SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Baixar para ler offline
1
Planejamento de Marketing Digital



SEO_Paulo on Facebook

@Paulo_Consul on Twitter
2
Planejamento de Marketing Digital




                                    Projeto




                   Sistema de compras a varejo on-line
3
Planejamento de Marketing Digital




                                                                                SUMÁRIO




SUMÁRIO

INTRODUÇÃO.................................................................................................................................................................4

DEFINIÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DO VAREJO.....................................................................................................................5

VAREJO VIRTUAL............................................................................................................................................................5

ESTATÍSTICAS: dados e projeções atuais sobre a Internet no Brasil..............................................................................6

As vantagens do Varejo Virtual......................................................................................................................................8

CONCLUSÃO .................................................................................................................................................................12

CONTATO......................................................................................................................................................................12

STUAÇÕES DE BUSCA POR AUTO PEÇAS EM FLORIANOPOLIS.................................................................................13/14




Ao desenvolver um e-Commerce, tenha em mente que trata-se de
algo em constante evolução e atualização. Se o mesmo continua
sempre o mesmo, sem nenhuma novidade, acaba sendo esquecido
pelos serviços de busca e o seu ranking só tende a cair até
desaparecer dos resultados das buscas.
4
Planejamento de Marketing Digital




INTRODUÇÃO




Atualmente o segmento varejista atravessa uma fase de mudanças e
adaptações com o surgimento de novos formatos de lojas, novas formas de
interação com os agentes externos e o desenvolvimento de modelos de gestão,
mais adequados às necessidades atuais. Os avanços tecnológicos têm um papel
fundamental neste processo, principalmente as áreas de telecomunicações e
informática, que muito colaboram para as mudanças observadas no momento.
A internet trouxe inovações, no qual as pessoas podem trocar informações
entre si, estando em qualquer local e o setor comercial teve processo de
modificação e atualização, com as vendas tradicionais, comercializando os
produtos através da internet. O comércio eletrônico é um setor que está em
crescente expansão. Observamos grandes lojas do varejo brasileiro investindo
nesse segmento, tornado-se multicanais. Com a internet se firmando cada vez
mais como um canal para atrair clientes, a loja Casa Grande Auto Shopping
deve estar atenta às oportunidades de novos negócios na web.
5
Planejamento de Marketing Digital

DEFINIÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DO VAREJO




Ao analisar o cenário atual, percebe-se a importância do varejo no ponto de vista
mercadológico e econômico, e como ele afeta a todos de forma direta e indireta. Muitas
empresas comercializam produtos e serviços ao consumidor e milhões de reais são
transacionados em tais atividades, criando empregos e movimentando a economia.
Casas e Garcia (2007, p.23) destacam a definição de varejo:

“[...] pode-se concluir que o varejo tem como condição básica de sua prática, a comercialização
de produtos ou serviços a consumidores finais, não importando a natureza da organização que
o exerce e tampouco o local em que está sendo praticado.”

Desta forma, o varejo tem um papel fundamental, que é intermediar a mercadoria entre o
consumidor final e fabricante ou atacadista (B2C e B2B). Assim, diferentemente da indústria
que mantém distanciamento do consumidor, o varejo possui vantagem de estar próximo a ele,
o que possibilita detectar de forma ágil tendências e mudanças no perfil do consumidor, e com
isso poderá promover mudanças rápidas às necessidades levantadas.



VAREJO VIRTUAL




A tecnologia da informação está derrubando os limites do tempo e do espaço. Por meio da
internet, os consumidores estão ampliando suas alternativas de escolha e o nível de controle
em suas decisões de compra. Os mesmos conquistaram a possibilidade de acessar os produtos
de lojas de qualquer parte do mundo, na hora que desejar e decidir pela compra, no momento
em que lhe convier.

Para Parente (2000, p.41) varejo eletrônico è:
[...] um formato de varejo que oferece, pela internet, produtos e serviços, possibilitando que
consumidores finais comprem e completem a transação por meio de um sistema eletrônico
interativo. A comercialização de produtos e serviços via internet faz parte da evolução
tecnológica do marketing direto, que por sua vez, é uma das modalidades do varejo sem loja.




ESTATÍSTICAS: dados e projeções atuais sobre a Internet no Brasil - Última atualização: 26/09/2011
6
Planejamento de Marketing Digital

Número de usuários

Segundo o F/Nazca, somos 81,3 milhões de internautas tupiniquins (a partir de 12 anos). Já
para o Ibope/Nielsen, somos 73,9 milhões (a partir de 16 anos). O principal local de acesso é a
lan house (31%), seguido da própria casa (27%) e da casa de parente de amigos, com 25%
(abril/2010). O Brasil é o 5º país com o maior número de conexões à Internet.

Internautas ativos

Segundo o instituto Ibope Nielsen Online, de outubro de 2009 a outubro de 2010, o número de
usuários ativos (que acessam a Internet regularmente) cresceu 13,2%, atingindo 41,7 milhões
de pessoas. Somado às pessoas que possuem acesso no trabalho, o número salta para 51,8
milhões. 38% das pessoas acessam à web diariamente; 10% de quatro a seis vezes por semana;
21% de duas a três vezes por semana; 18% uma vez por semana. Somando, 87% dos
internautas brasileiros entram na internet semanalmente.

Comércio eletrônico

O mercado de e-commerce na América Latina está em expansão. Segundo dados da pesquisa
E-consulting, a América Latina e Caribe juntos deverão alcançar faturamento de US$ 69,7
bilhões em 2011. O Brasil é líder em vendas pela internet na região, representando 45%.

O faturamento previsto para a venda de bens de consumo pela internet em 2011 no País é de
R$ 18,7 bilhões, crescimento estimado de 36% em relação a 2010, segundo projeção da
Fecomercio-SP. Para 2012, a previsão é de um volume de vendas 25% maior na comparação
com 2011. Os dados foram apresentados pelo presidente do Conselho de Tecnologia da
Informação para assuntos de E-commerce da Fecomercio-SP, Pedro Guasti. Conforme os dados
da Fecomercio-SP, o Brasil conta hoje com 80 milhões de usuários de internet e, desses, 27
milhões de consumidores virtuais. O valor médio do tíquete de compra no País é de R$ 350,
um dos maiores do mundo. O número de pessoas a comprar pela internet também aumenta
em velocidade, com estimativa de 32 milhões de usuários para em 2011, o dobro relação a
2009. Somente neste segundo semestre, 5 milhões de novos consumidores vão comprar pela
internet. "Ainda há um espaço muito grande para crescer, com grande potencial para os
próximos anos", afirmou Guasti.

Um dos itens que mais chama a atenção, é que 73% dos usuários entrevistados acessam sites
de comparação de preços. No Brasil, este número chega a 73%. Sites como o Mercado Livre
são visitados pelos usuários que tem como objetivo economizar. Este dado mostra que o
brasileiro está voltado para as compras online, pois tem como hábito acessar os sites e
comparar preços.

