SlideShare uma empresa Scribd logo
www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista  OS MAIAS EPISÓDIOS DA VIDA ROMÂNTICA Eça de Queirós CRÓNICA DE COSTUMES: A Sociedade de Lisboa Burguesa O Jantar do Hotel Central Edição seguida:  Edição, Livros do Brasil (2006) de acordo com a 1ª ed. 1888.  Capítulos V– VI
www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista  A  ACÇÃO  do Romance começa  a partir do momento em que  Carlos , já formado,  regressa  da sua longa viagem pela Europa e  vai instalar-se com o avô no Ramalhete. Retomam-se  o  TEMPO  e o  ESPAÇO  Iniciais  Outono 1875 | Ramalhete S. Carlos:  espaço cultural (misto de cultura e vida social) Os Gouvarinhos :  o politico profissional e a burguesa casada e ociosa PROJECTOS / O IDEAL REALIDADE  Crise dos Projectos Carlos . O laboratório (sem utilidade) . O consultório (na baixa, deserto) . O livro sobre medicina (adiado) (pp.132-133) . Os cavalos, as carruagens, o Bric-à-Brac . A tentação da Gouvarinho . Memórias dos amores passados Ega . O cenáculo . O livro de Ega  ( Memória de um Átomo ) . A revista (Tudo adiado) .  Apenas um capítulo de  As Memórias  no mais puro estilo romântico: amoroso e medievalista  (p. 137) . O adultério elegante com Cohen
www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista  Ramalhete – Espaço Social Personagens Modeladas: . Afonso:  ponto de referência e consciência moral do grupo. . Carlos:  cosmopolita, requintado, diletante, instável emocionalmente, . Ega:  boémio e literato, contraditório.  A VELHA GERAÇÃO A NOVA GERAÇÃO . D. Diogo  – “O velho leão”, a fidalguia de  ancien régime .  . General Sequeira  – oficial de exército. . Marquês de Souselas  – fidalguia à portuguesa – devoto e devasso. . Steinbroken  – diplomata inútil e medíocre, entusiasta de Inglaterra. . Cruges  – o génio socialmente inadaptado (maestro e pianista) . Taveira  – o funcionário público (única personagem com um emprego definido) Eusébio   - o fidalguote provinciano, politiqueiro que vive de rendimentos.
www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista  VILA BALZAC . O ninho de amores de Ega e Cohen . Ega assume um amor romântico. . Diagnóstico de Ega sobre situação amorosa de Carlos (D. Juan):  “ Tu és simplesmente como ele, um devasso; e hás-de vir a acabar desgraçadamente  como ele, numa tragédia infernal”  (p. 156) . Um novo tipo Craft: culto, requintado, tipicamente british  (p. 157) EGA “…o maior  ateu , o maior  demagogo , que jamais aparecera nas sociedades humanas”  (p. 96) “ ……um  romântico  e um  sentimental , um desses indivíduos inferiores que se governam na vida pelo sentimento e não pela razão”.  CARLOS . “Era decerto um formoso e magnífico homem, alto, bem feito… uma fisionomia de  cavaleiro da Renascença .”  (p.100) . Demasiadamente elegante para ser médico. “…repetição de adultérios …sob o bruto  aguilhão da carne …”
