SlideShare uma empresa Scribd logo
PROFESSOR LUSTOSA: AULA 05 - ANÁLISE DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

                            ANÁLISE ATRAVÉS DE ÍNDICES

   1. O PAPEL DOS ÍNDICES DE BALANÇO
         a. Índice é a relação entre contas ou grupos de contas das Demonstrações
            Financeiras, que visa evidenciar determinado aspecto da situação econômica ou
            financeira de uma empresa.

   2. QUANTOS ÍNDICES SÃO NECESSÁRIOS PARA UMA BOA ANÁLISE
        a. O importante não é o cálculo de grande número de índices, mas de um conjunto
           de índices que permita conhecer a situação da empresa, segundo o grau de
           profundidade desejada da análise. Por exemplo: O fornecedor pode apenas querer
           rápidas informações sobre a empresa, a respeito de sua rentabilidade, de seu
           índice de liquidez, por exemplo. Se esse mesmo fornecedor estiver interessado
           não em vender mercadoria, mas em adquirir a própria empresa-cliente ou fundi-la
           com a sua, evidentemente desejará uma análise muito mais profunda.

   3. DESCRIÇÃO DETALHADA DOS ÍNDICES
   Aprenderemos a análise através de índices, utilizando o Balanço Patrimonial e a D. R. E. a
seguir.
             BALANÇO PATRIMONIAL - CIA. ESTUDANDO PASSAREMOS

            G R U P O S / C O N T A S                             31.12.2008     31.12.2009
         ATIVO
         CIRCULANTE
              Disponível (Caixa e Bancos)                              34.665         26.309
              Aplicações Financeiras                                  128.969         80.915
              Clientes                                              1.045.640      1.122.512
              Estoque                                                 751.206      1.039.435
         TOTAL DO ATIVO CIRCULANTE                                  1.960.480      2.269.171
         REALIZÁVEL A LONGO PRAZO                                          ---            ---
         PERMANENTE
              Investimento                                             72.250        156.475
              Imobilizado                                             693.448      1.517.508
              Intangível                                                   ---        40.896
         TOTAL DO ATIVO PERMANENTE                                    765.698      1.714.879
         TOTAL DO ATIVO                                             2.726.178      3.984.050
         PASSIVO
         CIRCULANTE
              Fornecedores                                            708.536        639.065
              Impostos a Pagar                                        275.623        289.698
              Empréstimos Bancários                                    66.165         83.429
              Duplicata Descontada                                    290.633        393.885
         TOTAL DO PASSIVO CIRCULANTE                                1.340.957      1.406.077
         EXIGÍVEL A LONGO PRAZO
              Empréstimos                                             314.360        792.716
              Financiamento                                                ---       378.072
         TOTAL DO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO                              314.360      1.170.788
         SOMA DOS CAPITAIS DE TERCEIROS (PC + PELP)                 1.655.317      2.576.865
         PATRIMÔNIO LÍQUIDO
              Capital e Reservas                                      657.083      1.194.157
              Lucros Acumulados                                       413.778        213.028
         TOTAL DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO                                1.070.861      1.407.185
         TOTAL DO PASSIVO                                           2.726.178      3.984.050
DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO – CIA. ESTUDANDO PASSAREMOS

                         C O N T A S                                          31.12.2008       31.12.2009
          Receita Líquida                                                      4.793.123        4.425.866
          Custo dos Produtos Vendidos                                         (3.621.530)      (3.273.530)
          Lucro Bruto                                                          1.171.593        1.152.336
          Despesas Operacionais                                                (495.993)        (427.225)
          Outras Receitas Operacionais                                           8.394            17.581
          Lucro Operacional Antes do Resultado Financeiro                       683.994          742.692
          Receitas Financeiras                                                   10.860            7.562
          Despesas Financeiras                                                 (284.308)        (442.816)
          Lucro Operacional                                                     410.546          307.438
          Resultado Não Operacional                                              1.058               ---
          Lucro Antes do I. R.                                                  411.604          307.438
          Lucro Líquido do Exercício                                            223.741          167.116