Este ambiente favorável também é impulsionado por outros fatores, como o avanço do
público feminino recém-ingresso na Web. Inegável que as consumidoras são mais impulsivas,
mas são, também, muito criteriosas na hora de fechar uma compra. Comparam preços,
produtos, correm atrás das melhores ofertas “batendo pernas” pelas prateleiras virtuais.

Entre 2005 e 2010, as mulheres com faixa etária superior a 50 anos passaram de 14% para 21%
do total das compradoras online e o gasto médio destas mesmas consumidoras aumentou de
R$ 240 para R$ 314 no mesmo período. O Tícket médio geral é de R$ 350,00.
7
Planejamento de Marketing Digital

As classes D e E, da mesma maneira, vêm contribuindo fortemente para as vendas on-line.
Apesar de comprarem com uma frequência menor, o gasto médio destes consumidores é
idêntico ao das mulheres (R$ 314), já que são incentivados a adquirir mais produtos por conta
dos prazos maiores para o pagamento.

Os grandes descontos oferecidos pelos sites de compras coletivas também já caíram nas graças
do brasileiro. Nada menos que 61% dos consumidores virtuais disseram já conhecer o conceito
e, dos que já compraram ao menos um cupom, 82% pretendem comprar novamente.




Publicidade on-line

A internet se tornou o terceiro veículo de maior alcance no Brasil, atrás apenas de rádio e TV.
87% dos internautas utilizam a rede para pesquisar produtos e serviços. Antes de comprar,
90% dos consumidores ouvem sugestões de pessoas conhecidas, enquanto 70% confiam em
opiniões expressas online.



Que o comércio eletrônico já é uma realidade mais do que consolidada não há dúvidas. Os
sites de compras coletivas, que já ultrapassaram a barreira dos 1,2 mil em operação ou em
fase start-up são apenas parte de um fenômeno de consumo que será pautado, entre outras
tendências, pela mobilidade, a geolocalização e o social Commerce, conectando consumidores
que terão cada vez mais informações e serão cada vez mais influenciados por seus amigos e
familiares.

A loja virtual acompanha o consumidor onde ele estiver, seja no celular, no tablet, no PC ou na
TV Digital. E quem não acompanhar estas novas formas de comércio, em breve, vai ter que
computar os prejuízos por ter ficado preso na era pré-digital.

Após esses dados, é visível que muitas empresas querem fazer parte deste mercado virtual,
que está crescendo dia a dia e perceberam que é um canal de expansão nos negócios para
atrair mais clientes. Enfim, para manterem-se competitivas as organizações que integram o
conjunto formado pelo comércio varejista, entre outras estratégias, estão procurando atender
às necessidades e anseios de um novo tipo de cliente, o consumidor virtual, ou seja, aquele
que realiza suas compras da sua residência, local de trabalho e outros ambientes através de
um computador, sem deslocamento físico até a loja e fidelizá-los como clientes virtuais.
8
Planejamento de Marketing Digital




As vantagens do varejo virtual




Comprar pela rede virtual pode representar uma enorme vantagem para o consumidor, pois
possibilita a grande oportunidade de encontrar os mais variados tipos de produtos e serviços,
comparar preços e condições de pagamento com apenas um clik, sem sair do local para
realizar a compra e receber seu produto.
Segundo SEBRAE, as principais vantagens do varejo virtual para as empresas são:
• A loja funciona 24 horas por dia. Não importa os horários, dias de feriado ou fim de semana,
o consumidor não deixa de fazer negócios e as empresas oferecem comodidade para seus
clientes, e estes podem fazer seus pedidos na hora que quiser on-line.
• Capacidade de oferecer um rico conjunto de informações envolvendo a localização e
identificação do produto, comentários de outros consumidores, informações sobre preço e
frete, e tempo de entrega.
• Baixo custo operacional, não precisando arcar com gastos extras comuns em uma loja física
tais como aluguel, contratação de pessoal e outros. Poderá manter sua estrutura atual e conta
com mais um forte canal de vendas.
• Redução do ciclo de tempo para a entrega de produtos e serviços.
• Criação de relacionamentos mais próximos com os consumidores, através das redes sociais.
• Redução dos custos de comunicação e transação, podendo eliminar intermediários do canal
de distribuição.
• Divulgação da marca: A internet amplia o tempo de exposição da sua marca e mostra que a
sua empresa está preparada para atender seus clientes na era da informação.
• Tempo: o prazo de entrega das compras pode variar de 4 até 24 horas, dependendo da
forma de pagamento e da localidade.
• Garantia: com o apoio das lojas físicas é mais fácil trocar um produto que é comprado.
• Estoque preservado: com este sistema elimina-se as eventuais perdas de estoque,
ocasionadas em lojas físicas, seja ocasionado pelo cliente (roubos) bem como perdas
cometidas por descuidos de funcionários na frente de caixa.
•O varejo virtual não necessita de espaço físico e funcionários como uma loja física,
diminuindo seus custos. Nessa modalidade, ficam abertas 24 horas por dia e oferecem serviços
personalizados de acordo com o perfil do consumidor. Além disso, pode ser um complemento
da loja tradicional ou somente um estabelecimento puramente virtual.

O cliente, através do site da empresa, pode navegar pelas categorias de produtos, visualizar as
descrições e fotos e adicioná-los a um carrinho de compras, à semelhança do que ocorre com a
Jocar e tantas outras. Além disso, o cliente pode escolher a forma e a condição de pagamento
e ter a garantia de entrega no local informado, por meio de um sistema de acompanhamento
do pedido e entrega de produtos. O sistema de entregas deve ser eficiente e seguro,
garantindo ao cliente pontualidade e integridade dos produtos.
9
Planejamento de Marketing Digital

Nas compras on-line, os consumidores não conseguem tocar, sentir ou provar os produtos
disponíveis para compra. Entretanto, se souberem o que estão procurando, a internet poderá
representar economia de tempo e dinheiro.
As compras virtuais têm apresentado perspectivas animadoras, mostrando um perfil maduro e
profissional, visto que a prática de realizar transações comerciais pela internet tem sido cada
vez mais utilizada.

Desta forma, a Casa Grande Auto Shopping vai deixar de ser simplesmente uma empresa
tradicional com lojas físicas, ampliando seu canal de distribuição para o varejo sem loja.
Atualmente, o comércio eletrônico com a utilização da internet está progredindo rápido, no
qual o consumidor pode fazer compras nas lojas virtuais, com acesso a grande quantidade de
produtos e serviços a qualquer hora e qualquer local, trazendo conveniência para o cliente. Já
para a empresa, a conciliação dessas duas vias, pode proporcionar atrair mais clientes e
expandir seus negócios no mercado.

Portanto, a Casa Grande Auto Shopping deve se adaptar a estas novas tecnologias para que
consiga conquistar novos clientes e manter os já existentes, uma vez que o sucesso, a longo
prazo, só poderá ser alcançado mediante satisfação dos mesmos. O sistema de compras on-
line representa novas oportunidades e novos desafios tanto para os comerciantes tradicionais
quanto para empreendedores da nova economia.