www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista  O jantar do Hotel Central Alguns tipos: . Dâmaso:  o chic parvónio . Cohen: o  banqueiro representante da alta finança. . Alencar:  representante da poesia ultra-romântica . Craft:  rico e boémio, é o árbitro das elegâncias, coleccionador de bric-à-brac. ROMANTISMO vs NATURALISMO Tópico:  o crime da Mouraria (pp.166-168) . Carlos:  o romance como análise social. . Ega/Alencar:  os dois extremos. . Carlos e Craft:  a posição intermédia . Narrador heterodiegético / focalização interna:  ironiza-se o romantismo de Alencar através de Ega ___________ .  Alencar critica o poeta  Craveiro  e a  Ideia Nova . Ega insulta Alencar . Critica à  Crítica Literária em Portugal  feita de: ataques pessoais, de calúnias e agressões físicas.  (pp. 176-178) A RAÇA . A decadência e a piolhice dos liceus – EGA ou a  valentia lusitana AS FINANÇAS E AS COLÓNIAS . A falência do país e as bestas . “Pratas dos Morgados para empenhar”
www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista  Outras personagens  … .  Condessa Gouvarinho Cabelos crespos e ruivos, nariz petulante, olhos escuros e brilhantes, pele clara, fina e doce; (p. 141) - Casada com o conde de Gouvarinho e filha de um comerciante inglês do Porto. Imoral e sem escrúpulos . Traí o marido, com Carlos, sem qualquer tipo de remorsos; - Carlos deixa-a, acaba por perceber que ela é uma mulher sem qualquer interesse, demasiado fútil. No final, depois de ter levado uma sova do marido, que descobriu a traição, tudo fica bem entre o casal. Palma Cavalão - Cavalão por alcunha: era baixo, gordo e sem pescoço.  Director do jornal "A Corneta do Diabo“ -  Símbolo do jornalismo de escândalo e corrupto É ele que publica um artigo injurioso contra Carlos por dinheiro, vendendo mais tarde, a tiragem desse número do jornal, uma vez mais por dinheiro.  - Publica folhetins de baixo nível. Sousa Neto Deputado  que representa os altos funcionários públicos.  Inculto  e defende a imitação do estrangeiro.  Muitas vezes, por falta de cultura, coloca-se à margem das discussões, acatando todas as opiniões alheias, mesmo as mais absurdas. Rufino De  retórica balofa e oca , faz-se ouvir no Sarau Literário do Teatro da Trindade, o que levou Ega a classificá-lo de "besta" e Carlos de "horroroso".
www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista  . Carlos recebe de Alencar informações sobre os seus  antecedentes familiares maternos  (pp. 165)   Informação de grande Valor INDICIAL: Início da Intriga . Introdução em cena dos Castro Gomes e  descrição de Maria Eduarda  Castro Gomes, como uma deusa: (pp. 160-161) - Voz rica  e lenta - Uma senhora alta, loira, com um véu muito apertado e muito escuro que realçava o esplendor da sua carnação ebúrnea - Com um passo soberana de deusa, maravilhosamente bem feita - Uma esplêndida mulher - Um ar casto e forte - Na grande luz dos seus olhos havia ao mesmo tempo alguma coisa de muito grave e doce… . A simbologia do sonho de Carlos: projecção do inconsciente . (p. 188)
www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista  Escola Básica 2,3/S de Vale de Cambra Português – 11º ano (Turmas A, E e F) Bibliografia usada: CABRAL, Avelino, O Realismo – Eça de Queirós e “Os Maias”, Edições Sebenta, s/d.  COSTA, José R.,  Eça de Queirós, Os Maias em análise  – Antologia comentada, Porto Editora, 2005. FERNANDES, António, Augusto,  A Síntese em Esquema - Análise Textual (Ensino Secundário) , Edições Asa, s/d.  JACINTO, Conceição e LANÇA, Gabriela,  Análise da Obra Os Maias , Eça de Queirós – Ensino Secundário, Porto Editora, 2006.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os Maias-Capitulo 9
Os Maias-Capitulo 9Os Maias-Capitulo 9
Os Maias-Capitulo 9
Luís Ferreira
 
