SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Centro de Ensino s Distância
Exercícios
01. (PUC - SP) Leia o período: "Vais encontrar o mundo, disse-me meu pai, à porta do
Ateneu."
Considerando a possibilidade de várias organizações sintáticas para os períodos compostos,
assinale a alternativa em que não há alteração de sentido em relação ao período acima
indicado:
a)Meu pai disse-me, à porta do Ateneu, que lá eu encontraria o mundo.
b) À porta do Ateneu, meu pai disse-me que lá eu teria de encontrar o mundo.
c) Disse-me meu pai, à porta do Ateneu, que somente lá eu encontraria o mundo.
d)Quando chegamos à porta do Ateneu, meu pai disse-me que lá eu precisaria encontrar o
mundo.
e)Ao chegarmos à porta do Ateneu, meu pai orientou-me para que lá eu encontrasse o
mundo.
RESPOSTA: A
02. (FATEC) "Ela insistiu:
- Me dá esse papel aí."
Na transposição da fala da personagem para o discurso indireto, a alternativa correta é:
a) Ela insistiu que desse aquele papel aí.
b) Ela insistiu em que me desse aquele papel ali.
c) Ela insistiu em que me desse aquele papel aí.
d) Ela insistiu por que lhe desse este papel aí.
65
e) Ela insistiu em que lhe desse aquele papel ali.
RESPOSTA: E
03. (FUVEST) A narração dos acontecimentos com que o leitor se defronta no romance
Dom Casmurro, de
Machado de Assis, se faz em primeira pessoa, portanto, do ponto de vista da
personagem Bentinho.
Seria, pois, correto dizer que ela se apresenta:
a) fiel aos fatos e perfeitamente adequada à realidade;
b) viciada pela perspectiva unilateral assumida pelo narrador;
c) perturbada pela interferência de Capitu que acaba por guiar o narrador;
d) isenta de quaisquer formas de interferência, pois visa à verdade;
e) indecisa entre o relato dos fatos e a impossibilidade de ordená-los.
RESPOSTA: B
04. (ITA) Assinale a alternativa que melhor complete o seguinte trecho:
No plano expressivo, a força da em provém
essencialmente de sua
capacidade de o episódio, fazendo da situação a
personagem,
tornando-a viva para o ouvinte, à maneira de uma cena de teatro o
narrador desempenha
66
a mera função de indicador de falas.
a) narração - discurso indireto - enfatizar - ressurgir - onde;
b) narração - discurso onisciente - vivificar - demonstrar-se - donde;
c) narração - discurso direto - atualizar - emergir - em que;
d) narração - discurso indireto livre - humanizar - imergir - na qual;
e) dissertação - discurso direto e indireto - dinamizar - protagonizar - em que.
RESPOSTA: C
05. (FUVEST) "Palmeiras perde o jogo e cabeça na Argentina." (O Estado de São Paulo,
31/03/94)
A alternativa em que o efeito expressivo decorre do mesmo expediente sintático e
semântico observado
acima é:
a) Foste aí pela estrada da vida, manquejando da perna e do amor.
b) Maria Luísa disse que era nervosa e mulher.
c) "(...) como quem se retira tarde do espetáculo. Tarde e aborrecido."
d) "O rato! o rato!" exclamou a moça afastando-se.
e) Peço-lhe desculpar-me e que não mencione mais esse fato.
RESPOSTA: A
67
06. (ESAN) "Impossível dar cabo daquela praga. Estirou os olhos pela campina, achou-se
isolado.
Sozinho num mundo coberto de penas, de aves que iam comê-lo. Pensou na mulher e
suspirou.
Coitada de Sinhá Vitória, novamente nos descampados, transportando o baú de
folha."
