SlideShare uma empresa Scribd logo
Adoção
Um gesto de amor
MITOS SOBRE ADOÇÃO
• 1- as pessoas teriam medo de adotar crianças maiores (acima de seis meses) devido à dificuldade
de educação;
As crianças maiores vão compreender ainda melhor o processo de adoção e dentro de uma família
amorosa serão gratas por terem sido escolhidas.
• 2- teriam medo de adotar uma criança que viveu muito tempo em acolhimento institucional pelos
"vícios" que traria consigo;
Uma criança que viveu em um abrigo, com certeza será muito mais feliz dentro do convívio de uma
família, pois assim ela poderá ter um referencial familiar;
• 3- teriam medo de que os pais biológicos pudessem requerer a criança de volta;
As crianças, em geral, são abandonadas ou retiradas de situação de risco. A partir do momento em
que são institucionalizadas, ou seja, guarda passa para o Estado, tem-se esgotado qualquer
alternativa de reinserção à família biológica. Quando alguém adota, aa guarda passa para essa
pessoa e a criança é legalmente sua filha.
• 4- teriam medo de adotar crianças sem saber a origem de seus pais biológicos, pois a
"marginalidade" dos pais seria transmitida geneticamente;
A criação é que vai definir como será o filho e não supostos genes negativos.
• 5- pensam que uma criança adotada, cedo ou tarde, traz problemas;
Isso independe de ser adotada ou não, qualquer criança pode trazer problemas, ninguém está
isento, não é um problema específico de quem é adotado;
• 6- acreditam que a adoção beneficia, primordialmente, o adotante e não a criança, sendo um
último recurso para pessoas que não conseguem ter filhos biológicos;
Você pode até adotar pensando em si, mas o maior beneficiário é a criança que consegue uma
família. Aliás, isso deveria ser um fator primordial. Pensar a felicidade do outro, não somente a
sua.
• 7- acreditam que a adoção pode servir como algo para "desbloquear algum fator psicológico" e
tentar ter filhos naturais;
A criança não pode ser tratada como um objeto ou remédio. Se não, a criança vai carregar uma
carga que não é dela. Com certeza esse não é o motivo certo para se adotar
• 8- acreditam que, quando a criança não sabe que é adotiva, ocorrem menos problemas; assim,
se deve adotar bebês e "fazer de conta" que é uma família natural;
A verdade é sempre a melhor escolha e quanto mais cedo se contar sobre a adoção melhor.
• 9- acreditam que as adoções realizadas através dos Juizados são demoradas, discriminatórias e
burocráticas e recorreriam à “adoção à brasileira" caso decidissem;
A adoção em juizados é mais segura e evita que os pais biológicos requeiram a criança.
• 10- finalmente, consideram que somente os laços de sangue são "fortes e verdadeiros".
Pai e mãe é quem cria. E amor não se mede por laços sanguíneos.
ADOÇÃO TARDIA
Crianças doentes
(as que mais raramente são adotadas)
ABRA O CORAÇÃO E DEIXE O AMOR
CRESCER...

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

FAMÍLIA COMO FOI QUE EU NASCI
FAMÍLIA COMO FOI QUE EU NASCIFAMÍLIA COMO FOI QUE EU NASCI
FAMÍLIA COMO FOI QUE EU NASCI
odetecapelesso
 
Diversidade sexual na escola
Diversidade sexual na escolaDiversidade sexual na escola
Diversidade sexual na escola
Louis Oliver
 
Ideologia de desconstrução familiar
Ideologia de desconstrução familiarIdeologia de desconstrução familiar
Ideologia de desconstrução familiar
inacio costa rodrigues
 
A sexualidade dos 2 aos 10 ano snovo
A sexualidade dos 2 aos 10 ano snovoA sexualidade dos 2 aos 10 ano snovo
A sexualidade dos 2 aos 10 ano snovo
Vera Gama
 
O Valor da Permissão
O Valor da PermissãoO Valor da Permissão
O Valor da Permissão
Elisandra Manfroi
 
Artigo cientifico Direito de Familia
Artigo cientifico Direito de Familia Artigo cientifico Direito de Familia
Artigo cientifico Direito de Familia
jaqueline ribeiro
 
25 cartilha - alienação parental
25   cartilha - alienação parental25   cartilha - alienação parental
25 cartilha - alienação parental
ivone guedes borges
 
