Projeto site cosmopolit@n

1.012 visualizações

Publicada em

Projeto de Criação e Lançamento do Site de Compra Coletiva – cosmopolit@n para o Curso de Gestão Estratégica da Comunicação do Instituto de Gestão e Comunicação – IGEC/FACHA
COMUNICAÇÃO NA INTERNET E NOVAS MÍDIAS - Prof Renato Giannin

  • MUito Bom minha impressa vai crescer com esse projeto que vo fazer
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

Projeto site cosmopolit@n

  1. 1. PROJETOSITE DE COMPRA COLETIVA Por Carla Viola Cyro Rodrigues Daniela Souza Deborah Carrolo Endora Barboza Ricardo Pinto Projeto de Criação e Lançamento do Site de Compra Coletiva – cosmopolit@n para o Curso de Gestão Estratégica da Comunicação do Instituto de Gestão e Comunicação – IGEC/FACHA
  2. 2. 21. DEFINIÇÃO DO SERVIÇO O projeto de criação e lançamento do site cosmopolit@n é uma proposta para apromoção e vendas de produtos e serviços no mercado crescente da internet brasileira, queé o de compra coletiva, focando em um segmento diferenciado destinado às lésbicas, gays,bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros – LGBT.2. POLÍTICA DE PREÇO Segundo pesquisa realizada no site www.cursodeecormmece.com.br, calculamosgastar com a implantação em torno de R$ 5 mil, atendendo o grau de customizaçãonecessário. O software que utilizaremos na montagem do site será adaptado parapagamento utilizado com o PagSeguro e Pagamento Digital. Contaremos com plataformaWordPress com um plugin (programa acessório) específico para a criação do site dedescontos. Contrataremos um profissional de programação para alterações nos códigos, comoimplementação de rotinas específicas e modificações no layout, e também para amanutenção do sistema, otimização do banco de dados, atualização de ofertas e outrasrotinas do dia a dia da administração do site. O site será preparado com base em pesquisas e novas ferramentas para ajudar ocrescimento e o impulsionamento das vendas, facilitando a vida dos clientes que adquiriremas promoções. Nosso contrato estipulará 50% do valor do cupom para os empresários, nossosclientes, sendo parte recebida depois de 30 dias e outra após 60 dias, ambas vinculadas àutilização dos cupons.
  3. 3. 3 Os sites de compras coletivas existentes no mercado utilizam essa mesma política depreço e alguns estipulam que a receita dos cupons não utilizados, na compra dedeterminados produtos ou serviços, seja repassada à empresa que divulga a oferta.3. DISTRIBUIÇÃO O fluxo de vendas será muito dinâmico e de penetração nacional. Nossodepartamento de captação de clientes fará uma análise da empresa anunciante,mensurando a capacidade de atendimento para os produtos ou serviços oferecidos. Destaforma, poderemos concluir a quantidade de ofertas adequadas a serem anunciadas. Adivulgação de uma nova empresa em nosso site terá planejamento e estratégia articuladospor nossa equipe em curto espaço de tempo. Orientaremos nossos clientes a lidar com osconsumidores da melhor forma possível, já que nosso serviço depende disso para que os“consumidores de oportunidade” voltem a comprar. Esta estratégia não é adotada emqualquer tipo de varejo, somente no e-commerce que elaborar uma campanha dedivulgação e posicionamento de marca.4. CONHECIMENTO DO PDV O sistema de ofertas diárias cria uma urgência na compra e contribui para a comprapor impulso. Como há um contador mostrando que a oferta vai acabar em algumas horas, oconsumidor se sente pressionado e leva um tempo muito menor para avaliar a compra. Nosso conceito será oferecer um desconto muito atraente em um produto por dia. Aestratégia será transmitir para o consumidor a ideia da agilidade na compra, ou seja, mostrarque o desconto é tão bom que o estoque pode acabar a qualquer momento. Assim, osconsumidores interessados se sentem obrigados a comprar o quanto antes se quiseremaproveitar a oferta. Trata-se do famoso “É pegar ou largar”.