O narrador desse texto mistura-se de tal forma à personagem que dá a impressão de
que há diferença
entre eles. A personagem fala misturada à narração. Esse discurso é chamado:
a) discurso indireto livre
b) discurso direto
c) discurso indireto
d) discurso implícito
e) discurso explícito
RESPOSTA: A
7. (UFV) Considere o texto:
"O incidente que se vai narrar, e de que Antares foi teatro na sexta-feira 13 de
dezembro do
ano de 1963, tornou essa localidade conhecida e de certo modo famosa da noite
para o dia. (...)
68
Bem, mas não convém antecipar fatos nem ditos. Melhor será contar primeiro, de
maneira
tão sucinta e imparcial quanto possível, a história de Antares e de seus habitantes,
para que se
possa ter uma idéia mais clara do palco, do cenário e principalmente da personagens
principais, bem como da comparsaria, desse drama talvez inédito nos anais da
espécie
humana." (Érico Veríssimo)
Assinale a alternativa que evidencia o papel do narrador no fragmento acima:
a) O narrador tem senso prático, utilitário e quer transmitir uma experiência pessoal.
b) É um narrador introspectivo, que relata experiências que aconteceram no passado,
em 1963.
c) Em atitude semelhante à de um jornalista ou de um espectador, escreve para narrar o
que aconteceu
com x ou y em tal lugar ou tal hora.
d) Fala de maneira exemplar ao leitor, porque considera sua visão a mais correta.
e) É um narrador neutro, que não deixa o leitor perceber sua presença.
RESPOSTA: C
08. (UFV) Leia o trecho abaixo:
69
"Bem, é verdade que também eu não tenho piedade do meu personagem principal, a
nordestina: é um relato que desejo frio. (...) Não se trata apenas da narrativa, é antes
de tudo
vida primária que respira, respira, respira. (...) Como a nordestina, ha milhares de
moças
espalhadas por cortiços, vagas de cama num quarto, atrás de balcões trabalhando até
a estafa.
Não notam sequer que são facilmente substituíveis e que tanto existiriam como não
existiriam." (Clarice Lispector)
Em uma das alternativas abaixo, há um aspecto do livro de Clarice Lispector, A Hora da
Estrela,
presente no fragmento acima, que o aproxima do chamado "romance de 30", realizado
por escritores
como Graciliano Ramos e Rachel de Queiroz:
a) A preocupação excessiva com o próprio ato de narrar.
b) O intimismo da narrativa, que ignora os problemas sociais de seus personagens.
c) A construção de personagens que têm sua condição humana degradada por culpa do
meio e da
opressão.
d) A necessidade de provar que as ações humanas resultam do meio, da raça e do
momento.
e) A busca de traços peculiares da Região Nordeste.
70
RESPOSTA: C
9.(FAC. SERRA DOS ÓRGÃOS) A forma verbal que não alteraria o aspecto de durabilidade
no passado
expresso pela locução grifada neste enunciado do texto - "Tão comodamente que eu
estava lendo..." -
está indicada na opção:
a) lera
b) lia
c) leio
d) leria
e) li
RESPOSTA: B
10. (UNIFENAS) Com base no texto abaixo, indique a alternativa cujo elemento
estruturador da narrativa não foi interposto no episódio:
"Porque não quis pagar uma garrafa de cerveja, Pedro da Silva, pedreiro, de trinta
anos,
residente na rua Xavier, 25, Penha, matou ontem em Vigário Geral, o seu colega
Joaquim de
Oliveira."
a) o lugar
71
b) a época
c) as personagens
d) o fato
e) o modo
RESPOSTA: E
72

