
áRvore de natal
 
Declaração universal dos direitos humanos
Declaração universal dos direitos humanosDeclaração universal dos direitos humanos
Declaração universal dos direitos humanos
 
Normalização e conflito
Normalização e conflitoNormalização e conflito
Normalização e conflito
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Currículo de orientação cognitiva
Currículo de orientação cognitivaCurrículo de orientação cognitiva
Currículo de orientação cognitiva
 
Currículo de orientação cognitiva
Currículo de orientação cognitivaCurrículo de orientação cognitiva
Currículo de orientação cognitiva
 
Revolução industrial e francesa
Revolução industrial e francesaRevolução industrial e francesa
Revolução industrial e francesa
 
Revolução industrial e francesa ines e ion
Revolução industrial e francesa   ines e ionRevolução industrial e francesa   ines e ion
Revolução industrial e francesa ines e ion
 
Fatores de satisfação no trabalho
Fatores de satisfação no trabalhoFatores de satisfação no trabalho
Fatores de satisfação no trabalho
 
Fatores de satisfação no trabalho
Fatores de satisfação no trabalhoFatores de satisfação no trabalho
Fatores de satisfação no trabalho
 
Violência no namoro
Violência no namoroViolência no namoro
Violência no namoro
 
Violência no namoro
Violência no namoroViolência no namoro
Violência no namoro
 
Power point importância do brincar
Power point   importância do brincarPower point   importância do brincar
Power point importância do brincar
 
Se eu fosse um brinquedo
Se eu fosse um brinquedoSe eu fosse um brinquedo
Se eu fosse um brinquedo
 
Genograma familiar
Genograma familiarGenograma familiar
Genograma familiar
 
Síndrome de patauuyf
Síndrome de patauuyfSíndrome de patauuyf
Síndrome de patauuyf
 

Condicionamento de ivan pavlov

  • 4.  Ivan Pavlov, ao estudar as glândulas salivares dos cães, deparou-se com o efeito condicionado quando concluiu que os cães começavam a salivar assim que Pavlov chegava ao laboratório.
  • 5.  Iniciou-se uma série de estudos com cães e constatou-se que alguns comportamentos são reflexos incondicionados e outros são reflexos condicionados.
  • 6. Relembrando a experiencia de Pavlov, vamos caracterizar os estímulos e as respostas: Estímulo neutro Estímulo não condicionado, incondicionado Resposta incondicionada Estímulo condicionado Resposta condicionada Estímulo que antes do condicionamento não produz a resposta desejada. Ex: o som da campainha. Estímulo que desencadeia uma resposta não aprendida. Ex: a carne Resposta inata, não aprendida. Ex: salivar com o cheiro da carne Estímulo neutro que, associado ao estímulo incondicionado, passa a provocar uma resposta semelhante à desencadeada pelo estímulo incondicionado. Ex: o som, depois de associado à carne, passa a provocar uma resposta semelhante à desencadeada pelo estímulo incondicionado. Resposta que, depois do condicionamento, se segue ao estímulo a que antes era neutro. Ex: salivar quando ouve o som.