SlideShare uma empresa Scribd logo
O REINADO DE D. PEDRO I
Profª Isabel Aguiar
Este jovem na imagem ao lado se
chama Pedro. Ele foi imperador do
Brasil.
Coincidentemente, ele se tornou
imperador no dia 12 de outubro de
1798 , data de seu nascimento. (dia
das crianças) .
A FESTA!
Uma multidão compareceu à festa de sua aclamação.
Durante o século XIX, a data da aclamação ficou conhecida
como a data da Independência do Brasil. e por isso era
comemorada todos os anos. D. Pedro I era um homem
popular!
CURIOSIDADES SOBRE D.PEDRO I
• teve 13 filhos reconhecidos e 5 naturais;
nasceu no dia das crianças;
• tinha um nome bemmmmmmmmmm grande:
PEDRO DE ACÂNTARA FRANCISCO ANTÔNIO JOÃO CARLOS XAVIER DE
PAULA MIGUEL RAFAEL JOAQUIM JOSÉ GONZAGA PASCOAL CIPRIANO
SERAFIM DE BRAGANÇA E BOURBON
• com 9 anos veio para o Brasil ;
• dizem que ele era muito inteligente, mas não gostava
de estudar;
• ele gostava muito de música, tocava vários
instrumentos;
desenhava, pintava e gostava de fazer esculturas;
• gostava de brincar na rua com as crianças do povo e os
escravos;
• ele tinha um irmão mais novo chamado
D. Miguel
D. Miguel
AS LUTAS PELA INDEPENDÊNCIA
• A Independência do Brasil não foi aceita em todo país.
• Bahia, Piauí, Grão-Pará, Maranhão e Província Cisplatina (Uruguai) se
armaram contra a Independência do Brasil.
• Na Batalha de Pirajá (BA) , o povo derrotou os soldados portugueses.
• Para proteger o imperador navios ingleses bloquearam Salvador.
• O imperador teve que sair do Brasil em 02/07/1823.
• Todo ano no dia 02/07, a Bahia festeja sua independência.
Esta tela
é em
homenagem
à resistência
baiana.
• Tudo começou quando a Câmara da cidade de
Parnaíba (PI) se declarou favorável à
independência;
• O general CUNHA FIDIÉ e suas tropas, partiram
da cidade de Oeiras (capital do PI na época) para
reprimir o movimento pela independência.
• Câmara X Fidié
• Aconteceu então, a Batalha do Jenipapo em 13
de março de 1823.
• Povo (facas, foices, machado, espingarda) X Fidié
(fuzis e canhões)
• A luta durou 5 horas.
• Mulheres trocavam joias por armas, para lutar
pela independência.
• Fidié venceu, mas teve sua tropa enfraquecida.
• Maranhão e Grão-Pará também perderam a
batalha para os portugueses.
GUERRA PELA INDEPENDÊNCIA NO PIAUÍ
General Fidié
DICA DE LEITURA
Autor: Francisco das Chagas Castro
• Um jogo de interesses
entre EUA e Portugal
• 1824- EUA reconhecem a
Independência do Brasil
• Doutrina Monroe
• A Europa não deveria
interferir na América
• 1825 - Portugal
reconheceu a soberania
do Brasil
O RECONHECIMENTO E O PREÇO DA
INDEPENDÊNCIA
Doutrina Monroe - A América para os
americanos
• Brasil pediu empréstimo a Inglaterra, mas parte
desse dinheiro não chegou aqui pois a dívida com
os ingleses era enorme.
• 1827- Inglaterra reconheceu a Independência do
Brasil
O RECONHECIMENTO E O PREÇO DA INDEPENDÊNCIA
Portugal exigiu 2 milhões de libras esterlinas (moeda
inglesa), para reconhecer a Independência do Brasil
A Inglaterra exigiu a renovação do
Tratado de Comércio e Navegação
por mais 15 anos.
Nesse tratado , os produtos ingleses
pagariam somente 15% de impostos
nos portos brasileiros
UMA CONSTITUIÇÃO PARA O BRASIL
• Maio de 1823 - reunião com deputados de
várias províncias (no RJ) para elaborar a
primeira Constituição do Brasil;
• O projeto constitucional limitava os poderes
de D. Pedro I
• D. Pedro I mandou prender os deputados e
fechar a Assembleia;
Capa do projeto constitucional
pertencente ao acervo do Arquivo
Nacional
A CONSTITUIÇÃO DO IMPÉRIO
• D. Pedro I, convocou 10 pessoas de
sua confiança para elaborar uma
Constituição em até 40 dias;
• 25/03/1824 - A primeira Constituição
do Brasil foi OUTORGADA (imposta)
Primeira Constituição do Brasil foi
Outorgada pelo Imperador
CARACTERÍSTICAS DA CONSTITUIÇÃO
DE 1824
• Outorgada, Hereditária, 4 poderes
