Gestao da producao

738 visualizações

Publicada em

Conceitos do Lean Manufacturing e TOC - Teoria das Restrições

Publicada em: Engenharia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
738
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
65
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • 1
  • Gestao da producao

    1. 1. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Ferramentas do Lean Manufacturing e TOC – Teoria das Restrições
    2. 2. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. “Nos tempos de nossos avós, ter o maquinário já era suficiente para alcançar o sucesso”
    3. 3. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Oportunidade - Melhorar o Sistema “Produtividade”; Meio - Através das Ferramentas Lean e TOC; Ganho - Reduzir a Despesa Operacional e o Inventário.
    4. 4. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Tipos de Restrições: • As Restrições podem ser Físicas, como por exemplo, um equipamento ou a falta de material, mas elas podem ser também de ordem Gerencial, como procedimentos, políticas e normas.
    5. 5. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Definição de Restrição: • A Restrição é qualquer elemento ou fator que impede que um sistema conquiste um nível melhor de desempenho no que diz respeito a sua meta.
    6. 6. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Produção Enxuta: • Segundo Taiichi Ohno, engenheiro chefe da Toyota, criador do Sistema Toyota de Produção, que baseia-se em uma filosofia de trabalho enxuta, sem desperdícios, afirma que toda empresa tem 7 desperdícios que eliminados ou reduzidos á um mínimo aceitável, elevam a eficiência do ganho como um todo.
    7. 7. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Os 7 Desperdícios • Produção em Excesso: Produzir mais, mais cedo ou mais depressa do que o exigido pelo próximo processo ou cliente. • Espera: Operadores ociosos durante o ciclo da máquina, nas panes de equipamentos, nos atrasos de peças, etc.
    8. 8. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Os 7 Desperdícios • Transporte: O transporte em sí é um desperdício porque não cria valor. Obviamente peças e produtos precisam ser transportados, mas qualquer movimento além do mínimo absoluto é desperdício. • Super-processamento: Processamento desnecessário ou incorreto.
    9. 9. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Os 7 Desperdícios • Estoque: Armazenamento de materiais brutos, peças, estoque em processo e produtos acabados desnecessários. Mais precisamente é armazenar mais do que o necessário. • Movimentação: Operadores fazendo movimentos que não agregam valor. • Correção: Inspeções, Retrabalhos e Refugos.
    10. 10. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Definição da Meta de uma Empresa: • Goldratt diz que a meta de qualquer empresa que visa lucro é ganhar dinheiro, portanto, todas as ações devem ser direcionadas para este fim! • Porém muitas empresas acreditam que aumento da eficiência em qualquer ponto, leva a atingir o lucro. Na verdade o aumento tem que ser no ponto da restrição.
    11. 11. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Indicadores Financeiros: • Nós sabemos se estamos ganhando dinheiro através de medições financeiras como o Lucro Líquido (LL) e o Retorno sobre o Investimento (RSI). Existe, ainda, uma terceira medida, o Fluxo de Caixa (FC) relacionado à sobrevivência da empresa. Assim, as principais ações estratégicas e táticas são analisadas em função de seu impacto nas medidas acima.
    12. 12. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Indicadores Confusos: • Muitas vezes torna-se difícil associar ou relacionar o impacto de uma determinada ação sobre medidas financeiras como, por exemplo, o quanto irá melhorar o LL e o RSI se cortarmos pela metade os lotes de fabricação? Para solucionar esta dificuldade, a TOC define 3 medidas operacionais que, em conjunto, são absolutamente suficientes para avaliar ações. São elas:
    13. 13. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Indicadores Confusos: • Muitas vezes torna-se difícil associar ou relacionar o impacto de uma determinada ação sobre medidas financeiras como, por exemplo, o quanto irá melhorar o LL e o RSI se cortarmos pela metade os lotes de fabricação? Para solucionar esta dificuldade, a TOC define 3 medidas operacionais que, em conjunto, são absolutamente suficientes para avaliar ações. São elas:
    14. 14. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. A Nova Estrutura – DO, I, G • No novo sistema de referência, somente três parâmetros são necessários para medir o impacto de qualquer decisão gerencial sobre os diversos níveis da empresa. I DO G Despesa Operacional Investimento Ganho
    15. 15. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Indicadores Claros: • Despesa Operacional é todo o dinheiro que a empresa gasta a fim de transformar o inventário em ganho; • Investimento ou Inventário é todo o dinheiro que o sistema investiu na compra de coisas que ele pretende vender; • Ganho é o índice pelo qual o sistema gera dinheiro através das vendas;
    16. 16. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Indicadores Claros: • Ganho é o dinheiro que entra; • Inventário ou Investimento é o dinheiro atualmente dentro do sistema; • Despesa Operacional é o dinheiro que temos que desembolsar a fim de que o ganho aconteça.
