SlideShare uma empresa Scribd logo
FILOSOFIA
Professora Erica Frau
ÉTICA
EM
ARISTÓTELES
O tema principal da ética de Aristóteles é
delimitar o que é o “bem” e o significado
que ele tem para o homem. Somente
quem conhece o bem é capaz de
encontrar a felicidade, que na filosofia
aristotélica não é um sentimento
passageiro, e sim “obra de uma vida
inteira”.
A ÉTICA DE ARISTÓTELES
3 ética em aristóteles
• Essa afirmação contém duas teses fundamentais da
ética aristotélica.
• A primeira: todas as coisas tendem ao bem, o
que significa, na doutrina do filósofo, que o bem é
a finalidade de todas as coisas.
• A segunda: chega-se ao bem por dois caminhos:
a) pelas atividades práticas, isto é, aquelas que
contêm seus próprios fins (ética e política); b)
pelas atividades produtivas (artes ou técnicas).
•Em relação à ética, o bem
leva cada indivíduo a ser
capaz de viver com os outros,
na polis. Em outras palavras, a
ética, no campo individual,
prepara terreno para a
política, no campo coletivo.
Para Aristóteles, a finalidade
da política é a busca do bem
de todos os homens.
E qual é o bem de todos
os homens? A felicidade,
responde Aristóteles. A
felicidade, porém, não é
um sentimento que
aparece, instala-se e vai
embora; ao contrário, é
“obra de uma vida
inteira”.
AS VIRTUDES: O JUSTO MEIO
A virtude (areté) é a expressão maior da excelência de uma pessoa, de
sua integridade, de sua identidade. A paixão, por outro lado, torna-a
confusa, dividida entre desejos contrários, conflitantes, opostos. Alguém
sob o domínio da paixão pode inclinar-se ao vício, que é o excesso ou a
falta da paixão. A virtude é encontrar, pelo uso da razão, o meio-termo
entre esses extremos, que Aristóteles chamou de justo meio.
Suponha-se alguém dominado pelo prazer (que, para Aristóteles, é uma
paixão). Esse alguém pode ser libertino (um dos extremos do prazer prazer
em excesso) ou insensível (o extremo oposto: falta de prazer), O justo
meio, aqui, é a temperança, à qual se chega pelo uso da razão.
A virtude, assim, está
ligada à razão. E, como
todo homem é dotado de
razão, todo homem pode
alcançar a virtude. Basta
identificar a paixão que o
domina, reconhecer seus
extremos e procurar,
racionalmente, seu justo
meio.
Aristóteles entende a
virtude como fruto de um
equilíbrio entre o excesso
e a falta, obtido a partir de
escolhas concretas, que
resultam em atos reais. Vejamos
alguns
exemplos...
11
12
13
A maior de todas as virtudes, diz Aristóteles, é a
justiça. Sua força sobre as demais consiste em sua
perfeição, porque quem é justo projeta-se mais
para o outro do que para si mesmo. Em outras
palavras, tudo que protege o conjunto dos
indivíduos (a sociedade) é mais importante do que
aquilo que protege somente um dos membros
dessa sociedade. Por isso, dos males, a injustiça é
o maior, pois destrói o tecido social.
Fonte: http://www.coladaweb.com/filosofia/etica-aristoteles

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sócrates
SócratesSócrates
Sócrates
Péricles Penuel
 
Maquiavel
MaquiavelMaquiavel
Maquiavel
Alison Nunes
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
Juliana Corvino de Araújo
 
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
Rodrigo Cisco
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e MoralSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Turma Olímpica
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Filosofia Socrática
Filosofia SocráticaFilosofia Socrática
Filosofia Socrática
Juliana Corvino de Araújo
 
Ética na Grécia antiga by Ernandez Oliveira
Ética na Grécia antiga by Ernandez OliveiraÉtica na Grécia antiga by Ernandez Oliveira
Ética na Grécia antiga by Ernandez Oliveira
Ernandez Oliveira
 
Racionalismo x Empirismo
Racionalismo x EmpirismoRacionalismo x Empirismo
Racionalismo x Empirismo
Leonardo Leitão
 
Filosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slideFilosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slide
Daniel Filosofo
 
