SlideShare uma empresa Scribd logo
Governo Eletrônico com
foco na Participação ‟ G2C e
C2GUm novo tipo de Governo para um novo
tipo de Sociedade
2
O que é Governo Eletrônico
“Governo Eletrônico ou Administração
Pública Eletrônica nada mais é do que o
uso das Tecnologias da Informação e
Comunicações (TIC) por parte da
Administração Pública tanto em seu
funcionamento externo quanto na troca e
prestação de informações e serviços com
empresas, outros governos e a população.”
(Observatório do Governo Eletrônico)
E-gov
G2C
Government
to Citizen
G2G
Government
to
Government
G2B
Government
to Business
B2G
Business to
Government
C2G
Citizens to
Government
G2E
Government
to
Employees
“A Internet não surge somente como uma
nova tecnologia da informação, mas
também como uma nova forma de
organização da economia e da sociedade
como um todo, num processo de
desconstrução e reconstrução
incessantes.” (Castells)
3
Custos/Benefícios
Informatização
Automação Administrativa e Bancos de Dados
eGov 1.0:
Entrega de Serviços Online
eGov 2.0:
Governo Transformacional
Realização
de
Benefícios
A maioria dos
Governos está aqui
Alcançar esse
ponto é difícil e
há poucos guias
de ação
Evolução do E-Gov
4
Onde deve estar o foco?
► Em um levantamento entre 30
programas governamentais de
governo eletrônico, o foco está
na interoperabilidade
tecnológica
► Pesquisa pela Universidade
Nacional de Cingapura revelou
que a maior parte desses
programas com foco
tecnológico estavam
desconectados com as
dimensões chave da
transformação governamental.
6%
4%
90%
Organizacional
Semântico
Tecnológica
5
Cadeia de Valor para Governo Eletrônico
Princípios e Diretrizes para
Transformação de Serviços ao Cidadão
Gestão Governamental
centrada no Cidadão
Gestão de Atendimento
centrada no Cidadão
Gestão de canais centrada
no Cidadão
Clareza
Estratégica
Liderança
Habilidades
Foco no
usuário
Engajamento
de
Stakeholders
Parcerias com
iniciativa
privada
Prova de
Futuro
Exequibilidade
Monitoramen
tode
Benefícios
Experiência
cidadã
transformad
a
Processos
chaves
para
entrega de
serviços
Fatores
Críticos de
Sucesso
Empoderamento
docidadãoo
GestãodeIdentidade
MarketingeGestão
deMarca
Trajetóriadeentregade
serviços
ServiçoseProdutos
Visão,Estratégiae
ModelodeNegócios
Estratégiadegestãode
canais
Internet
Ouvidoria
Canais Massivos
Mobilidade
Atendimento
presencial
Canais
prospectivos
Arquitetura de TI orientada ao Serviço
6
Visão Curitiba
Cidade mais Digitalizada do Brasil (IBCD
2013)
Tradicional mercado de back-test
Inclusão 3G e 4G acima da média nacional
(TELECO 2013)
Maior concentração de segmentos hard
users e early adopters (CETIC 2012)
Oportunidades para
desenvolvimento de
Governo Eletrônico em
Curitiba
7
Fatores Críticos de Sucesso e Riscos
Fatores Críticos de Sucesso Riscos associados
Clareza Estratégica
 Realização de iniciativas sobrepostas ou divergentes
 Dispersão orçamentária
Liderança
 Falta de coordenação da estratégia
 Não identificação do cidadão
Habilidades
 Carência de recursos humanos necessários para continuidade das
iniciativas da E-Gov
Foco no usuário  Distanciamento dos interesses e competências dos cidadãos
Engajamento de stakeholders  Esvaziamento das práticas de E-Gov
Parceria com iniciativa
privada
 Obsolescência tecnológica
 Perda de engajamento
Prova de Futuro
 Descontinuidade das práticas de E-Gov
 Perda de legado
Exequibilidade  Existência meramente institucional
8
Plano de Trabalho
Entendimento de necessidades de uso e realidade netnográfica
Identificação
das cestas de
serviços
públicos
prestados
1
Mapeamento de
ciclo de uso dos
serviços e
censo
netnográfico
2
Identificação
das práticas
digitais e
discursivas dos
segmentos
populacionais
usuários dos
serviços
3
Entendimento
das capacidades
processuais dos
serviços para
migração online
4
Definição da
estratégia de
governo
eletrônico em
todas suas
camadas
5
Elaboração de
mapa
estratégico
com ações
prioritárias e
indicadores
6
Transformação processuai e organizacional
Seleção dos
serviços de
prioritária
migração
7
Remodelagem
processual e
organizacionalp
ara automação
dos serviços
públicos
selecionados
8
Definição de
trajetória de
transformação
do projeto de E-
Gov através de
políticas de
parcerias
9
Articulação com
bancos de dados
privados e de
outros órgãos
para composição
de BI Social
10
Monitoramento de
resultados das
práticas de E-Gov
11
Integração do
E-Gov no
processo de
tomadas de
decisões
governamentai
s
12
Legado e Sustentabilidade
9
E-Estônia
Serviços Prestados ► Desde 2000, a Estônia definiu como meta
transformar sua sociedade em uma
sociedade completamente digitalizada até
o final da década.
► Esse objetivo foi alcançado, com o ingresso
do Governo Eletrônico em quase todos os
aspectos cotidianos dos cidadãos.
► A introdução do X-Roads, um BI social que
integra todos bancos de dados estatais e
vários outros públicos, permite a consulta
pública e montagem de cenários
políticos, sociais e econômicos por
qualquer cidadão.
► A quantidade de consultas realizadas no
sistema E-Estonia é o maior consumo de
serviços do E-Gov per capita no mundo.
10
E-Estônia
Presentation title
11
Orçamento Participativo Eletrônico
Projeto: Online Pre-Budget Consultation
Local de execução: Canadá
Conceito: Cidadãos são convidados a participar no processo nacional de construção
orçamentária indicando suas preferências e propondo alternativas.
Projeto: Conselho Interativo da Cidade de Jun
Local de execução: Jun, Espanha
Conceito: Cidadãos são convidados a submeter propostas para o orçamento local e
sugestões gerais para a agenda online do conselho da cidade
Projeto: Orçamento Público Municipal ‟ Votação Eletrônica
Local de execução: Belo Horizonte, Brasil
Conceito: A Prefeitura de Belo Horizonte, após um ciclo de orçamento participativo
com pouco engajamento, adotou o sistema eletrônico de votação. Além dos custos
extremamente mais baixos, o resultado foi excepcional, com uma participação 7
vezes maior que o método tradicional em uma votação que durou 42 dias.
12
Iceland The E-Nation
► Uma das primeiras nações a adotar
políticas e estratégias de Governo
Eletrônico, com seu primeiro programa
implementado em 1998.
► Atualmente, possui uma das
democracias mais participativas do
mundo, com participação direta via e-
government e m-government.
► Foi a primeira constituição escrita
coletivamente pelo facebook e twitter.
► Possui, junto à Estônia e Lituânia, os
sistemas mais complexos de
crowdsourcing para construção
legislativa e de políticas públicas.
13
Bahrein, EAU e Arábia Saudita
Desafios Culturais e de Governança
► Diferente dos demais sistemas de E-Government implementados na maior parte dos países, os países árabes
adotaram uma postura de usar essas ferramentas para atração de mão de obra qualificada estrangeira e
competitividade de seus mercados.
► Essa configuração possibilitou que alcançassem os melhores índices de G2B e B2G fora da Europa, onde Suiça
se destaca.
14
Bahrein, EAU e Arábia Saudita
Desafios Culturais e de Governança
1
„Inteligência Policial
2.
„Alfândega e Portos
3
„Educação ‟ Legado para E-Government
4
„E-Saúde
5
„Compras Eletrônicas
6
„Portal G2B
7
„Portal G2E
8 „Programa Nacional de Contratações
9 „Banco público de dados
10 „Serviços fundiários
11 „E-Office
12 „Sistema de Informações Sociais
13 „Serviços turísticos
15
Bahrein, EAU e Arábia Saudita
Desafios Culturais e de Governança
Presentation title
“Eu quero que todos os serviços
governamentais dos Emirados Árabes
Unidos sejam entregues a partir de
celulares.”
HH. Sheikh Mohammed bin Rashid Al
Maktoum
16
Experiências em M-Gov
Aplicação: Ligue 1746
Local: Prefeitura do Rio de Janeiro
Conceito: Canal virtual de atendimento ao cidadão existente tanto em aplicativos
móveis como
Aplicação: IRS2Go
Local: IRS – Estados Unidos da América
Conceito: Transparência tributária e educação financeira
17
Experiências em M-Gov
Aplicação: Valimo Mobile ID
Local: Finlândia
Conceito: Sistema de Identificação via celular, permitindo transações que necessitam
de assinatura eletrônica diretamente do celular.
Aplicação: Auckland Civil Defence
Local: Auckland, Nova Zelândia
Conceito: Gestão de esforços para defesa civil, com sistema de alertas SMS e
protocolos de emergência.
18
Experiências em M-Gov
Aplicação: Valimo Mobile ID
Local: Finlândia
Conceito: Sistema de Identificação via celular, permitindo transações que necessitam
de assinatura eletrônica diretamente do celular.
Aplicação: Auckland Civil Defence
Local: Auckland, Nova Zelândia
Conceito: Gestão de esforços para defesa civil, com sistema de alertas SMS e
protocolos de emergência.
José Pugas
Líder EY Brasil para Cidades
E-mail: jose.pugas@br.ey.com
Celular: +55 21 9443-1397
Ernst & Young Terco
Assessoria | Auditoria | Impostos | Transações
corporativas
Sobre a Ernst & Young
A Ernst & Young é líder global em serviços de
auditoria, impostos, transações corporativas e
assessoria em negócios. Em todo o mundo,
somos 152 mil pessoas unidas pelos mesmos
valores e compromisso com a qualidade. Nós
fazemos a diferença ajudando nossos
colaboradores, clientes e as comunidades onde
atuamos a atingirem todo seu potencial.
Para mais informações, visite o site
www.ey.com.br
© 2012 EYGM Limited
Todos os direitos reservados.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estratégia de Governança Digital
Estratégia de Governança DigitalEstratégia de Governança Digital
Estratégia de Governança Digital
Colaborativismo
 