    17. 17. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Indicadores Claros: • Analisando estas definições, poderemos concluir com certa facilidade que a ação ideal é aquela que consegue, de forma simultânea, aumentar o Ganho, reduzir o Investimento (inventário) e reduzir a Despesa Operacional. Dessa forma teremos o melhor impacto possível nas medições financeiras.
    18. 18. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Redução de Lotes • Se conseguirmos cortar uma boa fatia dos lotes de produção, então teremos uma redução no tempo de produção, reduzindo os prazos de entrega e nos tornando mais competitivos e, portanto, incrementando o Ganho. Paralelamente, a redução dos lotes significa, menor tempo gasto com paradas de máquinas, mais disponibilidade de mão de obra, menos material em processo e, por consequência, menor Investimento em materiais e menor Despesa Operacional para manter este estoque.
    19. 19. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Estoque em excesso Estoque em excesso Excesso de Capacidade Aumento da despesa Operacional = Diminuição do Lucro
    20. 20. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como Aumentar o Ganho? • Os kaizens efetuados, trouxeram aumento do ganho? • Todas as máquinas fazendo peças, mesmo que sejam para estoque, geram um ganho de eficiência? R. O ganho foi somente naquele ponto isolado, não chegou até o fim da cadeia produtiva. Não trabalhamos na restrição.
    21. 21. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como Aumentar o Ganho? • Os kaizens efetuados, trouxeram aumento do ganho? • Todas as máquinas fazendo peças, mesmo que sejam para estoque, geram um ganho de eficiência? R. O ganho foi somente naquele ponto isolado, não chegou até o fim da cadeia produtiva. Não trabalhamos na restrição.
    22. 22. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Conceitos: • Produtividade é o ato de uma empresa ficar mais próxima à sua Meta; • A Meta é reduzir a despesa operacional e o inventário; • Gargalo é aquele recurso cuja a capacidade é igual ou menor a demanda colocada nele; • Não Gargalo é qualquer outro recurso cuja a capacidade é maior que a demanda colocada nele.
    23. 23. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Os 5 passos da TOC 1. Identificar a Restrição do Sistema; 2. Decidir como Explorar a Restrição; 3. Subordinar o Resto a Decisão Anterior; 4. Elevar a Restrição do Sistema; 5. Se num passo anterior a restrição for eliminada, Retornar ao primeiro passo. AVISO: Não deixe que a Inércia cause uma “Restrição ao Sistema”
    24. 24. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. O que determina a força de uma corrente? • É o ELO mais FRACO!
    25. 25. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. 1º Passo – Identificar a Restrição • O que determina a força de uma corrente? R. é o ELO mais FRACO • Então se você quiser aumentar a força de uma corrente qual deve ser o 1º passo? R. Descobrir o ELO mais FRACO / Identificar o Gargalo.
    26. 26. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. 2º Passo – Explorar a Restrição • Teremos que ajustar a capacidade para que o gargalo fique na frente da produção, ou seja, torne-se um não gargalo!
    27. 27. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como Explorar um Gargalo • DIMINUIR a carga do Gargalo: O Gargalo só deveria receber as peças que realmente teriam que ser entregues para o cliente, ou seja, só a demanda do mercado; Fazer o gargalo trabalhar para estoque não diminui a carga, ao contrário, aumenta a carga do gargalo.
    28. 28. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. A importância de um Gargalo • Todas as vezes que um gargalo termina uma peça, nós estamos tornando possível a expedição do produto. E quanto que isto significa para nós em vendas / Ganho?
    29. 29. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Custo de um Gargalo • Quanto é o custo da 2ª operação, digamos por uma hora? • Furadeira $20,00; Torno Revolver $25,00; Retifica $45,00; Laminadora $40,00 e Fresa $21,00. Custo Médio/Hora: R$30,00
    30. 30. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Custo de um Gargalo • Nós sabemos que a capacidade da fábrica é igual a capacidade de seus gargalos, certo? Então.... • O que os gargalos produzem em uma hora é o equivalente ao que a fábrica inteira produz em uma hora; • Por isso....uma hora perdida no gargalo é uma hora perdida no sistema inteiro!
    31. 31. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Custo de um Gargalo • Então, quanto custaria para a fábrica se ela ficasse parada uma hora? R. Se o gargalo não esta trabalhando, o custo não é apenas uma hora/máquina do gargalo! O custo real de um gargalo é a despesa total do sistema dividida pelo número de horas que o gargalo produz!