• Executivo: imperador e ministros;
• Legislativos: deputados e senadores;
• Judiciário: tribunais e juízes;
• Moderador: poder absoluto do imperador.
CONFEDERAÇÃO DO EQUADOR
• Causa: autoritarismo
de D. Pedro I, crise
econômica no
Nordeste (queda do
preços externos,
aumento de preços
internos e impostos)
• A insatisfação da elite
nordestina com o
Poder Moderador;
• Oposição
Com o Jornal Tifis Pernambucano,
Frei Caneca fazia oposição a D. Pedro I
Com o jornal A
sentinela da
Liberdade, Cipriano
Barata fazia oposição
a D. Pedro I
CONFEDERAÇÃO DO EQUADOR
• D. Pedro I demitiu o presidente da província de
PE = Gov.
• 02/07/1824 - Os pernambucanos proclamaram uma
República
• Formaram uma Junta Governativa;
• Apoiados por: AL,PB,RN e CE
• Assim se formou a Confederação do Equador
• Líderes: Frei Caneca e Lázaro de Souza ( contra a
escravidão)
• escravistas X abolicionistas (essa divisão enfraqueceu o
movimento)
VAMOS ENTENDER MELHOR?
O QUE D. PEDRO I FEZ?
• Fez um empréstimo de 1
milhão de libras com os
ingleses.
• Organizou forças militares
por terra e pelo mar.
Almirante
britânico Thomas
Cochrane -
comandou a Marinha
brasileira no combate
a Confederação do
Equador
Brigadeiro
Francisco de Lima e
Silva
comandou por
terra o combate à
Confederação do
Equador
O FIM DA CONFEDERAÇÃO
• A Confederação durou 2 meses;
• Muitos populares mortos e líderes rebeldes foram
condenados a morte por fuzilamento;
• VAMOS SABER MAIS!
A IMPOPULARIDADE DE D.PEDRO I
• D. Pedro I era mal visto por ser autoritário e incompetente
para resolver os problemas políticos e econômicos do Brasil.
• A Balança Comercial não estava favorável ao Brasil;
• Os empréstimos de D. Pedro I aumentavam a inflação;
• O Banco do Brasil faliu
O BB foi criado em 12 de outubro
de 1808 por D. João VI, pai de
D. Pedro I.
A primeira agência foi instalada no RJ.
A GUERRA CISPLATINA
• A Província Cisplatina era o atual Uruguai
• Foi anexada ao Brasil por D. João VI
• Os cisplatinos era descendentes de espanhóis e
índios
• Os cisplatinos queriam se tornar independentes
do Brasil
• Os argentinos apoiaram os cisplatinos pois
queriam dominar a região
• Na guerra contra o Brasil, os cisplatinos venceram
• se tornaram a República do Uruguai
A SUCESSÃO DO TRONO PORTUGUÊS
• O pai de D. Pedro I ( D. João VI) morreu
em 1826
• D. Pedro I não quis assumir o trono
• Quem assume o trono é a filha de D.
Pedro I ( D. Maria da Glória)
• O irmão de D. Pedro I, D. Miguel, dá
um golpe e toma o trono da sobrinha.
(veja foto no início da postagem)
• D. Pedro I se organiza militarmente
para retomar o trono de Portugal
• Isso afastou os políticos brasileiros de
D. Pedro I D. Maria da Glória, filha mais
velha de D. Pedro I
A ABDICAÇÃO DE D.PEDRO I
• Morre assassinado em 1830 o jornalista Líbero Badaró ( fazia críticas a
D.Pedro I), sua morte foi atribuída a simpatizantes do imperador.
• D. Pedro I tentou visitar algumas províncias para resgatar a simpatia do
povo, mas era sempre mal recebido.
• Noite das garrafadas : brasileiros X portugueses em março de 1831
• D. Pedro formou um ministério só com políticos do Partido Brasileiro
(para resgatar o prestígio)
• D. Pedro formou um ministério só com políticos do Partido Português
• O povo sai as ruas para exigir a volta do ministério do Partido Brasileiro
• 07/04/1831 D.Pedro I abdica o trono
• Em seu lugar deveria ficar seu filho Pedro de Alcântara que tinha
somente 5 anos de idade
• Regentes assumem o poder até a maioridade de Pedro de Alcântara
• D. Pedro I volta a Portugal para reconquistar o trono português
CURIOSIDADE!
• Quando D. Pedro chegou de viagem ao Rj depois de ter
visitado várias províncias do Brasil para resgatar sua
popularidade, ele foi recebido com o dobre de finados que é
um toque especial dos sinos para enterros e cerimônias
fúnebres