  4. 4. 4 Devido ao senso de urgência da compra em pouco tempo ou tempo real, esse tipo deoferta gera um buzz muito grande, encorajando indivíduos a repassar para os outros ecriando, assim, potencial para o crescimento exponencial, tanto na exposição como nainfluência da mensagem. As pessoas querem informar aos seus conhecidos sobre a ótimacompra e o nosso site estará preparado para isso, com integração às mídias sociais. É umreforçador do valor da marca e de propaganda espontânea. Como os vírus reais, talestratégia aproveita o fenômeno da rápida multiplicação para levar uma mensagem amilhares e até milhões de pessoas de forma eficaz. O serviço não é sazonal, venderemos produtos em qualquer época, sem prejuízo.Contudo, aproveitaremos as oportunidades, ou seja, em época de férias, ofertaremos hotéis;durante o inverno, podemos ofertar rodízios de fondue; no verão, spas e academias paramanter a forma e assim por diante.5. SITUAÇÃO DO MERCADO O comércio eletrônico brasileiro faturou R$ 14,8 bilhões em 2010. O valor superou osR$ 14,5 bilhões projetados para o período e representa um crescimento de 40% comparadoa 2009, quando o e-commerce movimentou R$ 10,6 bilhões. No período, foram realizados 40milhões de pedidos por 23 milhões de e-consumidores. Os dados são da 23ª edição doRelatório WebShoppers, realizado pela e-bit, com apoio da Câmara Brasileira de ComércioEletrônico. O estudo é resultado de pesquisas realizadas com mais de 3.500 lojas virtuais eseu painel de e-consumidores. Uma das principais novidades do e-commerce em 2010 foram os sites de comprascoletivas. No Brasil, esse modelo caiu no gosto dos consumidores. Segundo o Ibope, emagosto de 2010, 3,6 milhões de usuários acessaram pelo menos um site de comprascoletivas. Em dezembro de 2010, os acessos aumentaram para oito milhões de usuários. Ofaturamento do segmento vem crescendo a cada mês: R$ 1 milhão (junho/2010), R$ 4milhões (julho/2010), R$ 6 milhões (agosto/2010) e R$ 10 milhões (setembro/2010). Em2011, a perspectiva é que o mercado movimente R$ 500 milhões.
  5. 5. 5 O mercado se encontra em expansão, mas existe uma real necessidade de se mantera qualidade dos produtos e serviços ofertados para não cair no descrédito perante osconsumidores. Atualmente são mais de 1.200 endereços virtuais que oferecem produtos e serviçoscom descontos que podem chegar a 90%, caso comprados por um número mínimo deconsumidores, diz o levantamento da e-bit. Ainda de acordo com esse estudo, com o boom observado no último ano, 61% dosentrevistados disseram conhecer o conceito de compra coletiva. Destes, 51% relataram nãoter realizado nenhuma compra, enquanto 49% já adquiriram alguma oferta. Dosconsumidores que já compraram, 82% pretendem voltar a fazê-lo nos próximos três meses.Os 58% dos entrevistados que ainda não tiveram experiência em compras coletivas tambémpretendem adquirir seu cupom pela primeira vez.6. COMPARAÇÃO COM A CONCORRÊNCIA O sistema é semelhante ao site do Peixe Urbano e Groupon, que são referências nomercado nacional, logo, são nossos concorrentes indiretos. Não temos conhecimento sobreconcorrentes diretos no mercado, pois nosso site é direcionado a um segmento específico.7. POSICIONAMENTO O mercado de players a cada dia se torna mais competitivo. Desde junho de 2010, ocrescimento de novos sites de compras coletivas foi de 231%. Alguns tentam inovar, oucopiar algo diferente dos serviços estrangeiros, mas basicamente o princípio sempre é omesmo: desconto para compras coletivas. Buscando a inovação, desenvolvemos um sitepara um nicho de mercado diferenciado, um segmento em alta no país, que é o destinado às