Os Maias - Capítulo VII
Os Maias - Capítulo VIIOs Maias - Capítulo VII
Os Maias - Capítulo VII
António Fernandes
 
Trabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida Romântica
Trabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida RomânticaTrabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida Romântica
Trabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida Romântica
LuisMagina
 
Os Maias - análise
Os Maias - análiseOs Maias - análise
Os Maias - análise
António Fernandes
 
Os maias personagens
Os maias personagensOs maias personagens
Os maias personagens
Fátima Teixeira Kika
 
Corrida De Cavalos - Os Maias
Corrida De Cavalos - Os MaiasCorrida De Cavalos - Os Maias
Corrida De Cavalos - Os Maias
mauro dinis
 
Os Maias - Capítulo X
Os Maias - Capítulo XOs Maias - Capítulo X
Os Maias - Capítulo X
António Fernandes
 
Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho
Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho
Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho
Marisa Ferreira
 
Episodios maias
Episodios maiasEpisodios maias
Episodios maias
ameliapadrao
 
Os Maias - Capítulo VI
Os Maias - Capítulo VIOs Maias - Capítulo VI
Os Maias - Capítulo VI
António Fernandes
 
Personagens tipo - Os Maias
Personagens tipo - Os MaiasPersonagens tipo - Os Maias
Personagens tipo - Os Maias
Gabriel Santos
 
Maias Episódio Corrida no Hipódromo
Maias Episódio Corrida no HipódromoMaias Episódio Corrida no Hipódromo
Maias Episódio Corrida no Hipódromo
Pedro Oliveira
 
Os Maias estrutura
Os Maias estruturaOs Maias estrutura
Os Maias estrutura
CostaIdalina
 
Os Maias - Capítulo IX
Os Maias - Capítulo IXOs Maias - Capítulo IX
Os Maias - Capítulo IX
António Fernandes
 
Os Maias - Capítulo XVIII
Os Maias - Capítulo XVIIIOs Maias - Capítulo XVIII
Os Maias - Capítulo XVIII
António Fernandes
 
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo BrancoAmor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Lurdes Augusto
 
Os Maias
Os MaiasOs Maias
Os Maias Apresentação
Os Maias   Apresentação Os Maias   Apresentação
Os Maias Apresentação
joanana
 
Os Maias, capítulos I a IV
Os Maias, capítulos I a IVOs Maias, capítulos I a IV
Os Maias, capítulos I a IV
Dina Baptista
 
Os Maias - Episódio da Corneta do Diabo e Jornal A Trade
Os Maias - Episódio da Corneta do Diabo e  Jornal A TradeOs Maias - Episódio da Corneta do Diabo e  Jornal A Trade
Os Maias - Episódio da Corneta do Diabo e Jornal A Trade
Oxana Marian
 

Mais procurados (20)

Os Maias-Capitulo 9
Os Maias-Capitulo 9Os Maias-Capitulo 9
Os Maias-Capitulo 9
 
Os Maias - Capítulo VII
Os Maias - Capítulo VIIOs Maias - Capítulo VII
Os Maias - Capítulo VII
 
Trabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida Romântica
Trabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida RomânticaTrabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida Romântica
Trabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida Romântica
 
Os Maias - análise
Os Maias - análiseOs Maias - análise
Os Maias - análise
 
Os maias personagens
Os maias personagensOs maias personagens
Os maias personagens
 
Corrida De Cavalos - Os Maias
Corrida De Cavalos - Os MaiasCorrida De Cavalos - Os Maias
Corrida De Cavalos - Os Maias
 
Os Maias - Capítulo X
Os Maias - Capítulo XOs Maias - Capítulo X
Os Maias - Capítulo X
 
Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho
Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho
Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho
 
Episodios maias
Episodios maiasEpisodios maias
Episodios maias
 
Os Maias - Capítulo VI
Os Maias - Capítulo VIOs Maias - Capítulo VI
Os Maias - Capítulo VI
 
Personagens tipo - Os Maias
Personagens tipo - Os MaiasPersonagens tipo - Os Maias
Personagens tipo - Os Maias
 
Maias Episódio Corrida no Hipódromo
Maias Episódio Corrida no HipódromoMaias Episódio Corrida no Hipódromo
Maias Episódio Corrida no Hipódromo
 