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O império napoleônico
O império napoleônicoO império napoleônico
O império napoleônico
Edenilson Morais
 
Chegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilChegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasil
Geová da Silva
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Douglas Barraqui
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Conjuração Mineira e Baiana
Conjuração Mineira e BaianaConjuração Mineira e Baiana
Conjuração Mineira e Baiana
Aulas de História
 
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
Daniel Alves Bronstrup
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
Nefer19
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
eiprofessor
 
O fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasilO fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasil
Nome Sobrenome
 
Revolução chinesa
Revolução chinesaRevolução chinesa
Revolução chinesa
Fatima Freitas
 
Período Joanino (1808-1821)
Período Joanino (1808-1821)Período Joanino (1808-1821)
Período Joanino (1808-1821)
Valéria Shoujofan
 
PPT - Revolução Russa de 1917
PPT - Revolução Russa de 1917PPT - Revolução Russa de 1917
PPT - Revolução Russa de 1917
josafaslima
 
o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)
Colégio Basic e Colégio Imperatrice
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
Douglas Barraqui
 
Brasil imperial
Brasil imperialBrasil imperial
Brasil imperial
Vivihistoria
 
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASILEMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
Isabel Aguiar
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
Fabiana Tonsis
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
edna2
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
Portal do Vestibulando
 
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUAINDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
Isabel Aguiar
 

Mais procurados (20)

O império napoleônico
O império napoleônicoO império napoleônico
O império napoleônico
 
Chegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilChegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasil
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
 
Conjuração Mineira e Baiana
Conjuração Mineira e BaianaConjuração Mineira e Baiana
Conjuração Mineira e Baiana
 
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
O fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasilO fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasil
 
Revolução chinesa
Revolução chinesaRevolução chinesa
Revolução chinesa
 
Período Joanino (1808-1821)
Período Joanino (1808-1821)Período Joanino (1808-1821)
Período Joanino (1808-1821)
 
PPT - Revolução Russa de 1917
PPT - Revolução Russa de 1917PPT - Revolução Russa de 1917
PPT - Revolução Russa de 1917
 
o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
 
Brasil imperial
Brasil imperialBrasil imperial
Brasil imperial
 
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASILEMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
 
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUAINDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
 

Destaque

SEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAI
SEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAISEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAI
SEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAI
Isabel Aguiar
 
REGÊNCIA NO BRASIL
REGÊNCIA NO BRASILREGÊNCIA NO BRASIL
REGÊNCIA NO BRASIL
Isabel Aguiar
 
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIALA SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
Isabel Aguiar
 
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASILABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
Isabel Aguiar
 
AFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASILAFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASIL
Isabel Aguiar
 
EUA E EUROPA NO SÉCULO XIX
EUA E EUROPA NO SÉCULO  XIXEUA E EUROPA NO SÉCULO  XIX
EUA E EUROPA NO SÉCULO XIX
Isabel Aguiar
 
Quiz Historia
Quiz Historia Quiz Historia
Quiz Historia
Isabel Aguiar
 
Acordo de convivencia
Acordo de convivenciaAcordo de convivencia
Acordo de convivencia
Isabel Aguiar
 