ETICA
ETICAETICA
5 criticismo kantiano slide
5 criticismo kantiano slide5 criticismo kantiano slide
5 criticismo kantiano slide
Erica Frau
 
4 filosofia e senso comum
4 filosofia e senso comum 4 filosofia e senso comum
4 filosofia e senso comum
Erica Frau
 
Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
Erica Frau
 
Filosofia Medieval
Filosofia MedievalFilosofia Medieval
Filosofia Medieval
Fernando Augusto
 
A ética em aristóteles
A ética em aristótelesA ética em aristóteles
A ética em aristóteles
robertosiebra
 
Kant
KantKant
AULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe Assunção
AULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe AssunçãoAULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe Assunção
AULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
José Aristides Silva Gamito
 
John locke
John lockeJohn locke
John locke
António Daniel
 

Mais procurados (20)

Sócrates
SócratesSócrates
Sócrates
 
Maquiavel
MaquiavelMaquiavel
Maquiavel
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
 
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
O contratualismo hobbes, locke e rouseau aula 08
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e MoralSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
 
Filosofia Socrática
Filosofia SocráticaFilosofia Socrática
Filosofia Socrática
 
Ética na Grécia antiga by Ernandez Oliveira
Ética na Grécia antiga by Ernandez OliveiraÉtica na Grécia antiga by Ernandez Oliveira
Ética na Grécia antiga by Ernandez Oliveira
 
Racionalismo x Empirismo
Racionalismo x EmpirismoRacionalismo x Empirismo
Racionalismo x Empirismo
 
Filosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slideFilosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slide
 
ETICA
ETICAETICA
ETICA
 
5 criticismo kantiano slide
5 criticismo kantiano slide5 criticismo kantiano slide
5 criticismo kantiano slide
 
4 filosofia e senso comum
4 filosofia e senso comum 4 filosofia e senso comum
4 filosofia e senso comum
 
Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
 
Filosofia Medieval
Filosofia MedievalFilosofia Medieval
Filosofia Medieval
 
A ética em aristóteles
A ética em aristótelesA ética em aristóteles
A ética em aristóteles
 
Kant
KantKant
Kant
 
AULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe Assunção
AULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe AssunçãoAULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe Assunção
AULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe Assunção
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
John locke
John lockeJohn locke
John locke
 

Destaque

2 ética
2 ética2 ética
2 ética
Erica Frau
 
5 construção do sujeito moral
5 construção do sujeito moral 5 construção do sujeito moral
5 construção do sujeito moral
Erica Frau
 
7 cidadania publico e privado
7 cidadania publico e privado 7 cidadania publico e privado
7 cidadania publico e privado
Erica Frau
 
éTica aristotélica
éTica  aristotélicaéTica  aristotélica
éTica aristotélica
joao santana maciel
 
Aristóteles
AristótelesAristóteles
Aristóteles
Romeu da Silveira
 
6 metodo cientifico
6 metodo cientifico 6 metodo cientifico
6 metodo cientifico
Erica Frau
 
Ética Platão
Ética PlatãoÉtica Platão
Ética Platão
João Paulo Rodrigues
 
Palestra christian
Palestra christianPalestra christian
Palestra christian
Erica Frau
 
Alegoria da Caverna 15
Alegoria da Caverna 15Alegoria da Caverna 15
Alegoria da Caverna 15
Filosofia
 
Tutorial slide share
Tutorial slide shareTutorial slide share
Tutorial slide share
Erica Frau
 
Alegoria da Caverna 22
Alegoria da Caverna 22Alegoria da Caverna 22
Alegoria da Caverna 22
Filosofia
 
3 Descartes
3 Descartes 3 Descartes
3 Descartes
Erica Frau
 
Avaliação de Filosofia - Platão e Aristóteles
Avaliação de Filosofia - Platão e AristótelesAvaliação de Filosofia - Platão e Aristóteles
Avaliação de Filosofia - Platão e Aristóteles
Rafael Oliveira
 
Cidades imaginárias - hit da cidade por suas utopias
Cidades imaginárias - hit da cidade por suas utopiasCidades imaginárias - hit da cidade por suas utopias
Cidades imaginárias - hit da cidade por suas utopias
Gláucia de Castro Pimentel
 