Identidade legal na internet cláudio machado
Identidade legal na internet   cláudio machadoIdentidade legal na internet   cláudio machado
Identidade legal na internet cláudio machado
Cláudio Machado
 
Proposta de desenho de uma política de e serviços - Consad 2011
Proposta de desenho de uma política de e serviços - Consad 2011Proposta de desenho de uma política de e serviços - Consad 2011
Proposta de desenho de uma política de e serviços - Consad 2011
everson lopes de aguiar
 
Transformação Digital do Governo 2018
Transformação Digital do Governo 2018Transformação Digital do Governo 2018
Transformação Digital do Governo 2018
Jose Ignacio Jaeger Neto, PMP, MSc
 
GOVERNAI - UMA PROPOSTA PARA O GOVERNO DO FUTURO
GOVERNAI - UMA PROPOSTA PARA O GOVERNO DO FUTUROGOVERNAI - UMA PROPOSTA PARA O GOVERNO DO FUTURO
GOVERNAI - UMA PROPOSTA PARA O GOVERNO DO FUTURO
Jan Antonio Pereira
 
O papel das TICs na implementação da lei de acesso à informação
O papel das TICs na implementação da lei de acesso à informaçãoO papel das TICs na implementação da lei de acesso à informação
O papel das TICs na implementação da lei de acesso à informação
GovBR
 
Iscad siap 2013-14_e-government
Iscad siap 2013-14_e-governmentIscad siap 2013-14_e-government
Iscad siap 2013-14_e-government
Luis Vidigal
 
Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...
Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...
Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...
Vivian Costa
 
As dez cidades mais conectadas do brasil e do mundo
As dez cidades mais conectadas do brasil e do mundo As dez cidades mais conectadas do brasil e do mundo
As dez cidades mais conectadas do brasil e do mundo
Helder Ferreira
 
CIDADES BRILHANTES - Insight Memorável
CIDADES BRILHANTES - Insight MemorávelCIDADES BRILHANTES - Insight Memorável
CIDADES BRILHANTES - Insight Memorável
Memora S.A.
 
