SlideShare uma empresa Scribd logo
A NATAÇÃO Em Portugal




                              Data de entrega:
                            7 de Março de 2012

Trabalho elaborado por :
       Rui Pedro Oliveira
          Número: 5364
       Ano/Turma: 12.ºB                           TRABALHO TEÓRICO
                                                      2º Período

                                                       Disciplina
       Data de entrega:                             Educação Física

    7 de Março de 2012                                 Professor
                                                      Pedro Lopes

                                                 Ano Lectivo: 2010/2011
ÍNDICE                                     Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193
                                             Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193


     Introdução                                                          3

     História da Natação em Portugal                                     4

     Federação Portuguesa de Natação e as suas modalidades             5e6

     Grandes nomes da natação em Portugal                                7

     Conquistas portuguesas na Natação                                   8

     Campeões Nacionais - Natação Pura                                   9

     Campeões Nacionais – Polo Aquático                                 10

     Clube Nacional de Natação                                          11

     Clube de Natação da Amadora                                        12

     Natação na nossa cidade, Torres Novas                              13

     Conclusão                                                          14
     Bibliografia                                                       14




Página |2                                                                                A natação em Portugal
"... tomámos contacto com o
                                                                                   mar; atraídos pela sua majestade
                                                                                   e beleza, jamais deixáremos de o
                                                                                                 admirar...
                                                                                    Depois dos primeiros tempos de
                                                                                    proximidade com esse admirável
                                                                                   elemento, aprendemos a nadar...
                                                                                   Foi a Natação que ainda mais nos
                                                                                   atraiu. Desporto de rara utilidade,
                                                                                       satisfazia-nos plenamente.
                                                                                   O nadador estava sempre pronto,
                                                                                   em caso de emergência, a ser útil
                                                                                      ao semelhante e mais, como
                                                                                       portugueses, tínhamos uma
                                                                                      dívida de gratidão: A natação
                                                                                         tinha salvo os Lusíadas."

                                                                                            Gustavo Pereira da Costa




INTRODUÇÃO
                                       Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193
                                         Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193
       Na disciplina de Educação Física foi-me               da Idade Média, na Europa, não foi praticado,
proposto a realização de um trabalho teórico                 devido ao receio de contrair doenças. Em
subordinado ao tema “A natação em Portugal”.                 Inglaterra a natação surgiu no século XIX. Foi
Achei bastante interessante o tema e desde logo              incluída nos primeiros Jogos Olímpicos da era
comecei a trabalhar para ele.                                moderna, em 1986, como modalidade masculina,
       A natação como todos sabem é um desporto              e em 1912 como modalidade feminina.
praticado em ambiente aquático, em Portugal é                        Para além do que referi anteriormente irei
praticado em várias modalidades, das mais                    abordar um pouco a história da natação em
conhecidas destacam-se a natação pura – consiste             Portugal, destacando todas as modalidades
na “realização” de piscinas, ou seja percorrê-las em         praticadas em Portugal, dar destaque a alguns
tempos record; e a natação em águas livres – que é           portugueses conhecido internacionalmente neste
praticada em alto mar. Além destas existe outras             desporto, irei ainda mostrar algumas das
que irei falar mais à frente neste trabalho.                 conquistas mais notórias na natação em
       A natação é um desporto conhecido desde os            Portugal. Por fim irei falar um pouco sobre a
tempos em que era praticado por soldados gregos e            história da natação na nossa cidade.
romanos. Como desporto de competição, teve início,                   Esta modalidade é das mais populares em
no Japão, no ano de 36 a. C., e passou a figurar             todo o mundo, sendo praticada por pessoas de
como actividade escolar a partir de 1603. Ao longo           todas as idades, e é geralmente considerada das
                                                             mais salutares.




Página |3                                                                            A natação em Portugal
HISTÓRIA DA NATAÇÃO EM PORTUGAL
                                                                             A história da natação tem os seus
                                                                      primeiros capítulos no início da história do
                                                                      homem. Surgiu inicialmente para suprir as
                                                                      necessidades das populações que viviam à
                                                                      beira de lagos e rios. Era usual a pesca ser
                                                                      debaixo de água, que era ainda utilizada
                                                                      como refúgio dos animais selvagens. No
                                                                      Egipto e na Grécia, a natação era já
                                                                      considerada       como      um      desporto
                                                                      fundamental para o bem-estar do corpo,
                                                                      embora      ainda   não    se    realizassem
                                                                      competições. Durante a Idade Média a
                                                                      água era encarada com muitas suspeitas
                                                                      devido aos espíritos que as populações
                                                                      acreditavam viverem nos cursos de água,
                                                                      mas também pelo receio das grandes
                                                                      pragas que assolaram a Europa nesses
                                                                      século    e    que    supostamente      eram
                                                                      transmitidas por esse meio.
                                                                             Depois do Século XVII, a natação
                                                                      voltou a ser considerada um desporto

saudável em especial no Japão. Na Europa, a
natação competitiva iniciou-se em 1837 em
Londres quando foram organizadas as primeiras
                                       Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193
provas     nacionais.   A   primeira   competição
                                          Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193
internacional só se realizou em 1846 em Sidney e
desde então novas provas têm sido introduzidas.
A estreia nos Jogos Olímpicos foi logo em 1896
em Atenas, embora tenha sido apenas reservada
para os homens. Inicialmente a modalidade era
praticada em rios, mas em 1908 as provas
começaram a ser realizadas em piscinas onde as
condições eram mais facilitadas para a prática
deste desporto. Em 1912 participam as primeiras
nadadoras nos Jogos Olímpicos de Estocolmo.
        A    participação    portuguesa      nestas
competições está reservada para 1924, em Paris,
onde participa o nadador Mário da Silva Marques
na prova dos 200 metros bruços. A primeira
escola de natação no nosso país foi fundada em
1902 na Trafaria, pelo Ginásio Clube Português. O
início da natação associativa em Portugal remonta
a 1922 quando é fundada a Liga Portuguesa dos
Clubes de Natação, embora a Federação Nacional
tenha sido criada 8 anos depois.




Página |4                                                                               A natação em Portugal
FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE NATAÇÃO
                                                        e AS SUAS MODALIDADES

                                                                        NATAÇÃO PURA
                          A Federação Portuguesa de
                  Natação (FPN) é a entidade                           POLO AQUÁTICO
                  coordenadora da prática desportiva
                                                                   SALTOS ORNAMENTAIS
                  da natação em Portugal, federando
                  vários    clubes  e   associações,             NATAÇÃO SINCRONIZADA
                  promovendo o ensino e a prática
                                                                       ÁGUAS ABERTAS
                  da natação nas suas diversas
                  disciplinas:                                              MASTERS




                  NATAÇÃO PURA
     WWW.FPN.PT

                          Na natação pura, também                  Mariposa; 200 e 400 metros
                  conhecida por natação desportiva,                Estilos; estafetas de 4x100,
                  são aplicadas várias técnicas de nado,           4x200 metros Livres e 4x100
                  vulgarmente designadas como estilos,             metros            Estilos.       Nos
                  são quatro: Costas, Bruços, Mariposa             Campeonatos do Mundo (em
                  e Estilo Livre (normalmente utilizado            piscina de 50 metros), para além
                  o Crol).                                         das provas olímpicas, incluem o
                          Esta modalidade insere-se nos            respectivo       programa:      50m
                  desportos aquáticos e faz parte dos              Costas, Bruços e Mariposa, os
                  Jogos Olímpicos modernos desde o                 800 Livres masculinos e os 1500
                  seu início Natal1896. Volume 1, Questão 1 O nome Livresfamília 5555-0193
                             em de 2004                            da sua femininos.
                          As provas 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193
                               Natal de que actualmente                    A Natação Pura é, no
                  compõem o Calendário Olímpico são                momento, a disciplina mais
                  as seguintes: 50, 100, 200, 400, 800             representativa       da    Federação
                  (fem) e 1500 (masc) metros Livres;               Portuguesa de Natação.
                  100 e 200 metros Costas, Bruços e


                  PÓLO AQUÁTICO
                      O Pólo Aquático é um desporto
                  colectivo, semelhante no princípio
                  básico do andebol. As equipas devem
                  tentar colocar a bola dentro da baliza             A vertente desportiva, que
                  adversária, defendida pelo guarda-              pretendemos      tornar      mais
                  redes. É a modalidade colectiva mais            competitiva a nível da Europa,
                  antiga praticada dentro de água.                implica cada vez mais trabalho de
                      Presente desde 1900 nos Jogos               qualidade, só possível com o
                  Olímpicos de Paris em masculinos, só            envolvimento e trabalho de
                  em Sidney 2000 vê incluído a                    todos, elevando jogadores e
                  competição feminina.                            técnicos   aos   patamares     de
                      Em Portugal, após alguns anos de            excelência necessários.
                  interrupção,             realizaram-se
                  campeonatos        nacionais      sem
                  interrupção nos últimos 20 anos.