    32. 32. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Tirar Alguma Carga do Gargalo • Existem dois temas principais nos quais nós precisaremos nos concentrar... • Primeiro, certifiquemo-nos de que o tempo do gargalo não esta sendo desperdiçado. E como será que o tempo do gargalo é desperdiçado? R. Uma maneira é o gargalo ficar parado durante o intervalo de almoço. Outra é o processamento de peças que já têm defeitos, ou que terão por causa de um empregado descuidado ou de mal controle de processo. Uma terceira maneira de desperdiçar o tempo de um gargalo é fazê-lo trabalhar em peças que você não precisa naquele momento
    33. 33. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Tirar Alguma Carga do Gargalo • Controle de Qualidade : O CQ é feito no final da cadeia de operações, as peças já foram processadas pelo gargalo. Não seria melhor fazer o controle de qualidade antes do gargalo? • Por que perdemos tempo no gargalo processando defeitos? Coloque o CQ na frente do Gargalo!
    34. 34. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. 3º Passo – Subordinar o Resto à Decisão Anterior • Faça a produção puxada, certifique que a fábrica trabalhe pela demanda do mercado, não para estoques! • Faça com que a Fábrica trabalhe pela puxada do Gargalo!
    35. 35. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Subordinar a Fábrica ao Gargalo • Produção empurrada gera desperdícios! Quando se trabalha com alto inventário, você coloca os recursos disponíveis para trabalhar para o ganho futuro e consequentemente gera gargalos por todo o sistema. Horas Extras, Compras de material, ferramentas, Energia elétrica, Refugos, etc... Compromete seu fluxo de caixa...Taiichi Ohno diz que a produção em excesso é o pior desperdício, pois aumenta em muito os demais desperdícios.
    36. 36. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Excesso de Produção – Quanto Desperdício:
    37. 37. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Excesso de Produção – Quanto Desperdício:
    38. 38. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Subordinar a Fábrica ao Gargalo • Por isso, façamos os gargalos trabalharem apenas no que contribuirá para o ganho hoje... e não daqui a alguns meses. Esta é uma maneira de aumentar a capacidade dos gargalos. A outra é tirar alguma carga dos gargalos e passá-la para onde não é gargalo.
    39. 39. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. O Inventário Corrói o ganho • Porque estamos fazendo os gargalos trabalharem em inventário que não aumentará o ganho? R. Formamos inventário para manter a eficiência, ou seja, manter as máquinas trabalhando! • Mas nosso problema não é eficiência. Nosso problema são os Leads Time longos demais!
    40. 40. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. O Inventário Corrói o ganho • Como sabemos, toda e qualquer fábrica tem restrição, ou seja, gargalos. Se todos os recursos de uma fábrica estiverem sendo utilizados, não estaremos sendo eficientes, como muitos pensam, estaremos nos afastando do ganho! • O “Não Gargalo” não determina o ganho, mesmo trabalhando 24 horas por dia!
    41. 41. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como Atingir o Ganho • Supomos que as peças da 1ª operação sejam chamadas de “X” e da 2ª operação “Y”. • Sempre que for possível ativar X acima do nível de Y, resultará apenas em excesso de inventário, nunca em ganho maior.
    42. 42. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como Atingir o Ganho • Quando fazemos com que “X” a 1ª Operação “não gargalo” trabalhe mais do que “Y” a 2ª Operação “gargalo”, não estamos aumentando a produtividade, pelo contrário, estamos fazendo exatamente o oposto, estamos criando excesso de inventário, que vai contra a meta!
    43. 43. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como Atingir o Ganho • Mas o que deveríamos fazer? Se não mantivermos o pessoal trabalhando, teremos tempo ocioso que diminuirá a nossa eficiência? • E dai?
    44. 44. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como Atingir o Ganho • Podemos desligar algumas máquinas da 1ª Operação e enviarmos o pessoal para a 2ª Operação! • Por que não? Desta forma não estaríamos aumentando os custos, empurrando produção, aumentando inventário, fazendo horas extras!
    45. 45. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como Atingir o Ganho • Poderemos formular uma regra simples que valerá para todos os casos: O nível de utilização de um não gargalo não é determinado por seu próprio potencial, mas sim por alguma outra restrição do sistema, como por exemplo: Excesso de Produção ou Falta de Vendas.
    46. 46. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como Atingir o Ganho, Eficiência de 100% é Lucro? • Os números não têm sentido a menos que se baseiem nas restrições do sistema. Com matéria-prima suficiente, poderemos manter um empregado ocupado desde agora até a aposentadoria. • Mas será que deveríamos fazer isso? • Não, se quisermos ganhar dinheiro!
    47. 47. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Conceitos: • Lead Time é: O tempo decorrido entre o momento em que a matéria prima entra na fábrica até o minuto em ela sai como produto acabado.
