SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
GRUHL   Grupo de Humanização ao Luto  Psic. Patricia Bader Coord. Serviço de Psicologia Unidade Itaim Agosto 2008
Luto é um processo de reorganização e adaptação: física, psíquica, social, cultural, econômica,... Um processo inclui etapas e pode se iniciar no ambiente hospitalar, mas dificilmente terá seu fim no mesmo lugar. Normalmente as pessoas enfrentam fases do luto, são elas:negação, revolta, barganha, depressão e aceitação.
OBJETIVO  Facilitar o processo de luto garantindo condições para a melhor forma de enfrentamento.   DE QUE FORMA Elegendo um acompanhante Orientando e facilitando sobre as questões administrativas Oferecendo espaço fisico adequado Mantendo uma boa relação com a família Oferecendo suporte profissional adequado
Estrutura Fase 2 Apresentação  à família Fase 3 Acompanhar à  administração e  até o fim do processo Fase 1   Acionar  Membro do  GRUHL
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Questões que as pessoas enlutadas normalmente se fazem ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Cuidando de familiares em situação de luto ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
NÃO FAÇA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Importante ,[object Object],[object Object]
Oh, pedaço de mim Oh, metade afastada de mim Leva o teu olhar Que a saudade é o pior tormento É pior do que o esquecimento É pior do que se entrevar Oh, pedaço de mim Oh, metade exilada de mim Leva os teus sinais Que a saudade dói como um barco Que aos poucos descreve um arco E evita atracar no cais Oh, pedaço de mim Oh, metade arrancada de mim Leva o vulto teu Que a saudade é o revés de um parto A saudade é arrumar o quarto Do filho que já morreu Oh, pedaço de mim Oh, metade amputada de mim Leva o que há de ti Que a saudade dói latejada É assim como uma fisgada No membro que já perdi Oh, pedaço de mim Oh, metade adorada de mim Lava os olhos meus Que a saudade é o pior castigo E eu não quero levar comigo A mortalha do amor Adeus     Pedaço de Mim – Chico Buarque

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Menopausa e Climatério
Menopausa e Climatério Menopausa e Climatério
Menopausa e Climatério Laís Lucas
 
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund FreudPsicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund FreudIsabella Ruas
 
Luto, perda e separação na infância
Luto, perda e separação na infânciaLuto, perda e separação na infância
Luto, perda e separação na infânciaTeresa Andrade
 
Cuidando do cuidador
Cuidando do cuidadorCuidando do cuidador
Cuidando do cuidadorpastorlinaldo
 
Aula 11 a morte e o luto2
Aula 11 a morte e o luto2Aula 11 a morte e o luto2
Aula 11 a morte e o luto2Futuros Medicos
 
Paciente em fase terminal
Paciente em fase terminalPaciente em fase terminal
Paciente em fase terminalRodrigo Abreu
 
QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
 QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia  QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia Stefane Rayane
 
Aula reforma psiquiátrica
Aula reforma psiquiátricaAula reforma psiquiátrica
Aula reforma psiquiátricaAroldo Gavioli
 
Teoria das relações interpessoais em enfermagem
Teoria das relações interpessoais em enfermagemTeoria das relações interpessoais em enfermagem
Teoria das relações interpessoais em enfermagemAnhanguera Enfermagem A/B
 
Intervenção em crises
Intervenção em crisesIntervenção em crises
Intervenção em crisesAroldo Gavioli
 
Saúde do Idoso - Transtornos psiquicos
Saúde do Idoso - Transtornos psiquicosSaúde do Idoso - Transtornos psiquicos
Saúde do Idoso - Transtornos psiquicosJúnior Maidana
 
Transtornos mentais comuns e somatização
Transtornos mentais comuns e somatização Transtornos mentais comuns e somatização
Transtornos mentais comuns e somatização Inaiara Bragante
 
Palestra saúde mental e qualidade de vida
Palestra saúde mental e qualidade de vidaPalestra saúde mental e qualidade de vida
Palestra saúde mental e qualidade de vidaFernando R. G. Paolini
 
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...Aroldo Gavioli
 

Mais procurados (20)

Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?
Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?
Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?
 
Menopausa e Climatério
Menopausa e Climatério Menopausa e Climatério
Menopausa e Climatério
 
Como cuidar da minha saúde mental?
Como cuidar da minha saúde mental?Como cuidar da minha saúde mental?
Como cuidar da minha saúde mental?
 