  6. 6. 6lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros – LGBT, termo atualoficialmente usado para a diversidade no Brasil.8. PÚBLICO-ALVO E LOCALIZAÇÃO Inicialmente, o nosso público-alvo era conhecido pelo termo GLS, sendo arepresentação para gays, lésbicas e simpatizantes. Com o crescimento do movimento contraa homofobia e da livre expressão sexual, a sigla GLS foi alterada para GLBS, ou seja, gays,lésbicas, bissexuais e simpatizantes, que logo foi mudado para GLBT e GLBTS com a inclusãoda categoria dos transgêneros (travestis, transexuais, transformistas, crossdressers, bonecase drag queens, entre outros). O termo atual oficialmente usado para a diversidade no Brasil é LGBT (lésbicas, gays,bissexuais, travestis, transexuais e trangêneros). A alteração do termo GLBT em favor deLGBT foi aprovada na 1ª Conferência Nacional GLBT realizada em Brasília no período de 5 e 8de junho de 2008. A mudança de nomenclatura foi realizada a fim de valorizar as lésbicas nocontexto da diversidade sexual e também de aproximar o termo brasileiro com o termopredominante em várias outras culturas. Em suma, seria melhor defini-los como Movimentodos Não-Heterossexuais o que seria um meio de exclusão, que não tem nada a ver com aproposta que é justamente de inclusão de todos que se identificam com a causa, direta ouindiretamente. Nossa maior captação de clientes será no Rio de Janeiro e São Paulo, consideradas ascapitais LGBT do Brasil, mas outras cidades já são consideradas gay-friendly, por possuíremcomunidade LGBT atuante, como Recife, Florianópolis, Salvador e Fortaleza, que tambémserão incluídas em nosso serviço.
  7. 7. 7 O alto poder aquisitivo dos consumidores LGBT torna o mercado cada vez maislucrativo. De acordo com pesquisas, eles já possuem renda 30% superior a dosheterossexuais. Dados da IGLTA (Associação Internacional de Turismo de Gays e Lésbicas, nasigla em inglês) revelam que, somente no ano passado, o pink money (dinheiro rosa,expressão usada para diferenciar os lucros do mercado gay) consumiu R$ 100 bilhões emturismo no mundo. Com renda superior a dos casais heterossexuais, os LGBTs são alvo de produtosexclusivos, que hoje vão de pacotes turísticos, como os cruzeiros LGBTs, a lançamentosimobiliários em redutos LGBTs, como a Rua Frei Caneca, na Consolação (zona central dacapital paulista). Em 2010, foi lançado um cartão de crédito, o Arco Íris Card, da empresaJJCL Brasil Cartões, que serviu como agregador de ofertas e serviços voltados ao público.9. ANÁLISE DAS CINCO FORÇAS COMPETITIVAS DE PORTER 9.1. Rivalidade entre concorrentes Nosso negócio sofre grande ameaça da concorrência, já que aumenta, quase a cadadia, o número de novos sites de compras coletivas. Assim, à medida que a demanda declientes por ofertas aumenta, cresce, na mesma proporção, a quantidade de sites nestesegmento. É fato que o mercado brasileiro tem um grande potencial de crescimento nestesetor, mas isso não significa que o grande volume de clientes vá se distribuir entre umgrande número de players. De acordo com pesquisa recente do portal Bolsa de Ofertas, dedicado a acompanharas novidades deste negócio, o Brasil tem hoje mais de 1000 sites de compra coletiva,número surpreendente se considerarmos que há apenas um ano o negócio surgiu no país – opontapé inicial foi dado pelo Peixe Urbano, que começou suas atividades em março de 2010.