QUIZ DE HISTÓRIA
QUIZ DE HISTÓRIAQUIZ DE HISTÓRIA
QUIZ DE HISTÓRIA
Isabel Aguiar
 
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
Isabel Aguiar
 
Slide imigração e fim trafico negreiro
Slide imigração e fim trafico negreiro Slide imigração e fim trafico negreiro
Slide imigração e fim trafico negreiro
Isabel Aguiar
 
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
Isabel Aguiar
 
SEGUNDO REINADO 1840-1889
SEGUNDO REINADO 1840-1889SEGUNDO REINADO 1840-1889
SEGUNDO REINADO 1840-1889
Isabel Aguiar
 
Slide pedro 6 ano pre historia
Slide pedro 6 ano pre historiaSlide pedro 6 ano pre historia
Slide pedro 6 ano pre historia
Isabel Aguiar
 
Slide pre historia ester torres 6 ano
Slide pre historia ester torres 6 anoSlide pre historia ester torres 6 ano
Slide pre historia ester torres 6 ano
Isabel Aguiar
 
Revolução Francesa e Era Napoleonica
Revolução Francesa e Era NapoleonicaRevolução Francesa e Era Napoleonica
Revolução Francesa e Era Napoleonica
Isabel Aguiar
 
Rebelioes regenciais blog
Rebelioes regenciais blogRebelioes regenciais blog
Rebelioes regenciais blog
Isabel Aguiar
 
SEGUNDA GUERRA MUNDIAL
SEGUNDA GUERRA MUNDIALSEGUNDA GUERRA MUNDIAL
SEGUNDA GUERRA MUNDIAL
Isabel Aguiar
 
Redemocratização do brasil pós ditadura militar
Redemocratização do brasil pós ditadura militarRedemocratização do brasil pós ditadura militar
Redemocratização do brasil pós ditadura militar
Isabel Aguiar
 

Destaque (20)

SEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAI
SEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAISEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAI
SEGUNDO REINADO E GUERRA DO PARAGUAI
 
REGÊNCIA NO BRASIL
REGÊNCIA NO BRASILREGÊNCIA NO BRASIL
REGÊNCIA NO BRASIL
 
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIALA SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
 
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASILABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
 
AFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASILAFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASIL
 
EUA E EUROPA NO SÉCULO XIX
EUA E EUROPA NO SÉCULO  XIXEUA E EUROPA NO SÉCULO  XIX
EUA E EUROPA NO SÉCULO XIX
 
Quiz Historia
Quiz Historia Quiz Historia
Quiz Historia
 
Acordo de convivencia
Acordo de convivenciaAcordo de convivencia
Acordo de convivencia
 
QUIZ DE HISTÓRIA
QUIZ DE HISTÓRIAQUIZ DE HISTÓRIA
QUIZ DE HISTÓRIA
 
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
 
Slide imigração e fim trafico negreiro
Slide imigração e fim trafico negreiro Slide imigração e fim trafico negreiro
Slide imigração e fim trafico negreiro
 
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
 
SEGUNDO REINADO 1840-1889
SEGUNDO REINADO 1840-1889SEGUNDO REINADO 1840-1889
SEGUNDO REINADO 1840-1889
 
Slide pedro 6 ano pre historia
Slide pedro 6 ano pre historiaSlide pedro 6 ano pre historia
Slide pedro 6 ano pre historia
 
Slide pre historia ester torres 6 ano
Slide pre historia ester torres 6 anoSlide pre historia ester torres 6 ano
Slide pre historia ester torres 6 ano
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
Revolução Francesa e Era Napoleonica
Revolução Francesa e Era NapoleonicaRevolução Francesa e Era Napoleonica
Revolução Francesa e Era Napoleonica
 
Rebelioes regenciais blog
Rebelioes regenciais blogRebelioes regenciais blog
Rebelioes regenciais blog
 
SEGUNDA GUERRA MUNDIAL
SEGUNDA GUERRA MUNDIALSEGUNDA GUERRA MUNDIAL
SEGUNDA GUERRA MUNDIAL
 
Redemocratização do brasil pós ditadura militar
Redemocratização do brasil pós ditadura militarRedemocratização do brasil pós ditadura militar
Redemocratização do brasil pós ditadura militar
 

