Barroco - Literatura.

2.197 visualizações

Publicada em

Apostila - Dom Bosco.

Publicada em: Educação
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.197
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
272
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Barroco - Literatura.

  1. 1. BARROCO PADRE ANTÔNIO VIEIRA. GREGÓRIO DE MATOS.
  2. 2. PE. ANTÔNIO VIEIRA
  3. 3. Contexto Histórico – XVI e XVII. • Pe. Antônio Vieira preocupava-se com questões sociais, políticas e religiosas. • O surgimento do Barroco decorre por uma inquietação humana pelas duas formas existentes de compreender a realidade: - Conhecimento científico. - Fé. • Inquietação aumentava conforme as monarquias europeias enriqueciam, em razão do desenvolvimento do comércio e da conquista de novas terras com as Grandes Navegações.
  4. 4. Contexto Histórico – XVI e XVII. • Nas ciências, houve grande contribuição de Galileu, Francis Bacon e Descartes • Os três pensadores pregaram modernos métodos de investigação e de sistematização filosófica. • Após a Reforma Protestante, a Contrarreforma tomou conta. • Contrarreforma: movimento da Igreja que se opunha ao avanços científicos que buscavam explicar suas teorias comprovando-as e não usando Deus como o criador.
  5. 5. Arte barroca no Brasil. • Presente nas várias manifestações artísticas: músicas, esculturas, pinturas e literaturas. • O barroco surgiu no período da Contrarreforma e adotou a religiosidade como tema principal na produção artística. • O país passava por um momento rico devido à mineração, produção de açúcar, fumo e extração de madeiras. • Arte barroca foi utilizada principalmente em Minas Gerais. • Característica principal: visão ao infinito. Os tetos das igrejas têm pinturas que se projetam as nuvens. • Alejadinho foi o principal pintor brasileiro do barroco.
  6. 6. Barroco na Literatura. • Barroco: Pérola que apresentava algum defeito, alguma irregularidade. • Movimento surgido na Espanha (XVI), logo após na Itália, onde foi difundido até chegar ao Brasil. • Os escritores do barroco representam os conflitos humanos em suas obras. • Os temas abordados fazer reflexão sobre vida e morte. • O homem é representado como um ser que quer aproveitar o máximo do momento presente diante da brevidade da vida.
  7. 7. Barroco na Literatura. • Os artistas barrocos tentavam fundir duas visões em suas obras: - Medieval e teocêntrica (Contrarreforma). - Renascentista e antropocêntrica. • Usavam de um modo contraditório para perceber a vida, que é refletido na linguagem que foge da clareza e objetividade nas obras literárias barrocas. • Linguagem rebuscada, exagerada, com uso de muitas figuras de linguagem (em especial: metáfora, paradoxo e antítese). • Buscavam a beleza em seus textos.
  8. 8. Barroco na Literatura. • Existem dois estilos resultados dos recursos exagerados de expressão: - Cultismo: linguagem culta, jogo de palavras, comum em poesias em que aparecem trocadilhos e poesias. Faz alusão ao poeta Gôngora. Uso do hipérbato. - Conceptismo: Quevedo foi o principal representante, muito utilizado por Pe. Vieira. Complexidade na argumentação, exigindo, assim, atenção do leitor, já que não expressa o sentido de uma forma clara.
  9. 9. Barroco no Brasil. • Colonos portugueses vinham ao Brasil explorar a cana-de-açúcar e o comércio. • Conforme enriqueciam, mandavam seus filhos à Europa para ter formação religiosa ou em Direito. • Os estudantes tinham contato com o Barroco e o trouxeram ao Brasil, reformulando-o conforme as condições.
  10. 10. Principais Características. • Conflito entre o antropocentrismo do Renascimento e o teocentrismo medieval (ciência x religião). • Culto do contraste (pela apresentação de ideias ou pelas palavras). • Uso abusivo de figuras de linguagem (principais: metáfora e antítese). • Linguagem culta. • Uso do conceptismo (na prosa) e do cultismo (na poesia).
  11. 11. Pe. Antônio Vieira
  12. 12. Padre Antônio Vieira. • Nasceu em Lisboa. • Veio ao Brasil ainda criança. • Teve formação jesuítica e tornou-se sacerdote em 1634. • Propagou esses principais ideais: • - Defesa de cristãos novos (oposição à Inquisição). • - Defesa dos índios que estavam sendo escravizados. • Uso genial da linguagem, estudado tanto à literatura portuguesa, quanto a literatura brasileira. • Principais obras: Sermões (15 volumes).
  13. 13. Gregório de Matos
  14. 14. Gregório de Matos Guerra. • Nasceu em Salvador. • Em suas obras satirizava tanto desafetos pessoais quanto políticos. • Por causa de sua obras satíricas, foi deportado à Angola. • Suas obras abrangiam tanto a religiosidade, quanto poesias satíricas e eróticas. • Didaticamente: Poesias satíricas e líricas (religiosas e amorosas).
  15. 15. Poesia Satírica. • Teve como alvo ricos e pobres, brancos e negros, religiosos e ateus. • Permitem construir um painel sobre a sociedade baiana do século XVII. • Faz crítica pessoal e social. • Adotou combinações originais e termos coloquiais. • Usava a intertextualidade.

×