Ética
Ética Ética
6 idealismo dialetico hegel slide
6 idealismo dialetico hegel slide6 idealismo dialetico hegel slide
6 idealismo dialetico hegel slide
Erica Frau
 
Virtude, ética platão
Virtude, ética platãoVirtude, ética platão
Virtude, ética platão
Ivan Milmann
 
As mulheres e a filosofia
As mulheres e a filosofiaAs mulheres e a filosofia
As mulheres e a filosofia
Erica Frau
 
Quadro de analise filosofando feito pelos pcn ps
Quadro de analise filosofando feito pelos pcn psQuadro de analise filosofando feito pelos pcn ps
Quadro de analise filosofando feito pelos pcn ps
Erica Frau
 
6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia 6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia
Erica Frau
 

Destaque (20)

2 ética
2 ética2 ética
2 ética
 
5 construção do sujeito moral
5 construção do sujeito moral 5 construção do sujeito moral
5 construção do sujeito moral
 
7 cidadania publico e privado
7 cidadania publico e privado 7 cidadania publico e privado
7 cidadania publico e privado
 
éTica aristotélica
éTica  aristotélicaéTica  aristotélica
éTica aristotélica
 
Aristóteles
AristótelesAristóteles
Aristóteles
 
6 metodo cientifico
6 metodo cientifico 6 metodo cientifico
6 metodo cientifico
 
Ética Platão
Ética PlatãoÉtica Platão
Ética Platão
 
Palestra christian
Palestra christianPalestra christian
Palestra christian
 
Alegoria da Caverna 15
Alegoria da Caverna 15Alegoria da Caverna 15
Alegoria da Caverna 15
 
Tutorial slide share
Tutorial slide shareTutorial slide share
Tutorial slide share
 
Alegoria da Caverna 22
Alegoria da Caverna 22Alegoria da Caverna 22
Alegoria da Caverna 22
 
3 Descartes
3 Descartes 3 Descartes
3 Descartes
 
Avaliação de Filosofia - Platão e Aristóteles
Avaliação de Filosofia - Platão e AristótelesAvaliação de Filosofia - Platão e Aristóteles
Avaliação de Filosofia - Platão e Aristóteles
 
Cidades imaginárias - hit da cidade por suas utopias
Cidades imaginárias - hit da cidade por suas utopiasCidades imaginárias - hit da cidade por suas utopias
Cidades imaginárias - hit da cidade por suas utopias
 
Ética
Ética Ética
Ética
 
6 idealismo dialetico hegel slide
6 idealismo dialetico hegel slide6 idealismo dialetico hegel slide
6 idealismo dialetico hegel slide
 
Virtude, ética platão
Virtude, ética platãoVirtude, ética platão
Virtude, ética platão
 
As mulheres e a filosofia
As mulheres e a filosofiaAs mulheres e a filosofia
As mulheres e a filosofia
 
Quadro de analise filosofando feito pelos pcn ps
Quadro de analise filosofando feito pelos pcn psQuadro de analise filosofando feito pelos pcn ps
Quadro de analise filosofando feito pelos pcn ps
 
6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia 6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia
 

Semelhante a 3 ética em aristóteles

éTica aristóteles1
éTica   aristóteles1éTica   aristóteles1
éTica aristóteles1
leo37
 
Ética
ÉticaÉtica
Tcc que fala sobre a polis em aristóteles
Tcc que fala sobre a polis em aristótelesTcc que fala sobre a polis em aristóteles
Tcc que fala sobre a polis em aristóteles
adelvaniasouza souza
 
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe AssunçãoAula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Etica aristotélica
Etica aristotélicaEtica aristotélica
O que é ética
O que é éticaO que é ética
O que é ética
Katia Lopes
 
Etica e Jornalismo - Aula 2
Etica e Jornalismo -  Aula 2Etica e Jornalismo -  Aula 2
Etica e Jornalismo - Aula 2
Luiz Adolfo de Andrade
 