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund FreudPsicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
 
Luto, perda e separação na infância
Luto, perda e separação na infânciaLuto, perda e separação na infância
Luto, perda e separação na infância
 
O luto slid ucan.2016
O luto slid   ucan.2016O luto slid   ucan.2016
O luto slid ucan.2016
 
Saúde Mental
Saúde Mental Saúde Mental
Saúde Mental
 
Cuidando do cuidador
Cuidando do cuidadorCuidando do cuidador
Cuidando do cuidador
 
Aula 11 a morte e o luto2
Aula 11 a morte e o luto2Aula 11 a morte e o luto2
Aula 11 a morte e o luto2
 
Paciente em fase terminal
Paciente em fase terminalPaciente em fase terminal
Paciente em fase terminal
 
QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
 QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia  QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
 
Aula reforma psiquiátrica
Aula reforma psiquiátricaAula reforma psiquiátrica
Aula reforma psiquiátrica
 
saude mental
saude mental saude mental
saude mental
 
Saúde mental
Saúde mentalSaúde mental
Saúde mental
 
Teoria das relações interpessoais em enfermagem
Teoria das relações interpessoais em enfermagemTeoria das relações interpessoais em enfermagem
Teoria das relações interpessoais em enfermagem
 
Intervenção em crises
Intervenção em crisesIntervenção em crises
Intervenção em crises
 
Saúde do Idoso - Transtornos psiquicos
Saúde do Idoso - Transtornos psiquicosSaúde do Idoso - Transtornos psiquicos
Saúde do Idoso - Transtornos psiquicos
 
Transtornos mentais comuns e somatização
Transtornos mentais comuns e somatização Transtornos mentais comuns e somatização
Transtornos mentais comuns e somatização
 
Palestra saúde mental e qualidade de vida
Palestra saúde mental e qualidade de vidaPalestra saúde mental e qualidade de vida
Palestra saúde mental e qualidade de vida
 
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
 

Semelhante a Apoio ao luto no hospital

Resumo do artigo: Reações e sentimentos de profissionais da enfermagem frente...
Resumo do artigo: Reações e sentimentos de profissionais da enfermagem frente...Resumo do artigo: Reações e sentimentos de profissionais da enfermagem frente...
Resumo do artigo: Reações e sentimentos de profissionais da enfermagem frente...grupoterminalidade
 
Resumo do artigo como lidar com a morte.
Resumo do artigo como lidar com a morte.Resumo do artigo como lidar com a morte.
Resumo do artigo como lidar com a morte.grupoterminalidade
 
2 prevencao de suicidio com efeitos
2 prevencao de suicidio com efeitos2 prevencao de suicidio com efeitos
2 prevencao de suicidio com efeitosventofrio
 
Boletim informativo abril2015
Boletim informativo   abril2015Boletim informativo   abril2015
Boletim informativo abril2015fespiritacrista
 
ApresentaçãO Morte
ApresentaçãO MorteApresentaçãO Morte
ApresentaçãO Morteguestb58853
 
ELA - Esclerose Lateral Amiotrófica - "Enfrentamento das dificuldades imposta...
ELA - Esclerose Lateral Amiotrófica - "Enfrentamento das dificuldades imposta...ELA - Esclerose Lateral Amiotrófica - "Enfrentamento das dificuldades imposta...
ELA - Esclerose Lateral Amiotrófica - "Enfrentamento das dificuldades imposta...Soraya Oliveira
 
Abraçando a vida.pptx
Abraçando a vida.pptxAbraçando a vida.pptx
Abraçando a vida.pptxDenner Macêdo
 
Reproducao palestra na avtsm
Reproducao palestra na avtsmReproducao palestra na avtsm
Reproducao palestra na avtsmAna Rauber
 
feature_astrid_final_
feature_astrid_final_feature_astrid_final_
feature_astrid_final_Pedro Agoas
 

Semelhante a Apoio ao luto no hospital (20)

Resumo do artigo: Reações e sentimentos de profissionais da enfermagem frente...
Resumo do artigo: Reações e sentimentos de profissionais da enfermagem frente...Resumo do artigo: Reações e sentimentos de profissionais da enfermagem frente...
Resumo do artigo: Reações e sentimentos de profissionais da enfermagem frente...
 
Resumo do artigo como lidar com a morte.
Resumo do artigo como lidar com a morte.Resumo do artigo como lidar com a morte.
Resumo do artigo como lidar com a morte.
 