Semelhante a O REINADO DE D. PEDRO I

3° ano - Independência e Brasil Império (1° Reinado)
3° ano -  Independência e Brasil Império (1° Reinado)3° ano -  Independência e Brasil Império (1° Reinado)
3° ano - Independência e Brasil Império (1° Reinado)
Daniel Alves Bronstrup
 
O governo de d. pedro i
O governo de d. pedro iO governo de d. pedro i
O governo de d. pedro i
Nana Tru
 
O pri meiro reinado
O pri meiro reinadoO pri meiro reinado
O pri meiro reinado
historiando
 
O pri meiro reinado
O pri meiro reinadoO pri meiro reinado
O pri meiro reinado
Nelia Salles Nantes
 
O pri meiro reinado
O pri meiro reinadoO pri meiro reinado
O pri meiro reinado
historiando
 
O 1º reinado
O 1º reinadoO 1º reinado
O 1º reinado
Nelia Salles Nantes
 
Primeiro reinado
Primeiro reinadoPrimeiro reinado
Primeiro reinado
Lucas Reis
 
O 1º reinado
O 1º reinadoO 1º reinado
O 1º reinado
Nelia Salles Nantes
 
O 1º reinado
O 1º reinadoO 1º reinado
O 1º reinado
Nelia Salles Nantes
 
D. Pedro II e a Crise do Império.ppt
D. Pedro II e a Crise do Império.pptD. Pedro II e a Crise do Império.ppt
D. Pedro II e a Crise do Império.ppt
LoureleiMarinho
 
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
D. Pedro I e As Regências.ppt
D. Pedro I e As Regências.pptD. Pedro I e As Regências.ppt
D. Pedro I e As Regências.ppt
LoureleiMarinho
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
Caarolis
 
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
Daniel Alves Bronstrup
 
D. Pedro II e a Crise (1).ppt
D. Pedro II e a Crise (1).pptD. Pedro II e a Crise (1).ppt
D. Pedro II e a Crise (1).ppt
»♥« Jesus
 
D. Pedro II e a Crise do Império.ppt
D. Pedro II e a Crise do Império.pptD. Pedro II e a Crise do Império.ppt
D. Pedro II e a Crise do Império.ppt
Andrei Rita
 
Família Real no Brasil, Independência e Primeiro Reinado
Família Real no Brasil, Independência e Primeiro ReinadoFamília Real no Brasil, Independência e Primeiro Reinado
Família Real no Brasil, Independência e Primeiro Reinado
Valéria Shoujofan
 
D. Pedro I e As Regências.ppt
D. Pedro I e As Regências.pptD. Pedro I e As Regências.ppt
D. Pedro I e As Regências.ppt
ANDREIA SANTOS VENTURA NEVES
 
D. Pedro I e As Regências (1).ppt
D. Pedro I e As Regências (1).pptD. Pedro I e As Regências (1).ppt
D. Pedro I e As Regências (1).ppt
BrandoneLeeOficial
 
D. Pedro I e As Regências.pdf
D. Pedro I e As Regências.pdfD. Pedro I e As Regências.pdf
D. Pedro I e As Regências.pdf
IgorJuliano1
 

Semelhante a O REINADO DE D. PEDRO I (20)

3° ano - Independência e Brasil Império (1° Reinado)
3° ano -  Independência e Brasil Império (1° Reinado)3° ano -  Independência e Brasil Império (1° Reinado)
3° ano - Independência e Brasil Império (1° Reinado)
 
O governo de d. pedro i
O governo de d. pedro iO governo de d. pedro i
O governo de d. pedro i
 
O pri meiro reinado
O pri meiro reinadoO pri meiro reinado
O pri meiro reinado
 
O pri meiro reinado
O pri meiro reinadoO pri meiro reinado
O pri meiro reinado
 
O pri meiro reinado
O pri meiro reinadoO pri meiro reinado
O pri meiro reinado
 
O 1º reinado
O 1º reinadoO 1º reinado
O 1º reinado
 
Primeiro reinado
Primeiro reinadoPrimeiro reinado
Primeiro reinado
 
O 1º reinado
O 1º reinadoO 1º reinado
O 1º reinado
 
O 1º reinado
O 1º reinadoO 1º reinado
O 1º reinado
 
D. Pedro II e a Crise do Império.ppt
D. Pedro II e a Crise do Império.pptD. Pedro II e a Crise do Império.ppt
D. Pedro II e a Crise do Império.ppt
 