Lei nº 11.698 alienação parental
Lei nº 11.698  alienação parentalLei nº 11.698  alienação parental
Lei nº 11.698 alienação parental
Sonia Beth
 
Tecnologias reprodutivas e família tradicional
Tecnologias reprodutivas e família tradicionalTecnologias reprodutivas e família tradicional
Tecnologias reprodutivas e família tradicional
guestbdb4ab6
 
A familia e a ideologia de gênero
A familia e a ideologia de gêneroA familia e a ideologia de gênero
A familia e a ideologia de gênero
Cleonilson Freitas
 
Apadrinhamento civil
Apadrinhamento civilApadrinhamento civil
Apadrinhamento civil
Alexandra Soares
 
Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)
Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)
Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)
Rosane Domingues
 
Sexualidade na educação infantil
Sexualidade na educação infantilSexualidade na educação infantil
Sexualidade na educação infantil
Mary Lopes
 
Edição especial fevereiro (1) alienaçao parental (1)
Edição especial fevereiro (1) alienaçao parental (1) Edição especial fevereiro (1) alienaçao parental (1)
Edição especial fevereiro (1) alienaçao parental (1)
Ana Campelos
 
Educacao sexual preventiva. buzios
Educacao sexual preventiva. buziosEducacao sexual preventiva. buzios
Educacao sexual preventiva. buzios
Vitória S
 
Adoção inovações e desafios - 8 passos 2011-03-19
Adoção   inovações e desafios - 8 passos 2011-03-19Adoção   inovações e desafios - 8 passos 2011-03-19
Adoção inovações e desafios - 8 passos 2011-03-19
Carlos Fortes
 
Educação Sexual
Educação  SexualEducação  Sexual
Educação Sexual
veronicasilva
 
Cartilha adocao web
Cartilha adocao webCartilha adocao web
Cartilha adocao web
Feitosa Lima
 
Infancia2
Infancia2Infancia2
Infancia2
Marcia Panzarin
 

Mais procurados (19)

FAMÍLIA COMO FOI QUE EU NASCI
FAMÍLIA COMO FOI QUE EU NASCIFAMÍLIA COMO FOI QUE EU NASCI
FAMÍLIA COMO FOI QUE EU NASCI
 
Diversidade sexual na escola
Diversidade sexual na escolaDiversidade sexual na escola
Diversidade sexual na escola
 
Ideologia de desconstrução familiar
Ideologia de desconstrução familiarIdeologia de desconstrução familiar
Ideologia de desconstrução familiar
 
A sexualidade dos 2 aos 10 ano snovo
A sexualidade dos 2 aos 10 ano snovoA sexualidade dos 2 aos 10 ano snovo
A sexualidade dos 2 aos 10 ano snovo
 
O Valor da Permissão
O Valor da PermissãoO Valor da Permissão
O Valor da Permissão
 
Artigo cientifico Direito de Familia
Artigo cientifico Direito de Familia Artigo cientifico Direito de Familia
Artigo cientifico Direito de Familia
 
25 cartilha - alienação parental
25   cartilha - alienação parental25   cartilha - alienação parental
25 cartilha - alienação parental
 
Lei nº 11.698 alienação parental
Lei nº 11.698  alienação parentalLei nº 11.698  alienação parental
Lei nº 11.698 alienação parental
 
Tecnologias reprodutivas e família tradicional
Tecnologias reprodutivas e família tradicionalTecnologias reprodutivas e família tradicional
Tecnologias reprodutivas e família tradicional
 
A familia e a ideologia de gênero
A familia e a ideologia de gêneroA familia e a ideologia de gênero
A familia e a ideologia de gênero
 
Apadrinhamento civil
Apadrinhamento civilApadrinhamento civil
Apadrinhamento civil
 
Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)
Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)
Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)
 
Sexualidade na educação infantil
Sexualidade na educação infantilSexualidade na educação infantil
Sexualidade na educação infantil
 
Edição especial fevereiro (1) alienaçao parental (1)
Edição especial fevereiro (1) alienaçao parental (1) Edição especial fevereiro (1) alienaçao parental (1)
Edição especial fevereiro (1) alienaçao parental (1)
 
Educacao sexual preventiva. buzios
Educacao sexual preventiva. buziosEducacao sexual preventiva. buzios
Educacao sexual preventiva. buzios
 