                      ÍNDICES DE ESTRUTURA DE CAPITAIS
       Os índices desse grupo mostram as grandes linhas de decisões financeiras, em termos de
obtenção e aplicação de recursos.
   1. PARTICIPAÇÃO DE CAPITAIS DE TERCEIROS
                Capitais de Terceiros
   Fórmula:  ________________________ X 100
                 Patrimônio Líquido
   Indica: quanto a empresa tomou de capitais de terceiros para cada R$ 100,00 de capital próprio investido.
    INTERPRETAÇÃO: quanto menor, melhor.
Exemplo:
                    I T E N S                                             2008              2009
Capitais de Terceiros (Passivo Circulante + Exigível a LP)
Patrimônio Líquido

           •   Cálculo do Índice de Participação de Capitais de Terceiros:

       2008:     ___________ =                                          2009: __________ =


   2. COMPOSIÇÃO DO ENDIVIDAMENTO
               Passivo Circulante
   Fórmula: ______________________ X 100
               Capitais de Terceiros
   Indica: qual o percentual de obrigações de curto prazo em relação às obrigações totais.
   INTERPRETAÇÃO: quanto menor, melhor.
   Exemplo:
                    I T E N S                                     2008           2009
Passivo Circulante
Capitais de Terceiros

           •   Cálculo do Índice de Composição do Endividamento:

       2008: ____________ =                                           2009: __________ =
3. IMOBILIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO
             Ativo Permanente
   Fórmula: ________________ X 100
             Patrimônio Líquido

   Indica: quanto a empresa aplicou no Ativo Permanente para cada R$ 100 de Patrimônio Líquido.
    INTERPRETAÇÃO: quanto menor, melhor.
Exemplo:
                   I T E N S                                          2008            2009
Ativo Permanente
Patrimônio Líquido

           •   Cálculo do Índice de Imobilização do Patrimônio Líquido:

      2008: _____________ =                                 2009: ______________ =


                                  ÍNDICES DE LIQUIDEZ
      Os índices deste grupo mostram a base da situação financeira da empresa.
   1. LIQUIDEZ GERAL
             Ativo Circulante + Realizável a Longo Prazo
   Fórmula: ______________________________________
             Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo

   Indica: quanto a empresa possui no Ativo Circulante e Realizável a Longo Prazo para cada R$ 1,00
   das dívidas.
   INTERPRETAÇÃO: quanto maior, melhor.

Exemplo:
                    I    T    E    N    S                             2008            2009
Ativo Circulante
Passivo Circulante
Passivo Exigível a Longo Prazo

           •   Cálculo do Índice de Liquidez Geral:

      2008: ______________ =                    2009:        ______________ =


   2. LIQUIDEZ CORRENTE
             Ativo Circulante
   Fórmula: ________________
             Passivo Circulante

   Indica: quanto a empresa possui no Ativo Circulante para cada R$ 1,00 de Passivo Circulante.
   INTERPRETAÇÃO: quanto maior, melhor.
Exemplo:
                   I T E N S                                          2008            2009
Ativo Circulante
Passivo Circulante

           •   Cálculo do Índice de Liquidez Corrente:

      2008: ______________ =                               2009: ________________ =
3. LIQUIDEZ SECA
                        Disponível + Aplicações Financeiras + Clientes (contas a receber)
        Fórmula:________________________________________________________________
                                            Passivo Circulante
Indica: quanto a empresa possui de Ativo Líquido para cada R$ 1,00 de Passivo Circulante.
INTERPRETAÇÃO: quanto maior, melhor.
Exemplo:
                    I T E N S                                    2008          2009
Disponível + Aplicações Financeiras
Clientes
Passivo Circulante

            •   Cálculo do Índice de Liquidez Seca:

        2008: ____________________ =                 2009: ____________________ =


                              ÍNDICES DE RENTABILIDADE
        Os índices deste grupo mostram qual a rentabilidade dos capitais investidos, isto é, quanto rendeu
os investimentos e, portanto, qual o grau de êxito econômico da empresa.

