SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁHOSPITAL UNIVERSITÁRIO JOÃO DE BARROS BARRETORESIDÊNCIA MÉDICA EM PNEUMOLOGIA E TISIOLOGIA Fisiologia do Sistema Respiratório AULA 4 – VENTILAÇÃO/PERFUSÃO   Odilton C. S. de Amaral
Fisiologia Respiratória Ventilação Difusão Fluxo de sangue, dissociação e metabolismo Relação de Ventilação-perfusão Transporte do Gás Mecanismo da Respiração
RELAÇÃO DE VENTILAÇÃO-PERFUSÃO
Ventilação-perfusão (V/Q)  “é a razão existente entre a quantidade de ventilação e a quantidade de sangue que chega a esse pulmão , tendo como valores normais por volta de 0,8  a < 1” 		“ mede a funcionalidade do sistema respiratório” 		“O equilíbrio entre a ventilação (V) e o fluxo sanguíneo (Q) nas várias regiões do pulmão é essencial para troca gasosa adequada”
Introdução Troca gasosa ideal - volume de ar que entra no alvéolo (V) próximo ao volume de sangue (Q) que passa através do pulmão; Relação ventilação/perfusão (índice V/Q); Pulmão normal - relação deve estar abaixo de 1;                                    pulmão não é todo ventilado a cada inspiração;
Introdução  A relação ventilação/perfusão ideal é 1 ou seja V=P.A relação V/P no pulmão todo é cerca de 0,8.  Distribuição da ventilação: a ventilação é maior na base pulmonar e vai decrescendo em direção ao ápice.                                                           
V/Q Alterações na relação:  Índice V/Q ALTO –  ventilação é alta e o fluxo sangüíneo é baixo, produz aumento de espaço morto , produzindo hipoxemia e hipercapnia .  Índice V/Q BAIXO – ventilação baixa e o fluxo sangüíneo alto,shunt intrapulmonar, pode produzir uma hipoxemia com ou sem hipercapnia .  Índice V/Q NULA - não há nem ventilação e nem perfusão sanguínea.
HIPOXEMIA Hipoventilação Limitação da difusão Shunt Desequilíbrio entre ventilação-perfusão
AR ALVEOLAR Comparação da composição do ar alveolar com  o ar atmosférico
TRANSPORTE DE O2 Redução de PO2 da atmosfera para mitocondrias. PO2 ar inspirado 150mmHg PO2 no alvéolo cai.  PO2 do gás alveolar= remoção de O2 pelo capilar X renovação contínua Ventilação alveolar Variações em torno de 3 mmHg,  porém é contínuo.  Taxa de remoção de O2 do pulmão é comandada pelo consumo de 02 nos tecidos  A PO2 alveolar é determinada pelo nível de ventilação pulmonar PULMÃO PERFEITO = PO2  do sangue arterial seria a mesma do gás alveolar.
Hipoventilação PO2 ALVEOLAR =>  taxa de remoção de O2 do sangue e a renovação de O2 ventilação alveolar ; Ventilação alveolar baixa => PO2 alveolar cai e PCO2 eleva. Causas: morfina e barbitúricos; SEMPRE: ↑ PCO2 ALVEOLAR E PCO2 ARTERIAL;                          ↓ PO2 ALVEOLAR E ARTERIAL Revertida adicionando O2 na inspiração.
HIPOXEMIA Hipoventilação Limitação da difusão Shunt Desequilíbrio entre ventilação-perfusão
Difusão e Shunt  PO2 do sangue nunca se iguala a do gás alveolar; Diferença incalculavelmente pequena resultante da difusão incompleta do gás; A diferença pode se tornar maior: Exercício Espessamento da membrana alvélo-capilar Inalação de mistura pobre em O2.