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
 
D. Pedro I e As Regências.ppt
D. Pedro I e As Regências.pptD. Pedro I e As Regências.ppt
D. Pedro I e As Regências.ppt
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
 
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
 
D. Pedro II e a Crise (1).ppt
D. Pedro II e a Crise (1).pptD. Pedro II e a Crise (1).ppt
D. Pedro II e a Crise (1).ppt
 
D. Pedro II e a Crise do Império.ppt
D. Pedro II e a Crise do Império.pptD. Pedro II e a Crise do Império.ppt
D. Pedro II e a Crise do Império.ppt
 
Família Real no Brasil, Independência e Primeiro Reinado
Família Real no Brasil, Independência e Primeiro ReinadoFamília Real no Brasil, Independência e Primeiro Reinado
Família Real no Brasil, Independência e Primeiro Reinado
 
D. Pedro I e As Regências.ppt
D. Pedro I e As Regências.pptD. Pedro I e As Regências.ppt
D. Pedro I e As Regências.ppt
 
D. Pedro I e As Regências (1).ppt
D. Pedro I e As Regências (1).pptD. Pedro I e As Regências (1).ppt
D. Pedro I e As Regências (1).ppt
 
D. Pedro I e As Regências.pdf
D. Pedro I e As Regências.pdfD. Pedro I e As Regências.pdf
D. Pedro I e As Regências.pdf
 

Mais de Isabel Aguiar

Astecas, Maias, Incas e Tupis
Astecas, Maias, Incas e TupisAstecas, Maias, Incas e Tupis
Astecas, Maias, Incas e Tupis
Isabel Aguiar
 
A GUERRA FRIA
A GUERRA FRIAA GUERRA FRIA
A GUERRA FRIA
Isabel Aguiar
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
Isabel Aguiar
 
A marcha da colonização da América Portuguesa
A marcha da colonização da América PortuguesaA marcha da colonização da América Portuguesa
A marcha da colonização da América Portuguesa
Isabel Aguiar
 
Eua séc XIX
Eua séc XIXEua séc XIX
Eua séc XIX
Isabel Aguiar
 
ILUMINISMO SÉCULO XVIII
ILUMINISMO SÉCULO XVIIIILUMINISMO SÉCULO XVIII
ILUMINISMO SÉCULO XVIII
Isabel Aguiar
 
A EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIXA EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIX
Isabel Aguiar
 
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIOQUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
Isabel Aguiar
 
Brasil colonial
Brasil colonial Brasil colonial
Brasil colonial
Isabel Aguiar
 

Mais de Isabel Aguiar (9)

Astecas, Maias, Incas e Tupis
Astecas, Maias, Incas e TupisAstecas, Maias, Incas e Tupis
Astecas, Maias, Incas e Tupis
 
A GUERRA FRIA
A GUERRA FRIAA GUERRA FRIA
A GUERRA FRIA
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
A marcha da colonização da América Portuguesa
A marcha da colonização da América PortuguesaA marcha da colonização da América Portuguesa
A marcha da colonização da América Portuguesa
 
Eua séc XIX
Eua séc XIXEua séc XIX
Eua séc XIX
 
ILUMINISMO SÉCULO XVIII
ILUMINISMO SÉCULO XVIIIILUMINISMO SÉCULO XVIII
ILUMINISMO SÉCULO XVIII
 
A EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIXA EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIX
 
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIOQUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
 
Brasil colonial
Brasil colonial Brasil colonial
Brasil colonial
 

Último

Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 

Último (20)

Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 

O REINADO DE D. PEDRO I

  • 1. O REINADO DE D. PEDRO I Profª Isabel Aguiar
  • 2. Este jovem na imagem ao lado se chama Pedro. Ele foi imperador do Brasil. Coincidentemente, ele se tornou imperador no dia 12 de outubro de 1798 , data de seu nascimento. (dia das crianças) .
  • 3. A FESTA! Uma multidão compareceu à festa de sua aclamação. Durante o século XIX, a data da aclamação ficou conhecida como a data da Independência do Brasil. e por isso era comemorada todos os anos. D. Pedro I era um homem popular!
  • 4. CURIOSIDADES SOBRE D.PEDRO I • teve 13 filhos reconhecidos e 5 naturais; nasceu no dia das crianças; • tinha um nome bemmmmmmmmmm grande: PEDRO DE ACÂNTARA FRANCISCO ANTÔNIO JOÃO CARLOS XAVIER DE PAULA MIGUEL RAFAEL JOAQUIM JOSÉ GONZAGA PASCOAL CIPRIANO SERAFIM DE BRAGANÇA E BOURBON • com 9 anos veio para o Brasil ; • dizem que ele era muito inteligente, mas não gostava de estudar; • ele gostava muito de música, tocava vários instrumentos; desenhava, pintava e gostava de fazer esculturas; • gostava de brincar na rua com as crianças do povo e os escravos; • ele tinha um irmão mais novo chamado D. Miguel D. Miguel
  • 5. AS LUTAS PELA INDEPENDÊNCIA • A Independência do Brasil não foi aceita em todo país. • Bahia, Piauí, Grão-Pará, Maranhão e Província Cisplatina (Uruguai) se armaram contra a Independência do Brasil. • Na Batalha de Pirajá (BA) , o povo derrotou os soldados portugueses. • Para proteger o imperador navios ingleses bloquearam Salvador. • O imperador teve que sair do Brasil em 02/07/1823. • Todo ano no dia 02/07, a Bahia festeja sua independência. Esta tela é em homenagem à resistência baiana.
  • 6. • Tudo começou quando a Câmara da cidade de Parnaíba (PI) se declarou favorável à independência; • O general CUNHA FIDIÉ e suas tropas, partiram da cidade de Oeiras (capital do PI na época) para reprimir o movimento pela independência. • Câmara X Fidié • Aconteceu então, a Batalha do Jenipapo em 13 de março de 1823. • Povo (facas, foices, machado, espingarda) X Fidié (fuzis e canhões) • A luta durou 5 horas. • Mulheres trocavam joias por armas, para lutar pela independência. • Fidié venceu, mas teve sua tropa enfraquecida. • Maranhão e Grão-Pará também perderam a batalha para os portugueses. GUERRA PELA INDEPENDÊNCIA NO PIAUÍ General Fidié
  • 7. DICA DE LEITURA Autor: Francisco das Chagas Castro
  • 8. • Um jogo de interesses entre EUA e Portugal • 1824- EUA reconhecem a Independência do Brasil • Doutrina Monroe • A Europa não deveria interferir na América • 1825 - Portugal reconheceu a soberania do Brasil O RECONHECIMENTO E O PREÇO DA INDEPENDÊNCIA Doutrina Monroe - A América para os americanos
  • 9. • Brasil pediu empréstimo a Inglaterra, mas parte desse dinheiro não chegou aqui pois a dívida com os ingleses era enorme. • 1827- Inglaterra reconheceu a Independência do Brasil O RECONHECIMENTO E O PREÇO DA INDEPENDÊNCIA Portugal exigiu 2 milhões de libras esterlinas (moeda inglesa), para reconhecer a Independência do Brasil
  • 10. A Inglaterra exigiu a renovação do Tratado de Comércio e Navegação por mais 15 anos. Nesse tratado , os produtos ingleses pagariam somente 15% de impostos nos portos brasileiros
  • 11. UMA CONSTITUIÇÃO PARA O BRASIL • Maio de 1823 - reunião com deputados de várias províncias (no RJ) para elaborar a primeira Constituição do Brasil; • O projeto constitucional limitava os poderes de D. Pedro I • D. Pedro I mandou prender os deputados e fechar a Assembleia; Capa do projeto constitucional pertencente ao acervo do Arquivo Nacional
  • 12. A CONSTITUIÇÃO DO IMPÉRIO • D. Pedro I, convocou 10 pessoas de sua confiança para elaborar uma Constituição em até 40 dias; • 25/03/1824 - A primeira Constituição do Brasil foi OUTORGADA (imposta) Primeira Constituição do Brasil foi Outorgada pelo Imperador