Os Maias estrutura
Os Maias estruturaOs Maias estrutura
Os Maias estrutura
 
Os Maias - Capítulo IX
Os Maias - Capítulo IXOs Maias - Capítulo IX
Os Maias - Capítulo IX
 
Os Maias - Capítulo XVIII
Os Maias - Capítulo XVIIIOs Maias - Capítulo XVIII
Os Maias - Capítulo XVIII
 
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo BrancoAmor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
 
Os Maias
Os MaiasOs Maias
Os Maias
 
Os Maias Apresentação
Os Maias   Apresentação Os Maias   Apresentação
Os Maias Apresentação
 
Os Maias, capítulos I a IV
Os Maias, capítulos I a IVOs Maias, capítulos I a IV
Os Maias, capítulos I a IV
 
Os Maias - Episódio da Corneta do Diabo e Jornal A Trade
Os Maias - Episódio da Corneta do Diabo e  Jornal A TradeOs Maias - Episódio da Corneta do Diabo e  Jornal A Trade
Os Maias - Episódio da Corneta do Diabo e Jornal A Trade
 

Semelhante a Capítulos V a VI d' Os Maias

Os maias
Os maiasOs maias
Os maias
Karyn XP
 
50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt
50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt
50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt
silviaelisabete
 
Quinhentismo
QuinhentismoQuinhentismo
Quinhentismo
colveromachado
 
Narrativa e estilo n' Os Maias
Narrativa e estilo n' Os MaiasNarrativa e estilo n' Os Maias
Narrativa e estilo n' Os Maias
Dina Baptista
 
Os Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel CentralOs Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel Central
Dina Baptista
 
-Resumos-Dos-Maias.pdf
-Resumos-Dos-Maias.pdf-Resumos-Dos-Maias.pdf
-Resumos-Dos-Maias.pdf
sandrasilvaae6181
 
Os maias analise global
Os maias   analise globalOs maias   analise global
Os maias analise global
Ana Ferreira
 
Biografia de Yvonne do Amaral Pereira
Biografia de Yvonne do Amaral PereiraBiografia de Yvonne do Amaral Pereira
Biografia de Yvonne do Amaral Pereira
Departamento Comunicação Social SER
 
Sagarana, Guimarães Rosa
Sagarana, Guimarães RosaSagarana, Guimarães Rosa
Sagarana, Guimarães Rosa
marleiart
 
Os maias
Os maiasOs maias
Os maias
Bruno Soares
 
Os Maias de A a Z
Os Maias de A a ZOs Maias de A a Z
Os Maias de A a Z
lumigopereira
 
toaz.info-a-moreninha-slides-pr_b7da394511b1eaada359f956e7096be0.pdf
toaz.info-a-moreninha-slides-pr_b7da394511b1eaada359f956e7096be0.pdftoaz.info-a-moreninha-slides-pr_b7da394511b1eaada359f956e7096be0.pdf
toaz.info-a-moreninha-slides-pr_b7da394511b1eaada359f956e7096be0.pdf
RafaelaTostes1
 
Lit.informativa
Lit.informativaLit.informativa
Lit.informativa
Quezia Neves
 
Romantismo no brasil segunda geração
Romantismo no brasil   segunda geraçãoRomantismo no brasil   segunda geração
Romantismo no brasil segunda geração
Vilmar Vilaça
 
Os maias.pdf
Os maias.pdfOs maias.pdf
Os maias.pdf
Telma Casimiro
 
Fuvest unicamp 2013 olimpo em ordem
Fuvest unicamp 2013 olimpo em ordemFuvest unicamp 2013 olimpo em ordem
Fuvest unicamp 2013 olimpo em ordem
Yuri Augustus
 