  8. 8. 8 Para vencer essa forte concorrência, criamos um diferencial ousado: nosso site édirecionado para um público específico e isto pode ser bastante competitivo e vantajoso.Normalmente, o que ocorre no comércio pela internet, após a consolidação de umsegmento, é um forte líder seguido a distância por um grupo de concorrentes também compoder de fogo e uma quantidade maior de pequenos que encontraram um diferencialcompetitivo que os permitiu atrair clientes. Por essa razão, nossa estratégia foi encontrar um nicho específico de produtos eserviços com forte demanda e focar exclusivamente nestes produtos. Assim, a marca temchance de ser conhecida pelo mercado como referência em determinado nicho e sobreviver,ou ser comprada futuramente por um dos grandes players, o que também pode ser umexcelente negócio. Entendemos que a criação de um negócio em um segmento que sócresce é um grande risco, mas seu sucesso é possível graças a um diferencial competitivocomo o nosso: ofertar produtos e serviços para um público com forte poder aquisitivo, oLGBT. 9.2. Poder de Barganha dos Fornecedores Quanto aos nossos fornecedores temos que analisar alguns aspectos: Para a equipe contratada para criação, manutenção e alteração do site e aquela quefará a captação de clientes, acompanharemos o padrão de salário oferecido pelo mercado. Para o fornecimento de serviços, como provedor de internet, administradora deimóveis, para aluguel da sala onde estabeleceremos nosso negócio, teremos amplo mercadode ofertas para a escolha. Notamos que o poder de barganha dos fornecedores que, no nosso caso, sãoinsumos, serviços e pessoal não nos causaria grandes transtornos, mesmo que se façanecessária a troca no meio do processo, uma vez que acompanharíamos as variações demercado.
  9. 9. 9 Os principais fatores que corroboram esta afirmação são:  O setor conta com inúmeras empresas fornecedoras;  Não há grande diferenciação dos produtos e serviços dos fornecedores;  A mão-de-obra contratada não exige difícil especialização técnica. 9.3. Ameaça de Novos Entrantes O mercado de e-commerce sofre com a grande concorrência instalada a qualquermomento. São inúmeros os sites de venda online, que surgem diariamente no ambientevirtual. Os motivos para esse “boom” são muitos, desde a realização com poucos recursos,financeiros e materiais, até a facilidade de comprar com apenas um clique, na comodidadedo lar. Para introduzir e comercializar uma página de vendas na web não é necessário disporde grande valor econômico. Além disso, o serviço pode ser feito dentro de casa. Basta terum micro e suporte adequado para que a tarefa seja realizada. Podemos denominar esseconceito como uma de nossas fraquezas, ou seja, a facilidade de ingressar no comércioonline. Em contrapartida, ao mesmo tempo em que se tem essa facilidade, vale ressaltar quepara se consolidar neste mercado é necessário esforço, criatividade, destaque e eficiência noserviço prestado, entre outros requisitos. Outro fator importante no mercado de e-commerce é a facilidade em fechar onegócio sem altos gastos financeiros e materiais. Esses conceitos justificam o “entra e sai” desites na atualidade. Assim, é possível constatar que os nossos concorrentes diretos eindiretos surgem a todo o momento.
  10. 10. 10 Focaremos as nossas estratégicas e táticas em nosso público-alvo, que é diferenciadono serviço de compras coletivas. É um fator que nos favorece, já que absorvemos um nicho de mercado em ascensão.Em nosso planejamento estratégico, incluiremos pesquisas frequentes sobreestabelecimentos que se adequam a nossa marca, mantendo o padrão e a qualidade dasofertas oferecidas no cosmopolit@n. 9.4. Ameaça de Produtos Substitutos O site de compras coletivas cosmopolit@n propõe a venda de produtos e serviçosdestinados ao público LGBT. Devido à grande diversidade do que estamos ofertando, há umaconcorrência direta e indireta, principalmente por esse público ter alto poder aquisitivo. Isto pode ocorrer com frequência, uma vez que a compra pode ser realizada semintermédio do site. Ou seja, o interessado não precisa ir à busca de alguma promoção, massim comprar o produto ou serviço diretamente, caso seja conveniente para ele. Sabe-se que,para hotéis, pousadas e restaurantes, por exemplo, pode haver uma fila de espera e areserva demorar um tempo considerável. É muito comum também, nesses sites, as pessoas presentearem as outras com acompra de cupons. Porém, a escolha pode ser por um produto ou serviço que não estáanunciado no cosmopolit@n, mas que poderia, sim, estar entre as nossas ofertas. Isso querdizer que um possível comprador pode escolher outro presente para esse público,equivalente, mas que não seja ofertado pelo nosso site.