éTica a nicômaco resumo comentado puc pr
éTica a nicômaco resumo comentado puc préTica a nicômaco resumo comentado puc pr
éTica a nicômaco resumo comentado puc pr
Patricia Garcia Rodrigues
 
ética da felicidade em Aristoteles.pdf
ética da felicidade em Aristoteles.pdfética da felicidade em Aristoteles.pdf
ética da felicidade em Aristoteles.pdf
Leila Domingues
 
Ética:por que e para que ?
Ética:por que e para que ?Ética:por que e para que ?
Ética:por que e para que ?
alinesantana1422
 
Etica aula 3
Etica aula 3Etica aula 3
ética e moral
ética e moralética e moral
ética e moral
Ricardo Staiger
 
Ética a Nicômaco
Ética a NicômacoÉtica a Nicômaco
Ética a Nicômaco
Alexsandre Emanuel Serejo
 
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos ContemporâneosA moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
Stefanie Rodrigues
 
Ética e bioética - etica na antiga grécia - cap 1 aula 1
Ética e bioética - etica na antiga grécia - cap 1 aula 1Ética e bioética - etica na antiga grécia - cap 1 aula 1
Ética e bioética - etica na antiga grécia - cap 1 aula 1
Cleanto Santos Vieira
 
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptxAULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
lucas106085
 
Ética e Deontologia
Ética e DeontologiaÉtica e Deontologia
Ética e Deontologia
Alfredo Garcia
 
CONCEITOS DE ÉTICA
CONCEITOS DE ÉTICACONCEITOS DE ÉTICA
CONCEITOS DE ÉTICA
SUPORTE EDUCACIONAL
 
Ética e moral 2020
Ética e moral 2020Ética e moral 2020
Ética e Moral
Ética e MoralÉtica e Moral

Semelhante a 3 ética em aristóteles (20)

éTica aristóteles1
éTica   aristóteles1éTica   aristóteles1
éTica aristóteles1
 
Ética
ÉticaÉtica
Ética
 
Tcc que fala sobre a polis em aristóteles
Tcc que fala sobre a polis em aristótelesTcc que fala sobre a polis em aristóteles
Tcc que fala sobre a polis em aristóteles
 
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe AssunçãoAula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
 
Etica aristotélica
Etica aristotélicaEtica aristotélica
Etica aristotélica
 
O que é ética
O que é éticaO que é ética
O que é ética
 
Etica e Jornalismo - Aula 2
Etica e Jornalismo -  Aula 2Etica e Jornalismo -  Aula 2
Etica e Jornalismo - Aula 2
 
éTica a nicômaco resumo comentado puc pr
éTica a nicômaco resumo comentado puc préTica a nicômaco resumo comentado puc pr
éTica a nicômaco resumo comentado puc pr
 
ética da felicidade em Aristoteles.pdf
ética da felicidade em Aristoteles.pdfética da felicidade em Aristoteles.pdf
ética da felicidade em Aristoteles.pdf
 
Ética:por que e para que ?
Ética:por que e para que ?Ética:por que e para que ?
Ética:por que e para que ?
 
Etica aula 3
Etica aula 3Etica aula 3
Etica aula 3
 
ética e moral
ética e moralética e moral
ética e moral
 
Ética a Nicômaco
Ética a NicômacoÉtica a Nicômaco
Ética a Nicômaco
 
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos ContemporâneosA moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
 
Ética e bioética - etica na antiga grécia - cap 1 aula 1
Ética e bioética - etica na antiga grécia - cap 1 aula 1Ética e bioética - etica na antiga grécia - cap 1 aula 1
Ética e bioética - etica na antiga grécia - cap 1 aula 1
 
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptxAULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
 
Ética e Deontologia
Ética e DeontologiaÉtica e Deontologia
Ética e Deontologia
 
CONCEITOS DE ÉTICA
CONCEITOS DE ÉTICACONCEITOS DE ÉTICA
CONCEITOS DE ÉTICA
 
Ética e moral 2020
Ética e moral 2020Ética e moral 2020
Ética e moral 2020
 
Ética e Moral
Ética e MoralÉtica e Moral
Ética e Moral
 

Mais de Erica Frau

4 relacao entre moral e politica
4 relacao entre moral e politica4 relacao entre moral e politica
4 relacao entre moral e politica
Erica Frau
 
