Ecossistema de Inovação

1.549 visualizações

Publicada em

Eduardo Giugliani - TECNOPUC – Ecossistema de Inovação, baseado em organizações intensivas em conhecimento.
Seminário RS de GC - 2013
21/11/13 em Porto Alegre - RS

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.549
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
40
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ecossistema de Inovação

  1. 1.     T ECNOPUC   Parque  Cien0fico  e  Tecnológico   da  Pon89cia  Universidade  Católica  do  Rio  Grande  do  Sul     Ecossistema  de  Inovação     Dr.  Eduardo  Giugliani   Professor  Titular   PUCRS/TECNOPUC             SBGC-­‐RS   21.nov.2013  
  2. 2. Agenda   1.  Introdução    Conhecimento  como  foco  de  ação    Parques  Cien5fico  e  Tecnológicos   2.    Ecossistema  de  Inovação   Case  TECNOPUC   Rede  INOVAPUCRS   Mecanismos  de  Inovação   Ecossistema  TECNOPUC   3.  Gestão  do  Capital  Intelectual    Global  TECNOPUC    Modelo  de  Governança     4.  Prá8cas  de  Gestão  do  Conhecimento    IdenHficação  das  PráHcas    Instrumento  de  Pesquisa    Resultados  no  Contexto  do  TECNOPUC   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  3. 3.  1     Introdução   Conhecimento  como  foco   Parques  Cien5ficos  e  Tecnológicos      
  4. 4. 1.  Introdução   Evolução  da  Economia  ...   Terra   Era  Agrícola   Era  do  Conhecimento   Capital   Conhecimento   Era  Agrícola   Trabalho   Fonte:  Gorey  e  Dobat,  1996;  Bueno,  2012  
  5. 5. 1.  Introdução   Conhecimento  como   fator  gerador  de             valor  organizacional   Como  tratar  dos  processos  e   dos  aHvos  organizacionais   ligados  ao  conhecimento  ?   Como  abordar  este  tema  em   uma  organização  intensiva  em   conhecimento  como  um  PCT  ?  
  6. 6. 1.  Introdução   Modelos  conceituais  para  sistemas  de  inovação   Governo   Jorge  de  Sábato   Infra-­‐estrutura   cien0fico-­‐tecnológica   Setor   Produ8vo   Triângulo  de  Sábato   Governo   Loe   Leydesdorff   Henry     Etzkowitz   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013   Hélice  Tríplice     Modelo  Sistêmico  
  7. 7.                                                1.  Introdução   Parques  Tecnológicos   Conceitos  ...   “  ...  É  uma  organização  gerenciada  por  profissionais  especialistas,  cujo   obje8vo  principal  é  o  de  incrementar  a  geração  de  riqueza  e  renda  na   sua  comunidade  a  par8r  da  promoção  da  cultura  da  inovação  e  da   compe88vidade  das  suas  empresas  e  ins8tuições  baseadas  em   conhecimento,  instaladas  no  parque  ou  associadas  a  ele  ...”.   IASP   Tipologia   Posição       EC   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  8. 8.  2     Ecossistema  de  Inovação   Case  TECNOPUC   Rede  INOVAPUCRS   Mecanismos  de  Inovação   Ecossistema  TECNOPUC      
  9. 9. 2.  Ecossistema  de  Inovação   Ciclo  Padrão  para  a  formação  de  empresas...   MERCADO   T A E  M O  D CICL Incubação     Projetos   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013   ÃO RAÇ U /A AÇ ELER C ST    DE   ÃO /SP UPS AR-­‐ Condomínio     e  Empresas   Incubação   Pré-­‐   Incubação   S   OFF IN-­‐ Parque   Tecnológico  
  10. 10. 2.  Ecossistema  de  Inovação   Ecossistema  de  Inovação  TECNOPUC  ...  morfologia   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  11. 11. 2.  Ecossistema  de  Inovação   Ecossistema  de  Inovação  TECNOPUC  ...  inicio     MERCADO   1990  à  1000  M/D  no  ano  2000   Atualmente  ...  87%   1999   TECNOPUC   AGT   Agência  de   Gestão   2003   RAIAR   Incubadora   2003   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013   2004    à  Universidade  Empreendedora  
  12. 12. Rede   INOVAPUCRS     Rede  que  congrega  o   conjunto  de  atores,   ações  e  mecanismos   relaHvos  ao  processo   de  inovação  e   empreendedorismo   da  PUCRS  
  13. 13.                                          Mecanismos    para  aceleração                                                                                                            da  Inovação   Criar   Apoiar   Empreender   Capacitar   CerHficar   Consolidar   Pesquisar   Transferir   Viabilizar   Qualificar  
  14. 14. Criar   Núcleo  Empreendedor:      esHmular  o   empreendedorismo  na  Universidade   através  de  ações,eventos  e  projetos   voltados  a  divulgação  e  dinamização   da  cultura  empreendedora.  