DIFUSÃO  Transferência de O2 para tecidos Depressão de PO2 arterial por difusão e shunt
Difusão e Shunt Outra razão PO2 art ≤ PO2 gás alveolar; Sangue desviado shunt: “Sangue que entra no sistema arterial sem passar pelas áreas ventiladas do pulmão” Sangue da aa. Brônquica é coletado pelas veias pulmonares após perfusão nos brônquios e redução de O2; Peq. Qtde de sangue coronariano que drena direto p/ VE pelas veias cardíacas mínimas; O efeito dessa adição é a ↓ PO2 arterial.
SHUNT “Uma caracteristíca importante do shunt é a impossibilidade de abolir a hipoxemiapor meio de fornecimento de O2 a 100%, pois o sangue desviado que contorna os alvéolos ventilados nunca é exposto a PO2 alveolar mais alta, continuando ,portanto, a reduzir a PO2 arterial”  Teste diagnóstico útil?
Ventilação-perfusão Mais comum causa de hipoxemia; Desequilíbrio=>transferência de gases comprometida; ,[object Object],[object Object]
Ponto venoso misto – PO2 40 e PCO2 45 Composição normal do gás alveolar PO2 100 e PCO2 40 Ponto de inspiração I – PO2 150 e PCO2 0 Diagrama O2-CO2  e linha da relação ventilação perfusão.
Troca gasosa regional no pulmão Ventilação  aumenta lentamente A=>B Fluxo c/ mais rapidez
Troca gasosa no pulmão V/Q alta no  ápice  e baixa na base V/Q alta=> PO2 alta e PCO2 baixa. PO2 elevada ápice => Tbc
Troca gasosa do pulmão V/Q PO2 PCO2 PH
Desequilíbrio Ventilação-perfusão Altera a troca gasosa?captação de O2 e eliminação de CO2? V/Q desigual não consegue manter PO2 arterial alta PCO2 tão baixa  quanto pulmão homogêneo sadio; Ventilação e fluxo sanguíneos desiguais resultam em redução de PO2 arterial; Em geral: hipoxemia e hipercapnia. Incremento de ventilação corrige a PCO2; Hipoxemia não (curva de dissociação de O2) ;
Desequilíbrio Ventilação-perfusão Alguns pacientes c/ V/Q ALTERADA apresentam PCO2 arterial normal; Quimiorreceptores percebem ↑ PCO2 alveolar => estímulo ventilatório (aula 6 ) => normaliza PCO2 arterial pelo incremento de V. As unidades Pulmonares com V/Q ALTA são ineficientes na eliminação de CO2; Incremento = Ventilação desperdiçada = ESPAÇO MORTO ALVEOLAR.
Distribuição das relações ventilação-perfusão Infusão em veia periférica; Mistura de gases inertes c/ variada solubilidade; Medição das concentrações dos gases no sangue arterial e no gás expirado; Usada mais em pesquisa do que em lab. Função pulmonar.
Distribuição das relações ventilação-perfusão Pessoa jovem  normal Dispersão estreita  e ausência de shunt.; Toda  V e Q se aproximam do V/Q normal(1,0); Não há fluxo p/ seção não ventilada;
Distribuição das relações ventilação-perfusão Adulto DPOC Considerável fluxo p/ seção  V/Q entre 0,03 e 0,3 Sangue  pouco oxigenado irá reduzir a PO2 arterial Hipoxemia arterial e PCO2 arterial normal.
FIM Acessem a aula no Blog da Pneumologia: http://residenciapneumologiahujbb.wordpress.com.br/
Aula 04 de fisiologia   ventilação-perfusão

