Gregório

2.085 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

Gregório

  1. 1. Gregório de Matos e Guerra “ Boca do Inferno” Angela Francisca Mendez de Oliveira Karine Miranda Campos
  2. 3. Trajetória 1636 – Nascimento na Bahia. 1642 – Estudos no Colégio dos Jesuítas. 1650 – Embarque para Portugal. 1652 – Ingresso na Universidade de Coimbra. 1661 – Formatura em Cânones e casamento com d. Michaela de Andrade, em Lisboa. 1663 a 1674 – Nomeação para juiz. Procurador e representante da Bahia, nas cortes, em Lisboa. 1974 – Destituição da Procuradoria da Bahia. 1678 – Morte de d. Michaela de Andrade. 1679 – Nomeação para desembargador da Relação Eclesiástica na Bahia.
  3. 4.   1682 – Retorno ao Brasil. Nomeação para tesoureiro-mor da Sé. 1683 – Destituição dos cargos eclesiásticos. 1684 – Início das viagens pelo Recôncavo Baiano. 168(?) – Casamento com Maria dos Povos. 1694 – Deportamento para Angola. 1695/96 – Morte no Recife.
  4. 5. Sátira Reação zombeteira que perpassa tanto sua composição como sua recepção. O espírito que enforma a produção da sátira pode contar-se não só nos sátiros/bodes do cortejo de Dionísio/Baco, como pode ligar-se ao divino Pan, híbrido de atributos caprinos e humanos, filho de Híbris e Zeus. É ele que, no Olimpo, provoca o riso, divertindo os deuses com sua feiura perfeita. Nos campos da Arcádia, Pan atrai remoques aos quais responde com gritos que aterrorizam e afugentam indesejáveis .
  5. 6. Poesia Satírica <ul><li> A sátira barroca fundamenta-se na crítica de costumes, mas “O Boca do Inferno&quot; não perdoava ninguém: ricos e pobres, negros, brancos e mulatos, padres, freiras, autoridades civis e religiosas, amigos e inimigos, todos, enfim, eram objeto de sua &quot;lira maldizente”. </li></ul>
  6. 7. <ul><li>Sua obra poética reflete influências clássicas e sobretudo influências dos poetas espanhóis Gôngora e Quevedo. No entanto, é uma das obras poéticas mais originais da língua portuguesa no séc. XVII. Caracteriza-se por possuir aspectos tipicamente barrocos. </li></ul><ul><li>Assim, ela se compõe de elementos opostos como é próprio do barroco. De um lado, há os poemas líricos, de fundo religioso, moral e amoroso. De outro lado, há os poemas satíricos, sendo alguns eróticos e outros até mesmo pornográficos. </li></ul>
  7. 8. <ul><li>Por esse lado satírico, Gregório de Matos Guerra era chamado de “Boca do Inferno&quot;. </li></ul><ul><li>Em suas sátiras ridicularizou e atacou violentamente o clero e toda a sociedade baiana da época. Nesses poemas encontra-se uma verdadeira crônica da vida colonial brasileira no séc.XVII. </li></ul>
  8. 10. O governador Câmara Coutinho, por exemplo, foi assim retratado: <ul><li>“ Nariz de embono com tal sacada, que entra na escada duas horas primeiro que seu dono.” </li></ul>
  9. 11. <ul><li>Em resposta a uma freira, satirizando-a por ter lhe atribuído o nome de Pica-flor (pássaro). </li></ul>
  10. 12. <ul><li>“ Se Pica-flor me chamais, </li></ul><ul><li>Pica-flor aceito ser, </li></ul><ul><li>mas resta agora saber, </li></ul><ul><li>se no nome que me dais, </li></ul><ul><li>meteis a flor, que guardais </li></ul><ul><li>no passarinho melhor! </li></ul><ul><li>Se me dais este favor, </li></ul><ul><li>Sendo só de mim o Pica, </li></ul><ul><li>e o mais vosso, claro fica, </li></ul><ul><li>que fica então Pica-flor.” </li></ul>
  11. 13. Ao casamento de certo advogado com uma moça mal reputada:
  12. 14. <ul><li>“ Casou-se nesta terra esta e aquele. </li></ul><ul><li>Aquele um gozo filho de cadela, </li></ul><ul><li>Esta uma donzelíssima donzela, </li></ul><ul><li>Que muito antes do parto o sabia ele. </li></ul><ul><li>Casaram por unir pele com pele; </li></ul><ul><li>E tanto se uniram, que ele com ela </li></ul><ul><li>Com seu mau parecer ganha para ela, </li></ul><ul><li>com seu bom parecer ganha para ele. </li></ul><ul><li>Deram-lhe em dote muitos mil cruzados, </li></ul><ul><li>Excelentes alfaias, bons adornos, </li></ul><ul><li>De que estão os seus quartos bem ornados: </li></ul><ul><li>Por sinal que na porta e seus contornos </li></ul><ul><li>Um dia amanheceram, bem contados, </li></ul><ul><li>Três bacias de trampa e doze cornos. “ </li></ul>
  13. 15. <ul><li>Criticando a vida acadêmica: </li></ul>
  14. 16. <ul><li>“ Mancebo sem dinheiro, bom barrete Medíocre o vestido, bom sapato Meias velhas, calção de esfola-gato Cabelo penteado, bom topete; </li></ul><ul><li>Presumir de dançar, cantar falsete, Jogo de fidalguia, bom barato, Tirar falsídia ao moço do seu trato, Furtar a carne à ama, que promete; </li></ul><ul><li>A putinha aldeã achada em feira, Eterno murmurar de alheias famas, Soneto infame, sátira elegante; </li></ul><ul><li>Cartinhas de trocado para a freira, Comer boi, ser Quixote com as damas, Pouco estudo: isto é ser estudant e. ” </li></ul>

×