UFCD - CLC7 -Sempre é uma Companhia..pptx
UFCD - CLC7 -Sempre é uma Companhia..pptxUFCD - CLC7 -Sempre é uma Companhia..pptx
UFCD - CLC7 -Sempre é uma Companhia..pptx
Nome Sobrenome
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
Miriam Zelmikaitis
 
Os Maias - aspetos básicos
Os Maias - aspetos básicosOs Maias - aspetos básicos
Os Maias - aspetos básicos
António Fernandes
 
Trovadorismo classicismo
Trovadorismo classicismoTrovadorismo classicismo
Trovadorismo classicismo
Lidiane Rodrigues
 

Semelhante a Capítulos V a VI d' Os Maias (20)

Os maias
Os maiasOs maias
Os maias
 
50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt
50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt
50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt
 
Quinhentismo
QuinhentismoQuinhentismo
Quinhentismo
 
Narrativa e estilo n' Os Maias
Narrativa e estilo n' Os MaiasNarrativa e estilo n' Os Maias
Narrativa e estilo n' Os Maias
 
Os Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel CentralOs Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel Central
 
-Resumos-Dos-Maias.pdf
-Resumos-Dos-Maias.pdf-Resumos-Dos-Maias.pdf
-Resumos-Dos-Maias.pdf
 
Os maias analise global
Os maias   analise globalOs maias   analise global
Os maias analise global
 
Biografia de Yvonne do Amaral Pereira
Biografia de Yvonne do Amaral PereiraBiografia de Yvonne do Amaral Pereira
Biografia de Yvonne do Amaral Pereira
 
Sagarana, Guimarães Rosa
Sagarana, Guimarães RosaSagarana, Guimarães Rosa
Sagarana, Guimarães Rosa
 
Os maias
Os maiasOs maias
Os maias
 
Os Maias de A a Z
Os Maias de A a ZOs Maias de A a Z
Os Maias de A a Z
 
toaz.info-a-moreninha-slides-pr_b7da394511b1eaada359f956e7096be0.pdf
toaz.info-a-moreninha-slides-pr_b7da394511b1eaada359f956e7096be0.pdftoaz.info-a-moreninha-slides-pr_b7da394511b1eaada359f956e7096be0.pdf
toaz.info-a-moreninha-slides-pr_b7da394511b1eaada359f956e7096be0.pdf
 
Lit.informativa
Lit.informativaLit.informativa
Lit.informativa
 
Romantismo no brasil segunda geração
Romantismo no brasil   segunda geraçãoRomantismo no brasil   segunda geração
Romantismo no brasil segunda geração
 
Os maias.pdf
Os maias.pdfOs maias.pdf
Os maias.pdf
 
Fuvest unicamp 2013 olimpo em ordem
Fuvest unicamp 2013 olimpo em ordemFuvest unicamp 2013 olimpo em ordem
Fuvest unicamp 2013 olimpo em ordem
 
UFCD - CLC7 -Sempre é uma Companhia..pptx
UFCD - CLC7 -Sempre é uma Companhia..pptxUFCD - CLC7 -Sempre é uma Companhia..pptx
UFCD - CLC7 -Sempre é uma Companhia..pptx
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
 
Os Maias - aspetos básicos
Os Maias - aspetos básicosOs Maias - aspetos básicos
Os Maias - aspetos básicos
 
Trovadorismo classicismo
Trovadorismo classicismoTrovadorismo classicismo
Trovadorismo classicismo
 

Mais de Dina Baptista

Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi
Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi
Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi
Dina Baptista
 
O ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitais
O ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitaisO ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitais
O ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitais
Dina Baptista
 
Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...
Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...
Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...
Dina Baptista
 
REPENSAR AS TÉCNICAS E METODOLOGIAS DO ENSINO DO PORTUGUÊS
REPENSAR AS TÉCNICAS E METODOLOGIAS DO ENSINO DO PORTUGUÊSREPENSAR AS TÉCNICAS E METODOLOGIAS DO ENSINO DO PORTUGUÊS
REPENSAR AS TÉCNICAS E METODOLOGIAS DO ENSINO DO PORTUGUÊS
Dina Baptista
 
A importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficaz
A importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficazA importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficaz
A importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficaz
Dina Baptista
 
Camões Lírico (10.ºano/Português)
Camões Lírico (10.ºano/Português)Camões Lírico (10.ºano/Português)
Camões Lírico (10.ºano/Português)
Dina Baptista
 
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
Dina Baptista
 
Jantar no Hotel Central
Jantar no Hotel CentralJantar no Hotel Central
Jantar no Hotel Central
Dina Baptista
 
Os Maias_ sistematizacao
Os Maias_ sistematizacaoOs Maias_ sistematizacao
Os Maias_ sistematizacao
Dina Baptista
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-Sistematização
Dina Baptista
 
Repreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particularesRepreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particulares
Dina Baptista
 
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e IIISermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
Dina Baptista
 
Gigante Adamastor, d'Os Lusíadas
Gigante Adamastor, d'Os LusíadasGigante Adamastor, d'Os Lusíadas
Gigante Adamastor, d'Os Lusíadas
Dina Baptista
 
Contos do séculoXX | neo-realismo
Contos do séculoXX | neo-realismoContos do séculoXX | neo-realismo
Contos do séculoXX | neo-realismo
Dina Baptista
 
Manuel Alegre
Manuel AlegreManuel Alegre
Manuel Alegre
Dina Baptista
 
Poesia do século XX- 4
Poesia do século XX- 4Poesia do século XX- 4
Poesia do século XX- 4
Dina Baptista
 
Carlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de Andrade   Carlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de Andrade
Dina Baptista
 
Mário Cesariny de Vasconcelos
Mário Cesariny de VasconcelosMário Cesariny de Vasconcelos
Mário Cesariny de Vasconcelos
Dina Baptista
 
José Ary dos Santos
José Ary dos SantosJosé Ary dos Santos
José Ary dos Santos
Dina Baptista
 
Eugénio de Andrade
Eugénio de AndradeEugénio de Andrade
Eugénio de Andrade
Dina Baptista
 

Mais de Dina Baptista (20)

Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi
Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi
Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi
 
O ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitais
O ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitaisO ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitais
O ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitais
 
Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...
Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...
Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...
 
REPENSAR AS TÉCNICAS E METODOLOGIAS DO ENSINO DO PORTUGUÊS
REPENSAR AS TÉCNICAS E METODOLOGIAS DO ENSINO DO PORTUGUÊSREPENSAR AS TÉCNICAS E METODOLOGIAS DO ENSINO DO PORTUGUÊS
REPENSAR AS TÉCNICAS E METODOLOGIAS DO ENSINO DO PORTUGUÊS
 
A importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficaz
A importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficazA importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficaz
A importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficaz
 
Camões Lírico (10.ºano/Português)
Camões Lírico (10.ºano/Português)Camões Lírico (10.ºano/Português)
Camões Lírico (10.ºano/Português)
 
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
 
Jantar no Hotel Central
Jantar no Hotel CentralJantar no Hotel Central
Jantar no Hotel Central
 
Os Maias_ sistematizacao
Os Maias_ sistematizacaoOs Maias_ sistematizacao
Os Maias_ sistematizacao
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-Sistematização
 
Repreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particularesRepreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particulares
 
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e IIISermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
 
Gigante Adamastor, d'Os Lusíadas
Gigante Adamastor, d'Os LusíadasGigante Adamastor, d'Os Lusíadas
Gigante Adamastor, d'Os Lusíadas
 
Contos do séculoXX | neo-realismo
Contos do séculoXX | neo-realismoContos do séculoXX | neo-realismo
Contos do séculoXX | neo-realismo
 