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17luisprista
 
Funcoes da linguagem enem
Funcoes da linguagem   enemFuncoes da linguagem   enem
Funcoes da linguagem enemEstude Mais
 
Intertextualidade: paródia e paráfrase
Intertextualidade:   paródia e paráfraseIntertextualidade:   paródia e paráfrase
Intertextualidade: paródia e paráfraseMarcia Facelli
 
Intertextualidade e linguagem Catia Delatorre
Intertextualidade e linguagem   Catia DelatorreIntertextualidade e linguagem   Catia Delatorre
Intertextualidade e linguagem Catia DelatorreCatia Delatorre
 
Gabarito 1o. bim português i
Gabarito 1o. bim   português iGabarito 1o. bim   português i
Gabarito 1o. bim português iLigia Amaral
 
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 93-94
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 93-94Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 93-94
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 93-94luisprista
 
Gabarito 3o. ano língua portuguesa 1 - 2o. bim
Gabarito 3o. ano   língua portuguesa 1 - 2o. bimGabarito 3o. ano   língua portuguesa 1 - 2o. bim
Gabarito 3o. ano língua portuguesa 1 - 2o. bimstjamesmkt
 
Questoes literatura prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏
Questoes literatura   prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏Questoes literatura   prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏
Questoes literatura prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏tamandarealfamanha
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7luisprista
 
Intertextualidade 20-11-2011-expositivas
Intertextualidade 20-11-2011-expositivasIntertextualidade 20-11-2011-expositivas
Intertextualidade 20-11-2011-expositivasHélide Maria
 
linguagens para o enem n 3
   linguagens para o  enem n  3   linguagens para o  enem n  3
linguagens para o enem n 3PATRICIA VIANA
 
Interpretação de texto iii
Interpretação de texto iiiInterpretação de texto iii
Interpretação de texto iiiHélio Araújo
 
Gabarito 1o. bim português ii
Gabarito 1o. bim   português iiGabarito 1o. bim   português ii
Gabarito 1o. bim português iiLigia Amaral
 
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 11
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 11Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 11
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 11luisprista
 
Terceira aplicação do enem 2014: Literatura
Terceira aplicação do enem 2014: LiteraturaTerceira aplicação do enem 2014: Literatura
Terceira aplicação do enem 2014: Literaturama.no.el.ne.ves
 

Mais procurados (20)

Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
 
Funcoes da linguagem enem
Funcoes da linguagem   enemFuncoes da linguagem   enem
Funcoes da linguagem enem
 
Intertextualidade: paródia e paráfrase
Intertextualidade:   paródia e paráfraseIntertextualidade:   paródia e paráfrase
Intertextualidade: paródia e paráfrase
 
Intertextualidade e linguagem Catia Delatorre
Intertextualidade e linguagem   Catia DelatorreIntertextualidade e linguagem   Catia Delatorre
Intertextualidade e linguagem Catia Delatorre
 
Gabarito 1o. bim português i
Gabarito 1o. bim   português iGabarito 1o. bim   português i
Gabarito 1o. bim português i
 
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 93-94
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 93-94Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 93-94
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 93-94
 
Gabarito 3o. ano língua portuguesa 1 - 2o. bim
Gabarito 3o. ano   língua portuguesa 1 - 2o. bimGabarito 3o. ano   língua portuguesa 1 - 2o. bim
Gabarito 3o. ano língua portuguesa 1 - 2o. bim
 
Questoes literatura prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏
Questoes literatura   prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏Questoes literatura   prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏
Questoes literatura prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7
 
Intertextualidade 20-11-2011-expositivas
Intertextualidade 20-11-2011-expositivasIntertextualidade 20-11-2011-expositivas
Intertextualidade 20-11-2011-expositivas
 
Aula intertextualidade
Aula intertextualidadeAula intertextualidade
Aula intertextualidade
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
linguagens para o enem n 3
   linguagens para o  enem n  3   linguagens para o  enem n  3
linguagens para o enem n 3
 
Interpretação de texto iii
Interpretação de texto iiiInterpretação de texto iii
Interpretação de texto iii
 
Gabarito 1o. bim português ii
Gabarito 1o. bim   português iiGabarito 1o. bim   português ii
Gabarito 1o. bim português ii
 
Simulado lit-prise 3 ok
Simulado lit-prise 3 okSimulado lit-prise 3 ok
Simulado lit-prise 3 ok
 
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 11
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 11Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 11
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 11
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
Terceira aplicação do enem 2014: Literatura
Terceira aplicação do enem 2014: LiteraturaTerceira aplicação do enem 2014: Literatura
Terceira aplicação do enem 2014: Literatura
 
Lição 3 - 1EM
Lição 3 - 1EMLição 3 - 1EM
Lição 3 - 1EM
 

Destaque

Aula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologiasAula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologiasSimulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologiasAula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologiasSimulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologiasAula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Simulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologiasSimulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Simulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologiasSimulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Livro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresaLivro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresaHomero Alves de Lima
 
09 aula valvulas da industria de petroleo
09 aula valvulas da industria de petroleo09 aula valvulas da industria de petroleo
09 aula valvulas da industria de petroleoHomero Alves de Lima
 
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologiasCaderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotelAula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotelHomero Alves de Lima
 
Aula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologiasAula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologiasAula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologiasAula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 09 auxiliar de mineração (métodos de lavra) lll
Aula 09 auxiliar de mineração (métodos de lavra) lllAula 09 auxiliar de mineração (métodos de lavra) lll
Aula 09 auxiliar de mineração (métodos de lavra) lllHomero Alves de Lima
 