Página |5                                                              A natação em Portugal
SALTOS ORNAMENTAIS
                   Os Saltos para a água são um desporto, considerado por muitos
            como a modalidade com a imagem plástica mais atraente simbolizada
            pela água (o espaço) e a terra, pelo movimento estético e pela beleza do
            voo no espaço.
                   Desde os saltos mais simples até aos múltiplos saltos mortais
            com ou sem piruetas associadas, efectuados a várias alturas, de
            trampolim ou plataforma, da capacidade do saltador dominar o seu
            corpo no espaço e de o controlar em todos os seus movimentos.


            NATAÇÃO SINCRONIZADA
                    A natação sincronizada
             é uma disciplina da Natação          mencionar     o   controlo   da
             praticado exclusivamente por         respiração quando a nadadora
             mulheres em grupo ou em              estiver de cabeça para baixo na
             duplas. Inclui conceitos da          água.     Estas   encontram-se
             natação, ginástica e dança.          sincronizadas umas com as
             Exige habilidades de primeira        outras       e      com       o
             ordem na água ao exigir força,       acompanhamento musical, de
             resistência, flexibilidade, arte e   forma a obter um conjunto
             o sincronismo preciso, sem           harmonioso e estético.


             ÁGUAS ABERTAS
                     Designa-se por natação de águas abertas, natação de alto mar,
             natação de águas livres, natação de longa distância ou natação de
             fundo a Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193
                      natação de grandes distâncias, realizada em lagos, rios ou mar
             aberto. Normalmente, toma1,a forma 1de nome da sua família 5555-0193 mar.
                        Natal de 2004 Volume Questão O travessias ou provas de
                     Dadas as grandes distâncias percorridas, é por vezes designada
             por maratona aquática, embora não sejam disputadas distâncias iguais
             à longa corrida terrestre de mais de 42 km.
                     Com provas para todas as idades e níveis de dificuldade, será a
             disciplina em que o lazer e a alta competição pode coexistir no mesmo
             espaço físico.
                     A Natação em Águas Abertas está certamente a destacar-se
             como um desporto para atletas com uma grande tolerância e com um
             nível impressionante de paciência e determinação.

             MASTERS
                     A natação para Masters surge como consequência de um
             grande vazio existente na actividade física dos nadadores que tinham
             abandonado a alta competição e queriam continuar a praticar a
             modalidade preferida.
                     A competição de Masters surgiu há cerca de 15 anos, nos
             Estados Unidos, e engloba Natação Pura, Pólo Aquático e Águas
             Abertas.
                     A Natação Masters é um programa de natação orientado para
             os atletas que deixaram de competir devido à idade e para aqueles
             que consideram que nunca é demasiado tarde para fazer desporto.
             Existem várias formas de participar na natação Masters, desde os
             atletas que apenas querem manter a forma física, aos que competem
             a nível local, nacional e mesmo internacional.

Página |6                                                   A natação em Portugal
GRANDES NOMES DA NATAÇÃO EM PORTUGAL


                                                                                              Rui Abreu
                                                                                    Foi recordista nacional absoluto dos
                                                                                     100 m livres, dos 100 m e 200 m
                                                                                      costas, dos 200 m estilos e das
    Inês Fernandes                                                                  estafetas de 400 m livres e 4 x 100
                                              Diana Gomes                                         m estilos.
                                   É a detentora de praticamente todos os
                                  recordes nacionais absolutos do estilo de
                                                   bruços




  Alexandre Agostinho                                                              Ricardo Varela
                                                                           Conquistou, no estilo de bruços, vários
                                                                        títulos de campeão nacional, nas categorias
                                                                        de juvenil e júnior, e teve várias presenças
                                                                                   em selecções nacionais.




                                               Simão Morgado
      Lisa Soares                       Recordista nacional dos 50 e 100 m do
                                         estilo de mariposa, bateu o recorde
                                        nacional dos 100 m mariposa 13 vezes
                                             Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193
                                                Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193
                                                                                      Baptista Pereira
                                                                              Com 15 anos efectua a primeira Travessia
                                                                                   do Tejo ficando em 3º. Lugar;
                                                                                Bateu o recorde da Europa de Longa
                                                                              Distância e Permanência na água com 26
                                                                              horas e 12 minutos, tendo percorrido 166
   Raquel Felgueiras                                                                        600 metros;

                                           Fernando Eurico Costa
                                        É considerado o melhor nadador de fundo
                                         na história da natação portuguesa. Este
                                       nadador detém o recorde nacional absoluto
                                              dos 800 e 1500 metros livres.


         Hermano Patrone
                                                                                         Susana Barroso
         Foi um nadador e treinador
        olímpico português do século                                             Estreou-se na alta competição em 1991.
           XX, homenageado com a                                                Participou nos Para-Olímpicos de Barcelona
             medalha de ouro da                                                  (92), Atlanta (96) e Sydney (2000) e já
          Federação Portuguesa de                                                       perdeu a conta às medalhas
         Natação (a título póstumo).




Página |7                                                                                   A natação em Portugal
CONQUISTAS PORTUGUESAS NA NATAÇÃO


            Bruços




            Costas




                     Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193
                       Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193




            Livre




Página |8                                                          A natação em Portugal
CAMPEÕES NACIONAIS – NATAÇÃO PURA


            Mariposa




            Costas



                     Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193
                       Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193




            Livre




Página |9                                                          A natação em Portugal
CAMPEÕES NACIONAIS – POLO AQUÁTICO




                                       Clube Natação da Amadora
                          Ver página seguinte (9)



                                           Clube Naval Povoense
                           É um dos Clubes mais antigos e prestigiados da Póvoa de Varzim ,
                   partilhando a sua fortíssima ligação ao Mar a toda a actividade desportiva e de
                   lazer que lhe está associada.
                           Fundado em 1904, nasceu como agremiação eminentemente desportiva ,
                   cultural e bairrista. Tinha por fim promover várias diversões entre os seus
                   associados, principalmente regatas, a natação e o remo , assim como o
                   desenvolvimento físico e intelectual dos associados, mas também criar uma
                   biblioteca um museu e até construir embarcações. família 5555-0193
                              Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua
                               Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193


                                             Lousada Século XXI
                          Instituição formada em 2003, vocacionada para os desportos aquáticos,
                   nomeadamente Natação Pura e Pólo Aquático, reúne nesse ano as condições
                   para a prática federada da natação e pólo aquático.



                                                       Portinado
                          Em 1987, nasceu a ideia, através de um treinador – Paulo Costa de
                   transformar um grupo de alunos de natação num grupo de competição, aquando
                   da inauguração das Piscinas Municipais de Portimão.



                                     Sport Comércio e Salgueiros
                          O Sport Comércio e Salgueiros foi fundado em 8 de Dezembro do
                   longínquo ano de 1911, e pertence à grande freguesia de Paranhos, no Porto.
                   No tempo da "velha senhora", quando o futebol ainda era praticado nas ruas
                   pela miudagem de “pé descalço”, com bolas de trapos envolvidos por uma meia
                   velha, Portugal estava ainda longe de conhecer a actual modalidade de futebol.




P á g i n a | 10                                                           A natação em Portugal
CLUBE NACIONAL DE NATAÇÃO

                                  Clube Nacional de Natação é uma agremiação desportiva sedeada
                           em Lisboa (R. de S.Bento 209) cujo objectivo principal é o ensino e a
                           prática da Natação nas suas diferentes vertentes: lazer, recreação,
                           desportiva e humanitária.

                                   É um dos mais antigos Clubes portugueses a dedicarem-se a essa
                           actividade desportiva.

                                 Actualmente, o Clube Nacional de Natação (CNN) dispõe de cerca
                           de 5000 sócios e o seu Conselho Director é presidido por Jaime Maia.

                                  Foi fundado em 25 de Agosto de 1919 por um grupo de
                           dissidentes do Clube Naval de Lisboa, dos quais se destacavam Gustavo
                           Pereira da Costa e Jayme Roussado dos Santos, respectivamente, sócios
                           fundadores nºs 1 e 2.

                                 Em 1921, o Clube foi representado pela primeira vez numa
                           competição desportiva, num festival de natação organizado pela
     Emblema do Clube      Delegação de Lisboa da Liga Portuguesa de Clubes, no tanque da cerca
    Nacional de Natação
                           da Casa Pia.

                                 Em Portugal, o CNN foi a entidade percursora, do ensino do
                           Salvamento.

                                Daí uma das suas divisas seja: Saber nadar não basta: É preciso,
                           também, saber salvar.