  15. 15. Apoiar   IDÉIA  -­‐  InsHtuto    de  Pesquisa  e   Desenvolvimento:    é  um  ambiente   criado  para  dar  suporte  técnico  à   comunidade  cienHfica  da   Universidade  
  16. 16. Empreender   Incubadora  Raiar:     acelerar  o  processo  de  criação  de  micro  e   pequenas  empresas  de  base  tecnológica.   •  Acolher  empresas  nascentes  –  start-­‐ups;   •  EsHmular  o  empreendedorismo;   •  Abrigar  spin-­‐offs  de  empresas  parceiras;   •  Favorecer  o  networking.  
  17. 17. Capacitar   Centro  de  Inovação:  resultado  da  parceria   firmada  entre  PUCRS  e  a  Microsod.   Promover  a  qualificação  de  organizações  e   profissionais  por  meio  de  mecanismos  que   fomentam  o  uso  eficiente  e  inovador  da   Tecnologia  da  Informação  em  produtos  e   processos.  
  18. 18. CerHficar   LABELO:    Laboratórios  Especializados  em   Eletroeletrônica,  Calibração  e  Ensaios  atua   há  mais  de  20  anos  na  metrologia  cien5fica   e  industrial,  acreditado  aos  organismos  de   competência  nacional  e  internacional,   sendo  referência  nacional.  
  19. 19. Consolidar   TECNOPUC:       é  um  habitat  de  inovação,  desHnado  a   empresas  intensivas  em  conhecimento   com  foco  em  inovação.     •   TIC   • Energia  e  Meio  Ambiente   • Indústria  CriaHva   • Saude  e  Biotecnologia  
  20. 20. Pesquisar   AGT  -­‐  Agência  de  Gestão  Tecnológica:     atuar  como  facilitadora  do  processo  de   interação  Universidade  –  Empresa,   esHmulando  e  viabilizando  o   desenvolvimento  de  projetos  de  PD&I   cooperados  que  aliem  as  necessidades  de   mercado  com  o  saber  e  conhecimento   existente  na  Universidade.  
  21. 21. Transferir    ETT  -­‐  Escritório  de  Transferência  de   Tecnologia:    realizar  a  gestão  do   patrimônio  intelectual  e  promover  a   transferência    dos  resultados  de  pesquisa   visando  fortalecer  e  ampliar    a  inserção   da  PUCRS  na  sociedade.  
  22. 22. Viabilizar   AGE  -­‐  Agência  de  Gestão  de   Empreendimentos:  atuar  com  foco  na   estratégia  de  sustentabilidade  econômica:   •  relacionamento  com  invesHdores,   •  novos  empreendimentos  e     •  serviços  especializados  
  23. 23. Qualificar   NAGI  -­‐  Núcleo  de  Apoio  à  Gestão  da   Inovação:  atuar  na  elaboração  de   diagnósHcos  de  inovação,  oferecendo   assessoria  e  capacitação.  
