Teoria das restrições

22.956 visualizações

Publicada em

0 comentários
11 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
22.956
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
809
Comentários
0
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teoria das restrições

  1. 1. QUALIDADE E PRODUTIVIDADE Teoria das restrições
  2. 2. Teoria das RestriçõesFilosofia geral de gerenciamentodesenvolvida por Eliyahu Goldratt.Utilizada para acelerar e aprimoraro desempenho das organizações
  3. 3. A Empresacomo uma Corrente • Precisamos pensar globalmente! • Devemos fazer apenas as ações locais que irão fortalecer a corrente. • Precisamos focar apenas os recursos escassos nas restrições.
  4. 4. Qual é a Meta de uma Empresa?Satisfação Condição Condição Liderançado Cliente Necessária Necessária CompetitivaProcessos Condição Condiçãode Classe Necessária Vantagem Competitiva Necessária MundialQualidade Condição sem re- Necessária PRODUTIVIADADE/ LUCRATIVIDADE META ! trabalho
  5. 5. TOC - Princípios A META da organização, segundo a TOC, é SER PRODUTIVA E GERAR LUCROSAumentando Ganho (fluxo)taxa segundo a qual o sistema gera dinheiro através da venda de seus produtos ou atendimento dos clientes. Reduzindo Inventários (estoques) dinheiro empregado pela empresa nos bens que pretende vender - apenas-matérias primas Reduzindo Despesas Operacionais dinheiro gasto pelo sistema para transformar estoque em fluxo
  6. 6. TOC - Princípios GI DO
  7. 7. O que é uma restrição?Uma restrição é qualquer coisa(o elo mais fraco) que impede um sistema de atingir umdesempenho maior em relação à sua meta.
  8. 8. Demanda: Restrição 15 U / Dia A B C D EInput 10 20 06 08 09 Output U / Dia U / Dia U / Dia U / Dia U / Dia•Qual é a maior saída (output) do sistema por dia?•Qual é o elo mais fraco?
  9. 9. Princípios do TOCgargalo disponibilidade = 200 h/mês não disponibilidade = 200 h/mês demanda = 200 h/mês gargalo demanda = 150 h/mês 1. Balanceie fluxo e não capacidade100% 75% 2. A utilização de um recurso não gargalo não é determinada pela sua 75% 100% própria disponibilidade mas pela de alguma outra restrição do sistema100% montagem 3. Utilização e ativação de um 75% recurso não são sinônimos
  10. 10. Princípios do TOC processamento preparaçãogargalo 100% do tempo processamento preparação ociosidade não 100% do tempogargalo4. Uma hora ganha num recursogargalo é uma hora ganha para osistema global 5. Uma hora ganha num recurso não gargalo não é nada, é só uma miragem
  11. 11. Princípios do TOCCusto CT Ca Op.1 Op.2 Cp Op.3 Lote econômico LE Lote tempo Op.1 6. O lote de transferência pode não ser e, frequentemente não Op.2 deveria ser, igual ao lote de processamento Op.3 tempo 7. O lote de processamento deve ser variável e não fixo
  12. 12. Princípios do TOC A B 8 10 12 10 A A A B B BItens programa real desvio programa real desvio 1 0-10 0-12 2 10-20 12-22 2 2 10-20 12-24 4 20-30 24-34 4 3 20-30 24-32 2 30-40 34-44 4 4 30-40 32-40 0 40-50 44-54 4 9. A programação de atividades e a capacidade8. Os gargalos não só produtiva devem ser consideradasdeterminam o fluxo do simultaneamente e não sequencialmente. Ossistema mas também lead-times são um resultado da programação edefinem seus estoques não podem ser assumidos a priori