                                 Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193
                                   Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193




                           COMPETIÇÕES
                                   Na nova época desportiva 2011/2012 a nossa equipa de
                            competição irá continuar a investir no trabalho iniciado na época
                            desportiva anterior.
                                   O Clube Nacional de Natação será esta época representado
                            através dos seus atletas ao nível Federado com os seus escalões:

                                Pré-Competição/ Cadetes/ Infantis/ Juvenis/ Juniores/
                                                 Seniores/ Masters




P á g i n a | 11                                                               A natação em Portugal
CLUBE DA NATAÇÃO DA AMARDORA (CNA)

        O CNA foi fundado em 2 de Janeiro de            também contratualizadas com a Câmara Municipal da
1981, por 45 sócios fundadores provenientes de          Amadora. Este novo equipamento está dentro de um
uma cisão do Orquídea Clube da Amadora, com a           pavilhão com paredes de vidro e possui as seguintes
intenção de criarem um clube de modalidade na           dimensões: 25 x 21 metros.
Cidade e Município recentemente criados.                        Em 8 de Dezembro de 1998, o CNA colocava
        Logo nos primeiros tempos o CNA manteve         em funcionamento, ainda que de forma provisória, a
uma actividade muito intensa apesar de só poder         piscina da Venteira, equipamento com as seguintes
treinar durante o Verão nas Piscinas Municipais da      dimensões: 16,66 x 8 metros, construído num edifício
Reboleira, que se encontravam descobertas, tendo        clássico.
de se deslocar diariamente para fora do Concelho                Em 5 de Novembro de 1999, o CNA conseguia
(velhas piscinas do Estádio Nacional, e dos             colocar em funcionamento normal, a nova estrutura
Bombeiros do Estoril ).                                 de cobertura das piscinas da Reboleira, tendo
        Disputava o CNA, nesse tempo vários             construído uma nave de betão com 45 x 38.5 metros
torneios particulares em Portugal ou Espanha,           de vão, sem apoios centrais, autêntica obra prima de
servindo essa actividade como compensador para          engenharia, tendo ainda conseguido acrescentar o
os grandes sacrifícios exigidos aos seus atletas.       tanque dos treinos de pólo numa nova piscina de 25 x
        Em 1987 iniciou o CNA, depois de firmar         15 metros, e com o mínimo de 1.80 metros de
com a Câmara Municipal um protocolo de                  profundidade, capaz de receber os jogos oficiais de
utilização das piscinas da Reboleira, os estudos e      pólo aquático dos Campeonatos Nacionais de 1ª
a obra de aquecimento e cobertura da piscina de         Divisão Masculina e Feminina.
25 metros e de um pequeno tanque de 16 x 4                      No início da época de 2000-2001, em 4 de
metros, com uma cobertura pizo-estática (balão          Setembro de 2000, reabriu depois de um conjunto
insuflado). As aulas das novas Escolas de Natação       amplo de obras de remodelação e reconversão,
do CNA começaram na época de 1989/90.                   efectuadas pelo CNA, a Piscina de Alfornelos - A
        Em 15 de Fevereiro 1995, o CNA inaugurou        primeira Braçada, de acordo com um protocolo
a Segunda cobertura com insuflado na piscina de         assinado com a Câmara Municipal da Amadora.
21 x 15 metros, o que permitiu aumentar de                      Esta pequena piscina que nos últimos anos se
modo significativo, quer as condições de Natal de do Volume 1, Questãocomnome da sua família 5555-0193
                                           treino 2004 encontrava 1 O graves problemas, tendo até fechado
pólo aquático e da natação sincronizada, bem 2004 Volume 1, Questão 1 Ocondições de segurança, tem 12,5 x
                                             Natal de
                                                        por não oferecer nome da sua família 5555-0193
como introduziu uma nova modalidade na                  6 metros e uma profundidade média de 1,10 metros,
Amadora, o mergulho e as actividades sub-               permite começar a responder às necessidades
aquáticas.                                              sentidas pela população mais jovem para a prática da
        Em 2 de Novembro de 1997, o CNA                 natação, havendo ainda possibilidade de em certos
inaugurava nova estrutura de cobertura fixa, bem        horários alargar o seu uso à população adulta.
como aquecia as águas das piscinas e dos
balneários nas Piscinas da Damaia, entretanto




 P á g i n a | 12                                                              A natação em Portugal
NATAÇÃO NA NOSSA CIDADE, TORRES NOVAS

        O Clube de Natação de Torres Novas teve a       direcção presidida pelo Sr. Carlos Alves que com o
sua origem no Verão de 1972, ano em que foram           apoio imprescindível do Sr. Júlio Brito assume uma
construídas as Piscinas Municipais de Torres            nova filosofia de Gestão desportiva, onde expande os
Novas, pela mão do Sr. Carlos Moura que foi             seus     horizontes    no   que      diz     respeito   ao
recrutando miúdos que viviam perto das margens          desenvolvimento desportivo e financeiro do C.N.T.N.
do nosso Rio Almonda pois só nesses lugares se          procurando novas parcerias.
conseguiam encontrar miúdos que já sabiam                       A primeira parceria e a mais importante até
nadar.                                                  hoje feita pelo C.N.T.N. foi sem dúvida o protocolo
        Assim surgiu a primeira equipa de natação       assinado entre o Clube de Natação de Torres Novas e
com raparigas e rapazes que viviam na rua da            a Câmara Municipal de Torres Novas, no qual o
Fábrica, Lapas, Ribeira Branca e Ribeira Ruiva. A       C.N.T.N. assumiu toda a parte técnica da Escola
equipa inicial era composta por cerca de 15             Municipal de Natação, tendo a seu cargo o
atletas masculinos e femininos. Devido a pouca          recrutamento      e   formação      dos     técnicos,   os
informação técnica disponível na altura o ensino        planeamentos pedagógicos, as avaliações e toda a
era feito de uma forma um pouco empírica, mas           estruturação da nova Escola Municipal de Natação em
como a dedicação de Sr. Carlos Moura e dos              parceria com a C.M.T.N., assim como a administração
Atletas era tão grande, depressa o C.N.T.N. se          de aulas de Natação a todos os alunos do 1º Ciclo do
começou a distinguir como uma referência na             Concelho de Torres Novas.
Natação Distrital.                                              Em Setembro de 2006 foi alargada esta
        No início dos anos 90 passou por algumas        parceria entre C.N.T.N. e C.M.T.N. no que diz respeito
fases menos boas, onde as sucessivas alterações         às aulas de outras actividades desportivas do 1º Ciclo
de Técnicos, Treinadores e Direcções, deixou            no Palácio dos Desportos de Torres Novas.
transparecer alguma fragilidade quer na parte                   Esta nova Direcção teve a determinação
competitiva do Clube quer na parte da Formação.         convicta de assumir os comandos, e não deixar
        De referir que nesta altura teve o C.N.T.N.     morrer o C.N.T.N., pois na parte desportiva este
um Presidente que de forma distinta sempre              continuava a somar êxitos atrás de êxitos quer a nível
soube ultrapassar todas as contrariedades que           Distrital quer Nacional, e com estes Atletas e este
nesse período mais conturbado surgiram, que foi Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193
                                          Natal de 2004
                                                        Corpo Técnico e com as novas Piscinas Municipais
o Sr. Eng.º João Antunes e a quem aqui 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Clube não
                                            Natal de
                                                        Fernando Cunha, seria uma pena o nosso
prestamos a nossa homenagem.                            morar nesta nova casa que oferece as melhores
        Em 1995 é eleita uma nova Direcção no           condições para a prática de todos os desportos
C.N.T.N. presidida pelo Sr. José Silva.                 aquáticos.
Com uma vontade de catapultar o Clube para                      Presentemente      todos         os      projectos
patamares superiores, contrata esta Direcção o          desenvolvidos por esta Direcção e o seu corpo Técnico
Prof. José Paiva, para organizar as escolas e           são um êxito reconhecido pela Câmara Municipal de
dinamizar a competição que estava um pouco              Torres Novas e pela comunidade torrejana, os quais
adormecida.                                             têm tecido os maiores elogios ao C.N.T.N. pelo seu
        Com uma nova filosofia de organização e         desempenho no desenvolvimento das actividades
treino, e com a contratação de alguns novos             desportivas e no contributo de uma melhor qualidade
técnicos, começa o C.N.T.N. a trabalhar em              de vida à população.
moldes profissionais já muito avançados, tendo                  Na sua vertente competitiva o Clube de
desde esse ano até ao ano de 2004, formado nas          Natação de Torres Novas continua a trabalhar com
suas escolas mais de uma centena de nadadores,          seu profissionalismo de sempre, sempre no intuito de
alguns dos quais vieram a ser Campeões Distritais       criar novos atletas, homens e mulheres de valor.
e até Nacionais, tendo conquistado inúmeros
títulos a nível distrital, culminando com a mais
recente e importante conquista, que foi o ser
Campeão Nacional de Clubes da 3ª Divisão na
equipa Masculina, subindo assim à tão difícil e
almejada 2ª Divisão Nacional onde militam os 20
melhores Clubes da Natação Nacional.
        Após uma fase de crise directiva da antiga
Direcção, em 2004 é eleita no C.N.T.N. uma nova


 P á g i n a | 13                                                                  A natação em Portugal
CONCLUSÃO
                           Com algum esforço e dedicação consegui finalmente concluir o
                   trabalho que me foi proposto. Com este trabalho fiquei a saber que não só no
                   estrangeiro mas também em Portugal se dá elevado destaque á Natação, não
                   tanto como outros desportos como por exemplo o futebol, é pena, pois tal
                   como no futebol, Portugal é portador de um elevado talento em ambas as
                   modalidades, apesar disso a natação é um modalidade muito praticada e
                   falada cada vez mais.
                           Neste trabalho fiquei com o conhecimento do elevado número de
                   prémio que Portugal conseguiu nesta modalidade, pois não pensava que
                   existisse assim tanto!
                           A conclusão principal que tiro após a elaboração deste trabalho é que
                   os desportos coletivos e individuais, como é o caso da natação, auxiliam a
                   formação e desenvolvimento de conceitos básicos de cidadania, os aspetos
                   afetivos, sociais, cognitivos, culturais e biológicos.
                           Dou por fim o meu trabalho apresentado de seguida os benefícios da
                   prática da natação: exercita todo o corpo, poderá manter um ritmo elevado
                   do coração num esforço contínuo, ajudar a que a pressão sanguínea é mais
                   baixa quando se está em posição horizontal, o volume do coração é maior
                   quando se está submerso na água do que quando se esta em terra firme, os
                   riscos de lesões são menores, nenhuma idade é impeditiva para se fazer
                   natação, sendo benéfica quer a crianças quer a pessoas mais idosas.