  24. 24. TECNOPUC   Parque  Cien5fico  e  Tecnológico   da  PUCRS   ...  é  um  ambiente  criaHvo   e  dinâmico,  que  gera   conhecimento,   agregando  valor  aos   negócios  e  propiciando   acesso  a  talentos         OBJETIVO:   Transformar     ciência  em  negócio    
  25. 25. Localização   Campus  Central   •  AnHgo  quartel   •  5,4  hectares  com  área  construída  de  44.000  m²   Campus  Viamão   •  AnHgo  seminário   •  15  hectares  com  área  construída  de  32.000  m²  
  26. 26. Crescimento...   Fase  I:                              2003-­‐2007   Adaptação  de  prédios  de  anHgo  quartel  do  Exército  Brasileiro   ao  lado  do  Campus  Central    22.000  m2  de  área  construída     Fase  II:                          2008-­‐2010   Construção  do  Portal  TECNOPUC    22.300  m2  de  área  construída     Fase  III:                        2009-­‐2015   Campus  Viamão    15  hectares  de  área  verde    32.000  m2  de  área  construída   Fase  IV:          …  2013  à  Global  TECNOPUC                      
  27. 27. Ecossistema  TECNOPUC  ...hoje   MERCADO   NAGI   Núcleo  de  Gestão   da  Inovação   TECNOPUC   AGT   Agência  de   Gestão   Ins8tuto   IDEIA   RAIAR   Condomínio     INOVAPUC   Incubação   Global   TECNOPUC   RAIAR   Pré-­‐Incubação   Núcleo   Empreendedor   CriaLab   AGE   ETT   Escritório  de   Trans.  Tecnologia   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013   Centro   de     Inovação   PUCRS   Centros  P&D   Agência  de  Gestão  de   Empreendimentos  
  28. 28. TECNOPUC  em  números  ...   •  81  Empresas  (Accenture,  DBServer,  Dell,  HP,  Microsod,   Radiopharmacus,  Stefanini,  TlanHc/SONAE,  TOTVS,  ...)   •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  26  Empresas  incubadas  na  Incubadora  RAIAR   7  Unidades  PUCRS  (AGE,  AGT,  ETT,  INOVAPUCRS,  ...)   8  EnHdades  (Assespro/RS,  Sodsul,  ABINEE/RS,  …)   5  Centros  de  Pesquisa  e  Laboratórios  PUCRS   Mais  de  5.500  pessoas  envolvidas   +  150  projetos  de  P&D   +  60  pesquisadores  envolvidos   +  160  bolsas  de  mestrado  e  doutorado   +  300  bolsas  de  graduação   +  150  estagiários  (nas  empresas)  
  29. 29. Crescimento  de  colaboradores  ...   +5500   nas  principais  operações   1400   1200   1000   DELL   HP   800   TOTVS   STEFANINI   600   DBServer   ACCENTURE   400   THOUGHTWORKS   200   0   2000   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013   2002   2004   2006   2008   2010   2012   2014  
  30. 30.  3     Gestão  do  Capital  Intelectual   Aceleração  do  Capital  Intelectual   3  perspecHvas  de  ação...       Empreendedorismo,  inovação  e  conhecimento  
  31. 31. 3.  Gestão  do  Capital  Intelectual   Aceleração  do  Capital  Intelectual    à  Inovação   Capital   Humano   Capital   Relacional   Capital   Estrutural   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013   àsocial   ànegócio   àorganizacional   àtecnológico  
  32. 32. 3.  Gestão  do  Capital  Intelectual   Capital  Relacional:  Global  TECNOPUC     Centro  de  Inovação,   Cria8vidade  e  Networking  do   TECNOPUC   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013   O    GLOBAL  TECNOPUC   será  um  lócus   potencializador  das   ações  inovadoras  e   criaHvas.  Integração  em   rede,    como  forma  de   ampliar  a  sinergia  para   a  incubação  de  novas   ideias  e  novos  projetos   baseados  em   conhecimento  e   inovação  
  33. 33. Dimensão  Geral     Ambientes  inovadores  em  espaços   flexíveis  para  permiHr  rápida   reconfiguração  e  maior  interação  e   oportunidades  para  novos  projetos  e   novos  negócios.  