Capelania perdas e luto
Capelania   perdas e lutoCapelania   perdas e luto
Capelania perdas e luto
 
2 prevencao de suicidio com efeitos
2 prevencao de suicidio com efeitos2 prevencao de suicidio com efeitos
2 prevencao de suicidio com efeitos
 
FamíLia
FamíLiaFamíLia
FamíLia
 
FamíLia
FamíLiaFamíLia
FamíLia
 
Boletim informativo abril2015
Boletim informativo   abril2015Boletim informativo   abril2015
Boletim informativo abril2015
 
Elaboração do Luto
Elaboração do LutoElaboração do Luto
Elaboração do Luto
 
O que é qualidade de vida
O que é qualidade de vidaO que é qualidade de vida
O que é qualidade de vida
 
Síntese aula 7.pptx
Síntese aula 7.pptxSíntese aula 7.pptx
Síntese aula 7.pptx
 
Luto Perinatal
Luto PerinatalLuto Perinatal
Luto Perinatal
 
A elaboração da morte
A elaboração da morteA elaboração da morte
A elaboração da morte
 
Seminário de geriatria
Seminário de geriatriaSeminário de geriatria
Seminário de geriatria
 
ApresentaçãO Morte
ApresentaçãO MorteApresentaçãO Morte
ApresentaçãO Morte
 
As 5 fases do luto.docx
As 5 fases do luto.docxAs 5 fases do luto.docx
As 5 fases do luto.docx
 
ELA - Esclerose Lateral Amiotrófica - "Enfrentamento das dificuldades imposta...
ELA - Esclerose Lateral Amiotrófica - "Enfrentamento das dificuldades imposta...ELA - Esclerose Lateral Amiotrófica - "Enfrentamento das dificuldades imposta...
ELA - Esclerose Lateral Amiotrófica - "Enfrentamento das dificuldades imposta...
 
Abraçando a vida.pptx
Abraçando a vida.pptxAbraçando a vida.pptx
Abraçando a vida.pptx
 
Reproducao palestra na avtsm
Reproducao palestra na avtsmReproducao palestra na avtsm
Reproducao palestra na avtsm
 
Instituto Espírita de Educação - Perdas e Luto
Instituto Espírita de Educação - Perdas e LutoInstituto Espírita de Educação - Perdas e Luto
Instituto Espírita de Educação - Perdas e Luto
 
feature_astrid_final_
feature_astrid_final_feature_astrid_final_
feature_astrid_final_
 

Mais de Núcleo Pró-Creare - Psicologia - Assistência & Ensino (6)

O discurso psicológico e o discurso médico
O discurso psicológico e o discurso médicoO discurso psicológico e o discurso médico
O discurso psicológico e o discurso médico
 
Intervenções psicológicas em saúde pública
Intervenções psicológicas em saúde públicaIntervenções psicológicas em saúde pública
Intervenções psicológicas em saúde pública
 
Estresse ou ansiedade
Estresse ou ansiedadeEstresse ou ansiedade
Estresse ou ansiedade
 
Dor e subjetividade
Dor e subjetividadeDor e subjetividade
Dor e subjetividade
 
Aspectos psíquicos no processo de amamentação
Aspectos psíquicos no processo de amamentaçãoAspectos psíquicos no processo de amamentação
Aspectos psíquicos no processo de amamentação
 
Aspectos psíquicos em gestação de alto risco
Aspectos psíquicos em gestação de alto riscoAspectos psíquicos em gestação de alto risco
Aspectos psíquicos em gestação de alto risco
 

Último

Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 

Último (20)

Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 

Apoio ao luto no hospital

  • 1. GRUHL Grupo de Humanização ao Luto Psic. Patricia Bader Coord. Serviço de Psicologia Unidade Itaim Agosto 2008
  • 2. Luto é um processo de reorganização e adaptação: física, psíquica, social, cultural, econômica,... Um processo inclui etapas e pode se iniciar no ambiente hospitalar, mas dificilmente terá seu fim no mesmo lugar. Normalmente as pessoas enfrentam fases do luto, são elas:negação, revolta, barganha, depressão e aceitação.
  • 3. OBJETIVO Facilitar o processo de luto garantindo condições para a melhor forma de enfrentamento. DE QUE FORMA Elegendo um acompanhante Orientando e facilitando sobre as questões administrativas Oferecendo espaço fisico adequado Mantendo uma boa relação com a família Oferecendo suporte profissional adequado
  • 4. Estrutura Fase 2 Apresentação à família Fase 3 Acompanhar à administração e até o fim do processo Fase 1 Acionar Membro do GRUHL
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12. Oh, pedaço de mim Oh, metade afastada de mim Leva o teu olhar Que a saudade é o pior tormento É pior do que o esquecimento É pior do que se entrevar Oh, pedaço de mim Oh, metade exilada de mim Leva os teus sinais Que a saudade dói como um barco Que aos poucos descreve um arco E evita atracar no cais Oh, pedaço de mim Oh, metade arrancada de mim Leva o vulto teu Que a saudade é o revés de um parto A saudade é arrumar o quarto Do filho que já morreu Oh, pedaço de mim Oh, metade amputada de mim Leva o que há de ti Que a saudade dói latejada É assim como uma fisgada No membro que já perdi Oh, pedaço de mim Oh, metade adorada de mim Lava os olhos meus Que a saudade é o pior castigo E eu não quero levar comigo A mortalha do amor Adeus Pedaço de Mim – Chico Buarque