O Sistema de atendimento on-line da Casa Grande Auto Shopping pode abranger diferentes
segmentos:



• Site de compras: um espaço vital e interativo onde o cliente faz e recebe suas compras
na comodidade de sua casa. O site é o cartão de visitas da empresa. Sua elaboração deve ser
planejada de forma que seja atrativo e de fácil navegação (usabilidade e comprabilidade). O
layout é a parte mais importante do site. Tudo deve estar devidamente em seu lugar, separado
por assunto, menus de navegação inseridos onde possam ser visto e acessados pelo cliente
sem a necessidade de sair procurando de um lado para o outro, levando em conta também o
público alvo a ser atingido. Assim o site será um instrumento de pesquisa e também uma
ferramenta de marketing e vendas muito poderosa. Esta ferramenta possibilita comunicação
junto ao cliente sobre os seus produtos e serviços, apresentando seus diferenciais.
10
Planejamento de Marketing Digital

• Mala-direta:         A utilização de mala direta é um recurso bastante eficaz, usado
principalmente para a divulgação de produtos, serviços ou para fins informativos. O grande
diferencial da mala direta está no fato de que através de um único modelo de carta, o
remetente consegue dirigir-se diretamente a cada pessoa, independentemente do número de
destinatários ao qual a mesma será remetida. Através da mala-direta são oferecidos os
serviços e produtos através de catálogos, folhetos ou outros. E-mail com promoções,
felicitações e convites, tornando o cliente único e especial.


• Redes Sociais:      A internet oferece a facilidade de agrupar pessoas com interesses em
comum, transferindo-lhes um grande poder de negociação e, conseqüentemente, afetando
esforços de administração de empresas. A popularização da internet permitiu reunir pessoas
com interesses comuns, independentemente da sua localização geográfica, e agrupá-las em
comunidades virtuais, transferindo a seus membros um grande poder de negociação. A partir
desse estágio, as pessoas passaram a desempenhar um papel inimaginável algum tempo atrás,
definindo não apenas o que desejam comprar, mas também onde comprar, como comprar,
quando receber e, ainda, quanto estão dispostas a pagar. O contato direto ao consumidor,
oferecendo os produtos, divulgação de promoções e interação direta com o cliente.


• Lounge Casa Grande: Uma maneira inteligente de o cliente se familiarizar com a loja
virtual é oferecer em cada loja um espaço aconchegante, instrutivo onde os clientes poderão
ver como o sistema é simples e conhecer todas as vantagens de compras online. Os Lounges
são máquinas instaladas em locais de fácil acesso dentro de cada loja ou em pequenos pontos
por toda a cidade.

• Compras Coletivas: Sistema de promoções, por venda na Internet, um produto com
determinada quantidade, promoção ativa por algumas horas e as mercadorias retiradas na loja
ou entregues em casa. Neste sistema a Casa Grande Auto Shopping tem a possibilidade de
alcançar consumidores que não atingiria em condições normais e trazê-lo para conhecer o seu
produto em promoção e, eventualmente adquirir outros produtos. Além disso, a exposição da
marca nos anúncios é interessante, bem como a possibilidade de se fidelizar os novos clientes
e maximizar o resultado da campanha. Um produto anunciado e vendido coletivamente pode
gerar em uma semana milhares de acessos ao site, o que facilmente contribui para a colocação
privilegiada nos mecanismos de busca.
11
Planejamento de Marketing Digital




Interligando políticas da empresa


Treinamento de pessoal           - Sendo um alvo de grande potencial a ser conquistado, o
varejo virtual tornou-se um segmento de inúmeras possibilidades de se realizar compras e
vendas a distância, por meio do computador.
Do mesmo modo que a loja física deve treinar toda a equipe de vendas, a loja virtual deve
estar preparada para fornecer o mais alto nível de satisfação dos visitantes, e a partir disto,
tornou-se uma preocupação crescente em valorizar o cliente como indivíduo através do
desenvolvimento de produtos e serviços. Afinal, os clientes virtuais tendem a serem exigentes,
já que alguns cliques podem mudar de loja.

Entrega de compras:            Os Correios já possuem um sistema eficiente e com larga
experiência, o qual será aplicado nas compras on-line. Hoje os clientes são muito diferentes do
que eram há 10 anos. Esta é a era da tecnologia e da Internet, onde tudo é rápido e o tempo
está cada vez mais curto. Atualmente, os consumidores são conquistados com valor agregado,
cada vez mais criativos e serviços exclusivos.
Entrega em casa é um daqueles serviços de valor para os nossos clientes modernos. Os clientes
ficaram felizes em receber serviços na porta da sua casa. Os benefícios são muitos e,
naturalmente, a ampliação do serviço deve ser planejada com cuidado para que a abordagem
venha a produzir os resultados desejados e não se tornar apenas um custo para a empresa. O
serviço de entrega é uma ferramenta de vendas. O serviço tem por objetivo poupar tempo aos
clientes. A chave para o sucesso das entregas ao domicílio é a velocidade. Um cliente que paga
o valor deste serviço, especialmente se estiver pagando por um serviço que economize tempo,
distância e gasolina.
12
Planejamento de Marketing Digital




CONCLUSÃO




Este plano de marketing detalhará os passos corretos para a Casa Grande Auto Shopping
ampliar seu mercado, atrair público e conquistar espaço diferenciado e novos clientes..

O mundo digital (online) não está perfeitamente integrado ao mundo de negócios da empresa,
deixando que a marca perca valor, perdendo também oportunidades de negócio por não ser
encontrada quando seus produtos são procurados.

A proposta contempla um estudo da situação atual da Casa Grande Auto Shopping em várias
áreas digitais como: site, redes sociais, branding, públicos alvos e sugere mudanças onde a
melhora pode significar um grande implemento nos negócio da empresa. A análise de
palavras-chave mostra os possíveis aumentos de tráfegos no site e com ele a expectativa de
novos negócios gerados a partir das plataformas digitais, oferecendo novas soluções de
conteúdo dinâmico, convergência de mídias e geolocalização.


Se a Casa Grande Auto pretende ser líder em vendas num futuro próximo, deve se apropriar
no presente de novas tecnologias e formas de comércio. Daqui a 10 anos esse tipo de serviço
será algo vital na vida das pessoas, levando em conta que as tecnologias serão cada vez mais
presentes no seu cotidiano.



Abaixo, uma pequena amostra sa situação atual, numa simples busca por auto peças em
Florianópolis.



Contato:

Paulo Roberto Consul

48 9911 4497

Entrevistas nos sábados ou à noite, após 18:30h.

