Maria Montessori

3.455 visualizações

Publicada em

Curso Intensivo de Evangelizadores 2012

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.455
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.057
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Maria Montessori

  1. 2. Amados filhos e filhas do nosso coração Música: Aurio Corrá - Azul
  2. 3. Prosseguimos juntos, trilhando a senda de renovação dos nossos Espíritos, ao influxo do Evangelho do Sublime Nazareno. Descobrimos, a cada etapa, o quanto nos compete realizar para que Ele habite as almas que hoje reiniciam seu percurso no mundo, enquanto envergam a roupagem da infância e da mocidade;
  3. 4. O tempo que presenciamos é pujante de desafios . O materialismo atinge o seu ápice em todos os níveis da sociedade; os que se vêem a braços com a abundância, tributam-lhe honrarias e erguem-no à condição de guia incontestável de sua vidas.; os que se debatem na miséria elegem-no como condição única a perseguir para o alcance da felicidade desejada
  4. 5. Essa ordem de fatos, miei cari amici , é a atmosfera onde respiram os tutelados que conduzis em vosso labor educativo na evangelização. A asfixia moral
  5. 6. A asfixia moral que uma educação formal desprovida de espiritualidade produz; O convívio em lares onde o consumismo ou a ânsia dele se instalaram e o testemunho da ausência de afeto entre os membros da família são reflexos do egoísmo que é fortalecido, a cada instante, pelo predomínio do materialismo.
  6. 7. A carência desse sentido especial, que preencha o vazio experimentado por muitas criaturas , arroja-as aos abismos das fugas espetaculares dos vícios que produzem seqüelas físicas e aleijões morais, comprometendo o desempenho da missão recebida do Amorável e Sábio Criador. A solidão humana é uma nuvem densa a envolver multidões que , embora seguindo na mesma direção não logram perceberem para onde vão. São seres sem rumo certo e mutilados psicologicamente, porquanto órfãos de significado existencial.
  7. 8. Disserto, um pouco, filhos amados sobre a realidade tão evidenciada para vós, para que a imagem que ora desejo compartilhar convosco, ressurja com maior nitidez do cenário visitado. Vossos jovens e crianças são as ervas que apontam nesse terreno onde medram espinhos e a terra é adversa à germinação de valores morais. Cabe-vos desenvolver habilidade tal, que sejais capazes de fazê-las crescerem e florirem em meio a todo o nefasto plantio que os cercam.
  8. 10. Não podeis extirpá-las do solo e dos lugares onde a misericórdia divina as situou. Ali deverão vencer-se e exemplificarem a força do bem. Muitos deles são Espíritos em derradeira chance de soerguimento e a vossa contribuição é de superlativa importância para o êxito de suas lutas.   Busqueis, sempre, no limite de vossas forças, nas fibras amoráveis dos vossos corações, a força que dimana do Alto e encontrareis os métodos consentâneos com as díspares realidades com que vos deparareis no exercício da tarefa.
  9. 11. . Em decorrência da loucura que a insensatez disseminou no seio social, há muitos Espíritos mutilados em suas forças sutis que renascem e abrigam-se sob a bandeira do Espiritismo, farol que lhes clareou a vida , quando o conheceram no estágio feito na Pátria verdadeira e serão colocados nas vossas mãos, que deverão conduzi-los na travessia redentora. Tratai, pois, as plantações do périplo onde eles vivem para que, também nas almas próximas a eles incida a luz da mensagem universal do Amor. Atenteis , pois, aos evangelizandos que trazem seus corpos marcados pelas necessidades reencarnatórias.
  10. 12. Em decorrência da loucura que a insensatez disseminou no seio social, há muitos Espíritos mutilados em suas forças sutis que renascem e abrigam-se sob a bandeira do Espiritismo, farol que lhes clareou a vida , quando o conheceram no estágio feito na Pátria verdadeira e serão colocados nas vossas mãos, que deverão conduzi-los na travessia redentora.
  11. 13. Procureis, sempre , unir-vos porque quanto mais ovelhas resgatardes , mais cedo vos poreis a caminho. Sedimenteis no solo da disciplina o conhecimento e cuideis das sementes para que a Messe de trabalho se enfloresça logo. Amai, pois, para adquirirdes a fibra moral que o trabalho do Cristo requisita; Amai-vos para que vossas fileiras se compactem e a tarefa prossiga ao abrigo das investidas suscitadas pela invigilância.
  12. 14. Os planos que estais a conceber vos levarão a novas e promissoras tarefas.
  13. 15.   Preparai-vos, fortalecei-vos, confiando que vossos afazeres e esforços receberão a benção cariciosa do Sol de Luz que banha-nos e enriquece-nos a existência.
  14. 16. Vossos bambini e giovani serão as sombras amigas e benfeitoras de muitos caminhos , inclusive dos vossos, porque regastes com a benção do Amor as suas primeiras florações.
  15. 17. Que Jesus, Pedagogo e Médico excelente vos ampare , filhos amados, sustentando-vos nas abençoadas lutas que vos cabem no seio da morada que que herdastes do Pai.
  16. 18. Da mãe, amiga e irmã Maria Montessori
  17. 19. DIJ FERGS
  18. 20. MENSAGEM RECEBIDA PELA MEDIUNIDADE DE PSICOGRAFIA Porto Alegre
  19. 21. Com carinho , para os evangelizadores Curso Intensivo de Evangelizadores ano 2012

×