    1. GIRO DO ATIVO
              Vendas Líquidas
    Fórmula: ________________
                  Ativo

   Indica: quanto a empresa vendeu para cada R$ 1,00 de investimento total.
   INTERPRETAÇÃO: quanto maior, melhor.
Exemplo:
                    I T E N S                                   2008                     2009
Vendas Líquidas
Ativo

            •   Cálculo do Índice de Giro do Ativo:

        2008: ____________ =                       2009: ______________ =


    2. MARGEM LÍQUIDA
              Lucro Líquido
    Fórmula: _______________ X 100
              Vendas Líquidas
    Indica: quanto a empresa obtêm de lucro para cada R$ 100,00 vendidos.
    INTERPRETAÇÃO: quanto maior, melhor.
Exemplo:
                      I   T    E    N     S                             2008             2009
Lucro Líquido
Vendas Líquidas
          • Cálculo do Índice de Margem Líquida:

        2008: _______________ =                             2009: _________________ =
3. RENTABILIDADE DO ATIVO
              Lucro Líquido
   Fórmula: _______________ X 100
                 Ativo
   Indica: quanto a empresa obtém de lucro para cada R$ 100,00 de investimento total.
   INTERPRETAÇÃO: quanto maior, melhor.
Exemplo:
                     I   T   E    N    S                        2008           2009
Lucro Líquido
Ativo

           •    Cálculo do Índice de Rentabilidade do Ativo:

      2008: _____________ =                        2009: _____________ =

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila contabilidade gerencial
Apostila contabilidade gerencialApostila contabilidade gerencial
Apostila contabilidade gerencialsimuladocontabil
 
Caderno - Análise Financeira
Caderno - Análise FinanceiraCaderno - Análise Financeira
Caderno - Análise FinanceiraCadernos PPT
 
Analise financeira
Analise financeira Analise financeira
Analise financeira Thelma Lopes
 
Ccnccap10 analise demonstracoes financeiras
Ccnccap10 analise demonstracoes financeirasCcnccap10 analise demonstracoes financeiras
Ccnccap10 analise demonstracoes financeirascapitulocontabil
 
Padronizacao das demostracoes contabeis
Padronizacao das demostracoes contabeisPadronizacao das demostracoes contabeis
Padronizacao das demostracoes contabeisadmcontabil
 
Demonstrações financeiras
Demonstrações financeirasDemonstrações financeiras
Demonstrações financeirasCIRINEU COSTA
 
Atps estrutura e analise das demonstrações financeiras
Atps estrutura e analise das demonstrações financeirasAtps estrutura e analise das demonstrações financeiras
Atps estrutura e analise das demonstrações financeirasBruna Eugênio
 
A2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisao
A2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisaoA2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisao
A2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisaopgr_net
 
Análise economica financeira
Análise economica financeiraAnálise economica financeira
Análise economica financeiraDelza
 
Aula 4-analise-vertical-e-horizontal
Aula 4-analise-vertical-e-horizontalAula 4-analise-vertical-e-horizontal
Aula 4-analise-vertical-e-horizontalReginaldo Santana
 
Cap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_are
Cap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_areCap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_are
Cap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_arecontroladoriacontab
 
Introdução à análise das demonstrações contábeis
Introdução à análise das demonstrações contábeisIntrodução à análise das demonstrações contábeis
Introdução à análise das demonstrações contábeisGilmar Seco Peres
 
Analise De DemonstraçõEs Financeiras
Analise De DemonstraçõEs FinanceirasAnalise De DemonstraçõEs Financeiras
Analise De DemonstraçõEs Financeirasadmfape
 
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry KatoAvaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry KatoSustentare Escola de Negócios
 

Mais procurados (19)

Apostila contabilidade gerencial
Apostila contabilidade gerencialApostila contabilidade gerencial
Apostila contabilidade gerencial
 
Caderno - Análise Financeira
Caderno - Análise FinanceiraCaderno - Análise Financeira
Caderno - Análise Financeira
 
Analise financeira
Analise financeira Analise financeira
Analise financeira
 
Análise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações Financeiras
 
Análise das demonstrações
Análise das demonstraçõesAnálise das demonstrações
Análise das demonstrações
 
Ccnccap10 analise demonstracoes financeiras
Ccnccap10 analise demonstracoes financeirasCcnccap10 analise demonstracoes financeiras
Ccnccap10 analise demonstracoes financeiras
 