7 positivismo comte slide
7 positivismo comte slide7 positivismo comte slide
7 positivismo comte slide
Erica Frau
 
4 Hume
4 Hume 4 Hume
4 Hume
Erica Frau
 
2 teoria do conhecimento
2 teoria do conhecimento 2 teoria do conhecimento
2 teoria do conhecimento
Erica Frau
 
7 Galileu Galilei
7 Galileu Galilei7 Galileu Galilei
7 Galileu Galilei
Erica Frau
 
5 filosofia e ciencia
5 filosofia e ciencia 5 filosofia e ciencia
5 filosofia e ciencia
Erica Frau
 
3 Filosofia mito e religiao
3 Filosofia mito e religiao 3 Filosofia mito e religiao
3 Filosofia mito e religiao
Erica Frau
 
2 o que é filosofia
2 o que é filosofia2 o que é filosofia
2 o que é filosofia
Erica Frau
 
1 - Ética
1 - Ética1 - Ética
1 - Ética
Erica Frau
 
1 teoria do conhecimento
1 teoria do conhecimento1 teoria do conhecimento
1 teoria do conhecimento
Erica Frau
 
1 - O que é filosofia?
1 - O que é filosofia?1 - O que é filosofia?
1 - O que é filosofia?
Erica Frau
 
Drummond
DrummondDrummond
Drummond
Erica Frau
 
Plano de ensino 2
Plano de ensino 2Plano de ensino 2
Plano de ensino 2
Erica Frau
 
Plano de ensino
Plano de ensinoPlano de ensino
Plano de ensino
Erica Frau
 
Slides da Orientação técnica filosofia
Slides da Orientação técnica filosofiaSlides da Orientação técnica filosofia
Slides da Orientação técnica filosofia
Erica Frau
 
Situações de Aprendizagens
Situações de AprendizagensSituações de Aprendizagens
Situações de Aprendizagens
Erica Frau
 
Ok minha escola na câmara de vereadores – eu final
Ok minha escola na câmara de vereadores – eu finalOk minha escola na câmara de vereadores – eu final
Ok minha escola na câmara de vereadores – eu final
Erica Frau
 
Teatro p
Teatro pTeatro p
Teatro p
Erica Frau
 
Orientações e estrutura da sa marco aurelio
Orientações e estrutura da sa marco aurelioOrientações e estrutura da sa marco aurelio
Orientações e estrutura da sa marco aurelio
Erica Frau
 
Produção de minidocumentários 1
Produção de minidocumentários 1Produção de minidocumentários 1
Produção de minidocumentários 1
Erica Frau
 

Mais de Erica Frau (20)

4 relacao entre moral e politica
4 relacao entre moral e politica4 relacao entre moral e politica
4 relacao entre moral e politica
 
7 positivismo comte slide
7 positivismo comte slide7 positivismo comte slide
7 positivismo comte slide
 
4 Hume
4 Hume 4 Hume
4 Hume
 
2 teoria do conhecimento
2 teoria do conhecimento 2 teoria do conhecimento
2 teoria do conhecimento
 
7 Galileu Galilei
7 Galileu Galilei7 Galileu Galilei
7 Galileu Galilei
 
5 filosofia e ciencia
5 filosofia e ciencia 5 filosofia e ciencia
5 filosofia e ciencia
 
3 Filosofia mito e religiao
3 Filosofia mito e religiao 3 Filosofia mito e religiao
3 Filosofia mito e religiao
 
2 o que é filosofia
2 o que é filosofia2 o que é filosofia
2 o que é filosofia
 
1 - Ética
1 - Ética1 - Ética
1 - Ética
 
1 teoria do conhecimento
1 teoria do conhecimento1 teoria do conhecimento
1 teoria do conhecimento
 
1 - O que é filosofia?
1 - O que é filosofia?1 - O que é filosofia?
1 - O que é filosofia?
 