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)Gustavo Oliveira
 
Fisiologia Humana 5 - Sistema Cardiovascular
Fisiologia Humana 5 - Sistema CardiovascularFisiologia Humana 5 - Sistema Cardiovascular
Fisiologia Humana 5 - Sistema CardiovascularHerbert Santana
 
Fisiologia sistema respiratório
Fisiologia sistema respiratórioFisiologia sistema respiratório
Fisiologia sistema respiratórioRaul Tomé
 
Propedêutica torácica
Propedêutica torácicaPropedêutica torácica
Propedêutica torácicapauloalambert
 
Insuficiencia respiratória
Insuficiencia respiratóriaInsuficiencia respiratória
Insuficiencia respiratóriapauloalambert
 
Fisiologia cardiaca 2015
Fisiologia cardiaca 2015Fisiologia cardiaca 2015
Fisiologia cardiaca 2015resenfe2013
 
Doenças do sistema respiratório
Doenças do sistema respiratórioDoenças do sistema respiratório
Doenças do sistema respiratórioAroldo Gavioli
 
Atelectasias e pneumotrax
Atelectasias e pneumotraxAtelectasias e pneumotrax
Atelectasias e pneumotraxFlávia Salame
 
Gasometria Arterial
Gasometria ArterialGasometria Arterial
Gasometria Arterialresenfe2013
 
Fisiologia ventilação
Fisiologia ventilaçãoFisiologia ventilação
Fisiologia ventilaçãoFlávia Salame
 
Fisiologia Humana 7 - Sistema Respiratório
Fisiologia Humana 7 - Sistema RespiratórioFisiologia Humana 7 - Sistema Respiratório
Fisiologia Humana 7 - Sistema RespiratórioHerbert Santana
 
Propedêutica pulmonar
Propedêutica pulmonarPropedêutica pulmonar
Propedêutica pulmonardapab
 
Avaliação Respiratória
Avaliação RespiratóriaAvaliação Respiratória
Avaliação Respiratóriaresenfe2013
 
Cópia de semiologia do tórax
Cópia de semiologia do tóraxCópia de semiologia do tórax
Cópia de semiologia do tóraxJucie Vasconcelos
 
Aula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio andAula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio and91271579
 

Mais procurados (20)

Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
 
Fisiologia Humana 5 - Sistema Cardiovascular
Fisiologia Humana 5 - Sistema CardiovascularFisiologia Humana 5 - Sistema Cardiovascular
Fisiologia Humana 5 - Sistema Cardiovascular
 
Fisiologia sistema respiratório
Fisiologia sistema respiratórioFisiologia sistema respiratório
Fisiologia sistema respiratório
 
Propedêutica torácica
Propedêutica torácicaPropedêutica torácica
Propedêutica torácica
 
Insuficiencia respiratória
Insuficiencia respiratóriaInsuficiencia respiratória
Insuficiencia respiratória
 
Fisiologia cardiaca 2015
Fisiologia cardiaca 2015Fisiologia cardiaca 2015
Fisiologia cardiaca 2015
 
Doenças do sistema respiratório
Doenças do sistema respiratórioDoenças do sistema respiratório
Doenças do sistema respiratório
 
Atelectasias e pneumotrax
Atelectasias e pneumotraxAtelectasias e pneumotrax
Atelectasias e pneumotrax
 
Gasometria Arterial
Gasometria ArterialGasometria Arterial
Gasometria Arterial
 
A Fisiologia Do Sistema RespiratóRio
A Fisiologia Do Sistema RespiratóRioA Fisiologia Do Sistema RespiratóRio
A Fisiologia Do Sistema RespiratóRio
 
Fisiologia ventilação
Fisiologia ventilaçãoFisiologia ventilação
Fisiologia ventilação
 
Fisiologia Humana 7 - Sistema Respiratório
Fisiologia Humana 7 - Sistema RespiratórioFisiologia Humana 7 - Sistema Respiratório
Fisiologia Humana 7 - Sistema Respiratório
 
Propedêutica pulmonar
Propedêutica pulmonarPropedêutica pulmonar
Propedêutica pulmonar
 
Avaliação Respiratória
Avaliação RespiratóriaAvaliação Respiratória
Avaliação Respiratória
 