                   BIBLIOGRAFIA

                          Para a realização deste trabalho pesquisei essencialmente na
                   internet, contudo também encontrei algumas informações no livro
                   Movimento - Um Estilo de Vida - 10º, 11º e 12º anos, ASA / Autores:
                   Avelino Azevedo,2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193
                             Natal de Lúcia Rêgo, Paula Batista. De seguinda apresento
                   algumas das ligações que acediQuestão 1realizaçãosua família 5555-0193
                               Natal de 2004 Volume 1, para a O nome da deste trabalho:
                        www.fpn.pt
                        http://www.salgueiros.pt/waterpolo/
                        http://www.cnnatacao.pt/
                        http://www.natacaoamadora.pt/
                        http://jfsalvador-torresnovas.com/
                        http://www.portinado.com/




                                         Legenda descrevendo imagem ou elemento gráfico.




                                                              Piscinas Municipais de Torres Novas




P á g i n a | 14                                                        A natação em Portugal

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Educação Física, a resistência, flexibilidade, a força, e velocidade
Educação Física, a resistência, flexibilidade, a força, e velocidadeEducação Física, a resistência, flexibilidade, a força, e velocidade
Educação Física, a resistência, flexibilidade, a força, e velocidade
Pedro Kangombe
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
Jorge Fernandes
 
Badminton
BadmintonBadminton
Badminton
dnebsm
 
Capacidades motoras: condicionais e coordenativas
Capacidades motoras: condicionais e coordenativasCapacidades motoras: condicionais e coordenativas
Capacidades motoras: condicionais e coordenativas
JoanaMartins7
 
As capacidades motoras e a sua importância para a melhoria da condição física...
As capacidades motoras e a sua importância para a melhoria da condição física...As capacidades motoras e a sua importância para a melhoria da condição física...
As capacidades motoras e a sua importância para a melhoria da condição física...
Escola Básica e Secundária Matilde Rosa Araújo
 
Ginástica de Solo
Ginástica de SoloGinástica de Solo
Ginástica de Solo
Tony Abreu
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos Peixes
Daniel Sousa
 
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António VieiraCapítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Alexandra Madail
 
Capítulo II Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo II Sermão de Santo António aos Peixes Padre António VieiraCapítulo II Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo II Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Alexandra Madail
 
Os Lusíadas - Reflexões do Poeta
Os Lusíadas - Reflexões do PoetaOs Lusíadas - Reflexões do Poeta
Os Lusíadas - Reflexões do Poeta
Dina Baptista
 
Trabalho_Educacao_Fisica_JC_MM_MB_MS (4).pptx
Trabalho_Educacao_Fisica_JC_MM_MB_MS (4).pptxTrabalho_Educacao_Fisica_JC_MM_MB_MS (4).pptx
Trabalho_Educacao_Fisica_JC_MM_MB_MS (4).pptx
Irene Semanas
 
Violência VS. Espírito Desportivo
Violência VS. Espírito DesportivoViolência VS. Espírito Desportivo
Violência VS. Espírito Desportivo
713773
 
Ginástica acrobática e.f. - 12ºc
Ginástica acrobática   e.f. - 12ºcGinástica acrobática   e.f. - 12ºc
Ginástica acrobática e.f. - 12ºc
luis reis
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
Patrícia Morais
 
Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...
Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...
Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...
Margarida Ferreira
 
Ginástica
GinásticaGinástica
Ginástica
AnaGomes40
 
Antero de Quental
Antero de QuentalAntero de Quental
Antero de Quental
010693
 
Teorias estéticas
Teorias estéticas Teorias estéticas
Teorias estéticas
Paulo Gomes
 
Desporto E Saúde
Desporto E SaúdeDesporto E Saúde
Desporto E Saúde
guestd2ec91
 
Doping
DopingDoping

Mais procurados (20)

Educação Física, a resistência, flexibilidade, a força, e velocidade
Educação Física, a resistência, flexibilidade, a força, e velocidadeEducação Física, a resistência, flexibilidade, a força, e velocidade
Educação Física, a resistência, flexibilidade, a força, e velocidade
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Badminton
BadmintonBadminton
Badminton
 
Capacidades motoras: condicionais e coordenativas
Capacidades motoras: condicionais e coordenativasCapacidades motoras: condicionais e coordenativas
Capacidades motoras: condicionais e coordenativas
 
As capacidades motoras e a sua importância para a melhoria da condição física...
As capacidades motoras e a sua importância para a melhoria da condição física...As capacidades motoras e a sua importância para a melhoria da condição física...
As capacidades motoras e a sua importância para a melhoria da condição física...
 
Ginástica de Solo
Ginástica de SoloGinástica de Solo
Ginástica de Solo
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos Peixes
 
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António VieiraCapítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
 
Capítulo II Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo II Sermão de Santo António aos Peixes Padre António VieiraCapítulo II Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo II Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
 
Os Lusíadas - Reflexões do Poeta
Os Lusíadas - Reflexões do PoetaOs Lusíadas - Reflexões do Poeta
Os Lusíadas - Reflexões do Poeta
 
Trabalho_Educacao_Fisica_JC_MM_MB_MS (4).pptx
Trabalho_Educacao_Fisica_JC_MM_MB_MS (4).pptxTrabalho_Educacao_Fisica_JC_MM_MB_MS (4).pptx
Trabalho_Educacao_Fisica_JC_MM_MB_MS (4).pptx
 
Violência VS. Espírito Desportivo
Violência VS. Espírito DesportivoViolência VS. Espírito Desportivo
Violência VS. Espírito Desportivo
 
Ginástica acrobática e.f. - 12ºc
Ginástica acrobática   e.f. - 12ºcGinástica acrobática   e.f. - 12ºc
Ginástica acrobática e.f. - 12ºc
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...
Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...
Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...
 
Ginástica
GinásticaGinástica
Ginástica
 
Antero de Quental
Antero de QuentalAntero de Quental
Antero de Quental
 
Teorias estéticas
Teorias estéticas Teorias estéticas
Teorias estéticas
 
Desporto E Saúde
Desporto E SaúdeDesporto E Saúde
Desporto E Saúde
 
Doping
DopingDoping
Doping
 

Destaque

Natação!
Natação!Natação!
Natação!
Francisco Nogueira
 
Natacao
NatacaoNatacao
Natacao
dalcimaira
 
Natação PPT
Natação PPTNatação PPT
Natação PPT
AL
 
A natação
A nataçãoA natação
A natação
Ana Ferreira
 
ColisõEs
ColisõEsColisõEs
ColisõEs
guestf9bbf1
 
32 colisões
32  colisões32  colisões
Regras da natação
Regras da nataçãoRegras da natação
Regras da natação
lucaszika
 
Apostila métodos e práticas da natação
Apostila métodos e práticas da nataçãoApostila métodos e práticas da natação
Apostila métodos e práticas da natação
Fernanda Sena Neri
 
Gráfico de Setores
Gráfico de SetoresGráfico de Setores
Gráfico de Setores
Isa124
 
Materiais auxiliares na inicialização de aprendizagem da natação
Materiais auxiliares na inicialização de aprendizagem da nataçãoMateriais auxiliares na inicialização de aprendizagem da natação
Materiais auxiliares na inicialização de aprendizagem da natação
Neilor Roldão
 
Natação
Natação Natação
Natação
poxalivs
 
Benefícios da Natação
Benefícios da NataçãoBenefícios da Natação
Benefícios da Natação
alexandra batata
 
Documento CAPITULO SETE - tópicos MEMORIAL DO CONVENTO
Documento CAPITULO SETE - tópicos MEMORIAL DO CONVENTODocumento CAPITULO SETE - tópicos MEMORIAL DO CONVENTO
Documento CAPITULO SETE - tópicos MEMORIAL DO CONVENTO
Rui Oliveira
 
Polo aquatico principal
Polo aquatico principalPolo aquatico principal
Polo aquatico principal
Pedro Alves
 
1.5.coeficiente de viscosidade de um líquido
1.5.coeficiente de viscosidade de um líquido1.5.coeficiente de viscosidade de um líquido
1.5.coeficiente de viscosidade de um líquido
Rui Oliveira
 
Ginastica acrobática
Ginastica acrobáticaGinastica acrobática
Ginastica acrobática
Paulo Lopes
 
Natação ppt ed.fisica
Natação ppt ed.fisicaNatação ppt ed.fisica
Natação ppt ed.fisica
Miguel Monteiro
 
Aula 1 - A natação
Aula 1 - A nataçãoAula 1 - A natação
Aula 1 - A natação
caser_silva
 
Aula01(colocações pedagógicas atuais no ensino dos esportes aquáticos)
Aula01(colocações pedagógicas atuais no ensino dos esportes aquáticos)Aula01(colocações pedagógicas atuais no ensino dos esportes aquáticos)
Aula01(colocações pedagógicas atuais no ensino dos esportes aquáticos)
Leonardo Delgado
 

Destaque (20)

Natação!
Natação!Natação!
Natação!
 