Acesse o Twitter: @Paulo_Consul - https://twitter.com/#!/Paulo_Consul

Facebook: SEO_Paulo - http://www.facebook.com/SeoQuakeTeam?sk=wall#!/pages/SEO-
Paulo/240472959306131?sk=app_106171216118819
13
Planejamento de Marketing Digital
14
Planejamento de Marketing Digital

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Rakuten EC Service - 2009 Ikeda - White Paper - O E-commerce e o Poder das Re...
Rakuten EC Service - 2009 Ikeda - White Paper - O E-commerce e o Poder das Re...Rakuten EC Service - 2009 Ikeda - White Paper - O E-commerce e o Poder das Re...
Rakuten EC Service - 2009 Ikeda - White Paper - O E-commerce e o Poder das Re...Rakuten Brasil
 
E-commerce no Brasil em 2014 e tendências para 2015
E-commerce no Brasil em 2014 e tendências para 2015E-commerce no Brasil em 2014 e tendências para 2015
E-commerce no Brasil em 2014 e tendências para 2015Guilherme Cepeda
 
Fórum Indústria Digital 2021 | Consumo no e-commerce e perspectivas da Black ...
Fórum Indústria Digital 2021 | Consumo no e-commerce e perspectivas da Black ...Fórum Indústria Digital 2021 | Consumo no e-commerce e perspectivas da Black ...
Fórum Indústria Digital 2021 | Consumo no e-commerce e perspectivas da Black ...E-Commerce Brasil
 
Grocery&Drinks 2021 | Quem é o consumidor na fila do caixa?
Grocery&Drinks 2021 |  Quem é o consumidor na fila do caixa?Grocery&Drinks 2021 |  Quem é o consumidor na fila do caixa?
Grocery&Drinks 2021 | Quem é o consumidor na fila do caixa?E-Commerce Brasil
 
Social Commerce: Estratégias para utilização de influenciadores em vendas online
Social Commerce: Estratégias para utilização de influenciadores em vendas onlineSocial Commerce: Estratégias para utilização de influenciadores em vendas online
Social Commerce: Estratégias para utilização de influenciadores em vendas onlineE-Commerce Brasil
 
As compras estão cada vez mais high tech revista exame
As compras estão cada vez mais high tech   revista exameAs compras estão cada vez mais high tech   revista exame
As compras estão cada vez mais high tech revista examekatiagomide
 
A evolução dos meios de pagamentos digitais
A evolução dos meios de pagamentos digitaisA evolução dos meios de pagamentos digitais
A evolução dos meios de pagamentos digitaisFelipe Correia
 
Master Dissertation
Master DissertationMaster Dissertation
Master DissertationNuno Matias
 
E-Commerce 2010 - Apostila FGV
E-Commerce 2010 - Apostila FGVE-Commerce 2010 - Apostila FGV
E-Commerce 2010 - Apostila FGVAndre Kischinevsky
 
[Marketplace Conference 2021] Venda mais com métodos de pagamento alternativo...
[Marketplace Conference 2021] Venda mais com métodos de pagamento alternativo...[Marketplace Conference 2021] Venda mais com métodos de pagamento alternativo...
[Marketplace Conference 2021] Venda mais com métodos de pagamento alternativo...E-Commerce Brasil
 
Introdução ao Marketing Digital
Introdução ao Marketing DigitalIntrodução ao Marketing Digital
Introdução ao Marketing DigitalFelipe Pereira
 
[Grocery&Drinks] Como aproveitar a relevância das redes sociais na para alava...
[Grocery&Drinks] Como aproveitar a relevância das redes sociais na para alava...[Grocery&Drinks] Como aproveitar a relevância das redes sociais na para alava...
[Grocery&Drinks] Como aproveitar a relevância das redes sociais na para alava...Suelen Mattos
 
Tema 13 Apresentacao Modelos De Negocios Digitais
Tema 13   Apresentacao   Modelos De Negocios DigitaisTema 13   Apresentacao   Modelos De Negocios Digitais
Tema 13 Apresentacao Modelos De Negocios Digitaisguest82ee3e
 
Grocery&Drinks 2021 | Potencialização da experiência e da recompra no varejo...
Grocery&Drinks 2021 |  Potencialização da experiência e da recompra no varejo...Grocery&Drinks 2021 |  Potencialização da experiência e da recompra no varejo...
Grocery&Drinks 2021 | Potencialização da experiência e da recompra no varejo...E-Commerce Brasil
 

Mais procurados (20)

Rakuten EC Service - 2009 Ikeda - White Paper - O E-commerce e o Poder das Re...
Rakuten EC Service - 2009 Ikeda - White Paper - O E-commerce e o Poder das Re...Rakuten EC Service - 2009 Ikeda - White Paper - O E-commerce e o Poder das Re...
Rakuten EC Service - 2009 Ikeda - White Paper - O E-commerce e o Poder das Re...
 
Mobile commerce
Mobile commerceMobile commerce
Mobile commerce
 
E-commerce no Brasil em 2014 e tendências para 2015
E-commerce no Brasil em 2014 e tendências para 2015E-commerce no Brasil em 2014 e tendências para 2015
E-commerce no Brasil em 2014 e tendências para 2015
 
Fórum Indústria Digital 2021 | Consumo no e-commerce e perspectivas da Black ...
Fórum Indústria Digital 2021 | Consumo no e-commerce e perspectivas da Black ...Fórum Indústria Digital 2021 | Consumo no e-commerce e perspectivas da Black ...
Fórum Indústria Digital 2021 | Consumo no e-commerce e perspectivas da Black ...
 
Grocery&Drinks 2021 | Quem é o consumidor na fila do caixa?
Grocery&Drinks 2021 |  Quem é o consumidor na fila do caixa?Grocery&Drinks 2021 |  Quem é o consumidor na fila do caixa?
Grocery&Drinks 2021 | Quem é o consumidor na fila do caixa?
 
Social Commerce: Estratégias para utilização de influenciadores em vendas online
Social Commerce: Estratégias para utilização de influenciadores em vendas onlineSocial Commerce: Estratégias para utilização de influenciadores em vendas online
Social Commerce: Estratégias para utilização de influenciadores em vendas online
 
As compras estão cada vez mais high tech revista exame
As compras estão cada vez mais high tech   revista exameAs compras estão cada vez mais high tech   revista exame
As compras estão cada vez mais high tech revista exame
 
1a Aula Universo Solucoes Eletronicas
1a Aula Universo Solucoes Eletronicas1a Aula Universo Solucoes Eletronicas
1a Aula Universo Solucoes Eletronicas
 
A evolução dos meios de pagamentos digitais
A evolução dos meios de pagamentos digitaisA evolução dos meios de pagamentos digitais
A evolução dos meios de pagamentos digitais
 
Master Dissertation
Master DissertationMaster Dissertation
Master Dissertation
 
10min-total-retail-15
10min-total-retail-1510min-total-retail-15
10min-total-retail-15
 
E-Commerce 2010 - Apostila FGV
E-Commerce 2010 - Apostila FGVE-Commerce 2010 - Apostila FGV
E-Commerce 2010 - Apostila FGV
 
Apresentação e-commerce
Apresentação   e-commerceApresentação   e-commerce
Apresentação e-commerce
 
[Marketplace Conference 2021] Venda mais com métodos de pagamento alternativo...
[Marketplace Conference 2021] Venda mais com métodos de pagamento alternativo...[Marketplace Conference 2021] Venda mais com métodos de pagamento alternativo...
[Marketplace Conference 2021] Venda mais com métodos de pagamento alternativo...
 