Interpretação de curvas e loops em ventilação mecânica
Interpretação de curvas e loops em ventilação mecânicaInterpretação de curvas e loops em ventilação mecânica
Interpretação de curvas e loops em ventilação mecânica
 
Ventilação Mecânica Básica
Ventilação Mecânica Básica Ventilação Mecânica Básica
Ventilação Mecânica Básica
 
Cópia de semiologia do tórax
Cópia de semiologia do tóraxCópia de semiologia do tórax
Cópia de semiologia do tórax
 
Capnografia
CapnografiaCapnografia
Capnografia
 
Aula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio andAula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio and
 
O que é PICO e Pico?
O que é PICO e Pico?O que é PICO e Pico?
O que é PICO e Pico?
 

Semelhante a Aula 04 de fisiologia ventilação-perfusão

Relações ventilação perfusão
Relações ventilação   perfusãoRelações ventilação   perfusão
Relações ventilação perfusãoMaíra Cerqueira
 
7 insuficiencia respiratoria
7 insuficiencia respiratoria7 insuficiencia respiratoria
7 insuficiencia respiratoriaFlávia Salame
 
Respiracao durante exercicio2
Respiracao durante exercicio2Respiracao durante exercicio2
Respiracao durante exercicio2Pelo Siro
 
Gasometria arterial fisioterapia
Gasometria arterial fisioterapiaGasometria arterial fisioterapia
Gasometria arterial fisioterapiaFelipe Bezerril
 
Gasometria arterial artigo
Gasometria arterial artigoGasometria arterial artigo
Gasometria arterial artigoedcarla1601
 
Artigo - Entendendo melhor a IPpA-1.pdf
Artigo - Entendendo melhor a IPpA-1.pdfArtigo - Entendendo melhor a IPpA-1.pdf
Artigo - Entendendo melhor a IPpA-1.pdfFrancisco Junior
 
4. Insuficiência Respiratória ALUNOS UTI.pptx
4. Insuficiência Respiratória ALUNOS UTI.pptx4. Insuficiência Respiratória ALUNOS UTI.pptx
4. Insuficiência Respiratória ALUNOS UTI.pptxDouglasRodrigues823281
 
7 insuficiencia respiratoria
7 insuficiencia respiratoria7 insuficiencia respiratoria
7 insuficiencia respiratorialima10
 
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...Laiz Cristina
 
Sistema Respiratório
Sistema RespiratórioSistema Respiratório
Sistema RespiratórioJane Saint
 
Sistema respiratório e renal_Antônio
Sistema respiratório e renal_AntônioSistema respiratório e renal_Antônio
Sistema respiratório e renal_AntônioMarcia Regina
 
6706651 sistema-respiratorio
6706651 sistema-respiratorio6706651 sistema-respiratorio
6706651 sistema-respiratoriohugoasousa
 
FISIOLOGIA RESPIRATÓRIA - uma aula para aprender
FISIOLOGIA RESPIRATÓRIA - uma aula para aprenderFISIOLOGIA RESPIRATÓRIA - uma aula para aprender
FISIOLOGIA RESPIRATÓRIA - uma aula para aprenderdeawlopes1
 
patologia DO SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
patologia DO SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptxpatologia DO SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
patologia DO SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptxMarcelaTessalia
 

Semelhante a Aula 04 de fisiologia ventilação-perfusão (20)

Relações ventilação perfusão
Relações ventilação   perfusãoRelações ventilação   perfusão
Relações ventilação perfusão
 
7 insuficiencia respiratoria
7 insuficiencia respiratoria7 insuficiencia respiratoria
7 insuficiencia respiratoria
 
SDRA .pdf
SDRA .pdfSDRA .pdf
SDRA .pdf
 
Respiracao durante exercicio2
Respiracao durante exercicio2Respiracao durante exercicio2
Respiracao durante exercicio2
 
Respiracao durante exercicio2
Respiracao durante exercicio2Respiracao durante exercicio2
Respiracao durante exercicio2
 