Padronizacao das demostracoes contabeis
Padronizacao das demostracoes contabeisPadronizacao das demostracoes contabeis
Padronizacao das demostracoes contabeis
 
Demonstrações financeiras
Demonstrações financeirasDemonstrações financeiras
Demonstrações financeiras
 
Atps estrutura e analise das demonstrações financeiras
Atps estrutura e analise das demonstrações financeirasAtps estrutura e analise das demonstrações financeiras
Atps estrutura e analise das demonstrações financeiras
 
A2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisao
A2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisaoA2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisao
A2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisao
 
Análise economica financeira
Análise economica financeiraAnálise economica financeira
Análise economica financeira
 
Aula 4-analise-vertical-e-horizontal
Aula 4-analise-vertical-e-horizontalAula 4-analise-vertical-e-horizontal
Aula 4-analise-vertical-e-horizontal
 
Cap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_are
Cap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_areCap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_are
Cap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_are
 
Introdução à análise das demonstrações contábeis
Introdução à análise das demonstrações contábeisIntrodução à análise das demonstrações contábeis
Introdução à análise das demonstrações contábeis
 
Analise financeira
Analise financeiraAnalise financeira
Analise financeira
 
Analise De DemonstraçõEs Financeiras
Analise De DemonstraçõEs FinanceirasAnalise De DemonstraçõEs Financeiras
Analise De DemonstraçõEs Financeiras
 
Ratios
RatiosRatios
Ratios
 
Analise financeira
Analise financeiraAnalise financeira
Analise financeira
 
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry KatoAvaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
 

Semelhante a Analise demonstracoes financeira_aula05

Analise demonstracoes financeira_aula04
Analise demonstracoes financeira_aula04Analise demonstracoes financeira_aula04
Analise demonstracoes financeira_aula04contacontabil
 
Exercicio análise
Exercicio análiseExercicio análise
Exercicio análisevaniasiquei
 
Apostila 06 balanco patrimonial
Apostila 06 balanco patrimonialApostila 06 balanco patrimonial
Apostila 06 balanco patrimonialzeramento contabil
 
Relatorio de Sustentabilidade Ampla 2008
Relatorio de Sustentabilidade Ampla 2008Relatorio de Sustentabilidade Ampla 2008
Relatorio de Sustentabilidade Ampla 2008Endesa Brasil
 
Aula 05 balanço patrimonial - grupo de contas
Aula 05   balanço patrimonial - grupo de contasAula 05   balanço patrimonial - grupo de contas
Aula 05 balanço patrimonial - grupo de contasRaul Alberto
 
Analise demonstracoes contabeis dcs
Analise demonstracoes contabeis dcsAnalise demonstracoes contabeis dcs
Analise demonstracoes contabeis dcsapostilacontabil
 
Analise demonstracoes contabeis dcs
Analise demonstracoes contabeis dcsAnalise demonstracoes contabeis dcs
Analise demonstracoes contabeis dcsadmcontabil
 
Analise demonstracoes contabeis
Analise demonstracoes contabeisAnalise demonstracoes contabeis
Analise demonstracoes contabeisadmcontabil
 
Tarefa 2 b gestão de recursos financeiros e materiais
Tarefa 2 b gestão de  recursos  financeiros e materiaisTarefa 2 b gestão de  recursos  financeiros e materiais
Tarefa 2 b gestão de recursos financeiros e materiaisLUIZ E Leila
 
Financas demonstracoes financeira natura 2008
Financas demonstracoes financeira natura 2008Financas demonstracoes financeira natura 2008
Financas demonstracoes financeira natura 2008controladoriacontab
 
análise gerencial da operação e demonstrações contábeis completas em BRGAAP.pdf
análise gerencial da operação e demonstrações contábeis completas em BRGAAP.pdfanálise gerencial da operação e demonstrações contábeis completas em BRGAAP.pdf
análise gerencial da operação e demonstrações contábeis completas em BRGAAP.pdfRenandantas16
 