Manuel Alegre
Manuel AlegreManuel Alegre
Manuel Alegre
 
Poesia do século XX- 4
Poesia do século XX- 4Poesia do século XX- 4
Poesia do século XX- 4
 
Carlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de Andrade   Carlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de Andrade
 
Mário Cesariny de Vasconcelos
Mário Cesariny de VasconcelosMário Cesariny de Vasconcelos
Mário Cesariny de Vasconcelos
 
José Ary dos Santos
José Ary dos SantosJosé Ary dos Santos
José Ary dos Santos
 
Eugénio de Andrade
Eugénio de AndradeEugénio de Andrade
Eugénio de Andrade
 

Último

Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 

Último (20)

Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 

Capítulos V a VI d' Os Maias

  • 1. www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista OS MAIAS EPISÓDIOS DA VIDA ROMÂNTICA Eça de Queirós CRÓNICA DE COSTUMES: A Sociedade de Lisboa Burguesa O Jantar do Hotel Central Edição seguida: Edição, Livros do Brasil (2006) de acordo com a 1ª ed. 1888. Capítulos V– VI
  • 2. www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista A ACÇÃO do Romance começa a partir do momento em que Carlos , já formado, regressa da sua longa viagem pela Europa e vai instalar-se com o avô no Ramalhete. Retomam-se o TEMPO e o ESPAÇO Iniciais Outono 1875 | Ramalhete S. Carlos: espaço cultural (misto de cultura e vida social) Os Gouvarinhos : o politico profissional e a burguesa casada e ociosa PROJECTOS / O IDEAL REALIDADE Crise dos Projectos Carlos . O laboratório (sem utilidade) . O consultório (na baixa, deserto) . O livro sobre medicina (adiado) (pp.132-133) . Os cavalos, as carruagens, o Bric-à-Brac . A tentação da Gouvarinho . Memórias dos amores passados Ega . O cenáculo . O livro de Ega ( Memória de um Átomo ) . A revista (Tudo adiado) . Apenas um capítulo de As Memórias no mais puro estilo romântico: amoroso e medievalista (p. 137) . O adultério elegante com Cohen
  • 3. www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista Ramalhete – Espaço Social Personagens Modeladas: . Afonso: ponto de referência e consciência moral do grupo. . Carlos: cosmopolita, requintado, diletante, instável emocionalmente, . Ega: boémio e literato, contraditório. A VELHA GERAÇÃO A NOVA GERAÇÃO . D. Diogo – “O velho leão”, a fidalguia de ancien régime . . General Sequeira – oficial de exército. . Marquês de Souselas – fidalguia à portuguesa – devoto e devasso. . Steinbroken – diplomata inútil e medíocre, entusiasta de Inglaterra. . Cruges – o génio socialmente inadaptado (maestro e pianista) . Taveira – o funcionário público (única personagem com um emprego definido) Eusébio - o fidalguote provinciano, politiqueiro que vive de rendimentos.
  • 4. www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista VILA BALZAC . O ninho de amores de Ega e Cohen . Ega assume um amor romântico. . Diagnóstico de Ega sobre situação amorosa de Carlos (D. Juan): “ Tu és simplesmente como ele, um devasso; e hás-de vir a acabar desgraçadamente como ele, numa tragédia infernal” (p. 156) . Um novo tipo Craft: culto, requintado, tipicamente british (p. 157) EGA “…o maior ateu , o maior demagogo , que jamais aparecera nas sociedades humanas” (p. 96) “ ……um romântico e um sentimental , um desses indivíduos inferiores que se governam na vida pelo sentimento e não pela razão”. CARLOS . “Era decerto um formoso e magnífico homem, alto, bem feito… uma fisionomia de cavaleiro da Renascença .” (p.100) . Demasiadamente elegante para ser médico. “…repetição de adultérios …sob o bruto aguilhão da carne …”