Gasometria arterial fisioterapia
Gasometria arterial fisioterapiaGasometria arterial fisioterapia
Gasometria arterial fisioterapia
 
Gasometria arterial artigo
Gasometria arterial artigoGasometria arterial artigo
Gasometria arterial artigo
 
Artigo - Entendendo melhor a IPpA-1.pdf
Artigo - Entendendo melhor a IPpA-1.pdfArtigo - Entendendo melhor a IPpA-1.pdf
Artigo - Entendendo melhor a IPpA-1.pdf
 
4. Insuficiência Respiratória ALUNOS UTI.pptx
4. Insuficiência Respiratória ALUNOS UTI.pptx4. Insuficiência Respiratória ALUNOS UTI.pptx
4. Insuficiência Respiratória ALUNOS UTI.pptx
 
7 insuficiencia respiratoria
7 insuficiencia respiratoria7 insuficiencia respiratoria
7 insuficiencia respiratoria
 
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
 
Sistema Respiratório
Sistema RespiratórioSistema Respiratório
Sistema Respiratório
 
Sistema respiratório e renal_Antônio
Sistema respiratório e renal_AntônioSistema respiratório e renal_Antônio
Sistema respiratório e renal_Antônio
 
6706651 sistema-respiratorio
6706651 sistema-respiratorio6706651 sistema-respiratorio
6706651 sistema-respiratorio
 
Gasometria arterial
Gasometria arterialGasometria arterial
Gasometria arterial
 
Gasometria arterial
Gasometria arterialGasometria arterial
Gasometria arterial
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Fisiologia do pulmão
Fisiologia do pulmãoFisiologia do pulmão
Fisiologia do pulmão
 
FISIOLOGIA RESPIRATÓRIA - uma aula para aprender
FISIOLOGIA RESPIRATÓRIA - uma aula para aprenderFISIOLOGIA RESPIRATÓRIA - uma aula para aprender
FISIOLOGIA RESPIRATÓRIA - uma aula para aprender
 
patologia DO SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
patologia DO SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptxpatologia DO SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
patologia DO SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
 

Mais de Flávia Salame

TCAR de tórax: Princípios Básicos
TCAR de tórax: Princípios BásicosTCAR de tórax: Princípios Básicos
TCAR de tórax: Princípios BásicosFlávia Salame
 
Insuficiência Respiratória
Insuficiência RespiratóriaInsuficiência Respiratória
Insuficiência RespiratóriaFlávia Salame
 
Doenças Ocupacionais Pulmonares
Doenças Ocupacionais PulmonaresDoenças Ocupacionais Pulmonares
Doenças Ocupacionais PulmonaresFlávia Salame
 
Pneumopatias Intersticiais
Pneumopatias IntersticiaisPneumopatias Intersticiais
Pneumopatias IntersticiaisFlávia Salame
 
Lesão Cavitária Pulmonar em paciente SIDA
Lesão Cavitária Pulmonar em paciente SIDALesão Cavitária Pulmonar em paciente SIDA
Lesão Cavitária Pulmonar em paciente SIDAFlávia Salame
 
Teste Xpert para diagnóstico da Tuberculose
Teste Xpert para diagnóstico da TuberculoseTeste Xpert para diagnóstico da Tuberculose
Teste Xpert para diagnóstico da TuberculoseFlávia Salame
 
Distúrbios Respiratórios do Sono
Distúrbios Respiratórios do SonoDistúrbios Respiratórios do Sono
Distúrbios Respiratórios do SonoFlávia Salame
 
Gasometria Arterial- Distúrbios do Equilíbrio Ácido-base
Gasometria Arterial- Distúrbios do Equilíbrio Ácido-baseGasometria Arterial- Distúrbios do Equilíbrio Ácido-base
Gasometria Arterial- Distúrbios do Equilíbrio Ácido-baseFlávia Salame
 