Estacio Part D Fs 31 12 2008 Versao 17 03 09 Sem Marcas V Final 17h Mais Rel Adm
Estacio Part D Fs 31 12 2008 Versao 17 03 09 Sem Marcas V Final 17h Mais Rel AdmEstacio Part D Fs 31 12 2008 Versao 17 03 09 Sem Marcas V Final 17h Mais Rel Adm
Estacio Part D Fs 31 12 2008 Versao 17 03 09 Sem Marcas V Final 17h Mais Rel AdmEstácio Participações
 
ANÁLISE FINANCEIRA vertical e horizontal.ppt
ANÁLISE FINANCEIRA vertical e horizontal.pptANÁLISE FINANCEIRA vertical e horizontal.ppt
ANÁLISE FINANCEIRA vertical e horizontal.pptLeonel Ferreira
 

Semelhante a Analise demonstracoes financeira_aula05 (20)

Analise demonstracoes financeira_aula04
Analise demonstracoes financeira_aula04Analise demonstracoes financeira_aula04
Analise demonstracoes financeira_aula04
 
Exercicio análise
Exercicio análiseExercicio análise
Exercicio análise
 
Apostila 06 balanco patrimonial
Apostila 06 balanco patrimonialApostila 06 balanco patrimonial
Apostila 06 balanco patrimonial
 
Relatorio de Sustentabilidade Ampla 2008
Relatorio de Sustentabilidade Ampla 2008Relatorio de Sustentabilidade Ampla 2008
Relatorio de Sustentabilidade Ampla 2008
 
Aula 05 balanço patrimonial - grupo de contas
Aula 05   balanço patrimonial - grupo de contasAula 05   balanço patrimonial - grupo de contas
Aula 05 balanço patrimonial - grupo de contas
 
Analise demonstracoes contabeis dcs
Analise demonstracoes contabeis dcsAnalise demonstracoes contabeis dcs
Analise demonstracoes contabeis dcs
 
Analise demonstracoes contabeis dcs
Analise demonstracoes contabeis dcsAnalise demonstracoes contabeis dcs
Analise demonstracoes contabeis dcs
 
Analise demonstracoes contabeis
Analise demonstracoes contabeisAnalise demonstracoes contabeis
Analise demonstracoes contabeis
 
Gestão fiscal e orçamentária
Gestão fiscal e orçamentáriaGestão fiscal e orçamentária
Gestão fiscal e orçamentária
 
Tarefa 2 b gestão de recursos financeiros e materiais
Tarefa 2 b gestão de  recursos  financeiros e materiaisTarefa 2 b gestão de  recursos  financeiros e materiais
Tarefa 2 b gestão de recursos financeiros e materiais
 
Dfc fluxo caixa
Dfc fluxo caixaDfc fluxo caixa
Dfc fluxo caixa
 
Balanco jun10
Balanco jun10Balanco jun10
Balanco jun10
 
Financas demonstracoes financeira natura 2008
Financas demonstracoes financeira natura 2008Financas demonstracoes financeira natura 2008
Financas demonstracoes financeira natura 2008
 
Apresentação 2T07
Apresentação 2T07Apresentação 2T07
Apresentação 2T07
 
análise gerencial da operação e demonstrações contábeis completas em BRGAAP.pdf
análise gerencial da operação e demonstrações contábeis completas em BRGAAP.pdfanálise gerencial da operação e demonstrações contábeis completas em BRGAAP.pdf
análise gerencial da operação e demonstrações contábeis completas em BRGAAP.pdf
 
Maion2
Maion2Maion2
Maion2
 
Estacio Part D Fs 31 12 2008 Versao 17 03 09 Sem Marcas V Final 17h Mais Rel Adm
Estacio Part D Fs 31 12 2008 Versao 17 03 09 Sem Marcas V Final 17h Mais Rel AdmEstacio Part D Fs 31 12 2008 Versao 17 03 09 Sem Marcas V Final 17h Mais Rel Adm
Estacio Part D Fs 31 12 2008 Versao 17 03 09 Sem Marcas V Final 17h Mais Rel Adm
 
Demonstrações financeiras 2009 -2010
Demonstrações financeiras 2009 -2010Demonstrações financeiras 2009 -2010
Demonstrações financeiras 2009 -2010
 