Cidades inteligentes: Desafio para o uso de TIC na gestão urbana
Cidades inteligentes: Desafio para o uso de TIC na gestão urbanaCidades inteligentes: Desafio para o uso de TIC na gestão urbana
Cidades inteligentes: Desafio para o uso de TIC na gestão urbana
Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações
 
InovaçãO A ServiçO Da Sociedade
InovaçãO A ServiçO Da SociedadeInovaçãO A ServiçO Da Sociedade
InovaçãO A ServiçO Da Sociedade
Romero Guimarães
 
SIAP 2009 E Government 2
SIAP 2009 E Government 2SIAP 2009 E Government 2
SIAP 2009 E Government 2
Luis Vidigal
 
Artigo CONGRESSO INTERNACIONAL GOVERNO 2013 - Cloud Computing: Potencial de M...
Artigo CONGRESSO INTERNACIONAL GOVERNO 2013 - Cloud Computing: Potencial de M...Artigo CONGRESSO INTERNACIONAL GOVERNO 2013 - Cloud Computing: Potencial de M...
Artigo CONGRESSO INTERNACIONAL GOVERNO 2013 - Cloud Computing: Potencial de M...
Marcelo Veloso
 
Lei 13460 - O Novo Relacionamento Sociedade-Estado
Lei 13460 - O Novo Relacionamento Sociedade-EstadoLei 13460 - O Novo Relacionamento Sociedade-Estado
Lei 13460 - O Novo Relacionamento Sociedade-Estado
Thiago Avila, Msc
 
Cidades digitais
Cidades digitais Cidades digitais
Cidades digitais
Economia Regional e Urbana
 
Cidades inteligentes
Cidades inteligentesCidades inteligentes
Cidades inteligentes
Leonidas Chaves De Oliveira Neto
 
SIAP 2009 E Government 1
SIAP 2009 E Government 1SIAP 2009 E Government 1
SIAP 2009 E Government 1
Luis Vidigal
 

Mais procurados (18)

Estratégia de Governança Digital
Estratégia de Governança DigitalEstratégia de Governança Digital
Estratégia de Governança Digital
 
Identidade legal na internet cláudio machado
Identidade legal na internet   cláudio machadoIdentidade legal na internet   cláudio machado
Identidade legal na internet cláudio machado
 
Proposta de desenho de uma política de e serviços - Consad 2011
Proposta de desenho de uma política de e serviços - Consad 2011Proposta de desenho de uma política de e serviços - Consad 2011
Proposta de desenho de uma política de e serviços - Consad 2011
 
Transformação Digital do Governo 2018
Transformação Digital do Governo 2018Transformação Digital do Governo 2018
Transformação Digital do Governo 2018
 
GOVERNAI - UMA PROPOSTA PARA O GOVERNO DO FUTURO
GOVERNAI - UMA PROPOSTA PARA O GOVERNO DO FUTUROGOVERNAI - UMA PROPOSTA PARA O GOVERNO DO FUTURO
GOVERNAI - UMA PROPOSTA PARA O GOVERNO DO FUTURO
 
O papel das TICs na implementação da lei de acesso à informação
O papel das TICs na implementação da lei de acesso à informaçãoO papel das TICs na implementação da lei de acesso à informação
O papel das TICs na implementação da lei de acesso à informação
 
Iscad siap 2013-14_e-government
Iscad siap 2013-14_e-governmentIscad siap 2013-14_e-government
Iscad siap 2013-14_e-government
 
Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...
Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...
Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...
 
As dez cidades mais conectadas do brasil e do mundo
As dez cidades mais conectadas do brasil e do mundo As dez cidades mais conectadas do brasil e do mundo
As dez cidades mais conectadas do brasil e do mundo
 
CIDADES BRILHANTES - Insight Memorável
CIDADES BRILHANTES - Insight MemorávelCIDADES BRILHANTES - Insight Memorável
CIDADES BRILHANTES - Insight Memorável
 
Cidades inteligentes: Desafio para o uso de TIC na gestão urbana
Cidades inteligentes: Desafio para o uso de TIC na gestão urbanaCidades inteligentes: Desafio para o uso de TIC na gestão urbana
Cidades inteligentes: Desafio para o uso de TIC na gestão urbana
 
InovaçãO A ServiçO Da Sociedade
InovaçãO A ServiçO Da SociedadeInovaçãO A ServiçO Da Sociedade
InovaçãO A ServiçO Da Sociedade
 
SIAP 2009 E Government 2
SIAP 2009 E Government 2SIAP 2009 E Government 2
SIAP 2009 E Government 2
 
Artigo CONGRESSO INTERNACIONAL GOVERNO 2013 - Cloud Computing: Potencial de M...
Artigo CONGRESSO INTERNACIONAL GOVERNO 2013 - Cloud Computing: Potencial de M...Artigo CONGRESSO INTERNACIONAL GOVERNO 2013 - Cloud Computing: Potencial de M...
Artigo CONGRESSO INTERNACIONAL GOVERNO 2013 - Cloud Computing: Potencial de M...
 
Lei 13460 - O Novo Relacionamento Sociedade-Estado
Lei 13460 - O Novo Relacionamento Sociedade-EstadoLei 13460 - O Novo Relacionamento Sociedade-Estado
Lei 13460 - O Novo Relacionamento Sociedade-Estado
 
Cidades digitais
Cidades digitais Cidades digitais
Cidades digitais
 
Cidades inteligentes
Cidades inteligentesCidades inteligentes
Cidades inteligentes
 
SIAP 2009 E Government 1
SIAP 2009 E Government 1SIAP 2009 E Government 1
SIAP 2009 E Government 1
 

Destaque

AIA - What are you doing now - Post Grant and Inter Partes Review
AIA - What are you doing now - Post Grant and Inter Partes ReviewAIA - What are you doing now - Post Grant and Inter Partes Review
AIA - What are you doing now - Post Grant and Inter Partes Review
Craig Buschmann
 
Event_Planning_Guide
Event_Planning_GuideEvent_Planning_Guide
Event_Planning_Guide
Tara Boddington
 
Digital Storytelling for Non-Profits
Digital Storytelling for Non-ProfitsDigital Storytelling for Non-Profits
Digital Storytelling for Non-Profits
Pam Sykes
 