Distúrbios do equilíbrio ácido-básico
Distúrbios do equilíbrio ácido-básicoDistúrbios do equilíbrio ácido-básico
Distúrbios do equilíbrio ácido-básicoFlávia Salame
 
Manual de Prescrição Médica
Manual de Prescrição MédicaManual de Prescrição Médica
Manual de Prescrição MédicaFlávia Salame
 
Guia Antimicrobianos do HUPE - EURJ - 2010
Guia Antimicrobianos do HUPE - EURJ - 2010Guia Antimicrobianos do HUPE - EURJ - 2010
Guia Antimicrobianos do HUPE - EURJ - 2010Flávia Salame
 
Cronograma de aulas_teóricas-01-2014(2)-modificado
Cronograma de aulas_teóricas-01-2014(2)-modificadoCronograma de aulas_teóricas-01-2014(2)-modificado
Cronograma de aulas_teóricas-01-2014(2)-modificadoFlávia Salame
 
Micoses pulmonares uea
Micoses pulmonares ueaMicoses pulmonares uea
Micoses pulmonares ueaFlávia Salame
 

Mais de Flávia Salame (20)

TCAR de tórax: Princípios Básicos
TCAR de tórax: Princípios BásicosTCAR de tórax: Princípios Básicos
TCAR de tórax: Princípios Básicos
 
Derrames Pleurais
Derrames PleuraisDerrames Pleurais
Derrames Pleurais
 
Insuficiência Respiratória
Insuficiência RespiratóriaInsuficiência Respiratória
Insuficiência Respiratória
 
Silicose
SilicoseSilicose
Silicose
 
Asma ocupacional
Asma ocupacionalAsma ocupacional
Asma ocupacional
 
Asbestose
AsbestoseAsbestose
Asbestose
 
Doenças Ocupacionais Pulmonares
Doenças Ocupacionais PulmonaresDoenças Ocupacionais Pulmonares
Doenças Ocupacionais Pulmonares
 
Pneumopatias Intersticiais
Pneumopatias IntersticiaisPneumopatias Intersticiais
Pneumopatias Intersticiais
 
Lesão Cavitária Pulmonar em paciente SIDA
Lesão Cavitária Pulmonar em paciente SIDALesão Cavitária Pulmonar em paciente SIDA
Lesão Cavitária Pulmonar em paciente SIDA
 
Teste Xpert para diagnóstico da Tuberculose
Teste Xpert para diagnóstico da TuberculoseTeste Xpert para diagnóstico da Tuberculose
Teste Xpert para diagnóstico da Tuberculose
 
Distúrbios Respiratórios do Sono
Distúrbios Respiratórios do SonoDistúrbios Respiratórios do Sono
Distúrbios Respiratórios do Sono
 
Gasometria Arterial- Distúrbios do Equilíbrio Ácido-base
Gasometria Arterial- Distúrbios do Equilíbrio Ácido-baseGasometria Arterial- Distúrbios do Equilíbrio Ácido-base
Gasometria Arterial- Distúrbios do Equilíbrio Ácido-base
 
Acido base pucsp
Acido base pucspAcido base pucsp
Acido base pucsp
 
Distúrbios do equilíbrio ácido-básico
Distúrbios do equilíbrio ácido-básicoDistúrbios do equilíbrio ácido-básico
Distúrbios do equilíbrio ácido-básico
 
Manual de Prescrição Médica
Manual de Prescrição MédicaManual de Prescrição Médica
Manual de Prescrição Médica
 
Guia Antimicrobianos do HUPE - EURJ - 2010
Guia Antimicrobianos do HUPE - EURJ - 2010Guia Antimicrobianos do HUPE - EURJ - 2010
Guia Antimicrobianos do HUPE - EURJ - 2010
 
Cronograma de aulas_teóricas-01-2014(2)-modificado
Cronograma de aulas_teóricas-01-2014(2)-modificadoCronograma de aulas_teóricas-01-2014(2)-modificado
Cronograma de aulas_teóricas-01-2014(2)-modificado
 