ANÁLISE FINANCEIRA vertical e horizontal.ppt
ANÁLISE FINANCEIRA vertical e horizontal.pptANÁLISE FINANCEIRA vertical e horizontal.ppt
ANÁLISE FINANCEIRA vertical e horizontal.ppt
 
Dre modelo
Dre modeloDre modelo
Dre modelo
 

Mais de contacontabil

500 questões concursos
500 questões concursos500 questões concursos
500 questões concursoscontacontabil
 
Contabilidade introdutoria exercicios
Contabilidade introdutoria   exerciciosContabilidade introdutoria   exercicios
Contabilidade introdutoria exercicioscontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade esaf
Exercicios resolvidos contabilidade   esafExercicios resolvidos contabilidade   esaf
Exercicios resolvidos contabilidade esafcontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 13 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 13 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 13 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 13 cathedracontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 15 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 15 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 15 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 15 cathedracontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 11 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 11 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 11 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 11 cathedracontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 09 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 09 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 09 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 09 cathedracontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 07 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 07 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 07 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 07 cathedracontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 05 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 05 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 05 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 05 cathedracontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 03 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 03 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 03 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 03 cathedracontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 01 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 01 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 01 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 01 cathedracontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 16 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 16 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 16 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 16 cathedracontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 14 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 14 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 14 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 14 cathedracontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 12 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 12 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 12 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 12 cathedracontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 10 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 10 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 10 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 10 cathedracontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 06 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 06 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 06 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 06 cathedracontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 04 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 04 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 04 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 04 cathedracontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 02 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 02 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 02 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 02 cathedracontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral indice
Exercicios resolvidos contabilidade geral   indiceExercicios resolvidos contabilidade geral   indice
Exercicios resolvidos contabilidade geral indicecontacontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 09 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 09 cathedra icms-rjExercicios resolvidos contabilidade   aula 09 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade aula 09 cathedra icms-rjcontacontabil
 

Mais de contacontabil (20)

500 questões concursos
500 questões concursos500 questões concursos
500 questões concursos
 
Contabilidade introdutoria exercicios
Contabilidade introdutoria   exerciciosContabilidade introdutoria   exercicios
Contabilidade introdutoria exercicios
 
Exercicios resolvidos contabilidade esaf
Exercicios resolvidos contabilidade   esafExercicios resolvidos contabilidade   esaf
Exercicios resolvidos contabilidade esaf
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 13 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 13 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 13 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 13 cathedra
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 15 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 15 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 15 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 15 cathedra
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 11 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 11 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 11 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 11 cathedra
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 09 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 09 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 09 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 09 cathedra
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 07 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 07 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 07 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 07 cathedra
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 05 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 05 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 05 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 05 cathedra
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 03 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 03 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 03 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 03 cathedra
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 01 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 01 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 01 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 01 cathedra
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 16 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 16 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 16 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 16 cathedra
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 14 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 14 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 14 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 14 cathedra
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 12 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 12 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 12 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 12 cathedra
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 10 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 10 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 10 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 10 cathedra
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 06 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 06 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 06 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 06 cathedra
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 04 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 04 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 04 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 04 cathedra
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 02 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 02 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 02 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 02 cathedra
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral indice
Exercicios resolvidos contabilidade geral   indiceExercicios resolvidos contabilidade geral   indice
Exercicios resolvidos contabilidade geral indice
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 09 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 09 cathedra icms-rjExercicios resolvidos contabilidade   aula 09 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade aula 09 cathedra icms-rj
 

Último

Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfrarakey779
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxGraycyelleCavalcanti
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfrarakey779
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfLeandroTelesRocha2
 
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan AhlbergO carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan AhlbergBrenda Fritz
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaLuanaAlves940822
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfemeio123
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdfedjailmax
 

Último (20)

Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan AhlbergO carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 