Βεζούβιος η εκρηξη Από Νίκο Χάρη
Βεζούβιος η εκρηξη Από Νίκο ΧάρηΒεζούβιος η εκρηξη Από Νίκο Χάρη
Βεζούβιος η εκρηξη Από Νίκο Χάρη
Vasilis Tsiakiris
 
PMP Score
PMP ScorePMP Score
PMP Score
Slim Ouertani
 
1 北京的四季 – part 2
1 北京的四季 – part 2 1 北京的四季 – part 2
1 北京的四季 – part 2
Rachel Yu Liu
 
информационные технологии в социальной работе
информационные технологии в социальной работеинформационные технологии в социальной работе
информационные технологии в социальной работе
Barkov308
 
Manual bomba centrífuga griswold
Manual bomba centrífuga griswoldManual bomba centrífuga griswold
Manual bomba centrífuga griswold
Omar Soto Basilio
 
1 北京的四季 – part 3
1 北京的四季 – part 3 1 北京的四季 – part 3
1 北京的四季 – part 3
Rachel Yu Liu
 
Educación Ambiental
Educación Ambiental Educación Ambiental
Educación Ambiental
gisepetracca
 
Tinder Reduces Spam Traffic 90% with TeleSign - Case Study
Tinder Reduces Spam Traffic 90% with TeleSign - Case StudyTinder Reduces Spam Traffic 90% with TeleSign - Case Study
Tinder Reduces Spam Traffic 90% with TeleSign - Case Study
TeleSign Corporation
 
Yyyyyyyyyyyyy
YyyyyyyyyyyyyYyyyyyyyyyyyy
Yyyyyyyyyyyyy
3311nita
 
Presentation standard_BeMyEye intro ENG 02-03-15
Presentation standard_BeMyEye intro ENG 02-03-15Presentation standard_BeMyEye intro ENG 02-03-15
Presentation standard_BeMyEye intro ENG 02-03-15
Ludovic DALLE
 
如何用 Google app engine 免费搭建站点
如何用 Google app engine 免费搭建站点如何用 Google app engine 免费搭建站点
如何用 Google app engine 免费搭建站点
ahsou
 
Phil wilson interview 27-02-15
Phil wilson interview 27-02-15Phil wilson interview 27-02-15
Phil wilson interview 27-02-15
Nadim Lilani
 
Cara merakit komputer
Cara merakit komputerCara merakit komputer
Cara merakit komputer
r_ayu
 
Wacana
WacanaWacana

Destaque (17)

AIA - What are you doing now - Post Grant and Inter Partes Review
AIA - What are you doing now - Post Grant and Inter Partes ReviewAIA - What are you doing now - Post Grant and Inter Partes Review
AIA - What are you doing now - Post Grant and Inter Partes Review
 
Event_Planning_Guide
Event_Planning_GuideEvent_Planning_Guide
Event_Planning_Guide
 
Digital Storytelling for Non-Profits
Digital Storytelling for Non-ProfitsDigital Storytelling for Non-Profits
Digital Storytelling for Non-Profits
 
Βεζούβιος η εκρηξη Από Νίκο Χάρη
Βεζούβιος η εκρηξη Από Νίκο ΧάρηΒεζούβιος η εκρηξη Από Νίκο Χάρη
Βεζούβιος η εκρηξη Από Νίκο Χάρη
 
PMP Score
PMP ScorePMP Score
PMP Score
 
1 北京的四季 – part 2
1 北京的四季 – part 2 1 北京的四季 – part 2
1 北京的四季 – part 2
 
информационные технологии в социальной работе
информационные технологии в социальной работеинформационные технологии в социальной работе
информационные технологии в социальной работе
 
Manual bomba centrífuga griswold
Manual bomba centrífuga griswoldManual bomba centrífuga griswold
Manual bomba centrífuga griswold
 
1 北京的四季 – part 3
1 北京的四季 – part 3 1 北京的四季 – part 3
1 北京的四季 – part 3
 
Educación Ambiental
Educación Ambiental Educación Ambiental
Educación Ambiental
 
Tinder Reduces Spam Traffic 90% with TeleSign - Case Study
Tinder Reduces Spam Traffic 90% with TeleSign - Case StudyTinder Reduces Spam Traffic 90% with TeleSign - Case Study
Tinder Reduces Spam Traffic 90% with TeleSign - Case Study
 
Yyyyyyyyyyyyy
YyyyyyyyyyyyyYyyyyyyyyyyyy
Yyyyyyyyyyyyy
 
Presentation standard_BeMyEye intro ENG 02-03-15
Presentation standard_BeMyEye intro ENG 02-03-15Presentation standard_BeMyEye intro ENG 02-03-15
Presentation standard_BeMyEye intro ENG 02-03-15
 
如何用 Google app engine 免费搭建站点
如何用 Google app engine 免费搭建站点如何用 Google app engine 免费搭建站点
如何用 Google app engine 免费搭建站点
 
Phil wilson interview 27-02-15
Phil wilson interview 27-02-15Phil wilson interview 27-02-15
Phil wilson interview 27-02-15
 
Cara merakit komputer
Cara merakit komputerCara merakit komputer
Cara merakit komputer
 
Wacana
WacanaWacana
Wacana
 

Semelhante a Apresentação de José Pugas - KM Inovação

Cidade Digital Rent Telecom
Cidade Digital Rent TelecomCidade Digital Rent Telecom
Cidade Digital Rent Telecom
ZR Midia
 
Curso Governo Eletrônico, Estado do Rio Grande do Sul Junho de 2010
Curso Governo Eletrônico, Estado do Rio Grande do Sul Junho de 2010Curso Governo Eletrônico, Estado do Rio Grande do Sul Junho de 2010
Curso Governo Eletrônico, Estado do Rio Grande do Sul Junho de 2010
DEGESP
 
As cidades digitais e a autarquia
As cidades digitais e a autarquiaAs cidades digitais e a autarquia
As cidades digitais e a autarquia
Luis Borges Gouveia
 
+ Inovação Pública: Tecnologia e aplicativos
+ Inovação Pública: Tecnologia e aplicativos+ Inovação Pública: Tecnologia e aplicativos
+ Inovação Pública: Tecnologia e aplicativos
Tellus
 
Luis vidigal 1999 a revolucao ap
Luis vidigal 1999   a revolucao apLuis vidigal 1999   a revolucao ap
Luis vidigal 1999 a revolucao ap
Luis Vidigal
 