  • 13. CARACTERÍSTICAS DA CONSTITUIÇÃO DE 1824 • Outorgada, Hereditária, 4 poderes • Executivo: imperador e ministros; • Legislativos: deputados e senadores; • Judiciário: tribunais e juízes; • Moderador: poder absoluto do imperador.
  • 14. CONFEDERAÇÃO DO EQUADOR • Causa: autoritarismo de D. Pedro I, crise econômica no Nordeste (queda do preços externos, aumento de preços internos e impostos) • A insatisfação da elite nordestina com o Poder Moderador; • Oposição Com o Jornal Tifis Pernambucano, Frei Caneca fazia oposição a D. Pedro I Com o jornal A sentinela da Liberdade, Cipriano Barata fazia oposição a D. Pedro I
  • 15. CONFEDERAÇÃO DO EQUADOR • D. Pedro I demitiu o presidente da província de PE = Gov. • 02/07/1824 - Os pernambucanos proclamaram uma República • Formaram uma Junta Governativa; • Apoiados por: AL,PB,RN e CE • Assim se formou a Confederação do Equador • Líderes: Frei Caneca e Lázaro de Souza ( contra a escravidão) • escravistas X abolicionistas (essa divisão enfraqueceu o movimento)
  • 17. O QUE D. PEDRO I FEZ? • Fez um empréstimo de 1 milhão de libras com os ingleses. • Organizou forças militares por terra e pelo mar. Almirante britânico Thomas Cochrane - comandou a Marinha brasileira no combate a Confederação do Equador Brigadeiro Francisco de Lima e Silva comandou por terra o combate à Confederação do Equador
  • 18. O FIM DA CONFEDERAÇÃO • A Confederação durou 2 meses; • Muitos populares mortos e líderes rebeldes foram condenados a morte por fuzilamento; • VAMOS SABER MAIS!
  • 19. A IMPOPULARIDADE DE D.PEDRO I • D. Pedro I era mal visto por ser autoritário e incompetente para resolver os problemas políticos e econômicos do Brasil. • A Balança Comercial não estava favorável ao Brasil; • Os empréstimos de D. Pedro I aumentavam a inflação; • O Banco do Brasil faliu O BB foi criado em 12 de outubro de 1808 por D. João VI, pai de D. Pedro I. A primeira agência foi instalada no RJ.
  • 20. A GUERRA CISPLATINA • A Província Cisplatina era o atual Uruguai • Foi anexada ao Brasil por D. João VI • Os cisplatinos era descendentes de espanhóis e índios • Os cisplatinos queriam se tornar independentes do Brasil • Os argentinos apoiaram os cisplatinos pois queriam dominar a região • Na guerra contra o Brasil, os cisplatinos venceram • se tornaram a República do Uruguai
  • 21. A SUCESSÃO DO TRONO PORTUGUÊS • O pai de D. Pedro I ( D. João VI) morreu em 1826 • D. Pedro I não quis assumir o trono • Quem assume o trono é a filha de D. Pedro I ( D. Maria da Glória) • O irmão de D. Pedro I, D. Miguel, dá um golpe e toma o trono da sobrinha. (veja foto no início da postagem) • D. Pedro I se organiza militarmente para retomar o trono de Portugal • Isso afastou os políticos brasileiros de D. Pedro I D. Maria da Glória, filha mais velha de D. Pedro I
  • 22. A ABDICAÇÃO DE D.PEDRO I • Morre assassinado em 1830 o jornalista Líbero Badaró ( fazia críticas a D.Pedro I), sua morte foi atribuída a simpatizantes do imperador. • D. Pedro I tentou visitar algumas províncias para resgatar a simpatia do povo, mas era sempre mal recebido. • Noite das garrafadas : brasileiros X portugueses em março de 1831 • D. Pedro formou um ministério só com políticos do Partido Brasileiro (para resgatar o prestígio) • D. Pedro formou um ministério só com políticos do Partido Português • O povo sai as ruas para exigir a volta do ministério do Partido Brasileiro • 07/04/1831 D.Pedro I abdica o trono • Em seu lugar deveria ficar seu filho Pedro de Alcântara que tinha somente 5 anos de idade • Regentes assumem o poder até a maioridade de Pedro de Alcântara • D. Pedro I volta a Portugal para reconquistar o trono português
  • 23. CURIOSIDADE! • Quando D. Pedro chegou de viagem ao Rj depois de ter visitado várias províncias do Brasil para resgatar sua popularidade, ele foi recebido com o dobre de finados que é um toque especial dos sinos para enterros e cerimônias fúnebres