Analise demonstracoes financeira_aula05

  • 1. PROFESSOR LUSTOSA: AULA 05 - ANÁLISE DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ANÁLISE ATRAVÉS DE ÍNDICES 1. O PAPEL DOS ÍNDICES DE BALANÇO a. Índice é a relação entre contas ou grupos de contas das Demonstrações Financeiras, que visa evidenciar determinado aspecto da situação econômica ou financeira de uma empresa. 2. QUANTOS ÍNDICES SÃO NECESSÁRIOS PARA UMA BOA ANÁLISE a. O importante não é o cálculo de grande número de índices, mas de um conjunto de índices que permita conhecer a situação da empresa, segundo o grau de profundidade desejada da análise. Por exemplo: O fornecedor pode apenas querer rápidas informações sobre a empresa, a respeito de sua rentabilidade, de seu índice de liquidez, por exemplo. Se esse mesmo fornecedor estiver interessado não em vender mercadoria, mas em adquirir a própria empresa-cliente ou fundi-la com a sua, evidentemente desejará uma análise muito mais profunda. 3. DESCRIÇÃO DETALHADA DOS ÍNDICES Aprenderemos a análise através de índices, utilizando o Balanço Patrimonial e a D. R. E. a seguir. BALANÇO PATRIMONIAL - CIA. ESTUDANDO PASSAREMOS G R U P O S / C O N T A S 31.12.2008 31.12.2009 ATIVO CIRCULANTE Disponível (Caixa e Bancos) 34.665 26.309 Aplicações Financeiras 128.969 80.915 Clientes 1.045.640 1.122.512 Estoque 751.206 1.039.435 TOTAL DO ATIVO CIRCULANTE 1.960.480 2.269.171 REALIZÁVEL A LONGO PRAZO --- --- PERMANENTE Investimento 72.250 156.475 Imobilizado 693.448 1.517.508 Intangível --- 40.896 TOTAL DO ATIVO PERMANENTE 765.698 1.714.879 TOTAL DO ATIVO 2.726.178 3.984.050 PASSIVO CIRCULANTE Fornecedores 708.536 639.065 Impostos a Pagar 275.623 289.698 Empréstimos Bancários 66.165 83.429 Duplicata Descontada 290.633 393.885 TOTAL DO PASSIVO CIRCULANTE 1.340.957 1.406.077 EXIGÍVEL A LONGO PRAZO Empréstimos 314.360 792.716 Financiamento --- 378.072 TOTAL DO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO 314.360 1.170.788 SOMA DOS CAPITAIS DE TERCEIROS (PC + PELP) 1.655.317 2.576.865 PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital e Reservas 657.083 1.194.157 Lucros Acumulados 413.778 213.028 TOTAL DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO 1.070.861 1.407.185 TOTAL DO PASSIVO 2.726.178 3.984.050
  • 2. DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO – CIA. ESTUDANDO PASSAREMOS C O N T A S 31.12.2008 31.12.2009 Receita Líquida 4.793.123 4.425.866 Custo dos Produtos Vendidos (3.621.530) (3.273.530) Lucro Bruto 1.171.593 1.152.336 Despesas Operacionais (495.993) (427.225) Outras Receitas Operacionais 8.394 17.581 Lucro Operacional Antes do Resultado Financeiro 683.994 742.692 Receitas Financeiras 10.860 7.562 Despesas Financeiras (284.308) (442.816) Lucro Operacional 410.546 307.438 Resultado Não Operacional 1.058 --- Lucro Antes do I. R. 411.604 307.438 Lucro Líquido do Exercício 223.741 167.116 ÍNDICES DE ESTRUTURA DE CAPITAIS Os índices desse grupo mostram as grandes linhas de decisões financeiras, em termos de obtenção e aplicação de recursos. 1. PARTICIPAÇÃO DE CAPITAIS DE TERCEIROS Capitais de Terceiros Fórmula: ________________________ X 100 Patrimônio Líquido Indica: quanto a empresa tomou de capitais de terceiros para cada R$ 100,00 de capital próprio investido. INTERPRETAÇÃO: quanto menor, melhor. Exemplo: I T E N S 2008 2009 Capitais de Terceiros (Passivo Circulante + Exigível a LP) Patrimônio Líquido • Cálculo do Índice de Participação de Capitais de Terceiros: 2008: ___________ = 2009: __________ = 2. COMPOSIÇÃO DO ENDIVIDAMENTO Passivo Circulante Fórmula: ______________________ X 100 Capitais de Terceiros Indica: qual o percentual de obrigações de curto prazo em relação às obrigações totais. INTERPRETAÇÃO: quanto menor, melhor. Exemplo: I T E N S 2008 2009 Passivo Circulante Capitais de Terceiros • Cálculo do Índice de Composição do Endividamento: 2008: ____________ = 2009: __________ =