Apresentação de Jefferson de Oliveira
Apresentação de Jefferson de OliveiraApresentação de Jefferson de Oliveira
Apresentação de Jefferson de Oliveira
Fórum da Internet no Brasil
 
2) daniel annenberg conip 30 5_2017
2) daniel annenberg conip 30 5_20172) daniel annenberg conip 30 5_2017
2) daniel annenberg conip 30 5_2017
Informa TI GOV
 
2) daniel annenberg conip 30 5_2017
2) daniel annenberg conip 30 5_20172) daniel annenberg conip 30 5_2017
2) daniel annenberg conip 30 5_2017
Ana Carolina Giacomini Botta
 
governo eletronico - introducao
governo eletronico - introducaogoverno eletronico - introducao
governo eletronico - introducao
Aires Jose Rover
 
Políticas Públicas para Acesso e Uso da Internet
Políticas Públicas para Acesso e Uso da Internet Políticas Públicas para Acesso e Uso da Internet
Políticas Públicas para Acesso e Uso da Internet
Escola de Governança da Internet no Brasil
 
Rio Info 2015: Painel Analise critica das Políticas de Incentivo a TI Brasile...
Rio Info 2015: Painel Analise critica das Políticas de Incentivo a TI Brasile...Rio Info 2015: Painel Analise critica das Políticas de Incentivo a TI Brasile...
Rio Info 2015: Painel Analise critica das Políticas de Incentivo a TI Brasile...
Rio Info
 
Cidades Brilhantes - Insight Memorável
Cidades Brilhantes - Insight MemorávelCidades Brilhantes - Insight Memorável
Cidades Brilhantes - Insight Memorável
Humberto Ribeiro
 
+ Inovação Pública: Uso de aplicativos nos muncípios brasileiros.
+ Inovação Pública: Uso de aplicativos nos muncípios brasileiros.+ Inovação Pública: Uso de aplicativos nos muncípios brasileiros.
+ Inovação Pública: Uso de aplicativos nos muncípios brasileiros.
Tellus
 
SIAP 2009 1 E Government 3
SIAP 2009 1 E Government 3SIAP 2009 1 E Government 3
SIAP 2009 1 E Government 3
Luis Vidigal
 
Oradores da Conferência e-Gov 2014 da APDSI e algumas questões que preocupa...
Oradores da Conferência  e-Gov 2014 da APDSI  e algumas questões que preocupa...Oradores da Conferência  e-Gov 2014 da APDSI  e algumas questões que preocupa...
Oradores da Conferência e-Gov 2014 da APDSI e algumas questões que preocupa...
Luis Vidigal
 
WEBINAR | Cidades Digitais da Grande São Paulo | Painel Mogi das Cruzes
WEBINAR | Cidades Digitais da Grande São Paulo | Painel Mogi das CruzesWEBINAR | Cidades Digitais da Grande São Paulo | Painel Mogi das Cruzes
WEBINAR | Cidades Digitais da Grande São Paulo | Painel Mogi das Cruzes
Thiago Faravallo Florencio
 
O Futuro do Governo Eletrônico - Roberto Agune
O Futuro do Governo Eletrônico - Roberto AguneO Futuro do Governo Eletrônico - Roberto Agune
O Futuro do Governo Eletrônico - Roberto Agune
inovaDay .
 
Sistemas de Informações - Aula 15: e-Commerce e e-Government
Sistemas de Informações - Aula 15: e-Commerce e e-GovernmentSistemas de Informações - Aula 15: e-Commerce e e-Government
Sistemas de Informações - Aula 15: e-Commerce e e-Government
Marcus Araújo
 
Plano de integração à plataforma de Cidadania Digital
Plano de integração à plataforma de Cidadania DigitalPlano de integração à plataforma de Cidadania Digital
Plano de integração à plataforma de Cidadania Digital
Colaborativismo
 
Levantamento de acoes de governo movel - 2 Conferencia W3C.br 2010
Levantamento de acoes de governo movel - 2 Conferencia W3C.br   2010Levantamento de acoes de governo movel - 2 Conferencia W3C.br   2010
Levantamento de acoes de governo movel - 2 Conferencia W3C.br 2010
everson lopes de aguiar
 

Semelhante a Apresentação de José Pugas - KM Inovação (20)

Cidade Digital Rent Telecom
Cidade Digital Rent TelecomCidade Digital Rent Telecom
Cidade Digital Rent Telecom
 
Curso Governo Eletrônico, Estado do Rio Grande do Sul Junho de 2010
Curso Governo Eletrônico, Estado do Rio Grande do Sul Junho de 2010Curso Governo Eletrônico, Estado do Rio Grande do Sul Junho de 2010
Curso Governo Eletrônico, Estado do Rio Grande do Sul Junho de 2010
 
As cidades digitais e a autarquia
As cidades digitais e a autarquiaAs cidades digitais e a autarquia
As cidades digitais e a autarquia
 
+ Inovação Pública: Tecnologia e aplicativos
+ Inovação Pública: Tecnologia e aplicativos+ Inovação Pública: Tecnologia e aplicativos
+ Inovação Pública: Tecnologia e aplicativos
 
Luis vidigal 1999 a revolucao ap
Luis vidigal 1999   a revolucao apLuis vidigal 1999   a revolucao ap
Luis vidigal 1999 a revolucao ap
 
Apresentação de Jefferson de Oliveira
Apresentação de Jefferson de OliveiraApresentação de Jefferson de Oliveira
Apresentação de Jefferson de Oliveira
 
2) daniel annenberg conip 30 5_2017
2) daniel annenberg conip 30 5_20172) daniel annenberg conip 30 5_2017
2) daniel annenberg conip 30 5_2017
 
2) daniel annenberg conip 30 5_2017
2) daniel annenberg conip 30 5_20172) daniel annenberg conip 30 5_2017
2) daniel annenberg conip 30 5_2017
 
governo eletronico - introducao
governo eletronico - introducaogoverno eletronico - introducao
governo eletronico - introducao
 
Políticas Públicas para Acesso e Uso da Internet
Políticas Públicas para Acesso e Uso da Internet Políticas Públicas para Acesso e Uso da Internet
Políticas Públicas para Acesso e Uso da Internet
 
Rio Info 2015: Painel Analise critica das Políticas de Incentivo a TI Brasile...
Rio Info 2015: Painel Analise critica das Políticas de Incentivo a TI Brasile...Rio Info 2015: Painel Analise critica das Políticas de Incentivo a TI Brasile...
Rio Info 2015: Painel Analise critica das Políticas de Incentivo a TI Brasile...
 