Introdução ao Marketing Digital
Introdução ao Marketing DigitalIntrodução ao Marketing Digital
Introdução ao Marketing Digital
 
ECommerce
ECommerceECommerce
ECommerce
 
[Grocery&Drinks] Como aproveitar a relevância das redes sociais na para alava...
[Grocery&Drinks] Como aproveitar a relevância das redes sociais na para alava...[Grocery&Drinks] Como aproveitar a relevância das redes sociais na para alava...
[Grocery&Drinks] Como aproveitar a relevância das redes sociais na para alava...
 
Tema 13 Apresentacao Modelos De Negocios Digitais
Tema 13   Apresentacao   Modelos De Negocios DigitaisTema 13   Apresentacao   Modelos De Negocios Digitais
Tema 13 Apresentacao Modelos De Negocios Digitais
 
Grocery&Drinks 2021 | Potencialização da experiência e da recompra no varejo...
Grocery&Drinks 2021 |  Potencialização da experiência e da recompra no varejo...Grocery&Drinks 2021 |  Potencialização da experiência e da recompra no varejo...
Grocery&Drinks 2021 | Potencialização da experiência e da recompra no varejo...
 
Vendas online 2020
Vendas online 2020Vendas online 2020
Vendas online 2020
 

Semelhante a Projeto casa grande auto_shopping

Marketing Digital - Aula 3
Marketing Digital - Aula 3Marketing Digital - Aula 3
Marketing Digital - Aula 3GPA
 
Artigo consumo consciente
Artigo consumo conscienteArtigo consumo consciente
Artigo consumo conscienteCarla Viola
 
E commerce espm 2011
E commerce  espm 2011E commerce  espm 2011
E commerce espm 2011Sandra Turchi
 
The high velocity consumer digital - WGSN - O consumidor ultradinâmico
The high velocity consumer digital - WGSN - O consumidor ultradinâmicoThe high velocity consumer digital - WGSN - O consumidor ultradinâmico
The high velocity consumer digital - WGSN - O consumidor ultradinâmicoPaulo Ratinecas
 
Marketing Digital - alguns conceitos básicos
Marketing Digital - alguns conceitos básicosMarketing Digital - alguns conceitos básicos
Marketing Digital - alguns conceitos básicosKampeki Marketing Digital
 
Planejamento estratégico digital
Planejamento estratégico digitalPlanejamento estratégico digital
Planejamento estratégico digitalvictorazambuja
 
Proposta Ecommerce | Grupo JMalucelli
Proposta Ecommerce | Grupo JMalucelliProposta Ecommerce | Grupo JMalucelli
Proposta Ecommerce | Grupo JMalucelliJonas Jaeger
 
Projeto site cosmopolit@n
Projeto site cosmopolit@nProjeto site cosmopolit@n
Projeto site cosmopolit@nCarla Viola
 
Manual Google AdWords - Resumido
Manual Google AdWords - ResumidoManual Google AdWords - Resumido
Manual Google AdWords - ResumidoThiago Lima
 
I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.
I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.
I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.B-YOUNG SOCIAL MEDIA CO.
 
Guia de Marketing Digital para o comércio varejista
Guia de Marketing Digital para o comércio varejistaGuia de Marketing Digital para o comércio varejista
Guia de Marketing Digital para o comércio varejistaIladec
 
Aula 2 mix de mkt digital
Aula 2 mix de mkt digitalAula 2 mix de mkt digital
Aula 2 mix de mkt digitalRafael Lacerda
 
16a edição | Panorama GS1 Brasil | Agosto 2015
16a edição | Panorama GS1 Brasil | Agosto 201516a edição | Panorama GS1 Brasil | Agosto 2015
16a edição | Panorama GS1 Brasil | Agosto 2015GS1 Brasil
 

Semelhante a Projeto casa grande auto_shopping (20)

Marketing Digital - Aula 3
Marketing Digital - Aula 3Marketing Digital - Aula 3
Marketing Digital - Aula 3
 
Marketing Digital
Marketing DigitalMarketing Digital
Marketing Digital
 
2579 3365-1-pb
2579 3365-1-pb2579 3365-1-pb
2579 3365-1-pb
 
Uma visão geral do e commerce
Uma visão geral do e commerceUma visão geral do e commerce
Uma visão geral do e commerce
 
Como o digital está mudando o varejo?
Como o digital está mudando o varejo?Como o digital está mudando o varejo?
Como o digital está mudando o varejo?
 
Artigo consumo consciente
Artigo consumo conscienteArtigo consumo consciente
Artigo consumo consciente
 
E commerce espm 2011
E commerce  espm 2011E commerce  espm 2011
E commerce espm 2011
 
The high velocity consumer digital - WGSN - O consumidor ultradinâmico
The high velocity consumer digital - WGSN - O consumidor ultradinâmicoThe high velocity consumer digital - WGSN - O consumidor ultradinâmico
The high velocity consumer digital - WGSN - O consumidor ultradinâmico
 
Introdução ao Marketing Digital
Introdução ao Marketing DigitalIntrodução ao Marketing Digital
Introdução ao Marketing Digital
 
Marketing Digital - alguns conceitos básicos
Marketing Digital - alguns conceitos básicosMarketing Digital - alguns conceitos básicos
Marketing Digital - alguns conceitos básicos
 
Planejamento estratégico digital
Planejamento estratégico digitalPlanejamento estratégico digital
Planejamento estratégico digital
 
Proposta Ecommerce | Grupo JMalucelli
Proposta Ecommerce | Grupo JMalucelliProposta Ecommerce | Grupo JMalucelli
Proposta Ecommerce | Grupo JMalucelli
 
Projeto site cosmopolit@n
Projeto site cosmopolit@nProjeto site cosmopolit@n
Projeto site cosmopolit@n
 
Manual Google AdWords - Resumido
Manual Google AdWords - ResumidoManual Google AdWords - Resumido
Manual Google AdWords - Resumido
 
MJV Trends - Tendências em Varejo 2020
MJV Trends - Tendências em Varejo 2020MJV Trends - Tendências em Varejo 2020
MJV Trends - Tendências em Varejo 2020
 
E book sr. site marketing digital guia de referência básico
E book sr. site marketing digital   guia de referência básicoE book sr. site marketing digital   guia de referência básico
E book sr. site marketing digital guia de referência básico
 
I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.
I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.
I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.
 