Adoção inovações e desafios - 8 passos 2011-03-19
Adoção   inovações e desafios - 8 passos 2011-03-19Adoção   inovações e desafios - 8 passos 2011-03-19
Adoção inovações e desafios - 8 passos 2011-03-19
 
Educação Sexual
Educação  SexualEducação  Sexual
Educação Sexual
 
Cartilha adocao web
Cartilha adocao webCartilha adocao web
Cartilha adocao web
 
Infancia2
Infancia2Infancia2
Infancia2
 

Destaque

Adoção
AdoçãoAdoção
Adoção
alevalois
 
SLIDES CONTOS ATUALIZADOS
SLIDES CONTOS ATUALIZADOSSLIDES CONTOS ATUALIZADOS
SLIDES CONTOS ATUALIZADOS
Pibid-Letras Córdula
 
Adoção
AdoçãoAdoção
Adoção
Ricardo Alves
 
FILHOS ADOTIVOS "Uma abordagem espírita"
FILHOS ADOTIVOS "Uma abordagem espírita"FILHOS ADOTIVOS "Uma abordagem espírita"
FILHOS ADOTIVOS "Uma abordagem espírita"
Jorge Luiz dos Santos
 
Lei adoção comentada mp-go 0
Lei adoção comentada   mp-go 0Lei adoção comentada   mp-go 0
Lei adoção comentada mp-go 0
Rosângela Matos
 
Guia usuario-adocao54
Guia usuario-adocao54Guia usuario-adocao54
Oficina prática de adoção: processo e procedimento
Oficina prática de adoção: processo e procedimentoOficina prática de adoção: processo e procedimento
Oficina prática de adoção: processo e procedimento
Silvana Moreira
 
Familiarizando a Adoção nas Escolas
Familiarizando a Adoção nas EscolasFamiliarizando a Adoção nas Escolas
Familiarizando a Adoção nas Escolas
Ministério Público de Santa Catarina
 
Familia, guarda, adoção, tutela e Curatela
Familia, guarda, adoção, tutela e CuratelaFamilia, guarda, adoção, tutela e Curatela
Familia, guarda, adoção, tutela e Curatela
socialgeral
 
Adoção homoparental
Adoção homoparentalAdoção homoparental
Adoção homoparental
Filipa Ribeiro
 
Relação familiar
Relação familiarRelação familiar
Relação familiar
Angel Rosa
 
Slides educação de filhos com autoridade de deus
Slides educação de filhos com autoridade de deusSlides educação de filhos com autoridade de deus
Slides educação de filhos com autoridade de deus
Rose Peregrino
 
22 de maio 2015 maternidade e paternidade adotiva
22 de maio 2015   maternidade e paternidade adotiva22 de maio 2015   maternidade e paternidade adotiva
22 de maio 2015 maternidade e paternidade adotiva
Lar Irmã Zarabatana
 
Programa Criança em Risco 2011
Programa Criança em Risco 2011Programa Criança em Risco 2011
Programa Criança em Risco 2011
Lions Clube Capão da Canoa
 
Nossos filhos são espíritos maio 2013
Nossos filhos são espíritos maio 2013Nossos filhos são espíritos maio 2013
Nossos filhos são espíritos maio 2013
grupodepaisceb
 
Adoção internacional
Adoção internacionalAdoção internacional
Adoção internacional
dipr-ufrgs
 
Choro E Ansiedade
Choro E AnsiedadeChoro E Ansiedade
Choro E Ansiedade
guest1f39a4
 
Mensagem para Mãe Adotiva
Mensagem para Mãe AdotivaMensagem para Mãe Adotiva
Mensagem para Mãe Adotiva
Mensagens Poemas
 
Adoção de crianças por casais homossexuais
Adoção de crianças por casais homossexuaisAdoção de crianças por casais homossexuais
Adoção de crianças por casais homossexuaisGustavo Henrique
 
Direito da Família
Direito da FamíliaDireito da Família
Direito da Família
Lucas Soares de Araujo
 

Destaque (20)