Cidades Brilhantes - Insight Memorável
Cidades Brilhantes - Insight MemorávelCidades Brilhantes - Insight Memorável
Cidades Brilhantes - Insight Memorável
 
+ Inovação Pública: Uso de aplicativos nos muncípios brasileiros.
+ Inovação Pública: Uso de aplicativos nos muncípios brasileiros.+ Inovação Pública: Uso de aplicativos nos muncípios brasileiros.
+ Inovação Pública: Uso de aplicativos nos muncípios brasileiros.
 
SIAP 2009 1 E Government 3
SIAP 2009 1 E Government 3SIAP 2009 1 E Government 3
SIAP 2009 1 E Government 3
 
Oradores da Conferência e-Gov 2014 da APDSI e algumas questões que preocupa...
Oradores da Conferência  e-Gov 2014 da APDSI  e algumas questões que preocupa...Oradores da Conferência  e-Gov 2014 da APDSI  e algumas questões que preocupa...
Oradores da Conferência e-Gov 2014 da APDSI e algumas questões que preocupa...
 
WEBINAR | Cidades Digitais da Grande São Paulo | Painel Mogi das Cruzes
WEBINAR | Cidades Digitais da Grande São Paulo | Painel Mogi das CruzesWEBINAR | Cidades Digitais da Grande São Paulo | Painel Mogi das Cruzes
WEBINAR | Cidades Digitais da Grande São Paulo | Painel Mogi das Cruzes
 
O Futuro do Governo Eletrônico - Roberto Agune
O Futuro do Governo Eletrônico - Roberto AguneO Futuro do Governo Eletrônico - Roberto Agune
O Futuro do Governo Eletrônico - Roberto Agune
 
Sistemas de Informações - Aula 15: e-Commerce e e-Government
Sistemas de Informações - Aula 15: e-Commerce e e-GovernmentSistemas de Informações - Aula 15: e-Commerce e e-Government
Sistemas de Informações - Aula 15: e-Commerce e e-Government
 
Plano de integração à plataforma de Cidadania Digital
Plano de integração à plataforma de Cidadania DigitalPlano de integração à plataforma de Cidadania Digital
Plano de integração à plataforma de Cidadania Digital
 
Levantamento de acoes de governo movel - 2 Conferencia W3C.br 2010
Levantamento de acoes de governo movel - 2 Conferencia W3C.br   2010Levantamento de acoes de governo movel - 2 Conferencia W3C.br   2010
Levantamento de acoes de governo movel - 2 Conferencia W3C.br 2010
 

Mais de Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento

Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
 Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
 Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
 Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
 Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Encontro SBGC - Maturidade em Gestão do Conhecimento
Encontro SBGC - Maturidade em Gestão do ConhecimentoEncontro SBGC - Maturidade em Gestão do Conhecimento
Encontro SBGC - Maturidade em Gestão do Conhecimento
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Encontro SBGC - Maturidade em Gestão do Conhecimento
Encontro SBGC - Maturidade em Gestão do ConhecimentoEncontro SBGC - Maturidade em Gestão do Conhecimento
Encontro SBGC - Maturidade em Gestão do Conhecimento
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Excelência em GC multidisciplinaridade
Excelência em GC multidisciplinaridade Excelência em GC multidisciplinaridade
Excelência em GC multidisciplinaridade
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Inteligencia em rede
Inteligencia em redeInteligencia em rede
Design Estratégico - Codesign de Cenários para promover o compartilhamento de...
Design Estratégico - Codesign de Cenários para promover o compartilhamento de...Design Estratégico - Codesign de Cenários para promover o compartilhamento de...
Design Estratégico - Codesign de Cenários para promover o compartilhamento de...
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Ecossistema de Inovação
Ecossistema de InovaçãoEcossistema de Inovação
Disseminação do Conhecimento
Disseminação do ConhecimentoDisseminação do Conhecimento
Disseminação do Conhecimento
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Pensamento Sistêmico
Pensamento Sistêmico Pensamento Sistêmico
Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?
Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?
Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Fechamento: World Café:qual foi o nosso aprendizado e visão sistêmica do fu...
Fechamento: World Café:qual foi o nosso aprendizado  e  visão sistêmica do fu...Fechamento: World Café:qual foi o nosso aprendizado  e  visão sistêmica do fu...
Fechamento: World Café:qual foi o nosso aprendizado e visão sistêmica do fu...
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Construção Colaborativa do Conhecimento
Construção Colaborativa do ConhecimentoConstrução Colaborativa do Conhecimento
Construção Colaborativa do Conhecimento
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?
Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?
Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Gestão do conhecimento integrada aos processos de negócio
Gestão do conhecimento integrada aos processos de negócioGestão do conhecimento integrada aos processos de negócio
Gestão do conhecimento integrada aos processos de negócio
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Gestão do conhecimento integrada aos processos de negócio
Gestão do conhecimento integrada aos processos de negócioGestão do conhecimento integrada aos processos de negócio
Gestão do conhecimento integrada aos processos de negócio
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Experimentando a GC como suporte a Estratégia - Case Vale
Experimentando a GC como suporte a Estratégia - Case ValeExperimentando a GC como suporte a Estratégia - Case Vale
Experimentando a GC como suporte a Estratégia - Case Vale
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 
Desafios da Gestão do Conhecimento para os Negócios
Desafios da Gestão do Conhecimento para os NegóciosDesafios da Gestão do Conhecimento para os Negócios
Desafios da Gestão do Conhecimento para os Negócios
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento
 

Mais de Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento (20)

Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
 Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
 
Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
 Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
 
Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
 Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
 
Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
 Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
 
Encontro SBGC - Maturidade em Gestão do Conhecimento
Encontro SBGC - Maturidade em Gestão do ConhecimentoEncontro SBGC - Maturidade em Gestão do Conhecimento
Encontro SBGC - Maturidade em Gestão do Conhecimento
 
Encontro SBGC - Maturidade em Gestão do Conhecimento
Encontro SBGC - Maturidade em Gestão do ConhecimentoEncontro SBGC - Maturidade em Gestão do Conhecimento
Encontro SBGC - Maturidade em Gestão do Conhecimento
 
Excelência em GC multidisciplinaridade
Excelência em GC multidisciplinaridade Excelência em GC multidisciplinaridade
Excelência em GC multidisciplinaridade
 
Inteligencia em rede
Inteligencia em redeInteligencia em rede
Inteligencia em rede
 
Design Estratégico - Codesign de Cenários para promover o compartilhamento de...
Design Estratégico - Codesign de Cenários para promover o compartilhamento de...Design Estratégico - Codesign de Cenários para promover o compartilhamento de...
Design Estratégico - Codesign de Cenários para promover o compartilhamento de...
 