Guia de Marketing Digital para o comércio varejista
Guia de Marketing Digital para o comércio varejistaGuia de Marketing Digital para o comércio varejista
Guia de Marketing Digital para o comércio varejista
 
Aula 2 mix de mkt digital
Aula 2 mix de mkt digitalAula 2 mix de mkt digital
Aula 2 mix de mkt digital
 
16a edição | Panorama GS1 Brasil | Agosto 2015
16a edição | Panorama GS1 Brasil | Agosto 201516a edição | Panorama GS1 Brasil | Agosto 2015
16a edição | Panorama GS1 Brasil | Agosto 2015
 

Projeto casa grande auto_shopping

  • 1. 1 Planejamento de Marketing Digital SEO_Paulo on Facebook @Paulo_Consul on Twitter
  • 2. 2 Planejamento de Marketing Digital Projeto Sistema de compras a varejo on-line
  • 3. 3 Planejamento de Marketing Digital SUMÁRIO SUMÁRIO INTRODUÇÃO.................................................................................................................................................................4 DEFINIÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DO VAREJO.....................................................................................................................5 VAREJO VIRTUAL............................................................................................................................................................5 ESTATÍSTICAS: dados e projeções atuais sobre a Internet no Brasil..............................................................................6 As vantagens do Varejo Virtual......................................................................................................................................8 CONCLUSÃO .................................................................................................................................................................12 CONTATO......................................................................................................................................................................12 STUAÇÕES DE BUSCA POR AUTO PEÇAS EM FLORIANOPOLIS.................................................................................13/14 Ao desenvolver um e-Commerce, tenha em mente que trata-se de algo em constante evolução e atualização. Se o mesmo continua sempre o mesmo, sem nenhuma novidade, acaba sendo esquecido pelos serviços de busca e o seu ranking só tende a cair até desaparecer dos resultados das buscas.
  • 4. 4 Planejamento de Marketing Digital INTRODUÇÃO Atualmente o segmento varejista atravessa uma fase de mudanças e adaptações com o surgimento de novos formatos de lojas, novas formas de interação com os agentes externos e o desenvolvimento de modelos de gestão, mais adequados às necessidades atuais. Os avanços tecnológicos têm um papel fundamental neste processo, principalmente as áreas de telecomunicações e informática, que muito colaboram para as mudanças observadas no momento. A internet trouxe inovações, no qual as pessoas podem trocar informações entre si, estando em qualquer local e o setor comercial teve processo de modificação e atualização, com as vendas tradicionais, comercializando os produtos através da internet. O comércio eletrônico é um setor que está em crescente expansão. Observamos grandes lojas do varejo brasileiro investindo nesse segmento, tornado-se multicanais. Com a internet se firmando cada vez mais como um canal para atrair clientes, a loja Casa Grande Auto Shopping deve estar atenta às oportunidades de novos negócios na web.
  • 5. 5 Planejamento de Marketing Digital DEFINIÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DO VAREJO Ao analisar o cenário atual, percebe-se a importância do varejo no ponto de vista mercadológico e econômico, e como ele afeta a todos de forma direta e indireta. Muitas empresas comercializam produtos e serviços ao consumidor e milhões de reais são transacionados em tais atividades, criando empregos e movimentando a economia. Casas e Garcia (2007, p.23) destacam a definição de varejo: “[...] pode-se concluir que o varejo tem como condição básica de sua prática, a comercialização de produtos ou serviços a consumidores finais, não importando a natureza da organização que o exerce e tampouco o local em que está sendo praticado.” Desta forma, o varejo tem um papel fundamental, que é intermediar a mercadoria entre o consumidor final e fabricante ou atacadista (B2C e B2B). Assim, diferentemente da indústria que mantém distanciamento do consumidor, o varejo possui vantagem de estar próximo a ele, o que possibilita detectar de forma ágil tendências e mudanças no perfil do consumidor, e com isso poderá promover mudanças rápidas às necessidades levantadas. VAREJO VIRTUAL A tecnologia da informação está derrubando os limites do tempo e do espaço. Por meio da internet, os consumidores estão ampliando suas alternativas de escolha e o nível de controle em suas decisões de compra. Os mesmos conquistaram a possibilidade de acessar os produtos de lojas de qualquer parte do mundo, na hora que desejar e decidir pela compra, no momento em que lhe convier. Para Parente (2000, p.41) varejo eletrônico è: [...] um formato de varejo que oferece, pela internet, produtos e serviços, possibilitando que consumidores finais comprem e completem a transação por meio de um sistema eletrônico interativo. A comercialização de produtos e serviços via internet faz parte da evolução tecnológica do marketing direto, que por sua vez, é uma das modalidades do varejo sem loja. ESTATÍSTICAS: dados e projeções atuais sobre a Internet no Brasil - Última atualização: 26/09/2011
  • 6. 6 Planejamento de Marketing Digital Número de usuários Segundo o F/Nazca, somos 81,3 milhões de internautas tupiniquins (a partir de 12 anos). Já para o Ibope/Nielsen, somos 73,9 milhões (a partir de 16 anos). O principal local de acesso é a lan house (31%), seguido da própria casa (27%) e da casa de parente de amigos, com 25% (abril/2010). O Brasil é o 5º país com o maior número de conexões à Internet. Internautas ativos Segundo o instituto Ibope Nielsen Online, de outubro de 2009 a outubro de 2010, o número de usuários ativos (que acessam a Internet regularmente) cresceu 13,2%, atingindo 41,7 milhões de pessoas. Somado às pessoas que possuem acesso no trabalho, o número salta para 51,8 milhões. 38% das pessoas acessam à web diariamente; 10% de quatro a seis vezes por semana; 21% de duas a três vezes por semana; 18% uma vez por semana. Somando, 87% dos internautas brasileiros entram na internet semanalmente. Comércio eletrônico O mercado de e-commerce na América Latina está em expansão. Segundo dados da pesquisa E-consulting, a América Latina e Caribe juntos deverão alcançar faturamento de US$ 69,7 bilhões em 2011. O Brasil é líder em vendas pela internet na região, representando 45%. O faturamento previsto para a venda de bens de consumo pela internet em 2011 no País é de R$ 18,7 bilhões, crescimento estimado de 36% em relação a 2010, segundo projeção da Fecomercio-SP. Para 2012, a previsão é de um volume de vendas 25% maior na comparação com 2011. Os dados foram apresentados pelo presidente do Conselho de Tecnologia da Informação para assuntos de E-commerce da Fecomercio-SP, Pedro Guasti. Conforme os dados da Fecomercio-SP, o Brasil conta hoje com 80 milhões de usuários de internet e, desses, 27 milhões de consumidores virtuais. O valor médio do tíquete de compra no País é de R$ 350, um dos