Natacao
NatacaoNatacao
Natacao
 
Natação PPT
Natação PPTNatação PPT
Natação PPT
 
A natação
A nataçãoA natação
A natação
 
ColisõEs
ColisõEsColisõEs
ColisõEs
 
32 colisões
32  colisões32  colisões
32 colisões
 
Regras da natação
Regras da nataçãoRegras da natação
Regras da natação
 
Apostila métodos e práticas da natação
Apostila métodos e práticas da nataçãoApostila métodos e práticas da natação
Apostila métodos e práticas da natação
 
Gráfico de Setores
Gráfico de SetoresGráfico de Setores
Gráfico de Setores
 
Materiais auxiliares na inicialização de aprendizagem da natação
Materiais auxiliares na inicialização de aprendizagem da nataçãoMateriais auxiliares na inicialização de aprendizagem da natação
Materiais auxiliares na inicialização de aprendizagem da natação
 
Natação
Natação Natação
Natação
 
Benefícios da Natação
Benefícios da NataçãoBenefícios da Natação
Benefícios da Natação
 
Documento CAPITULO SETE - tópicos MEMORIAL DO CONVENTO
Documento CAPITULO SETE - tópicos MEMORIAL DO CONVENTODocumento CAPITULO SETE - tópicos MEMORIAL DO CONVENTO
Documento CAPITULO SETE - tópicos MEMORIAL DO CONVENTO
 
Polo aquatico principal
Polo aquatico principalPolo aquatico principal
Polo aquatico principal
 
1.5.coeficiente de viscosidade de um líquido
1.5.coeficiente de viscosidade de um líquido1.5.coeficiente de viscosidade de um líquido
1.5.coeficiente de viscosidade de um líquido
 
Ginastica acrobática
Ginastica acrobáticaGinastica acrobática
Ginastica acrobática
 
Natação ppt ed.fisica
Natação ppt ed.fisicaNatação ppt ed.fisica
Natação ppt ed.fisica
 
Aula 1 - A natação
Aula 1 - A nataçãoAula 1 - A natação
Aula 1 - A natação
 
Aula01(colocações pedagógicas atuais no ensino dos esportes aquáticos)
Aula01(colocações pedagógicas atuais no ensino dos esportes aquáticos)Aula01(colocações pedagógicas atuais no ensino dos esportes aquáticos)
Aula01(colocações pedagógicas atuais no ensino dos esportes aquáticos)
 
Natação
NataçãoNatação
Natação
 

Mais de Rui Oliveira

Estatutos - CRM Outeiro Grande, atualizado em 2024
Estatutos - CRM Outeiro Grande, atualizado em 2024Estatutos - CRM Outeiro Grande, atualizado em 2024
Estatutos - CRM Outeiro Grande, atualizado em 2024
Rui Oliveira
 
Regulamento Interno - CRM Outeiro Grande
Regulamento Interno  - CRM Outeiro GrandeRegulamento Interno  - CRM Outeiro Grande
Regulamento Interno - CRM Outeiro Grande
Rui Oliveira
 
Estatutos CRMOG - versão antiga
Estatutos CRMOG - versão antigaEstatutos CRMOG - versão antiga
Estatutos CRMOG - versão antiga
Rui Oliveira
 
Resumo - Visão Por Computador
Resumo - Visão Por Computador Resumo - Visão Por Computador
Resumo - Visão Por Computador
Rui Oliveira
 
Gestor de Filmes - Relatório Prático
Gestor de Filmes - Relatório PráticoGestor de Filmes - Relatório Prático
Gestor de Filmes - Relatório Prático
Rui Oliveira
 
Relatório Prático - Sistemas Eletrónicos
Relatório Prático - Sistemas EletrónicosRelatório Prático - Sistemas Eletrónicos
Relatório Prático - Sistemas Eletrónicos
Rui Oliveira
 
Apontamentos Arquitetura de Computadores 2
Apontamentos Arquitetura de Computadores 2 Apontamentos Arquitetura de Computadores 2
Apontamentos Arquitetura de Computadores 2
Rui Oliveira
 
Planeamento de uma prova no concurso - Robô Bombeiro
Planeamento de uma prova no concurso - Robô BombeiroPlaneamento de uma prova no concurso - Robô Bombeiro
Planeamento de uma prova no concurso - Robô Bombeiro
Rui Oliveira
 
Guião Felizmente há Luar!
Guião Felizmente há Luar!Guião Felizmente há Luar!
Guião Felizmente há Luar!
Rui Oliveira
 
Apresentação CAPITULO SETE - MEMORIAL DO CONVENTO
Apresentação CAPITULO SETE - MEMORIAL DO CONVENTOApresentação CAPITULO SETE - MEMORIAL DO CONVENTO
Apresentação CAPITULO SETE - MEMORIAL DO CONVENTO
Rui Oliveira
 
Teoria da Relatividade de NEWTON
Teoria da Relatividade de NEWTONTeoria da Relatividade de NEWTON
Teoria da Relatividade de NEWTON
Rui Oliveira
 
Sofbol em Portugal e no mundo
Sofbol em Portugal e no mundoSofbol em Portugal e no mundo
Sofbol em Portugal e no mundo
Rui Oliveira
 
Centenário de Nss. Sª de Lourdes
Centenário de Nss. Sª de Lourdes Centenário de Nss. Sª de Lourdes
Centenário de Nss. Sª de Lourdes Rui Oliveira
 
Corfebol em Portugal e no Mundo
Corfebol em Portugal e no MundoCorfebol em Portugal e no Mundo
Corfebol em Portugal e no Mundo
Rui Oliveira
 
1.2.Atrito cinético e estático
1.2.Atrito cinético e estático1.2.Atrito cinético e estático
1.2.Atrito cinético e estático
Rui Oliveira
 
1.1.Máquina de Atwood
1.1.Máquina de Atwood1.1.Máquina de Atwood
1.1.Máquina de Atwood
Rui Oliveira
 
Movimento circular
Movimento circularMovimento circular
Movimento circular
Rui Oliveira
 
Filarmónica XXI 1ªedição
Filarmónica XXI 1ªediçãoFilarmónica XXI 1ªedição
Filarmónica XXI 1ªedição
Rui Oliveira
 
Filarmónica XXI - 3.ª Edição
Filarmónica XXI - 3.ª EdiçãoFilarmónica XXI - 3.ª Edição
Filarmónica XXI - 3.ª Edição
Rui Oliveira
 
Filarmónica XXI - 2.ª Edição
Filarmónica XXI - 2.ª EdiçãoFilarmónica XXI - 2.ª Edição
Filarmónica XXI - 2.ª Edição
Rui Oliveira
 

Mais de Rui Oliveira (20)

Estatutos - CRM Outeiro Grande, atualizado em 2024
Estatutos - CRM Outeiro Grande, atualizado em 2024Estatutos - CRM Outeiro Grande, atualizado em 2024
Estatutos - CRM Outeiro Grande, atualizado em 2024
 
Regulamento Interno - CRM Outeiro Grande
Regulamento Interno  - CRM Outeiro GrandeRegulamento Interno  - CRM Outeiro Grande
Regulamento Interno - CRM Outeiro Grande
 
Estatutos CRMOG - versão antiga
Estatutos CRMOG - versão antigaEstatutos CRMOG - versão antiga
Estatutos CRMOG - versão antiga
 
Resumo - Visão Por Computador
Resumo - Visão Por Computador Resumo - Visão Por Computador
Resumo - Visão Por Computador
 
Gestor de Filmes - Relatório Prático
Gestor de Filmes - Relatório PráticoGestor de Filmes - Relatório Prático
Gestor de Filmes - Relatório Prático
 
Relatório Prático - Sistemas Eletrónicos
Relatório Prático - Sistemas EletrónicosRelatório Prático - Sistemas Eletrónicos
Relatório Prático - Sistemas Eletrónicos
 
Apontamentos Arquitetura de Computadores 2
Apontamentos Arquitetura de Computadores 2 Apontamentos Arquitetura de Computadores 2
Apontamentos Arquitetura de Computadores 2
 
Planeamento de uma prova no concurso - Robô Bombeiro
Planeamento de uma prova no concurso - Robô BombeiroPlaneamento de uma prova no concurso - Robô Bombeiro
Planeamento de uma prova no concurso - Robô Bombeiro
 
Guião Felizmente há Luar!
Guião Felizmente há Luar!Guião Felizmente há Luar!
Guião Felizmente há Luar!
 