  • 5. www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista O jantar do Hotel Central Alguns tipos: . Dâmaso: o chic parvónio . Cohen: o banqueiro representante da alta finança. . Alencar: representante da poesia ultra-romântica . Craft: rico e boémio, é o árbitro das elegâncias, coleccionador de bric-à-brac. ROMANTISMO vs NATURALISMO Tópico: o crime da Mouraria (pp.166-168) . Carlos: o romance como análise social. . Ega/Alencar: os dois extremos. . Carlos e Craft: a posição intermédia . Narrador heterodiegético / focalização interna: ironiza-se o romantismo de Alencar através de Ega ___________ . Alencar critica o poeta Craveiro e a Ideia Nova . Ega insulta Alencar . Critica à Crítica Literária em Portugal feita de: ataques pessoais, de calúnias e agressões físicas. (pp. 176-178) A RAÇA . A decadência e a piolhice dos liceus – EGA ou a valentia lusitana AS FINANÇAS E AS COLÓNIAS . A falência do país e as bestas . “Pratas dos Morgados para empenhar”
  • 6. www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista Outras personagens … . Condessa Gouvarinho Cabelos crespos e ruivos, nariz petulante, olhos escuros e brilhantes, pele clara, fina e doce; (p. 141) - Casada com o conde de Gouvarinho e filha de um comerciante inglês do Porto. Imoral e sem escrúpulos . Traí o marido, com Carlos, sem qualquer tipo de remorsos; - Carlos deixa-a, acaba por perceber que ela é uma mulher sem qualquer interesse, demasiado fútil. No final, depois de ter levado uma sova do marido, que descobriu a traição, tudo fica bem entre o casal. Palma Cavalão - Cavalão por alcunha: era baixo, gordo e sem pescoço. Director do jornal "A Corneta do Diabo“ - Símbolo do jornalismo de escândalo e corrupto É ele que publica um artigo injurioso contra Carlos por dinheiro, vendendo mais tarde, a tiragem desse número do jornal, uma vez mais por dinheiro. - Publica folhetins de baixo nível. Sousa Neto Deputado que representa os altos funcionários públicos. Inculto e defende a imitação do estrangeiro. Muitas vezes, por falta de cultura, coloca-se à margem das discussões, acatando todas as opiniões alheias, mesmo as mais absurdas. Rufino De retórica balofa e oca , faz-se ouvir no Sarau Literário do Teatro da Trindade, o que levou Ega a classificá-lo de "besta" e Carlos de "horroroso".
  • 7. www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista . Carlos recebe de Alencar informações sobre os seus antecedentes familiares maternos (pp. 165) Informação de grande Valor INDICIAL: Início da Intriga . Introdução em cena dos Castro Gomes e descrição de Maria Eduarda Castro Gomes, como uma deusa: (pp. 160-161) - Voz rica e lenta - Uma senhora alta, loira, com um véu muito apertado e muito escuro que realçava o esplendor da sua carnação ebúrnea - Com um passo soberana de deusa, maravilhosamente bem feita - Uma esplêndida mulher - Um ar casto e forte - Na grande luz dos seus olhos havia ao mesmo tempo alguma coisa de muito grave e doce… . A simbologia do sonho de Carlos: projecção do inconsciente . (p. 188)
  • 8. www.sebentadigital.com | Português 11ºano | A professora: Dina Baptista Escola Básica 2,3/S de Vale de Cambra Português – 11º ano (Turmas A, E e F) Bibliografia usada: CABRAL, Avelino, O Realismo – Eça de Queirós e “Os Maias”, Edições Sebenta, s/d. COSTA, José R., Eça de Queirós, Os Maias em análise – Antologia comentada, Porto Editora, 2005. FERNANDES, António, Augusto, A Síntese em Esquema - Análise Textual (Ensino Secundário) , Edições Asa, s/d. JACINTO, Conceição e LANÇA, Gabriela, Análise da Obra Os Maias , Eça de Queirós – Ensino Secundário, Porto Editora, 2006.