maiores do mundo. O número de pessoas a comprar pela internet também aumenta em velocidade, com estimativa de 32 milhões de usuários para em 2011, o dobro relação a 2009. Somente neste segundo semestre, 5 milhões de novos consumidores vão comprar pela internet. "Ainda há um espaço muito grande para crescer, com grande potencial para os próximos anos", afirmou Guasti. Um dos itens que mais chama a atenção, é que 73% dos usuários entrevistados acessam sites de comparação de preços. No Brasil, este número chega a 73%. Sites como o Mercado Livre são visitados pelos usuários que tem como objetivo economizar. Este dado mostra que o brasileiro está voltado para as compras online, pois tem como hábito acessar os sites e comparar preços. Este ambiente favorável também é impulsionado por outros fatores, como o avanço do público feminino recém-ingresso na Web. Inegável que as consumidoras são mais impulsivas, mas são, também, muito criteriosas na hora de fechar uma compra. Comparam preços, produtos, correm atrás das melhores ofertas “batendo pernas” pelas prateleiras virtuais. Entre 2005 e 2010, as mulheres com faixa etária superior a 50 anos passaram de 14% para 21% do total das compradoras online e o gasto médio destas mesmas consumidoras aumentou de R$ 240 para R$ 314 no mesmo período. O Tícket médio geral é de R$ 350,00.
  • 7. 7 Planejamento de Marketing Digital As classes D e E, da mesma maneira, vêm contribuindo fortemente para as vendas on-line. Apesar de comprarem com uma frequência menor, o gasto médio destes consumidores é idêntico ao das mulheres (R$ 314), já que são incentivados a adquirir mais produtos por conta dos prazos maiores para o pagamento. Os grandes descontos oferecidos pelos sites de compras coletivas também já caíram nas graças do brasileiro. Nada menos que 61% dos consumidores virtuais disseram já conhecer o conceito e, dos que já compraram ao menos um cupom, 82% pretendem comprar novamente. Publicidade on-line A internet se tornou o terceiro veículo de maior alcance no Brasil, atrás apenas de rádio e TV. 87% dos internautas utilizam a rede para pesquisar produtos e serviços. Antes de comprar, 90% dos consumidores ouvem sugestões de pessoas conhecidas, enquanto 70% confiam em opiniões expressas online. Que o comércio eletrônico já é uma realidade mais do que consolidada não há dúvidas. Os sites de compras coletivas, que já ultrapassaram a barreira dos 1,2 mil em operação ou em fase start-up são apenas parte de um fenômeno de consumo que será pautado, entre outras tendências, pela mobilidade, a geolocalização e o social Commerce, conectando consumidores que terão cada vez mais informações e serão cada vez mais influenciados por seus amigos e familiares. A loja virtual acompanha o consumidor onde ele estiver, seja no celular, no tablet, no PC ou na TV Digital. E quem não acompanhar estas novas formas de comércio, em breve, vai ter que computar os prejuízos por ter ficado preso na era pré-digital. Após esses dados, é visível que muitas empresas querem fazer parte deste mercado virtual, que está crescendo dia a dia e perceberam que é um canal de expansão nos negócios para atrair mais clientes. Enfim, para manterem-se competitivas as organizações que integram o conjunto formado pelo comércio varejista, entre outras estratégias, estão procurando atender às necessidades e anseios de um novo tipo de cliente, o consumidor virtual, ou seja, aquele que realiza suas compras da sua residência, local de trabalho e outros ambientes através de um computador, sem deslocamento físico até a loja e fidelizá-los como clientes virtuais.
  • 8. 8 Planejamento de Marketing Digital As vantagens do varejo virtual Comprar pela rede virtual pode representar uma enorme vantagem para o consumidor, pois possibilita a grande oportunidade de encontrar os mais variados tipos de produtos e serviços, comparar preços e condições de pagamento com apenas um clik, sem sair do local para realizar a compra e receber seu produto. Segundo SEBRAE, as principais vantagens do varejo virtual para as empresas são: • A loja funciona 24 horas por dia. Não importa os horários, dias de feriado ou fim de semana, o consumidor não deixa de fazer negócios e as empresas oferecem comodidade para seus clientes, e estes podem fazer seus pedidos na hora que quiser on-line. • Capacidade de oferecer um rico conjunto de informações envolvendo a localização e identificação do produto, comentários de outros consumidores, informações sobre preço e frete, e tempo de entrega. • Baixo custo operacional, não precisando arcar com gastos extras comuns em uma loja física tais como aluguel, contratação de pessoal e outros. Poderá manter sua estrutura atual e conta com mais um forte canal de vendas. • Redução do ciclo de tempo para a entrega de produtos e serviços. • Criação de relacionamentos mais próximos com os consumidores, através das redes sociais. • Redução dos custos de comunicação e transação, podendo eliminar intermediários do canal de distribuição. • Divulgação da marca: A internet amplia o tempo de exposição da sua marca e mostra que a sua empresa está preparada para atender seus clientes na era da informação. • Tempo: o prazo de entrega das compras pode variar de 4 até 24 horas, dependendo da forma de pagamento e da localidade. • Garantia: com o apoio das lojas físicas é mais fácil trocar um produto que é comprado. • Estoque preservado: com este sistema elimina-se as eventuais perdas de estoque, ocasionadas em lojas físicas, seja ocasionado pelo cliente (roubos) bem como perdas cometidas por descuidos de funcionários na frente de caixa. •O varejo virtual não necessita de espaço físico e funcionários como uma loja física, diminuindo seus custos. Nessa modalidade, ficam abertas 24 horas por dia e oferecem serviços personalizados de acordo com o perfil do consumidor. Além disso, pode ser um complemento da loja tradicional ou somente um estabelecimento puramente virtual. O cliente, através do site da empresa, pode navegar pelas categorias de produtos, visualizar as descrições e fotos e adicioná-los a um carrinho de compras, à semelhança do que ocorre com a Jocar e tantas outras. Além disso, o cliente pode escolher a forma e a condição de pagamento e ter a garantia de entrega no local informado, por meio de um sistema de acompanhamento do pedido e entrega de produtos. O sistema de entregas deve ser eficiente e seguro, garantindo ao cliente pontualidade e integridade dos produtos.