    48. 48. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Exemplo de Lead Time
    49. 49. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Conceitos: Tempo de Processamento x Tempo Parado • Lead Time da Produção: 24 dias (2.073.600 segundos), • Tempo de Processamento: 180s • Tempo que agrega valor = TP / LT 180s / 2.073.600s = 0,01% Ou seja: 1:11.520 !? • Para cada 1 segundo de processamento se perde 11.520 segundos.
    50. 50. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Lead Time dividido em 4 elementos; 1. Preparação, é o tempo que a peça gasta esperando por um recurso, enquanto ele está sendo preparado para trabalhar a peça. 2. Tempo do processo, que é o tempo que a peça gasta esperando para ser transformada em uma forma nova e mais valiosa. 3. Tempo na fila, é o tempo que a peça gasta na fila de um recurso enquanto ele está trabalhando outra peça. 4. Tempo de espera, é o tempo que a peça espera,não por um recurso, mas por outra peça, para que elas possam ser montadas ou entregues juntas.
    51. 51. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Lead Time dividido em 4 elementos: • A preparação e o processo, são uma parte pequena do tempo total decorrido para qualquer peça. • Mas a fila e a espera muitas vezes consomem tempo demais - na verdade, a maioria do tempo decorrido que a peça gasta dentro da fábrica.
    52. 52. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Efeito do Gargalo no Lead Time • Para as peças que passam por gargalos, a fila é a parte dominante. A peça fica parada na frente do gargalo durante longo tempo. • Para as peças que passam apenas por não gargalos, a espera é dominante, porque elas esperam na frente da montagem por peças que virão dos gargalos.
    53. 53. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Efeito do Gargalo no Ganho: • O que significa que, em cada caso, são os gargalos que determinam o tempo decorrido. • O que, por sua vez, significa que os gargalos determinam o inventário, bem como o ganho.
    54. 54. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. 4º Passo – Elevar a Restrição (Gargalo) do Sistema • Manter as máquinas, dispositivos e ferramentas sempre em perfeitas condições, afim de não se perder tempo com reparos durante o turno de trabalho; • Fazer estudos na engenharia para eliminação de processos da 2ª operação, ou seja, tentar produzir as peças com o menor número de operações possíveis, para que a mesma não passe pelo gargalo.
    55. 55. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. 5º Passo – Gargalo Eliminado • Se num passo anterior, um gargalo for eliminado, volte ao primeiro passo, mas não deixe que a inércia gere uma restrição no sistema! • Melhoria contínua...nunca existirá uma fábrica sem gargalos! “ O gargalo passa a ser em outro lugar, podendo ser vendas, compras, outros grupos de máquinas, etc..”
    56. 56. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como colocar em prática:
    57. 57. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como colocar em prática: • Cadeia de ajuda: É uma rotina de interação e envolvimento entre as pessoas para se resolver um problema quando ele surge, iniciando-se pelo operador da produção e que envolve as lideranças imediatas e os responsáveis de todas as áreas de apoio, eliminando as
    58. 58. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como colocar em prática: • Cadeia de ajuda: • Pessoal de Apoio a Produção: Gerência, PCP, Supervisão, Engenharia, Qualidade, Almoxarifado, Ferramentaria, Manutenção; • Treinamento de Pessoal com matriz de habilidades; • E tudo isto interligado a um Sistema de TI.
    59. 59. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como colocar em prática:
    60. 60. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como colocar em prática: Funcionários Treinados Conforme o Padrão. Apoio imediato do Líder Ensinar, formar os funcionários e fazer kaizens, a função principal do Supervisor
    61. 61. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como colocar em prática: • Kaizen e o Círculo de Controle da Qualidade “Método Enxuto”
    62. 62. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como colocar em prática: • Acompanhamento da Produção “Método Enxuto”
    63. 63. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como colocar em prática: • Treinamento para multiplicar a filosofia. “Método Enxuto”
    64. 64. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como colocar em prática: • Matriz de Versatilidade “Método Enxuto” Nós podemos lhe ajudar!
    65. 65. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como colocar em prática: • Matriz de Versatilidade “Método Enxuto” Nós podemos lhe ajudar! Apoio à produção perante as instabilidades, a função principal do Grupo
    66. 66. Gestão da Produção através dos Conceitos do Método Enxuto. Como colocar em prática: Solicite nossa ajuda, estamos preparados para lhe ajudar, fornecendo conhecimento, através de consultoria com 95% de prática, focada nos seus resultados., Se não houver ganho você não paga nada! www.metodosenxutos.com.br ou (11)5666-1280 / 9-7469-7580 João Bosco de OLiveira

    ×