Drummond
DrummondDrummond
Drummond
 
Plano de ensino 2
Plano de ensino 2Plano de ensino 2
Plano de ensino 2
 
Plano de ensino
Plano de ensinoPlano de ensino
Plano de ensino
 
Slides da Orientação técnica filosofia
Slides da Orientação técnica filosofiaSlides da Orientação técnica filosofia
Slides da Orientação técnica filosofia
 
Situações de Aprendizagens
Situações de AprendizagensSituações de Aprendizagens
Situações de Aprendizagens
 
Ok minha escola na câmara de vereadores – eu final
Ok minha escola na câmara de vereadores – eu finalOk minha escola na câmara de vereadores – eu final
Ok minha escola na câmara de vereadores – eu final
 
Teatro p
Teatro pTeatro p
Teatro p
 
Orientações e estrutura da sa marco aurelio
Orientações e estrutura da sa marco aurelioOrientações e estrutura da sa marco aurelio
Orientações e estrutura da sa marco aurelio
 
Produção de minidocumentários 1
Produção de minidocumentários 1Produção de minidocumentários 1
Produção de minidocumentários 1
 

Último

Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
menesabi
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
Daniel273024
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
Geagra UFG
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LucliaMartins5
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Mary Alvarenga
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 

3 ética em aristóteles

  • 3. O tema principal da ética de Aristóteles é delimitar o que é o “bem” e o significado que ele tem para o homem. Somente quem conhece o bem é capaz de encontrar a felicidade, que na filosofia aristotélica não é um sentimento passageiro, e sim “obra de uma vida inteira”. A ÉTICA DE ARISTÓTELES
  • 5. • Essa afirmação contém duas teses fundamentais da ética aristotélica. • A primeira: todas as coisas tendem ao bem, o que significa, na doutrina do filósofo, que o bem é a finalidade de todas as coisas. • A segunda: chega-se ao bem por dois caminhos: a) pelas atividades práticas, isto é, aquelas que contêm seus próprios fins (ética e política); b) pelas atividades produtivas (artes ou técnicas).
  • 6. •Em relação à ética, o bem leva cada indivíduo a ser capaz de viver com os outros, na polis. Em outras palavras, a ética, no campo individual, prepara terreno para a política, no campo coletivo. Para Aristóteles, a finalidade da política é a busca do bem de todos os homens.
  • 7. E qual é o bem de todos os homens? A felicidade, responde Aristóteles. A felicidade, porém, não é um sentimento que aparece, instala-se e vai embora; ao contrário, é “obra de uma vida inteira”.
  • 8. AS VIRTUDES: O JUSTO MEIO A virtude (areté) é a expressão maior da excelência de uma pessoa, de sua integridade, de sua identidade. A paixão, por outro lado, torna-a confusa, dividida entre desejos contrários, conflitantes, opostos. Alguém sob o domínio da paixão pode inclinar-se ao vício, que é o excesso ou a falta da paixão. A virtude é encontrar, pelo uso da razão, o meio-termo entre esses extremos, que Aristóteles chamou de justo meio. Suponha-se alguém dominado pelo prazer (que, para Aristóteles, é uma paixão). Esse alguém pode ser libertino (um dos extremos do prazer prazer em excesso) ou insensível (o extremo oposto: falta de prazer), O justo meio, aqui, é a temperança, à qual se chega pelo uso da razão.
  • 9. A virtude, assim, está ligada à razão. E, como todo homem é dotado de razão, todo homem pode alcançar a virtude. Basta identificar a paixão que o domina, reconhecer seus extremos e procurar, racionalmente, seu justo meio.
  • 10. Aristóteles entende a virtude como fruto de um equilíbrio entre o excesso e a falta, obtido a partir de escolhas concretas, que resultam em atos reais. Vejamos alguns exemplos...
  • 11. 11
  • 12. 12
  • 13. 13
  • 14. A maior de todas as virtudes, diz Aristóteles, é a justiça. Sua força sobre as demais consiste em sua perfeição, porque quem é justo projeta-se mais para o outro do que para si mesmo. Em outras palavras, tudo que protege o conjunto dos indivíduos (a sociedade) é mais importante do que aquilo que protege somente um dos membros dessa sociedade. Por isso, dos males, a injustiça é o maior, pois destrói o tecido social. Fonte: http://www.coladaweb.com/filosofia/etica-aristoteles