Micoses pulmonares uea
Micoses pulmonares ueaMicoses pulmonares uea
Micoses pulmonares uea
 
Sdra consenso vm
Sdra consenso vmSdra consenso vm
Sdra consenso vm
 
Sdra fmrpusp
Sdra fmrpuspSdra fmrpusp
Sdra fmrpusp
 

Aula 04 de fisiologia ventilação-perfusão

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁHOSPITAL UNIVERSITÁRIO JOÃO DE BARROS BARRETORESIDÊNCIA MÉDICA EM PNEUMOLOGIA E TISIOLOGIA Fisiologia do Sistema Respiratório AULA 4 – VENTILAÇÃO/PERFUSÃO Odilton C. S. de Amaral
  • 2. Fisiologia Respiratória Ventilação Difusão Fluxo de sangue, dissociação e metabolismo Relação de Ventilação-perfusão Transporte do Gás Mecanismo da Respiração
  • 4. Ventilação-perfusão (V/Q) “é a razão existente entre a quantidade de ventilação e a quantidade de sangue que chega a esse pulmão , tendo como valores normais por volta de 0,8 a < 1” “ mede a funcionalidade do sistema respiratório” “O equilíbrio entre a ventilação (V) e o fluxo sanguíneo (Q) nas várias regiões do pulmão é essencial para troca gasosa adequada”
  • 5. Introdução Troca gasosa ideal - volume de ar que entra no alvéolo (V) próximo ao volume de sangue (Q) que passa através do pulmão; Relação ventilação/perfusão (índice V/Q); Pulmão normal - relação deve estar abaixo de 1; pulmão não é todo ventilado a cada inspiração;
  • 6. Introdução A relação ventilação/perfusão ideal é 1 ou seja V=P.A relação V/P no pulmão todo é cerca de 0,8. Distribuição da ventilação: a ventilação é maior na base pulmonar e vai decrescendo em direção ao ápice.                                                           
  • 7. V/Q Alterações na relação: Índice V/Q ALTO – ventilação é alta e o fluxo sangüíneo é baixo, produz aumento de espaço morto , produzindo hipoxemia e hipercapnia . Índice V/Q BAIXO – ventilação baixa e o fluxo sangüíneo alto,shunt intrapulmonar, pode produzir uma hipoxemia com ou sem hipercapnia . Índice V/Q NULA - não há nem ventilação e nem perfusão sanguínea.
  • 8. HIPOXEMIA Hipoventilação Limitação da difusão Shunt Desequilíbrio entre ventilação-perfusão
  • 9. AR ALVEOLAR Comparação da composição do ar alveolar com o ar atmosférico
  • 10. TRANSPORTE DE O2 Redução de PO2 da atmosfera para mitocondrias. PO2 ar inspirado 150mmHg PO2 no alvéolo cai. PO2 do gás alveolar= remoção de O2 pelo capilar X renovação contínua Ventilação alveolar Variações em torno de 3 mmHg, porém é contínuo. Taxa de remoção de O2 do pulmão é comandada pelo consumo de 02 nos tecidos A PO2 alveolar é determinada pelo nível de ventilação pulmonar PULMÃO PERFEITO = PO2 do sangue arterial seria a mesma do gás alveolar.
  • 11. Hipoventilação PO2 ALVEOLAR => taxa de remoção de O2 do sangue e a renovação de O2 ventilação alveolar ; Ventilação alveolar baixa => PO2 alveolar cai e PCO2 eleva. Causas: morfina e barbitúricos; SEMPRE: ↑ PCO2 ALVEOLAR E PCO2 ARTERIAL; ↓ PO2 ALVEOLAR E ARTERIAL Revertida adicionando O2 na inspiração.
  • 12. HIPOXEMIA Hipoventilação Limitação da difusão Shunt Desequilíbrio entre ventilação-perfusão