Aula 07 auxiliar de mineração (métodos de lavra) l
Aula 07 auxiliar de mineração (métodos de  lavra) lAula 07 auxiliar de mineração (métodos de  lavra) l
Aula 07 auxiliar de mineração (métodos de lavra) lHomero Alves de Lima
 

Destaque (20)

Aula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologiasAula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologias
 
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologiasSimulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
 
Aula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologiasAula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologias
 
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologiasSimulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologias
 
Aula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologiasAula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologias
 
Simulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologiasSimulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologias
 
Simulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologiasSimulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologias
 
Sumulando uma prova do enem
Sumulando uma prova do enemSumulando uma prova do enem
Sumulando uma prova do enem
 
Livro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresaLivro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresa
 
09 aula valvulas da industria de petroleo
09 aula valvulas da industria de petroleo09 aula valvulas da industria de petroleo
09 aula valvulas da industria de petroleo
 
Aula 01 redação
Aula 01 redaçãoAula 01 redação
Aula 01 redação
 
Aula 02 redação
Aula 02 redaçãoAula 02 redação
Aula 02 redação
 
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologiasCaderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
 
Aula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotelAula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotel
 
Aula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologiasAula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologiasAula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologiasAula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 09 auxiliar de mineração (métodos de lavra) lll
Aula 09 auxiliar de mineração (métodos de lavra) lllAula 09 auxiliar de mineração (métodos de lavra) lll
Aula 09 auxiliar de mineração (métodos de lavra) lll
 
Aula 07 auxiliar de mineração (métodos de lavra) l
Aula 07 auxiliar de mineração (métodos de  lavra) lAula 07 auxiliar de mineração (métodos de  lavra) l
Aula 07 auxiliar de mineração (métodos de lavra) l
 
Conteúdo programático redação
Conteúdo programático redaçãoConteúdo programático redação
Conteúdo programático redação
 

Semelhante a Caderno de ecercícios de redação

Realismo e naturalismo
Realismo e naturalismoRealismo e naturalismo
Realismo e naturalismoLuizBraz9
 
Banco de questões e soluções de língua portuguesa
Banco de questões e soluções de língua portuguesaBanco de questões e soluções de língua portuguesa
Banco de questões e soluções de língua portuguesaotsciepalexandrecarvalho
 
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docx
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docxAvaliação 1 - formatada para o aluno.docx
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docxSAMARASILVANOGUEIRAP
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1gsbq
 
Revisão literatura - realismo - naturalismo
Revisão   literatura - realismo - naturalismoRevisão   literatura - realismo - naturalismo
Revisão literatura - realismo - naturalismojasonrplima
 
4 exercicios barroco-literatura_portugues
4   exercicios barroco-literatura_portugues4   exercicios barroco-literatura_portugues
4 exercicios barroco-literatura_portuguesjasonrplima
 
Simulado de literatura brasileira
Simulado de literatura brasileiraSimulado de literatura brasileira
Simulado de literatura brasileiraJesrayne Nascimento
 
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 19
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 19ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 19
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 19luisprista
 
Modernismo geração de 45: Clarice Lispector e Guimarães Rosa
Modernismo geração de 45: Clarice Lispector e Guimarães RosaModernismo geração de 45: Clarice Lispector e Guimarães Rosa
Modernismo geração de 45: Clarice Lispector e Guimarães RosaTamara Amaral
 
Redacao 8serie-ef
Redacao 8serie-efRedacao 8serie-ef
Redacao 8serie-efsachagomes
 
Revisando o realismo e o naturalismo, 02
Revisando o realismo e o naturalismo, 02Revisando o realismo e o naturalismo, 02
Revisando o realismo e o naturalismo, 02ma.no.el.ne.ves
 
FICHA - FUNÇÕES DA LINGUAGEM - Gabarito.pdf
FICHA - FUNÇÕES DA LINGUAGEM - Gabarito.pdfFICHA - FUNÇÕES DA LINGUAGEM - Gabarito.pdf
FICHA - FUNÇÕES DA LINGUAGEM - Gabarito.pdfNatália Moura
 