  34. 34. Dimensões   1ª    Convivência   pessoas  e  relacionamentos  visa  facilitar  e  esHmular  a   criação  de  redes  múlHplas   2ª    Networking  e  Coworking   Novos  Espaços  e  Maior  funcionalidade  e   convergência  para  atores  múlHplos.     3ª    Open  Innova2on   Incubação  de  Projetos  e  Ideias   Laboratório    de  CriaHvidade.     4ª  Internacionalização   Espaços  para  sediar  empresas  que  tenham  por  objeto  o   desenvolvimento  de  produtos  e  serviços  para   o  mercado  global  
  35. 35. produtos   CriaLAB   criaHvidade   NETWORKING   a  m  b  i  e  n  t  e  s   GLOBAL   TECNOPUC   i  n  o  v  a  d  o  r  e  s   Open   InnovaHon   c  r  i  a  t  i  v  o  s   reuniões   serviços   CONVIVÊNCIA   arena   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013   NOVOS   PROJETOS&IDÉIAS   Espaços   múlHplos   coworking   serviços   INTERNACIONALIZAÇÃO   vídeo.con   RAIAR   empresas   exposição   lazer  
  36. 36. 3.  Gestão  do  Capital  Intelectual   Capital  Estrutural:  Modelo  Organizacional   PT  Modelo  de  Governança   PT  ...   PT  macro   1  nível   3  níveis   Campos  de  Análise  GC   Representação   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  37. 37.                                        3.  Gestão  do  Capital  Intelectual   Organograma  de  um  PCT   Modelo  Estrutural   Organograma  Funcional   Reconfiguração  dos  Mantenedores   Estruturas  de  Governança   Novo  Organograma   foco  principal  à  gestão  organizacional   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  38. 38. 3.  Gestão  do  Capital  Intelectual   Novo        Conceito:  GOVERNANÇA   Conceitos   Governança  Corpora8va  é  o  conjunto  de  mecanismos  internos  e   externos  que  visam  harmonizar  a  relação  entre  proprietários  e   gestores  com  a  finalidade  de  aumentar  o  valor  da  organização,   facilitar  seu  acesso  ao  capital  e  contribuir  para  a  sua   sustentabilidade.   Princípios        reconhecidos...   Transparência  (disclousure)   Equidade  (fairness)   Prestação  de  Contas  (accountability)   Responsabilidade  Corpora8va  (compilance)   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  39. 39. 3.  Gestão  do  Capital  Intelectual   Novo        Organograma  Macro  de  um  PCT   Nivel  1   PUCRS   EG   Nivel  2   Nivel  3   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013   Estruturas  de  Governança   TECNOPUC   NOVAS  ESTRUTURAS  
  40. 40. 3.  Gestão  do  Capital  Intelectual   Novo        Organograma  Macro  de  um  PCT   PUCRS   Estruturas  de  Governança   Conselho  ConsulHvo   Conselho  Gestor   TECNOPUC   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  41. 41. 33.  Gestão  do  Capital  Intelectual   Nível  2  à  EGC   EGC   Estruturas  de  Governança  Corpora8va   Conjunto  de  indicadores,  boas  prá8cas  e  requisitos  que   visam  garan8r  à  organização  o  atendimento  dos  Princípios   da  GC  e  o  alcance  dos  seus  obje8vos.   Campos  de  Análise     PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  42. 42. 3.  Gestão  do  Capital  Intelectual   Campos  de  Análise  ...  Boas  Prá8cas  de  Governança   Campo  1:  Processo  de  Tomada  de  Decisão   Campo  2:  CAdm  –  Atribuições  e  Responsabilidades   Campo  3:  CAdm  –    Conselho  de  Administração        Campo  3.1:    CAdm  –  Composição        Campo  3.2:    CAdm  –  Tamanho        Campo  3.3:    CAdm  –  Sistema  de  Remuneração   Campo  4:  CAdm  –    Diversidade  de  Gênero   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013                    