  13. 13. Variações na Produção 5 5 1o. Recurso 2o. Recurso Resultado 4 4 4 4 6 4 6 4 4 6 6 6média 5 5 4,5• A capacidade média individual é de 5 peças/hora• A capacidade média do sistema é de 4,5 peças/hora• As flutuações estatísticas negativas se acumulam
  14. 14. Variações na Produção 5 5 5 1o. Recurso 2o. Recurso 3o. Recurso Resultado 4 4 4 4 4 6 4 4 4 4 6 4 4 6 6 4 6 4 4 4 6 6 4 4 6 4 6 4 6 6 6 6 Média 5 5 5 4,25• A capacidade média individual é de 5 peças/hora• A capacidade média do sistema é de 4,25 peças/hora• As flutuações estatísticas negativas se acumulam. Quanto mais recursos, maior a diferença entre a capacidade individual e a capacidade do sistema
  15. 15. Processo de implantação da TOC A Restrição B• Identificar as restrições;• Explorar as restrições;• Subordinar tudo o mais às restrições;• Procure elevar as restrições;• Se no passo 4 uma restrição foi elevada, voltar ao passo 1. Não deixe que a inércia cause uma restrição no sistema.
  16. 16. Tambor – Pulmão – Corda “Drum – Buffer – Rope” Analogia da Tropa Produto: Matéria prima: espaço espaço a percorrido percorrer Estoque em processoComo evitar que a tropa se disperse? Mais lentos na frente Amarrar os recursos Tambor / sargento... Abordagem TOC
  17. 17. TOC - Desafio I Quanto lucro líquido a P Q empresa pode ter por $90/u $100/u 100 u/sem 50 u/sem semana? Considere: D D 15 min/u 5 min/u •Previsão perfeita •Fornecedores confiáveis •Processo confiável item •MDO bem treinada C C Bcomprado 10 min/u 5 min/u 15 min/u •Zero defeitos $5/u •Zero set-up •4 tipos de trabalhador A B A •1 trabalhador por tipo 15 min/u 15 min/u 10 min/u •5 dias por semana •8 horas por dia •60 minutos por hora MP1 MP2 MP3 •Tempo total = 2400min/sem. $20/u $20/u $20/u •Despesa operacional $6000
  18. 18. Processo decisório baseado em fluxoLucro Líquido = Fluxo – Despesa OperacionalFluxo = taxa segundo a qual o sistema gera dinheiro através davenda de seus produtosFluxo = Qtd. Vendida X (Preço de Venda – Custo de MP)O Fluxo para P e Q são:P: 100 unidades X ($90 - $45) = $ 4500Q: 50 unidades X ($100 - $40) = $ 3000Sendo assim:Lucro Líquido = $7500 - $6000 = $1500
  19. 19. Processo decisório baseado em fluxoDevemos verificar se há alguma restrição no sistema..... Temos 2400 min/sem. disponível para cada recurso: Calculando a carga pela demanda potencial... Recurso A: (100 u X 15 min) + (50 u X 10 min) = 2000... ok! Recurso B: (100 u X 15 min) + (50 u X 30 min) = 3000... ups! Recurso C: (100 u X 15 min) + (50 u 5min) = 1750min... ok! Recurso D: (100 u X 15 min) + (50 u 5min) = 1750 min... ok! logo, não se pode satisfazer o mercado todo!
  20. 20. Qual produto priorizar?Temos que escolher que produto priorizar...Vamos priorizar o mais lucrativo...Quanto a preço de venda, Q ganha ($100 contra $90)Quanto ao custo de materiais, Q ganha ($40 contra $45)Quanto ao “fluxo”, Q ganha ($60 contra $45)Quanto ao esforço para produzir, Q ganha (50 min contra 60 min) ... Q definitivamente é mais lucrativo!
  21. 21. Qual quantidade produzir?Calculando o lucro líquido:Prioridade para Q (Produzir a demanda de Q):50 unidades de Q por semana:usamos (50u X 30min) = 1500 min/s de BSobram 900 min de B:usamos (900min / 15 min/u) = 60 unidades de P Logo, melhor mix é 50 Qs e 60 Ps!