  11. 11. 11 9.5. Poder de Barganha dos Clientes Percebemos que o poder de barganha dos clientes que, neste caso, são osanunciantes – empresas cujos serviços e produtos atingem o público-alvo LGBT – é um tantosignificativo. Os consumidores finais também têm esse poder, pois podem escolherprodutos/serviços semelhantes nos concorrentes. Acreditamos que os principais fatores que sustentam este fato são:  As compras do setor são de grande volume – o objetivo do site é justamente reunir o maior número de compradores finais, diluindo o preço total do produto/ serviço;  A decisão do comprador final recai sobre preço e qualidade – este é um fator decisivo para a compra ou não de determinado produto/serviço no site de vendas coletivas ou diretamente com o anunciante.  A possibilidade de os anunciantes oferecerem os mesmos produtos/serviços, sem o atravessador (site) – em razão de o nosso público-alvo ser extremamente exigente e requintado, com alto poder aquisitivo, o anunciante está em situação confortável para oferecer ao comprador final, sem prejuízo de custos e qualidade, os mesmos produtos/serviços sem precisar de um intermediário, neste caso o site de compras coletivas.
  12. 12. 1210.CAMPANHA DE E-MAIL MARKETINGObjetivo: Convidar, instigar o público-alvo a se tornar cliente do nosso negócio.Público-alvo: Foco no público LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais etransgêneros)Diferencial: Além das ofertas, os usuários que se cadastrarem no nosso site receberãoalertas, por e-mail, de eventos voltados para este público, como feiras de moda comdescontos (Feira Hype, Top Fashion Bazar).Ação: Reunir os contatos dos anunciantes (mailings) para envio do e-mail de lançamento.No e-mail de lançamento, iremos divulgar não só as ofertas, mas também os conceitos donosso negócio, que são exclusividade e preço.Os conteúdos podem seguir a seguinte linha:“Você está convidado a...”“Um mundo de vantagens exclusivas...”“Criado para você!”“Aqui você vai encontrar...”“E tudo isso com um preço mais do que especial”Ideias para layout: cores quentes, fortes, chamativas, como laranja e roxo.Tipos de produtos/serviços anunciados: hotéis gayfriendly; cruzeiros e pacotes turísticos;tratamentos estéticos, como depilação; boates/casas noturnas; academias; cursos degastronomia; restaurantes; lojas de roupas (grifes); aulas de dança de salão; shows queinteressam a este público, como por exemplo: Ana Carolina, Preta Gil, Maria Gadú; musicais;ensaios carnavalescos, como Banda de Ipanema, entre outros.