Apresentação CAPITULO SETE - MEMORIAL DO CONVENTO
Apresentação CAPITULO SETE - MEMORIAL DO CONVENTOApresentação CAPITULO SETE - MEMORIAL DO CONVENTO
Apresentação CAPITULO SETE - MEMORIAL DO CONVENTO
 
Teoria da Relatividade de NEWTON
Teoria da Relatividade de NEWTONTeoria da Relatividade de NEWTON
Teoria da Relatividade de NEWTON
 
Sofbol em Portugal e no mundo
Sofbol em Portugal e no mundoSofbol em Portugal e no mundo
Sofbol em Portugal e no mundo
 
Centenário de Nss. Sª de Lourdes
Centenário de Nss. Sª de Lourdes Centenário de Nss. Sª de Lourdes
Centenário de Nss. Sª de Lourdes
 
Corfebol em Portugal e no Mundo
Corfebol em Portugal e no MundoCorfebol em Portugal e no Mundo
Corfebol em Portugal e no Mundo
 
1.2.Atrito cinético e estático
1.2.Atrito cinético e estático1.2.Atrito cinético e estático
1.2.Atrito cinético e estático
 
1.1.Máquina de Atwood
1.1.Máquina de Atwood1.1.Máquina de Atwood
1.1.Máquina de Atwood
 
Movimento circular
Movimento circularMovimento circular
Movimento circular
 
Filarmónica XXI 1ªedição
Filarmónica XXI 1ªediçãoFilarmónica XXI 1ªedição
Filarmónica XXI 1ªedição
 
Filarmónica XXI - 3.ª Edição
Filarmónica XXI - 3.ª EdiçãoFilarmónica XXI - 3.ª Edição
Filarmónica XXI - 3.ª Edição
 
Filarmónica XXI - 2.ª Edição
Filarmónica XXI - 2.ª EdiçãoFilarmónica XXI - 2.ª Edição
Filarmónica XXI - 2.ª Edição
 

Último

TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 

Último (20)

TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 

A natação em portugal

  • 1. A NATAÇÃO Em Portugal Data de entrega: 7 de Março de 2012 Trabalho elaborado por : Rui Pedro Oliveira Número: 5364 Ano/Turma: 12.ºB TRABALHO TEÓRICO 2º Período Disciplina Data de entrega: Educação Física 7 de Março de 2012 Professor Pedro Lopes Ano Lectivo: 2010/2011
  • 2. ÍNDICE Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193  Introdução 3  História da Natação em Portugal 4  Federação Portuguesa de Natação e as suas modalidades 5e6  Grandes nomes da natação em Portugal 7  Conquistas portuguesas na Natação 8  Campeões Nacionais - Natação Pura 9  Campeões Nacionais – Polo Aquático 10  Clube Nacional de Natação 11  Clube de Natação da Amadora 12  Natação na nossa cidade, Torres Novas 13  Conclusão 14  Bibliografia 14 Página |2 A natação em Portugal
  • 3. "... tomámos contacto com o mar; atraídos pela sua majestade e beleza, jamais deixáremos de o admirar... Depois dos primeiros tempos de proximidade com esse admirável elemento, aprendemos a nadar... Foi a Natação que ainda mais nos atraiu. Desporto de rara utilidade, satisfazia-nos plenamente. O nadador estava sempre pronto, em caso de emergência, a ser útil ao semelhante e mais, como portugueses, tínhamos uma dívida de gratidão: A natação tinha salvo os Lusíadas." Gustavo Pereira da Costa INTRODUÇÃO Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Na disciplina de Educação Física foi-me da Idade Média, na Europa, não foi praticado, proposto a realização de um trabalho teórico devido ao receio de contrair doenças. Em subordinado ao tema “A natação em Portugal”. Inglaterra a natação surgiu no século XIX. Foi Achei bastante interessante o tema e desde logo incluída nos primeiros Jogos Olímpicos da era comecei a trabalhar para ele. moderna, em 1986, como modalidade masculina, A natação como todos sabem é um desporto e em 1912 como modalidade feminina. praticado em ambiente aquático, em Portugal é Para além do que referi anteriormente irei praticado em várias modalidades, das mais abordar um pouco a história da natação em conhecidas destacam-se a natação pura – consiste Portugal, destacando todas as modalidades na “realização” de piscinas, ou seja percorrê-las em praticadas em Portugal, dar destaque a alguns tempos record; e a natação em águas livres – que é portugueses conhecido internacionalmente neste praticada em alto mar. Além destas existe outras desporto, irei ainda mostrar algumas das que irei falar mais à frente neste trabalho. conquistas mais notórias na natação em A natação é um desporto conhecido desde os Portugal. Por fim irei falar um pouco sobre a tempos em que era praticado por soldados gregos e história da natação na nossa cidade. romanos. Como desporto de competição, teve início, Esta modalidade é das mais populares em no Japão, no ano de 36 a. C., e passou a figurar todo o mundo, sendo praticada por pessoas de como actividade escolar a partir de 1603. Ao longo todas as idades, e é geralmente considerada das mais salutares. Página |3 A natação em Portugal
  • 4. HISTÓRIA DA NATAÇÃO EM PORTUGAL A história da natação tem os seus primeiros capítulos no início da história do homem. Surgiu inicialmente para suprir as necessidades das populações que viviam à beira de lagos e rios. Era usual a pesca ser debaixo de água, que era ainda utilizada como refúgio dos animais selvagens. No Egipto e na Grécia, a natação era já considerada como um desporto fundamental para o bem-estar do corpo, embora ainda não se realizassem competições. Durante a Idade Média a água era encarada com muitas suspeitas devido aos espíritos que as populações acreditavam viverem nos cursos de água, mas também pelo receio das grandes pragas que assolaram a Europa nesses século e que supostamente eram transmitidas por esse meio. Depois do Século XVII, a natação voltou a ser considerada um desporto saudável em especial no Japão. Na Europa, a natação competitiva iniciou-se em 1837 em Londres quando foram organizadas as primeiras Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 provas nacionais. A primeira competição Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 internacional só se realizou em 1846 em Sidney e desde então novas provas têm sido introduzidas. A estreia nos Jogos Olímpicos foi logo em 1896 em Atenas, embora tenha sido apenas reservada para os homens. Inicialmente a modalidade era praticada em rios, mas em 1908 as provas começaram a ser realizadas em piscinas onde as condições eram mais facilitadas para a prática deste desporto. Em 1912 participam as primeiras nadadoras nos Jogos Olímpicos de Estocolmo. A participação portuguesa nestas competições está reservada para 1924, em Paris, onde participa o nadador Mário da Silva Marques na prova dos 200 metros bruços. A primeira escola de natação no nosso país foi fundada em 1902 na Trafaria, pelo Ginásio Clube Português. O início da natação associativa em Portugal remonta a 1922 quando é fundada a Liga Portuguesa dos Clubes de Natação, embora a Federação Nacional tenha sido criada 8 anos depois. Página |4 A natação em Portugal
  • 5. FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE NATAÇÃO e AS SUAS MODALIDADES NATAÇÃO PURA A Federação Portuguesa de Natação (FPN) é a entidade POLO AQUÁTICO coordenadora da prática desportiva SALTOS ORNAMENTAIS da natação em Portugal, federando vários clubes e associações, NATAÇÃO SINCRONIZADA promovendo o ensino e a prática ÁGUAS ABERTAS da natação nas suas diversas disciplinas: MASTERS NATAÇÃO PURA WWW.FPN.PT Na natação pura, também Mariposa; 200 e 400 metros conhecida por natação desportiva, Estilos; estafetas de 4x100, são aplicadas várias técnicas de nado, 4x200 metros Livres e 4x100 vulgarmente designadas como estilos, metros Estilos. Nos são quatro: Costas, Bruços, Mariposa Campeonatos do Mundo (em e Estilo Livre (normalmente utilizado piscina de 50 metros), para além o Crol). das provas olímpicas, incluem o Esta modalidade insere-se nos respectivo programa: 50m desportos aquáticos e faz parte dos Costas, Bruços e Mariposa, os Jogos Olímpicos modernos desde o 800 Livres masculinos e os 1500 seu início Natal1896. Volume 1, Questão 1 O nome Livresfamília 5555-0193 em de 2004 da sua femininos. As provas 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Natal de que actualmente A Natação Pura é, no compõem o Calendário Olímpico são momento, a disciplina mais as seguintes: 50, 100, 200, 400, 800 representativa da Federação (fem) e 1500 (masc) metros Livres; Portuguesa de Natação. 100 e 200 metros Costas, Bruços e PÓLO AQUÁTICO O Pólo Aquático é um desporto colectivo, semelhante no princípio básico do andebol. As equipas devem tentar colocar a bola dentro da baliza A vertente desportiva, que adversária, defendida pelo guarda- pretendemos tornar mais redes. É a modalidade colectiva mais competitiva a nível da Europa, antiga praticada dentro de água. implica cada vez mais trabalho de Presente desde 1900 nos Jogos qualidade, só possível com o Olímpicos de Paris em masculinos, só envolvimento e trabalho de em Sidney 2000 vê incluído a todos, elevando jogadores e competição feminina. técnicos aos patamares de Em Portugal, após alguns anos de excelência necessários. interrupção, realizaram-se campeonatos nacionais sem interrupção nos últimos 20 anos. Página |5 A natação em Portugal
  • 6. SALTOS ORNAMENTAIS Os Saltos para a água são um desporto, considerado por muitos como a modalidade com a imagem plástica mais atraente simbolizada pela água (o espaço) e a terra, pelo movimento estético e pela beleza do voo no espaço. Desde os saltos mais simples até aos múltiplos saltos mortais com ou sem piruetas associadas, efectuados a várias alturas, de trampolim ou plataforma, da capacidade do saltador dominar o seu corpo no espaço e de o controlar em todos os seus movimentos. NATAÇÃO SINCRONIZADA A natação sincronizada é uma disciplina da Natação mencionar o controlo da praticado exclusivamente por respiração quando a nadadora mulheres em grupo ou em estiver de cabeça para baixo na duplas. Inclui conceitos da água. Estas encontram-se natação, ginástica e dança. sincronizadas umas com as Exige habilidades de primeira outras e com o ordem na água ao exigir força, acompanhamento musical, de resistência, flexibilidade, arte e forma a obter um conjunto o sincronismo preciso, sem harmonioso e estético. ÁGUAS ABERTAS Designa-se por natação de águas abertas, natação de alto mar, natação de águas livres, natação de longa distância ou natação de fundo a Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 natação de grandes distâncias, realizada em lagos, rios ou mar aberto. Normalmente, toma1,a forma 1de nome da sua família 5555-0193 mar. Natal de 2004 Volume Questão O travessias ou provas de Dadas as grandes distâncias percorridas, é por vezes designada por maratona aquática, embora não sejam disputadas distâncias iguais à longa corrida terrestre de mais de 42 km. Com provas para todas as idades e níveis de dificuldade, será a disciplina em que o lazer e a alta competição pode coexistir no mesmo espaço físico. A Natação em Águas Abertas está certamente a destacar-se como um desporto para atletas com uma grande tolerância e com um nível impressionante de paciência e determinação. MASTERS A natação para Masters surge como consequência de um grande vazio existente na actividade física dos nadadores que tinham abandonado a alta competição e queriam continuar a praticar a modalidade preferida. A competição de Masters surgiu há cerca de 15 anos, nos Estados Unidos, e engloba Natação Pura, Pólo Aquático e Águas Abertas. A Natação Masters é um programa de natação orientado para os atletas que deixaram de competir devido à idade e para aqueles que consideram que nunca é demasiado tarde para fazer desporto. Existem várias formas de participar na natação Masters, desde os atletas que apenas querem manter a forma física, aos que competem a nível local, nacional e mesmo internacional. Página |6 A natação em Portugal
  • 7. GRANDES NOMES DA NATAÇÃO EM PORTUGAL Rui Abreu Foi recordista nacional absoluto dos 100 m livres, dos 100 m e 200 m costas, dos 200 m estilos e das Inês Fernandes estafetas de 400 m livres e 4 x 100 Diana Gomes m estilos. É a detentora de praticamente todos os recordes nacionais absolutos do estilo de bruços Alexandre Agostinho Ricardo Varela Conquistou, no estilo de bruços, vários títulos de campeão nacional, nas categorias de juvenil e júnior, e teve várias presenças em selecções nacionais. Simão Morgado Lisa Soares Recordista nacional dos 50 e 100 m do estilo de mariposa, bateu o recorde nacional dos 100 m mariposa 13 vezes Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Baptista Pereira Com 15 anos efectua a primeira Travessia do Tejo ficando em 3º. Lugar; Bateu o recorde da Europa de Longa Distância e Permanência na água com 26 horas e 12 minutos, tendo percorrido 166 Raquel Felgueiras 600 metros; Fernando Eurico Costa É considerado o melhor nadador de fundo na história da natação portuguesa. Este nadador detém o recorde nacional absoluto dos 800 e 1500 metros livres. Hermano Patrone Susana Barroso Foi um nadador e treinador olímpico português do século Estreou-se na alta competição em 1991. XX, homenageado com a Participou nos Para-Olímpicos de Barcelona medalha de ouro da (92), Atlanta (96) e Sydney (2000) e já Federação Portuguesa de perdeu a conta às medalhas Natação (a título póstumo). Página |7 A natação em Portugal
  • 8. CONQUISTAS PORTUGUESAS NA NATAÇÃO Bruços Costas Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Livre Página |8 A natação em Portugal
  • 9. CAMPEÕES NACIONAIS – NATAÇÃO PURA Mariposa Costas Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Livre Página |9 A natação em Portugal