Adoção
AdoçãoAdoção
Adoção
 
SLIDES CONTOS ATUALIZADOS
SLIDES CONTOS ATUALIZADOSSLIDES CONTOS ATUALIZADOS
SLIDES CONTOS ATUALIZADOS
 
Adoção
AdoçãoAdoção
Adoção
 
FILHOS ADOTIVOS "Uma abordagem espírita"
FILHOS ADOTIVOS "Uma abordagem espírita"FILHOS ADOTIVOS "Uma abordagem espírita"
FILHOS ADOTIVOS "Uma abordagem espírita"
 
Lei adoção comentada mp-go 0
Lei adoção comentada   mp-go 0Lei adoção comentada   mp-go 0
Lei adoção comentada mp-go 0
 
Guia usuario-adocao54
Guia usuario-adocao54Guia usuario-adocao54
Guia usuario-adocao54
 
Oficina prática de adoção: processo e procedimento
Oficina prática de adoção: processo e procedimentoOficina prática de adoção: processo e procedimento
Oficina prática de adoção: processo e procedimento
 
Familiarizando a Adoção nas Escolas
Familiarizando a Adoção nas EscolasFamiliarizando a Adoção nas Escolas
Familiarizando a Adoção nas Escolas
 
Familia, guarda, adoção, tutela e Curatela
Familia, guarda, adoção, tutela e CuratelaFamilia, guarda, adoção, tutela e Curatela
Familia, guarda, adoção, tutela e Curatela
 
Adoção homoparental
Adoção homoparentalAdoção homoparental
Adoção homoparental
 
Relação familiar
Relação familiarRelação familiar
Relação familiar
 
Slides educação de filhos com autoridade de deus
Slides educação de filhos com autoridade de deusSlides educação de filhos com autoridade de deus
Slides educação de filhos com autoridade de deus
 
22 de maio 2015 maternidade e paternidade adotiva
22 de maio 2015   maternidade e paternidade adotiva22 de maio 2015   maternidade e paternidade adotiva
22 de maio 2015 maternidade e paternidade adotiva
 
Programa Criança em Risco 2011
Programa Criança em Risco 2011Programa Criança em Risco 2011
Programa Criança em Risco 2011
 
Nossos filhos são espíritos maio 2013
Nossos filhos são espíritos maio 2013Nossos filhos são espíritos maio 2013
Nossos filhos são espíritos maio 2013
 
Adoção internacional
Adoção internacionalAdoção internacional
Adoção internacional
 
Choro E Ansiedade
Choro E AnsiedadeChoro E Ansiedade
Choro E Ansiedade
 
Mensagem para Mãe Adotiva
Mensagem para Mãe AdotivaMensagem para Mãe Adotiva
Mensagem para Mãe Adotiva
 
Adoção de crianças por casais homossexuais
Adoção de crianças por casais homossexuaisAdoção de crianças por casais homossexuais
Adoção de crianças por casais homossexuais
 
Direito da Família
Direito da FamíliaDireito da Família
Direito da Família
 

Semelhante a AS FASES DA VIDA - ADOÇÃO

Evolução Do Desenvolvimento Infantil
Evolução Do  Desenvolvimento InfantilEvolução Do  Desenvolvimento Infantil
Evolução Do Desenvolvimento Infantil
ADIBB
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
Mayjö .
 
Famílias Com Filhos Adotivos
Famílias Com Filhos Adotivos  Famílias Com Filhos Adotivos
Famílias Com Filhos Adotivos
Mauricio Silva
 
A adopção
A adopçãoA adopção
A adopção
Jeremias12102582
 
Clonagem
ClonagemClonagem
Clonagem
guestbdb4ab6
 
Desenvolvimento emocional
Desenvolvimento emocionalDesenvolvimento emocional
Desenvolvimento emocional
Gabriela Andrade
 
UFCD 9185 - Cuidados de Rotina Diária e Atividades Promotoras do Desenvolvime...
UFCD 9185 - Cuidados de Rotina Diária e Atividades Promotoras do Desenvolvime...UFCD 9185 - Cuidados de Rotina Diária e Atividades Promotoras do Desenvolvime...
UFCD 9185 - Cuidados de Rotina Diária e Atividades Promotoras do Desenvolvime...
MafaldaIsabelMoraisB
 
adoção pais solteiros.pdf
adoção pais solteiros.pdfadoção pais solteiros.pdf
adoção pais solteiros.pdf
CARINASANTOS599659
 
TCF sobre Gravidez na adolescência
TCF sobre Gravidez na adolescência TCF sobre Gravidez na adolescência
TCF sobre Gravidez na adolescência
Marcia Oliveira
 