  • 13. Difusão e Shunt PO2 do sangue nunca se iguala a do gás alveolar; Diferença incalculavelmente pequena resultante da difusão incompleta do gás; A diferença pode se tornar maior: Exercício Espessamento da membrana alvélo-capilar Inalação de mistura pobre em O2.
  • 14. DIFUSÃO Transferência de O2 para tecidos Depressão de PO2 arterial por difusão e shunt
  • 15. Difusão e Shunt Outra razão PO2 art ≤ PO2 gás alveolar; Sangue desviado shunt: “Sangue que entra no sistema arterial sem passar pelas áreas ventiladas do pulmão” Sangue da aa. Brônquica é coletado pelas veias pulmonares após perfusão nos brônquios e redução de O2; Peq. Qtde de sangue coronariano que drena direto p/ VE pelas veias cardíacas mínimas; O efeito dessa adição é a ↓ PO2 arterial.
  • 16. SHUNT “Uma caracteristíca importante do shunt é a impossibilidade de abolir a hipoxemiapor meio de fornecimento de O2 a 100%, pois o sangue desviado que contorna os alvéolos ventilados nunca é exposto a PO2 alveolar mais alta, continuando ,portanto, a reduzir a PO2 arterial” Teste diagnóstico útil?
  • 17.
  • 18. Ponto venoso misto – PO2 40 e PCO2 45 Composição normal do gás alveolar PO2 100 e PCO2 40 Ponto de inspiração I – PO2 150 e PCO2 0 Diagrama O2-CO2 e linha da relação ventilação perfusão.
  • 19. Troca gasosa regional no pulmão Ventilação aumenta lentamente A=>B Fluxo c/ mais rapidez
  • 20. Troca gasosa no pulmão V/Q alta no ápice e baixa na base V/Q alta=> PO2 alta e PCO2 baixa. PO2 elevada ápice => Tbc
  • 21. Troca gasosa do pulmão V/Q PO2 PCO2 PH
  • 22. Desequilíbrio Ventilação-perfusão Altera a troca gasosa?captação de O2 e eliminação de CO2? V/Q desigual não consegue manter PO2 arterial alta PCO2 tão baixa quanto pulmão homogêneo sadio; Ventilação e fluxo sanguíneos desiguais resultam em redução de PO2 arterial; Em geral: hipoxemia e hipercapnia. Incremento de ventilação corrige a PCO2; Hipoxemia não (curva de dissociação de O2) ;
  • 23. Desequilíbrio Ventilação-perfusão Alguns pacientes c/ V/Q ALTERADA apresentam PCO2 arterial normal; Quimiorreceptores percebem ↑ PCO2 alveolar => estímulo ventilatório (aula 6 ) => normaliza PCO2 arterial pelo incremento de V. As unidades Pulmonares com V/Q ALTA são ineficientes na eliminação de CO2; Incremento = Ventilação desperdiçada = ESPAÇO MORTO ALVEOLAR.
  • 24. Distribuição das relações ventilação-perfusão Infusão em veia periférica; Mistura de gases inertes c/ variada solubilidade; Medição das concentrações dos gases no sangue arterial e no gás expirado; Usada mais em pesquisa do que em lab. Função pulmonar.
  • 25. Distribuição das relações ventilação-perfusão Pessoa jovem normal Dispersão estreita e ausência de shunt.; Toda V e Q se aproximam do V/Q normal(1,0); Não há fluxo p/ seção não ventilada;
  • 26. Distribuição das relações ventilação-perfusão Adulto DPOC Considerável fluxo p/ seção V/Q entre 0,03 e 0,3 Sangue pouco oxigenado irá reduzir a PO2 arterial Hipoxemia arterial e PCO2 arterial normal.
  • 27. FIM Acessem a aula no Blog da Pneumologia: http://residenciapneumologiahujbb.wordpress.com.br/