  • 9. 9 Planejamento de Marketing Digital Nas compras on-line, os consumidores não conseguem tocar, sentir ou provar os produtos disponíveis para compra. Entretanto, se souberem o que estão procurando, a internet poderá representar economia de tempo e dinheiro. As compras virtuais têm apresentado perspectivas animadoras, mostrando um perfil maduro e profissional, visto que a prática de realizar transações comerciais pela internet tem sido cada vez mais utilizada. Desta forma, a Casa Grande Auto Shopping vai deixar de ser simplesmente uma empresa tradicional com lojas físicas, ampliando seu canal de distribuição para o varejo sem loja. Atualmente, o comércio eletrônico com a utilização da internet está progredindo rápido, no qual o consumidor pode fazer compras nas lojas virtuais, com acesso a grande quantidade de produtos e serviços a qualquer hora e qualquer local, trazendo conveniência para o cliente. Já para a empresa, a conciliação dessas duas vias, pode proporcionar atrair mais clientes e expandir seus negócios no mercado. Portanto, a Casa Grande Auto Shopping deve se adaptar a estas novas tecnologias para que consiga conquistar novos clientes e manter os já existentes, uma vez que o sucesso, a longo prazo, só poderá ser alcançado mediante satisfação dos mesmos. O sistema de compras on- line representa novas oportunidades e novos desafios tanto para os comerciantes tradicionais quanto para empreendedores da nova economia. O Sistema de atendimento on-line da Casa Grande Auto Shopping pode abranger diferentes segmentos: • Site de compras: um espaço vital e interativo onde o cliente faz e recebe suas compras na comodidade de sua casa. O site é o cartão de visitas da empresa. Sua elaboração deve ser planejada de forma que seja atrativo e de fácil navegação (usabilidade e comprabilidade). O layout é a parte mais importante do site. Tudo deve estar devidamente em seu lugar, separado por assunto, menus de navegação inseridos onde possam ser visto e acessados pelo cliente sem a necessidade de sair procurando de um lado para o outro, levando em conta também o público alvo a ser atingido. Assim o site será um instrumento de pesquisa e também uma ferramenta de marketing e vendas muito poderosa. Esta ferramenta possibilita comunicação junto ao cliente sobre os seus produtos e serviços, apresentando seus diferenciais.
  • 10. 10 Planejamento de Marketing Digital • Mala-direta: A utilização de mala direta é um recurso bastante eficaz, usado principalmente para a divulgação de produtos, serviços ou para fins informativos. O grande diferencial da mala direta está no fato de que através de um único modelo de carta, o remetente consegue dirigir-se diretamente a cada pessoa, independentemente do número de destinatários ao qual a mesma será remetida. Através da mala-direta são oferecidos os serviços e produtos através de catálogos, folhetos ou outros. E-mail com promoções, felicitações e convites, tornando o cliente único e especial. • Redes Sociais: A internet oferece a facilidade de agrupar pessoas com interesses em comum, transferindo-lhes um grande poder de negociação e, conseqüentemente, afetando esforços de administração de empresas. A popularização da internet permitiu reunir pessoas com interesses comuns, independentemente da sua localização geográfica, e agrupá-las em comunidades virtuais, transferindo a seus membros um grande poder de negociação. A partir desse estágio, as pessoas passaram a desempenhar um papel inimaginável algum tempo atrás, definindo não apenas o que desejam comprar, mas também onde comprar, como comprar, quando receber e, ainda, quanto estão dispostas a pagar. O contato direto ao consumidor, oferecendo os produtos, divulgação de promoções e interação direta com o cliente. • Lounge Casa Grande: Uma maneira inteligente de o cliente se familiarizar com a loja virtual é oferecer em cada loja um espaço aconchegante, instrutivo onde os clientes poderão ver como o sistema é simples e conhecer todas as vantagens de compras online. Os Lounges são máquinas instaladas em locais de fácil acesso dentro de cada loja ou em pequenos pontos por toda a cidade. • Compras Coletivas: Sistema de promoções, por venda na Internet, um produto com determinada quantidade, promoção ativa por algumas horas e as mercadorias retiradas na loja ou entregues em casa. Neste sistema a Casa Grande Auto Shopping tem a possibilidade de alcançar consumidores que não atingiria em condições normais e trazê-lo para conhecer o seu produto em promoção e, eventualmente adquirir outros produtos. Além disso, a exposição da marca nos anúncios é interessante, bem como a possibilidade de se fidelizar os novos clientes e maximizar o resultado da campanha. Um produto anunciado e vendido coletivamente pode gerar em uma semana milhares de acessos ao site, o que facilmente contribui para a colocação privilegiada nos mecanismos de busca.
  • 11. 11 Planejamento de Marketing Digital Interligando políticas da empresa Treinamento de pessoal - Sendo um alvo de grande potencial a ser conquistado, o varejo virtual tornou-se um segmento de inúmeras possibilidades de se realizar compras e vendas a distância, por meio do computador. Do mesmo modo que a loja física deve treinar toda a equipe de vendas, a loja virtual deve estar preparada para fornecer o mais alto nível de satisfação dos visitantes, e a partir disto, tornou-se uma preocupação crescente em valorizar o cliente como indivíduo através do desenvolvimento de produtos e serviços. Afinal, os clientes virtuais tendem a serem exigentes, já que alguns cliques podem mudar de loja. Entrega de compras: Os Correios já possuem um sistema eficiente e com larga experiência, o qual será aplicado nas compras on-line. Hoje os clientes são muito diferentes do que eram há 10 anos. Esta é a era da tecnologia e da Internet, onde tudo é rápido e o tempo está cada vez mais curto. Atualmente, os consumidores são conquistados com valor agregado, cada vez mais criativos e serviços exclusivos. Entrega em casa é um daqueles serviços de valor para os nossos clientes modernos. Os clientes ficaram felizes em receber serviços na porta da sua casa. Os benefícios são muitos e, naturalmente, a ampliação do serviço deve ser planejada com cuidado para que a abordagem venha a produzir os resultados desejados e não se tornar apenas um custo para a empresa. O serviço de entrega é uma ferramenta de vendas. O serviço tem por objetivo poupar tempo aos clientes. A chave para o sucesso das entregas ao domicílio é a velocidade. Um cliente que paga o valor deste serviço, especialmente se estiver pagando por um serviço que economize tempo, distância e gasolina.
  • 12. 12 Planejamento de Marketing Digital CONCLUSÃO Este plano de marketing detalhará os passos corretos para a Casa Grande Auto Shopping ampliar seu mercado, atrair público e conquistar espaço diferenciado e novos clientes.. O mundo digital (online) não está perfeitamente integrado ao mundo de negócios da empresa, deixando que a marca perca valor, perdendo também oportunidades de negócio por não ser encontrada quando seus produtos são procurados. A proposta contempla um estudo da situação atual da Casa Grande Auto Shopping em várias áreas digitais como: site, redes sociais, branding, públicos alvos e sugere mudanças onde a melhora pode significar um grande implemento nos negócio da empresa. A análise de palavras-chave mostra os possíveis aumentos de tráfegos no site e com ele a expectativa de novos negócios gerados a partir das plataformas digitais, oferecendo novas soluções de conteúdo dinâmico, convergência de mídias e geolocalização. Se a Casa Grande Auto pretende ser líder em vendas num futuro próximo, deve se apropriar no presente de novas tecnologias e formas de comércio. Daqui a 10 anos esse tipo de serviço será algo vital na vida das pessoas, levando em conta que as tecnologias serão cada vez mais presentes no seu cotidiano. Abaixo, uma pequena amostra sa situação atual, numa simples busca por auto peças em Florianópolis. Contato: Paulo Roberto Consul 48 9911 4497 Entrevistas nos sábados ou à noite, após 18:30h. Acesse o Twitter: @Paulo_Consul - https://twitter.com/#!/Paulo_Consul Facebook: SEO_Paulo - http://www.facebook.com/SeoQuakeTeam?sk=wall#!/pages/SEO- Paulo/240472959306131?sk=app_106171216118819