  43. 43. 3.  Gestão  do  Capital  Intelectual   Campos  de  Análise  ...  Boas  Prá8cas  de  Governança   Campo  5:  Presidente  x  Diretor  Execu8vo   Campo  6:  Comitês  de  Supervisão   Campo  7:  Conselhos  Interligados   Campo  8:  Estrutura  de  Propriedade   Campo  9:  Controladoria   Campo  10:  Problemas  de  Agência   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  44. 44. 3.  Gestão  do  Capital  Intelectual    Governança:  Instrumento  de  Análise  e  Representação   Gráfico   Radar                     PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  45. 45. 3.  Gestão  do  Capital  Intelectual   1990  à  ...   2004  à  ...   2013     à  Nova  Estrutura   à  Governança       Obje8vos  Principais   Credibilidade   Desempenho  –  Valor   Atração  Inves8mentos   Redução  –  custos   Redução  –  conflitos   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  46. 46.  4     Prá8cas  de  Gestão  do   Conhecimento   IdenHficação  e  Contexto  no  TECNOPUC      
  47. 47. 4.  Prá8cas  de  Gestão  do  Conhecimento   O  que  é  GC  ???   •  “...  a  GC  baseia-­‐se  em  recursos  existente,  com  os  quais  a   organização  pode  já  estar  contando  –  uma  boa  gestão  de  sistemas   de  informação,  uma  gestão  de  mudança  organizacional  e  boas   práHcas  de  gestão  de  recursos  humanos.  Se  você  tem  uma  boa   biblioteca,  um  sistema  de  banco  de  dados  textuais  ou  até  mesmo   programas  educaHvos  eficazes,  provavelmente  a  empresa  já  está   fazendo  alguma  coisa  que  poderia  ser  chamada  de   GC”  (DAVENPORT;  PRUSAK,  2000).     •  “processo  que  cria  conHnuamente  novos  conhecimentos,  os   dissemina  e  os  perpetua  por  toda  a  organização”  (NONAKA  e   TAKEUCHI,  2008),       •  “ela  também  pode  ser  entendida  como  a  arte  de  criar  valor  a  parHr   dos  aHvos  intangíveis  das  organizações”  (SVEIBY,  1998).   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  48. 48. 4.  Prá8cas  de  Gestão  do  Conhecimento   Pesquisa:  Métodos  e  Parâmetros   •  Silva  Júnior,  UFSC/EGC  (2011):      idenHficação  de  28  PráHcas  e  Ferramentas  de  GC.     •  Revisão  Bibliográfica     •  Aplicação  de  QuesHonário  com  2  questões  sobre  cada  PráHca.         •  Avaliação:                Alcance  na  organização  X  Importância  da  prá8ca  para  a  organização.   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  49. 49. 4.  Prá8cas  de  Gestão  do  Conhecimento   Pesquisa:  Métodos  e  Parâmetros   Abordagem:     4  grupos  disHntos      Incubadora  RAIAR:    14  Amostras  (17,95%)    TECNOPUC:    19  Amostras  (21,11%)          Alunos  de  Graduação:    31  Amostras    Alunos  de  PG:      13  Amostras     Total  de  Amostras:  77     49/10   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  50. 50. 4.  