  • 10. CAMPEÕES NACIONAIS – POLO AQUÁTICO Clube Natação da Amadora Ver página seguinte (9) Clube Naval Povoense É um dos Clubes mais antigos e prestigiados da Póvoa de Varzim , partilhando a sua fortíssima ligação ao Mar a toda a actividade desportiva e de lazer que lhe está associada. Fundado em 1904, nasceu como agremiação eminentemente desportiva , cultural e bairrista. Tinha por fim promover várias diversões entre os seus associados, principalmente regatas, a natação e o remo , assim como o desenvolvimento físico e intelectual dos associados, mas também criar uma biblioteca um museu e até construir embarcações. família 5555-0193 Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Lousada Século XXI Instituição formada em 2003, vocacionada para os desportos aquáticos, nomeadamente Natação Pura e Pólo Aquático, reúne nesse ano as condições para a prática federada da natação e pólo aquático. Portinado Em 1987, nasceu a ideia, através de um treinador – Paulo Costa de transformar um grupo de alunos de natação num grupo de competição, aquando da inauguração das Piscinas Municipais de Portimão. Sport Comércio e Salgueiros O Sport Comércio e Salgueiros foi fundado em 8 de Dezembro do longínquo ano de 1911, e pertence à grande freguesia de Paranhos, no Porto. No tempo da "velha senhora", quando o futebol ainda era praticado nas ruas pela miudagem de “pé descalço”, com bolas de trapos envolvidos por uma meia velha, Portugal estava ainda longe de conhecer a actual modalidade de futebol. P á g i n a | 10 A natação em Portugal
  • 11. CLUBE NACIONAL DE NATAÇÃO Clube Nacional de Natação é uma agremiação desportiva sedeada em Lisboa (R. de S.Bento 209) cujo objectivo principal é o ensino e a prática da Natação nas suas diferentes vertentes: lazer, recreação, desportiva e humanitária. É um dos mais antigos Clubes portugueses a dedicarem-se a essa actividade desportiva. Actualmente, o Clube Nacional de Natação (CNN) dispõe de cerca de 5000 sócios e o seu Conselho Director é presidido por Jaime Maia. Foi fundado em 25 de Agosto de 1919 por um grupo de dissidentes do Clube Naval de Lisboa, dos quais se destacavam Gustavo Pereira da Costa e Jayme Roussado dos Santos, respectivamente, sócios fundadores nºs 1 e 2. Em 1921, o Clube foi representado pela primeira vez numa competição desportiva, num festival de natação organizado pela Emblema do Clube Delegação de Lisboa da Liga Portuguesa de Clubes, no tanque da cerca Nacional de Natação da Casa Pia. Em Portugal, o CNN foi a entidade percursora, do ensino do Salvamento. Daí uma das suas divisas seja: Saber nadar não basta: É preciso, também, saber salvar. Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Natal de 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 COMPETIÇÕES Na nova época desportiva 2011/2012 a nossa equipa de competição irá continuar a investir no trabalho iniciado na época desportiva anterior. O Clube Nacional de Natação será esta época representado através dos seus atletas ao nível Federado com os seus escalões: Pré-Competição/ Cadetes/ Infantis/ Juvenis/ Juniores/ Seniores/ Masters P á g i n a | 11 A natação em Portugal
  • 12. CLUBE DA NATAÇÃO DA AMARDORA (CNA) O CNA foi fundado em 2 de Janeiro de também contratualizadas com a Câmara Municipal da 1981, por 45 sócios fundadores provenientes de Amadora. Este novo equipamento está dentro de um uma cisão do Orquídea Clube da Amadora, com a pavilhão com paredes de vidro e possui as seguintes intenção de criarem um clube de modalidade na dimensões: 25 x 21 metros. Cidade e Município recentemente criados. Em 8 de Dezembro de 1998, o CNA colocava Logo nos primeiros tempos o CNA manteve em funcionamento, ainda que de forma provisória, a uma actividade muito intensa apesar de só poder piscina da Venteira, equipamento com as seguintes treinar durante o Verão nas Piscinas Municipais da dimensões: 16,66 x 8 metros, construído num edifício Reboleira, que se encontravam descobertas, tendo clássico. de se deslocar diariamente para fora do Concelho Em 5 de Novembro de 1999, o CNA conseguia (velhas piscinas do Estádio Nacional, e dos colocar em funcionamento normal, a nova estrutura Bombeiros do Estoril ). de cobertura das piscinas da Reboleira, tendo Disputava o CNA, nesse tempo vários construído uma nave de betão com 45 x 38.5 metros torneios particulares em Portugal ou Espanha, de vão, sem apoios centrais, autêntica obra prima de servindo essa actividade como compensador para engenharia, tendo ainda conseguido acrescentar o os grandes sacrifícios exigidos aos seus atletas. tanque dos treinos de pólo numa nova piscina de 25 x Em 1987 iniciou o CNA, depois de firmar 15 metros, e com o mínimo de 1.80 metros de com a Câmara Municipal um protocolo de profundidade, capaz de receber os jogos oficiais de utilização das piscinas da Reboleira, os estudos e pólo aquático dos Campeonatos Nacionais de 1ª a obra de aquecimento e cobertura da piscina de Divisão Masculina e Feminina. 25 metros e de um pequeno tanque de 16 x 4 No início da época de 2000-2001, em 4 de metros, com uma cobertura pizo-estática (balão Setembro de 2000, reabriu depois de um conjunto insuflado). As aulas das novas Escolas de Natação amplo de obras de remodelação e reconversão, do CNA começaram na época de 1989/90. efectuadas pelo CNA, a Piscina de Alfornelos - A Em 15 de Fevereiro 1995, o CNA inaugurou primeira Braçada, de acordo com um protocolo a Segunda cobertura com insuflado na piscina de assinado com a Câmara Municipal da Amadora. 21 x 15 metros, o que permitiu aumentar de Esta pequena piscina que nos últimos anos se modo significativo, quer as condições de Natal de do Volume 1, Questãocomnome da sua família 5555-0193 treino 2004 encontrava 1 O graves problemas, tendo até fechado pólo aquático e da natação sincronizada, bem 2004 Volume 1, Questão 1 Ocondições de segurança, tem 12,5 x Natal de por não oferecer nome da sua família 5555-0193 como introduziu uma nova modalidade na 6 metros e uma profundidade média de 1,10 metros, Amadora, o mergulho e as actividades sub- permite começar a responder às necessidades aquáticas. sentidas pela população mais jovem para a prática da Em 2 de Novembro de 1997, o CNA natação, havendo ainda possibilidade de em certos inaugurava nova estrutura de cobertura fixa, bem horários alargar o seu uso à população adulta. como aquecia as águas das piscinas e dos balneários nas Piscinas da Damaia, entretanto P á g i n a | 12 A natação em Portugal
  • 13. NATAÇÃO NA NOSSA CIDADE, TORRES NOVAS O Clube de Natação de Torres Novas teve a direcção presidida pelo Sr. Carlos Alves que com o sua origem no Verão de 1972, ano em que foram apoio imprescindível do Sr. Júlio Brito assume uma construídas as Piscinas Municipais de Torres nova filosofia de Gestão desportiva, onde expande os Novas, pela mão do Sr. Carlos Moura que foi seus horizontes no que diz respeito ao recrutando miúdos que viviam perto das margens desenvolvimento desportivo e financeiro do C.N.T.N. do nosso Rio Almonda pois só nesses lugares se procurando novas parcerias. conseguiam encontrar miúdos que já sabiam A primeira parceria e a mais importante até nadar. hoje feita pelo C.N.T.N. foi sem dúvida o protocolo Assim surgiu a primeira equipa de natação assinado entre o Clube de Natação de Torres Novas e com raparigas e rapazes que viviam na rua da a Câmara Municipal de Torres Novas, no qual o Fábrica, Lapas, Ribeira Branca e Ribeira Ruiva. A C.N.T.N. assumiu toda a parte técnica da Escola equipa inicial era composta por cerca de 15 Municipal de Natação, tendo a seu cargo o atletas masculinos e femininos. Devido a pouca recrutamento e formação dos técnicos, os informação técnica disponível na altura o ensino planeamentos pedagógicos, as avaliações e toda a era feito de uma forma um pouco empírica, mas estruturação da nova Escola Municipal de Natação em como a dedicação de Sr. Carlos Moura e dos parceria com a C.M.T.N., assim como a administração Atletas era tão grande, depressa o C.N.T.N. se de aulas de Natação a todos os alunos do 1º Ciclo do começou a distinguir como uma referência na Concelho de Torres Novas. Natação Distrital. Em Setembro de 2006 foi alargada esta No início dos anos 90 passou por algumas parceria entre C.N.T.N. e C.M.T.N. no que diz respeito fases menos boas, onde as sucessivas alterações às aulas de outras actividades desportivas do 1º Ciclo de Técnicos, Treinadores e Direcções, deixou no Palácio dos Desportos de Torres Novas. transparecer alguma fragilidade quer na parte Esta nova Direcção teve a determinação competitiva do Clube quer na parte da Formação. convicta de assumir os comandos, e não deixar De referir que nesta altura teve o C.N.T.N. morrer o C.N.T.N., pois na parte desportiva este um Presidente que de forma distinta sempre continuava a somar êxitos atrás de êxitos quer a nível soube ultrapassar todas as contrariedades que Distrital quer Nacional, e com estes Atletas e este nesse período mais conturbado surgiram, que foi Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Natal de 2004 Corpo Técnico e com as novas Piscinas Municipais o Sr. Eng.º João Antunes e a quem aqui 2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Clube não Natal de Fernando Cunha, seria uma pena o nosso prestamos a nossa homenagem. morar nesta nova casa que oferece as melhores Em 1995 é eleita uma nova Direcção no condições para a prática de todos os desportos C.N.T.N. presidida pelo Sr. José Silva. aquáticos. Com uma vontade de catapultar o Clube para Presentemente todos os projectos patamares superiores, contrata esta Direcção o desenvolvidos por esta Direcção e o seu corpo Técnico Prof. José Paiva, para organizar as escolas e são um êxito reconhecido pela Câmara Municipal de dinamizar a competição que estava um pouco Torres Novas e pela comunidade torrejana, os quais adormecida. têm tecido os maiores elogios ao C.N.T.N. pelo seu Com uma nova filosofia de organização e desempenho no desenvolvimento das actividades treino, e com a contratação de alguns novos desportivas e no contributo de uma melhor qualidade técnicos, começa o C.N.T.N. a trabalhar em de vida à população. moldes profissionais já muito avançados, tendo Na sua vertente competitiva o Clube de desde esse ano até ao ano de 2004, formado nas Natação de Torres Novas continua a trabalhar com suas escolas mais de uma centena de nadadores, seu profissionalismo de sempre, sempre no intuito de alguns dos quais vieram a ser Campeões Distritais criar novos atletas, homens e mulheres de valor. e até Nacionais, tendo conquistado inúmeros títulos a nível distrital, culminando com a mais recente e importante conquista, que foi o ser Campeão Nacional de Clubes da 3ª Divisão na equipa Masculina, subindo assim à tão difícil e almejada 2ª Divisão Nacional onde militam os 20 melhores Clubes da Natação Nacional. Após uma fase de crise directiva da antiga Direcção, em 2004 é eleita no C.N.T.N. uma nova P á g i n a | 13 A natação em Portugal
  • 14. CONCLUSÃO Com algum esforço e dedicação consegui finalmente concluir o trabalho que me foi proposto. Com este trabalho fiquei a saber que não só no estrangeiro mas também em Portugal se dá elevado destaque á Natação, não tanto como outros desportos como por exemplo o futebol, é pena, pois tal como no futebol, Portugal é portador de um elevado talento em ambas as modalidades, apesar disso a natação é um modalidade muito praticada e falada cada vez mais. Neste trabalho fiquei com o conhecimento do elevado número de prémio que Portugal conseguiu nesta modalidade, pois não pensava que existisse assim tanto! A conclusão principal que tiro após a elaboração deste trabalho é que os desportos coletivos e individuais, como é o caso da natação, auxiliam a formação e desenvolvimento de conceitos básicos de cidadania, os aspetos afetivos, sociais, cognitivos, culturais e biológicos. Dou por fim o meu trabalho apresentado de seguida os benefícios da prática da natação: exercita todo o corpo, poderá manter um ritmo elevado do coração num esforço contínuo, ajudar a que a pressão sanguínea é mais baixa quando se está em posição horizontal, o volume do coração é maior quando se está submerso na água do que quando se esta em terra firme, os riscos de lesões são menores, nenhuma idade é impeditiva para se fazer natação, sendo benéfica quer a crianças quer a pessoas mais idosas. BIBLIOGRAFIA Para a realização deste trabalho pesquisei essencialmente na internet, contudo também encontrei algumas informações no livro Movimento - Um Estilo de Vida - 10º, 11º e 12º anos, ASA / Autores: Avelino Azevedo,2004 Volume 1, Questão 1 O nome da sua família 5555-0193 Natal de Lúcia Rêgo, Paula Batista. De seguinda apresento algumas das ligações que acediQuestão 1realizaçãosua família 5555-0193 Natal de 2004 Volume 1, para a O nome da deste trabalho:  www.fpn.pt  http://www.salgueiros.pt/waterpolo/  http://www.cnnatacao.pt/  http://www.natacaoamadora.pt/  http://jfsalvador-torresnovas.com/  http://www.portinado.com/ Legenda descrevendo imagem ou elemento gráfico. Piscinas Municipais de Torres Novas P á g i n a | 14 A natação em Portugal