Crianças na instituição
Crianças na instituiçãoCrianças na instituição
Crianças na instituição
anacaldeira
 
Crianças nas Instituições
Crianças nas InstituiçõesCrianças nas Instituições
Crianças nas Instituições
vaniapiedade
 
Eca
EcaEca
Educar para a realidade
Educar para a realidadeEducar para a realidade
Educar para a realidade
Fernanda Sorce Marinho
 
Adoção: assunto de ontem, problema de hoje.
Adoção: assunto de ontem, problema de hoje.Adoção: assunto de ontem, problema de hoje.
Adoção: assunto de ontem, problema de hoje.
Josuéliton Ramos
 
Amaz geral domingo15
Amaz geral domingo15Amaz geral domingo15
Amaz geral domingo15
CleideeAndrey Pais Do Eros
 
Bio12 embrioes criopreservasao
Bio12 embrioes criopreservasaoBio12 embrioes criopreservasao
Bio12 embrioes criopreservasao
Mariana-17
 
Direitos Da CriançA ApresentaçãO Power Point
Direitos Da CriançA ApresentaçãO Power PointDireitos Da CriançA ApresentaçãO Power Point
Direitos Da CriançA ApresentaçãO Power Point
guest208083b
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
Neil Azevedo
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
AnaRaquel16
 
Desenvolvimento físico e psicomotor da criança
Desenvolvimento físico e psicomotor da criançaDesenvolvimento físico e psicomotor da criança
Desenvolvimento físico e psicomotor da criança
Diana Sousa
 

Semelhante a AS FASES DA VIDA - ADOÇÃO (20)

Evolução Do Desenvolvimento Infantil
Evolução Do  Desenvolvimento InfantilEvolução Do  Desenvolvimento Infantil
Evolução Do Desenvolvimento Infantil
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
 
Famílias Com Filhos Adotivos
Famílias Com Filhos Adotivos  Famílias Com Filhos Adotivos
Famílias Com Filhos Adotivos
 
A adopção
A adopçãoA adopção
A adopção
 
Clonagem
ClonagemClonagem
Clonagem
 
Desenvolvimento emocional
Desenvolvimento emocionalDesenvolvimento emocional
Desenvolvimento emocional
 
UFCD 9185 - Cuidados de Rotina Diária e Atividades Promotoras do Desenvolvime...
UFCD 9185 - Cuidados de Rotina Diária e Atividades Promotoras do Desenvolvime...UFCD 9185 - Cuidados de Rotina Diária e Atividades Promotoras do Desenvolvime...
UFCD 9185 - Cuidados de Rotina Diária e Atividades Promotoras do Desenvolvime...
 
adoção pais solteiros.pdf
adoção pais solteiros.pdfadoção pais solteiros.pdf
adoção pais solteiros.pdf
 
TCF sobre Gravidez na adolescência
TCF sobre Gravidez na adolescência TCF sobre Gravidez na adolescência
TCF sobre Gravidez na adolescência
 
Crianças na instituição
Crianças na instituiçãoCrianças na instituição
Crianças na instituição
 
Crianças nas Instituições
Crianças nas InstituiçõesCrianças nas Instituições
Crianças nas Instituições
 
Eca
EcaEca
Eca
 
Educar para a realidade
Educar para a realidadeEducar para a realidade
Educar para a realidade
 
Adoção: assunto de ontem, problema de hoje.
Adoção: assunto de ontem, problema de hoje.Adoção: assunto de ontem, problema de hoje.
Adoção: assunto de ontem, problema de hoje.
 
Amaz geral domingo15
Amaz geral domingo15Amaz geral domingo15
Amaz geral domingo15
 
Bio12 embrioes criopreservasao
Bio12 embrioes criopreservasaoBio12 embrioes criopreservasao
Bio12 embrioes criopreservasao
 
Direitos Da CriançA ApresentaçãO Power Point
Direitos Da CriançA ApresentaçãO Power PointDireitos Da CriançA ApresentaçãO Power Point
Direitos Da CriançA ApresentaçãO Power Point
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
 
Desenvolvimento físico e psicomotor da criança
Desenvolvimento físico e psicomotor da criançaDesenvolvimento físico e psicomotor da criança
Desenvolvimento físico e psicomotor da criança
 