Prá8cas  de  Gestão  do  Conhecimento   Relação  das  PráHcas  de  GC   •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  PráHca  1  -­‐  Comunidades  de  PráHca   PráHca  2  -­‐  Mentoring   PráHca  3  -­‐  NarraHvas   PráHca  4  -­‐  Mapeamento  do   Conhecimento   PráHca  5  -­‐  Brainstorming   PráHca  6  -­‐  ExperHse  Locator   Prá8ca  7-­‐  Sistema  de  Gestão  de   Documentos  (Banco  de  dados)   PráHca  8  -­‐  Portal  do  Conhecimento   PráHca  9  -­‐  Bases  do  Conhecimento   (Wikis,  blogs,  comparHlhamento  de   vídeos,  etc)   Prá8ca  10  -­‐  Ambiente  de  Trabalho   (Físico)  ColaboraHvo   PráHca  11  -­‐  Ambiente  de  Trabalho   (Virtual)  ColaboraHvo   PráHca  12  -­‐  Learning  and  Idea  Capture   PráHca  13  -­‐  Peer  Assist   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013   •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  •  PráHca  14  -­‐  Ader  AcHon  Review  (AAR)   PráHca  15  -­‐  Learning  Reviews   PráHca  16  -­‐  Socialização   PráHca  17  -­‐  Redes  Sociais   Prá8ca  18  -­‐  Reuniões   PráHca  19  -­‐  KM  Maturity  Model   PráHca  20  -­‐  Melhores  PráHcas   PráHca  21  -­‐  Processo  de  Nivelamento   PráHca  22  -­‐  Manual  de  Qualidade   PráHca  23  -­‐  Benchmarking   PráHca  24  -­‐  Balanced  Scorecard  (BSC)   PráHca  25  -­‐  Data  Mining   PráHca  26  -­‐  Perguntas-­‐Chave   PráHca  27  -­‐  Knowledge  Cafes   PráHca  28  -­‐  Métodos  Ágeis  
  51. 51. 4.  Prá8cas  de  Gestão  do  Conhecimento   Principais  PráHcas   •  Prá8ca  18  -­‐  Reuniões   Descrição:  são  reuniões  periódicas,  com  a  finalidade  de  discuHr  temas   de  trabalho,  administraHvos,  resultados  de  pesquisas,  etc.     •  Prá8ca  10  -­‐  Ambiente  de  Trabalho  (Físico)  Colabora8vo   Descrição:  trata-­‐se  de  um  espaço  ‚sico  que  possibilite  interações  entre   os  membros  do  grupo  e  proporcione  um  ambiente  de  trabalho   favorável  ao  comparHlhamento  e  a  criação  de  conhecimento.     •  Prá8ca  7-­‐  Sistema  de  Gestão  de  Documentos  (Banco  de  dados)   Descrição:  é  um  repositório  de  arquivos  que  permite  a  manutenção   das  informações  conHdas  em  documentos  do  grupo.  Exige   categorização  e  serve  para  a  procura  e  localização  da  informação  certa   no  momento  certo.   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  52. 52. 4.  Prá8cas  de  Gestão  do  Conhecimento   Esta5sHcas   Análise  dos  dados  à  3  métodos  de  esta5sHca   •  Gráficos  de  Barras:     Os  dados  foram  tabulados  de  acordo  com  a  frequência  considerando  todas  as   respostas,  sem  discriminação  por  grupo     •  Janela  Cruzada:     Alcance  x  Importância,     gráfico  no  plano  cartesiano  com  uma  linha  na  mediana  no  eixo  das  abscissas  e  das   ordenadas  para  dividir  o  gráfico  em  4  quadrantes     •  Método  Qui-­‐quadrado:     Análise  por  grupo,  comparam-­‐se  os  4  grupos:  analisar  melhor  o  entendimento  das   PráHcas  de  GC,  possibilitando  visualizar  possíveis  discrepâncias  entre  os  4  grupos   de  pesquisa.   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  53. 53. 4.  Prá8cas  de  Gestão  do  Conhecimento   Janela  Cruzada   PUCRS  Eduardo  Giugliani.  nov2013  
  54. 54.     T ECNOPUC                   Muito  Obrigado  !!!     Dr.  Eduardo  Giugliani   giugliani@pucrs.br     Professor  Titular   PUCRS/TECNOPUC         SBGC-­‐RS   21.nov.2013  

×