Ecossistema de Inovação
Ecossistema de InovaçãoEcossistema de Inovação
Ecossistema de Inovação
 
Disseminação do Conhecimento
Disseminação do ConhecimentoDisseminação do Conhecimento
Disseminação do Conhecimento
 
Pensamento Sistêmico
Pensamento Sistêmico Pensamento Sistêmico
Pensamento Sistêmico
 
Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?
Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?
Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?
 
Fechamento: World Café:qual foi o nosso aprendizado e visão sistêmica do fu...
Fechamento: World Café:qual foi o nosso aprendizado  e  visão sistêmica do fu...Fechamento: World Café:qual foi o nosso aprendizado  e  visão sistêmica do fu...
Fechamento: World Café:qual foi o nosso aprendizado e visão sistêmica do fu...
 
Construção Colaborativa do Conhecimento
Construção Colaborativa do ConhecimentoConstrução Colaborativa do Conhecimento
Construção Colaborativa do Conhecimento
 
Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?
Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?
Talk show 4 EPPs: Como transformar conhecimento em vantagem competitiva?
 
Gestão do conhecimento integrada aos processos de negócio
Gestão do conhecimento integrada aos processos de negócioGestão do conhecimento integrada aos processos de negócio
Gestão do conhecimento integrada aos processos de negócio
 
Gestão do conhecimento integrada aos processos de negócio
Gestão do conhecimento integrada aos processos de negócioGestão do conhecimento integrada aos processos de negócio
Gestão do conhecimento integrada aos processos de negócio
 
Experimentando a GC como suporte a Estratégia - Case Vale
Experimentando a GC como suporte a Estratégia - Case ValeExperimentando a GC como suporte a Estratégia - Case Vale
Experimentando a GC como suporte a Estratégia - Case Vale
 
Desafios da Gestão do Conhecimento para os Negócios
Desafios da Gestão do Conhecimento para os NegóciosDesafios da Gestão do Conhecimento para os Negócios
Desafios da Gestão do Conhecimento para os Negócios
 

Último

Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdfDesafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumoESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
SolangeWaltre
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 

Último (20)

Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdfDesafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumoESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 