  • 3. 3. IMOBILIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Ativo Permanente Fórmula: ________________ X 100 Patrimônio Líquido Indica: quanto a empresa aplicou no Ativo Permanente para cada R$ 100 de Patrimônio Líquido. INTERPRETAÇÃO: quanto menor, melhor. Exemplo: I T E N S 2008 2009 Ativo Permanente Patrimônio Líquido • Cálculo do Índice de Imobilização do Patrimônio Líquido: 2008: _____________ = 2009: ______________ = ÍNDICES DE LIQUIDEZ Os índices deste grupo mostram a base da situação financeira da empresa. 1. LIQUIDEZ GERAL Ativo Circulante + Realizável a Longo Prazo Fórmula: ______________________________________ Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo Indica: quanto a empresa possui no Ativo Circulante e Realizável a Longo Prazo para cada R$ 1,00 das dívidas. INTERPRETAÇÃO: quanto maior, melhor. Exemplo: I T E N S 2008 2009 Ativo Circulante Passivo Circulante Passivo Exigível a Longo Prazo • Cálculo do Índice de Liquidez Geral: 2008: ______________ = 2009: ______________ = 2. LIQUIDEZ CORRENTE Ativo Circulante Fórmula: ________________ Passivo Circulante Indica: quanto a empresa possui no Ativo Circulante para cada R$ 1,00 de Passivo Circulante. INTERPRETAÇÃO: quanto maior, melhor. Exemplo: I T E N S 2008 2009 Ativo Circulante Passivo Circulante • Cálculo do Índice de Liquidez Corrente: 2008: ______________ = 2009: ________________ =
  • 4. 3. LIQUIDEZ SECA Disponível + Aplicações Financeiras + Clientes (contas a receber) Fórmula:________________________________________________________________ Passivo Circulante Indica: quanto a empresa possui de Ativo Líquido para cada R$ 1,00 de Passivo Circulante. INTERPRETAÇÃO: quanto maior, melhor. Exemplo: I T E N S 2008 2009 Disponível + Aplicações Financeiras Clientes Passivo Circulante • Cálculo do Índice de Liquidez Seca: 2008: ____________________ = 2009: ____________________ = ÍNDICES DE RENTABILIDADE Os índices deste grupo mostram qual a rentabilidade dos capitais investidos, isto é, quanto rendeu os investimentos e, portanto, qual o grau de êxito econômico da empresa. 1. GIRO DO ATIVO Vendas Líquidas Fórmula: ________________ Ativo Indica: quanto a empresa vendeu para cada R$ 1,00 de investimento total. INTERPRETAÇÃO: quanto maior, melhor. Exemplo: I T E N S 2008 2009 Vendas Líquidas Ativo • Cálculo do Índice de Giro do Ativo: 2008: ____________ = 2009: ______________ = 2. MARGEM LÍQUIDA Lucro Líquido Fórmula: _______________ X 100 Vendas Líquidas Indica: quanto a empresa obtêm de lucro para cada R$ 100,00 vendidos. INTERPRETAÇÃO: quanto maior, melhor. Exemplo: I T E N S 2008 2009 Lucro Líquido Vendas Líquidas • Cálculo do Índice de Margem Líquida: 2008: _______________ = 2009: _________________ =
  • 5. 3. RENTABILIDADE DO ATIVO Lucro Líquido Fórmula: _______________ X 100 Ativo Indica: quanto a empresa obtém de lucro para cada R$ 100,00 de investimento total. INTERPRETAÇÃO: quanto maior, melhor. Exemplo: I T E N S 2008 2009 Lucro Líquido Ativo • Cálculo do Índice de Rentabilidade do Ativo: 2008: _____________ = 2009: _____________ =