Lista de exercícios 2º ano em literatura
Lista de exercícios 2º ano em literaturaLista de exercícios 2º ano em literatura
Lista de exercícios 2º ano em literaturaDaniela Gimael
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139luisprista
 

Semelhante a Caderno de ecercícios de redação (20)

Realismo e naturalismo
Realismo e naturalismoRealismo e naturalismo
Realismo e naturalismo
 
Banco de questões e soluções de língua portuguesa
Banco de questões e soluções de língua portuguesaBanco de questões e soluções de língua portuguesa
Banco de questões e soluções de língua portuguesa
 
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docx
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docxAvaliação 1 - formatada para o aluno.docx
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docx
 
Live broo
Live brooLive broo
Live broo
 
Prova de arte
Prova de arteProva de arte
Prova de arte
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
Revisão literatura - realismo - naturalismo
Revisão   literatura - realismo - naturalismoRevisão   literatura - realismo - naturalismo
Revisão literatura - realismo - naturalismo
 
4 exercicios barroco-literatura_portugues
4   exercicios barroco-literatura_portugues4   exercicios barroco-literatura_portugues
4 exercicios barroco-literatura_portugues
 
Simulado de literatura brasileira
Simulado de literatura brasileiraSimulado de literatura brasileira
Simulado de literatura brasileira
 
Funcoes da linguagem atividades
Funcoes da linguagem atividadesFuncoes da linguagem atividades
Funcoes da linguagem atividades
 
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 19
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 19ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 19
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 19
 
Projetovestibular
ProjetovestibularProjetovestibular
Projetovestibular
 
Modernismo geração de 45: Clarice Lispector e Guimarães Rosa
Modernismo geração de 45: Clarice Lispector e Guimarães RosaModernismo geração de 45: Clarice Lispector e Guimarães Rosa
Modernismo geração de 45: Clarice Lispector e Guimarães Rosa
 
Questões de portugues
Questões de portuguesQuestões de portugues
Questões de portugues
 
Redacao 8serie-ef
Redacao 8serie-efRedacao 8serie-ef
Redacao 8serie-ef
 
Enem literatura
Enem  literaturaEnem  literatura
Enem literatura
 
Revisando o realismo e o naturalismo, 02
Revisando o realismo e o naturalismo, 02Revisando o realismo e o naturalismo, 02
Revisando o realismo e o naturalismo, 02
 
FICHA - FUNÇÕES DA LINGUAGEM - Gabarito.pdf
FICHA - FUNÇÕES DA LINGUAGEM - Gabarito.pdfFICHA - FUNÇÕES DA LINGUAGEM - Gabarito.pdf
FICHA - FUNÇÕES DA LINGUAGEM - Gabarito.pdf
 
Lista de exercícios 2º ano em literatura
Lista de exercícios 2º ano em literaturaLista de exercícios 2º ano em literatura
Lista de exercícios 2º ano em literatura
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
 

Mais de Homero Alves de Lima

Aula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologiasAula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologiasAula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 01 de matemática e suas tecnologias
Aula 01 de matemática e suas tecnologiasAula 01 de matemática e suas tecnologias
Aula 01 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Conteúdo programático matemática e suas tecnologias
Conteúdo programático matemática e suas tecnologiasConteúdo programático matemática e suas tecnologias
Conteúdo programático matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Caderno de exercícios de linguagens – códigos e suas tecnologias
Caderno de exercícios de linguagens – códigos e suas tecnologiasCaderno de exercícios de linguagens – códigos e suas tecnologias
Caderno de exercícios de linguagens – códigos e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 09 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 09 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 09 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 09 de linguagens e códigos e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 08 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 08 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 08 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 08 de linguagens e códigos e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 07 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 07 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 07 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 07 de linguagens e códigos e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 06 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 06 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 06 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 06 de linguagens e códigos e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 04 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 04 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 04 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 04 de linguagens e códigos e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 03 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 03 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 03 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 03 de linguagens e códigos e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 02 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 02 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 02 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 02 de linguagens e códigos e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 

Mais de Homero Alves de Lima (13)

Aula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologiasAula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologiasAula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 01 de matemática e suas tecnologias
Aula 01 de matemática e suas tecnologiasAula 01 de matemática e suas tecnologias
Aula 01 de matemática e suas tecnologias
 