Mais de Pibid-Letras Córdula

Clic cordel
Clic cordelClic cordel
Slide entre a espada e a rosa
Slide entre a espada e a rosaSlide entre a espada e a rosa
Slide entre a espada e a rosa
Pibid-Letras Córdula
 
Paisagens do Nordeste brasileiro
Paisagens do Nordeste brasileiroPaisagens do Nordeste brasileiro
Paisagens do Nordeste brasileiro
Pibid-Letras Córdula
 
Características gerais do texto dramático
Características gerais do texto dramáticoCaracterísticas gerais do texto dramático
Características gerais do texto dramático
Pibid-Letras Córdula
 
Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...
Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...
Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...
Pibid-Letras Córdula
 
Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...
Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...
Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...
Pibid-Letras Córdula
 
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
Pibid-Letras Córdula
 
Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...
Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...
Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...
Pibid-Letras Córdula
 
Sequência didática Identidade feminina (versão final)
Sequência didática   Identidade feminina (versão final)Sequência didática   Identidade feminina (versão final)
Sequência didática Identidade feminina (versão final)
Pibid-Letras Córdula
 
Florbela Espanca (DADOS BIOGRÁFICOS)
Florbela Espanca  (DADOS BIOGRÁFICOS)Florbela Espanca  (DADOS BIOGRÁFICOS)
Florbela Espanca (DADOS BIOGRÁFICOS)
Pibid-Letras Córdula
 
Elementos da narrativa 2016.2
Elementos da narrativa 2016.2Elementos da narrativa 2016.2
Elementos da narrativa 2016.2
Pibid-Letras Córdula
 
Dramatização clic entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-
Dramatização clic   entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-Dramatização clic   entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-
Dramatização clic entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-
Pibid-Letras Córdula
 
Módulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHER
Módulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHERMódulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHER
Módulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHER
Pibid-Letras Córdula
 
Artigo de opinião - Aspectos gerais
Artigo de opinião - Aspectos geraisArtigo de opinião - Aspectos gerais
Artigo de opinião - Aspectos gerais
Pibid-Letras Córdula
 
Slide - Profissões antigas
Slide - Profissões antigas Slide - Profissões antigas
Slide - Profissões antigas
Pibid-Letras Córdula
 
Artigo de opinião - SLIDE
Artigo de opinião - SLIDEArtigo de opinião - SLIDE
Artigo de opinião - SLIDE
Pibid-Letras Córdula
 
Módulo avulso - A arte de Adultecer
Módulo avulso - A arte de AdultecerMódulo avulso - A arte de Adultecer
Módulo avulso - A arte de Adultecer
Pibid-Letras Córdula
 
Módulo 17: A arte de Adultecer
Módulo 17: A arte de AdultecerMódulo 17: A arte de Adultecer
Módulo 17: A arte de Adultecer
Pibid-Letras Córdula
 
Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1
Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1
Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1
Pibid-Letras Córdula
 
AS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIA
AS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIAAS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIA
AS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIA
Pibid-Letras Córdula
 

Mais de Pibid-Letras Córdula (20)

Clic cordel
Clic cordelClic cordel
Clic cordel
 
Slide entre a espada e a rosa
Slide entre a espada e a rosaSlide entre a espada e a rosa
Slide entre a espada e a rosa
 
Paisagens do Nordeste brasileiro
Paisagens do Nordeste brasileiroPaisagens do Nordeste brasileiro
Paisagens do Nordeste brasileiro
 
Características gerais do texto dramático
Características gerais do texto dramáticoCaracterísticas gerais do texto dramático
Características gerais do texto dramático
 
Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...
Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...
Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...
 
Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...
Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...
Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...
 
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
 
Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...
Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...
Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...
 