  13. 13. 1311.IDEIAS DE CONTEÚDO PARA OS E-MAILS MARKETING:Ideia 1Você está convidado a explorar um novo site de ofertasCriado especialmente para vocêCosmopolit@n<logo>Aqui você vai encontrar...Ofertas exclusivasDescontos incríveisProdutos e serviços que você nunca viu!Aproveite, navegue, explore este mundo de vantagens criado para você!<Entram ofertas abaixo>Ideia 2Já imaginou encontrar em um só lugar tudo o que você sempre quis?E ainda contar com ofertas criadas exclusivamente para você?Chegou o Cosmopolit@n<logo>O seu mundo de ofertas<Entram ofertas abaixo>
  14. 14. 1412.SITE COSMOPOLIT@N Missão Oferecer ao consumidor e ao anunciante, respectivamente, uma rede de comprascoletivas direcionada ao segmento de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais etransgêneros (LGBT), com grandes descontos e uma ferramenta de divulgação e captação declientes afins de promoções nesse nicho. Visão Ser pioneiro em segmentação mercadológica em compra coletiva e se tornarreferência nacional, obtendo resultados amplos a atingir e beneficiar compradores eanunciantes de todo o Brasil. Valores Honestidade com anunciantes e clientes, sendo ético nas relações de compras evendas coletivas oferecendo uma solução justa e equivalente a cada negócio. Quem somos O cosmopolit@n é o único site de compras coletivas que atende exclusivamentelésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros (LGBT), anunciando ofertasdiárias para um público versátil, nos melhores endereços e lojas de diferentes cidades doBrasil. Oferecemos aos nossos clientes o melhor em moda, restaurantes, bares, boates,turismo e muito mais, sempre voltados ao público LGBT. Aos nossos anunciantes, ampliamos a oportunidade de conquistar e receber novosclientes em seus estabelecimentos. Tenha o seu cupom em mãos e desfrute das melhores promoções que só ocosmopolit@n pode oferecer ao público LGBT.E-mail: sac@cosmopolitan.com.brTelefone: 0800 000 0000
  15. 15. 1513.OTIMIZAÇÃO ON-PAGE (SEARCH ENGINE OPTIMIZATION)Meta Tags<TITLE>COSMOPOLIT@N SITE DE COMPRAS COLETIVAS PARA LGBT - LÉSBICAS, GAYS,BISSEXUAIS, TRAVESTIS, TRANSEXUAIS E TRANSGÊNEROS</TITLE><meta name="TITLE" content=“COSMOPOLIT@N SITE DE COMPRAS COLETIVAS PARA LGBT- LÉSBICAS, GAYS, BISSEXUAIS, TRAVESTIS, TRANSEXUAIS E TRANSGÊNEROS"><meta name="description" content=“Somos um Clube LGBT, visamos à satisfação delésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros, anunciando ofertas diáriaspara um público versátil, nos melhores endereços e lojas de sua cidade."><meta name="keywords" content=“melhores promoções, compra coletiva, glbt, lésbicas,gays, gls, gais, gueis, gls, bissexuais, travestis, transexuais, transgêneros, cosmopolit@n,cosmopolitan, cosmopolita, cosmopollitan, cosmopolittan, cosmopolitann, kosmopolita,kosmopollitan, kosmopolittan, kosmopolitann, público, anunciantes, clientes, Brasil”><meta name="url" content=“http://www.cosmopolitan.com.br/"><meta name="author" content=“IDEIA-SE PROJETOS"><meta name="rating" content="geral,general"><meta name="robots" content="index,follow"><meta name="googlebot" content="index,follow"><meta name="revisit-after" content="1 days">
  16. 16. 16<meta name="distribution" content="global"><meta name="copyright" content=“IDEIA-SE PROJETOS"><meta http-equiv="content-language" content="portugues - pt-br">13.1. Palavras Principaismelhores promoções lésbicas bissexuais transgêneroscompra coletiva gays travestis cosmopolit@nlgbt gls transexuais cosmopolitan13.2. Palavras Secundáriascosmopolita kosmopolita gls públicocosmopollitan kosmopollitan gais anunciantescosmopolittan kosmopolittan gueis clientescosmopolitann kosmopolitann Brasil