Conteúdo programático matemática e suas tecnologias
Conteúdo programático matemática e suas tecnologiasConteúdo programático matemática e suas tecnologias
Conteúdo programático matemática e suas tecnologias
 
Caderno de exercícios de linguagens – códigos e suas tecnologias
Caderno de exercícios de linguagens – códigos e suas tecnologiasCaderno de exercícios de linguagens – códigos e suas tecnologias
Caderno de exercícios de linguagens – códigos e suas tecnologias
 
Aula 09 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 09 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 09 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 09 de linguagens e códigos e suas tecnologias
 
Aula 08 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 08 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 08 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 08 de linguagens e códigos e suas tecnologias
 
Aula 07 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 07 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 07 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 07 de linguagens e códigos e suas tecnologias
 
Aula 06 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 06 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 06 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 06 de linguagens e códigos e suas tecnologias
 
Aula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 05 de linguagens e códigos e suas tecnologias
 
Aula 04 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 04 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 04 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 04 de linguagens e códigos e suas tecnologias
 
Aula 03 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 03 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 03 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 03 de linguagens e códigos e suas tecnologias
 
Aula 02 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 02 de linguagens e códigos e suas tecnologiasAula 02 de linguagens e códigos e suas tecnologias
Aula 02 de linguagens e códigos e suas tecnologias
 

Último

EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )MayaraDaSilvaAssis
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docCarolineWaitman
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfGisellySobral
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 

Último (20)

Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 

Caderno de ecercícios de redação

  • 1. Centro de Ensino s Distância
  • 2. Exercícios 01. (PUC - SP) Leia o período: "Vais encontrar o mundo, disse-me meu pai, à porta do Ateneu." Considerando a possibilidade de várias organizações sintáticas para os períodos compostos, assinale a alternativa em que não há alteração de sentido em relação ao período acima indicado: a)Meu pai disse-me, à porta do Ateneu, que lá eu encontraria o mundo. b) À porta do Ateneu, meu pai disse-me que lá eu teria de encontrar o mundo. c) Disse-me meu pai, à porta do Ateneu, que somente lá eu encontraria o mundo. d)Quando chegamos à porta do Ateneu, meu pai disse-me que lá eu precisaria encontrar o mundo. e)Ao chegarmos à porta do Ateneu, meu pai orientou-me para que lá eu encontrasse o mundo. RESPOSTA: A 02. (FATEC) "Ela insistiu: - Me dá esse papel aí." Na transposição da fala da personagem para o discurso indireto, a alternativa correta é: a) Ela insistiu que desse aquele papel aí. b) Ela insistiu em que me desse aquele papel ali. c) Ela insistiu em que me desse aquele papel aí. d) Ela insistiu por que lhe desse este papel aí. 65
  • 3. e) Ela insistiu em que lhe desse aquele papel ali. RESPOSTA: E 03. (FUVEST) A narração dos acontecimentos com que o leitor se defronta no romance Dom Casmurro, de Machado de Assis, se faz em primeira pessoa, portanto, do ponto de vista da personagem Bentinho. Seria, pois, correto dizer que ela se apresenta: a) fiel aos fatos e perfeitamente adequada à realidade; b) viciada pela perspectiva unilateral assumida pelo narrador; c) perturbada pela interferência de Capitu que acaba por guiar o narrador; d) isenta de quaisquer formas de interferência, pois visa à verdade; e) indecisa entre o relato dos fatos e a impossibilidade de ordená-los. RESPOSTA: B 04. (ITA) Assinale a alternativa que melhor complete o seguinte trecho: No plano expressivo, a força da em provém essencialmente de sua capacidade de o episódio, fazendo da situação a personagem, tornando-a viva para o ouvinte, à maneira de uma cena de teatro o narrador desempenha 66
  • 4. a mera função de indicador de falas. a) narração - discurso indireto - enfatizar - ressurgir - onde; b) narração - discurso onisciente - vivificar - demonstrar-se - donde; c) narração - discurso direto - atualizar - emergir - em que; d) narração - discurso indireto livre - humanizar - imergir - na qual; e) dissertação - discurso direto e indireto - dinamizar - protagonizar - em que. RESPOSTA: C 05. (FUVEST) "Palmeiras perde o jogo e cabeça na Argentina." (O Estado de São Paulo, 31/03/94) A alternativa em que o efeito expressivo decorre do mesmo expediente sintático e semântico observado acima é: a) Foste aí pela estrada da vida, manquejando da perna e do amor. b) Maria Luísa disse que era nervosa e mulher. c) "(...) como quem se retira tarde do espetáculo. Tarde e aborrecido." d) "O rato! o rato!" exclamou a moça afastando-se. e) Peço-lhe desculpar-me e que não mencione mais esse fato. RESPOSTA: A 67
  • 5. 06. (ESAN) "Impossível dar cabo daquela praga. Estirou os olhos pela campina, achou-se isolado. Sozinho num mundo coberto de penas, de aves que iam comê-lo. Pensou na mulher e suspirou. Coitada de Sinhá Vitória, novamente nos descampados, transportando o baú de folha." O narrador desse texto mistura-se de tal forma à personagem que dá a impressão de que há diferença entre eles. A personagem fala misturada à narração. Esse discurso é chamado: a) discurso indireto livre b) discurso direto c) discurso indireto d) discurso implícito e) discurso explícito RESPOSTA: A 7. (UFV) Considere o texto: "O incidente que se vai narrar, e de que Antares foi teatro na sexta-feira 13 de dezembro do ano de 1963, tornou essa localidade conhecida e de certo modo famosa da noite para o dia. (...) 68
  • 6. Bem, mas não convém antecipar fatos nem ditos. Melhor será contar primeiro, de maneira tão sucinta e imparcial quanto possível, a história de Antares e de seus habitantes, para que se possa ter uma idéia mais clara do palco, do cenário e principalmente da personagens principais, bem como da comparsaria, desse drama talvez inédito nos anais da espécie humana." (Érico Veríssimo) Assinale a alternativa que evidencia o papel do narrador no fragmento acima: a) O narrador tem senso prático, utilitário e quer transmitir uma experiência pessoal. b) É um narrador introspectivo, que relata experiências que aconteceram no passado, em 1963. c) Em atitude semelhante à de um jornalista ou de um espectador, escreve para narrar o que aconteceu com x ou y em tal lugar ou tal hora. d) Fala de maneira exemplar ao leitor, porque considera sua visão a mais correta. e) É um narrador neutro, que não deixa o leitor perceber sua presença. RESPOSTA: C 08. (UFV) Leia o trecho abaixo: 69
  • 7. "Bem, é verdade que também eu não tenho piedade do meu personagem principal, a nordestina: é um relato que desejo frio. (...) Não se trata apenas da narrativa, é antes de tudo vida primária que respira, respira, respira. (...) Como a nordestina, ha milhares de moças espalhadas por cortiços, vagas de cama num quarto, atrás de balcões trabalhando até a estafa. Não notam sequer que são facilmente substituíveis e que tanto existiriam como não existiriam." (Clarice Lispector) Em uma das alternativas abaixo, há um aspecto do livro de Clarice Lispector, A Hora da Estrela, presente no fragmento acima, que o aproxima do chamado "romance de 30", realizado por escritores como Graciliano Ramos e Rachel de Queiroz: a) A preocupação excessiva com o próprio ato de narrar. b) O intimismo da narrativa, que ignora os problemas sociais de seus personagens. c) A construção de personagens que têm sua condição humana degradada por culpa do meio e da opressão. d) A necessidade de provar que as ações humanas resultam do meio, da raça e do momento. e) A busca de traços peculiares da Região Nordeste. 70
  • 8. RESPOSTA: C 9.(FAC. SERRA DOS ÓRGÃOS) A forma verbal que não alteraria o aspecto de durabilidade no passado expresso pela locução grifada neste enunciado do texto - "Tão comodamente que eu estava lendo..." - está indicada na opção: a) lera b) lia c) leio d) leria e) li RESPOSTA: B 10. (UNIFENAS) Com base no texto abaixo, indique a alternativa cujo elemento estruturador da narrativa não foi interposto no episódio: "Porque não quis pagar uma garrafa de cerveja, Pedro da Silva, pedreiro, de trinta anos, residente na rua Xavier, 25, Penha, matou ontem em Vigário Geral, o seu colega Joaquim de Oliveira." a) o lugar 71
  • 9. b) a época c) as personagens d) o fato e) o modo RESPOSTA: E 72