Apresentação de José Pugas - KM Inovação

  • 1. Governo Eletrônico com foco na Participação ‟ G2C e C2GUm novo tipo de Governo para um novo tipo de Sociedade
  • 2. 2 O que é Governo Eletrônico “Governo Eletrônico ou Administração Pública Eletrônica nada mais é do que o uso das Tecnologias da Informação e Comunicações (TIC) por parte da Administração Pública tanto em seu funcionamento externo quanto na troca e prestação de informações e serviços com empresas, outros governos e a população.” (Observatório do Governo Eletrônico) E-gov G2C Government to Citizen G2G Government to Government G2B Government to Business B2G Business to Government C2G Citizens to Government G2E Government to Employees “A Internet não surge somente como uma nova tecnologia da informação, mas também como uma nova forma de organização da economia e da sociedade como um todo, num processo de desconstrução e reconstrução incessantes.” (Castells)
  • 3. 3 Custos/Benefícios Informatização Automação Administrativa e Bancos de Dados eGov 1.0: Entrega de Serviços Online eGov 2.0: Governo Transformacional Realização de Benefícios A maioria dos Governos está aqui Alcançar esse ponto é difícil e há poucos guias de ação Evolução do E-Gov
  • 4. 4 Onde deve estar o foco? ► Em um levantamento entre 30 programas governamentais de governo eletrônico, o foco está na interoperabilidade tecnológica ► Pesquisa pela Universidade Nacional de Cingapura revelou que a maior parte desses programas com foco tecnológico estavam desconectados com as dimensões chave da transformação governamental. 6% 4% 90% Organizacional Semântico Tecnológica
  • 5. 5 Cadeia de Valor para Governo Eletrônico Princípios e Diretrizes para Transformação de Serviços ao Cidadão Gestão Governamental centrada no Cidadão Gestão de Atendimento centrada no Cidadão Gestão de canais centrada no Cidadão Clareza Estratégica Liderança Habilidades Foco no usuário Engajamento de Stakeholders Parcerias com iniciativa privada Prova de Futuro Exequibilidade Monitoramen tode Benefícios Experiência cidadã transformad a Processos chaves para entrega de serviços Fatores Críticos de Sucesso Empoderamento docidadãoo GestãodeIdentidade MarketingeGestão deMarca Trajetóriadeentregade serviços ServiçoseProdutos Visão,Estratégiae ModelodeNegócios Estratégiadegestãode canais Internet Ouvidoria Canais Massivos Mobilidade Atendimento presencial Canais prospectivos Arquitetura de TI orientada ao Serviço
  • 6. 6 Visão Curitiba Cidade mais Digitalizada do Brasil (IBCD 2013) Tradicional mercado de back-test Inclusão 3G e 4G acima da média nacional (TELECO 2013) Maior concentração de segmentos hard users e early adopters (CETIC 2012) Oportunidades para desenvolvimento de Governo Eletrônico em Curitiba
  • 7. 7 Fatores Críticos de Sucesso e Riscos Fatores Críticos de Sucesso Riscos associados Clareza Estratégica  Realização de iniciativas sobrepostas ou divergentes  Dispersão orçamentária Liderança  Falta de coordenação da estratégia  Não identificação do cidadão Habilidades  Carência de recursos humanos necessários para continuidade das iniciativas da E-Gov Foco no usuário  Distanciamento dos interesses e competências dos cidadãos Engajamento de stakeholders  Esvaziamento das práticas de E-Gov Parceria com iniciativa privada  Obsolescência tecnológica  Perda de engajamento Prova de Futuro  Descontinuidade das práticas de E-Gov  Perda de legado Exequibilidade  Existência meramente institucional
  • 8. 8 Plano de Trabalho Entendimento de necessidades de uso e realidade netnográfica Identificação das cestas de serviços públicos prestados 1 Mapeamento de ciclo de uso dos serviços e censo netnográfico 2 Identificação das práticas digitais e discursivas dos segmentos populacionais usuários dos serviços 3 Entendimento das capacidades processuais dos serviços para migração online 4 Definição da estratégia de governo eletrônico em todas suas camadas 5 Elaboração de mapa estratégico com ações prioritárias e indicadores 6 Transformação processuai e organizacional Seleção dos serviços de prioritária migração 7 Remodelagem processual e organizacionalp ara automação dos serviços públicos selecionados 8 Definição de trajetória de transformação do projeto de E- Gov através de políticas de parcerias 9 Articulação com bancos de dados privados e de outros órgãos para composição de BI Social 10 Monitoramento de resultados das práticas de E-Gov 11 Integração do E-Gov no processo de tomadas de decisões governamentai s 12 Legado e Sustentabilidade
  • 9. 9 E-Estônia Serviços Prestados ► Desde 2000, a Estônia definiu como meta transformar sua sociedade em uma sociedade completamente digitalizada até o final da década. ► Esse objetivo foi alcançado, com o ingresso do Governo Eletrônico em quase todos os aspectos cotidianos dos cidadãos. ► A introdução do X-Roads, um BI social que integra todos bancos de dados estatais e vários outros públicos, permite a consulta pública e montagem de cenários políticos, sociais e econômicos por qualquer cidadão. ► A quantidade de consultas realizadas no sistema E-Estonia é o maior consumo de serviços do E-Gov per capita no mundo.
  • 11. 11 Orçamento Participativo Eletrônico Projeto: Online Pre-Budget Consultation Local de execução: Canadá Conceito: Cidadãos são convidados a participar no processo nacional de construção orçamentária indicando suas preferências e propondo alternativas. Projeto: Conselho Interativo da Cidade de Jun Local de execução: Jun, Espanha Conceito: Cidadãos são convidados a submeter propostas para o orçamento local e sugestões gerais para a agenda online do conselho da cidade Projeto: Orçamento Público Municipal ‟ Votação Eletrônica Local de execução: Belo Horizonte, Brasil Conceito: A Prefeitura de Belo Horizonte, após um ciclo de orçamento participativo com pouco engajamento, adotou o sistema eletrônico de votação. Além dos custos extremamente mais baixos, o resultado foi excepcional, com uma participação 7 vezes maior que o método tradicional em uma votação que durou 42 dias.
  • 12. 12 Iceland The E-Nation ► Uma das primeiras nações a adotar políticas e estratégias de Governo Eletrônico, com seu primeiro programa implementado em 1998. ► Atualmente, possui uma das democracias mais participativas do mundo, com participação direta via e- government e m-government. ► Foi a primeira constituição escrita coletivamente pelo facebook e twitter. ► Possui, junto à Estônia e Lituânia, os sistemas mais complexos de crowdsourcing para construção legislativa e de políticas públicas.
  • 13. 13 Bahrein, EAU e Arábia Saudita Desafios Culturais e de Governança ► Diferente dos demais sistemas de E-Government implementados na maior parte dos países, os países árabes adotaram uma postura de usar essas ferramentas para atração de mão de obra qualificada estrangeira e competitividade de seus mercados. ► Essa configuração possibilitou que alcançassem os melhores índices de G2B e B2G fora da Europa, onde Suiça se destaca.
  • 14. 14 Bahrein, EAU e Arábia Saudita Desafios Culturais e de Governança 1 „Inteligência Policial 2. „Alfândega e Portos 3 „Educação ‟ Legado para E-Government 4 „E-Saúde 5 „Compras Eletrônicas 6 „Portal G2B 7 „Portal G2E 8 „Programa Nacional de Contratações 9 „Banco público de dados 10 „Serviços fundiários 11 „E-Office 12 „Sistema de Informações Sociais 13 „Serviços turísticos
  • 15. 15 Bahrein, EAU e Arábia Saudita Desafios Culturais e de Governança Presentation title “Eu quero que todos os serviços governamentais dos Emirados Árabes Unidos sejam entregues a partir de celulares.” HH. Sheikh Mohammed bin Rashid Al Maktoum
  • 16. 16 Experiências em M-Gov Aplicação: Ligue 1746 Local: Prefeitura do Rio de Janeiro Conceito: Canal virtual de atendimento ao cidadão existente tanto em aplicativos móveis como Aplicação: IRS2Go Local: IRS – Estados Unidos da América Conceito: Transparência tributária e educação financeira
  • 17. 17 Experiências em M-Gov Aplicação: Valimo Mobile ID Local: Finlândia Conceito: Sistema de Identificação via celular, permitindo transações que necessitam de assinatura eletrônica diretamente do celular. Aplicação: Auckland Civil Defence Local: Auckland, Nova Zelândia Conceito: Gestão de esforços para defesa civil, com sistema de alertas SMS e protocolos de emergência.
  • 18. 18 Experiências em M-Gov Aplicação: Valimo Mobile ID Local: Finlândia Conceito: Sistema de Identificação via celular, permitindo transações que necessitam de assinatura eletrônica diretamente do celular. Aplicação: Auckland Civil Defence Local: Auckland, Nova Zelândia Conceito: Gestão de esforços para defesa civil, com sistema de alertas SMS e protocolos de emergência. José Pugas Líder EY Brasil para Cidades E-mail: jose.pugas@br.ey.com Celular: +55 21 9443-1397 Ernst & Young Terco Assessoria | Auditoria | Impostos | Transações corporativas Sobre a Ernst & Young A Ernst & Young é líder global em serviços de auditoria, impostos, transações corporativas e assessoria em negócios. Em todo o mundo, somos 152 mil pessoas unidas pelos mesmos valores e compromisso com a qualidade. Nós fazemos a diferença ajudando nossos colaboradores, clientes e as comunidades onde atuamos a atingirem todo seu potencial. Para mais informações, visite o site www.ey.com.br © 2012 EYGM Limited Todos os direitos reservados.