  17. 17. 1714.BUZZ MARKETING14.1. Nossos Vetores – Utilizaremos três tipos de vetores:  Vetores Conectores, aqueles que conhecem uma infinidade de pessoas, criando um perfil nas redes sociais para divulgar a nossa marca e as nossas promoções;  Vetores Mavens, pessoas que sabem tudo sobre tudo, adoram emitir uma opinião sobre qualquer assunto. A nossa marca cosmopolit@an, inspirada na palavra cosmopolita, já diz tudo, nosso público-alvo “LGBT”, são pessoas que acham que conhecem o mundo e tudo que acontece nele. Assim, será fácil envolvê-los para divulgar os bons resultados colhidos com a compra de nossas ofertas e as experiências vividas para fazer o boca a boca. Além disso, criaremos um blog com a nossa marca, para que os consumidores possam postar suas opiniões.  Vetores Persuasores, indivíduos que estão sempre tentando convencer os outros. Não há, verdadeiramente, público mais vaidoso que o LGBT: são pessoas que, pela sua própria natureza, são desbravadores e, consequentemente, descobridores de novidades que transmitem aos outros um convencimento que é muito peculiar à classe. Lançaremos um e-mail marketing para estimular que os LGBTs convidem seus amigos para fazer parte de nosso cadastro.14.2. Nossos Meios - Prioritariamente as mídias sociais com a criação de um perfil noFacebook, Orkut e Twitter. Assim, conseguiremos visibilidade para a comoção de nossopúblico-alvo. Criação de um blog para possibilitar que opiniões e experiências sejamtrocadas. Divulgação através de um e-mail marketing, “Convide um amigo e ganhe créditospara a sua próxima compra” – para cada amigo cadastrado, o consumidor receberádescontos de 5%, não cumulativo, em cada compra efetuada.
  18. 18. 1814.3. Nosso Contexto – Utilizaremos dois contextos:  O natural, aproveitando as datas festivas para oferecermos ofertas condizentes com o momento.  O artificial, a estratégia do boca a boca. Instigaremos o nosso público LGBT por meio de fóruns em nosso blog e nas redes sociais, para divulgar a novidade, o sucesso de suas experiências, os momentos vividos, a felicidade alcançada. Envolveremos nossos evangelistas para que eles tenham vontade de contar, comentar e expor suas opiniões sobre nosso site.14.4. NOSSO ALVO É o público LGBT - lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros.Iremos divulgar nosso produto onde nosso alvo estiver, falaremos sua língua, penetraremosna sua atenção seletiva e, ao mesmo tempo, despertaremos sua atenção com nossas açõesde marketing.15.MOBILE MARKETING Em nossa conta do twitter, promoveremos gincanas uma vez por semana, com horamarcada, com perguntas que tratarão das peculiaridades do público LGBT: sua história, suasconquistas, enfim, seu mundo. Os primeiros três seguidores que responderem corretamente receberão um brindeque será um chaveiro ou uma camisa, estampados com um QR-code com nossa conta notwitter, o design de nossa marca e os seguintes dizeres “siga o site cosmopolitan.com.br noTwitter”.
  19. 19. 1915.1. Brindes Mobile Marketing15.2. Nosso QR-code
  20. 20. 2016.LAYOUT DO SITE
  21. 21. 2117.REFERÊNCIAS• Brasil já tem mais de 1000 sites de compras coletivas. Disponível em: <www.bolsadeofertas.com.br> Acesso em: 10 fev. 2011.• Curso E-Commerce Treinamento e Consultoria. Disponível em: <www.cursodeecommerce.com.br>. Acesso em: 05 fev. 2011.• Competitividade entre lojas virtuais contribui para queda da inflação da web. Disponível em: <www.metaanalise.com.br>. Acesso em: 05 fev. 2011.• A febre das compras coletivas. Disponível em: <www.webcontexto.com.br>. Acesso em: 02 fev. 2011.• E-Commerce cresce 40% no Brasil em 2010. Disponível em:<www.ecommercenews.com.br>. Acesso em: 22 mar. 2011.• Transformações no comportamento de consumo no E-commerce. Disponível em:<www.mundodomarketing.com.br>. Acesso em: 27 mar. 2011.• ESPM - Marketing Digital – Aula 8. Disponível em:<www.slideshare.net>. Acesso em: 02 abr. 2011.• KOTLER, P. e KELLER, K. L. - Administração de Marketing – 12ª edição. São Paulo: Prentice Hall, 2006.

×