Sequência didática Identidade feminina (versão final)
Sequência didática   Identidade feminina (versão final)Sequência didática   Identidade feminina (versão final)
Sequência didática Identidade feminina (versão final)
 
Florbela Espanca (DADOS BIOGRÁFICOS)
Florbela Espanca  (DADOS BIOGRÁFICOS)Florbela Espanca  (DADOS BIOGRÁFICOS)
Florbela Espanca (DADOS BIOGRÁFICOS)
 
Elementos da narrativa 2016.2
Elementos da narrativa 2016.2Elementos da narrativa 2016.2
Elementos da narrativa 2016.2
 
Dramatização clic entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-
Dramatização clic   entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-Dramatização clic   entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-
Dramatização clic entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-
 
Módulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHER
Módulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHERMódulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHER
Módulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHER
 
Artigo de opinião - Aspectos gerais
Artigo de opinião - Aspectos geraisArtigo de opinião - Aspectos gerais
Artigo de opinião - Aspectos gerais
 
Slide - Profissões antigas
Slide - Profissões antigas Slide - Profissões antigas
Slide - Profissões antigas
 
Artigo de opinião - SLIDE
Artigo de opinião - SLIDEArtigo de opinião - SLIDE
Artigo de opinião - SLIDE
 
Módulo avulso - A arte de Adultecer
Módulo avulso - A arte de AdultecerMódulo avulso - A arte de Adultecer
Módulo avulso - A arte de Adultecer
 
Módulo 17: A arte de Adultecer
Módulo 17: A arte de AdultecerMódulo 17: A arte de Adultecer
Módulo 17: A arte de Adultecer
 
Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1
Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1
Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1
 
AS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIA
AS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIAAS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIA
AS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIA
 

Último

Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
marcos oliveira
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
ALEXANDRODECASTRODOS
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Shakil Y. Rahim
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
FredPaixaoeSilva
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdfO livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
dataprovider
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 

Último (20)

Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdfO livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 

AS FASES DA VIDA - ADOÇÃO

  • 2.
  • 3.
  • 4. MITOS SOBRE ADOÇÃO • 1- as pessoas teriam medo de adotar crianças maiores (acima de seis meses) devido à dificuldade de educação; As crianças maiores vão compreender ainda melhor o processo de adoção e dentro de uma família amorosa serão gratas por terem sido escolhidas. • 2- teriam medo de adotar uma criança que viveu muito tempo em acolhimento institucional pelos "vícios" que traria consigo; Uma criança que viveu em um abrigo, com certeza será muito mais feliz dentro do convívio de uma família, pois assim ela poderá ter um referencial familiar; • 3- teriam medo de que os pais biológicos pudessem requerer a criança de volta; As crianças, em geral, são abandonadas ou retiradas de situação de risco. A partir do momento em que são institucionalizadas, ou seja, guarda passa para o Estado, tem-se esgotado qualquer alternativa de reinserção à família biológica. Quando alguém adota, aa guarda passa para essa pessoa e a criança é legalmente sua filha. • 4- teriam medo de adotar crianças sem saber a origem de seus pais biológicos, pois a "marginalidade" dos pais seria transmitida geneticamente; A criação é que vai definir como será o filho e não supostos genes negativos.
  • 5. • 5- pensam que uma criança adotada, cedo ou tarde, traz problemas; Isso independe de ser adotada ou não, qualquer criança pode trazer problemas, ninguém está isento, não é um problema específico de quem é adotado; • 6- acreditam que a adoção beneficia, primordialmente, o adotante e não a criança, sendo um último recurso para pessoas que não conseguem ter filhos biológicos; Você pode até adotar pensando em si, mas o maior beneficiário é a criança que consegue uma família. Aliás, isso deveria ser um fator primordial. Pensar a felicidade do outro, não somente a sua. • 7- acreditam que a adoção pode servir como algo para "desbloquear algum fator psicológico" e tentar ter filhos naturais; A criança não pode ser tratada como um objeto ou remédio. Se não, a criança vai carregar uma carga que não é dela. Com certeza esse não é o motivo certo para se adotar • 8- acreditam que, quando a criança não sabe que é adotiva, ocorrem menos problemas; assim, se deve adotar bebês e "fazer de conta" que é uma família natural; A verdade é sempre a melhor escolha e quanto mais cedo se contar sobre a adoção melhor. • 9- acreditam que as adoções realizadas através dos Juizados são demoradas, discriminatórias e burocráticas e recorreriam à “adoção à brasileira" caso decidissem; A adoção em juizados é mais segura e evita que os pais biológicos requeiram a criança. • 10- finalmente, consideram que somente os laços de sangue são "fortes e verdadeiros". Pai e mãe é quem cria. E amor não se mede por laços sanguíneos.
  • 7. Crianças doentes (as que mais raramente são adotadas)
  • 8. ABRA O CORAÇÃO E DEIXE O AMOR CRESCER...