  22. 22. Calculando o Lucro LíquidoCalculando Fluxo por semanaQ: 50u X ($100 - $40) = $3000P: 60u X ($90 - $45) = $2700Fluxo total = $5700Calculando o Lucro Líquido:Lucro líquido = Fluxo – Despesa OperacionalLucro líquido = $5700 - $6000 = UPS! = - $300
  23. 23. Deve-se explorar a restriçãoExplorando a restrição...B(não significa só fazê-la trabalhar todo o tempo)O que se quer é fazer a maior quantidade de dinheiro no recursorestritivo. Deve-se maximizar o fluxo no gargalo!Na verdade:Cada P que se faz, “ganha-se” $45, mas consome-se 15 minutosde B: logo, obtém-se $3 de fluxo para cada minuto de B.Cada Q que se faz, “ganha-se” $60, mas consome-se 30 minutosde B: logo, obtém-se $2 de fluxo para cada minuto de B.
  24. 24. Processo decisório baseado na restrição do sistema.Trocando as prioridades........O correto seria priorizar o produto P poisé o que me gera mais dinheiro na restrição BFazendo P o quanto se possa dada a restrição B:Produzindo 100un de P estaremos utilizando 1500min de B,sobram 900 min para produção de Q;Portanto poderemos produzir: 900/30min = 30 unidades de QCalculando o Fluxo de P e Q:100u de P X $45 = $4500 de fluxo gerado;30u de Q X $60 = $1800 de fluxo geradoFluxo total = $4500 + $1800 = $6300Lucro líquido = $6300 - $6000 = +$300 ! (Fluxo Total – DO)
  25. 25. TOC - Desafio II A BDados do Sistema:Despesa Operacional (DO): R$10500,00 / semanaOperador A = 2400min/sem.Operador B = 2400min/sem. Fórmulas:Produtos X Y LL=G-DODemanda Semanal 120 120 G=Vendas – Custo de M.PPreço 105 100 G=FluxoCusto da Matéria-Prima 45 50Tempo de Processo no Recurso A 2min 10min Qual o maior lucroTempo de Processo no Recurso B 15min 10min por semana que esta empresa pode ter?Tempo Total de Processo 17min 20min
  26. 26. Calculando o G semanal(taxa segundo a qual o sistema gera dinheiro)• Para o produto X: – G = 120 (105-45) = 7200• Para o produto Y: – G = 120 (100-50) = 6000• Calculando o Lucro Líquido: – LL = (7200 + 6000) – 10500 = 2700
  27. 27. Checamos as restrições?• Recurso A: – (120 un.de X * 2min) + (120 un.de Y * 10min) – Tempo de utilização de A = 1440 min.• Recurso B – (120 un.de X *15min) + (120 un.de Y *10min) – Tempo de utilização de B = 3000 min.O Recurso B é o gargalo do nosso sistema!Qual produto devemos priorizar?
  28. 28. Qual produto priorizar?• Qual o mais lucrativo?• Qual gera maior fluxo?• Qual o maior preço de venda?• Qual o mais rápido para produção? X é o PRODUTO!
  29. 29. Priorizando X temos:• 120 unidades de X – Usaremos do recurso B: 15min*120un.=1800min. – Sobraram 600min para produção de Y (60 un.) – Portanto nosso mix será: 120 X + 60 Y – Calculando G(X) = 120 (105-45) = 7200 – Calculando G(Y) = 60 (100-50) = 3000 LL = 10200 – 10500 = -300 ops!!!!! Favor passar no DP para acertar as contas!!!!
  30. 30. Vamos entender o que aconteceu?• Devo explorar minha restrição!!!! – Para cada produto X gero lucro de 60 e estarei consumindo 15 min. do gargalo. • $4,00 de Fluxo (G) por minuto – Para cada produto Y gero lucro de $50 e estarei consumindo 10 min. do gargalo. • $5,00 de Fluxo (G) por minuto
  31. 31. Priorizando Y…………………• 120 unidades de Y – Usaremos do recurso B: 10min*120un.=1200min. – Sobraram 1200min para produção de X (80 un.) – Portanto nosso mix será: 120 Y + 80 X – Calculando G(X) = 80 (105-45) = 4800 – Calculando G(Y) = 120 (100-50) = 6000 LL = 10800 – 10500 = 300!

×